21
May 2015
Chora Que Eu Te Escuto!
Chora Que Eu Te Escuto

Ando TÃO sem paciência ultimamente que tô até com medo dos meus conselhos para hoje hahaha. Por isso conto com a compreensão e principalmente, a colaboração de vocês.

Caso 01 – Letícia

“Estou numa situação delicada. Meu “marido” (moramos juntos há 7 anos e temos uma filha de 2) foi convidado para ser padrinho de casamento de um colega de trabalho. Somente ele foi convidado. Não conheço o colega, aliás, não conheço quase ninguém do trabalho dele e estou um pouco constrangida de ir ao casamento. Ficar sentada sozinha na igreja…. No inicio achei super natural, afinal, se ele gosta do meu marido e nem me conhece….Mas agora que está chegando a data, confesso que nao estou com a minina vontade de ir. Qual sua opiniao? Vou? Fico? Sei lá, eu nunca convidaria somente uma pessoa, se não tenho afinidade com o casal, melhor não convidar do que convidar um só.”

 

Concordo PLENAMENTE com você. Fosse namorada de pouco tempo, ok, dá até pra relevar, mas poxa, vocês estão juntos há um tempão, moram juntos, tem filhos ou seja, FAMÍLIA e cometem indelicadeza! E outra, seu marido também poderia ter dado uma indiretas (ou diretas mesmo né). Não sei se você deve ir ou não… O convite de casamento tá como ou nem nisso te incluíram?

 

dea69ad9294ba1e4f8c5ce7e18d1701f

 

Caso 02 – Viviane

 

“Oi Constanza, a historia é o seguinte: namorei 10 anos, desde muito jovem blablabla, até que um dia cansei e sai da relação. Isso tem uns dois meses. Depois que terminei o que eu queria era TRANSAR !!  E ai, me joguei no Tinder. Fiquei com um cara aqui outro ali. Um que eu conversava nunca queria transar sempre ocupado (agora entendo, ele era muito ruim de cama). Ai conheci o André, no Tinder claro. Era um domingo a noite, estava chovendo e resolvi chamar ele para vir pra casa. Ele veio trouxe vinho, fiquei bêbada (estava muito nervosa, nunca tinha feito isso). Enfim a gente transou loucamente e ele é espetacular em todos os sentidos (tanto na cama como de papo). Enfim ele foi embora e não houve mensagem no dia seguinte nem nada. Eu fiquei tranquila, pois realmente não esperava muita coisa, só queria alguém mesmo pra ser meu PA.

Convidei ele na semana seguinte para passar em casa, ele falou que tava cansado que ia trabalhar no outro dia blablabla mas me perguntou o que eu ia fazer no feriado, falei que ia viajar e ficou por isso mesmo. Ai antes do feriado, mandei mensagem, ele falou que tinha viajado e tudo mais eu falei que ia no dia seguinte, porém o Tinder entrega o login e a ultima logada da pessoa e dizia que ele estava por perto. Pensei, que trouxa!!!! Eu não tenho nada com ele pra que mentir?? Fiquei na minha continuei com meus outros esquemas. Num fds depois, estava eu curtindo minha ressaca num sábado e o André me manda uma msg falando oi e se eu estava por aqui, falei que sim e perguntei dele, ele nunca respondeu. Fiquei sem entender nada mas ok, tinha um hot date no domingo e tava toda animada. Tive meu date, foi ótimo, mas nada comparado com o lindão do André! Fiquei pensando no André e tentando entender se ia rolar novamente ou se ia ficar só naquela vez. Falei com a minha psicologa e ela me disse para mandar uma msg pra ele pra ver qual seria a resposta e fechar esse assunto. Mandei, ele respondeu, ele não estava na cidade (a família dele é de outra cidade – e foi confirmado pelo localizador do Tinder), trocamos umas msgs safadas mas eu tinha outro date (o cara do começo) e então logo parei de responder. Depois do meu date horroroso, no dia seguinte estou eu curtindo minha ressaca e la vem o André me mandando uma mensagem super quente, falando que não conseguia esquecer o que eu tinha falado no dia anterior. Conversamos mais umas coisas (cunho sexual) e no fim mandei umas fotos (calma nada de rosto nas fotos e nada tao comprometedor). Pedi uma foto e ele só respondeu que enviaria, mas o dia passou a noite chegou e nada. Acabei saindo, pois era sábado e no outro dia perguntei, e ai cade minha foto? Ele me enviou uma foto impublicável deliciosa. Conversamos mais um pouco e ficou nisso. A noite resolvi mandar uma msg: e ai, ficar por isso mesmo? Ele mentiu de novo falando que não estava aqui e o Tinder entregou ele novamente… perdi a paciência mandei uma msg seca e estou aqui pensando qual é a desse cara? O que ele quer? Aliás ele quer ou não quer? To muito confusa e peço ajuda de todas. Como vocês podem ver, sou nova nesse ramo, depois de 10 anos de namoro, to enferrujada. Tenho 29 anos e por favor troque meu nome!!”

 

O que ele quer? Sexo! E quando ele quiser! Só não vou desenhar porque vai ficar pornográfico rsrs. Mas você cometeu um erro fatal: se envolveu com seu “quase” PA. Pra viver assim fia, tem que ter total desprendimento emocional. Agora vai ter que rebolar para provar que você é mais do que uma transa de Tinder… Isso se realmente quiser o bofe. Ou então desencana de vez e aproveite quando ele te procurar. Ok que vai ficar na mão dele né, mas se você não quiser compromisso… Nada mais a fazer.

 

104c277f9a43f89419ef1c4e5ee2ca5f

 

Caso 03 – Isabella

 

“Oi Cony, tudo bem?

 
Bom, além das obviedades de que adoro o blog, e tals, gosto muito da Srta. Gosto muito da sua coerência nos gostos e opiniões, forma de se expressar, etc. Uma vez te vi no aero, jurei que eramos muito íntimas, hahaha.. mas não fui lá encher seu saco porque né, íntima pero no mucho.
 
Vamos lá. Resolvi mandar a minha história porque ainda me choco com o tanto de amigas que vejo por aí sendo reprimidas, sendo diminuídas, e meninas..NÃO, apenas NÃO.
 
Eu nasci e cresci cidade pequena, cresci acreditando que o certo era ser ~menina moça boazinha~, pra casar. Nem foi minha mãe que me falava essas coisas não, era o mundo mesmo. Aí, por óbvio, arrumei uns namoradinhos machistas porcarias que, embora tenham sido porcaria, me ensinaram uma ou duas coisas na vida. Coisas tipo: o que eu não preciso pra minha vida, o tipo de namoro que eu não quero, o tipo de homem que eu não admiro, etc.
 
Me mudei pra cidade grande, e fiquei assim.. abismada com o tamanho do mundo, com a variedade de pessoas, com o milhão de possibilidades. E saí por aí curtindo a vida adoidado. Por curtindo a vida adoidado digo, fazendo tudo o que eu queria fazer. Basicamente, o meu raciocínio era o seguinte: estou deliberadamente fazendo mal pra alguém? Se a resposta fosse não, eu corria pro abraço. E assim.. me diverti em festas, fiz viagens incríveis, conheci uma penca de gente divertida (e um bando de besta também, é verdade… eles estão por todo o lado, cuidado), fiquei com quantos caras eu quis, dei pra quem eu quis. Informação importante: dar pra quem eu quisesse não significava dar pra todo mundo, né. Dava, simplesmente, pra quem eu quisesse. Nessa época aí, teve tempo de eu querer ficar em casa vendo meus filminhos, ficar sossegada e ficava sei la…1 ano sem fazer nada, sem quase beijar na boca. Mas tinha época que a coisa tava boa, saia muito, conhecia caras interessantes, alguém com a pegada interessante. Entre uma loucurada e outra, arrumei mais um namorado que era ó: uma bosta. Sumi com ele bem rapidinho, que era pra nem dar tempo de criar raiz no meu jardim. XÔ!
 
Obviamente, algumas “amigas” da época da cidade pequena bem me falaram umas bobagens, do tipo ~vai ficar rodada, heimmmm~, ou então, isso não é coisa de menina pra casar. Depois de ficar muito puta da vida com os comentários, um dia soltei o belo FODA-SEEEEE!!!!! Acabei explodindo, e falei pra elas: escutem aqui quiridinhas, que eu fiz uma puta faculdade vocês não falam nem parabéns, que eu tenho um belo dum emprego com ótimo salário, vocês não falam, que eu pago todas as minhas contas (enquanto vocês vivem de mesada) vocês não falam, que eu resolvo todos os meus problemas sem gritar pra minha mãe, vocês não falam, e agora vão ficar enchendo o saco com o que eu faço da minha vida romântica/sexual/recreacional? VÃO A MERDA!
 
E assim.. é óbvio que não é fácil ignorar por completo tudo que todo mundo fala.. Mas da muito bem pra você ouvir quem importa sim, mas viver a vida do seu jeito. Eu acho o mais importante você entender o que você quer: se é ficar em casa de boas, lendo seu livrinho, esperando O cara, bacana Faça isso, se respeite, não vá sair e encher a cara e ficar por ficar por pressão das amigas porque não é legal. Mas se você quer fazer tudo isso, não vai ficar em casa lendo um livro porque o universo diz que bagunçar é coisa de quem vai ficar pra tia…
 
Enfim.. fato é que, alguns anos atrás, eu tava numa dessas fases bonitas da vida. Tinha arrumado um emprego novo pura maravilha, aqueles de dar beijinho no ombro, tava com uma viagem dos sonhos agendada, tinha conhecido um moço muito legal e tava meio que investindo. Aí um dia fui dar uma volta com uns amigos, e conheci O cara. Achei ele bonito, super legal, do bem… Enfim, fomos nos conhecendo, vendo que tinha tudo a ver, a coisa foi desenvolvendo lindamente. E long story short, 2 anos depois to aqui noiva, vamos casar, temos planos de ficar velhos corocas e nos vestir combinando. Coisa mais linda!
 
Então, o que eu queria contar com minha história aqui, é que assim.. mulher pra casa é uma ova. Todas temos o direito a tudo que quisermos. Não deixem essas amizades tóxicas, ou os julgamentos de quem viveu em outros tempos, afetar o que vocês querem da sua vida, abafar quem vocês são. Digo e repito: não façam nada por  pressão dos outros, seja para um lado, ou para o outro. Sejam quem vocês quiserem ser, por que se for pra vocês um dia serem FELIZES ao lado de alguém, vai ser alguém que aceita e ama vocês exatamente como são, com a bagagem que tem.
 
Ps – informação relevante: as amigas seguem vivendo de mesada, uma com um namorado machista tão bosta quanto os meus da época dos meus 16 anos. Beijos!”

 

Vou falar O QUÊ??? Tá mais que certa, sua vida, suas escolhas! E seus méritos e seus erros também!

 

79dd726cb802cd78af9c5222a22a562d

  • Casos diferentes, uma resposta duvidosa (no primeiro caso realmente não consegui me posicionar, me ajudem), um resposta aparentemente certeira e um Sorria para encorajar as meninas que têm medo do “que os outros vão pensar”!
119 Comentários
  1. #1
    21.05.2015 - 19:38

    Eu particularmente não encanaria de não ser convidada pra madrinha e meu marido ser. Inclusive já aconteceu e eu nem tchun!!

    Mas entendo que tenha gente que encana então eu não recomendaria a ng fazer isso! pq criar problema com o seu amigo/a?! Tanto que quando casei não quis chamar ng casado sem seu respectivo, justamente pra não deixar ninguem em saia justa.

