Comportamento
Chora Que Eu Te Escuto
04 dez 2014, 221 comentários

Chora Que Eu Te Escuto!

Antes de mais nada, ninguém me mandou esse Chora mas já vou adiantar porque fiquei um pouco surpresa com alguns comentários do post sobre a decisão de não ser mãe.

Seguinte: continuo batendo o pé na opinião que a mulher tem todo e TOTAL direito de decidir sua vida, o que fazer com seu corpo e seguir suas vontades independente de opinião alheia. Isso inclui opinião de amigas, sociedade, família e MARIDO, NOIVO E NAMORADO. Porém, filho se faz entre duas pessoas (ok que atualmente nem precisamos mais de um bigulim para procriar mas o ponto não é esse), e se você está em um relacionamento sério e seu parceiro pensa diferente a você quanto a ter filhos, melhor parar para conversar logo e resolver isso, caso contrário um dos dois sairá fortemente frustrado. É uma decisão muito forte e pra vida e se um tem o sonho de ter (ou não) crianças, deve ser resolvido entre o casal, o quanto antes! É fator determinante para a longevidade da relação. Não vejo um bom futuro para casais que tem opiniões diferente quanto à essa questão. Muita conversa e pensem bem os prós e contras, seja qual for a sua vontade.

Agora sim, voltemos a programação normal. A choradeira começa com a Ângela!

“Namoro há seis anos com um cara fantástico. Sim, ele é lindo, bonzinho, faz de tudo pra me agradar, sem frescuras, religioso como eu, boa família MAS, infelizmente sempre tem um porém…

Recentemente ele mudou de emprego está cuidando dos negócios da família, sendo um deles a venda de gado. Por esta razão, ele viaja com frequencia e por longos período para a fazenda, que fica 1.000 km de distância da cidade onde moramos.

Ele tem fazenda desde criança e lá todo mundo se conhece por ser cidade pequena. E mais, sei que ele já teve rolinhos por lá e lá é assim: só chegar os donos de fazenda que a cidade inteira ta sabendo e a mulherada se derrete toda pelos fazendeiros (aiii que ódioooo)!

O ano passado passei dia dos namorados sozinha, niver dele sozinha e quase que o meu tbm. Aí não teve como, tive que sentar e conversar. Por mim ele não iria mais pra fazenda, afinal de contas ele não vive disso (tem outras ocupações); mas não tem como, ele ama aquele lugar e acha que precisa ajudar, pois é patrimonio da familia, que um dia será dele, bla bla bla. Chegamos no seguinte consenso: 60 (sessenta) dias por ano é o limite pra mim, e ele topou. E sim, ele trabalha de verdade qdo está por lá, acorda 5:00, dá comida pros bichos, mexe com trator, faz cerca, um peãozinho de verdade!

Somos um grude, sou MEGA ciumenta e toda vez que ele está lá eu surto, surto, surto muito e isso está acabando com o nosso relacionamento, que sempre foi lindo!

Tudo eu fico desconfiada, encanada, e acabamos brigando.

São coisas bestas de tudo Cony, até se ele faz a barba eu fico meio assim… Afinaal, não precisa estar bonito pra ver boi!

Enfim, várias neuras… Até mesmo que ele ta sozinho e pode até estar com uma segunda namorada lá! (tá, eu sei que é absurdo, mas não impossível)

Ah, vale eu fazer a colocação de que ele nunca me deu motivo algum pra desconfiar, nem nada.  Nosso relacionamento é lindo… Mas sabe, eu sei de histórias terríveis, eu já fui solteira e o modo que o mundão está, ixiiii, se for parar pra pensar eu perco a paz! Até mesmo na página do Fufu, vc não vê as historias? Caras que estão pra casar e dão maior mancada… Oh my God! Táaaaa bom, eu sei que se for ficar pensando nisso eu não me envolvo mais com ninguém, mas vc entende meu contexto? Lá ele é “rei” e vai sempre e pra sempre!

Acredita que isso me deixa tão doida que eu chego a repensar meu namoro? Pq o fato é que ele não vai deixar de ir nunca e eu sofro com isso! Em contrapartida, ele tem tanta qualidade.

Queria opiniões sobre tudo isso… é normal minhas encanações? Aceito? Caio fora? Pode soltar o verbo! Tô precisando!”

 

Olha só, por tudo o que você falou, tá fazendo a louca mesmo. Se o cara é isso tudo, confia nele! E pelo jeito ele gosta do lance da fazenda MESMO e não acho certo você podar isso… Você não vai pra lá não? Vai de vez em quando acompanhar ele, marcar território, aparecer como a primeira dama da fazenda kkkk. Sério, não deixa esse ciúmes te consumir, se ele é realmente bacana, vale a pena ser mais confiante. Acho que ciúmes de uma amiga grudenta e sem noção, uma piriguete na balada, uma ex namorada que não sai do pé dele é até compreensível e normal, mas ciúmes de algo que ele curte fazer e não te prejudica, é bobagem. E que fazenda longe hein?

