Compras
Shopping Time
14 nov 2018, 16 comentários

Onde Comprar – Onça Rycah!

Juro que achei que seria mais fácil achar onças de bom gosto. E pelo jeito a riqueza influencia no preço, as mais lindas são absurdamente caras! Mas enfim, fucei fucei e fucei e achei algumas coisas mais em conta também. Se alguém achar mais onças internet afora, deixa o link nos comentários que eu falo se é pobre ou rica.

Vem comigo:

01 – Short de onça bem rica. Animal, R$ 598 LINK

02 – Saia lápis de onça rica, quase milionária da Renner! Aêeeeee! Uma baratinha! R$ 139. Comprem logo, ainda tem numeração. LINK

03 – Achei esse blazer LINDO! Da Bianza, R$ 533 e isso que tá com 50% de desconto. LINK

04 – Sabe que gostei dessa saia? Achei a onça um pouco miúda, mas o formato e as cores estão bem ricas! E o melhor, BARATINHA! R$ 139 da Miss Lady na Dafiti e tem toda numeração. Também acho uma boa compra, achei saia de street style gringo. LINK

 

05 – Se segura na cadeira aí. Vestido ONÇA TRILHARDÁRIA para pessoas TRILHARDÁRIAS. Apenas R$ 6.700 da Dolce & Gabbana. LINK

06 – Essa pantalona tá uma coisa. Tô querendo. R$ 400 da Bianza.  E com 50% off. LINK

07 – Amei esse vestido. Mas… sonhemos. R$ 20.600, Dolce & Gabbana. LINK

08 – A camisa mais rica que já vi. Na verdade é um vestido de Sain Laurent. R$ 10.900 LINK Compra gente!

09 – Casaco lindo. Esse eu queria. R$ 5.000 da Clips, marca que nunca ouvi falar. LINK

10 – Sapatinho da AMARO, bem rico. R$ 199,90 LINK

11 – Rasteirinha RYCAH! Dummond por R$ 199,90 LINK

12 – Ah achei fofo pras pequenas! Body Bebe Suedine por R$ 40! LINK

13 – Biquini de onça bem rica! Da Renner! R$ 59,90 LINK

14 – Gente, achei super coincidencia achar essa camisa de manga curta kkkk. Uma leitora me mandou mensagem ontem perguntando onde acharia uma dessas eu falei que nem tinha ideia. Daí hoje, olhando o site da Zara, achei essa em onça milionária só que na seção masculina! A Zara tem ótimas coisas na parte dos homens! Vale a pena olhar. Essa camisa é de cetim e está por R$ 199 LINK

15 – Ainda na seção masculina da Zara, olha que bomber linda! Super quero! Tá R$ 299. LINK

 

  • Bom, como falei no início do post, se alguém achar mais onças ricas pela internet, coloca o link nos comentários que vou ver todos e falar se tá rica mesmo ou não tá? Beijos de luz. 
Comportamento
Chora Que Eu Te Escuto
14 nov 2018, 40 comentários

Chora Que Eu Te Escuto!

Choooooooooora coleguinha!!!

Chora 01 – Margarida

Cony, acho q nunca vi um chora como meu, não é boy, é carreira! Rs Esse chora n tem homem na jogada, mas um mulherão da porra (sim, eu sou!), que está a deriva na profissão e precisa de conselhos!

Sou formada em comunicação e sempre trabalhei na área, tenho 10 anos de experiência (somando estágio) mas sempre ganhando pouco pq o mercado é assim e ponto! Rs Sou ótima profissional modéstia à parte, uma pessoa mt dedicada e perfeccionista, e a empresa confia em mim, me paga cursos, dá bons feedbacks, etc…

Só que estou desiludida da profissão e  pensado cd vez mais em seguir um caminho diferente, e deixar o destino agir e me direcionar a outras coisas, porque sinto q to perdendo vida no q to fazendo hj. Ao mesmo tempo não deixo de fazer um bom trabalho porque sou responsável!

Se pudesse escolher, hj seria professora; amo lecionar, compartilhar, ensinar e aprender! Também gostaria de uma rotina menos estressante pq penso em construir minha família e ter mais disponibilidade e não trabalhar, 10, 11h, 12h por dia, sabe?

