Comportamento
Chora Que Eu Te Escuto
23 ago 2018, 101 comentários

Chora Que Eu Te Escuto!

Fico TÃO triste quando as pessoas dizem que vem aqui só por causa do Chora… ok que é lindo, que é legal, mas o blog não se resume a isso. Aconteceu a mesma coisa quando tinha o Comprey no Ebay. Foi um sucesso e o povo queria Ebay todos os dias, até que vi que essa tag tava engolindo meu blog e parei. Enfim, só um pequeno desabafo. O Futilish é muito mais que Chora tá???

Vamos lá!

Chora 01 – Camélia

“Oi, Cony! Preciso muito de ajuda! Tenho 27 anos, namoro há 7 com o mesmo cara, que tem a mesma idade que eu. Estamos em busca de uma casa para comprar e assim seguir com o planejamento para casar. Temos uma vida financeira bastante saudável. Acontece que ainda moro com meus pais e eles (principalmente meu pai) são super caretas. Meu pai acha que devo casar virgem (kkkkkkk), não deixa eu viajar, sair, dormir fora etc. Quando eu saio, tenho hora pra chegar e se atraso alguns minutos ele fica me perturbando. Não estou mais aguentando essa situação. Sei que muitas vão falar: “sai de casa, vai morar sozinha” ou “casa logo e se livra disso”, mas não é tão simples assim. Eu realmente queria sair de casa já casada, com festão e tudo mais, só que isso não acontece de uma hora pra outra, por isso eu e meu namorado estamos programando as coisas e também não gostaria de afrontar meus pais, pq sei que perderia o carinho e a amizade deles. Já conversei, já pedi para mudarem, mas eles não conseguem. No final das contas ainda me veem como uma criança de 15 anos. Isso acaba afetando meu relacionamento pq não é fácil ter uma companheira com tantas restrições assim, né? Além disso, me pego triste pq vejo meus amigos fazendo coisas que não posso fazer, as vezes eles saem e eu simplesmente não posso ir pq a hora que marcam pra ir é a hora que tenho que estar voltando pra casa. Não sei mais o que fazer. Help!!!”

Tá faltando mais conversa com seus pais. Talvez a cada tentativa de falar com eles, você abaixe a cabeça e não se impõe. E outra coisa, afrontar seus pais não vai fazer você perder o carinho e amizade deles. No início pode ser que fique uma situação chata, mas vai passar e eles passarão a te respeitar como mulher, que vai casar e sair de casa em breve. Imagino o quanto isso deve te magoar… Conheci uma moça que tinha 40 anos e morava com os pais, e o pai dela não deixava ela viajar, dormir fora de casa e coisas assim. Era bizarro, mas era assim justamente porque ela permitia. Tenha uma conversa adulta e séria com eles.

Chora 02 – Orquídea

“Cony, te acompanho desde o comecinho do blog e, até recentemente, nunca achei que me pegaria escrevendo pro chora que eu escuto.

Sou médica, tenho 30 anos e sou casada com outro médico já há 10 anos, sendo no total quase 15 anos entre namoro e casamento. Fazendo as contas, da pra ver que casei muito jovem, tinha 19 anos na época.

Eu sempre fui muito tranquila. Tive apenas 02 namorados, bebi a primeira vez aos 23 anos, não era muito de sair, paquerar…

A minha vida era estável e tranquila, até uns 03 meses atrás… eu sempre senti atração um pouco por outras mulheres. Achava bonito quando via duas mulheres juntas e tinha muita vontade de tentar ter uma experiência desse tipo. Só faltava mesmo a coragem. Depois de muito conversar, falei com meu marido e decidimos que era a hora de fazer algo novo. Eu sabia que não queria contratar (pagar) ninguém pra isso, mas também não teria jamais coragem de entrar em contato com uma menina pra fazer a proposta. Sou muito tímida. Dai ele falou que tinha a possibilidade de propor isso a uma pessoa que trabalhava com ele. Eu já a conhecia de vista e achava ela bonita. Então, resolvi tentar. Ela também era casada, super discreta e isso me deu coragem pra arriscar.

Foi tudo muito rápido. A tarde ele entrou em contato com ela e a noite ela foi lá em casa. Meu coração estava a mil! Posso falar sem medo que foi uma das melhores noites da mina vida. Depois disso, a vontade de se ver só aumentava. Constantemente ela estava em nossa casa e fomos criando uma relação que ia além do lado sexual. Chegamos inclusive a passar um final de semana maravilhoso numa praia juntos. Começamos a nos falar mais, mensagem e mais mensagens, brincadeiras… fui me apegando. Pensava nela com frequência, quando estávamos juntos queria ficar mais com ela e meu marido percebeu.

Aí que as coisas começaram a dar errado.

Ciúmes, discussões e ele disse que não dava mais pra continuar o relacionamento a três. Eu me vi sem chão.

Não consegui me afastar dela. Conversávamos sempre e cheguei a me encontrar com ela escondido durante esse período. Eu estava sofrendo, ele percebia, me confrontou e acabei contando tudo. Que estava apaixonada por ela. O problema é que apesar de tudo, também amo meu marido. Temos umas história linda juntos, construímos uma vida do zero, ele é super amoroso, me trata muito bem, me conhece como ninguém e me ama e apoia apesar dos meus defeitos. Já esse amor que sinto por ela, apesar de muito intenso, não tem raizes tão fortes. Nos não nos conhecemos tão bem, nunca tivemos momentos “ruins”…

Pra piorar a situação, no meio disso tudo ela acabou o casamento dela. Separou e disse que largaria tudo pra ficar do meu lado, pra viver essa loucura comigo.

Estou muito dividida. Nesse momento que te escrevo meu marido saiu até de casa.

De um lado, um relacionamento estável, longo, verdadeiro, mas um pouco desgastado pelo tempo. De outro, uma paixão forte, mas que tem um futuro incerto, uma relação entre duas mulheres que seria muito julgada pela minha família, amigos…

Não sei mais o que fazer. Choro todos os dias. Medo de tomar a decisão errada. Ele fala muito que quer formar nossa família, ter filhos, mas não sei se estou preparada sabe? Com ela vi a possibilidade de uma vida mais intensa, mas certamente sem a segurança que tenho com ele hoje.

Sei que a situação é difícil, mas precisava pelo menos falar com alguém sobre isso. Pensando inclusive em tentar fazer terapia. Agradeço pelo espaço.”

Claro que isso iria dar em merda né? Me desculpem as open mind, mas esse negócio de trazer uma terceira pessoa pro relacionamento nunca dá certo. O casal tem que ter a cabeça MUITO BOA para lidar com isso e não deixar a parte “externa” abalar o relacionamento. Se era só uma aventura sexual, seria melhor ter contratado uma garota de programa para não ter nenhum contato depois, mas chamar a colega de trabalho dele… foi péssima ideia. E outra, que liberdade que ele tem com ela a ponto de chamar pra um menage numa tarde e ela topar no mesmo dia? Isso não te intrigou não? Enfim, agora já era. Casamento aberto, menages, swing, tudo isso pode até dar certo desde que o casal saiba lidar com isso e blindar o relacionamento. Eu jamais conseguiria, preferiria separar e curtir as aventuras e desejos sozinha, porque aí nós estamos no controle. Você está muito confusa, e a única coisa que penso é que você deve se afastar dos dois e olhar para dentro e ver o que realmente quer, o que te motiva, o que você gosta. Daí tome sua decisão.

Chora 03 – Lírio

“Oi Cony, adoro seu blog, me identifico muito e acho que tem posts que super nos auxiliam na vida. Protelei muito pra escrever meu chora, mas vamos lá. Tenho 26 anos e sou casada há 7 anos, sim casei superrrr cedo e não recomendo pra ninguém. Meu marido é um cara super bacana, na maioria dos dias nos damos super bem e como todo casal ás vezes surgem as brigas, quase sempre pelo mesmo assunto, sexual. Temos uma vida sexual muito ativa, pelo menos eu considero muito boa. Há alguns anos descobri que ele sempre ficava em sites vendo fotos de mulher pelada e pornografia, (na minha cabeça ele não fazia essas coisas, coitadinha rsrsrs…) quando descobri fiquei arrasada, na época estava acima do peso e me senti um lixo, afinal as mulheres desses sites são lindas e pensava que ele via isso por me achar feia. Hoje entendo que não tem nada a ver e ele sempre deixou claro que me ama e me acha linda, na época ficava triste inconsolável, e pra me recuperar decidi emagrecer, (já perdi uns 15 kilos) e fazer ioga que me ajudou, mas não totalmente. Ele deu uma boa diminuída no consumo de pornografia, porque viu que isso mexia comigo e deixava triste, hoje tento levar numa boa e não me incomodar com isso, mas na verdade isso ainda me abala as vezes, tenho sentimento de que nunca serei suficiente pra ele, e é por isso que fica vendo fotos de mulheres peladas e vídeos torno. E agora nos últimos tempos ele tem falado que tem fantasias, como ver outro homem na cama comigo, já falou que não necessariamente ele precise ficar com outra pessoa, mas gostaria de me ver com outro. Isso acabou comigo, disse pra ele que achava isso muito estranho e ele disse que são apenas fantasias, mas se eu quiser realizar ele ficaria muito feliz. Na minha cabeça ele tinha que sentir ciúmes de mim, sei lá, pelo menos não querer ver outra pessoa comigo, de novo fiquei sentindo que não significo nada pra ele. Claro posso estar completamente errada também e estar fazendo o maior drama, mas resolvi escrever porque tenho me sentido mal em relação a isso, queria conselhos, isso é comum e eu que romantizei demais meu casamento? Não quero criar caso com ele por conta disso, porque apesar disso temos um relacionamento muito bacana, mas esse sentimento tem me deixado muito pra baixo.”

 

Eita, difícil hein. Quanto a pornografia, releve. Eu sei que deve ser chato, que te deixa insegura, mas homem é VISUAL. Eles gostam de VER e isso não significa que criam carinho, afeto, laços com isso. É só visual mesmo, acredite quando ele diz que não tem nada a ver com você, e que gosta do seu corpo. AGORA, querer te ver com outro na cama são outros 500. Como no caso acima, seria ok se fosse uma tara sua também, mas JAMAIS FAÇA ALGO QUE VOCÊ NAO QUER. Se você acha que isso é um desrespeito (e eu acho que é), deixe isso bem claro e fique de olho. Eu não gostaria de ouvir isso e acho que muitas mulheres também não. Posso ser muito careta, conservadora, sei lá, mas acho que fazer coisas assim podem abalar demais o casamento e depois é muito difícil voltar a ser o que era. Então melhor manter distância.