 

37a02d80bbfcac51c7a417ae4a23aa63

 

Agora as coisas começam a se complicar, segue o caso da Fernanda

 

“Socorro Cony! Problemas na minha vida é o que não falta mas vamos tentar resumir.
Acho que estou passando pela crise dos vinte e poucos. Sou recém formada mas não consegui emprego fixo, tenho 22 anos e moro com meus pais. Fui criada pela minha vó por que eles sempre trabalharam fora (não somos pobres, mas já passamos algumas dificuldades). Quando eu tinha uns 13 anos minha vó morreu, desde então entrei numa depressão que nunca mais saí. As vezes estou melhor, mas já passei dias chorando no quarto sem ver a luz do sol, tomar banho ou comer e ninguém se importa, de verdade. Meus pais me rejeitam completamente (minha mãe principalmente, meu pai é pau-mandado dela, se faz de desentendido), meu caso é bem parecido com o da Janaína que apareceu aqui, com a diferença que eu sou filha única. Já conversei com eles, já fiz terapia com e sem minha mãe, não vejo mais solução. Tudo o que os médicos sabem fazer é me deixar dopada. Há sete anos eu namoro com um cara mais velho e ultimamente não sei mais o que dizer da nossa relação… Pra falar a verdade faz tempo que não transamos nem conversamos mais direito. Isso está me matando.
Resumindo, eu to com a faca e o queijo na mão mas não sei o que fazer! Queria muito sair daqui e morar sozinha mas antes preciso de um emprego fixo, o que está bem complicado na minha área. Às vezes penso em começar a vida fora do país (eu sempre quis morar fora), mas daí penso no meu namorado… Tanto tempo juntos… Eu amo ele mas to começando a duvidar do sentimento dele também. Eles me dizem que não sabem o que fazer para me ajudar, mas eu também não sei, só tenho vontade de chorar e não consigo pensar numa solução. Às vezes acho que to me fazendo de vítima e querendo que tudo se resolva de imediato, mas é assim que me sinto. NÃO AGUENTO MAIS ESTAR INFELIZ E CHORAR, minha auto-estima está um lixo, só queria me sentir amada por alguém. MENINAS ME AJUDEM!” 

 

Eu não sei opinar sobre depressão, pelo simples fato que eu nunca vivi isso. Esses dias uma moça comentou que estava deprimida, eu tentei ajudar da forma que pude e ainda me xingaram falando que não era assim que se fazia. E como não sei, passo a bola para quem sabe do assunto. Desculpe Fernanda, boa sorte.

 

ajuda

 

E a Regina hein?

 

“Bom, desde que vi sua “coluna do coração” pensei, pensei mais um pouco e decidi escrever depois que li o relato da Letícia, que achei um pouco semelhante ao meu. Tenho 30 anos e namoro há quase 8, porém já há algum tempo percebo que se tornou um relacionamento sem futuro. Meu namorado não faz planos para casar, e todas as vezes que tentei conversar sobre o assunto, ele agiu totalmente na defensiva, dizendo que nem sequer pensava nisso, pois não tem condições financeiras para casar.

Ele tem 29 anos,  duas graduações (jornalismo e publicidade), pós-graduação e cursos de fotografia, porém até hoje não conseguiu se firmar em nenhum emprego., trabalha como jornalista, mas tem uma péssima remuneração e não demonstra ambição de ir atrás de outras oportunidades, em outras palavras é bem acomodado, em todos os sentidos.

Meu salário é quase o triplo do dele, ainda moro com meus pais mas tenho independência financeira, portanto é normal que queira ter minha casa, faça planos para o futuro… porém sinto que são planos solitários, nunca sentamos para falar sobre casamento, uma vida a dois, como todo casal normal. Todas as minhas amigas já casaram, minha família faz cobranças, a família dele faz cobranças, eu mesma me cobro muito,  mas sei que se for bater de frente com ele sobre esse assunto iremos terminar, pois ele é absolutamente irredutível sobre isso.

A situação piorou quando a irmã dele anunciou casamento, ela é cinco anos mais nova e namora a menos de um ano, isso mexeu muito com a minha vaidade, pois passei a pensar que eu é que não sou digna de um homem querer casar comigo, que talvez eu não fui mulher o suficiente para que ele sentisse o desejo de ter planos comigo. Fora que agora todos os assuntos da família giram em torno do casamento, e me sinto péssima, pois quando chego perto os pais dele mudam de assunto, tentam esconder de mim qualquer coisa a respeito disso.

Sei que a resposta parece muito óbvia, que a única coisa a ser feita é terminar esse relacionamento sem futuro, porém gosto muito dele,  já passamos por muitas coisas que me convencem de que podemos ser felizes juntos,  porém essa falta de vontade em fazer planos, essa falta de ambição em  conquistar sua independência financeira são extremamente frustrantes para mim, além de saber que na minha idade, na cidade onde moro (interior) será impossível conhecer alguém interessante. Espero que consigam me ajudar, ouvir opiniões de pessoas de fora  irá abrir minha cabeça pra tentar solucionar esse entrave na minha vida. Beijos.”

Caramba, gelei quando você contou que sua cunhada com menos de um ano de namoro já vai casar e você há 8 anos de relacionamento não consegue nem conversar sobre isso com seu namorado. Que situação chata para a família hein? Difícil opinar mas acho que você talvez deva ser mais enérgica e sentar com ele e falar: AQUI MEU FILHO, JÁ TEM 8 ANOS QUE A GENTE TÁ JUNTO, TÁ NA HORA DE PELO MENOS A GENTE PLANEJAR NOSSO FUTURO. OU VOCÊ NÃO PENSAR EM FUTURO COMIGO? Deixe BEM claro que quer casar e passou da hora de falarem sobre isso. Se ele se negar a conversar, dá um susto nele. Pede um tempo e se afaste, diz que quer repensar a relação pois não está indo do jeito que você gostaria. Ou ele se toca e dá espaço para o assunto, ou pula fura e você vai parar de perder tempo com alguém que não tem os mesmos desejos de casal como você. Outra coisa, ele se nega a casar casar, ou morar junto também?

 

  • As inscrições continuam momentaneamente suspensas. Tem muito desabafo ainda pra resolver!