Comportamento
Chora Que Eu Te Escuto
20 Maio 2020, 52 comentários

Chora Que Eu Te Escuto

OUTRA QUARTA E A GENTE AINDA ESTÁ EM CASA??? Até quando meu povo, até quando… Ai ai ai, mas enquanto isso, continuam os Choras por aqui, vejamos o que temos para hoje:

Chora 01 – Cloroquina

Oi Cony! Faz muito tempo que penso em mandar meu chora… e hoje criei coragem! E acredite…escrevo aos prantos.Tenho 39 anos, farei 40 ainda esse ano… e espero que consiga comemorar (considerando a pandemia que estamos vivendo). Botei tanta fé em 2020… heheheMas vamos para meu chora… eu tive apenas um namorado sério (aos 22 anos) e com ele me casei (aos 27) e sim ele é o amor da minha vida (mas talvez não seja PARA a minha vida), ao todo tivemos um relacionamento de quase 16 anos, desses anos 10 casados, parceiros, amantes, cúmplices, amigos e pais de um menino maravilhoso. Quem nos conhecia, sempre dizia “como ele é apaixonado por você”.Eu trabalho na minha área, tenho um bom emprego e amo o que faço. Ele terminou a facul depois que casamos, mas continuou na empresa em que estagiava e conseguiu crescer lá dentro. Tínhamos o nosso apartamento, pequeno, longe e decidimos que era hora de dar um passo maior, compramos um sobrado mais perto do meu trabalho e da escola que decidimos juntos matricular nosso filho, onde vivemos por 5 anos. A rotina no casamento existia, óbvio. Reclamação de falta de grana (ele reclamava da prestação da casa e da mensalidade escolar)… de falta de novidade… de fazer algo diferente. Eu sempre fui de muitos amigos, tinha minha vida fora do casamento… ele não. Ele só ia ao trabalho e à academia, sempre foi de poucos ou nenhum amigo. Mas ele nunca reclamou. Eu sempre fui uma excelente mãe e dona de casa, além de trabalhar fora. Reconheço também que sou impaciente, ciumenta e possessiva. Ele já era mais paciente, carinhoso, super pai, mas mesmo assim ciumento e inseguro. Quanto ao sexo… o melhor. Sintonia e conexão perfeita. Apesar dos períodos de “esfriamento” que existiu no casamento, eu sempre gostei de sexo e ele também. Tive uma mudança no meu trabalho por motivos pessoais e troquei de departamento, conheci novas pessoas e dentre elas um amigo que em uma de suas viagens aos EUA me trouxe um iPhone de presente. Meu ex marido nunca tinha me dado um presente daquele valor. Esse amigo é casado, a esposa dele sabia e me disse que trariam de presente por que eles gostavam muito de mim e eu nunca escondi nada do meu ex marido. Dois meses depois desse presente, meu ex marido chegou pra mim e disse “não te amo mais, não quero mais estar casado com você, não sinto mais tesão por você”. Tínhamos transado na noite anterior, viajado um final de semana antes…. parecia que estava tudo normal. Em 1 semana ele saiu de casa e deixou tudo para trás. Alugou uma kitinete jogou um colchão no chão e foi embora. Não é exagero dizer que eu quase morri. Fui atrás e descobri que ele estava conquistando a recepcionista da academia (já que ainda não tinham transado, mas ele mandava flores e cartas românticas para ela), fiz várias loucuras… bati meu carro no dele, implorei para ele voltar e tantas outras humilhações. Ele seguiu a vida com ela, foram morar juntos e eu, infelizmente, virei amante do meu ex marido por um tempo e nesse período, ele sempre disse que achava que eu traí ele com esse amigo do celular e foi isso que fez acabar o sentimento que ele tinha por mim. Enfim, o relacionamento deles não deu certo e um dia ela foi embora e nós começamos a “ficar” novamente. Eu sempre esperando ele voltar. Estava disposta a perdoar tudo e ter meu casamento e família novamente. Mas ele estava ficando comigo e com mais algumas…além de ter prometido relacionamento sério para uma mulher casada que estava querendo se separar…descobri isso 3 meses depois de estarmos “juntos”, quando, por ironia do destino fomos ao mesmo barzinho, ele com ela e eu com amigos… mais uma triste história em que perdi a cabeça… dei um tapa na cara dele e contei tudo para ela. Na ocasião, ela me disse que estava se separando por que ele prometeu ficar com ela.Abri o caminho para os dois e saí de cena, esse foi meu último contato físico com ele (em novembro do ano passado). Eles estão morando juntos desde janeiro ou fevereiro deste ano, usam aliança de casados. Ele faz várias declarações de amor em rede social para ela e grita aos quatro ventos que ela é O AMOR DA VIDA DELE. Temos um filho, então precisamos nos falar em alguns momentos. Mas só por ligação ou e-mail, foi a forma que encontrei para tentar tirar esse cara da minha vida, pois ficava stalkeando whatsapp o tempo todo e vira e mexe… ele me mandava mensagem com segundas intenções, mas confesso que não consigo tirá-lo do meu coração. Mesmo com o mínimo contato, às vezes ainda brigamos e discutimos coisas de quase 2 anos atrás. A família dele vez ou outra me procura, a mãe dele diz que ele está “infeliz e perdido”. Choro quase todos os dias sentindo falta da família que formávamos, meu filho rejeita o pai e não gosta da atual mulher, e eu tenho a impressão que virei uma “mãe solteira”. Parei minha vida, lamentando e me culpando por ele ter ido embora. Por outro lado reconheço que estou mais bonita, fiz novos amigos, transei com outros caras (já que meu ex tinha sido o único homem da minha vida), mas sinto a falta dele… na cama não encontrei nada próximo ao que existia entre nós e no final do dia… chego em casa e me sinto a pessoa mais sozinha do mundo. Estou fazendo terapia e tentando evoluir. Na verdade vivo em uma grande montanha russa…dias bons, dias péssimos. Sinto-me insegura e incapaz de ser amada novamente e em muitos momentos ainda sonho em voltar a ter uma vida com ele.  Obrigada pelo desabafo. Admiro muito você e seu trabalho! Beijos!

Moça, que confusão… quanta energia ruim, pesada, quanta coisa mal resolvida. Acho que tanto ele quanto você estão completamente confusos e atirando pra tudo que é lado para tentar encontrar novamente a paz emocional. Só acho que você deveria se preocupar com você e com seu filho, e não perder tempo nem energia com o que você não tem controle. Pode ser que seu ex marido tenha realmente cismado com a história do iphone (e cá entre nós, que presente é esse hein? Eu também ficaria com a pulga atrás da orelha), pode ser que ele já estava querendo a recepcionista da academia e usou isso para criar o motivo da separação, pode ser ainda que ele sempre teve uma vida dupla e você não percebia. Só te falo que nada adianta ficar olhando pra trás, querendo voltar ao que era, porque não vai voltar. Ele foi embora, deixa ele ir, deixa ele criar a vida com quem ele quiser e você tente se reerguer e retomar sua vida. Eu ainda acho que ele vai querer voltar pra você, uma hora vai querer a família de volta, mas sinceramente? Não sei se vale a pena… tudo já foi ao extremo, teve briga, agressão física, emocional, tá desgastado demais. Tente o novo, o zerado, o limpo… Infelizmente a vida tem dessas coisas, mas pode ser que o destino queira te dizer e te ensinar algo. Deixa o universo conspirar e peça sabedoria e calma para passar, dia a dia, numa vibração positiva e com bons pensamentos.

