18
Oct 2016
A Vez das Curvy Models
Fashion News

Vocês se lembram da Fabiana Saba? Modelo das antigas, que durante um tempo apresentou o Interligado na Rede TV (eu AMAVA!) e se casou e mudou pra NY? Se não se lembram, eu fiz uma entrevista com ela um tempo atrás (LINK).

Enfim, após essa entrevista passei a seguir a Fabi em tudo que é canto, somos até amigas de Facebook (rsrs) e continuo super fã dela. Tieto mesmo. Daí que um belo dia, vi ela falando no Face que iria retomar a carreira de modelo. Achei o máximo, ela é linda e tãaaaao gente boa que queria ver mais a Fabi por aí! Quando deu detalhes, contou que entraria no time das curvy models, uma nova categoria no mundo da moda que considera mulheres com curvas e está bombando as redes sociais. Amei mais ainda (oi representatividade) apesar de ter na minha cabeça que a Fabi é magra e talvez essa categoria fosse um pouco ¨além¨ dela. Mas ok, she’s back!

O ¨curvy¨ gera polêmicas quanto ao seu significado, enquanto uns dizem que se trata de uma mulher que não é magra mas também não é gorda e ainda mantêm a existência do termo plus size para mulheres mais cheinhas, outros meios dizem que as curvy size são as novas plus size, pois esse nome ficou cruel e discriminatório. A curvy veste a partir do tamanho 40 e são apenas 1,4% das modelos atuais. Mas cá entre nós, se o tamanho 40 já é curvy, ou seja, o antigo plus size, o que tem além disso? Será que inventaram um nome menos cruel e mais bonitinho só pra gente se acalmar? Sei que são apenas nomes, mas num mundo onde a passarela mostra mulheres de 1,80 vestindo tamanho 36, e a maioria da população NÃO é assim achei bom, BEM BOM, esse auê todo com a chegada das curvy models.

Falarei sobre algumas e TOMARA que um dia esse 1,4% vire pelo menos 50%. Meio a meio. Quero ver curvy models nas passarelas das grandes marcas DURANTE as semanas de moda.

fabisaba1

Fabi Saba, a mais nova curvy model é nossa! Veste 40, igual a mim. Toca aqui miga! Só que ela mede 1,78 tsc tsc…

ashley1 ashely2

Ashley Graham (no insta @theashleygraham), 2,6 milhões de seguidores. Veste 44, mede 1,75. Foi a primeira curvy model a aparecer num anúncio da Sports Illustrated.

candice1

Candice Huffine, veste 48 e mede 1,80. Foi primeira curvy model a aparecer no famoso Calendário da Pirelli.

tara-lynn

Tara Lynn, mede 1,75 e veste 42. Ela já foi capa da Elle e da Vogue Itália.

nathalia1

Nathalia Novaes, outra brasileira reinando no mundo das curvy models: mede 1,77 e veste 42.

(Obs: todas as medidas foram encontradas em pesquisa na internet.)

  • Os termos curvy size e plus size ainda são um mistério para mim… Não sei se existem os dois, ou se um veio substituir o outro. Por mais que eu tenha pesquisado, isso não ficou claro ainda. Só sei que todas as modelos acima são lindíssimas e o mundo da moda deveria entender de uma vez por todas que a grande maioria das consumidoras são mulheres que se identificam com essas moças e não com as modelos de passarela. Acho que essa ¨moda¨ pode pegar. E vocês?
32 Comentários
  1. #1
    Carol
    18.10.2016 - 20:21

    Essa história de vestir mais de 40 rendeu até no miss Itália!
    Porque a modelo que ficou em segundo lugar chamou mais atenção que a ganhadora! O pior foi que não houve bastante mensagem condenando a participação e a classificação dela. Ou seja, a pessoa não pode ser representante da beleza feminina do país porque veste mais que 40.

  2. #2
    Carol
    18.10.2016 - 20:23

    Essa história de vestir mais de 40 rendeu até no miss Itália!
    Porque a modelo que ficou em segundo lugar chamou mais atenção que a ganhadora! O pior foi que houve bastantes mensagem na internet condenando a participação e a classificação del no concurso.. Ou seja, a pessoa não pode ser representante da beleza feminina do país porque veste mais que 40.

  3. #3
    Paula
    18.10.2016 - 20:41

    Adorei! Visto tamanho 44, tenho 1,67 e não me encaixo em lugar nenhum rsrs não sou magra, mas também não sou plus size! Com essa nova denominação “Curvy” me sinto representada e incluída.

    • #4
      Carine
      19.10.2016 - 08:35

      Também acho que tem que haver esse meio termo.

