Comportamento
Chora Que Eu Te Escuto
26 jun 2019, 74 comentários

Chora Que Eu Te Escuto!

Ficamos uma semana sem Chora, tá tudo bem por aí?

Chora 01 – Chiquinha

“Oi, Cony! Sou leitora há 10 anos e não sou de comentar, mas adoro o seu blog, que é único e inigualável.

Bom, meu problema é com meu marido, pra variar.

É o seguinte, tive um primeiro casamento, onde casei pra fugir de casa, tinha pai violento, falta de estrutura, maturidade. Não gostava do meu ex, não tinha nada a ver com ele e depois de muitos anos e de ter feito muita merda, criei coragem e me separei. Ah! Tivemos 1 filha.

Nesse meio tempo entre o finzinho do casamento e o divórcio, conheci meu atual marido. Sei que fiz merda, não poderia ter me envolvido tão cedo, mas eu estava tão carente e tudo parecia tão bom.

O problema, é que meu atual extremamente tímido, NERD, teve uma única namorada antes de mim, ficou 1 década sozinho literalmente. Ficou somente umas 4 vezes nesse tempo todo.

Eu sabia que ele era “semi virgem”, e que eu teria que ter paciência com ele pra ensinar muitas coisas. Ele até que se saiu bem, sempre foi muito companheiro, me busca no serviço, de ônibus, pq ele não dirige e faz todos os sacrifícios do mundo pra estar por perto e mostrar que me ama.

Combinamos em 90% das coisas e o que não combinamos, nos completa.

Casamos, tivemos 1 filha, ele já era um paizão pra minha primogênita, continua sendo incrível com ela e com a pequena.

Ajuda com o serviço doméstico, não temos problemas com quase nada.

Eu idealizei e falava que ele era minha felicidade real, aquela que eu via no FB e no IG, mas que eu não precisava postar.

Todo mundo que nos vê acha que somos abençoados, sabe? Eu tb achava que era…

Eu sempre soube que ele tinha problema com pornografia, brigamos por isso, quebrei computador, tablet, celular. Ele aceitou ficar sem cel por alguns anos, pra se livrar do vício e provar que estava limpo. Mas ele sempre deu um jeitinho e continuava vendo, isso é uma praga que não desejo a ninguém.

Na nossa última briga, há um mês mais ou menos, me senti MUITO traída. E procurando ajuda, pensando em que eu poderia fazer ou não. Recebi uma dica de um livro, ” A batalha de todo homem”, li um trecho, fiquei indignada e questionei, pois falava que todo homem trai sua mulher olhando e desejando outras. E assim ele começou jogar merda no ventilador. Falou que já desejou minha irmã, minha amiga, colegas do trabalho dele e que olha pra todo mundo na rua, que ele queria parar e não consegue, que chegou a ficar excitado no ônibus e no metrô algumas vezes. Mas ainda assim, jura de pé junto que nunca ficou ou transou com ninguém. Tb aceitou toda e qq imposição minha. Pediu perdão, assumiu que não tinha caráter, que está com vergonha, diz que quer crescer de verdade e se tornar um homem, deixar de ser apenas um macho escroto.

Faz um mês que eu não sei o que é viver, choro todos os dias, já planejei me matar algumas vezes, pode parecer exagerado, mas vc não sabe o tamanho da dor e da vergonha de ter errado 2 vezes e ainda ter arrumado outra filha.

Ele acabou com meu sonho de que existe casamento perfeito e homem fiel.

Eu não sei mais o quê fazer. Já me perguntei várias vezes se vale a pena. Já li que vc disse que quando essa dúvida surge, é pq não vale.

Estou sendo muito radical? Eu ainda sou uma boba por acreditar que ele não transou com ninguém? Devo sofrer de uma vez ou lutar pelo meu casamento?

Me ajudem por favor! Alguém já passou por isso?

Tô sendo muito infantil e exigente demais?

O que está pesando são as olhadas, acho muito pior que a pornografia, ele disse que até na minha frente olhava. Eu vi algumas vezes, mas ele não “secava”, então até achava que era nóia minha, que eu era muito ciumenta.

Me dêem uma luz :(“

 

Mulher, mas como que esse homem fala esse monte de coisas pra você, na sua cara, que desejou sua irmã, sua amiga, as colegas de trabalho e sei lá mais quem? Ah não fia, sei lá, eu acho isso muito perturbador e claro que entendo que tirou sua paz. Relacionamento é para ter PAZ, tem que ser leve, tem que ser agradável de viver e já achei pesado quando você contou que quebrou celular dele, tablet etc. Também acho estranho ele ter ficado ANOS ficando com 4 pessoas só e também acatar aos seus pedidos tão “facilmente” se é que posso dizer dessa maneira. Ele me parece uma pessoa problemática, que não vive a própria vida e fica imaginando coisas com outras pessoas e não acho isso nada saudável e normal. Não se culpe por ter errado duas vezes, a gente pode errar muito na vida mas sempre temos a chance de recomeçar e construir algo novo. Mas já te falo, não idealize nada, não procure casamento perfeito, não procure família propaganda de margarina, procure PAZ e defeitos “aceitáveis”. Acho que você tem que pensar bem o quanto está feliz e realizada nesse casamento, sem pensar que é mais um erro ou que tem mais uma filha. A vida é uma só e muito curta pra gente aceitar perrengues e conviver com equívocos por medo de tentar acertar.  O medo te limita, tenha coragem de ir atrás do que você quer!

 

 

Chora 2 – Florinda

Oi Cony, sou leitora raiz e há muito tempo penso em escrever um chora pois nunca vi meu “tema” sendo publicado.

Tenho Tricotilomania, que para quem não sabe,é caracterizada pelo impulso incontrolável de arrancar pelos, fios ou tufos de cabelo. Há pessoas que comem o cabelo ou aquela parte branquinha, acho que é bulbo capilar o nome, mas não é o meu caso.  Faço isso desde os 14 anos, hoje tenho 31. Já tomei muitos medicamentos, fiz microfisioterapia, e há três meses comecei a terapia, mas nesse quesito não tem adiantado, pois faço de forma automática e até mesmo dormindo.  Gostaria de saber se alguma leitora que passa por isso achou uma forma de amenizar ou até mesmo se curar do problema, que não seja raspando a cabeça.  Beijos!!

 

 

Eu, infelizmente. Mas não num nível muito alto como o seu… Também comecei adolescente mas nunca cheguei a ficar com buracos na cabeça como algumas pessoas ficam. Sei que meu caso é pela ansiedade, tem vez que mexo mais no cabelo, as vezes passo meses sem tirar um fio… fico naquela de procurar um fio mais grosso e arrancar sabe? Geralmente quando tô pensando em algo ou parada sem fazer nada. É horrível, eu sei, mas é muito mais comum do que se imagina. Não sei se tem alguma outra maneira de controlar isso sem que seja com medicação para ansiedade/stress/depressão e terapia. Também vou ficar de olho nos comentários!

 

 

Chora 03 – Neymara

“Oi Coni!

No Começo do ano mandei meu chora e você publicou como Neymara hahaha

E agora o desfecho dessa história que mais parece um filme.

Resolvi sair com o ex para conversa e acabamos ficando, isso se repetiu na próxima semana e eu mandei uma msg avisando que gostei e perguntei o que ele sentiu, ele disse que também tinha gostado e meio que deixamos em aberto que íamos nos encontrar outra vez.

Agora pausa dramática para a reviravolta haha

Eu havia interrompido o anticoncepcional para colocar o DIU e em uma dessas noites transamos sem camisinha, porém tomei a pílula do dia seguinte e estava tranquila.

Só que não né

A pílula não fez o efeito esperado e eu descobri que estava grávida, entrei em contato com o boy dia 1/4, dia da mentira, falei que estava grávida e que era dele, foi o dia mais tenso da vida, mas para a minha surpresa ele recebeu a notícia super bem.