Chora 02 – Paracetamol

Oi Cony! Primeiramente gostaria de agradecer o espaço e dizer que admiro seu trabalho profundamente, já te acompanho há uns 10 anos (sim, desde o comeciiiiinho pré bota da cuca kkk) e hoje é o único blog que visito diariamente, aprendi MUITO com voce em todo esse tempo. Bom, vamos ao chora. O meu é relacionado à PÉSSIMA auto estima que sempre tive (tenho 26 anos) e ainda tenho. Isso me gerou e ainda gera inúmeros problemas de relacionamento e etc, mas não é disso que vou falar hoje… É de aparência mesmo. Eu sempre tive muito problema com minha aparência, tanto que odeio tirar foto, nunca tive redes sociais, fui fazer um Instagram no ano passado por pura insistencia das minhas amigas rs e todas as minhas fotos lá tem uma edição ou outra. Sei que parece idiota e fútil, e é até dificil explicar, tem dias que me acho muito bonita e tem dias que me acho horrenda, mas assim… a ponto de não sair de casa por vergonha. Literalmente. E acho que isso não é normal.

Tenho dois principais “problemas” que me incomodam demais e desde sempre. O maior deles é relacionado ao meu formato de corpo. Tenho o quadril da mesma largura que os ombros, um pouco menor na realidade, e nossa… como é horrível quando nada nos veste bem, tudo fica parecendo uma tábua, não tem uma curva… corpo de homem parece, e além disso, tenho uma “característica” que chamam de “quadril violino”, onde o músculo dá uma afundidadinha logo após o osso (vou colocar uma foto minha em anexo pra você entender melhor). Uns 5 anos atrás eu comprei no Mercado livre umas bermudas tipo aquelas de enchimento de bumbum, só que o enchimento era apenas no quadril. Durante anos, e até hoje, ainda a utilizo diariamente, porque tudo cai melhor, fica mais bonito, e não fica artificial (tomando os cuidados de caimento certinho e tal). Só que assim né… não é com toda roupa que dá certo, tem que tomar muito cuidado pra não aparecer nada, enfim… Não é meu corpo. O ponto é… Meu corpo é reto e eu odeio isso, simples assim. Já faço terapia tem uns 2 anos, mas nunca toquei muito nesse assunto (tinha outras coisas mais urgentes a tratar rs). Eu gostaria de saber de você ou alguma das leitoras sabe se existe algum tratamento ou cirurgia que possa ser feita para preencher essa área, ácido hiáluronico, enxerto de gordura etc. Já fui ver uma vez de fazer a lipoescultura, mas não tenho gordura suficiente nas costas pra poder preencher, e faço musculação (confesso que não malho pesado não), deu uma ajuda porque tonifica as pernas e o bumbum etc, mas o que pega MESMO é o quadril, e ali meio que nenum exercício ajuda muito a aumentar…

O outro ponto é o cabelo… Eu amo meu cabelo. Amo o formato dele, amo o fato de ele ser fino (acho muito bonito cabelo fino) e a cor tambem. O problema é que dá pra contar quantos fios de cabelo eu tenho na cabeça… Meu cabelo sempre foi muito ralinho, e nossa, teve vezes de pessoas virem perguntar o que tava acontecendo que eu tava ficando careca (sim, nessas palavras). Isso é terrível Cony, porque não tem solução. Nao existe nada que faça nascer cabelo na nossa cabeça rsrs… Tento cuidar bastante dele pra manter ele forte o tempo que for possível, pois sei que quanto mais velha eu for ficando pior vai ser a situação (vejo isso na minha vó), e acho tão, mas tão elegante mulheres que tem muito cabelo… da um ar de saudável, de bonita. Enfim… Gostaria tb de saber se vocês se conhecem algum tratamento pra esse tipo de problema (pouco cabelo naturalmente… o meu não tem química, nunca pintei nem nada) ou se conhecem algum professional que faça um bom trabalho de mega hair em cabelos que são finos e ralos, porque os trabalhos que vejo sempre são em meninas que ou tem cabelo fino mas muito cabelo, ou pouco porém mais grosso…

Cony, sei que são assuntos bestas e que com certeza tem assuntos muito mais importantes pra serem tratados (eu mesma to passando por uma situação GROTESCA que renderia uns 3 choras rsrs)… mas é foda, afeta mesmo a gente. Como eu disse lá em cima, INÚMERAS vezes eu deixei de sair com meus amigos e até com rapazes por conta de vergonha desses motivos sabe. E também, como essas duas condições não são muito comuns nas brasileiras, é difícil achar informações sobre… Acho que seria legal ter algo por aqui pra quem tiver na mesma situação que eu.

Mais uma vez muito muito obrigada por esse espaço Cony, um beijo!

Mulher pare de ser exigente com você! Nada errado a gente querer mudar uma coisa ou outra, INCLUSIVE a maioria de nós mulheres sempre tá querendo mudar uma coisinha aqui outra ali, mas o que não pode é deixar isso dominar sua vida. NINGUÉM É PERFEITO, NINGUÉM! Se seu corpo é triângulo invertido, aprenda a se vestir de maneira a favorecer seu biotipo, é a coisa mais simples e eficiente que tem! E acho engraçado falar desse afundado no quadril, porque eu tinha uma amiga que achava lindo esse afundado e ela malhava absurdamente pra conseguir esse fundinho e conseguiu! Só que aí ela fez uma lipo na barriga e o médico preencheu o fundinho dela sem avisar, ela ficou putíssima hahaha. E até então eu achava que era bonito ter esse fundinho na bunda. Cabelo fino e sem volume? Cola cabelo fia! MONTE de gente faz isso e é a coisa mais normal do mundo. Valorize o que tem de bonito! Pare de focar no que não te agrada! Não estou minimizando seus problemas, só acho que estão muito fáceis de resolver.

Chora 03 – Aspirina

Querida, bom dia!

Quero usar meu chora mais pra ‘levantar um tópico’ do que pra resolver um dilema pessoal. Pode ser? 🙂

Tem esse cara que eu conheci há uns 3 anos. Ficamos, mas não rolou ‘um engajamento’. Mas a gente continuou se falando, fizemos um trabalho juntos, etc. Nesse período eu andava bem ocupada atrás de um mestrado, fui aceita e me mudei do Brasil. Nas primeiras férias (dez/18) voltei, ele me procurou e ficamos juntos um dia (ele estava morando nos Estados Unidos e também tinha ido de férias). Segunda férias, um ano depois (dez/19), mesma coisa. Fomos embora e continuamos a nos falar normalmente, como numa amizade mesmo. Eu respondo, ele liga, trocamos ideia. Não temos qualquer pretensão de termos uma relação – o problema não é esse. A questão é que desde o começo eu acho que ele é bi ou gay. Já tentei abordar o assunto de diversas formas, mas nunca cheguei na fatídica pergunta “você é bi?”. Eu já perguntei para amigos gays e bi o que fazer e eles sempre me dizem pra não perguntar nada. Mas isso me incomoda enquanto ser humano, sabe? Ele tem depressão e é um cara super fechado – eu queria ajudar mesmo. Aí comecei a pesquisar sobre se é normal gays não assumidos pegarem mulheres (ele pega várias mulheres, é bonitão), sobre a dificuldade de se assumir bi, etc. Enfim, eu queria entender mais esse universo (tenho zero preconceitos). Aí comecei a ver que isso é super normal. Gays me disseram que pegam amigas de vez em quando, porque elas pedem. Ouvi também mais de uma menina que namora dizendo que tinham certeza de que o namorado era gay, mas não tinham coragem de assumir. Enfim, o que vocês acham? Já viveram situações semelhantes? Como reagiram? 

Obrigada, um beijo e tenha um ótimo final de semana!!!

Você tá é curiosa isso sim! Acho que cada um fala da sua sexualidade quando quiser e não tem que ficar viajando na maionese tentando descobrir do que ele gosta. Acho que você está querendo algo sério com ele não? E por isso seu incômodo… Se ele fica com muitas mulheres, ou se ele fica com homens, ou se pega os dois, o que que vai mudar sua vida? Deixe ele livre pra falar quando quiser, se ele ainda não se abriu com você, é porque não se sente a vontade. Tem que respeitar o momento.

