30
Sep 2016
Chora Que Eu Te Escuto!
Chora Que Eu Te Escuto

Chora de sexta! Para que os coraçõezinhos fiquem tranquilos neste final de semana…

Chora 01 – Ana Júlia

Ola Cony, sou leitora do seu blog há um tempo, e vendo alguns casos parecidos tomei coragem de mandar o meu chora também, pois até então me sentia um ET.

Confesso que qdo vejo meninas reclamando sobre namorados e tal, me dá até uma certa inveja, pois nunca tive um. Tenho 35 (!) anos e nunca namorei. Não tenho nem 25 nem 15, tenho 35!

Não sou linda mas também não sou tão feia assim, mas me sinto um lixo por isso. Já tive fases em que tive mtos amigo para sair, mas hoje em dia todos namoram e as vezes é chato sair só em casais. Sou uma pessoa bem aberta a fazer novas amizades, mas parece que é só ficar amiga de alguém que a pessoa começa a namorar e eu sobro.

Já falaram que eu escolhia demais, o caso é que sempre os caras que eu ficava a fim não davam a mínima bola pra mim. E nem eram os mais lindos, simplesmente não dava liga. E era cada cara mais estranho, problemático que queria ficar comigo, aquele tipo que não da nem vontade de olhar, que eu não ficava. O tipo de homem que nenhuma mulher ficava e que no fim da festa vinha em mim bebasso pq fui eu que sobrei entre as amigas, ou o cara chato, sem graça nenhuma, que não pegava ninguém e achava que comigo ficaria pq eu também não pegava ninguém.

Até que comecei a ficar com os que eram a fim de mim só pra ver no que dava. Resultado: ficava com mais nojo ainda de mim, pois era caras repugnantes, meus amigos pegavam no meu pé dizendo que eu estava fazendo ajuda ao próximo, pra vcs verem o tipo de homem que era. Nunca cheguei a passar número de whats nada pq já ficava com ressaca moral antes de acabar de ficar com eles.

O único rolo mais longo que tive foi com um cara que era galinhão pra caramba e só queria ficar comigo pq sabia que eu não era mto de ficar com outros caras, me achava ingênua e via isso como algo misterioso, a ser conquistado.  Eu era motivo de tiração de sarro dele e dos amigos dele e não sabia, e enquanto isso estava me sentindo feliz pela primeira vez na vida pois achava que enfim algum cara interessante tinha se sentido atraído por mim, A burra iludida. Claro que não tinha esperanças de namoro ou algo mais sério pq sabia da fama de galinha dele, mas pelo menos estava feliz de estar ficandinho com um cara atraente, interessante, divertido. Mal sabia que era o motivo de zoeira da turma dele. Qdo soube disso fiquei mto mal e caí fora.

E aqui estou, sem amigos pra sair pra programas de solteiros (já tentei me enturmar em tudo qto é curso, academia, faculdade, trabalho, saio as vezes com meus amigos, todos em casal e eu sozinha), mas estou simplesmente cansada, desanimada, acho que pra essa encarnação deu, vai ver que é pra ficar sozinha mesmo rsrsrs

E não sei mais o que fazer, vejo que nadei, nadei e morri na beira da praia. Passo os finais de semana agora trancada em casa pois não tenho companhia, como disse, acho que tenho algum poder casamenteiro kkkkk pq é só eu arrumar alguma amiga ou amigo solteiro que logo essa pessoa começa a namorar. SE eu tivesse dinheiro, me largava no mundo, ia curar essa tristeza fazendo mochilões por esse mundo afora, mas como não tenho é aqui mesmo que tenho que ficar. Todos da minha família já casaram ,tiveram filhos, até os filhos dos meus primos já estão namorando, tendo suas vidas e eu não.

Além de não ter namorado, me incomoda não ter amigos para fazer programas onde eu não me sinta tão sozinha vendo todo mundo com parceiro e eu não. E, como disse, já tive várias turmas de amigos, mas com o tempo foram todos começando a namorar, ou as pessoas que conheço agora tb namoram, parece que ao mundo ao meu redor é feito de casaizinhos eu sobrei pra zoação da geral.

Nem sei se tem ajuda nesse caso mesmo, acho que é mais como um desabafo, mas gostaria de ouvir a opinião de vcs! Bjos e desculpa pela história longa, mas é isso mesmo! Adoro seu blog!

Olha, eu penso que a gente atrai o que transmite. O mundo vibra, conforme nossas vibrações. Se você ficar batendo nessa tecla que todo mundo que você conhece vai acabar namorando antes de você etc e tal, toda essa energia vai pros outros e não pra você. Se cuide, se vista bem, se arrume, seja vaidosa, sinta-se linda e pare de procurar. Primeiro se curta bastante, fique plena, cheia de você mesma, tenho certeza que aí sim irá atrair pessoas bacanas! Mude seu magnetismo!

94cc3c9c12af2d0d4367ab91c41cf141

Chora 02 – Ana Maria

Sou casada há 7 anos com uma pessoa que se enquadrou ao meu perfil, sempre fui mais caseira, nunca fui de muita balada, sempre gostei das coisas mais tranquilas e nunca fui de beber. Ele não bebe, não é de sair, é companheiro, carinhoso,maaaas…

Tive uma infância muito dificil,onde não considero praticamente ter pai e mãe, ja que me fizeram passar por muitas dificuldades, tanto financeiras tanto psicologicas sem necessidade. Tive dificuldades para comer, dificuldades de amor, companheirismo, coisas que encontramos em casa que nunca achei dentro da minha familia.

Mas não me abalei, diante de todo sofrimento buscava força e idéias na cabeça de como reverter o quadro e ter minha vida longe de toda aquela dificuldade.

Sempre fui uma pessoa empreendedora,guerreira, daquelas que pensa la na frente, que compra livros de economistas pra ler, que se aprofunda em tudo pra dar o seu melhor.

Me desenvolvi profissionalmente até chegar o ponto de ser dona da minha empresa, pequena no caso mas bastante rentavél. Conquistei sozinha casa, carro, e independencia.

Não sei o porque nunca tive sorte com amizades, sempre me dedico mas no final acontece algo que me aborrece, e no final nada da certo. Portanto hoje sou uma pessoa que não tem NENHUMA nenhuma amiga mesmo, ninguem pra ligar e contar da vida, ninguém pra sair, ninguém ninguém.

Somando a carência familiar que sempre foi um rombo enorme no meu peito e mais a solidão de amigos, me apeguei ao casamento de uma forma que sempre o vi como a minha familia e única pessoa que estivesse comigo durante a vida toda.

Engravidei e tenho um filho de 2 anos. A solidão aflorou ainda mais, vida de mãe de criança ainda mais pequena se resume a cuidados exclusivos e zero baladas e descontrações durante um bom tempo. Meu marido nunca foi estavel em emprego nem financeiramente e devido a ter criança pequena o chamei para trabalhar juntos na empresa que construi para que assim desenvolvessemos juntos e tivessemos mais tepo para cuidar do filho.

Acontece que ele é uma pessoa completamente parada na vida, nao tem perspectiva de crescimento, não me ajuda em nada e só faz as coisas quando se pede e depois de muito questionamento. Não se preocupa com o faturamento da empresa, e não sabe se quer o que é pagar uma conta de luz em casa.

Toda a responsabilidade financeira é por minha conta e ele não se habilita em nada em me ajudar.Acontece que as dificuldades financeiras apareceram e pra ele é como se não fizessem diferença, ele nem sabe da existencia delas.

Isso me causa um desanimo enorme, e quando penso que se eu tivesse ao meu lado uma pessoa com meu mesmo pensamento eu estaria em outro patamar, meu mundo desaba.

Meu sentimento já nao é o mesmo faz tempo, morro de vontade de recomeçar a vida mas morro de medo da solidão , afinal não tenho ninguem pra chorar, ninguém pra sair,e ainda tenho um filho pequeno, imagina a dor da separação com criança? 

Só de pensar no sofrimento que tudo vai me causar desisto e vivo me matando a cada dia vendo as atitudes dele do meu lado.

As vezes pra me conformar penso que todo relacionamento tem seus defeitos e ele pelo menos é carinhoso e bom pai e o resto eu mesma tenho que resolver.

As vezes também penso que poderia conhecer uma pessoa que pensasse no futuro.

Cony é muito dificil.

Gostaria muito da opinião das suas leitoras.

Mulher, você está trocando um sofrimento de separação por vários sofrimentinhos diários por estar infeliz no relacionamento. A conta é exatamente a mesma, de um jeito ou de outro, você vai passar por um perrengue, a diferença é que se optar por separar existe a ENORME chance de você se reencontrar (mais uma vez) e conhecer alguém melhor pra você. Você está super infeliz, sem vontade, desanimada… Já foi tão guerreira na vida, conseguiu sobreviver a falta de carinho dos pais (que considero admirável pois é algo muito marcante e que pode acabar com a vida de alguém), esforçada, criou seu negócio, conseguiu bens… Já enxergou isso? Você já fez TANTO na vida, já passou por coisas tão mais difíceis, porque se amarrar em alguém que vive na sua sombra só pela companhia? E outra, sozinha você não está, você tem um filho! Ele é sua família, viva pra ele! Pelo o que você descreve, esse relacionamento parece um peso pra você, algo que te deixa angustiada e não te impulsiona. Você já tem tanto impulso e força naturalmente, não deixe que ninguém te freie. Amizades são difíceis mesmo, ainda mais para uma pessoa que tem uma visão tão mais à frente e ambiciosa. Pessoas não entendem isso, talvez seja necessário você tratar com pessoas sobre assuntos corriqueiros, fáceis, leves.. Pelo menos no início para ter alguns contatos. E sobre homens… Todos têm defeitos sim, TODOS, só tem que saber quais defeitos são aceitáveis e que você vai conseguir relevar. Comodismo você não aceita, então talvez encontre alguém que não seja tão carinhoso, mas tenha o seu pique. Não busque a perfeição, busque a harmonia. 

5efaa4940adc7b00231faa8d2e902ddd

Chora 03 – Ana Paula

Oi Cony, tudo bem? Acabei de casar, estou muito feliz, ele é um cara muito legal, me ajuda e somos muito apaixonados um pelo outro.

Só que escondo um segredo dele: eu já fiz um aborto. Eu não conheci ele na época. Foi muitos anos antes dele me conhecer. Quando começamos a namorar pensei em contar, mas sempre tive a certeza de que ele era o homem da minha vida e tinha medo dele me julgar, terminar comigo e sair falando para todos (inclusive a família dele), o que já fiz. Quando conversam sobre algo desse tipo na casa deles eu fico quieta. 

Não me arrependo de nada do que fiz. Mas a sociedade ainda é muito preconceituosa com esse tema.

Ele sempre me fala o quanto ama criança e é louco para ter filho.

