Comportamento
Chora Que Eu Te Escuto
15 abr 2020, 22 comentários

Chora Que Eu Te Escuto

Vamos de Choradeira de Quarentena?

Chora 01 – Nairobi

Bom dia Cony, tudo bem? Sou daquelas leitoras dino, e fico muito feliz de poder acompanhar toda sua trajetória. Mas hoje vim “chorar” ou desabafar ou contar minha história dos últimos 4 (!) anos.
Sou advogada, trabalho na área, e estou bem colocada no mercado de trabalho, sou muito caseira e zero “da balada”. Em meados de 2016 fui apresentada à um amigo de uma amiga que alegou que ele teria o perfil muito parecido com o meu (academia, trabalho, estudos, caseiro..), e foi ai que a coisa toda começou.
De fato ele era (e é) muito parecido comigo, temos muito em comum, e foi assim que fiquei “ficando” com ele por 1 ano inteiro até que ele resolveu me pedir em namoro, e então começamos a namorar. Um namoro sem nenhuma expectativa, sem planos, sem “entrega”, com alguns términos e reinícios, por esses mesmos motivos, não havia planos futuros, muito embora tenhamos muitos objetivos individuais em comum, mas um namoro cheio de amizade e parceria, apoio e incentivo. Inevitável falar que eu era (sou?) completamente apaixonada por ele. Até que em dezembro/janeiro ele recebeu uma proposta para se mudar para outro estado, outra cidade, à trabalho, e, depois de uma viagem de final de ano maravilhosa, ele terminou comigo (agora em definitivo) sem nem pestanejar, para abraçar os sonhos dele, fiquei eu: sozinha, na casa em que “dividíamos”, com todas as lembranças do que tivemos, e uma dor no peito de saber que por anos não fui prioridade, e, na primeira oportunidade de sair do relacionamento ele se foi.Não que eu esteja velha Cony, mas recomeçar do zero no alto dos meus 28 anos é tão dolorido e solitário, minhas amigas estão todas casadas, não tenho mais a quem “ser apresentada”, e venho sofrendo, muito.Bem, tenho me apegado ao trabalho, aos estudos, e no pensamento de que “deixa estar que o que for vigora”.Um beijo e obrigada por abrir esses espaço.

“NO ALTO DOS MEUS 28 ANOS” é sério isso? Para né miga, primeiro que não tem idade pra começar a viver um amor de verdade e segundo que você é muito nova e ainda vai ter muito perrengue amoroso pela frente. Não se vitimize. Eu no seu lugar acharia o máximo estar jovem e livre e independente e morando sozinha. Aproveita a vida! Ah e um conselho: namoro que tem idas e vindas nunca dá certo.

Chora 02 – Tokio

Depois de muito tempo lendo todos os choras, hoje venho contar o meu rs 

Estou com a mesma pessoa a 10 anos, começamos a namorar eu tinha 16 anos, passamos por muitas coisas juntos; problemas financeiros e emocionais. Ele é um menino de ouro super trabalhador, dedicado a família e até então a mim também. Eu sempre dizia que só casaria com uma vida estabilizada, e assim que me formei na faculdade ele fez o pedido. Ai que vem o porém; eu comecei a trabalhar em um emprego legal onde tive a oportunidade de comprar tudo que não podia, e não estava guardando dinheiro para compramos o apartamento. Passou essa fase e juntei uma grana, logo em seguida recebi uma proposta de emprego maravilhosa e abracei esta oportunidade, ele sempre me apoiando a tudo.  Tínhamos definido que esse ano compraríamos

O ponto é que não sei se ainda existe amor, chegamos a uma fase em que tudo é no automático, não tem mais carinho, nem o sexo é mais o mesmo. Ficamos juntos quando sobra um tempo e ainda ele fica no celular dele e eu no meu.

Resolvi que não quero essa vida pra mim e terminei tudo, estou sem chão e sinto que ele também. Tenho medo de perder um homem maravilhoso que eu sei que me daria uma família, mas ao mesmo tempo não quero viver uma vida infeliz. Me ajudem

Você já decidiu né? Acho que talvez tenha sido precipitada sim afinal em 10 anos de relacionamento as coisas mudam, vai se a paixão e fica o amor, a lealdade, a cumplicidade e o companheirismo, coisas que seu ex te dava mas não eram suficientes para você. E outra coisa, você foi BEM CLARA: “ele fica no celular dele e eu no meu” ou seja, você também está colaborando, e MUITO, para essa monotonia e vida infeliz. Se você não muda, como o outro vai mudar?