  • Choras, Choras e mais Choras! Mandem pra mim! Para constanza@futilish.com e no assunto coloque CHORA QUE EU TE ESCUTO!
Escreva seu Comentário

Quer que sua foto apareça nos comentários? Clique aqui
52 comentários em “Chora Que Eu Te Escuto”
  1. Nathalia20/05/20 • 19h45

    Chora 01:
    Que baita confusão essa história!!
    Mas vamos lá: mulheres desse meu Brasil parem de achar que vocês vão morrer por conta de homem porque não vão!!! Uma pessoa vem pra agregar na nossa vida e não pra deixar mal, triste, insegura.
    Chora tudo o que você tem que chorar e coloca de uma vez um ponto final nessa história. Não existe mais respeito entre vocês: traição, agressão, humilhação. Chega!
    Vou ser honesta: não tiro um pouco da razão dele quanto ao iPhone. Isso não é presente de amigo… mas já passou…
    Não fica torcendo pra vocês voltarem não. Torça pra você ser feliz!

    Chora 3:

    Vamos deixar a sexualidade de cada um quietinha????
    Temos que saber respeitar a intimidade de cada um! Se ele é gay, bi, você não acha que que isso só diz respeito a ele???
    A gente tem que entender que a vida dos outros não é uma revista de fofoca pra ficar especulando!

    • Fran21/05/20 • 14h29

      Amiga do Chora 2.
      Pro cabelo, Pantogar, sob orientacao medica.
      Opera milagres capilares!

  2. Priscilla20/05/20 • 19h57

    Cloroquina, o melhor é viver a vida.. Sair.. E esquecer.. Concordo com a Cony.. Deixa fluir..

    Paracetamol, em relação ao seu corpo.. Se quer um tratamento acho Q uma consultora de imagem vai poder te ajudar muito.. Quanto ao cabelo.. Não sei ajudar..

    Aspirina, é.. Curiosidade mata! Rsrs.. Cuidado.. E tb não tem necessidade de vc saber..

  3. Aline20/05/20 • 20h03

    Para a moça do segundo caso, também tenho cabelo muito fino e estava cada vez mais ralo. Bastante por desiquilibrio hormonal. Mas estou fazendo um tratamento numa estética com injeções de minoxidil e outros complementos, aliados a spray tópico e cápsulas manipuladas. Em 4 meses já nasceu muuuuuito cabelo novo. Muito mesmo. Estou bem feliz com o resultado até o momento.

    • Caroline21/05/20 • 18h01

      Moça 2: já pensou em implante capilar? É caro, mas resolve de uma vez. Conheço várias pessoas que fizeram.
      Moça 3: “me incomoda como ser humano” = eu não entendo porque ele não é apaixonado por mim e preciso de um motivo externo, que não seja que ele simplesmente não tá afim. Só de curiosidade (hahaha), se vc perguntar e ele negar, como vc vai se sentir? Vai mudar alguma coisa?

  4. Lore20/05/20 • 20h59

    Caso 1,nem li os outros pra vir comentar aqui! Não concordo com a Cony sobre o iPhone. Sim,é um presentão, mas se a mulher do cara deu junto, era um presente do casal. E se seu marido não gostou, ele devia conversar, não usar isso de desculpa pra terminar depois sem ter dado a chance de conversar. Segundo, corre. Se vc foi amante dele, esquece. Nunca mais ele vai te respeitar como mulher. Aliás, quando li sobre o encontro ao acaso n0 bar já pensei que foi o destino, Deus ou o que quer que vc acredite te mostrando que ele perdeu totalmente o respeito por vc. E pelos outros,já que ele estava com uma mulher casada. Eu vivi um termino parecido e te digo que quando vc superar tudo isso você vai encontrar alguém com o sexo bom, vai achar alguém que vc vai curtir. Por enquanto cuide de vc. Evite contatos que não sejam sobre o filho com ele. Evite contato com a família dele. Cuide de vc. Viaje. Saia. Curta sua própria cia. Se divirta com seu filho. E quando ele voltar atrás de vc, vai ser você que não vai mais querer. Ele é abusivo. Embora não pareça. Esse comportamento é típico de homens abusivos. Colocar a culpa

  5. Lore20/05/20 • 21h01

    Caso 1,nem li os outros pra vir comentar aqui! Não concordo com a Cony sobre o iPhone. Sim,é um presentão, mas se a mulher do cara deu junto, era um presente do casal. E se seu marido não gostou, ele devia conversar, não usar isso de desculpa pra terminar depois sem ter dado a chance de conversar. Segundo, corre. Se vc foi amante dele, esquece. Nunca mais ele vai te respeitar como mulher. Aliás, quando li sobre o encontro ao acaso n0 bar já pensei que foi o destino, Deus ou o que quer que vc acredite te mostrando que ele perdeu totalmente o respeito por vc. E pelos outros,já que ele estava com uma mulher casada. Eu vivi um termino parecido e te digo que quando vc superar tudo isso você vai encontrar alguém com o sexo bom, vai achar alguém que vc vai curtir. Por enquanto cuide de vc. Evite contatos que não sejam sobre o filho com ele. Evite contato com a família dele. Cuide de vc. Viaje. Saia. Curta sua própria cia. Se divirta com seu filho. E quando ele voltar atrás de vc, vai ser você que não vai mais querer. Ele é abusivo. Embora não pareça. Esse comportamento é típico de homens abusivos. Colocar a culpa na mulher, conquistar outras, mentir, se fazer de coitado. Um dia vc vai ver isso e agradecer por não estarem mais juntos!

    • Cloroquina21/05/20 • 08h23

      Sim… carreguei toda a culpa do fim por todo esse tempo!
      Hoje comecei a entender que um casamento acaba por culpa dos dois, cada um com a sua parte. Não tive uma segunda chance, ele simplesmente se foi e me culpou por absolutamente tudo e quando voltou…. eu já não era prioridade pra ele.
      Quanto ao encontro por acaso… também acho que foi Deus agindo. E olha que privilégio! hehehe
      Posso dizer hoje que sou muito grata por tudo que vivemos, pela família que formamos e que fui muito feliz.
      E dá-lhe terapia! rsrsrsrs Bjo!

    • Ana Paula21/05/20 • 10h18

      Caso 1: Não sou uma pessoa muito sentimental, mas consigo sentir daqui o buraco que esse cara deixou no coração da Cloroquina :/
      Amiga… Concordo que um Iphone não é um presente comum, mas pelo visto foi o presente de um CASAL para uma pessoa querida. Talvez seja um presente caro para algumas pessoas (pra mim, por exemplo), mas, quem sabe, para o padrão de quem presenteou não tenha sido uma extravagância. Além do mais, pelo relato, ela em momento algum omitiu do marido a origem do presente e a relação de amizade (até pq, como ela mesma disse, sempre foi pessoa de muitos amigos).
      O ex marido é nitidamente um cara mal resolvido e acredito que este fato tenha sido usado covardemente para transferir a culpa pra ela pelo fim do relacionamento. Eu acredito que já vinha tendo uma vida paralela e ela não percebeu, e pode ter se apaixonado pela recepcionista e aproveitou este fato para consumar o que ele faria com ou sem o presente. Além disso, se realmente houvesse essa relação e família maravilhosa o cara teria investigado a suposta traição antes de tomar qualquer atitude, pq se ele estivesse feliz no casamento se esforçaria para mantê-lo e não correria atrás do primeiro rabo de saia apenas com uma SUSPEITA

