23
Dec 2016
Chora Que Eu Te Escuto!
Chora Que Eu Te Escuto

Correndo para acabar com essa leva antes do final do ano!

Chora 01 – Alice

segue abaixo meu chora, vou tentar resumir um pouco pra não ficar hiper comprido!

apenas pra contextualizar, tenho quase 28 anos, sou uma mulher mega independente, dona do meu próprio negócio e to no meu quarto namoro. algo em comum entre meus últimos namoros é que todos terminaram pq fui corna, o que me leva ao meu namoro atual!! 

faz um ano que eu conheci meu atual namorado. começamos a ficar em novembro e assumimos nosso namoro em abril desse ano. ele é um cara mais velho, muito inteligente, super bom de papo, enfim, um cara nota 10 (bem diferente dos meus relacionamentos anteriores).

ia tudo certo, tudo muito bem, quando em agosto ele teve um curso em sp e acabou passando o fds por lá. eu sempre dei liberdade pros meus namorados porque prezo muito por isso também e confiei que tudo certo. porém, acabei dando uma fuxicada no facebook dele na época e descobri que ele tomou café e chamou umas gurias pra tomar cerveja e tal. deixei pra lá porque não vi tantooooo problema mas aquilo me incomodou um pouco. segui o baile sem falar nada.

só que nesse feriado acabei mexendo no whatsapp dele (nunca tinha mexido) e acabei descobrindo umas coisas não muito legais sobre essa viagem de agosto.

em uma conversa ele contava para uma pessoa que quase fez uma cagada em SP, que foi tomar cerveja com uma ex colega de trabalho casada e quase ficaram, mas ele acabou barrando porque ela não teria como voltar e etc.

e em outra conversa ele falava com uma outra amiga que mora lá combinando de se encontrarem em agosto. aí ela perguntou, “ué, mas tu não é fiel?”, aí ele disse “sou, mas nem tanto”. aí ele mandou um NUDE pra ela. e quando foi pra sp chamou ela pra sair e ela tava com conjuntivite e nada aconteceu.

enfim, depois de ver isso acabei conversando com ele, e aí ele pediu desculpas, que errou, mas que nada aconteceu, que não me traiu, que não ficou com ninguém e etc etc.

eu gosto muito dele, falamos sempre de ter filhos e etc, ele disse que quer uma chance, que não vai mais fazer isso. e eu to confusa porque acredito que nada rolou, que é coisa de “homem”, mas ao mesmo tempo minhas experiências anteriores me mostraram sempre que eu acabo dando chance e sempre me dou mal. 

o que fazer? 🙁 

Putz, nem sei o que te falar. No fundo, acho que algo deve ter acontecido sim… mas acredito que o que deveria ser feito, você já fez, que foi chamar ele na conversa e abrir o jogo. Imagino seu medo de ser novamente traída e não quero te incentivar a pensar que TODO HOMEM é assim, mas se você gosta realmente dele, acha que ele vai mudar, acredita nas palavras que ele te disse, respira fundo e vai em frente. MAS olhos bem abertos e pés firmes na terra!

 

