Lifestyle
Diario de Viagem, Dicas de Viagem
19 nov 2019, 9 comentários

Turismo Ninja em Lisboa!

Não sei se darei sequência a estes posts. Sempre me enrolo durante minhas viagens e uma coisa acaba atropelando a outra e perco o timing das postagens pra vocês. Sim, eu sei o quanto isso é ruim afinal a informação que poderia ser de grande valia fica perdida mas me acompanhem pelo Instagram também (@futilish) que tudo está lá e salvarei os stories nos destaques ok?

Mas vamos lá, onde estou e fazendo o quê?

Como a maioria de vocês sabe, eu me casei em setembro e nem estávamos pensando em lua de mel. Eu com muito trabalho e o Léo também. Mas surgiu a ideia de ir pra Itália, Léo queria conhecer Roma e acabamos por comprar – e caro – uma viagem quase em cima da hora para a França e Itália.

Eu já conheço PortugalFrança e Itália mas Léo não conhece e não neguei ir novamente rsrsrs. Eu amo a Europa!

Compramos pela TAP que tem vôo direto de Belo Horizonte para Lisboa. Ficou BH-Lisboa- Paris com uma conexão de 8 horas em Portugal na ida.

E o que fazer numa conexão tão longa? Sair para dar uma volta! E fizemos isso com tanta maestria que virou post.

Bom, chegamos em Portugal por volta de 6 horas da manhã. Até sair do avião, fazer a fila GIGANTE da imigração, foram quase duas horas. Por volta de 8h da manhã estávamos liberados no aeroporto de Lisboa. Nosso voo para Paris era as 16h então por volta de 14h teríamos que estar de volta.

Eu e o Léo levamos duas malas grandes (despachadas) e duas de mão, que deixamos num guarda volumes no aero para poder ficar mais à vontade. Pagamos 6 euros para deixar as duas malas.

Como não podíamos perder muito tempo e queríamos ir para vários lugares, optamos por ir de Uber primeiro para o lugar mais longe que queríamos visitar, a Torre de Belém. O Uber ficou por volta de 15 euros e demorou uns 20 minutos para chegar lá. Perto da Torre de Belém tem o Monumento do Descobrimento e o Mosteiro dos Jeronimos. Ou seja, várias coisas perto.

Chegamos umas 9 horas da manhã na Torre de Belém e esse horário é ótimo pois é antes da chegada dos ônibus lotados de turistas. Resultado? Fotos lindas e lugar quase vazio. Para nossa sorte, ainda abriu um solão.

Caminhamos até o Monumento do Descobrimento, fizemos algumas fotos e atravessamos para o Mosteiro de Jerônimo.

Como eu já conhecia, Léo entrou sozinho (10 euros de entrada) e eu fui visitar a igreja que está ao lado, onde estão os túmulos de Vasco da Gama e Luís Vaz de Camões!

As 11h, pegamos o bondinho 15E que nos levou até a Praça do Comércio. São 3 euros por pessoa e a gente paga com dinheiro nas maquininhas dentro do bondinho mesmo. Ah, pra quem gosta de pastel de nata, bem em frente ao ponto do bondinho está a Casa do Pastel de Belém, um dos mais famosos de Portugal. Nos não fomos, eu não gosto e Léo não fez questão. Aliás ele foi só ver o lugar e saiu.

Foram 25 minutos de bondinho até a Praça do Comércio e foi bem legal porque é um mini tour pela cidade. Ao descer na Praça, subimos a rua augusta até a Casa Portuguesa do Pastel de Bacalhau onde tem o melhor bolinho de bacalhau e recheado com queijo da serra da estrela. Vem numa base junto com uma tacinha de vinho do Porto. DEMAIS! Custa 9 euros, caro, mas vale a pena.

Depois andamos um pouco pelo Chiado, passamos pelo elevador da Santa Justa e seguimos, a pé, até o Castelo de São Jorge, passando pelas escadaria de São Cristóvão e mirante Santa Luzia. LINDO!

Andamos viu? E ainda percorremos o castelo todo (10 euros para entrar).

Depois, por volta de 13:30 descemos a pé, chamamos um Uber (muito fácil andar de Uber em Lisboa) e voltamos pro aeroporto. Chegamos tranquilamente as 14h, pegamos nossas malas de mão e embarcamos para Paris!

  • Foi rápido, mas deu para ter uma ideia de Lisboa. Muito melhor que ficar no aeroporto mofando!
Lifestyle
Dica da Leitora Trip
07 dez 2014, 29 comentários

Dica da Leitora Trip – Porto / Portugal

Semana passadas fomos conhecer a Ilha da Madeira em Portugal e vamos aproveitar que estamos na terrinha e que tal conhecer o Porto?? E teremos várias dicas, já que duas leitoras enviaram suas impressões e recomendações sobre a cidade! Vamos primeiro com a Luiza:

“Bom, vamos lá. Em agosto/14, fiz uma viagem de férias por Portugal e Barcelona com mais dois amigos aqui do trabalho, a viagem foi sensacional e rendeu muitas fotos e muitas risadas. Fomos a lugares lindos, mas creio que a cidade do PORTO foi uma unanimidade, A-MA-MOS, e são de lá as dicas que tenho. Um passeio e um restaurante.