    • Ana Paula21/05/20 • 10h34

      Caso 1: Não sou uma pessoa muito sentimental, mas consigo sentir daqui o buraco que esse cara deixou no coração da Cloroquina :/
      Amiga… Concordo que um Iphone não é um presente comum, mas pelo visto foi o presente de um CASAL para uma pessoa querida. Talvez seja um presente caro para algumas pessoas (pra mim, por exemplo), mas, quem sabe, para o padrão de quem presenteou não tenha sido uma extravagância. Além do mais, pelo relato, ela em momento algum omitiu do marido a origem do presente e a relação de amizade (até pq, como ela mesma disse, sempre foi pessoa de muitos amigos).
      O ex marido é nitidamente um cara mal resolvido e acredito que este fato tenha sido usado covardemente para transferir a culpa pra ela pelo fim do relacionamento. Eu acredito que já vinha tendo uma vida paralela e ela não percebeu, e pode ter se apaixonado pela recepcionista e aproveitou este fato para consumar o que ele faria com ou sem o presente. Além disso, se realmente houvesse essa relação e família maravilhosa o cara teria investigado a suposta traição antes de tomar qualquer atitude, pq se ele estivesse feliz no casamento se esforçaria para mantê-lo e não correria atrás do primeiro rabo de saia apenas por uma DESCONFIANÇA.
      Ele já demonstrou que não é o cara que a Cloroquina imaginava, e só por isso já não vale a pena uma volta. Lógico que pode ser que ele fosse um cara bacana que se trocou os pés pelas mãos, mas ainda assim muita coisa aconteceu e não tem como voltar à estaca zero.
      Ela errou em ter se humilhado por ele, mas já passou… Esquece isso. Não se martirize pelo que foi feito no calor das emoções.
      Então amiga Cloroquina… Em primeiro lugar você DEVE parar de se culpar pelo que aconteceu, encerrar esse ciclo (por mais difícil que isso possa parecer), colocar os sentimentos no lugar e se abrir pra vida!
      Fale com ele somente o necessário, de preferência por e-mail, e segue a vida.
      Não importa se ele pode ter se arrependido, se quer voltar, se a família te procura… Blá blá blá APENAS CORTE!
      Aproveite para curtir o seu filho, viajar, se dedicar ao trabalho, fazer novos cursos… Quando você menos esperar ele vai se tornar apenas uma lembrança do passado.
      E outra: Não fique procurando ele em outros homens. Vai curtindo com calma, aproveite as novidades, curta as diferenças… Ele era o melhor pq vc não tinha com o que comparar né… Quando você estiver bem consigo mesma verá que vai encontrar outra pessoa (ou várias) com uma conexão tão boa quanto (ou até melhor).
      Ah… E separe o vínculo entre pai e filho da relação de ex-cônjuges. Estimule um relacionamento saudável entre eles. Seu filho não tem que aprovar ou desaprovar as atitudes/novos relacionamentos dos pais, deve apenas aceitar. Esse fardo é muito pesado para um filho (ainda mais criança).
      Se mantenha firme e boa sorte!

  6. Marina20/05/20 • 21h14

    Chora 1: Olha, acho que a sua história com seu ex já lhe causou sofrimento demais. Sabe murro em ponta de faca? É o que você está fazendo. Acho que seu ex usou da história do iPhone para jogar a culpa do fim em você e se sentir melhor. Ele decidiu terminar mas manteve você por perto por comodidade. Você não merece isso. Olhe para frente, siga em frente… Coloque um ponto final nessa história de vocês. Você merece muito mais! É hora de se reinventar…

  7. kel20/05/20 • 21h15

    Também tenho quadril violino, e também uso enchimento, porem meu corpo é bem curvilíneo , tenho bastante quadril porém com esse fundo no meio, e eu me sinto muito mal. não me sinto bem em colocar uma lingerie bem, um biquíní, nada. 🙁

  8. Evelyn20/05/20 • 21h23

    Paracetamol, as pessoas falam muito que temos que ter amor próprio, auto estima, mas saiba que é difícil para todas, sempre tem vai ter algo que nos deixa insatisfeitas. Eu acho que é um exercício diário. Vou te contar a minha história, aos 19 anos eu pesava 38kg, tenho 1.58 de altura. Eu era muito magra, tinha quadril violino, as pernas, os braços e o pescoço muito finos. Minhas coxas ficava uns 5 cm de distante uma da outra. Morri de vergonha, ñ usa short, saia cuta ou calça jeans justa. Só usa vestido e saia longa. Com tempo ganhei peso e fui me aceitando mais. O problema que após os 30 anos eu comecei a engordar muito. Atualmente, estou com 68 kg, o quadril violino desapareceu, agora eu reclamo da celulite, da gordura nas costas, de ficar assar entre as coxas, separação entre as coxas sumiu. Estou com 35 anos, fui a maior parte da vida magra e sempre tive um estilo mais teen, tem sido difícil, ñ sei do gosto mais, ñ sei o que fica bem, ñ sei mais qual o meu estilo mas não deixo de sair, ñ deixo de me divertir, ñ deico de viver. Te aconselho a fazer mesmo. Em 2018, até consegui emagrecer, a base de muita dieta, mas nao consegui manter. Mas estava muito mal humorada e depresiva, quero voltar a malhar, mas nao pretendo fazer nada de muito radical novamente. Desculpa, fiz um chora nos comentários. Sou geminiana. Força paracetamol.

  9. Elisangela20/05/20 • 21h27

    Chora 2 – para o cabelo: 1) siga o instagram @drlucasfistinoni e se possível faça uma consulta. Ele tem alguns remédios manipulados específicos para mulheres e parece que da um bom resultado. Tem um casal de amigos meus que está fazendo o tratamento e está dando resultado. 2) Para ajudar a disfarçar a “calvície”, vc também pode usar fibras de queratina com a cor do seu cabelo e fica um excelente resultado. Eu e meu marido usamos diariamente. Compro no mercado livre. Conheço duas: Kaboki e Toppik. Experimenta! Vc vai amar.

  10. Lana20/05/20 • 21h36

    1) Já vivi um relacionamento que em algumas partes se assemelhou com a sua história. Vou te falar o que eu queria que tivessem me dito anos atrás, mas que aprendi com a vida: ele não quer mais estar com você. Eu sei que é duro, mas as vezes a gente precisa desse choque de realidade. Homem quando quer, de verdade, nada o impede. Ele vai atrás, dá um jeito. Agora me diz, vale a pena esperar por alguém assim? Va viver sua vida, se dê a oportunidade de viver novas histórias. É tão bom nós estarmos ao lado de quem realmente nos deseja, acho que ninguém merece nada menos que isso. Você pode viver tanta coisa ainda, não vale a pena ficar esperando por alguém que se quisesse já teria voltado há muito tempo. E sobre o iPhone eu sinceramente acho que isso foi só uma desculpa. Ele já não queria mais, já estava com a recepcionista da academia, precisava só da gota d’água, e o insconsciente dele usou isso como o motivo. Continue na terapia, se refaça, se reinvente, se permita ser feliz! <3

    2) amiga, isso não é assunto besta não! Se mexe com a sua auto estima tem mais que resolver mesmo! Eu acho sim que a beleza real é a de dentro, nossos valores, o que a gente faz de bom nesse mundo. Mas pra o bem da nossa saúde mental, as vezes faz bem fazer um retoque aqui e ali pra gente se sentir melhor, acho muito válido. Inclusive coloquei prótese 2 anos atrás e amo meus gêmeos, me deixou mais confiante e feliz. Tem uma página no insta chamada de minha cirurgia plástica, lá as meninas contam os casos delas com fotos e tudo mais. Talvez seja interessante vc seguir lá, ver os casos anteriores, mandar pergunta. Mas lembro de já ter visto casos como o seu lá. Dá uma olhadinha depois. Se cuida! <3

    3) mana, isso vai mudar em alguma coisa a sua relação
    com ele? Eu deixaria quieto, deixa ele falar quando quiser falar, se é que ele tem alguma coisa a falar. Se ele fica com vc é pq quer ficar com vc, isso já basta. Eu deixaria de especular e aproveitaria pra pegar ele de novo já que o boy é bonitão kkkkk! <3

  11. Jaqueline20/05/20 • 22h31

    Moça do caso 1, ele só discute coisas do passado com você pra de alguma forma de controlar (pois ele sabe que vc gosta dele) e esse controle ajuda ele a conseguir o que quiser de você. VAZA. E sobre seu filho estar rejeitando o pai e a nova mulher, NÃO ALIMENTE ISSO, essa relação é completamente diferente da sua com o pai! Incentive SEMPRE seu filho um bom relacionamento com o pai e com quem ele estiver… ainda mais se você é disposta a perdoá-li e aceitá-lo de volta (embora eu ache que não deva).. mas…
    Enfim, cuida do seu filho, do emocional dele também… acho que ele ainda é pequeno, vc não disse no texto, então você como a pessoa mais presente tem sim como ajudar ele a trabalhar isso! Não deixe ele criar revolta contra o próprio pai… independente de…

    • Cloroquina21/05/20 • 07h48

      Oi Jaque!
      Não alimento a rejeição, pelo contrário! Levo meu filho à terapia e tento aproximà-lo do pai sim! Mas meu filho só quer momentos apenas com o pai (o pai diz que é casado e que ela tem que estar junto – isso JURO que não entendo). Meu menino tem 11 anos, tinha uma relação linda com o pai, mas me viu sofrer muito e em alguns momentos acredito que ele tenha “comprado” minha dor. Ao menos, tenho consciência e estou fazendo meu melhor para mudar isso. Ele não tem que sentir por mim, pois com toda certeza do mundo… ele tem a dor dele.
      Foi uma separação repentina (para mim e para meu filho). Mas uma coisa é certa, a cada dia me torno uma pessoa e principalmente uma mãe melhor! Bjo!