Chora 02 – Ariel

Tenho 26 anos e meu marido tem 31 anos. Somos casados há 01 ano e meio. Conheci o meu marido quando tinha 20 e ele 24 anos. Eu tinha acabado de sair de um relacionamento de 3 anos quando o conheci. Estava no 2º ano da faculdade e morava na capital. Meu marido já era formado e morava no interior, na cidade em que nasci e fui criada e onde nos conhecemos. Ele tinha acabado de ingressar em uma grande empresa de porte nacional e já tinha aproveitado bem a vida. Tinha se formado com louvor em uma universidade federal, fez estágio e morou no exterior, frequentou tantas festas quanto pode e tudo o que tinha direito. Quando o conheci, o seu foco era o profissional e amoroso, queria viver tranquilo e constituir família. Já eu, tinha ido morar na capital para estudar, entrei na faculdade namorando e emendei um namoro no outro. Assim que me formei, voltei para o interior onde tinha perspectivas profissionais na minha área e logo me casei. Meu marido não tem defeitos, sempre foi maravilhoso comigo, tanto no namoro quanto agora no casamento. É generoso, carinhoso, equilibrado, sempre me respeitou, me trata muitíssimo bem e me provê uma vida boa. Esta no auge da sua carreira, cresceu na empresa, ganha muito bem e tem uma boa perspectiva de futuro. O grande problema é que eu odeio ter voltado para o interior e trabalho com algo que, apesar de me dar um retorno razoável, não gosto. Voltei para me casar e acabei abrindo mão de vários sonhos, como o de morar um tempo no exterior, me especializar em uma boa faculdade, deixei amigos e uma cidade que me fazia feliz. Acabei me precipitando e me casando muito rápido, sem pensar direito no passo que estava dando. Não posso reclamar do meu marido, me sinto extremamente culpada por ter estes pensamentos, mas estou muito infeliz e ele vê isso. Me diz para ter paciência, que vou encontrar o meu caminho, mas o tempo está passando e estou acomodada em um vidinha provinciana, a qual eu sempre reneguei. A cidade não possui nenhum tipo de vida cultural, não tenho afinidade com as pessoas, todas com o pensamento muito fechado. Também não me dou muito bem como a família do meu marido. Sinto-me triste, vazia, infeliz, sem expectativas, fazendo algo do qual não gosto, sem chances de mudança em uma cidade tão pequena. Amo meu marido imensamente, é o homem que sempre quis, meu maior companheiro e que sempre me imaginei envelhecendo junto, mas o amor ultimamente não está me bastando. Não sei o que fazer. Muitas vezes penso em largar tudo, enquanto ainda sou nova e não tenho filhos, e ir à busca dos meus sonhos, morar um tempo fora, fazer um mestrado, me descobrir profissionalmente, mas tenho muito medo de perder o meu marido. Me ajudem!

Incrível como NINGUÉM está satisfeito com a vida que tem né? Mulher, você tem carreira e marido TOP, mas tem seus sonhos também e não irei menosprezá-los mas deixa eu te perguntar uma coisa… O que te impede de ir fazer um curso no exterior? Se seu marido é esse poço de apoio e companheirismo, ele vai te ajudar e incentivar! Tudo o que você quer fazer (exceto morar em outra cidade) você PODE fazer! Na vida a gente tem que ceder algumas coisas em prol de outras, tente repensar seus desejos, seus sonhos, por na balança e achar uma saída que seja boa para os dois lados. Você tem a sorte de ter um marido compreensível, então não se desespere tanto. Morar um tempo fora você pode, se especializar em uma boa faculdade você também pode, os amigos da cidade que te fazia feliz você pode ir visitar e vice versa. Calma, respira fundo e sempre tente achar uma saída para suas aflições.

Chora 03 – Amanda

Sou casada há 5 anos, estamos juntos há 10. Temos uma filhá de 1 ano e meio. Vivemos super bem,  temos nosuas diferenças como todo casal e ultimamente estamos passando por uma parte financeira difícil,  e um momento profissional muito delicado na vida do meu marido…sinto que a relação esfriou um pouco.
 
Ultimamente ele não tem muita paciência comigo, me deixa falando sozinha, não tem assunto…Não “ajuda” nada com as tarefas em casa e com a nossa filha, sempre me sinto sobrecarregada e cansada. Ah, sim. Eu dei uma “pausa” na carreira para cuidar da bebê,  achamos mais apropriado.
Pra você ter idéia,  ele chega em casa do trabalho sempre falando que está com fome, o que tem pra comer, acha um absurdo se eu não tiver feito nada e ainda espera ser servido.
 
Enfim…
 
Além disso que tem abalado,  aconteceu algo esses dias. Sei que posso ter errado, mas um ex de cerca de 14 anos atrás me add no Facebook e óbvio que recusei (temos muitos amigos em comum, acho que por isso que me achou). Aí outro dia, por curiosidade mesmo,  fui “fuçar” o Facebook dele. Meu marido foi mexer no meu Facebook pelo tablet e viu a pesquisa recente. Pronto. Falou que eu o traí, que sou uma mentirosa, esta me tratando igual uma qualquer desde então.  Eu não sei o QUE FAZER!
 
No dia da briga, conversamos, admiti o erro e pedi perdão. Ele disse que perdoou, ficamos bem, ele quis transar. Ok. Mas me incomodou mto pois ele me tratou igual uma puta, só falava palavras de baixo calão,  fiquei com nojo, irritada. Uma hora me machucou e eu tive que pedir muitas vezes para parar.
 
No dia seguinte,  acordou falando que eu era mentirosa, que tinha mentido pra ele, traído ele na minha mente. Falou que eu posso ir fazer o que quiser da vida, mas que a nossa filha vai ficar com ele (falou tudo isso na frente da nossa filha).
 
