13
Dec 2017
Chora Que Eu Te Escuto!
Chora Que Eu Te Escuto

A quarta feira mais esperada é a quarta do Chora! Vejamos o que temos para hoje:

Chora 01 – Cara

“Aos 19 anos fui diagnosticada com prolapso retal parcial, condição em que o reto é expulso parcialmente para fora do corpo no momento da evacuação. Isso causa: evacuação incompleta, gases, distenção abdominal e atrapalha e vida! Na época fui a uma médica que me contra-indicou uma cirurgia, pois disse que eu provavelmente engravidaria nessa fase da vida e o prolapso poderia voltar. Já li que o fortalecimento do assoalho pélvico pode melhorar os sintomas e confesso que não estou na minha melhor forma atualmente, porém já fui praticante de atividades físicas assídua e tive os músculos muito trabalhados, corpo fortalecido, e os sintomas continuavam lá. Quero perguntar pras leitoras: alguém tem/já teve essa condição? Fez cirurgia? Fez pilates? Contem suas experiências pra mim (se é que alguém sequer sabia o que isso é antes de eu contar, já que é uma condição rara entre jovens). Agradeço desde já!”

Miga, te desejo toda a sorte do mundo para encontrar um tratamento eficaz. Espero que alguma leitora possa te ajudar!

Chora 02 – Caramba

“Olá Cony! Eu amo o Fufu e acompanho desde sempre. Envio esse Chora, pois me sinto muito confusa a respeito da minha situação atual. Tenho 27 anos, sou formada, tenho um bom trabalho e independência financeira e emocional, moro sozinha, tenho bastante amigos, me sinto muito bem comigo mesma, enfim uma das melhores fases da minha vida. Há 8 meses terminei um relacionamento de 5 anos, sendo esse meu primeiro e único relacionamento. Nos dávamos bem, eu gosto dele, mas a vida que estávamos levando parecia que me faltava algo e eu acabava sempre acomodada na situação. Como ele foi meu primeiro e único não só namorado, mas cara que me relacionei, pensei que ao terminar viveria novas experiências, mas não foi bem o que ocorreu/ está ocorrendo. Surgiram alguns caras, até senti vontade, mas tenho muita dificuldade em me comunicar – vide vergonha, não tenho coragem de tomar atitude e nem sei ao certo se eles estavam interessados, pois sumiram e ainda para ajudar tenho muitas recaídas com o meu ex, me preocupo muito com ele (como está depois do término), quando nós estamos juntos é uma maravilha, mas não gostaria de voltar a relação de antes e nem estar em nenhum relacionamento agora e também gostaria muito de curtir, experimentar outras pessoas rsrs. Que eu faço? como conseguir e manter contatinhos? Se o cara não fala mais significa que ele não tem interesse? Me ajuda, não consigo ter nenhum tipo de iniciativa e as iniciativas que vem em relação a mim duram uma conversa, confesso que pode ser um pouco culpa minha, mas não consigo mudar a situação, acabo sempre cometendo os mesmos erros (não demonstrar interesse). Eu sei que depende de mim, mas gostaria de umas orientações de como começar aos poucos. Gratidão!! Beijos”

Vamos lá. Antes de mais nada, ex é ex. Se for pra ficar tendo recaídas, melhor voltar e assumir o namoro marromeno que tinha. Tem que cortar isso. Como que você vai andar pra frente se tem algo que te puxa pra trás? Resolvida essa parte, hora de partir pra pixxxxxxta! Quer saber como? Leia este post “Conversinha Sobre o Fim…” e leia os comentários também. No começo, realmente é meio difícil conseguir contatinhos mas depois que você pega a manha, tudo muda. Aí só tem que saber administrar. E contatinho é CONTATINHO, não olhe para eles como futuro candidato a pai dos seus filhos. Primeiro pense em conhecer pessoas, mesmo que não sejam 100% do seu agrado, depois vá selecionando até que um dia PÁH, o amor aparece novamente. Ah, 3 contatinhos é o ideal, 5 o máximo. Mais que isso fica difícil de controlar e menos 3 a gente fica muito restrita. Boa sorte!

