Comportamento
Chora Que Eu Te Escuto
23 set 2020, 36 comentários

Chora Que Eu Te Escuto!

Pulei uma quarta feira!! Sim, semana passada foi uma loucura… comecei a sair um pouco, além de ir médicos e tal, fui em supermercado, jantar fora, até shopping arrisquei, tudo com muita segurança, claro, e posso falar? Os lugares que fui estava muito bem preparados. Todos medindo temperatura, alcool gel pra todos os lados, poucas pessoas no ambiente… mas daí minha rotina caseira ficou toda abalada e isso que foram poucas saídas e rápidas! Já estava tão acostumada com meu dia a dia dentro de casa que o pouco que escapei me bagunçou toda e o blog perdeu alguns posts. Mas cá estamos nós, mais uma quarta de Chora! Ah, e se alguém está se perguntando porque resolvi sair depois de 6 meses 100% isolada foi por… saúde mental. Como eu disse no Insta, até presidiário tem uma hora de sol por dia, e eu tava sem nem essa hora. Enfim, vamos aos casos!

Chora 01 – Chuva

“Oi Cony… obrigada por ser meu ouvido!  Seu blog é terapeutico, incrível, muito legal!  Fiquei muito a vontade para escrever pq percebo que você não alisa ninguem, dispara suas “porradas” mesmo que seja pra leitora tbm kkkkk  Brincadeira, mas sei que sua opinião será verdadeira . Vamos para o divã…
Sou casada com meu primeiro namorado, começamos aos meus 15 e ele 20 anos, muito jovens e estudantes, nos casamos depois de 10 anos e estamos casados há 15.  São 25 anos juntos!!!  Temos duas filhas maravilhosas (10 e 2 anos). Ele é super parceiro, colabora em todos afazeres (da casa, com as filhas, família, vivemos uma experiencia sexual legal…), mas o pouco para ele é suficiente, em todos os aspectos! Se tivermos algumas roupas, comida, dinheiro para as contas domesticas, pronto, tá tudo certo! Somos servidores publicos, somamos nossos rendimentos e juntos sobrevivemos! No passado, ele foi autonomo, passou um período desempregado, então para ele hoje os 3mil reais que ganha já está ótimo. Nossas adversidades e conflitos são quanto aos sonhos e perspectivas de vida… Para mim é dificil viver com alguem que curte o mínimo, será ele um ser “elevado” espiritualmente?!!! TAlvez sim, mas eu não!  Até para o sexo ele é tranquilo, uma boa transa no mês parece satisfeito! 
Diz que temos dívidas que nos impedem de querer os extras (as dívidas são de financiamento da casa, carro e emprestimos que ele fez para saldar contas em atraso do passado).Estou sempre a procura de uma nova oportunidade de emprego, mesmo que isto signifique mudanças de cidade, porem ele não me incentiva e pouco me apoia. Já trabalhei por anos em dois turnos, para manter nossas despesas em dia, ter condições de me produzir melhor, me cuidar, porem decidimos que reduziria para ter mais tempo com as filhas. Como estou com mais tempo livre, faço vários quitutes para vender para impulsionar minha vida financeira.Meu conflito ainda piora, quando penso que em todas as vezes que viajamos, saímos com nossa família, mesmo que seja apenas para restaurantes, todos se divertem, inclusive ele, mas raramente manifesta planos de novas aventuras.
No fundo, temo que ele depressivo, desanimado por natureza, sei lá ou que seja como meu sogro, que é super bacana, bonzinho, que em todos seus papéis: sogro – pai- avô – tio é   maravilhoso, só que vive de uma aposentadoria de salário minimo , tem uma casa para morar e só (pagou dívidas a vida inteira) . Confesso ainda, que por vezes penso em abrir mão do meu casamento,  não consigo anular minha ambição por uma vida melhor,  novo emprego , um casamento mais animado e experiencias mais interessantes em viagens e hobbies. Só não me arrisquei até o momento por conta de poupar minhas filhas, seria dificil para elas encarar uma separação. 
Por mais que possa parecer simples, não é facil conviver com alguem tão pouco expressivo nesta vida. 
Obrigada por me ouvir, só de escrever já me trouxe alívio e luz. 
Com carinho!

