03
Mar 2016
Chora Que Eu Te Escuto!
Chora Que Eu Te Escuto

Acharam que esta semana não teria Chora? Temos SIMMM! Ontem a noite reuni os casos desta semana e ainda bem que não escrevi meus conselhos de cabeça quente… Acho que no final vocês vão entender o que estou falando.

Caso 01 – Ruby

Bom, depois de ler o post da volta amadurecida do CQETE resolvi me inspirar e escrever. Busco uma opinião de fora, que não seja de amigas, pois nem sempre tenho vontade de desabafar com elas.

Eu podia começar o post dizendo que namoro há dois anos, que ele é ótimo, do jeito que eu sempre quis… Porém o problema dessa vez sou eu junto com o meu ciúme. (Será que é coisa de canceriana tbm? rs)

Tenho um relacionamento super tranquilo, aberto, de parceria mas de um ano pra cá me vejo ficando louca de ciúmes por tudo. Começando pelas redes sociais/celular. Ele é do tipo que prega: Não invada minha privacidade, pois não invado a sua. Realmente isso é ótimo, mas o fato de eu não mexer nas coisas dele as vezes me sufoca. O celular dele é desbloqueado, de vez em quando dou uma olhada no whats, mas me sinto a pior pessoa do mundo e fico muito pior quando vejo quanta besteira em grupo de homens é falado, quantas mulheres peladas e quantas coisas eles falam de mulheres. Será que eu sou tão louca assim de não gostar ou achar isso normal?? Depois vem o facebook, esse eu nunca mexi, pois quando ele entra, ele já desloga na mesma hora, diz que não gosta de notificações, e raramente entra nele quando está comigo.

Depois vem as minhas nóias, ele é arquiteto, mora em um condomínio com milhares de pessoas, perto de uma universidade federal, ou seja, com vários universitários. Embora ele aparentemente não tenha feito amizade com ninguém, quando cruzo com alguma mulher la dentro, quando vejo mulheres bonitas entrando e saindo, já fico péssima de ciúmes com medo dele se envolver com alguém, de fazer amizades e eu nem sonhar com o que acontece.

Tenho ciúmes do trabalho dele, dele estar o tempo todo lidando com paisagistas, designer de interiores e etc..Hoje em dia todas bonitas, arrumadas, solteiras e loucas para arrumarem homens.

Enfim, ele nunca me deu problemas, é super na dele, discreto, tímido, mas é homem né? Sei que preciso de terapia também, mas quem sabe com algumas opiniões de fora eu não consiga sair desse sufoco que é de dominar a vida dele, de mexer nas coisas dele, saber com quem ele fala e conhece.

Vamos por partes: sim, ciúmes é coisa de canceriana (eta mulherada sofredora!). Eu já fui assim (ainda sou, mas mais comedida e o Rafa também não dá motivos), era ciumenta louca, nem te conto o que fazia, mas isso, graças a Deus, ficou no passado. Acho que melhorar a auto estima e focar na NOSSA vida ajuda demais. Bom, deixa eu contar direito então rs. Eu era MUITO ciumenta no meu namoro anterior, mas isso no começo do namoro. De ligar pros amigos dele quando o celular dele estava desligado ou não atendia. Odiava ser assim, mas eu vivia a vida dele. Se ele saía do trabalho às 17h, eu programava meu dia para estar completamente livre às 17h. Meu final de semana era 100% dele, não tinha nada que eu quisesse fazer sozinha. Daí que coisas aconteceram e eu fui morar fora. Aprendi a ter a minha vida independente na marra e PÁH: acabou o ciúme. Voltei centrada em mim, vi o quanto eu era interessante, passei a me cuidar mais e as coisas mudaram. Ok, voltemos ao seu caso. Mexer no whatsapp dele realmente não é uma boa ideia, qualquer coisa a mais ou diferente que você ler, já pode dar margem para alguma desconfiança. E outra, cuide dessa imaginação. A gente cria coisas que não existem, o que os olhos não vêem, a paranóia inventa! Grupos de homens no whatsapp se resume a fotos de mulheres peladas, piadas sem graça, foto da menina que estão pegando e acharam no Tinder, mais fotos de mulher pelada, casos de como foi a transa da noite anterior com a fulana X. NORMAL. Horrível ver os bofes nesse meio e participando disso, mas é normal. Desencana. Sobre o fato dele morar num lugar cheio de mulheres bonitas… amiga, se ele está com VOCÊ é porque ele quer você! Mulher bonita tem em cada canto, se for pensar assim você não vive! Pára de pensar no que ele está fazendo, nas pessoas que convivem com ele, no que tem no Facebook dele… Se tiver que acontecer algo, vai acontecer aqui ou em Marte. Viva sua vida, foque em você, fique linda sempre (para você, para gostar do que vê no espelho e ter autoestima) e curta esse bofe que não te dá problema nenhum. Tem uma frase que amo, essa aqui:

frase-o-ciumento-passa-a-vida-tentando-descobrir-o-segredo-que-ira-destruir-a-sua-felicidade-oxenstien-138538

Caso 02 – Esmeralda

¨Gente, eu nunca postei por aqui e não sei se alguém vai parar para ler meu desabafo. Nem sempre comento no desabafo de alguém (so quando acho que vou acrescentar mesmo), mas sempre paro para ler. Acho que principio da vida é estar disposto a ler o que alguém tem a falar. Enfim… falando de mim. Eu sou uma pessoa bem fácil de fazer amizades, falo bastante, encaro as coisas sem medo, conheço gente de muitos lugares.. mas tenho 3 melhores amigas. Dentre elas, uma que é a mais próxima.. ela é do dia a dia, a gente conversa quase 100% do dia, sabe tudo sobre a outra, vive tudo que a outra vive, as felicidades, as decepções, tudo. Acontece que somos MUITO diferentes (ela é bem difícil de lidar e todo mundo que a conhece acha isso) e eu sou tonta por natureza. Provavelmente por isso somos tão próximas.. não sou orgulhosa e relevo muita coisa (sou canceriana, ou seja, otária). Ok. Ela começou um relacionamento que era de príncipe encantado, até se tornar tóxico. Eles terminaram e ela resolveu voltar.
Eu não concordava, até porque ele foi muito cachorro, mas tivemos aquela conversa só uma vez – aquela de se era isso mesmo que ela queria, se ela precisava disso. Ela disse que sim. Eu guardei todas as minhas opiniões sobre ele no bolso e a apoiei incondicionalmente. Depois de 06 meses o namoro deles acabou de novo e ela entrou na mesma bad. Eu que tava muito preparada pra ajuda-la, já que estava na minha fase mais tranquila, fiz tudo que eu queria e não queria para estar do lado dela. Na real, sempre fiz muita coisa que não queria para que as coisas andassem melhor. Logo depois desse termino dela, eu comecei um relacionamento que foi bem complicado no inicio. Até que chegamos na mesma fase e estávamos extremamente felizes. Felizes de dar inveja (depois ela chegou a me falar que ela olhava para minha felicidade do tipo: isso não existe). O problema é que temos situações financeiras bem diferentes, ele me via como algo inatingível, veio de um relacionamento traumático, enfim.. um belo domingo ele resolveu que precisava terminar comigo. Eu saí da casa dele acabada e fui pra casa dela, chorei todas as pitangas, ouvi tudo que ele tinha de ruim na opinião dela. Fiquei muito mal, sofri bastante.. até que no outro dia ele já me mandou msg arrependido. Não aceitei. Ele continuou por um bom tempo, tentando me pedir perdao, se mostrar arrependido, tudo mais.. eu, claro, recorri as minhas amigas.

Pedi conselhos, ajudas, tudo. Ela, nessa ocasião, se mostrou uma pessoa muito diferente do que eu já fui pra ela. Ela falava que eu não podia sofrer por um cara que não tinha nada a me oferecer (claramente estava falando do dinheiro dele), que eu sou muito pra ele e que aquele amor todo não podia ser verdade. Que ele não podia errar. Que eu era trouxa.. tudo. Ela foi muito dura comigo, chegando a me falar que a culpa de ela ter voltado com o ex namorado era minha, afinal, se eu não tivesse deixado, ela não teria sofrido tanto. Aquela conversa toda e falta de apoio me sugou muito. Eu resolvi encontrar com ele e foi o encontro mais triste da minha vida, mas eu não contei a elas.. afinal, ninguém nem quis ouvir o lado dele, o que eu tava sentindo, nada. Eu e ele conversamos muito, por vários dias, ele me mostrou o ponto dele, entendi a decisão dele e decidi que ia pensar no que fazer. De novo, recorri a elas. De novo, a amiga mais próxima reagiu do mesmo jeito.. falava como se ninguém no mundo pudesse errar, como se ninguém merecesse uma segunda chance.. a não ser qualquer um na vida dela. Afinal, ela já enfiou os pes pelas mãos milhares de vezes tentando ser feliz. Mas comigo não poderia ser.. eu não podia me permitir tentar de novo, nem ouvir o que ele tinha a dizer. De novo, fui complemente sugada por tudo que ela falava.. me senti muito culpada de tomar qualquer decisão. Ate que conversei com ele e disse que ia viajar no carnaval para espairecer e decidir. Quando decidi isso, ela ficou do meu lado. No carnaval ela foi a melhor pessoa.. até que pegou meu celular e leu msgs que eu estava trocando com ele sem ela saber. E eu não contava mesmo. Tinha medo de qualquer reação que pudesse me fazer sentir sugada de novo. Não queria. Não falamos sobre isso.

Chegamos de viagem e eu fui encontrar com ele. O nosso encontro foi uma delicia, cheio de saudade para matar, conversa pra ter, coisas a resolver.. conversamos muito, até uma altura da madrugada que esgotamos todas as duvidas que ele tinha, todos os medos, todos os traumas. No outro dia, quando acordei, a primeira coisa foi mandar uma msg para ela para contar. Recebi milhões de pedras de resposta. Que ela leu as minhas msgs no celular pra ele. Que não contei que já estávamos normais. Que ela não quer meias verdades. Que eu sumi pra encontrar com ele. Que eu, basicamente, a “enganei”. Que ela sempre foi mt sincera e me contou e eu não conto tudo a ela. Aquilo veio como bomba em cima de mim. É fato, eu não conto mesmo, mas por um motivo muito especifico: ela não compreende. Ela não ouve. Ela ta sempre certa. Ela reage mal às coisas se não saem do jeito dela. E eu sei que ela pode me contar seja o que for, e que ela tem liberdade disso, porque eu não sou assim. Eu me sinto completamente dominada por ela, sugada, dependente. Nos temos uma amizade incrível, que me faz bem na maior parte das vezes, mas parece que para isso eu tenho que estar bem. E como eu to sempre bem (pros outros), ninguém sabe lidar com a minha dor, nem ela. Eu vou em festas para agradar, deixo de ir em lugares para agradar, deixo de estudar muitas vezes (sou concutseira!) porque não quero falar não para ela. Não sei mais como agir. Não sei o que fazer, nem o que pensar. Sei que ela é muito importante pra mim, mas já me peguei pensando que não queria sair de casa e queria que ela tivesse ocupada para que eu não precisasse falar não pra ela, tamanha é a repreensão. Me sinto presa a essa amizade 🙁

Presa por você mesma né? Que sofrência menina! Você falou tão mal dessa amiga, que ela te suga, te repreende, te xinga e depois diz que a amizade é incrível e importante? Sério isso? Se a amiga é durona e você mole, não dê asa, mude, afinal você sabe identificar super bem o problema e vê tudo claramente. Os outros só fazem com a gente o que a gente permite. Você está deixando ela sambar no seu corpitcho e de salto 15. Ou corta essa amizade tóxica, ou tem uma conversa madura e adulta ouuuu continue se intoxicando por vontade própria. Mas pelo que li, você apanha apanha e apanha e ainda diz que essa pessoa é incrível e importante! Bora mudar isso aí, as coisas só tem a importância que a gente dá. Você tem outras amigas, deixa essa um pouco de lado por um tempo!

adba015d63e20a4b4d0cceb54fabafd3

 

Caso 03 – Ágatha

Oi, Conyyyy!!

Seguinte, tenho 22 anos, formada, trabalhando na minha área que é comunicação. Namoro há 3 anos e meio com um cara doce e que é perfeito pra mim (pelo menos até agora, pra sempre é muito tempo né kkk). Ele é mais velho, já tem 28 e mora sozinho desde os 16, tem uma vida super independente. Desde que começou a ficar sério que ele fala de morar junto, mas eu sempre quis esperar adquirir uma independência financeira, uma vida estável e tranquila para isso. Eis que o dia chegou hahaha me formei e ele me pediu em casamento no ano novo na frente de todos os nossos amigos! Foi lindo! Mas quando voltei pra casa….

