LifestyleLifestyle
Decoração, Mi Casa Su Casa
11 jul 2021, 26 comentários

Mi casa, su casa – Regras demais

Hey Fufuland! Tudo bem com vocês? Vou jogar uma conversinha fora um pouquinho.

Quarentei na quarentena! Yesh, por isso semana passada não teve post. Peguei meu loro e fomos viajar. Um lugar próximo, uma pousadinha pequena – inclusive, só nós estávamos hospedados lá. O que foi bom porque pudemos fazer uma tábua de queijos e vinhos com uma amiga “fufu”, que depois de muitos anos de conversas tive o privilégio de conhecer e acabou se hospedando conosco. Muito obrigado pelo carinho Hallini S2 S2 S2.

Essa semana tivemos o aniversário da patroa, parabéns por ser essa pessoa tão linda por dentro! Muita saúde, muita paz, muito amor e sucesso ao infinito pra você. E muitas viagens, que o que eu mais quero é você no Chile com papi & mamita e na sequência grudadinha no sobrinho.

Eu quero falar das regras. Naquela redezinha de falsidades, que era de fotos e agora nem isso quer ser mais, recebi indicações de profissionais algumas/alguns perfis da minha área.

Aí eu vou seguindo, deixando de seguir, mas nos últimos meses percebi uma movimentação preocupante. Os profissionais estão com um discurso de:

_Não pode isso.

_Isso está fora de moda.

_Tal coisa é brega.

_Se for pra colocar isso, nem faça sua obra.

Uma coisa que percebi, é que geralmente esses mesmos perfis de profissionais oferece e-books, cursos, consultorias… Porém, raramente mostram uma obra. Sabe, trabalho de verdade? Ir numa loja escolher as coisas que vão efetivamente compor um lugar habitado. Não tem. Tem muito coquetel, imagem de maquete eletrônica e nenhum atendimento à clientes. Alguns tem testemunhos, entretanto a maioria deles são tão ensaiadinhos que são expressões físicas da vergonha alheia.

Vamos a exemplos mais explícitos desses cagadores de regra:

_ Piso de madeira somente se for natural, se não puder pagar não use algo que imita.

Sério mesmo? Com toda a tecnologia da indústria, em criar produtos democráticos para que uma pessoa possa ter uma bela casa com um porcelanato que proporciona o efeito de madeira (desde R$ 27,90 por metro quadrado) eu tenho que falar pra pessoa que se ela não tem R$ 280,00 pra por uma madeira razoável no piso é pra ela desistir do sonho?

Preciso mesmo desmatar uma Amazônia para fazer piso sendo que existem réguas vinílicas produzidas com material reciclado por 25% do valor e que não são “gelados” ao tato como porcelanato?

Não posso usar uma lâmina de MDF com textura de madeira, porque o orçamento do cliente não comporta uma lâmina de madeira natural?

Claro que se o sonho do cliente é a madeira natural e ele pode não apenas usar, como também pagar a manutenção, ótimo! Vamos usar. Mas eu não vou frustrar os desejos de uma pessoa sendo que a indústria tem, pelo menos, uma dúzia de opções de produtos que vão trazer satisfação.

Outros dois itens que esses neo profissionais sem clientes tem marginalizado:

Couro vegetal;

Linho / tecidos sintéticos.

Você tem R$ 30.500,00 pra um sofá de três lugares em couro italiano que não precisa de manutenção? Ótimo! Mas se não tem, qual é o problema de usar um de veludo 70% poliéster e 30% algodão por R$ 3.395,00? (não falem mal dele nos comentários, é o que eu quero comprar pro nosso apto novo, o @joy106d).

Espero que ao longo destes seis anos que estamos juntinhos aqui eu tenha conseguido nas matérias falar das coisas que me agradam, argumentando e pontuando questões técnicas, não puramente gostos ou itens que fazem sentido no meu estilo, sobrepondo aos desejos de quem pede um Tem Jeito Decor.

Falando nisso, a lista de ordem é essa:

Se alguém mais mandou mensagem, repete o email pra mim no azuosexclusive@gmail.com pra eu pôr na listinha, logo retorno com essas matérias, estava cansadinho e  finalmente já estou mais animado para fazer algo lindo para você.

E o que eu queria hoje, é dizer pra vocês procurarem um profissional, seja eu no modo online ou outro presencial, que crie uma casa que edifique seus sonhos, e respeite seus desejos e possibilidades.

#Bença!

LifestyleLifestyle
Decoração, Mi Casa Su Casa
11 abr 2021, 21 comentários

Tem Jeito Decor 91 – A Cozinha da Cintia

Hi Fufuland!

Hoje teremos uma cozinha GE-NE-RO-SA! Coisa linda deDeus. Mas contem pra mim, como vocês estão? Tão se cuidando? Sommelier de alquingéu? Piloto de teste de máscaras? Quero todo mundo bem vivinho e comentando. Aqui depois de 3 finais de semana de lockdown estamos colhendo frutos de UTI com vagas. 7% livres, mas já é melhor do que quando estavam lotadas.