Ah mulheres guerreiras! SUPER SUPER te entendo, eu concordo demais com você, mesmo porque como ja falei inúmeras vezes aqui, a admiração é uma das coisas mais importantes num relacionamento e a atitude do seu marido está minando essa admiração. No seu caso, seu “fogo” pela vida, querer se superar, ser mais, ter mais, e saber que PODE mais está sendo praticamente podado por um companheiro que fica sentado vendo seu esforço e não faz nada. Olha, eu não acho feio nem errado ser ambiciosa, acho que todos nós se tivermos a escolha de ter uma vida melhor, vamos optar por ela sim! Tem gente que realmente se contenta com o que tem e é isso mesmo mas eu confesso que pessoas paradas e conformadas não despertam meu interesse nem fascínio. Te entendo e que situação complicada de aconselhar, porque se ele é um cara bacana, um bom pai, tem caráter e ainda mais pelo tempo que estão juntos, não acho que a saída de cara seja jogar tudo pro alto mas também acredito que conversar com ele não vai adiantar nada… Difícil, peço ajuda as leitoras!

Chora 02 – Temporal

Esse é um chora / sorria na metade.

Entrei num relacionamento pois sempre tive muita vontade de casar e ter minha família. Foi tudo muito rápido. Nos conhecemos por um aplicativo de paquera, em 1 semana estávamos namorando. 
Logo no começo descobri algumas coisas intrigantes, que talvez ele tivesse usado drogas, mas ele jurava que tinha sido uma só vez. 
Enfim, algum tempo depois percebi que ele não era só viciado em drogas, mas também em remédio e álcool. 
Enfim, passei por um relacionamento completamente abusivo e consegui sair dessa loucura e desde março não nos falamos mais, não tenho mais nenhum contato. 
Demorei para me recuperar, tremia quando entrava na minha rua procurando o carro dele e quando achei que estava recuperada e podendo seguir a vida em paz, a mãe dele me pediu ajuda. Isso foi  Há cerca de 1,5 mês, e era para não cancelar o plano de saúde que ele tinha em conjunto comigo. 
A sensação é que estava vivendo um pesadelo novamente, me tremo toda, fico em pânico. Neguei a ela isso, pela minha sanidade mental, mesmo sabendo que talvez, naquele momento ele realmente precisasse do plano. Mas assim como eu, é médico, e poderia bancar se precisasse. 
Segui sem nenhuma informação mas voltei a ficar alerta, com medo de encontrar com ele, voltei a observar os carros na rua, até que um amigo dele veio falar comigo e perguntar se estava tudo bem e que ele se preocupava comigo há cerca de 5 dias. Falei que estava tudo bem e que não tinha assunto nenhum com ele, já que o assunto ex é um assunto que não toco e não quero procurar informações. 
Aí a minha angústia explodiu, eu não parei de pensar no menino… ontem a namorada atual dele me procurou no Instagram e disse que precisava falar comigo. 
Ela não se apresentou e eu não tinha ideia de quem era, mas quando vi a mensagem, sabia que tinha meu ex envolvido. Decidi entrar em contato e ela me disse que está grávida e vivendo um pesadelo, mas que quer minha ajuda caso precise de testemunha para afastá-lo dela. Que ele faz da vida dela igualmente fazia da minha, e que por um grande momento também acreditou na melhora dele.
Conversei muito sério, sobre tudo que vivi, de todas as agressões… (acho que ele é um sociopata mesmo. Já foi confirmado transforno de personalidade e já suspeitei de esquizofrenia pelos últimos atos dele comigo. Ficou internado em Clínica psiquiátrica de março pra cá, mas segundo ela voltou pior) 

Enfim, minha questão é. Esse eh um assunto que me puxa para um buraco sem fim, sei das minhas fraquezas, do quanto fui obcecada em ajudar esse rapaz e mostrar para ele que eu era uma boa pessoa, e agora, esse assunto fica voltando até mim pq ele não para de falar de mim em nenhum momento. 
Eu odeio negar ajuda, ainda mais se tratando de uma mulher que está grávida, mas meu Deus, só dela me contar já fiquei me Tremendo, ansiosa, não dormi pq parece que estou revivendo isso. 

O que eu faço? Sigo minha vida e eles que se entendam? Ajudo essa menina a sair desse problemão que ela se enfiou? 
Minha vontade era fazer uma lavagem cerebral em mim e nunca mais saber que esse cara existe. Mas infelizmente não consigo. E parece que quando sigo em frente isso me puxa para baixo novamente. 

