LifestyleLifestyle
Decoração, Mi Casa Su Casa
17 jul 2022, 12 comentários

Mi casa, su casa – Meu nicho, minha vida.

Os nichos foram chegando, chegando e dominando os projetos. Tem vertical, horizontal, até em diagonal eu já vi, inclusive não recomendo.

Ele surgiu tímido, no banheiro, dizendo: eu guardo seu shampoo aqui e você não precisa se abaixar pra pegar. Segurança e higiene no banho, porque a gente sabe que no chão ele vai embolorar.

Pérai, cêis tão bowas? Cheguei falando muito pois: google manda assim, entrega melhor os textos que repetem e tre-petem o tema do título, nesse caso vamos aproveitar, o tema é nicho. E que se danem as aulas de redação onde aprendemos a escrever de forma mais rica e agradável, vamos ficar repetindo a mesma coisa pra ver se os xófens conseguem memorizar algo. ranzinza, eu sei. Vamos continuaRRRRRR no nicho.

Agora ele aparece frondoso nos corredores, salas, quartos, lavanderias mas o nicho soube galgar sua carreira e iniciou lá no banheiro, disfarçado de utilidade pura,  foi ganhando materiais nobres, luz e ficando cada vez mais exibido.

Muitas vezes ele complementa um projeto, equilibra visualmente uma parede, traz interesse, proporciona espaço para exibirmos coleções, decorações e eu vou deixar uma série de fotos dele em formato de galeria pra inspirar a fufulândia.

Entretanto, eu quero falar com mais afinco do nicho raiz, no banheiro, porque ele pode te trazer algum desgosto. Como quase todas as pessoas que vão construir ou reformar querem incluir esse detalhe então tenhamos alguns cuidados:

Se possível, coloque-o longe da ducha/chuveiro. Aviso isso pois estou vivendo com o meu primeiro nicho próprio. Como temos uma parede lusho, poder, glória e investimento não queríamos interromper a parede com detalhes para colocar o nicho. Mais fácil termos imagens não é, capitão Amilton? Então segura essas imagens inéditas do meu banheirinho:

Como foi o raciocínio: Á esquerda temos a parede listrada (ROCA PS UNO LINE MT) que não queríamos interromper com o nicho. Uma boa dica é alinhar com a janela, mas como estamos em um prédio ela é estreita e o nicho ia ficar meio quadradinho. Isso porque uma boa altura de nicho é cerca de 30 centímetros. Próxima forma de resolver os alinhamentos foi alinhar com o tamanho da peça branca. Ela tem 90×30 centímetros e trouxe esse alongamento que nos agrada. Não é impossível fazer nicho na mesma parede onde temos a ducha/chuveiro. Porém por conta do encanamento é mais complexo chegarmos num bom resultado.

Preferi começar a instalação do piso debaixo pra cima, deixando duas peças inteiras e no local da terceira fazer o nicho. Se fosse na quarta peça, ficaria pouco espaço entre a janela e o nicho o que não me agrada esteticamente. Por fim esteticamente estamos satisfeitos, inclusive com o material do nicho que é o granito verde Ubatuba, uma opção mais democrática que os pretos e que também é mais suave. O verde é pontuado em todo o apartamento então super encaixou.

Agora o problema: Água amores, água. Empoça dentro do nicho, vira uma laminha, derrete o sabonete, cria lima nos potinhos… então a foto verdadeira do banheiro, não é a de cima, é a daqui debaixo:

Precisa de um rodinho para depois de cada banho, secar o nicho. E que você está procurando o box, não tem, e eu acho que não terá. Eu gosto de poder dar uma “fake lavada” no banheiro depois de cada banho, assim ele parece eternamente limpinho, sem cabelos no chão e talz.

Por isso eu disse lá no começo pra tentar deixar longe da água. Numa próxima obra, não vou me importar com a estética da parede de detalhe, vou pensar nos meus sabonetes caros e nos minha (falta de) paciência de ficar limpando o nichinho.

Sem contar nesse rodinho de pia que traz toda essa vibe desordem no meu banheiro.

E você, tem alguma experiência com nicho? Gosta, mudaria? Aumentaria? Diminuiria? Conta nos comentários.

Bença!