LifestyleLifestyle
Decoração, Mi Casa Su Casa
30 ago 2020, 14 comentários

Tem Jeito Decor 79 – Lava roupa todo dia!

Olá Fufus do meu Brasil! Como vocês estão?

A Jane chegou com um tema que acredito que ainda não tivemos por aqui: Área de serviço. Nomalmente um ambiente que recebe pouca atenção e carinho aqui no nosso país. Mas como eu já falei anteriormente, acho que devemos procurar deixá-la bem elaborada e tão agradável quanto a nossa cozinha. Se duvidar passamos mais horas acordados na nossa lavanderia do que no próprio quarto.

Então pega o cesto e #vemkotio!

“Lelo, Socorro!! Tem como fazer um Tem Jeito Decor de área de serviço? Eu queria uma área bonitinha, funcional!E estou com um perereco aqui em casa…
Resolvemos, durante a obra, aproveitar o espaço embaixo da escada para acomodar parte da área de serviço. A planta baixa ficou assim:

Cabe muita coisa naquele “buraco” da escada, com 1 metro de profundidade, mas não consigo ter ideias de como deixar aquilo bacana. E olha que já rodei o Pinterest! As dimensões da catacumba são:

Tenho MUITA coisa pra guardar ali. Pensa em alguém que tem várias vassouras, rodos, baldes, escada, extensor pra limpar no pé direto alto, tábua de passar…

Sou eu! E a AS ainda virou o banheiro da mascote da casa… É ali que fica seu tapetinho higiênico, debaixo do tanque…

Aquele marcado vermelho ali na planta é um corte na laje, pra passar roupa suja do andar superior para baixo.
Toda essa área está uma bagunça, apenas tanque de lavar roupas e máquina de lavar são “definitivos”.Me ajuda?!?
Beijos
,

Jane

Well, well, well Jane, lamento informar mas sua área de serviço terá uma solução bem cosmética. Até porque nessa última foto eu vi sua sala de jantar, ou seja o contrário também acontece. Por isso vamos fazer uma lavanderia muito agradável aos olhos e bastante funcional:

Sobre o tanque, gostaria que acrescentasse um móvel superior em metalurgia e vidro, para “amparar” as roupas que chegam pelo caminho expresso. Não achei nenhum bloco bonitinho, mas o que tenho em mente acima do tanque é algo assim:

Entretanto o seu tem que ser aberto na parte superior e ter algum fechamento na frente e laterais, virando literalmente um cesto. Eu adoro essa ideia de ter o duto até a lavanderia, mas de forma nenhuma as peças deveriam aterrissar no tanque.

Na bancada, eu fiz um fechamento para esconder a “buchada” do encanamento e desci as laterais do móvel para dar uma fechada no WC do pet. Talvez, se for um modelo de doguinho pequeno, você possa deixar uma das portas de tamanho normal e usar para armazenar os tapetinhos por exemplo.

Agora, do outro lado, vamos otimizar a organização e dar ilusão de um SUPER armário de fazer a sogra se jogar no chão de inveja.

Seria lindo, se as três portas superiores direita não fossem enfeite 🙁

Fiz esse mobiliário solto apenas 5cm do chão e o restante acompanhou a menor altura. Medi aqui e é mais que suficiente par armazenar tábua, vassouras rodos e etc… Aliás, aproveitando, desapega dessa frota de vassoura que a gente não tá podendo sair mesmo (eu não podia perder essa piada).

Um bom marceneiro vai conseguir tranquilamente fazer as duas portar superiores funcionais para que você aproveite o cantinho de armazenagem.

Como você mesma pontuou, como o espaço é profundo acaba sendo possível guardar muita coisa. Caso os extensores escadas altas não caibam no movel mais baixo, você pode apenas interver a posição e deixar as vassouras e tudo mais na porção mais alta da catatumba.

Os acabamentos foram: espelho na frente do tanque (porque não?). E o Griss da Arauco no restante, a parte amadeirada é o Freijo da Guararapes.

Eu sinceramente quebraria a despensa, juntaria com a área de serviço traria a máquina para a lateral do tanque e faria tudo um grande ambiente único, porém seu pedido foi para resolver a catatumba. Heheheh Super beijo qualquer dúvida me avina nos comentários ou no email.

Fufús, não esqueçam de me ajudar nos comentários, adoro saber as ideias de vocês e incorporo muitas na vida profissional.

Beijones!

LifestyleLifestyle
Decoração, Mi Casa Su Casa
16 ago 2020, 50 comentários

Tem Jeito Decor 78 – Bistrô da Izabela

Olá Fufuzada! Tudo bem por aí?

Hoje é o seguinte, falei bistrô porque a Izabela adora cozinhar e receber amigos – lembram de quando podíamos aglomerar?

Contudo, na prática vamos aprimorar uma sala de estar e jantar em busca de um estilo que nunca tivemos por aqui, mas vou deixar o texto dela para vocês entenderem.

