30
Sep 2016
Chora Que Eu Te Escuto!
Chora Que Eu Te Escuto

Chora de sexta! Para que os coraçõezinhos fiquem tranquilos neste final de semana…

Chora 01 – Ana Júlia

Ola Cony, sou leitora do seu blog há um tempo, e vendo alguns casos parecidos tomei coragem de mandar o meu chora também, pois até então me sentia um ET.

Confesso que qdo vejo meninas reclamando sobre namorados e tal, me dá até uma certa inveja, pois nunca tive um. Tenho 35 (!) anos e nunca namorei. Não tenho nem 25 nem 15, tenho 35!

Não sou linda mas também não sou tão feia assim, mas me sinto um lixo por isso. Já tive fases em que tive mtos amigo para sair, mas hoje em dia todos namoram e as vezes é chato sair só em casais. Sou uma pessoa bem aberta a fazer novas amizades, mas parece que é só ficar amiga de alguém que a pessoa começa a namorar e eu sobro.

Já falaram que eu escolhia demais, o caso é que sempre os caras que eu ficava a fim não davam a mínima bola pra mim. E nem eram os mais lindos, simplesmente não dava liga. E era cada cara mais estranho, problemático que queria ficar comigo, aquele tipo que não da nem vontade de olhar, que eu não ficava. O tipo de homem que nenhuma mulher ficava e que no fim da festa vinha em mim bebasso pq fui eu que sobrei entre as amigas, ou o cara chato, sem graça nenhuma, que não pegava ninguém e achava que comigo ficaria pq eu também não pegava ninguém.

Até que comecei a ficar com os que eram a fim de mim só pra ver no que dava. Resultado: ficava com mais nojo ainda de mim, pois era caras repugnantes, meus amigos pegavam no meu pé dizendo que eu estava fazendo ajuda ao próximo, pra vcs verem o tipo de homem que era. Nunca cheguei a passar número de whats nada pq já ficava com ressaca moral antes de acabar de ficar com eles.

O único rolo mais longo que tive foi com um cara que era galinhão pra caramba e só queria ficar comigo pq sabia que eu não era mto de ficar com outros caras, me achava ingênua e via isso como algo misterioso, a ser conquistado.  Eu era motivo de tiração de sarro dele e dos amigos dele e não sabia, e enquanto isso estava me sentindo feliz pela primeira vez na vida pois achava que enfim algum cara interessante tinha se sentido atraído por mim, A burra iludida. Claro que não tinha esperanças de namoro ou algo mais sério pq sabia da fama de galinha dele, mas pelo menos estava feliz de estar ficandinho com um cara atraente, interessante, divertido. Mal sabia que era o motivo de zoeira da turma dele. Qdo soube disso fiquei mto mal e caí fora.

E aqui estou, sem amigos pra sair pra programas de solteiros (já tentei me enturmar em tudo qto é curso, academia, faculdade, trabalho, saio as vezes com meus amigos, todos em casal e eu sozinha), mas estou simplesmente cansada, desanimada, acho que pra essa encarnação deu, vai ver que é pra ficar sozinha mesmo rsrsrs

E não sei mais o que fazer, vejo que nadei, nadei e morri na beira da praia. Passo os finais de semana agora trancada em casa pois não tenho companhia, como disse, acho que tenho algum poder casamenteiro kkkkk pq é só eu arrumar alguma amiga ou amigo solteiro que logo essa pessoa começa a namorar. SE eu tivesse dinheiro, me largava no mundo, ia curar essa tristeza fazendo mochilões por esse mundo afora, mas como não tenho é aqui mesmo que tenho que ficar. Todos da minha família já casaram ,tiveram filhos, até os filhos dos meus primos já estão namorando, tendo suas vidas e eu não.

Além de não ter namorado, me incomoda não ter amigos para fazer programas onde eu não me sinta tão sozinha vendo todo mundo com parceiro e eu não. E, como disse, já tive várias turmas de amigos, mas com o tempo foram todos começando a namorar, ou as pessoas que conheço agora tb namoram, parece que ao mundo ao meu redor é feito de casaizinhos eu sobrei pra zoação da geral.

Nem sei se tem ajuda nesse caso mesmo, acho que é mais como um desabafo, mas gostaria de ouvir a opinião de vcs! Bjos e desculpa pela história longa, mas é isso mesmo! Adoro seu blog!

Olha, eu penso que a gente atrai o que transmite. O mundo vibra, conforme nossas vibrações. Se você ficar batendo nessa tecla que todo mundo que você conhece vai acabar namorando antes de você etc e tal, toda essa energia vai pros outros e não pra você. Se cuide, se vista bem, se arrume, seja vaidosa, sinta-se linda e pare de procurar. Primeiro se curta bastante, fique plena, cheia de você mesma, tenho certeza que aí sim irá atrair pessoas bacanas! Mude seu magnetismo!

