02
Oct 2011
Balzaca Who?
Cotidiano

Recebi um mail de uma querida leitora, a Patrícia, que contou que quando leu o seguinte texto lembrou das amigas balzacas e de mim também (fofa fofa fofa).

E eu concordei com cada vírgula desse texto. E fiquei tão mais leve…

A BALZACA DE HOJE NÃO TEM TRINTA ANOS

Honoré de Balzac escreveu “A Mulher de Trinta Anos” em 1831, na França, e o livro não é uma defesa das liberdades individuais femininas. Bem ao contrário: talvez seja um libelo acusatório das mazelas oriundas desses avanços.
Não é disso que trata o texto. Chama-se balzaquiana a mulher que faz trinta anos e, por conta dessa delimitação etária exata (e, hoje, idiota), fica a eterna referência literária. Paciência. Sigamos.

Até a década de quarenta do século vinte, o conceito fazia algum sentido. De lá pra cá, sobretudo atualmente, tudo perdeu a noção. Nem se pode falar, por exemplo, em “mulher de trinta”, mas sim numa “menina” – por mais que seja independente.

Hoje, aos 30…

Antigamente, a “mulher de 30” tinha filhos e já quase netos. Suas perspectivas de felicidade, havia muito, eram coisa do passado. Elas se casavam aos 15, 16 anos. Aos 20, já tinham mais de dois filhos. Aos 30, portanto, não tinham mais nada a esperar da vida.

De novo, peço que esqueçam Balzac. O valor semântico dado ao termo não é aquele do livro – correta ou incorretamente interpretado.

Hoje, exceto em caso de acidentes de percurso, moças de 30 não têm filhos e nem estão casadas, quando muito apenas namoram ou, no máximo, moram juntas com algum rapazola. É outra história, outro mundo, outro contexto. Não dá pra fazer qualquer comparação.

Fisicamente, são mulheres mais jovens, sim, pois restam a essas moças infinitas perspectivas. A vida lhes deixa milhares de portas abertas, infindáveis caminhos a percorrer e não mais a enfadonha e infalível expectativa tacanha prescrita antes de nascerem.

Os tradicionalistas definem essa “moderninade” como o início do fim dos tempos. Eu saúdo a emancipação feminina como uma das maiores maravilhas que temos hoje.

E a “balzaca” de hoje?

Ao longo do tempo, passamos a denominar “balzaquiana” a mulher “mais velha”, mas que ainda “conservava alguma beleza”. Resumindo: a “coroa enxuta”. Cada era tem sua balzaca.

Nos dias de hoje, com os avanços da indústria cosmética e, também, a ruptura de preconceitos etários, é lícito considerar “balzaquianas” as mulheres que tenham entre 50 e 60 anos, obviamente, dependendo aí do “grau de conservação”.
Algumas, já com 40, escapam de qualquer rótulo – por mais que sejamos bonzinhos. Outras, mesmo depois dos 60, ainda garantem alguma menção honrosa. Tudo nesse mundo é relativo, ou quase tudo.

Só sei que, aos 30 anos, uma mulher é ainda uma menina. Novíssima. Pirralha. Menininha de tudo. E seria delicioso acompanhar o choque de Honoré de Balzac se visse o quanto a “mulher de trinta”, hoje, avançou em suas peripécias independentes.”

Fonte: http://www.interney.net/blogs/gravataimerengue/

  • Quem aí se identificou? Eu sim. MUITO!
63 Comentários
  1. #1
    02.10.2011 - 11:45

    Adorei o texto.. Sempre brinquei muito com uma amiga mais velha, mas agora sou eu que tou com quase 30 rs.
    E várias vezes me considero menina, pode isso Arnaldo?

    Beijos,

    Angela
    http://aquariocabetudo.blogspot.com

    Que milagre, ser uma das primeiras a comentar por aqui x)

  2. #2
    Caroline®
    02.10.2011 - 11:47

    Eu, como pré-balzaca (2012 vem aí), me identifiquei demais. O melhor (NOT) foi ouvir de um peguete aleatório: “Vc já tem 29 anos? Nossa, achei que as mulheres mais velhas fossem diferentes…” Diferentes do que, cara-pálida? 20, 30, 40… hoje é tudo a mesma coisa!