    Só tive um caso que me deixou puta e aí eu não fui no casamento.
    O ‘amigo’ do meu marido era solteiro quando eu casei e na epoca foi padrinho. Conversando sobre o assunto ele disse que ficaria puto de ser chamado sem a esposa, caso tivesse uma. Que achava que era um absurdo, e que era uma afronta e blablabla
    Anos depois ele casou e… chamou meu marido pra padrinho, sem me chamar.
    Aí neste caso especifico eu achei que era afronta, pq se ele pensava assim né. Levei pro pessoal.
    Já não ia mto com a cara do rapaz por varias situações que tinham acontecido entre uma coisa e outra e não fui, foda-se.

    • #2
      21.05.2015 - 19:39

      Ah outra coisa, eu tb fiz tudo que quis fazer na solteirice, depois conheci meu marido, desde que ficamos juntos a primeira vez nunca mais desgrudamos! Casei e to aqui feliz da vida, com quatro anos de casada. Passado todo mundo tem, e se o cara se importa com isso a ponto de deixar de ficar com vc, na boa, vc não tem motivo pra dividir sua vida com ele!

  2. #3
    Amanda
    21.05.2015 - 19:45

    Pro Chora #1: querida, vá à festa, curta, beba, coma e dance à vontade (inclusive COM o seu marido, que só não vai estar ao seu lado no início da cerimônia… E vai perder a oportunidade de conhecer os amigos de trabalho do seu gato?
    Pro Chora #2: vc quer um PA ou um namorado? Deixa ele ir atrás de vc, e se vc estiver num bad day, dê-se o direito de também dar uma desculpa… Mas se tiver num dia bom… Se joga, afinal, se for pra um hot date, que mal tem? Mas desapegue-se do telefonema do dia seguinte…
    Pro Sorria: Garota esperta! Palmas e que sirva de exemplo! Ah, e felicidades com o noivo!

  3. #4
    Gi
    21.05.2015 - 19:47

    Bom, para a Letícia: o marido já deveria ter recusado logo de início! Não acho deselegante recusar um convite desses, era só ter dito lá atrás que não poderia ser padrinho e fim! Agora tá complicado…mas, se fosse comigo e não houvesse outro jeito, eu iria mas me faria presente…o marido só vai ficar ausente na hora das fotos e tal…depois vocês curtem a festa juntos! Não ir é abrir espaço pra nunca ser convidada pra mais nada que seja relacionado aos amigos do trabalho do esposo…então vá e faça a fina!

    Viviane: colega, você mesmo disse que depois do término do namoro, o que queria era transar e isso não condiz com esse apego que você está pelo cara! Você encontrou o cara gostosão, pegador e, com certeza o interesse dele é esse…desencana! Ou você está querendo compromisso sério??? Acho que ele não está na mesma vibe…ou você aproveita a máquina de sexo ou parte pra outra e procura outro perfil de cara, porque esse só quer te levar pra cama, sorry!

  4. #5
    Evellyn
    21.05.2015 - 19:50

    O terceiro caso é o mais fácil: está certíssima! Não se tem nem o que discutir! Rsrs
    O segundo caso: o cara está brincando com você. Se quiser embarcar nessa, ok, escolha sua. Mas saiba que ele está controlando a situação da forma que quer.
    O primeiro caso: não entendi direito o problema. Você não quer ir por ter receio de ficar entediada ou está chateada por não ter sido convidada para ser madrinha? Acho que o casal não tem que chamar uma pessoa desconhecida para está posição importante. Eles chamaram seu marido por ser alguém querido; isto é ok. No entanto, é estranho se ter tanta amizade assim com uma pessoa com cuja esposa não se tem contato…

  5. #6
    roberta
    21.05.2015 - 19:55

    No primeiro caso? Simples e obvio e claro….se ponha em.primeiro lugar…se nao ta com vontade de ir nao va…se.der vontade de ir va…..vc o que vai deixar vc confortavel…..paciencia para quem.achar ruim….to zero.tolersncia hoje tb

  6. #7
    Emanuelly
    21.05.2015 - 20:02

    é, eu não iria no casamento não, principalmente pq não tá à vontade pra ir. melhor ficar em casa vendo um filme, comendo pipoca etc. 🙂 ainda mais que normalmente gastamos dinheiro com maquiagem, cabelo etc. não acho que vale a pena não.

    sobre o tinder, acho que tinder e namoro não combinam, melhor ficar curtindo o que vier.

  7. #8
    Dani Yaco
    21.05.2015 - 20:22

    oi Cony! Oi Leticia!
    Eu quase nunca comento, mas me vi na situação da Leticia e quis dar minha opinião.
    Olha, só quem já casou sabe como pode ser dificil escolha dos padrinhos e lista de convidados…
    Eu relevaria o convite feito apenas para seu marido, e iria sim no casamento bonitona e afim de conhecer os amigos de trabalho dele, afinal, se são tão amigos a ponto de ser chamado para padrinho de casamento, ta mais que na hra de vc conhecer essa turma! Se vc não for só vai se distanciar mais…
    Depois conta o que decidiu pra gente! Rs!
    Bjos!

  8. #9
    Gislene
    21.05.2015 - 20:34

    Adorei todas as histórias bem diferentes. No primeiro caso eu acho que foi mega indelicado sabe,mas eu iria …
    Gente fiquei louca pra aplaudir o último caso, pois penso que a vida não é uma receita de bolo …O que pode servir para minha vida, pode não servir para vida do outro. Tipo quando a Cony postou falando das mulheres que não querem ter filhos, achei algo tão bacana …Por mais que eu seja louca pra ser mãe, não significa que a ideia das pessoas é pior ou melhor que a minha. Adoro esse espacinho para conhecer histórias !!!!

  9. #10
    Leiloka
    21.05.2015 - 20:34

    1. Tem que convidar o casal ou pelo menos explicar ao cônjuge excluído do apadrinhamento qual é a razão da exclusão. Muita falta de educação! Aliás, seu marido deveria ter recusado.

    2. Nega, pau amigo não dá certo nessa sociedade machista. O cara já fica achando que o pinto dele é o mais lindo do mundo, que vc está comendo na mão dele etc. Os homens não entendem, não aceitam e não respeitam a mulher que só quer dar umazinha com um amigo de vez em quando. Nunca vi PA dar certo…

    • #11
      Ana Laura
      21.05.2015 - 22:47

      Lógico que PA dá certo, mesmo nessa sociedade machista em que a gente vive. Já tive vários e fui muito feliz com todos. A dica é pegue, mas não se apegue!

    • #12
      Munique
      22.05.2015 - 16:58

      PA dá certíssimo sim!Tb já tive vários qdo era solteira. O que NUNCA dá certo é se apaixonar pelo PA. Vc tem que saber separar totalmente sexo de sentimento, se achar q não consegue (e pelo q eu li na história parece q a moça já está bem envolvida), pule fora o mais rápido possível pq o estrago costuma ser grande!

  10. #13
    Ana Luisa
    21.05.2015 - 21:03

    Primeiro caso: eu não iria para o casamento. Sem mais, meritíssimo.

    Segundo caso: ou vc manda uma msg para ele dizendo que quer dar para ele de novo, ou esquece, fia. P.S.: o que é “PA”?

    Terceiro caso: vc está mais que certa, não fazendo mal a ninguem nem a si mesmo, a gente tem mais é que fazer o que tem vontade. Danem-se os outros e suas opiniões covardes

    • #14
      Constanza
      21.05.2015 - 21:07

      pau amigo rsrsrsr

  11. #15
    Rhaíssa
    21.05.2015 - 21:05

    Amei esse caso 03!! Um exemplo pra todas as mulheres …

    Mas bom, vou expressar a minha opinião do primeiro caso:
    Assim, eu sou daquelas que defende a felicidade. Se Letícia não estiver a fim de ir, não vá. Mas se estiver a fim, vai ser feliz!!
    Claro que achei muita indelicadeza da parte do noivo só convidar o amigo, mas já foi né? E homens são homens, desapegados pra essas coisas. Nem seu marido quando viu que só ele foi escolhido pra ser padrinho deve ter pensado que você iria ficar chateada.

    Enfim, eu ficaria triste no seu lugar, mas só de pensar na festa, comes e bebes, e em me arrumar toda chiquetoza e ir com o marido eu iria.

    My opinion!

  12. #16
    Bruneca
    21.05.2015 - 21:14

    Vou me posicionar sobre o primeiro caso pq aconteceu no meu casamento.
    Eu tinha dois amigos ( um homem e uma mulher ) queridos e amados, que eram casados com seus respectivos ( há mais de 10 anos), e eu os convidei para serem meus padrinhos juntos.
    Tinha uma relação ok com o marido e a esposa dos dois mas nada que me fizesse querer que eles estivessem no meu altar.
    É um momento que vc quer que as pessoas que vc mais ama estejam juntos de vc.
    Eles aceitaram de primeira e sem titubear.
    Foram felizes e contentes, os respectivos tb foram…curtiram a festa pra caramba. Inclusive, encontrei com a mulher do meu adrinho (que não foi minha madrinha) e ela falou que foi a melhor festa de casamento que ela foi até hj.
    No fim das contas : os meus padrinhos se separaram ( dos seus respectivos – sim, os dois.) e eu continuo com uma relação ótima com eles.
    Pra falar a verdade….e fazendo as contas… no meu altar só tinham 2 casais que eram casados.
    O resto era tudo junto e misturado.
    E eu não mudaria nada nas escolhas que fiz.

    • #17
      iSABELLE
      22.05.2015 - 09:21

      Aconteceu no meu também. Convidei minha prima e meu cunhado para serem padrinhos. Os dois tinham namorados na época. Sei que o namorado da prima levou na boa. A namorada do cunhado não gostou muito (fazia pouco tempo que eles estavam namorando, nem a conhecia direito). Só sei que hoje nenhum dos dois está mais com os respectivos da época e não me arrependo nem um pouco de ter chamado realmente quem eu queria.
      Vá, aproveite a festa, conheça os amigos e divirta-se!!!!

    • #18
      22.05.2015 - 13:56

      Bruneca (engraçado que é o apelido de um grande amigo de quem sou madrinha de casamento!),

      Concordo plenamente com você. Ser padrinho requer uma aproximação de alma, de coração que às vezes só existe com um lado de um casal. Não acharia indelicadeza nem falta de educação se algum amigo do meu marido, com o qual eu não tenho aproximação, convidasse somente ele para ser padrinho. É questão de escolha afetiva gente, não de convenção social! Eu iria para a festa linda e maravilhosa e me divertiria sem problema algum. Já vi casos em que o outro lado “exige”, “força” o ser padrinho também, e isso sim acho falta de educação e delicadeza!

      Beijos

    • #19
      Leiloka
      22.05.2015 - 17:12

      mas tem que explicar a situação, né. não dá pra simplesmente convidar um e não dar justificativa.