Porém, qd eu estava amadurecendo a ideia de procurar um novo caminho, recebi uma proposta de promoção, de liderança e de aumento de salário.  E agora? Como n aceitar uma proposta dessa? Com salário dobrado, com uma responsabilidade nova mas q não faz meu coração feliz!? Ou aceito a proposta que qualquer um gostaria de receber?! Sei que não é o que eu quero pra vida toda, mas é algo que resolveria minha vida ($), e que me afastaria pelo menos por um tempo dos outros sonhos (o mestrado, a construção de uma família, etc). To perdidinha! Help me!

Complicado né? Parecem testes da vida… quando a gente tá prestes a fazer uma grande mudança, sempre aparece algo para nos deixar em dúvida. Me conta, o que te desiludiu da profissão? Porque se for falta de reconhecimento, isso você já ganhou. Se for pouco salário, o seu pode dobrar… O que te faz pensar que esta perdendo tempo na vida com a profissão que tem hoje? Acho que você já se respondeu no seu próprio relato, quando fala que pode aceitar a proposta e adiar um poucos seus outros sonhos. Eu acho que você deveria aceitar sim e se preparar financeiramente para tomar um outro rumo profissional. É o destino agindo, deixa ele agir mais pouco…

Chora 02 – Violeta

Oi Cony, vou tentar ser breve, tenho 27 anos, sou fisioterapeuta e preciso de ajuda, não tenho amigas em que falo de problemas reais, então nunca me abro com ninguém. Sempre tive uma relação muito abusiva com meus pais, principalmente minha mãe, ela faz chantagens emocionais que sempre me levam a fazer tudo que ela quer, sempre que coloco minha opinião sobre determinado assunto diferente do dela, ela chora, diz que eu não apoio ela, me humilha sobre minha aparência, tipo falando ah mas eu sou sua mãe falo isso para o seu bem, debocha de certas coisas que eu falo, mas é minha mãe e vou amá-la e fazer tudo por ela. Resumo breve, agora preciso me abrir, sou casada há 8 anos, com meu primeiro e único namorado, comecei a namorar bem cedo, sempre fui muito apaixonada por ele, só que com o passar dos anos fui descobrindo que não combinávamos em nada, mas ao tentar terminar com ele fui pressionada por ambas as partes por ele que dizia que morreria sem mim e por minha mãe que dizia que jamais arrumaria alguém como ele, e eu sei que não iria arrumar mesmo, ele é trabalhador, muito educado, nunca me tratou mal, e minha aparência não é muito convidativa, tive sorte dele gostar de mim, só que não o amo. Me casei por pressão pois somos de igreja evangélica e muito tempo de namoro é mal visto, achei que aprenderia amar ele e que me livraria da minha mãe, não foi assim. Nesses 8 anos não tem um dia que eu não ensaie uma separação e ela continua dando pitaco na minha vida e mandando em mim, mas não tenho coragem, ele diz que me ama e me parte o coração e outra coisa não quero ter filhos, nunca quis e sendo de uma família conservadora jamais abri isso para alguém, só que as cobranças começaram até por parte dele e eu não sei o que fazer. Ah mais você nunca descobrirá o verdadeiro amor, mas quem cuidará de você na velhice, são coisas que sempre escuto e aí desisto de falar. Estou desempregada há mais de um ano, não consigo nada estável na minha área, consegui emprego em diversas áreas, mas lá vem minha família de novo dizer que não aceitam que eu trabalhe com algo que não esteja relacionado a fisioterapia, minha cidade é pequena, interior e aqui é difícil, só que eles não entendem e não é vergonha eu trabalhar em outra coisa até que aparece algo legal. Só que eu como sempre para evitar discussões e como tento o peso de serem meus pais que pagaram a faculdade, eu obedeço. E eu não quero sair de um relacionamento e ir para outro só preciso ficar sozinha, sem cobranças de ninguém vivendo minha vida. E eu nunca pensei em outro relacionamento, nunca foi minha opção, e fora que jamais teria coragem de ficar com outra pessoa, porque sou muito insegura com meu corpo, tenho muitas estrias e tenho melasma, morro de vergonha de minhas imperfeições e só eu sei como foi difícil me acostumar com meu marido, só de imaginar mostrar isso para um estranho me apavora. Pode ser bobeira, mas não sei o que fazer, a cada vez que precisamos fazer sexo o que graças a Deus é bem pouco sempre choro depois, porque eu não queria, mas precisava cumprir meu papel de esposa. E eu não estou fazendo ele feliz, não é justo, ele é bonito, novo, cheio de vida e eu o prendo nesse relacionamento, não quero magoá-lo, mas queria ficar sozinha, penso em todas as possibilidades possíveis e todas só me levam a morte, sim estou fazendo drama, mas sem dinheiro me separando precisaria voltar para casa dos meus pais, com minha mãe me controlando ainda mais do que faz hoje. Nada tem sentido, eu acordo todos os dias, torcendo para o dia acabar rapidinho e chegar mais perto de tudo isso acabar. Eu já coloquei um cinto no box do banheiro para tirar minha vida, fiquei chorando e pensando que eu não queria morrer, não era justo, e sendo religiosa eu creio que meu sofrimento não irá acabar com o suicidio,mas que aquilo tudo doía tanto que só queria que acabasse. Eu só precisava colocar para fora e escrever sobre isso me fez melhor um pouco, isso é o resumo, e contar tudo que acontece tornaria o chora maior, mas isso da para você entender.

