Moda
Como Usar, Fala que eu te escuto!
29 maio 2020, 3 comentários

Fala Que Eu Te Escuto – Como Incrementar O Look Com Lenço!

Tem tempos que quero fazer um post sobre lenços, este será só uma previa, quero fazer um completinho!

Segue a dúvida da Nayara:

Olá Cony! Em tempos de isolamento social, diminuição dos ganhos e, consequentemente, do consumo, estou pensando em maneiras de diversificar as roupas que já tenho com acessórios. Pensei em usar lenços, cachecóis (o inverno está aí) e pashiminas, porém tenho dificuldade em coordenar estampas, principalmente dos lenços… Queria inspirações!

Vamos lá! Inspiração é o que não falta! Pensei em bases simples com jeans, legging, calças claras e blusas brancas tá?

Num look monocromático, um lenço fica lindo! Com jeans e camisa branca é sem erro. Nas fotos acima, são dois looks com lenços menorzinho, mais grudadinho no pescoço, o que é muito chique e muito francês rsrs.

Com lenços mais compridos dá para fazer muuuuita coisa. Duas voltas no pescoço e um nó, lindo lindo! Se o looks estiver bem basicão, pode dar uma ousada no sapato.

Olha como fica lindo quando o lenço é apenas jogado sobre os ombros. Ah, e preso por um cinto também é super charmoso!

Já os lenços grandes fica ótimos com legging e cardigã! Pode tanto ser os de uma cor só (amo os amarronzados e camel, fica muito chique) como os estampados também. Atenção especial para os xadrez e os listrados! São os mais bonitos.

E olha que truque de styling mara! Já tinha mostrado num look acima com um lenço mais leve mas com os pesados fica PERFEITOS usá-los como casacos com um cinto por cima. Dá para montar looks lindos! Os ideais são os tipo mantinha.

  • Do lencinho ao lenção, eles tem váaarios tipos de uso e eles são ótimos para mudar a cara dos looks! Fiquei querendo usar hahaha.
Comportamento
Chora Que Eu Te Escuto
27 maio 2020, 89 comentários

Chora Que Eu Te Escuto!

Ai gente, não aguento mais contar as quartas feiras… ÔOOO quarentena que não acaba! Vamos lá:

Chora 01 – Emma

Vamos lá… Vim pra minha cidade natal nessa quarentena ficar com meus pais, até que um dia reencontro meu ex namorado aqui, namoramos quando tínhamos 16 anos, hoje temos 22. Na época éramos muito imaturos, não gostava muito dele e terminei, não sofri nada. Mudei pra capital pra estudar, nunca mais tive contanto, exclui das redes sociais e nunca mais conversamos. Pouco tempo que terminamos ele começou a namorar, namorou por 4 anos. Agora recente terminou seu relacionamento
Nesse nosso reencontro ficamos, e desde então não paramos de falar, fiquei final de semana todo com ele, o próximo ele quer que ficamos juntos tbm na cidade dele, porém estou com muito medo de me apegar a ele dessa vez, pois não sinto segurança nele, acho que ainda tem atitudes de homem imaturo, e tbm me disseram que ele gosta da ex que vive atras dela. Meu medo é de estar sendo usada, e a qualquer momento ele mudar comigo e voltar com ela, pq pelo que sei a relação deles era muito instável, terminavam e voltavam. Não sei se devo ficar vendo ele assim sempre, estar sempre disponível pra ele, mas sou uma mulher tão carente, e me apego tão rápido que não consigo deixar de ver ele, de ir pra casa dele todo final de semana. Não sei o que faço, se continuo alimentando essa relação nossa, pq sei que quando tudo isso passar vou voltar pra capital, não vou vê-lo.

Claro que você tem que parar de ver ele, ESTAMOS EM ISOLAMENTO SOCIAL! Gente, onde é que vocês arrumam situação pra reencontrar ex na quarentena, manter namorico e ainda ficar combinando de visitar em outra cidade? Sério, fico chateada de ver que a vida tá rolando normal por aí enquanto tem gente levando quarentena a sério trancafiada dentro de casa para se proteger e proteger os outros.

