Lifestyle
Diario de Viagem, Dicas de Viagem
19 nov 2019, 9 comentários

Turismo Ninja em Lisboa!

Não sei se darei sequência a estes posts. Sempre me enrolo durante minhas viagens e uma coisa acaba atropelando a outra e perco o timing das postagens pra vocês. Sim, eu sei o quanto isso é ruim afinal a informação que poderia ser de grande valia fica perdida mas me acompanhem pelo Instagram também (@futilish) que tudo está lá e salvarei os stories nos destaques ok?

Mas vamos lá, onde estou e fazendo o quê?

Como a maioria de vocês sabe, eu me casei em setembro e nem estávamos pensando em lua de mel. Eu com muito trabalho e o Léo também. Mas surgiu a ideia de ir pra Itália, Léo queria conhecer Roma e acabamos por comprar – e caro – uma viagem quase em cima da hora para a França e Itália.

Eu já conheço PortugalFrança e Itália mas Léo não conhece e não neguei ir novamente rsrsrs. Eu amo a Europa!

Compramos pela TAP que tem vôo direto de Belo Horizonte para Lisboa. Ficou BH-Lisboa- Paris com uma conexão de 8 horas em Portugal na ida.

E o que fazer numa conexão tão longa? Sair para dar uma volta! E fizemos isso com tanta maestria que virou post.

Bom, chegamos em Portugal por volta de 6 horas da manhã. Até sair do avião, fazer a fila GIGANTE da imigração, foram quase duas horas. Por volta de 8h da manhã estávamos liberados no aeroporto de Lisboa. Nosso voo para Paris era as 16h então por volta de 14h teríamos que estar de volta.

Eu e o Léo levamos duas malas grandes (despachadas) e duas de mão, que deixamos num guarda volumes no aero para poder ficar mais à vontade. Pagamos 6 euros para deixar as duas malas.

Como não podíamos perder muito tempo e queríamos ir para vários lugares, optamos por ir de Uber primeiro para o lugar mais longe que queríamos visitar, a Torre de Belém. O Uber ficou por volta de 15 euros e demorou uns 20 minutos para chegar lá. Perto da Torre de Belém tem o Monumento do Descobrimento e o Mosteiro dos Jeronimos. Ou seja, várias coisas perto.

Chegamos umas 9 horas da manhã na Torre de Belém e esse horário é ótimo pois é antes da chegada dos ônibus lotados de turistas. Resultado? Fotos lindas e lugar quase vazio. Para nossa sorte, ainda abriu um solão.

Caminhamos até o Monumento do Descobrimento, fizemos algumas fotos e atravessamos para o Mosteiro de Jerônimo.

Como eu já conhecia, Léo entrou sozinho (10 euros de entrada) e eu fui visitar a igreja que está ao lado, onde estão os túmulos de Vasco da Gama e Luís Vaz de Camões!

As 11h, pegamos o bondinho 15E que nos levou até a Praça do Comércio. São 3 euros por pessoa e a gente paga com dinheiro nas maquininhas dentro do bondinho mesmo. Ah, pra quem gosta de pastel de nata, bem em frente ao ponto do bondinho está a Casa do Pastel de Belém, um dos mais famosos de Portugal. Nos não fomos, eu não gosto e Léo não fez questão. Aliás ele foi só ver o lugar e saiu.

Foram 25 minutos de bondinho até a Praça do Comércio e foi bem legal porque é um mini tour pela cidade. Ao descer na Praça, subimos a rua augusta até a Casa Portuguesa do Pastel de Bacalhau onde tem o melhor bolinho de bacalhau e recheado com queijo da serra da estrela. Vem numa base junto com uma tacinha de vinho do Porto. DEMAIS! Custa 9 euros, caro, mas vale a pena.

Depois andamos um pouco pelo Chiado, passamos pelo elevador da Santa Justa e seguimos, a pé, até o Castelo de São Jorge, passando pelas escadaria de São Cristóvão e mirante Santa Luzia. LINDO!

Andamos viu? E ainda percorremos o castelo todo (10 euros para entrar).

Depois, por volta de 13:30 descemos a pé, chamamos um Uber (muito fácil andar de Uber em Lisboa) e voltamos pro aeroporto. Chegamos tranquilamente as 14h, pegamos nossas malas de mão e embarcamos para Paris!

  • Foi rápido, mas deu para ter uma ideia de Lisboa. Muito melhor que ficar no aeroporto mofando!