  3. #3
    Mirza Câmara
    02.10.2011 - 11:48

    SIMPLESMENTE AMEI!!! YES! MUITO ORGULHO DOS MEUS 33 ANINHOS, PULANDO DE FELICIDADE, DEUS ME LIVRE CASAMENTO, OBRIGADA PAPAI-DO-CÉU POR NÃO SER MOCRÉIA E CHEIA DE VIDA PELA FRENTE! HAHAHA!!! CHEIRO CONY E CHEIRO PATRÍCIA!

  4. #4
    Loli
    02.10.2011 - 12:08

    Tenho 27 e minhas amigas que têm mais ou menos a minha idade que estão casadas e com filhos realmente o estão por acidente de percurso… lol.

  5. #5
    Aline
    02.10.2011 - 13:29

    Me identifiquei demais com o texto, rs! Fiz 30 este ano e este conceito antigo de balzaca definitivamente não combina comigo e nem com minhas amigas.
    Bjo!!

  6. #6
    Priscila Justino
    02.10.2011 - 13:38

    Amei!!!

  7. #7
    Milena Marsola
    02.10.2011 - 14:13

    Vixi, que alívio esse texto….rsrsrsrs

  8. #8
    Juliana
    02.10.2011 - 14:23

    Acho ótimo ter 30, estou quase chegando lá, mas o texto pega pesado quando afirma que, antigamente, com 30 anos e 2 filhos as mulheres “não tinham mais nada a esperar da vida”. Triste alguém pensar isso… Então só podemos esperar algo antes de casar e ter filhos? Espero, realmente, aproveitar meus 30, mais madura e esperando muito da vida!

  9. #9
    Myla
    02.10.2011 - 14:30

    Adorei!

  10. #10
    Marielle
    02.10.2011 - 14:33

    Me identifico muito! Vou fazer 32 esse mês e cada vez + algumas pessoas cobram o futuro, filhos, marido…essas coisas, mas falando bem do fundo do coração…não é que eu não queira tudo isso, mas eu me sinto realmente uma menina que ainda tem tudo pela frente! Viva os tempos modernos!

  11. #11
    Anita Abranches
    02.10.2011 - 15:02

    Me identifico e muito afinal tenho 30 e dia 17/10 completo 31 , e me sinto uma pirralha ainda .Pode isso Arnaldo? Beijos e adoro o blog.

  12. #12
    Lia Rosa
    02.10.2011 - 16:38

    Amei o texto. Ainda tenho 29 anos e pareço ter menos. Estou fazendo uma segunda faculdade e, me incomoda quando as pessoas perguntam minha idade, pois sei que pareço ter menos e é mto chato ver a cara de espanto de quem ouve a resposta. Tenho a impressão de que as pessoas mudam o que pensam em relação a mim “ahhh pensei q ela tivesse idade de quem faz faculdade e não QUASE TRINTA ANOS!”. Besteira minha, mas sempre achei q tenho sim cara de “quase trinta”, afinal, na época da minha mãe, ngm orientava-a a usar protetor solar hehehe.
    Enfim…falei um monte de besteiras pq fiquei refletindo após ler o texto. É incrível, tudo o que eu queria ouvir (ler, rs).

  13. #13
    Patricia
    02.10.2011 - 16:52

    Até achei interessante o texto, mas não acredito que casar ou ter filhos antes dos 30 seja um “acidente de percurso”. Hoje em dia a mulher tem liberdade de escolha, e se ela escolhe casar e ter 3 filhos antes dos 30, qual o problema? O problema para mim é só quando isso era uma obrigação e não uma escolha.

  14. #14
    Patricia
    02.10.2011 - 17:07

    Concordo com a Juliana!
    Ah, eu tenho 26 e não vejo a hora de chegar aos 30, se pudesse pulava para lá agora! Sou casada ha um ano e dois meses e sou muito feliz casada!! Não acho que marido e filhos sejam o fim dos desejos de uma mulher, acho que quem pensa assim é tão machista quanto quem pensa que só marido e filhso podem trazer felicidade para uma mulher.

  15. #15
    02.10.2011 - 17:40

    Me identifiquei demais com o texto!!!!!

