23
May 2017
Saia Midi no Inverno!
Como Usar

Antes de mais nada, midi é COMPRIMENTO e não modelo! Geralmente quando se fala em saia midi, logo vem a cabeça uma saia plissada né? Mas não é por aí não. A midi pode ser plissada, pode ser lápis, pode ser evasê! E qualquer que seja o tipo de midi, é chique e elegante.

No inverno então… olha só essas inspirações:

Evase em 3 momentos: com ankle boot, com tênis e com sandália. 

Com bota over the knee! Coisa mais linda!

Amo saia lápis de malha ou tricô com tênis. Super descolado! Na parte de cima é só por um tricôzão e pronto, look de Pinterest!

A saia lapis em comprimento midi também pode ser estampada ou em couro. E reparem, todos os looks com tênis! Mas facilmente vai uma bota aí também!

E a vez da midi mais lembrada, a saia plissada! Acho que já passou o susto de usar ela né? Se não passou, podem dar um jeito pois a bichinha veio pra ficar!

Se tem medo das metalizadas ou estampadas, pode ser uma preta ou cinza básica. No inverno pode usar com jaqueta jeans, jaqueta de couro, maxi tricô. 

  • Considerei um inverno ameno, sem neve nem friaca nível hard. Curtem saia midi? Querem post de onde comprar?
22
May 2017
Fala Que Eu Te Escuto – Bota No Trabalho, Como Usar??
Como Usar, Fala que eu te escuto!

Dúvida da Mariah e que pode ser a dúvida de muita gente!!

Cony querida, acompanho o seu blog há anos e adoro tudo que você escreve! Foi você que me ensinou a comprar no Ebay – e sinto falta de ver suas comprinhas! Tenho uma dúvida sobre como usar e queria sua ajuda – já que vc está sempre impecável! Seguinte: sou uma pessoa bem friorenta e não vivo sem uma (ou 5 rsrsrs) botinha no inverno, mas tenho dúvidas de como usar no ambiente de trabalho mais formal. Geralmente eu uso com jean ou até legging, ou então, em dias mais sérios ir com vestido + meia calça + bota. Consegui sobreviver um tempo assim por que a empresa era extremamente informal, mas agora vou trabalhar num lugar mais quadradinho e preciso me adaptar. Minha preocupação também é de não ficar muito envelhecida (eu tenho 26 anos!). Me ajuda?”

Ajudo! E achei ótima sua pergunta porque eu também aprendi um bocado fazendo essa pesquisa!

Olha só o que achei:

Um look pode ser formal sem ser engomadinho demais sabe? E ainda mais para você, que tem apenas 26 anos e não quer se vestir de maneira careta! O detalhe da “juventude” (rsrsrs) pode ser na bolsa colorida, no lazer com padronagem diferente, na maneira de sobrepor as peças e nos acessórios. Acredito que com todos os looks acima você pode ir trabalhar num ambiente mais sério, não ficar careta e ainda usar suas botinhas. 

Se for para ser um pouco mais formal, vale usar a bota pode dentro da calça como a Jennifer Aniston (talvez uma calça de alfaiataria ficasse melhor para o look mais sério) ou então usar ankle boot preta com calça preta para dar “continuidade” ao visual. Olha esses looks com casacos que lindos!

Adorei esses! Todos com blazers o que já deixa a produção mais séria. Mas repare nos detalhes fashionistas: na primeira foto, a bota caramelo e o colar, na foto do meio, a bota de verniz, e na última foto, a calça de couro!

Para fashionizar ainda mais, a bota pode ser diferentona, pode usar uma pantacourt (achei MARA esse look!) ou um total black com blazer bem acinturado.

Ankle boot com saia também vai ao escritório! Mas SEMPRE com meia calça acompanhando a cor da bota ok?

Esses dois looks são os meus preferidos e tomara que sejam formal o suficiente para seu trabalho! Saia midi com bota é a coisa mais chique ever!

E aqui, já não tão sérios, saias plissadas, botas OTK (over the knee, ou seja, acima do joelho) e combinações mais fashionistas.

  • Várias opções hein Mariah! Espero que tenha gostado e se for replicar algum dos looks, manda foto pra gente ver!
21
May 2017
Tem Jeito Decor – Furando fila Edition
Decoração, Mi Casa Su Casa

JENT, Conylú Fernandez está com dúvidas.

E eu vou fazer uso do nepotismo, tá?

Essa semana nossa patroa maravilhosa postou as dúvidas dela aqui.

