LifestyleLifestyle
Decoração, Mi Casa Su Casa
19 set 2021, 16 comentários

Mi casa, Su casa – Elétrica, xok xok

Olá Fufus elétricas! Tão ligadinhas?

Piada de quarentão, eu sei, mas já tenho direito adquirido, HAHAHAHA

Recentemente tivemos vários projetos na fase de distribuição elétrica. Digo distribuição porque existe diferença entre o projeto elétrico, geralmente feito por um engenheiro Civil ou Eletricista, e o que normalmente oferecemos em um projeto de interiores, que é o posicionamento correto de cada caixinha no ambiente.

E é isso que raramente ouvimos alguém conversar sobre o que colocar onde? Como “personalizar” essa instalação para que depois a gente não precise sair usando “réguas” de tomadas ou “benjamins” (na minha região chamamos de T), para conseguir ligar os eletrodomésticos dignamente pela casa de forma não só eficiente, mas segura também.

Falando em segurança, vamos ter uma aulinha chata antes de seguir. Todos odiamos o (já nem tão novo) padrão de tomadas brasileiro. Antes dos xingamentos, o padrão que nosso país adotou é um projeto de décadas já, para que todo o planeta utilizasse um único tipo de plug, e esse foi o desenho mais eficiente/seguro, mas que por enquanto apenas o Brasil e alguns países na África que adotaram. #oremos e #aguardemos. Pega o adaptador e #vemkotio!

Além de voltagem nominais de 110V e 220V, existem outras diferenças, como ciclagem – que não vai ser o foco hoje- e a diferença de amperagem. A amperagem sim encoxa a gente de um jeito especial. A Amperagem está diretamente ligada ao quanto de potência um produto elétrico consome.

Assim como sabemos que chuveiro e ferro de passar roupa “puxam” mais energia, outros itens também precisam de uma tomada de 15 ou 20 amperes. Fisicamente para o morador isso significa que o buraco da tomada é maior, porque o plug da máquina 20 amperes é mais grosso no caso. E isso teoricamente indica para o usuário que não apenas que sua tomada é arrombada, mas que ali dentro da parede tem uma fiação mais forte, que vai suportar toda a carga necessária e que está ligado num disjuntor que vai entender que não é um curto, uma sobrecarga ou um incêndio e desarmar no meio do seu bolo. Vamos para a distribuição antes que todo mundo desista de ler o tio.

Calçadas / jardins / quintais

Se você já morou uma casa com jardim, ou quintal, talvez uma que tem aquela calçada lateral longa… sabe que vez ou outra é necessário cortar a grama, usar uma máquina de lavagem tipo VAP para uma limpeza mais pesada… Se for um quintal com um espaço para receber pessoas vamos precisar de tomada para uma caixa de som, uma TV num dia de jogo, dependendo da região um aquecedor elétrico. Então é necessário que se pense nas possibilidades de uso e deixar os interruptores e tomadas próximo as mesas, ou a cada 10 metros para ir ligando o cortador de grama.

Cozinha

Esse ambiente precisa de muitos plugs, mas nem por isso precisamos metralhar todas as paredes. A lógica a partir da disposição do mobiliário vamos colocar:

1 tomada 10 amperes para:  geladeira; coifa/ depurador;

1 tomada 20 amperes para o microondas, cooktop; forno elétrico, lava louças, triturador.

Dica: mesmo que hoje você não queira, deixe uma tomada embaixo da pia de 20 amperes, para caso no futuro você resolver ter um triturador ou uma lava louças. Quebrar tudo depois de pronto é muito mais caro que uns…. R$ 200,00 reais que vai custar uma tomada a mais na sua obra.