  16. #16
    02.10.2011 - 18:24

    Me identifiquei muito tb. Acabei de completar 30 e até uns anos atrás achava que já estaria casada, com filhos, etc…
    As coisas mudam…

  17. #17
    Carla de B. Lemos
    02.10.2011 - 18:27

    Adorei, pois já estou nos meu 42 e ainda me sinto sim, uma menina. BJS

    • #18
      Constanza
      02.10.2011 - 18:34

      Gente, vcs estão deturpando as coisas… Não é q NÃO tem q casar ou não ter filhos… É q antigamente era qse uma obrigação estar casada e com filhos antes dos 30. Hj em dia não!! Hj muitas mulheres adiam isso, mas quem quiser casar q case ue! Esse não é o ponto q esta sendo avaliado no texto…

  18. #19
    Eliete
    02.10.2011 - 18:47

    Graças a Deus, sou da nova geraçao de balzacas e nao aquelas que inspiram o autor…
    claro que me identifiquei…

  19. #20
    Rita
    02.10.2011 - 20:12

    é isso mesmo! tenho 34, me casei com 30 e não me arrependo nem um pouco…antes de casar posso dizer que viajei, namorei, estudei e aproveitei muito a minha vida! não tenho filhos e não quero ter tão cedo, muito embora saiba que depois dos 35 fica um pouco dificil (a natureza é ingrata com nós, amigas…). Quero aproveitar mais e me incomodava bastante com o termo “balzaca”, pis ele é dito na maioria das vezes de forma pejorativa. Já copiei o texto e vou manda-lo pra um monte de gente! Ah se vou!!!!

  20. #21
    Luciana da Silva
    02.10.2011 - 20:13

    Me identifiquei mto com o texto…tenho 28 anos…e sinceramente não penso em casar tão cedo, não q eu não queira isso pra mim…quero e mto…mais lá na frente…de todas minhas amigas…eu sou a unica q ainda só namoro..rrsrsrs..umas ja casaram…outras…houve o acidente de percurso..rsrs
    Enfin….me sinto assim..uma menina pirralha..rsrs

  21. #22
    Loli
    02.10.2011 - 20:49

    Não vamos ser hipócritas, 50 anos atrás o que que a MAIORIA (maioria, não todas) das mulheres casadas e com filhos ainda esperavam da vida? Isso de mulher profissional com mil planos, viajando com amigas, cheia de hobbies e cursos, é coisa recente!

  22. #23
    Loli
    02.10.2011 - 20:50

    No caso das minhas amigas com menos de 30 que estão casadas, o acidente de percurso não foi gravidez não planejada, foram outras razões, razões que elas mesmas reconhecem que se não existissem não estariam casadas porque não era o momento.

  23. #24
    Loli
    02.10.2011 - 20:52

    Por fim, não sei como tem gente que interpretou o texto como “mulher não deve casar antes dos 30 se não for por acidente de percurso.”

  24. #25
    Julia
    02.10.2011 - 21:08

    cade o resultado do sorteio??????????

    • #26
      Constanza
      02.10.2011 - 21:38

      Julia, q sorteio?

  25. #27
    02.10.2011 - 21:13

    Oie, sempre visito mas quase nunca comento no seu blog…mas gosto muito viu. Hj indiquei ele para responder uma tag: http://beleza-propria.blogspot.com/2011/10/tag-achados-de-beleza-por-ate-r-1500.html espero que goste. bjuss

  26. #28
    Renata Mahaz
    02.10.2011 - 21:14

    EU!!! Amei o texto! #souumameninade31 rsrs

  27. #29
    02.10.2011 - 21:16

    Que show esse seu texto! Me considero uma balzaquiana com atributos incríveis… Considero o texto de Honoré de Balzac um elogio e não uma críticas às mulheres de trinta, mas foi maravilhoso ler seu texto!
    http://www.damejolieblog.blogspot.com

  28. #30
    Rany
    02.10.2011 - 21:37

    Ola !!! Sou Balzaca com 35 anos e 3 filhos !! Muito FELIZ e graças a Deus sou balzaca e moderna .
    Beijos
    Rany

  29. #31
    Priscilla
    02.10.2011 - 22:06

    “Hoje, exceto em caso de acidentes de percurso, moças de 30 não têm filhos e nem estão casadas, quando muito apenas namoram ou, no máximo, moram juntas com algum rapazola.”

