25
May 2015
Realizando Um Sonho!!!
Constanza, Cotidiano

Não sei se vocês se lembram, mas tempo atrás fiz um post sobre coisas que eu queria aprender. Listei váaaarias vontades, de tocar pandeiro a estudar arte, e a medida que o ano vai passando vou riscando algumas delas. Na verdade acho que risquei bem poucas até agora, mas uma delas é GIGANTE e estou prestes a realizar!

Esses dias li uma reportagem que falava sobre as coisas que DEVEMOS gastar dinheiro. Estavam lá: viagens, educação, música, comida e livros. A moral da história era que o importante na vida é gastar com EXPERIÊNCIAS e não coisas! Gente, aquilo me deixou tãaaaaao pensativa… O quanto já gastei com coisas, as vezes nada muito caro, mas que somando aqui e ali, vira um coisão que provavelmente já está esquecido no meu armário, nas mãos de outra pessoa ou pior, no lixo. Mas as experiências não, essas a gente não desapega e o melhor, só acrescentam história de vida, formam personalidade e te faz uma pessoa interessante, culta, que conversa bem, que conhece e sabe do que está falando, que passa a experiência de ter vivido algo maravilhoso e existe algo mais rico que isso? Eu, numa mesa de bar, prefiro ouvir sobre viagens e afins do que sobre o que fulano possuiu ou está querendo comprar.

Bom, isso tudo é para contar que decidi fazer algo que estava pendente em minha vida. Mais uma dessas coisas que a gente espera fazer em algum ponto de nossa existências mas que por ¨N¨ motivos acabamos adiando. Só que já não estou mais nessa fase de pensar muito, se faço ou não e assim resolvi fazer um curso de moda em Milão! Lembram que um dos meus desejos era estudar moda? Pois é! Lá vou eu!

No início fiquei bem perdida, sem saber onde pra onde ir, como ir e o que estudar de fato. Mas convenhamos, qual é o berço da moda no mundo?? Milão! E outra, eu nunca fui pra Itália e isso de riscar países no meu mapa mundi muito me atrai rs. Lá está o Istituto Marangonireferência nesse segmento com mais de 75 anos de existência e com sede em Paris, Londres, Shangai e claro, Milão. Ah, mas não sei falar italiano, inglês, chinês ou francês… Ok, dependendo do curso, existe tradução simultânea para outros idiomas como inglês, espanhol ou PORTUGUES! MORRI!

itituto marangoni

Entrei no site do Marangoni e toda a informação estava lá, mas e aí? Me jogo direto? Dá um medo de fazer algo errado… e frente a um monte de cursos, qual vou fazer? Aí uma amiga, vendo meu mini desespero me indicou a Luiza Bomeny, que além de ser uma das maiores consultoras de marketing e estilo no Brasil também é representante do Marangoni por estes lados! O círculo estava se fechando, já tinha um direcionamento! A Luiza também orienta sobre carreira no mundo da moda e design e com isso, também me ajudaria a saber qual curso fazer.

Conversei bastante com ela e escolhi fazer um curso de férias, de apenas 3 semanas em Milão, o de Trend Forecasting. Eu contei pra Luiza que estava apaixonada pelo trabalho do WGSN e que queria estudar aquilo, entender mais sobre tendências e como é feito o estudo para saber o que será usado daqui uns anos e esse curso caiu como uma luva. Mas esse é rapidinho, a vontade mesmo, era ficar um ano lá e poder aproveitar um dos cursos da Pós Graduação do Istituto Marangoni.

Na verdade, os cursos de Pós Graduação não chegam a durar um ano… São uns 8 meses (o tempo que dura o ano letivo) e com alguns recessos, o que permite voltar pra casa um tempo e depois partir pro curso novamente, então as mamis podem viajar tranquilas e quem precisa estar aqui no Brasil de tempos em tempos também. Não significa largar a vida e ir morar um ano fora. E tudo o que é planejado, não fica caro, portanto não se assustem. Recebo muitos emails de gente que quer ir pro lado da moda (a maioria da área do Direito, ainda farei uma análise para descobrir porque tanta gente do Direito ama Moda) mas que não sabem por onde começar, o que estudar enfim… Como também de muitas pessoas que resolveram mudar seu negócio ou então se aprofundar sobre o mundo fashion, esses cursos são perfeitos para quem quer algo mais intenso, consistente e finalmente, mudar de área com conhecimento e confiança.