      • Bru21/05/20 • 12h52

        Seja grata tbm pelo livramento que vc teve desse homem. Se ele foi legal um dia não sei. Mas definitivamente, não é uma boa pessoa. Ele abandonou vc e seu filho; sem te dar chances a qualquer explicação. Quem ama não faz isso. Vc, pelo que disse, é uma pessoa que faz amigos, se sobressai. Essa dor vai passar. Pode ter certeza disso. Digo com conhecimento de causa de quem já se deparou com relacionamento abusivo e fins sem poder se explicar. Vc tem seu filho, amigos, emprego. Vc é mais que o seu ex relacionamento. Foque em vc e em se filho. Se tiver que aparecer alguém bom um dia aparecerá. Se não aparecer, vc estará bem consigo a ponto de não se importar com isso.

  12. Carla21/05/20 • 00h27

    Paracetamol: sobre o cabelo, será que vc tem alopecia androgenética? Eu tenho é passei muito tempo tratando errado, pq muitos dermatologistas demoram a diagnosticar. O tratamento é bem específico e não melhora com cuidados convencionais. Não perca tempo, procure um dermatologista tricologista e tire está dúvida!

    • Ana Banana22/05/20 • 16h52

      Oi, Carla! Também tenho, descobri faz pouco tempo e tenho tratado com a dermatologista, mas o resultado é a longo praz né… poderia me falar mais ou menos como é seu tratamento? Obrigada!

  13. Jackeline21/05/20 • 02h23

    Caso 1: Amiga o casamento acabou, sei que doi, mas é isso aí, seu ex marido já te traiu, ficou com vc quando ele estava afim ,já seguiu a vida com outra e já deu todas as provas que não vale 1 centavoe vc está remoendo ainda.Se liberta disso ,pode estar passando várias pessoas legais na sua vida que vc não está dando chance porque está amarrada.

    Caso 2: Amiga isso não é besteira ,auto estima é uma coisa muito séria, sou esteticista e existem sim tratamentos para nascer cabelo, procure uma boa dermatologista que seja tricologista também e faça um tratamento, e sobre o quadril eu super entendo,sempre tive o quadril proporcional aos ombros, mas a 2 anos atrás fui fazer nataçao e meu ombros alargaram, fiquei bem triste e um dia pretendo fazer lipoescultura.Pesquise bons cirurgiões plásticos na sua cidade e vá fazer uma consulta, pra tudo tem jeito na vida.

    Caso 3: Não acho que vc deva se intrometer, sexualidade é muito delicado, muitas vezes nem ele se aceitou e se assumiu ainda , e você quer forçar ele a isso.Se ele não te contou é porque não quer que vc saiba e ponto.

  14. rita21/05/20 • 03h57

    Chora 3: A sua fala, “Isso me incomoda como ser humano…”, deve incomodar mesmo, porque como pessoas curiosas queremos saber da vida dos outros. Parece mais que vc precisa saber isso pra justificar o fato de vocês não terem uma relação como parece que você gostaria de ter. Esse assunto não te diz respeito. Quando nos preocupamos de verdade com as pessoas, não faz diferença saber sobre a sexualidade delas. Seja madura e pense nisso!

  15. Lu21/05/20 • 07h26

    1. Até parece q ele acabou com um casamento/familia por um celular. Isso é desculpa e bem esfarrapada para comer a recepcionista q ele já queria durante o casamento.
    Se ele já não te traiu o casamento inteiro pq parece q sim.
    Ele é um babaca supera ele.

    2. O problema não são os defeitos mas a importância q vc dá a eles. Terapia salva.

    3. Foca em você more!
    Vai q ele esta pensando: será q essa mulher é lesbica?

  16. bru21/05/20 • 09h08

    Chora 3 – menina, deixa de ser curiosa. Se a pessoa não te falou ela tem os motivos dela. Tbm tenho colegas que não sei a orientação sexual; e daí?
    Chora 2 – quando li o seu chora pensei: queria ser magra assim, hahaha. Não existe pessoa perfeita, muito menos corpo perfeito. Mude o que quiser, com consciência; mas nunca deixa de se amar e de fazer coisas por conta dessas encanações. Aproveite esse momento para refletir sobre isso. Tanta coisa acontecendo no mundo (ou não acontecendo né?).
    Chora 1 – fiquei com o coração apertado ao ler. Imaginei que ele já fosse assim durante o casamento e vc não percebeu. Sobre o celular, tudo bem que é um presente e tanto. Mas, não justifica: foi um presente de casal. Ele conhece esse casal? Vc fez algum jantar ou almoço para agradecer esse casal?
    Tive a impressão que ele se sentia um pássaro preso e agora quer ficar livre…só não escolheu a melhor forma.
    Como já falaram acima, eu acho que não dá mais para vcs…já aconteceu muita coisa ruim. E se ele realmente sempre foi assim, a melhor coisa é ve-lo como passado. Vai querer ficar com um cara mentiroso desses? Já morou com outras mulheres etc. Que horror. Espero que não transe mais com ele, em nome da sua saúde sexual.
    Talvez vc sinta falta do casamento em si, da rotina.
    Se ame em primeiro lugar. Bola para frente.

    • Cloroquina21/05/20 • 19h06

      Sim conhece o meu amigo. Não tinham relação muito próxima, mas o conhecia. Esse amigo não era assim só comigo, mas com todos do trabalho e próximos a ele.
      Também acho que se sentia “preso”, mas me deixou e já está no terceiro casamento (e ainda não completou 2 anos que nos separamos).
      Obrigada pelas palavras! Bola pra frente!

  17. Camila21/05/20 • 09h15

    Chora n°3: isso me incomoda enquanto ser humano ?
    Tem algo muito estranho aí, a sexualidade alheia ser tão importante assim a ponto de lhe incomodar? Se vc é amiga dele mesmo respeite o tempo dele.

  18. Ariana21/05/20 • 10h10

    2) p/ os cabelos mmp capilar com dermatologista.

    3) pergunte à ele ué, vcs são amigos…

  19. izabel Soraia21/05/20 • 10h43

    Com todo o respeito do mundo chora 2
    Estou um pouco chocada com tantas mulheres angustiadas com esse fundinho que tem
    no quadril; gente isso é normal, normalíssimo. Tem homem que tem.
    Realmente é grave o quão irreal estão as expectativas das mulheres sobre os corpos,
    existe um ideal no imaginário popular.
    Quanto ao cabelo, entendo super sua angustia viu? Massss
    aceite que isso é uma característica sua e ponto, até quando você vai perder sua vida?
    Pare de fugir disto na terapia, você inúmeras vezes enfatiza no chora que isso tudo
    é fútil que nem tem coragem de abordar em terapia, mas isto é você em negação
    tem muuuito mais aí, o que pode ser mais importante que algo que está literalmente impedido
    você de viver??? e se os vários outros problemas não tem um pé aí também????
    ficar triste porque a gente tem uma característica que gostaria que fosse diferente é super normal
    mas deixar de sair já parte para problema sério mesmo. Você veio ao chora perguntando sobre tratamentos, honestamente posso estar falando a maior merda do mundo, mas acho que você está em negação, sua auto estima é muuuito quebrada e não deve ser “só” por causa dessas características, fuça isso em terapia, essas duas características são apenas o bode expiatório de uma auto estima que já vem quebrada lá de trás
    Abraços e fica bem

    • Izabela21/05/20 • 18h29

      Paracetamol, concordo com a Izabel! Leva isso para terapia! Insatisfação com o corpo todo mundo tem por causa da sociedade que vivemos e da educação que temos, mas quando voce disse que ate deixa de sair de casa por isso, eu fiquei um pouco preoupada. Leve isso para a terapia SIM e urgente, não é tão bobo quanto parece! Acho que tem mais coisa nesse inconsciente que precisa ser tratada urgente!! Dica, lei ao livro “pare de se odiar” da alexandra gurgel, ou siga ela @alexandrismo, ela fala muito sobre autoestima de um jeito bem legal! Fique bem e bora falar disso na terapia!