Por questão de usar plano de saúde declaramos uma união estável na mesma semana e amanhã vamos ver uma casa para morarmos juntos.

Falando assim parece um desespero sem tamanho e uma loucura (as vezes eu também acho que é uma loucura) mas percebemos que o sentimento nunca tinha morrido totalmente e estamos felizes com a ideia de um bebê, apesar do susto e do compromisso que uma criança traz era algo que eu sempre quis e ele também.

Não sei você, mas eu super acredito em destino e em coisas que tinham que acontecer, e acho que nesse caso isso se aplica.

Depois de seguir um conselho do blog para explicar o que eu estava sentindo aconteceu uma reviravolta tremenda na minha vida! Estou feliz e mando foto do bebê para as leitoras depois :*”

 

Gente, temos um bebê Fufu, fruto do Chora!! Para quem não se lembra a historia da Neymara, segue o LINK. Minha filha, quando é pra ser, não tem jeito! Destino é isso, as coisas acontecem! Parabéns pelo baby e que vocês tenham serenidade e muita calma para essa nova etapa!

 

 

  • CHORAS ABERTOOOOSSS! ÊEEEEEEEEE! Podem mandar seus desabafos, suas dúvidas, suas angústias e inquietações para constanza@futilish.com e no assunto coloque CHORA QUE EU TE ESCUTO. Seu anonimato é garantido viu?
Escreva seu Comentário

Quer que sua foto apareça nos comentários? Clique aqui
74 comentários em “Chora Que Eu Te Escuto!”
  1. Vanessa26/06/19 • 15h03

    Gente, não entendi onde há problema. Só porque o cara deseja outras e fica excitado? Se não te traiu, qual o problema? Se ele faz tudo por você, te ajuda etc, qual o problema???

    • Izabel26/06/19 • 15h34

      E sinceridade mesmo. Acho que ele vomitou todas essas coisas numa catarse depois de ser muito “apertado” com esse assunto. Todos os seres humanos do mundo já olharam para alguém com alguma apreciação e até excitação, tipo, se formos julgar o caráter das pessoas por isso, sei não.
      E eu falo isso, porque EU mesma idealizei muito meu casamento, e por isso eu angustiei (talvez ainda angustie) muito meu esposo em alguns temas, não é nada como o do post é em outro ponto, então de tanta pressão as vezes ele acaba tendo justamente o comportamento que não gosto.
      E também não entendi o problema do cara ter ficado sozinho durante um tempão, se a pessoa não gosta, ou não está querendo alguém ela deveria ficar apenas para não ser estranho?

      • Clara28/06/19 • 00h46

        Opinião impopular para o primeiro chora:
        Isso! Concordo.
        Eu acho que o cara jogou merda no ventilador porque a esposa o pressionou demais. Ele se sabotou legal e acho que foi o único erro dele nessa história. Não sei se ele é mesmo viciado em pornografia, será? Do jeito que ela idealizou o “homem perfeito”, concluo que talvez não saiba que todos os homens (ok, 98%, não vamos generalizar), assistem pornografia rotineiramente e nem por isso são viciados. Se sabe e atribui isso ao “macho escroto” que ele é, ela está ouvindo muita balela feminista e deixando de ouvir a si própria: o cara é um pai do caramba até para a filha que não é dele. Meu anjo, “macho escroto” que assume filho dos outros está em falta. Não estou dizendo pra ela aceitar tudo porque o cara é bom pai, mas pra ela reavaliar os parâmetros e vivenciar um casamento real.
        Quanto a pornografia, eu sofri muito com isso qd descobri e só superei quando resolvi ver o vídeo que meu esposo (à época, namorado), tinha deixado aberto. Eu vi que não era nada demais. Era só prazer físico. Desencanei nesse dia e digo mais: passei a curtir também.
        Acho que eu assisto pornô há quase dez anos e não me considero viciada. Paro quando quero! Hahahha falando sério: assisto quando dá vontade, quando o esposo está longe. Amo e desejo meu marido e só penso nele quando vejo. Não fico pensando em que vi quando estou com ele! Sou muito bem resolvida na cama, adoro sexo, temos um casamento feliz inclusive neste sentido e respeitamos a privacidade um do outro. Antes eu considerava até traição, hoje não tenho mais esse problema, enxergo a masturbação como algo normal da sexualidade humana e o pornô como um simples “desdobramento capitalista” do tema.
        Então pra autora desse chora, aconselho: procure ajuda psicológica, você falou até em se matar. Não há casamento perfeito, homem dos sonhos. Somos todos humanos. Dê uma chance ao casamento imperfeito, perdoe as merdas que ele falou, creio que quis lhe machucar porque você também o machucou em alguma medida. Vocês são humanos, erram mesmo.

        • Clara28/06/19 • 14h05

          Que pessoa incrível. Que comentário.

    • Sil26/06/19 • 16h15

      OIII??? É sério isso?
      Ninguém tá falando que não pode olhar, mas olha bem o que o cara disse pra ela… Ter atração pelas parentes dela, falar que deseja outras na cara dela! E mais, você acha normal um cara ficar excitado no ônibus e no metrô? É daí que vem os caras que ejaculam nas mulheres no transporte público. Isso é um problema sério e a gente tá muito insegura com isso. Achar normal uma coisa dessas também é um problema. De verdade.

      • Jenifer26/06/19 • 17h19

        CASO 1 – Talvez ele não tenha usado as melhores palavras, nem soube conversar de uma maneira tranquila, porém, a atração é algo inconsciente, a pessoa não escolhe por quem se sentiu atraído. Muitas vezes acontece com um primo, o amigo do marido/esposa, mas não externalizamos isso, utiliza-se a racionalidade de modo a não levar adiante tal desejo justamente pelo respeito que temos para com o parceiro. Não é porque estamos comprometidos com alguém que deixamos de ter desejos! Quanto ao episódio do ônibus, a mesma coisa! Ficar excitado acontece, seja com homem ou com mulher, por diversos fatores. O que é bem diferente de caras que ejaculam em mulheres no transporte público, é preciso saber separar as coisas. Você diz que combina com ele 90% mas quando não se sente “abençoada” quebra tablet, computador, o deixa sem celular por alguns anos? Quem não olha quando acha uma pessoa bonita? Qual o problema disso se você mesma disse que ele não “secava” a pessoa? E ainda por cima condiciona todas estas atitudes a uma traição (?). Qual o problema de ficar anos com apenas 4 pessoas? Quem somos nós para determinar quantidade? Acatar pedidos tão “facilmente”? Desde quando isso é motivo para desconfiança? Já que talvez seja viciado em pornografia, há tratamento adequado para isso e pelo que você relata, ele toparia o tratamento. O cara aceita suas imposições, se mostra arrependido e ainda fala em suicídio? Isso sim é sério, ao que parece você precisa urgentemente de acompanhamento psicológico, para entender, também, que as pessoas possuem sua individualidade.

        • Pollyanna27/06/19 • 15h29

          Que HINO de resposta.
          Não vejo problema nenhum em se sentir atraído por outras pessoas, seja quem for. Até porque não escolhemos por quem nos sentimos atraídos. Pra mim, o mais importante é não se deixar mover por essa atração, impedindo que ela passe de um simples desejo para uma ação de fato. E isso me parece claro que ele nunca fez. Pra mim, o cara se sentiu tão pressionado que acabou falando um monte de coisa, que talvez nem seja verdade. Ele só falou para extravasar.
          E pelo amor de Deus, em momento nenhum ela falou que o cara ejaculou no transporte público! Vcs estão loucas? O cara ficou excitado, isso é normal com homem, com mulher.. isso não quer dizer, em hipótese nenhuma, que ele assediou alguém!
          Honestamente, pra mim, quem precisa de um tratamento é ela. Quebrar tablet, proibir o cara de usar o celular por anos? Que isso, gente?
          Fiquei chocadíssima quando li o relato, e depois da resposta da Cony, fiquei até pensando “Meu Deus, será que só eu tô achando isso um ABSURDO?”
          Ainda bem que não…

          • Érika27/06/19 • 17h03

            Concordo, mulherada aqui tá muito ouriçada, credo! Quem nunca sentiu atração por outra pessoa na vida? Isso é trair? Me poupe, cheira a hipocrisia. Agora já estão acusando um cara, que nem conhecem, pelo relato cheio de viés de outra pessoa, até de molestar as filhas. Olha, pára o mundo que eu quero descer, que absurdo!