Oi Leloooo tudo bem? Antes de mais nada, queria falar que sou mega fã da sua coluna! Leio todas desde o começo e vivi ensaiando mandar meu TJD! Acontece que agora, na quarentena, eu fico na sala o dia inteiro (ou trabalhando, ou vendo TV ou comendo) e aí a minha cabeça começou a fervilhar de idéias! hahah 
Meu problema é que não sei como colocar em prática, e é aí que você entra com suas mãos de fado! Moro nesse apê já tem 5 anos. Eu amo ele de paixão, na sala, amo principalmente a luz natural e a integração com a cozinha

(minha parte preferida da casa!) que além de dar sensação de amplitude, fica ótimo para receber os amigos e cozinhar para eles – que é o que eu e meu marido mais amamos (saudades de aglomerar).  Acho que ao longo do tempo já deixamos ele bastante a nossa cara e personalidade.
 Quando mudei para cá, a sacada já estava integrada e toda a parte planejada já estava pronta. Por causa dos móveis planejados, minha criatividade sofre bloqueios. Eu até já fiz desenhos (all dicas do Lelo) pra ficar brincando com a posição dos móveis, mas sem sucesso. Além disso, essa bancada para a cozinha é contínua do lado de lá, como se fosse uma uma peça só, não sei como daria para modificar isso (anexei a foto do lado de lá) .

Essa “janela” que serve de bancada tem 130 de altura por 110 de largura, usamos ela quase todos os dias para lanchar, e agora na quarentena para as refeições durante a semana. 

Outro ponto é que nessa parede em que está a estante de livros e o quadrinho de Ouro Preto, do lado de lá, da cozinha, ficam o quadro de luz e o interfone, então não acho que seja possível trocar a parede de lugar. 

Na sala tem também esse armário recuado na parede, já pensei em mudar as portas dele para vidro fosco, colocar uns puxadores e transformar em parte cristaleira. Não posso reclamar, porque espaço para guardar todas as coisas que tenho de cozinhar e de servir tem bastante (e também não gostaria de perder isso).
Dito tudo isso, pensei em pedir sua santa ajuda para esse dilema!
O que a gente queria: 

  • Uma decoração rustica/retro/contemporânea hahahah um mix de elementos naturais, com cores e formas modernas com almoço no quintal – não me mata por essa falta de estilo definido!
  • Manter a integração entre sala e cozinha. Amamos cozinhar (para nós dois mesmo) e também receber amigos.
  • Apesar de já ter muitos lugares para sentar na sala, tenho poucos lugares à mesa, gostaria de ter mais.
  • Gostamos bastante de plantas e de conceito de selva urbana.. estamos sempre adquirindo novas.
  • Gostamos dos livros e vinis expostos, e se possível expor o toca discos também.
  • Gostaria muito de ter uma cristaleira.
  • Sofá bonito para receber, mas que também da para esparramar nas horas de ver filme. (e que também seja fácil de limpar, por causa dos gatos)
  • Esse Macramê da parede,o quadro de Ouro preto ao lado da estante, e o mini aparador de madeira ao lado do sofá são memórias afetivas, gostaria também de mantê-los.
  • Temos dois gatinhos, então não da pra ter muito bibelô quebrável (eles são terríveis com essas coisas) e por causa deles também sempre fico em dúvida com relação à tapetes!
  • Amamos aquelas bancadas ou tampo de mesa de madeira crua e irregular (tipo a bancada da Cony).
  • E por último, já até comentei isso num post seu, as vezes fico com vontade de colocar a mesa de jantar perto da janela, para dar a sensação de almoço na varanda, mas fico na dúvida por ser “longe” da cozinha.

 Para te ajudar, fiz tb uma pasta no Pinterest com as coisas que gostohttps://pin.it/415mEm8
E também com o que não gosto: https://pin.it/Hia0Hgf

Sim, fiz as duas, por motivos de quarentena.Em anexo to mandando a planta que desenhei, e as fotos, espero que dê para entender direitinho!
Mais uma vez, parabéns pelo seu trabalho e pelo bom humor com que você faz ele! E Obrigada por sempre nos inspirar tanto!
BeijosIzabela Ribeiro@izabelagrambela 

PS: releve as louças na pia e no fogão, aqui é vida real hehehehePS2: releve tb o PC sobre a mesa de jantar. Não é o lugar dele, mas tem sido pro home-office, nos fds ele eh desmontado para fazermos as refeições aqui. E antes disso tudo a mesa ficava livre.

Izabela Grampôla já andou aprontando na quarentena e fez um upgrade na parede do sofá:

Ezatamentchy Fufu-delícias, ela colocou a mão na massa e fez essa arte linda na parede com direito a geometrismo para engrandecer essa samambaia lusho-poder-&-ostentação:

Uma salva de muitas palmas pra quem não tem medo de pintar parede pois: é o jeito mais rápido e barato de transformar um ambiente.