Agora vamos para a segunda parte da história. Sou filha única de pais separados, sou única neta e única sobrinha dos dois lados. Moro só com o meu pai e uma tia adotiva que mora conosco. Sempre fui muito mimada, muito mesmo, talvez seja até isso que me faz querer sair de casa. Sabe quando você precisa passar um pouco de necessidade pra crescer? Conquistar aquilo com seu suor pra dar valor? Tô precisando disso. A minha vida toda foi só chorar que todo mundo me dava tudo que eu pedisse e eu quero agora lutar, não ter dinheiro pra comprar aquele sapato, ter que me apertar na marmita pra jantar fora no final de semana, essas coisas. Então, desde que contei que vou casar, minha casa tá um caos. Agora até deu uma melhorada, mas no grande dia da notícia, meu pai ficou doente por uns três dias e quase quinze sem falar comigo direito!! Tenho minha mãe muita próxima também (que ta amando a ideia de casório kkkk), mas ela nunca morou comigo então não sente. Meu pai sempre foi meu melhor amigo, vivemos no cinema, em barzinho bebendo juntos, ele é muito jovem e bem alto astral, não queria ver ele contra mim. O argumento dele é que sou muito nova, que eu tenho tudo dentro de casa e não tem necessidade disso, que eu posso ir morar fora e depois voltar e tal. Eu entendo todas essas preocupações dele, mas quero seguir minha vida, sabe? E eu não quero fechar as portas. Hoje eu amo meu namorado, mas vai que deu três meses de casamento e separa? Sou bem realista. Sei que pode não dar certo e eu queria ter um colo pra voltar, né? Nem que seja pra ouvir um “eu te avisei”. Mesmo que ele ache errado, eu quero errar e aprender sozinha.

Mães leitoras do Fufu! Me ajudem! Como explicar pro meu pai que não é gravidez que vai mudar minha vida ou a morte kkk é só morar junto e pronto, tão simples kkkk Ah, e o casamento não será agora não. Precisamos juntar dinheiro. Até porque a casa do meu namorado é bem homem solteiro desleixado e eu preciso de um guarda-roupa de 23451 portas e outros itens básicos hahaha nos nossos planos, será entre dezembro 2016 e janeiro 2017.

Miga, ninguém PRECISA passar necessidade pra dar valor. Te entendo que seria um desafio na sua vida cor de rosa, mas se você já tem essa consciência, passe a dar valor já. O crescimento pessoal é fruto de várias coisas, algumas delas nada bacanas como sofrimento, perdas, humilhações, perrengues e você não TEM que passar dificuldade para crescer. Existem formas bem mais suaves disso acontecer e se você é uma sortuda que tem facilidades na vida, aproveite. Não dificulte o que está fácil, quantas pessoas não queriam estar no seu lugar? Não ter dinheiro para comprar um sapato é uma coisa, não ter dinheiro para comprar comida é outra. Aproveite o que tem e nem pense em querer passar dificuldades para ¨crescer¨. Dificuldade é ouuuuuutra coisa.  Voltemos ao seu caso… Está SUPER claro que você é muito mimada mesmo. Obviamente seu pai está com ciúmes, você é a única filha e ele fez de tudo para te dar do bom e do melhor, vai querer te proteger sempre. Já tentou uma conversa ADULTA e madura sobre o seu desejo de casar? Ah e outra coisinha: quer casar, brincar de casinha, de gente grande que passa por dificuldades mas se der tudo errado quer o pai esperando de braços aberto né? Amiga, tá faltando uma coisa muito grande para sair de casa: amadurecimento. A vida não mima ninguém. Tenha isso bem claro quando for sair de casa (e seu pai NUNCA fechará as portas para você, tenha certeza disso.)

fbdeac274a18eb36d8685e8dd1a612a5

  • Três moças, mimadas cada uma do seu jeito. Como falei em um dos conselhos, a vida não mima a gente não. Vamos facilitar as coisas, tirar o que é ruim de nós. Se dá para evitar o sofrimento e sabemos como fazer isso: façamos.
88 Comentários
  1. #1
    Juliana b alves
    03.03.2016 - 18:37

    Moça mimada que tem tudo na vida
    Se vc quer ser independente e cuidar da própria vida pagando as próprias contas pq vc não vai morar sozinha? Ou com amigas? Pq tem que casar? Acho que pra casar vc tem que amadurecer muito ainda. E seu pai tem razão, vc é muito nova!
    Eu saí da casa dos meus país com 21 anos, hoje eu tenho 24, moro com amigas e tem sido ótimo, vc aprende a se virar e não depender dos outros, seja financeiramente ou emocionalmente. Acho que vc devia fazer um teste antes de cair de cara no casamento. Talvez vc casando sendo tão ‘mimada’ vc acabe trocando a dependência que vc tem com seu pai pel dependencia do marido.

    • #2
      Laila
      03.03.2016 - 22:38

      Perfeito!!!

    • #3
      Fernanda
      04.03.2016 - 17:09

      Pensei a mesma coisa!!!
      Tá afim de passar uns sufocos? Vai fazer um curso fora, um intercâmbio… Casar só para passar aperto só mostra o tanto que vc não tá preparada para essa mudança (que com certeza duraria muito pouco com esse pensamento). Vc vai sair da aba do seu pai para a aba do marido!
      Eu casei com 25 anos, depois de formada, de ter morado fora duas vezes, e com um bom tempo de namoro, e hoje, com 33 anos, vejo que casamos muito cedo e meu marido concorda plenamente!!!
      Deculpe, mas sou obrigada a concordar com seu pai!!

  2. #4
    Adriana
    03.03.2016 - 18:44

    Afff, tenho preguiça de gente ciumenta ! Quanta bobeira, cair antes do tiro ! Fora que o ciúme não impede que aconteça nada; viu ! Deixa de insegurança eé viva feliz

  3. #5
    Gabriela
    03.03.2016 - 19:03

    Para Ágatha –

    Eu casei com 22 anos, independente, formada. Meu marido, 23 anos, bem estável financeiramente, porém dependente. Dependente emocional da mãe. A dependência AFETIVA é séria e ninguém fala dela. Alguns chamam de falta de maturidade, mas eu acho que vai mais além. Tem algo ligado com não querer cortar o cordão umbilical.
    Nós dois não temos pais, porém minha mãe me criou pra vida, a mãe dele criou para o ninho.
    Então se você e o seu noivo estiverem afim de enfrentar isso juntos é importante saber que não será fácil em dias em que o seu pai fizer algo que “afete” de alguma forma seu casamento, e se o seu pai for um pouco implicante/chantagista seu noivo precisará ser MOITTOOO paciente. Não é que ele faça isso por mal ou pra ver a sua tristeza, mas é por defesa psicológica da síndrome do ninho vazio. hahaha
    Nessa matéria eu sou PHD. Então seja como for, boa sorte e Deus te abençoe e te dê um casamento feliz =) Bjs

  4. #6
    Mariana
    03.03.2016 - 19:10

    Nossa, como nos somos tão auto.destrutivos. acho q se algo não te faz bem devemos mudar,desapegar.

  5. #7
    Iraci
    03.03.2016 - 19:15

    Ruby: manazinha, o que te falta é algo pra preencher a mente e mais auto-confiança. Nunca fui de mexer no celular do meu namorado (agora marido), mas quando mexia, morria de odio das conversas de grupos de whatsapp. Temos que viver com isso. E eu olhava e ficava com raiva caladinha pq nao podia assumir que tinha olhado hahaha. Mas depois comecei a perceber que ele nao interagia nas conversas sujas, e depois que me toquei disso so consigo sentir pena das esposas e namoradas dos amigos que mandam foto de uma p*** pelada numa cama e dizem que comeram e blablabla. Tem homem que é nojento e pronto, e se o seu está com você é pq ele quer, ngm fica com ngm obrigado!
    Não sou a namorada mais ciumenta, mas como moro sozinha, em outra cidade e sem familia proxima desde os 16 anos, vivia para o namorado. Quando ele saia com os amigos e me deixava sozinha chegava a ficar com raiva. Nao tinha como sair pq minhas amigas (que tambem moravam longe dos pais) sempre estavam sem dinheiro, ai ficava em casa só alimentando ódio. E sabe como resolvi isso? Aprendi a ser feliz sozinha. Se as amigas nao podiam sair, ia pro shopping, pro cinema, pra um restaurante sozinha mesmo! E é otimo ter um tempo só pra gente. Comecei a fazer pole dance e me sentir a mulher mais sexy e poderosa do mundo. E nada melhor que autoestima! Comecei a pensar que meu namorado era um puta dum sortudo por estar comigo, se quisesse ficar com outra, ia doer por um tempo mas teriam vaaaaaarios caras legais querendo alguem inteligente, independente e pole dancer pra recomeçar. Ninguém é insubstituivel! E se te faz sofrer não merece suas lagrimas.
    E sabe aquela historia de que chifre é coisa que botam na sua cabeça? Uma ex-amiga que foi muito chifrada vivia me envevenando dizendo que todo homem trai, que nenhum presta e tal. E falei pra ela que se a mulher quer ser feliz tem que tirar isso da cabeça e aproveitar as coisas boas que um relacionamento oferece, pq se ficar toda hora pensando que homem nao presta, que vai trair, você vai ficar louca!!!!

    Agatha: aproveite as coisas boas da sua vida. Várias vezes cheguei a mentir pras pessoas sobre minha situação financeira pq sempre era taxada como a riquinha que não sofreu na vida. Mas cada um tem os seus problemas, de alguns é dinheiro, mas existem muitos outros. Concordo com o seu pai sobre você morar fora. Isso não serve pra você acabar um relacionamento, mas sim pra se virar sozinha por um tempo e amadurecer. Pq mesmo com dinheiro na conta viver sozinha não é facil. Acho que você só quer casar para viver vida de adulta, mas issso tem grandes chances de dar errado, pq mimada assim você só vai esperar do seu futuro marido a vida que seu pai lhe dava e fazer da vida dele um inferno. Seja independente, aprenda a se virar sozinha, amadureça e ai sim vá casar!

  6. #8
    Beatriz
    03.03.2016 - 19:41

    Lendo o relato das três, só consegui pensar uma coisa: COMO a gente se auto sabota, meu Deus! Seja com um ciúme louco, seja mantendo gente que a gente sabe que tem que tirar da nossa vida, ou sendo mimada… Vivemos procurando um problema! Será que é tão difícil assim sermos simplesmente felizes e de bem com a própria vida?!

  7. #9
    JOCASTA
    03.03.2016 - 21:18

    Nunca comentei aqui, sempre leio e tals..Mas super concordei com o comentário da Cony sobre a AGATHA!!
    Agatha ao que me parece você esta querendo aventura e como disse a cony brincar de casinha …

