Comportamento
Chora Que Eu Te Escuto
11 dez 2019, 24 comentários

Chora Que Eu Te Escuto!

Vamos chorarrrr! Dia cinzento em BH, e por aí?

Chora 01 – Primavera

“Olá! 
Minha história é a seguinte: tenho quase 33 anos e desde os 16 me relaciono com uma pessoa que nunca me assumiu. Já namorei outros homens, mas sempre lembrando dele. Em 2015 nos reencontramos e desde então mantemos um relacionamento, mas ele é casado e tem um filho, e segundo ele a esposa o manipula por causa de dinheiro e bens, faz chantagens e tudo mais. Temos um ótimo relacionamento mas ele não consegue separar e eu não consigo sair disso. Fico muito mal às vezes. Gostaria que me ajudasse. Beijos!”

Fia, cadê amor próprio? Você se contenta sendo amante? Sendo segunda opção (ou talvez nem isso, duvido que ele traia a esposa só com você)? Que encosto na sua vida, isso não vai deixar NUNCA você achar alguém bacana pra sua vida, esse relacionamento está barrando a entrada de coisas boas e de conhecer alguém que realmente se importe com você e te trate como prioridade, coisa que você tá longe de ser pra esse homem. E outra coisa, acha justo fazer isso com a mulher dele, com o filho dele? Eu acho que tudo que vai, volta, um dia você pode ser a esposa traída viu? E você já é bem grandinha para saber que essa história de “não consigo me separar” é balela de homem safado. Se ele realmente quisesse você, já tinha separado há muito tempo. Sai dessa logo.

Um bom café tem que ser prioridade todos os dias!

Chora 02 – Verão

“Coni, lá vai meu desabafo. Rs Pensei em um milhão de formas de resolver antes, mas como não resolveu, vim pedir a sua opinião e das migles. Namoro há 4 anos com um homem maravilhoso, lindo, educado, com valores e muito respeito por mim. Amo minha sogra e meu sogro, que me tratam como filha. O problema é o CUnhado.Às vezes tenho a impressão de que ele quer a vida do namorado. Tentou na mesma profissão e não deu certo, e enxerga o meu bofe como tudo aquilo que ele gostaria de ser. E isso me incomoda, pois ele sempre dá um jeito de se intrometer: pedir dinheiro, usar roupa (até cueca), sair para jantar com a gente, cinema e até viagem. Como meu namorado se sente um pouco culpado de ter se sobressaido em relação ao irmão, ele acaba deixando espaço para não contrariá-lo. E eu fico muito brava, só que fico calada para não criar confusão com a família e com o irmão que ele tanto gosta.Sempre que programo algo mais íntimo com meu namorado ele dá um jeito de se meter no meio com alguma piriguete. Estamos prestes a nos casar e fico com medo dessa situação. Sei que a casa vai ser minha e vou poder me impor mais, só que mesmo assim não quero criar problemas na família.A questão é: como lidar com um cunhado apaixonado pelo meu noivo? Como separar as vidas de cada um sem brigar? Como fazer para ele parar de se intrometer no relacionamento? Ele nesse ano foi até na viagem de aniversário de relacionamento.HEEEEEEELLLLLLPPPPPPPPPP”

Cruzes! Que difícil porque se meter em família dos outros é a maior furada que existe. Pai, mãe, irmãos, na minha concepção são intocáveis sabe. Da mesma maneira que eu não iria gostar nada nada de ouvir reclamações a respeito da minha família, também não faço isso com a dos outros. Acho que a única coisa é conversar com seu noivo de maneira beeeeem branda mesmo. Jamais vá tirar satisfação com seu cunhado, porque aí ele vai contar pra sua sogra, e sua sogra com certeza vai ficar do lado do filho. Super entendo sua chateação com seu cunhado, acho que falando com jeitinho com seu noivo, do tanto que isso te incomoda, do quanto ele é inconveniente, que vocês precisar sair e viajar só vocês dois de vez em quando, ele vai entender… Boa sorte aí e NÃO DE PITI COM A FAMÍLIA DO BOY!