Chora 03 – Caraô

“Cony, não acredito que estou escrevendo o meu próprio chora, rs. Espero que o meu seja escolhido e que você, e as leitoras, possam me dar uma ajuda! Bem, estou em um momento de instabilidade. Sou publicitária e, por si só, a minha profissão já é complicada.

Fui para a capital, Goiânia, trabalhei lá por 3 anos, e decidi voltar para a minha cidade (que é grande, mas ainda sim, interior) em busca de um estilo de vida mais tranquilo. Comecei a trabalhar na instituição de ensino que mais cresce aqui na região na minha área. Tudo maravilhoso até então… Porque amo o ambiente acadêmico e amo a minha área! Mas, PÁH, meu gestor saiu do emprego e o pesadelo começou: a minha ex professora da época da faculdade assumiu o cargo dele, virando minha superior.

Porém, essa mulher é o cão. E isso é unanimidade. Ela nunca conseguiu atuar em um cargo de gestão antes, porque é péssima em tudo. Ela tem mal gosto (lidamos com criação publicitária, design, então esse é um ponto importante). E, além disso, é muito descompensada. Começou a implicar comigo (e com outras pessoas do departamento) e parou de conversar com todos, mandando todas as informações de tarefas e trabalhos para a equipe somente por e-mail, sem falar com mais ninguém da sala.

A diretoria a AMA, apesar de tudo, e eles são muito fechados, nem desconfiam do que está acontecendo, mas também não dão oportunidades para falarmos abertamente com eles. E eu confesso que sou muito altiva, leonina, e comecei a confronta-la depois de alguns dias sem aguentar essa situação. O que aconteceu? Ela anunciou a minha vaga pelo facebook, rs. Sem me demitir ainda e nem nada. Estou só no aguardo.

As minhas dúvidas são: eu devo esperar ela me mandar embora? Devo falar com a diretoria quando isso acontecer? Devo começar o meu próprio negócio após essa demissão?

Eu trabalho em paralelo com uma miniagência, onde presto consultoria de marketing e faço gestão de mídias sociais. Estou pensando em usar esse momento para investir de vez nisso e realizar o meu sonho de ser empreendedora, dentro da publicidade que é o que eu amo.

Só que dá aquele medinho também: eu me banco sozinha e meu namorado está desempregado, estamos os dois sem recursos, mas temos aluguel a pagar e mais despesas, que atualmente estão ficando comigo em sua maioria.

Ai gente, me ajuda! Hoje mesmo aconteceram festinhas aqui com a equipe, comemorando aniversários, e a minha chefe organizou e não nos falou nada. Só vimos depois fotos em redes sociais e etc. Não que eu me importe, mas vejo o quão absurdo é ela semear a separação da equipe de marketing do restante do “universo” aqui no nosso trabalho, mesmo que nas coisas mínimas. Não está saudável.”

Ninguém é santo na vida e ninguém esta sempre 100% certo. Já avaliou como você se comporta em relação a ela? Em vários pontos do seu texto você tenta deixar bem claro que ela desagrada não só a você, mas a mais pessoas. Será que é assim mesmo? E outra coisa, quando você diz: “Ela nunca conseguiu atuar em um cargo de gestão antes, porque é péssima em tudo” não é nada legal. Se ela fosse péssima em tudo, não teria sido sua professora na faculdade e nem teria contribuído a você se formar e ter uma carreira como publicitária. Já pensou nisso? Desculpa falar assim, mas é que sempre penso que toda história tem 2 lados, e a verdade. No mais, acho que você deveria sair do emprego. Espere a demissão, e se não acontecer, peça pra sair, afinal você não está sustentando mais a situação e já tem um plano B. Pra que se stressar se o caminho pode ser outro né? Boa sorte também!

  • CHORAS ABERTOS! Podem enviar suas angustias, suas frustações, seus perrengues, suas dúvidas, seus desabafos! Conte detalhes, mas não mande testamento, seja objetiva, direta e mande para constanza@futilish.com e no assunto coloque CHORA QUE EU TE ESCUTO. Ah, e tentem não mandar casos muito repetidos e já analisados aqui (tipo o bofe que sumiu no dia seguinte, o menininho que não dá bola, ou a dúvida entre um e outro). Começamos novos casos!
18 Comentários
  1. #1
    Débora
    13.12.2017 - 18:59

    Cara (chora 1), eu acredito que atividades físicas como musculação e pilates não vão fortalecer o assoalho pélvico. Geralmente isso é feito em pompoarismo.