          • Alice27/06/19 • 20h09

            Ufa, TB achei que a estranha é ela!

        • Alessandra27/06/19 • 17h48

          Concordo em tudo e não retiraria uma vírgula das suas colocações.

          Eu não vejo nada de mau em pornografia, nem se sentir atraído por outras pessoas. Daí a trair tem muita diferença…é um caminho bem longo. Ela me pareceu precisar mais de ajuda do que ele.
          Eu jamais terminaria meu casamento pq meu marido vê pornô! Eu tbm vejo e sou muito felizkkkkkk
          Desejou a irmã, tia, amiga, etc…quem nunca??? kkkk
          Sinceramente, que casal viu…

        • Babi27/06/19 • 18h43

          Meus Deus, que pessoa sensata. Estou assustada com as respostas aqui, sério.
          Essa moça precisa de tratamento. Onde já se viu proibir alguém de alguma coisa?! Quebrar tablet, fiscalizar celular?! Fiquei com pena desse moço.

    • Rafaelle26/06/19 • 17h16

      Acho que o fato de ter transado com alguém, ou não, é o que menos importa na história toda.
      Uma coisa é você olhar uma pessoa na rua e achar bonita, outra coisa é você desejar a pessoa, ficar excitado em transporte público.
      Li o relato, pelo menos três vezes, antes de escrever algo.
      Fiquei sem acreditar que a moça do Chora e leitoras estejam preocupadas se houve traição de fato ou não. Isso já é uma forma de traição. Trair não é somente beijar ou transar com outra pessoa, traição é qualquer tipo de demonstração de que a pessoa não merece confiança.
      Esse rapaz precisa de um tratamento com psiquiatra e terapia.
      Em relação a moça do Chora, só sinto vontade de abraçá-la. É necessário que se coloque na balança o que ela quer da vida, com ou sem ele. Ela precisa pensar nela e nas filhas, no bem-estar das três.

  2. Izabel26/06/19 • 15h28

    Caso 2
    Eu tive algo similar durante o período da juventude aquele período cruel da saída do ensino médio e entrada na faculdade, quando muitas vezes não sabemos que curso fazer, nem mesmo se vamos conseguir passar no vestibular. Enfim, eu puxava a sobrancelha, isso mesmo, quase fiquei sem, mas em função do medo de ficar sem sobrancelha parei, mas ai passei a puxar os cílios.
    Mas passada a forte ansiedade eu parei.
    Hoje sou mais como a Cony falou, eu ainda puxo uma parte bem específica do cabelo, perto da orelha, eventualmente sai um fio na mão; mas me controlo, é quando bate muuuuia ansiedade.
    Conheço uma pessoa que é como vc, e essa pessoa já ficou com falhas, acentuadas. O único controle foi terapia e remédios para ansiedade.
    Num outro caso que conheço a evolução da terapia e amadurecimento do caso, com a retirada do remédio a pessoa foi se adaptando a uma certa atividade tipo hobby, isso tem ajudado, mas tudo com ajuda médica, e infelizmente a maturidade para saber que há gatilhos que podem fazer voltar sabe?

    • B26/06/19 • 16h28

      Pensei a mesma coisa. Claro que, ao que me pareceu, esse cara precisa se tratar com um psiquiatra, pq ele parece ter uma compulsão. Fora isso, é normal pessoas eventualmente verem filmes pornô e também sentirem atração por outras pessoas. Se de resto tá tudo ótimo, não vi qual a grande questão…

      De qualquer maneira, se for uma coisa inconciliável na sua vida, vá à luta e se reinvente. Não tem essa de “errar de novo”, todos os nossos dias são combinações de erros e acertos, o importante é aprender com eles 🙂

  3. Anna26/06/19 • 15h55

    Caso 1
    Acho que foi criado um problema MUITO maior do que realmente é. O vício em pornografia que muitos homens têm não está necessariamente relacionado à insatisfação sexual com a parceira na vida real. Meu namorado é viciado, mas está tentando parar, pq é uma forma de procrastinação que atrapalha a produtividade dele. Nunca me senti insegura por causa disso, afinal são pixels em uma tela e isso jamais substituirá um relacionamento.
    Quanto a mulheres na rua, acho terrível ficar encarando, mas só uma olhadela também não me incomoda, pq até eu faço isso!
    Não estou dizendo que ele está certo, mas talvez ele tenha se sentido tão pressionado e julgado que acabou confessando coisas que só deviam ficar na cabeça dele, até pq ele também não deve ser muito maduro em relação aos seus próprios sentimentos.
    Não acho que ele tenha te traído só pq confessou sentir atração por outras.
    No seu lugar eu deixaria a poeira baixar e tentaria dialogar o máximo possível, mas sem proibir nada pq isso não funciona. Vc não é mãe dele!
    Acho que terminar um relacionamento que envolve crianças com base em situações hipotéticas, suspeitas e desconfianças não é o mais adequado.
    E, mais importante, planejar se matar sendo mãe de duas meninas pequenas também demonstra que você não está bem, é melhor procurar ajuda psicológica, seja para continuar ou terminar com ele.
    Te desejo muito discernimento para lidar com tudo isso da melhor maneira. Beijos!

    • Nat26/06/19 • 16h48

      Perfeito seu comentário, Anna.

    • Florinda27/06/19 • 14h16

      oie! Também iniciei na fase bem crítica da adolescência.. hoje costumo dizer que se sobrevivemos a adolescência, sobreviveremos a qualquer coisa nessa vida hehe. Comecei arrancando uma mecha bem na frente da cabeça, porque o cabelo era cacheado ali e eu sonhava em ter cabelo liso.. como minhas colegas filhas de médicos, todas lisas e com pouquinhos cabelos. hoje, também puxo em áreas específicas.. topo da cabeça e principalmente do lado direto. Fios brancos e grossos são meus focos. Tem me ajudado andar de cabelo preso e usar esparadrapos nos dedos para não sentir a textura dos fios. parece que quero me punir, me machucar.. faço o mesmo com a comida. Faço terapia e agora tomos remédios para ansiedade.. mas não tem resolvido muito. Eu adoro minha psico, me sinto bem com ela.. mas parece que não tem ajudado a terapia. boa sorte pra você.. muita luz!

  4. Luiza26/06/19 • 15h58

    Caso 1
    Mulher! Você tem 2 filhas e precisa pensar mais nelas sim! Se esse cara diz que ficou excitado com a sua irmã, será que ele não fica excitado pela filha e pela enteada??? Pensa bem nisso.

    • sabrina26/06/19 • 16h55

      Boa observação! Olho dobrado nas suas filhas. Boa sorte e força pra você!

    • Mila26/06/19 • 17h20

      Também acho q deveria ficar de olho!! Ela disse que “ele smp foi um super pai pra enteada”, mas até minha mãe achava isso do antigo marido e o lazarento abusou de mim e vivia me aliciando, ou seja, nem sempre oq se ACHA de fato é!