Primeiro o passeio. Quando definimos o roteiro e incluímos Porto, imediatamente o meu pensamento foi remetido a “quanto vinho do Porto” eu beberia…rs. Iniciadas as pesquisas sobre o tema, descobrimos que na verdade as melhores caves de vinho do Porto não ficam no Porto, mas na cidade vizinha de Vila Nova de Gaia. Atravesse a ponte D. Luís I e chegará a Gaia. Inclusive é de lá que se tem a melhor vista da ribeira do Porto.  Achamos vários blogs dizendo que é so chegar na ribeira de Gaia e as caves estarão lá…uma ao lado da outra, e realmente estão. Mas minha dica é: não fique restrita as caves da ribeira, nelas você so encontra uma degustação simples do vinho do Porto, nada demais. 

Minha sugestão é a visita a cave de vinho GRAHAM’S . Essa cave de vinhos é super tradicional, tem uma vista linda do Rio Douro e foi o único vinho do Porto servido no Jubileu da Rainha Elizabeth II, em 2012 (Graham’s, safra 1952). O passeio foi sensacional e superou nossas expectativas.  Quando saímos do passeio de barco no cais da ribeira, já em Gaia começamos a procurar o endereço da cave e uma senhora muito simpática nos informou assim “é perto, só seguir a ribeira em direção oposta a ponte, e subir a tundra, fica ao lado direito” … RS… Como ela disse que era perto fomos andando para conhecer o local, mas gente é uma tundra e tanto. Depois descobrimos que o “perto” fica a 2 km da ponte.  Então se você já estiver cansada ou tiver algum tipo de mobilidade reduzida, pegue um taxi, vai valer a pena!

Chegando lá nos deparamos com um lugar LIN-DO, a estrutura é espetacular. Fizemos o passeio completo:  museu + tour guiado pela cave + degustação de 3 vinhos, isso tudo pela bagatela de 5 euros cada. Fomos informados na recepção de que existiam vários níveis de degustação, da iniciante a avançada, mas como não conhecíamos muito bem, ficamos no nível básico mesmo, mas não se intimide, foi excelente. Agora atenção! Se você irá fazer o passeio guiado pela cave (tem que fazer), ligue e pergunte qual o horário em português, ou inglês. Os passeios saem de hora em hora e cada horário em uma língua diferente. Eles tem guias que falam português, inglês, francês, alemão, russo e espanhol. Não é necessário agendar.

Iniciamos o tour pelo museu, com um vídeo explicativo sobre a origem do vinho do Porto, depois partimos para o passeio pela cave onde tivemos uma aula sobre os diferentes tipos de vinho e como identifica-los. O passeio foi finalizado com a história do vinhedo Graham’s. E, ao final fomos para a sala de degustação. Nossa guia era super simpática, aliás, todos eram muito atenciosos, nos explicou cada vinho, processo de fermentação e escolha das uvas. A experiência foi surpreendente!!! Confesso que não amei todos os vinhos, mas o passeio foi incrível. Com certeza vou voltar para fazer a degustação com a harmonização com comida. (essa degustação começa em 10 euros e vai subindo de acordo com o vinho). Saindo da Cave tem uma loja, lá compramos vários vinhos de vários tamanhos, ótimo para presentes. Tinha vinho para todos os bolsos, de 5 euros a 500…rs Comprei vários presentes, todos super bem embalados. Obs: tem uma loja no aeroporto.

 unnamed12

unnamed8

unnamed11

unnamed6

unnamed7

unnamed9

A segunda dica é um bar & restaurante: o Clérigos Vinhos e Peticos. Fica localizado na Rua das Carmelitas, 151, na galeria Paris. Se você vai ao Porto com certeza irá visitar a Torre dos Clérigos e a Livraria Lello, o restaurante fica exatamente na galeria que liga os dois pontos turísticos, super fácil de localizar. O lugar, na verdade é um complexo gastronômico, de um lado fica o bar de tapas e do outro lado o restaurante. Gente, o lugar é lindo… divino…muso! Fomos a noite ao bar de tapas, ficamos na varanda, pois meus companheiro de viagem são fumantes, e gostamos tanto que voltamos no último dia para almoçar no restaurante. O ambiente, o atendimento, as comidas e as bebidas…tudo perfeito. Tem opções para todos os paladares, carnes, peixes e vegetariano. E o preço??  O preço foi a melhor surpresa. Nós 3 pedimos entrada (duas inclusive), prato principal, sobremesa, café, uma garrafa de vinho e uma de prosecco, e a conta ficou em aproximadamente 120 euros, ou seja, 40 euros para cada. Super razoável!!! Estou mandando a foto do cardápio (do bar de tapas) que não me deixa mentir. Comemos muito…mas muito mesmo…e muito bem!!! Vale passar por lá!!!  Cony, não achei o site, so o perfil no Facebook.

 collageporto1

unnamed

unnamed2

Bjs… sucesso sempre, Luiza¨

Obrigada Luiza! Adorei suas dicas! E agora vamos com a Thayse??