Toda vez que olho nós olhos dele, sinto que não estou sendo sincera.

Me ajude… oque faço? Conto ou não? 

Conte. Mas conte porque isso está pesando na sua consciência. Se não estivesse, eu não contaria… Mas como você sente que não está sendo sincera, fale pra ele. Apenas cuide da forma como vai contar, por exemplo: não faça um mega drama como se fosse o maior pecado do mundo e você estivesse errada. Conte com naturalidade, sem maiores detalhes e justificativas. Obviamente não será no meio do café da manhã mas um dia que o clima estiver bom, o papo estiver fluindo bem, fale que tem algo que você queria ter contado pra ele há tempos mas estava com medo do julgamento. Diga que ele é o homem da sua vida, que quer que tudo sempre seja transparente entre vocês e solte a bomba rs.  

085c6101e2d4b0130a169454e26cefa1

Chora 04 – Ana Luiza

Oi Conyyyyy, meu chora implora por um conselho seu:

Tenho 26 anos e namoro a quase 5. No início do namoro tudo era lindo, achava que era a pessoa certa pra mim. Mas logo de cara enfrentei alguns problemas com a antiga ficante dele, que infernizava, mandava mensagens e me tirava do sério. Hoje ela não é mais preocupação (nunca deveria ser né), graças a Deus. As vezes fico sabendo de algumas coisas que ela fala e faz mas não deixo que influencie na minha vida.

Porém, depois de eliminar este estresse, meu namorado começou a pisar muito na bola comigo. Toda briga ele me deixava em casa e saía com os amigos, me tratava com grosseria, eu pegava conversas dele com os amigos bem desagradáveis, já peguei conversa dele com uma horrorosa que dava em cima dele (mas não rolou nada, só cnv mesmo), em momentos graves de minha vida ele me deixou na mão pra sair, enfim, tudo isso me desanimou bem sabe. Já terminamos algumas vezes e ele sempre voltou atrás, apesar de ser muito orgulhoso. 

E em todas as nossas brigas ele me diminui sabe, acha que não sou alguém que tem valor, fica se vangloriando, pagando de gatão, dizendo que eu que tenho que mudar. 

Nunca fiz nada que pudesse interferir de forma negativa, sei que tenho meus defeitos mas nada que magoasse ele ou que colocasse em risco a confiança dele em mim. No último aniversário de namoro ele preferiu sair com um amigo e disse que não tinha nada de mais. E diante disso tudo admito que não sinto vontade nem de beijar e nem fazer “nada”, se é que me entende, com ele! Fujo inclusive.

Antes eu sofria, hoje vejo que estou acomodada. Me prendo a datas comemorativas, festas para não terminar. Fico com aquela desculpa na cabeça: Ah, depois de tal evento eu termino. E fico adiando. Sou covarde. Sempre que acontece algo e parece que terminamos, fico agoniada, com medo de não conseguir sair, não ter companhia, não ter o que fazer, sei lá, não saber agir. Já terminamos uma vez e ficamos uma semana terminados e no fds seguinte ele me procurou, depois de ter curtido bem o fds dele, deve ter ficado no mínimo preocupado com o que eu iria fazer, pq eu já tinha programado mesmo meu fds todo. E eu claro voltei. Como minha mãe diz, ele não tem medo de me perder, tipo, sabe que volto. Ah, e ele e minha mãe brigaram e não cnv mais, ou seja, namoramos ou na casa dele, ou na do meu pai, ou saímos. Acho isso muito foda, pq acho que deveria partir dele a reconciliação dele com minha mãe, mas ele nem cogita isso.

Não sou frágil sabe Cony, não quero que pense assim. Estou é com raiva de não conseguir colocar um ponto final nisso. Já sei que não quero continuar mas não sei o que fazer pra superar e não voltar mais sabe!

Acho que muitas mulheres passam pelo que passo, tem insegurança e ficam acomodadas em relacionamentos sem futuro ou que não são felizes. Isso é triste.

Me ajudaaaaa pelo amor de Deus. O que eu faço para me libertar?

Que bom que você já sabe o que tem que fazer pois ficar com essa criatura realmente não dá mais. O fator mais agravante de todos, na minha opinião, é ele e sua mãe serem brigados. Isso não é nada bom… Mãe é sagrada, ai de alguém brigar com a minha. Isso sem contar o resto, tipo o fato dele sair com um amigo ao invés de comemorar o aniversário de namoro. E ele só faz isso tudo com você porque você permite. Crie forças, e logo,  pois o tempo está passando e isso é vida que não volta. Você acha que merece isso? Não né, então tome uma atitude já e não olhe pra trás!

55f91859c577ac2ae617b4fab2a66802

  • CHORAS ABERTOS! Podem enviar suas histórias, suas aflições, suas angústias! Mas ó, vamos cuidar de não mandar casos parecidos ok? Email para constanza@futilish.com e no assunto CHORA QUE EU TE ESCUTO.
116 Comentários
  1. #1
    Joana
    30.09.2016 - 11:18

    Ana Julia, miga do Chora 1…
    Começa a sair…baladinhas de leve…não tem problema nenhum em sair sozinha, muito pelo contrário, a gente acaba conhecendo gente nova…é ótimo!
    E concordo com tudo que a diva da Cony disse…se cuida, dá uma renovada no visual e na auto estima!
    Bons pensamentos atraem boas vibes e pessoas melhores ainda pra vida da gente!!! <3

  2. #2
    Camilla
    30.09.2016 - 11:42

    Para a Ana Julia:
    Olha, tá difícil. Infelizmente não temos muito como controlar esse tipo de coisa. Não dá pra fazer o outro gostar da gente. O que podemos fazer é gostarmos de nós mesmas e dar oportunidade pra vida colocar pessoas na nossa vida. Foi o que eu fiz durante a solteirice. Sofria muuuito sempre que me apaixonava por um carinha e ele não queria nada. Falavam pra parar de procurar, mas não adianta você fingir que não tá procurando. O que você deve tentar é não deixar isso controlar sua vida. Tentar se distrair com outras coisas, viver independente disso. Sua situação fica mais difícil por causa da falta de amigos pra acompanhar, mas aceite os programas que te chamarem! E cuide de você, como a Cony disse. Foco total em você.

  3. #3
    Juliana
    30.09.2016 - 11:45

    Seeenhor, to com medo das pessoas lerem o “chora” da Ana Julia e acharem que sou eu…kkkk!
    Amiga, dá a mão!
    Tenho 32 anos e tb nunca namorei! Já vivi um relacionamentozinho em que achei que tava sendo correspondida, mas tava tb sendo zoada por ser “bobinha demais”

    Aiai… Tenho pensado que tudo tem sua hora, seu momento e o que é meu ta guardado…rs!
    Tem dia que fico bem pra baixo por nao ter ngm, mas tenho tentado melhorar minha auto estima e ficar bem!

  4. #4
    Maria
    30.09.2016 - 11:53

    Sobre o chora número 3: é muito difícil sobre esse assunto. Eu mesma fiz um.. não me orgulho, mas foi a coisa a ser feita na época. Não adianta ninguém julgar, porque cada um sabe o que faz. E quem faz, sabe das consequências psicológicas. Eu se fosse vc, não contaria não.

    • #5
      Ana Paula
      05.10.2016 - 13:48

      Como é bom saber que outras pessoas também já passaram por isso.
      Agora estou mais mais confiante em tomar uma decisão.

  5. #6
    Flavia
    30.09.2016 - 12:15

    Para o primeiro chora:

    Se joga na internet! Tinder, Happn, sites de relacionamento. Vai ser positivo conversar, flertar, ter uns casinhos… Se abrir pro mundo primeiro e depois encontrar um relacionamento bacana.

    • #7
      Maria Cruz
      30.09.2016 - 15:40

      Não, pelamor de Deus, não aconselha isso para a moça não!
      Eu passo exatamente pela mesma situação que ela. Só sou um pouco mais nova.

      A auto estima dela já tá abalada por tantas coisas… Apps de paquera só servem para estragar o resto! Os caras lá não querem nada sério e ela vai acabar se decepcionando e se sentindo ainda pior. É RARÍSSIMO sair algum namoro sério de lá.

      Eu deletei esses apps e estou muito mais tranquila. Pra quem sofre uma decepção atrás da outra, baixar esses apps só vai fazer tudo piorar. Experiência própria. Minha auto estima foi para o lixo depois que me envolvi com caras do Tinder. É um inferno vc querer algo sério e ser feita de trouxa.

      • #8
        Constanza
        30.09.2016 - 17:18

        Meu namoro saiu do tinder há 3 anos! Acho q vale a pena sim!

        • #9
          Claudia Castro
          30.09.2016 - 20:29

          Eu concordo com a Cony. Sou casada a 7 anos e conheci meu esposo num site de relacionamento. Nao digo que é 100% perfeito. Antes dele conheci vários malas. A dica é conversar bastante antes de marcar um encontro. Se viu que o cara é um mala descarta logo no primeiro encontro.

        • #10
          Nay
          05.10.2016 - 23:46

          Namoro/sou casada há 10, quase 11 anos com um cara que conheci pelo Orkut, haha, a gente tinha vários “comunidades” em comum numa época que eu tinha recém mudado de cidade pra estudar, deixei um “oi” no mural dele e estamos aí até hoje…

          Acho que conhecer alguém “bacana” tem muito a ver com auto-conhecimento tbm, saber o que você gosta, com que tipo de pessoas quer se relacionar, etc. Enfim, ser uma pessoa interessante! Tem uma frase do Don Draper em Mad Men que eu levo pra vida e vale também pra essas situações: sucess is reliant on standing out, not fitting in! Pra encontrar alguém, você tem que ser você mesma, e não só mais uma na balada… 😉

      • #11
        Nat Oliveira
        30.09.2016 - 19:39

        Tb namoro um cara q conheci no Tinder…tranqueira tem em todo lugar, tem q selecionar bem ( não só por aparência, swettie…), se valorizar e…tomar cuidado! Vc vai encontrar sim caras babacas, nada a ver, galinhas , e até caras q querem um ” compromisso sério” sem ao menos te conhecer( passei por isso tb…), mas é por isso q vc é uma mulher poderosa e bem resolvida e q sabe separar o joio do trigo, né não? Ah, e sem desespero pra namorar, tem cara q dá certo pra ficar, pra sexo, pra amizade, pra namoro…sem idéias fixas , gente! Deixa rolar…

      • #12
        Marilu
        30.09.2016 - 21:19

        Maria Cruz, acho que vc nao ta sabendo selecionar no tinder.. Eu tenho sensor ótimo pra babaca, dá pra descartar vários só pelas comunidades que curte. Claro que ele pode ser um babaca mais discreto, ninguém tá livre.