Aí chegamos nas tomadas de bancada, onde vai ser usado uma sanduicheira, um liquidificador… e tudo isso é 10 amperes. Mas pode ser que você queira usar uma air fryer, um grill mais forte, então eu, particularmente prefiro pecar pelo excesso e fazer todas com 20 amperes, ou pelo menos uma de 20 amperes em cada “lado” da bancada. Não coloque as tomadas de bancada muito próximas ao cooktop / fogão e a pia. Respinga tudo e você acaba isolando ou morrendo de medo dessas tomadas. Deixe pelo menos 30 cm de distância.

Lavanderia

Também prefiro focar no excesso e seguir com as tomadas todas em 20 amperes. Peloamor de DeuXXX mesmo que você hoje tenha uma máquina de lavar de abertura superior, deixe uma segunda opção de tomada (e de água e esgoto também) abaixo dos 85cm de altura para – caso no futuro – você troque por um modelo de abertura frontal.

Sala de estar / Sala de TV

Ahh quanta coisa. Por aqui temos que pensar um pouco além do elétrico. No local previsto para a TV, é legal termos:

De 3 a 5 plugs baixos (20 > 40 cm do chão) de 10 amperes (subwoofer, barra de som, aparelhos de tv a cabo, alexa / google home; etc).

1 plug médio (110 > 120 cm do chão) de 10 amperes (tv diretamente)

1 plug alto (210 > 240 cm do chão) de 10 amperes (gosto de deixar o modem alto e no painel da tv

Por isso eu disse que temos que pensar além dos elétricos. É bom ter a chegada da fiação de internet, telefone (sim, ainda se deixa essa passagem) antena.

Pense em itens como luminárias de mesa e de piso e também na limpeza, então é bom ter uma tomada de fácil acesso para ligar um aspirador de pó.

Sala de jantar

Esse é um cômodo que temos poucos eletrônicos, mas é interessante prever um abajour ou alto assim sobre o buffet, talvez uma luminária de piso dependendo do seu espaço. Então no mínimo eu deixaria uma tomada média e uma baixa, tudo 10 amperes.

Gente, quase 1000 palavras, e se eu estou bugando o cabeção de escrever, não quero que vocês sofram lendo. Voltamos no próximo post falando dos outros ambientes, combinado?

Deixem as duvidas que surgirem nos comentários que eu respondo todo mundo.

#Bença!

LifestyleLifestyle
Decoração, Mi Casa Su Casa
01 mar 2020, 48 comentários

Mi casa, su casa – Acessórios para Banheiro.

Alow Phooophooos! Cêis tão plenas?

Tem algum tempo que estou com uma vontadinha de fazer um Mi casa, su casa, que foi como eu surgi aqui no Futilish. A ideia era descomplicar as coisas relacionadas a arquitetura de interiores e decoração… Mas o Tem Jeito Decor fez tanto sucesso que engoliu a coluna oficial.

Como tenho feito o TJD quinzenalmente, para não furar as expectativas vou soltar (conforme disponibilidade) alguns MCSC nos finais de semana que não haveria post.

E como nos dias iniciais, o que motiva essa cluna são as dúvidas de vocês, e a vida profissional que acontece na Nest Arquitetura e Interiores, meu escritório junto com duas amigas.

(nada de crochê na tampa do vaso, pelo-amor-de-Cristo)

E essa semana o maior trelelê no trabalho foi ao redor de banheiros. Um novo banheiro trasforma uma casa. Melhora muito a qualidade de vida dos moradores e acrescenta muito valor no valor do imóvel.

Tudo começa com o posicionamento das coisas. Aproveitando, vou deixar tamanhos mínimos para vocês terem noção caso forem construir ou reformar o canto do co-co-cô.

Mostro aqui o mínimo para um banheiro digno, não quer dizer que seja impossível fazer menor, mas que essas são as dimensões para ter tudo com conforto: 120x240cm.

Esse é o formato que acho mais eficiente, pois ele permite ter o toalheiro perto do box, espaço na frente da bacia sanitária para não defecar com os joelhos encolhidos (ou de perna aberta) e no caso de uma bancada diminuta (70cm de largura) deslocar a cuba para um lado também permite um uso mais eficiente da superfície.