 

 

  • Pauleira esses dois últimos Choras hein? E o medo de ser chamada de “careta”? Mas EU não acredito em casamento aberto, swing, menage, como falei. Pra mim, não é tentativa de salvar casamento, mas sim mais um passo pro fim. Mas eu penso assim ne? Sei que tem gente que se dá super bem com isso e leva numa boa. Enfim… Choras ainda fechados, quando liberar espaço aviso aqui.
Escreva seu Comentário

Quer que sua foto apareça nos comentários? Clique aqui
101 comentários em “Chora Que Eu Te Escuto!”
  1. Ana Amélia23/08/18 • 16h55

    1. Certeza q isso estraga teu namoro. Faz assim: “mãe, pai tô saindo não sei qdo volto, tenho chave. Bjs ” Eles se acostumam com o tempo viu (fiz isso aos 15 anos e deu tudo certo) Vai lá coragem!
    2. Vc estragou teu casamento. Vive essa aventura se der certo deu mas não acho q vai dar..daí qdo cansar fica solteira q é meio o q vc queria no fundo: ter experiências. Mas isso de papai,mamãe, filhinhos não vai rolar e não adianta se arrepender depois q foi vc q fez isso tudo.
    3. Ele estragou teu casamento. Sou 100% contra pornografia. Se tiver um folder de lingerie em casa já dou xilique. Olho tudo. Histórico de celular. Proíbo rede social
    Etcs mil. Ele sabe q é proibido e não faz. Sabe q tem punição. Homem é na rédea curta e estalando o laço. PS: são dez anos assim.

    • Andrea24/08/18 • 18h16

      Vc ACHA que ele não faz!

    • Alice24/08/18 • 19h44

      Hahahaha certeza que ele faz tudo escondido e você não sabe ahahha essa proibição toda só da mais vontade de fazer, isso sim. Relaxa mulher… se tem que ficar controlando a vida do seu marido você nem deveria estar com ele então, já que não confia!

    • Gi25/08/18 • 15h34

      Miga, ctz que ele olha escondido. Ve e depois apaga o histórico, simples assim. Acho válido xeretar se a pessoa está desconfiando de algo sério, como traição, do contrário é só neurose mesmo, e deve ser evitada. Na minha HUMILDE opinião.

    • Érika27/08/18 • 10h31

      kkkk, é cada uma que aparece…

    • Marília Batista Ferreira27/08/18 • 15h42

      É serio isso? Querida.. vc ta mais enganada que a moça do chora.

    • Nina28/08/18 • 14h12

      “homem é na rédea curta e estalando o laço” Cê é fazendeira ou esposa moça?

    • Fane28/08/18 • 19h18

      Acho q vc precisa enviar um chora! Vc q precisa de ajuda!

    • Ca05/09/18 • 14h36

      Que insegurança é essa, amiga! Sabe de nada, coitada.

  2. MD23/08/18 • 17h20

    Chora 1: Meu pai é exatamente como os seus (eu não podia viajar com namorado, controlava horários, não podia ir em festas) e pra mudar isso precisei fazer alguns enfrentamentos com ele. Eu sempre falava pro meu pai que ele tinha que confiar na educação que ele me deu e mudei minha postura, comecei a sair e não voltar no horário, organizei vagens com o namorado… no começo meu pai emburrava, ficava dias sem falar comigo, eu me mantinha da mesma forma com ele, mesmo que por dentro ficasse magoada, afinal, não estava fazendo nada de errado. Hoje a situação esta bem mais fácil, eu falo onde e com quem vou, porque isso o deixa mais tranquilo, mas não deixo de fazer coisas por meu pai ter idealizado uma filha vivendo num mundo de Alice. Enfrentar seus pais não significa que esta desrespeitando-os. Acredito que só consegui fazer estes enfrentamentos, sem sentir culpa, porque faço terapia, e me ajudava muito…

    Chora 2: Lendo este chora, lembrei da Serie Eu, Tu e Ela, e assim como neste caso, o casamento foi por agua abaixo. Tb sou conservadora neste sentido, mas acredito que voce esteja muito confusa pra tomar uma decisão que vai mudar totalmente sua vida. Busque terapia….

  3. Juliana23/08/18 • 17h24

    Chora 1 – Camélia
    Querida Camélia, li seu caso e o que tenho a dizer, complementa aquilo que a Cony disse. Converse com seus pais. O fato de você manifestar e tentar impor sua vontade não deve ser visto como um desrespeito a eles, mas sim como um gesto de amor a você!
    Você também não deve temer perder o carinho e a amizade de seus pais por isso, eles te amarão de qualquer jeito, talvez ainda mais quando perceberem que você não é mais a menina de 15 anos que eles pensam!

    Chora 2 -Orquídea
    Prezada Orquídea, não há muito a falar sobre seu caso, a não ser que essa decisão deve ser tomada apenas por você! É uma escolha difícil, que envolve sua vida por completo, e só você saberá o que quer.
    Recomendo que procure uma terapia, até mesmo pra se conhecer melhor e entender seus desejos.

    Chora 3 – Lírio
    Cara Lírio, é normal romantizar relações, ainda mais tendo você se casado tão jovem, porém, existe uma diferença entre fantasia e realidade.
    Concordo com a Cony, homens são visuais, e seu marido ver pornografia não tem nenhuma relação com o sentimento que ele tem por você!
    Quanto à fantasia de te ver com outro, pelo que entendi, ele te contou e disse que se você quisesse realizar ele ficaria feliz, mas não te pediu diretamente. Faça se você quiser, se sentir confortável, não para agradá-lo se sentindo mal. Existe uma diferença entre fantasiar e realizar, e você pode sim deixá-lo com sua fantasia.
    O que me chama a atenção é o quanto isso tudo te abala. Talvez fosse o caso de procurar uma terapia, para se sentir mais segura.

  4. Fabiana Pessoa23/08/18 • 17h37

    Escrevi que só e apagou tudo kkkkk CONY, amo seu blog há anos, todos os posts são incríveis, adoro o chora, o fala, o dica da leitora, alternativa fashion, como usar, tudoooooooo, você tem luz, querida.

  5. Carla23/08/18 • 17h39

    Chora 2: Concordo com a Cony. Muito estranho ele ter tanta intimidade com uma colega de trabalho, a ponto de saber que ela toparia uma coisa dessas. Abra o olho!

  6. Janice23/08/18 • 18h07

    Camélia: meus pais também eram assim, já passei e ouvi muita coisa por sair, viajar. Mas hoje eles estão mais mente aberta, namoro um cara legal de quem eles gostam muito. Mostrei para eles que sou uma pessoa boa, que trabalha, que pago minhas contas e que ser virgem não me torna uma pessoa melhor, pra casar.

    Orquídia: tenho essa vontade também mas morro de medo de me apegar hahahhaha

    Lírio: meu namorado já propôs isso, fizemos, eu curti e ele foi à loucura. Isso nunca trouxe problemas para o nosso relacionamento, pelo contrário, ele adora me imaginar flertando com alguém. Mas isso só vale mesmo se você estiver a fim, do contrário não faça! Sobre pornografia não posso opinar. Alguns homens têm necessidade disso, às vezes é até vício, mas não significa falta de amor ou tesão em você.

  7. Paula23/08/18 • 18h09

    vixi, já comecei levando bronca pq só venho aqui procurando o chora tbm!!!

  8. Rita23/08/18 • 18h25

    Para o caso um, eu tenho uma família bem conservadora e que não me deixavam fazer nada, principalmente qdo era mais jovem. Sai de casa, decepcionei minhas mãe muitas vezes é pedi perdão muitas vezes também. Hoje com 33 anos a minha mãe acabou me aceitando como sou (meu pai faleceu e nunca concordou com meu namoro). Minha mãe é super amiga, conto dos caras que vou sair, peço opinião sobre o comportamento. Arrisco até a falar de sexo. Ela continua careta mas me ama tanto que aceitou meu jeito de ser!

    Caso 2: você já cogitou em viver uma relação de poliamor? Claro que existem muitas regras mas eh possível ter as duas pessoas, se ambas aceitarem a situação. Estou atualmente conhecendo a pessoa que vive uma relação de poliamor. Ele vive com a noiva mas ela tem outro namorado com o qual era lá mora tb alguns dias na semana e ele tem outra namoradas também. No momento só estamos nos conhecendo e nem acredito que teremos algum futuro, mas pra eles fusiona bem e eles são super felizes. Estão juntos tem 13 anos.

    Caso 3: Eu sou bem

  9. Cristina23/08/18 • 18h33

    Gente, que horror maridos jogando suas mulheres para uma vida promíscua! Não consigo imaginar dividir minha intimidade com uma pesssoa que não seja meu parceiro.
    Isso é fim de mundo. Vão procurar ter um vida com pensamentos saudavéis, vão procurar uma religião ou filosofia de vida.

    Para o caso II, você é gay, viva seu relacionamento longe de seu marido!

    E o caso III, gostei de sua postura, fuja desse pevertido, relacionamento é muito mais que sexo, ainda mais, sexo promíscuo!

    Cony, querida, sugiro que fuja desses temas pesados, agride a gente! A vida já é tão pesada para a gente encontrar nesse espaço esses aburdos!

    • Ligya25/08/18 • 10h31

      Cristina, o que é certo para a sua vida pode não se aplicar a vida dos outros. Se você não consegue se imaginar nessa situação, simplesmente não viva isso, mas não diga que quem vive precisa mudar. Cada um com as suas escolhas!
      Sobre “fugir desses temas pesados” o espaço é justamente para que as pessoas possam dividir os problemas e as angustias, fugir de temas pesados é fingir que o mundo é cor de rosa e perfeito. Spoiler: Não é!

    • sheila27/08/18 • 11h36

      Mulher, se controle, está parecendo aquelas fanáticas religiosas que vivem de julgar os outros. Mais empatia e menos julgamento, please! O que vale para você não serve necessariamente para todo mundo não. Quanto aos assuntos pesados, o espaço é pra debater isso mesmo, se não, não teria porquê de existir, se fosse para falar sobre flores e chá da tarde apenas.

    • Marília Batista Ferreira27/08/18 • 15h47

      Sugiro que fuja desse mundo, porque os temas são tão atuais e cotidianos, que muito provavelmente sua vida se tornará mais pesada a medida que o tempo passe ^^

    • Nina28/08/18 • 14h17

      Tema pesado? Pq as moças falaram de sexo com terceiros? tsc tsc…Que século vc vive hein minha senhora…Pesado é qnd as moças vem falar que foram molestadas pelos tios, estupradas, violentadas, agredidas etc (e msm assim não deixaremos de falar sobre eles!). ACORDA!

