LifestyleEditorial
Decoração, Mi Casa Su Casa
12 ago 2018, 28 comentários

Mi casa, su casa Japonês: Tá Karo.

Fufu pinguins, tudo gelado por ai?
Eu estou oficialmente em período de hibernação, avisem os boletos que só vou pagar os que me mantém aquecido, como o da companhia elétrica que provém chuveiro quente e aquecedor idem.


Muita gente ainda replica a frase : “Contratar um profissional para construir, reformar e decorar custa muito caro”.

Não é exatamente assim.

O projeto costuma representar entre 3 e 5% do gasto global de uma construção. E quando analisamos e contabilizamos o tempo de obra otimizado, e o uso e compra adequado de material o investimento desta contratação acaba se tornando uma manobra inteligente.
Por exemplo, um pedreiro/mestre de obras (dos bons) sabe o que é necessário para construir uma casa. Mas ele tem esse entendimento por vivência, e provavelmente irá “exagerar” na quantidade de ferragens, gastar mais em fundações…
Possivelmente não terá consciência sobre eficiência energética, fluxograma, organograma, setorização…
E é neste momento que o gasto com correções ou com recursos para contornar problemas gerados por falta de planejamento são, além de dispensas monetárias, também custos de estresse, frustrações e desconforto.


Um projeto arquitetônico bem pensado diminui substancialmente gastos de energia elétrica, explorando iluminação natural e estudos de insolação e ventos. Óbvio que nos dias de hoje com as prefeituras loucas atrás de dinheiro ninguém consegue eregir uma casa sem ter a obra embargada e pagar muitas multas, por isso, contrate sempre que for construir ou reformar um profissional de arquitetura e engenharia.
Partindo para a atuação de um profissional de design de interiores, que não é obrigatória, porém faz diferença no resultado, temos vantagens financeiras pois é muito fácil cair nas armadilhas de escolher – sem necessidade – o item mais caro de todos. Esse post não é para as pessoas que estão no nível da Kim Rabãodashiam, porque pra ela, dane-se a etiqueta. Mas você que faz seu dinheiro valer, continua comigo.

Eu tenho acompanhado um rapaz muito talentoso (em comédia) e essa semana ele fez a seguinte publicação:

Contextualizando, ele está morando só pela primeira vez, e descobrindo as dores e delícias das coisas da vyda. Gosto do tipo de humor inteligente dele, sempre relacionado com momentos cotidianos. Sigam o @bubarim que terá umas risadíneas garantidas. Só preciso atentar já previamente as piadas de pum, porque sejamos analíticos, homem hétero adora tudo relacionado a flatulência.

Voltando para cá eu QUASE marquei patroínha e o moRRR dela @futilish.house porque né, eles estão nesse período de investir aqui e ali. Contudo achei melhor falar com todo nundo que lê o blog. Então pega o evernote e #vemkotio descobrir o que é que encarece um projeto.

Aberturas (Janelas/ portas)

Sim, é preciso por na ponta do lápis qual a mais adequada.
Será que precisa MESMO ser do material mais caro? Os mais comuns são ferro, alumínio, pvc, madeira. O valor de um ou outro pode variar de região então só analisando mesmo. Mas por exemplo, você não vai usar ferro no litoral, as o PVC é uma opção também. Numa região mais interiorana, talvez a madeira tenha um valor mais atrativo que o alumínio. Então atentem-se para esse investimento. E também para tamanhos “exclusivos” tudo que foge do padrão, como um vidro com mais de 4 metros de altura, vai ter um valor agregado maior, inclusive pela dificuldade de transporte, seguro e não somente a fabricação em tamanho especial.

Pisos e Revestimentos

As opções de piso são praticamente infinitas. E os preços idem. Minha dica é: defina uma faixa de preço, assim como eu fiz com  Joy 106D. E foque seus esforços em encontrar o piso dos teus sonhos dentro desse espectro.

