08
Nov 2017
Chora Que Eu Te Escuto!
Chora Que Eu Te Escuto

Choradeira de quarta! Venhaaaaam!

Chora 01 – Natalie

“Oi Cony tudo bem? Só queria falar que eu AMO seu blog (de paixão). Foi o primeiro que comecei a ler e não parei mais. Cada post que sai eu fico com aquela sensação que você se torna cada vez mais próxima das leitoras, especialmente com o Chora (SUPER AMEI ESSA PARTE QUE VOCÊ CRIOU).

Mas hoje, especialmente nessa véspera de feriado eu vi o post de uma menina no seu blog que eu me identifiquei. É o chora n° 2 (Estrela) sobre a cistite de repetição. LINK AQUI.

Deixa eu te contar o porque da minha identificação com essa moça:

Há algum tempo atrás (mais de um ano), comecei a sentir uma urgência para urinar, em especial à noite. Cada dia era uma tortura para dormir. Eu tinha acabado de deitar e não podia nem falar um “boa noite” para o meu noivo sem ir no banheiro de novo. Na maioria das vezes saía xixi, na outra demorava um tempão e era só um pingo. Cogitei por várias vezes dormir em cima da privada e me declarar a “queen of thrones” porque tava difícil. E olha que tenho um relacionamento há mais de 5 anos com o meu noivo, proteção e tudo o mais, mas aquilo, me deixou encafifada. Aliado à esse problema, comecei a ter dores na penetração, o que me deixava receosa quando tinha relação ..

Depois de uma consulta na primeira gineco, a mesma me disse que era psicológico. Tanto a dor quanto a urgência de urinar eram coisas da minha cabeça. Por um tempo eu acreditei. Minha família toda falou que era coisa da minha cabeça mas, como ninguém tava com a minha bexiga nem a minha querida periquita, eu decidi investigar mais.

Daí Cony, começou a minha saga.

A urgência ao urinar começou a piorar, e passou a ser o dia todo. Eu sentia dores, uma pressão horrível e por 2 vezes fui tratada como infecção urinária no pronto-socorro. Fui ao urologista que pediu exames e solicitou que também passasse com um cirurgião, caso tivesse mais exames complementares. O querido cirurgião mal começou a me ouvir e disse que eu tinha bexiga hiperativa… E o que é essa maledeta? É uma coisa chata que persegue pessoas de qualquer idade (mas em especial em idosos e mulheres após o parto normal), cujos sintomas eram exatamente iguais ao que eu sentia e também tinha um tratamento (leia-se Retemic).

Fiz todos os exames e eles não deram NADA. Entretanto, o urologista pediu que a gineco solicitasse mais exames também. Ao passar por uma 3a. gineco, a mesma me informou que tinha bexiga hiperativa e me entendia. O problema é que ela tinha o dobro da minha idade (48 anos) e disse que não era normal em pessoas da minha idade pois os exames não apontavam nada. E dá-lhe mais exames.

Nos últimos exames da gineco, descobri que estou com uma lesão no colo do útero e estou aguardando a biópsia. Mas o que me ajudou bastante nessa urgência urinária foram os exercícios de KEGEL. É tipo um abdominal ponte (aquele que vc eleva a bunda deitada no chão apenas, e segura a bexiga por 5 segundos). Isso porque minha bexiga querida contrai o tempo todo, dando a ilusão de estar sempre cheia … Esses exercícios Cony, me ajudaram muito. Quanto à dor, é bastante preliminar e KY, porque infelizmente eu não tenho muita lubrificação mesmo quando tá no ápice de virar os olhinhos… rs

Enfim, foi apenas um desabafo para que a “Estrela” não se sinta sozinha. Acredito que os exercícios e manter a alimentação saudável e continuar se hidratando podem ajudar bastante ela. Uma sequência de 3 sessões de 15 por dia sendo de 5 segundos cada já começam a surtir algum efeito. Abdominal hipopressivo também pode ser um aliado bacana.

É isso aí Cony, espero que você leia minha msg e que eu possa ajudar essa coleguinha linda. Me identifiquei super =/

Um beijo Cony, parabéns pelo seu trabalho e por ser essa blogueira linda que inspira.”

Menina, fiquei chocada o tanto que isso é comum e atinge tantas mulheres. Achei lindo o monte de dicas  e as ajudas oferecidas. Obrigada por compartilhar mais essa dica para todas que sofrem com isso!

 

Chora 02 – Dylan

“Cony, vim contar minha história.

Vim de uma família muito complicada, meu pai era usuário de drogas e minha mãe depressiva. Desde pequena meu pai foi super agressivo e minha mãe submissa. Fui agredida, passei privações e nunca tive carinho e apoio da minha família. Resultado, cresci com a autoestima toda cagada e com uma carência enorme.

Durante a minha adolescência tive alguns relacionamentos, todos abusivos, bastava alguém falar que eu era bonita que eu já ficava apaixonada e obcecada.

Com 22 anos conheci meu marido, em uma semana estávamos namorando e com três meses casados. Aceitei casar, pois meu pai tinha me agredido e eu queria sair de casa. No inicio nosso relacionamento foi muito difícil, afinal eu me casei com um estranho, mas aos poucos fomos acostumando com o jeito um do outro. Atualmente tenho quatro anos de casada e não sou feliz no meu casamento, meu marido é uma pessoa boa, de caráter, me respeita e cuida do nosso lar, porém é extremamente frio em relação a sentimentos, não tem nenhuma demonstração de carinho e a vida sexual anda de mal a pior. Para mim que sou carente ao extremo, é muito difícil lidar com essa indiferença. Não falamos em separar, pois conquistamos muitas coisas juntos, mais é nítido que a paixão que tinha quando nos conhecemos não virou amor. Ao mesmo tempo em que não sou capaz de tomar nenhuma atitude, fico extremamente angustiada em ver minha vida passar de uma forma morna, sem emoções e sentimentos.”