94cc3c9c12af2d0d4367ab91c41cf141

Chora 02 – Ana Maria

Sou casada há 7 anos com uma pessoa que se enquadrou ao meu perfil, sempre fui mais caseira, nunca fui de muita balada, sempre gostei das coisas mais tranquilas e nunca fui de beber. Ele não bebe, não é de sair, é companheiro, carinhoso,maaaas…

Tive uma infância muito dificil,onde não considero praticamente ter pai e mãe, ja que me fizeram passar por muitas dificuldades, tanto financeiras tanto psicologicas sem necessidade. Tive dificuldades para comer, dificuldades de amor, companheirismo, coisas que encontramos em casa que nunca achei dentro da minha familia.

Mas não me abalei, diante de todo sofrimento buscava força e idéias na cabeça de como reverter o quadro e ter minha vida longe de toda aquela dificuldade.

Sempre fui uma pessoa empreendedora,guerreira, daquelas que pensa la na frente, que compra livros de economistas pra ler, que se aprofunda em tudo pra dar o seu melhor.

Me desenvolvi profissionalmente até chegar o ponto de ser dona da minha empresa, pequena no caso mas bastante rentavél. Conquistei sozinha casa, carro, e independencia.

Não sei o porque nunca tive sorte com amizades, sempre me dedico mas no final acontece algo que me aborrece, e no final nada da certo. Portanto hoje sou uma pessoa que não tem NENHUMA nenhuma amiga mesmo, ninguem pra ligar e contar da vida, ninguém pra sair, ninguém ninguém.

Somando a carência familiar que sempre foi um rombo enorme no meu peito e mais a solidão de amigos, me apeguei ao casamento de uma forma que sempre o vi como a minha familia e única pessoa que estivesse comigo durante a vida toda.

Engravidei e tenho um filho de 2 anos. A solidão aflorou ainda mais, vida de mãe de criança ainda mais pequena se resume a cuidados exclusivos e zero baladas e descontrações durante um bom tempo. Meu marido nunca foi estavel em emprego nem financeiramente e devido a ter criança pequena o chamei para trabalhar juntos na empresa que construi para que assim desenvolvessemos juntos e tivessemos mais tepo para cuidar do filho.

Acontece que ele é uma pessoa completamente parada na vida, nao tem perspectiva de crescimento, não me ajuda em nada e só faz as coisas quando se pede e depois de muito questionamento. Não se preocupa com o faturamento da empresa, e não sabe se quer o que é pagar uma conta de luz em casa.

Toda a responsabilidade financeira é por minha conta e ele não se habilita em nada em me ajudar.Acontece que as dificuldades financeiras apareceram e pra ele é como se não fizessem diferença, ele nem sabe da existencia delas.

Isso me causa um desanimo enorme, e quando penso que se eu tivesse ao meu lado uma pessoa com meu mesmo pensamento eu estaria em outro patamar, meu mundo desaba.

Meu sentimento já nao é o mesmo faz tempo, morro de vontade de recomeçar a vida mas morro de medo da solidão , afinal não tenho ninguem pra chorar, ninguém pra sair,e ainda tenho um filho pequeno, imagina a dor da separação com criança? 

Só de pensar no sofrimento que tudo vai me causar desisto e vivo me matando a cada dia vendo as atitudes dele do meu lado.

As vezes pra me conformar penso que todo relacionamento tem seus defeitos e ele pelo menos é carinhoso e bom pai e o resto eu mesma tenho que resolver.

As vezes também penso que poderia conhecer uma pessoa que pensasse no futuro.

Cony é muito dificil.

Gostaria muito da opinião das suas leitoras.

Mulher, você está trocando um sofrimento de separação por vários sofrimentinhos diários por estar infeliz no relacionamento. A conta é exatamente a mesma, de um jeito ou de outro, você vai passar por um perrengue, a diferença é que se optar por separar existe a ENORME chance de você se reencontrar (mais uma vez) e conhecer alguém melhor pra você. Você está super infeliz, sem vontade, desanimada… Já foi tão guerreira na vida, conseguiu sobreviver a falta de carinho dos pais (que considero admirável pois é algo muito marcante e que pode acabar com a vida de alguém), esforçada, criou seu negócio, conseguiu bens… Já enxergou isso? Você já fez TANTO na vida, já passou por coisas tão mais difíceis, porque se amarrar em alguém que vive na sua sombra só pela companhia? E outra, sozinha você não está, você tem um filho! Ele é sua família, viva pra ele! Pelo o que você descreve, esse relacionamento parece um peso pra você, algo que te deixa angustiada e não te impulsiona. Você já tem tanto impulso e força naturalmente, não deixe que ninguém te freie. Amizades são difíceis mesmo, ainda mais para uma pessoa que tem uma visão tão mais à frente e ambiciosa. Pessoas não entendem isso, talvez seja necessário você tratar com pessoas sobre assuntos corriqueiros, fáceis, leves.. Pelo menos no início para ter alguns contatos. E sobre homens… Todos têm defeitos sim, TODOS, só tem que saber quais defeitos são aceitáveis e que você vai conseguir relevar. Comodismo você não aceita, então talvez encontre alguém que não seja tão carinhoso, mas tenha o seu pique. Não busque a perfeição, busque a harmonia. 