    • Izabela21/05/20 • 18h38

      Paracetamol, concordo com a Izabel! Leva isso para terapia! Insatisfação com o corpo todo mundo tem por causa da sociedade que vivemos e da educação que temos, mas quando você disse que ate deixa de sair de casa por isso, eu fiquei um pouco preocupada. Leve isso para a terapia SIM e urgente, não é tão bobo quanto parece! Acho que tem mais coisa nesse inconsciente que precisa ser tratada urgente!! Dica, lei ao livro “pare de se odiar” da alexandra gurgel, ou siga ela @alexandrismo, ela fala muito sobre autoestima de um jeito bem legal! Fique bem e bora falar disso na terapia!

  20. Maria Alice21/05/20 • 13h39

    CHORA 2:
    Eu tenho essa parte do quadril afundada também, me incomoda muitoooo.
    Mas resolvi aceitar meu biotipo e seguir, acho que ficar usando enchimento não resolve em nada
    deixa mais insegura ainda, pois fica preocupada se os outros vão perceber, se está no lugar e etc.
    Eu já perguntei para cirurgião plástico e disse que da para colocar gordura, más eu também não tenho gordura nem dinheiro para isso no momento hahaha
    Acho que aprender a se vestir com roupas que valorizem o seu corpo é a coisa mais facil e rápida de se fazer, não é tão dificil e você vai criando segurança.

    Hoje com 29 anos já não me incomoda tanto quanto antes, dizem que depois que engravida o quadril pode alargar um pouco e minimizar esse efeito (não sei se procede, ainda não engravidei), outra coisa que fiz e que visualmente melhorou um pouco, foi fazer LPF, um exercicio de respiração que faz perder cintura, então da um efeito melhor para quem é mais reta, como nós. Más enfim não existe milagre, também faço musculação e quando estou firme melhora um pouco pois aumenta o bumbum em geral, mas para aumentar o quadril não existe nada que eu conheça, temos que aceitar nossa estrutura e biotipo mesmo.
    Minha irmã que tem quadril mais largo fala que queria igual o meu, nós mulheres somos assim, sempre queremos arrumar algo, melhorar e etc, ta tudo bem nisso. Só não deixe isso afetar tanto em sua vida a ponto de te fazer sofrer.

  21. Natallia21/05/20 • 14h08

    Para a moça do chora 2:
    Miga, existem muitos tratamentos para melhorar o volume do cabelo. Mesmo que o seu seja ralo naturalmente, tem injeções de minoxidil e vitaminas no couro cabeludo, vários polivitaminicos capilares que super ajudam, e tbm os naturais como comer uma ou duas castanhas do Pará por dia (são ricas em selênio e faz super bem para o cabelo). Eu tive uma fase de cabelo muito ralo, atribuía só fato de ter feito luzes (tenho muitos brancos desde 23 anos), mas depois de uma jornada de descoberta com a dermato e gastro (descobri uma condição autoimune), com suplementação e acompanhamento recuperei a cabeleira da dos meus 19 anos. Requer paciência e um certo investimento em tratamentos e vitaminas, mas o resultado vale a pena!

  22. Pam21/05/20 • 15h41

    Caso 1, sei que estou correndo o risco de “passar a mão na sua cabeça” mas, de coração: não se culpe!!! Cada um teve sua contribuição no ocorrido e você fez o melhor que pode com as ferramentas emocionais que tinha na época.

    Agora é hora de focar em duas coisas que são SUA PAZ e O BEM DO SEU FILHO. Dá-lhe terapia, meditação e passar um tempo de qualidade com ele.

  23. Natália21/05/20 • 16h27

    Chora 1: Olha, ninguém termina um casamento por conta de presente de iPhone. Mentira! Isso não existe! Ele escondia de você muita coisa, há muito tempo, para tomar uma decisão dessas! Você está idealizando sua relação, como se perfeita fosse, como se ele fosse o melhor cara do mundo e tá mais que provado que ele não é! Escondeu, mentiu, te manipulou… Ficando com vc e outras??? Isso é o fim! Um falta de respeito sem tamanho com você como pessoa, com a história de vcs. Declarações em público de ela ser o amor da vida dele? Filha, erga sua cabeça e não chore mais por esse cara que só faz pisar em você! Eu entendo que você era feliz no seu casamento, mas ele não era. Ninguém feliz sai de dentro de casa com mulher e filho para morar numa kit. Infelizmente, não há o que possa ser feito. E, infelizmente, ele também não fez questão nenhuma de comunicar sua insatisfação, discutir a relação, dar uma segunda chance… ELE ABANDONOU O CASAMENTO! Se fortaleça, esse cara não te merece! Ande com a sua vida!

    Chora 3: Muito feio isso de ficar implicada com a orientação sexual do cara. “Mas isso me incomoda enquanto ser humano, sabe” – não, não sei… não entendi essa frase. Se você quer ajudar, que diferença faz se ele é ou não bi ou gay? Pq vc faz tanta questão de saber? Se isso te incomoda mesmo, então se afaste… melhor do que ficar especulando sobre a vida privada dos outros.

  24. Adriana21/05/20 • 17h03

    Para o caso 2, auto estima baixa, para algumas pessoas, é muito mais do que o simples “nenhuma mulher está 100% satisfeita com seu corpo”. Eu sei bem o que é isso e também sei que falar sobre parece sempre infantil ou “besta”, como você disse. Nós mesmas nos sentimos assim, quando externamos esse sentimento constante de baixa auto estima, nos sentimos infantis. Mas a verdade é que é de fato uma condicionante da vida inteira. Fazendo terapia pude enxergar como meus relacionamentos, minha vida profissional e tantas outras escolhas foram conduzidas em razão da baixa auto estima. Também fui uma adolescente que deixava de sair de casa por me sentir feia. Hoje, adulta, consigo conviver, e combatê-la, para não transparecer a insegurança e não me podar de fazer nada. Internamente, o sentimento continua sendo constante, me sinto insegura o tempo todo com minha aparência, mesmo nos dias em que estou me sentindo bem.
    Você falou de dois “problemas” externos pontuais, aos quais você atribui a razão da sua insegurança. Com certeza, melhorar os “defeitos” que nos incomodam ajuda, e muito, a amenizar nosso sentimento em relação a nós mesmas. Isso é natural, não dá para negar. Mas já te falo, por experiência própria, que a resolução desses “defeitinhos” não vai combater de vez seu travamento por causa da baixa auto estima. O real problema não está nos seus “problemas externos”, todas as mulheres os tem, mas está no seu sentimento interno, que minha terapeuta chama de “síndrome do patinho feio”. Parece brincadeira, mas não é. Aprenda a entender o que te faz a ser tão insegura (internamente), tente enfrentar esse sentimento, se impulsione a sair mesmo quando parece que não dá porque na sua cabeça você está horrível. O choque as vezes ajuda a diminuir o monstro que fazemos na nossa cabeça. Enfim, daria para conversarmos por muito tempo sobre isso. Eu só sei dizer que apenas quem tem baixa auto estima real, de uma vida inteira, compreende o quão poderoso é esse sentimento. As pessoas sempre acham que basta dizer: “nossa, mas você é tão linda” ou “ninguém é perfeito” ou “toda mulher é insatisfeita”, como se fosse uma simples insatisfação normal com o corpo. Acho que, no final, não te falei nada de útil, mas minha intenção foi dizer que te compreendo. E mais: cuide sim de você, do seu físico, busque melhorar sua aparência, fazer o que te faz bem, mas entenda que não é o suficiente, entenda suas razões internas, não tenha medo de explorar seus sentimentos e as causas, cuide deles, encare, e veja que as vezes os monstros são menores do que a imagem que cultivamos na cabeça.