        • #13
          Maria Cruz
          01.10.2016 - 18:43

          Pior que eu tb sei selecionar. Seleciono até demais. Só que são os babacas discretos que aparecem pra mim mesmo kkkkk

      • #14
        Natalie Furlan
        05.10.2016 - 11:25

        Namoro a 4 anos, 2 anos morando juntos, final do ano, vou casar, e conheci ele no POF

      • #15
        Carol
        06.10.2016 - 14:57

        Vou resumir pq a história é grande: Eu fiquei 3 anos no Tinder e Pof. Achei muitos malas, beijei muito na boca, vários encontrinhos, alguns bem legais, outros furadas, me diverti horrores! Rsrsrs
        Acho que se souber levar, essas paquerinhas fazem muito bem pra auto estima da gente. A gente ACHA que sabe escolher mas ninguém está livre de uma roubada. Eu que achei que sabia escolher, namorei 8 meses um cara sem saber que ele era casado!E além de mim, tinha amante grávida! Até no trabalho dele eu ia sem saber! Me apresentava aos amigos e tudo. Tinhamos vários amigos em comum e foi a prima de uma amiga que abriu os meus olhos, depois todo mundo veio me falar que achava que eu sabia, mas eu não sabia. Ele mentia sobre os horários, dizia q era plantão do trabalho, mas não era.
        Aí conheci meu marido e 4 meses depois quando vimos, estavamos morando juntos, a coisa foi muito natural, nem parece que foi tão rápido! Estamos juntos e muito felizes há 2 anos. Agora planejando nossa festa de casamento.
        Antes eu fui casada e tb muito feliz por 10 anos. Já tinha curtido minha vida de solteira e dei uma chance a esse amor novo e não me arrependo! Olha quantos casos de sucesso! Vai paquerar! Se encontrar um amor, ok, mas se não, divirta-se! Se joga! 😉

    • #16
      Marilu
      30.09.2016 - 16:34

      Pois é o povo tem muito preconceito com conhecer pessoas assim. Mas tem babaca em todo lugar, na Internet e fora, na vida real, na mesma proporção! Só tem que tomar mais cuidado quando for conhecer a pessoa, combinar em lugar público e tal. Eu conheci meu marido, partidaaaao kkk ha 11 anos no Orkut. Tinha mocreia que zoava e hj tá com bofe que conheceu no Tinder ha 2 anos!!!

    • #17
      Lu
      03.10.2016 - 14:22

      Não dá pra generalizar. Tem caras doidos e sem noção no Tinder, mas também tem caras bacanas, assim como em todo lugar. A diferença é que dá pra filtrar muitos desses idiotas só pela conversa, aí não precisa nem se encontrar.
      Usei muito o Tinder até 1 ano atrás, quando conheci meu noivo (pelo Tinder também).

    • #18
      Regiane
      04.10.2016 - 19:52

      O meu namoro saiu do Tinder durante a minha temporada em terras irlandesas.

  6. #19
    Laura
    30.09.2016 - 12:16

    Sobre o caso 1:me identifiquei muito com ela rs
    Eu nunca tinha namorado sério até os 28 anos.o que eu fiz pra mudar foi exatamente o que a cony disse: mudei a minha vibração!Tinha baixa estima,me sentia um lixo! Quando passei a me amar de verdade eu consegui transmitir isso ao mundo . Então, Ana Júlia mude sua mente e passe a transmitir aquilo que vc quer receber! super Abraço

  7. #20
    Joana
    30.09.2016 - 12:23

    Chora 2 e Chora 4 é muitooo dificil terminar, acho tomar um pé na bunda mais fácil pq vc chora chora e supera mas tomar a firme decisão de nunca mais voltar é dificil. Força amigas. Daria um conselho antiético arruma outro enquanto esta com ele pq vai te dar força e ele nao vai te perdoar assim acaba esse martirio de vez.
    Chora 1 vc já viu sex and the city? Procura amiga solteira, sair com casal detona a moral.
    E chora 3 pq vc quer contar? Seu marido tb tem os segredos dele. Todo mundo tem seus segredos. Pensa nisso, ta procurando aarna pra se coçar.

    • #21
      Ana Maria
      30.09.2016 - 22:47

      Joana, essa alternativa seria ótima, mas cuidando de tudo sozinha não sobra tempo pra arrumar o “outro!”! Kkk mas quem sabe né?!

  8. #22
    Adriana
    30.09.2016 - 12:45

    ANA MARIA (#2) e ANA LUIZA (#4) deveriaM dar um pé nesses boys-encostos e marcar um Happy Hour com ANA JULIA (#1). 🙂

    ANA PAULA (#3), fiz anos e anos de terapia por conta disso, para conseguir superar a culpa e seguir em frente. Você não se arrepende e, acredite, essa é a parte mais difícil de todo o processo. Concordo com a Cony, tem de contar, e te digo mais: você, assim como a maioria das pessoas, tem um passado e ele faz parte de quem você se tornou. Acredito que, em um relacionamento bom, saudável e estável, contar sobre o aborto pode causar até um certo desconforto inicial, mas com o tempo se torna o que ele é: um acontecimento passado e superado.

  9. #23
    Jessica
    30.09.2016 - 12:50

    O ultimo caso, esqueci o nome, passei por uma situação semelhante, ele terminava e eu voltava, terminava e eu voltava novamente, fora outras coisas que acontecia, perdi a paixão, o tesão, tudo. Namorei por 6 anos e terminei faz um mes apenas, mas me sinto outra pessoa. No começo a gente fica um pouco sozinha mesmo, mas sempre tem aquela amiga solteira que você não falava a algum tempo e que tudo pode mudar apenas com uma mensagem sua, meu termino ainda é recente, mas me permitir a conhecer outras pessoas (tinder ajudando haha), tive duas experiencias incríveis, é muito bom conhecer pessoas que pensam diferentes da gente, que nos mostrem algo novo. Não se prenda a pouca coisa menina, você merece mais e muito mais. Ah, o amor proprio ajuda viu, e muito. Se ame mais e deixa esse cara de lado

  10. #24
    Angélica
    30.09.2016 - 12:51

    Caso 4. Ana Luisa, já passei pelo mesmo problema que você. Namorei 5 anos (justamente os 5 anos de faculdade, que poderia ter aproveitado de outra forma) uma pessoa que só me colocava pra baixo, falava que eu não ia arrumar alguém que me aguentasse, a não ser ele e vários outros absurdos. E com tudo isso minha alto estima só ia baixando. Mas chegou um momento q eu sentia que não gostava mais dele, não tinha vontade de estar com ele, de transar.. Mas por medo e comodidade fui ficando, até que um dia resolvi dar um basta, depois de mais uma pisada na bola dele. Acabei, ele tentou voltar e eu não quis, depois eu quis voltar e ele não quis, chorei, emagreci, depois de três meses ele já estava com outra (uma mulher que tinha características que ele condenava), fui ao fundo do poço.. Mas aos poucos fui me reerguendo, a dor foi passando, fui aprendendo a gostar de mim e percebendo que o problemático era ele, que ele queria me diminuir pq a alto estima dele que era baixa, então ele precisava me diminuir pra ficar por cima sabe. Depois de um ano conheci outra pessoa, começamos a namorar. Foi outro tipo de relacionamento. Eu muito mais madura com relação a tudo principalmente a relacionamento. Eu sabia muito bem o que eu podia fazer e sabia o que eu queria. Estou casada com ele há 1 ano e sou muito, muito feliz. Por isso não tenha medo de terminar. Vc vai sofre, vai! Mas vai passar. Não tenha medo de não ter companhia, você vai voltar a ter suas amizades.. Os amigos de verdade não nos abandonam, a família também não. Você vai conhecer pessoas novas, e no futuro você vai olhar pra trás e falar “Meu Deus, porque eu perdi tanto tempo com uma pessoa que não me acrescentou nada. Podia ter aproveitado mais a minha vida!!” Então acabe logo e vai curtir sua vida!!
    Espero ter ajudado.
    Beijos;

  11. #25
    CLARISSA
    30.09.2016 - 13:32

    Mas genteee!! Por favor!! Relacionamento falido é uma perda de tempo, de energia e de vida! a Ana Maria já sabe que tem que botar o cara pra fora… Como assim, não trabalha(ou trabalha pra ela, que, no caso, dá no mesmo); não paga conta; não se preocupa em crescer?!? Meu pai sempre me disse: barco que um só rema anda em círculos!! Pare de remar para um folgado, gata! Melhor pegar os dois remos e impulsionar para frente sem um peso morto. Teu bebê vai dar muito mais valor a uma mãe que foi à luta do que a uma acomodada que sustenta macho #prontofalei…
    Ana Paula… senta aqui… tu contou pro teu marido com quantos caras tu já transou, quem e como tu já fizeste sexo oral, anal, o caramba? Por que raios tu iria contar sobre um abortamento DO QUAL ELE NÃO FEZ PARTE??? O fato de ele ou você quererem filhos e gostarem de crianças não tem nada a ver com o teu aborto… Passado de mulher e cozinha de restaurante não se olha… Evita muitos problemas! Desencana, já foi… Bjo

    • #26
      Larissa
      30.09.2016 - 16:22

      Olha, eu até concordo com você até certo ponto. Não acho que tem que ficar contando com quantos transou, o que fez etc. Mas nesse caso é uma coisa que está corroendo a menina. Eu acho que já teria que ter contado antes, mas nunca é tarde demais. Eu – digo EU – não contaria. Mas eu não estou corroída, entende? Uma hora isso vai sair do nada e vai ser pior. Você não vai guardar isso pra sempre. Imagina você grávida com ele no consultório e a médica pergunta se você já fez um aborto?

      Eu não sei como seu marido reagiria, mas se fosse o meu marido ele ficaria muito puto. Puto de não ter contato antes. Reflete bem se você corre o risco de perder seu marido, não sei como é a relação de confiança de vocês.

      Boa sorte!

      • #27
        Paula
        30.09.2016 - 19:48

        Concordo com a Larissa. Se ela não consegue colocar a cabeça no travesseiro sem ficar com isso martelando, então acho que ela deve mesmo contar.
        Na verdade acho que a consciência pesada vem do fato de não ter contado antes do casamento. Tem dois fatores se somando: o medo do julgamento pelo fato em si e a culpa por não ter contado antes. Sinceramente, não acho que ela precise contar, mas irá se sentir aliviada… e outra: se ele a ama de verdade então irá entender e superar essa possível mágoa.

    • #28
      Ana Maria
      30.09.2016 - 22:45

      Nunca vou me esquecer desse ditado do barco, acho que pensei nele hoje umas 567899 vezes kkkkkkk muito obrigado pela força !!

      • #29
        taiana
        04.10.2016 - 09:59

        Ana Maria, você mora em BH?