Amiga, PARE DE FAZER O QUE OS OUTROS QUEREM QUE VOCE FAÇA! VOCE NUNCA SERA NINGUÉM ENQUANTO NAO TIVER VONTADE E ATITUDES PROPRIAS! Outra coisa, e vai em caixa alta de novo, JAMAIS DIGA QUE VOCÊ É FEIA, QUE VOCE TEVE SORTE DE ALGUEM GOSTAR DE VOCE, ISSO É MENTIRA! Foi coisa que sua mae colocou na sua cabeça e você acreditou. Eu vi sua foto no mail, não tem NADA NADA de feia, muito pelo contrário. Eu tenho melasma no rosto todo, tenho celulite pra caramba, sou toda flácida, tenho barriga e me acho LINDA e GOSTOSA e ai de quem questionar isso. Você é o que você acredita, os outros compram a sua postura, acreditam no que você transmite!  Você está simplesmente SUFOCADA pela sua família! Imagino o nó, o OVO, que você deve ter na garganta, de tanta vontade, de tanta fala reprimida! E mais, FAZER SEXO COM O MARIDO NAO É CUMPRIR O PAPEL DE ESPOSA, a gente transa quando quer porque gosta, porque ama, porque tá com tesão! Gata, você não quer morrer, você quer VIVER! Entende isso??? Agora vem cá, vamos pensar… antes de mais nada, pare AGORA de se preocupar com o que os outros esperam de você, com a opinião deles. Pense em você, e FODA-SE se alguém achar problema nisso. Respira, tenha calma, e tenha a certeza de que você merece o melhor sim e não é porque seus pais pagaram sua faculdade que você deve a vida a eles. Não é porque você se casou com um cara bacana que você tem que amar ele de qualquer jeito e manter um relacionamento que não te agrada. Você esta se agredindo, está refém de um moooooooooonte de suposições/medos/neuras que estão na sua cabeça. Tô nervosa… queria falar com você pessoalmente mas continuemos. Sua vida, suas regras. Ponto 1. Segundo, ache uma amiga, conte para alguém de BOM SENSO, fora da sua família (pai, mãe, irmãos) toda essa sua angústia, procure primeiro asilo emocional. Junte forças, arrume um emprego qualquer se não conseguir um na sua área, um desses que você falou que apareceu e que você toparia, e vai trabalhar SIM, não precisa da aprovação de ninguém. Se conseguir uma amiga para te ajudar, para você sair de casa e ir morar com alguém durante um tempo, ir para uma república, sei lá, tente. Também não acho que seria legal voltar para a casa dos seus pais, sua mãe é tóxica. Comece a resolver todas suas angústias uma a uma: primeiro tome conta das suas decisões e ponto final. Segundo arrume um emprego qualquer. Terceiro abra o jogo com o seu marido, dê a real, fale que não o ama e que não está feliz. Vá construindo uma base emocional, um porto seguro em VOCÊ mesma, e muito importante, não se ache pouco, não se ache menos, não se justifique para você mesma. Se dê a chance de uma feliz e plena, só te peço para ter MUITO CUIDADO com algumas pessoas que podem aparecer no teu caminho e ver sua fraqueza, sua ingenuidade e tentar se aproveitar disso. Vá aos poucos, vá eliminando item por item e SEMPRE, mas SEMPRE, pense em você primeiro, com carinho, com amor, com vontade de ir atrás da felicidade que VOCÊ MERECE E VAI TER. Dê uma chance para a vida acontecer, livre de terceiros. Vai ser difícil, vai ser complicado, mas se blinde e vá em frente. Não desista. Combinadas? Qualquer coisa grita de novo. Estamos aqui pra te ver vencer, te ver feliz e te ajudar.