    sério que eu li isso?! As coisas mudaram mas n é pra tanto! concordo com a intensao do texto em valorizar a “nova mulher de trinta” , que de longe tem mais oportunidades, desafios e alegrias que as mulheres de 30 do passado mas daí a afirmar que quem nao se enquadra nesse novo estereotipo foi por conta de acidente de percuso passa a ideia de que o comum hoje em dia sao mulheres de 30 solteiras e sem filhos, e, pelo menos na minha realidade e no meu circulo de amizades, isso em nda se aproxima do que acontece… De um grupo de 7 amigas de infancia somos 6 casadas e com filhos (todas tem ate 30 anos)e a ultima solteira ha anos sonha em noivar… Acho que a mudanca primordial na nova mulher de 30 nao se deve a casar e ter filhos, conheco amigas que tiveram filhos com 15 anos (acidentes verdadeiros de percurso) e qe hoje tem 30 anos e nao sao “balzacas” porque o mundo mudou, porque tem mais liberdade, mais desafios, um mercado de trabalho mais igualitario, mais oportunidades de aperfeicoar conhecimento, etc, mas nunca porque adiou o casar e ter filhos e sim porque a nova mulher de 30 tem mil articifios para manter corpo e mente jovens, e para ser franca: mulheres de 30 bem casadas e com filhos com saude e felizes possuem um brilho especial, que so as deixa mais instigadas a viver mais e melhor! 🙂

  30. #32
    Laís R.
    02.10.2011 - 22:12

    Gostei bastante, concordo em vários aspectos. Aliás, pra mim, a mulher está no seu auge, na ‘flor da idade’ aos 30 anos. A maioria das mulheres q admiro e q me inspiram estão nessa faixa etária… hj tenho 23, mas não sinto medo de envelhecer, pelo contrário! Vejo nas mulheres de 30 uma auto-confiança, uma postura prática em relação às adversidades e uma beleza moldada pela maturidade.
    Masss sinto uma pontinha de feminismo nesse texto. Acho q uma mulher aos 30 anos pode ser casada, com uma penca de filhos (tá, nem tanto hahaha) e ainda assim ser cheia de vida, ter sonhos e mil planos p/ realizar! Ok, hj existe ESCOLHA e aí está a diferença. Respeito quem não pensa em casamento, quem não quer ter filhos, quem prefere se realizar profissionalmente antes de outras coisas… enfim, é uma opção de vida né?! Mas eu tenho vontade de casar e ter filhos antes dos 30, e mesmo assim, continuarei me sentindo jovem e capaz de realizar tudo o q tiver vontade!!! E não será por ‘acidente de percurso’ hahaha
    Desculpa o desabafo, sei q esse NÃO é o ponto central do texto, estou apenas refletindo acerca de algumas respostas. E bom, essa é minha humilde interpretação.
    Beijos p/ vc, Conita!

  31. #33
    Loli
    02.10.2011 - 22:18

    Priscilla, acho que depende do meio, de repente em algumas “rodinhas” o normal seja casar com 25 anos. Minhas amigas, primas, etc, a maioria, estão focando em carreiras bem-sucedidas, todas têm um motivo bom pra não estarem casadas ainda. De repente isso não seja prioridade pra todo mundo.

  32. #34
    02.10.2011 - 23:11

    Concordo em genero , numero e grau……

  33. #35
    Geovana Freitas
    02.10.2011 - 23:53

    Eu me identifiquei ! Tenho 37 e as pessoas me\ dão 10 a mens. 🙂 Escolhi nao casar cedo, seguindo o conselho da minha mãe: ficar antes de tudo independente. Se então, casar e não der certo, pé na bunda dele minha filha.

    • #36
      Constanza
      03.10.2011 - 08:09

      Geovana, mt sábia sua mae!

  34. #37
    joana
    03.10.2011 - 00:18

    adorei o texto, mas percebi que as casadas ficaram “nervosas”..rsrsrsrsrs…

  35. #38
    Flavia Cardoso
    03.10.2011 - 02:42

    Eu não sei se é porque eu moro no interior (de SP) ou se é só na minha cidade e região mas por aqui as coisas não estão tão assim, não.

    Mulheres de um pouco mais de 30 anos, solteiras e sem filhos, ou têm fama de “encalhada” ou de “sapata”. Uma lástima! E se por aqui é assim, como deve ser nas regiões economicamente menos favorecidas do país?