Me humilhou muito, e ao meu ver, esta fazendo uma tempestade em copo d’água.
 
Detalhe, quando começamos nosso relacionamento, ele tinha curiosidade de saber do meu passado, e eu contei. Mas ele nunca contou uma vírgula do dele. Depois de casados fui descobrir que ele estava ficando com outra moça quando começamos a namorar,  mas não sei nem o nome da pessoa. Ele tem tanta mulher no Facebook dele que não faço idéia quem sejam, pode ser mto bem uma ex que eu nunca vou saber.
 
Não tenho com quem desabafar pois me senti envergonhada e realmente não sei o que fazer! Queria sua opinião….

Vejo um homem stressado pelos problemas financeiros descontando em você. O lance do Facebook foi uma fatalidade… que mulher não faz isso! Você só deu azar dele descobrir e saiba que muitas das pessoas que descobrem ou desconfiam de traição, tem essa vontade imediata de fazer sexo com o parceiro. Li isso em algum lugar, até tentei procurar o link mas não achei. Você não fez NADA de errado, e sim, é uma tempestade num copo d’água. Problemas financeiros e profissionais afetam muito os homens então você está no olho do furacão. Seja paciente e sábia, espere as coisas melhorarem, converse com ele em bom tom, fale que as atitudes dele não estão sendo legais com você, mostre apoio, incentivo, trate isso como uma má fase. Uma hora as coisas se ajeitam, mas se tudo começar a sair dos trilhos e começar a tomar outras proporções, procurem ajuda psicologica, os dois!

  • Mais um chora e começamos TUDO DE NOVO! Ain gente, que 2017 seja bom pra nós que o bicho tá pegando em 2016 viu hahahahahaha
32 Comentários
  1. #1
    Mari
    23.12.2016 - 21:16

    Caso 1

    Sério, acho muito provável ele ter te traído em São Paulo. Pelas conversas que você leu no whats o fato de ele mandar nude para a menina e ainda falar que não é tão fiel já bastaria para mim. Aí vai da cabeça da pessoa. Eu não conseguiria viver com essa pulga atrás da orelha. Se ele não te traiu (o que acho difícil), faltou com respeito a você com certeza e isso para mim já bastaria.

    • #2
      Luana
      26.12.2016 - 13:39

      Concordo. Se não traiu é porque faltou oportunidade, pois a intenção era essa. E pra mim não tem essa de “coisa de homem” não, respeito é uma coisa universal e comum a ambos os sexos.
      Mas realmente, vai dela ponderar se consegue viver com isso ou não.

  2. #3
    Renata
    23.12.2016 - 21:51

    Sempre leio os “choras”, mas nunca comentei. Hoje, entretanto, senti necessidade de responder à Amanda. Ao contrário do que a Constanza escreveu, não vi um homem estressado pela má situação financeira, mas, sim, um homem machista, violento e abusivo. O relato da Amanda descreve, claramente, um caso de violência psicológica, física e, por que não, sexual.
    Gente, o marido passou a tratar a mulher como uma “prostituta” porque ela buscou o nome de um ex-namorado no Facebook, chegando inclusive a forçá-la a manter relações sexuais com violência (ou seja, a estuprou).
    Cony, sou uma grande admiradora do seu trabalho e leitora assídua do Futilish, mas, dessa vez, acho, respeitosamente, que você cometeu um erro grave.
    A Amanda precisa de ajuda urgentemente, nenhuma mulher merece passar por isso!
    Caso as ameaças e a violência continuem, Amanda, por favor, procure a Delegacia da Mulher mais próxima. E lembre-se, sempre, de que a culpa pelo que você está passando não é sua.

    • #4
      Constanza
      24.12.2016 - 16:49

      Passou a tratar nao, pelo que entendi isso aconteceu uma vez. É uma família, estão em crise, acho que antes de qq coisa tem que ter conversa. Erro seria falar para essa mulher sair de casa com a filha, isso sim seria irresponsável da minha parte. Para quem ta de fora é muito fácil, mas ngm sabe o que se passa de verdade entre eles. Ela deixou claro q existe uma crise e que o q aconteceu é inédito. Melhor respirar fundo e conversar sim. Se isso se tornar uma constante, AI SIM, ela deve procurar outros caminhos.

