15
Aug 2015
Mi Casa, Su Casa – MDF!
Mi Casa Su Casa

(Nota da Blogueira: Gente, com a viagem de volta acabei me enrolando e não consegui postar esta matéria MARA do Lelo que deveria ter sido publicada sábado passado. Já estou colocando a casa em ordem e continuamos com nossa programação normal!)

Oi Fufus!

Parece que a semana foi curtinha né? Mas foi o post de sábado que atrasou, e hoje já tem mais um. Tá em dúvida na segunda parte dos posts de eletrões, corre lá ver e se tiver dúvidas, deixa comentário.

Eu sei que vocês estão ficando com soninho já do assunto da cozinha, então hoje eu resolvi falar de matéria prima e acabamentos (mais comuns) que se utiliza em mobiliário atualmente. Então, pega tua serra tico-tico e #vemkotio !

Eu tenho certeza que você já ouviu alguém falar, ou já viu uma propaganda MA RA VI LHO SA exaltando um 100% MDF! Com letras grandes, grossas AND chamativas, como que ele fosse a melhor das melhores coisas que acontecer na sua vida. Mas a verdade é que essa chapa não é a cura do câncer e, ter um móvel de MDF ou MDP pode não fazer diferença nenhuma na sua vida.

Primeiro, vamos entender esse nomes: Medium Density Particleboard e Medium Density Fiberboard . Elas estão lá dentro do seu móvel, e a verdade é que tem fornecedores que te prometem uma, entregam a outra e você jamais saberá, porque ela tá recoberta com uma lâmina de acabamento. No final das contas tudo isso é conversa pra pica-pau dormir se a gente não ver-cos-zóios a coisa que eu estou descrevendo, não teremos como entender:

resize_MDF-MDP.jpg

Quando eu comecei a trabalhar com mobiliário, eu precisava aprender a diferença desses dois negócios. E eu precisava com força, porque muitos clientes entram e perguntam. Então lá na loja temos uns quadradinhos das duas chapas pra mostrar e explicar… mas eu sempre me embananava todo olhando até que eu fiz uma simples associação:

MDP = Pedaços

MDF = Fiapo

E eu decorei isso, porque a gente pega esses pedacinhos das amostras e ferve eles (do verbo jogar na panela com água e levar ao fogo alto) já-já, eu explico por quê disso.

Eu achei uma foto muito legal neste site, que fala das vantagens e desvantagens de cada um:

resize_vantagens desvantagens

Então, como eu sempre explico pros clientes que eu atendo, não existe melhor ou melhor entre eles. Existe sim, aplicações adequadas para cada um.

Eu sei que num inverno do final da década de 80 a sua casa tinha um móvel que esfarelava. Se você for de uma safra de depois de 1990 pergunte pra sua mãe. E é por culpa desse móvel que hoje as pessoas têm pré-conceito contra o indefeso MDP.

Mas a culpa é do aglomerado. O MDP até ontem coitado, era uma arvorezinha feliz, balançando as folhinhas numa floresta de manejo controlado/reflorestamento. Dae vem um homi lumbersexual com seu machado, derruba, torra, tritura, cola de volta e faz painel pra sua TV.

resize_lumber

WOOOWWWW (nota da blogueira parte 2 rs)

O Aglomerado é um produto que tem partículas aleatórias de madeira, de baixo custo, que não pode receber parafusos, tem que ser montado com cola, cavilhas (tipo um prego de madeira que encaixa uma chapa na outra) mas, o que acabou com a fama desse coitado, é que lá pelos anos 80 ele era feito com material plástico no meio, e acabava esfarelando e se decompondo… era mais ou menos como um castelo de areia, a coisa se desmontava na tua frente.

O MDP aplicado atualmente tem uma camada menos densa ao centro então ele se torna “parafusável” e quando se usa ferragens muódernas ele pode ser montado e desmontado infinitas vezes.

Tava com preguiça e não leu a fotinho lá em cima, não tem problema, vou repetir uns detalhes: MDF serve pra peças que tem detalhes esculpidos, tipo esse pé de mesa e as portas com listras.

resize_pé da mesa

Mas é só isso que existe pra fabricar móveis? Claro que não. Mas esses dois são tipo, 90% do mercado, vamos falar rapidamente de alguns outros:

OSB, esse é um painel que eu vejo muito em decoração em sites estrangeiros, ele é BEM barato, mas tem média resistência. Muita gente gosta dele ter essa carinha de madeira bagunçada:

resize_osb

Compensado, esse nome também é conhecido dos brasileiros. É uma chapa formada de lâmidas de madeira sobrepostas em sentidos alternados, colada… essa chapa é muito resistente, mas também é cara e difícil de produzir. Em espessuras menores, essa chapa também conhecida como multilaminado, ela permite fabricação de alguns itens arredondados.

resize_compensado

Madeira Maciça – desde que seja uma madeira de lei, que tenha sido bem preparada e que vc não tenha cupins de estimação, será um móvel eterno…

Existem outros materiais sintéticos, a base de plástico e tals, mas esses vão ficar pra depois.