Dylan, acho que a quote que escolhi para você diz tudo e mais um pouco: QUANDO A CARÊNCIA SUPERA A RAZÃO, AS ESCOLHAS PODEM SE TORNAR DESILUSÃO. Miga, você só casou com seu marido para fugir de casa. Foi sua alternativa na época, no desespero, mas já sabemos que não deu certo. Você disse com todas as palavras que não está feliz no casamento, que seu marido é frio, e que não tem amor nessa relação. Não entendo porque as conquistas dos dois é um empecilho para a separação… Que bom que deram certo nesse sentido, mas e a felicidade dos dois?? Você acha que ele está satisfeito com a vida que vocês estão levando? Com sexo ruim, com falta de amor e carinho??? Vai esperar ele pedir a separação ou descobrir uma amante para sofrer ainda mais??? Tenha coragem, você está super nova, já sabe se virar sozinha, tome as rédeas da sua vida e procure sua felicidade! De nada adianta estar vivo se for para ser algo morno, meia boca, mais ou menos.

Chora 03 – Alex

“Oi Constanza! Creio que este chora é um pouco diferente, pois sou o lado B da história, neste caso um namorado que já não sabe o que fazer. Fiquei sabendo deste blog porque a minha namorada o acessa com certa frequência e comenta comigo. Então resolvi relatar a minha situação e ao final solicitar auxílio.

É o seguinte… Namoramos há muitos anos e a nossa vida sexual está muito fria. Já moramos juntos há algum tempo. Ocorre que ficamos dias e até meses sem ter qualquer relação sexual. Já tentei conversar com ela sobre o assunto para ver onde está o problema, mas ela não aceita e diz que odeia ser pressionada e que tudo tem que ser no tempo dela. Ela já até disse o absurdo de que torcia para eu arrumar uma amante para não ter que procurá-la. Cheguei a propor que procuremos uma terapia, psicólogo etc. Eu a amo, a respeito, nunca a traí.

Sinceramente, a minha intenção é a de tentar resgatar com ela uma vida sexual mais ativa, pois sempre quando transamos é muito bom para ambos.

Porém, quase nunca ela está disposta. Inclusive ela disse que em dias de semana está vetada a relação porque fica cansada da rotina de trabalho.

Com isso, sempre abro os finais de semana com a esperança de que algo vai rolar. Preparo jantar, compro bebidas que gostamos e faço todo tipo de mimo. Mas nem sempre isso funciona. Aliás, quando funciona é exceção. Além disso, nunca parte dela uma situação surpreendente. Ela fica sempre esperando e a sensação que tenho é de que se eu não procura-la, estará tudo bem…

Não temos filhos e isso me preocupa pois já ouvi falar que depois as coisas pioram. Até chegamos a tocar no assunto mas ultimamente estou bem desanimado por conta desta abstinência. Atualmente, por exemplo, não temos relação há quase 2 meses.

Enfim, queria sua opinião e das outras leitoras, até mesmo para que ela leia e veja que é anormal o que está acontecendo conosco.”

Amigo, vamos lá… Bom, para início de conversa, homens gostam muito mais de sexo do que mulheres, isso é natural, vocês tem muito mais testosterona que a gente e isso já nos deixa em desvantagem. Não estou falando que mulheres não gostam, mas precisam de menos freqüência sexual para se satisfazer. Tem umas exceções por aí, mas vamos tratar mais geralmente. Outra coisa… sua namorada toma anticoncepcional? Isso abaixa muito a libido. Eu sou outra mulher desde que parei de tomar pílula. Ela também pode ter depressão… já conversaram sobre isso? E tenho mais uma coisa para te dizer, quando ela te diz para você procurar uma amante para deixa-la em paz, não é um bom sinal. Acredito que ela já não tenha mais o mesmo sentimento por você… Forte dizer isso, mas é uma grande possibilidade. Se quiser tentar algo para melhorar a freqüência sexual, sugira que ela tome suplementos com base em testosterona e pare com os anticoncepcionais. É uma alternativa, mas ainda acredito que o motivo é outro…

  • Choras suspenso ok? Quando liberar a caixa de mail, avisarei aqui!
52 Comentários
  1. #1
    paula
    08.11.2017 - 15:38

    Sobre o Chora 01, os exercícios são realmente ótimos, fiz no pós parto e foi muito bom. Mas acho que ainda melhor é o pompoarismo, tem cursos online, dá pra praticar no trabalho e ajuda ainda mais. Fora que dá um up nas relações tb…

  2. #2
    Clarissa
    08.11.2017 - 16:11

    Oi, Cony… sei que pra vc foi assim, mas o pobre do anticoncepcional que nos libertou de ter uma renca de filhos ficou de culpado de tudo de novo… tem mil e uma razões pra essa moça não querer sexo… os hormônios também, mas acho que poderíamos começar por outras hipóteses… Tipo, tem gente que não gosta mesmo… nunca gostou… a depressão é uma boa alternativa, o namorado que não tem pegada, o amor que acabou… A menina pode até estar usando o sexo como moeda de troca… de repente terapia de casal era uma… Mas, no fundo, acho que se ela mandou ele procurar outra, é pq o problema não é falta de tesão no geral é sim falta de tesão pelo noivo,mesmo…bjo

  3. #3
    Lo
    08.11.2017 - 16:35

    Achei que esse chora número 3 (do Alex) tá parecendo mais um “se situa” pra namorada que, como ele mesmo disse, é leitora do blog…

  4. #4
    Juliana
    08.11.2017 - 16:52

    Chora 2: A vida é rara, você tem todo o direito de ser feliz! Vá buscar sua felicidade e não se acomode numa situação que não a satisfaz!!