  8. #10
    Fer
    03.03.2016 - 21:24

    Agatha!
    Eu super te entendo. Nunca imaginei o quanto eu era mimada, até sair de casa.
    Pra ter ideia, não sabia que precisava esfregar chão e parede do box do banheiro, até morar sozinha. Colocava a louça na pia, e depois ela estava limpa e seca no armário, o mesmo com as roupas e, a cama, magicamente estava arrumada todo dia na hora que eu ia dormir. A toalha de banho estava sempre limpa e eu não me preocupava em trocar (nem os lençóis), e os cabelos caíam no chão e sumiam como mágica.
    Mas morando ‘ sozinha’ eu descobri que tudo isso não funciona assim fácil como eu imaginava. Que terás que buscar uma diarista boa (e confiável, caso precises deixar ela sozinha na tua casa), ou então terá que limpar o banheiro, lavar louça todo dia, trocar toalhas e lençóis, cozinhar ou torcer pra não enjoar do restaurante mais próximo de casa ou do trabalho.
    No começo é tudo lindo e até divertido. Mas depois a gente sofre, a gente reclama de dedicar tanto tempo livre para as coisas de casa, a gente odeia limpar a casa hoje e ver ela já sujando amanhã. Ou a gente faz, ou a gente abre mão de vários sapatos e blusas novas, pra pagar uma funcionária ou uma diarista.
    E sim, meus pais eram separados, eu morava com a minha mãe, ela relutou até o último momento, mas não teve opção. Eu saí de casa, pra morar com meu namorado (com o plus de que mudei para outra cidade, por causa de um emprego). Pais tem ciúmes, não querem e tem medo de ficarem sozinhos, não querem aceitar que crescemos e, a nova rotina sem nós no dia a dia, machuca eles, de certa forma. Mas hoje, ou amanhã, iremos sair de casa, e isso nos faz bem. Nos faz crescer sim!
    Só te diria para cuidar com uma coisa: cortar o cordão umbilical. Para crescermos, precisamos aprender a tomar decisões sozinhas, a viver com nossas próprias pernas. Não podemos ligar chorando a cada problema, ou ligar contando tim-tim por tim-tim do dia. Seria como correr pro colo do pai a cada pedra no caminho. Estaria vivendo ainda grudada nele, só que dormindo em uma casa diferente.
    Acho errado pensares que precisas passar necessidades, para aprender e dar valor.
    Graças a Deus, não passei necessidade. Mas tive que aprender a priorizar gastos, a controlar a fatura do cartão e, principalmente, a dividir o dia a dia com uma pessoa que eu achava que conhecia muito bem, mas que só conhecemos de fato, nessa convivência diária. Dizem que o primeiro ano é um teste para muitos casais, pois cada um tem sua individualidade, seus egoísmos.
    E sim, seu pai sempre vai estar de portas abertas para ti. Mas acho que vocês precisam ter uma conversa bem séria sobre isso, para que ele entenda que queres ter essa nova experiência.
    E diria também para controlar a ansiedade devido a novidade e, pensar friamente se estais disposta realmente a cuidar da casa, dos gastos, a dedicar tempo a atividades necessárias e diárias de casa (e ver a posição do noivo sobre isso).
    Sobre uma separação no futuro, isso pode acontecer, como pode não acontecer. Meus pais dividiram a mesma casa por 35 anos, quando resolveram se separar. Assim como conheço casais que separaram no primeiro ano e, tive avós que nunca se separaram. Evitar morar junto, por medo da separação, por não estar casado ainda, é bobagem. De certo modo, até prefiro já estar morando junto agora e “testando”, nos conhecendo, convivendo e tal. Se algo der errado agora, até a “papelada” pra resolver, é bem menor.
    Espero ter ajudado!! hahaha
    Sorry pelo texto gigante!
    Beijos

  9. #11
    LARI
    03.03.2016 - 21:47

    Conyy adoro esse post, espero a semana toda pra ler os novos casos. Poderia por mais post do chora que eu te escuto durante a semana… Ia adorar
    O primeiro caso: qualquer tipo de ciúme faz mal sempre. Tente procurar uma terapia para controlar o seu ciúme e cuidado pro ciúme não atrapalhar seu relacionamento. Homem odeia mule ciumenta cuidado e boa sorte na luta contra o ciúme, eu sei que é difícil + você consegue !

    O segundo caso: nunca deixe se influenciar por ninguém nunca, ter amigas é ótimo + quando elas começam a te fazer mais mal do que bem aiiiiiiiii vc tem que rever essa amizade, tudo em exagero faz mal e com amizade não é diferente !! Esqueça a opinião dela e vai ser feliz !!! Saber se afastar pode fazer bem pra sua amizade !! Fala pra ela que vc tem uma meta em concurso X e não pode sair mais com ela como antes é se começar reclamar só ouve e fala ok e de tchau nao discuta !! Só nos mesmo sabemos oq faz bem e oq faz mal pra nos mesmo, ninguém é cega ou criança pra nao saber quando escolhe um caminho certo ou errado.

    Terceiro caso : casamento é coisa seria, brincar de casinha não é brincadeira, esteja certa da sua escolha em casar. Idade não tem nada haver, você tem que saber se quer casar porque ama ele de verdade e quer construir uma família com ele ou se você só quer casar por suas questoes suas pessoais. Se não tem certez da sua escolha adie o casamento, afinal ninguém quer casar pra se separar e vc esta lhe dando com sentimentos de outra pessoa e não mais um brinquedo que vc usa e depois joga fora! Lembre -se que durante o casamento podem acontecer coisas muito ruim ( que requer amadurecimento pra não separar ) e nem por isso vc vai voltar correndo pra casa . Não te conhece pessoalmente, mas achei seus motivos para querer amadurecer muito errado.

  10. #12
    Roseli Leão
    03.03.2016 - 21:56

    Para o caso 2. Esmeralda, o problema não é sua amiga e sim o jeito como você lida com sua emoções , você está vivendo a vida da sua amiga e não a sua. Tome cuidado, não se anule por causa dela , se esta amizade for verdadeira ele irá vingar com você se expressando também é não só ela. Muitas vezes a amizade só dura porque só uma das partes e que se esforçam para que isso aconteça. Mude de postura , até porque este tipo de comportamento de sua parte de se anular pode ser tendencioso e passar para outros relacionamentos em sua vida !!! Pense nisso !! Bjs

  11. #13
    Iasmin
    03.03.2016 - 22:06

    Ruby,
    Ódio mortal desses grupos de whatsapp. Meu namorado também não gostava que eu mexesse no celular dele, mas sempre falei que se houve algo que envolva a minha vida eu tenho sim o direito de s saber e vice-versa. Por fim, eu parei de mexer no celular dele porque, embora eu quebrasse o pau, eu nunca terminava e achei que eu tava perdendo a moral. Além disso, quando temos que descobrir algo a gente descobre Quando menos espera! Mas esses grupos de whatsapp…Ah, como odeio!

    Esmeralda,
    Não dê tanto poder assim pra ninguém. Se tem algo que valha a pena salvar da amizade, insista. Você tem o direito de só contar o que quiser pra quem quer que seja, assuma isso e não se sinta mal por querer tratar certos assuntos com discrição. Assim como ela tem direito de fazer o que quiser, você também tem.

    Agatha,
    Desculpa, mas só gente rica fala que quer sofrer pra dar valor. Mana, não diga isso! A gente paga pela boca, e como paga! Concordo com cada vírgula que a Cony falou. Outra coisa, ninguém tem uma vida perfeita, mesmo que tenha dinheiro. A dor aparece de inúmeras formas. Quanto ao seu pai, procure passar mais tempo com ele. Aos poucos ele vai aceitar melhor. Ele nunca vai fechar as portas pra você. E se você for casar, case por amor, e não porque você quer amadurecer a força!

  12. #14
    Camila
    03.03.2016 - 22:50

    Agatha
    Acho que o seu pai enxerga a sua falta de amadurecimento tanto como nós, que lemos sua estória. Já parou para pensar que ele quer só o seu bem, e não quer que você sofra, tomando uma decisão muito precipitada? Pense bem!

  13. #15
    paula
    03.03.2016 - 23:46

    Parei de ser ciumenta qndo percebi q a lógica do ciume é ridícula. Tipo eu tenho q ficar de olho no meu parceiro pra garantir q ele não m traia…ou ainda impedir q ele m traia, ou seja deplorável, aí parei haha

  14. #16
    paula
    04.03.2016 - 00:09

    Caso 02, eu tinha uma amizade assim, mas foi qndo eu era adolescente e mesmo naquela época eu percebi q eu só precisava me impor, entao nao se vitimize e tome atitude.
    Caso 03, de novo a vitimização…Se vc tem vantagens na vida aproveite, quer desafios?pense em alçar voos mais altos na carreira, uma especialização fora do país.Casar pra sair de casa é tão anos 90.

    • #17
      Isa SV
      04.03.2016 - 11:52

      Diria até anos 70 ou 80…

  15. #18
    Bruna
    04.03.2016 - 00:15

    Nossa, to passando por algo bem parecido com o último caso.
    Sou o “xodó” da família toda e agora consegui um emprego em outra cidade, meu namorado (namoramos há 3 anos) conseguiu um emprego na mesma cidade, acabamos de nos formar e vamos morar juntos até ter estabilidade para casar e tal.
    FOI UM CAOS na família, minha mãe chorou e ficou revoltada pq eu vou sair de casa sem casar, sentei e conversei com ela igual gente grande, ela entendeu meu ponto de vista.
    É claro que ela continua muito triste e chora muito, cada hora ela inventa uma desculpa ou um motivo para eu nao ir, pois no fundo ela tá com ciúmes pq estou indo morar perto do meu pai.
    Com tudo isso eu acabo me sentindo culpada por demonstrar alguma empolgação sobre a mudança, o que tem me prejudicado muito, pois não vou atras de umas coisas que já deveriam estar certas a essa altura.
    Queria ter um jeito mágico de mudar isso, mas essa oportunidade que eu consegui é maravilhosa e uma ótima forma de amadurecer.
    Não queria ficar longe dela e do meu irmão, mas no momento é necessário, não sei mais o que falar para ela entender tudo isso

  16. #19
    Jackeline
    04.03.2016 - 03:26

    Ruby: Amiga tenho uma coisa pra te dizer, 99,9% dos homens são assim,tem esses grupos de mulher pelada, e deixa eu te contar uma coisa que você pode morrer de ciúmes : Eles tb veem porno e muito por sinal.Eu, acho horrível e me encomoda a ideia do meu namorado ver outra transando,mas nós mulheres fomos criadas de outro jeito,pra eles é completamente NORMAL,pra eles uma foto de mulher pelada não é nada mais que uma bunda ou um peito,não tem sentimento nenhum nisso.Não é certo nem agradável,mas é comum.Enquanto ao ciume, vc mesma sabe que precisa de ajuda,mulher bonita tem de mooooonte,se ele está com vc no meio de tantas,é pq ele te acha a mais linda e interessante,para de bobeira.Vc me parece muita insegura,e outra coisa,para com isso de : “É homem né? ” Sim ele é homem,não um bicho irracional, ele só vai te trair se quiser,não é pq ele vive rodeado de mulheres bonitas que vai atacar uma delas ou vice e versa.Busque ajuda urgente porque seu ciume pode acabar com sua relação.

  17. #20
    Jackeline
    04.03.2016 - 03:51

    Agatha :As pessoas aprende do jeito díficil,mas também aprendem com o fácil,vc não precisa passar apertos pra aprender nada. Mesmo tudo sendo fácil na sua vida, vc tem que dar valor JÁ,afinal você não batalhou por isso,mas outra pessoa batalhou por você.E ao que me parece,você não quer necessariamente casar ,mas sim ,sair de casa,viver outro mundo,ter suas coisas conquistadas por vc mesma,talvez um casamento por conta dessas necessidades realmente não de certo,vc tem que aprender a ser alguém sozinha,pra depois ser alguém com outra pessoa,fora que você nem foi e já está pensando em voltar.Logo percebe-se que vc é mimada mesmo,vc não quer passar dificuldades,vc quer dificultar um pouco a vida e se ficar muito difícil vc volta pros braços do papai.Vc precisa amadurecer ,pra depois casar.

  18. #21
    Julie
    04.03.2016 - 07:46

    Adoro essa tag do blog, mas os relatos de hoje estão de matar!!!
    Julgo mesmo!
    Cony achei até que vc pegou leve nos comentários! rsrsrs
    Beijão!

  19. #22
    Dani
    04.03.2016 - 08:04

    Não sou de comentar, mas me vi nos três casos. Então…
    Caso 1: olha, independente da sua vigilância com seu namorado se ele for um sujeito que trai, ele o vai fazer. Eu já tive muitas crises de ciúmes, de olhar celular escondido, de pensar em hackear para ver as conversas do meu celular (pensava que ele podia apagar algumas), entre outras coisas muito loucas. Até que percebi que estava prejudicando não só o meu relacionamento como minha saúde mental. Comecei a me colocar no lugar dele e eu eu odiei a ideia de ter um namorado que não confiasse em mim. Quando finalmente entendi isso desencanei completamente. E flor, o errado de trair é sempre quem trai. Então eu me preocupo em fazer o que é certo, o que eu gostaria que fIzessem comigo. E quando bate aquela insegurança me apego no fato de que esperto é quem se mantém íntegro e falo isso sempre para o meu namorado.
    Caso 2: menina, desapega dessa amiga sangue suga!!! Nesse caso seu acho que ela que é a mimada e pense bem. Se quisesse a sua felicidade e não a dela jamais faria isso. Pelo seu relato consigo ver sua amiga como uma pessoa egoista. Sai fora disso! Ninguém é perfeito realmente, mas a gente tem que saber a hora de dizer não para as coisas. Eu no seu lugar falaria a verdade para ela, com tudo o que vc pensa. Aposto que ela não vai entender, vai te colocar como bruxa e pronto. Ela mesma vai se afastar de você.
    Caso 3: vivo uma situação parecida, mas ao contrário. No caso a mãe do meu namorado que ficou louca quando falamos em casar (são só os dois, ele também tem tudo e a mãe faz todas as vontades). No início fiquei muito chateada com a reação dela, Pq realmente gosto da minha sogra. Depois vi que isso é uma coisa que apenas ela consegue resolver e enquanto meu namorado não colocar limites para as coisas vai ficar nessa. Então flor, tenha paciência com seu pai. Mas mostre para ele seus limites também. Não deixe que a carência dele te afete tanto. Conversa, explica seu ponto de vista e com o tempo ele vai aceitar. Mas vc tem que impor seus limites. Obs: o único problema que vejo realmente do meu namorado ter tudo é o fato dele talvez não ter maturidade para lidar com a realidade das coisas! Mas acho que aprendemos conforme vamos vivendo. Então relaxa e não queira passar por aquilo que não precisa.