#sabedoria #frases

Chora 03 – Outono

“Cony, você é linda! Por dentro e por fora! Amo seu blog.Vou começar falando que sou uma pessoa da cabeça aberta, batalhadora e não me deixo derrubar. Sou forte, corajosa e feliz  (apesar desse chora).Fui demitida em uma situação muito difícil. Tinha acabado de ser promovida, estava muito feliz e me passaram a perna. Foram 13 anos na mesma empresa. Foi um choque. Isso me fez rever muita coisa, amadureci muito e decidi não cair.Meu pai e marido me ajudam financeiramente, mas minha independência acabou. As oportunidades que aparecem são sempre muito inviáveis e salários baixos demais.Estou estudando para concurso, não fui bem no último e decidi não desistir.De vez em quando eu desanimo, mas passa.O problema é que ultimamente tenho desanimado com mais frequência, e não somente nos estudos. Às vezes fico em uma inércia que não sei o que fazer.Então, eu cumpro minhas obrigações em casa e de mãe, não deixo de cuidar de mim (Sou louca por moda e maquiagem), mas tem sido um sacrifício muito grande todas as minhas atividades.Eu acordo na maioria das vezes bem, e o desânimo começa a bater ao decorrer do dia.Tenho enxaqueca crônica, sofro de ansiedade, tomo anti depressivos, mas de forma nenhuma eu aceito esse desânimo.Porém não está passando!Eu não consigo superar a demissão, isso me abalou MUITO e tenho vergonha de assumir para minha família que não superei.Confesso às vezes para minha família que tenho raiva, mas nada que me atrapalhe.Sei que eu errei também apesar da injustiça. Mas eu não tive como me defender, eu me dedicava tanto, trabalhava muito e ganhava pouco. Fazia muito além da minha função. Eu moro ao lado de onde trabalhava.Às vezes acho que superei, porque vejo que a situação não está boa lá. E nos últimos meses que eu estava lá, eu não estava feliz, porém, quem disse que a gente trabalha para ser feliz? O importante é que eu conseguia me manter, tinha uma função na sociedade, ajudava muita gente.E acabou em segundos, injustamente. Não dá para estender aqui contando toda a história, mas o que posso garantir é que não foi justo.Massss, é pra isso que existe demissão sem justa causa. Eu não consigo superar isso!Tenho outras amigas que também foram demitidas de lá e estou sempre consolando, aconselhando como se eu estivesse totalmente livre de dor.Eu sei que é assim e pronto, eu sei que o tempo não volta, sei que não devo desejar vingança. Mas eu não consigo.Eu fico feliz quando percebo que consigo estudar, que consigo aprender. Mas a gente não estuda só o que gosta quando se prepara para concurso. É desgastante, são muitas matérias e estou oscilando muito, hora tenho a sensação de que não vou conseguir e hora penso que estou indo bem. Mas agora o negativo tem se destacado mais.Meu coração está doendo! E eu não posso sentar e chorar. Não posso desanimar meu marido que voltou a estudar para um concurso melhor. E não posso demonstrar para minha filha que fico fraca às vezes, porque quero ser exemplo de força para ela.Também não posso mostrar ao meu pai que estou triste; ele não entende. Não sei  se vai postar meu chora, mas só de abrir esse espaço, te agradeço muito… “

OPA OPA OPA! Alerta vermelho para essa frase: “quem disse que a gente trabalha para ser feliz? ” SIIIIIIMMMMM A GENTE TRABALHA PARA SER FELIZ SIM! Se você não estava, gata, você estava no lugar errado! O trabalho consome nossos dias praticamente inteiros, a gente acorda vai trabalhar e só para a noite pra dormir… se não for prazeroso ou nos completar, TÁ ERRADO. Sei que minha opinião pode ser bem polêmica e muita gente não aceitar, mas juro que não entendo como uma pessoa pode passar ANOS da vida fazendo algo que não gosta. É infelicidade na certa e acaba descontando em outro lado. Pára de pensar que foi injustiçada, já passou, já era, não volta mais e se você tá consciência tranquila, bola pra frente! Você disse que ama moda e maquiagem, porque não empreender em algo por aí? Faz um curso de maquiagem, consultoria de imagem que tá super em alta, visagismo, se descubra em algo que te move! Se descubra! A gente tem que lutar pra ser feliz e realizada no trabalho também!

