Comportamento
Chora Que Eu Te Escuto
08 Maio 2019, 46 comentários

Chora Que Eu Te Escuto!

Quarta chuvosa em BH… e por aí?

Vamos pros Choras de hoje!

Chora 01 – Atenas

Oi Cons!! Sou leitora raiz, te acompanho há muitos anos e quando vi que vc estava toda feliz-pele-boa-reluzente com o Léo parecia que era comigo, fiquei muito feliz por vc!

Bom, meu chora é profissional. Me formei em direito em 2007 (meu Deus!) mas nunca advoguei (nunca foi meu objetivo). Hoje moro em uma cidade diferente da que me formei (muito maior, com muito mais oportunidades) e trabalhei durante 4 anos em um escritório bem pequeno como secretária executiva bilingüe e assistente jurídica (e eu tenho experiências anteriores nessa área).

Eu amava o que fazia, mas em agosto do ano passado eu pedi demissão por conta dos anos de assédio moral da minha chefe (esposa do dono da empresa). Cony, eu nunca, jamais, não consigo nem pensar nisso que me dá nojo, dei em cima dele, nunca soneguei valores que me eram confiados, nunca deixei a empresa na mão em relação aos processos / procedimentos que era responsável, mas a esposa do dono, que era minha chefe, me perseguia MUITO. No começo eu achava que era coisa da minha cabeça, que tava me fazendo de vítima. Até que uma novata, com UMA SEMANA de empresa, percebeu tudo e foi falar comigo. Aí minha ficha caiu de que não era coisa da minha cabeça. De tudo o que ela já havia feito o cúmulo foi quando ela colocou o dedo apontado na minha cara (sim, no meu nariz) e me ameaçou.

Resumindo bem, dei um basta nisso e pedi demissão. No meu último dia de empresa parecia que eu tinha tirado uma tonelada das costas. Até minha pele melhorou.

Agora o motivo do chora: desde setembro do ano passado que estou enviando meu currículo para vagas na mesma área. Já fui chamada para 2 entrevistas, passei em testes de inglês, primeira etapa de entrevista, segunda etapa de entrevista e nada ainda. Sério, eu já reformulei meu currículo umas 3 vezes, estou estudando espanhol sozinha em casa, pratico inglês para não perder a língua, assisto vídeos de especialistas em RH para tentar ver se tem alguma coisa errada no meu currículo e até agora nada.

Eu to quase panfletando meu currículo mas avenidas de escritórios daqui da minha cidade (e que são muitas)!

Outro detalhe: eu não tenho QI nenhum. Meus amigos são de outras áreas, nada a ver.

Gente, alguém me dá uma dica, um socorro? Cony, socorro!

Bom, não sei se meu chora se enquadra nos que vc pretende postar! Mas de qualquer forma, muito obrigada!!!

Bjos!

 

Não desista, é apenas o que posso te dizer! Todo mundo passa por marés ruins, mas jamais pense em desistir. Para não ficar parada, tente outros empregos, em outras áreas, o negócio é conhecer gente, expandir sabe? E mesmo que seus amigos sejam de outras áreas, peça ajuda a eles. Numa dessas, você consegue se recolocar no mercado! Já tentou procurar via LinkedIn???

 

 

Chora 02 – Esparta

Ei Cony! Vou pular aquela parte de que sou sua fã, amo o blog e etc, etc, etc…
Tenho 33 anos, sou casada a 1 ano (estamos juntos a 12 anos), e meu marido tem 66 anos (sim, sempre foi amor).
O meu dilema é em relação à ex mulher dele. Eles estão separados a mais de 20 anos, só que essa relação nunca teve um ponto final de verdade. Vou tentar explicar: ela nunca trabalhou, e por isso ele ainda paga pensão pra ela.
A família dele convida ela para todas as festas que tem, e todo mundo acha isso normal, principalmente ele.
Desse casamento eles tiveram 2 filhos (um casal de 30 e 40 anos eu acho). E os filhos sempre fazem chantagem emocional com o pai, pois acham sim, que a mãe deve estar sempre presente. Acho até que o pai concorda com tantas coisas por medo de “perder” o amor dos filhos.
Ela não casou novamente, não tem uma vida ativa, não sai, não faz nada, além de encher o saco.
Esse mês será aniversário dos meus sogros, e vi que o nome dela estava na lista de convidados. Tomei a liberdade e fui conversar com a minha sogra, disse que eu não gostaria que ela fosse convidada, pois não temos uma boa relação e não me sinto confortável com essa situação.
No passado ela já inventou mentiras a meu respeito por causa de uma ligação, disse que eu a maltratei, mas eu não havia falado absolutamente nada, e ela “contou” para os filhos, que foram tirar satisfação com o pai, e ele claro, tomou as dores e eu fiquei como a errada da história.
Exatamente hoje, a nossa relação não está muito bem, estou me sentindo enganada, frustrada, frágil.
Parece que ninguém enxerga que isso não está certo, que ela não faz mais parte da família (não como ja fez um dia, quando ainda era casada com ele), não percebem que me magoam agindo assim.
Eu me sinto exausta sabe, gostaria de ser respeitada, gostaria que os familiares dele não fizessem questão de convidá-la.
Meu marido me disse que ela não virá nessa festa, que eu armei um escarcéu à toa, que foi desnecessário. Ou seja, me colocou como errada novamente.
Só pra deixar claro, não é ciúmes, e tenho certeza que não há a menor possibilidade deles ficarem juntos novamente.
A família dele me adora, e sei que não estão forçando nenhuma aproximação entre eles, mas esse zelo todo me incomoda.
Não quero disputar nada com ninguém, mas quero que respeitem a minha posição e o meu espaço ocupado hoje na vida dele.
Me ajuda, me dê uma luz, me diz que não estou louca.
Isso está gerando um enorme desgaste pra mim.
Beijos!!!!