    Chora 3: Para a namorada: Miga, sua louca, valorize o boy que te ama e te respeita, o mundo tem muito cafajeste fingindo ser príncipe. Caso não o ame mais, siga sua vida e deixe que ele faça o mesmo, pois, parece uma pessoa do bem! Todos merecem seu quinhão de felicidade.

  5. #5
    Fabiana
    08.11.2017 - 16:53

    Alex

    Eu tenho uma amiga que passa por isso, e ela também já disse que gostaria que ele arrumasse uma amante. Mas no caso dela, a sugestão foi por medo dele largá-la pela falta de sexo.
    Ela não consegue gostar de sexo, então para que ele não desista do relacionamento, ela prefere que ele tenha uma amante para satisfazê-lo no quesito que ela falta.
    É difícil de entender, não concordo com ela, mas cada um é cada um né?

  6. #6
    Nicole
    08.11.2017 - 18:42

    Sobre o caso 1: Migas que sofrem com isso, já experimentaram fazer pompoarismo? Não tenho certeza se ajudaria para este caso em especial, mas já que hipopressivos ajudam, creio que o pompoarismo também. Porque estará exercitando a musculatura (fora que além de ótimo para a saúde, é ótimo para o sexo. Aliás, Cony, acho que seria um assunto interessante de abordar no blog!)

    Sobre o caso 3: Acho que você deveria ter uma conversa franca com ela para saber se tem algum motivo além do “cansaço do trabalho”. Ela pode ter tentado te falar de outras maneiras e você não captou. Ela precisa saber que deve ser objetiva com você. Às vezes, homens tem esse problema de não entender as mensagens que deixamos entrelinhas. Acredito que pode ser uma depressão sim, aí talvez nem ela saiba que a tem. Têm que observar outros sinais… como está a relação de vcs num geral, etc. Pensar como era a freqüência antes também. E também tem que saber ser paciente. Se ela não está a fim neste momento, não adianta ficar insistindo que pode só piorar tudo. Mas é muito importante haver diálogo sincero e direto.

  7. #7
    Bel
    08.11.2017 - 19:53

    Caso 3: tive problemas hormonais e isso afeta MUITO a libido, acho que ela deveria procurar uma gineco pra fazer os exames..

  8. #8
    L
    08.11.2017 - 20:09

    Qdo não tinha coragem de pedir o divórcio, rezava todo dia pro ex conhecer uma mulher linda, se apaixonar perdidamente e ir com ela… Amigo, posso estar enganada, mas parece que o amor acabou!

  9. #9
    Jessica
    08.11.2017 - 20:13

    As vezes a mulher tem fantasias que o boy reprime, aí da nisso aí!
    Fora que a mulher para ter tesao tem que admirar o homem, vai saber o que esse boy tá aprontando, se deixa a casa bagunçada, se não Estuda!
    E uma das hipóteses é depressao e baixa autoestima, imagina se ela tem problema com a imagem e viu o boy admirando apenas as gostosas fitness?
    E a última é que ela tem outro!

    • #10
      Nicole
      09.11.2017 - 10:23

      Isso é muito verdade!
      Só tenho vontade de transar com o boy quando está tudo bem na relação. Se estou incomodada com algo, não tenho nem tesão.
      Parece óbvio, mas não é.

  10. #11
    Priscila
    08.11.2017 - 20:16

    Caso 3: ela não está mais a fim de vc. Saia fora antes de você se machucar. Você está disposto a ajudar e ela não colabora.

  11. #12
    Iraci
    08.11.2017 - 22:08

    Alex, Podem ser tantas coisas. Mulheres sao tao complicadas. Mas a melhor solução pra isso é uma conversa franca. Principalmente se acabou o amor, o certo seria essa moça deixar você seguir sua vida.
    Ela pode estar com problemas hormonais ou nao gosta de sexo. Se for isso mesmo, ela deve ser carinhosa com você nos outros momentos. Só nao tem vontade de transar.
    Mas se a sua namorada nao te trata mais com carinho, nao gosta da sua companhia e etc acho aue ela não gosta mais de voce, ou pode estar depressiva mesmo. Mas se for depressao nem ela saberá falar, mas as pessoasd oentes perdem os sentimentos bons de verdade.

    Tenho uma outra teoria que ja aconteceu comigo, mas isso se resolveu com muita conversa. Durante um tempo o sexo era tao ruim pra mim, doía, machucava, não tinha lubrificação nenhuma e por isso se o meu marido nao me procuradse eu realmente achava bom. Sentia muita falta do sexo mas so de pensar em sentir dor ja desistia. Isso nao se resolveu com conversa, pois depois que expliquei para meu marido as coisas meio que pioraram pois ele sentia medo de me machucar o tempo inteiro e nao conseguia relaxar. Tudo se resolveu com uma visita na ginecologista que passou urofisioterapia, mas ela chutou, pois eu sentia uma dor tao dificil de explicar que nem a gineco entendeu o que era.
    Pergunte sua namorada se ela nao tem vontade de fazer por achar ruim. Se for isso voces podem melhorar de diversas formas!

