Comportamento
Chora Que Eu Te Escuto
29 jan 2021, 33 comentários

Chora Que Eu Te Escuto!

Não acaba nãaaaao, que é muito caso pra contar

Chora 01 – Sol

“Oi Cony, adoro o seu trabalho e acho incrível sua capacidade de se adaptar e se manter relevante! Ensaio mandar esse chora há anos, mas agora vai, tô cansada, frustrada e perdida. Pega uma pipoca que tá longo!

Em resumo, tenho muitos problemas com minha sogra e cunhada, na verdade é só um problema, que eu leio como inveja/ciúme. Desde o início do namoro com meu atual marido rolam umas fofocas e implicâncias bem chatas por parte da minha cunhada, que na época  era adolescente então eu dava de ombros e não ligava, mas ela ia reclamar com a mãe que sentia muita falta do irmão e indiretamente colocava a culpa em mim (porque nós fazíamos programa de casal e não dava pra levar uma menina 8 anos mais nova) e minha sogra compra absolutamente TODAS as brigas e birras da garota. 

Depois de 3 anos, várias fofocas e picuinhas eu estava exausta e decidi terminar o namoro. Meu então namorado é daqueles que paga pra não entrar numa briga então ficava apaziguando de um lado e de outro, já eu não suporto injustiça, e gosto de verdades bem ditas, minha família é daquelas que, se tem um problema chama logo pra conversar, discute e resolve, cartas na mesa, já a dele é de conversa de corredor, te abraça aqui pra falar mal de você ali, … Estava pesado pra mim e achei melhor me desvencilhar disso tudo, conversamos e terminei, ele ficou arrasado, acho que não levava a sério o quanto aquela situação me consumia, família sempre foi MEGA importante pra mim. Só que a nossa relação como casal sempre foi muito boa, ele é um cara incrível, parceiro, divertido, super carinhoso, trabalhador, minha família adora ele e acabamos reatando quase 1 ano depois do término. É claro que eu sabia que a família dele continuava a mesma, mas achei injusto me privar de uma relação tão bacana só por causa deles. Nunca tivemos nenhum problema grave que não estivesse relacionado a família da mãe dele, principalmente mãe/irmã.

Pois bem, voltamos e passados mais 4 anos resolvemos casar e aí foi a gota d’água. Minha sogra implicava com TUDO, desde o lugar que nós escolhemos para fazer a festa até o terno que meu marido escolheu (ela queria um furta-cor), e não ela não estava colaborando financeiramente. Várias vezes insinuei que seria melhor não levá-la nas reuniões com fornecedores porque chegava a ser constrangedor, mas meu sogro tinha recém falecido e meu marido fazia questão de alguém da família dele junto em alguns momentos (assim como e fazia da minha), mesmo eu apontando que a mãe dele talvez não estivesse feliz com a situação ou preparada para ver o filho sair de casa. A cunhada implicou porque queria ser madrinha ao lado do namorado (convidamos ela para ser demoiselle, uma espécie de dama de honra adulta que entra sozinha), aí ela escolheu um vestido totalmente diferente do que eu tinha pedido (sim eu fui a noiva que escolhe a cor do vestido das madrinhas e demoiselles #mejulguem. Em minha defesa dei várias opções de tonalidade). Elas ficaram de cara feia a festa inteira, a picuinha foi tanta que várias primas compraram a briga,  porque eu estava sendo muito autoritária decidindo a cor do vestido dos outros no MEU casamento! Para coroar, 3 semanas depois do casamento foi o baile de formatura da minha cunhada e minha sogra criou uma espécie de competição, a comida do baile estava melhor, a decoração mais bonita, o dj mais animado… uma infantilidade sem fim.