 

Gata respira fundo e faz a egipcia pra essa ex! Eles não vão tirar ela da família, e capaz até de ser pior, já que ela não faz nada, ainda é dependente, não arrumou outro. Ela vai arrumar um jeito de te infernizar ainda mais se começarem a não chama-la pros eventos por sua causa. E tem os filhos deles, que SEMPRE estarão do lado da mãe. E filho é pra sempre, então sempre vai ter esse contato. O que não tem remédio, remediado está. Faz meditação, yoga, tenta elevar seu espírito (hahaha parece brincadeira mas é verdade) e não deixe que isso te atrapalhe mais. Você tá dando murro em ponta de faca e outra coisa, não tem esses eventos todos os dias ne? Quando tiver, que vai ser vez ou outra, pede ajuda pra boas energias não te trairem e mantenha-se na paz.

 

 

Chora 03 – Troia

Olá, Constanza, amo esse nome e esse blog.
Meu chora é o seguinte, namoro há 3 anos um cara 10 anos mais velho q eu q tenho 27, nós nos damos bem, somos muito parceiros, e temos planos de nos casar.
Ele ganha bem menos q eu no momento, tem um negócio mas não se consolidou ainda, então ele está ainda trabalhando para pagar as dívidas e faz pouquíssimas retiradas, com isso, sempre que quero fazer um programa mais caro eu sempre pago a parte dele, quando posso. Acabei fazendo uma viagem internacional sozinha, já que ele não podia ir e, nesse caso, não podia pagar e nem quis esperar…
Ele me disse no início do ano q esse ano iríamos ficar noivos, que compraria as alianças e nos casaríamos (juntaríamos) no próximo ano.
Mas a questão é a seguinte, agora ele inventou de construir uma casa em um sítio, mas não tem dinheiro, daí estava tentando vender o carro para fazer a obra, só que agora ele já pensando em pegar “toda a grana desse ano” e investir em alguma aplicação financeira, só fala disso agora, de fazer curso, de pegar a grana q entra e a q vai entrar do carro e aplicar e assunto de casar não fala, e dinheiro pra aliança não fala. Na vdd esse assunto de casar surge depois de um sexo bom, aí fala quer casar, mas aí é fácil ne…Não há um plano concreto acerca disso e isso tem me incomodado muito, pq queria casar logo, queria essa vida de casada pq amo ele e a gente junto, mas ele não fala disso com prazo.
Não quero falar disso sabe, pedir prazo, fico sem jeito, tenho dúvida se devo, se isso tem que ser natural
e eu to precipitando…Enfim, minha dúvida é essa, será q deixo rolar e segurar a ansiedade ou mando real q to insegura e quero prazo? Minha amiga namorou 5 anos, já estava com Apartamento comprado e o cara deu um pé na bunda dela, algo totalmente inesperado por todos, estou vivendo tensa, não me sinto segura em pensar nesse assunto…

 

Mais claro que água cristalina: CASAR NÃO É PRIORIDADE PARA ELE. Simples assim! Se ele quisesse, não tinha lote, não tinha curso, não tinha investimento, nada disso, era casar, casar e casar. E claro, quando é pra ser, acontece naturalmente, ser forçar a barra. Talvez vocês estejam em tempos diferentes, mas se você quer TANTO conversa com ele, dá a real, abre o jogo e pergunta se ele quer o mesmo que você. Se não quiser, vida que segue miga. Numa desses ele sente sua falta ou se assusta e topa casar ou pelo menos estipular uma data.

 

 

  • Os Choras continuam abertos! Mande seu mail para constanza@futilish.com e no assunto coloque CHORA QUE EU TE ESCUTO.
Escreva seu Comentário

Quer que sua foto apareça nos comentários? Clique aqui
46 comentários em “Chora Que Eu Te Escuto!”
  1. Izabel08/05/19 • 16h50

    Caso 1 Amiga amiga amiga pelo amor de Deus na situação atual do Brasil, dois meses procurando está ótimo. Sua hora chegar.
    Eu fiquei uns 6 meses uma época procurando. Apliquei para uma vaga que queria muito e não fui chamada, dois meses depois a pessoa me liga e fala, olha para aquela vaga não deu para te chamar, mas apareceu uma aqui e queremos você, tipo eu já estava praticamente contratada, só precisavam me ver para rolar aquela identificação. Então, sim, vai chegar sua hora. E eu nem esperava e muito menos acreditava que as empresas guardavam o currículo das pessoas que gostavam rs.

    Caso 2, eu sinto muito mas de um casamento longo com 2 filhos adultos com esse cara, essa mulher por mais que vc não aceite é da família sim. Pense por seu lado, como vc se sentiria se sua mãe fosse excluída dos eventos aonde estão seus primos, seus avós. Pode não ser confortável mas estava implícito quanto você embarcou nessa, trabalhe sua cabeça para isso, se não, você vai se tornar a “persona non grata”.
    vida tem muitos perrengues já, os que a gente puder relevar que relevemos.

    Caso 3 Esse cara está se sentindo mal por não poder estar em pé de igualdade com vc, isso de casar apertado de grana afeta muito o homem, acho que é por isso que ele fala tanto disso de investir, é uma forma de mostrar para vc que ele ‘tem potencial” conversa com ele com amor sobre como ele realmente se sente com relação a esta disparidade financeira em um casamento.
    Mas se depois da conversa seu espirito sentir que não estão alinhados respire fundo e levante voo, porque sim, o homem quando QUER MESMO casar, ele casa/junta. No meu caso, com 5 meses de namoro meu hoje esposo já falava de casar kkkk, casamos com 8 meses de namoro kkkkkkkk, claro que não estou falando que é para todo mundo fazer isto, pelo amor de Deus, tem que rolar muita identificação, afinidade nos planos e claro paixão, coisas que tínhamos de sobra.