    O Brasil ainda é muito medieval. Não estou criticando o meu país, mas que a verdade seja dita, doa a quem doer.

  36. #39
    Regiane
    03.10.2011 - 08:03

    A grande maioria das mulheres que conheço hj casam e tem filhos depois dos 30 #FATO. E estão todas gatas #FATO.

  37. #40
    Shirley Santos
    03.10.2011 - 08:14

    Gente do céu !!!
    Eu tenho 47, e ainda não me sinto com esta idade.
    Sou casada e tenho um filho de 21 (lindo e maravilhoso), e mesmo assim, ainda não me sinto “balzaca”.
    Consigo conservar meu bom humor e otimismo diante da vida, e ainda desejo muito dela também.
    No fim das contas, é tudo uma questão de cabeça (boa),
    e não de aparência e números !!!
    Bjs a todas

  38. #41
    Ju Queiroz Bsb
    03.10.2011 - 08:44

    Adorei, mesmo estando a beira de fazer 30!!! Acho esta cobrança em torno da mulherada tão boba e tão pequena!!! Gente, números nada representam… E daí se vc está casada ou não, se tem filhos ou não, se isso ou aquilo… O que interessa é como vc , independente da idade que for, se sente. Queria saber quem foi o infeliz que padronizou o tempo para as mulheres e que tristeza a minha ver tantas mulheres aceitando esta padronização e brigando por ela… Que as que queiram, sejam felizes independente da idade ou da padronização ditada por aí!! Olha, não parece, mas a vida é curta, viu? Enfim, tudo isso era para dizer que o autor do texto dá pitacos sobre moda no blog da Lia, no Just Lia!!! Kkkkkk! Eu nem conheço o rapaz, mas adorei ler um texto desse, escrito por um homem!!! Meninas, ainda há salvação!!!
    Gros bisous , madame!

  39. #42
    Ju Queiroz Bsb
    03.10.2011 - 08:46

    Ah, como dizia meu avô: mulheres com trinta anos são um perigo. é nesta idade que elas se tornam seguras de si e deixam de ser escolhidas, para escolherem!!!

  40. #43
    monica
    03.10.2011 - 09:05

    Concordo muito com o comentário 41.Que adianta ser independente e frustada???ou ser casada,ter filhos,e passear por ai com aquela cara de estressada,infeliz,ás vezes,qdo vou ao shopping,fico reparando nos casais com filhos…uns com umas caras de mal amado…nem se olham…se beijar,então…nem pensar!!!Cada caso é um caso!!!Se vc é feliz…é que importa!!!Seja casada,com uma penca de filhos(hj em dia 02 já é uma semi penca),solteira,desquitada e por ai vai!!!SEJA FELIZ!!!!e vc não será balzaca nunca!!!Adoro gente bem resolvida!!!Ah…sou casada,com filho!!!

  41. #44
    Fabí
    03.10.2011 - 09:10

    Ju Queiroz, seu avô era muito sábio ! Certíssimo ele ! Outro dia choquei ao ver a letra da música do Sérgio Reis: “Ela é bonita, MAS tem mais de 30 anos…”.. oi ?
    Eu tenho 37, casada, 1 filho de 7 anos, independente (segui a teoria da mãe da Geovana – que é a da minha mãe tb…rs) e sei que “desbanco” em muita menininha de 20 por aí (tanto de cabeça quanto de corpo) – por isso jamais me ofendo com esse assunto. Me sinto super-bem, e gostei muito do texto, mas admito que achei um pouco infeliz a observação onde ele fala sobre o “acidente de percurso” das mulheres de 30 que “por acaso” têm filhos. Eu tenho várias amigas lindas e que se casaram e tiveram filhos cedo – sem que isso prejudicasse a carreira, mas enfim, questão de interpretação.
    Beijos e boa semana !

  42. #45
    misinha
    03.10.2011 - 09:11

    adorei ju!! seu vo mandou muito bem nesse comentario!!!! rs rs,…A discussao diante do assunto ‘e engracada, mas que o mundo mudou, isso esta nitido ne!!??
    bjs a todas!

  43. #46
    03.10.2011 - 09:38

    Ótimo o texto, Con, também acho que a formação de uma família, hoje em dia, acontece mais tarde. Mas mesmo assim, quero ter um filho aos 30, acho que não abro mão disso, se estiver estabilizada no emprego, claro. Rs.