        • #30
          Melina
          04.10.2016 - 11:47

          Ana Maria, você mora em BH? Estou numa situação parecida… Terminei um namoro muito longo não tem muito tempo e estou sempre sem cia para sair!!
          Tatiana, se estiver na mesma situação também, bora combinar alguma coisa!?

    • #33
      Pri
      03.10.2016 - 08:54

      Tb amei o ditado do barco!

      <3

    • #34
      Ana Paula
      05.10.2016 - 13:52

      Obrigada Clarissa amei o jeito que você encarou esse assunto.Acho que agora estou preparada para apagar esse fantasma que me assombra.

  12. #35
    Nina
    30.09.2016 - 13:33

    Pra moça do caso 1: A moça do caso dois é a prova viva de q achar alguém nos seus padrões específicos não garante nem jamais garantirá felicidade de alguém. Tira essa idéia da cabeça.

    Pra moça do caso 2 : Separa desse parasita q vive com vc e liga pra menina do caso um pra vcs se conhecerem melhor e quem sabe serem amigas. Viajem juntas, apresentem os amigos entre si, as famílias etc e se desfaçam de seus problemas.

    Pra moça do caso 3: Não conta. A não ser q ele seja um desses poucos seres humanos de mt luz q existem por aí e não vá te julgar ou pré estabelecer idéias sobre possíveis novas atitudes suas só por causa disso.

    • #36
      Larissa
      30.09.2016 - 16:25

      Concordo com a sua opinião no caso 3. Ele vai ter q ser uma alma muito iluminada pra não ficar com o pé atrás. Pensa se vale a pena, vê se ele é uma pessoa sem preconceitos e vai encarar como uma coisa que você teve que fazer, que foi o melhor pra você na época, que você não se arrepende (nem deveria), e que ele não vai te julgar. Imagina você contar, ele fingir que ficou tudo bem porque gosta de você, mas sei lá, ficar com aquela pulguinha atrás da orelha….

    • #37
      Ana Maria
      30.09.2016 - 22:26

      Nina!!! Estou tomando coragem!!! Obrigado pelo conselho!!!!

  13. #38
    Chiara
    30.09.2016 - 13:58

    Cony, fala para a Ana Júlia me achar lá no Face pra gente ir aproveitar a vida! Novas amizades! hahaha
    Tô solteira tb e adoro sair, viajar… muitas vezes falta cia!

    • #39
      Babi
      30.09.2016 - 16:07

      Vc é de onde miga sua loca? Vamos curtir!

      • #40
        Chiara
        02.10.2016 - 13:13

        Eu sou de BH hahaha! #partiu!

    • #41
      Melina
      04.10.2016 - 11:49

      Chiara, tbm to solteira e sem cia para sair!!! hehehe

      Sou de BH tbm!! Bora combinar alguma coisa?!

  14. #42
    Ana
    30.09.2016 - 14:11

    Ana do chora 2, estamos na mesma: Como ser casada com alguém qdo temos incompatibilidades financeiras? Tô sofrendo tb miga.

    • #43
      Ana Maria
      30.09.2016 - 22:25

      Amiga!!!! Vamos conversar?! Ser amigas?!?! Kkkkkk
      Muito difícil né? Desanima, entristece…
      Conta sua história aí vamos desabafar!!!!

      • #44
        Ana
        01.10.2016 - 09:22

        Eu ainda acho q tu ta numa situacao melhor q a minha pq o teu só nao traz dinheiro, o meu traz divida com suas “tentativas” de sucesso. E eu nao consigo fazer nada, to sempre com a corda no pescoço. Queria q ele ficasse fixo num trabalho pra sempre e aceitasse.
        Toda vez q junto um dinheiro aparece um caos as vezes ele nem ta ai se eu juntei ele sabe q eu to ali q vou tentar resolver. Eu digo q se dou um dedo ele toma a mao o corpo a vida.
        Mas fico no q as meninas abaixo disseram: ele eh um bom homem, carinhoso, respeitador, decente.
        Mas eh irresponsavel financeiramente. Dez anos juntos ele 40 eu 30 anos, sem filhos (pq nao tem dinheiro para ter filhos)
        Ps. Se tu for se separar mesmo pensa nas questoes praticas pa ele tem direito a pensao mesmo q vc fique com o filho. Entao faz elw arranjar um enprego fora da tua empresa e depois pede o divorcio.
        Eu mesma tenho meu Exit Plan: passar em um concurso em outra cidade e ser “obrigada” a abandonar ele. Nao sei se eh o melhor mas foi tudo q pensei kkk

  15. #45
    30.09.2016 - 14:23

    Chora 3, eu também não contaria. Deixe o passado onde está e bola pra frente. Não atrapalhe a felicidade de vocês com um assunto que não diz respeito a ele. Em troca desse silêncio, você se prometa manter tudo `as claras no seu casamento daqui pra frente. Beijos!!

  16. #46
    Aline
    30.09.2016 - 14:39

    Ana Júlia,

    Primeiramente procure um terapeuta. Sério! Do que jeito que você fala no texto passou muita tristeza.
    E não se isole! Já experimentou usar tinder ou happn? Esstes aplicativos são legais para conhecer os caras, conversar e quem sabe vc não encontra o cara que vc tanto deseja?

    Mas faça terapia, menina! Ter 35 anos e ser solteira não é problema nenhum, o problema é você carregar esta tristeza e se colocar para baixo assim.

    Beijos!

  17. #47
    30.09.2016 - 14:44

    Chora nº 1: eu tenho uma amiga igual a vc, com a diferença que ela pegava uns cara bonitos, hahaha. Mas não sei o que acontece, a coisa simplesmente não vai pra frente com ela. Eu achava que ela escolhia demais, mas vai saber.
    Chora nº 3: eu não contaria, acho que pode gerar uma briga desnecessária sobre um assunto que só diz respeito a vc, afinal ele não sabe o que se passava com vc no momento em que decidiu interromper a gravidez.
    Choras 2 e 4: migas, vcs mesmo sabem a solução (principalmente a do caso 4). A do caso 2 é mais complicadinho, tem familia constituida e tudo, realmente é algo que deve ser ponderado. Mas nem por isso vc deve ficar presa a um relacionamento no qual a pessoa não quer seguir na mesma direção que vc. Já a moça do caso 4, amiga, não sei o que vc está esperando, sério mesmo.
    Beijosss

  18. #48
    Amanda
    30.09.2016 - 14:47

    Sobre o 1, super te entendo. também acontece a mesma coisa comigo. E sinceramente não acho que seja por uma questão física. Me sinto super satisfeita com o que vejo no espelho. O tempo todo tem alguém me dizendo o quanto sou bonita, que sou alto astral. Mas quando o assunto é relacinamento as coisas não dão certo.os caras vem atrás de mim, mas nunca querem nada sério. Tenho tentado ver tudo isso como uma chance de melhorar e me tornar uma pessoa melhor. Mas é muito dificil identificar esse ponto exato em que tenho que evoluir. Entender se de fato estou fazendo algo errado ou sé é uma questão de tempo, de sorte, de destino… Não sei. Enfim, não ajudei, mas pelo menos saiba que não é a única.

    • #49
      Maria Cruz
      30.09.2016 - 15:49

      Eu sou assim tb. Digo até que sou amaldiçoada no amor, pq não tem muita explicação não rs
      Já ouvi de caras que eu sou bonita, legal, inteligente, engraçada, e que namorariam fácil comigo. E pq raios não namoram????? O quê que me separa das mulheres que eles escolhem pra namorar, já que eu sou tão cheia de qualidades? Vou morrer sem entender…

    • #50
      Laila
      03.10.2016 - 17:50

      Concordo com vc. O que vou falar aqui não é a solução pra ela (Caso 01), é mais pra ela saber que não é única. Tenho quase 30 e nunca namorei nem fiquei. Minha auto estima é ok,saio quando po$$o,e meus amigos até reclamam que sou uma pessoa muito positiva. Os caras que já se interessaram por mim não me despertavam o mínimo interesse, e eu nunca tive vontade nem de “ficar pra ver no que dá” porque me conheço e sei que ia me odiar depois. Meu círculo de amigos não é grande, mas alguns são casais gays, então saio com eles numa boa sem ter a sensação de segurar vela. Já tentei de tudo, desde enviar tais “vibrações”, pedir a Deus, tinder na minha cidade pequena não rola, viajar atualmente não tá no meu orçamento apertado. Vou levando a vida, estudo pra concurso, saio raramente, cuido da aparência. Acredito que é daquelas coisas da vida que não tem explicação, e quanto mais a gente tenta entender, mais fica mal e se culpa. Mas acho que não existiria essa vontade em mim se fosse pra eu não conseguir realiza-la de jeito nenhum, eu espero por isso vivendo da melhor forma.

  19. #51
    Maria Angela
    30.09.2016 - 15:02

    Ana Julia, deixa eu te contar uma história. Quando eu engravidei da minha filha (que já está com 19 anos…), trabalhava com uma moça muito querida que estava na sua situação e às vésperas de completar 40 anos. Ela dizia que seu maior sonho era ser mãe e tinha certeza que não iria realizá-lo.
    Pois saiba que hoje ela é muito bem casada e mãe de um menino lindo. Ela se casou 4 anos depois desta conversa.
    Não se esconda! Vá para a rua, procure atividades em grupo e puxe conversa com as pessoas. Vc pode se surpreender! Bjs.

  20. #52
    Mary Fernandes
    30.09.2016 - 15:40

    Chora 1- Não vou dizer que sei exatamente o que você está sentindo por que já namorei, mas passei muitos anos solteira, e vai batendo uma bad é verdade. O mundo ta mudado, as pessoas estão desapegadas, cada um cuidando do seu próprio nariz e preocupado só com seu umbigo. Ninguém está mais disposto a dividir a vida com alguém, fique sabendo que isso é normal, e que a dificuldade que vc está passando agora varias meninas passam, o povo está muito individualista mesmo. Mas se quer uma dica, acompanhe essa evolução, rede social ta ai pra isso, app de paquera tbm. Não vai ser de primeira que vc vai conhecer um cara legal no app e ser feliz para sempre com ele, tenha em mente que vc estará sujeita a conhecer todo tipo de gente, seja forte e não desista. Depois de mil encontros frustrados, pequenos casinhos que não deram nada eu deletei o Tinder, e um belo dia depois de 6 meses num sábado chuvoso resolvi reativar e adivinhe, conheci meu atual namorado e estamos mega felizes!!! Mas antes de mais nada recupere a sua autoestima esteja segura para encarar as frustrações e e estará apta a receber as coisas boas!

    Chora 3- Já ouviu aquela história de que temos o direito de não criar provas contra nós mesmos? Ou que quanto menos soubermos sobre algo melhor? Eu acho que isso vale para relacionamentos, todos temos um passado repleto de histórias, e seu marido tem o dele (tem sim acredite). Você está vivendo outro momento da sua vida, e com certeza muitas das atitudes que teve no passo não teria hoje, seu passado ficou lá trás, deixe ele onde está para que ele não venha atrapalhar seu futuro!