Chora 03 – Stocolomo

Meu chora é o seguinte: Sou capricorniana, logo tenho muita dificuldade de me relacionar de verdade. Principalmente amizades, não confio nas pessoas. Tenho poucos amigos. Meu marido é uma pessoa que gosta muito de receber pessoas em casa, eu gosto também. Há 2 anos mudamos de cidade, ficamos à 2 horas de carro de onde morávamos e quando vamos receber as pessoas vêm pra dormir na minha casa.Uma dia, uma amiga minha veio nesse esquema de passar o fim de semana aqui, sendo que ela ia embora na segunda pela manhã, bem cedo mesmo. Tipo 5h da manhã. Normalmente eu nunca acordava pra me despedir, mas nesse dia eu acordei. Acontece que quando cheguei na sala, ela estava pegando dinheiro do meu cofrinho. Na hora fiquei tão sem reação ( e o filho dela, que é criança estava por perto) que não fiz nada. Ela também só guardou e disse que estava trocando o dinheiro dela, mas eu não engoli e ela sabe disso. Eu depois mandei mensagem falando que fiquei chateada, mas que não queria conversar sobre o assunto. Só me afastar porque eu não sabia o que fazer.Ela pediu desculpas, disse que podia me explicar, mas eu realmente não soube digerir aquilo e não quis ouvir nada. Ah! Ela realmente estava passando dificuldade financeira na época, mas eu emprestava dinheiro pra ela, e inclusive pra ela ira na  minha casa nesse dia eu que paguei a passagem. Então ela tinha liberdade comigo, por isso me senti tão traída. E fiquei pensando quantas outras vezes isso deve ter acontecido. Inclusive eu senti falta de algumas coisas na minha casa.Acontece que logo depois ela descobriu um câncer em estado avançado em várias partes do corpo, está passando uma situação difícil e vive me mandando mensagem dizendo que está com saudade, sente minha falta e se um dia vamos retomar a amizade.Sinceramente nem me importaria de ser apoio pra ela, ouvir e tal. Mas não me vejo nunca mais confiando, em ela ser uma amiga pra mim, nem ir na minha casa novamente.Eu nunca contei pra ninguém o que aconteceu, apenas meu marido sabe. Temos amigos em comum e eu só falo que aconteceu algo, e me afastei. Mas nunca o fato. E isso me agonia, porque as pessoas me julgam por ela estar doente e eu não voltar a falar com ela.Não sei mesmo o que fazer. Não sei se eu deveria, nesse momento que já está difícil pra ela, querer que ela me conte o que aconteceu.
Obrigada!

Menina que situação hein??? Caramba, não fosse o fato dela estar com cancer, acho que eu nunca mais iria olhar pra cara da pessoa. Ela te roubou sim, pelo o que você diz, isso está claro. Mas daí vem a doença e a pessoa definhando e a consciência pesando. Eu te entendo viu? Completamente. Olhando friamente e de fora, acredito que você deve relevar o assunto e dar uma aproximada “de leve”, ligar, saber como está, mas realmente acho que a amizade mesmo já era. O que fica agora é a consideração por um momento delicado e você ter a sua consciência tranquila caso o pior aconteça. E pra quem achar que “nossa, mas era só dinheiro e ela estava precisando! E agora está morrendo!” a questão não é SÓ dinheiro, foi a confiança traída e abusar de uma pessoa que já ajudava. Eu te entendo viu?

  • Choras abertooooos! Só mandar seu mail contando seu caso, sua decepção, sua tristeza, sua angústia, sua treta para constanza@futilish.com e no assunto colocar CHORA QUE EU TE ESCUTO. Anonimato garantido!
Escreva seu Comentário

Quer que sua foto apareça nos comentários? Clique aqui
22 comentários em “Chora Que Eu Te Escuto”
  1. leticia fenelon15/04/20 • 18h57

    Pro chora 3! Eu também sou caprica, e confiança quebrada ainda mais envolvendo dinheiro, nossa é muitoooo difícil da gente lidar. Mas, por experiência própria, acredito que você perdoá-la de coração, a mágoa só faz mal pra quem guarda. Não acho que precisa tentar fingir que nada aconteceu e voltar a amizade como era, não é sobre isso o perdão, mas uma ligação e o envio de boa energias pra recuperação dela vai ser bem pra vocês duas.

  2. Jamille15/04/20 • 18h59

    Nairóbi, estou passando exatamente pela mesma coisa. Nosso relacionamento era perfeito, ele recebeu uma proposta de emprego em outro estado demorou a decidir mas foi, jurando me amar, mas terminamos. Menos de 1 mês depois já está em outro relacionamento, super feliz, e eu só os cacos para serem juntados… tenho 35 anos mas estou disposta sim a amar e conhecer novas pessoas. Esperando curar meu coração pra me abrir novamente. Não perca sua fé! Se recupera e se joga na vida!!

