Comportamento
Chora Que Eu Te Escuto
20 jan 2021, 37 comentários

Chora Que Eu Te Escuto!

Vocês estão ligadas que já tem quase um ano de Chora na Quarentena? Meo Deos, mas pelo menos já temos vacina. AEEEEEE! Enquanto não chega nossa vez de tomar agulhada, vamos para mais casos!

Chora 01 – Espresso

Oi, Cony. Antes de tudo já adianto que te admiro muito e amo o blog. Acompanho desde a época do moroccanoil… faz tempo! 
Meu chora é um pouco diferente, vou tentar resumir.
Sempre fui magra e de boa com meu peso. Me alimento bem, pratico atividade física, mas sem estresse. Tomo minha cerveja e como minha pizza sem problemas. 
Durante a pandemia trabalhei home Office por 3 meses. Aí o bicho pegou hahaahha eu e o namorado passamos a beber demais e comer demais e acabamos mega sedentários porque não saíamos de casa pra nada. Bom, a conta chegou e engordei 12kg. Mas de boa, até tava me gostando com pernão e bundão hahha Como minha barriga não tava me agradando, consultei uma nutricionista e com algumas adequações na alimentação perdi 10kg em 3 meses. Agora já retornei ao trabalho e voltei pra academia pra dar uma firmadinha no resto.
O negócio é o seguinte: como fiquei mega animada de ter perdido esse peso todo sem dificuldade e sem dieta louca, compartilhei alguns detalhes da minha rotina e meu antes e depois nos storys do instagram… aí já viu né? Recebi críticas de algumas meninas dizendo que eu deveria me amar, que eu não deveria emagrecer, que estou fazendo isso pra me adequar ao padrão imposto pela sociedade, aceitação corporal etc. Nossa, eu fiquei até envergonhada de estar fazendo academia e ter adequado minha alimentaçao, me senti muito mal. 
Eu não emagreci por ninguém, nem meu namorado em algum momento criticou meu corpo. Eu quis perder peso pra me sentir bem. Sou mulher, de esquerda, feminista, e fui julgada por um grupo (pequeno, graças a deus) de meninas que, de tanto criticarem um padrão, acabaram formando um novo. Se eu quiser perder peso, sou menos feminista? Se eu quiser ficar sarada, perna dura e barriga firme eu sou menos digna? 

Eu sou super a favor do movimento de aceitação corporal quando a pessoa tá com algum transtorno alimentar, quando emagrece pra agradar alguém (que não ela mesma), quando tá fazendo alguma dieta restritiva maluca e afins, mas eu sou só uma pessoa comum que quis emagrecer. Procurei nutri, voltei pra academia. Sem nóia, sem loucura, na maior paz.
Como lidar com esse tipo de crítica? Como me sentir no direito de perder peso? 
Obrigada

Menina isso é um assunto delicado, porque sinceramente, parece até pecado querer emagrecer. Eu acho que você tem que GOSTAR DO SEU CORPO, seja gordo ou magro, e se você não está satisfeita, TEM QUE MUDAR SIM. É pra gente mesmo, não pros outros! Se é magra e tá feliz, ótimo! Se é gorda e tá feliz, maravilhoso! Mas se não gosta do que vê no espelho e pode mudar, por que não fazer isso? Ninguém tem nada com isso e acho que as pessoas que mais julgam são aquelas que também querem mudar mas não tem força de vontade pra isso. Já ouviu aquela frase “gente feliz não enche o saco”? É isso! E tem mais, o povo enche a boca pra falar que temos que nos aceitar do jeito que somos, daí quando a gente tá satisfeira e se acha linda, falam que subiu pra cabeça e tentam achar defeitos hahahaha. OU SEJA, faça sempre POR VOCÊ e PRA VOCÊ, as pessoas vão falar de qualquer jeito.

Chora 02 – Macchiato

Meu chora é o seguinte.Estou casada há 12 meses com o cara que parecia ser o príncipe encantado. Bonito, educado, família boa, trabalhador..Só que tem dois problemas, a bebida e uma amizade ruim.Quando a gente namorava, o consumo era menor e na fase da paixão a gente releva muitas coisas.Quando fomos morar juntos começou a me incomodar mais e quando casamos não consegui mais lidar com isso.
Ele não bebe todos os dias da semana, mas quando bebe no fds não para, vai para bar de um amigo e fica mais de 10 horas.Não nos vemos durante a semana em virtude de horários diferentes de trabalho e no fds quando ele começa a beber fui orientada pela minha terapeuta a me cuidar, ocupar meu tempo comigo.
Esse amigo que tem o bar é divorciado e meu marido é o melhor cliente.Então é mensagem todo dia no Whatsapp chamando pra beber, encontrar e etc.O amigo em questão agora está a procura de mulher, e fica mandando fotos pro meu marido de mulheres que ele encontra pelo Tinder querendo se exibir.Nessa semana teve a audácia de mandar mensagem que estava com 03 mulheres e uma era a cara do meu marido.Meu marido vê isso e só ignora e muda de assunto.Só que eu peguei ódio desse amigo por esses motivos acima que me traz os piores sentimentos quando eles estão juntos.Já conversei, fiz terapia e tudo mais sobre esse problema e estou chegando ao ponto de pensar sobre o divórcio.
Ele fala que sou possessiva por não deixa-lo ter amigos e que a bebida não atrapalha ele porque trabalha todos os dias só que fico dominada pelo ódio quando vejo essas coisas.Quando reclamo sobre esses dois problemas, ele se torna agressivo comigo.Não queria desistir do meu casamento, amo ele e todos os planos que temos juntos mas já está me fazendo mal essa amizade dele e a bebida.