  4. #5
    Nany
    18.10.2016 - 20:47

    Simplesmente A M E I. Faltou só um cabelo cacheado pra me representar totalmente rsrs. Tenho 1,80 e a boa distribuição nos seios, bumbum e barriga (famosa pochete, rs). Manequim a partir do 42, ou melhor, 44! Geeeente, não dá pra vestir menos. Fora que às vezes é uma tortura pra encontrar roupa, porque os comprimentos não ajudam. Subiu mas faltou em baixo, entrou mas ficou justa ou pequena. Vou bastante na sessão “plus” porq as roupas vestem bem e às vezes só tenho que fazer alguns ajustes. Agora o “curvy” aparenta uma representação verdadeira da mulher brasileira inclusive. Olhem para essas mulheres.. Fantásticas!!

  5. #6
    Telca
    19.10.2016 - 01:20

    Acho o máximo se isso pegar mesmo, afinal a maioria esmagadora das mulheres brasileiras tem esse esteriótipo, nas ruas é exatamente esse padrão que mais vemos!!
    Eu ainda continuo não me encaixando em nada, tenho 1,64/50kg e uso 36, mas tem mta coisa q fica estranho em mim, acredito que seja pela falta de altura rs, sem falar que tem muiiiiita confecção que não investe no PP e o P é uma roleta, às vezes fica ok, mas na maioria das vezes fica imenso!!!
    Já pesei 48kg e o problema piora horrores, mesmo gostando de ser magra, isso é um dos fatores q faz com q eu não me empolgue com dietas rs
    Comendo de tudo peso 50kg, mas se pegar firme na alimentação regrada consigo reduzir mto esse peso, mas no fim sempre acho q passar vontade no meu caso não compensa!!

    • #7
      Bel
      19.10.2016 - 10:28

      Toca aqui amiga! Sofro do mesmo problema!
      Minha estrutura é pequena (corpo mignon ou petit), tenho 1.57m, peso 49 kg, uso 34. É muito complicado encontrar roupas, geralmente o P fica enorme. Fico limitada a poucas lojas que tem tamanhos menores (Handbook, C&A, Costume).
      Bjs

    • #8
      Jéssica Diane
      19.10.2016 - 10:48

      Você ainda é alta!!! Eu tenho 1,58, 50kg e tudo fica grande! Mas tenho um peito e uma bunda que não são enormes, mas que servem nas roupas, ou seja, nada fica como uma luva. Difícil rs

      • #9
        Cassiana
        21.10.2016 - 20:30

        Vc, Jessica ainda eh alta, rsrsrs…eu tenho um 1,54m, 46kg, a sorte que sou a verdadeira pera, quase nada em cima:( mas o bumbum eh brasileira pura:)))) eu amo fashion, sou antenada mesmo, mas a maioria das roupas eh soh pra olhar mesmo. Moro no Canada, once a media de altura p mulheres e maior que no Brasil. Virei expert de tanto esperimentar roupa P, PP que fica gigante. E qdo acho alguma coisa que +ou- serve tem que ver se os ajustes nao vai acabar com a modelagem. Tenho um modelo de vestido da BCBG em 6 cores diferentes, deu certo, pra que bater cabeca. Chorei a primeira vez que comprei uma calca jeans de adulto sem precisar fazer a barra…ateh boyfriend jeans precisa de alteracao. Mas nao reclamo do meu corpo de jeito nenhum, logico eu queria +20cm na altura, mas nao aconteceu qdo devia. Agora, cuido do meu corpo interno e externo omelhor possivel e dale SALTO.

  6. #10
    Ana Carolina
    19.10.2016 - 08:32

    Demorou! O mundo tem que abolir essa mania de definir o que é perfeito/correto. Quem disse que o magro é bonito e o restante não é? Infelizmente, não é somente na moda que isso acontece. Mas é a moda que atrai milhares de adolescentes descabeçadas que param de comer pra ficarem parecidas com a modelo que tem 1,80 e pesa 45 kilos. Independente do nome (plus size ou curvy), todas os tipos de corpos de mulheres (e homens) devem ser representados nos desfiles, nas coleções, nas lojas. Já li reportagem de estilista brasileiro famoso dizendo que não confecciona tamanho maior que 40 pois isso denigriria a imagem da marca. Deveria ser banido do meio em que atua. Parabéns pela matéria, Conny.

    • #11
      Alessandra
      19.10.2016 - 13:51

      Concordo plenamente!

      Acho um horror tanto os padrões adotados pela indústria da moda quanto os títulos que denominam alguns estereótipos.
      Está mais do que na hora de colocar mulheres reais nas capas, passarelas, araras e parar de denominar assim ou assado.