  10. Carla Maria23/08/18 • 18h45

    Oieee, eu sempre entro no blog para ver se tem novidades e novos posts, mas essa semana e semana passada você não postou muitas coisas. Adoro todo o conteúdo! Posta mais, pleaseeee hahaha
    Beijos

    • Constanza23/08/18 • 19h03

      Ando taaaaao ocupada

  11. Renata C.23/08/18 • 18h48

    Bom, no chora da maconha as meninas me acharam muito careta, mas vamos lá!

    Caso 1:
    Meus pais também eram assim e isso também atrapalhou muito o meu antigo relacionamento.
    Mas tem uma coisa que você não pode se esquecer: se esse cara é o homem da vida e é com ele que você quer se casar, ele precisa respeitar a sua família.
    Afinal, quando vcs se casarem, a família dele vai ser a sua família também.
    Casamento para mim é isso. Família e amor.
    Eu namorei 8 anos um cara que mal falava com os meus pais. Jamais cometeria o mesmo erro. Meus pais e minhas irmãs são as pessoas mais importantes da minha vida e o meu próximo namorado vai ter que amá-los também. Senão nada feito.
    Converse com seus pais e com seu namorado. Se for casar mesmo, vocês todos precisam viver em paz e harmonia. Só assim você terá um casamento feliz e amoroso.

    Caso 2
    Será que você ainda ama seu marido?
    Para mim, o amor é algo muito precioso.
    Claro que podemos sentir atração por outras pessoas, até mesmo por mulheres.
    Mas se você o amasse de verdade, não estaria pensando em outra pessoa.
    Por já ter 10 anos de casamento, as coisas podem ter esfriado mesmo.
    Talvez o amor acabou e ficou a amizade.
    Infelizmente, casamentos acabam. Não somos mais obrigadas a ficar casadas por 20, 30 anos….Eu diria para você lutar pelo seu casamento, mas ai é você quem decide. Se você vê no seu marido apenas um amigo, talvez seja a hora de fazer terapia para ver o que vc realmente quer da vida.

    Caso 3
    Olha, todos temos fantasias, mas acho que o seu marido apelou!
    Algumas fantasias devemos guardar no nosso intimo viu?
    Eu sou como a Cony, casamento para mim é sagrado!
    Não entendo como é possível amar mais de 1 pessoa.
    Quando amo, só quero estar com aquela pessoa e nem olho para o lado.
    Creio que você também seja assim.
    Acho que se você quer salvar o seu casamento, você precisa cortar o mal pela raiz.
    Papo reto, sente e converse e diga que não quer mais esse tipo de conversa.
    É como a Cony falou, as vezes as pessoas abrem o relacionamento não para salvá-lo, mas para que chegue ao fim…
    Você pode sim lutar pelo seu casamento, mas quando um não quer, não adianta…
    Converse logo antes que seja tarde!
    O meu namorado acabou quando o meu namorado começou a dizer que queria fazer sexo comigo e outras meninas. A partir desse dia, acabou o respeito e o namoro foi perdendo a graça.

    Um beijo meninas.

  12. Jessica23/08/18 • 19h43

    Como assim? Achei que tinha acabado o comprei no eBay pq as pessoas tinham ficado mais conscientes acerca do tipos de trabalhos precários para produção dos bens!

    Gosto muito da interação do Chora pq a gente sente o feeling das leitoras e que as vezes passam o mesmo drama que nós, fora que é uma aula de FEMINISMO e principalmente o seu conselho bem mais racional! ❤️

  13. Stefani23/08/18 • 19h58

    Chora 1- moça, enfrente seus pais. Assim como tudo na vida precisamos ter pulso firme para seguir com nossas escolhas e interesses, seu caso não é diferente. Vc mora com eles, ok, mas nem por isso vc deve aceitar as regras de vida DELES. Bata o pé e diga que não vai aceitar ser tratada assim, é bom ser energico de vez em quando.
    Chora 2 – Moça, reflita, nós sempre sabemos a resposta pra tudo! Silencie sua mente e se ouça, tenho ctz que vc sabe exatamente o que fazer
    Chora 3- quanto a pornografia até acho aceitavel, homens são exatamente assim. Quanto a fantasia dele, se chama voyeurismo, não é tão incomum mas confesso que teria o mesmo sentimento que vc. Não faça o que vc não quer fazer. Se vc se sente desconfortável em relação a isso acho extremamente importânte vc falar francamente sobre com ele. Não guardar pra sí…

  14. Jessica23/08/18 • 20h04

    Caso 1:
    Seu pai vai lhe impor limite sim, ele é seu pai! Seu pai vai botar moral no seu noivo sim,todo pai faz isso para impor medo!
    Sabe o que é feio? A pessoa tá inventando história pros pais; se vc paga sua viagem, se vc paga suas contas, organize a viagem e vá embora curtir; seus pais vão brigar, falar coisas feias e não vai acontecer nada e sabe pq? Eles faziam as mesmas coisas! Isso aconteceu na minha casa até pouco tempo, deu tanto bafafá, mas hoje em dia ngm liga mais, e sempre peço opniao e combino as viagens com todos!

  15. Priscila23/08/18 • 20h13

    caso 1: O incomodo de ter pouca liberdade eh seu e nao do seu namorado. Esse espaco, ter voz, etc… sao coisas que voce tem que conquistar por voce. Seu relacionamento vai se beneficiar, pois nao me pareceu que esteja sendo prejudicado.
    Caso 2: na hora que eu li que a participante seria uma amiga de trabalho dele, mentalmente eu julguei: eles sao amantes. E ai vem uma reviravolta.

    • Marianna26/10/18 • 14h57

      Pensei a MESMA COISA sobre o caso 02! hahahah

  16. Talita23/08/18 • 20h15

    Se te consola, eu acho a partemais chatinha do blog, nem leio 🙂

  17. Thais23/08/18 • 20h47

    Chora 1: Conversa mais com os seus pais. Você já é adulta, não precisa mais pedir permissão pra sair. Tomar suas próprias decisões e ser independente são coisas muito importantes pro seu crescimento pessoal. Eu imagino que seus pais te amem muito e estejam tentando te proteger, mas ao te proibir de viver sua vida, eles só estão te impedindo de amadurecer.
    Chora 2: Que situação difícil! Não liga para uns comentários preconceituosos e de julgamento por aqui .. que não são críticas nem um pouco construtivas por sinal! Olha, acho que se vocês não tão prontos pra ter um relacionamento a 3 e você não consegue decidir com quem quer ficar com clareza, a melhor coisa é se afastar e por a cabeça no lugar. Mas não tenha medo do que os outros vão pensar.. as pessoas ruins vão julgar e comentar até se você fizer tudo o que a sociedade espera de você..
    Chora 3: Poxa, qual o problema de ele ver pornografia? Se você não ta afim de sexo todas as vezes que ele tá, e (obviamente) você não vai querer que ele te traia, deixa ele descontar na pornografia! Tenta assistir um dia também, não precisa nem ser com ele.. você pode descobrir coisas novas pra você e seu namorado tentarem juntos, vai apimentar a relação, vai conhecer melhor seu corpo.. E quanto a fantasia sexual dele, pelo que eu entendi, ele te perguntou numa boa se você toparia.. você disse que não se sentia confortável, então vida que segue! Cada pessoa tem um desejo diferente, isso não quer dizer nada (que ele te desrespeita, que te trai, etc.).. é apenas uma vontade! Mas se você não quer fazer: ok! Não se sinta ofendida com o que ele te pediu.. imagina o quanto ele sente atração por você e o quanto ele confia em você pra te revelar um desejo desse!

  18. Janice23/08/18 • 20h53

    Cony presta um baita serviço às leitoras. Muitas já confessaram não conseguirem contar seus problemas nem para as terapeutas! Aqui é um canal de troca e quem se dispõe a contar sua história se sente à vontade para receber todos os conselhos/comentários.

  19. Jessica23/08/18 • 20h57

    Caso 3:
    Existe um fetiche que o cara sente prazer em ser corno e tem até comunidade pra isso. Existem vertentes que o homem apenas observa, tem outras em que ele participa e tem até versões onde ele coloca a esposa pra trabalhar no ramo noturno, digamos assim.
    Fantasia só serve se os DOIS estão afim, se vc não concorda não fale e nem faça nada!

  20. Jessica23/08/18 • 21h08

    Caso 2:
    Amiga, muito estranha essa história de contato com essa colega de trabalho.Infelizmente, qualquer decisão que tomamos pode ser para o resto da vida, achei triste vc ter traído seu esposo e fugido ao combinado indo além da fantasia sem pensar nas consequências.
    Dê um tempo, reflita o que você deseja para o seu futuro, os planos que vc e seu esposo fizeram, se vale a pena deixar tudo isso é todo o amor que vcs tem de lado!
    A vida do médico é monótona, o casamento também é monótono, mas talvez você só esteja precisando dessa adrenalina e dessa atenção que as mulheres são especialistas em dar.
    Você já pensou sobre sua orientação sexual poderia estar reprimida? Será que não foi nesse momento de aventura que você se deu conta do seu amor? Será que não foi nessa aventura que você percebeu que vc só vivia de comodidade com seu marido?
    Dê um tempo, pense e entenda qual a sua verdade, para não magoar ninguém!

  21. Fane23/08/18 • 21h20

    Oiii
    Eu venho no Futilish todo dia, porque adoro tudo que é publicado, mas o chora é meu preferido!
    Teve uma colega aí que achou os temas pesados, eu não acho, acho que aqui é um meio muito bacana para troca de experiências… Muitas só tem coragem de falar aqui p Cony! Sororidade! 🙂

  22. Tata23/08/18 • 23h09

    Pra menina do chora 01: Você tem duas alternativas… ou conversa masi com a família, correndo o risco de não mudar nada pra eles, ou então casa no cartório (entendi que vocÊ não gostaria de morar junto antes de casar) e juntos planejem o casamento formal. Hoje em dia com a crise está muito comum também os casamentos só vocês dois em uma viagem, por exemplo. Tem um nome mas esqueci.

    Chora 02: Menina do céu, que cilada viu… vamos dizer que você ainda “deu sorte”, poderia ser seu marido a se apaixonar pela terceira elementa aí. Já pensou nessa possibilidade? Acho essa história muito confusa pra aconselhar aqui, não saberia o que dizer, te indicaria uma terapia. Em time que tá ganhando não se mexe, por aquilo que você falou vocês eram um time bom antes de trazer uma terceira pessoa. Mas assim: não se sinta pressionada por aquilo que esperam de você, se ela largou o marido foi uma decisão dela, então decida por você com base naquilo que quer pra sua vida. Acho que mais pressão só piora o quadro, que é bem delicado por si só.