  20. #23
    Carla
    04.03.2016 - 08:14

    Esse é pra Ághata. Eu vivi uma situação um pouco parecida com a sua. Comecei a namorar meu marido – sim, estamos juntos há 10 anos! – com 23 anos, no finalzinho da faculdade. Na época eu não estava estagiando porque sabia que queria prestar concurso; meus pais aceitaram me bancar até que eu passasse. Só que meu pai começou a fazer chantagem emocional comigo porque eu estava namorando. Ele ficou com muito ciúmes e sempre que eu ía sair com o namorado ele fazia comentários para me fazer sentir culpada, que eu deveria estar estudando e não namorando. Foi péssimo. Comecei a me sentir tão mal, que resolvi deixar o concurso de lado e começar a trabalhar, o que eu fiz. Mas as coisas em casa começaram a ficar muito ruins, todos com ciumes do meu namorado, minha mãe, irmã e pai, todos! Era bizarro! Todos o tratando mal! Ele morava sozinho, conversamos e decidimos que iríamos morar junto. Saí de casa meio que sem dar satisfação (acho que esse foi um erro que cometi, mas eu sabia que se dissesse que iria morar com o namorado iria ouvir todo o tipo de besteira que você pode imaginar…) e foi a melhor coisa que eu fiz. Ághata, veja bem: não estou dizendo que o melhor para você é casar com seu noivo, pois não sei da sua situação mais do que seu breve depoimento, o que estou dizendo é que fiz o que era melhor pra mim naquele momento. Á época eu não fazia ideia se o relacionamento iria dar certo – estávamos juntos há 2 anos e éramos muito novos – mas me livrou da família controladora e ciumenta. Mas veja que eu já amava muito o namorado e só fui morar junto, não casei. E olha que no início brigamos bastante, mas depois nos adaptamos à vida conjunta! No seu caso, aconselharia você a refletir bem se você o ama o suficiente para passar pelo início difícil que é morar junto – e, olha, provavelmente vai ser – porque você precisa gostar muito mesmo, se não a relação desanda com o choque inicial de convivência. E você também pode considerar morar junto por um tempo ao invés de casar, o que tira um pouco do compromisso do relacionamento. Mas se você não o amar o suficiente, vá morar com amigos, assim seu relacionamento pode amadurecer o suficiente para estarem prontos para morar juntos e/ou casar.

    A decisão só você pode tomar, mas pense com cuidado se o ama o bastante para pular todas essas etapas. Ele já tem 28 anos, pode estar em momento diferente do seu, pode querer filhos logo… Aliás, converse bastante com ele sobre as expectativas que ele tem de uma esposa e veja se bate com as suas. Cansei de ver amigos terminarem depois de morarem juntos porque as mulheres queriam dividir todas as tarefas domésticas e os homens não… Você tem tudo hoje, imagino que não vá querer ter que fazer o supermercado sempre, ele não fazendo nunca, por exemplo… Parecem questões práticas demais, mas no cotidiano são extremamente importantes. E depois, decisão tomada, saiba que você e só você arcará com as consequências, sejam estas boas ou ruins, o que significa que seu pai poderá ou não te dar apoio (os meus eu sei que não me dariam se desse errado).

    Quanto a mim, depois que comecei a trabalhar, fui progredindo, progredindo, mas sempre quis ser promotora de justiça e meu marido também. Então eu propus que ele largasse o emprego e focasse nos estudos e eu o bancaria. Ele passou e hoje eu que estou estudando! Quando fazemos o que é o melhor para a gente e não para os outros, a chance de conseguirmos o que queremos é muito maior(para a minha família, o melhor era que eu ficasse na casa deles, estudando mais ou menos – na casa deles eu tinha milhões de tarefas que atrapalhavam meus estudos, além do clima pesado que era)! Bem-vinda ao mundo adulto! um beijo

  21. #24
    Caroline
    04.03.2016 - 08:31

    Sobre o caso 02 (da esmeralda):
    A sua amiga é escorpiana, não é? Porque só pode, se parece muito com uma amiga minha, que faz umas loucuras e tá tudo bem, mas se você faz algo parecido ou menor ainda no seu relacionamento você é BOBA. Chega a parecer que não quer que dê certo pois sente inveja, vê como o seu relacionamento é bom e tenta fazer sua cabeça para continuar solteira, mas quando o caso é ela td bem. Elas não aceitam ouvir não, ser contrariada, por mais que seja uma conversa adulta e madura, não. Elas não aceitam. Por isso entendo que você esconda certas coisas dela, afinal, ninguém quer ficar ouvindo grosseria ou uma pessoa que só tem a visão negativa. Você pode explicar seu lado, mas conhecendo esse tipo de gênio dificilmente ela vai entender/ceder. Acho que o melhor é tentar manter contato numa boa, mas em casos desses assuntos com seu namorado, deixe-a de fora, ela já provou que não é digna dessa confiança sua.

  22. #25
    Roberta
    04.03.2016 - 08:47

    Ruby:Nem sei o que comentar. Só acho q vai chover “Se dê mais valor!” aqui nos comentários… e eu concordo com eles.
    Cabeça vazia é oficina do diabo.

    Esmeralda: Sabe aquele vídeo da Jout Jout Prazer sobre relacionamentos abusivos (Não tira o batom vermelho)? O passo-a-passo dela serve tbm para relacionamentos não românticos!
    Se a sua amiga te suga de tal forma que vc se sinte exausta, se em todas as discussões de alguma forma vc tá sempre errada, se vc sempre sai perdendo e ela ganhando nas situações (por exemplo, ter que fazer ou deixar de fazer coisas obrigada pq ela quer), então é um relacionamento abusivo.
    E isso só vai te prejudicar!
    Que tipo de amiga fala pra outra que a felicidade dela não existe? Que pessoa cheia de preconceitos julga o SEU namorado pq vc tem uma situação financeira melhor que ele (isso é machismo, ainda por cima!)? E, em sã consciência, q tipo de amiga futrica o celular da outra??? Se não é pra ela te ter sempre sob controle, eu não sei pq ela faria isso.
    Talvez eu seja estranha, mas entre eu e minhas amigas, existe um espaço de privacidade para que nos sintamos à vontade juntas. Amizade de Sex and the City só existe na TV e no cinema…

    Agatha: Eu te entendo! Eu tbm sou mimadinha pelos meus pais (sou a caçula). E eu tbm tenho essa vontade de sair de casa. E eu axo q se vc quer sair e morar com o namorado e viver sua vida, qual o problema??
    Sou bastante pragmática! Se não deu certo, separa! Não entendo o desconforto do seu pai. Não é como se vcs estivessem de mudança pro Japão, né? Vc não vai sumir, ainda vai poder ir no bar tomar umas com ele, ainda pode ir no cinema… Mas vc quer crescer e eu entendo plenamente. Vai lá, toma uns tombos, cai de cara no chão e aprende! Tenho ctz q seu pai não vai te abandonar! Conversa sério com ele!
    Mas eu daria importância pro comentário da Gabriela sobre ter parceiros emocionalmente dependentes dos pais, pq a longo prazo, uma interferência assim pode minar o seu relacionamento.

  23. #26
    Rita
    04.03.2016 - 09:11

    1º Caso: Seu ciúmes vai minar seu relacionamento! Sou muito da teoria “o que os olhos não vêem o coração não sente” Meu namorado e gerente de uma balada. NUNCA pisei meu pé lá, por não ser meu estilo e por também não querer criar alguma fantasia na minha cabeça. E outra coisa, quem procura acha! Pare de ser boba.

    2º Caso: Você é tonta mesmo, devia se impor mais. Por isso que sua amiga faz você de gato e sapato, pois você permite! E ainda acha que ela é super amiga, você tá parecendo aquela menina rejeitada que precisa de amigas para se afirmar, para se sentir parte de alguma coisa, prefere sofrer do que sair do grupo.

    3º Caso: Nem sei o que te falar, mil pessoas gostariam de estar no seu lugar e ter do bom e do melhor e você ai, pensando em casar com 22 anos!!!! OMG. Casar é MUITO difícil, e se o seu namorado não puder te dar uma vida boa como seu pai te da, você vai ver o que é sofrimento! O financeiro afeta muito o casamento e negativamente, quando há a falta de grana. Utilize grana pra viajar, estudar, conhecer o mundo! Você é muito nova! Eu casei cedo, e ME ARREPENDI MUITO e claro não deu certo.
    Continue namorando, curtindo, viaje com seu namorado, pode até tentar morar junto, mas não faça a besteira de casar com 22 anos!!!

    Cony, por acaso você só tá escolhendo casos de cancerianas sofredoras?

    • #27
      Constanza
      04.03.2016 - 10:42

      Pior que não hahahaha vou pela ordem de recebimento dos emails. Coincidência msm. As cancerígenas são as mais choronas kkkk

  24. #28
    Camila
    04.03.2016 - 09:32

    Para Esmeralda: se algo começa a te fazer mais mal do que bem, vc deve repensar se essa amizade é tão importante assim pra vc.

  25. #29
    Kassandra
    04.03.2016 - 09:42

    Agatha!

    Passar “necessidades” não vai te fazer uma pessoa melhor ou mais crescida. Isso só o tempo faz com as experiências boas e ruins que vão lhe acontecendo, não necessariamente precisa passar fome ou não comprar o sapato da moda!
    Casamento não é brincar de casinha, e muito menos não é só dormir e acordar todos os dias com a pessoa que você escolheu… é dividir responsabilidades, ser muito flexível e às vezes abrir mão de desejos seus pelo do outro ou então pelos desejos dos dois como um todo! Realmente tem que estar preparada para entrar nessa fase e saber que não será fácil, e nessas horas entra a maturidade pra saber viver e conviver com o outro, que não é seu pai: não tem obrigação de te dar tudo o que quiser, de te agradar e mimar 24hrs por dia e muito menos te dará o guarda-roupa de 74874 portas! Isso provavelmente será um choque imenso pra você.
    Pelo que você descreveu, o seu pai é um paizão e isso não tem nada de ruim..muito pelo contrário, é maravilhoso! Compreenda a dificuldade que ele tem de ver você saindo de casa tão cedo e tão despreparada como ele deve achar que é! Se for algo que você realmente queira arriscar, converse com ele e o tranquilize quanto ao fato de que ele não deixará de ser seu melhor amigo e que você fará o possível para estar presente..acredito que isso demonstrará consideração e gratidão, principalmente! As portas dele nunca estarão fechadas pra você, tenha certeza! E depois que casamos é que percebemos o quanto nossos pais são importantes e nos impressionamos como eles são capazes de renunciarem a si mesmos por nós! Reconhecer isso é de extrema maturidade.

    Espero que dê tudo certo pra você(s) e que de alguma forma, os comentários ajudem!

  26. #30
    04.03.2016 - 09:48

    me vi totalmente no primeiro caso.Sempre fui ciumenta e ainda sou, mas quando comecei a namorar um que era a cara do Reinaldo Gianecchini, aí surtei de vez rsrsrsrsrs. Claro, que depois de quase 4 anos, ele não aguentou rsrsrs.Nunca soube de nada dele, mas minha paranóia era de roteiro de novela ahaha. Ah, e sou melhor que o FBI para descobrir tudo…
    Mas, acho que ciúmes é um dos piores sentimentos que nos deixa totalmente estagnada nas relações e na vida.
    Hoje, sou desquitada e de momento estou sozinha por opção depois de muito tempo. Admito que é ótimo também não ter de momento nenhuma minhoquinha cutucando minha fértil imaginação…
    mas concordo plenamente com o que vc disse.
    Márcia http://www.zarear.blogspot.com

  27. #31
    Luiza
    04.03.2016 - 10:13

    Também tive uma amiga parecida com a do caso 2. Somente a opinião e a conduta dela era certa… Quando não concordava com uma atitude minha eu era taxada de “burra” entre outras coisas. Sendo que ela mesmo passou por muitas situações, que no meu ponto de vista, ela se desvalorizou e foi muito mais burra do que eu, nem por isso julguei seu comportamento. Sempre colocava meu ponto de vista contrário ao dela, mas de uma maneira respeitosa, sem julgá-la. A partir do momento que senti que ela não me tratava da mesma forma, sem respeito e me julgando, resolvi me afastar! Foi ótimo pra mim! Cada um tem que saber o que faz… errar e reconhecer o erro. Vc quer uma amizade onde a pessoa te entenda e ajude e não te julgue e xingue.
    Hoje em dia continuo amiga dessa pessoa, porém não deixo ela se meter em situações que eu sei que não preciso da opinião/julgamento dela.