A maioria destes produtos são a matéria prima e precisam de uma “capa” pra ficarem bonitos e resistentes, são os acabamentos que podem ser laminados, melaminas, pinturas, fórmicas e as famosas “lacas”. Mas isso é outro assunto já!

Mas eu prometi lá em cima explicar porquê fazemos ensopado com as amostrinhas. Em cerca de 30 minutos de fervura, podemos ver que ambos MDP e MDF reagem a umidade, e que ambos precisam do mesmo cuidado na hora da manutenção!

Viu que eu tô aprendendo a escrever menos? E o drink do dia dos pais vai ser… Cerveja porque é bem coisa de pai =D

E vai ser a Leffe Radieuse, porque… porque ela é roxa e foi a única que eu tomei na vida.

resize_LEFFE.jpg

Deixem suas dúvidas e sugestões! Bença!

assilelo

22 Comentários
  1. #1
    Daniela
    15.08.2015 - 17:11

    Ouvi falar que MDF é o único tipo de madeira que não dá cupim, é verdade?

    • #2
      Tio Lelo
      17.08.2015 - 15:26

      Oi Daniela,

      Atualmente boas indústrias de MDF/MDP e tudo essas chapas usam um material para repelir cupins. Mas isso não quer dizer q ele vai repelir eternamente, os produtos tem durações distintas.

      Beijo!

  2. #3
    Roberta
    15.08.2015 - 21:25

    Nunca entendi muito a diferença entre esses materiais, mas agora sim ficou bem esclarecida, adorei!!! 🙂

  3. #4
    Renata
    16.08.2015 - 09:31

    Morri com a foto do lenhador. O melhor foi o Lelo ter jogado a foto displicentemente, sem comentário algum, tipo: “sem comentários, morram!”.
    Mas esse post, como todos os outros, são de utilidade pública!
    Abraços!

    • #5
      Renata
      16.08.2015 - 09:32

      *é de utilidade…

      • #6
        Tio Lelo
        17.08.2015 - 15:27

        Obrigado Renatildes!

        Beijo!

  4. #7
    Carla BH
    16.08.2015 - 12:18

    Deus te abençoe meu filho!!!
    Ótima matéria. Estou fazendo armários embutidos e vou tirar onda com o marceneiro… rsrsrs

    • #8
      Tio Lelo
      18.08.2015 - 12:26

      Isso aí Carla, chega lá e arrasa!

      Obrigado por ver a gente, beijo!

  5. #9
    Gilmara
    16.08.2015 - 17:54

    Mas gente! Sempre tenho problema com isso, cada loja indica um material diferente dependendo do que tem pra oferecer (e do que for mais caro!)… Estou há meses na luta pra comprar um bom guarda roupa e que não custe um fígado!
    Lelo, pra moveis como guarda roupa por exemplo, você aconselha MDF ou MDP? Pode fazer um post sobre decorações de quartos pequenos? Obrigada e Bença!
    Ps.: que coluna MARA! #LoveLelo rs

    • #10
      Tio Lelo
      17.08.2015 - 15:34

      Oi Gilmara!

      É exatamente isso, cada um puxa a sardinha pro lado que interessa mais. Bom mesmo é uma combinação de MDF e MDP.

      Para as partes verticais, ou seja, o que fica DIMPÉ – (laterais de modulos, costas etc) é melhor o MDP, porque ele resiste melhor aos excaixes e aparafusamentos.

      O que é horizontal, ou seja, DEITADIN ( prateleiras e bases superior e inferior )o mais indicado é o MDF que tem grande resistência ao empenamento.

      Mas isso não é regra, uma prateleira q não é muito larga, que não vai suportar muito peso, pode ser MDP. Uma porta ou uma lateral que será laqueada, mesmo sendo vertical, precisa ser MDF por causa do acabamento lisinho.

      Então importante é saber que ambos são bons, desde que aplicados corretamente.

      Obrigado pela participação!

      BBT!