  5. Sil26/06/19 • 16h17

    OIII??? É sério isso?
    Ninguém tá falando que não pode olhar, mas olha bem o que o cara disse pra ela… Ter atração pelas parentes dela, falar que deseja outras na cara dela! E mais, você acha normal um cara ficar excitado no ônibus e no metrô? É daí que vem os caras que ejaculam nas mulheres no transporte público. Isso é um problema sério e a gente tá muito insegura com isso. Achar normal uma coisa dessas também é um problema. De verdade.

    • Constanza26/06/19 • 16h35

      Sim, concordo super com vc… o problema não ta so na pornografia! Muito pelo contrario, é bem pior…

    • Luciana26/06/19 • 20h23

      Ufa, já tava aqui pensando se era só eu que achava um absurdo o cara dizer que já ficou excitado no ônibus/metro. Aqui na minha terra chamamos de tarado!
      Que medo!
      Isso é doentio! Fora a parte dos familiares, né?
      Imagino que seja doloroso ouvir isso, mas esse moço tem sérios problemas e certamente pornografia é o menor deles.

  6. Mila26/06/19 • 16h21

    Chiquinha – Pornografia é SEMPRE um problema, não só pra pessoa que vê, mas atinge o próximo também, e acho arriscadíssimo quando pessoas “indicam” ver pornografia. Só quem já tentou sair do vício e quem está próximo vendo tudo sabe o que é. Falo por experiencia própria. Meu marido foi viciado (sim, isso é um vício que mata a alma SIM!), me contou antes de casarmos, quando já estava em processo de cura, e olha, foi um choque muito grande pra mim na época, imaginava coisas absurdas que talvez ele tenha imaginado com outras mulheres, enfim… me agarrei com Deus, e só por meu dEle consegui perdoá-lo. Hoje isso não dói mais, e ele inclusive orienta outras pessoas a fugirem disso, mas só foi possível com a ajuda de Deus, então, se realmente você QUER perdoar seu marido, e seguir em frente, peça a Deus pra te ajudar, pq caso contrário isso vai ser uma tormenta pra você dia e noite. Ah! não existe casamento perfeito, mas podemos a cada dia torná-lo especial.

  7. Sil26/06/19 • 16h36

    Precisamos falar sério sobre pornografia!
    Pornografia NÃO é legal. Pornografia é exploração das mulheres em prol do prazer masculino, apenas. É muito fácil achar relatos e documentários sobre os abusos e estupros que acontecem com as mulheres nesse meio.
    Além disso, ninguém merece umas preliminares de 2 minutos, com umas três lambidas e acabou. Ninguém merece aquela britadeira que a gente vê nos filmes. Depois a gente se pergunta por que os homens não sabem/querem fazer um oral decente ou por que são tão exigentes como se todas as mulheres tivessem que seguir aquele script.
    Pornografia, em geral, não leva em consideração qualquer coisa sobre o prazer feminino e ainda objetifica as mulheres e fetichiza várias coisas. Preciso lembrar do casal de mulheres que apanhou no ônibus porque os homens queriam que elas se beijassem pra eles verem? Daonde será que veio essa ideia? Além dos casos de pornô que tem um quê de pedofilia.
    Pornografia causa sérios problemas! Os homens que veem isso desde a adolescência tem sua formação sobre o sexo muito baseada no que enxergam ali, a dominação e o tratamento do pornô, que não leva em conta a realidade. Depois eles querem um ideal de atriz pornô (mulheres com corpo escultural, que só obedecem, tão depiladas como crianças) e muitos nem conseguem transar sem ver ou imaginar isso.
    A gente precisa parar de achar normal isso aí.

  8. sabrina26/06/19 • 16h37

    Menina Neymara: boa sorte no relacionamento e principalmente com o filho que estão esperando! Pensem muito nesse bebê. Sejam felizes e se cerquem de respeito e amor. <3

  9. Sil26/06/19 • 16h46

    Chiquinha – CORRE QUE É CILADA!!!
    Todo mundo pode olhar pro lado e achar outra pessoa bonita, atraente, isso é normal. A gente não fica cego só porque entra em um relacionamento. Mas é bem diferente de desejar alguém a ponto de se excitar em um lugar público, meio de transporte. É bem diferente de ter pensamentos lascivos dessa forma, principalmente do modo como ele jogou isso na sua cara.
    Por exemplo, minha irmã é bonita e tudo bem meu namorado achar isso também, mas se ele me falasse que já desejou ela eu ia achar bem estranho.
    NINGUÉM É CEGO EM UM RELACIONAMENTO, repito. Tudo bem olhar pro outro, achar interessante, não tem problema nenhum nisso. Mas passar disso é muito ruim, especialmente porque existem muitas formas como isso ocorre e eu me sinto muito mal quando vejo certos olhares vindos dos homens. Muitas vezes me sinto insegura. E acho HORRÍVEL quando o cara tá acompanhado, é muito desrespeitoso.
    Por isso falo que existem formas e formas, mas que o respeito é essencial e pelo que você comentou, isso faltou muito aí.
    Além disso, o vício em pornografia é algo bem complicado, passando pela idealização de algo irreal até chegar na dificuldade de transar sem esse estímulo. Se ele disse que ia parar, mas deu um jeitinho pra continuar vendo, a real é que nunca quis parar e só tentou te ludibriar. É complicado mesmo, mas se ele não levar a sério o problema, não consegue sair dele. E pra isso precisa querer.
    Acho que ainda poderia ter uma conversa franca, para ver se ele quer melhorar de verdade. É algo difícil, mas já vi um relacionamento sendo desfeito por isso perto de mim e digo que é bem doloroso. Porém agora a mulher está livre e muito mais feliz.

  10. paula maria galdino26/06/19 • 17h44

    Pra moça do primeiro caso. Procurem ajuda. Vício em pornografia é vício como tantos outros e como tal, deve ser tratado de maneira adequada. Perceba que eu disse: procurem, os dois juntos, porque talvez assim fique mais fácil de entender como será o processo todo. Vício não tem cura, vício se trata. É preciso vigília constante. Se vc for pesquisar perceberá que é um vício mais comum do que o que se imagina. Mas, tire de uma vez por todas de sua cabeça essa coisa de “casamento perfeito”. Isso não existe porque pessoas são imperfeitas.
    Pra moça do terceiro caso: Que feliz hein. Voltei pra ler o seu chora da época e fiquei muito feliz mesmo por vcs. É isso. Ir à luta, assumir nossa parte da história e seguir adiante com paz e leveza. As coisas acontecem. O universo traz de volta a energia que emanamos. uma coisa muito linda tbm, é que ao final da sua opinião, a Cony diz: Depois volta pra contar! Cara, que bacana isso. Mostrou muita empatia, muita mesmo!

  11. Carolina26/06/19 • 18h36

    Gente
    Eu não to entendo o problema do chora 1…

    Mulher, vc precisa de terapia, pra começar..
    Quebrar o tablet dele? Proibir celular? Vc é mãe dele?
    Já planejei me matar?! Você tem duas filhas.
    Meu sonho de casamento perfeito.
    Desculpa, mas você é burra?

    Sério, acorda pra vida.
    Todo mundo tem problema. Você iniciou seu chora elogiando muito seu marido, se apoie nas qualidades dele e o ajude a sair desse vício. Mas não quebrando equipamentos e ou pressionando o cara a ponto dele vomita na sua cara que já desejou sua irmã.

    Ele provavelmente falou tudo isso porque você leu algo que te incomodou nesse livro e foi tirar satisfação com ele é o cara explodiu.

    E deixa eu explica uma coisa pra muita mulher aqui que não deve nunca na vida ter tido conversas abertas com seus maridos..

    Homem fica excitado no meio do shopping, no cinema, no meio de uma reunião! Essas vezes que citei obvio, são involuntárias. O penis e um músculo involuntário.