istitutomarangoni

Os cursos de Pós Graduação que o Istituto Marangoni oferece são:

  • Fashion Design Womenswear: forma designers de moda prontos para lidar com todas as mudanças que acontecem no mundo fashion.
  • Fashion Design Menswear: aprofunda o design de moda voltado para o público masculino. Esse curso é em parceria com Ermenegildo Zegna! Olha que chique!
  • Knitwear Design: esse é pra turma do tricot! Nesse curso irão aprender sobre as matérias primas, estudo das fibras, peso dos fios, técnicas de construção como também as tendências atuais do mundo da moda e do uso histórico do tricot.
  • Luxury Accessories Design & Management: imagina fazer sua linha de acessórios conforme os padrões ¨Made in Italy¨? Pois é isso que irá ensinar este curso. Da concepção à produção, tudo de acordo a fabricação italiana! E a gente sabe o quanto um ¨Made in Italy¨ faz a diferença né?
  • Fashion Styling & Portfolio: quem já tiver formação em fotografia, moda, styling ou comunicação pode gostar deste curso. Nele vão aprender a montar um sessão de fotos, gerenciar um processo criativo até sua realização, detectar tendências de moda entre outros (muito me agrada esse curso viu?)
  • Fashion Photography: o nome já diz tudo, este é para quem quer se aprofundar em fotografia de moda.
  • Fashion Promotion & Communication: quer aprender a criar uma campanha de moda? Eventos, propaganda, ou soluções específicas de marketing para cada caso?  Se sua resposta for afirmativa, este é seu curso.
  • Fashion & Luxury Brand Management: Que tal entender um pouco sobre o mercado da moda e do luxo? Este curso oferece aprendizado sobre Marketing, mercados de moda e luxo, posicionamento de marca.
  • Contemporary Fashion Buying: esse curso também muito me atrai e ensina a comprar! Não comprar como a gente faz, mas sim se profissionalizar como fashion buyer e refinar a seleção com base em tendências, conceito técnicos e teóricos para criar um plano de compras! Legal né?
  • Fashion Product & Production Management: formação de gerente de produto de moda! Aqui cabe de tudo: estudo de tipos de tecido, técnicas de construção de produto, produção de coleções com margem de lucro satisfatória. Além claro da parte de negociação com os fornecedores, controle de qualidade, definição de preço, tempo de entrega…
  • Digital Fashion: O curso é destinado a estudantes que querem comunicar e vender moda digital que é o papel do especialista em estratégias para novas mídias de moda. É o que está acontecendo agora né gente? A integração de canais diretos comercias com as ferramentas da web. Ninguém mais vive sem internet.
  • Fashion Retail Management: forma especialistas em gestão de lojas, como transferir os valores da marca para o consumidor final, como fidelizar os clientes.

 

Ah e tem mais, Istituto Marangoni oferece na nova sede de Design em Milão cursos de Design de Interiores e Design de Produtos! Tudo isso com a coordenação de Giulio Capellini, o guru do Design Italiano! Tá bom pra vocês???

Dá vontade de fazer umas 5 pós graduações! Se ficou com vontade mas ainda confusa sobre o que estudar, a Luiza fez um vídeo bem legal de orientação vocacional:

 

  • Tudo de bom né?? Estou super ansiosa com mais essa experiência em minha vida que tenho certeza que será inesquecível! Claro contando com todo o apoio e orientação da Luiza Bomeny, que é quem mais entende aqui no Brasil de cursos de moda no exterior e foi minha luz no fim de um túnel cheio de dúvidas. O Facebook dela para quem quiser acompanhar é luizabomenyconsultoria e nos próximos dias irei contar mais sobre minha viagem.
  • Ah, falta apenas um mês para eu voltar a ser estudante! Dá um friozinho na barriga voltar para a sala de aula depois de tantos anos, sozinha, num país que nunca fui e não sei falar uma palavra no idioma local. Ninguém quer ir comigo não??
24
May 2015
Videos da Semana!
TV Fufu

Sou uma pessoa completamente viciada em vídeos do Facebook e Youtube! Tenho vontade de compartilhar todos e quando é de animal então… aí que dá aquela vontade louca de sair disparando o vídeo para todos os lados rs.