    Chora 03: Tudo o que te incomoda, te incomoda e pronto. Se estivesse tudo certo, não incomodaria, right? Eu acho que a pornografia em algumas fases vira tipo um vício, que traz uma certa dose de fantasias para o envolvido. Agora, enquanto o vício é dele, ok, ele que se resolva. Mas querer que você entre nessa pira eu não acho certo não. Querer que a mulher durma com outro homem pra ele ver, pergunta pra ele o que ele faria se você começasse a gostar do outro cara… eu hein. Você não está de acordo e pronto, não se force a nada.

  23. Tata23/08/18 • 23h14

    Queria responder logo debaixo da resposta da Carla, mas acho que não deu certo… enfim:
    “Chora 2: Concordo com a Cony. Muito estranho ele ter tanta intimidade com uma colega de trabalho, a ponto de saber que ela toparia uma coisa dessas. Abra o olho!” Com certeza esse comentário foi muito sábio, observou de outro ângulo. Muito estranho mesmo, e eu acrescento que ela (a colega)já largou o marido, mas será que é mesmo pra ficar com você ou com o seu marido que por sinal não está mais em casa? Uma dança das cadeiras, por assim dizer.

  24. ALESSANDRA23/08/18 • 23h46

    Oi Cony… Não venho só pelo chora, mas também por ele. E sinto falta quando não tem post novo por aqui….Semana passada era todo dia entrando e sem conteúdo novo. Estamos sentindo falta. 😉 bj

    • Constanza24/08/18 • 12h25

      To voltando, to voltando rsrsrs, mudança, sem internet em casa, viagem, minha vida os últimos 15 dias estava virada de cabeça pra baixo

      • Ana24/08/18 • 19h19

        Mas é por um óóóótimo movito 🙂 um não, vários!
        Parabéns Cony !!!!
        Que essa nova fase da sua vida seja repleta de luz e de bons frutos!

  25. Carol24/08/18 • 00h17

    Camélia: eu costumo ser super empática e pegar leve quando comento, mas não tem como dizer isso de outra forma – os teus pais te enxergam como uma meninas de 15 anos pq vc se porta como uma. Meu pai é controlador e já foi pior, em um dia simplesmente informei que iria viajar com um menino que ficava na época (não era nem meu namorado) e ele deu uma surtada, mas foi mtu saudável pra nós. Mesmo morando com meus pais, naquele dia eu estabeleci um limite em até onde ele poderia decidir ou não. E ele não deixou de me amar ou me respeitar. O climão passa e o vínculo e afeto falam mais alto.
    Lírio: sobre pornografia, a grande maioria dos homens vê e não quer dizer que goste mais ou menos de ti ou que isso tenha a ver com teu corpo, etc. Quanto ao fato de ele achar interessante a ideia de te ver com outro homem é um fetiche dele, não acho que seja pq não te ama, mas sim pq fetiches são difíceis de explicar e cada um tem os seus. Mas isso não significa jamais que vc tenha que fazer isso, até pq não é o seu fetiche. Eu ñ faria, pq pra mim a ideia tb soa pra lá de esquisita, deixaria isso claro pra ele, e deixaria esse assunto morrer. Se ele insistir ou pedir pra vc mesmo vc negando, aí vc realmente tem um problema, e poderia cogitar terminar a relação, pois o outro tem que saber que o fetiche dele não é obrigação sua.

  26. Ana24/08/18 • 08h31

    Ana Amélia, do primeiro comentário: ser casada com você deve ser um saco? Ficar olhando celular? Proíbe rede social? Vai procurar uma ajuda porque isso não é normal.

    • Ariane25/08/18 • 11h03

    • Bel P.25/08/18 • 18h54

      Menina… Pensei a mesma coisa. Tudo bem que eu sou super de boa com isso, vejo, me masturbo e não deixo de amar e sentir tesão pelo meu namorado. Coitado desse cara. Se tá dando certo assim, quem somos nós pra julgar né?!

  27. Paty Gomes24/08/18 • 08h33

    Chora 1: a melhor forma de tentar resolver e minimizar essa insegurança dos seus pais é conversando! Senta e tenha uma conversa séria! Vc precisa de liberdade! E acima de tudo de um voto de confiança! Não desiste!

    Chora 2: concordo com a Cony! Não entendi essa liberdade em convidar uma “colega” de trabalho p esse tipo de programa. Eu acho que se tem dúvida do q realmente sente tem q terminar e fazer um balanço da vida! Ver se foi só uma aventura com a moça… se houver sentimento por ela… vai fundo! Mas vc precisa de um tempo p organizar as idéias.

  28. Luiza24/08/18 • 08h34

    Cony, acho o Chora uma parte de extrema relevância e interação entre as leitoras. Uma inclusive achou pesado de ler… rs. Pesado mesmo deve ser viver essas situações.
    Eu sinto falta de mais atualizações, as vezes o Chora ou a coluna do Lelo ficam uns 5 dias como ultima postagem.
    Sugiro passar o Chora para quinzenal, 2x no mês pode ficar menos pesado para você e sobra um tempinho para outras colunas que amamos.

  29. Leticia Correa24/08/18 • 08h43

    Chora 2: miga, homens e pornografia caminham lado a lado. Não se iludam, mulheres! Homens nascem, crescem e morrem consumindo pornografia e, sério, isso não afeta em NADA os relacionamentos deles. Eles procuram por conta própria, recebem por zap, enfim. É o tempo todo, mas RELAXE! Faz parte da “natureza deles”. Quando ao fetiche dele, to com a Cony: faça se vocÊ tiver com vontade. Beijos

    PS: assisti um filminho pra ver outras coisas, pode ser legal 🙂

  30. Paty Gomes24/08/18 • 08h46

    Chora 3: como é difícil ter compatibilidade total em um relacionamento! Se vc não quer e ele não aceita não acredito que possa dá certo! Mas se ele te entender e vcs conseguirem inovar algo na relação sexual (com respeito mútuo) vale a pena! Mas não insista em algo que não te faz bem! A vida é muito curta!

  31. Luisa24/08/18 • 08h46

    Cony, não sou de interagir mas acesso o blog e adoro todos os conteúdos! E acho legal você postar temas diferentes no chora. Às vezes as pessoas passam por coisas que não tem coragem de falar com ninguém, nem com terapeuta, mas aqui elas se abrem e dão espaço para quem também possa estar sofrendo com situações parecidas. Parabéns!

  32. Renata24/08/18 • 09h06

    Discordo de uma leitora que pediu para não postar mais temas como os 2 e 3. Essas coisas acontecem cada vez mais e é importante discutir sobre esses temas. Sinceramente? Não vejo nada demais nessas fantasias, desde que os dois estejam dispostos. No caso 2, acho importante avaliar o que te faz feliz no presente, mas olhar o futuro também. Será que será feliz com ela no futuro? Avalie, pois paixão é algo temporário.
    No caso 3, eu já pedi para que meu noivo realizasse fantasias minhas e ele não topou. Entendi e deixei pra lá. Agora, não poder nem falar sobre fantasias?! Qual o problema? O pior é não te contar e querer realizar isso com outras pessoas, isso sim é traição.

  33. Pati24/08/18 • 09h13

    Caso 1: chega uma momento da nosssa vida onde viver no mesmo teto que nossos pais não condiz mais com aquilo que queremos para nós mesmas. Esse momento chegou pra você! Você tem tres alternativas: ou aceita e sai logo de casa, ou se imponha para seus pais, ou por último siga aquilo que seus pais passaram a vida toda pra te ensinar: a baixar a cabeça. Questionar o que eles te ensinaram não faz de você uma pessoa desrespeitosa, faz de você uma adulta!
    Caso 2: a primeira coisa quando li que seu marido iria convidar uma colega de trabalho foi: eles têm um caso ou pelo menos já conversaram intimamente sobre isso. Mas deixando isso de lado, já fiz um menage com meu marido e foi ótimo, porém com uma pessoa paga pra isso. Muitos sentimentos envolvidos só geram mais confusão que foi exatamente no que você se meteu! Quem está a muito tempo casada () às vezes quer procurar um pouco daquela emoção de começo de relacionamento, ainda mais você que talvez não tenha tido essas experiências. O que você está sentindo é paixão é um furor mas passa! Fique atenta se não é apenas isso. O que eu faria: pediria um tempo para os dois ia fazer uma viagem de uns 30 dias, contratava uma terapeuta pra fazer terapia por Skype durante a viagem e voltava com essas ideias mais amadurecidas!
    Caso 3: pare de olhar para seu marido como se fosse o príncipe encantado! Ele é um ser humano que tem desejos diferentes dos seus, não o julgue por isso. Ele apenas confia em você o suficiente para confidencia-los! Contou pra você e você não quer LET IT GO!!!! Quanto a pornografia, acredito que tem uma medida do saudável e do vicio, mas como você é um pouco careta nesse assunto talvez nem seja assim tanto. Ele com certeza ama você, deixe pra lá e seja feliz

  34. Thata24/08/18 • 09h16

    Eu sou consumidora de todo o conteúdo do Futilish! Amo tudo! fico meio órfã quando não tem post, mas estas ultimas semanas da pra super entender a tua ausencia aqui 🙂

    Caso 1: 7 anos de namoro, como é o relacionamento dele com teus pais, ele te cobra algo? Me chamou a atenção que você também idealiza de sair de casa somente depois de casar com festão e tal, acho que tem muito dos teus pais em vc essa questão do tradicionalismo, algo que vc respeita. Acredito que é algo que te incomoda mas pelo respeito e princípios com que foi criada não tem coragem de se impor. O que eu faria no teu caso era “acelerar” teus planos do casamento e sair logo de casa, tudo no seu tempo..
    Caso 2: pensei exatamente o que a cony falou, que intimidade teu marido tinha com a colega dele a ponto de chamar pra ela pra tal intimidade.
    Caso 3: eu desprezo pornografia, meu marido sabe disso, eu sei q ele volta e meia recebe algo no celular e apaga, mas to sempre conferindo pra ver se tem algo rsrs. Muito estranha essa “fantasia” dele, acho que ele precisa de terapia, o consumo de pornografia também faz mal.