  44. #47
    03.10.2011 - 09:38

    Me identifiquei horrores!! Eu tenho 32, bem assumidos! Não sou casada, não tenho filhos. Tenho minha empresa e sou muito feliz. Os tempos mudaram, quem ficou pra trás ainda acha que vivemos no começo do século passado. Tenho amigas casadas que não querem ter filhos por medo de prejudicar a carreira e outras tantas deixaram a carreira de lado pra cuidar dos filhos. Assim como conheço poucas que conseguem ser mães e trabalhar (com ajuda de babá).
    Meus pais sempre me ensinaram que eu tenho que buscar as coisas por mim mesma, ser independente dos outros.
    Ainda me acho tão nova pra casar e ter filhos.

  45. #48
    Marielle
    03.10.2011 - 10:59

    Bobagem esse stress todo porque acho que não devemos mesmo rotular as pessoas nem de “encalhadas” pq não casaram antes dos 30 e nem de “antiquadas” porque casaram. O que vai dizer isso sobre nós é a nossa postura diante da vida e nisso temos que ser diferentes dos nossos antepassados, quando tinham poucas escolhas e opções na vida e só restava cuidar da casa, família e filhos. Se a pessoa hoje optar por isso, que seja realmente uma opção e é preciso ser livre e respeitada por isso, mas o que eu acho legal que hoje nós temos é um MUNDO pra conquistar. Quero casar, claro…acho que gostaria de ter filhos. Mas e se não acontecer??? E se o casamento acabar??? E se não tiver filhos??? Eu vou morrer??? Claro que não! A vida é mais do que isso, tem que ser + do que isso. A vida com um amor ao lado é muito + linda, mas e se ele não acontecer? E se acontecer várias vezes, com pessoas diferentes? Ou aos 60 anos??? Gente, é tudo uma grande surpresa…temos que aproveitar e cuidar sim das nossas vidas, pq mulher que não tem vida própria não é valorizada nem por ela mesma. É muito bom fazer coisas pela gente, ter independência…isso é maravilhoso!

  46. #49
    Re
    03.10.2011 - 11:03

    eu tenho 42. Me lembro quando eu tinha 18 e minha mãe 42 e diziam: Mas como! Parece sua irmã!!!!
    Desde sempre me deram 10 anos a menos. Sei que tem genética aí, mas a nossa vivacidade fala por nós.

    Outro dia li um comentário de blogueira chanando a Jennifer Anniston de velha. As pessoas tem preconceito com idade e por isso, começo a entender o porquê de muitas pessoas não quererem dizer a idade…

  47. #50
    Scheyla
    03.10.2011 - 12:07

    Eu me identifiquei mto com o texto, com uma pequena correção: aqui onde moro (e nem é tão pequeno assim), quase todas (tirando eu e mais umas 2) as meninas que estudavam comigo hj estão casadas, algumas já tem uns 2, 3 filhos, e as pessoas ainda cobram MTO que com essa idade já devia ter casado. Tenho 28, namoro, por enqto sem pensar em casar, e nem penso em ter filhos ainda, então é mto bom ler que não é só eu que penso assim, pq aqui onde moro isso parece coisa de ET!! rs
    bjus

  48. #51
    Ana..
    03.10.2011 - 14:33

    Uaau Scheyla, se eu morasse na sua cidade seria mais uma na lista. Casei com 35 e meu marido é mais novo que eu( beem mais novo)! kkkk.. Bobagem, os tempos são outros. Namore bastante, revolucione a cidade, acho legal também essa coisa de cada um no seu canto,juntou dois seres diferentes( isso sim E.T., uii, coincidentemente moro em Varginha.kkk..)tem que haver adaptação. Detalhe: faço 5 ano de casamento( somando está a idade kkk..), sem filhos, já imaginou o babado na city?