  13. #20
    Camila
    21.05.2015 - 21:36

    Nunca comento, mas hoje senti vontade de comentar, especialmente pelo primeiro caso. Não entendo o porque do drama de não querer ir ao casamento. Como já disseram, o noivo não tem obrigação nenhuma em chamar alguém para ser padrinho/madrinha se não tiver intimidade com a pessoa. Ao meu ver, quando você se casa, você chama para padrinho/madrinha pessoas especiais e importantes na sua vida. Seria chato se o noivo em questão não a tivesse convidado para o casamento, ai sim seria falta de educação, mas esse não é o caso! Então, acredito que ela deve ir sim ao casamento! Ela só vai ficar longe do marido durante a cerimonia e na hora das fotos, fora isso, pode curtir a festa numa boa com o marido!
    Unica coisa que me intrigou foi o fato de ela estar com o marido a tanto tempo e não conhecer esse colega de trabalho! E vejo isso como mais um motivo para ela ir ao casamento e aproveitar para conhecer o noivo!

    Sobre o terceiro caso: é isso ai! Não entendo também essas pessoas que se tornam submissas dos namorados, acho a coisa mais ridícula do mundo! E sim, temos que fazer o que bem entendemos da nossa vida e o que nos faz bem! Desejo muitas felicidades pra moça do terceiro caso!

  14. #21
    Tati
    21.05.2015 - 21:38

    Eu iria sem problema algum no casamento. E ainda iria lin-da! Haha
    Brincadeiras à parte, não acho que seja motivo para não ir a festa só pq o marido será padrinho e vc não. A escolha é bastante complicada e não é usual chamar alguém que mal se tem contato para um momento tão importante, já que vc disse que né, conhece o noivo. Ainda será uma ótima oportunidade de conhecer os colegas do seu marido. Melhor do que ficar de birra em casa, até pq imagino que a sua companhia seja importante para o seu marido.

  15. #22
    Bruna
    21.05.2015 - 21:48

    No caso da Leticia, entendo que ela fique chateada, achei que foi um tanto de indelicadeza do rapaz sim. Creio que se fosse o contrário, o marido também ficaria chateado. Mas acho que seria legal ela ir ao casamento conhecer os colegas de trabalho do marido.
    Quando ao segundo caso, concordo com uma moça acima quando disse que PA nunca dá certo, pq a gente é besta, acaba se apegando e sofre depois. Defendo sim que a mulher faça o que bem entende, mas quando um se apaixona e o outro não, o apaixonado fica se sentindo totalmente usado.

  16. #23
    Ana
    21.05.2015 - 21:54

    Caso 1: Eu acho que as pessoas hoje em dia são muito cheias de mimimis. Não menosprezando os sentimentos da Letícia. Mas não vejo mal nenhum em apenas uma pessoa do casal ser convidada. O que me deixaria encucada seria não ter contato com um amigo do meu marido, que gosta tanto dele ao ponto de chamá-lo para padrinho. Isso me deixaria bem magoada. Mas sempre existe a chance de mudarmos isso, e TÁ AÍ A SUA! Vá a festa bem linda, mostre que assim como seu marido, vc tbm é uma boa companhia e divirta-se muito! E no resto, desencana, fia!

    • #24
      Livia
      21.05.2015 - 23:11

      Também acho, ela está priorizando um sentimento egoísta de “não fui chamada para madrinha” em detrimento do companheirismo com o marido, conhecer os amigos dele, participar dessa esfera da vida dele.

    • #25
      Cacá
      22.05.2015 - 09:55

      Concordo com a Ana e com a Lívia! Já está na hora de ela conhecer os amigos do marido, né?!

  17. #26
    Claudia
    21.05.2015 - 22:21

    Sobre o primeiro caso, acho que a Leticia está exagerando. Na minha opinião, você deve chamar para padrinhos pessoas que tenham algum significado para você. E o que a Leticia é para eles? A cerimonia dura uma hora e depois você aproveita o resto da festa com o seu marido. Eu não me sentiria bem em ser convidada por obrigação. Se já é chato termos que convidar pessoas para o casamento “porque tem de ser”, imagina para padrinhos. Leticia, tenta se colocar no lugar dos noivos, tira o foco de você e pensa como seria estar no lugar deles…

  18. #27
    Marina
    21.05.2015 - 22:27

    Sério, pra mim foi um dos melhores chora da vida!!!!
    Não teve tanto drama, daí foi divertido e talz. rs

    Letícia: acho a situação um pouco complicada sim… vc vai se sentir deslocada durante a cerimônia, mas é só. Eu entendo o lado do colega que só convidou seu marido e também entendo seu lado. Tenta se colocar no lugar dele e entender que às vezes é muito difícil escolher nossos padrinhos. Provavelmente o critério dele teve algo a ver com dois pontos: não te conhecer e também querer convidar alguma amiga avulsa, entende? Como disse alguém aí pra cima: se arrume linda, fique sozinha sim durante a cerimônia, mas depois se acabe de tanto aproveitar.

    Viviane: a sua fala é de alguém que quer curtir muito depois do término do namoro, mas a sua postura, mesmo usando tinder e pegando geral, é de quem quer um outro namorado, ou alguém que seja qualquer coisa próxima disso. Decida-se que aí fica tudo mais fácil.

    Isabella: amei sua história. Saiu, desbravou o mundo, descobriu seu corpo, o seus limites, fez o que queria e agora achou que tá na hora de sossegar. Acho que todas as meninas deveriam passar por uma experiência no mínimo parecdida. Seu sorria deixou o meu depoimento (também um sorria), que foi publicado tempos atrás, no chinelo!!!

    Cony, adoro seu jeito, mas isso já falei milhares de vezes.

  19. #28
    21.05.2015 - 22:51

    AMOOOOO essa categoria do blog!!!

    Fico sempre com um gostinho de quero mais, para ler mais histórias das leitoras!!!

    Bjim!!!
    http://www.agentecurte.com

  20. #29
    Natália
    21.05.2015 - 22:54

    caso 3: Isabella

    AMÉM!

    ninguém precisa de amizade tóxica

  21. #30
    Livia
    21.05.2015 - 23:09

    Sobre o caso n1, eu iria sim, não levaria pro pessoal e aproveitaria a festa numa boa… Casamento é um momento tão íntimo, padrinhos então nem se fala.. Ser padrinho de casamento não é simplesmente comprar roupa bonita pra aparecer no altar, vc tem que estar disposto a participar da vida do casal, torcer por eles, estar por perto quando eles precisarem inclusive de apoio na construção da família (com ou sem filhos) e do casamento deles. Então, se vc nem conhece direito os noivos, acha que sua presença é realmente tão importante na vida do casal como madrinha? Não né.. A pessoa que foi convidada pra fazer par com seu marido com certeza tem uma importância maior na vida do casal do que você, e eu falo importância no sentido dessa função de apadrinhar mesmo, participação ativa. Não acho que é um convite a ser feito somente por educação.. Igual ser madrinha de filho, eu não convidaria o marido de uma amiga que eu nem conheço!

    • #31
      Marina
      22.05.2015 - 10:06

      Estou nesse processo pré-casamento. Não te conheço, então não faz sentido te convidar para ser minha madrinha e não estou chamando seu marido para pegar a minha amiga que é madrinha. Você não vai só pq vai sentar sozinha na igreja? Achei bobagem sua! Vá, aproveite(casamento é caro e a sua presença lá custou a eles pelo menos 100 reais), conheça essas pessoas que estranhamente tem tanto contato com seu marido a ponto de chamá-lo para ser padrinho e você não conhece direito! Pode ser uma boa oportunidade de conhecer.

  22. #32
    Marcela
    21.05.2015 - 23:12

    Oi gente,leio sempre,mas nunca comentei em nenhum blog,entao la vai…história 1- acho uma besteira que só tenham convidado o marido,se só ele tem relação com o casal porque a obrigação de chamar os 2?sempre temos amigos solteiros que são super próximos e queremos que sejam padrinhos,então porque não juntar aquela amiga especial solteira para entrar com o marido do casal onde só ele é amigo?Acho tão normal q assustei com a pergunta.Caso 2:PA só quer ser PA e ele mente pq homem é ruim q só mentindo,a gente quase sempre descobre,a gente também mente mas faz mais bem feito.Caso 3,sério q tem gente q se importa com a opinião dos outros?

    • #33
      Joyce
      22.05.2015 - 15:56

      Desculpem, mas achei o caso #1 mto mimimi… Vá ao casamento, vá à festa, mas só se vc evoluir até lá, pq senão irá ficar com um bicão a festa toda e acabar com a noite do seu marido e dos noivos. Não se esqueça de que a noite é dos noivos, se for atrapalhar a alegria, fique em casa. (Será que tô de tpm???)

  23. #34
    Luciana
    21.05.2015 - 23:13

    Sou desencanada e não ciumenta, então não ligaria de não ser convidada para ser madrinha junto com meu marido. Mas para minha surpresa, ele estava aqui do lado e respondeu: Eu não teria aceito!

  24. #35
    Maria Carolina
    21.05.2015 - 23:14

    #Chora 1: Não sou casada, mas tive 2 casamentos em que meu (ex) namorado foi padrinho e eu não. Eu sei que no caso de namorados é diferente do seu caso, mas confesso que me senti desconfortável. Mas ó, achei justo. Meu irmão qdo casou esse ano, só chamou casal que já conhecia. Os outros pares, só escolheu realmente os amigos, dizendo isso: no futuro vou olhar o álbum e nem vou saber quem é, deixando de lado amigos de verdade. E muitos noivos hoje em dia estão fazendo isso, viu…
    E afinal, no meu caso, até que achei bom: se eu não conheço o casal, não quero ser madrinha (e gastar com maquiagem, cabelo etc) de quem não dou a mínima! NO ENTANTO, eu fui ao casório. Claro! E curti! E vc vai deixar seu marido lá sozinho numa festa dando sopa, para as colegas de trabalho ou amigas dos colegas acharem que ele está disponível? Nada contra tb, pq vcs não nasceram grudados, mas se ele não fosse padrinho, vc não iria? Ah, vá, sim! Vá linda e se divirta. E nada de fazer bico! A cerimônia é tão rápida!

  25. #36
    Rafa
    21.05.2015 - 23:31

    1. Não sei o que falar

    2 and 3. Amiga sabe o Tinder? eu Zerei! hahahaaah
    Brincadeiras a parte, aproveitei muito o aplicativo, eu estava vivendo a vibe da moça esperta e bem resolvida do 2 caso e conheci várias pessoas legais, outras nem tanto, por lá, não é só sexo, mas você tem que ir em frente com o que você quer!
    Você quer só SEXO? vai nessa, mas espere só sexo (enfie isso na sua cabeça!). O primeiro cara que rolou sexo no tinder levava essa história de PA muito bem, mas para dar certo TEM QUE TER DIALOGO! Se eu queria, ele tentava me encontrar, se ele queria, eu tentava encontra-lo, os dois tiravam proveito na história, e (acreditem) nossa “relação” durou quase um ano, eu saia com outras pessoas e contava pra ele e ele contava tudo pra mim também, e acabou na amizade, ele conheceu uma menina e se apegou e eu dei a maior força e sai fora para ele tentar uma coisa mais séria.
    Logo depois do meu “termino” com o PA, conheci outro carinha no tinder, conversamos muito, estava encantada com o papo do cara e saimos, continuamos saindo e depois de um mês começamos a namorar e cá estamos, quase um ano juntos, e nunca fui tão feliz.
    Então se joga, mas assuma o que quer e imponha suas vontades. Vá ser feliz!!!!