    A outra vem aqui falar dos caras ejaculando em metro e ônibus, o cara parece ser normal, e isso pode ter acontecido em umas dessas situações involutarias, ou pode ter de fato ter ficado excitado sim, mas daí o que ele fizer a partir daí que você conceda o cara …
    Então, pensa bem antes de falar as coisas, ele não atacou ninguém, e pelo visto jamais o faria, pelo que ela comentou do amor com a filha e enteada.

    Eu acredito que os dois deveriam fazer terapia, mas me desculpe, você mais que ele.

    • Chiquinha27/06/19 • 14h23

      Não sou burra. Achei extremamente desrespeitoso com o se referiu a mim. Claro que vim aqui pedir a opinião de todas e sabia que estaria sujeita a todo tipo de comentário. Mas tenha educação e não trate outra mulher dessa forma. Expressar opinião e ser grosseira, tem uma distância enorme.

      • Mayara02/07/19 • 14h41

        concordo contigo, Chiquinha. Comentário com 0 empatia e educação, garanto que ainda teve a audácia de achar que lacrou.

  12. 26/06/19 • 19h04

    Eu acho que o rapaz do Chora 1 sofre de vício em pornografia. Vc poderia conversar com ele e sugerir tratamento psicológico e psiquiátrico. Entendo ser grave tudo q ele falou, mas talvez ele tenha falado em um momento de explosão e raiva.

  13. fabiana loures26/06/19 • 20h15

    É serio que tem mulheres achando normal o cara falar que fica ou ficou excitado com a irmã ? E no metrô? No ônibus?
    No trabalho? Gente! Cadê o respeito? Ele é CASADO com ela e nem se fosse… como o cara fala isso e ela tem que ficar bem? Chiquinha, não se torture pelo fim do casamento, neste caso, se não deu certo a culpa não foi sua. Ele precisa urgente de tratamento, esse comportamento não é saudável. E vc tente ficar bem, pense no que for melhor para vc e suas filhas. Um abraço apertado!

  14. Liz26/06/19 • 20h22

    Caso 2 – tbm tenho 31 anos e tenho essa compulsão desde 14 anos. Eu fui no psicólogo ano passado, ele fez duas sessões de terapia programacional, mas mesmo assim eu continuo a arrancar os fios. Bem no início, eu comia a parte branca, mas foi pouquíssimo tempo e logo eu parei. Depois disso, eu só tenho a mania de arrancar fios que estão com frizz e/ou abrir as pontas duplas. Na época q eu corto o cabelo, como diminuem as pontas duplas, eu páro um pouco de arrancar, mas quando to ansiosa eu arranco. Já percebi que é quando to com muita fome, muito sono ou passando por um momento de stress, como por exemplo prova na faculdade, esperar alguém, etc. Graças a Deus eu não tenho falhas, mas eu gostaria de curar totalmente. Se alguma das leitoras puder me ajudar…Esse sempre foi o tema que quis mandar pro chora, mas nunca mandei por vergonha…

    • Constanza27/06/19 • 12h12

      Amiga não tenha vergonha de expor seus problemas, a gente quando precisa de ajuda, o outro tem que saber! E assim vamos nos ajudando, pelo menos vemos que não estamos sozinhas nessa. Fica bem viu?

    • Florinda27/06/19 • 14h09

      Na terapia consegui identificar vários gatilhos, porém, está tão automático que já tenho que ficar sempre de cabelo preso e com esparadrapos nos dedos, que aí não sinto o cabelo grosso e com frizz e não arranco. Minha terapeuta disse que tento tirar de mim tudo que tem falhas.. já tomei muitos e diversos tipos de medicamentos e inclusive agora estou tomando um para a ansiedade.. mas nem tem resolvido muito. Obrigada pela ajuda. Força pra você!!

  15. Gabriella26/06/19 • 21h15

    CHORA 1 – Na verdade VCS DOIS são bem problematicos. O cara nitidamente tem questões mal resolvidas com sexo, é viciado em pornografia e “sincerão” demais, de um jeito que magoa as pessoas. Já a Chiquinha, super insegura e até agressiva… quebrar computador, tablet e celular do cara, fazer ele ficar anos sem celular, Q?????? Voces precisam é se afastar um do outro e cada um lidar com seus problemas, terapia PROS DOIS, URGENTE! Voces tem uma filha e precisam estar bem, por ela.

  16. Grazi26/06/19 • 23h33

    Caso 1: então, eu acho que assistir pornô ou sentir desejo por outras pessoas é uma coisa totalmente normal! Mas daí a falar tudo que ele te falou, é um abismo né amiga… Pergunta pra ele se fosse o contrário como ele se sentiria. Isso não é coisa de se falar com o parceiro em hipótese alguma!!
    Mas sinceramente o que achei pior foi essa história do ônibus, mostra um sério desarranjo mental. Já me senti intimidada tantas vezes em transporte público que essa parte me deu arrepios!!
    Se estiver disposta, tenta novamente, mas eu EXIGIRIA tratamento psiquiátrico e psicológico, visando até sua segurança e de suas filhas. E acho que vc também precisa amiga!! Urgente!! Querer se matar não é normal, pense em suas filhas! Faça terapia, tome um antidepressivo, enfim… Tenta ficar bem com vc mesma, independente do que aconteça na sua relação. E se chegar a conclusão que não quer mais, não pense que foi um erro! Bola pra frente, tem muita vida ainda, vc também pode ser feliz sozinha! Espero do fundo do coração que vc fique bem!

  17. Mayara27/06/19 • 06h21

    Chora 1

    Amiga o problema é bem maior que a pornigrafia, foca no real problema. Ele fica excitado no metrô, no ônibus, isso não é normal! É um distúrbio e deve ser tratado!
    E devido ao mindo terrível de hoje em dia eu só penso em uma coisa: suas filhas! Observe de muito perto o comportamento dele com elas, a maioria dos casos de abuso acontecem dentro de casa.
    Ele precisa de um tratamento psicológico/psiquiátrico pra ontem!
    E você, a vida não se resume a homem, ache a sua felicidade você tem duas filhas, saudáveis que precisam da mãe ao lado e também saudável! Recomendo que você procure um terapeuta para conseguir dar um próximo passo na sua vida e para afastar essas ideias de tirar a própria vida! Pense que não foi erro os casamentos geraram dois frutos! Ah e achar um conto de fadas não existe! Encontre sua paz e felicidade, ela fica conosco e não em ninguém!
    Desejo de verdade que você se encontre e se torne um sorria, como o chora Neymara!

    Chora 2

    Esse transtorno é muito mais comum do que você imagina!
    Já tentou acupuntura? Tenho amigas que conseguiram muito sucesso com esse método!

  18. Izabel27/06/19 • 08h34

    Muito injustos alguns comentários aqui.
    Gente acusando o cara até de ah vai que sente atração por suas filhas. Vocês tem ideia do que estão fazendo?
    Eu repito NÃO TEM UMA VIVA ALMA, nenhuma inclusive as que comentam aqui que nunca, nunquinha tenham tido pensamentos ainda que intrusivos de cunho sexual.
    Mais uma vez, acho que esse cara vomitou, confessou de tão pressionado que se sentiu.
    Vocês vão dizer que não há coisas na cabeça de vocês que nunca deve sair, que vcs sabem que nunca poderão falar sob pena de serem interpretados mal, ou rotulados de algo? TODOS TEMOS.
    E POR ULTIMO eu também acho que vicio em pornografia é um problema, e é mesmo, pois torna quem tem muitas vezes incapaz de sentir prazer sexual com gente de carne e osso, causa depressão muitas vezes. Isso pode e deve ser tratado, mas certamente não é colocando alguém contra a parede.