Esta semana vi alguns bem bacanas, divertidos, fofos e outros que fazem pensar também. Dá uma olhadinha:

Propaganda da Android. Não consigo parar de assistir esse vídeo! Não me canso, muito fofo né?

Trailer de filme novo! Quem assistiu e amou O Diabo Veste Prada vai curtir esse, com Anne Hathaway e ninguém menos que Robert de Niro, The Intern. O lançamento é dia 25 de Setembro deste ano, nos EUA… para chegar aqui ainda deve demorar mais um pouquinho.

Jout Jout vicia. É o tapa na cara virtual e a dose de bom senso que todos precisamos. Em particular, concordo MUITO com esse vídeo! Assistam, por favor, principalmente meninas do Chora Que Eu Te Escuto.

Este vídeo vai te fazer pensar, repensar, sobre todos os momentos que você reclamou da vida. Dá vontade de se esconder depois de assistir.

E para terminar, outra propaganda, desta vez da Always e que assisti pela primeira vez numa palestra sobre o poder feminino. Depois me contem o que acharam dessa…

  • Gostam de posts assim? Muitos desses vídeos nos fazem sorrir, chorar, pensar, ter esperanças e porque não, ser uma pessoa melhor. Bom restinho de domingo para vocês meninas.
23
May 2015
Mi Casa, Su Casa – Papel de Parede!
Mi Casa Su Casa

Bom diaaaaa! Hoje é dia do Lelo alegrar nosso sábado com suas dicas e informações super instrutivas e bem humoradas sobre decoração e arquitetura! O tema de hoje é: PAPEL DE PAREDE!

¨Então Fufushas! (E os leitores hombres también!)

Aos poucos eu vou perdendo a vergonha de parecer nojento soberbo, e vou falando um pouquinho mais.

Eu tive o privilégio de conhecer gente boa (elegante e sincera) no meu caminho, uma colega na faculdade de arquitetura que me conseguiu uma entrevista de emprego, onde eu estou faz quase sete anos trabalhando com interiores. Nesse período, pra quem achava que sabia sobre decoração, eu descobri que ainda estou engatinhando. Sou apenas um bocó com acesso a fornecedores e detalhes técnicos. Aprendi sobre mobiliário, principalmente residencial, depois corporativo e nesta última semana de maio estarei em SP dando bafão e fervendo horrores, em treinamento na área de mobiliário hospitalar. Dentre tantas coisas, como tapetes, painéis, cortinas, tecidos…

HEY essa introdução já tá muito longa e eu nem ofereci um Chai pras bonitas:

Chai

PLIM PLIM!

Então, entre as coisas que eu pude conhecer, está nosso tema de hoje: Papéis de parede.

Essa é uma das maneiras mais rápidas e práticas de tornar um ambiente de ordinário em pornografia de viver, maravilhosidade. Não é por acaso que tem coleções de papel de parede da Versace e da Porsche, dentre muitas outras possibilidades:

PAPEL Studio Porsche PAPEL Versace

Entretanto, contudo e não obstante, também não é necessariamente uma forma barata. Existem materiais de R$ 100,00 até o infinito e além. Eu conheço uns de R$ 18.000,00. Como tudo nessa vida existem as mais diversas opções, marcas AND, qualidade.

Eu me dei ao trabalho de jogar no google a busca “tipos de papel de parede” não vou falar do nível de imbecilidade de quem escreve matérias descrevendo estilos de desenho como “tipo de papel”.

Pausa pra desabafo de ódio:

Qualquer retardado sabe que um papel que tem flores é floral, que tem bolinhas e quadrados é geométrico… Sério, eu fico irado com desse tipo de desserviço à humanidade. Porque não vão doar sangue, pentear macaco, embalar criança no centro de nutrição…. dar o @ pra galinha bicar, mas não, esse povo prefere publicar coisas idiotas na internet.

Ok, Smurf Odioso pode sair do meu corpo.