Eis que 10 anos depois do início do namoro, 2 anos de casados, a novela continua. Nossa vida prosperou bastante, meu marido recebeu uma promoção maravilhosa, programamos várias viagens (antes da pandemia, kkcry) e agora me parece que elas estão numa inveja sem fim. Meu marido trocou de carro, a sogra foi lá e deu um carro pra filha (não sem antes criticar o carro que a gente comprou), foi na nossa casa e o máximo de elogio foi “até que vocês conseguiram deixar bonitinho”,  eu e minha irmã fizemos uma  festa surpresa pra comemorar os 30 anos do meu marido, pra poucas pessoas (elas não se ofereceram pra levar um refrigerante), mas essa semana fizeram igual pro namorado da minha cunhada (minha sogra bancou tudo). Já tentei conversar com elas algumas vezes mas minha cunhada se recusa e a sogra nega que algum dia na vida tenha feito qualquer dessas coisas (totalmente sonsa) e quando o bicho pega ela chora e faz chantagem emocional com meu marido dizendo que sente muita falta dele e do meu sogro que faleceu, que não estava preparada pra ter o filho longe dela (mesmo nós tendo avisado a data do casamento com um ano e meio de antecedência). 

Enfim, o que mais me irrita é ver que apesar de tudo isso, meu marido faz questão de conviver com essa família tóxica, por mais que quando a gente converse ele concorde que o comportamento delas é errado. Nem digo em relação a mim, sou muito bem resolvida e não preciso mendigar afeto (só gostaria que qualquer problema comigo fosse falado comigo) mas acho que ele merecia ser muito mais valorizado, é um ótimo filho. E às vezes me pego frustrada porque por mais que eu tente não me envolver as vezes me pego apontando esses “defeitos de personalidade” da mãe e da irmã dele de maneira até um pouco agressiva. Me frustra por exemplo organizar um Natal aqui em casa só nós dois e minha irmã, mesmo detestando o natal e ouvir que ele vai querer dar uma passadinha na casa da mãe.  Sei que eles precisavam de terapia, mas se recusam, sei também que eu precisava voltar, mas terapia on line pra mim não rolou. ME AJUDA CONY, qual o meu papel nessa família de doido? Não consigo ficar de espectadora dessa novela mexicana.”

Poxa miga que CHATICE essa sogra e essa cunhada! Mas assim, olhando de fora, e nas suas próprias palavras, são PICUINHAS! Só coisinha pra te irritar e te tirar do sério e elas estão conseguindo. Releva, faz a egípcia, deixa ela comprar um carro melhor, falar qualquer coisas, fazer comparações, deixa… o problema é com elas e não com você. Acontece que você tá tão pendente do que elas fazem e falam que acaba absorvendo toda alfinetada. Seu marido também poderia se posicionar mas é aquela coisa, é a mãe e a irmã, o pai morreu e ele deve se sentir um pouco “culpado” por ser o único homem da família e ter saído de casa. Eu acho que o problema é claramente delas e isso não vai mudar. Se prepare que se vocês tiverem filhos, elas darão pitaco eternamente! Você já se posiciona, disse que tentou conversar com elas, mas acho que um tom mais firme e sério pode ser necessário em algum momento. Fale com seu marido: “se elas vierem de gracinha, eu vou chamar a atenção, você já está avisado”, e pelo seu casamento (que você disse que é ótimo) e por sua saúde mental, seja INDIFERENTE ao que elas fazem pra te irritar. Ignore, ingnore meeeeeeeeeeeeeesmo!

Chora 02 – Lua

Oi meninas, eu to com um problemão que ta me deixando muito preocupada. Sou casada ha 1 anos e me relaciono há 4 anos com o meu marido. Nos damos muito bem, ele é uma pessoa extremamente carinhosa e amoroso. Depois que casamos moramos 7 meses na casa dos pais deles onde começou nossos problemas . Antes de casar eu tinha um relacionamento ótimo com a minha sogra, ela sempre me tratou muito bem e éramos amigas eu achava né. Também sempre tratei ela muito bem, meu marido é aquele tipo de homem que pergunta tudo antes de fazer. A mãe dele criou ele pra ser um homem que não toma as suas decisões sozinho. Mas isso eu nao tinha percebido até nos casarmos. Depois do casamento percebi que minha sogra mandava no meu marido e queria decidir tudo por ele e agora por mim. Mas sou escorpiana completamente decidida e cheia de opiniões e nunca aceitei nada do que ela queria. Nosso relacionamento ficou por um fio, a minha sogra aprontou muitas coisas comigo, e gente eu trabalhava e fazia faculdade. Em 5 dias na semana, 3 dias eu chegava meia noite e nos outros dias eu chegava as 8. E mesmo assim ela arrumava coisas pra reclamar de mim. Não tinhamos privacidade nem pra fazer sexo e olha que quando a gente namorava a gente super tinha depois de casados tudo mudou. Fiz as malas e disse que ia embora ele me pediu pra não ir, no outro dia fomos ao mercado e ele entrou em uma rua errada e vimos uma placa de aluga, ligamos, fomos visitar o ap e décimos nos mudar. Foi a melhor decisao da minha vida, ela achou ruim que o filho dela foi embora mas eu disse a ele que se a gente não fosse eu ia embora sozinha, então ele veio. Mas ela ainda continua me infernizando. Liga pro meu marido e quer mandar na minha casa, que eu tenho que fazer a janta dele até as 8, quer mandar na nossa casa. Conseguimos cortar isso um pouco mas agora ela deu pra fazer piadas. Piadas maldosas, sobre o meu peso, sobre as minhas comidas pq eu ainda estou aprendendo a cozinhar, pq não passo as roupas do filho dela mas ela tem uma filha que não faz nada disso pro marido e ela só vê problemas em mim. Estou pensando em me separar, meu marido não conversa com ela, não impoe limites. Ele é completamente dependente. Eu amo ele, mas eu não estou mais aguentando, ela ta me infernizando muito. Eu to ficando sem a pouca paciencia que tenho. Me ajuda, eu já não sei mais oq fazer.