Mulher e eu fico em pânico quando fico sabendo de médicos viciados em drogas e alcool. Que medo! Miga, só tô vendo o Chora aqui… O sorria seria se você já estivesse 100% de boa, e digamos que ter se livrado dele não foi o suficiente. Que pena por essa moça que tá grávida dele, seja solidária mas abra o jogo com ela, fale o quanto isso te faz mal e que preferiria não se envolver mas caso seja ultra necessário, pode contar com você sim. Ressignifique a situação, você disse que adora ajudar as pessoas e pense que a ajuda não é mais para ELE e sim para uma mulher que está passando por apertos, tal como você passou. Não tente se informar sobre ele, não deixe que ninguém te dê noticia e fale com essa moça, que só te procure caso seja mesmo muito necessário, que você não quer ter que ficar relembrando nada. Faça por você, a pior parte você já passou, pense que tudo o que aconteceu foi aprendizado, que isso te fez uma pessoa mais experiente e esperta, se posicione como vencedora dessa treta, não deixe isso te abalar, você é forte e segura, sabe o que quer e o que merece, não é um doido que vai fazer você tremer, quem é ele! Ele que tem que se tremer quando te ver! Tá certa em cortar qualquer tipo de relação com ele, mas ressignifica essa ajuda! Veja essa moça como alguém que pode precisar muito de uma ajuda sua, assim como você poderia ter precisado em algum momento. Separe as coisas, foque nela e não nele.

Chora 03 – Brisa

Oi Cony!!! Sou leitora dino e atualmente único blog que acompanho é o seu.. parabéns pelo trabalho maravilhoso, por ser essa influenciadora responsável e por nos ensinar muuuito além da moda. 

Bora para o meu chora, tenho 25 anos, tive um namorado dos 17 aos 22 e desde então nenhum relacionamento vai para frente. E não sei o que acontece, mas tem sido assim. Por exemplo, surge alguém, ficamos uma/duas semana e logo em seguida esse alguém aparece namorando, isso já aconteceu umas 4x, ou senão fico com a pessoa em uma festa(época pré pandemia rsrs) sem menor pretensão de ir pra frente, após a pessoa me procura, demonstra interesse, mas novamente em algumas semanas desaparece.. no início segui varios conselhos de amigas que diziam que não era para eu focar em achar outro relacionamento, que no momento certo aconteceria e realmente comecei a seguir isso, no momento não busco mais! Mas o problema é que vira e mexe vem aquela pulga atrás da orelha para entender onde esta o meu erro pois todos os “rolos” são superficiais e bem passageiros. Cheguei ao ponto de perguntar para as pessoas mais sinceras que conheço se eu sou chata ou algo do tipo e todos discordaram!!! Minhas melhores amigas as vezes soltam algo do tipo que não entendem eu estar sempre sozinha, pois elas acham que eu sou linda/engraçada/boa cia/verdadeira (enfim mil elogios que só amigas mesmo pra nós fazer hehehe), elas acabam sempre falando que tenho dedo podre pois todos os homens que surgem são do tipo que desaparecem e etc e fico chateadissima pensando em mil coisas mas nunca chego a uma conclusão. 

Enfim, só de desabafar já é um grande alívio.. adoro seus conselhos e espero me ajude nessa, conto com a opinião das suas seguidoras tbm rsrs, obrigada! 

Quando uma coisa acontece UMA vez, pode ser por causas externas. Mas quando uma situação se repete VÁRIAS vezes, pode saber que você é que está repetindo um comportamento. Provavelmente suas amigas não vão saber o que é, porque elas não estão com você quando você está na intimidade, não sabem exatamente o que você faz, fala, como age. OBVIO que elas vão dizer que você é linda, gente boa, parceira e etc, mas isso como AMIGA e como namorada? Elas não sabem… Todo mundo conhece aquela mulher incrível e que sempre está solteira e não engata relacionamento com ninguém… Da mesma maneira tem aquela que é totalmente sem graça e que SEMPRE está namorando. Algo tem de diferente, com certeza! Se avalie, se observe, repasse seus relacionamentos, pense em que momentos eles sumiram, isso aconteceu depois de ter feito o que? Tente olhar de fora e seja detalhista. Mas deixa te falar outra coisa, 3 anos solteira nem é pra ficar preocupada viu? Você tá nova, eu no seu lugar sairia passando o rodo sem dó e sem compromisso, tem uns que agarram no rodo, e esses a gente dá uma avaliada com mais cuidado hahaha.

  • Choras ABERTOS! Pode mandar seus desabafos, suas dúvidas, tristezas, decepções, questionamentos, angústias para constanza@futilish.com e no assunto coloque CHORA QUE EU TE ESCUTO! Anonimato garantido!
Comportamento
Chora Que Eu Te Escuto
09 set 2020, 27 comentários

Chora Que Eu Te Escuto!

Putz, já é quarta de novo?