“A cidade do Porto fez parte do roteiro da nossa lua de mel pela Espanha e Portugal em março/abril de 2012. Meu marido e eu desembarcamos em Madri, ficamos por alguns dias, depois alugamos um carro e percorremos cidades próximas como Segóvia e Toledo. Depois seguimos em direção àPortugal, visitando ainda no caminho as cidades espanholas de Ávila e Salamanca. Já estávamos encantados com todas estas cidades quando então chegamos ao Porto, e foi paixão a primeira vista!

thayse1

Lembro que chegamos ao hotel e logo após o check-in já saímos para conhecer a cidade. Estávamos hospedados em Gaia, que é uma cidade vizinha, separada apenas por uma ponte. Pegamos uma espécie de trem de superfície (semelhante à um monotrilho) à caminho do Porto e quando estávamos sobre a ponte lembro do meu marido olhar pra mim e dizer: “olhe pela janela”. Foi quando me deparei com uma das paisagens mais lindas que já vi em minha vida. A cidade debruçada numa encosta gigante abaixo de nós, e o rio Douro (ou Rio D’Ouro) correndo tranquilo ao longo do vale! O que encanta no Porto é justamente essa topografia, a cidade acompanha o curso do rio por entre os rochedos.

thayse2

A parte histórica também é riquíssima, as ruas e casas tipicamente portuguesas, que parecem ter parado no tempo, são encantadoras.

thayse3

Outra experiência maravilhosa é andar no teleférico, que fica em uma das margens do rio e te leva da parte baixa da cidade (na margem do rio) para a parte alta sobre a ponte, onde oferece vistas espetaculares do rio e das encostas.

thayse4

Fazer uma visita à pelo menos uma das caves de vinho do Porto é imperdível. São várias, visitamos a cave Quevedo, que nos ofereceu uma degustação de todos os tipos de vinho que fabricam, acompanhados de deliciosos aperitivos. Ainda nos explicaram sobre os tipos de uvas, o processo de fermentação e armazenamento. Trouxemos um vinho de cada tipo para presentear os parentes e amigos.

thayse5

Aprendemos lá que o que diferencia o vinho do Porto de um vinho “comum”, além das uvas especificas, é o processo de fermentação. Um vinho normal tem um processo de fermentação longo, que pode durar meses, até que todo açúcar das uvas seja transformado em álcool. Já o vinho do Porto tem sua fermentação interrompida logo no início do processo, sendo realizada a adição de aguardente ou brandy (conhaque).

thayse6

Com o processo de fermentação interrompido, significa que o açúcar natural da uva não vira álcool e “carameliza”, e por isso o vinho do Porto é tão doce e um pouco “melado”. A alta concentração de álcool não é puramente da uva, e sim do brandy ou da aguardente, e logo é um vinho de altíssima concentração alcoólica, com uma media de 20 e poucos graus, enquanto que um vinho de mesa comum tem uma media de 5 a 7 graus de álcool. Muito interessante!

Uma viagem ao Porto não esta completa sem um tour em um das dezenas de Caves! Todas tem diferentes opções de passeios guiados e essas visitas podem ser feitas em vários idiomas e variam entre 15 minutos à algumas horas, e quase todas incluem uma degustação.

Outro lugar encantador é a foz do rio D´Ouro com o Oceano Atlântico. Nas proximidades da foz o rio se alarga abrindo um imenso arco em direção ao Oceano, fantástico! Percorrer a orla do rio também é uma delícia. A pista por vezes passa ao lado do rio, vezes por cima, um encanto!

thayse7 

Portugal tem outros lugares lindos, mas a cidade do Porto, na minha modesta opinião, é o auge do deslumbre!”

  • Sabe o que mais me chamou a atenção nos dois emails? Tanto a Luiza quanto a Thayse ficaram APAIXONADAS pelo lugar!!! Fiquei com muita vontade de conhecer o Porto, confesso que não imaginava que poderia ser tão lindo e interessante! Estou adorando a viagem de vocês, semana que vem tem mais lugar bacana para gente passear. Muito obrigada Lu e Thayse!