Chora 02 – Melanie

Vamos direto ao ponto: meu chora é sobre relacionamento.
Namoro há pouco mais de 3 anos um rapaz maravilhoso. Bonito, inteligente, engraçado, humilde, educado, bom profissional e bom filho. Nos últimos 2 anos ele ingressou numa sociedade que nos trouxe muitos problemas para o relacionamento, pois ele mora sozinho e a família não é muito presente, de forma que eu acabei sendo o ombro amigo durante toda essa crise. Esse problema com a sociedade me mostrou um lado dele que me deixou preocupada: ele tem dificuldade para se posicionar. Muita dificuldade! Esse sócio faz o que quer com ele (ofende, desvia dinheiro, bloqueia o acesso dele ao negócio, mancha a imagem dele – de forma injustificada devo dizer – perante os clientes e  os demais funcionários) e, finalmente, meu namorado, cansado, resolveu sair da sociedade.
A questão é que, apesar de estar emocionalmente esgotado e farto de ser humilhado quando ele tem sido correto e agido em prol do negócio, ele se mantém passivo. Ele não reage! Não põe um limite ao Fulano. Eu, por outro lado, já tenho um temperamento mais explosivo, não consigo vê-lo passar por esses sofrimento todo e só aceitar. Já nos desentendemos algumas vezes, pois, quando ele se frustra pela situação não mudar, tento mostrar pra ele que ele pode fazer diferente e ser mais duro e firme com aqueles que o agridem. Ele não aceita. Não sei se tem algo a ver, mas ele é espírita e tem aversão a brigas e conflitos. Realmente acredita que ele está aqui para as pessoas se sentirem melhor e não para prejudicar os outros, mesmo que tenha que sofrer por isso.
Outro dia, quando novamente esse assunto da sociedade veio à tona, falei mais uma vez que ele deveria reagir e isso não necessariamente seria uma briga, mas seria uma defesa à integridade dele, ao dinheiro que ele investiu lá, ao tempo que ele se dedicou. Ele disse que não é assim que ele vê as coisas. Então aí verbalizei minha preocupação: pretendemos nos casar, formar uma família. Hoje, esse Fulano faz isso com ele, sócio com mesmo número de cotas na sociedade. Amanhã pode ser Ciclano, em outra situação, que vai precisar de limites. Ele, tem que lutar pela família, por ele, por mim, pela dignidade, pelo que for justo e correto, não importa. Que eu preciso saber que eu não vou defender minha família sozinha! O que ele me responde? Ele disse que ele é assim e que não tem como mudar. Que eu fui injusta de pegar uma situação específica (problema da sociedade) para imaginar coisas que podem nem acontecer.

Desde então, o relacionamento mudou. Ele está triste e sei que muito decepcionado com ele mesmo, pois ele se cobra muito e, como ele disse, se eu espero isso de um relacionamento e ele não pode oferecer, a admiração por ele vai diminuir e não veremos mais motivo para ficarmos juntos.
Eu quero ficar com ele. Quero mesmo. Mas também quero ajudá-lo a entender que é preciso reagir a certos bullies da vida.

Tenho CERTEZA que ele sabe o problema dele, que ele entende o que você diz, que ele quer mudar, mas não consegue. CERTEZA. Por isso está triste, porque percebe que precisa mudar mas não sabe como. E não é você que vai fazer isso pra ele sabe? Acho que ele tinha que entrar numa terapia pois isso tudo é muito mais complexo e ele tem que entender o motivo de ser tão passivo e de deixar os outros passarem por cima dele e não se posicionar. Você já falou com ele, ele já assimilou e não vai adiantar você ficar martelando isso na cabeça dele e cobrando uma posição, só vai deixar ele mais pra baixo ainda. Leva ele pra terapia, acho que só assim ele vai conseguir mudar esse comportamento.

Chora 03 – Geri

Oi Cony! Preciso de uma luz! Não contei isso pra ninguém e esta me sufocando!Estou com uma pessoa há 13 anos, casada há 3 e estou grávida.Nunca tive NENHUM problema no relacionamento. Meu marido e eu nos damos super bem, curtimos muito a vida, fazemos planos… ele nunca foi muito romantico, é um cara que tu tem que dar a dica pra ele entender que presente tu quer ganhar e é bem tímido quando faço coisas romanticas também pra ele.Ele trabalha em casa e em virtude da pandemia, estou trabalhando também.Faz uns 6 meses que entrei no escritório e surgiu uma mensagem do Skype de alguém pedindo “e tu é casado?”SURTEI! Ele tentou dizer que eu estava louca, que li errado, que era vírus, que eu estava sem óculos e vi mal, que ele nem usa o Skype.Na terapia, minha psicóloga tentou me acalmar, disse que todos nós temos segredos, que talvez ele ter iniciado por curiosidade papo com alguém é natural, que homem tem uma necessidade sexual mais visual e talvez ele queria isso no bate papo, etc etc. Deixei assim.Acontece que NOVAMENTE ao entrar no escritório, dessa vez subiu a janelinha e um emoji de coraçao! Na hora falei firme: tu acha que sou palhaça? Bati a porta. Ele veio atras dizendo que era um virus! Depois que era do grupo do whats que ele coloca no web!!! Que era um amigo dele!!!! JURA NÉ?! Falei com ele calmamente… que eu não iria me separar por uma traição de bate papo, mas que ele deveria me falar a verdade. E ele falou que são colegas de trabalho. JURA NÉ?! não acredito! Não adianta botar a culpa em outras mulheres. Esses bates papos é ele que procura! Mas desde então não falo com ele Cony! Nem Oi, nem bom dia! Nem tchau! NADA! Parece que ele traiu minha confiança, me sinto traída! Talvez ele conversa pra sexo virtual… talvez pois tem interesse mesmo em me trair… não consigo mais confiar nele. Parece que nunca conheci ele de verdade. Estou chocada!Me ajuda?

Desculpa, mas vírus é o rabo dele né? E que FODA que isso aconteceu no momento que você está gravida e nem vou te falar pra abrir o olho, porque você já abriu! Sexo virtual, com outra pessoa (que não seja filme etc) pra MIM é traição sim e acredito que se ele AINDA não concretizou a traição, um dia o fará. Falei na lata mesmo, ele tá de gracinha sim viu? Putz, que merda.

  • Choras abertos! Mande seu desabafo, sua angústia, seu problema, sua dúvida para constanza@futilish.com e no assunto coloque CHORA QUE EU TE ESCUTO! O seu anonimato é garantido viu?