    • #5
      Sandra Luz
      25.12.2016 - 13:20

      Tb me senti mto incomodada com o relato, principalmente com o fato dele querer transar logo após a briga e usar palavras de baixo calão. Senti que ele quis de alguma forma humilhá-la e subjugá-la através do sexo, colocá-la numa posição inferior através do sexo.

      Acho que no caso dela, o buraco é mais embaixo, tem todo o contexto da crise financeira como pano de fundo, mas o que tem se seguido é um abuso e violência psicológica.

      • #6
        CLARISSA
        26.12.2016 - 09:46

        Também me preocupei com a Amanda… Não vejo como “um estresse passageiro” esse comportamento abusivo que está acontecendo com ela. É falta de respeito, mesmo! E só piora ! Não tem essa coisa de “ficou estressado e daí ficou violento, mas quando as coisas melhorarem ele vai botar a mão na consciência e vai parar” NÃO VAI PARAR!! Tem linhas que não podem ser cruzadas… Te agredir na frente da tua filha, forçar sexo violento, te esculhambar e humilhar está fora de cogitação… Você pode exigir retratação e respeito da parte dele, mas, o limite já foi quebrado… Da próxima vez vai ser pior… Se um cara se comporta assim por conta de uma busca no facebook, imagina o que vai fazer se te pegar conversando com alguém inocentemente e ele cismar que é traição… Não vai melhorar, não! Procure ajuda, se fortaleça e vai embora… bjo

      • #7
        Luana
        26.12.2016 - 13:44

        Concordo.

    • #8
      Nayara
      25.12.2016 - 22:34

      Nessas situações estressantes que passamos que descobrimos de verdade quem são realmente as pessoas. É muito fácil ser calma e equilibrada quando estamos na vida boa, sem problemas nenhum. Se ele agiu assim com uma mera pesquisa no Facebook, imagina se ela realmente tivesse traído. Ele teria matado ela? Achei bem grave a atitude dele sim. Pra mim foi um caso claro de abuso emocional e sexual. Homem totalmente desequilibrado. Estresse todo mundo tem, ciume todo mundo tem, crise qualquer casamento passa mas nada justifica o abuso.

    • #9
      Ana Cláudia
      25.12.2016 - 23:49

      Nossa Renata, concordo plenamente com vc! Meu Deus, que cara machistaaa! Vi nesse relato um caso clássico de “gaslighting”(procure no Google quem não sabe o que significa). E o fato do casal estar passando por dificuldades financeiras não justifica em absolutamente NADA o jeito que ele está tratando a mulher, e pelo que entendi não é de agora, até porque o cara não ajuda nas atividades domésticas e faz a mulher até servir sua comida! Me desculpem, mas isso pra mim é inaceitável! Só não digo pra cair fora pq no caso do casal, ela depende financeiramente dele! E que absurdoooo usar a filha pra chantagiar a mulher!!

  3. #10
    Ceci
    23.12.2016 - 22:30

    Alice, passei por situação parecida. EU não consegui esquecer. Mas isso vai de cada um. O meu conselho é: não resolva nada agora. Se dê um tempo pra decidir o que vai fazer vc bem. Não conte às pessoas, preserve esse momento, para que, na tomada da decisão, prevaleça tão somente a sua vontade. Todo mundo gosta de dar pitaco. Nessa hora, o que deve prevalecer é sua percepção. Pensar se vale a pena ou não dar uma segunda chance, se vc vai esquecer ou não o que aconteceu, se vc está disposta a começar de novo, etc.

    Ariel, estar com alguém implica abrir mão de determinadas coisas. Algumas vezes, em alguns relacionamentos, essas situações de abrir mão de outras coisas são mais evidentes e frequentes. É o seu caso. Vc acabou deixando de lado muitos planos. Mas cabe a vc pesar o quanto isso vale a pena. Além disso, se pergunte se seria possível conciliar casamento e planos pessoais. Se for, ótimo, busque essa alternativa. Não precisa deixar tudo tão de lado.