Chora 03 – Rosa

Oi Cony, parabéns pelo lindo trabalho com o Blog! Outros a gente segue por um tempo… mas acaba deixando pelo caminho, justamente por não nos identificarmos com a linha Vida Real que segue seu Blog! Parabéns!!!

Então vamos ao meu chora:

Sou casada há 12 anos e a primeira crise no casamento aconteceu após 2 anos, quando engravidei da nossa primeira filha – gravidez esta planejada pelo casal. O dia em que soube da gravidez eu queria sair, visitar a família, comemorar, ganhar flores, enfim… extravasar a alegria e felicidade que não mais cabiam em mim. Ele me deu parabéns e passou infinitas 6 horas ininterruptas jogando vídeo game on-line com um amigo.

Durante a gravidez toda mulher fica sensível e espera mais carinho, atenção e companhia, mas ele se afastou e acabei curtindo quase tudo sozinha: consultas, exames, enxoval… até meus desejos de grávida eu fui obrigada a auto-realizar. Depois que a minha filha nasceu, absolutamente tudo que diz respeito a ela foi por minha conta.

A desculpa dele era que não levava jeito para cuidar… e que eu deveria pedir pra ele fazer as coisas. Eu nem me importava muito com os afazeres mais sujos, kkk, mas eu queria uma  companhia para comer meu prato frio depois que todos já tinham feito a refeição, um copo de água enquanto amamentava, presença em algumas consultas ou nas vezes em que ela chorava desesperadamente e eu sem saber o que fazer…

Enfim, passei anos chateada, esperando atenção, mas fui seguindo a vida, cuidando minha filha e nunca pensei em me separar, porque achava que tudo isso um dia iria passar e que vida de casada não era fácil (afinal ouvi isso a vida inteira da minha mãe).

Acabamos engravidando da segunda filha – também planejado. Aí veio a segunda e mais séria crise. Assumir duas filhas foi pesado: uma bebê, com necessidades essenciais e muito dependente de mim e a mais velha com 3 anos que também demandava muita atenção. Nem preciso relatar o drama de tentar conseguir cumprir as tarefas diárias, pois quem é mãe sabe! A semana eu nem via passar e quando chegava o final de semana eu esperava ter atenção, carinho e um pouco de ajuda com as atividades relacionadas as crianças, mas ele dormia até tarde, saia para pedalar com os amigos ou então ficava o tempo todo no computador e a desculpa era que ele estava estressado por causa do trabalho. Já uma mãe que não tem mais vida própria e com dois filhos, não precisa desestressar… rs

Não reclamo do trabalho duro que é ser mãe, faço tudo: cuido de toda a rotina delas, faço a comidinha, levo e busco na escola, acompanho tarefas e estudo, incentivo para que façam atividade física, estudem musica, brinquem, tenham amigos…  Me preocupo muito com a educação e futuro delas e tento passar valores para que se tornem pessoas com princípios éticos, coisa que o mundo de hoje está tão carente…imagina num futuro próximo então!!!  Sei que falho muito, mas tento ser uma ótima mãe.