  6. #11
    Juliane
    16.08.2015 - 22:33

    Oi Lelo Amo seus posts, gostaria que você me tirasse dúvidas quanto a madeira de pinus pois sempre os vendedores querem nos vender em troca de um rim. Bjo e bença!!!!

    • #12
      Tio Lelo
      18.08.2015 - 14:07

      Oi Ju!

      O Pinus geralmente é caro, mas tudo depende da qualidade dele… existem variações, frágeis e baratas, dessas que se usam pra fazer caixas de feira ou de vinho.
      Mas existem algumas que podem ser usadas até como estruturação de construções, então seria legal perguntar e pesquisar se não estão colocando um pinus “acima” da sua necessidade, só pra ganhar mai$$$.

      Beijo!

  7. #13
    17.08.2015 - 14:18

    Esse post ficou muito esclarecedor, porque na loja deixam a gente doidinha….

  8. #14
    Helô Valliatti
    17.08.2015 - 14:19

    Lelo, eu moro pertinho da praia (4 quadras) e tenho muuuuito problema com mofo nos móveis, mesmo limpando, passando tudo que é coisa, enfim. É horrível. Ouvi falar que MDF é mais difícil de mofar, mas procede essa informação?

    • #15
      Tio Lelo
      17.08.2015 - 17:06

      Oi Helô!

      Tanto o MDF quanto o MDP reagem a umidade, corre na boca pequena que o MDF é mais resistente, mas isso não é verdade.
      A verdade é que ele demora muito mais pra “estufar”.
      Se você colocar pedaços de MDF e um MDP juntos em um pires com água, o MDP vai virar um sapão gordo 3 vezes mais rápido que o MDF. Então ele demora mais pra estragar, mas estraga também.

      Para regiões de litoral, é bom você pensar mais em detalhes da “construção” do móvel, do que a matéria prima. Por exemplo, usar armários de quarto sem fundo, mobiliário para cozinha com acabamento nas costas. Muitos marceneiros / lojas de móveis dispensam essa fita de borda ou lâmina de acabamento traseira para conter custos, e no final quem sofre é o cliente, com um móvel que dura muito menos tempo.

      Obrigado por ler a gente!

  9. #16
    Bel
    17.08.2015 - 14:32

    Hoje foi só p deixar um bjuuu Lelo querido

    • #17
      Tio Lelo
      17.08.2015 - 17:07

      Obrigado Bel!

      =*

  10. #18
    Natália
    19.08.2015 - 12:24

    Oi, Lelo
    A dúvida na verdade não é relacionada ao MDF em si, mas à laminação por cima.
    Tenho uma cama de MDF com um laminado escuro e gostaria de trocar por um mais claro. Alguns me dizem pra pintar por cima (acho que vai ficar ruim) e outros dizem que trocar o laminado é caríssimo e que fica quase o preço de comprar uma cama nova.
    Não sei quem faça esse trabalho aqui em Brasília e queria uma opinião sua sobre o que seria mais interessante fazer.
    Bjos.

    • #19
      22.08.2015 - 10:57

      Oi Natália,
      Então, geralmente o laminado é um material “plástico” para conseguir pintar e ter um resultado bom tem que lixar ele até tirar todo esse plástico. Relaminar não é barato mesmo, mas eu nunca orcei essa relação de relaminar x novo.
      Agora uma sugestão, se é uma cama, porque vc não reveste ela com algum tecido? procure uma tapeçaria pois provavelmente não vai ficar tão caro e o resultado vai ser aconchegante, se vc for pra um estilo mais clássico pode usar uma seda, mais sofisticado um linhão, mais contemporâneo uma imitação de couro ( couro mesmo é para os forte$$$ )

      Beijo!

  11. #20
    Juliana
    20.08.2015 - 12:03

    Sério, eu não tô construindo, planejando casa, nem nada. Mas acho os posts do Lelo SENSACIONAIS de tanta graça e fluidez. Agora só tenho vindo no blog em busca dos textos dele, praticamente.

    • #21
      22.08.2015 - 10:59

      Oi Ju!

      Obrigado pelo carinho tá 🙂

      Mas ó! Tem muito texto bom por aqui além dos meus, a Cony já voltou de viagem e os textos estão incríveis!

      Beijo!

  12. #22
    franciele
    21.08.2015 - 09:30

    mundo ideal: compensado naval + Formica (se possível a Real Color)! Difícil é achar marcenaria que trabalhe com isso, porque planejados non ecziste! (desconfio que a formaplas use, mas não tenho certeza)
    Abraços

Comente