    • Pollyanna27/06/19 • 15h38

      POIS É!!!!!!!!!!!!!!
      Meu Deus, que absurdo… quando li esses comentários de gente sugerindo que o cara pode ter atração pelas filhas dela, quase caí da cadeira. VOCÊS NÃO TEM NOÇÃO DA GRAVIDADE DAS COISAS QUE DIZEM, NÃO?
      Isso é uma coisa que nem passava pela cabeça dela (senão ela teria mencionado…) e agora certamente ela está em casa desesperada, pensando que o marido pode ser um molestador de crianças.
      Será que ninguém mais pensa nas consequências das palavras, não? Um comentário irresponsável como esse e sem NENHUMA base (já que ninguém aqui jamais viu o cara uma única vez na vida, e não sabe da relação dele com as crianças) pode DESTRUIR uma família.
      A menina fala que já pensou em se matar e vocês sugerem que ele pode sentir tesão nas filhas.
      Uau… responsabilidade, a gente vê em alguns comentários por aqui.

      • izabel28/06/19 • 08h09

        Eu sou uma das pessoas que defende o feminismo, certamente não feminismo liberal, mas sabe nos comentários aqui sempre se passa muito pano para mulher, e homem é tipo, vamo tacar pau.
        Se fosse um homem, não importam os motivos, que tivesse quebrado tablete, proibido celular? O que seria, se não relacionamento abusivo?
        O que um preso torturado ou ameaçado faz se não confessar crimes que cometeu e até os que não cometeu?
        Esse cara falar que já sentiu atração pela irmã dela, ai a galera já deduz que o cara quer “pegar” a cunhada, quando na verdade eu penso que ele foi infeliz de ter aberto a boca, mas na verdade muito provavelmente falou de algo que todo mundo tem involuntariamente. Quanto a ficar excitado no metrô PELO AMOR DE DEUS. Que mulheres santas são essas que nunca ficaram excitadas em lugares “impróprios”? a diferença é que de mulher não dá para ver.
        No mais vc falou o que pensei, essa mulher agora deve estar noiada em casa, meu Deus, coitados.

        • Patrícia06/07/19 • 22h59

          Que fada sensata!
          Ele pode ser viciado em pornografia, pode… mas acho que isso precisa ser avaliado por um profissional. Em tempos de WhatsApp e Instagram difícil o homem que não está exposto a isso varias vezes ao dia! Mas existe uma diferença bem grande em ver e ser viciado, acredito que talvez você não seja a melhor pessoa para avaliar, já que parece não tolerar isso em nenhuma medida. Qualquer casamento tem problemas, pelo o que você contou quando apareceu o primeiro problema mais sério no comercial de margarina já proibiu celular e quebrou coisas e quer se matar. Quem sabe não procura uma terapeuta pra se aconselhar antes de qlq atitude

  19. Monica Bramorski27/06/19 • 08h48

    Olá Chiquinha,

    Acho o seguinte…
    Primeiro veja, pese, meça, balanceie tudo o que está acontecendo e o que já aconteceu. Reconheça os seus sentimentos com relação a tudo e a história de vcs. Só vc pode fazer isso e chegar a um “veredicto final”. Após isso veja se ainda há espaço para mais alguma tentativa de ficarem juntos, daí segue uma sugestão.

    Certa vez li este artigo aqui e achei daora, quem sabe ele ajuda vcs dois em alguma coisa:
    https://papodehomem.com.br/pornografia-vicio-como-parar-reboot-nofap

    Agora se a balança pesar para separar pq esta é a melhor escolha, vai lá e faz.
    Felicidade e paz de espírito não tem preço e a vida da gente é curta e deve ser bem aproveitada.

    Vai com calma e lembre-se de ser gentil consigo mesma e com a sua família – porque esta será sua para o resto da vida. Beijão <3

    • Isa27/06/19 • 22h33

      Muito bem colocado seu comentário… acho que tá aí uma coisa que mulheres precisam desmistificar, porque parece que mulher nunca tem pensamento pervertido ou de cunho sexual com as pessoas… uma mentira deslavada, livros de romance com tema dark e tags em sites pornôs estão aí pra provar… não preciso ir muito longe e citar Freud… eu sou das mais radicais e acredito que pelo menos 90% da humanidade tem problemas com sua própria sexualidade… a questão é que algumas pessoas perdem o controle sobre seus problemas sexuais e passam a afetá-las de um modo muito preocupante e incapacitante. Infelizmente a verdade verdadeira é que a maioria esmagadora dos homens fica passando pornografia um para o outro no whatsapp. Vejo uma imaturidade muito grande por parte dos dois. Os dois precisam se cuidar psicologicamente, para o bem deles e das filhas.

  20. Malkavian27/06/19 • 09h51

    Caso 1- O problema dele com pornografia é uma patologia REAL. Só vai ser controlada com terapia e talvez, dependendo do grau, até com medicação. Costumamos pensar que isso é até “comum”, afinal “todo mundo vê pornô” e tudo bem, mas há anos estudos apontam o quanto isso afeta, principalmente os homens, controlando-os, inclusive pq eles tem acesso muito cedo, o que é prejudicial. Vejam se é possível essa terapia.

  21. Érika27/06/19 • 10h32

    Cony, pra mim a Chiquinha do Caso 1 é uma bela de uma maluca! Quebrar celular e tablet do cara? Exigir isso e aquilo? Coitado do cara, eu já teria vazado dessa louca.

  22. valesca27/06/19 • 10h38

    CASO 2.
    Olha, Florinda. Entendo o q vc passa pq também tenho isso em níveis bem piores que o seu. Eu coço MUITO a cabeça até tirar a pele e só consigo parar qd começa a sangrar. Tb arranco a pele do pé até ficar em carne viva e sangrar. Qd comecei a criar “crateras” na cabeça e nos pés fui a um psiquiatra. Tomei remédio e passou. Hj, qd percebo q estou com vontade de começar a coçar alguma coisa, sei q eh pq estou estressada. Aí vou logo ao médico e tomo remédios para me acalmar. Sinto que é algo que me acompanhará a vida toda. Minha cabeça e meus pés são os primeiros lugares que acabo “descontando” minhas frustrações mas assim vou vivendo… tentando me observar e me olhar com mais carinho e cuidado. Vejo hj como uma caminhada, haverá tropeços mas estou pronta para levantar. Muita força na sua caminhada, saiba q vc não é a única e não está sozinha, não tenha vergonha de procurar ajuda médica e nem de conversar sobre isto. Minhas amigas, as vezes, seguram minhas mãos com carinho e me dizem “calma, vai ficar tudo bem”, e elas estão certas: me machucar não resolverá meus problemas. Bjs.

  23. vaneska27/06/19 • 10h46

    Olha, Florinda. Entendo o q vc passa pq também tenho isso em níveis bem piores que o seu. Eu coço MUITO a cabeça até tirar a pele e só consigo parar qd começa a sangrar. Tb arranco a pele do pé até ficar em carne viva e sangrar. Qd comecei a criar “crateras” na cabeça e nos pés fui a um psiquiatra. Tomei remédio e passou. Hj, qd percebo q estou com vontade de começar a coçar alguma coisa, sei q eh pq estou estressada. Aí vou logo ao médico e tomo remédios para me acalmar. Sinto que é algo que me acompanhará a vida toda. Minha cabeça e meus pés são os primeiros lugares que acabo “descontando” minhas frustrações mas assim vou vivendo… tentando me observar e me olhar com mais carinho e cuidado. Vejo hj como uma caminhada, haverá tropeços mas estou pronta para levantar. Muita força na sua caminhada, saiba q vc não é a única e não está sozinha, não tenha vergonha de procurar ajuda médica e nem de conversar sobre isto. Minhas amigas, as vezes, seguram minhas mãos com carinho e me dizem “calma, vai ficar tudo bem”, e elas estão certas: me machucar não resolverá meus problemas. Bjs.