    Beijão

  26. #37
    Nanita
    22.05.2015 - 00:03

    Vou falar do primeiro caso: se acha que o convite pelo menos da cerimônia foi extensivo a você, vá sim! Se acha que nem da sua presença fazem questão, então não faça questão de ir também.
    Tive dois exemplos recentes disso. Namoro há 5 anos e 2 primos do meu namorado se casaram há pouco tempo. O primeiro eu não conhecia, ele ia chamar meu namorado para padrinho, ficou só no disse me disse, e depois chamou o meu cunhado no lugar. Nós suspeitamos que era pelo fato dele não ser comprometido e eles não terem que chamar o casal. Enfim, como percebi que não faziam questão, além do fato de eu nem conhecer os noivos, não fui.
    Já no segundo caso, eu vi o casal uma vez apenas, passamos um dia juntos e foi só. Eles chamaram o meu namorado e eu para padrinhos. Achei extremamente educado e carinhoso da parte deles, viajei (era em outra cidade ainda) e fui com gosto. Ainda ofereci ajuda à noiva, me pus à disposição se precisasse de algo para os preparativos.
    Então acho que depende muito da situação, da sua relação com o noivo e etc. Não encana muito com isso, pq tem muita gente que ignora essas “etiquetas” de chamar o casal e acha que não tem nada a ver.

    • #38
      Nanita
      22.05.2015 - 00:12

      Ah e no caso 2: dê uma intimada, do tipo “estou aqui sem fazer nada e quero te ver AGORA!” Se o cara responder e aparecer, ótimo. Senão, desencana logo e parte pra outra.

  27. #39
    leticia
    22.05.2015 - 00:04

    Obrigada meninas. Na verdade acho que meu marido não devia ter aceitado o convite para ser padrinho. Não sei se estou exagerando, mas estou desconfortável sim. Se eu não for no casamento, claro q nao ficarei em casa. Aproveito e Março um jantar com amigas. Se fosse o contrário é agradeceria , mas recusaria o convite. O fato de eu não conhecer ninguém que acho mais chato ainda. E para quem mora em cidade grande e tem filhos é bem comum não ter contato com colegas de trabalho do outro. Bjos gente. E muito obrigada

    • #40
      22.05.2015 - 15:50

      Xará, em nenhuma hipótese eu deixaria de ir no casamento. Você já não conhece ninguém, o noivo chamou só o seu marido para ser padrinho e você vai deixar o bichinho lá solto?
      Olha, já passei por essa situação e disse para o meu marido que não estava confortável e pedi para ele recusar o convite. Quando ele ligou para recusar o convite, fui incluída como madrinha e hoje o casal é super amigo nosso.
      Realmente, os noivos não são obrigados a chamar o casal para ser padrinho, mas ninguém é obrigado a ser elegante. Quando você vai “separar” o casal, você deve, no mínimo, conversar com o casal e ver se os dois se sentem confortáveis com a situação. Se o noivo não te procurou para perguntar como você se sentia, ele abriu espaço para o seu marido recusar o convite. Se você “comeu mosca” e não mostrou seu desconforto para seu marido e pediu para ele recusar o convite, aí você tem que assumir que foi conivente com a história.

    • #41
      Leiloka
      22.05.2015 - 17:22

      Letícia, apesar de o noivo ter sido mal educado, acho que vc deveria ir. Agora que o seu marido aceitou, não tem mais volta, tem que ir de padrinho e não tem problema nenhum ficar no banco da igreja sozinha, vc não é a primeira a fazer isso, nem a última, nem a única.
      Vai deixar o marido sozinho na festa de casamento? Eu não deixaria, se estivesse no seu lugar. Ficaria puta com o noivo, com o marido de ter aceitado, mas iria com ele, afinal, como alguém disse em cima, a pessoa pelo menos te convidou e isso custa tempo e dinheiro num casamento. Quando a gente faz a lista de convidados, é um sufoco para cortar gastos e ao mesmo tempo não deixar gente importante de fora.
      Vai, sim. Cometeram uma gafe com você, mas ninguém vai morrer por causa disso.

  28. #42
    Luciana
    22.05.2015 - 00:24

    Nooossa, eu me sentiria super constrangida em SER convidada para madrinha de uma casamento em que não conheço o noivo e muito menos a noiva! hahahaha
    Sério, não vejo indelicadeza na atitude do noivo. Vejo muito “mimimi”!!!

  29. #43
    Luciana
    22.05.2015 - 00:25

    *um

  30. #44
    Lais
    22.05.2015 - 01:25

    Honestamente, não iria me incomodar de só o meu marido ser convidado para ser padrinho. Que se lasquem pra lá! Eu iria de propósito comer e beber de graça. Ia super curtir a festa com o meu marido e ser feliz. Sério mesmo. Não fique em casa, vai dar mais raiva e você vai ficar puta se o seu marido ficar muito tempo na festa. Ah…inclusive, o casamento que meu noivo foi padrinho sozinho até já se separou! Entende o que eu quero dizer? Sei lá…pior é ficar em casa. Isso tenho certeza absoluta!

  31. #45
    Jessica
    22.05.2015 - 05:40

    Caso 1# Só porque o noivo não teve o minimo de educação ao convidar apenas seu marido e sem se justificar diretamente a você , não significa que você deva ser como ele. Vá a festa bem linda e ostente seu marido e sua elegância. #sejafina
    #Caso 2: Viviane, você já pensou na possibilidade dele ser comprometido? Tinder tem apenas essa função sexual, se quiser algo a mais tente investir e sair dessa confusão do tinder, se ele não quiser pule fora enquanto é tempo.

    • #46
      Luciana
      22.05.2015 - 14:55

      Desculpa, mas discordo completamente dessa parte do seu comentário “Tinder tem apenas função sexual” – puro preconceito da sua parte.

  32. #47
    Denise
    22.05.2015 - 07:07

    Caso #2:
    Sobre esse carinha que você gamou, não sei pq senti que esse cara está te enrolando pq é comprometido ou casado.

  33. #48
    Cibele Porto
    22.05.2015 - 07:59

    Querida Leticia. Vá ao casamento. Como esposa de um dos padrinhos mesmo. Vá linda. Seja simpática e faça amizades. Uma pequena histórinha:

    Quando eu comecei a namorar meu marido, as irmãs deles me detestaram, falaram mal de mim para toda a família. Nos primeiros eventos de família eu ficava de canto, sem entender muito o porquê de eu ser ignorada. Meses depois e eu fiz amizade com uma das primas que soltou um “Nossa Cibele, você não é nada do que me falaram!”

    Enfim, hoje tenho amizades com todos os primos e tios, menos com as irmãs. E todos hoje sabem da situação.

    Eu sei que é chato, mas não custa tentar. É uma ótima oportunidade pra conhecer e ser conhecida por todos os que trabalham com seu marido. Nunca se sabe quem vc pode encontrar!

    Beijos e boa festa!

  34. #49
    MAria
    22.05.2015 - 08:02

    Sempre Leio e nunca comento, mas hoje senti coceiras no meu dedo para comentar o Caso 1 da Leticia, então vamos la 🙂
    Gente o casamento é a data importante para os NOIVOS, e não para os convidados. Existem pessoas importantes da vida de solteiro de cada um antes do relacionamento a dois. Se os noivos tiverem que chamar todos os maridos de amigas e mulheres de amigos, o altar vai ficar lotadoooooo, não se esqueçam que existem amigos que são solteiros e tão importantes quanto os casados.
    Eu serei madrinha esse final de semana e meu Marido não foi convidado, e de maneira alguma fiquei chateada, pois sei que sou muito mais amiga da noiva que ele, mas não quer dizer que eles não se gostem. E isso já aconteceu ao contrário.
    Na igreja ninguém vai ficar olhando pra você se você está sozinha ou não, vão olhar é pro noivos. Então relaxa e curta a festa comendo, bebendo e dançando com o seu marido.
    A única coisa que acho estranha, é você não conhecer esse amigo do seu marido. Mas pode ser que esse cara também tenha poucos amigos rssss.
    Só para refletir, todo padrinho e madrinha de criança precisam ser casal?
    Enfim acho que falei de mais, rs bjs

  35. #50
    22.05.2015 - 08:22

    Primeiro caso: se você não é íntima do colega de seu marido, não vejo problema nenhum não ser convidada para madrinha. Acho que temos que desencanar de certas coisas. Os padrinhos são os homenageados de uma cerimônia de casamento, como homenagear alguém que não tem menor intimidade com a gente? Por outro lado, vai deixar de chamar um amigão, porque não conhece a esposa? Tem que se pensar sobre.
    Acho que vc deve ir ao casamento, sim. Ou você vai deixar seu bofe solto numa festa cheia de pessoas “amigas”, bebida, música????
    Vai sim e vai arrasando!!! Divando mesmo!! Escolha o vestido mais lindo do mundo, de preferência de vermellho para não sobrar p ninguém, make e cabelo poderosos.
    Combine com seu marido onde você vai se sentar para ele te encontrar na saída do cortejo, de preferência mais no fundo da ingreja e na cadeira na ponta do corredor do meio.
    Divirta-se!!!
    Segundo caso, vc queria um PA e acabou se envolvendo com o cara, procurando por ele e tudo mais. Ele, por sua vez, quer uma PA (perereca amiga), na hora que ele estiver afim e acho que nem está tão assim, porque se estivesse, já teria encontrado com vc de novo. Desencana desse antes que vc se apaixone e sofra. Sai fora!
    Bjos
    http://www.alessandrafaria.com

  36. #51
    Cláudia
    22.05.2015 - 08:26

    Ai que vontade de me mandar pro Tinder!! hahaha…
    Sabe aquele ditado – desencana que a vida engana? Então, vamos desencanar e viver com mais leveza.

    Não foi chamada prá madrinha? Se arruma muuuuito, fica linda, e aproveita o fato de não ter obrigação nenhuma lá, só o de curtir a festa!

    O gato não ligou no dia seguinte? Ué, mas é um gato pegador só, né? Então desencada e curta o PA!

    E taí a Isabela que desencanou geral, curtiu a vida e agora está curtindo outra fase. Minha história é igualzinha e não me arrependo de nada. Aliás, como é bom ter história prá contar!

    Vambora ser feliz!

  37. #52
    Giselle
    22.05.2015 - 08:34

    Sobre o chora 1, com todo o respeito, mas ela nem conhece os noivos, como esperava ser madrinha? Padrinhos são pessoas próximas ao casal, tem um significado especial, me desculpem, mas não achei nenhuma falta de respeito por parte dos noivos. Até porque é apenas na cerimônia que ela se sentirá deslocada.
    Já não basta os parentes que noivos convidam só agradar os pais.
    Vá e seja feliz! Desencana!

  38. #53
    Raissa
    22.05.2015 - 08:49

    Primeiro caso: querida, VAI! Super entendo ficar chateada… Ainda mais dependendo de quem é a madrinha com seu boy, eu ficaria enciumada sim, não tem como não. Mas vai GATA, deslumbrante, e NADA de bico na festa, se mostre linda, compreensivel… kkkkk Aliás, me deixou muito curiosa seu caso, seu esposo é tão amigo do noivo, a ponto de ser padrinho e você NÃO conhece o noivo, nem nenhum amigo do trabalho? Desculpa, mas é estranho. Afinal, se é tão intimo pra ser padrinho, nunca foi intimo pra sei lá, até uma pizza na sua casa? Só pra aproximar!