  12. #13
    Taty
    08.11.2017 - 22:27

    Chora 3: acho que ela não mais a fim desse relacionamento. Quem ama, tenta resolver os problemas. Faz o que for preciso pra melhorar! Eu corri atrás e fiz vários exames…usei medicamentos…fiz terapia…sei não…tenha uma conversa franca!

  13. #14
    Lívia Santiago
    08.11.2017 - 23:31

    Alex, eu me identifico um pouco com sua namorada, porque já passei por algo parecido. Eu tenho mania de me autoanalisar haha, não é correto eu sei, mas eu tenho certeza que a carga excessiva de trabalho matou minha libido por um tempo. Tem none, chama síndrome de Burnout. Não vou me diagnosticar nem a ninguém, mas é devastador, a pessoa fica deprimida. Também já fiquei mal por conta de insuficiência de vitamina D, a tal depressão química.

    Não se enganem achando que depressão faz a pessoa ficar chorando no canto o dia todo. Tem vários tipos de depressão, e em todos eles o fator comum é que a própria pessoa não aceita que isso possa ser uma realidade. É muito estigmatizado, ninguém quer ser “maluco suicida”. Só que às vezes depressão é só uma vontade de não fazer nada, tem dias que você quer dominar o mundo, outros você tá explodindo de ódio, e em outros você tá de boa. Mas a vontade de não fazer nada, de não interagir, é uma constante. E sexo é uma atividade, é uma interação. E se for esse o caso, tenho certeza que ela está tão mal com a situação quanto você. Talvez ela não saiba o que está acontecendo e não saiba como lidar.

    Claro que pode ser que ela simplesmente já tenha dado o máximo dela nessa relação. Enfim. Acho que vale tentar que ela se abra,pra entender o que está acontecendo. Porque pode ser o pior momento da vida dela e você vai estar pulando fora. Mas claro, se respeite e tenha seu tempo. Porque também não dá pra ficar amarrado a alguém que não quer se ajudar.

    • #15
      Giorgia
      09.11.2017 - 14:14

      Muito pertinente seu comentário! Super sensato!

  14. #16
    Mércia Nogueira
    09.11.2017 - 07:03

    Garoto,não sinta sobrecarregado por investir no relacionamento.Agora obviamente senta e converse pois qualquer relação é uma via de mão dupla.Se ela não faz o mesmo é porque tem algo errado.Eu já passei por situaçao igual e quando vi que meu namoro tava minando e que eu ia perder o amor da minha vida,comecei a fazer algumas coisas que me incentivaram a botar fogo na relaçao.Sugeri que saissemos da rotina.Então propus viagens,motel,comprei lingeries.Enfim isso foi resgatando e hoje vivemos felizes e realizados a mais de 15 anos.

  15. #17
    Babi
    09.11.2017 - 08:22

    Alex – Eu vivi isso na pele com meu ex. Também morávamos juntos e minha vontade de transar era nula, mas tinha tanto medo de terminar e ter que encarar a independencia ou voltar pra casa dos meus pais em outra cidade que ia empurrando com a barriga. Essa moça não gosta mais de vc… O conselho aqui é bem parecido com o que eu daria para uma amiga, se valorize e pule fora.

  16. #18
    Carol
    09.11.2017 - 08:54

    Chora 3:
    Se você já conversou com ela, já propôs alternativas, tratamento e etc e não adiantou, ela deixou bem claro que será no tempo dela, cabe a você decidir se vale a pena ou não continuar nesse relacionamento, pesar os prós e os contras e tomar uma decisão. Acho que não existe uma resposta certa…Mas se você é capaz de suportar essa situação para o resto da vida, siga em frente, caso não seja, melhor seguir a sua vida sem ela, mas não acho saudável que você tenha uma amante. Boa sorte!

  17. #19
    Jaqueline
    09.11.2017 - 09:48

    Para o caso 3, sugiro procurar uma ginecologista para descartar qualquer problema físico, como por exemplo o anticoncepcional. Se estiver tudo ok, terapia amigo! Mas claro, tudo isso se ela concordar né?! Caso ela não queira fazer nada disso, existe a possibilidade dela não sentir mais nada por você.

  18. #20
    Soraia
    09.11.2017 - 10:23

    Sobre o chora 3 infelizmente, infelizmente MESMO, eu acho que não há mais amor da parte dela.
    Aqui nos outros choras já teve mulher reclamando que estava triste por não “corresponder” ao companheiro, mas todas pareciam super angustiadas com isso e querendo melhorar, da parte da sua namorada parece que ela está nem ai. Triste isso.

  19. #21
    Nayara
    09.11.2017 - 10:33

    Alex, me vi na sua namorada com meu ex-marido. Alias, podia ser meu ex-marido escrevendo isso aí.
    Posso ser sincera? Ela pode ate te amar, mas não sente mais paixão, admiração e tesao por vocÊ. E isso, meu amigo, não tem volta. O problema nao é ela gostar de sexo, é ela nao gostar mais de sexo com você. Comigo foi assim. O marido virou ex. Infelizmente.

  20. #22
    Ruane Santos
    09.11.2017 - 11:01

    Chora 01 – Natalie
    Menina, que sufoco, hien? Nós mulheres passamos por cada uma. E isso porque você sempre foi ao médico e procurou vários recursos na medicina. E quando a mulher nem vai atrás, como que fica? Muito tenso. Me chamou a atenção você dizer da lesão no colo do útero. Pelo amor sagrado: cuide disso o mais breve possível. Eu já tive uma lesão e foi sofrido, psicologicamente falando, tratar. Torço que tudo se resolva, viu? Abraço forte!