  28. #32
    Larissa
    04.03.2016 - 10:13

    Nossa, conheço uma pessoa igualzinha a essa amiga da Esmeralda (caso 2), o pior é que ninguém tem coragem de dizer a essa amiga o quanto ela suga as pessoas, o quanto ela é possessiva, pois quando tentam ela inverte o jogo e se faz de vítima. E ela está sempre certa! Nossa, como essas pessoas são pesadas… Se livra dessa amizade destrutiva, querida. Você não precisa disso. Essa sua amiga precisa de terapia.

  29. #33
    Caroline®
    04.03.2016 - 10:15

    Não sou de comentar em posts dessa categoria, mas achei o caso 03 levemente engraçado (#ironia). Só uma pessoa com vida pra lá de tranquila pode querer “passar necessidade pra aprender a se virar”. Gata, apenas pare! Se vc quer aprender a se cuidar sozinha sem ter tudo na mão, aprenda. Comece a fazer suas coisas, dar uma limpadinha no quarto, lavar os pratos do almoço, montar um orçamento seu, tipo assim. Vc pode também fazer um intercâmbio (já que dinheiro não parece problema) ou ir morar sozinha. E ó, não precisa casar pra isso. É sério, dizer que quer passar privação, no mundo em que a gente vive, é um sacrilégio.
    Como alguém falou, acho que vc quer perder a mordomia, pero no mucho, porque o namoradão vai estar lá a postos pra tomar conta de vc….

  30. #34
    Thais
    04.03.2016 - 10:21

    Ágatha:

    Lendo sua história, só me passou uma coisa pela cabeça: vc quer casar para sair de casa, passar trabalho e, então, aprender a dar valor às coisas boas que a vida te deu?? Desculpa, mas tem algo errado aí!
    Vc pode dar valor, sem perder o que tem, sem ter que passar trabalho!
    Outra, o sentido do casamento é totalmente outro! Não case por esses motivos. Quer sair da casa do seu pai? Vá morar sozinha! A gente casa por amor, porque quer compartilhar a vida com alguém, pra ter uma família,… Vc já sabe que é mimada, então, simplifique, amadureça sem sofrimento.

  31. #35
    Carine
    04.03.2016 - 10:26

    Cony, quero você como amiga próxima e confidente só para ouvir seus conselhos maravilhosos na minha vida! hahahaha… Concordo com todos!

  32. #36
    Analu
    04.03.2016 - 10:37

    Ruby minha filha vá se tratar. Vc vai acabar perdendo um namorado maravilhoso por ser uma sem noção!! Aff!! Aqui tb é tudo desbloqueado, eu sei as senhas dele e ele as minhas, me pergunte quantas vezes eu fui xeretar as coisas dele? ZERO. Isso é confiança, se não tem a relação já está condenada. A minha tem 11 anos e felicíssima.

  33. #37
    Ana
    04.03.2016 - 10:44

    Ruby,
    Não mexa no celular dele! Eu sei, as vezes é incontrolável, mas você acha que se ele estivesse fazendo alguma coisa iria deixar o celular sem senha? Não mesmo… E você não falou de você! Você trabalha, estuda, faz alguma coisa? Se não, arrume alguma coisa já… Mente vazia não traz imaginação boa!

    Esmeralda,
    eu tinha uma amizade assim. Ela era autoritária, eu fazia praticamente tudo que ela queria, ouvia sempre a opinião e sempre contava coisas do meu ex. Sendo que ela vivia dizendo que amava o ex e que ia mandar email para matar a saudade e quando perguntava a minha opinião eu dizia se ela iria se sentir bem e não se destruir, que seguisse em frente. Quando eu resolvi voltar com meu ex, também tive que esconder e ela SURTOU! Me mandou várias mensagens absurdas, falou mal de mim para um monte de gente. E eu descobri que aquilo não era amizade e não ia fazer falta nenhuma e que se eu não tentasse voltar com ele, não saberia se teria dado certo! E, entre tapas e beijos, somos muitos felizes até hoje… Siga seu coração e diga não a amizades abusivas! Amigos são aqueles que conseguimos contar nos dedos! Beijos

    Ágatha querida,
    você não sabe o que está falando! Graças a Deus nunca passei necessidades em casa, mas a situação financeira sempre foi apertada… E outra, não se iluda com casamento. Não sou casada, mas a maioria dos amigos que tenho falam que é muito difícil, principalmente no começo. Então, maturidade é fundamental!!!

  34. #38
    Analu
    04.03.2016 - 10:44

    E Agatha, dizer que quer passar necessidade? Vc acha que isso é tipo escalar uma montanha, difícil mas no fundo é legal, uhuu? Miga seje menas.

  35. #39
    Rosana Alves
    04.03.2016 - 10:47

    Concordo plenamente com a Cony. Só uma observação: brincar de casinha tudo bem, mas e o outro? Tambem quer brincar de casinha?

  36. #40
    Danielle Rocha
    04.03.2016 - 11:27

    Não li todos os comentários deixados para saber se alguém já falou o que direi, mas fiquei indignada com uma coisa. Agatha, você não pensa na pessoa que te pediu em casamento?? Que para ele é algo sério e não só brincar de casinha? Ser realista é uma coisa, planejar um casamento já pensando que pode acabar daqui 3 meses é outra. Algo que me irrita muito hoje em dia é que as pessoas não lutam mais umas pelas outras, simplesmente se está difícil pula fora. Vamos ser realistas, a VIDA É DIFÍCIL… Todos os seus comentários foram de uma menina que sempre teve tudo e NÃO amadureceu ainda. Muito feio comparar não comprar um sapato com não ter o que comer…
    Beijos Cony

  37. #41
    Camila Maffessoni
    04.03.2016 - 11:42

    Meo deos! O caso da Ruby hoje serviu para mim! Tava precisando disso… Faço terapia mas essa semana com Fufu foi terapia intensa! Pessoal aqui é top nos conselhos! Muito bom! =)

  38. #42
    Isa SV
    04.03.2016 - 11:56

    Eu não sou ciumenta e nunca namoraria um cara ciumento. PAVOR! Ciúme é uma praga, tira sua vida, corta sua respiração… vc não vive e não deixa o outro viver! E sofre por imaginar coisas absurdas que não existem! Entendam: CIÚME NÃO EVITA TRAIÇÃO! Então, se liberta desse sentimento idiota e viva a vida!! Se precisar de ajudar, TERAPIA urgente!

  39. #43
    Bia
    04.03.2016 - 12:27

    Ai gente, sendo bem objetiva:

    Caso 1: a menina está pedindo para levar um chute do namorado. Uma hora o cara bonzinho vai ficar de saco cheio de tanta neura. Amiga, vá fazer terapia, chore com as amigas quando estiver em crise, mas por favor, não desconte no moço. Não deixe ele saber dessas suas atitudes. Se o cara terminar com você aí cairá sua ficha e irá descobrir que está bem difícil achar um amor para chamar de seu e que te valorize (e ainda seja bonzinho). Achei o meu, agarrei e não solto mais. Tenho meus momentos de ciúme? É lógico. Geralmente guardo eles para mim e ele nem sonha com tudo isso. Mas obviamente ele não me dá motivo para ficar desconfiando. Nunca mexi no celular dele (mas em uma fase eu li todos os e-mails antigos trocados com uma ex namorada. Me arrependo até hoje de ter feito isso, pois não gostaria que ele fizesse o mesmo. Tive histórias com outras pessoas, mas isso não significa que hoje ainda penso neles, muitooo pelo contrário). Quem tem ciúme de mulher pelada desconhecida na tela do celular tem que dar uma repensada sobre autoestima. Se fosse uma menina que ele conhecesse ou qualquer outra mandando fotos desse tipo exclusivamente para ele…bom, aí seria outra história.

    Caso 2: já tive uma fase assim com uma amiga (continua sendo minha amiga até hoje, mas passamos por turbulências até chegarmos a uma fase de paz). Posso dar uma dica? Evite contar tudo sobre o seu relacionamento para as pessoas. Guarde para você. Brigas acontecem e na maioria das vezes a solução está entre você e a pessoa amada. Sua amiga claramente gosta de se fazer de vítima (assim como a minha gostava), então a solução talvez seja se afastar por um tempo. É bom, você parece sufocada por ela. Se vocês não se entenderem, por mais que ela seja boa para você em algumas situações, é melhor dar a amizade por encerrada, por mais difícil que isso seja.

    Caso 3: tenho quase 30 anos e quando eu tinha 22 anos eu tinha um relacionamento também. Nunca cogitei casar com o indivíduo nessa época, mas eu posso afirmar que não tinha MATURIDADE alguma para tomar uma decisão tão séria. Idade é uma coisa relativa, mas pense bem antes de tomar uma decisão dessas. Hoje é muito mais fácil morar junto, casar, descasar. Acho que devemos arriscar algumas coisas, sim. Sua família aparentemente te dá todo o suporte necessário para uma vida confortável. Eu também tive tudo isso. No início os pais podem ficar meio relutantes, mas com o tempo se acostumam. Tenha certeza que ao sair de casa você não vai continuar sendo 100% dependente dos seus pais, aí é melhor nem fazer isso. Não seja dependente (financeiramente) do seu companheiro também, isso só prejudica a relação.

  40. #44
    Bruna
    04.03.2016 - 13:10

    Caso 1
    Eu tinha um namorado assim, que fantasiava coisas porque achava que o cara que trabalhava comigo era bonito e eu obviamente tinha interesse nele; que estava querendo ir a um show porque um amigo com quem eu conversava bastante (e nem morava no mesmo ESTADO que eu) também gostava, e ele obviamente estaria lá para uma pegação; que eu dormir na casa de uma amiga depois de uma festa significava uma noite inteira de amor com ela. Eu ficava chocada com a imaginação dele e o quanto aquilo me sufocava, milhares de ligações por dia, celular revirado e tomadas de satisfação. Essa paranoia toda serviu pra uma coisa: de tanto ele me acusar de traição, um dia eu fui lá, fiz e liguei contando. Ué, se é pra fazer inferno, que pelo menos eu tenha me divertido. 😛
    Tanto controle assim faz a gente querer cair fora, principalmente se estamos lá vivendo a vida sem nem ligar pra outras pessoas. Isso sim faz uma colega parecer mais leve e nos faz imaginar como seria gostoso não ter essa pegação no pé por coisas que nem sonhamos. Vai ter gente linda e interessante em todos os lugares sim, não dá pra gente perseguir e colocar o amado numa bolha. Isso só torna o amor falso: ele não está contigo porque você é uma pessoa incrível pra quem ele ama voltar todos os dias, mas porque ele está cercado por todos os lados e não enxerga o mundo. Tem gente que acha isso bom, não dar chance pro azar. Eu detesto. Eu quero que a pessoa que está comigo goste do que eu sou e, apesar das milhões de opções por aí, queira estar comigo. Se um dia encontrar algo melhor, paciência, que seja e faça alguém feliz também. Eu vou chorar, vou sofrer, mas terei certeza de que o que vivemos foi verdadeiro.

    Quanto ao Whatsapp: eu só odeio grupos que compartilham coisas pessoais não autorizadas e com muita misoginia. Eu ficaria puta se visse meu namorado num grupo que trata mulher como só aquilo lá embaixo e roda foto da peguete da noite anterior. Eu sou exibida, tiro e peço pra mandar, mas sei que a maioria não é assim e se sente invadida. Eu brigaria até que ele saísse. Tem jeitos e jeitos de se falar de p*taria, acho muito saudável mesmo, mas com esse eu não concordo.

  41. #45
    Maria
    04.03.2016 - 13:18

    Ágatha, não case, pelo amor de Deus. Gente, como pode casar já pensando em divórcio?

    • #46
      Constanza
      04.03.2016 - 20:56

      Concordo!

    • #47
      Nath
      06.03.2016 - 17:21

      Nossa, eu fiquei aflita quando li o relato da Agatha e pensei a mesma coisa.

      Umas duas vezes ela disse sobre não saber se era pra sempre, que se der errado separa. Eu hein?

      Tudo bem que podem existir desvios de percurso, mas isso deve ser exceção uai! E não já pensar nisso desde o princípio!