  39. #54
    Jaqueline
    22.05.2015 - 08:58

    Acho que vai ser a primeira vez que me pronuncio num “Chora” mas lá vai:

    caso 1 – eu realmente acho que não há problema nenhum em “separar” um casal no altar. O casamento é meu e eu só quero meus amigos como testemunha. Não sou obrigada a convidar para madrinha alguém que não tenho um pingo de intimidade. Aliás, não sou obrigada a nada rs. E se acontecesse comigo, eu iria numa boa na igreja e na festa. Diga pra sua leitora ir sim e aproveitar

    caso 2 – ele só quer te comer

    caso 3 – quero ser amiga dessa menina. Fala com ela pra me add no IG haha <3

  40. #55
    Marina
    22.05.2015 - 09:00

    Viviane, já tive essa sua fase! Mas na boa, sempre achei que minha vontade de transar vem antes da vontade de transar dos caras. Então se quiser ser meu PA tem q me atender na hora que eu quero estar com ele e não ao contrário. Nâo mande essas fotinhos, vc não conhece esse cara direito e o mundo é pequeno, um dia vc vai estar em algum lugar com um cara legal, que vc quer estar, e adivinha?! O amigo do cara que vai encontrar com vocês é o André e vc vai passar vergonha! Sério, de limite a sua liberdade para te proteger!
    Isabella, ARRASOU! Se divertiu e saiu na hora do melhor da festa para ficar com um cara foda! Assim que é bom! Me identifiquei!

  41. #56
    Maira
    22.05.2015 - 09:11

    Letícia; eu só não iria se o convite do casamento tivesse só o nome do meu marido, mas se foi pra vocês, desencana, vai pro casamento com o seu marido, aproveite a festa, conheça os amigos dele e curta tudo sua boba, azar do cara se ele não te convidou, é o casamento dele e ele tem o direito de chamar quem ele quiser, desencana viu, se arruma lindona e arrasa com o maridon.

    Viviane, cê é muderna heim fia…kkkkkkkkkkkkkkkkkk…olha, se essa é a posição que vc quis se colocar depois do término do seu namoro de 10 anos, o de usar e ser usada quando quiser, tá encanada pq mulher? Você quer o cara só pra transar ou pra namorar? Ou o problema é pq ele que fica com vc quando quer e não o contrário? Desencana.

    Isabella, tiro o chapéu procê viu, parabéns!!!!!!

  42. #57
    Carina
    22.05.2015 - 09:27

    Caso 2 – Viviane – miabraça que eu estou vivendo algo bem parecido. Garrei amor pelo PA de Tinder. A diferença é que o meu é super querido e atencioso, por isso fico toda confusa e alimento expectativas. Mas ele também deixa bem claro que o foco é a putaria.

    Caso 3 – Isabella – Sou sua fã e você, além de tudo, escreve super bem, de um jeito divertido. Parabéns pela cabeça e pela história!

  43. #58
    Renata
    22.05.2015 - 09:32

    1 – Que situação complicada. Fico pensando e me colocando no lugar. Mas acho que se não tem relação é normal não convidarem para ser madrinha. Eu mesma sou noiva e me pego em uma situação parecida, Meu noivo tem um amigo de infância com quem eu convivo. Esse amigo tem uma namorada há anos e nem eu, nem o noivo nunca tivemos contato. Realmente não queremos convidar ela p/ ser madrinha, simplesmente por não fazer sentido. Mas entendo a Leticia ficar um pouco desconfortável com a situação. No entanto, acho que deve ir sim na festa e aproveitar para conhecer os colegas do marido.

    3 – Tenho a mesma opinião e já aproveitei muito a vida também. Diferente da Isabella nunca sai da minha cidade pequena. Tanto que quando comecei a namorar com meu noivo um amigo dele disse. “ixx, acho que ela não é p/ namorar” sendo esse o maior galinha da cidade. Meu noivo nem deu bola (já que passado todo mundo tem, inclusive ele) e respondeu ao amigo que ele não que falar nada já que não era namorada dele.

  44. #59
    Monique
    22.05.2015 - 09:39

    Caso 1: claro que não dá pra levar pro pessoal, gente. Ela nem conhece o amigo. Jamais convidaria uma pessoa que nem conheço, ou que mal conheço, pra ser madrinha do meu casamento. Não achei absolutamente nada demais, inclusive acho que estranho seria se ela fosse convidada. Eu vou casar agora e a decisão dos padrinhos foi “o noivo convida os amigos para padrinho, e a noiva as amigas para madrinha” e pronto. Minhas amigas, ainda que casadas, vão ser madrinhas junto com os amigos do meu noivo, ainda que casados e já vi mil casamentos assim. Achei muito drama e muito desnecessário. Fora de cogitação não ir ao casamento. Achei coisa de gente birrenta.

    Caso 2: Minha filha, P.A. é P.A. não é namorado não. Se você não tem condição de pegar e não e apegar, você não tem condição de brincar de P.A. E outra coisa, já pensou que esse cara pode ser casado ou ter namorada? Acorda, minha filha. É o que a Cony falou: ele quer sexo na hora que ele quiser e vai te cozinhar pra poder ter o que ele quer na hora que ele quer. Não vai te dar um fora porque quer que vc esteja lá disponível quando ele estiver a fim. Se isso funcionar para você, maravilha, afinal era o que queria, não era mesmo? Caso não funcione, pule fora.

    Caso 3: Parabéns! Amo ouvir essas histórias de mulheres que assumem as rédeas da própria vida e conquistam tudo que querem e merecem!

  45. #60
    Ana
    22.05.2015 - 09:42

    #Chora 01: Faço coro com a maioria das leitoras: Vá LINDA e se divirta! Direito seu ficar chateada, mas tb tem que entender a opção dos noivos. Aliás, ótima oportunidade para conhecer melhor os colegas de trabalho dele.

    #Chora 02: Para ser um simples PA acho que tais muito apegada às respostas dele, ein?! Nítido que ele não quer nada contigo, vai te procurar só quando precisar de sexo mesmo.

    #Chora 03: Amo histórias assim, de quem viveu realmente a vida!!!

  46. #61
    Raquel
    22.05.2015 - 09:44

    Caso 1: Não vejo problema nenhum.Entendo sua mágoa, mas tente compreender que é uma festa para os noivos, e eles querem pessoas mais próximas no álbum de casamento.Vá ao casamento e aproveita para se tornar próxima também!

    Eu mesma, quando era só “amiga-colorida” fui no casamento do irmão do meu atual noivo e nem me incomodei em ficar sozinha na cerimônia.Já era conhecida da família, o bophe foi padrinho do irmão.Ficou comigo antes de começar a cerimônia, depois fui sentar e pronto.Fiquei toda prosa quando ele passou de braço dado com a madrinha para ir pro altar e me deu uma piscadinha!Acabou que ainda fiz amizade com as primas dele durante o pouco tempo que fiquei só.Sem estresse nenhum!rs

  47. #62
    Luciana
    22.05.2015 - 09:47

    Caso 1: se você não foi convidada para ser madrinha junto com seu marido, ok. O problema estaria em você não ter sido convidada nem para o casamento. Espero que não seja esse o caso. Se foi apenas falta de convite para ser madrinha, desencana, deixa seu marido fazer o papel dele no casório e depois se joga na festa com ele. Tudo na faixa, aproveita! haha

    Caso 2: colega, depois de 10 anos num relacionamento, vc tem mais é que curtir mesmo (é o que eu tenho feito). Então tenta não se apegar, sério (digo isso, mas sou daquelas que tenho conselho pra todo mundo mas não sei o que fazer quando é comigo haha). E já dizia o ditado “não assumo relacionamento sério pra não perder os outros esquemas”. Tamo solteira, então bora aproveitar a fase de solteirice!

  48. #63
    Bruna
    22.05.2015 - 09:55

    Olha, eu passei pela situação quase inversa. Fui convidada para ser madrinha de um casal, junto com meu namorado: O noivo é amigo do meu namorado de faculdade, eu vi uma vez na vida; A noiva não sabia nem o nome (até esqueci como se chama…rs).

    Foi a coisa mais constrangedora da minha vida!!!!! Porque as obrigações dos padrinhos não acabaram na cerimônia! Foram fotos com a noiva, gravar vídeo com recados para os noivos, escrever no livro de memórias…. Só conseguia dizer que eles estavam radiantes e o vestido dela era maravilhoso.

    Resumindo, nunca mais aceito isso. Foi uma péssima experiência, não me importaria que meu namorado tivesse sido convidado sozinho MESMO. Aliás, nunca me importei. Já fui madrinha das minhas amigas sem ele. Tudo certo!!

  49. #64
    Cacá
    22.05.2015 - 10:00

    Sobre o caso 1, também não vejo problema em convidar só uma pessoa do casal, ainda mais se os noivos nem a conhecem. Particularmente acho besteira isso, já passei por isso e nem imaginava que as pessoas se importavam. E qual o problema de “ficar sentada sozinha na igreja”? Igreja não é lugar de conversar, de fazer social! E se ela ainda não conhece os amigos do marido (ainda mais um que o considera bastante a ponto de chamá-lo para padrinho), ela precisa rever seus conceitos! Tá na hora de conhecer os amigos do marido! Por isso vá a festa e se divirta com ele e com os amigos dele!

  50. #65
    22.05.2015 - 10:02

    Que puta lição de vida a última história. Parabéns por ter se livrado dessas amarras sociais e ir viver a vida como bem entender! Muito orgulho! Beijos

    http://www.estiloadois.com.br

  51. #66
    Maíra
    22.05.2015 - 10:07

    Caso 1: Gente, numa boa? Juro que não entendo quem fica tão desesperadamente chocada e acha um absurdo convidar só o marido/esposa para padrinho/madrinha.
    Acho isso TÃO normal e natural!!
    E JAMAIS deixaria de ir ao casamento…
    Se você ainda não teve oportunidade de se enturmar com a galera do trabalho dele, está aí uma ótima oportunidade!
    Mais leveza, menos complicação!

    Caso 2: O “pegue e não se apegue” pra uma mulher é muito fácil na teoria, mas na prática…
    Corre se não quiser sofrer. Esse aí só quer brincar! A não ser que você se convença que quer ele na prateleira também…

    Caso 3: O MUNDO TEM SALVAÇÃO! =)

  52. #67
    Raquel
    22.05.2015 - 10:09

    Caso 01: filha, vai sim! Vai liiiiinnnnddddaaaa, rycah, maravilhosa, escandalosamente divinal. Se fosse eu, faria a mega produção…se é para fazer figuração, que seja arrasando.
    Caso 02: desencana, colega. Procura outro bofe bom de cama que você acha.
    Caso 03: good for you! Só uma dica: essas tuas amigas não são amigas…são conhecidas de um passado distante.

  53. #68
    Juliana
    22.05.2015 - 10:24

    Caso 1: Se o noivo não te conhece, como iria te convidar pra ser madrinha? Acho que vc DEVE ir à festa, aproveitar todos os comes/bebes/diversão até o apagar das luzes! E ainda conhecer todos os coleguinhas do marido, sendo a mulher mais legal do mundo. Na próxima, o convite virá pra vc e não pro marido kkkk.

    Caso 2: Amigue, o macho apenas está fazendo o mesmo que você: conhecendo várias pererecas amigas. Ele não te respondeu ou mentiu sobre sua localização pq estava combinando outros hot dates com várias pererecas distintas. Então, se o objetivo é apenas pegar sem compromisso, não entendi o motivo da revolta.

    Caso 3: aplausos!