  35. Natalia24/08/18 • 09h17

    Ana, vc não acha que proibir é pior? Já diz o ditado “Tudo que é proibido é mais gostoso”… Como assim “homem é na rédea curta e estalando o laço”? E como assim vc dá chilique com folder de lingerie?
    Fiquei um pouco chocada, afinal, tem folders de lingerie pra todo lado, perto da minha casa mesmo tem um outdoor, rsrsrs.
    Marido não é filho que vc impõe ordens entre “proibido” e “permitido”…
    Olhar tudo pra quê? Hoje em dia vc pode navegar anonimamente no próprio celular e ninguém fica sabendo, vc conhece?
    Na minha opinião, essa história de não ter rede social, deve ser combinada a dois, conversada, acordada, cada um expondo seu lado. Não funciona na base da proibição.
    Deve ser horrível ficar checando celular, computador, etc pra poder acompanhar o marido. Cadê a privacidade?
    Se ele diz que não vê pornografia e não faz nada de demais, cabe a vc confiar e pronto. Se não confia, melhor separar.
    Menina, se o cara quiser te trair, ele vai trair vc querendo ou não. Isso vem de caráter e não de proibição.
    Não acho que o marido estragou o casamento pq viu pornografia e fantasia ver ela com outro. Ela só fará isso se quiser. Também acho que isso não funciona em um casamento e acredito que essas fantasias devam ser vividas antes do casamento. Mas entendo o lado dele de querer fazer isso com a esposa e expor isso à ela e não ir fazer isso com qualquer outra.
    Pra mim tudo é fase e tudo vai passar.

  36. jana24/08/18 • 09h22

    Gente, o chora 2 compactuo com a cony e as outras colegas… como assim a moça já topou, soa que eles tinham um casinho ou uma grande atração e que se consolidou ali e a coisa desandou.
    E é bom analisar tudo também, será que essa moça quer mesmo vc ou pode querer o seu marido? Não se sinta forçada a ficar com ela pq ela se separou. Talvez seja preciso mesmo um tempo para você.. tentar entender se está “seduzida” por essas novas experiências de maneira a querer mudar a vida ou é algo momentâneo…
    Eu particularmente vejo com estranheza a forma como começou sua relação com essa mulher, pra tratar que é algo duradouro, mas isso é percepção de uma completa estranha (no caso eu).
    Seu marido saiu de casa, não vai rolar algo duradouro a três… seria um momento de tentar uma reaproximação com ele, tentar fazer uma viagem mais longa com ele pra te ajudar a entender as coisas ou melhor.. ter uma viagem longa sozinha pra melhorar sua percepção? Vale até ficar sem telefone.
    Caso 1. Sei bem como é, difícil, mas não desista! Algumas famílias são bem mais difíceis de lidar que outras mas tem que ir se impondo mesmo e até como a colega falou, talvez até formalizar um casamento no civil, pq não rsrsrs. .. vá forçando algumas viagenzinhas, passeios, acampamentos e por aí vai, tens que se fazer de doida e desentendida assim como eles fazem com sua situação.
    Chora 3: acho que vc devia abriu um pouco mais a guarda para algumas fantasias de seu marido, ver alguns vídeos, se descobrir mais pra saber se pode se interessar por algo, talvez apenas ver algum casal ao vivo fazendo algo, mas sem vc interagir. Mais no sentido de tentar ver as coisas sem tanta restrição ou se não está criando um bicho de 7 cabeças quando é apenas 3.
    Agora como as colegas disseram vc não precisa e não deve fazer nada que não queira, ainda mais envolvendo alguém entrar no seu casamento, isso é muito arriscado, e se for fazer tem que ser algum completo desconhecido.
    Agora realmente acho que não deve se desgastar tanto pelos pornôs dele.. mas achar um equilíbrio e conversar que vc se sente desagastada e desvalorizada, mas conversar pra achar solução e não culpados.

  37. Jessica Fernanda Silva24/08/18 • 09h48

    Oiie, primeira vez comentando num chora :O
    Caso 1: Super entendo, tenho 26 e até um tempo atras era assim, o que eu fiz. Fui simplesmente me soltando. Chegava tarde e só falava q tava com o namorado e ponto. Marcava viagem, e simplesmente ia, meu pai no inicio perguntava qm ia e bla bla bla. Depois de um tempo percebeu q não tinha jeito, inclusive fiz mochilão na europa com meu namorado por 30 dias, shaushuaus.
    Caso 2: Acho q isso poderia dar certo, se não fosse com alguém conhecido e se não tivesse contato além do sexual. Mulher acaba tendo ligação mais pessoal mesmo.
    Caso 3: Fetiches existem, e esse dele é INCRIVELMENTE comum entre muitos homens, MAS uma coisa só é legal se ambos estão na mesma sintonia. Se você não quer não faça nada, mas acho q acha sendo um caso meio q ambos estão frustrados, e mesmo com conversa acho q não vai adiantar, ele SEMPRE vai ter interesse nesse fetiche mesmo q ele não fale vai estar sentindo q falta algo, e não é culpa sua, é apenas desejos q ele tem e você não. Mas isso não quer dizer q ele não te ame, não te deseje e não sinta ciumes, ver vc na cama com alguém é diferente de ver você paquerando alguém longe dele, ver alguém dando em cima de você em outras circunstancias.

  38. Isa24/08/18 • 10h22

    Cony, te adoro!
    Chora 1: amiga, sofro a mesma coisa em casa. Meus pais sao separados, eu moro com a minha mãe e sempre foi assim, até em casa de amiga ela nao gosta que eu durma. Quando comecei a trabalhar, ganhar meu dinheiro, fui batendo asas, viajando, saindo ate tarde, no começo deu bastante briga, hoje ela já acostumou. ano passado comecei a namorar e a familia dele é super liberal, ele vive pedindo pra dormir na casa dele pq trabalhamos perto e estudamos juntos, então as vezes seria bom pra economizar gasolina ou ter mais umas horinhas de sono. sempre tentei pedir permissão pra minha mãe e nunca consegui. Ontem quando eu li seu chora e o conselho da Cony, eu resolvi só avisar que vou dormir na casa dele, ela nem falou nada, só ficou incomodada de dormir sozinha. Quero ver por quanto tempo vai durar essa “permissão” dela. Tente e não se acovarde. Bjs!

    Chora 2: Não sou casada, não posso opinar em casamento. Mas q vc arrumou uma bela enrascada, arrumou. Acho que se afastar dos dois é a melhor coisa. As vezes vc só tá impressionada com a mulher e com o que ela te ofereceu, uma hora esse fogo vai passar e vc vai ver que casamento é “tudo igual”, uma hora vai enjoar dela também e vai procurar outra coisa. Não sei quais consequências essa experiência vai trazer para o seu lar, mas esteja preparada. Boa sorte! deixo um texto muito bom aqui https://www.buzzfeed.com/sydrobinson1/amor-escolha-ou-sentimento?utm_term=.cm5qbW0Xg#.fnbz5wv6e

    Chora 3: pornografia é normal, não significa que ele nao te ame, nao te deseje, e te traia. tente assistir, procure algum que te agrade. se quiser ver algo erótico, existe uma série que chama DESNUDE, muito boa e para mulheres, vc vai gostar. Sobre o fetiche dele, se nao é o que vc quer, NÃO faça. se coloque em primeiro lugar. Bjs

  39. Loire24/08/18 • 10h22

    Cristina, fale por você. Não me agrediu em nada. São coisas que acontecem e não quero viver numa bolha, ignorando a realidade. É a vida como ela é. As meninas querem desabafar, imagina uma pessoa dizendo a elas, “esse assunto é muito pesado, não vamos falar sobre ele”. Isso sim é absurdo.

  40. GRAZIELA MARTINS24/08/18 • 10h30

    Chora 2: Achei estranho que nos comentários ninguém ventilou a possibilidade de você ter se descoberto gay!
    Querida, talvez vc tenha descoberto o que lhe dá prazer e lhe faz feliz, vc diz estar apaixonada por essa mulher, ok! Não acho que seja uma aventura, e sim uma descoberta de uma nova fase da vida, não acho que vc esteja jogando nada fora, vc simplesmente mudou, e vida que segue… Imagino o medo que essa descoberta esteja lhe causando, mas ao mesmo tempo pense que libertador, de repente vc descobrir o que estava de errado na sua vida; entendo total o afeto que vc tenha por seu marido, mas talvez não seja mais amor e sim amizade; converse com essa mulher veja o que ela pensa sobre o assunto e o que ela quer de vc, se é que quer alguma coisa com vc, e depois avalie sua vida; grande abraço, não viva uma vida mais ou menos por medo do inesperado apenas!!!

  41. gabriela24/08/18 • 10h48

    Queria responder para a Cristina, mas não soube colocar abaixo do comentário dela.

    Cristina, seu comentário é deveras preconceituoso e mal educado.
    Se não tem nada de construtivo para dizer, não acho correto vir aqui para julgar, ofender e falar mal de pessoas que passam por algum tipo de problema.
    Acho muito feio essa sua atitude de se achar a “correta” por seguir determinada religião e orientação sexual.
    Afinal, pra mim vale tudo quando falamos de vida sexual, desde que as partes envolvidas sejam maiores de idade e estejam plenamente de acordo com aquilo que fazem. E antes que você venha me julgar, me achar “impura”, sou casada, tenho filhos, nunca tive relações extraconjugais. Só acho que a vida de cada um é a vida de cada um.
    Menos julgamento, colega!

  42. Paola24/08/18 • 10h56

    Amiga que nos comentários disse pra Cony não publicar essas histórias “muito pesadas”, que “agridem a gente”… seja um pouco mais compreensiva e tenha um pouco mais de empatia!
    Você pode achar essas histórias promíscuas, mas são as histórias das leitoras que querem um opinião da Cony. Não é porque você não é mente aberta e acha isso tudo uma pouca vergonha e pura promiscuidade que as pessoas tem que ter a mesma opinião que você. As pessoas são livres para fazer suas próprias escolhas. Acha promíscuo? Simples… é só não fazer esse tipo de coisa!