  42. #48
    Laís
    04.03.2016 - 13:30

    Sobre o terceiro caso!
    Não acho que a idade influencie tanto, mas a maturidade realmente é crucial.
    Sobre a Agata.. acho que sua motivação para casar esta TOTALMENTE equivocada. Se vc está querendo amadurecer então vá morar com amigas pq casamento é coisa séria e envolve sentimentos e expectativas. E se vc for casar pra ver no que vai dar pode ter CERTEZA que não vai dar certo.

  43. #49
    Bruna
    04.03.2016 - 13:30

    Caso 3
    Concordo com a Cony e acho muito historinha de princesa esse negócio de querer passar necessidade porque nunca te aconteceu. Passar necessidade é algo que não deveria acontecer com ninguém, não é divertido e nem uma experiência antropológica. Sair da asa dos pais e viver como se pode é sim incrível, mas a gente precisa ter maturidade suficiente pra saber quando isso é possível. Se pensar sempre “se der tudo errado é só voltar”, na primeira aguinha gelada que bater no bumbum a gente já desiste e não tenta resolver, porque obviamente ninguém quer sofrer sabendo que tem um lugar seguro pra te acolher. E isso não é só financeiramente, mas sentimentalmente também. Ter de continuar junto quando tudo está ruim apenas por não ter onde ir é tenso, mas em várias situações a gente não quer encontrar caminhos pra solucionar um problema. Conversar, ceder, mudar, arranjar outro emprego, se especializar… tudo isso demanda tempo e faz um problema parecer insolúvel num primeiro momento. Melhor desistir, né?
    Quando eu saí de casa eu sabia que se tudo tudo tudo desse errado eu poderia pedir abrigo, apesar de meu espaço já não existir mais, da minha família ter se reoganizado pra viver sem mim. E deu. Tudo que poderia dar errado, deu. Surtei, chorei, pedi colo e vi que a única saída era buscar alternativas e, bem, tamo aí até hoje. Outras coisas vieram e se resolveram, o momento agora é caótico também, mas eu sei que da minha família eu tenho o essencial, que é o apoio e amor. O resto eu preciso resolver, mesmo que não saiba como.
    Se a resposta para a maior parte das perguntas “e se X coisa der errado?” for “eu volto”, acho que a hora ainda não chegou.

  44. #50
    Maria Clara
    04.03.2016 - 13:32

    Cony, joguei tudo pro alto com seus conselhos. Principalmente o último. Certíssima. Você é ótimo.
    Beijossss

  45. #51
    Thaís
    04.03.2016 - 13:58

    Sempre leio os CQTE, mas tive que falar sobre o primeiro caso… Pois discordo da opinião da Cony e das leitoras… Falando apenas da questão de Whatts App; acho muito estranho que a mulher tenha que aceitar grupos com fotos de mulher nuas com a maior tranquilidade; pois é a “natureza do homem”, etc… Acontece que se fosse ela com grupos de caras pelados, o primeiro a reclamar seria o namorado dela… Ou seja, a mulher deve sempre se submeter a “natureza masculina” e relevar? Acho que os valores são injustos e isso só reforça a sociedade machista em que vivemos.
    Acredito que um relacionamento é uma via de mão dupla, onde ambos os lados devem coexistir de modo que haja felicidade plena. Se um dos lados está infeliz com alguma atitude do companheiro, deve haver uma conversa, a fim de reestabelecer a harmonia entre o casal, e não simplesmente aceitar calada…

    • #52
      Constanza
      04.03.2016 - 20:56

      Mas nos grupinhos femininos tb aparecem uns pelados de vez em quando! Não com a freqüência dos masculinos, mas tem tb…

    • #53
      Adriana
      05.03.2016 - 10:46

      Concordo 100% com a Thaís!!! Não acho que nós mulheres tenhamos que aceitar isso… é muito machismo enraizado!

    • #54
      Taina
      10.03.2016 - 16:07

      Desculpa, sou super feminista, mas nisso concordo com a Cony, em grupo de mulher tb tem! Em menor grau, mas a mesma coisa: tu nao ve um filme e pensa “que gato esse ator”? E tu comenta com teu namorado/esposo isso?
      Pq eu tenho certeza que ele pensa das atrizes e nao comenta!
      No meu relacionamento é assim…ele tem os grupos de whatsapp dele, que eu sei que recebe nudes (as vezes ate me mostra se é umas loucuras do tinder dos amigos dele), e eu tenho meus grupos loucos que uma hora falamos de casamento e outra de nudes.
      Isso nao é machismo, isso é respeitar diferencas! Seja homem ou seja mulher, tem direito a ter os amigos que achar que fazem mais feliz e tem direito a privacidade!

  46. #55
    Priscila
    04.03.2016 - 14:02

    Já fui muito ciumenta, nossa, e sinceramente tenho MEDO de voltar a ser assim, nunca mais quero ser o que já fui.
    Sou escorpiana, possessiva sangue nos olhos. Na época de namoro, ele ia jogar futebol, chegava pela uma hora da manhã, e quem disse que eu dormia? Nada, ficava esperando, ligava, queria provas que ele estava em casa mesmo.. O que é isso? destruição! Vc se ignora, vive preocupada com cada passo do outro, é insuportável, não tem condições. Uma dica, faça terapia, todos deveriam fazer, hoje sou tranquila, quase não olho celular nem nada, me amo mais que tudo, e aprendi a confiar, se cair, que caia de cabeça, mas viva, não mendigue vida por ai….

  47. #56
    Thais
    04.03.2016 - 14:03

    Ruby:

    Já tive um namorado ciumento, éramos bem jovens (começamos a namorar com 18 anos) e sabe o que aconteceu? Minha vida era um inferno, vivíamos brigando, eu deixava de fazer muitas coisas pq ele implicava com tudo e eu tentava evitar qualquer motivo de briga. No fim, depois de cinco anos, eu me dei conta que tinha deixado de amar aquela pessoa, cansei e terminei o namoro. Ninguém aguenta conviver com ciumentos excessivos muito tempo. Pode ter certeza que se ele quiser, vai te trair de qualquer jeito e, em algum momento, tu vai ficar sabendo. Então, não estraga a relação legal que vcs têm.

  48. #57
    Renata
    04.03.2016 - 14:25

    Que preguiça do caso 03 Zzzzz….vai arrumar um problema de verdade pra reclamar kkkk

  49. #58
    Danusa
    04.03.2016 - 14:45

    Ruby: Não vale à pena ficar catando sarna pra se coçar. O mesmo risco que você corre, ele corre também. E outra, eu acho que se um relacionamento vai mal, a descoberta de uma traição só vai ser a gota d`água, e não o começo do fim. Acho muito difícil imaginar que alguém terminou um relacionamento realmente perfeito e completo, com todo o amor, porque a pessoa traiu, entende? Quando há traição normalmente há muitos outros sinais de ausência/carência/insatisfação de uma das partes. E outra, está comprovado cientificamente (rs) que quem trai deixa pistas, inconscientemente, na intenção de ser descoberto e finalmente se livrar daquela “vida dupla”.
    Então, resumidamente, eu acho assim: 1) Se você tiver que descobrir uma coisa, vai descobrir. Se vocês terminarem por uma traição, ok. 2) Se não descobrir, vai ser por uma sucessão de sacanagens que o cara aprontou e fizeram você não olhar mais pra ele como um cara maravilhoso. Então, mesmo que ele tenta te traído, existem outras razões que minaram o relacionamento. E olha, seu namorado não trabalha/mora num prostíbulo. São pessoas, apenas. Talvez algumas dessas mulheres lindas e legais tenham namorados e possam se tornar casais amigos e queridos para vocês.

    Esmeralda: migs, aprendi ainda adolescente que é importante cada um ter suas próprias opiniões. Só você pode realmente fazer um juízo de valor sobre as atitudes do (ex)mailove. Independente do que ele tenha feito, é você quem tem que decidir, com toda a sua bagagem de sentimentos e valores, se vale à pena seguir em frente nessa história, porque a envolvida é você. E outra, a vida da gente não precisa ser um livro aberto, nem com as melhores amigas. É bom pensar um pouco sozinha e preservar a individualidade. Talvez essa relação quase simbiótica seja mais um hábito do que algo que faz bem pra alguém.

    Ágatha: minha flor, ou melhor, pedra preciosa, acredito que você não tenha usado as melhores palavras para se expressar e talvez tenha sido muito julgada por isso. Na verdade, o que percebi nas entrelinhas é que você tem um certo receio de dizer o que realmente pensa, pelo fato de ser jovem e parecer sonhadora demais. Você quer casar, mas com medo do que as pessoas vão dizer você faz a ressalva: “vai que daqui a três meses eu me separo” (o que é reflexo também dos efeitos da separação dos seus pais). Você realmente acha que se der o seu melhor o seu futuro é a separação? Se você ama muuuuito seu namorado, sim, e quer ter uma vida com ele, vai em frente. Mas com a ressalva que outras meninas fizeram: não é brincar de casinha.
    Eu me casei cedo e sou muito, muito feliz. Corremos atrás das coisas, de arrumar casa, juntar dinheiro, e ele é meu parceiro da vida, sim. Nenhuma dessas dificuldades de fazer mercado, lavar louça e roupa etc. foi um impeditivo, porque o essencial, o que nos une, permanece. E a gente procura dar às coisas o valor que elas tem.
    Talvez o que você sinta falta não é de passar necessidade, mas de uma certa liberdade de fazer suas próprias burradas, porque está sempre cuidada/advertida/controlada pelo sua família.
    E acho que você sente necessidade de um choque de realidade. Não sei qual é realmente a sua situação financeira, mas talvez você esteja até fantasiando um pouco sobre “infinitas” possibilidades de futuro e carreira porque seus pais não te deram uma noção de realidade adequada. Vi isso com algumas amigas. Elas eram classe média, mas parecia que podiam ser/fazer/não fazer o que quisessem. Não que isso não seja verdade, mas não às custas do suor dos outros, entende?
    Quanto custa pra morar fora por X tempo? De quantos salários você precisaria pra isso? E lá, você faria o que? Isso realmente substitui o seu desejo de casar e ter uma vida com seu namorado? Morar com amigas ou sozinha dá no mesmo de casar com seu namorado?
    É importante você pensar nisso tudo aí, pra não se machucar e não machucar o seu namorado que parece ser tudo de bom 

    • #59
      aghata
      09.03.2016 - 12:35

      danusa, ja te amo! vamos ser amigas pra sempre? <3

  50. #60
    Maria
    04.03.2016 - 14:47

    Caso 01: Amiga, isso é normal, grupo de homens só rola isso e se ficar na neura, ele vai ver longe de você do mesmo jeito. Pare com esse ciumes bobo, semanas atras uma mulher de 50 anos começou a dar em cima do meu namorado descaradamente, e ele só tem 23. Fiquei puta da vida e apenas conversei com ele para saber o que estava acontecendo, tudo foi esclarecido. Se o boy esta com você e não te da motivos, aproveita. Traição pode acontecer em qualquer lugar, basta a pessoa querer e não é ciume que vai atrapalhar.

    Caso 03: Não sou a mimada da família, tenho outro irmão e moro só com a minha mãe. Trabalho o dia todo e estudo a noite, tenho planos para casar apenas daqui a alguns anos. Sinto que não estou pronta para sair de casa e cuidar de uma família. Como a Cony disse, não queira passar necessidades para dar valor ao que tem. Vá fazer um intercambio, aproveite todas as oportunidades que a vida esta lhe proporcionando, se você voltar decidida a casar, se aventure. Mas casamento tem que ser igual casa, quando queima uma lampada, você a troca, e não muda de casa. Pensa bem, casar com a idea que pode se separar em 3 meses, não é maturidade.

  51. #61
    Ruby
    04.03.2016 - 14:56

    Cony, muito obrigada pela publicação e pelos conselhos. A frase foi ótima e é exatamente isso.

    Meninas, esclarecendo algumas coisas, eu tenho 25 anos e ele 29. Sim, trabalho o dia inteiro, estudo a noite, só tenho tempo aos fds mesmo. Minha cabeça não é tão vazia kkkk Faz parte da minha imaginação onde quem quer, acha tempo.
    Outro ponto, ele não sabe de nada do que eu penso e acho. Tive poucas crises de ciúmes com ele, mas foi tudo na base de conversas, sem brigas.

    Tudo o que eu sinto,fica guardando pra mim, sofro sozinha e calada kkkkk , não compartilho com ele isso. Por isso não to pedindo pra levar pé.. podia ser pior rss

    Mas obrigada por todas que deixaram seu recado. Com certeza quando bater a insegurança vou ler e reler esse post. Cada vibração boa aqui é essencial.