 Metais de banheiro

Fufu, é inacreditável a discrepância de valores entre as coisinhas de banheiro. E as marcas brasileiras são umas abusadas. O principal item são as torneiras, pelo menos é nelas que focamos na hora da compra. Se ela é bonita, se tem uma “pegada” boa, se é fácil de abrir e fechar com a mão molhada, se tem aerador, se tem a altura que a cuba precisa que tenha. Aí quando tudo isso está unido em um só produto, custa R$ 690,00 – tô falando sério – Seiscentos e absurdos noventa reais. Geralmente 700 conto é o que a gente quer pagar no banheiro inteiro. E é nessa hora que a gente sussurra para a vendedora:

Tem uma assim, só que mais em conta? E tem viu, tem uma linda, que eu amo que fica entre R$ 99,00 e R$ 105,00 agora preparem-se para ter ódio no coração comigo:

Sabe a papeleira? Aquele cabide de papel higiênico? O que combina com a torneira de R$ 99,00 custa R$239,00. Exatamente, eles acham que a gente é palhaço. E é nessa hora quando a vendedora disser isso que você vai responder:

“Obrigado, eu uso um suporte de chão.” Nesse momento o leite das crianças da vendedora deixará de ser comprado. Porque a comissão dessa papeleira ela não vai ver. Abusada.

Mobiliário

Vishe! É muito fácil encarecer um projeto de móveis. Obviamente tem diferenças de fornecedores, de acabamentos e etc.

Contudo quero falar do que encarece independente de ser numa marca popular ou em uma de alto padrão. E sim, tem como diminuir custo no mesmo projeto, no mesmo fornecedor.

Ferragens encarecem MUITO o valor de um projeto. Eu fiz uma imagem de dois balcões de cozinha com o mesmo tamanho: 2 metros, para ilustrar:

Móvel da esquerda composto por: Pia 80cm – Gaveteiro 40 cm – Gavetões 80cm e o móvel da direita com Pia 100cm – gaveteiro 100cm.

O balcão da esquerda, custará aproximadamente R$ 700,00 mais barato em uma boa marcenaria aqui na minha região. Talvez até menos, pois eu só sei o preço das corrediças, não tenho como precificar o valor da mão de obra. Analisando, é perceptível que invés de 4 gavetas e 2 gavetões temos 2 gavetas e 1 gavetão e por isso diminuímos a necessidade de compra de 3 pares de corrediças. é o mesmo espaço, a mesma funcionalidade, a mesma disposição. Só aumentamos os módulos e assim dinamizamos o processo de fabricação, mo tempo de montagem e consequentemente melhoramos o valor do orçamento. Do ponto de vista de uso, a cuba da opção mais barata poderia ser maior, mas eu quis exibir com os mesmos eletros. Perceba também que apesar do espaço no meio ter ficado um pouco menor, ganha-se um espaço no canto, ao lado do cooktop, o que significa que você não vai ralar os cotovelos na hora de virar a panqueca.

Eu sou sempre a favor de modulações mais largas, acho muito mais elegante portas com largura de pelo menos 50cm de largura, Fui treinado para isso numa empresa de alto padrão, mas o mais importante é que se tenha uma composição harmoniosa. Projeto meu a não ser que o cliente exija, jamais terá uma gaveta com menos de 50cm e esse é um item que também faz diferença nos armários de quarto:

São dois armários, bem genéricos, com 220cm de largura divididos padrãozinho: Gavetas, sapateiras, espaços de cabideiros e calceiros.

O da esquerda custará menos. E eu estou falando de R$ 1200,00 só de corrediças. Sem contar que calças em cabideiro baixo, como o modelo da esquerda, acomodam muito mais peças do que o “calceiro” convencional seja ele o de leque ou o extraível. Praticamente o dobro de peças. E tem mais um ganho que talvez você não tenha se atentado:

Tô falando desses 12,4 cm de estrutura necessária para fazer duas fileiras de gavetas/sapateiras é ridículo gastar com o dobro de corrediças e ainda perder praticamente 50cm (12,4 x 4 = 49,6cm) de armazenagem para colocar estrutura dentro de um armário. é praticamente uma gaveta a mais simplesmente por optar fazer ela com a largura toda, e não dividida.

Dae vem as “personal organizer” (uma muito ruim já me disse isso) dizer que é melhor gaveta mais estreita pra dividir as calcinhas, os pijama, as roupas de academia…

PELAMORDEDEUS coloca um divisor interno:

Olha o ganho de espaço! Não me importa se vai dividir internamente com caixa de leite revestida com papel contact, ou com garrafa pet cortada com faca de cozinha. Pensa em economia de dinheiros e ganho de espaço. Ok, combinado?