    Amanda, a crise financeira complica sim, mas nesse momento ele só tá mostrando quem ele é verdadeiramente. Essa história do face só veio pra coroar tudo isso. E será usado sempre contra vc como justificativa para puní-la. O que preocupa é quando vc diz que ele quase a machucou. Fique alerta. Isso deve ser resolvido o quanto antes. Se não, as magoas vão se acumulando e o relacionamento vai ladeira abaixo – e sem volta. Cabe a vc tomar as rédeas de novo da situação, a começar por deixar claro que não houve traição, e se impor no sentido de não aceitar agressividade -física ou moral

  4. #11
    Lara
    24.12.2016 - 00:04

    Para o Primeiro caso: moça, fuja! Isso é uma cilada, Bino!!!!!! Em que mundo enviar uma foto pelado não é traição? Ele já traiu ao enviar essa bendita imagem! E chamar outras pra sair é o que? Isso daí na minha terra se chama: HOMEM tranqueira! Pula pro próximo, amiga, e evita dor beeem maior. Imagina ter filhos com um homem desse? Socorro!

  5. #12
    Lara
    24.12.2016 - 00:11

    Ah, e me desculpe, mas vc foi corna pq os seus ex eram uns fdp, com certeza, mas me assustei com essa sua vibe paz e amor em não mandar ele pra @#*$@! Seu namo está claramente te fzendo de troxa e vc falando que ele “fez coisas não tão legais”! Amiga, o q ele tá fzendo se chama SACANAGEM.

  6. #13
    Ana Maria Bonfim
    24.12.2016 - 02:20

    Me surpreendi com a opinião da Cony no caso 3. Esse homem é um imbecil, ou só eu percebi?
    Veja bem:
    “Mas me incomodou mto pois ele me tratou igual uma puta, só falava palavras de baixo calão, fiquei com nojo, irritada. Uma hora me machucou e eu tive que pedir muitas vezes para parar.”

    Ele estar estressado pelo trabalho e por essa crise financeira é totalmente compreensível, porém eu vejo que há falta de caráter nesse homem, é muito além de uma “crise”.

    Não sou de levantar nenhuma bandeira, mas nesse caso seu marido é CLARAMENTE UM MACHISTA babaca.
    Ele quer que voce tome conta dos filhos, não ajuda em nada na casa, quis saber do seu passado, mas não te falou o dele…
    Ele tem mulheres no face, e vc nem aceitou o ex!
    Agora te condena por visitar o face do ex?
    Quem ele é?
    Voce virou agora a pecadora das trevas pra pedir perdão?
    MENOS NÉ? BEEEMMM MENOS!!
    Visitar perfil de EX é hiper normal, e isso não significa interesse na pessoa, e sim curiosidade, mulher é curiosa.
    E esse papo de filha ficar com ele é só mais uma forma de te atingir, fazer com que voce fique refém dele (já que não trabalha, depende dele, e ainda vai te tirar a filha)
    Vejo um homem usando e abusando de voce, espero que voce consiga sair dessa relação o quanto antes.
    Pra começar, arrume um emprego, vai te trazer independencia e respeito, é tudo que voce precisa!

    • #14
      Constanza
      24.12.2016 - 16:45

      Eles sao casados, tem filhos, estao passando por crise financeira, ela fica em casa o dia todo, o cara chega stressado, uma hora isso passa a conta! E ela não falou que é um caso recorrente, pelo que entendi aconteceu uma vez. Tudo tem dois lados, a gente não pode tomar as dores e falar para a pessoa pegar suas coisas e ir embora, tem muito além disso. Quantos casos de AMIGAS reais e próximas já ouvi, coisas bem piores, mas que foi resolvido? Quando existe um relacionamento concreto, que passa por uma crise brava (como é caso) tem que ter jogo de cintura e sabedoria para saber lidar com isso. Não pode é ser recorrente… O que não parece ser o caso! Falar para ela sair da relação é fácil pra quem ta de fora, mas é uma família que está sendo colocada em jogo NUM MOMENTO DE CRISE. Em nenhum momento ela falou que ele sempre foi assim.

  7. #15
    Regiane
    24.12.2016 - 09:07

    Alice, minha amiga. Ele só não te traiu por falta de oportunidade, mas ele bem que tentou de várias maneiras. Isso pra mim já Bastaria.

  8. #16
    Rafaela
    24.12.2016 - 09:26

    Ariel, me desculpe se parecerei rude. Mas lendo o seu relato do penso em uma frase: PARE DE MIMIMI!!!
    O que é isso? Está louca?
    Nada a impede de se especializar. Pode fazer a distância ou passar um tempo fora. Tenho uma amiga casada que passou um ano na França. Já retornou e está tudo bem.
    Entendo a sua angústia em não ter tido outros namorados e ficar com a sensação de ter aproveitado pouco. Mas olhe em volta. Leia os Choras. Veja suas amigas. O mar não está para peixe. Encontrar um parceiro bacana é tarefa difícil.
    Moro na capital e estou muito satisfeita. Mas não se iluda. A vida na capital após a formatura é bem diferente da época da república estudantil. Festas a semana toda. Cada dia em um programa diferente… está não é mais a minha realidade é nem da imensa maioria dos meus amigos que aqui permanecem. Para de procurar problema onde não existe. Viva sua vida com as oportunidades que têm e que não são poucas!!!