  2. #2
    Angélica
    13.12.2017 - 19:43

    Caso 3 –
    Miga, você é a protagonista da sua vida. Só você!!! Nada que acontece com você é “culpa” de alguém. Essa é a maneira que eu encaro a vida e esse seria o meu conselho para vc.
    Você tem a possibilidade de agir reativamente ou proativamente. O reativo sempre se vitimiza, sempre bota a culpa no outro, reclama, fofoca! O proativo olha a situação e não foca no problema, ele foca na solução, ele é corajoso e não tem medo de mudar.
    Tbm sou leonina, e adoro contratar leoninos, mas às vezes a gente tem q abaixar a bola rs
    Sou gestora de uma equipe de 14 pessoas. E olha, é mto MTO desgastante. Sou querida por uns, e por outros não. É bem difícil agradar a todos. E como gestora tbm já tive q anunciar vaga antes de demitir, se encontro algum perfil legal e se tenho ok da diretoria p demitir uma laranja podre, amor eu não penso duas vezes. Não vou demitir sem ter alguém na manga não. Qdo vc diz q ela não tem bom gosto, isso é mto relativo. Sei lá, não conheço sua área, mas sei que com certeza a diretoria quer q ela entregue projetos no prazo e cumpra (ou até enxugue) o orçamento, vai ver “bom gosto” não é necessário no marketing acadêmico.
    Continue trabalhando e seguindo as ordens da hierarquia. Pare de fofocar. Espere sua demissão e invista no seu sonho. Isso é maravilhoso, você sabe ql é o seu propósito, mta gente nem sabe. Continue trabalhando na instituição, pois é através desse emprego q você vai conseguir investir no seu sonho, não menospreze, não deixe de agradecer. E lembre-se tudo na vida é aprendizado, tire lição de tudo, pelo menos agora você já sabe que qdo tiver a sua empresa você não vai querer passar tarefas por e-mail, né?
    Observação: se a demissão não vier, não tenha medo de se desligar da empresa, não fique cavando uma demissão só para “receber seus direitos”. Vá em busca dos seus sonhos. Empresa nenhuma merece funcionário infeliz.

    Caso 2 –
    Migle, olha tbm sou tímida. Mas uma coisa aprendi, contatinhos não servem para altos papos. Contatinho não se leva a sério. O papo com contatinho é básico, é tipo “oi, tá de bobeira esse fds”? Se ele estiver, marquem de sair e ponto. Se ele não tiver manda mensagem para o outro rs
    Contatinho é para isso, para ir no motel numa terça ociosa, para beber cerveja no sábado à noite (e depois ir no motel tbm rs). É bom isso por um tempo, você cria repertório, fica mais calejada, sabe como os homens funcionam. Vc acaba se conhecendo mais, sabe. E isso não tem preço. Você começa sabendo o q gosta e o q não gosta. O q tolera ou não em um relacionamento. Acho super válido essa fase! De adeus a esse ex, desapega, só depende de você isso, qdo 1 não qr 2 não fazem.
    Mas ah, isso não qr dizer ser fria demais. Pode abraçar o contatinho, pode fazer carinho, não precisa transar e ir embora… você abraçar ele depois do sexo não qr dizer q no dia seguinte ele tem q te pedir em casamento, né rs
    Dá uma olhada no blog Casal sem Vergonha, leia os textos. Vc vai ficar por dentro de como as coisas funcionam. E viva, experiencie. Lembre-se q não vida a gente só evolui, tudo é aprendizado. Pode ser que você quebre a cara com um contatinho (qm nunca), mas tenha certeza q isso aconteceu só para te deixar mais forte! Aproveite a vida! Seja sincera com os caras e com vc! Use camisinha! Bjbj

    • #3
      Angélica
      14.12.2017 - 08:51

      *lembre-se q NA vida…

  3. #4
    Juli
    13.12.2017 - 20:43

    Caso 3: chefe ou supervisor bonzinho e simpático não é a regra. Geralmente quem está no comando não é visto como simpático pois às vezes tem que exigir. Mas muitas vezes é uma pessoa não legal. Primeiro nao se abate por isso, eles fazem o que querem é só não dar bola, e se impor caso seja algo absurdo. Não vai querer que a chefe seja a melhor amiga. Fica quieta, trata bem, seja diplomática, mas sempre com uma carta na manga em vista outro trabalho, vai mandando currículos, às vezes novos supervisores querem equipe nova e sua vaga já era… Mas nao desanime. Só saia de tiver ruim de mais e insustentável para sua saúde mental. Boa sorte.