  21. #53
    Vanessa Mendes
    30.09.2016 - 15:59

    Chora 02 eu acabei de me separar. Moro há 2 mil km da minha família. Agora sonso eu e meu filho de 12 anos …. Também não tenho amigos. Até tenho, mas são casados e percebo que mudaram comigo sim. Falam: vamos combinar de sair, mas na hora H nunca estão disponíveis. É barra. Fim de semana é muito pior porque durante a semana tem
    O trabalho. Barra. Barra. Barra. Mas eu mandei ele ir embora. Não suportei a dor de ser enganada e traída. Meu amor próprio ainda fala mais alto.

    Podemos ser amigas. 🙂

    • #54
      Ana Maria
      30.09.2016 - 22:51

      Vanessa, o final de semana deve ser terrível mesmo, fico pensando no meu caso, quando meu filho estiver com o pai e eu sem nada pra fazer… Muito difícil! Claaaaaro que podemos ser amigas!!! Cony como faz pra ter o contato das pessoas!! Estou amando poder ler e conversar por aqui! Pra quem se sente sozinha de amizades esse ” chora” da Cony é quase um tinder pra amizade kkkkkk

      • #55
        Lu
        03.10.2016 - 14:56

        Ana Maria, há 4 anos atrás, terminei um namoro de 8 anos. Não tinha amigas solteiras e era muito difícil ter companhia para sair. Fazia de tudo para ter companhia para sair, inclusive sair com pessoas que não tinham nada a ver comigo, o que me deixava pra baixo também. Até que comecei a fazer pequenas coisas sozinha: ir ao cinema, ir num restaurante, esse tipo de coisa. Um dia, resolvi viajar sozinha. E comecei cada vez mais a gostar da minha prórpia companhia. Gostando da minha companhia, passei a não achar tão horrível assim ficar em casa no fim-de-semana. Assistia um bom filme com uma taça de vinho e era o máximo. Perdi a pressa de conhecer alguém urgentemente, pq eu já estava feliz. E hoje estou noiva!
        Então a dica que dou, é que você procure apreciar a sua própria companhia. Pessoas interessantes aparecerão, talvez demore, mas vai valer a pena!

    • #56
      Taiza
      01.10.2016 - 17:17

      Vanessa, sei que é triste, mas lá na frente vc vai se amar por ter mandado o cara embora. Eu li que a gente leva no mínimo seis meses pra se adaptar a uma nova realidade ou mudança, então fique firme, logo vc cria novos laços de amizade. As pessoas as vezes deixam de te chamar por não saberem como agir, é incrível mas o ser humano é bem besta mesmo. Força! Faça novos amigos. Demora um tempo mas tudo entra nos eixos.

  22. #57
    Andreia
    30.09.2016 - 16:16

    Gente, vou falar uma coisa que talvez a moça do caso 1 não queira ouvir (me desculpe de antemão!), mas… você já não considerou se você é chata?

    Não to falando isso por mal, é sério mesmo. Talvez meio reclamona demais, grudenta, que não deixa o outro falar, enfim, alguma característica assim que afaste as pessoas, e às vezes isso acontece sem que a gente nem perceba.

    Digo isso porque tem uma moça no trabalho que tem exatamente esse problema: chegou aos 35 solteira e sem nenhum relacionamento, e que às vezes reclamava que não tinha namorado e nem amigos pra sair no fim de semana. E eu nunca entendi muito bem, porque ela é super linda e alto astral, não entendia como ela não atraía uma penca de pretendentes. Aí aconteceu que as meninas do trabalho começaram a sair pra happy hour, eu ia, ela também, e pude ter mais contato com ela, e percebi o que acontecia: ela era meio arrogante, no sentido de que precisava monopolizar todas as conversas e não deixava ninguém falar direito. E no final das contas o grupo meio que se desfez e desanimou de sair porque deu umas picuinhas de que ela tava com ciúme de uma das meninas do grupo, que era amiga dela, e tinha se aproximado mais de uma outra menina.

    Como disse, não falei por mal, mas às vezes a gente tem comportamentos meio “repelentes” que passam batido.

    • #58
      Ariane
      01.10.2016 - 11:08

      Ana Julia,

      Se saíssemos juntas uma arranjaria namorado para a outra.

      Vou dar um ctrl+c no seu relato, enviar à minha psicóloga, pois não sabia como traduzir em palavras.

      Sou alta, magra, cabelo e pele bem cuidado, moro bem, sempre trabalhei, não sou linda mas estou longe de ser feia, e mesmo assim relacionamento nenhum vai pra frente.

      Vou começar a considerar o que disse a Andreia, eu sou um pouco chata sim, às vezes passo por arrogante pq quero estar e vencer qualquer debate sobre qualquer assunto. Mas eu também tenho minhas qualidades, não pode ser só isso que me impede de arrumar alguém, não é possível.. até Suzane Von Ritchtofen tem namorado/noivo, o cara largou uma esposa linda p/ ficar com Bruna Surfistinha.

      Também pode ser que passamos a imagem de ser muito auto-suficiente, e homens tem instinto de proteção e acho que não curte mulher muito auto-suficiente.

      Sei lá, irei tratar disso na terapia, obrigada por compartilhar.

      • #59
        Ana Banana
        03.10.2016 - 12:56

        Olha, pensei a mesma coisa que a Andreia… nem sempre o problema está com os outros, às vezes somos chatos sem perceber. Eu mesma passei por algo parecido, em época em que estava desempregada, fiquei muito reclamona e acabei afastando umas pessoas do meu convívio. Minha irmã que me deu o alerta, e passei a me policiar. Também conheço uma moça linda, que os namoros não duram… neste caso acho que é porque ela é a “dona da verdade”, nunca aceita opiniões contrárias e a palavra final sempre tem que ser a dela! As pessoas acabam se enchendo disso. Acho legal termos essa consciência sobre nós para trabalharmos isso!

    • #60
      Lu
      03.10.2016 - 01:19

      Tenho uma tia que foi miss. Nem preciso falar da aparência. Profissionalmente mente tb muito bem resolvida, sempre ganhou muito bem. Relacionamento nenhum nunca deu certo e os melhores caras sempre correram atrás dela mas nunca foram para frente pq ela é chata. Ela sempre quer ter razão em tudo que fala, ninguém aguenta muito tempo perto dela, nem quem é da família. Relacionar-se tem mais a ver com comportamento do que com aparência.

    • #61
      Andreza
      03.10.2016 - 11:30

      Andreia, acho que trabalho com vc..rsrs
      Brincadeira…
      Mas tenho a mesma experiência que vc. Amigas lindas e com tudo em cima, mas bem chatas! Esse negócio da arrogância afasta muito as pessoas, tem que prestar atenção nisso!

  23. #62
    Karla
    30.09.2016 - 16:18

    Para as meninas que estão se sentindo velhas e sozinhas: Talvez o problema não seja com vocês. Pode sim ser com os homens que têm encontrado. Sugestão: Vão para o Rio de Janeiro, o lugar com mais homem bonito, solteiro e com iniciativa do Brasil. Depois vão para Natal. E para fora do país… É libertador…
    Eu sei que só lendo não vão entender, mas façam. Quando eu era solteira, falava que se não me casasse até os 30 me mudaria para o Rio e se até os 40 permanecesse solteira me mudaria para Nova York. Esse negócio de se “sentir velha” para viver é coisa de provinciano.Quando a gente conhece cidades maiores e com pessoas mais cosmopolitas isso fica para trás. Talvez vocês tenham se tornado grandes demais para o lugar em que estão. Pensem nisso.

  24. #63
    Denise
    30.09.2016 - 16:23

    Ana Júlia! Temos uma história bem parecida, também só fui namorar depois dos 30, me sentia a et. Inclusive acabei de sair de um relacionamento que parecia ser bem promissor, mas… Enfim se quiser companhia pra sair, tamo Junto!! (Me ache no face Denise Falcão)

  25. #64
    eduarda
    30.09.2016 - 16:24

    Meu conselho vai pra Ana Maria…
    Eu queria que vc considerasse se vc realmente conseguiria conviver com uma pessoa igual a vc (guerreiro, ambicioso, ativo). Sabe porque? vejo varias pessoas com o seu perfil que estao com pessoas opostas a ela, justamente porque nao afastam as pessoas iguais por nao saberem lidar com alguem que eles acham que seriam perfeitos… todo relacionamento eh complicado e vc é uma pessoa sozinha… sera que o problema sao os outros??? olhe um pouco para dentro de si e veja o que vc realmente quer… todos temos defeito, sentimento muda, a paixao acaba… e se ele eh uma pessoa carinhosa, ele pode ser a parte de sentimento nessa relacao que vc nao tem… ou seja, vcs podem se completar…
    Pense nisso… as vezes a gente procura chifre em cabeca de cavalo para nao ter que olhar o obvio.
    Olhe pra dentro de vc…
    bjo

    • #65
      Ana Maria
      30.09.2016 - 22:22

      Eduarda, primeiro muito obrigado pelo seu conselho!!
      Será que realnente eu sou o problema? Como resumimos bem a situação no e-mail não dá pra vc entender que meu problema é a dificuldade que tenho em apenas ter ao meu lado alguém pra me ajudar nas horas difíceis financeiras, será que somente carinho e atenção são suficientes em um relacionamento?! E as contas? E a escola do filho ? É o planejamento de vida? Aquele sítio pra quando aposentar? Nada disso poderá concretizar pq lá atrás eu só me apeguei ao carinho que tanto me faltou a vida inteira?! É muito complicado! Pagar todas as contas de casa sozinha sem ngm pra dar uma ajuda ( quando se tem quem ajudar)sequer é uma tarefa árdua. Penso como vc sempre, isso que me dificulta terminar.

    • #66
      Ma
      30.09.2016 - 23:57

      Ia comentar algo parecido com o que voce disse. Já parou pra pensar, Ana Maria se fosse o inverso? Se vc fosse o homem e quisesse separar só porque sua esposa não tem a mesma ambição (no bom e no mal sentido) que vc? Se ele é bom pai, carinhoso, provavelmente ele deve ajudar em outras coisas, nem que seja pelo menos em ser uma base emocional pra essa família que vcs construíram. Às vezes são esses grandes homens e grandes mulheres ao lado dos grandes “bem sucedidos” que fizeram toda a diferença. Vc se mostra bem autossuficiente no seu relato. Mas pense no seu filho tmb, ter carinho de pai e mãe é algo que marca pra vida toda. Eu defendo demais a família. E tenho minhas dúvidas se dois gênios/estilos muito iguais dão certo ou se o segredo é justamente o equilíbrio, um casal com um mix… pense com calma… boa sorte!