    • Thais09/05/19 • 13h57

      Não são dois meses, desde setembro ela está procurando.

      • Izabel13/05/19 • 09h53

        Desculpe, entendi agora. Realmente estamos passando por um momento difícil mas creio que ela vai encontrar uma vaga

  2. Izabela08/05/19 • 17h25

    Meu comentário é para a Atenas (btw, adorei os nomes de hoje!)
    Uma coisa me chamou atenção no seu Chora, quando vc disse que não tem QI pq seus amigos são de outras áreas.. amiga, deixa eu te contar uma coisa TODO MUNDO PODE SER SEU QI…
    um amigo pode te chamar pra um bar e lá nesse bar ter um terceiro elemento que conhece alguém que precisa do que vc faz…
    se vc está procurando sai falando isso pra todo mundo na cara dura.. Ainda mais que vc é secretária executiva, pode atuar em diversos ramos!!! Espalhe essa noticia pros amigos, pra familia e pros quatro cantos!!! Uma hora atrai e a conexão certa que você precisa acontecerá!

    Boa sorte!

  3. Carla08/05/19 • 19h54

    Tô quase na mesma situação da moça do Chora 1. Me formei em Engenharia Civil em 2015, e desde lá vinha mandando currículos desesperadamente, tinha até planilha de controle de currículos, fui de porta em porta nas construtoras que conheço, tentei de tudo, mas NUNCA consegui sequer uma entrevista, percebi que sem QI dificilmente dá certo… nesse meio tempo ainda procurava qualquer outra coisa pra ir me virando, mas ninguém quer empregar uma pessoa formada em outra área, enfim, desisti… Em agosto decidi estudar pra concurso, presto pra todos que aparecem, da área ou não, e já passei em 3, tô esperando algum chamar mas continuo estudando, aí quando tiver a estabilidade de funcionária pública posso procurar um emprego numa área que seja mais minha cara, com mais tranquilidade, por que as coisas não estão fáceis… Estou otimista, e espero que tudo dê certo pra você também Atenas, um dia ainda lembraremos dessa época difícil bebendo uns drinques em Bora Bora kkkkkkk Boa Sorte!

  4. Natalia Santana08/05/19 • 20h02

    Me identifiquei com o caso um. Também estou desempregada. Eu aguentava o assédio moral porque precisava do emprego, tinha sido promovida em janeiro e isso causou desconforto entre os colegas e juntou o corte de verbas do governo com o chefe novo que não gostou de mim e me demitiram.
    Estou enfrentando uma situação muito difícil.
    Tenho filha, perdi plano de saúde e estou completamente sem rumo.
    LinkedIn, eu fiz meu cadastro lá. Mas Cony, vamos ser sinceras; vc já viu alguém dizer que conseguiu emprego pelo LinkedIn?
    Já fiz algumas entrevistas e nunca valem a pena, por causa não só do salário muito baixo (menor que o seguro desemprego), quanto pelos horários que eu não veria minha família mais.
    Eu sou formada em secretariado executivo e estava há 13 anos nessa empresa.
    A nova economia acabou com muita coisa. Mas eu não me vitimizo, eu penso que se não fosse essa demissão eu nunca iria atrás de outras coisas. Eu não via nada além dessa empresa.
    Mesmo nas situações difíceis, eu amava trabalhar, ajudar as pessoas. Mesmo ganhando mal, eu vestia a camisa.
    Se eu for escrever, vai virar outro chora imenso.
    Com esse baque eu revi mInha vida e percebi o quanto estava errando, o quanto estava sendo idiota. Minha competência e amor à empresa não foram o suficiente.
    Eu estou atrás de emprego, mas a sensação é de desespero e falta de esperança.
    O que eu falo para ela é que entenda que não há salário que pague a sua paz.
    Apesar de saber dos meus erros, eu estava adoecendo lá. Desenvolvi uma ansiedade crônica que eu não pensava que tinha. Fico com falta de ar e só Deus para me acalmar.
    E o que nos resta é coragem, paciência, seguir em frente. Tá difícil, mas temos que seguir em frente.

    • Ana Luiza09/05/19 • 09h23

      Já vi gente conseguir emprego pelo LinkedIn, inclusive meu namorado, e eu mesma já contratei via LinkedIn. É importante manter o perfil bem atualizado e com o máximo de informações possíveis.

    • Ceci sant09/05/19 • 11h45

      Olha, eu fui contratada por causa do Linked in sim!! Estava num emprego horrivel (que entrei pq tinha perdido o emprego anterior), era assediada moralmente (o dono, meu chefe direto, dizia q eu nunca ia ter sucesso na vida pq estava com quase 30 anos, imagina!!). Enfim, dei uma geral no perfil e uma empresa me contatou, fiz a entrevista e fui contratada! E entrei na industria q estou ate hoje (7anos ja!). Ja mudei de empresas, mas estou na mesma industria e crescendo e fazendo meu nome na area. Da uma olhada no google de como vc pode deixar seu perfil mais atrativo!! Eu vivo recebendo contatos de headhunters, recruiters, outras companhias me chamaram p conversar durante esses anos todos. Vale super a pena! E adiciona todo mundo da area, manda mensagens, segue companhias e grupos da area q vc quer trabalhar! Tem um super potencial ai viu?!? Boa sorte!!!

      • Cris09/05/19 • 14h42

        Menina, dá umas dicas p gente de como deixar perfil do linked in top!