  49. #52
    Isis
    03.10.2011 - 15:57

    Oi Constanza…sempre leio o blog e nunca comento, mas hj não resisti, pq me identifiquei muito…Tenho 30 anos e um menino de 12, casei menina, porque engravidei. Quando eu falo que tenho um filho de 12 anos ninguém acredita, todo mundo fala “nem imaginava que vc era casada, quanto menos que tinha um filho, menos ainda um adolescente!” e outras coisas do tipo “é seu filho? Parece seu irmão!”…claro, faz bem pro ego, isso…hj a gente se cuida e uma mulher de 30 passa fácil por 24, 25….é normal…e é ótimo…tem uma reportagem na Marie Claire desse mês entitulada “Mulheres de 30 com meninos de 20- o que há por trás desse encontro?” que é fantástica, sintetiza bem essa realidade….de como a mulher de 30 hj passa por bem mais nova…eu acho ótimo…chegar aos 40 com tudo em cima, é a meta agora! Beijos e parabéns pelo blog, que é o melhor!!!
    Isis

  50. #53
    Angelica
    03.10.2011 - 16:06

    Ha, gente, sinceramente. Esta estoria de que casar e ter filhos prejudica a liberdade da mulher etc e tal, é desculpa para as encalhadas. Acho que com 30, já está passando da hora de se casar e acho que o mundo não mudou tanto nesse sentido não. Todas as minhas amigas que não estão casadas, estão desesperadas para se casar, pegando qualquer coisa. E sim, todas trabalham, fizeram faculdade, pós graduação e até mestrado.

    • #54
      Constanza
      03.10.2011 - 16:44

      Angelica do céu… nao tem isso de passar da hora de casar nao!!! E casar por casar, e pegar qq coisa como vc diz que suas amigas estao fazendo, é infelicidade na certa viu? bjs

  51. #55
    Beatriz
    03.10.2011 - 18:03

    Minha mãe sempre me disse que se não tivesse achado o homem certo não teria casado, e olha que os tempos eram outros. Hoje em dia, quem casa por “desespero” é no mínimo burra, com tanto traste por aí..ou então se submete à pressão e ao julgamento alheio.
    É claro que todo mundo deseja um grande amor, mas se ele não vier???? Tenha sua profissão, seus amigos, sua vida…pq ela não pára, e não é em função de casamento.
    Beijos

  52. #56
    Ana..
    03.10.2011 - 19:59

    É isso aí Cony e Beatriz!
    Faço das suas as minhas palavras.
    É por aí minha gente, sou casada, mas casar por casar é infelicidade na certa. Agora se quiserem embarcar nessa (casar por casar)seja por pressão de familiares, sociedade e afins, o que dizer? Só lamento.

  53. #57
    Anna Mari
    03.10.2011 - 20:12

    Ai… amei o texto!! 🙂

  54. #58
    Marjory
    03.10.2011 - 20:49

    Adorei este texto! Eu já disse uma vez para uma amiga que os 30 de hoje são como os 20 de antigamente… Casei aos 30 e não me arrependo! Planejo engravidar só aos 35. A maioria das minhas amigas e colegas de trabalho – da mesma faixa etária – nem casaram ainda. Não há regras e isso é o que há de bom no nosso mundo contemporâneo. Casar e/ou ter filhos não é receita de felicidade. Aliás, já vi muitas pessoas casadas e com filhos frustradas… Sem filhos ou com filhos, casadas, solteiras ou descasadas…O importante ao fazer escolhas é respeitar o seu próprio momento!

    • #59
      Constanza
      03.10.2011 - 21:34

      Assino embaixo Marjory!

  55. #60
    Paty
    03.10.2011 - 21:40

    Oi Cony fui que enviei o email, nossa quando li aqui no blog fiquei super feliz que também gostou e que repercussão que está dando nos comments rsrsrs. E confesso que estou me sentindo famosa meu nome no Fufu rsrsrs, ah e você que é uma fofa que nos diverte muito com os seus posts, por isso me sinto intima, aqui é um bate-papo de amigas, estou por aqui todos os dias. Bjs. Paty

    • #61
      Constanza
      03.10.2011 - 22:50

      Amei o texto Paty! Muito obrigada novamente =)))

  56. #62
    Marielle
    03.10.2011 - 22:46

    O povo pode chamar de encalhada, mas tb existe muita casada mal comida…como disseram acima, não é receita de felicidade!

  57. #63
    Lisa
    29.03.2015 - 18:58

    Todas podemos fazer o que quisermos e se quisermos fazer algo…
    O que importa é que temos liberdade… E cada uma faz o que quer da sua vida… Casei aos 30, não vamos ter filhos e estamos super felizes assim… E viva a liberdade de escolha…

Comente