    • #67
      Lu
      03.10.2016 - 15:02

      Eu acho que ele não é o ultimo cara do mundo. Existem muitos por aí legais, carinhosos E financeiramente conscientes. O que a impede de encontrar alguém assim?
      Se isso não a incomodasse, ótimo, mas ela não está feliz assim…

      • #68
        Anaide
        04.10.2016 - 10:42

        Acho que os relacionamentos não são assim descartáveis. Tá ruim? Vamos trocar, tem tantos outros a disposição!!! Não! Eles são uma família, tem um filho. Acho que casamento acaba sim, mas depois de inúmeras tentativas de tentarem acertar. Conheço muitos filhos de pais separados que tem sequelas terríveis.

  26. #69
    Juli
    30.09.2016 - 16:25

    Chora 1: será que seus amigos não conhecem algum amigo legal para você conhecer, como está difícil conhecer pessoas boas não seriam interessante frequentar lugares onde pode encontrar novas pessoas e decentes, quem sabe em uma igreja, em um grupo de caminhadas, ou até mesmo num site de namoros onde as pessoas buscam algo sério, não nos tinders.

  27. #70
    Paula
    30.09.2016 - 16:40

    Ana Maria e Ana Luiza, larguem esses trastes, pelo amor de Deus! Criem coragem, forças e façam isso por vocês mesmas!

    Ana Maria, você superou tanta coisa, já passou tanto perrengue e mesmo assim deu a volta por cima. Resgate a mulher que fez tudo isso lá atrás e coloque esse marido pra correr! Já! E lembre-se que você não estará sozinha, você tem um filho!

    Ana Luiza, concordo com a sua mãe. Seu namorado faz o que faz porque sabe que não vai dar em nada, que no fim você sempre acaba voltando. Dê um basta nessa situação. Pare de adiar, de marcar o fim do namoro para depois de certa data comemorativa. Acorde um dia (o quanto antes, por favor) e diga: é hoje! Se encha de força e vai lá e termina com esse babaca.

    Meninas, nada de medo de ficar sozinhas! Temos que gostar da nossa própria cia e vamos combinar que antes só do que mal acompanhada!

    • #71
      Ana Maria
      30.09.2016 - 22:15

      Paula, estou reunindo forças pra tomar essa atitude!!!! Muito obrigado pelo conselho!!!!

  28. #72
    Mi
    30.09.2016 - 16:58

    Para a Ana Paula (caso 03), sinceramente, já que você parece conhecer que a opinião do seu marido seria negativa, eu NÃO contaria. Procura um psicólogo ou alguma forma de aceitar que o passado é passado, mas não contaria.

    Não é por vergonha que digo, mas por ser algo muito muito pessoal e, como você disse, que as pessoas ainda julgam. Só você sabe sua história e o que passou…homens – principalmente – não conseguem entender essa decisão.

  29. #73
    Mi
    30.09.2016 - 17:43

    Meu conselho vai pra Ana Maria, do chora 02… Você parece ser uma mulher forte e guerreira demais pra desistir de qualquer coisa! Quando temos filhos, muita coisa faz sentido, se apóie nele o máximo que puder, crie forças, e vá! Tô torcendo por vc!

    • #74
      Ana Maria
      30.09.2016 - 22:14

      Mi, muito obrigado pela força!!!!!!

  30. #75
    Alana
    30.09.2016 - 19:28

    Ana Paula, não conte! Ele não precisa saber de tudo o que vc ja fez na vida (até pq vc não sabe de tudo da vida dele, acredite). Todo mundo tem seus segredos, e esse vc deve levar para o túmulo. O que vc acha que vai mudar ao contar? Vc fica incomodada qndo ele fala em ter filhos pq tem esse lance do aborto mesmo ou pq vc nao quer ter filhos? Se vc não se arrepende, nem se culpa, enterra esse segredo e ponto final.

  31. #76
    Taiza
    30.09.2016 - 19:41

    Chora 4: querida, vc leu o que vc escreveu? Sugiro que leia de novo, e de novo, e de novo. E veja vc, com seus proprios olhos, com quem vc vem gastando a sua vida e o seu tempo precioso.

  32. #77
    Rafa
    30.09.2016 - 22:07

    Caso1- Você ja assistiu o encantador de cães? Se não viu sugiro que assista porque da pra ver na prática como transmitimos de modo insconsciente um papel que atrai certos modos que os outros nos tratam. Assim como em um grupo d animais sem ninguem falar nada se sabe quem é o lider. Sobre terapia o legal no seu caso se vc fizesse é que a psicologa poderia apontar como ela se sente no modo que vc se relaciona com ela e que pode estar afastando namoros sem vc perceber.

    Caso2- Eu imagino que vc deu certo com seu marido justamente porque ele se submete, porque vc tomou sempre o polo ativo para tentar controlar as coisas ( pelo medo de ser vulnerável ja que qndo dependeu dos outros na infância sofreu). Então acho que aí valeria uma terapia em casal. Só que cuidado com o que deseja porque ele pode mesmo assumir o protagonismo e isso pode refletir nao só no trabalho, mas querer começar ter amigos com que sai, ficar menos com vc no centro da vida dele e talvez vc nao vai ser tão feliz com isso como imagina.

    Caso3- Se meu marido contasse pra mim que ja fez aborto, incentivou alguém q estava gravida dele fazer, pra mim mudaria sim o modo que vejo ele. Nao sei o que faria no teu lugar, porque dependendo da visão d mundo do teu marido isso vai pesar.

    Caso4- Fiquei imaginando vc continuar com esse rapaz engravidar e tua mãe nao poder ir na sua casa direito cuidar d vc na dieta ou ficar com a criança porque tem atrito entre eles. Pra mim nao rolaria.

  33. #78
    Ci
    30.09.2016 - 23:07

    Ana Luiza: miga, aprenda uma coisa: sua melhor companhia na vida é você mesma. Não tenha medo de não ter com quem sair, por exemplo. No fim do dia, você sempre terá você! Ame-se e seja feliz. Deixe essa mala sem alça para trás!

  34. #79
    Lais
    30.09.2016 - 23:42

    Ana Julia!
    Também to na mesma situação, a diferença é que eu tenho 30…já tive alguns relacionamentos, mas nada muito sério…os homens sempre me acham chata..
    Vamos nos conhecer para irmos em uma baladinha,pelo menos teremos companhia rs

  35. #80
    Ana Souza
    01.10.2016 - 09:23

    Ana Paula- Se você casou com ele e nada contou do seu aborto, é porque você tem dúvida da reação dele e acho que você carrega uma culpa. Antes de contar para ele faça terapia, resolva isso dentro de você e se depois disso achar que deve contar, então vá em frente. Esse assunto é um baita tabu, infelizmente.

  36. #81
    Rúbia
    01.10.2016 - 10:12

    Caso 1: Se ame e se curta, tenha pensamentos bons e o resto vai fluir, não existe físico que impeça achar sua tampa, e acho que redes sociais hoje em dia é muito normal, mas assim como na vida fora das telas, vai conhecer muita tranqueira, mas acho válido! Hoje tá cada vez mais comum pessoas sozinhas, não se ache um ET!

    Caso 2: Complicado, acho que o maior fator aí, é que não deve haver amor de sua parte, pois quem disse que o homem tem que ser o provedor? Embora seja foda não poder contar com o companheiro, mas se vc não o ama mais, melhor não perder tempo…

    Caso 3: Se te incomoda, conte, mas saiba que não somos obrigadas a contar tudo de nossas vidas, vc acha que ele te contou tudo 100%? Todos temos segredos…

    Caso 4: Estás perdendo tempo com uma pessoa que não vale um ponto no bom clube (bom clube era um programa de trocas, quando se comprava em um conhecido supermercado da cidade onde moro, cada real valia um ponto, rsrs). É bem a frase que Cony postou, vida não volta atrás…

    Sugestão: Cony, tem uns blogs que disponibilizam um ambiente para conversação, já pensou em implantar aqui? Nasceriam muitas amizades, rsrs

    • #82
      Constanza
      02.10.2016 - 06:06

      Menina como é isso??? Ambiente de conversação em blog? Tipo um chat? tem algum exemplo de blog pra eu ver? Gostei da ideia!

      • #83
        Lu
        03.10.2016 - 01:28

        Cony, é um fórum. Tinha no blog da Marina do 2Beauty há muitos anos, antes do Facebook, era maravilhoso e fiz amizades incríveis lá, tínhamos até encontros anuais e amigo secreto. Seria um diferencial incrível e agregador se vc disponibilizasse esse espaço para as suas leitoras. Bjs e super te admiro!

      • #84
        Vanessa
        03.10.2016 - 10:23

        No DriEveryWhere tem

      • #85
        Letícia
        03.10.2016 - 15:05

        Tipo fórum Cony, quem tinha uma coisa desse tipo era a Marina do 2beauty. Tinha muitas participantes.
        Acho boa ideia.

      • #86
        03.10.2016 - 16:00

        Tipo o Melhor Grupo do Fashionismo, Cony… Um grupo no face pra gente conversar sobre vários assuntos, trocar ideias e dicas, etc. Eu adoraria!

        • #87
          Constanza
          04.10.2016 - 04:13

          Ah mas isso ja tem! Chama Amigas do Fufu… bjs!

          • #88
            Carol
            06.10.2016 - 15:40

            Eu quero! Procurei mas não achei… 🙁
            O grupo é secreto?

  37. #89
    Karine
    01.10.2016 - 11:09

    A menina do Chora Número 1 – Mulher com tantos amigos mesmo que namorando ou casados, começa a pedir pra eles levarem uns amigos e fazer encontro duplo. Como assim minha gente? Todo mundo tem um amiguinho solteiro, numa dessas bate um match e ai pronto!

    As meninas dos outros choras acho que ambas sofrem da mesma situação né? Eu entendo ambas. Nosso mal hoje é a carência, medo da solidão. É muito difícil, eu entendo ainda mais quando temos 20 e tantos e chegamos na fase das amigas estarem casadas ou trabalhando muito mas eu acho que chegamos num ponto que temos que nos perguntar ‘Eu to feliz assim?’!