  43. DB24/08/18 • 11h10

    Caso 1: Não posso opinar muito pq tive dois irmãos mais velhos (1 homem e 1 mulher), então eles passaram por isso tudo antes de mim e “abriram caminho”. Mas mesmo que não tivesse, EUUUU não aceitaria eles mandarem ou proibirem nada. Querem dar uma opinião? ok, mas só, e eu não ficaria com peso na consciência por não aceitá-la.
    Caso 2: Também achei muito estranho ele já saber logo de cara quem indicar pra “aventura” de vcs… Acho que quando a gente ama, não há dúvidas. O relacionamento de vocês deve ter se tornado uma amizade, confiança (que pra mim é o principal em um relacionamento). Isso não é ruim, o problema é quando vc começa a sentir falta de algo a mais… Isso só você pode resolver. Se o medo do novo relacionamento for julgamentos: se joga, a vida é sua, a sua felicidade só depende de você.
    Caso 3: “As pessoas só fazem conosco aquilo que permitimos que elas façam!” Esse virou meu lema de vida depois de um ficante bosta. Ele queria me levar pra casa de swing (na época eu até achava a ideia interessante) e que fosse mais “louca” na cama (isso com 3 meses de ROLO, não era nem meu namorado). Ele não me passava segurança nenhuma e eu não confiava nele, como eu iria pra uma casa de swing com uma pessoa que eu não confiava?. Fiquei esses 3 meses com ele e me sentindo um lixo, até a hora que eu me liguei que eu estava com ele pq queria, então “terminei”. No ano seguinte conheci meu namorado (namoro há 7 anos) e confio MUITO nele, e as coisas simplesmente vão acontecendo (inclusive as loucuras na cama kkkkkkk, pq precisamos inovar, né?). Não faça nada que você não queira, não ceda à pressão. Atualmente eu não aceitaria um menage, nem swing, meu negócio é relacionamento com uma pessoa e só. Sobre o pornô: acho bem normal, meu namorado tbm vê vez ou outra, não é todo dia, nem toda semana (isso me incomodaria eu acho, pq seria uma compulsão).

  44. Nicole24/08/18 • 11h15

    Caso 2
    Amiga em alguns momentos me vejo em você,tenho um casamento de 13 anos nos damos maravilhosamente bem,compartilhamos do mesmo desejo de encontro a 3,porem eu ate cogitei a ideia ,cheguei a pesquisar sobre o assunto, conversar com outros casais que vivem este ”relacionamento a 3” e vou te falar não segui em frente pois sou muito pé no chão e pra isso você tem que se conhecer muito bem, não exclui a possibilidade só estou amadurecendo meus sentimentos com relação ao depois ,pois essa é a parte complicada o depois. Acredito que você deveria conversar com pessoas que vivem isso ,não é tão complicado encontrar rsrs ,pra mim foi bem esclarecedor, conheci um casal com uma família linda e que vive isso por 15 anos porem ambos compartilhando do mesmo desejo sem nenhuma alteração. Eu acredito que você e seu marido tinha a mesma fantasia,porem cada um de vocês fantasiava de uma forma diferente,e deu no que deu. Pelo que vi você quer manter os dois,ele não. Então isso já não é compartilhar da mesma ideia. É difícil tomar uma decisão que vá afetar sua vida,mas infelizmente você não pode colocar os dois em banho maria porque esta confusa,segue o conselho da Cony e se conheça,procure uma terapia.Para ser feliz devemos primeiro nos conhecer,e não ter medo de decidir,se isso vai te trazer bons frutos só o futuro pode te dizer.
    PS: não dê ouvidos ao que os outros tem em mente como o ”certo” não coloque sua felicidade na mãos de outras pessoas.

  45. Camila24/08/18 • 11h16

    1. Pra Camélia: eu passava por uma situação parecida. Também tenho 27 anos, tô noiva, organizando os trâmites do casório, que ainda deve demorar porque é tudo MUITO caro. A relação com meus pais era exatamente assim, e me incomodava muito. Mas o que fez mudar foram duas coisas: muita conversa no sentido de que querer ter minha liberdade dentro e fora de casa não é desrespeitá-los, de que eu já tô “encaminhada” na vida (não vou engravidar aos 15, por exemplo), não dou motivo pra terem dor de cabeça (pelo contrário, as vezes eles é que me dão), e principalmente, demonstrar pra eles que eles podem confiar em mim, e que o fato de que um dia eu vou casar e sair de casa não vai nos afastar e que o fato de eu ter a minha liberdade não vai me transformar numa pessoa que eu não sou, justamente pela base de educação que eles me deram. Eu frisava que se eles tinham tanta dificuldade de confiar em mim, era porque nao confiavam no que eles mesmos tinham me passado como princípios. Enfim, com muito diálogo de maneira madura, não como se eu fosse a caçulinha, a situação amadureceu e hoje meu noivo até dorme lá em casa aos fins de semana, e quando não dorme, minha mãe sente falta! Enfim, tudo é uma questão de conversa 🙂
    2. Terapia, sem dúvidas, terapia.
    3. Eu particularmente acho que fetiche, fantasia, é uma coisa muito pessoal, como por exemplo a moça que uma vez expôs aqui no Chora que sentia fetiche em “scat”. São coisas que só você mesma pode sentir. Eventualmente, quando se divide uma vida sexual, há vontade de dividir esses fetiches também, o que eu não vejo como traição ou desrespeito ou falta de amor. Mas como a Cony frisou, se te incomoda ou te deixa desconfortável, nem cogite fazer, porque será péssimo e te garanto, vc se sentirá um lixo depois. A única hipótese de rolar seria se vc sentisse tesão nisso também, senão, fica pra próxima vida!

  46. Nicole24/08/18 • 11h41

    Cony sobre o chora ,acredito que suas leitoras raiz ,que como eu te acompanham desde inicio ,não vem aqui só por determinado post,eu vejo todos, e os que não me prende eu passo,as pessoas só precisam saber que tem filtros pra tudo nessa vida kkk se determinado tema não te agrada existe uma infinidade de posts. Não da pra agradar a todos,não da mesmo,sempre vai ter um fulaninho reclamão ,mas saiba que esse blog é um dos mais completos pra mulherada,é quase um Google feminino hahaha precisou de conselho ,moda,casa ,dicas vem no fufu. Trabalho lindo não se sinta triste,sim vitoriosa lançar temas que prendam hoje em dia é difícil e aqui temos posts maravilhosos.

  47. Ana Luiza24/08/18 • 12h14

    Caso 1 – meus pais eram assim tbm até eu ter uns 19/20 anos (isso que eu já tinha feito intercambio, morado fora, namorava, enfim…) aí comecei a enfrentar. Ele falava pra eu voltar cedo (com 20 anos ele queria que eu voltasse da balada 01h30 da manhã! kkk) chorei muito no início, obedecia.. ele não deixava eu dormir na casa do namorado, e nem o namorado na minha casa. Aí resolvi começar a enfrentar, falava que não ia voltar naquele horário e pronto. Deu muito quebra-pau no inicio, perdi várias regalias tbm (até então ele pagava meu celular, eu tinha cartão de crédito que ele pagava – obviamente com um limite mensal pequeno, mas ainda assim – .. ele parou de pagar meu celular e picotou o cartão em mil pedaços na minha frente kkk) na época choreiiii chorei, mas algum tempo depois voltou tudo ao normal. Hoje somos super amigos e parceiros, não moro mais com eles, mas mesmo quando morava as coisas acabaram mudando. Meu namorado dormia lá comigo, eu dormia na casa dele, ia pra balada e voltava a hora que quisesse… Enfim, depois de enfrentar vc provavelmente vai passar por um período meio ruim, mas logo a sua amizade com seus pais se reestabelece, sem vc ter esses ressentimentos com eles…

    2 – vishe nem sei o que dizer, eu tbm tenho vontade de experimentar coisas novas mas nunca aceitaria que meu namorado convidasse uma amiga pra participar com a gente não. Ia ficar encucada com isso que a Cony falou, que tipo de liberdade é esse que ele já tinha com ela?!

    3 – meu namorado ve pornografia a hora que quer (eu tbm vejo às vezes), desde que isso não atrapalhe nossa vida sexual eu não vejo problema nenhum. É que nem assistir ao Masterchef, ele não vai gostar menos da comida que vc faz por ter visto umas estripulias gastronomicas na TV kkk. Agora, ele te estimular a transar com outro cara sem vc querer não é legal…

    • Constanza24/08/18 • 12h19

      Adorei a comparação com Master Chef hahahah é isso ai!

  48. Tio Lelo24/08/18 • 12h46

    Chorosas, eu admiro muitos vocês. Abrir seus corações, seus problemas e ter a coragem de expor suas angústias aqui.
    E Cony, as pessoas amam essa coluna porque você é alguém que diz a verdade, nua, crua e sem floreios. Sua racionalidade nos inspira!
    Camélia, conversar é a sua melhor saída. Mas é preciso que você traga seus pais para a realidade de que você já é uma mulher feita.
    Orquídea, Eu só conseguia pensar que você precisa de um terapeuta. Contudo, o que a Patroa disse é muito importante: Olhe para dentro de si. É bem possível que seu problema não seja escolher entre seu marido ou sua namorada e sim escolher a si mesma.
    Lírio, menina, eu tenho certeza de que a parte do pornô não deve te preocupar. Palavra de lobinho! (Não evoluí para escoteiro). Mas é que a gente é muito estimulado pelo visual, mas é tipo assim, folhear uma revista de moda para vocês. Agora, incluir alguém numa relação íntima, JAMAIS deve ser escolha dele. Respeite seu coração, seu corpo, seus desejos.
    Beijo!

  49. camille24/08/18 • 12h49

    Casamento só cabem duas pessoas!!! Você não é nada careta, concordo com todas as suas opiniões! E quem acha que o blog é só Chora, tá perdendo muito conteúdo bacana!!! Sucesso sempre!!!

  50. Izabela Grambela Ribeiro24/08/18 • 13h05

    Querida Lirio, concordo com a Juliana… O que mais me chamou a atenção no seu relato é como sua auto-estima é sempre fragilizada com a atitude dele.. Procure terapia para tentar ser mais segura de si!
    Pense assim: se você acha outro homem bonito, você está dizendo que seu marido não é bonito por tabela? Não né? tente não projetar tanto as ações dele como opiniões sobre vc. Se ele gosta de pornografia, sabe o que isso quer dizer? Quer dizer que ele gosta de pornografia, só isso e mais nada.. talvez algum professional pode de ajudar a ter mais essa confiança.

    Sobre fantasias alheias… cada um com a sua.. e só faça sempre o que VOCÊ tiver vontade!!

  51. Jéssica24/08/18 • 13h06

    Chora 1: Não tem jeito, você vai ter que enfrentar seus pais se quiser ter mais liberdade. Mas não significa que isso precisa ser numa briga, com gritarias e choro. Vai aos pouquinhos, um dia diz que vai chegar mais tarde, lógico que eles vão chiar, mas aí você justifica tudo o que as meninas já disseram por aí. Se você continuar abaixando a cabeça, vai prejudicar seu relacionamento sim. Você é adulta e dona de si, não é desrespeitar seus pais você viver a sua vida.