Grouchy

Então vamos falar de coisa boa, vamos falar do que realmente interessa pra você não comprar um produto vagabundo que é o que mais tem no mercado. Eu não vou falar que papel de X lugar é ruim, pois mesmo alguns papéis daqueles lugares que a gente costuma dizer que nada presta, tem alguns que prestam sim.

Existem papéis com base de papel (dã!), nonwoven, papéis com tecido/pedras/cristais e os vinílicos.

Papel com base de papel é bem comum da indústria brasileira, é aquele papel que muitas vezes parece embrulho de presente (pobrin), e que quase via de regra é delaminável. Tá, você não tem obrigação a saber o que é isso, mas #vemkotio que eu explico: Quando um papel é delaminável, ele é filho do coisa ruim um produto que EU vejo  como desvantagem ele ser chato de remover. Você já deve ter visto em algum programa de TV as pessoas tirando papel de parede, ou demolindo algo e a parede ficando com aquele resto de saco de pão colado. É essa praga aí. E pra soltar aquilo, você tem que molhar, raspar, puxar os cantos, fazer a dança da descolagem, quer saber, manda a sogra fazer isso. #fikdik

Papéis Nonwoven são eco friendly, pois são formado por longas fibras naturais e sintéticas, que  permitem uma melhor “transpiração/respiração” da parede, evitando mofo, trevas e coisa e tal. É o mesmo material que se faz o filtro de café, saquinhos de chá, e se tem café no meio, é coisa linda e paradisíaca.

MAYDAY! AGORA para tudo que você tá fazendo e tatua essa informação no braço: (especialmente quem tá no aluguel : Papéis nonwoven podem ser retirados e reaplicados três vezes! Ou seja, hoje cola aqui, daqui um ano você muda e leva ele pra casa nova, e dá pra fazer isso mais uma vez ainda! Desde que utilize a cola própria, né.

Papéis com tecido / pedras / cristais os que tem a textura de tecido, geralmente são de veludo/camurça/seda e são um desbunde, não são ricos, são multimilionários, vamos catalogar eles como sheiks de Dubai. Os com pedras, tipo as famosas Micas ou os papéis com cristais incrustrados são über-especiais. Os que tem  gramatura alta, precisam de aplicação com cola sintética, e por-amor-a-qualquer-que-seja-a-entidade-que-você-acredite, das salamandras de jardim até Deus, não tente aplicar isso all by yourself. Contrate um instalador com boas referências.

Vinílicos, estes, geralmente, são os escováveis eles tem um acabamento meio plástico, meio emborrachado, e tem muitos efeitos de relevo e texturas. Grande parte dos papéis oriundos da Ásia são desse tipo. Eles não são melhores nem piores, mas são bem resistentes.

aplicador de papel de parede

Mas pra não comprar gato por lebre, vocês que entender algumas coisas. Esse selo, é utilizado meio que como padrão mundial, está geralmente expresso atrás da folha do book onde escolhemos o produto:

Propriedades 01

As duas primeiras linhas explicam a durabilidade, e a “resistência” do papel. Mas vou ser sincero as três ondinhas que indicam que o produto é lavável, ou o outro que tem a escovinha que indica que ele é escovável, não quer dizer que você pode chegar toda trabalhada no Bombril ariando o papel de parede, ou como um amigo meu bem louco que lava as paredes com a VAP, eu tenho algo pra dizer: NÃO, NÃO e NÃO!

Lembra que os europeus mais antigos não costumavam a tomar muitos banhos? Considere teu papel de parede um europeu desse tempo. Você pode sim, passar um paninho úmido, quem sabe uma esponjinha “do lado amarelo” e tirar uma mancha. Mas baby, 90% dos papéis são fixados com cola a base de água, e se molhar muito, ele vai pular da sua parede e você vai pro próximo baile à fantasia de múmia vinílica.

Quanto ao solzinho, é interessante caso o local onde você vai colocar seu papel tenha muita incidência solar ele pode desbotar… Porque né a gente mora numa país que o sol não tem dó da gente.