    Bjsss

  52. #62
    Isabela
    04.03.2016 - 14:59

    Ruby: terapia pra você, amiga. Vai melhorar muito a sua vida! Tem uma coisa que eu sempre falo quando me perguntam se eu tenho ciúmes do meu namorado: se ele quiser trair, vai me trair até no horário de almoço do trabalho, dentro da empresa. A gente não tem como controlar o outro. Quem quer trair, trai, tendo fiscalização ou não. Então, você precisa desencanar e confiar no seu bofe, e, principalmente, em si mesma!

    Esmeralda: concordo totalmente com a Cony. Parece que essa relação só é boa quando você está 100% bem e feliz, pronta para dar um ombro amigo, mas quando você precisa de apoio, acaba sozinha. Isso não é nada legal. Eu tenho a personalidade bem forte e costumo ser bem dura nas minhas opiniões, mas quando se trata dos relacionamentos das minhas amigas, eu sei que não é meu papel ficar dando bronca ou punindo. Esses dias mesmo uma das minhas melhores amigas voltou com um namorado que eu acho um traste, discordei totalmente, odiei, mas o que eu ia dizer pra ela? É a vida dela, são as escolhas dela, e eu como amiga tenho o papel de apoiá-la sempre. E se terminar de novo e for ruim de novo, estarei ali para ela de novo. Acho que uma coisa é personalidade forte, outra é empatia, amizade. A única coisa que justifica meter o bedelho na relação das amigas, na minha opinião, é se for uma relação abusiva. Fora isso, mesmo que eu odeie os namorados das amigas, elas amam, então eu tenho que tentar gostar e apoiar! É o que eu penso. Essa sua amiga não está sendo amiga de verdade com você.

    Ágatha: Cony falou e disse! Não tenho NADA pra acrescentar! Até a bronquinha que eu pensei em dar quando li que você QUER PASSAR DIFICULDADE (oiiiii??????) ela deu. Arrasou, Cony!!!!!

  53. #63
    Lulu
    04.03.2016 - 15:15

    Ágatha, acho q seu pai está querendo te proteger de algo q vc não tem idéia do q seja: a vida a dois. Mesmo q seja só morar junto, é um casamento, só não tem registro em cartório. E casamento é bom sim, pelo menos o meu é ótimo, mas não é nada fácil. E não to falando só por questões financeiras. Se tiver companheirismo, o aperto financeiro vcs tiram de letra. Conviver é complicado demais. E acho vc muito nova pra viver uma experiencia dessas. Hj se vcs brigarem, cada um vai pra sua casa chorar no seu travesseiro e vc ainda tem o colinho do seu pai. E qdo vcs morarem juntos? Tem q estar preparada pra tudo. Eu raramente conto meus problemas conjugais pros meus pais, pois não há casamento q resista com pais/sogros metendo a colher. Eu e meu marido, qdo temos problemas, resolvemos entre a gente e ninguém nem sequer imagina q brigamos. É isso o q eu penso. Espero ter ajudado.
    Bjo

  54. #64
    Lulu
    04.03.2016 - 15:22

    Ah, só pra acrescentar… meu casamento é como o da Analu, sabemos as senhas um do outro e nunca fucei e-mail, nem celular, nem nada do meu marido.

  55. #65
    Daniela
    04.03.2016 - 15:22

    Frases maravilhosas.Respondem tudo.

  56. #66
    Lulu
    04.03.2016 - 15:42

    Voltei… morri de rir com o comentário da Fer, q antes td se arrumava e se limpava como mágica… kkkkkkkkkkkkkkkkkk É bem por aí. Qdo a gente se casa, se quiser roupa limpa, tem q lavar. Se quiser passada, tem q passar. Se quiser comida na geladeira ou na dispensa, tem q sair pra comprar. Se quiser comida pronta, tem q cozinhar, etc. etc. etc… Td isso, ou pagar pra alguém fazer pra vc e aí é q complica pq não é nada barato. Agora pára e pensa vc chegar um casa depois de um exaustivo dia de trabalho e ter q fazer tudo e ainda dar atenção pro marido. E este, se te ajudar nas tarefas, levante as mãos pro céu e agradeça. Pois mesmo com ajuda, a gente se cansa muito, se estressa e acaba se estranhando com o marido por bobagens. E aí, só com muita maturidade pra manter a relação.

  57. #67
    Daiane
    04.03.2016 - 16:08

    para Esmeralda.

    Olha uma coisa que aprendi a pouco tempo é que, mesmo que vc tenha amiga ou a “melhor amiga” de infância, nunca se deve contar os detalhes da sua vida amorosa para quem não tem maturidade para isso! Pessoas más resolvidas no relacionamento seja ele amoroso, familiar, profissional, não conseguem ver os dois lados de nada. Conseguem ver apenas o que é ruim avaliando o seu relacionamento a partir do que aconteceu de ruim com ela.

    Fica a dica, problemas todos temos,porem cabe a você decidir se é bom ou ruim.

  58. #68
    Aline
    04.03.2016 - 16:37

    Ai, gente, por favor, chega de determinismo canceriano!

    ATENÇÃO: Não fiquem ofendidas com o puxão de orelha a seguir, pois foi feito com carinho e é o mesmo puxão de orelha que eu gosto de receber quando tô saindo dos trilhos, ok? Não é agressividade, é só sinceridade mesmo (daquele tipo de sinceridade que dói).
    [Com a patrulha da internet de olho, preciso avisar antes que me acusem de discriminar quem acredita em horóscopo, né? hahahaha]

    Se você for olhar minha data de nascimento, sou sim canceriana, mas não sou otária, não sou sofredora, nem ciumenta. Sou chorona só nas TPM’s da vida.

    Todo mundo tem seus fantasmas, mas eles só viram realidade e tomam conta da vida da gente porque a gente deixa (ou quando alguém dolosamente se aproveita da nossa boa vontade) e não porque nascemos assim.

    Mesmo que exista algo cósmico que nos dê algumas características em comum, sempre tem jeito de viver bem mesmo assim. Basta assumir a responsabilidade da prórpia vida e das próprias decisões.

    Foi otária e não quer mais ser? Tem jeito de mudar!
    Quer impedir o ciúme de dominar sua vida? Deve ter jeito de mudar também, só que vai dar trabalho e você tem que enfrentar questões muito mais profundas do que o signo.

    Ruby,
    sempre vai ter alguém mais bonita ou mais legal do que você, mas é o seu conjunto que conquistou o seu namorado e isso ninguém mais tem, ok?
    Também tem um monte de homem mais gato ou mais legal do que o seu, mas você escolheu ele, né? Lembre-se disso.

    Esmeralda,
    sua amizade com essa menina não é incrível, não se iluda. Você se sacrifica por ela e ela fica ofendidinha quando o seu mundo não gira em torno dela.
    Se você quer continuar nesse sofrimento a decisão é sua, e não do coitado do signo incompreendido. Pense nisso.

    Ágatha,
    Ouvi uma coisa que tem a ver com o seu relato: “só fracassa quem tem certeza de que pode voltar pra casa. Quando você não tem outra escolha na vida, você se esforça muito mais para não fracassar.”

    Beijo pra vocês e que o sofrimento acabe logo!

    • #69
      Mariana
      05.03.2016 - 08:44

      Concordo muito com o que você disse sobre horóscopos, Aline. Tá certo que uma ou outra coisa batem, mas daí dizer que tudo na sua vida vai ser influenciado por isso já é demais.

  59. #70
    Zi
    04.03.2016 - 16:38

    1o Caso: Acho que você deve realmente buscar uma terapia, algo para aprender a lidar melhor com o ciúme, como outra pessoa comentou já. Acho que falta você conviver com mais pessoas também, porque quando você tem um círculo muito restrito, você acaba projetando coisas demais no seu parceiro (você quer que ele seja seu amigo, seu pai, seu namorado, seu padre confidente etc). Você vai ver que é normal conviver com um monte de gente e que isso não significa necessariamente que você vai trair. E amiga, se tiver que acontecer… você pode trancar seu bofe no guarda-roupa, que se ele quiser te trair, te trai com o cabide. Ter ciúme não impede que este tipo de coisa aconteça, se acontecer é aprendizado e bola pra frente.
    Agora, eu e meu namorado temos whats, temos grupos (eu tenho grupo de estudos, de colegas concurseiros, do salão da minha esteticista etc; ele tem grupos da turma do trabalho, dos amigos, da turma do jogo de basquete de final de semana etc) e a gente conversou a respeito destas baixarias que rolam em determinados grupos. Como ele se sente incomodado e não quer que eu fique recebendo fotos de homens pelados, eu também me sinto incomodada que ele fique em grupos desta natureza, então conversamos e chegamos num denominador comum. Eu não entro em grupos que trocam pornografia, ele também não. Não digo que não vemos conteúdo impróprio por aí, mas infelizmente a grande maioria destes vídeos e fotos que circulam no whats são “revenge porn”, que é uma coisa absurda… tem mulher que se suicida por conta disso, que tem sua vida destruída por um porco qualquer que decidiu compartilhar algo que ela fez num momento de confiança e afeto, tem vídeo até de criança rolando. Eu não aceitaria ter do meu lado uma pessoa que compactua com isso, então … Enfim, tivemos uma conversa séria e de boas a respeito disso, e se ele for convidado para algum grupo com esse tipo de conteúdo desnecessário e destrutivo, gentilmente recusa, fala pros amigos que usa o whats mais pra trabalho, e tá tudo certo. Não acho que isso faça falta na vida de uma pessoa, esse tipo de entretenimento podre. Mas assim, vai de cada um, só comentei isso porque se for algo que te incomoda de verdade e que contraria algum valor moral seu, vale a pena uma conversa como a que eu tive.

    2o caso: Arrume novos amigos. Imagino que você deva ser muito nova, e tem uma fase da vida em que a gente realmente quer ter uma “best” pra vida toda, mas não é assim. O tempo que você está perdendo apegada a uma pessoa que não tem os mesmos valores que você, poderia estar trocando idéias, experiências e conselhos com pessoas mais parecidas. A amizade, ao contrário de um relacionamento amoroso monogâmico, te permite se envolver com milhares de pessoas ao mesmo tempo, com o mesmo grau de carinho e sentimento.

    3o caso: Moça, vi um conselho aqui que de tão bom, preciso repetir – antes de embarcar nessa vida a dois, por favor, não deixe de ter aquelas conversas chatas sobre serviços domésticos, sobre dividir despesas, sobre essas coisas super importantes que no auge da empolgação nunca falamos. Porque infelizmente já vi muito relacionamento bacana ser minado por faltar esta conversa, por coisas deste tipo, que no começo você releva porque tá tudo muito bom e muito romântico, interferirem demais com o passar do tempo. Ok? E se você estiver certa disso, que seja muito feliz. 🙂

  60. #71
    Bruna T.
    04.03.2016 - 16:39

    Acho que uma das três merecia ser chamada de “Emma” (da Jane Austen). Confesso que ainda voltei um pouquinho pra conferir.

  61. #72
    Júlia Pela
    04.03.2016 - 17:04

    Ruby: Eu namorei dois anos e meio e odiava esses grupos também, um belo dia resolvi explicar como me sentia com relação a isso e pedi para ele se colocar no meu lugar… Ele saiu dos grupos.
    Quando colocaram ele de novo, zuaram dele e tal, ele se explicou e saiu novamente. Um único grupo que mandava coisas do tipo só as vezes ele permaneceu e não baixava os videos.
    Mas quero compartilhar uma coisa em específico, não mexa no celular dele, eu no final do namoro resolvi me AMAR MAIS, SER FELIZ SOZINHA, sem me programar inteiramente em função dele. É um sentimento L I B E R T A D O R, você começa a entender mais de você mesma e descobre que não tem que amar ninguém mais do você, descobre que sabe fazer várias coisas sozinhas, que tem amigos, que sabe conversar com qualquer pessoas, que é boa profissional e que até viaja sozinha!
    SE AME!!!!
    Uma boa conversa resolve as coisas mas sem neura, se quiser mude primeiro, depois converse sobre o que você sentia.
    Beijos, boa sorte e seja feliz!

  62. #73
    Mariana
    04.03.2016 - 17:35

    Sobre o segundo caso, da Esmeralda. Ok, a pessoa pode não ser uma boa amiga… mas vejamos sob outro ponto de vista: será que sua amiga não cresceu, amadureceu e aprendeu a deixar de ser boba, com toda a novela que aparentemente foi o fim do relacionamento dela? E talvez por isso esteja sendo mais dura com você?