E no texto, tivemos vários questionamentos, então pega a agulha de tricô e #vemkotio!

Que almofada usar na cama? Como que distribui? Edredon tem que ter capa??? A moldura dos quadros tem que ser igual pra todos? Pendura arrumadinho ou bagunçado? Luminária de cristal é brega? O que vai numa bandeja de prata??? Um arranjo de flores fake é ok??? Posso encher a casa de velas? O que coloco na bandejinha do banheiro? A vela do banheiro só decora ou acende? As almofadas do sofá tem que ser parecidas? A manta do sofá arruma como? E tem que ter manta?

E como diria JACK, meu amigo estripador: Vamos por partes:

Que almofada usar na cama?”

Existem diversas formas de ter aquela cama Comfy, e quase todas elas estão atreladas a diversas almofadas exibidas serelepeando sobre nossos leitos.

Contudo eu vou falar das que tem uma certa “praticalidade” afinal ter 436 almofadas na cama é legal – desde que vc tenha um escravo ninja afofador de almofadas com T.O.C de organização pra deixá-las impecáveis toda manhã e um local limpo e adequado pra fazer uma trouxa de fugitivo de prisão onde elas vão passar a noite enquato vc horizontaliza o esqueleto no seu sono de beleza.

Como que distribui?”

A maneira mais simples e uma das mais bonitas de se usar, na minha opinião, é:

2 ( pra camas de casal ou queen) ou 3 ( para king e super king) travesseiros europeus (ou almofadas grandes, de 70×70);

depois os seus 2 travesseiros;

E então 1 almofadinha bem dragqueen!

Pode ser peluda, pode ser bordada, pode se jogar.

Fica assim:

Algumas marcas já vendem as “capas de travesseiro” pra vc fazer um cu-juntin com o edredom:

Caso vc não queira, não tenha espaço pra travesseiros ou almofadas grandes, vale fazer o contrário, usar duas almofadas menores que o travesseiro na frente deles:

Veja acima que a almofadinha diferentona tá sempre ali, presente!

Se você quiser, adicionar mais camadas, a cama vai ficando cada vez mais sofazuda:

Eu que sou uma pessoa meio contra-regras, gosto de uma arrumação assimétrica e de riqueza de texturas, gosto assim:

Veja que eles usaram 2 travesseiros de pé, 2 traveseiros deitadinhos (um sobre o outro), uma almofada peluda e uma de veludo mega rykah. ainda combinaram com uma colcha mais rústica e uma mantinha de veludo. #gostomuito

Antes de seguir pra próxima dúvida da Cony, quero falar do body pillow. O “travesseiro acompanhante” é um travesseirão, com mais ou menos 140cm que vc usa de mozão nas noites solitárias. É como se você estivesse abraçando alguém.

Se você tem um desses, ele pode ficar no lugar da almofada travesti, desde que tenha uma capa bem decorativa… mas essas capinhas muito espalhafatosas não são confortáveis de usar, é só pela boniteza mesmo. Então eu sugiro usar uma fronha bem gostosa, com quantos fios seu bolso permitir comprar e colocar ela atrás na arrumação, pra dar volume.

Ainda sobre o body pillow: Ele não paga o jantar, mas também não come, então o custo benefício é um fato verídico.

Seguindo com as perguntas:

Edredon tem que ter capa???”

Essa é uma invenção MA RA VI LHO SA. Ainda não é comum no BRÉSIL. Especialmente no interior. Ele economiza um baita espaço no armário (e quem é que tem e$$$paço pra ter vários edredons hoje em dia?)

Podemos dizer que ele é uma fronha gigante, geralmente fechada com botões, que devem ficar lá no pé daa cama pra evitar machucar os dorminhocos:

O recheio do “duvet” como chamam em inglês, é bem fofuxo e leve, apesar de esquentar bastante. Aqui em Terras Tupinikins vc pode comprar um bom edredom mesmo e usar com capas, que podem ser feitas numa boa costureira ou algumas marcas já iniciaram a – abusiva – venda do produto pronto.

O interessante é que eu fui ver os vídeos sobre como colocar a capa e achei esse super fácil:

OK, NEXT:

“A moldura dos quadros tem que ser igual pra todos? Pendura arrumadinho ou bagunçado?”

Nós não estávamos no quarto? É só um ambiente por cartinha! AHHAHAHAHA

Sobre composições de quadros tem que existir algo que os mantenham unidos. Podem ser as molduras, o tamanho, as cores ou até o tema que exibem.