  21. #23
    Ana
    09.11.2017 - 11:16

    Olha Alex, acho que é válido considerar todas as possibilidades levantadas (depressão, problemas hormonais etc), mas pra mim ficou parecendo que sua namorada é uma baita de uma egoísta mesmo.
    Tenho certeza que a maioria das pessoas se sente cansada depois de um dia inteiro de trabalho, mas de vez em quando não mata fazer um esforço para esquecer o cansaço um pouco e cuidar da vida a dois.
    Afinal, as coisas não podem ser sempre como e quando ela ou vc quiserem, cada um tem que ceder um pouquinho a cada hora…

  22. #24
    Daniella
    09.11.2017 - 11:32

    Alex, já tive duas uniões estáveis e aconteceu o mesmo nas duas. No caso da primeira, eu não tinha mais admiração pelo meu companheiro. Achava ele muito criança em relação à vida e isso me desmotivava sexualmente. A pressão dele pelo sexo tb me incomodava. Eu até tive essa vontade de que ele tivesse relações com outras pessoas pq eu entendia a necessidade dele e eu não conseguia corresponder. Isso me trazia muito sofrimento tb. Na segunda união, o sexo era muito mecânico e ele não me dava oportunidade para propôr melhorias. Ele não aceitava muito bem as críticas (de um modo geral) e isso foi piorando o sexo. Quando fazíamos eu gozava praticamente todas as vzs, mas para mim o sexo é uma expressão de amor. Ele tratava o sexo como algo muito animalesco e eu não gostava de sexo assim. Ou seja, não é pq eu gozava que era de fato bom (confuso, eu sei). O fato é que sexo pra mim não é prioridade. Eu só faço se eu estiver bem: não estiver cansada (e entendo perfeitamente ela no quesito não fazer no meio da semana), tiver admiração pelo parceiro, intimidade (conseguir compartilhar os anseios, vontades) e não tiver nada me preocupando. Não tomo pílula e meu ginecologista disse que sou perfeitamente normal pois não é algo de agora. Eu nunca tive muita necessidade de sexo. Meu sonho é ter um parceiro que não tenha tanta necessidade para que nem eu e nem ele soframos com essa diferença.

  23. #25
    manu
    09.11.2017 - 12:01

    Alex,

    Não concordo com a Cony (primeira vez, quem diria! kkkk), não acho que ela não goste mais de você. Infelizmente conheço várias mulheres que não gostam de sexo e dariam a vida pra não ter que dar pro namorado/marido, kkkkk. Pode ser que a sua se encaixe nisso aí. Claro que pode ser anticoncepcional ou outros fatores fisiológicos ou até emocionais, vale a pena ela investigar sim.

    Acho que te resta tomar uma decisão: vale a pena continuar com ela nessa situação?

    Eu já vivi uma fase no casamento de ficar como você, com pouquíssimo sexo, e dei um ultimato pra ele, por que pra mim não existe relacionamento amoroso sem sexo (PRA MIM).

    Boa sorte e cuide da sua felicidade – querer sexo frequente não é absurdo ou futilidade, seja fiel a você mesmo.

  24. #26
    Ca
    09.11.2017 - 12:20

    Será que a namorada vai ler? Queria saber a versão dela…
    É difícil imaginar o que está causando isso, pois podem ser vários motivos. Caso não consigam resolver e se isso está incomodando a ele, será que vale a pena continuar nessa relação? Complicado. Tomara que se resolvam.

  25. #27
    Ana
    09.11.2017 - 13:40

    Para o Alex, do caso 3, percebi que muitas leitoras falaram em depressão. Nesse sentido, é importante observar se a relação dela com outras pessoas mudou, se ela continua se dedicando aos hobbies de antes, se continua interessada em fazer as coisas que curtia antes. Talvez o problema não seja mesmo apenas em relação a vc (ou à vida amorosa). Vale a pena observar. E, se vc tiver proximidade com a família dela, tocar no assunto, pra ver se mais alguém acha que ela mudou de comportamento, que anda muito down. É isso.

  26. #28
    Flavinha
    09.11.2017 - 15:59

    Faz um tempo que tb comecei a ter essa “urgência” em fazer xixi. O estranho é que essa urgência sempre me aparecia depois que a menstruação terminava e ficava com essa sensação ruim por 1 semana, 1 semana e meia.
    Lembro que lá no começo fui ao pronto socorro uma vez, contei pra médica os sintomas, ela me pediu pra fazer exame de urina e como os sintomas todos apontavam pra infecção urinária, ela me receitou um antibiótico e falou pra eu pegar o resultado na internet depois.
    Pois bem, peguei o resultado e eu não estava com infecção urinária.
    Reparei que todo mês após a menstruação era a mesma coisa.
    Fui ao médico e ele diagnosticou que meu útero estava um pouco aumentado. Tratamos, ele voltou ao tamanho normal.
    Porém passou um tempo e o incomodo voltou.
    Ele pediu então pra eu fazer uma ressonância. E nela apareceu que eu tenho adenomiose, que é uma endometriose dentro do músculo do útero.
    E como esse “foco” está entre o útero e a bexiga, pressiona a bexiga, o que faz eu ter esse incomodo.
    Agora pra resolver só com cirurgia, a qual acredito que vá fazer até o fim do mês ou no inicio de dezembro agora.

  27. #29
    Bruna
    09.11.2017 - 16:26

    Alex

    Não concordo, Cony.
    Eu mesma já passei por isso e já relatei no blog algumas vezes.

    Às vezes ele acha que a relação para ela é boa e pode não ser.
    Ela pode ter vaginismo e sentir dor ou não sentir prazer, por exemplo. Isso acaba diminuindo o desejo.

    Ela pode ser travada mesmo, por questão de conservadorismo.