  9. #17
    Cristina
    24.12.2016 - 11:22

    CASO AMANDA

    “No dia da briga, conversamos, admiti o erro e pedi perdão”, erro que erro você cometeu, criatura? Você ter curiosidade por uma pessoa, que passou por sua vida, sem ter interesse amoroso é absolutamente normal! Quantas pessoas que conhecemos no dia a dia, achamos interessante e pesquisamos, seja homem ou mulher,no Face, no Insta, … Ainda te xingar, te humilhar…. Não se culpe, ele que está sendo um péssimo marido, deveria reavaliar essa relação!

  10. #18
    Luciana
    24.12.2016 - 11:30

    Amanda, concordo muito com a Ceci.
    Você errou, beleza, mas seja firme, não se humilhe, nem deixe isso se tornar maior do que foi, diga que pediu desculpas, que não traiu, mas exija respeito, diga que não vai aceitar esse tipo de tratamento e ponto.
    Se você aumenta a sua culpa, ele se sente no direito de te punir, seja parceira como a Cony disse, mas não vire válvula de escape.

  11. #19
    Danusa
    24.12.2016 - 15:21

    Caso 1 – algumas pessoas acham que traição acontece do nada, mas sempre há sinais. Isso pra mim é um deles. Não dá pra dizer que você foi enganada se alguma coisa pior que isso acontecer mais pra frente.

    Caso 2 – realmente parece ninguém está feliz com o que tem… Só completando o conselho da conta, tá achando que é só pegar o avião e ir morar fora? Mesmo que seja só pra levar prato, você vai precisar de uma grana. Se for pra fazer um trabalho mais intelectual, vai ser um caminho trilhado aqui no Brasil primeiro. A minha impressão é que você tá jogando a responsabilidade pro seu marido pela sua insatisfação.

    Caso 3 – não tô entendendo. O que exatamente você procurou? Converse com ele sem a presença da sua filha e coloque os pingos nos is. Imponha-se, por favor, sem assumir uma culpa que não é sua. Não dá pra seguir adiante com ele jogando na sua cara uma coisa que você não fez. Deixe bem claro pra ele que você não o adicionou e que foi procurar por curiosidade mesmo. Mas essa certeza tem que vir de você pra que você possa convencer alguém disso.

    • #20
      Danusa
      24.12.2016 - 15:23

      **conselho da Cony

  12. #21
    Mariana
    24.12.2016 - 15:50

    Amanda, relacionamento abusivo detectei. Todo mundo passa por problemas, tá OK. Mas descontar em alguém próximo da forma como ele está descontando em vc, não dá.

    A impressão que eu tenho é que ele não ama mais você.