    • Jackeline15/04/20 • 22h15

      Sobre o chora 2, também namoro a dez anos e com o tempo as coisas vão ficando no automático, meio morno,mas ai cabe ao casal buscar formas pra entrar no eixo novamente, é clichê mas é real quando dizem o relacionamento é uma planta que precisa ser regada TODOS OS DIAS,quando vc fala que “nos vemos quando sobra um tempo e cada um fica no celular ” já mostra o quanto vcs estão acomodados e colocando outras coisas como prioridade, estão a um passo de comprar um imóvel e ir viverem juntos e se veem quando sobra tempo? Eu acho que se você e ele estiverem dispostos a regar essa relação, vale a pena voltar ,agora se não quiser ter trabalho,melhor terminar

      • Yasmin16/04/20 • 16h36

        Concordo plenamente com a Jackeline. Às vezes nós achamos que é só achar alguém bacana e pronto, não precisa fazer mais nada. Um dia ouvi de uma psicóloga que a maior queixa doa casais era dizer que o relacionamento caiu na rotina, mas ter uma rotina é essencial para as pessoas. Agora largar o relacionamento e achar que o acaso é que tem que tomar de conta é outra coisa. Amor não é algo que a gente sente e pronto, é algo que sentimos e cultivamos. Se vcs acham que já deu, terminem mesmo. Mas se ainda se gostam, invistam em coisas novas, passeios, terapia, viagem juntos, assistir um filme, cozinhar. Pq correm o risco de conhecer outra pessoa e com o tempo o mesmo sentimento vir a tona. Mas entendo… no começo a paixão é tão intensa, né? Mexe tanto com a gente, é tão gostoso que parece que será assim p sempre. Quando as coisas ficam mais calmas a gente tende a achar que não ama mais.

  3. Alessandra15/04/20 • 19h47

    Chora 1
    A pessoa SEMPRE da sinais!
    1 ano pra te pedir em namoro…precisou de 1 ano pra ter certeza de que queria namorar vc??? É enrolação demaaaaais…ali já tinha um sinal claro de q não seria um laço suficientemente forte…
    Mana, 28 anos é o começo da vida!! Se abre e vai curtir…muuuuuuitos amores virão!

    Chora 2
    Eu acho q vc está certa e eu faria a mesma coisa. Se o namoro já tá morno desse jeito, imagina o casamento?!? Esse sentimento q vc está vai passar…o começo é difícil mesmo….a gente tá muito acostumada com a pessoa, a não estar sozinha, não tem muitos contatos ainda, bate sentimento de perda, etc, mas vai passar!

    Chora 3
    Eu responderia as msg, daria algum apoio, mas amizade nunca mais. É uma situação muito difícil, mas siga o seu coração, independente do q os outros falem ou pensem. Vc abriu as portas da sua casa e da sua vida pra uma pessoa q te roubou…isso não é algo simples…a doença é triste, o seu apoio e carinho com certeza fará diferença pra ela, mas só faça se for saudável pra vc!

  4. Thaise15/04/20 • 19h53

    Fico impressionada com os conselhos da Cony. Leio e penso assim: “É isso! É exatamente isso!”. Uma fada sensata mesmo!

  5. Susy15/04/20 • 20h01

    Nairobi , do chora 01: Olha como é engraçado passar por situações parecidas, com uma perspectiva totalmente diferente. Também tenho 28 anos e também terminei um relacionamento longo recentemente, por motivos de: ele começou a me trair louca e descaradamente. O que eu tô achando dessa nova fase? Fantástico, incrível! Pra começar não sinto o peso de “recomeçar no alto dos meus 28 anos”, me sinto livre, jovem, estou amando morar sozinha, viajar sozinha, estou me curtindo e tem sido maravilhoso! Não vou te dizer que não sinto, eu sinto sim, as vezes choro Também, é normal. Mas estou me curtindo como nunca, talvez pela maturidade e independência financeira, coisas que eu não tinha qdo terminei o relacionamento anterior. Ademais, como a Cony disse: relacionamento que termina e volta, a gente já sabe qual é o destino. Então, avalie sua vida e as oportunidades que está tendo a partir de um novo olhar, sabe aquela música antiga que diz: “Eu me vejo ganhar asas e voar”? É assim que me sinto, vem voar também! Fica bem!