Esperava que meu marido também tivesse a mesma preocupação que a minha, principalmente com relação a formação do caráter delas, mas a única preocupação real dele está no trabalho e nas coisas de interesse estritamente pessoal. Dias atrás levei minha filha mais velha pra aula de musica e ele ficou com a mais nova em casa e pedi para fazer a tarefa da escola com ela, no outro dia, na hora de sair para a escola, vi que a tarefa estava sem fazer, cobrei dele e ele disse que ele já se sacrifica muito pela família no trabalho. Eu penso que o papel de pai e mãe, independe de trabalho, carreira, estudos e tudo o mais que precisamos encarar na vida adulta. Difícil ele conseguir olhar o outro e isso me incomoda muito…  Esperava que ele conseguisse se colocar no meu lugar, tivesse interesse pela minha vida, por meus sonhos e planos futuros, mas não vejo isso nele e já perdi a esperança. Até fomos pra terapia e nas consultas ele dizia… difícil, mas vou tentar… mas realmente acho que nunca tentou, saia da consulta e esquecia de praticar.

Ele é uma pessoa boa, correta, integra, super calma, na maioria das vezes sou eu quem briga com ele. Se dedica a empresa que tem com os irmãos, aliás os carrega  nas costas. Fora os passeios de bike que agora eu controlo, ele não sai sem a família. (controlo, pois se tenho atividades com as crianças ele tem que ir junto e participar).

Vivemos na mesma casa, cada um com seus afazeres: eu com as crianças e faço uns bicos enquanto elas estão na escola e ele com o trabalho na empresa – o que sustenta a casa. Temos uma vida tranquila, mas vivemos distantes, sem amor, carinho, sexo e parece que nosso único objetivo está ligado a manutenção da família… Enfim, a vida passando, as crianças crescendo e a cada dia sinto mais vontade de deixar tudo pra traz e começar uma nova vida. Ha 3 meses pedi a separação, mas ele disse que me ama e não quer me perder. Nas primeiras semanas melhorou, me deu mais atenção, mas em pouco tempo volta tudo ao que era antes.

Acho que até já teria tomado uma decisão se eu tivesse estabilidade financeira e conseguisse me manter sozinha. Nunca consegui me recolocar no mercado, pois meus horários como mãe não me permitem. Já pedi a ajuda dele, mas ele disse que não pode assumir compromisso com as crianças, pois o trabalho dele exige muito e além de tudo é o que sustenta a casa… Sempre fui batalhadora, comecei a trabalhar com 13 anos, fiz faculdade, pós graduação, MBA, tudo pago com meu trabalho, mas estou ha 08 anos fora do mercado de trabalho e morro de medo de não conseguir me recolocar e deixar as meninas passarem dificuldades…sempre tive uma vida dura e não queria que elas passassem por isso. Sei o que quero, mas não tenho coragem… por onde começo? Ou será que baixo a bola, tenho menos expectativas e mantenho o casamento Perdidaaa!!! Beijos e obrigada pela ajuda!

 

Miga, você não tem um marido, tem um amigo, na verdade nem amigo é, porque se fosse, te ajudaria mais. Você é mãe solteira, e o pai das suas filhas é um ogro. O que mais me chocou foi quando você contou a ele que estava grávida e ele te deu os parabéns e foi jogar videogame. Eu separava na hora. Babaca nível HARD! E pra ele tudo tem uma desculpa, tudo é o trabalho, o stress e tal. Não tem essa não, nada exime ele de ser PAI e participar da criação e do cuidado das meninas e ALÉM DE TUDO, de te cuidar e te dar carinho e amor. Tá tudo errado. Você tá sozinha nessa e já que tá assim mesmo, separa de vez. Óbvio que você vai ser capaz de arrumar emprego e fazer alguma coisa. Você começou a trabalhar com TREZE anos, estudou pra caramba, o que te faz duvidar da sua capacidade? E outra, ele tem que pagar a pensão das meninas e ainda bancar um lugar para vocês morarem. Acha um advogado bom logo e sai dessa.

 

  • Choras fechados. Temos muitos casos para resolver ainda…
Moda
Fashion Emergency
13 nov 2018, 41 comentários

É Onça RYCAH Que Fala?