Eu me revolto quando lembro desse assunto.

Tô atrasadíssimo! esse post já deveria estar no ar faz duas horas, me desculpem.

Você já economizou de algum jeitinho numa questão assim de casa?

Conta pra mim nos comentários.

#Bença!

Moda
Como Usar, Fashion News
09 ago 2018, 24 comentários

A Volta da Onça

OI GENTE!

Nossa, quantas mudanças em tão pouco tempo! Mudei de apartamento sábado passado, eu e o Leo juntamos as escovas de dente oficialmente e agora somos namoridos hahahaha. É uma loucura essa vida né? Farei um post sobre essas reviravoltas quando a gente menos espera e o quanto as coisas acontecem no momento certo.

Enfim, vocês devem imaginar como esta minha casa. De PERNAS PARA O AR, literalmente. Ainda não levamos o closet, então pensa num quarto cheio de roupa no chão!! Pois é, não consigo achar nada. Fora as milhões de mini coisas que tenho que correr atrás: internet, cópia de chave, mudar a titularidade das contas, organizar as coisas, pensar na nova decoração. É… não está sendo fácil não. E a pessoa aqui ainda empolga e resolve mudar o layout do blog praticamente no mesmo dia. É pra PIRAR!

Mas tô aqui, escrevendo sentada no chão porque não temos sofá nem mesa hahaha. E querem saber de uma coisa que parece estar voltando? A estampa de oncinha.

Eu meio que fiquei de mal do animal print. Não sei porque, talvez por overdose (usei MUITO), mas peguei bode e parei de usar há alguns anos. Ainda é uma estampa que me causa certo desconforto pois sou muito chata com estampas e a de onça é perigosíssima! Todo mundo aqui já leu o post da onça rica x onça pobre né? Pois é, dei um tempo dela mas tenho percebido que ela está ganhando força. Tal como listras ou xadrez, é uma estampa atemporal, então ela nunca saiu de moda, apenas deixou de estar tão em evidência. E o meu termômetro fashion, a Zara, está com algumas peças na coleção atual, de onças riquíssimas, que me deu certa vontade de voltar a usar.

Mas vamos refrescar a memória: onde, como e quando usar uma onça (rica, claro)?

Eu AMO saia de onça. Acho que se tivesse que escolher uma peça nessa estampa para usar AGORA, seria uma saia. Tanto é que tenho duas bebem antigas que não tenho coragem de desapegar.

Quando bem usada, fica mega elegante e clássico. Uma bela saia lápis com sapato preto e blusa preta e pronto. Mulher poderosa de Wall Street rs. 

Com preto fica lindo, com branco também, mas saibam que a estampa de oncinha conversa super bem com cores fortes! Testem com laranja, pink, azul royal, verde esmeralda. Sucesso.

Gente essa calça foi um suceeeesso na época! É da Zara e toda fashionista que se prezava tinha uma. E eu tenho a minha até hoje rs.

A primeira vez que vi um casaco de oncinha assustei. Achei lindo mas pensei que não teria coragem. Realmente, até hoje não comprei o meu mas coragem agora me sobra! Acho bem estiloso!

Pode ser classico e pode ser over. Vai depender do seu grau fashion de ousadia rs.

Esse vestido da esquerda é a COISA MAIS LINDA DO UNIVERSO ONCÍSTICO! Perfeito do início ao fim! Quanta riqueza! O segundo vestido não me agrada muito quanto a riqueza da onça, mas curti o modelo.

Olha o que falei sobre cores forte e onça. Vermelho e amarelo também funcionam! O vermelho ainda mais.

Um item de onça que pode ser usado e abusado é o scarpin. Mas ó, esse tem que ser tiver hard de riqueza! Fica lindo com jeans, com calça preta, com vestidinho preto… Para quem tem medo dessa estampa em grandes proporções, pode se jogar no sapato ou lenço.

 

  • Como contei, a Zara está com peças lindas. Tem um blazer lá bem bonito e estou pensando nele. Melhor pensar rápido né, porque as coisas lá acabam logo. Alguém mais já percebeu que a oncinha tá dando uma espiada na gente?
Editorial
06 ago 2018, 206 comentários

O Novo Futilish!