  6. Ana Luiza15/04/20 • 20h08

    Não li todos os casos ainda, mas vim falar pra Nairobi que com 27/28 tbm me achava super “velha” pra recomeçar, terminei com meu ex com 27. Uma semana depois de completar 29 eu comecei a namorar com meu atual noivo (hoje moramos juntos) e hoje com 31 vejo que se não der certo entre nós, se a gente terminar, sou super jovem… não sei se foi o retorno de Saturno aos 28 que me fez pensar que já tava velha demais pra tudo ou se foi a sabedoria dos 30 que me fez perceber que a jovialidade está no espírito, só sei que hoje em dia já não me imagino mais estando em um relacionamento onde não sou 100% feliz só por medo de ficar sozinha, de estar solteira “velha”, enfim… a maioria das minhas amigas também é casada, mas adivinha? Agora na casa dos 30, várias estão se divorciando e admitindo (pra nós amigas e pra elas mesmas) que aqueles relacionamentos perfeitos que elas viviam era só fachada e que na real não estavam felizes. Enfim, existe sim muita vida pela frente, ainda mais aos 28 anos.

  7. Shi15/04/20 • 20h15

    Nairobi, para tudoooooo, 28 anos? Meu sonho. Me separei com 33 pq me apaixonei e depois de 3 meses levei um pé rsrs. Conheci outra pessoa super ciumenta e controlador. Faz um mês que terminarmos pela vigésima vez. Não sei se quero mais na real. Olha tenho 42 anos, 2 filhas de 20 e 21 anos e não vou deixar a vida me levar…eu vou levar a minha vida do jeito de me faz feliz. Tome as rédeas e quando menos esperar as coisas acontecem. Não tenha medo de ficar sozinha. Ficar sozinha é libertador. Bjs

    • Marcia Aguiar19/04/20 • 02h31

      Pois é, tive que rir do “do alto dos meus 28 anos”. Sério? Não tem nem 30 anos ainda e já fala como se tivesse 60. 😀
      Nairobi, você ainda tem muito pela frente e vai rir quando se lembrar desse mini drama do alto dos seus 28 anos.

  8. Van16/04/20 • 02h18

    Chora 3 – Te entendo viu?! Já passei por algo parecido… Nesse momento difícil eu perdoaria sua “amiga” e responderia os contatos dela… e, a não ser que ela tenha a iniciativa de se desculpar, sugiro nem tocar mais nesse assunto chato. Deus sabe das coisas e você, pelo que contou, sempre agiu com as melhores intenções.

  9. Maria16/04/20 • 08h05

    Caso 1 Ele nunca gostou de você.
    Caso 2 Volta com ele e anima a relação.
    Caso 3 Se ela morrer você vai se sentir culpada por não ter falado com ela.

  10. Milena16/04/20 • 08h36

    Ai como é bom ler sobre mulheres que estão sozinhas e felizes… Eu tenho 31 anos e estou sozinha há um ano depois de 15 anos com uma pessoa, ser que a pessoa tá seguindo em frente sem vc dói mas é aquilo: Siga a sua vida também, viemos ao mundo para ser feliz. Bjokas para vc Cony e todas aqui nos comentários <3

  11. Vanessa16/04/20 • 09h20

    28 anos??? Muuuuito nova!!!!!!!!!!!! um bebê!!! Realmente você ainda vai sofrer muito com muitos homens até aparecer o cara certo. Calma. Siga firme. É assim com todo mundo. Mas no final vai dar certo. Na hora certo, na hora de Deus. Boníssima sorte! bjkas

  12. Flavinha16/04/20 • 10h47

    1) “Do alto dos meus 28 anos…” ai gente… por favor.
    3) Que situação horrível… Eu acho que vc deve fazer o que a Cony disse mesmo. Releva o ocorrido, afinal materialmente pra vc não deve ter feito diferença, mas quebrou a confiança. Só que como ela está nesse momento difícil, não a ignore. Fale com ela sim, responda as mensagens, mande msg perguntando como ela tá (se isso for do seu legítimo interesse em saber) mas não precisa voltar a ser a melhor amiga dela nem trazer ela de volta a sua casa/ convívio. Acho que não tem necessidade tb.