    Enfim, acho que é mais na cabeça dela, por algum trauma ou por algum problema físico mesmo, que a impede de gostar.

    Eu mesma já fiz até fisioterapia. E terapia ajuda também.

    Não resumam a coisa ao anticoncepcional e tal.

    Não desistam! 🙂

  28. #30
    Bruna
    09.11.2017 - 16:27

    Natalie

    Já ouviu falar em fisioterapia pélvica? Acho que poderia te ajudar muito!
    Se for de BH, procure Elaine Spinassé Camillato
    Ela é ótima!

  29. #31
    Mari
    09.11.2017 - 16:28

    Apenas uma observação sobre o caso 03: olhem como é diferente a abordagem quando uma mulher que não quer sexo…várias hipóteses surgem: hormônios, depressão, problema na relação. Se fosse um homem com um problema desses acredito que não dariam tantas opções pra ele! O machismo tá onde nem imaginamos…

    • #32
      Ana
      10.11.2017 - 10:40

      Nossa, achei nada a ver.
      Inclusive já teve Chora aqui com homens que não gostavam de sexo e várias hipóteses foram levantadas.
      Além disso, temos q considerar que a maioria das leitoras aqui é mulher, então é muito mais fácil entender problemas de outra mulher – por uma questão de identificação biológica mesmo, não de machismo.

    • #33
      Mariana
      14.11.2017 - 16:00

      Concordo com você Mari!

  30. #34
    Raisa
    10.11.2017 - 00:24

    Chora 3: eu sugiro que ou ela é assexuada e não tem necessidade de transar, pesquisem pois existe. Ou ela é tímida, baixa auto estima, foi reprimida no assunto sexo na família durante infância e adolescência e ainda não superou isso de forma que não curte o sexo, provavelmente nunca nem teve orgasmos, vc está achando que está bom mas não está se não ela queria mais. E quero dizer que nao deve ser cukpa sua nao, deve ser algo nela mesmo.
    eu nao concordo com isso de que mulher eh menosnsexual que homem, isso foi imposto pela sociedade e ta impregnado em nós. é preciso se libertar disso.

    meu conselho é que ela assista o canal “mulheres bem resolvidas” no youtube, pra se desprender de ideias plantadas e elevar a auto estima. e pra vc, que os mimos sejam por amor e nao pra tentar conquistar sexualmente, no mais, boa sorte, achei muito bacana vc pedir ajuda aqui, deve amá-la pra caramba, pá na minha opinião sexo é muito importante numa relação e tá muito fácil de conseguir p insistir tanto mesmo com meses de abstinência,

  31. #35
    Mirella
    10.11.2017 - 10:39

    Para o chora 3: eu passei exatamente por isso durante quase um ano e foi exclusivamente problema hormonal por causa do anticoncepcional.
    Eu arranjava desculpas o tempo todo, porque não tinha vontade nenhuma. Tinha dias que até rolava uma vontade de fazer algo, mas não tinha tesão. Era um inferno. Eu chorava quase todas as vezes que estava com o meu namorado, porque sabia que ele tinha vontade, mas não me pressionada, só que ainda assim ficava frustrado por tudo o que estava acontecendo.
    Até que decidi parar a pílula depois de perder duas amigas por causa de trombose e minha vida mudou completamente. Eu tive um pico de tesão incontrolável por uns dois meses e depois estabilizou no que é hoje, uma coisa mais saudável. Então, se ela tomar pílula, diga para ela procurar outros métodos não-hormonais, como o DIU de cobre.

    Espero que dê tudo certo.

  32. #36
    Luana
    10.11.2017 - 10:41

    Alex?? Acho que esse não é seu nome! Está mais Felipe, tenho certeza que é você, meu noivo! Você queria que eu lesse, eu li, e ai? Nosso problema está resolvido? Você acha mesmo que isso irá ajudar a resolver nossa situação? Tantos comentários e nenhuma solução. Queria eu ter o controle de tudo, queria eu ter a resposta para o meu problema. É fácil apontar os erros dos outros, é fácil julgar quando não é com você, o difícil é se colocar no lugar de alguém, tentar entender a dor de cada um. Adoraria ser a maníaca do sexo, ter a disposição de fazer todos os dias, mas não sou! Queria eu que isso não interferisse tanto em nosso relacionamento, queria eu ter tando desejo por você quanto tenho amor, mas infelizmente não é assim e dificilmente isso irá mudar. A verdade é que esse problema é muito maior do que parece, e com certeza não será nesse blog que iremos resolver.

    • #37
      manu
      10.11.2017 - 14:16

      Menina, não fica brava! Ele tá tentando com todas as forças sustentar o relacionamento, achei válido pegar outras perspectivas com o mulheril do blog.

      Se abre pra ele, é o melhor caminho.

      Se cuidem!

    • #38
      Joana
      10.11.2017 - 16:56

      Luana, não fique magoada com o seu noivo por isso. Parece que este foi um ato de desespero da parte dele, por não enxergar nenhuma solução. Pense que ele te ama muito, caso contrário ainda mais com a “oferta” que tem por aí, já teria te deixado. Passei por algo parecido no meu relacionamento e ás vezes também achava melhor que ele tivesse um caso pra não me importunar. Cuidado com o que você deseja. Depois de ANOS de conversa sem solução, ele acabou me traindo. Se arrependeu, me contou, estamos tentando continuar, mas poderia não ter passado por isso se buscasse ajuda. Não ache que não tem solução. Tem sim! Busque ajuda! A vida é muito curta pra ser infeliz! Não espere o pior acontecer. Que Deus abençoe vocês!