  13. #22
    ana
    24.12.2016 - 15:50

    caso 1: se fosse o contrário oq ele acharia? de vc mandando nude pra ex rolo ou ex colega de trabalho? saindo pra beber c.ex rolo e casado? e ainda marcando de novo. não conte pra ninguém se resolver continuar e nem se resolver largar. pra mim,isso já seria o suficiente pra sair fora, terminar mesmo. mesmo q voltasse não ia voltar sem deixar claro pra ele q não tolero abuso.
    caso 2: moça, converse com seu marido do desejo de fazer mestrado e doutorado. se não der pra fazer fora, faça em alguma capital perto da cidade de vcs, ou uma cidade maior. aproveite q não tem bb ainda e prepare seu projeto.nao se desespere. vc diz q abomina a vida na província, mas tem atitudes bem provincianas…tipo..ah aqui não tem nada, ah não tem vida cultural, ah qdo morei na capital.vc pode ter tudo isso morando no interior. se grana nao é problema pra vcs é só viajar pelo menos um fim de semana por mes a dois. e viaje sozinha, fique uns 4 ,5 dias fora e volte. fique calma q tudo vai dar certo. essa prisao q vc vive, vc tem a chave. abra o cadeado. não tá difícil. desculpe se me expresso de forma meio rispida, mas se grana nao é problema, conversa com seu marido q vai dar tudo certo. não guarde pra vc isso. dívida com ele.
    caso 3: moça, seu marido ta mostrando esse lado q vc não conhecia.e q bom né? q te dá opção de tomar decisões. olha, isso de ele nao ajudar com a bb, exigir atenção sua como se fosse ainda só vc dois…poxa. não é falta de dinheiro q justifica ele não te ajudar qdo chega em casa. desculpe. outra coisa..se vc sentiu q ele te machucou durante o sexo….peça pra parar.nao é legal fazer sexo se sentindo desconfortável. isso de fazer sexo pra ver se faz as pazes ou pra ver se ele se acalma…acho bem complicado. pra mim é abuso. eu se fosse vcs já procurava terapia.mesmo q vc tenha acessado o perfil do ex…isso não da a ele o direito de te tratar como uma mulher sem valor. vc tem valor sim. ninguém chuta cachorro morto. se vc fosse mesmo vagabunda, ele mesmo separaria de vc. não deixe esses comentários afetarem sua auto estima.mto menos esse jogo psicológico baixo te fazer se sentir culpada. eu acho q vc tem q conversar com ele sobre como se sentiu. e partir pra terapia.pra mim qdo perde o respeito…ja era…só se ele quis er mesmo mudar e se vc permitir q ele te trate assim ele nao vai mudar mesmo. não deve ter sido fácil essas mudanças…se pra ele tá difícil imagina pra vc q abriu mão da carreira, é mãe 24 hrs por dia e sem ter seu companheiro te ajudando nisso tudo? só te cobrando. pensa nisso. vc não pode permitir q ele a agrida verbalmente e mto menos na frente da filha de vcs.

    meu teclado tá dodoi.

  14. #23
    Ariel
    24.12.2016 - 18:12

    Desculpa Cony mas no caso da amanda eu vi um homem extremamente inseguro, principalmente com a questão dele querer saber sobre o passado dela e querer esconder o dele, a maioria dos homens assim são possessivos e a forma como ela contou o caso me deu a sensação que tem mais coisa por trás disso, e quando a coisa fica assim nada acaba bem.

  15. #24
    Vanessa
    24.12.2016 - 22:29

    Confesso que também fiquei chocada com o conselho da Cony, mas de uma forma muito positiva. Acho que foi preciso muita coragem para dar o conselho que você deu, pois hoje tudo é abuso, por qualquer motivo uma família se desfaz. Acho até irresponsável falar para uma mulher que está casada há cinco anos, com uma filha e desempregada simplesmente sair de casa. Afinal é muito fácil incendiar a cabeça da moça e cada uma segue sua vida, pois no final das contas a bomba de confusão ficará no colo dela. É claro que nenhuma mulher deve ser submeter a abusos, maus tratos e similares, mas não consegui enxergar isso no relato, vi uma família que está passando por problemas e isso desestabiliza qualquer um. Amanda, respire, converse,converse de novo, converse muito com seu esposo, avalie a sua realidade,seu dia a dia com ele, veja se o que ele fez se repetirá e acima de tudo… Só quem sabe o que se passa na sua casa é você. Muitos conselhos inflamados virão, pondere bem tudo que você ler e se lembre que crises passam. Um abraço carinhoso pra você!

    • #25
      Constanza
      25.12.2016 - 13:45

      Exatamente!!! Sei muito bem do tanto que influencio e não é nada fácil falar para ela sair de casa na situação que está.

    • #26
      CLARISSA
      26.12.2016 - 10:53

      Concordo que crises passam, mas, violência só piora! Se com uma bobagem dessa o cara parte para a agressão verbal e física (sexo que é desconfortável é agressão, e, na maioria dos casos, estupro mesmo); imagina o que vai acontecer se ele invoca que ela tá tendo um caso. Não é mimimi, gente! Milhares de mulheres são agredidas e mortas pelos seus companheiros justamente pq tendemos a minimizar comportamentos inaceitáveis! Concordo que seja a nossa educação que nos faz pensar assim, mas nós temos de aprender a detectar abuso, a chamá-lo pelo nome e a sermos solidárias umas com as outras! Fico besta em como nós somos pouco empáticas umas com as outras… Meninas, vão estudar, vão trabalhar! Não dá pra depender de homem!! Não tenham medo de dar às costas para agressores! Denunciem! Fujam!!