Bem vindos! Este é o novo Futilish, mais atual, mais moderno, clean e fácil. Blog de blogueira que atualiza praticamente todos os dias, de blogueira que se preocupa com conteúdo, blog de leitoras que lêem de verdade, que acessam todo dia, blog de gente que gosta de comentar, de se informar, de trocar ideias.

Eu nunca acreditei naquela historia que os blogs iriam acabar. Para mim, os blogs estao solidificando seu caminho. Quem começou anos atrás como eu (em 2018 fizemos 9 aninhos de Futilish!), pegou o boom, a loucura da internet mas poucos sobreviveram. Alguns viraram sites, outros portais, outros sumiram, uns viraram um perfil no Instagram e alguns continuaram com a receita da pessoa que escreve todo dia, que posta todo dia, que tem caixa aberta de comentários e que cria praticamente uma casa virtual.

Nós sobrevivemos. Continuamos aqui firme e forte, com conteúdo atualizado sempre, com gente antiga comentando, gente nova chegando, mas SEMPRE com pessoas de verdade circulando virtualmente no Futilish. Acredito que manter um blog ativo hoje em dia é um BAITA diferencial. É um endereço fixo na internet e o mundo pode “acabar” que o www continuará vivo com tudo o que já foi produzido. Eu não entrego meu trabalho 100% a aplicativos, pois amanhã pode aparecer outro melhor e quem construiu carreira num app, vai ter que começar do zero, ou quase isso. Além disso, quando pessoas querem informação de verdade elas não procuram aplicativos, mas sim em sites. Quando vão comprar, confiam muito mais na resenha de blogs do que em fotos soltas em apps onde a informação é limitada. Tem mais, em blogs os números são de verdades, os acessos não mentem e a quantidade de comentários diz tudo sobre a veracidade do blog. Querem mais? Faz blog quem sabe escrever, quem tem conteúdo relevante para passar e tem público à altura para consumir toda essa informação. E cá estamos nós, trocando a roupa do Futilish, que há 9 anos recebe diariamente milhares de pessoas que se importam em LER e OPINAR. Gente inteligente, digamos rsrs. E isso me dá um orguuuuulho!

Então, quis manter o estilo antigo, com posts inteiros, espaços para comentar e tudo mais. E de novidades, temos várias coisinhas!

  • O blog agora é responsivo! Pode acessar do celular que vai continuar lindo e certinho.
  • Temos “categorias” e “subcategorias“, para ficar mais fácil a busca.
  • Temos uma aba SHOP! Lá estão os links diretos para as lojas que compro e indico e ainda ganharei uma pequena comissão caso vocês comprem por esses links. Ajuda a blogueira aí gente, não custa nada rs.
  • Também temos vitrines! Fiz três: Moda, Beleza e Decor. Sempre atualizarei com meus achadinhos ok? Fiquem de olho.
  • As fotos serão maiores! Tipo blog gringo sabe? Acho chique.
  • Fia, pode compartilhar os posts pelo whatsapp!!! Viu um Chora que é a cara da sua amiga? Manda pra ela.
  • No “Contato” você pode pedir parceria, perguntar sobre anúncios além de mandar seu Chora ou Dica da Leitora! SIMMM, pode mandar o Chora direto de lá, é só escolher a opção “Envio de Chora” e escrever pra mim. E quem quiser mandar Dica da Leitora, é só comprimir o arquivo com as fotos e mandar pelo anexo. Quem quiser continuar do jeito antigo mandando direto pro meu email também pode.
  • No rodapé, temos o meu Instagram e o Pinterest grandão. Mas é pra entrar e seguir também tá?
  • Para ler os comentários, é só clicar em responder comentários ou então ir em “Comentários” acima do título do post.

 

Conto com vocês para essa nova fase do Futilish! Se alguém achar algum errinho, tiver alguma sugestão (desde que não seja mudar tudo hahahah), elogio ou qualquer coisa, já inaugura o botão de comentar aí e manda pra mim! Podem mandar boas energias e sorte também!

E meu obrigada eterno para as duas moças que fizeram esse trabalho lindo e aguentaram minhas enrolações: a Thais do My Wishes Gallery (que fez o layout) e a Mari Assmann da Plic Plac (que fez a programação). Duas mulheres super competentes e muuuuito profissionais!

  • Beijos da Cony, a blogueira que tem blog. E blog de cara nova.