5efaa4940adc7b00231faa8d2e902ddd

Chora 03 – Ana Paula

Oi Cony, tudo bem? Acabei de casar, estou muito feliz, ele é um cara muito legal, me ajuda e somos muito apaixonados um pelo outro.

Só que escondo um segredo dele: eu já fiz um aborto. Eu não conheci ele na época. Foi muitos anos antes dele me conhecer. Quando começamos a namorar pensei em contar, mas sempre tive a certeza de que ele era o homem da minha vida e tinha medo dele me julgar, terminar comigo e sair falando para todos (inclusive a família dele), o que já fiz. Quando conversam sobre algo desse tipo na casa deles eu fico quieta. 

Não me arrependo de nada do que fiz. Mas a sociedade ainda é muito preconceituosa com esse tema.

Ele sempre me fala o quanto ama criança e é louco para ter filho.

Toda vez que olho nós olhos dele, sinto que não estou sendo sincera.

Me ajude… oque faço? Conto ou não? 

Conte. Mas conte porque isso está pesando na sua consciência. Se não estivesse, eu não contaria… Mas como você sente que não está sendo sincera, fale pra ele. Apenas cuide da forma como vai contar, por exemplo: não faça um mega drama como se fosse o maior pecado do mundo e você estivesse errada. Conte com naturalidade, sem maiores detalhes e justificativas. Obviamente não será no meio do café da manhã mas um dia que o clima estiver bom, o papo estiver fluindo bem, fale que tem algo que você queria ter contado pra ele há tempos mas estava com medo do julgamento. Diga que ele é o homem da sua vida, que quer que tudo sempre seja transparente entre vocês e solte a bomba rs.  

085c6101e2d4b0130a169454e26cefa1

Chora 04 – Ana Luiza

Oi Conyyyyy, meu chora implora por um conselho seu:

Tenho 26 anos e namoro a quase 5. No início do namoro tudo era lindo, achava que era a pessoa certa pra mim. Mas logo de cara enfrentei alguns problemas com a antiga ficante dele, que infernizava, mandava mensagens e me tirava do sério. Hoje ela não é mais preocupação (nunca deveria ser né), graças a Deus. As vezes fico sabendo de algumas coisas que ela fala e faz mas não deixo que influencie na minha vida.

Porém, depois de eliminar este estresse, meu namorado começou a pisar muito na bola comigo. Toda briga ele me deixava em casa e saía com os amigos, me tratava com grosseria, eu pegava conversas dele com os amigos bem desagradáveis, já peguei conversa dele com uma horrorosa que dava em cima dele (mas não rolou nada, só cnv mesmo), em momentos graves de minha vida ele me deixou na mão pra sair, enfim, tudo isso me desanimou bem sabe. Já terminamos algumas vezes e ele sempre voltou atrás, apesar de ser muito orgulhoso. 

E em todas as nossas brigas ele me diminui sabe, acha que não sou alguém que tem valor, fica se vangloriando, pagando de gatão, dizendo que eu que tenho que mudar. 

Nunca fiz nada que pudesse interferir de forma negativa, sei que tenho meus defeitos mas nada que magoasse ele ou que colocasse em risco a confiança dele em mim. No último aniversário de namoro ele preferiu sair com um amigo e disse que não tinha nada de mais. E diante disso tudo admito que não sinto vontade nem de beijar e nem fazer “nada”, se é que me entende, com ele! Fujo inclusive.