  7. #12
    Carine
    19.10.2016 - 08:34

    Nunca tinha ouvido esse novo termo, mas acho que ficaria mais legal se for um meio termo, entre as tops magérrimas e a plus size, pq existem vários tipos de corpos. Não achoq ue uma pessoa que vista 40 ou 42 chegue a ser pluz size, porque aí estaria generalizando os corpos também. Na minha opinião, a Fabiana tem curvas mas não chega a ser plus size, por isso o termo curvy size se encaixaria bem. Mas acho que as que vestem acima de 44, 46 se encaixariam em “plus size”.

  8. #13
    19.10.2016 - 08:41

    Nossa lembro dela tbm, tbm adorava ela.
    Bjos
    http://senhoritadoslacos.blogspot.com.br/

  9. #14
    Bárbara
    19.10.2016 - 08:47

    Curti bastante, eu tenho sérios problemas com meu corpo, especialmente a barriga a ponto de odiá-lo as vezes…
    Ver mulheres tão lindas, sentindo-se bem com suas curvas, me abre os olhos que do jeito que sou também é belo.
    Acho importante essa nova representação, afinal padrão Barbie é naturalmente inatingível por mais que se deseje isso.

  10. #15
    Júlia
    19.10.2016 - 08:52

    Bom dia Cone
    Que ótima notícia nesse mundo de moda escravo. Que a realidade seja bem-vinda!!! Já adotei o termo pra mim com meu n.o 44 e 1.67 de altura rs… Importante é aceitação de coração e o respeito por todas as belezas ❤

  11. #16
    Júlia
    19.10.2016 - 08:52

    Sorry pelo Cone, Conyyyyy
    Esses corretores…. Te admiro muito. Bjsssss

  12. #17
    Tauana Barcelos
    19.10.2016 - 09:39

    Sou plus size.
    Preciso dizer que não tenho orgulho disso, pois a obesidade me presenteou com sérios problemas de saúde… pressão alta, problemas nas articulações e ósseos e a indisposição. Mas também preciso dizer que me acho linda. Me sinto mais linda de que quando pesava 35Kg a menos.
    Não fico feliz quando tenho que gastar horrores em uma roupa para ficar bem em mim, pois as lojas convencionais tem um formato tenebroso para as plus. Serve, mas deixa o corpo HORRORIVEL!!!
    Acho muito importante frisar que gurias gordas podem ser lindas, muitas são, mas obesidade não é algo bom, não é algo bonito.
    Se és saudável, ÓTIMO, ta linda.
    Mas obesidade + doença não é legal, não é bonito.

    Tenho 1,70 de altura e uso o manequim 46 e sou linda.

    obrigada beijo kkkkkk

    • #18
      Jéssica Diane
      19.10.2016 - 14:22

      PERFEITA sua colocação. Beijos

      • #19
        Tauana Barcelos
        21.10.2016 - 10:41

        Obrigada amore.
        grande beijo

  13. #20
    Ana Carolina
    19.10.2016 - 09:58

    Concordo, Tauana. Tem magro doente e isso também não é legal. Sou magra (1,70 e 58 kilos) e tenho colesterol alto, apesar da alimentação saudável. Todos devem se cuidar e, sim, ir atrás do que desejam para si (dieta pra engordar, dieta pra emagrecer, cirurgia plástica, alisamento de cabelo, o que for…). Mas devem cuidar da saúde e, acima de tudo, gostar de si, independente de já terem atingido o resultado esperado.

    • #21
      Tauana Barcelos
      21.10.2016 - 10:45

      Eu não lembro em qual perfil de musa plus size que vi pessoas criticando a modelo porque ela emagreceu.
      Sério, varias gurias julgando ela que ela estava seguindo o padrão da sociedade, que era muito errado, que ela era gorda e deveria ter orgulho.
      ZENTSI!!!

      Pelo amor de deus, onde isso vai parar?
      Elas estavam impondo um padrão também, involuntariamente, mas estavam.

      Seja feliz, seja saudável, o resto é resto.

  14. #22
    MaH
    19.10.2016 - 11:04

    Eu fui modelo quando era novinha e foi uma fase bem difícil pra mim. Eu simplesmente não em encaixava em nada, porque não conseguia ser magrela o suficiente e não tinha corpão e nem era gordinha. Hoje todas as pessoas do universo dizem que eu sou MUITO MAGRA, (1,74 e 54kg), mas na época, o meu peso bom, que me deixava com medidas ideiais, era 5kg a menos! Não era saudável, passei meses sem menstruar, e acabava voltando pro meu peso normal, que é esse de hoje. E depois de alguns anos que a coisa não deslanchou, porque eu não me mantinha esquelética, acabei largando e hoje sou médica, dermatologista e muito mais feliz.
    Fico feliz demais pela Fabiana, acho ela lindíssima e ela deve ter sofrido muito quando engordou. Que ela faça muito sucesso novamente!