Macho sendo MACHO (o amigo dele, mas ele não fica atras não). Agora uma dúvida… como você sabe dessas mensagens que o amigo fica mostrando mulher pro seu marido? Ele te mostra? Não que isso interfira em algo, mas fiquei curiosa mesmo! Ó, seguinte, você leu o post que fiz semana passada sobre OS DEZ SINAIS QUE VOCE ESTÁ NUMA CILADA? Um que não comentei mas muitas leitoras falaram nos comentário foi justamente o que você reclama: VÍCIO! Seja em bebida, em jogo, em drogas, no que for, o vício pode destruir um relacionamento e você está vivendo isso. Quase sempre indico terapia mas nesse caso acho que quem tem que fazer terapia é ele! Você está fazendo para lidar com vício alheio! E acho super válida sua inquietação, tem total fundamentos pra te deixar infeliz! Se ele não te ouvir, se não der importância às suas reclamações, se não tem O BOM SENSO de ver que o amigo dele é super inconveniente, fia, vaza. Pensa bem, o lance da bebida só está aumentando… já é um baita sinal para dar um chega nisso, ou no vício ou no casamento. O alcoolismo é um dos principais causadores de violência doméstica!!! Vocês nem tem filhos ainda, depois pode ser muito pior!

  • Choras abertos hein! Só mandar seu desabafo, angústia, seu problema, sua inquietude para constanza@futilish.com e no assunto colocar CHORA QUE EU TE ESCUTO! Mantenho seu anonimato!
Comportamento
Chora Que Eu Te Escuto
13 jan 2021, 24 comentários

Chora Que Eu Te Escuto!

Como estão as migues chorosas? Mais esperançosas para 2021 ou a treta continua? rsrs

Chora 01 – Geribá

Oi, Cony. Obrigada pelo espaço. Estou recorrendo ao seu superpoderoso blog porque acredito que aqui eu possa encontrar ajuda para o meu problema de saúde. Eu trabalho em casa, basicamente com as mãos, digitando durante todo o dia e noite. O problema é que desenvolvi uma dor surreal nos punhos, bem em cima da mão e se alonga pro pulso. Aparentemente, eu tenho um cisto sinovial no punho direito, mas no esquerdo, eu não sei o que é. Já fui em quatro médicos aqui perto e nenhum me ajudou. Fiz fisioterapia e também  não obtive resultados. Faço compressa de gelo e uso óleos essenciais no local. Antes adiantava, mas agora não ajuda tanto. Se alguma das leitoras puder me ajudar, ficarei imensamente grata. Moro na Paraíba, mas estou disposta a ir em outro estado, se for o caso.
Obrigada!

Poxa amiga, que chato! Infelizmente não sei como te ajudar mas com certeza alguém por aqui vai saber como! Meninas, nos ajudem!

Chora 02 – Tartaruga

Oii Cony! Acompanho o Futilish a um bom tempo e nunca imaginei escrever para o Chora, mas aqui estou!  

Estou namorando tem cerca de oito meses, é meu terceiro relacionamento e até então, nunca tinha tido problema algum com sogra, pelo contrário, sempre me dei muito bem com elas. Mas a sogra atual tenta de todas as formas me tirar da tranquilidade que o relacionamento me traz. Sempre me faz perguntas sobre meu trabalho, sobre quanto tempo trabalho por dia, os cursos que já fiz, ou seja, quase uma entrevista de emprego. Se estou com a unha arrumada, fala que trabalho pouco, se estou com a unha desarrumada, fala que sou descuidada. Perto do meu namorado ela elogia ele, como se fosse um príncipe encantado, longe dele, ela fala que ele é irresponsável, que não sabe se cuidar sozinho… Tudo isso eu ainda tento relevar Cony, mas várias vezes ela me compara com as ex dele, o que me dá muita raiva, fico sem saber o que dizer. Normalmente ela me elogia e elogia as outras também, ou fala infelizmente meu filho terminou com ela (a ex). O que você acha que devo fazer nessa situação? Falar que não gosto de ouvir sobre as ex’s? Ou simplesmente fingir que não estou escutando? 

Ah gente não tenho paciência pra isso não! Eu já falaria de cara que os comentários dela são indelicados, que ninguém gosta de ouvir sobre ex do namorado/marido. Se posicione! Claro que educadamente, mas firme e séria. Se você não falar nada, as coisas podem piorar! “Ô Dona Fulana, fala essas coisas perto de mim não… é chato ouvir sobre o passado do Fulano né? Imagina sua sogra elogiando as ex namoradas do seu marido na frente na senhora? Faz isso não…”

  • Choras ABERTÍSSIMOS! Podem mandar seus casos para constanza@futilish.com e no assunto colocar CHORA QUE EU TE ESCUTO. Qualquer caso, seja de família, relacionamento, trabalho, amizade, auto estima… manda que a gente conversa e tenta achar uma solução!