Propriedades 02

Aqui tem coisas interessantes, como vocês podem notar, esses selos indicam o papel ser: desprendível (e gente, esse é o papel pra quem mora num imóvel alugado. Quando você retira ele a parede fica perfeitinha de volta, não sobra o saco de pão na parede, HAHAHAHA), delaminável (é aquela desgraceira que eu expliquei acima) e os dois próximos, indicam  como o papel deve ser afixado na parede. Em alguns a pessoa passa a cola na parede, outros já vem com a cola nas costas do papel… isso é importante caso seja um projeto Do It Yourself, (DIY) ou seja, faça você mesmo, pois isso facilita a “obra” os papéis que já vem com cola precisam apenas que você borrife (aqueles borrifadores de cabelereiro servem) lindamente sua água Evian nas costas do rolo, e aplique. Quer moleza maior que essa? #sentanopudim. A maioria dos papéis mesmo você tem q preparar a cola, aplicar no papel e depois na parede. Depois eles falam dos papéis que tem relevo e a etiquetinha no fim da segunda linha quer dizer que existe tecido coordenado. Não necessariamente disponível em nossas terras tupiniquins, então não surta miga.

Propriedades 03

Aqui, a primeira linha, indica se o desenho tem encontro, se ele é um papel que tem que alinhas, ou se o desenho é desencontrado. Eles complementam a última linha.

Essa última linha tem os selos que mostram se é pra instalar em sequência ou subindo e descendo. Eu não sabia desse detalhe e tive reclamação de uma cliente porque os encontros do desenho estavam estranhos. E é uma coisa estranha mesmo, não é um defeito, não é feio, mas é esquisito. É tipo quando você para de tirar a cutícula e começa a apenas empurrar… parece que tem algo que não tá direito… A última informação é de quantos em quantos centímetros o desenho se encaixa, e isso causa “perdas” então, quanto maior esse número, mais material vc vai perder.

Querem ver como é a legenda no book? ÓIA:

No book

Então esse papel é: Muito resistente à incidência solar, lavável, desprendível, pode ser usado como uma faixa única ou com encaixe de desenho a cada 32/64 centímetros. Viram que fica fácil? Só levou 1268 palavras.

Claro que, hoje tem até papel de parede com LED que acende e forma desenhos, mas isso é uma situação ainda pouco comum, então vamos nos manter nos limites da grande maioria.

PAPEL com LED

Agora vocês vão compreender o papel e ter bons resultados. É como maquiagem, se o produto não for adequado para o efeito que você deseja, vai ficar uma bosta porcaria.

Eu acho que vale a pena comprar numa loja que já entregue com a instalação, ou pegar com eles o contato de um instalador.

Independente disso, eu peço atenção na hora da compra para o armazenamento dos papéis (e mesmo para o caso de você guardar o rolo um tempo em casa). Os rolos devem ser mantidos na horizontal (deitadinhos) pois, se deixamos ele de pé eles podem amassar as bordas e na hora de instalar o encontro ficar todo cagado estragado.

Outro tema é o tamanho. Tem papel vendido de várias formatos, os mais comuns são: por metro linear, por rolo com 5m2, rolo com 15m2… Os tamanhos mudam conforme os fabricantes. O ideal é calcular entre 10% a mais para papéis sem encontro de desenho e pelo menos 20% pra desenhos pequenos.

Se for uma parede com janelas, portas, nichos, enfim, muito recorte, vai haver mais perdas.

Agora vamos ver uns ambientes com papel de parede do bem?

PAPEL 01 PAPEL 05 PAPEL 06 Papel 04 PAPEL 03 PAPEL 02

E por fim pessoas lindas, eu quero agradecer a Mari de Mori, que é gerente comercial (além de linda, loura, simpática e inteligente) da importadora de papéis de parede com quem eu trabalho que reviu os detalhes dos aspectos dos papéis de parede pra garantir que não saísse nenhuma asneira no post.

Eu espero não ter entediado vocês. Sempre acho que a coisa ficou longa demais, que vocês vão tricotar um suéter, bater um bolo e depilar uma virilha com pinça no tempo de ler tudo que eu falo.

  • E pra próxima semana, o que será que teremos? Tenho umas ideias, mas estou em dúvida, pede aí que eu atendo! #bença

10710679_10154910630115094_4240489316816290288_n

PS: (O email de contato do Lelo para quem tiver dúvidas, informações, elogios, elogios, elogios – hahaha isso é por minha parte, ele merece :-) – é azuoexclusive@gmail.com!)

Página 1 de 84212345Última »