    • Adriana21/05/20 • 17h11

      Corrigindo: autoestima e não “auto estima”. Na minha cabeça, eu estava digitando junto, acho que o corretor foi mudando automático, ou eu estava doida kkkkk

  25. Izadora21/05/20 • 17h24

    Chora 1 – Terapia já!! Vá trabalhar sua auto confiança, sua auto estima, e desapega desse passado. Foi uma história de amor incrível, mas acabou, como tantas outras. Não quer dizer que você não possa viver outras até mais intensas e mais lindas! Principalmente como você mesma! Se redescubra, se explore, brinque com experiências novas fora da sua zona de conforto. Ressignifique sua história com o pai do seu filho, afinal ele vai ta na sua vida pra sempre. Aceite que a história de vocês como cônjuges acabou, e que agora vocês podem continuar construindo de forma respeitosa a história de pais do filho que têm juntos! Não precisam ser amigos, mas podem e devem se tratar com respeito e cordialidade. E por você, trabalhe essas questões sobre impaciência, ciumes e sentimento de posse, só vai te fazer bem evoluir nisso!

    Chora 2 – Procura uma dermatologista especialista em cabelo (no insta @medicasdoscabelos tem profissionais de várias regiões do Brasil, e várias dicas em torno desse assunto) e veja possibilidade de um tratamento com alguma medicação de uso tópico, tipo o famoso minoxidil, ou até mesmo se não é uma questão de ferritina baixa, por exemplo. Acho que apliques e afins, só vão mascarar por um tempo, e vão acabar agravando ainda mais a queda, e te fazer refem deles pro resto da vida! Existem inúmeros tratamentos hoje em dia que estimulam o crescimento! Ainda mais que você é nova ainda! Vá atrás de uma (um) boa (bom) dermatologista!!!
    Quanto ao seu corpo, já tentou fazer dança do ventre?? Define muuuito o quadril, e de quebra, dá uma desenhada na cintura. Se gostar de dança, minha dica é pra investir pesado na dança do ventre, e treinar bastante os movimentos de quadril em casa, e fazer twerk também. Sério, deixa o quadril liindo!! E para ambas, tá tendo uma série de opções de aulas online por conta da quarentena!

    Chora 3 – Se ele tem depressão, acho que você deveria incentivá-lo a buscar tratamento (psiquiatra + psicóloga + atividade física). Se ele é bi ou gay não assumido, que diferença faz pra você? Já se perguntou isso de forma reflexiva? Como você poderia ajudá-lo se for esse o caso? Você também é bi e poderia ser rede de apoio? Você ta realmente bem resolvida com essa amizade colorida, ou essa curiosidade/preocupação é pra justificar o fato de não querer assumir que espera algo mais? Acho que a questão aí é muito mais interna do que em torno da sexualidade dele. Boa sorte nessas reflexões!

  26. Carol21/05/20 • 17h36

    PARACETAMOL
    Olha, meu cabelo sempre foi cheio volumoso etc.
    Por vários motivos emocionais tive uma resposta de toda ansiedade, depressão, estresse que eu tava passando: meu cabelo começou a cair aos tufos, do nada passava a mão e vinha um tufo. Ah, também quebrava da metade, dois dedos da raiz e o resto quebrava. Totalmente enfraquecido, ficou ralinho, ralinho. Meus fios são grossos e pesados. Não havia auto estima em mim e virei uma LOUCA estressada por conta desse cabelo.
    Tentei de TUDO: muitas dermatologistas, remédios orais, tônicos caros… e por aí vai.
    Meu cabelo que de longo nesse processo de queda e quebra já estava tamanho chanelzinho… então, um belo dia acordo e noto que um pedação que tava na altura do ombro foi parar na altura da ORELHA.
    Não tinha mais jeito, não dava nem pra prender. Me rebelei… cartase.
    Fiquei um ano nessa batalha pro cabelo recuperar naturalmente… fui prum salão e coloquei quatro fitas de cabelo enormes, cortei do tamanho que usava usualmente e lá estava eu com aquele cabelo volumosão, lindo, indiano kk
    FOI A MELHOR DECISÃO DA MINHA VIDA.
    Gastei uma grana com o aplique e as manutenções, mas em compensação o cabelo já não era um problema, a autoestima voltou, eu me olhava no espelho e voltei a me achar BELISSIMA.
    E isso não tem preço. Até convenci uma tia que sofria com cabelos ralos, já tinha feito implante e vivia levando injeção no couro cabeludo pra crescer (ambos sem resultado) a botar aplique também.
    E enquanto usei, ninguém percebia, ninguém, ninguém, ninguém.
    Usei por quase um ano e meio, tirei porque meu cabelo recuperou e cresceu bem e tô aqui, novamente, a própria maria Bethânia (AMO!), qualquer um JURA que ainda uso os apliques que tão bem guardadinhos ali… qualquer sinal, se preciso, costuro tudo de novo na cabeça.
    Isso me ensinou a resolver mais a vida em termos de praticidade: pingar remédio 3x por dia pra quem sabe daqui um ano o cabelo começar a crescer? Nunca mais minoxidil, pilexil, vão ver a cor do meu dinheiro!
    Ficar me odiando lavando cabelo com vinagre e bicarbonato de sódio porque vi não sei onde que ajuda a crescer? Sim, fiz isso.
    Só mais um conselho: desde que tirei o aplique SÓ USO PRODUTOS VEGANOS no cabelo, sem sulfato, petrolato, silicone… foi o que fez eles encorparem e agora estão crescendo igual qui nem capim.
    Cuidado com os produtos que usa no cabelo e se puder, BOTA APLIQUE.

  27. Iza21/05/20 • 18h45

    Chora 3, me desculpe, mas se você tem Zero preconceitos, por que “Mas isso me incomoda enquanto ser humano, sabe?” ? as duas frases não combinam.
    Além disso, se sua intenção fosse genuinamente ajudar uma pessoa com depressão, em que ponto a sexualidade dela muda isso? Ajuda é ajuda e ponto final.
    A sexualidade dele só diz respeito A ELE e a quem ELE QUISER contar.. Fica na sua que é melhor

  28. LIVIA21/05/20 • 19h31

    Que curioso, nunca soube o nome disso que me incomodava tanto e agora descobri, o tal quadril de violino!
    Moça do chora 2, te entendo! Essa caracteristica me incomoda tanto que ja pensei em fazer lipo… mas tenho um pouco de receio do procedimento. Não importa o quão magra eu ficasse, esse fundinho nao sai por nada!!! Nem com 10kg a mais, nem 10kg a menos. Não uso saias/vestidos justos pois marcam essa região e acabo achando feio… Acho que não ajudei ne? Apenas me solidarizo pq tb nao gosto em mim… Mas olha, pra ser sincera eu NUNCA reparei nisso nas outras pessoas! Talvez o excesso de incomodo seja mais uma paranoia nossa mesmo…

  29. Manu21/05/20 • 19h32

    Esse primeiro caso o cara parece meu pai, lol
    Só digo uma coisa (baseado no conhecimento que tenho sobre o meu pai e o péssimo relacionamento que ele teve com minha mãe): Ele não vai mudar, vai continuar com outras e tentando te manter sob a asa dele pq esse tipo de homem é canalha e mesmo assim espera que a mulher aceite ele. Não deixe que seu filho passe pelas coisas que eu passei vendo minha mãe se humilhar por ele. Tenho muitos traumas relacionados a isso. Muitas vezes as pessoas não pensam no que isso pode acarretar pros filhos mas é a verdade.