    • #39
      kely
      10.11.2017 - 23:23

      Sei que seu caso é extremamente complexo, mas é bem obvio que vocÊ não o ama, Se não não diria para ele arrumar uma amante para não te procurar… quem Ama gosta da proximadade do parceiro.

    • #40
      J
      11.11.2017 - 00:13

      Mandou mal, hein Felipe???

  33. #41
    Thaís
    10.11.2017 - 11:22

    Luana, que agressividade menina !! Se foi ele mesmo quem escreveu a intenção foi boa! Vc que poderia dizer a ele a solução tb não diz. Será mesmo que vc está a fim de fazer sua parte?! Acho que não hein. Ninguém está aqui para julgá-la. Todos os comentários são no sentido de ajudar ou pelo menos tentar ajudar com sugestões. Antes de procurar um ginecologista procure um psicólogo. Ninguém merece gente que adora se vitimizar mas não quer sair do buraco.

  34. #42
    Dadá
    10.11.2017 - 13:38

    Luana,
    Eu tenho um amigo que aparentemente passa pelo mesmo problema que vocês nessa questão sexual,e o que mais incomoda ele, é o fato da esposa não estar nem preocupada de saber se isso é uma predisposição normal dela ou se ela tem algum outro problema de saúde que possa estar interferindo nessa libido.
    Acho que seu boy sente falta de exatamente disso. De pelo menos você procurar uma ajuda médica/psicológica para saber se tem algo que pode ser melhorado, porque claramente isso também te incomoda, mas você está tão na defensiva, que você já disse que isso “dificilmente vai mudar”…
    O que parece, pela sua resposta, vocês tem outros problemas nessa relação. Resta saber se tudo é um efeito cascata da falta de sexo ou se tem outras coisas ai… Mas de qualquer forma, se está tão ruim para ambos, será que vale a pena manter esse relacionamento?
    Pensem nisso.
    Boa sorte na sua decisão!

  35. #43
    Sara
    10.11.2017 - 16:59

    Caso 1-
    Essa situação é comum, mas os difícil de ser diagnosticada pelos médicos e ser entendida/expressada por quem passa.
    Passei por isso há alguns anos, em casa de manhã e a noite ia várias vezes fazer xixi em um curto espaço de tempo, fora de casa era só chegar no meio do caminho pra casa no ônibus que tinha que descer pra ir no banheiro, ir no banheiro ao chegar e sair de cada lugar, medo, ansiedade, desconforto e urgência abdominal, se pegasse um trânsito então, parecia que ia desmaiar. Não conseguia me controlar, descia no meio do caminho e ia no banheiro mais próximo para urinar. Era desesperador.
    Fiz exames passando com vários ginecologistas e nada, alguns dizia que não era infecção de urina e me deixava como louca.
    Aí resolvi ir no urologista, que após ver diversos exames disse que a minha bexiga era mais sensível que as demais e antes de estar cheia a musculatura já comprimia para expelir o xixi.
    Me receitou um remédio para ansiedade que também era antidepressivo fraco e um remédio específico para a bexiga segurar mais.
    Fiz o tratamento por mais de 2 anos, parei com o remédio para ansiedade, controlou bastante, hoje estou quase 100% em desmame com o remédio para a bexiga hiperativa. E olha que o médico disse que eu poderia ter isso o resto da vida.
    Aconselhou fazer exercícios físicos (já fazia luta, que é ótimo pra isso), ele explicou que quando tiramos o foco do problema, esquecemos e vamos nos curando. Tenho muita vontade fazer o pompoarismo, adorei a dica dos exercícios da leitora. Obrigada!

    Caso 2-

    Analisa e vai ser feliz sozinha, se conhecer, curar os traumas do passado e deixar esse homem ser feliz também, caso não veja conserto, renascimento de amor nessa relação.

    Caso 3-

    A gente nunca imagina uma coisa quando não passou por isso, deve ser bem mais profundo que isso que todas nós
    especulamos.
    Espero nunca passar por isso, não sou casada e não me imagino sem ter libido.

  36. #44
    Luana
    11.11.2017 - 00:07

    Chora 3: Não concordo com muitos comentários aqui dizendo que a moça não o ama mais. Amor e desejo sexual nem sempre andam juntos.

    Amigo – já pensou na hipótese de que talvez ela não esteja muito satisfeita com o sexo? Ela goza? Tipo, você tem 100% de certeza de que ela goza em todas as transas? As preliminares são boas? Como é a relação de vocês dois no dia-a-dia? Se tocam, são carinhosos um com o outro? E as tarefas de casa, são divididas igualmente entre os dois, ou ela tem jornada dupla?

    Se todos os pontos acima estiverem ok, pode ser culpa do anticoncepcional, caso ela tome. Vale pesquisar métodos não-hormonais. Eu indico percepção da fertilidade, aliada com preservativo.

    Boa sorte!

  37. #45
    barbara
    11.11.2017 - 00:28

    Vocês ja pararam para pensar que talvez, no ultimo caso, ela seja assexual? Existem pessoas que simplesmente não gostam de sexo e vivem bem assim. A verdade é que nossa sociedade subestima muito o sexo e quem não se enquadra nisso deve ter algum problema hormonal ou algo do tipo, as pessoas precisam parar de achar que felicidade depende de sexo, pra mim essas pessoas são iguais aquelas que sonham em ter filhos e quando se deparam com alguém que nunca desejou o mesmo, ja criam mil teorias do motivo, como se o desejo deles fosse o de todo mundo, e é assim que a sociedade vê o sexo.