    • Debora09/05/19 • 18h06

      Sobre já ouvir falar que foi contratado pelo LinkedIn: meu noivo foi. Em novembro do ano passado. É um ótimo canal. Mas enquanto esteve desempregado, ele entrava absolutamente TODOS OS DIAS. Fazia varios testes, enviava varios currículos, docava de olho em todas as vagas anunciadas pra área dele. E te digo mais: conseguiu DOIS empregos por lá. Um no Rio (cidade dele) que não pagava tão bem, mas pagava melhor que o anterior e pra quem estava parado, era uma maneira de se recolocar no mercado e arrumou o atual, em SP, e resolveu ir pra lá pq pagavam mais. É isso tudo, esses dois empregos pelo site, rolaram com 1 mês de diferença entre um e outro.

  5. Mariana08/05/19 • 20h33

    3) Já chega chegando e aponta no calendário a data tal pra comprar aliança, a tal pra ir no cartorio, a tal pra juntar e a tal para uma festa.
    (Obs: dê prioridade para casar no cartório logo no começo. Pq se ele quer te enrolar de fato ele nem aparece no dia)
    (obs 2: compra tu a aliança. Se ele não quer gastar uma fortuna com isso ele não é obrigado mas se vc valoriza vai lá e compra uma linda e um aparador deuso junto)
    Tem homem que precisa de mulher de atitude.
    E tudo o que vc quiser vc conquista.
    Mulher não precisa esperar homem chegar nela, não precisa esperar que tome iniciativa e não precisa esperar q ele decida casar. Vc quer, Vc toma!
    Vai com fé e se não der certo pelo menos vc não esperou 5 anos pra tomar o pé na bunda como a sua amiga.
    Mtas vezes a gente não força barra com medo q ele nos deixe. Se ele te deixar com essa desculpa saiba q ele já ia te deixar de qualquer jeito só q muitos anos depois.
    Mas, eu sinto q esse não é o caso de vcs. Sinto q ele quer economizar, quer investir, quer construir base. Então já chega arrastando ele pro cartório e vai ser felizes a sua maneira.

  6. Karol08/05/19 • 20h41

    1. Tá difícil mesmo.
    2. Eu achei engraçado quando vc disse: “q ela não faz mais parte da família.”
    Essa é a família dela a 40 anos, divorciada ou não.
    CHEGOU AGORA E JA QUER SENTAR NA JANELINHA.
    (Ps: eu já quero pedir desculpas pra vc adiantado pq eu pessoalmente não consigo ficar do lado de uma garota de 21 anos q se engraça com um idoso q havia construído uma família e um casamento para sempre. Coitada da ex mulher dele por ter o coração dilacerado no final da vida. E você que lide com seus probleminhas infantis)

    • Vanessa09/05/19 • 09h39

      Pelo que eu entendi ela não teve “o coração dilacerado no final da vida”, eles são separados há mais 20 anos.

    • Dayse09/05/19 • 09h51

      Nossa que falta de empatia, que preconceituoso seu comentário no final…”quero pedir desculpas pra vc” o famoso morde e assopra, a pessoa que solta o veneno e se faz de sincerona.

      Chora 2- Ela faz parte da família, é complicado de entender e estamos acostumados a achar que ex bom é ex morto, meus pais são divorciados a 12 anos e os dois são convidados para todos os eventos de ambas as famílias, minhas avós são amigas e minha madrasta teve que entender que ninguém queria tirar o lugar dela, passado o stress inicial hj está tudo certo e eu e minha irmã somos gratas por ela ter aceitado e feito dessa convivência algo legal.

    • Adriana09/05/19 • 11h27

      Ela falou que o casal tá separado há 20 anos. Quando ela conheceu o old boy ele já tava separado a horas!

    • Izabel09/05/19 • 11h39

      Eu pensei a mesma coisa. Como assim a criatura não é da família? CLARO QUE É.

    • Juliana09/05/19 • 12h14

      KAROL, você viu que quando a mulher conheceu o cara, eles já estavam separados? Leia de novo, reflita e julgue menos.
      No mais eu concordo, que a ex-esposa é da família, todos a acolheram e a mantém por perto porque querem, devem ter apresso sentimental, além deles terem tido filhos juntos… Os filhos são para sempre! E a mãe é o elo entre eles. A atual esposa não está em posição de exigir que ela seja excluída dos eventos, por mais incômodo seja a situação.

      “Tenho 33 anos, sou casada a 1 ano (estamos juntos a 12 anos), e meu marido tem 66 anos (sim, sempre foi amor).
      O meu dilema é em relação à ex mulher dele. Eles estão separados a mais de 20 anos, só que essa relação nunca teve um ponto final de verdade. Vou tentar explicar: ela nunca trabalhou, e por isso ele ainda paga pensão pra ela.”

    • Thais09/05/19 • 13h54

      Cadê empatia?? Nem leu o texto direito e veio destilar veneno. Quando ódio nesse coração!

    • Ilka09/05/19 • 15h15

      No texto está bem claro que ele já era separado quando o relacionamento começou, e mesmo que não fosse, é muito fácil apontar o dedo porque “eu não faria isso, logo condeno quem faz”, as pessoas, motivações e situações são diferentes, NUNCA sabemos realmente o que o outro está vivendo internamente, ainda mais se ficarmos colocando nosso filtro julgador.

    • Sam09/05/19 • 23h47

      Kkk melhor comentário

  7. Daniele08/05/19 • 21h25

    Querida Esparta, imagino como deve ser desagradável essa situação . Mas infelizmente não tem como apagar o passado . Essa mulher pertenceu a essa família por muitos anos pelo q vc fala ( se eles têm um filho de 40, separados há 20 )…tempo de casamento namoro …e os vínculos ( talvez haja afeto entre esses parentes )construídos não terminaram com a separação. E a família dele não deve quer magoar os filhos .
    Meu pai é falecido há mais de 25 anos e os laços da minha mãe com a família do meu pai são muito fortes .
    Fica bem ! bola pra frente e assuma seu papel na vida dele naturalmente .