    Chora 2: Você já ouviu falar em poliamor? Eu particularmente não acredito que funcione, mas conheço quem pratique e funciona. Só que os envolvidos precisam ter a mente muito aberta e tô vendo que seu marido talvez não tenha tanto assim… não é simples. E no fim das contas, a decisão tem que vir de você. Veja se essa paixão não é só algo passageiro, porque às vezes a rotina do casamento nos engole, ainda mais vocês tendo casado tão cedo.

    Chora 3: Normal homem ver pornografia. Não significa que ele não te ama ou que não gosta do teu corpo. Sobre ele querer te ver com outro, eu não acho normal, mas cada um tem suas fantasias, né? Mas se você não se sente confortável, não faça!

  52. IZabela Grambela Ribeiro24/08/18 • 13h20

    Cony… acho que o sistema de respostas de comentários não ta funcionando.. eles estão saindo meio fora de ordem!

    Meu comentário é resposta pro da GRAZIELA MARTINS..

    Concordo com sua opinião sobre o caso 2.. tá todo mundo intrigado com como que o marido abordou a moça, mas quase ninguém comentou muito sobre a mudança de sentimentos que você está tendo em relação à pessoas do mesmo sexo. Concordo que você deveria se dar um tempo e se afastar um pouco deles.. olhe pra dentro e tente descobrir o que você realmente quer, quais seus desejos e tente fazer isso de uma forma livre de julgamentos (principalmente do tipo “o que os outros vão pensar”). E depois desse tempo, vá ser feliz, seja com quem e com quantos for!

  53. Pri24/08/18 • 13h21

    Cony, eu entendo que o blog é muito mais que os choras e ele realmente é… vc colocou o chora como coluna fixa, num dia fixo e isso gera expectativa… não acredito que faça mal e não torna o blog limitado; Mas nota-se que é a maior interação, ou uma das maiores, com as leitoras. Muita gente se solidariza ou dá um tapa para acordar as Migas que precisam;

    Chora 1: No fim é questão de ir… meu avô era uma pessoa muito machista e conservadora, até que minha tia deu o ponta pé, se matriculando em faculdade, viajando com amigas primeiro, enfim.. a questão é ir, gradativamente as vezes é mais fácil, mas tem vezes que dar um choque de uma vez tb funciona.

    Chora 2: Miga, acho que lascou, vai pra terapia e vê se não é aquela coisa de escondido é mais gostoso que está te instigando. *MUITO estranho teu marido saber que a colega de trabalho toparia and ser tão rápido e fácil… não consigo imaginar jogar uma conversa dessa com um colega de trabalho assim, no meio da tarde e a noite já estar rolando.

    Chora 3: Acho que o problema é bem mais em vc que no marido. Eu vejo pornô, isso não faz eu gostar mais ou menos de alguém que esteja comigo. São mundos muito diferentes!
    Já a fantasia dele, tipo, na minha opinião, é uma fantasia.. vc pode ter a tua de transar com bombeiro, com medico e isso nunca se realizar; vc é mulher dele, se ele não contar pra vc as fantasias vai contar pra quem?!

    (ps:acho que não tá funcionando o botão de responder um comentário, tentei usar agora e consegui)

    • Constanza24/08/18 • 17h29

      Já pedi pra programadora olhar ta?

      Bjs e obrigada por avisar!

  54. vanessa24/08/18 • 13h34

    cony, vim dizer que o chora é o que eu menos gosto no seu blog, eu normalmente pulo pro proximo post hahaha

    • Constanza24/08/18 • 17h27

      🙂

    • Márcia Aguiar25/08/18 • 01h31

      Eu também! Raramente leio; acho que hoje foi a segunda vez que li. Assim mesmo, faço leitura dinâmica, pois tenho preguiça dos detalhes.

  55. Tamy24/08/18 • 13h47

    Orquídea, ouça o podcast Mamilos sobre Poliamor. Acho que vai te ajudar bastante! =)

  56. Maria Celia24/08/18 • 14h07

    Eu posso parecer careta mas sempre achei que se você quer ir longe melhor carregar só o que você aguenta….é óbvio que se você comer só o que é saudável talvez passe ao lado de grandes orgias gastronômicas…mas também não correrá o risco de ter distúrbios intestinais. Todas estas aventuras sexuais podem levar à sensações extraordinárias mas nunca ( na minha opinião)à uma caminhada segura e feliz à dois.

  57. MArcia Figueiredo24/08/18 • 14h17

    Oi Cony,
    Adoro o seu blog, todas as matérias, mas confesso, tenho olhado diariamente e você tem postado 01 vez na semana, por favor volta como era antes, tenho saudades……

  58. Adriana24/08/18 • 14h20

    Chora 1: Como o mundo ainda é machista e patriarcal! Quantas mulheres sendo reprimidas! Chocada!

  59. Tata24/08/18 • 14h53

    Chora 1: acho que conversar com teus pais é a melhor solução. Se fosse MEU caso e meus pais não aceitassem de jeito nenhum eu aceitaria e ponto.
    Tenho 27 anos, namoro há 6 e meus pais não deixam meu namorado dormir aqui, perguntam onde, com quem e que horas eu volto, etc e eu baixo a cabeça e aceito. A casa é deles, são meus pais, são as pessoas que me criaram e me oportunizaram a ótima vida que eu tenho. Não acho correto desrespeitá-los na casa deles.

    Converse com eles e exponha teu lado, boa sorte!

  60. Barbara24/08/18 • 15h04

    Chora 2: Não tem absolutamente nada de errado em ser bissexual e nem em ter um relacionamento mais aberto, desde que todo mundo esteja de acordo e seja respeitado. A princípio achei estranho seu marido ter intimidade com uma colega de trabalho a ponto de saber que ela toparia um lance desses. No mais, acho que vc agiu errado em ter se encontrado com ela depois de dizer que não o faria. Acho que vc precisa se distanciar e pensar melhor a fim de saber o que vc realmente quer. Ás vezes a gente acha que é amor, mas é só fogo no rabo.

    Chora 3: Pornografia pode ser até saudável se não representar vício. É um comportamento bem mais comum do que a gente pensa. Sobre a fantasia do seu marido, nunca, jamais faça nada obrigada. Não faça algo que não te deixa confortável só pelo prazer DELE. Converse francamente e diga como se sente. Mas tá na cara que ele é um voyeur, então vcs podem procurar maneiras de atender a essas fantasias sem necessariamente envolver outras pessoas. Já pensou em assistir algum filme junto com ele?

  61. Paula Pessoa24/08/18 • 15h14

    Caso 1: você tem que se impor mais. Vai ser difícil no começo para eles aceitarem que não podem te controlad mas eles não irão deixar de te amar. Seja firme que o desconforto inicial passa.

    Caso 2 e 3: não acredito tbm em voyer, menage, swing e etc em relacionamentos. Vi um documentário que se chama amores livres e fala (meio que defendendo) esses relacionamentos abertos e diferentes. Mas em todos os casos apresentados vi que é notável que um queria a situação e o outro se submetia a ela. Isso está fadado ao insucesso. A do caso 2, acho que você não deve amar seu marido e sim estar acostumada ou apegada a ideia de um relacionamento tradicional e seguro. Quanto a pornografia do caso 3. Isso é normal, é fantasia e não é porque ele é homem. Eu sou mulher e consumo pornografia desde sempre. Gosto de assistir e isso não tem nada haver com gostar ou não de quem está com você. Desencane. Agora ele querer ver alguém com vc na cama, pesado! É até dificil pra mim opinar porque é uma coisa tão distante da minha realidade! Eu jamais iria querer ver isso, nem fazer. Rzs. Então se vc nao se sente a vontade. Corre. Mas eu teria o msm sentimento que vc: como ele não ficaria com ciume? Eu ficaria bem mal tbm. Não consigo achar normal e de boa. A questão não é se eu faria ou não. É ele querer isso. Me sentiria desvalorizada e não saberia lidar.

  62. Jessica24/08/18 • 16h03

    Cony!

    Eu gosto mais dos posts de moda e afins,
    Posta todo dia sobre outras coisas, vaaai, diz que sim! haha

    Beijos

  63. Poliana24/08/18 • 17h24

    Cony, que chora tenso!

    Esse lance de menage/ troca de casal nunca da certo. Conheço duas histórias bizarras sobre isso.

    A primeira o cara queria que a noiva topasse uma troca de casal numa casa de swing, a menina tb não concordava, se sentia desvalorizada, mas por muita insistência ela foi. Chegou lá foram para quartos separados. O cara não conseguiu transar com a outra mulher, foi chamar a noiva pra ir embora e viu ela mandando ver com o outro rapaz rs Nunca mais ele conseguiu superar a cena e terminaram.

    Na outra o marido pedia para mulher uma troca de casal, insistiu muito, ela topou muito contrariada pq ele estava aceitando dividir ela, mas disse que escolheria o casal. Tinha um colega de trabalho solteiro que vivia querendo sair com ela, investindo. Ela combinou com o colega, que contratou uma garota de programa pra fingir que era namorada e o marido dela ficou com a profissional e ela como colega que sempre pedia uma chance rs

    • Constanza24/08/18 • 17h26

      GZUIS!

  64. Daiane24/08/18 • 17h29

    Um dos melhores posts do seu blog..amo ficar lendo as histórias e os conselhos.
    http://senhoritadoslacos.blogspot.com/
    Bjos

  65. CYNTIA TRINDADE DE OLIVEIRA PRADO24/08/18 • 18h16

    Cony, o Futilish é muito mais que o Chora! Não pense desta forma. As leitoras que te adoram dão uma olhada no blog todos os dias e acompanham todas as matérias, mas comentam mais no Chora. Esse quadro só é um sucesso, porque o seu blog é um sucesso. Você pode aproveitar todo esse material e o grande interesse das leitoras e fazer um livro voltado para o comportamento feminino nos relacionamentos afetivos. Você já desenvolve um importante trabalho para o empoderamento feminino, mas pode tornar isso algo muito maior. Também sinto falta de vídeos seus. É tão bom assistir vídeos das pessoas que têm um conteúdo bacana para passar. Grande beijo!