    Não to dizendo que uma tá certa e a outra errada, de forma alguma… mas assim, eu já fui MUITO trouxa em relacionamentos, já tive um namorado ciumento-doente-possessivo-machista que todas as minhas amigas sabiam que me fazia mal, mas eu não queria enxergar nem escutar elas.
    Quando finalmente me dei conta da situação e terminei, acordei pra vida, e depois disso passei a ser muito mais racional do que emocional, sei exatamente o tipo de relacionamento que eu NÃO quero pra mim, e, consequentemente, quando vejo uma amiga sofrendo por quem não merece, acabo sendo um pouco radical. Dou minha opinião sem rodeios. Se ela vai ouvir e seguir meu conselho, é escolha dela.

    Não sei se estou certa, mas talvez isso seja uma nova fase da sua amiga e por isso você está estranhando.

  63. #74
    Lívia
    04.03.2016 - 17:44

    Eu no lugar do pai da última menina também estaria preocupada com a atitude de querer casar. Vejo claramente que precisa amadurecer muito ainda, tudo no texto é bem infantil e concordo com a apreensão do pai. Antes de querer fazer isto seria melhor se portar de forma mais madura perante a vida. Naturalmente seu pai vai entender que chegou sua hora e te apoiar. Não senti segurança nem em relação aos sentimentos pelo noivo.
    Para a menina ciumenta posso dizer que ja fui um pouco assim e na adianta nada. ninguem tem controle da vida de ninguem. tenha da sua, viva sua vida e melhore sua auto estima e logo TUDO muda de figura!
    Bjs.

  64. #75
    keina lopes
    04.03.2016 - 17:47

    Gosto muito da tag, mas hoje fiquei cansada e entediada com a estórias. Lamentável as pessoas colocarem essas estórias como problemas, “grandes problemas de relacionamentos”.. sei que a dificuldade de um pode não ser a do outro, mas gente por favor né vamos crescer, amadurecer e ser mais independentes.
    sei que esse espaço é para todas as estórias, porém vamos ser coerentes.
    pronto falei…desculpas

  65. #76
    Kaa
    04.03.2016 - 17:48

    Cony, adorei seu conselho pra Ágatha pois deve ser a primeira vez que vejo alguém falando isso! Algo que inconscientemente eu sempre acreditei!
    Já ouvi muita gente falando sem pensar: “Tudo que vem fácil, vai fácil. Tem que ser difícil pra gente dar valor”. Poxa olha o que a pessoa está atraindo para si com uma frase dessas, né?!
    Eu hein… a gente precisa agradecer, valorizar e cuidar do que o Papai do Céu nos dá num dia de sorte.

  66. #77
    Rafa
    04.03.2016 - 18:06

    Caso1: Em geral a resposta mais simples seria que vc esta com baixa auto estima minha querida. Sendo em relaçao amorosa valeria a pena vc pensar tb um pouco no seu papel na relaçao dos teus pais.sobretudo na tua relação com teu pai, pode parecer que você falou de a e que estou falando de 8, nem letra é, mas va pensando pq pode te ajudar.
    Caso 2: Quando sua amiga pediu tua opiniao a verdade é que vc escolheu nao dar tua opiniao, nao tanto pelo bem dela mas pelo seu porque assim seria vista como alguem amável. Vc pediu a opiniao dela, vc foi chorar pra ela e desejava que ela tb mentisse a opinião dela pra vc e falasse de acordo com oq iria te agradar. Entao nao era a opiniao dela que vc queria ouvir mas sim a sua ressoando. Um terapeuta faria isso nao sua amiga.
    Caso 3: Duas coisa. Primeiro, talvez pelo historico dos teus pais parece que vc esta casando inconscientemente pra separar repetindo o que teus pais não elaboraram. E segundo você esta triangulada, esta no meio da relaçao dos teus pais fazendo pro teu pai papel d esposa( nao estou falando sexualmente ok?) por isso a negaçao de que vc case. Seria saudável pra vc sair deste lugar , tenho certeza que ele nao esta fazendo por mal.

  67. #78
    04.03.2016 - 18:37

    Sobre o caso 1: Esses grupos de sacanagem do Whatsapp são tão comuns… sinceramente, eu não ligo… homem é assim mesmo, eles gostam de mulher pelada, de besteira e de futebol… meu namorado até me manda uns prints, alguma foto engraçada, até umas minas sem noção que os caras postam (tipo aquelas master siliconadas pornô, sabem?), eu acho engraçado pq pra eles isso é muito normal, quase natural, e eu é que não vou ficar com ciúmes disso, pelo amor!!!

    Caso 3 – Eu tenho uma vida confortável, meus pais sempre me deram de tudo, mas estou morando sozinha no momento. Tenho namorado e pensamos em morar juntos, mas resolvi, antes de tudo, morar sozinha e me virar um pouco pra ter essa sensação de independência. Poderia ter ido direto com ele? Poderia, mas eu só estaria trocando de dependência. Muitas vezes me sinto meio solitária, passar pano e aspirador é chato, me virar com a comida também, mas estou feliz com isso. Meus pais me ajudam no que preciso, mas tento ter o máximo de independência para me soltar, mas aproveitar ainda o carinho e o apoio deles.

  68. #79
    Camila
    05.03.2016 - 02:11

    Migas dos ciumes: coloquem racionalidade nesses corações. Nada controla o desejo do outro, gastem essa energia em construir um relacionamento legal e em ser boas namoradas. Com a segurança de que vocês têm isso, pensem assim: “eu sou uma ótima namorada, nosso namoro é lindo e se ele trocar isso por um desejo momentâneo ele que é o trouxa da história de largar tudo isso.” E vocês querem namorar gente trouxa? Que abandona o barco no primeiro rabo de saia? Não. E se o cara se apaixonar por outra? Vai com Deus, a gente tem que querer perto da gente quem pensa que nós somos o melhor que existe nesse mundo.

  69. #80
    Marina
    05.03.2016 - 03:13

    Estou um pouco atrasada, mas vai

    CASO 1: Como falado nos outros comentários, ciúme nenhum vai impedir que seu namorado te traia. Se ele quiser/for da índole dele, ele vai fazer, em qualquer horário, com uma ou com várias, com mais bonitas ou mais feias. Trair não é achar alguém melhor que você, mas um defeito dele. Já pensou no propósito dessa vigilância toda? Impedir que ele viole o compromisso de vocês? Seu namorado não é um ser irracional e o comprometimento com a relação tem que partir dele. Se ele não pode fazer isso por vocês, porque você quer estar nessa ainda? Vale ficar com alguém que não pode ser “solto”? (Sei que não é o caso, ele parece ótimo, mas reflita por esse ângulo).

    Além disso, acredito que terapia seria bom pra sua autoestima. Existem mais bonitas, existem mais legais, mas não existe outra você, que é com quem seu namorado quer ficar. Não crie fantasmas que não existem, não veja qualquer mulher como sua concorrente. Consiga ver suas qualidades e será muito mais feliz.

    CASO 2: Tive uma relação exatamente igual a sua! Senti como se eu tivesse escrito. E infelizmente ela foi extremamente danosa pro meu relacionamento. Minha amiga reprovava o escolhido, jamais ouvia de fato o que tinha acontecido entre nós e usava qualquer fato que sabia superficialmente para jogar opiniões descuidadas contra ele. Se eu discordasse? Era burra e não conseguia ver a verdade (opinião que ela passava para todas as demais amigas), sendo que ela sem dúvida ja quebrou mais a cara que eu. Meu relacionamento acabou e aí consegui ver o sentimento que ele tinha por mim e como fui cegada por tanto tempo. Não faça isso. Aprendi a guardar certas coisas pra mim, a não dar palpites inconsequentes na vida alheia, a ver quem é amigo de fato e amigo companhia, a ouvir as amigas, mas jamais tomar suas decisões a partir da opinião alheia. Acho possível que mantenha essa amizade, como uma amiga companhia, mas não se esqueça de se preservar. Tem assunto que é só seu!

    boa sorte, meninas!

  70. #81
    Mariana
    05.03.2016 - 08:47

    Ágatha, por que ao invés de casar vocês não viajam? Aproveite essa sua fase de independência financeira, uai! Vai curtir, viajar sozinha, com o namorado, com as amigas. 😉

  71. #82
    Camilala
    05.03.2016 - 09:52

    Ágata, eu tenho um conselho prático e eficiente, que lhe trará resultados COM CERTEZA. Visite uma prisão, ou um lar para idosos, um orfanato, uma APAE, procure mais os lugares onde ajudam criancinhas ou idosos, são mais tocantes. Ou talvez vá à um bairro mais afastado e de menos infraestrutura, onde mães largam sua crianças no meio da rua por “rápidas horinhas”, para voltarem noiadas, acompanhadas pelos pais dos próximos irmãozinhos delas. Não estou te criticando, juro é REAL. Você não precisa passar necessidade para amadurecer. Você já tem casa própria? Não compre sapatos ever single time… faça contas, uma casa, um carro… Quem come fora todos os dias, e sai todos os fds, pode comprar um carro, te garanto.

  72. #83
    Taiza
    05.03.2016 - 13:28

    Menina #3 Esse negócio de ‘passar necessidade pra aprender a dar valor’ é sinceramente uma bobagem! Passar aperto financeiro é uma merda, a não ser que vc esteja considerando pedir ajuda para o seu pai (não julgo) nas necessidades que tiver. De verdade. Quem já está acostumado a passar necessidade não curte, imagina quem não está. Claro que vc está falando de ter de cortar uma coisa aqui ou ali, deixar de comprar um sapato, mas cuidado pra não fazer m. Você parecer ser bem consciente, parece ser uma pessoa bem legal por ser mimada, pois tem essa consciência de dar valor às coisas, mas estou com a Cony nesta. Não deixe faltar pra dar valor, valorize desde já. Case sim, se quiser, mas cuidado pra não romantizar muito a idéia, claro que no começo de uma vida a dois a gente passa alguns perrengues, mas o duro é pra quem não está acostumada com isso, viu? Fica de olho;-)

    Menina #2 Sua amiga é louca, neurótica, e vc está se deixando dominar por ela. Primeiro que eu odeio esse negócio de ter de conferenciar com as amigas pra td, como se fosse uma comissão da ONU para tratar de assuntos importantes. Decida por si só os seus passos pro futuro. Quer namorar, perdoar, voltar, terminar? Faça por si, sem dar satisfação a ninguém. Vai por mim, vc está sendo trouxa, assim como eu fui um dia rs. As duas ou três melhores amigas n precisam saber de cada vírgula do seu relacionamento, aprende isso q vc vai ver o peso que vai sair das suas costas. Eu levei rasteiras na vida por conta de amigas que não correspondiam à minha amizade, cuidado pra não se doar muito pra quem não te merece. A impressão q eu tinha lendo o seu relato é que a qq momento da narrativa vc ia contar que a tal melhor amiga louca ia pegar o cara pra ela. Sério.

    • #84
      aghata
      09.03.2016 - 12:41

      podemos ser amigas? hahha obrigada <3

  73. #85
    Iara
    05.03.2016 - 21:30

    Agatha, que tal fazer um trabalho voluntário num orfanato, asilo, algum lugar do tipo? Ver o real sofrimento e necessidades talvez te faça repensar sua vida.

  74. #86
    Lilian
    07.03.2016 - 00:37

    Caso 3: moça, pra ser independente e ter vida de adulto não precisa sair da casa do seu pai. Comece pagando todas as suas contas pessoais, roupas e calçados, lavando a sua louça e a sua roupa, botando o lixo pra fora, varrendo o piso, limpando o banheiro que você usa, fazendo as compras do mercado, parando de pedir as coisas ou dinheiro pro seu pai, e te garanto que a sua sensação de amadurecimento na vida já vai dar um enorme salto. E além disso, o único motivo que deve fazer alguém querer se casar é amar a outra pessoa e querer estar ao lado dela todos os dias. Qualquer outro motivo pra casar tem 99,99% de chance de dar errado.

  75. #87
    palmi
    08.03.2016 - 10:04

    The old cony is back hahaha
    Incrível como a cony tem faro para os mimimis escondidos nos desabafos, nossa…ao ler nunca vejo tudo que a cony lê entre linhas, as vezes acho que és um pouco dura demais, mas depois noto que é mesmo isso que as meninas precisam e querem: um ponto de vista imparcial da situação.

  76. #88
    aghata
    09.03.2016 - 12:27

    oi, sou eu! hahaha
    queria agradecer muito todos os conselhos, esses tapas na cara são mega importantes pra pensar mais na vida.
    eu realmente preciso amadurecer ainda. a crise ta chegando e o dinheiro ta pesando dos dois lados, então mais do que nunca essa é a hora de parar um pouco os planos e pensar.
    p.s.: essa semana eu lavei a sanduicheira. sim, joguei ela embaixo da pia. pra voces terem noção da minha experiência em ser dona de casa.

Comente