  24. Nina27/06/19 • 11h48

    Pornografia de vez em qnd ok,o tempo td nao! Sentir atração por outros,ok tb . Agora, vomitar coisas na cara dela e sentir tesão em transporte publico já são outros 500. Tem q ver isso aí e já!

  25. Amabda27/06/19 • 13h46

    Vício em pornografia, estou falando de vício, pode ser muito grave, a ponto de a pessoa não conseguir levar uma vida normal e passar os dias vendo isso. Por isso, entendo quando ela disse que quebrou os aparelhos dele. Acompanhei o drama de uma amiga durante anos e no fim ela teve que terminar. A gente não tem noção que tem pessoas tão viciadas em pornografia a ponto de não conseguir levar uma vida normal.

  26. Carol27/06/19 • 14h15

    Também tenho a mania e arrancar os cabelos desde a adolescência. E só os fios com frizz. O que me ajudou a reduzir um pouco a quantidade que tiro é cortar o fio com uma tesoura ao invés de arrancar. Passa a neura de ter o fio na cabeça com o frizz e não fico careca. Só tem que tomar cuidado pra não errar a mão com a tesoura e cortar uma mecha!

  27. Patrícia27/06/19 • 14h49

    Para o chora 2 e para todas as meninas com esse problema. Minha mãe tem, mas ela arranca a pele dos dedos e do cotovelo. É tão involuntário que meu pai disse que ela faz enquanto dorme também. Ela não faz nenhum tratamento específico, mas melhora quando ela vai à terapia regularmente e toma os remédios para a ansiedade e piora quando acontece alguma coisa que a deixe ansiosa. Então acho que o segredo é cuidar da mente, com terapia, remédio, fazendo atividades que te deixam bem. Espero que vocês encontrem o melhor tratamento! Beijo

  28. Ana Cunha27/06/19 • 15h34

    Aí, gente, comentário total off-topic, mas será que só eu acho a Cony a cara da repórter @isabelaicamargo? Dia desses passei em frente a tv na hora do noticiário da Globo News e fiquei pasma com a semelhança! Quase pensei que a Cony tivesse migrado de carreira… Beijo a todas.

    • Izabela27/06/19 • 19h00

      Gente, eu puxo as peles ressecadas do lábio e das cutículas até machucar. Sempre, e incontinentemente, será que tenho isso ?

  29. João27/06/19 • 17h10

    A moça estava indo até bem em falar mal dos dois maridos, mas quando falou da filha como erro voltou todas as casas pro início do .

  30. Izabela27/06/19 • 18h32

    Chiquinha vou ser bem sucinta e tentar ser livre de julgamentos em meu texto: Por razões diferentes, você e seu marido precisam de terapia, e talvez de psiquiatria. Cada um na sua, para se resolver (salvo as devidas proporções) e se encontrar. Só depois de pensarem cada um em si é que poderão pensar juntos ou não se vale a pena continuar com esse casamento. Boa sorte.

  31. Paty Gomes27/06/19 • 18h32

    Chiquinha!
    Que complicado! O que mais me incomodou foi a forma que descarregou tudo isso em vc! Como assim desejou e já ficou excitado por mulheres ao seu redor? Acho q se fosse somente o vício por pornografia e claro se ele aceitasse ajuda tudo bem! Mas acho q extrapolou! Fugiu o respeito! E vc consegue confiar nele assim? Acho q não né?! Eu vou torcer pra vc seguir sua vida com leveza e pra isso quem sabe desfazer desse relacionamento que te entristece.

    Florinda!
    Eu concordo com a Cony! Acho que é necessário vc investir em terapia ( pode ser ansiedade em um grau elevado). Eu nunca passei por isso! Vou torcer p vc ficar bem!

    Neymara!! Após ler o primeiro chora ler o seu relato foi um alívio! Felicidade p vcs!

  32. Theresa27/06/19 • 20h34

    Chiquinha, vivo uma situação parecida com sua. Meu marido é viciado em pornô, todos os dias de manhãzinha assiste esse tipo de vídeo e se masturba ao meu lado. Fico fingindo q estou dormindo e já faz 1 ano q não temos relação sexual. Sabe a pior parte disso tudo, é que ter um marido assim é melhor do q viver com os pais tóxicos q tenho. Então, respiro todo dia e me coloco em oração, porque se Deus me deu essa cruz tenho condições de carregar ela. Lógico q já conversei com ele, em nada resolveu, porque ele acha q assistir pornô é normal e todo homem assiste. Finalizando, mudei de área de trabalho e passei um ano apenas estudando, com isso estou desempregada, mas assim q conseguir um emprego, vou largar esse encosto e seguir minha vida.

    • Constanza27/06/19 • 22h37

      Miga, ta certo não viu… não é bem assim, ficar c o menos pior… vc merece leveza e não precisar carregar cruz nenhuma…

    • Cyntia03/07/19 • 15h59

      Mas porque você não aproveita que o seu marido está assistindo pornografia e se masturbando e entra na brincadeira. Aproveita esse momento e faz sexo com ele. Não é porque ele está vendo pornografia que está te traindo. Sexo é fantasia e os homens são muito visuais. Podar ou criticar as fantasias do outro não contribui em nada para o relacionamento. O ideal é buscar compatibilizar as fantasias e desejos com o parceiro. Isso pode tornar o sexo mais criativo, interessante. Quando você perceber que ele está se masturbando, ainda que você não queira sexo naquele momento, nada impede que você o masturbe. Assim aquele momento vai se transformar em um momento de cumplicidade do casal. Acho que no sexo o ideal é ter menos julgamento e mais cumplicidade. Sexo está ligado aos hormônios também. Não acho errado assistir pornografia. Eu não tenho ciúmes nenhum a esse respeito. Acho muito natural. Só acho ruim se o homem não quiser mais sexo com a parceira e preferir ter prazer apenas com pornografia. Aí é um problema que precisa ser acompanhado por um terapeuta.

  33. Paula27/06/19 • 21h54

    Chora 2: eu não arranco cabelos (pq são fininhos, lisos e ralos) mas há anos tenho mania de futucar o couro cabeludo em busca de cravinhos, comedões, casquinhas… Arranco e sinto o que arranquei deslizando entre o dedo indicador e polegar. Sei que faço mais quando estou estressada e às vezes acontece quase involuntariamente sem que eu perceba. Tem dias que o couro cabeludo fica meio machucado e sensível. Já tentei varias vezes parar e nao consigo. Já anotei em um papel todas as vezes q acontecia mas não consegui levar isso adiante p controlar melhor. Faço mais qd estou sozinha, mas as vzs faço na presença do meu marido ou disfarçadamente na rua/trabalho. Nunca tomei medicamento. Queria muito conseguir me livrar desse hábito mas parece impossível.

  34. Isa27/06/19 • 22h20

    Eu tenho tricotilomania, herdei do meu pai que arrancava os pelos do peito…hehehehe
    Bem, eu comecei bem novinha, com sete anos, por episódios de stress, minha família estava em crise financeira, tivemos que nos mudar para a cidade, longe da família, minha irmã mais velha e eu brigávamos muito… enfim, meu cabelo ficou bem ralinho, minha mãe achava que era shampoo, não cheguei a contar para minha família que eu arrancava, mas como percebi que houve uma preocupação grande eu acabei ficando com vergonha e parando… mas a compulsão voltou depois de casada. Graças a Deus não foi num nível de aparentar, mas eu lembro que ao lado da minha cama eu achava muito cabelo arrancado, ficava preocupada, meu marido doido. Com muita dificuldade eu parei. A única coisa que me ajudou foi resistir sempre que a vontade vinha. Confesso que ainda sou muito ansiosa, quando estou assim acabo comendo as unhas, fazendo trancinhas infinitas no meu cabelo, escuto música, deixo uma garrafinha de água ao meu lado, bebo água toda hora, vou ler ou escrever, enfim, tento desviar a atenção para outras pequenas “manias” que dão uma aliviada. No começo é difícil, mas se você conseguir romper com o círculo vicioso fica mais fácil resistir. Talvez ficar com o cabelo amarrado em um coque o tempo todo ajude, usar algo que cubra o cabelo enquanto está dentro de casa, ocupar as mãos com outras coisas, um objeto, talvez…

  35. Renata28/06/19 • 11h22

    No caso 1, muito difícil dar uma opinião. Toda história tem três versões: a de um lado, de outro e a verdadeira. Então, não sabemos se ele falou por raiva ou se de fato é verdade. Enfim, conversa com ele direitinho Chiquinha, sem gritar, na boa mesmo. E após isso, tome sua decisão. Abraços!