Gente, que sogras são essas! Pelamor! Mesma coisa do Chora anterior, o problema é com a mãe do bofe, não com ele. Olha só sua frase: “Eu amo ele, mas eu não estou mais aguentando, ela tá me infernizando muito.” Eu amo ELE, mas ELA tá me infernizando. ELA, a mãe dele! Não deixa ela se intrometer na vida de vocês, se ela liga e te diz que você tem que preparar a comida dele tal hora, fala: “Ok sogrinha pode deixar“. Mas continua fazendo do seu jeito. Se ela fala que você não passa a roupa dele, deixa falar… Se ela falar do seu peso, você fala do cabelo dela (hahahaha, na verdade é pra ignorar, mas um troco de vez em quando não faz mal kkk). Mas sério, não acho que seja motivo para se separar… se o cara é bom pra você, se te faz feliz, deixa a mãe dele surtar lá no canto dela e não deixe que isso te afete. Pensa bem, já é difícil achar uma pessoa bacana, o próximo pode ter um “defeito” muito mais sério e complicado de lidar. Sogra a gente consegue deixar no canto dela e seguir a vida, não dê tanta atenção ao que ela fala!

  • Choras ABERTOS! Só mandar seu email para constanza@futilish.com e no assunto colocar CHORA QUE EU TE ESCUTO!

Compras
Shopping Time
27 jan 2021, 4 comentários

Onde Comprar – Bolsa Vermelha!

Prontinho! Eis o Onde Comprar da Bolsa Vermelha! Gente, é tanta bolsa linda que nem sei! Olha só:

01 – GUCCI, bolsa soho disco (eu tenho essa e amo! Apareceu várias vezes no post de inspirações, se não viu, clique AQUI) R$6.360 LINK

02 – SAINT LAURENT, bolsa carteira monogramada R$7.990 LINK

03 – MICHAEL KORS, bolsa transversal Ginny com efeito granulado R$2.212 LINK

04 – SAINT LAURENT, bolsa transversal Lou R$7.640 LINK

05 – TORY BURCH, bolsa tiracolo R$1.551 LINK

06 – PAR PAR BAGS, bolsa meghan R$695 LINK

07 – SCHUTZ, bolsa tote Lorena R$890 LINK

08 – SCHUTZ, bolsa tiracolo believe croco R$950 LINK

09 – AREZZO, bolsa tiracolo maia média R$499 LINK

10 – JORGE BISCHOFF, bolsa flap basic R$389 LINK

11 – MICHAEL KORS, bolsa Bárbara md R$1.205 LINK

12 – MICHAEL KORS, bolsa manhattan md R$2.180 LINK

13 – AMARO, bolsa baguete de nylon R$224 LINK

14 – COLCCI, bolsa metal R$229 LINK

15 – COLCCI, mini bag tampa metal R$379 LINK

16 – SHOESTOCK, bolsa bucket lisa R$199 LINK

  • E aí? Gostou de alguma? Eu amei várias!!! A segunda, da YSL, é uma das minhas preferidas!