  15. #23
    claudia
    19.10.2016 - 11:24

    espero que seja um termo intermediário mesmo. Se for o novo plus size, será somente mais uma maneira de colocar a mulherada louca com o peso. Tamanho 40 não pode ser considerado gorda, gente! Eu uso 46 e, aí sim, plus size. Acho que o plus deveria começar nessa numeração, aliás, do 46 pra cima. Não vejo o 44 como plus. A não ser que a pessoa seja bem baixinha, que então a distribuição é outra, mas modelos geralmente são altas, algo que também deveria ter mais variação.

  16. #24
    Ana Paula Souza
    19.10.2016 - 12:14

    Oi Flor;
    Não tem o menor cabimento, vivermos procurando vestir um determinado número de roupa. A indústria define padrão e nós nos matamos para se encaixar naquele determinado número. Tanto que tem marcas que vc veste um numero e não passa nem dos joelhos, já outras as cabem com número que não coube na anterior. Portanto, controlo minha alimentação, faço acompanhamento médico com exames, atividades físicas e visto o que couber em mim e claro gosto do que vejo no espelho. Porque sou única, não posso me medir por um “número”.
    Bjus

  17. #25
    Mariana
    19.10.2016 - 12:15

    Esperando pelo dia em que uma mulher bonita será apenas uma mulher bonita, sem trazer a categoria em que sua beleza tá valendo.

    • #26
      Alessandra
      19.10.2016 - 17:14

      Eu também, Mariana! Esperando o dia que os rótulos acabem. É um saco isso. Uma verdadeira tsunami na autoestima de muitas pessoas.

  18. #27
    Laura
    19.10.2016 - 17:53

    Gente, 42 é plus size??? Padrões, viu…aff

  19. #28
    Ana Lúcia
    19.10.2016 - 19:29

    Em que mundo estamos meu Deus.A que ponto vai parar toda essa neura com o qto pesa uma mulher.Sejam felizes e lindas mulheres ,gordinhas ou não, a vida é muito curta para entrar nesses ditos padrões que impõem pra cima de nós.

  20. #29
    Michele
    20.10.2016 - 16:11

    Assunto polêmico hein? Com as medidas que tenho, me sinto incluída pela industria tb ( tenho 72kg em 1,73m), mas não vejo dessa forma.
    Curvy representa a pessoa “real” sem osso, as modelos “gostosas” estilo Kim Kardashian, a Tancinha dos anos 80 a antiga Isadora Ribeiro, as musas fitness que tem mais “carne”. As meninas estão muito ossinhos aparecendo atualmente. Isso é o bom da história.
    Não achedito q o mundo da moda vai “adotar” isso de boa, pois roupa para quem passa dos 36 eles acham muito insulto, o q é horrível ( só lembro daquele filme O diabo veste prada).
    A curvy de hoje e a plus size de amanhã e isso tem q parar, parece uma “cota”. Pessoas q compram podem ter qualquer numero de manequim não é problema nosso. Amei a entrevista da Kloe Kardashian falando sobre isso.http://www.ofuxico.com.br/noticias-sobre-famosos/khloe-kardashian-lanca-calcas-jeans-para-todos-os-tamanhos/2016/10/19-277637.html

  21. #30
    Denise
    21.10.2016 - 15:23

    A-D-O-R-E-I GENTE ME SINTI INCLUIDA TENHO 1,67 VISTO 40 OU 42 DEPENDENDO DA MODELAGEM E NUNCA ME IDENTIFICO EM CATALOGO DE MODA E TALS PARECE QUE NUNCA ME ENCAIXO .
    ESPERAMOS QUE ESSA MODA PEGUE NEH!!!

  22. #31
    Raquel
    21.10.2016 - 15:52

    Essa modelos curvy são muita das lindas e gostosonas! Eu sou uma falsa magra, ou seja com roupa OK, mas de biquíni… ai meu Deus!!

    Por mais modelos com CELULITE!! Porque a grande maioria das mulheres têm!!! Hahahaha…

  23. #32
    25.10.2016 - 11:19

    Achei maravilhosas, a última Nathalia Novaes tem o mesmo corpo que eu só que muito mais alta kkkk. Quero alguém para representar as celulites que todas nós temos, elas mostram as curvas mas uma pele impecável. Será que um dia, a industria vai ter coragem me mostrar fotos ao natural numa revista por exemplo? Isso faz com que até mesmo nós tenhamos vergonha de mostrar nossas marcas, seja ela celulite estria, o que for… sou a favor de nós cuidarmos e sermos vaidosas, mas né? realidade é outra. É tipo, oi resvista! Oi realidade! kkkkkkk. É só um pensamento para discutirmos. O que acham meninas? Cony?

Comente