  36. Aline Guterres28/06/19 • 13h55

    Oi, Chiquinha! Entendo vc ter ficado triste. Acho que entendi um pouco do lado dos dois. Sobre isso dele sentir atração, pelo histórico dele parece que ele tem travas nisso, não sei, e talvez por isso mesmo sinta mais vezes as atrações, ou até pense que tá sentindo por ter travado e com culpas. É muito complexo, somos muitos complexos e nossa sexualidade então… Meu esposo é psicólogo e ele e coisas assim são muito bem trabalhadas em terapia. Se existe amor por parte dos dois e desejo de melhorar um pro outro, meu conselho é que não jogue fora e busquem um caminho. E acho que a terapia iria ajudar ele e vc também. Acho que sempre pode ajudar, se houver como fazer. Acho que vcs verão as coisas com mais naturalidade e tudo vai fluir melhor. E se não der certo, não pense que foi um erro. Pode durar um dia que for, sempre vejo como um ganho se relacionar. Foi amor de verdade, isso que importa e no caso ainda é, pelo que pude perceber. Beijinhos e que vcs fiquem bem.

  37. Isabelle28/06/19 • 16h28

    Naymara,
    Que bom que se acertaram!!! Que vcs sejam muito felizes nesta nova etapa da vida de vcs 3!!!!!

  38. Manu30/06/19 • 10h28

    Pra Chiquinha: bom, sou daquelas que acredita q “quem procura acha”. Não olho celular de marido, não fuço redes sociais dele nem nd, pq mesmo q nao tenha nada, nossa mente cria. Não tem como dizer que por que ele deseja, ele pegou – vide sua irmã e melhor amiga, ne? E convenhamos, qts caras vc v na rua e pensa: carai, eu pegava! Sejamos honestas. Ng ta morto, desejar é normal, p todos os gêneros. Não vejo problema em pornografia (com adultos, obviamente), desde que não comprometa outros aspectos da vida, como trabalho, lazer ou até o tempo q ficam juntos.. pelo q entendi não é o caso dele, a vida tá tranquila.. se fosse meu marido, avaliaria o impacto disso na vida (dele e nossa), se nao tivesse nenhum, deixava p lá, deixava ele se divertir. É importante manter a individualidade em um relacionamento, não dá p querer mudar ng. Agora, se for compulsivo, recomenda uma boa terapia p ele antes d desistir. Boa sorte e fique tranquila – às vezes vc ta achando q o problema é maior do q realmente é, avalie racionalmente.

  39. Elisa01/07/19 • 12h45

    Chora 1 … Sinceramente, te achei uma pessoa super abusiva. Homens são incentivados a ver pornografia desde muito cedo, sendo certo ou errado, é normal na nossa sociedade. E pelas coisas que você mesmo contou, ele só confessou que deseja outras por insistência sua. Então eu te achei abusiva sim, uma vez que você mesma relatou que até quebrou celular dele. Você fez tempestade em copo d’água e agora não sabe lidar com a tempestade que criou dentro de você.

  40. Jessica01/07/19 • 13h36

    Caso 1:
    Amiga, tudo na vida tem limites!
    Primeiramente vc precisa ser fria e verificar até que ponto a questão pornografia está interferindo DIRETAMENTE na vida de vcs: as relações estão prejudicadas, seu marido está muito agressivo, Seu marido está com problemas no trabalho?
    Outra coisa, vc precisa saber o que ele olha na internet para tirar alguma conclusão, no mundo de hoje em dia temos que ter atenção a muitas coisas, ainda mais tendo dias crianças em casa.
    Agora fazendo a advogado no diabo, ele pode estar apenas assistindo a uma fantasia que vc não topa.
    Além do mais quebrar as coisas dele não é certo e muito menos pensar em suicidio, VC precisa de tratar por vc e por suas filhas!

    Vamos ao próximo ponto; quem se excita num ônibus e cansado?
    Quem se excita com a irmã da pessoa?
    Isso é muito mais prejudicial para ele mesmo do que para vc, seja dura com ele e diga que ele precisa de tratamento.

  41. Anne01/07/19 • 19h00

    Ao caso 2.
    Tenho o mesmo problema que vc e que várias meninas aqui comentaram. Também arranco fios de cabelo grossos e tenho uma ferida em meu couro cabeludo que quase nunca cicatriza.
    São nos momentos de ansiedade que mais cutuco e arranco os fios. Comecei na escola, aos 11 anos, bem novinha… Eu tinha um professor carrasco que só colocava o terror nos alunos. Era o suficiente para me deixar extremamente angustiada e nervosa, acho que eu não conseguia lidar com aquelas ameaças ridículas, e descontava tudo em mim.

    É bem desesperador, triste, mas faço exatamente como algumas meninas falaram: cuido da minha saúde mental, faço terapia regularmente. É o que mais me ajuda a melhorar. Eu nunca quis tomar remédio, mas sei que é uma luta diária de reflexão e autocuidado mesmo.
    Sei que é até difícil comentar com médicos. Eu tomei uma bronca de uma dermatologista uma vez, que foi horrível. Total falta de empatia… pelo menos ela me passou uma pomada incrível para feridas: kollagenase.
    A minha dica para você é tenha paciência com vc mesma, de verdade, somos todas falíveis e não temos que resolver todos os problemas e carregar o mundo nas costas. Nem temos também que ter o controle de tudo. Pensar assim me ajuda a aliviar a ansiedade.
    Fica tranquila, que está tudo bem! A vida está do jeito que deve ser! Muita luz, paz e leveza para você! Você é incrível, não deixe sua ansiedade te dizer o contrário!
    Um beijo enooorme!

  42. Vivi Guedes02/07/19 • 16h58

    Caraca… Cony sumidona! Quase 1 semana sem postar. Esqueceu do blog.

  43. Fernanda02/07/19 • 19h20

    CASO DA CHIQUINHA: é nítido que ele tem problemas psiquiátricos, sendo fria é muito importante vc investigar se ele não tentou nada com as suas filhas, verifica isso, sou da área de segurança pública, muitos casos nessa esfera aparecem, fica o alerta.

  44. Bella11/07/19 • 13h40

    Sobre o primeiro caso, acho que ele falou tudo aquilo porque está pedindo ajuda. Não deve ser fácil para ele, ele também deve achar tudo isso errado. Acho que uma terapia ajudaria.

  45. Mariana19/07/19 • 13h40

    Gente, passada com o Chora 2 e com a resposta da Cony. Eu também tenho isso, exatamente com o a Cony, fico procurando um fio “ruim” para arrancar, sempre me pego com a mão na cabeça sem perceber. Todo mundo sabe que eu faço isso. Mas não faço de forma involuntária enquanto durmo e também não como.
    Nunca procurei fundamento, mas vejo que aumenta a caça quando estou nervosa/ansiosa. Quando eu aliso o cabelo também ajuda, pois os fios rebeldes meio que somem.

    Então a dica é buscar um tratamento para ansiedade.

    Bjos!