A dor passa, a saudade acalma...
  • Choras ABERTOS! Podem mandar suas angústias, problemas, decepções, dúvidas, desabafos que a gente dá um jeito por aqui! Mandem para constanza@futilish.com e no assunto coloque CHORA QUE EU TE ESCUTO!
Comportamento
Chora Que Eu Te Escuto
04 dez 2019, 44 comentários

Chora Que Eu Te Escuto!

Enquanto estava fora, recebi um Chora via Direct no Instagram e não pude responder na hora… Mas prometi que seria o primeiro assim que eu voltasse.

Diz assim:

O que mais me dói no seu relato é ele te acusar de ser a causadora das tragédias… imagino o quanto isso deve ter doído em você!

Mas vamos lá e vou te dizer que entendo um pouco o lado dele… Quando uma pessoa é diagnosticada com uma doença grave, ela pira. Pira da cabeça mesmo, se revolta, fica com raiva da vida, com raiva de todos. Por isso digo que entendo quando ele foi embora e te acusou de tantas coisas. Era uma revolta dele, o problema era com ele e nunca foi com você. Claro que palavras machucam, mas era algo relevável para aquele momento sabe? Ele estava passando pelo baque de estar doente de novo e você pelo baque de ter perdido seu milagre, mas são dores muito individuais, muito solitárias e cada um de vocês estava no meio desse turbilhão. Poderia ter sido o contrário entende? Poderia ter sido você a pessoa a descontar o aborto nele e falar que a culpa era dele. Mas enfim… aconteceu e ele se foi.

Agora quando ele diz que quer voltar, que te ama, que refletiu, pode ser verdade sim!!! Eu acredito nele, acredito que esse tempo longe fez ele ver que foi rude e agiu sem pensar com você. O “problema” é o bebê da outra moça, que vai lá saber se foi coisa de uma noite mesmo e claro, o fato da dificuldade de vocês engravidarem, ter um filho por fora dói ainda mais.

O que vai resolver sua dúvida e sua angústia, é o tanto que você o ama. Sinceramente, será apenas o amor que você sente por ele que vai te guiar nessa decisão. A surtada dele é compreensível, e ele ter engravidado outra no tempo que vocês estavam separados foi um “acidente”. Poderia ter acontecido com você… vocês estavam separados… Você que vai ter que refletir se vai conseguir conviver com ele e com o filho dele numa boa, porque isso será pra vida toda. Vale a pena? Ele vale a pena? Você sente falta dele? Você quer ele para sua vida com toda a bagagem que ele tem?

Pense, pense, pense… se achar que é muito para você e que não vai conseguir lidar com a situação, não encare. Não se martirize mais. Tenha paz, primeiro com você mesma, depois com os outros. Como você mesma me disse no início do seu texto, a vida dá umas reviravoltas que nem se contassem pra gente a gente acreditaria, mas tem que deixar acontecer. Deixar fluir e sempre escolher o caminho que mais te dá PAZ.

Boa sorte aí viu?

Quanto custa a sua paz? 🕊 #paz #queropaz #estouempaz #consciente #consciencialização  #wemystic #luz #vida #equilibrio #sejagrato #fé…
  • Choras ABERTOS! Mandem suas dúvidas, seus problemas, suas angústias, ou até mesmo um aprendizado que teve para constanza@futilish.com e no assunto coloque CHORA QUE EU TE ESCUTO. Seu anonimato está garantido!