Mudando a porta para a lateral, fica ainda mais confortável lá dentro, porém dificulta a colocação de suporte de toalhas. Olhando agora, tabém poderia trazer a bancada para a parede da esquerda e ter um espaço maior.

Como vocês sabem eu consumo muito material da austrália, e lá na terra dos cangurus algo muito desejável é que não se veja o troninho logo de cara, então esse outro layout fica com uma bancada imensa e deixa o cagadô em uma posição mais discreta:

Agora, explicando rapidamente: Espaço para um box mínimo 80×80. gostamos de deixar 10cm previsto para o box, que pode variar entre 5 e 7 cm de espessura, e aí a gente usa esses 90cm para rebaixar o nível do piso entre 1 e 2 centímetros para ajudar no escoamento. Ainda que 70 centímetros de largura para o vaso seja aceitável, 80cm é o número mágico para evitar fazer o número dois de pernas cruzadas.

Agora vamos começar propriamente com pequenas dicas que ajudarão vocês a ter um banheiro superior.

Tenha dois ralos. Um dentro, e outro fora do local do box.

Assim “lavar” o banheiro fica super fácil e não é necessário ficar fazendo a água pular a estrutura do box para escoar, o lugar que gostamos de sugerir para esse ralo da parte “seca” do banheiro é logo ao lado da bacia sanitária na parte de trás.

O ralo de desejo do momento, linear e oculto na verdade é uma derivação de um ralo de verdade, ou seja, é necessário que ele colete o líquido e direcione para um ralo padrão.

E quando falamos de ralos, tem muuuuuuuito material. Contudo, irei simplificar e dizer: Compre um que tenha opção de fechar. Independente de ser dos mais simples, diferentes materiais: plásticos ou inox, hoje temos também a versão clique, que dá um toque com o pé e ele abre ou fecha:

E porque eu sugiro que tenhamos ralos com tampinha: Evitar visitas de insetos, especialmente aquele marrom com anteninhas. Pronto, já podem me amar. E trocar o ralo simples pelo que tem a grelhinha que fecha é super simples e barato. Basta levar a medida da tampinha e o formato (redondo ou quadrado). E custa baratinho, cerca de R$ 20,00.

Depois de saber o que fica onde, ter os ralos previstos.. é hora de revestir. Para não ficar dois séculos falando de possibilidades de revestimentos vamos ao básico:

No chão JAMAIS peças polidas – ficam lisos quando molhados e é perigoso.

Prefira grandes formatos, para diminuir a quantia de rejunte que é o que encarde. Mas para isso, tenha em mente que dentro do box será preciso fazer uns recortes para direcionar a água pro lugar certo. Foi MUITO difícil achar uma imagem dessa manobra que melhora a “caída do box” então perderem a qualidade:

Eu queria uma que o ralo estivesse para cima, porque o desenho mais eficiente (esse da foto acima) fica parecendo uma pessoinha fazendo poli-chinelo. Então vira a cabecinha para a sua esquerda e veja o ralo crossfitero.

E agora algo que vai explodir sua mente:

Na hora de escolher os metais ( torneiras e talz) comece pelos acessórios. Geralmente a gente se encanta pela torneira, que tem um preço OK. Aí os acessórios custam os olhos da cara + nossas virtudes há muito tempo defloradas.

Nada mais enfurecedor do que achar uma torneira bonita por R$ 92,00 e descobrir que o porta papel que combina está R$ 147,00 e o toalheiro de 60cm R$ 325,00 sério esses preços são reais. E nem podemos estrangular a vendedora, a culpa não é dela.

Como dica, os acabamentos redondos costumam ter investimento menor do que os quadrados.

Além do formato quadrado, cores especiais também encarecem esse tipo de produto, como o rosé, o dourado, o onyx e o preto.

Então é legal verificar o pacote todo antes de sonhar, HAHAHAH

Obrigado por me acompanharem desse post imenso.

Beijão, até a semana que vem!

#Bença!