  13. Angélica16/04/20 • 13h00

    Stocolmo: nossa amiga, releva, poxa, é para isso q existe o perdão. ela foi uma ótima amiga e cometeu um erro, perdoe. vc nunca errou? somos todos pecadores. diga à ela q vc a perdoa, e tente de verdade perdoá-la genuinamente. vai te fazer bem, e um bem danado p ela tb. ñ podemos ser tão ferro e fogo. Deus é misericordioso, devemos sempre aprender com ele. Fiquem bem 🙂

    • Sam16/04/20 • 20h58

      Eu tb relevaria. Parece que vc está focando demais em UMA coisa ruim e esqueceu TODAS as coisas boas que viveram juntas, afinal, se eram tão amigas, imagino quantas aventuras, gargalhadas, cenas cômicas, dores, vocês compartilharam… Isso se ela realmente era sua amiga, é uma pessoa “do bem” que deu uma escorregada, pois caso ela seja uma interesseira, aproveitadora (o que só vc pode saber), aí é realmente é melhor se afastar.

  14. Nathália16/04/20 • 13h17

    Primeiro quero dizer que adorei os nomes dos choras! Kkkk…
    Para a “dino” do chora 2:
    Eu estava na mesma situação que vc! A única diferença era que já estava casada – 5 anos de casamento e 18 no total. Eu não estava mais “feliz”, achava que nossa relação não era mais de “marido e mulher” e sim de “amigos”. Mas, ao contrário de você, resolvi entrar numa terapia pq eu pensava em como resolver o medo de me separar. Eu já estava meio que decidida, só ficava “nóiada” por conta das nossas famílias e rede de amigos… Eis que na terapia entendi que: 1. Se a gente não tem no marido/namorado um verdadeiro amigo, tem algo errado. 2. Eu contribuí muito para chegarmos naquela situação. Eu já não era romântica, eu já não dava mais atenção… E, claro, um vai desestimulando o outro. Decidi l, então, me dar essa chance. Conversei com meu marido, combinamos que a partir de um horário, nossos celulares ficariam guardados, que uma vez por mês nós iríamos fazer uma mini-viagem de final de semana, cada mês um faria uma surpresa do lugar. Enfim, cuidaríamos da nossa relação. Estamos bem agora! Eu redescobri uma paixão. O sexo melhorou, o companheirismo também. Mas hoje sei que é um exercício diário e as coisas não mudaram da noite pro dia! Claro, cada caso é um caso, mas minha sugestão maior é: entra numa terapia! Se conheça! E saiba que voltar atrás não é bicho de 7 cabeças, tampouco ir adiante! Só tente desvendar tudo que você realmente quer!

    • Yas16/04/20 • 16h40

      Adorei. É isso mesmo. Eu adoro ver a mulherada se livrando dos embustes aqui, mas tem boas relações que só precisam de um temperinho e esforço mútuo que tem tudo p dar certo.

      • Angélica17/04/20 • 10h04

        eu tenho p mim q namoro foi feito para acabar!
        acabar de vez, ou acabar em casamento 🙂
        agora casamento, sinto que devemos lutar de TODAS as forma.
        parabéns, amiga por ter se movimentado, percebido seus erros, e trabalhado p melhorar. ñ é fácil msm, mas uma relação gostosa em paz ñ tem preço. obrigada por dividir!

  15. Alina16/04/20 • 13h40

    Caso 2 – Se o namoro ta assim, imagina o casamento. Segue o baile

    Caso 3 – Mande energias positivas, perdoe, mas se você se magoou, não force a barra em forçar uma amizade

  16. Natália16/04/20 • 18h01

    Nairobi: olha, pelo seu relato, fica claro que esse cara nunca se apaixonou por você. 1 ano para pedir em namoro? Isso não existe. Não chore por esse cara que fez você perder seu tempo e energia sem dar amor à altura do que você desejava. No fundo, você sabia que nunca seria nada demais, que essa não era uma história de amor, que nunca a pediria em casamento… ainda bem que ele se foi. Abra seu coração e exija mais que um amigo, queira pra você um amor.

    Tokio: casamento é dia a dia. É possível reconquistar o outro, se deixar reconquistar, mas os dois devem mudar. A rotina é ingrata com qualquer casal! Nada é mais anti-romântico do que botar roupa pra lavar, ver quem vai fazer compras, tirar o lixo, fora a correria de trabalho e estudo, mas é possível ter momentos de qualidade se os dois estiverem atentos a isso. Pergunte-se de verdade pelo que você está sofrendo? É pelo casamento cancelado ou por se ver solteira ou por falta dele?

    Stocolmo: Se vocês tinham intimidade, se você emprestou dinheiro, se pagou passagem, não dá pra entender mesmo. Roubar já é errado, de amiga, amiga que ajuda ainda… Acho que você está certa no seu posicionamento, a confiança foi quebrada pois ela tinha todas as portas abertas para falar e preferiu roubar, mentir. Perdoe, dê gracas a Deus que esse dinheiro não lhe fez falta, mas não precisa retomar a amizade mesmo.