Por exemplo, 18 quadros, todos do mesmo tamanho e com molduras brancas e pretas. não precisam ser molduras exatamente iguais, mas mantendo as duas cores, tá lindo, tá coerente, tá bagunçado-organizado. Eu tenho em casa e mostrei no : INSTAGRAM.

Ou então uma composição de imagens de flores, em diversos tamanhos com várias molduras diferentes, mas todas em uma mesma cor, já serão algo lindo de se contemplar.

Sobre o bagunçado/organizado, vale o que agrada aos seus olhos. A maneira mais segura é imaginar uma forma geométrica e ir preenchendo com as molduras, assim sempre parece coeso aos nossos olhos. E uma regrinha muito útil é que entre todas as molduras tenha o mesmo espaçamento.

Bagunçadin:

Arrumadin:

Ahhhh mora de aluguel? Sim eu sei que é penso furar parede no aluguel… Mas cola com o tio que vc passa de ano:

Sim, a 3M lançou um velcro pra pendurar coisas nas paredes, eu comprei recentemente o que “segura” 1,5 kilo e paGAY R$ 16,00. Na propaganda diz que não estraga a parede, e a gente finje que acredita. Quero ver depois de 12 meses se não vai manchar, arrancar a tinta, ou ficar a cola. Agora, antes de torcer o nariz, sejamos francos que hoje em dia você sempre precisa pintar o imóvel na hora de devolver, então não tendo furos já facilita muito.

Próxima pergunta:

“Luminária de cristal é brega?”

Tudo fica bem em algum lugar, nem que seja no lixo. HAHAHHA

Luminária de cristal só vai ser brega se ela estiver fora de contexto, por exemplo tudo rústico e a coisa toda bling-bling desorientada lá no meio. Brega mesmo é deixar de ter algo que se gosta por medo de não estar na moda da vez. #sejoga!

Essa semana mesmo eu especifiquei um projeto que terá diversas luminárias de cristal, inclusive essa da foto de cima, que ficará na sala de estar.

“O que vai numa bandeja de prata?”

Que não seja caviar, porque oxida amyga!

Se for uma “bandeja bar” vc deixa os bons drinks principais sempre a mão, com 2 copos adequados para o que está disponível ali pra quem chegar. Se vc receber uma pessoa apenas deve usar estes copos da bandeja pra servir:

Tipo novela que a pessoa chega em casa e fala: Aceita um goró? E já corre pra garrafa e dá um golão.

Incrível que o gelo tá sempre lá disponível.

CASO tenha mais gente, vc deixa os dois decorany a bandeja e pega pra todo mundo onde que que seja que os outros estejam.

“Um arranjo de flores fake é ok?”

Siiiiiiiiim! Mas não aquela que parece de R$ 1,99. E não sou eu que liberei, foi Priscila (maravilhosa) Marques, do Blog Anfitriã. Que tem um bom gosto abusivo.

Ela é pé no chão (ok, em 70% do tempo)e diz que os “verdinhos” dão vida a decoração e que por serem indispensáveis podem ser artificiais, e em momentos especiais você mescla com as naturais e tem esfeitos lindíssimos.

Seguimos para….

“Posso encher a casa de velas? A vela do banheiro só decora ou acende?”

Sobre velas, PRE-CI-SO lembrar vocês de que eu sou o fã nº 3 de Joaquin Torres, então se depender de mim…

Eu adoro velas aromáticas, tenho diversas (5 na verdade) pela metade, por motivos de: Tenho dó de acabar com minhas queridas. Sou completamente apaixonado pelas Voluspa – que são maravilhentas, só que estas safadinhas custam uma fortuna. Já a marca brasileira Avatim tem uma linha com ceras vegetais que podem ser usadas para massagens e cheiros deliciosos. E de bônus, sugiro que testem o “Açúcar em óleo” que é o melhor esfoliante do mundo!

Sobre acender a vela do banheiro, somente em festas, tomando o cuidado com as toalhas… ou quando vc for tomar banho com alguém esfregando suas costas (y todo lo demás que quiera). O imprescindível é não deixar a chama sem atenção.

“O que coloco na bandejinha do banheiro?”

Segundo outra poderosa da recepção, Tânia Bulhões, tem até uma linha de “Gloss para Lavabo” que é aquele gloss incolor que fica o efeito – comi frango – nas beiça sebosa das pessoas. Eu acho que a ANVISA não deveria permitir essas coisas.