  4. #5
    Thamara
    14.12.2017 - 13:38

    A pessoa do chora 3 deveria se colocar no lugar dela e aprender a conviver com a chefe, afinal, ela não está em situação financeira de largar um emprego.
    Manda quem pode, obedece quem tem juízo.

    • #6
      Taiza
      15.12.2017 - 21:16

      Meu lema de vida haha

  5. #7
    Andreia
    14.12.2017 - 15:25

    Caso 1- musculação não fortalece assoalho pélvico, procure uma sexóloga e uma fisioterapeuta especialista em ginecologia! Boa sorte!

  6. #8
    Bruna
    14.12.2017 - 16:10

    Caso 01:
    Para fortalecer o assoalho, você deve fazer FISIOTERAPIA PÉLVICA.
    SUper recomendo! (Já fiz por outros motivos)
    Tente falar com a Elaine Spinasse Camilato
    Ela é de Belo Horizonte e é ótima
    Se vc não for de BH, fala com ela mesmo assim
    As vezes ela sabe de alguém para te indicar na sua cidade!

    Boa sorte 🙂

  7. #9
    Rafaela
    14.12.2017 - 16:49

    Cara, você conhece o conceito de exercícios hipopressivos ou low pressure fitness (LPF)% Baseiam-se em exercícios de fortalecimento abdominal e do assoalho pélvico mas que não induzem aumento da pressão intra abdominal, como os exercícios abdominais tradicionais, por exemplo. Segundo os propagadores da técnica, exercícios de musculação tradicionais poderiam até piorar quadros de incontinencia e diastase abdominal.
    Sou uma praticante. Não sou uma profissional habilitada para a aplicação. Sou médica e já li bastante a respeito. Há muita evidência para tratamento de incontinência urinária. Não sei te informar sobre prolapso retal. Mas penso que deveria procurar sobre o tema. Podemos conversar por e-mail e posso te passar as informações que eu tenho.
    Abraços!

  8. #10
    FLAVIA
    14.12.2017 - 22:05

    Caso 1 – Procure pela Cátia Damasceno no google.

  9. #11
    Fran
    15.12.2017 - 10:04

    Para a Cara (caso 1): eu fiquei com fraqueza do assoalho pélvico depois de dois partos, não é o mesmo problema mas acredito que isso pode te ajudar, me ajudou bastante.
    Essa fisioterapeuta faz um programa de exercícios especial para fortalecer o assoalho pélvico. Não sei se entrega o DVD no Brasil, mas eu fiz a opção de adquirir o curso on-line e deu certo, eles mandam por e-mail. Aí tem que comprar a faixa elástica separado, é fácil de achar. O único problema é que só tem em inglês.