  54. #69
    Lu
    22.05.2015 - 10:26

    Talvez eu esteja mais sem paciência do que você, porque, sinceramente, gente… Numa boa? Desencana! Você vai no casamento, vai conhecer pessoas novas, se divertir. Meia horinha que vai ficar sentada sozinha na igreja não vai te matar, não.
    Escolher padrinho no casamento dá uma trabalheira mesmo, então super normal que essas coisas aconteçam. Na minha opinião: vai e vai SEM DRAMAS, hehehe

  55. #70
    Fernanda
    22.05.2015 - 10:33

    nao entendi pque voce não quer ir ao casório. Vá e divirta-se muito !! Pque se privar de momentos gostosos ao lado do seu namorido e conhecer os amigos dele ?
    Confia no seu taco, menina !!
    beijos e depois conta pra gente como foi

  56. #71
    Juliana
    22.05.2015 - 10:37

    Gente, eu li todos os comentários e confesso que fiquei assustada ao ver o posicionamento da maioria sobre o caso 1.
    Desculpa, mas eu não vejo a MENOR lógica nessa ‘obrigatoriedade’ de TER que convidar o casal para padrinho. Na minha concepção, padrinho/madrinha é aquela pessoa que esteve presente comigo durante a época do namoro, que eu posso contar num problema conjugal. Tem um casal, por exemplo, que eu e meu namorado temos muito mais contato com o rapaz, que é amigo de infância do meu namorado. A namorada dele só vimos duas vezes e não passa do oi. PORQUE eu seria obrigada a chamá-la ? Só pq é cônjuge (e nesse caso nem é, mas enfim) ? Acho absurdo isso.
    É uma coisa pra vida: a convivência, a importância de ser padrinho/madrinha do casamento de alguém (sim, eu levo isso muito a sério). Imagina daqui a 5, 10 anos vc pegar seu álbum de casamento e sequer lembrar daquela pessoa que está nessa posição ?
    A própria leitora contou que não conhece ninguém do trabalho do marido, ou seja, não convive com o noivo e a noiva. Porque eles se sentiriam obrigados a chamar uma pessoa para posição tão importante se sequer a conhecem ?

  57. #72
    Ana
    22.05.2015 - 10:41

    Tb nao entendi o drama do casamento, a posição de madrinha e padrinho é para pessoas íntimas, não é porque chama o amigo de infância pra padrinho que tem que chamar a esposa dele. A não ser que vc sejaa Preta Gil e tenha 56 padrinhos, aí tem espaço pra todo mundo. Vc acha justo a noiva deixar de chamar uma amigona dela para madrinha pra colocar vc?
    E nem fal8 de forma parcial pq nunca casei ba Igreja ou com essas formalidades, mas ja aconteceu comigo de chamarem meu marido e eu não,casamento em outra cidade, e fui na boa.

  58. #73
    Mila
    22.05.2015 - 10:48

    Gente, qual o problema de convidar só um dos dois pra ser padrinho? Já aconteceu comigo e achei foi bom, afinal eu não tinha intimidade alguma com o casal que estava casando…pra ser padrinho ou madrinha tem que ser amigo, tem que ser próximo do casal…bobeira isso, viu…O povo fica magoado por coisa besta…

  59. #74
    22.05.2015 - 10:57

    chocada, nao sabia o que era PA – e contrária da #CHORA 3 eu não sou do interior kkk

    bjos
    kammy
    Comer, Blogar, Amar

  60. #75
    Juliana Sala
    22.05.2015 - 11:06

    Gente,
    Não tem nada a ver convidar uma pessoa para ser madrinha do seu casamento, sendo que você nem a conhece!!!!
    E se o cara for realmente amigo, você tem que ir sim, fica lá sentada por 40 minutos na igreja que não vai morrer!!!!
    Eu casei a quase 2 anos e no meu altar só tinha pessoas especiais tanto para o meu marido quanto para mim.
    Relaxa que na festa seu esposo estará ao seu lado e vai ser uma ótima oportunidade de você conhecer seus colegas de serviço.

  61. #76
    Paula
    22.05.2015 - 11:07

    Caso 1, solução: Vá apenas linda e maravilhosa para a festa! Não vá à cerimônia! Os noivos não vão ficar chateados com vc, pois nem te conhecem. Assim seu marido pode ficar à vontade na cerimônia e vc não vai se sentir sozinha e deslocada e ficar mal humorada depois, correndo o risco de não aproveitar a festa, que é quando realmente você realmente vai poder se divertir com seu marido! Obs: Acho que essa solução se aplica mesmo se cerimônia e festa forem no mesmo local. Vc pode chegar depois, sem dor da consciência!

  62. #77
    Ariane
    22.05.2015 - 11:15

    Sobre o primeiro caso, acho tão simples!
    Quem casa tem total liberdade de convidar QUEM QUISER para serem seus padrinhos, e as pessoas convidadas tem total liberdade de RECUSAR caso o convite tenha alguma “exigência” que por algum motivo lhes desagrade. Tão simples…
    Acho que agora, por estar em cima da hora… Deselegante é não ir, vai ficar com a imagem arranhada por uma besteira (que poderia ter sido evitada desde o início indo apenas como convidados normais).

    Eu casei há dois anos, e convidei pessoas e não casais, apenas uma pessoa não entendeu e exigiu que eu convidasse o seu namorado (de 1 mês na época e eu nem conhecia), e eu me senti no direito de não aceitar a imposição também, normal. A pessoa não foi madrinha e tudo ok.
    Isso que tomei o cuidado de entrarem sozinhos, uma madrinha um padrinho e assim consecutivamente.

    Não precisa de tanto mimimi por algo assim…

  63. #78
    22.05.2015 - 11:18

    Bom, vamos lá meter o nariz onde fomos chamadas…huahuaua

    1 – Letícia: Aproveita a oportunidade para conhecer os colegas de trabalho do love! Surja linda e elegante. Seja simpática! Enturme-se!!

    2 – Viviane: amyga decida-se! Vc quer um PA ou uma love story? Assino embaixo Cony!

    3 – Isabella: quer ser minha best friend? Penso exatamente igual! Infelizmente nossa sociedade é hipócrita e infeliz. Parabéns!

  64. #79
    Pri Caetano
    22.05.2015 - 11:27

    Também acho super normal não convidar pra ser madrinha se não conhece! Os padrinhos tem que ser pessoas queridas, que participem da vida e da história dos noivos (ou pelo menos de um deles).
    Sei que é meio chato ficar avulsa na cerimônia, até porque já passei por essa situação, mas eu entendo numa boa! Não acho justo tirar uma amiga/irmã/prima querida pra convidar por educação o par de outra pessoa… Agora, de fato, o estranho é não conhecer um amigo tão próximo do marido a ponto de ser padrinho de casamento!

  65. #80
    Iraci
    22.05.2015 - 11:34

    Leticia: VÁ A FESTA!!!! Não deixe seu marido sozinho nesse momento, pois se ele e o noivo se gostam a ponto dele ser padrinho de casamento, ele ficará muito magoado com você por não acompanhá-lo num momento que é especial pra ele. E vai deixar o marido solto na festa sozinho? Vai logo, mulher!
    Sim, é um pouco indelicado, mas Não acho que você deva se importar pois a culpa é sua que não procura conhecer os amigos do seu esposo. O noivo não tem obrigação nenhuma de chamar alguém que ele não conhece para ser madrinha e deixar de fora alguém que ele ama por conta disso.
    Meu marido, quando namoravamos, foi convidado para ser padrinho da irmã da ex dele. Fiquei chateada na época mas fui ao casamento e curti, eu é que não ia deixar ele ir sozinho pra festa da irmã da ex!
    Depois de ter casado eu entendo completamente quando não queremos ocupar a vaga de padrinhos com alguém que não amamos.
    Tive uma madrinha que foi separada do marido, mas fez par com um super amigo dela. Mas lógico que antes de convidá-la perguntamos se o marido dela não se importava.
    Outra madrinha namora há seis anos e como eu nunca nem havia conversado com o namorado dela, expliquei que não podia convidá-lo pois uma pessoa que eu gosto muito seria seu par. Já esse par, começou a namorar depois que havia sido convidado para padrinho, não sei se a namorada ficou chateada, gosto muito dela, se tivessem mais tempo de namoro eu até convidaria, mas assim é a vida! Convites como esses são muuuuuito complicados! E acho que ninguém tem obrigação de ter num lugar especial do seu albúm de casamento alguém que não conhece só por educação.

  66. #81
    Soraia
    22.05.2015 - 11:40

    Caso 1 – Não darei longas explicações, eu no seu lugar iria e iria deslumbrante, e aproveitaria MOOOOINTO a festa.
    Caso 2 – Não to entendo o drama, amiga se o intuito é somente aproveitar loucamente vc deve mandar mensagem falando que tá querendo e pronto, se ele não for ou inventar desculpas vc simplesmente ignora e não fala mais nada, para esse tipo de “relação” o negócio tem que ser simples e sem apego se não já era.
    Caso 3 – Só posso falar uma coisa, vc está mais que certa, eu não sou assim, tenho uma outra visão de mundo e relacionamentos, mas não é pra agradar ninguém é por mim mesma, e só posso falar que tem um monte de “moça de família” encalhada e um monte de moça que fez o que bem quis casando e sendo feliz, ou seja, não adianta fazer nada achando que vai ter alguma recompensa no final, o bom é viver de acordo com o que vc acha que t fará bem e no final pode ser que vc encontre alguém e pode ser que não, vai saber, não tem como prever. A gente só tem como ser feliz agora e nada mais.

  67. #82
    22.05.2015 - 11:54

    Dei muita risada com o causo número 02, e entendi o “drama” da moça. Ela não entende pq o cara dá corda e pula fora, sendo que ela já deixou claro que é só sexo. Amiga, homens são estranhos, mas meu conselho pra vc é: faz o mesmo jogo dele e não fica esperando nada desse moço. SE JOGA MUITO, vá aproveitar, beije muito e transe muito!!
    O caso 01, olha, eu ficaria meio de cara tb. Mas não sei qual é procedimento nesses casos.
    O caso 03, confesso que não tive paciência pra ler….. mas é isso aí 🙂 beeeijos meninas!

  68. #83
    Mari
    22.05.2015 - 11:56

    Ai, não acho nada demais ser madrinha sem marido/namorado. Já aconteceu comigo. Na época tinha uns 6 anos de namoro, minha amiga conhecia meu namorado, eles se davam bem mas não eram amiiiigos. Ela me convidou e pediu pra perguntar se ele ficaria chateado, ele não se importou. Afinal, como ser padrinho de casamento de pessoas que você nem tem tanta intimidade?
    Foi super tranquilo e no fim das contas ele riu demais porque meu par era muuuuuito feio, me zoa até hoje!
    Vai pro casamento, fia! Aproveita a festa e só torça pro par do seu marido não ser a mais linda da festa! ahahahah

  69. #84
    isabella
    22.05.2015 - 12:14

    Isabella, minha xará! Amei sua historia e como vc lidou com esses comentarios bobos e machistas, concordo plenamente com voce!! Fez certissimo em aproveitar a vida do jeito que vc quis, deixa os outros com a cabeca pequena la no mundinho deles, viver “presa” e obrigada a fazer (ou deixar de fazer) por coisas que a sociedade acha que sao parte do papel da mulher, ninguem merece… voce ta eh de PARABENS!