Vocês me transformara numa autoridade de classificação sócio econômica da onça na internet hahaha. Vocês não tem IDEIA de quantas mensagens e mails recebo com fotos de peças em animal print, me perguntando se a onça é rica ou não. Tudo por causa DESTE post, onde comecei a série da Classificação Econômica das coisas e falei sobre a diferença de uma onça rica e uma pobre. É uma maneira de ensinar bom gosto com humor, não tem nada de depreciativo, é uma tentativa de ensinar a comprar as coisas mais bonitas, com melhor cara, mais finas, e nem sempre, as mais caras. Porque tem riqueza e pobreza em jeans, em acabamento, em botões, em paetês, em estampas… e uma das que mais pode cair na pobreza e estragar um look é justamente a da onça. Ou leopardo. Vocês me entenderam né?

Hoje não farei comparações, mas resolvi mostrar as onças mais ricas que achei na internet. Para quem tem dúvida do que seria uma onça pobre, dá uma lidinha no post que fiz anos atrás e continua valendo (LINK). Quem sabe depois não faço um post só com onça pobre?

Mas agora vamos ver as lindezas em forma de onça e como usar!

Calça reta, alfaiataria. A onça já é bem chamativa e ousada, então não ficara TÃAAAO legal numa calça muito justa. Claro, que dá para refinar um look com a blusa certa, os acessórios e etc, mas a calça reta de alfaiataria é chique por si só e a prova de erros. A onça da Thassia tá a coisa mais perfeita do universo. Usem como comparação nos momentos de dúvida!

Mais calças, dessa vez, soltinhas. Achei linda a primeira, mas a segunda tem meu coração por um simples motivo: eu tenho ela kkk. É aquela da Zara, de anos atrás que toda fashionista tinha. E quer saber de uma novidade? ESSA CALÇA VOLTOU A SER VENDIDA NA ZARA! Vi ontem! R$ 179 se não me engano. Corre, vale a pena demais. A de agora tá até mais bonita que a minha, o tecido é mais grossinho, tipo um crepe. Acho que até eu vou querer outra. A minha deve ter uns 5 anos ou mais!

Ela vai bem com TUDO! Amo essa calça e super acho que vocês deveriam comprar uma igual kkkk

Outra peça que fica linda em onça rica é a saia lápis. Novamente, o modelo lápis é CHIQUE, elegante, e desconstrói qualquer resquício de vulgaridade que a onça possa ter (tem gente que acha muito perua, muito vulgar, mas eu acho lindo). A segunda da montagem acima sou eu, com mais uma onça milionária da Zara. Essa saia tem anos também e não dou, não vendo, não empresto. Montei um look super descontraído com ela! Jaqueta jeans e tênis no pé. Viram como é versátil?

Gostei da onça da Heidi, mas não gostei da blusa que ela usou. Achei que ficou too much, exagerado, muita informação. Completamente diferente da diva Victoria, que sabe que uma saia de onça já tem informação o suficiente. 

Mais um item de onça rica que é lindo: camisa! Eu tenho uma, da onça mais milionária do universo e sabem de onde é? Da C&A! Comprei há anos também e não me desfaço dela nunca. Não é preço, é bom gosto 🙂

Esse eu AINDA não tenho mas bem que queria. Casaco de onça rica é riqueza na veia. Uma vez gostei de um da Zara, mas era de pelos e achei exagerado. Sonho com um trench coat BEEEEM chique, estilo Burberry mesmo, de onça milionária. É uma peça pra VIDA!

Esse segundo vestido é meu sonho de consumo. Acho ele apenas perfeito! Modelagem, fluidez, a riqueza da estampa! Tudo perfeito! O primeiro também tá lindo! 

Eu poderia viver num vestido desses. Ah, comprei um da Zara esses dias, bem lindo e com onça rica também! Depois farei um look com ele.

Mais onças em vestidos!

Achei interessante a dupla camisa e calça de onça, bem conjuntinho mesmo. AMEI o primeiro look, pijama style!

Selecionei alguns itens em onça trilhardária. Não aceitem nada menos que isso! Se tem medo de peças grandes, pode ter seu toque de animal print nos pés, numa echarpe, na bolsa ou num blazer. Ok, o blazer é um item grande mas esse tá tão lindo…

  • Será que arrisco fazer um Onde Comprar Onça Rica? Acho que será trabalhoso mas já adianto que a Zara tá com um blazer, um vestido e uma calça bem rycohs, mas se quiser, posso fazer uma curadoria virtual! O que acham? Ah, e salvem este post. Quando tiver duvida do que é uma onça rica, comparem com essas fotos!