  8. Aline09/05/19 • 00h04

    Atenas, vivo uma situação parecida com a sua. Desempregada há 9 meses. A primeira coisa que preciso te dizer é que pelo que você disse o problema não é seu currículo, além disso você ainda está se esforçando para melhorar. Infelizmente, algumas situações não dependem de nós, o país está retomando os crescimentos aos poucos e tenho certeza que em breve você voltará a trabalhar.
    Estar desempregada diminui muito a nossa auto estima, alterno alguns momentos de desespero (tipo: meu Deus, nunca vou conseguir um emprego), com momentos em que confio em Deus e no momento certo as coisas vão acontecer.
    Continue se capacitando, investindo em você na medida de suas possibilidades e ao ser chamada para uma entrevista e perguntarem: nossa x tempo fora do mercado, mostre confiança e fale sobre o que esse tempo agregou a você. Não super valorize o tempo sem trabalhar, não, necessariamente, foi tempo perdido. Espero que em breve você e eu possamos ter motivos para escrever um sorria!!

  9. Lele09/05/19 • 07h46

    Chora 2 – Entendo que possa ser desconfortável para você encontrar com a ex do marido em todo evento de família, mas vc entrou nessa relação sabendo da bagagem que ele carregava, não foi um namorinho, foi um casamento de muitos anos e com filhos, e, como já comentaram, nesse caso ela faz parte sim da família, isso é algo que vc terá que aprender a conviver, claro que ela poderia ter o bom senso de não ir em tds os eventos, mas já que vai, não dê tanta importância a isso, só irá te desgastar e pode até gerar um mal estar com a família… O que vc pode exigir dela e cobrar do seu marido é que ela te trate com respeito e não interfira no relacionamento de vcs.

  10. Lia09/05/19 • 08h51

    Caso 2:
    Ela é da família, tanto pelos laços afetivos que construiu com a família do marido quanto legalmente, o parentesco por afinidade não se extingue com o divórcio, você não tem direito de exigir que seus sogros não convidem pessoa X ou Y pra um evento, ela tem todo direito de receber pensão do ex marido, provavelmente nunca trabalhou p/se dedicar ao marido e aos filhos e a você só resta aceitar a convivência e trata-la bem.
    Se você não se sente confortável com a presença dela não vai.
    Se alguem exigir que minha mãe não seja convidada pra algum evento eu não vou, se eu fosse sua enteada não falava mais com você e deixaria bem claro p/os meu pai e meus avós que onde você estivesse eu não ia.

    • Carla09/05/19 • 16h52

      Concordo demais com o seu comentário! As pessoas tem mania de julgar as esposas que não trabalham e ficam em casa pra cuidar dos filhos. Olha só a dificuldade da Atenas pra conseguir emprego: jovem, experiente, bilíngue. Agora imagina uma mulher que ficou ANOS sem trabalhar pra cuidar dos filhos enquanto o marido continuou no mercado de trabalho se dedicando a uma carreira? Mesmo que ela conseguisse um emprego depois da separação, não seria fácil. Se não quisesse passar por isso, que não casasse com um homem divorciado.

    • Danielle Freitas09/05/19 • 17h37

      Concordo plenamente, quem está fazendo o papel de mocinha mimada é você Esparta, quem não deveria ser convidada é você, por se meter na lista de um evento que não é o seu!
      Você mesma diz que não tem chances dos dois voltarem, eu se fosse você ficava feliz de perceber que o seu atual é um homem inteligente que entende que o amor acabou com ex-mulher dele mas que teve durante todos esses anos uma boa convivência com ela em prol dos filhos e da amizade que os dois ainda tinham.
      Fica exxxperta porque senão é você que não será mais convidada pra nenhum evento e vai perder o “boy”.

  11. Maira09/05/19 • 09h52

    Atenas… nem tem como te aconselhar pq acho que você tá no caminho certo lindona, está atenta ao mercado e tá correndo atrás, jaja a sua hora vai chegar viu…boa sorte.

    Esparta… ela não faz mais parte da família do ex marido, mas os filhos fazem e pelo o que parece, seus sogros gostam da presença dela e querem que ela faça parte dos eventos, já que a convidam para todos… desculpe, mas acho sem noção você pedir a eles que não a convidem mais, já que a única incomodada é você. Já que te incomoda tanto a presença dela nesses eventos, você já pensou em não ir em todos? Se não ir está fora de cogitação, faz de fina lindona, vá, divirta-se e pronto…já pensou se as festas fossem na sua casa ou da ex e seu marido fizesse questão que ela participasse de tudo pq tem os filhos envolvidos? Então, relaxa, faz de fina, respira fundo e vai…a vida passa muito rápido pra você ficar perdendo tempo com isso.

    Troia…não tome a frente do que cabe a ele, insistir numa data para que se casem logo ou comprar as alianças só pq ele já tá mudando de planos não é sensato…de repente nesse momento, ele acha que ter um negócio mais consolidado e ter casa própria são as melhores opções antes de se casarem, então senta com ele e converse numa boa, ficar aí sofrendo pelo o que nem foi decidido realmente é o que não poder ser.
    Bjocas

  12. Ana Banana09/05/19 • 10h04

    Chora 2: Esparta – mas é claro que ela é da família, ela é a mãe dos filhos dele! E mesmo tendo se separado há tanto tempo, se não houve algo grave com babado, confusão e gritaria para o fim do casamento, é normal e saudável eles ainda terem contato. Tem que fazer a egípcia, respirar fundo e aceitar a convivência. E outra, se coloque no lugar dela, se voces se separarem e seu marido aparecer com uma moça de 18, como voce se sentiria? Pega o exemplo da família Justus, e siga em frente, ele teve filho com 3 mulheres diferentes e está no quinto casamento e vira e mexe estão todos reunidos felizes e em paz 🙂

  13. nathalia09/05/19 • 11h53

    oi!!! não tem a ver com o assunto… mas vc indica alguma agencia de viagem em BH? obrigada!