    • Cloroquina22/05/20 • 15h35

      Adorei o feedback pela visão de filha! Obrigada!

  30. Jessica22/05/20 • 08h07

    Paracetamol, a Cony já falou aqui sobre as marcas que ficam no corpo deixadas por calça jeans e afins . Vale a pena mudar o tipo de calcinha também.
    Outra coisa é que de acordo com percentual de gordura os ossos da pelve vão aparecendo mais ou menos. Quem sabe contratar um personal vai ajudar a focar os exercícios para essa parte alem de vc aumentar um pouco mais as calorias.?!
    Quanto ao cabelo, o estresse piora a queda, questões hormonais tb, vale a pena fazer um tratamento e quem sabe botar o mega. Essas artistas de cabelão todas tem mega hair!
    Mas uma coisa é certa: Nenhuma mulher é totalmente satisfeita com seu corpo.

  31. Jessica22/05/20 • 08h11

    Aspirina:

    Tem mulheres que realmente não aceitam se relacionar com um cara bissexual.
    Se esse for seu caso, não bote caraminholas na cabeça e pule fora.
    Só acho perda de tempo se envolver com quem Não está afim de realmente ter algo sério com vc. Tá na cara que esse rapaz não quer se envolver com ninguém!
    Fica só na amizade E tá tudo certo!

  32. Jessica22/05/20 • 08h16

    Cloroquina, seu ex marido estava com problemas de autoestima e não bancou a mulher que tinha e escolheu viver a vida de solteiro.
    Infelizmente, ele não teve a franqueza de dizer o porque acabou e usou o celular como desculpa.
    Eu teria quebrado o celular que esse pessoal deu ou mandaria devolver. Quem já se viu um presente desses ????
    Mas isso Não eh motivo para se acabar um casamento!
    Vc é mulher f*da, vai dar conta de um novo relacionamento quando chegar a hora certa. Foque no seu pessoal, no trabalho e seu filho. Infelizmente, os pais quando se separam esquecem da formação pessoal dos filhos e isso eh muito prejudicial para os meninos.

    Concordo com a Cony, quando ele cansar da vida louca e quiser voltar, aí vai se dar conta do que perdeu.

  33. Raquel22/05/20 • 10h46

    Paracetamol, se as pessoas gostam da sua companhia e querem sair com você, é pelo que você é, não pela sua aparência. Não se cobre tanto. Qt ao problema capilar, procure um dermatologista. Pode ser problema hormonal ou vitamínico. Existem vários tônicos que você pode usar pra nascer/ crescer cabelo. Da uma olhadinha no YouTube que lá tem muuuuuuuitas resenhas. Boa sorte!

  34. Bruna22/05/20 • 12h09

    PARACETAMOL, Continua na terapia, ano passado tive episódios de ansiedade e meu cabelo e até mudou a textura, eu tratei a cabeça, fiz revisão de vitamina e hormônios para saber se estava tudo certo. Tomei pantogar durante 3 meses, dei intervalo e estou tomando de novo mais 3 meses, meu cabelo é outro, parou de cair, está crescendo e tendo volume, pode ter certeza q seus “outros” problemas estão influenciando. Sobre o corpo eu sugiro um personal. E entenda, NGM está 100% satisfeito, faz isso que a Cony falou, foca no que vc tem de bonito, realça e faz uma consultoria de imagem, pq faz toda diferença a roupa q vc usa. Seja livre, leve e solta e invista em livros, em filmes legais, música de qualidade, viagens, meditação, aumenta seu repertório de conhecimento, coisas que vão te empoderar muito!

  35. Gle22/05/20 • 12h46

    Chora 2…
    Moça, vou te falar uma coisa… a gente nunca fica satisfeita… fiz uma lipoescultura com preenchimento no glúteo, um sonho… meu corpo ficou perfeito, é o que todo mundo diz, e eu, ainda fico totalmente surtada com medo de estar feia, da bunda não estar tão redonda, de perder a cintura… malho todos os dias, mesmo na quarentena, e ainda assim, ando cogitando “tomar” alguma coisa pra dar mais uma ajudinha…
    Mas se vc tivesse gordura, super te incentivaria a fazer a lipoescultura, foi a melhor coisa que fiz na vida…rs… deu um up total na minha auto estima… dói, mas vale à pena…rs

  36. bru22/05/20 • 13h50

    mAS GENTE…. eu tive que procurar no google o que era esse tal de fundinho no quadril. Nunca nem ouvi falar disso e não é que eu tenho? kkkkk…mas não ligo não

  37. Ana Banana22/05/20 • 16h50

    Caso 2: Não sei se ajuda e se já tentou, mas tem vários programas do tipo na internet: https://fabiosa.com.br/lbmmb-ctlf-rsmmr-auisl-pbjgo-iladr-hlth-get-rid-of-hip-dips-with-this-exercising-program-1527503908/
    Sobre os cabelos, é bom investigar com dermato a causa para poder tratar direito (falta de vitaminas/minerais, alopecia androgenética, desequilíbrio hormonios femininos, fungos, etc.)

  38. Carol23/05/20 • 18h18

    Chora 02.
    Moça, pelo que eu entendi você é do tipo ectomorfo, magrinha, com pouca gordura e pouca massa magra.
    Essa entradinha no quadril é do biotipo mesmo, mas pode ter a aparência acentuada ou diminuída a depender da composição corporal de gordura e massa magra, bem como sua disposição no corpo. Ela fica mais acentuada quando se tem um pouco mais de gordura localizada (lateral da cintura e das coxas) e pouco músculo nos glúteos. É na verdade sinal de região pélvica fraca. Ela fica bastante (mas bastante!) discreta se você estiver com pouca gordura e mais massa na região dos glúteos. Ou seja, pra melhorar isso você precisaria de musculação e alimentação específicas, pra hipertrofia, nada que profissionais da área não resolvam. Por experiência própria, a é capaz de moldar o corpo. No seu caso específico eu particularmente recomendaria focar principalmente exercícios para hipertrofia de glúteos (elevação pélvica, afundo, stiff etc), posterior de coxas e músculos abdutores. Também evitaria abdominais para hipertrofia ou para músculos laterais porque poderiam te deixar com a cintura meio quadrada; só fortalecer e tonificar ajuda. Enfim, isso ai TEM JEITO. Musculação melhora MUITO a aparência, fora que te dá mais disciplina e confiança. Se você puder, procura nutricionista e educador físico, leva às recomendações à risca, se informa bastante sobre o assunto na internet (de fontes confiáveis) e vai à luta que dá resultado SIM. Espero ter ajudado.

  39. Morgana28/05/20 • 00h27

    Amiga do chora 2: você já olhou se tem alopecia androgenetica? Eu tenho e o cabelo que você descreveu é o meu! Não tem queda absurda, só tem pouco e da pra ver o couro cabeludo ne?
    Quando eu descobri que tinha, tive um baque! Pq na hora eu pensei: “Vou ficar careca!”. É a famosa calvície, igual de homem mas que em mulher aparece de outras formas. Mas fica calma! Hoje em dia TUDO tem tratamento, e cabelo até uma Lace a la Beyoncé é uma opção em último caso haha. Eu já fiz alguns tratamentos com diferentes dermatologistas ao longo dos 4 anos de diagnóstico, não invasivos e o que mais deu certo pra mim é a combinação: pants (spray de minoxydil que não deixa o cabelo ensebado ou extremamente seco, testei uns 3 antes dele) + espironolactona 100mg (remédio cardíaco com efeito colateral de engrossar cabelo. Olha com sua médica se você pode!) + anticoncepcional (diminui a testosterona e é ela em excesso que causa o afinamento e raleamento dos fios na cabeça). Depois desse combo, eu acho que tem MUITO cabelo novo na minha cabeça e parou de cair. Hoje to super ok com ele, não piorou nadaa em 1 ano de tratamento, até melhorou. Existem também outros tratamentos, como MMP e injeções no couro cabeludo. Vai numa dermato! É a melhor forma de entender seu caso direito e começar a tratar logo.