  70. #85
    Natália
    22.05.2015 - 12:23

    Gente, antes de qualquer coisa eu respeito a opinião de todas, mas preciso dizer que acho essa coisa de grilar por ver o namorado/marido sendo padrinho sem a respectiva uma bobagem. Isso já aconteceu comigo duas vezes e meu namorado entrou mandando beijinho pra mim (hahahaha). Eu estava sozinha na igreja, mas e daí? Não nascemos grudados né?!
    Eu acho que ser padrinho/madrinha é uma coisa muito séria, razão pela qual não podemos chamar as pessoas por conveniência….ou seja: não posso deixar de chamar uma pessoa que amo para ser meu padrinho/madrinha só porque não quero chamar a pessoa com quem ele(a) se relaciona, assim como não sou obrigada a chamar os dois porque um não pode ver o outro entrando na igreja com outra pessoa.
    Sei que tem pessoas que se preocupam com isso, mas continuo sem entender porque.

    Então #Chora1, vá para o casamento e curta muito com o seu marido a festa, porque quando ele sair do altar, ele vai estar com você e provavelmente nem vai olhar para a pessoa com quem ele entrou.

  71. #86
    Cristiane
    22.05.2015 - 13:20

    Caso 01 – eu iria, comeria e beberia numa boa..
    Caso 02 – Viviane: desconfio que esse cara é comprometido ..por isso interrompe as conversas do nada, fala que está viajando quando não está…

    caso 3 – adorei, certíssima e bem resolvida

  72. #87
    Luciana
    22.05.2015 - 13:49

    Primeiro caso: eu não iria e ainda conversaria com meu marido sobre a minha insatisfação e constrangimento. Que mal educado esse “amigo”!!!
    Segundo caso: esquece esse cara antes que você se apegue, ele nunca vai te respeitar pra construir uma vida ao seu lado. Corte essa paixão iniciante, uuuurgente!!! Homens costumam se sentir trouxas quando se envolvem com mulher que conheceu no tinder, é demais pra masculinidade deles, mesmo que não façam o tipo machista… Cuidado com essa história de “só quero transar” pois sexo bom pode induzir uma paixão, mas se ele não te admirar como pessoa ele nunca vai querer você como companheira, NEEEEVEEERRRRR!!!!

  73. #88
    Patricia
    22.05.2015 - 13:52

    Cony, sou fã! 😉

    Quanto a Letícia, eu sinceramente acho que o amigo do marido não tem a obrigação de chamá-la, pois como ela disse, os dois não se conhecem. Claro que para quem está do outro lado tal atitude soa como deselegância. Mas tente entendê-lo!! Eu, no seu lugar, iria linda e simpática para conhecê-lo! Já que você não gostou da situação, mostre a ele que você é diferente! Vá, seja educada e arrase! Será um tapa de luva! Quanto ao seu marido, não acho que o convite deveria ser recusado porque você não pode acompanhá-lo… acho exagero e igualmente deselegante com alguém que o convidou para algo tão importante!

    Segundo caso: ele só quer sexo, no dia e da maneira que achar conveniente. Se você não está preparada para isso, sai correndo antes que se machuque.

    Terceiro caso: passando pela mesma situação, vivendo! Sendo feliz e autêntica como nunca!! É libertador!!!Indescritível!!Sem me importar com o que os outros falam, pois as pessoas falam uma coisa e na verdade pensam outra. O que mais tem no mundo hoje é hipocrisia!!! O que importa é ser feliz, sem prejudicar ninguém e ter a consciência de que está sendo coerente com os próprios princípios!

    Bj Cony!

  74. #89
    Suelen
    22.05.2015 - 13:56

    O “Chora” tá fácil hoje, rs. Com exceção do último caso, tem muito mimimi. rs

    Para a menina do 1° caso: gente, tenho amigos de infância, mesmo, feito irmãos que são maravilhosos e que se, um dia, eu casar, vou chamá-los para serem padrinhos, mas com certeza, não vou chamar a esposa/namorada. Não são minhas amigas, pô. Não fizeram parte da minha vida, rs. Não faz sentido, entende? Acho que padrinho/madrinha tem que fazer parte da vida do casal de alguma forma, e se o conjugue de quem foi convidado não faz parte, acho que não tem que chamar mesmo. E poxa, não tem motivos para se chatear. Acho maior bobeira do mundo. Tem mais coisa na vida para se “uma grande preocupação”. E eu ainda iria a festa, seria bem simpatica e legal, assim você conhece os amigos do seu marido e se enturma com todo mundo, pô.

    Para segundo caso: páaaaaaraaaaa!! Você não entendeu o significado de PA, rs. Desiste fia, muita dor de cabeça!!

    Tereceiro caso: você é lindaaaaa, dyvaaaa, parabéeens!

    • #90
      Mary
      22.05.2015 - 15:40

      KKKKKKKKKKKKKK perfeito seu comentário, ela realmente não entendeu rsrsrs

  75. #91
    Hallini
    22.05.2015 - 14:02

    Bom, depois de ler o caso 3, estar com 35 anos, separada com 2 filhas porque o cara era um bosta que resolveu criar as “filhas” dos outros, e largar as dele, e estar com a síndrome da idade e querer pagar de jovenzinho ao invés de ser um adulto responsável. VEJO QUE AINDA POSSO TER ESPERANÇAS, encontrar alguém bacana que me curta, inclusive com a minha bagagem!% anos só, minha prima me diz para criar perfil no tinder, MAAAs morro de medo!

  76. #92
    Isabella
    22.05.2015 - 14:35

    Meninas, adorei que todo mundo aqui ta na mesma vibe. Cony, você tem muita leitora maravi!!! O importante é a gente fazer nossas escolhas e banca-las. Eu digo que não quero chegar no fim da vida, e pensar que podia ter feito tantas coisas mais… quero lembrar sim das coisas que fiz, das histórias que vivi! Beijos meninas incríveis <3

  77. #93
    Luciana
    22.05.2015 - 14:44

    Letícia, eis a minha opinião: acredito que não existe em nenhum manual de etiqueta no mundo a obrigação de vc convidar o cônjuge do seu padrinho para ser madrinha tb. O casal é amigo do seu marido, não seu, portanto seria, no meu ponto de vista, muito constrangedor para o seu marido vc não ir ao casamento por “despeito”.
    Se vc casar, um dia, vc não irá querer nunca chamar um desconhecido seu, ou do seu marido para ser padrinho/madrinha, pois este convite só se faz para quem vc tem um carinho especial.
    Vá ao casamento como convidada, seja simpática e elegante e dê apoio para o seu marido. Vcs não irão ficar separados a noite toda, afinal.
    Desencane que essa situação é muito comum e não acho, em absoluto, falta de educação.
    Um bjo.

  78. #94
    Shirley
    22.05.2015 - 15:16

    Letícia …
    Caramba, que cara de pau deste “COLEGA” de trabalho.
    Enfim, você não uma “ficante, você não uma “namoradinha” …
    Você é a esposa do padrinho !
    Então vá, nem que seja pra ficar no banco e, depois da cerimônia, GRUDE nele, pra todo mundo te ver como quem e o que, você realmente é. E, você estará dando a oportunidade do “COLEGA” aprender alguma coisa útil para o futuro.
    Bjs e, divirta-se como nunca na festa.

  79. #95
    Daiane
    22.05.2015 - 15:25

    Nao ligaria do meu marido ser o padrinho, isso acontece muito.!

    Estranho é a moça ser proxima do marido e ainda não conhecer a esposa, pois quando faço amizade no trabalho, sempre resolve apresentar e aproximar a pessoa do meu namorado.

    Porem nesse caso acho normal

  80. #96
    Mary
    22.05.2015 - 15:34

    1º caso: Não concordo com essa “obrigatoriedade” q estou vendo em muitos comentários de que você deveria ter sido convidada pra ser madrinha… Ok que seu casamento tem 7 anos e vocês já tem uma família estabelecida, mas esse é o momento de um outro casamento e se você não tem tanta intimidade com os noivos, acho super normal convidar uma outra pessoa com quem eles se identifiquem mais.
    Agora quanto a festa: vá! Não vejo nada de mais ficar um tempinho sozinha durante a cerimônia se depois você vai ter o resto da noite (e da vida) com seu marido rsrs. Nesse caso existe sim a obrigatoriedade do seu convite, a partir do momento que seu marido é convidado pra uma festa de casamento você também é. Já passei por algumas situações assim, em que não me sentia a vontade de ir pra algum lugar, mas fui por “obrigação” de acompanhar o namorado e no final… me diverti bastante! Conheci gente nova, comi, bebi, dancei e tenho lembranças bem legais. E é por isso que digo pra você ir, porque você pode deixar de curtir uma noite ótima com seu marido apenas por receio. Vá e se divirta! Depois conta aqui o que você fez rsrsr

    2º caso: olha, como a Cony diz aqui de vez em quando, não tem como te defender! rsrs Tenho uma amiga que tem um papo bem parecido com o seu: curto a vida adoidada, não me apego a ninguém, não quero nada sério… mas fica só no papo mesmo, porque o que acontece é ela ficar criando mil situações com os carinhas que conhece. Pega e se apega sim. Então acho que o primeiro passo pra você é o mesmo que digo a ela: pensa melhor no que você quer antes de tomar suas decisões. O que tá parecendo é que você quer uma pessoa pra conversar (você disse que o papo dele era bom) em vários momentos, pra dar uns amassos sempre que tiver vontade, pra puxar papo quando estiver sem nada pra fazer… E isso, na minha opinião, não é um PA. Então quando você tiver definido o que quer, você toma um novo caminho. Se for um cara fixo que você quer inclusive aconselho a desistir desse aí rs.

    3º caso: Incrível você! Penso muito igual, apesar de não ter nascido numa cidade tão pequena e nem de morar fora (ainda moto com meus pais), mas tenho várias amigas que tem um pensamento quadrado, digamos assim, e consideram certas coisas como erradas. Mas não to nem aí, não vou dizer que nunca liguei, porque já sofri um pouco. Mas hoje em dia aprendi a lidar com isso e tomar minhas decisões de acordo com MEU foco e não com o dos outros. Muito legal sua história!

  81. #97
    Isabela
    22.05.2015 - 15:58

    Letícia, você me perdoe, mas, na minha opinião, o estranho na sua história é você ser casada há 10 anos e não conhecer o pessoal do trabalho do seu marido, especialmente um amigo tão importante a ponto de tê-lo chamado para ser padrinho!

    Se você nem conhece os noivos, como é que esperava ter sido chamada para madrinha??? Você ia ser madrinha de um casal que não conhece?? Isso sim me parece errado!

    • #98
      Alice
      22.05.2015 - 17:19

      Foi o que eu achei estranho também…

    • #99
      Thais
      25.05.2015 - 18:36

      Exatamente o que pensei.

  82. #100
    Silvana
    22.05.2015 - 16:16

    Leticia, foi uma indelicadeza convidar só o seu marido para se padrinho, mas acho que você deve ir bem linda e deslumbrante e com sorriso no rosto de quem não está nem aí de não ter sido a madrinha.
    Meu marido (sou casada a 12 anos) tem um amigo de infância que teve um filho e convidou meu marido para ser padrinho e uma amiga da mulher dele para ser madrinha da criança. Entendi a situação, pois não sou amiga deles, só conheço e vejo de vez em quando. Fui ao batizado e ao almoço que teve em seguida. Agora pergunta se meu marido lembra que o menino existe? Não lembra do aniversário, nem de dia das crianças, nem Natal, nem nada. Ou seja, não vai visitar e nem leva presente para o menino. Apenas vê o menino quando os pais fazem festa de aniversário para ele. Agora, se ele que é padrinho não lembra, eu que não sou nada também não lembro de nada rsrsrs.