  14. Taina09/05/19 • 12h49

    Caso 3, Troia, nao estou te julgando, só tentando entender: tu quer que ele marque casamento porque tu sonha em te casar ou tu quer que ele marque pra garantir que ele nao vai te deixar que nem a sua amiga?

    Se tu sonha em te casar, é algo importante pra voce, lindo, explica isso pra ele! Senta e conversa de boa, explica que é um grande sonho teu, e etc. As vezes ele nem sabe quao importante isso é pra voce!

    Agora, se voce quer casar pra garantir que nao vai ficar sozinha, nao amiga, nao! Papel assinado nao diz nada sobre amor! Claro que muda no sentido que brigas nao sao mais pra terminar como em um namoro poderia ser, é mais sério! Mas nao significa que no dia de amanhã o amor nao acaba e voces terminam! Nao entre em um casamento por medo de ficar sozinha! Pode ter sido horrivel o que aconteceu com a sua amiga, mas 1) isso nao significa que vai acontecer com voce e 2) sua amiga provavelmente se livrou de comecar um casamento com alguem que nao amava ela!

    Pensa bem porque essa pressa em casar! Se for teu sonho, show, corre atras dos teus sonhos! Mas se nao for, relaxa e curte o momento!

  15. Tata09/05/19 • 13h47

    Caso 01, está difícil mesmo. Também sou formada em Direito (há 2 anos e meio), pós-graduada, tenho inglês fluente, ótimas notas e uma graduação “de peso”, fiz os estágios mais concorridos, passei no exame de ordem antes mesmo de me formar e nunca consegui um emprego como advogada. Sinceramente, não sei o que os escritórios buscam.

    Mas força, você tem anos de prática (o que eu não tenho) e tenho certeza que em breve surgirá uma oportunidade, mesmo que não seja na sua área.

    Não deixe que isso te desanime mais. Parabéns por ter tido força de sair do emprego que te fazia mal e parabéns por continuar buscando melhorias, como o espanhol.

    Torcendo por você e por tod@s que se encontram nessa situação complicada.

  16. Ana karina09/05/19 • 13h53

    Atenas-Entendo perfeitamente como esta se sentindo..eu fiquei 3 anos procurando emprego!!
    Com mais de 15 anos de experiência na minha área, e outras experiências distintas no currículo, eu tive uma brusca queda financeira e mudança de vida, precisei voltei para o interior qdo fiquei desempregada e não consegui recolocação. E se emprego em grandes capitais já é difícil, imagina em pequenas cidades do interior!!! Sabe qdo vc tenta de tudo..desde QI até bater varias vezes no mesmo lugar, na insistência mesmo e nada.. isso pq eu não estava escolhendo trabalho não..estava disposta a pegar o q aparecesse..nesse meio tempo fiz um freela numa cafeteria dos meus padrinhos, desenvolvi uma marca de semi joias artesanais, mas nada q ainda pagasse minhas contas.
    Voltei a morar com minha mãe para diminuir as despesas, reduzi contas, mas perdi minha autonomia e liberdade.
    Lutei todos os dias contra a depressão, pois me sentia inútil, não tinha retorno dos currículos enviados e qdo fazia entrevistas e processos seletivos, alguns deles chegaram a captar minhas ideias, fui usada.. pois apresentei projeto e fiz case a pedido do contratante!
    Enfim..agora 3 anos e pouco depois consegui um emprego!! Não é da minha área, o salário não é aquelas coisas, horário puxado..mas graças a Deus, alguém tive uma oportunidade e minha auto confiança voltou!!
    Não desanime!! Pode demorar com vc tb!! Mas com certeza a vida te dará novas chances e novas oportunidades se abriram para vc tb!!!

    Esparta- Olha vou te falar da minha experiência..a família do meu ex marido me adora. Já fazem 15 anos que me separei, mas temos um vínculo forte, que não se apaga com o tempo. Eles me tratam como um familiar muito querido. Muitas vezes ouvi minha ex sogra dizendo que eu era a filha que ela nunca teve( e na vdd me trata como tal)!
    Durante esses anos de separação, meu ex marido teve outros relacionamentos, outros filhos..Na verdade 3.. relacionamentos e filhos.. e nunca ninguém, nem nora, nem outra neta/neto tirou o amor/vínculo que a mãe/pai e avó dele tem comigo e com minha filha!
    Minha ex sogra sempre dizia..eu acompanhei a estória de vcs desde o princípio, eu acompanhei toda a gravidez, eu vi nascer, vi crescer, vivenciei todos os processos..vcs são minha familia(no caso eu e minha filha)!!
    O vínculo é grande!!
    E isso não tem nada a ver, comigo e com o ex..tenho zero sentimentos por ele, nunca quis uma reaproximação.
    Mas são os laços, os vínculos, as experiências vividas..isso ninguém tem como tirar ou findar.
    Eu até entendo sua posição, mas vc vai precisar aprender a lidar com essa situação. Até pq ela já existia bem antes de vc aparecer, e qdo vc chegou vc sabia muito bem em qual terreno estava pisando!!