Vamos falar de Layout, ou seja, a disposição das coisas.

Geralmente eu gosto de dar uma mudada nas coisas, pra buscar um novo começo, fazer realmente um “novo” ambiente, porém a distribuição que você tem hoje é a mais adequada (na minha opinião). Se você receber pessoas, elas podem se jogar no sofá e na mesa e é possível que o Chef da vez interaja diretamente através da abertura entre os ambientes então preferi manter assim.

Como vocês podem perceber, aumentei um pouco a mesa (210×90) para termos 6 lugares (7 se colocar alguém na ponta) e incluí lá na varanda, um “mini” canto alemão/bistrô. Ali caberão três pessoas (use um banquinho ou cadeira) numa mesa mais intimista, aproveitando a vista e a vitamina D sentados em um grande móvel que faz um L pela sala toda, e tem futtons na parte de cima. ela será um pouco mais alta que o normal, aproximadamente 80-90cm.

Como queremos urban jungle, e também cor, dessa vez a proposta é mais ousada, mas lembrando que se eu tiver exagerado você pode readequar a paleta de cores.

Todas as referências que você não gosta, são o que você tem hoje logo que abre a porta de casa: planejados, painéis socados nas paredes, e muito tom neutro. Então eu desci a marreta em tudo e coloquei um revestimento tipo ladrilho hidráulico no fundo do jantar. Uma mesa com textura de madeira, revestimento que imita tijolinho nas outras duas paredes (das janelas) e mantive a pintura que você fez que me agradou bastante. Caso o imóvel seja alugado, sugiro usar papel de parede no lugar dos tijolinhos – não é a mesma coisa – mas fica muito mais fácil de entregar o imóvel depois.

A bancada de refeições eu quero sugerir que vocês façam como a da patroa, numa madeira natural, com a borda toda orgânica, aqui eu representei ela reta porque não consegui no meu computador de casa serrar a árvore e por no 3D do outro lado podem manter ou alterar apenas a parte superior, mantendo as gavetinhas no marrom escuro. Aqui também pode perceber que eu diminuí e “soltei” a estante escura, transformando em nichos com um tom de laranja, meio pitanga, é a nova morada de livros e enfeites. Cadeiras azuis, ladrilhos cinzas/azuis que podem ser peças grandes (tem nas marcas portobello, eliane, ceusa por exemplo) não precisa necessariamente inve$tir no ladrilho artesanal que pode ser um rombo no orçamento.

Como antecipei, arranquei tudo seus painéis na parede da TV, e deixei a textura do tijolo trazer a pegada mais rústica, city-farm e as prateleiras superiores acomodam decorações longe dos gatos e também apoiam muitas plantas.

Como a cristaleira é um desejo latente, roubei sua ideia de transformar a parte superior do armário existente, pois ele está em um local estratégico e assim eu cumpria o dever sem ter que empilhar mais um móvel alto no ambiente, propus um vidro reflecta bronze… Ao analisar as referencias do que você gosta apesar de “cheias” são bem organizadas. Assim já criei um canto de café pra quando você me convidar para visitar.

O sofá eu considerei um retrátil de 220cm para três lugares, então ele não pode ter aqueles braços de marombeiro tá aí fica confortável. Com a moda do sofá de braço grosso muitas vezes o sofá de três lugares cabem apenas 2,5… ou cabem quatro, mas dois sentam no braço. Mantive o mini aparador para contrastar com um sofá em que penso que você possa usar lona reciclada verde que é muito legal e confortável, além de fácil de limpar e resistente aos gatos.

Lá perto da janela, temos a adega escondida sob uma mesinha de marcenaria e sobre ela o espaço do toca discos. Lá começa o móvel multiuso (45cm de altura e 40 de profundidade), que serve de jardineira, toca dos gatos, (coloquei os vinis ali mas se os gatos atacarem eles podem voltar pra estante) banco para o canto da mesinha e armazenagem para muita coisa:

Suas cortinas eu substituí por persianas de madeira (não são pretas como ficou na imagem) e mantive a bancada de refeições do dia a dia – que se eu tivesse seria o bar de todas as festas.

O macramê não quis aparecer nas imagens de jeito nenhum, ficou parecendo uma flâmula, e o quadro de OP eu deixei com maior destaque no jantar. O tapete natural é adequado para os gatíneos e por ser mais escuro também é uma proposta para delimitar melhor o espaço de sala.

Atendi tudo?

Espero que sim, HAHAHAHAH

Se tiver alguma dúvida deixa nos comentários!

E Fufu-leitoras, deixem suas opiniões.

Hoje vou ficando por aqui que estou em viagem, mas eu respondo todo mundo que comentam, então: Me usem!

Para participar é só mandar email: azuosexclusive@gmail.com

Bênça!