  83. #101
    Aghata
    22.05.2015 - 16:34

    Qual o problema de sentar na igreja sozinha? Desculpe dizer, mas não achei nada indelicado da parte do noivo não. Se ele é amigo do seu marido e quer que faça parte do casamento dele que mau tem? Esquisito seria ele convidar pra entrar uma pessoa com a qual não tem a minima afinidade. Sobre sentar sozinha, e daí?? E se fosse pra viajar? sozinha vc não iria? Pelo jeito ta faltando um pouco de independência.

  84. #102
    Dany
    22.05.2015 - 17:40

    Todas estão fazendo “a moderna” no caso 1, mas não acredito que achem essa situação tão normal assim!!! Se não tem intimidade com a Letícia, ok ninguém é obrigado a convidar, mas então não chamem o marido!! Falem o que quiser, me julguem!!! Ficaria puta sim!! E digo mais, eu não passaria por essa situação jamais, pq na lata meu marido recusaria e, eu faria o mesmo! Desculpem gente, mas padrinho e madrinha no altar denotam uma situação de casal sim!!

    • #103
      Dany
      22.05.2015 - 17:43

      Ah só completando, Letícia minha fiaa! Como assim vc não conhece os amigos do seu marido? 100ooor né, bora corre atrás do prejú!!

  85. #104
    Tayrine
    22.05.2015 - 17:48

    Caso 1: Achei um pouco esquisito não derem nenhuma informação, satisfação etc, mas acho que tudo bem chamarem só o marido. Já fui madrinha de uma amiga como par de um amigo do noivo. A noiva chamou todas as amigas e o unico amigo homem dela e ele chamou todos os amigos e a unica amiga mulher q ele tinha, dai foi tudo certo. Meu namorado na epoca assitiu a cerimonia com os namorados das minhas amigas que foram madrinhas tb.
    Você não conhece ninquém do trabalho para assistir a cerimonia com voce? Padrinho geralmente chega mais cedo, de repente tem outra esposa na mesma situação. No mais, vá linda e de boa, divirta-se!

    No meu casamento marcado pro ano que vem to com um serio problema pq todos os padrinhos que ele escolheu são casados e as esposas são amigas dele tb. Ou seja, sá tem os pares formados certinho. Já das minhas madrinhas, a maioria é solteira e só tenho um amigo homem solteiro (e gay rs), acho que vou pegar minhas amigas solteiras para “damas de honra” em vez de “madrinhas” rs.

  86. #105
    Marianna
    22.05.2015 - 18:10

    Viviane, seguinte… Ele quer sexo… Vc também… Mas acho que vc quer algo mais que ele não quer dar… Se vc acha que consegue levá-lo como PA numa boa (coisa que eu acho que não) então continua nessa… Mas na real.. Acho que vc se envolveu e ele não… E isso é uma meeeeeeeeeerda! Já passei por isso (quem nunca). Impossível ele ser seu PA quando vc está envolvida e ele não…

  87. #106
    Fernanda P.
    23.05.2015 - 20:50

    Nossa! Quanta mulher chata nesse mundo! Como VC aguenta tanto “chora” babaca, Cony? Não me escolheram p ser madrinha…blá blá blá! Credo! Vão arrumar um problema de verdade.

    • #107
      Juliana
      25.05.2015 - 13:30

      Exatamente! Caramba, parece um monte de criança!

  88. #108
    Carol Morsi
    23.05.2015 - 23:19

    Isabella! PQP! Só não achei q esse e-mail era meu pq encontrei o marido qdo ainda adolescente e não passei por essa fase “soltinha”. MAS penso EXATAMENTE como vc, tb era de cidade pequena e passei por td tipo de julgamento machista.
    Cara, até depois de casada minhas amigas “reclamam” q não sou o tipo de esposa perfeitinha, q cuida da casa pro marido, q cozinha pro marido. O q faço, faço pra nós dois. E ele a msm coisa. Eu cuido das minhas coisas e ele cuida das dele. Pq acho q tem q ser assim, não casei pra virar empregada, casei pra ter alguém com quem dividir os problemas, as alegrias e as tarefas de casa!

  89. #109
    Priscila
    24.05.2015 - 12:54

    Esse ano serei dama de um casamento de uma grande amiga minha e a solução que ela encontrou foi chamar as amigas que são solteiras ou que somente namoram pra ser dama (eu me enquadro nessa situação). Pois o critério deles para escolha dos padrinhos foi escolher casais que tem afinidade com os dois (e não apenas por educação, pra não ficar chato), e eles já tem muito definido a vida de casal, do tipo que se um dia um fosse convidado e o outro não, o convite seria recusado na hora. Entretanto, isso é muito dificil disso acontecer, uma vez que ambos, ao iniciarem o namoro há dois anos atrás, logo foram conhecendo os amigos um do outro, criando vínculos. Espero poder casar e chamá-los pra serem meus padrinhos, pois será um casal que convidarei com gosto, em compensação, tenho uma amiga de infância que não me desce o marido dela por diversas atitudes dele, eu não falo mal dele e quando faço uma crítica é no sentido de alertar a uma atitude dele e procuro não apegar a pessoa, e minha amiga tem ciência e concordaria em ser minha madrinha sem ele, pois ela mesma sabe que não teria o menor clima e sentido de aproximação.

    Leticia, não te conheço, mas resolvi expor essa situação pra que vc analise a sua proximidade com os amigos de seu marido e vice versa. Se vocês são casal, nada mais justo que um se aproxime dos amigos do outro, que envolva, que os conheça, sem resistências. Acredito que, no seu caso, essa aproximação dos amigos nunca se fez necessária durante esses anos que vocês estão juntos, porém creio que esse seu “choque e chateação” – legítimos, afinal é o seu marido ao lado de outra mulher, seja consequência de uma falta de aproximação e interesses pelo o que outro faz.
    Beijos

  90. #110
    renata
    25.05.2015 - 10:36

    Oi Constanza, sou fã do seu blog e das suas opiniões sensatas!

    Bom, vim dar minha opinião sobre o primeiro caso: não vejo problema algum em apenas um do casal ser convidado para ser padrinho/madrinha. Não sou noiva, nem nunca casei, mas acompanhei de perto o casamento da minha irma e a fase de inúmeros casamentos que ela participou.

    Percebi que o “cargo” de madrinha/padrinho é muito importante para os noivos e que deve ser ocupado por pessoas igualmente importantes nas história do casal.

    Sei que para quem fica de “fora” não deve ser a melhor das situações, mas mesmo assim acho que os noivos devem seguir o coração e eternizar esse momento com as pessoas que eles consideram que mais participaram da vida do casal.

    De forma alguma acho que isso significa diminuir a pessoa que não foi convidada, já que há pouquíssimo espaço para padrinhos e madrinhas.

    Um beijo a todas!!

  91. #111
    Eleonora
    25.05.2015 - 10:40

    Letícia: acho que você precisa pensar e conversar com seu marido sobre algumas coisas.
    Não te convidaram pra ser madrinha pq? Se nem te conhecem faz todo sentido (e eu não acho que vc tem que conhecer e ser bff de tooodo mundo do trabalho não. Eu não sou. Nem quero.)
    Neste caso, eu iria lynda no casamento sim. E dançaria, e me divertiria e pronto. Seeem problema. Eu tbm não ía querer ser madrinha de gente que não conheço. Então tranquilo.

    Agooora, se não te convidaram 1) pq nao vao com a sua cara 2) pq te odeiam 3) por qquer outro motivo. Aí a coisa mudou de figura. Seu marido precisa se posicionar. Rejeitando o convite e acabando com a amizade e o clima no trabalho, ou sei lá o que.

  92. #112
    Juliana
    25.05.2015 - 13:29

    Sobre o caso #1: quanto egoísmo e drama sem razão!

  93. #113
    Thainara
    26.05.2015 - 12:28

    Cony, quando poderão ser enviados mais casos?

  94. #114
    Amanda
    27.05.2015 - 11:17

    Gurias vocês estão muito resolvidas. Infelizmente, se fosse comigo o primeiro caso eu ficaria muito brava. Achei uma total falta de consideração. Bjao

  95. #115
    Bruna
    28.05.2015 - 13:24

    Comentário somente sobre o caso da Letícia (primeiro caso):
    Considere o significado dos padrinhos para as pessoas que estão casando e pare de ser tão egocêntrica. O casamento é sobre aquelas duas pessoas que estão casando, e os padrinhos são os amigos queridos que aquelas pessoas escolheram para estarem do lado deles naquele momento. A função dos padrinhos é de durante e após o casamento ajudarem o casal a enfrentarem dificuldades e enfrentarem as coisas que vem com a vida, além de evidentemente compartilhar alegrias. Os padrinhos são escolhidos por terem uma relevância na vida dos noivos – ou de um dos noivos.

    Você se sentiria confortável em significar isso tudo para um casal que você sequer conhece?????

    Em resumo: pare de frescura. Vá ao casamento e aproveite para conhecer pessoas que tem seu marido como um amigo e uma pessoa pela qual tem imenso carinho – por que afinal, ele foi chamado para ser padrinho de casamento de um dos amigos do trabalho. Faz parte de ser um casal conhecer os amigos uns dos outros, a sua postura de não ir não só pode causar aos amigos do seu marido uma impressão de que você não está interessada em conhece-los, como pode prejudicar o seu marido na relação com eles e até mesmo pode fazer com que você perca a oportunidade de ter novos bons amigos.
    Além disso tenho praticamente certeza de que você não será a única na condição de “não conheço os noivos, vim como acompanhante de um amigo dos noivos”. TODO CASAMENTO TEM PESSOAS NESSA SITUAÇÃO. Vá, aproveite, sorria, converse e esteja aberta a novas amizades; essa sua postura negativa não te leva à lugar algum.

  96. #116
    Carina
    29.05.2015 - 10:57

    Caso 1: Pura frescura.
    Como você mesmo disse, não conhece o casal.
    Sou casada, e já fui madrinha de casamento sem meu marido e vice e versa, e ninguém morreu por conta disso. Padrinhos de casamento tem que ter afinidade com o casal, e não está no altar porque é esposa de fulano…
    Pra mim não passa de ciúmes da madrinha que entrará com ele na igreja.

  97. #117
    Anne Goncalves Silva
    08.12.2015 - 17:41

    Oi, fui convidada para ser madrinha de um casamento de uma colega com meu namorado . Mas não tenho clima de ir mais, pq pintou uns lances estranhos, é conversamos muito pouco. Dai estou sem graça de falar que não quero mais, pq acho que tudo deve ser de escolha de uma pessoa na qual vc tem afinidade, e e uma união do casal e compartilhado com os padrinhos.

  98. #118
    maria
    09.02.2016 - 20:31

    Estou em uma situação similar. A sobrinha e afilhada do meu marido (somos casados há 32 anos), vai casar, quero dizer oficializar, porque já vive em união estável há 11 (onze) anos. Pois bem, chamou apenas meu marido para padrinho. Sinceramente estou muito aborrecida e analisando se irei ou não a tal cerimônia.

  99. #119
    Helenice
    22.08.2016 - 09:38

    Tenho um relacionamento há 19 anos e tenho um filho com essa pessoa e outros dois filhos do primeiro casamento que moram comigo. O sobrinho do meu companheiro, que inclusive me chama de tia, vai casar e nos enviou o convite tio… e familia, mas disse que não é extensivo aos meus outros dois filhos. Confesso que fiquei chateada… Devo ir ao casamento?

Comente