  17. Ju Sp09/05/19 • 15h50

    Caso 1 : desde agosto e está surtando?
    Senta aqui: tenho faculdade de ponta, estou na pós, 15 anos de mercado e estou desempregada desde FEVEREIRO de 2018. E em TODAS os processos que vou tem gente desempregada há 1 ano, 1 ano e meio, 2 anos.
    Detalhe: moro em SP capital, vou em dezenas de processos e nada. Paciência ué, concorrência está GIGANTE.
    Ah sim, já refiz currículo / Linkedin/ treinei entrevista / vou em oficinas de recolocação.
    Tenha calma, segure a rescisão e respire fundo. Quando eu lia que alguém estava mais de 1 ano parada eu surtava, agora vi que virou o “padrão”

    Caso 2: deixa pra lá. Pare se se estressar com o

  18. Ju Sp09/05/19 • 16h00

    Caso 1 : desde agosto e está surtando?
    Senta aqui: tenho faculdade de ponta, estou na pós, 15 anos de mercado e estou desempregada desde FEVEREIRO de 2018. E em TODAS os processos que vou tem gente desempregada há 1 ano, 1 ano e meio, 2 anos.
    Detalhe: moro em SP capital, vou em dezenas de processos e nada. Paciência ,a concorrência está GIGANTE.
    Ah sim, já refiz currículo / Linkedin/ treinei entrevista / vou em oficinas de recolocação.
    Tenha calma, segure a rescisão e respire fundo. Quando eu lia que alguém estava mais de 1 ano parada eu surtava, agora vi que virou o “padrão”

    Caso 2: deixa pra lá. Pare se se estressar com o que vc não pode controlar. E tenha o mínimo contato com a família dele, talvez eles tenham preconceito por vc ser tão jovem e te vejam como interesseira e “destruidora de casamento”.

    Caso 3: ACORDA,ele não quer casar e ponto.
    Meu ex era assim, qq dinheiro ele investia em moto, carro, computador e nada de falar em morarmos juntos.
    Fiquei quase 3 anos nessa, um dia brigamos e ele falou que não queria casar e ponto. Que se eu quisesse eu “podia mudar” para onde ele morava( um lugar que eu detestava, que era bagunçado, que não tinha espaço para minhas coisas, que eu não escolhi junto com ele).
    Cuidado para não perder anos de sua vida com um cara assim. Fora essa história de vc bancar saídas, não poder viajar pq ele não tem $ , etc, vc acha mesmo que um casamento vai melhorar isso? NADA , você vai bancar tudo e se vier filhos vai bancar mais coisas ainda.
    Quando terminamos, sofri pacas. Mas me reergui, voltei a sair e viajar, ter amigas.

    E 1 ano depois conheci um cara no Badoo( simmm! olha onde!), logo começamos a namorar e ele já queria morar junto com 6 meses(eu que neguei pq estava ressabiada). Eu ficava findes , feriados e férias com ele,com quase 2 anos juntos alugamos um ape JUNTOS, com nossa cara , nossos móveis , nossas coisinhas.
    Estamos casados e felizes.
    Quem quer dá um jeito.

    Ah e meu ex? Morou com uma menina no estilo que ele queria(ela se mudou para a biboca dele), e quando ela pressionou para oficializarem ele terminou o relacionamento. OU SEJA, ETERNO SOLTEIRO.

  19. Rita09/05/19 • 16h28

    Chora 1 – Acho q a situação do Brasil n ajuda muito, aguenta firme e pense positivo! Acredito que esteja fazendo a coisa certa, logo você encontra!
    Chora 2 – Amiga, você não tem o direito de pedir pros sogros que ele vetem a ex-esposa do aniversario. O aniversario não é seu. Quando a gente se relaciona com pessoas que tem muita bagagem, infelizmente tem que lidar com a situação. Sobre a ex-esposa, trate-a sempre com respeito, inclusive tente puxar conversa com ela quando os outros familiares estiverem ao redor, pra verem que você não tem nada contra ela.
    Chora 3 – Meu bem, eu sei muito bem como é ter esse sonho ai de casar, construir etc. So tenha em mente que você não pode controlar o outro e nem sonhar pelo outro. Se vocês se dão bem, tem um bom relacionamento, não force a barra. E sendo bem sincera: casamento não é bom! Principalmente quando você ganha mais. Ja passei por isso, casei muito jovem e deu tudo errado.

  20. Dani09/05/19 • 16h40

    1- Tá ruim pra todo mundo!!! Salários baixos, muita gente desempregada, principalmente quem tinha um salário melhorzinho e agora não consegue voltar ao mercado no mesmo patamar. Mas vamos mentalizar que vai melhorar! Espalha pra todo mundo que vc tá procurando uma oportunidade, e se apertar a situação financeira, pense em entrar em outro cargo, ou vender bolo, pão caseiro, docinho pra festas… sério, tem tanta gebte

  21. Dani09/05/19 • 16h54

    1- Tá ruim pra todo mundo, o Brasil tá quebrado!!! Salários baixos, muita gente desempregada, principalmente quem tinha um salário melhorzinho e agora não consegue voltar ao mercado no mesmo patamar. Mas vamos mentalizar que vai melhorar! Espalha pra todo mundo que vc tá procurando uma oportunidade, e se apertar a situação financeira, pense em entrar em outro cargo, procurar emprego em outra cidade, ou vender bolo, pão caseiro, docinho pra festas… sério, tem tanta gente se sustentando no mercado informal! Ficar parado acumulando dívidas é que faz mal e atrasa a vida. Força aí!
    2- o ex-casamento (no sentido de vínculo) dos dois nunca acabou, vc disse isso logo no início. Infelizmente é assim e não vai mudar: a família dele gosta dela, ela vai aos eventos blablabla… Cabe a vc aceitar esse relacionamento do jeito que é, com o que ele pode te oferecer, ou decidir que não quer e não precisa passar por isso. Só vc pode escolher e decidir.
    3- chega e fala o que vc quer: casar! Não é pressionar, é jogar limpo. Se ele te der um pé, melhor agora do que quando vc estiver mais velha, ou depois que engravidar no susto. Outra coisa: não ficou claro na história, mas ele ou vc moram sozinhos? Porque aí é fácil passar a morar juntos, né? Não precisa muita coisa pra casar, festa a gente faz quando tem verba, mas não é o mais importante!