Chora 01 – Tarcila

Oiii Cony! Sou leitora super antiga, várias coisas mudaram na vida, mas continuo sempre aqui.
Resolvi escrever pro Chora pois estou me sentindo cada vez mais sufocada esse ano e gostaria de ouvir outras perspectivas. Apesar de ter aprendido a lidar com a quarentena, ela trouxe a tona outras coisas que me angustiam muito, e ficavam mais escondidas quando eu tinha outras distrações. Eu tenho sentido muita ansiedade, e frustração por dois motivos bem diferentes, a vida profissional e a amorosa, não sei como resolver, e ao mesmo me sinto culpada por me sentir tão triste com essas coisas,  pois sei que também tenho muito a agradecer e existem pessoas com problemas muito maiores. 
Eu trabalho em uma área que gosto, em uma empresa grande e boa, mas lá tenho pouco reconhecimento e a remuneração é ruim, o que não me permite ser independente financeiramente e sair da casa dos meus pais. Nem cogito me demitir sem ter outro emprego, então mando curriculos, fiz pós graduação, mas ainda não consegui uma outra oportunidade que valesse a pena. Eu tenho só 26 anos, mas pra uma pessoa que sempre foi super focada e dedicada no trabalho como eu, e sempre quis ser independente, isso é extremamente frustrante. 
A parte amorosa, acho ainda mais difícil, pois sinto que depende menos de mim. Eu nunca me incomodei de ser solteira, sempre sai bastante e aproveitei a vida, independente de estar namorando ou não. Mas atualmente, tenho sentido falta de ter um companheiro, alguém que eu pudesse contar, fazer planos juntos, viagens, ter uma familia no futuro. Parece que só encontro homens que ou só querem sexo, ou simplesmente a química não bate e eu não me interesso ou eles. Eu sou jovem, estou dentro do padrão de beleza, me considero inteligente, legal, bonita, mas agora tenho questionado muito tanto a minha aparência física quanto meu jeito. Além disso, eu tive uma situação ruim há uns 3 anos que eu nunca contei pra ninguém, considero que superei, mas não gosto de lembrar e acho que talvez me trave um pouco. Resumidamente, eu fui jantar com um cara e depois ele falou pra irmos pra casa dele conversar mais e eu acabei indo. Eu não queria transar e falei isso, mas depois de beber mais, simplesmente aconteceu. Não culpo ele e nem me culpo tbm, não foi forçado e eu estava consciente, ou seja normal, mas eu senti como se não estivesse ali, impotente sei lá, e eu chorei depois e o cara não entendeu nada, claro… não sei como, mas ainda saímos outras vezes depois. É algo que racionalmente não me afeta, mas queria contar pra alguém, talvez inconscientemente me afete, não sei porque (eu não tenho problemas com sexo, tive nesse dia apenas). 
Me desculpem pelo texto enorme, hoje precisava desabafar. As vezes me sinto sem controle da minha própria vida, o que me dá muita ansiedade. Só de escrever isso já me senti um pouco melhor, muito obrigada pelo espaço! 
Beijos! 

Miga, calma, respira, não se cobre tanto, não questione tanto os momentos da vida. Sim, isso é um momento, uma fase, e tudo pode mudar num piscar de olhos. Com certeza o caso que você relatou te afetou e pode ser por estar alterada (pela bebida), por ter feito algo que não queria mas acabou cedendo, por não ter tido química com ele (inconscientemente, talvez você não tenha curtido o cara), enfim… acontece, é muito comum a gente ficar com alguém só por ficar e depois dá um arrependimentozinho, mas saiba tirar uma lição de tudo. De todos esses momentos que você sente ter dificuldade, saiba se olhar e ver o que isso está te ensinando. Não se apresse, o mundo todo está em “stand by”, aproveite para se conhecer melhor e saber o que quer pra sua vida. Você faz terapia? Se não estiver fazendo, procure um profissional para te ajudar!