  66. Clarissa24/08/18 • 18h35

    Amiga do chora 2… já vimos esse filme um bilhão de vezes, a única coisa que muda é que ao invés de um cara tu te apaixonaste por uma menina, mas, na essência é a mesma novela… a grama do vizinho é sempre mais verde, e vc tá trocando amor por tesão, ou até confundindo as coisas… no teu lugar, eu me afastaria da moça e tentaria retomar meu casamento – pq vc disse que ama ele- e tentava, se não der, não deu, agora, se vc acha que ama mais a ela do que a ele, me desculpe, toca o f$da-se nos outros e vai viver esse amor… felicidades, depois nos conta…

  67. Beatriz24/08/18 • 18h49

    Ixe, tenso. O caso da Camélia eu acho que o jeito é sair de casa mesmo. Meus pais são bem conservadores tbm e eu entendo o lado dela, mas temos que pensar no lado deles tbm… é a casa deles! Acho que ela podia pensar em alugar um apêzinho e ficar lá enquanto organiza o casamento, se as restrições dos pais a incomodam tanto.
    Quanto às outras duas, eu to com a Cony. Ficaria com umas 10 pulgas atrás da orelha se meu marido tirasse assim da manga uma pessoa que topasse um menage tão rápido, mas, estando Inês morta, daria um passo pro lado pra avaliar melhor a situação e decidir o que quero.
    No caso da Lírio, será que ele toparia mesmo vê-la com outro? Às vezes é só fantasia mesmo. Eu aco que faria um teste, flertaria e leve com um cara na frente dele pra ver a reação… nas fantasias as coisas funcionam de um jeito diferente, né?

  68. Ligya24/08/18 • 19h20

    1. Converse com teus pais como adulta que és! Explique que você é responsável, que sabe se cuidar. Aqui em casa minha mãe tinha o telefone de alguns amigos além do número do namorado. O combinado era: manda mensagem se estiver preocupada, se eu demorar para responder, me liga e caso eu não atenda pode ligar para alguém. Resumindo, converse, mostre que eles criaram uma mulher, não têm mais uma adolescente em casa.
    2. Fiquei bastante intrigada com a intimidade do teu marido para propor o ménage e ter uma resposta positiva tão rápido… mas esse não é o foco. Se estivesse no seu lugar, conversaria com toda a sinceridade com o marido e iria viver essa aventura. Prefiro que dê errado, mas que eu tenha tentado, do que passar a vida imaginando como teria sido se eu tivesse tido coragem. Sobre o julgamento da família e amigos, eles amam você, vão continuar te amando e vão se acostumar com as tuas escolhas.
    3. Acho que a questão da pornografia é quase inevitável para os homens, eles são criaturas visuais. Mas você não é obrigada a aceitar nada. Converse para que, pelo menos, ele evite fazer essas coisas na sua frente. Sobre ele querer ver você com outro homem, acho que é uma consequência do pornô. Alguns homens veem isso como se fosse um “pornô da vida real” mas pouquíssimos tem cabeça para lidar com a situação. O ciúme vai aparecer depois e ele, provavelmente, não vai saber lidar.
    Mas o mais importante disso é: não faça nada só para agradar teu marido.
    Isso claramente te incomoda, então, tenha uma conversa séria com ele, deixe claro como você se sente e veja se é possível continuar o relacionamento.

  69. Sandra A.24/08/18 • 21h19

    Caso 1: passei por isso também. Como tenho planos de construir uma família com meu namorado, fiz uma união estável e ficamos todos satisfeitos. Ainda moro com meus pais.

  70. Lus24/08/18 • 22h36

    Cony, falar a verdade, ó… Chora é o que menos leio no blog rsrs

  71. Marcia Aguiar25/08/18 • 01h28

    O 2o. caso me lembrou uma série que assisto na Netflix chamada Eu, Tu e Ela. A história é um pouco diferente, mas no final das contas vale a máxima de que três é sempre demais.

  72. Bruna Lima25/08/18 • 09h38

    2- Acho que vc não gosta dela. Seu casamento estava morno, como é normal em toda relação de muito tempo. O que vc vê nela é a aventura, o “proibido”, o diferente, o entusiasmo de uma nova relação. Sabe quando estamos em um relacionamento novinho, em que mostramos e recebemos do outro apenas o melhor, as qualidades, em que tudo parece perfeito? É isso. Vejo muitos casos de amantes que tem relações ótimas, e quando se assumem, quando vira um relacionamento normal, vai tudo por água abaixo. Pq o comum, o normal, não é fácil de aguentar. Também achei estranho seu marido ter essa liberdade em chamar e ela aceitar. Pois para fazer uma proposta dessa para alguém, é preciso ter intimidade. Será que eles já não tinham um caso, e ele está bravo por perder a amante para a própria esposa …rsrsrs
    3 – Homens vendo pornografia é muito comum. Muitos se masturbam com isso, mesmo tendo vida sexual normal e saudável com suas parceiras/parceiros. Agora desculpe, não achei nada normal ele querer ver você, a companheira dele, com outro homem. Não se chateie com o que vou falar, mas acho que ele não gosta de você. Para mim, quem gosta, não vai querer ver a pessoa em uma relação tão intima com outro. Pode ser que depois ele queira usar isso para ter relação com outra mulher, com a desculpa de que: vc tb fez, não tem nada de mais. Sei que fetiche, cada um tem o seu, e para quem vê pode parecer sem sentido ou inadequado, mas sei lá, abre o olho.

  73. Ariane25/08/18 • 10h44

    Chora 3 – eu gosto de ver pornô e gostaria de ficar com 2 homens, nunca falei isso pra ninguém

  74. Bel P.25/08/18 • 18h43

    Para o chora 2: Sou bissexual e há alguns anos me vi encantada por uma mulher, hoje namoro há 06 anos com um homem…Pelo que vc descreveu essa moça mexeu muito com você e acredito que a relação com o seu marido não tem volta, acontece que as paixões por mulheres são mais avassaladoras de um jeito indescritível!! Se ela está a fim recomendo que se joguem. Vivam isso sem medo! Vcs terão muitos desafios pela frente é lógico, mas acho justo se permitirem. Sei das expectativas que você tem no seu casamento o quão difícil é ver um relacionamento estável desmoronar, porém nessa situação sei também que as emoções são totalmente diferentes, o beijo o toque, o tesão é outro… E como é a primeira vez que vc vive isso, natural se desestabilizar. Não tem como saber se vcs vão dar certo, isso só o tempo vai dizer, mas vejo que o prejuízo na sua vida vai ser maior se não viverem isso. Como médica, sei que vc entende a importância do nosso bem estar nesse sentido. Também me chamou atenção o detalhe de que o seu marido antes de tudo já tinha o feeling de que ela toparia…

  75. Io26/08/18 • 02h36

    Chora 2. CARACA é muita mordenidade para minha vida. Foi algo inesperado por aqui!!!!!
    Você é uma pessoal que gosta de segurança? Fique com seu marido.
    Você é uma pessoa que preza a felicidade e a vida? Fique com ela. Se não der certo bola pra frente. Você pode tentar recuperar seu relacionamento e se não der certo, existem muitos outros destinos possíveis para você. Viva e não tenha medo de viver.

  76. Maíra26/08/18 • 08h12

    Cony, sou leitora pré histórica kkkk leio desde de muito muito antes do post “marca duvidosas” (aliás um outro dia te conto que na época teve até briga na família por causa desse post kkkkkk) então pode ficar tranquila eu consumo td o que vc escreve, acho legal essa tag e tal mas nunca será meu principal motivo para acessar seu blog.
    Então tbm sou careta e conservadora pode não curto menage, swing etc… Teve até uma fase que eu inovar no noivado (hj sou casada) mas isso ficou fora de cogitação pois sou ciumenta e não tenho cabeça firme nesse sentido, inovamos de outras formas. Bjs

  77. juliana28/08/18 • 18h38

    ai Cony, confess que soh entro no blog pra ver o Chora… td vez q vc posta no Ig eu venho ver… e soh….
    e olha q te acompanho desde 2009!

  78. Taty03/09/18 • 16h08

    Chora 1 – Camélia: Meu pai também é bem careta (embora tenha melhorado MUITO nos últimos anos). Tenho dois irmãos homens, e esse negócio de ser “filha única” sempre foi um saco, pelo menos por aqui. “Homem pode, mulher não” – que ódio ¬¬ – e já menti muito que ia dormir na casa de amigas ou viajar com um grupo de amigos mas “as meninas ficam num quarto e os meninos em outro” (meu Deus, to escrevendo e rindo, é muito ridículo uma adulta se passaaaaar a issoooooo kkkkkk!). Enfim, te entendo DEMAIS. Pensei que meu pai (só to falando nele, porque minha mãe é bem de buenas) jamais aceitaria um namorado dormindo aqui em casa, por exemplo. Não arriscava nem pedir.

    Toooooodas as minhas amigas me incentivavam a ter essa tal “conversa séria”. “Você precisa se impor, ele tem que entender que você não é mais uma menina, se ele achar ruim o problema é dele”. Mas a gente que é criada num lar assim, com pai machista ao extremo, sabe que o que reina para além do amor é o medo… e nem é medo de, sei lá, levar uns tapas ou uma esculhambação (o que nunca rolou por aqui, mas que eu tinha medo, ah tinha! imaginava cena de novela com meu pai me dando uma surra e jogando minhas roupas na rua #dramaqueen) é medo de decepcionar mesmo, medo de que eles deixem de nos amar.

    Mas, sabe… o véio me surpreendeu. Um belo dia, estava me arrumando pra ir a uma festa de formatura e resolvi arriscar: “Pai, a gente vai pra uma festa que já começa meio tarde e o fulano deve beber, então ele vai dormir aqui pra não precisar voltar dirigindo pra casa”. E ele respondeu: “ok. Vou pedir pra sua mãe arrumar o sofá pra ele” HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA Dormiu no sofá? Dormiu. Mas dormiu na minha casa, e pra chegar no quarto foi um pulo. E só teve que lidar com uma carinha amarrada no café da manhã kkkk 😉 O namoro acabou, mas a regra permaneceu. Yay \o/

    No final das contas, meu conselho é: talvez você não precise dessa “conversa séria”, não haja necessidade de “se impor”. Se eu tivesse feito isso com meu pai, ia dar merda na certa, porque do jeito que o bicho é bruto e orgulhoso, capaz de nem falar mais comigo depois. Tente ir mudando aos poucos, sem forçar. Se não der certo na primeira (acontece), vai haver uma próxima vez. Pode nem ser com isso de namorado dormir em casa, já que até pros lugares que você vai e horários que você volta ele reclama. Começa devagar, tipo: quando vocês tiverem saído e for chegando a hora que você teria que estar em casa, manda uma msg avisando que vai demorar mais um pouco (pra depois ele não dizer que pensou em ir te procurar no IML porque acordou de madrugada e você não tinha chegado – sim, o meu já disse isso x.x) e no outro dia conta bem animada como a festa tava bacana e por isso você demorou. Porque tem pai de todo jeito, mas uma coisa em comum é que todos eles só querem ver a gente feliz ^^

    Boa sorte!