      • #27
        Luana
        26.12.2016 - 13:59

        Concordo. Violência sexual é imperdoável, e não importa se foi uma, duas ou dez vezes. A tendência disso é ficar pior. E não é pq é marido, ou pq estava nervoso, que não foi violência. Ele a machucou e ela teve que pedir pra ele parar várias vezes. Está no relato!
        Cony, acho que você não precisava ter falado para ela sair de casa com a filha, mas sim, para ela ficar atenta a esse comportamento, que algo assim não é justificável, que isso que ela sofreu se chama violência, não é normal e não deve ser admitido.
        Cony, eu realmente te adoro e acompanho seu blog há anos. Acho que sua atitude de abrir esse espaço e tentar ajudar suas leitoras é louvável, e por isso mesmo te recomendo a pesquisar um pouco mais sobre relacionamentos abusivos, até para você estar preparada para aconselhar nestes casos. Há um ótimo grupo no Face: Moça, seu relacionamento é abusivo. Há muito material online também.

  16. #28
    Gabriela
    25.12.2016 - 00:25

    Caso Amanda

    Eu so perdoaria um cara dessss se tivesse sido provado por A + B que esse cara tenha tido um surto psicótico e irá se tratar com medicamento pesado.

    Gente, tem muita coisa enraizada que vcs não estao enxergando! Nenhuma crise financeira – por pior que seja – desencadeia “sintomas” tão graves.

    Embora ela relate que tenha sido “uma única vez” (o que eu duvido) mas esse negócio de querer chegar em casa e querer comida pronta e ainda ser servido, de xingar a esposa na frente de uma criança, ameaçar de que ficara com a menina, por causa de uma coisa boba dessas, isso não tem NADA A VER com stress ou crise.

    Isso tem a ver com VIOLÊNCIA. Com DESRESPEITO. Com MACHISMO.

    Com DESVIO DE CARÁTER.

    E isto é uma coisa que faz parte dele. Algo que ele julga normal.

    • #29
      Ana Cláudia
      26.12.2016 - 00:03

      Olha
      …ainda bem que a maioria de vcs está vendo essa relação da Amanda abusiva e o marido como um verdadeiro machista, porque só de ler esse relatório eu já senti vontade de dar um soco nesse infeliz! E a questão dela não poder simplesmente sair de casa, porque depende financeiramente do marido e ter uma filha, não faz com q ela tenha que tolerar esse tipo de atitude! Moça, coloca esse seu marido pra se tratar JÁ (se é que existe tratamento pro machismo exagerado) e peça ajuda de familiares e amigos nesse momento…

  17. #30
    Domi
    25.12.2016 - 03:09

    Sobre o caso 3, fiquei muito surpresa com a resposta da Cony. Dá para ver claramente que ele está tratando a esposa muito mal, parece que perdeu o respeito. No texto, ela fala de várias coisas que ele vem fazendo, só o caso do sexo violento aconteceu apenas uma vez. Não acho que ela tem sair de casa, mas precisa se impor. Chamar o marido para uma conversa séria e explicar que não está gostando dessas atitudes.

    • #31
      Constanza
      25.12.2016 - 13:40

      Foi justamente o que aconselhei!

  18. #32
    Tauana
    26.12.2016 - 11:31

    Chora 01 Alice – Amiga, em nome do teu amor por ele, e do teu bem estar, acho que deve dar mais uma chance para ele. Se ele te passou a confiança que errou e que não fará novamente, ok, caso contrario tu rapa fora que o pesadelo está de volta. Mas tu já fez exatamente o que deveria fazer, conversar!!! Beijinhos

    Chora 02 Ariel – Já conversou com ele sobre isso? Tenho certeza que tu só vai conseguir definir o teu destino depois de um bom dialogo com teu marido.
    Se ele te apoiar em viajar e ir atrás dos teus sonhos ok, tudo bem. Só vai ter que correr o risco de ficar longe do amor da tua vida.
    Seria muito egoísmo querer que ele largue o sonho dele para viver o teu.
    Bota na balança, o que te faria mais feliz e voe para o sonho!!!

    Chora 03 Amanda – Não, pera. Esperar o marido com comida pronta e ainda servir? TA ERRADO!
    Respeito acima de tudo, amiga. Tu é a mãe da filha dele, tu é a dona de casa, quem limpa e cozinha para ele. O MINIMO É ELE TE RESPEITAR!
    O problema financeiro afeta muito, qualquer relacionamento, mas ele não pode descontar em ti, é como a Cony falou.

Comente