Agora peguem o seu microondas – que eu esqueci de por nas fotos – e #vemkotio!

“Oi Tio Lelo! Tudo bem?
Finalmente tomei coragem para enviar o meu pedido de socorro para a nossa cozinha, se prepara!
Essa é a nossa casa de praia, sempre foi o sonho do meu pai e ele usou boa parte de suas economias na compra e regularização de documentação. Fizemos algumas reformas de forma DIY, meu pai é bem talentoso e sabe fazer de tudo, mas a parte da decoração só você para nos dar um norte!

Desenhei essa “planta”, abaixo vou descrever as medidas:

– A parede da pia tem 4,80 metros;

– As laterais tem 4,15 metros cada;

– A parede do fundo, que dá para o quarto, tem 4,60;

– O teto é inclinado, tem 3 metros na parede do fundo e 2,50 metros na parede da pia;

– A pia tem 1,97 metros e não queria trocar. Vamos fazer portas para fechar esse ‘gabinete’ construído de alvenaria;

– As portas tem 82 cm, as janelas 1,20 metros;

– Essa “janelinha’ é o w.c e tem uns 60 cm. Quero tirar ela daí e colocar na parede externa da casa;

– Da pia até a porta temos 1,42 metros;

– Queremos manter o piso também.

A ideia é ter um espaço integrado, leve e com bom aproveitamento para ter bastante armazenamento ao mesmo tempo em que vamos receber a família em datas comemorativas e no verão (somos em 3, mas chega a ter umas 10). Tudo, exceto a TV, microondas, geladeira e o armário, são coisas que o antigo dono deixou e simplesmente foi ficando enquanto íamos resolvendo/investindo outras coisas.

Os problemas são como manter a circulação, como aproveitar as paredes para colocar os armários e onde colocar a mesa/espaço para conversa.
Confio em você para nos trazer uma luz e finalmente realizar o sonho de uma cozinha linda!
Beijos e muito obrigada! S2

A melhor parte é que a Cintia mandou também uma série de fotos de inspiração, o que ajuda bastante.

Como vamos manter a pia, o melhor é aproveitar também as posições que já temos. o que eu fiz foi tirar o sofá, porque afinal, temos uma sala e queremos 8 a 10 lugares confortáveis.

Para isso, teremos u mesão:

Trouxe o fogão mais para perto da porta, deixando um porta tompêrros para não ficar “colado” na passagem. Virei a bancada para acomodar o microondas e deixei a geladeira no limite da janela. Muitos móveis aéreos sobre essa bancada, para bastante espaço de armazenagem de mantimentos. Incluí também uma cristaleira e um buffet além de um painel para a TV e um aparador.

Agora vamos destrinchar:

Porta temperos, gaveteiro, pia e o outro balcão tudo em um revestimento amadeirado, aqui usei o freijó, inclusive a parte de alvenaria. A parte superior usei branco, a mesma cor das paredes que é algo muito praiano e que está em todas as suas referências. Aproveitei o ponto de luz acima da janela para um trilho.

No teto, eu fiz uma pequena intervenção. Vai depender de quanto seu pai tá bom de DIY, coloquei 4 faixas de forro em pvc que imita madeira, para dar um detalhe estético e ficar diferenciado. É só encaixar, mas vai ter que desmontar e recolocar praticamente tudo. A cristaleira fica ali onde fica a janela do banheiro que vai mudar de lugar e logo na frente, deixei o buffet do doguinho simpático das fotos, e uma caminha também.

Na parede que acessa o quarto, gostaria de tirar a janela, me parece pela luz que tem outra na lateral da casa… se puder, seria um lugar excelente para um belo quadro. Caso não posssa, nessa proposta alinhei espelhos que abraçam todo o ambiente de porta à porta. O buffet atende louças e pode apoiar as comidinhas em dias de festa.

Uma planta grande traz vida, o painel é bem slim e fica com a base à 115cm de altura para ser visível de toda a cozinha. Logo atrás da porta um aparador que pode ser um canto para café ou bar, dependendo da sua vontade.

Sobre a mesa, escolhi uma de 210×100 que acomoda confortavelmente 8 pessoas ou 10 mais apertadinho. Para isso de um dos lados sugiro usar um banco.

O recurso do banco, além de ser melhor para acomodar os 2 lugares extras, também dá uma “aliviada” visualmente, porque ele “some” no espaço.

Temos que levar em consideração que as cadeiras devem ser muito confortáveis, já que perdemos o sofá neste espaço.

Acredito que esteja legal, dentro do estilo que vocês mandaram. Qualquer dúvida, manda nos comentários que eu te ajudo.

E Fufus, dêem suas sugestões também.

#Shalom!