  38. #90
    01.10.2016 - 13:42

    Me identifiquei muito com a Ana Julia. Não namorei sério até os 31 anos, nem vou falar até quantos anos fui bv (boca virgem kkkkk) porq tenho vergonha. Nunca fui uma pessoa extrovertida ou com ótimo traquejo social, mas o problema não era esse. O problema era minha baixíssima autoestima, que às vezes, não é tão literal do tipo “poxa, me acho feia e desinteressante, por isso ninguém me quer”, pode ser muito mais sutil que isso. Depois que entendi isso e resolvi mudar, minha vida progrediu na área amorosa. Hoje, tenho 34 anos e sou casada com um cara maravilhoso que conheci no tinder, melhor que todos os caras que conheci em situações não virtuais. Dá trabalho garimpar um cara legal em app de relacionamentos, leva tempo,requer paciência, mas é uma alternativa muito válida. Eu acho que o que vai ajudar a Ana Júlia é a mudança de pensamento em relação a si mesma e assumir que quer encontrar alguém e arregaçar as mangas para isso. Isso de esperar sua vibe melhorada atrair os outros também é válido, mas que tal ser mais pró ativa, ir em busca do que vc quer? Não desista, não desanime e saiba que quando a gente quer algo de verdade, a gente consegue, mais cedo ou mais tarde.

  39. #91
    Nat Oliveira
    01.10.2016 - 18:08

    Pra Ana Maria: passei recentemente por uma situação parecidissima!Tive um relacionamento de 15 anos, éramos os dois recém formados.Enquanto eu só progredi profissionalmente ele vivia saindo de empregos, nunca se adaptava em lugar nenhum, passamos altos perrengues financeiros mas sempre unidos, ele, ciumento, tentava me controlar e eu acabei me afastando dos amigos, ele era a pessoa mais importante na minha vida, não cogitava ficar sem ele, a família dele acabou virando a minha família pq eu não sou muito próxima dos meus pais…enfim!
    Depois de um tempo ele passou num concurso e conseguiu estabilidade, mas ganhava mal e eu q tinha q pagar a maior parte das contas e nós sem o menor controle dos gastos!Tivemos nosso filho ( com 3 anos e meio hoje) e tudo piorou!Ele quase não ajudava nos cuidados com o filho e a casa é eu acumulava tudo isso com o meu trabalho.Vida sexual praticamente nula, falta de carinho, de diálogo…pensava direto em me separar, mas aí como eu iria recomeçar? Sem amigos, aos 40 anos de idade, filho pequeno…fiquei uns 2 anos pesando os prós e os contras de me divorciar.Ate que no começo desse ano um desentendimento desencadeou meu processo de separação.Tirei forças não se de onde! Pensava que preferia viver o resto da vida sozinha a continuar naquela situação! E vou te contar…foi a melhor decisão que tomei!Estou equilibrando minhas finanças, estou tentando fazer amizades no meu trabalho, continuo tendo contato com a família dele, entrei no Tinder e saí com alguns caras…enfim…por lá eu encontrei um cara maravilhoso com muitas afinidades e estamos juntos há 5 meses! Estou recomeçando a minha vida, não é fácil principalmente com filho pequeno, mas hoje eu vivo conforme eu quero e acho certo, prezando a minha liberdade!
    Veja, vc ainda não depende dele financeiramente, olha q ótimo! Muita mulher aí não se separa por isso…querida, é difícil, mas olha…a gente não pode se apegar ao sofrimento, o tempo passa, eu tb me casei acreditando q seria para sempre!Muita força pra vc, se estiver a fim de conversar pede meu e mail pra Cony… beijão e boa sorte!!!

  40. #92
    Mariah
    01.10.2016 - 18:51

    Caso nº 1 – Sei mais ou menos o que você ta passando, a única diferença é que eu tenho 23 anos. Nunca namorei sério, e sinceramente nunca me incomodei muito com isso, so que últimamente estou naquela fase que todos ao meu redor estão namorando, ou seja é muito difícil arrumar companhias para programações de saidas/shows.

    Sei que muitas meninas falaram em poder sair sozinha, mas eu não sei se eu não sou muito evoluída, ou se minha cidade é muito violenta, mas não rola sair a noite pra programas mais animados sozinha é muito complicado.

    Acho que deveríamos fazer um grupo com as leitoras que estão nessa situação para todas nos sairmos juntas por ai. kkkkkkk

    Ah Cony, adorei que você falou que encontrou seu namorado no TINDER. Eu nunca entrei com medo de ciladas, mas morro de curiosidade! depois se você puder, faz um post contanto um pouco sobre o que você viveu e achou sobre esses aplicativos de paquera.

    Beijos

  41. #93
    Li
    01.10.2016 - 21:46

    Ana Maria, estou passando pela mesma situação que você e sou tão guerreira e forte como você tb.
    Tem 6 meses que eu e meu marido (ex) nos separamos, mas não definitivamente, pois nós ainda convivemos muito e ele me ajuda na minha empresa, até como forma de compensar o fato de há 3 anos eu manter a casa é nosso filho sozinha!
    Estávamos juntos entre namoro e casamento há 12 anos e nesse tempo eu sempre fui o ‘homem’ da casa, mesmo ele empregado, sempre quem pagava 70% das despesas era eu, mas casei sabendo que era assim e achei que com o tempo o lado profissional dele ia melhorar, o que não ocorreu.
    Bem, aqui estou eu sem ele, mas sem conseguir me separar totalmente por medo de não encontrar um homem tão bom quanto ele, mas ao mesmo tempo sem conseguir voltar, pois a admiração é zero e não pretendo levar um peso a vida toda. Até ia mandar um chora….E aproveitei o seu pra escutar tb as considerações das meninas. Enfim, amiga é difícil, lhe entendo….Boa sorte pra nós! Bjs

  42. #94
    pat
    02.10.2016 - 15:13

    1º caso: não sei se posso te ajudar, pq estou numa situação parecida. O comentário da Alice (sobre trabalhar a baixa autoestima e arregaçar as mangas – não ficar só esperando alguém vir até mim) foi bem útil pra mim, talvez seja o mesmo com você. Só queria dizer pra vc não ficar se punindo pelo que o idiota fez com vc pq o que ele fez fala mais sobre quem ele é (um cretino sem caráter), do que sobre vc (ou seja, não, vc não é uma burra iludida).
    2º caso: eu imagino que você já tenha tentado conversar com ele várias vezes, tentando abrir os olhos e tal. Mas ainda assim, alguém sugeriu terapia de casal, talvez fosse uma caminho antes da solução mais radical.
    3º caso: não sei o que dizer, tenso.
    4º caso: depois de ler seu depoimento, só consigo pensar que sua mãe vai ficar bem orgulhosa de vc quando finalmente chutar esse cara. Talvez essa seja uma motivação extra pra vc, haha.

  43. #95
    Gabi
    02.10.2016 - 21:44

    Caso 1: Não posso dizer que sou como você porque sempre emendei um namoro no outro, mas nunca dá certo. Quero terminar um namoro, mas não quero ficar sozinha. Tenho 34 anos e todas as minhas amigas estão casadas. Só queria amigas para sair, viajar e curtir. Será que existe algum aplicativo para arrumar amizades? Alguém sabe?

    • #96
      Iara
      04.10.2016 - 22:48

      Estava pensando justamente isso. App para amizade!
      Será que existe?

  44. #97
    Pri
    03.10.2016 - 08:59

    Vi que alguém já comentou, mas Cony será que não tem um jeito de juntar essa mulherada toda que tá no mesmo barco e gerar amizades desses choras!?

    Seria demais que depois do chora, que já é um espaço lindo de desabafo, ainda houvesse algo para ajudar surgir amizades e casos felizes!

    bjo!

    ah, devo confessar que estou muuuuito feliz de que vc mesmo viajando pelo mundo todo (acompanhamento no snap 24h) vc não deixe o blog… vc é porreta mesmo! 🙂

  45. #98
    Tauana Barcelos
    03.10.2016 - 10:27

    Oiiii

    1- amiga, vamos tomar um chimarrão e conversar. <3
    2 – sei o que está passando, minha situação é quase parecida com a tua, ou está se encaminhando para ficar igual. Precisamos da um jeito, amiga!

    • #99
      Daiani
      06.10.2016 - 11:42

      Tau,
      Ai eu também to vivendo algo semelhante ao caso 2. 🙁
      Gostaria de conversar contigo, trocar uma ideia. Vamos tomar um chimas?

  46. #100
    Julia
    03.10.2016 - 10:59

    Ana Paula, todos nós temos segredos. Este é apenas seu, sua vivência, porque contar algo tão forte que vc viveu para ele…Homens normalmente vão querer detalhes e detalhes e depois, muitas vezes, jogam na cara.Agora é outra história, é sua e dele. Meu marido não iria aguentar se eu contasse algo assim para ele. Não daria mais para continuarmos juntos. Pensa bem, procure ajuda profissional.

  47. #101
    Bibi
    03.10.2016 - 12:12

    Pro chora 1: Eu já passei por situação parecida. A diferença é que eu tinha (tenho!) amigos um pouco mais novos que eram super animados pra sair, e me diverti muito assim. Eu sempre pensava no que podia estar dando de tão errado porque tinha amigos incríveis, que me amavam muito, e nenhum relacionamento dava certo. Eram horas de conversa com amigas mais ou menos na mesma situação. Uma mais gordinha achava que não arrumava namorado por isso. A outra achava que era por causa de outra característica física. Eu sempre falava, já viu gorda casando? Tem um monte! Aquela menina que você acha feia? Tá lá felizona namorando. A que come de boca aberta? Saiu com o cara que você pegaria…
    O que mudou pra mim foi que eu ganhei na loteria e conheci o amor da minha vida! rs Claro que é brincadeira, pero no mucho. Conheci meu namorado no Tinder, mas ele não era o amor da minha vida desde o primeiro dia. Eu achei ele lindo e interessante, era uma delícia estar do lado dele, mas já tinha sentido isso antes. Ficamos por quase 6 meses antes de “oficializar” o namoro. E o que mudou pra mim foi conseguir me mostrar vulnerável. Eu queria estar do lado dele, queria um relacionamento sério, queria compartilhar a minha vida, mas morria de medo de mostrar isso e ele assustar, ou então achar que eu era maluca. Daí eu fui percebendo que eu tinha que tentar relaxar e mostrar isso, em vez de mostrar só o meu lado autossuficiente. Eu sou as duas coisas! Eu sou a mulher que enfrenta tudo, que dá conta da própria vida, mas também sou a mulher que quer colinho porque o dia foi uma bosta. E, meio que sem querer, acabou sendo uma das coisas que ele mais curtia nesse comecinho.
    Se tivesse uma fórmula perfeita eu já tinha vendido e ficado ricaaaaaahhhh, mas acho que é por aí. Tentar conhecer as pessoas e ficar de peito aberto pra vida. Parece meio besta, mas acho que a autocrítica deve começar daí…

  48. #102
    Maria Laura
    03.10.2016 - 13:05

    Ana Paula!