Chora 02 – Frida

Oii cony, tudo bem? Comecei esse e-mail e apaguei umas três vezes, mas agora vai! 
Eu moro em outro país e ando me sentindo muito sozinha, ainda mais depois da pandemia. 
Não tenho NENHUM amigo aqui onde moro e pra mim anda sendo muito difícil ver que além disso todos os meus amigos do  Brasil andam se distanciando muito de mim. Eu entendo que a vida faz cada um seguir seu caminho e a relação não vai ser a mesma (por falta de tempo, diferença no fuso horário etc), mas eu me esforço pra manter contato, mandar uma mensagem de vez em quando pra ver como as coisas estão e eu não sinto essa reciprocidade, sabe? Se eu não falo nada parece q não faz diferença, então eu fico me perguntando “vale a pena tentar manter essa pessoa na minha vida?”. Vejo amigas que eram super próximas engravidando e nem compartilhando a notícia comigo, coisa que se acontecesse comigo eu correria pra compartilhar. 
Fico me perguntando se o problema sou eu pq aparentemente eu que não consigo fazer amizade aqui nem manter as amizades antigas que eu tenho no Brasil e isso tá me deixando bem angustiada.
Viver em outro país já é difícil, imagina você olhar ao redor e não ter ninguém (além do marido) com quem contar?!  Aí eu penso que eu tenho q sair e achar umas amigas por aqui, que vivem a mesma realidade que eu e tal, mas não acho fácil fazer amizade ainda mais em meio a pandemia. 
Não sei mais oq fazer Cony, queria saber se outras mulheres que moram fora tem esse problema ou se sou só eu?! Queria dicas de como fazer amizades em outro país e do que fazer em relação as amizades que eu deixei no Brasil, vale a pena insistir?! H E L P!

Nesse momento de pandemia, realmente é mais complicado fazer amizades, não dá pra fazer cursos presenciais, pra ir em academia, pra participar de confrarias… Quanto a seus amigos que estão aqui, será que eles não estão pensando que você tá em outra, que tá fora, outro ritmo, outro horário e não querem te atrapalhar? Te falo isso porque eu tenho alguns amigos que moram fora e que realmente eu converso super pouco e não é que a amizade tenha deixado de existir… enfim, acho que vale conversar com suas amigas mais próximas e perguntar se tá tudo bem, dizer que tá com saudade, que quer ter mais contato e se mesmo assim elas não corresponderem, ok, vida que segue. Realmente as pessoas “grandes” tem dessas coisa 🙁

Chora 03 – Artemisia

Oi Cony, tudo bem? Te acompanho a anos e sempre que leio o chora fico com vontade de enviar, mas sempre me falta a coragem, talvez tenha medo de escutar o que preciso…Tenho 28 anos e estou num relacionamento a 7 anos com um cara de 43, moramos juntos dês do nosso 2º ano juntos, e ele banca praticamente 100% de nossa vida, já que tem um emprego 1000 vezes melhor do que o meu, viajamos bastante e ele sempre fez absolutamente tudo por mim, é do tipo que abre a porta do carro, puxa a cadeira pra sentar, me da presentes, viagens, muito carinho e etc… Só tem um porém, ele é casado no papel e tem um filho de 10 anos com a ex e por conta de dinheiro e comodismo me diz que não pretende se divorciar legalmente até que o filho faça 18 anos. Isso sempre me incomodou, mas sempre deixo isso de lado e vou levando o relacionamento… Casar de véu e grinalda e ter filhos não estão nos meus planos!O problema em tudo isso é que fico insegura em fazer investimentos financeiros nesse relacionamento e ficar sem nada no final, já que hoje nem tenho nada meu, se terminasse o relacionamento provavelmente voltaria a morar com a minha mãe… e junto disso tudo de uns 2 anos para cá a nossa vida sexual só vem piorando…Tenho praticamente zero vontade de me relacionar sexualmente com ele enquanto ele tem vontade o tempo todo… Isso esta afetando muito nosso relacionamento, principalmente ele!!Eu não sei o que fazer… As vezes penso em terminar, mas penso que amo ele e que nossa vida hoje é boa e fico nesse ciclo de melhora e piora no nosso relacionamento (principalmente sexualmente) já que quase não brigamos… Me ajudaaa?

Pera, me confundi no seu questionamento. O maior problema é fazer investimentos financeiros no seu relacionamento ou o desinteresse por ele? Obviamente, se ele continua casado no papel, jamais compre algo e coloque no nome dos dois, porque a ex teria “direito”, enfim, não sei qual o regime de casamento deles, mas melhor não arriscar. O que for comprar com seu dinheiro, compre no seu nome, e se forem coisas pequenas, móveis, eletrodomésticos, etc, guarde TODAS as NF. Eu não sou da área de Direito então não sei te aconselhar certinho, mas no meu entendimento, eu separaria tudo, tudo. Sobre o desinteresse nele, que ao meu ver é mais grave do que a questão financeira, miga, se você não tem tesão pelo seu namorido, não tem desejo, qual o sentido de ficar com ele? Já parou pra analisar se sua falta de libido pode ser hormonal? Ou a admiração acabou MESMO? Será que não está acomodada porque ele te dá quase tudo? Descobrindo isso, você terá sua resposta!

  • Choras ABERTOS! Pode mandar seu relato para constanza@futilish.com e no assunto coloque CHORA QUE EU TE ESCUTO!