Antes eu sofria, hoje vejo que estou acomodada. Me prendo a datas comemorativas, festas para não terminar. Fico com aquela desculpa na cabeça: Ah, depois de tal evento eu termino. E fico adiando. Sou covarde. Sempre que acontece algo e parece que terminamos, fico agoniada, com medo de não conseguir sair, não ter companhia, não ter o que fazer, sei lá, não saber agir. Já terminamos uma vez e ficamos uma semana terminados e no fds seguinte ele me procurou, depois de ter curtido bem o fds dele, deve ter ficado no mínimo preocupado com o que eu iria fazer, pq eu já tinha programado mesmo meu fds todo. E eu claro voltei. Como minha mãe diz, ele não tem medo de me perder, tipo, sabe que volto. Ah, e ele e minha mãe brigaram e não cnv mais, ou seja, namoramos ou na casa dele, ou na do meu pai, ou saímos. Acho isso muito foda, pq acho que deveria partir dele a reconciliação dele com minha mãe, mas ele nem cogita isso.

Não sou frágil sabe Cony, não quero que pense assim. Estou é com raiva de não conseguir colocar um ponto final nisso. Já sei que não quero continuar mas não sei o que fazer pra superar e não voltar mais sabe!

Acho que muitas mulheres passam pelo que passo, tem insegurança e ficam acomodadas em relacionamentos sem futuro ou que não são felizes. Isso é triste.

Me ajudaaaaa pelo amor de Deus. O que eu faço para me libertar?

Que bom que você já sabe o que tem que fazer pois ficar com essa criatura realmente não dá mais. O fator mais agravante de todos, na minha opinião, é ele e sua mãe serem brigados. Isso não é nada bom… Mãe é sagrada, ai de alguém brigar com a minha. Isso sem contar o resto, tipo o fato dele sair com um amigo ao invés de comemorar o aniversário de namoro. E ele só faz isso tudo com você porque você permite. Crie forças, e logo,  pois o tempo está passando e isso é vida que não volta. Você acha que merece isso? Não né, então tome uma atitude já e não olhe pra trás!

55f91859c577ac2ae617b4fab2a66802

  • CHORAS ABERTOS! Podem enviar suas histórias, suas aflições, suas angústias! Mas ó, vamos cuidar de não mandar casos parecidos ok? Email para constanza@futilish.com e no assunto CHORA QUE EU TE ESCUTO.
29
Sep 2016
Tendência – Jeans Bordado!
Como Usar

Já falamos sobre as jaquetas jeans com patches, e hoje o papo continua sobre jeans, porém as calças bordadas! Antes de mais nada, deixa eu falar que NUNCA NA VIDA o jeans esteve tão em alta. Está nos sapatos, nos acessórios e tem até roupa de festa em jeans. E como vocês já perceberam, o jeans está em alta em todas as modelagens possíveis. As calças podem ser cropped, podem ser flare, skinny, mom jeans… As jaquetas podem ser curtas, maxi, justas, largas… Tenho visto muito aqui na Europa tudo em jeans, até mesmo o velho moletom, agora é jeans.

E eu amo jeans. Tô igual pinto no lixo com essa moda que by the way nem chamo de moda porque jeans sempre estará em voga, mas sim pelo exagero a esse tecido atualmente.

Vejamos mais uma variação da nossa querida calça jeans?

BORDADA! As que mais tenho visto são com desenhos florais ou de passarinho. Vem ver.

jeansbordado2 jeansbordado1 jeansbordado3 jeansbordado4 jeansbordado5

Já comprei uma e juntei duas tendências numa mesma calça: cropped flare e o bordado de flor. A minha é da Zara e é da coleção atual! Se essa moda vai durar? Não sei… mas que é linda é e quem gostou deveria se jogar já!

  • Em breve o Onde Comprar, mas já adianto que as da Zara estão lindas! Curtiram mais essa trend jeans?
28
Sep 2016
London Fashion Week – Paul Costelloe
Fashion News

O primeiro desfile que fui nesta London Fashion Week foi o de Paul Costelloe e foi um dos mais bonitos de todos.

Para começar, o show foi no elegante hotel Le Meridien em Picadilly, coração de Londres. E acho que os modelos desfilados tinham tudo a ver com o lugar… Paul Costelloe é um dos nomes mais fortes e tradicionais da moda britânica e irlandesa!

O mood foi off white e saibam que looks monocromáticos nesse tom são chiquérrimos. Silhuetas marcadas, alfaiataria, babados e fluidez celebram as curvas femininas. Onde não há cintura marcada, há leveza e suavidade. Vejamos:

pc1 pc2 pc3 pc4 pc5 pc6 pc7 pc8

Tudo muito feminino, mesmo quando se trata de blazer ou casacos mais sérios. Adorei a coleção toda e usaria praticamente tudo!!!! 

No final do desfile, transparência e leveza numa linda estampa em tons de azul claro. Detalhe para a pochete, e os sapatos que lembram um pouco os tênis de salto de algumas temporadas atrás. Tem várias coisas voltando… falarei em breve de outras tendências!

fhits_london_01

Página 1 de 1,02012345Última »