    Entendo muito bem o que você sente, pois também já me submeti a um aborto.
    Não sei por qual motivo não sinto arrependimento algum e sou grata por isso, pois já vi várias mulheres sofrerem a vida toda por terem abortado.
    Eu estou num relacionamento estável e vamos nos casar em breve. Nunca sequer tive vontade de contar para ele, pois é algo que faz parte do passado e que não deixou lembranças (nem boas nem ruins).
    Eu sou médica e minhas únicas preocupações são de cunho prático:
    1) meu sangue é Rh negativo e o do meu noivo é Rh positivo. O sangue do meu ex tbm é positivo (descobri isso quando ainda estava na faculdade, mas depois de já ter terminado o namoro e feito o aborto). Fato é que posso ter sido sensibilizada pelo Rh positivo quando engravidei (caso o embrião fosse positivo) e, na época, não sabia da seriedade do caso, pois, como vou me casar com alguém tbm positivo pode haver incompatibilidade materno fetal entre mim e um futuro filho, o que pode causar algumas complicações. Acho bom você investigar isso (descobrindo o tipo sanguíneo do antigo parceiro e fazendo o teste de Coombs indireto).
    2) quando vamos ao ginecologista fazer o pré natal sempre somos inqueridas sobre a história ginecológica pregressa e, como geralmente os maridos acompanham as mulheres, pode ficar uma situação constrangedora no ar na hora que o médico perguntar sobre algum aborto prévio. Por isso sugiro que vc ou conte para seu marido (eu não vou contar para o meu noivo) ou que converse com seu ginecologista sobre seu sigilo em alguma consulta que vá sozinha, para não passar por nenhum constrangimento depois.
    Te desejo sorte. Faça o que seu coração mandar e acredito que tudo ficará bem.

    Um abraço, Maria Laura.

    • #103
      Ana Paula
      05.10.2016 - 14:10

      Obrigada Maria Laura, por saber que outras pessoas também passaram por isso.
      Realmente acho que a melhor decisão é não contar, bom, por enquanto não… tenho que enterrar o passado e viver o agora.
      Não posso deixar de viver o presente com medo do passado.

  49. #104
    Ana Júlia
    03.10.2016 - 13:40

    Olá Cony e meninas!
    Então, sou a Ana Júlia do caso 1. Obrigada, mto obrigada mesmo por cada palavra de apoio, incentivo, pelas dicas e toques! Dão um ânimo pra gente continuar em frente.
    Vontade se der amiga de cada uma de vcs hahaha
    moro numa cidade bem pequena, gostei mto do que a Karla deixou em um coment, talvez ficamos grandes demais para o lugar onde estamos, me identifiquei mto com isso, não por me achar a mais que os outros mas sim pelo fato q não gosto de morar aqui, penso que se morasse em um lugar movimentado teria mto mais chances de conhecer outras pessoas e até já cogitei ir embora, mas por enqto não tenho como me manter sozinha, meu trabalho não ganho tão bem assim então tenho que ir me virando.
    Andreia, talvez eu seja chata de algum modo sim, já pensei nisso, mas não nesse sentido que vc falou, nunca fui do tipo de querer atenção só pra mim, ou monopolizar conversas, sou mais na minha, mas valeu pelo toque, tenho que descobrir ainda onde que eu peco, mas alguma coisa deve ter sim, não pode ser só o físico que impeça de arrumar alguém.
    Tinha amigas de anos e anos, mas com o tempo todas casaram e eu sobrei, e aí procurei fazer novas amizades mas essas tb já começaram a namorar e aqui onde moro a maioria já é casado mesmo, ou namora a tempo, é complicado.
    Qdo saía com as amigas não sentia tanta falta assim de um namo, claro que dava umas bads pensar porque todas já tinham namorado e eu não! Mas não me afetava tanto, mas agora nessa situação realmente me deixa mto pra baixo 🙁
    Obrigada muito obrigada mesmo por cada palavra meninas e diva Cony tb! Você passa uma energia incrível pra gente!! bjus

  50. #105
    Vanessa Del Caro
    03.10.2016 - 14:26

    Caso 01: Você podia tentar Tinder e similares para conhecer pretendentes. Vai encontrar muita tosqueira, mas com persistência aparecem uns caras legais . Só que como disse a Cony vc tem que mudar a vibração, chegar com cara de vencedora, alto astral.

    Caso 02: sobre as amizades. Entre em cursos , tipo culinária, faça aulas na academia, puxe papo com as pessoas que você ganhará amigas aos poucos, mas tome cuidado. eu mesma já me decepcionei no passado pq colocava uma carga enorme nas amizades, mas no final todo mundo tem a sua vida e nem sempre as pessoas estão ali pra te ajudar ou mesmo só ouvir os seus problemas. Sobre o marido, talvez vc tenha que aceitar o jeito dele ou ter uma conversa muito seria pra ver se ele muda de atitude.

    Caso 03: Eu não acho que ninguém é obrigado a contar TUDO que já passou na vida pro namorado/marido , mesmo amando a pessoa. Isso é algo pessoal seu e vocês nem se conheciam. Só conte se vc se sentir segura.

  51. #106
    Marina
    03.10.2016 - 15:19

    Caso 3 : não conta. Passei por isso. Contei após 2 anos de casada. Qualquer briga ele colocava que eu não tinha confiado nele é esperado o casamento para contar. Que eu contei porque quis então tinha que aguentar as consequências. Hoje sou separada dele. Mas da minha boca ninguém vai ouvir mais, porque compreendi que foi um ato que só diz respeito a mim. Se vc precisa falar fale com sua terapeuta. Mas não fale para ele.

  52. #107
    juliana
    03.10.2016 - 15:43

    Ana Julia, onde você mora??

  53. #108
    Fernanda
    03.10.2016 - 22:27

    Ana Julia, me identifiquei bastante com a sua situação, estou na mesma. Minhas amigas namoram ou estão casando e me falta companhia nos finais de semana. Já sai com casais de amigos, mas acabo me sentindo um peixe fora d’água, sem falar que sinto como se todo mundo tivesse notado que estou segurando vela. Talvez seja coisa da minha cabeça, mas já fez com que eu evitasse de sair com eles, e com isso, acabei me afastando um pouco.
    Acho legal arrumar um hobby, tanto pra distrair, como para conhecer gente nova.

  54. #109
    Rebecca Madureira
    04.10.2016 - 16:31

    Nossa,

  55. #110
    Rebecca
    04.10.2016 - 16:52

    Nossa, que alívio me deu em saber que não sou a única solteira balzaquiana desse mundo e que nunca namorou, chego a pensar que é até algum tipo de maldição, já que fui entregue à adoção aos meus três dias de vida, embora nem tenho a sensação de ser filha adotiva porque meus pais são maravilhosos, não poderia imaginar não sendo filha deles.

    Sempre fui bem resolvida em relação a minha adoção e ao fato de nunca ter tido um relacionamento porque sempre foquei em outras coisas e sempre tive bastante autoestima… Até a sociedade esfregar na sua cara o quanto é feio ser solteira, repugnante e problemático: são os colegas de trabalho, as amigas casadas, vizinhos, parentes. Quando uma amiga casada viaja com um marido: eles são maravilhosos, chiques, abençoados e merecem toda aquela viagem. Quando sou eu que faço uma viagem maravilhosa: é porque sou uma coitada, estou querendo preencher um vazio e etc. Se uma amiga casada consegue trabalhar, estudar e fazer academia: é porque ela é uma mulher fantástica… Se sou eu fazendo tudo isso é porque sou solteira, né? Por isso dou conta de tudo.

    Dar conta dos nossos medos, anseios e etc.., já é complicado. O duro é ainda ter que lidar com as porradas que a sociedade dá na sua cara. E olha que nunca fui de me importar com que os outros falam.

  56. #111
    Lara
    04.10.2016 - 17:02

    Chora04 – Ana Luiza
    Olha sei exatamente o que você está passando. Terminei aos 26 anos um namoro de 10 anos e era exatamente como o seu, estava acomodada, minha família já não gosta dele e eu ficava inventando justificativas para não terminar, quando na verdade eu achava que estava poupando o meu estresse e sofrimento.
    Acontece que peguei mais uma das mentiras dele e terminei…Não vou dizer que foi fácil e que não sofri, mas hoje tenho a minha vida de volta, sabe?
    Também sinto falta de amigas para sair e tal, mas é uma fase e demora mesmo até retomarmos nossas vidas…
    Hoje vejo que “perdi” muito tempo, deveria ter tomado essa atitude antes, mas pelo menos aprendi muito com tudo isso.

  57. #112
    Natalie Furlan
    05.10.2016 - 11:27

    Ana Luiza: Isso ai que vc tem, tem nome: relacionamento abusivo. Fuja pras montanhas!

  58. #113
    Michelle Alves
    05.10.2016 - 11:33

    Ana Julia, me identifiquei bastante com a sua situação, e me encontro na mesma. Como você não tenho companhia para sair, então fico trancada dentro de casa e quando tenho um ânimo maior é que consigo sair sozinha, mas é complicado porque eu no meu caso me sinto péssima.

  59. #114
    Ingrid
    05.10.2016 - 15:40

    Cony, o chora é utilidade pública! 🙂
    Gostaria de deixar uma dica de site para as meninas, que por alguma razão, estão com dificuldade de se relacionar com as pessoas, em geral.
    É em inglês, mas muito interessante. Recomendo!
    E isso aqui não é publi, viu? :)))

    http://www.improveyoursocialskills.com/

  60. #115
    GRAZIELLE
    05.10.2016 - 21:31

    SEI MUITO BEM O QUE E ESTAR SOLTEIRA E TER A SENSACAO QUE O MUNDO NAMORA SE RALCIONA E VOCE TA LA SOZINHA … TENHO 31 ANOS E NAO CASE E NAO TENHO FILHOS MINHA VIDA SEMPRE FOI COMPLICADA COM HOMENS EU ENJOO MUITO RAPIDO PODE PARECER LOUCO MAS ENJOO E TOMO BIRRA RAPIDO< NAO TENHO MEDO DE FICAR SOZINHA NAO, HOJE ISSO E MAIS COMUM QUE ANTIGAMENTE , LEIA ,ESTUDE E FACA TERAPIA PARA S ADEQUAR A ISSO. O HOMEM DA SUA VIDA PODE CHEGAR A QUALQU MOMEMTO . BOA SORTE

  61. #116
    ANA LUIZA - caso 4
    08.11.2016 - 14:54

    Meninas, como é maravilhoso saber que não estamos sozinhas.
    Sou a Ana Luiza, caso 4. Realmente, estou adiando algo que não tem mais solução. Fico nesse lenga lenga e nunca tenho uma atitude por insegurança e medo. Estamos com uma viagem marcada e paga para este mês e não desmarquei. Temos altos e baixos mas estou certa de que não temos futuro. Minha dúvida, viajo e termino na volta ou não viajo?
    Sou uma idiota né. Fico tentando marcar data pra terminas. Mas acho foda desmarcar e ficar sofrendo enquanto ele curte, sei lá, mtas coisas na minha cabeça.
    Obrigada por tudo! s2

Comente