  22. Carla09/05/19 • 16h56

    Me desculpem a sinceridade, mas achei a esparta muito imatura e egoísta! E olha que não é tão jovem assim! O mundo não gira em torno do seu umbigo, menina! Amadureça para o seu próprio bem.

  23. Débora09/05/19 • 18h00

    Chora 1: Uma dica, também, é tentar empregos em outras cidades. Você tem disponibilidade de mudança? Meu noivo perdeu o emprego no ano passado (advogado) e mora em cidade grande. Foi conseguir emprego em SP. Uma reviravolta na vida, uma mudança no fim do ano e as coisas se acertaram. Ah! E foi pelo LinkedIn. Se você estiver aberta, SP (Capital) é um bom lugar pra tentar nessas áreas.

  24. Anônimo09/05/19 • 18h37

    Chora 3 – tá com medo pq a amiga foi enrolada por 5 anos e nada.
    Como também podia ter casado e separar 1 mês depois.
    Tempo não quer dizer nada, o que importa eh se a relação vai bem e querem ficar juntos.

  25. Jessica09/05/19 • 18h48

    Atenas,
    Você disse que é formada em direito, por quê vc não atua na área de advocacia sozinha?
    Existem outras opções pra ganhar dinheiro enquanto tenta voltar pra sua ocupação original.
    Acho que vc está sim no caminho certo e deveria continuar mandando os currículos e fazendo novos cursos gratis, mas infelizmente está difícil pra todo mundo.

    Esparta, já ouviu o ditado “ os incomodados que se retirem” ?
    Não sei pra quê vc precisa ir a todos os eventos já que vc se sente tão mal. Infelizmente vc não está agindo com sabedoria nesse caso. Se as pessoas convidam seja por consideração ou por pena, não cabe julgar. Em vários eventos nos encontramos com quem não gostamos e ok.
    Não acredito que em 12 anos de relacionamento vc ainda não se acostumou com isso.
    Aos poucos vcs vão estabelecer um acordo informal e quando uma estiver a outra vão acabar não indo.

    Tróia,
    É sério que vc jovem e bonita vai querer se amarrar a um cara bem mais velho que até os 40 anos nunca casou?
    Vc não percebeu que ele não tem responsabilidade e até essa idade não tem nada consolidado na vida e não faz a menor questão de casar e ter filhos?
    Fora que ele achou uma mãe pra levar ele pra passear e pagar tudo.
    Jogue a realidade que vc quer ter sua família e que se ele não quiser fica tudo bem, aí ele arruma outra pra fazer de besta.

  26. Tia09/05/19 • 23h13

    Esperta, te entendo perfeitamente, porque Vivo a mesmíssima situação. E Como tem coisas que a gente simplesmente não consegue mudar, adorei a postura de não ir onde a ex está. Foi um risco que assumi, mas tem dado certo. Não fico nervosa e não passo raiva. Não reclamo, não falo nada. Simplesmente não vou onde não me sentirei bem. E quer saber a maior? Ele percebendo isso, não tem ido tb. Tem ficado comigo. O lado ruim é que acho que a família toda fica com mais antipatia de mim E me culpa por ele tb estar se afastando. Mas sinto muito. Não consegui agir de outra forma.

  27. Lilian11/05/19 • 10h13

    Caso 2 – “Se você não pode vencer o inimigo, se junte a ele” – crie uma relação saudável entre você e a ex do seu marido, trate ela bem, converse e seja muito gentil com a mesma. Assim ela terá vergonha de falar qualquer coisa ruim a seu respeito. Inclusive tenha uma relação excelente com toda a família dele, e eles mesmos irão te defender.
    Caso 3 – Você quer casar porque namora há muito tempo e pela régua dos namoros das suas amigas já “passou da hora”, ou quer casar porque realmente ele é o cara certo que você gostaria de passar o resto da vida juntos? Cuide de você, guarde dinheiro pra ter a sua casa, faça planos pra você em primeiro lugar sempre. Se tiver um casamento, muito bem. Mas não se esqueça de se botar em primeiro lugar sempre.

  28. Débora13/05/19 • 14h13

    CHORA 3: Não fique na dúvida. Fale com ele, relacionamento tem que ser discutido sim. Fazer planos sim. E se você está com essas dúvidas em relação a vocês, a objetivos e tal, fale para ele, veja qual é o ponto de vista dele. Porém, esteja aberta ao que ele tem a dizer para você também. Pode ser coisa da sua cabeça, às vezes ele tem o mesmo objetivo que você, ou não, e talvez ele tenha os motivos dele. Só que não dá pra adivinhar, tem que perguntar. E mais, se ele está passando por momento difícil e você tem mais condições, pode ser que você precise arcar mais com algumas despesas, e mais do que isso, dar dicas (pelo que você percebe sobre ele) que possam ajudá-lo a prosperar, a se desenvolver. Não guarde pra você o que você acha, ou as dúvidas que tem. Converse com ele, e veja o que você sente em relação a isso.

  29. Olívia14/05/19 • 08h04

    Caso 2. Ex com filhos nunca será ex esquecida. Ela é a mãe deles, sempre estará com eles e com a família do seu marido.
    Acho melhor vc se acostumar ou sair fora.

  30. Paula15/05/19 • 20h46

    Chora 3: miga tem certeza q vc quer casar c um cara q n pode te acompanhar numa viagem internacional e q vira e mexe vc tem q pagar as saídas com ele pq apesar de ele ser uma década mais velho ainda nao conseguiu estabilidade profissional/financeira?!
    Oi?! Casamento não sobrevive só de amor. E casar em si não significa nada. Muitas moças querem casar para dar uma satisfação social. Idealizam esse status. Olhe para dentro, se conheça bem e tente entender o que realmente preenche a sua alma. O que te faria feliz se ninguém fosse saber o que se passa na sua vida?