Vamos adiante: Para o banheiro social, eu gosto de compor com:

Sabonete líquido;

Hidratante;

Aromatizador de ambiente (tipo vareta);

Vasinho de flor;

Toalhinhas.

Tipo assim:

Ou assim:

“As almofadas do sofá tem que ser parecidas?”

Quanto mais bagunçado, mais me agrada. Mas é um gosto pessoal. Tem gente que vai odiar, mais querer tirar umas coisas e deixar tudo alinhadinho….

Recentemente eu tenho feito arrumações de “Sofá Surpresa”. Eu visito o cliente e desenvolvo uma combinação única e exclusiva (não posso copiar de mim hahaha), sem que a pessoa saiba como será.

Um que eu me encantei foi esse:

Vale lembrar que ele foi criado para: Uma jornalista, viajada, super aventureira (sagitariana indeed) então temos, o lamê super metalizado, temos cetim geométrico, temos preto e branco que se comunicam com os quadros, e flores em um tecido de linho mega aconchegante. Fiquei muito feliz que ela gostou e já indicou pra várias pessoas.

“A manta do sofá arruma como? E tem que ter manta?

Dona Eva está certa! A manta serve sim pra proteger o sofá. Alguém nos comentários do post da patroa comentou:

“Mas para proteger, não teria que cobrir tudo?”

O que acontece é: Sempre tem aquele canto mais usado. Aí você prioriza esse local onte as busanfadas são mais frequentes. Na minha casa eu tenho uma manta gigante, quase um lençol, de um tom cinza bem neutro e parecido com o sofá,  que cobre todo o encosto e os aassentos. Fica quase assim:

Só que a gente ainda “finca” ela lá na dobrinha, para ficar mais com cara de sofá e não tão de cobertinha.

No início era por causa do Othelo, meu gato, mas mesmo depois da partida dele mantivemos, porque é muito mais prático tirar a manta e lavar junto com os lençóis do que  limpar o estofado, que é tipo um veludo cotelê (versão assalariada) mas quando tem visita (sem criança) a gente tira a manta pra ficar mais bonito.

Entretanto a manta pode ser apenas decorativa, que é mais o caso desse modelo que a Cony comprou  e também um maravilhoso recurso pra essa nossa época de outono/inverno quando é ótimo no entardecer ter algo pra cobrir o pé sem ter que ir lá no outro cômodo buscar algo… Então eu sempre penso na manta como algo mimoso pra te dar um carinho. Logo em seguida ela poderia servir um chá, ou um chocolate quente… hehehe

Na questão de arrumá-la, sempre me agrado mais das que caem pelo braço:

Aprecio também usar ela como um cobre leito, na chaise:

E também transformo em rolinhos:

Ou faço umas dobras:

E eu defitivamente não consigo me entender com as de fianco:

Nem com as grandes demais pra um poltrona, parece que alguém gorfou ali:

Mas vamos falar de textura?

Misturar texturas é a parte mais gostosa de ter uma bagunçinha rica de sensações.

Couro+veludo+linho;

Linho+plumas+tafetá;

Suede+Cetim+neoprene;

Seda+algodão;

Chenille++gorgurão…

Podem ser quantas texturas seu coração mandar…

Suede + cobertinha piluda:

Crochê e chenille:

Veludo+lãzinha:

Maxitricot + Linho:

Pausa dramática.

SE ALGUÉM SOUBER ONDE TIVER MAXITRICOT ME CONTA!

/end faniquito.

Contudo, é sério mesmo: Se alguém sabe onde tem esse tricô de Itú, com um preço amygo, me aponte o caminho da looooz nos comentários.

Gorgurão + tricô:

CHESSUS!

Quase 2 mil palavras… incontáveis fotos e quase 3 dias pra terminar um post

E já sei que vai ter mimimi porque deve ter erro de digitação, vírgula fora do lugar, porque a matéria é muito grande…

Ok, lê parcelado, não lê, só olha as fotos… não olha as fotos, só relaxa e deixa a vida seguir.

Não esquençam que a nossa musa está no Instagram como @futilish

E eu estou tanto no instagram quanto no snapchat como Tiolelofoz.

assilelo

As fotos utilizadas nos posts são coletadas na internet, e só apareceram aqui porque eu gostei, então, parabéns pra você que fez. Respeito muito seu trabalho e os créditos são seus. Se te incomodar a divulgação aqui, mande um email e eu substituo. BêXos.

Página 1 de 1,08712345Última »