  38. #46
    Priscila
    11.11.2017 - 07:08

    Se essa for realmente a noiva, pelo pouco que comentou, acabou o tesão antes mesmo de casar. E antes que acabe o respeito, melhor terminar o noivado e cada um seguir seu rumo.

  39. #47
    Silvinha Sampa
    11.11.2017 - 15:22

    Sendo Alex ,Felipe,Fulano ou Ciclano,a minha opinião é que esse tipo de situaçao é bem mais comum do que se imagina.Não há nada de anormal no fato de a mulher querer menos que o homem.Talvez a anormalidade não esteja na frequência e sim no desejo que pode estar bem diminuído.De toda forma,o diálogo é sempre a melhor forma de resolver quando ainda existe amor.A minha sugestão pra todas as mulheres que se enquadram nessa situação é a de se abrir de verdade,expondo aquilo que atinge e que prejudica.Luana,realmente não é um blog que vai resolver as coisas mas se vc faz parte dele é porque tira daqui algo de bom.Concorda? Ou vc só segue para passar o tempo? Se vc acha q seu namorado ou noivo colocou isso aqui,por que não conversa com ele?Desnecessária essa exposição de nomes pra um assunto tão comum e de gente tão madura… “peace,love and dialogue always”

  40. #48
    Lisiana
    11.11.2017 - 16:30

    Alex ou Felipe… parece q vc merece coisa bemmm melhor do q tanta dificuldade, pena q está perdendo tempo por gostar tanto dela e um pouquinho de falta de orgulho, hein. Já tentou por tempos, chega, né. Deixa a mulher sem tesão ser feliz e vá ser feliz buscando alguém como vc. Tem q procurar. Aí vc acha alguém como vc e ela acha alguém como ela, todos ficarão bem. Tenha certeza: há par para todo mundo! Agiliza.

  41. #49
    Daiane
    11.11.2017 - 17:19

    Alex – É apenas do prazer do sexo que ela foge? Outras atividades que trazem prazer ela tb não faz? Isso poderá resolver seu problema. Comecei a notar meu namorado diferente pela falta de sexo, mas depois notei que ele não gostava de sair, de ver um filme, de ir à praia, etc. Depois de mandar minha dúvida aqui no chora, me falaram da depressão, levei ele ao médico e eu falei com o médico (se ela for sozinha, ela não vai falar tudo), resultado: ele está com depressão, agora se tratando e cada dia melhor! Tente investigar isso tb… Boa sorte!

  42. #50
    Fernanda
    12.11.2017 - 13:13

    Chora 1 – Eu tenho bexiga hiperativa também… Tinha urgência de urinar o tempo todo, foram algumas as vezes em que não consegui chegar ao banheiro. O urologista pediu um exame chamado estudo urodinâmico e durante o exame mesmo ele me disse que era a bexiga mais hiperativa que já tinha visto, mas que a musculatura pélvica estava bem fortalecida, senão seria bem pior. Tomo remédio há uns dois anos e estou bem melhor, diria que uns 80%. Rola um desespero quando vou em algum lugar que não vai ter banheiro perto, no trânsito, em viagens longas, mas acho que isso é mais psicológico mesmo. Adoraria outra alternativa de tratamento pq a ideia de tomar um remédio pro resto da vida não me agrada em nada, sou do tipo que evita remédio até não poder mais, fora que vão 200 reais todo mês na farmácia. Tenho pesquisado sobre botox, mas pode ocorrer de a bexiga não contrair mais, e aí ter que usar sonda até o efeito passar. Por enquanto não tô afim de assumir esse risco rs

  43. #51
    Angelica
    13.11.2017 - 09:58

    Parece que Alex omitiu alguma informação importante desse relacionamento

  44. #52
    Angélica
    14.11.2017 - 18:56

    Caso 2 – Dylan:
    É claro que você quer alguém especial para amar você. Todas nós queremos, não só as pessoas “carente ao extremo” como vc descreve ser.
    Você não é uma pessoa má querendo desmanchar com alguém que ama, ou como em suas palavras desmanchar com alguém que “te ajudou a construir/ conquistar coisas juntas”.
    Você não precisa de uma razão para ir embora.
    Querer ir embora já é suficiente.
    Ir embora não significa que você é incapaz de amar de verdade ou que você nunca amará outra pessoa novamente.
    Isso não significa que você tem uma falha de caráter ou que é psicologicamente insana.
    Isso significa que você deseja mudar os termos de um relacionamento específico. Isso é tudo.
    Seja corajosa, amiga! Todos nós temos uma vida melhor se a criarmos.

    Casa 3 – Alex:
    Eu sugiro você dar para sua namorada um ultimato. Ultimato tem conotações negativas para muitas pessoas porque muitas vezes são usados por valentões agressores, mas não é o caso.
    O seu ultimato tem que ser simples e justo.
    Ele vai declarar suas intenções, não o que você espera dela.
    “Namorada, eu não viverei mais dessa forma, sexo para mim é importante e quero fazer mais vezes de forma que role naturalmente. Não permitirei mais sua inércia. Não vou tolerar apesar de te amar. Não vou tolerar porq amo você. Mas porque tolerar isso está nos destruindo”
    Alex, você não sabe o que virá. Talvez seja o fim. Talvez seja a criação de um plano de ação que finalmente force sua parceira a mudar.
    Seja lá o que for, aconselho vivamente que vcs procurem respostas às perguntas mais profundas que estão por trás dos conflitos. Todos nós temos uma vida melhor se a criarmos.

    Observação: esses conselhos foram baseados em trechos do livro q acabei de ler. Cony e leitoras, vcs vão gostar de: Pequenas Delicadezas de de Cheryl Strayed.

Comente