    http://www.hab-it.com/

  10. #12
    Bruna
    15.12.2017 - 13:40

    nossa, quase ninguém ajudou/comentou dessa vez, assuntos desconhecidos…

  11. #13
    Taiza
    15.12.2017 - 21:15

    Hoje eu vejo que gestor bonzinho só se ferra… Muitas vezes eles tem números para apresentar, prazos para cumprir, são alvo de exigências também. Mesmo que não seja o seu caso, já parou pra pensar no tanto de funcionário braço curto que se folga com chefe bom demais? Claro que também deveria haver um meio termo, mas as pessoas são assim mesmo.
    Você pode até estar no seu direito, mas muitas vezes ser altivo só atrapalha, sabe? Ainda mais quando a gente precisa do salário… sugiro baixar um pouco a bola, e ir focando no plano B. Não estou falando que você está errada e muito menos que ela está certa, mas cuidado com os colegas descontentes que também reclamam, pois um dele pode estar indo levar a informação quentinha pra ela, já pensou nisso? O que quero dizer, é que há uma hierarquia, e quando ela não é respeitada, a corda vai arrebentar para o lado mais fraco, você no caso. Se está precisando de dinheiro, vai trabalhando enquanto a demissão não chega (ela pode nem chegar), enxuga as contas da casa até seu namorado arrumar trabalho, e foca energia no plano B. Quando e se acontecer, pode ser que seu namorado já esteja trabalhando, e você já com o pé de meia para se sustentar enquanto aparece algo melhor. Se aparecer algo melhor, se desligue da empresa, pois você descontente não é bom para a empresa e muito menos para a sua saúde. Boa sorte 🙂

  12. #14
    Bárbara
    16.12.2017 - 09:35

    Amei os cara, caramba, carô! Viva Chiclete com Banana!
    Chora 1 – Acho que a combinação pompoarismo, reiki, acunpuntura podem ajudar enquanto não é possível realizar a cirurgia!

  13. #15
    Raquel
    16.12.2017 - 10:43

    Chora 1
    Moça, minha tia avó de 94 anos teve prolapso. Ela fez uma cirurgia, não foi bem sucedida. Fez outra, e Aí deu td certo. A qualidade de vida dela melhorou demais. Mesmo com a idade avançada a cirurgia foi mto importante pra ela. Acho que vc tem que procurar outros médicos, ouvir outras opiniões até que vc ache alguém que vc confie e seguir esse tratamento. Sou leiga no assunto e só conheço esse problema por cauda da minha tia, mas fico pensando que vc ainda vai demorar a ter filhos pq tem só 19 anos. Às vezes vale a pena fazer a cirurgia e se tiver problem no futuro faz outra. Isso interfere mto na qualidade de vida e vc não precisa viver assim. Vá atrás de outras opiniões profissionais.

  14. #16
    Ana Banana
    16.12.2017 - 11:03

    Primeiro queria parabenizar a Cony pelos psuedônimos, hahaha, adorei!

    CARA – procure uma fisioterapeuta pélvica/uroginecológia, pois a musculatura que tem que ser trabalhada é a do períneo, com exercícios específicos e às vezes até com alguns aparelhos (biofeedback, eletroestimulação, etc). Deixo esse site para voce dar uma lida, tem tbm indicação de fisios por estado: http://perineo.net/conteudo/index.php

    CARAMBA – só tenho a dizer que a Cony já disse tudo 🙂

    CARAÔ – acho que se está tão insatisfeita e já tem plano B, não espere a demissão

  15. #17
    Dayenne
    19.12.2017 - 07:46

    Caso 3 – Já passei por algo parecido e conheço muitas pessoas que passaram também e só posso dizer que o futuro será a demissão mesmo. Atualmente estou na minha quarta empresa, mas no meu primeiro emprego (que eu amava apesar de ganhar pouco) depois de um ano e dois meses mandaram minha chefe embora e contrataram uma louca (sim, ela era com toda certeza, não era implicância minha, por isso te entendo) e a gerente também gostava dela, tanto que mudou quase o quadro todo de funcionários e ela ainda está lá. Devia ter lá suas qualidades também. Ela também publicou minha vaga e de uma colega na internet, fez entrevista para nos substituir na nossa frente. Lembro que ela dispensou o quadro inteiro do RH e falou na minha cara na hora da demissão que eu era uma péssima pessoa e que a vida iria me ensinar, porém quando sai de lá fui apenas crescendo, então sei que foi a melhor coisa. Sobresse lance de falar com a diretoria, passar adiante os problemas do setor, na época fiz isso, falei com o diretor da empresa e um gerente, porém não adiantou nada, então o que posso dizer é que se vai te ajudar a se sentir melhor faça, mas não vai mudar nada, a situação sempre complica o lado mais fraco. Deixa que a demissão aconteça, você irá receber seus direitos, e ai vá procurando outra oportunidade e pensando em abrir seu negócio, se amadurecer a ideia invista! Boa sorte!

  16. #18
    Caroline
    20.12.2017 - 10:32

    Só pra dizer que amayyyyy os nomes! Chorei de rir kkkkkkkk

Comente