Editorial
18 fev 2021, 19 comentários

Chora Que Eu Te Escuto!

Haja choradeira hein meu povo? Vamos lá!

Chora 01 – Sarah

Cony esse é meu terceiro chora, escrevi dois em momentos diferentes da minha vida. E sempre que me “aperreio” corro chorar pra ti, e tu me dá sempre uma luz .

Então é o seguinte, sou divorciada do pai da minha filha, sofri por 7 anos com aquele relacionamento abusivo, me libertei, sofri muito, voltei morar com meus pais, nao deu certo, aluguei um apto até ai tudo ok. Superei. Acontece que eu comecei namorar um conhecido das antigas do tempo do ensino médio e tava tudo lindo, até a relação ficar um pouco mais séria. Eu tinha a sensação que estava sempre em segundo plano, que ele era individualista demais e filhinho da mamãe também. Eis que precisei fazer uma cirurgia no útero, combinamos tudo: minha mãe ficaria com a minha filha e ele me acompanharia. Pasmem, um dia antes da cirurgia ele me fala que não iria comigo porque estava atrasado com umas coisas do trabalho, fiquei bem brava e terminei. Não só pelo fato anterior mas por alguns outros como: não lembrou de comprar meu presente de natal e nem falo pelo presente em si, mas pela falta de consideração. Outro fato o irmão dele foi grosso comigo diversas vezes e ele nunca falou nadinha. Outro fato peguei uma conversa dele com uma amiga em comum que ela rasgava de falar mal de mim e ele não me defendia e ainda falava que estava fazendo só merda na vida. Então acumulou tudo e terminei. Mas terminei gostando muito dele. Meu coração fala dá mais uma chance e meu amor próprio fala para de ser trouxa e bola pra frente. Socorro gente estou sofrendo bastante com essa situação, já não tenho mais lágrimas de tanto que choro.

Eita que da próxima vou cobrar a “consulta” hein hahahaha. Fia, muita reclamação pra um início de relacionamento e uma coisa ficou MUITO clara: você não é prioridade pra ele e isso já é fator eliminatório de bofes. Não foi no dia que você operou e precisou dele, não foi pra te “defender” do irmão grosseiro, não foi pra te mimar no Natal, não foi pra tomar seu partido da amiga que fala mal. Qual a dúvida? Tá gastando lágrima a toa. Bola pra frente. Se valorize.

Chora 02 – Juliette

Oi Cony, vamos de drama familiar sobre parentes inconvenientes.
Casei a pouco tempo, e como não morava perto do meu então namorado, não convivi tanto com a família do meu hoje marido.
Sempre me trataram bem e me dei bem com todos, alguns me tornei mais próxima como meu sogro e a irmã do meu marido, outros nem tanto, como o irmão dele e esposa. Minha sogra sempre me tratou bem, mas até hoje não sei ao certo qual o sentimento dela por mim e explicarei o pq  mais adiante.
Depois que passei a morar com meu marido, comecei a fazer vários encontros na minha casa, almoços, jantares, churrascos… gosto de receber em casa e sempre chamo os familiares do meu lado e do lado dele.
Me aproximei do irmão dele e esposa e daí percebi que  oq meu sogro já me adiantava era verdade: eles simplesmente se convidam pra vir na minha casa! E detalhe, quando estão aqui não tem a mínima noção, se chegam pra almoçar, ficam pro café da tarde, jantar e se estendem até a madrugada. As vezes já aconteceu de estar nos meus sogros e eles se convidarem pra minha casa, sendo que fico bem constrangida em dizer não.
Detalhe: eles nunca nos convidam pra ir na casa deles com a desculpa que está sempre bagunçada por causa das crianças. O q passou a me incomodar mesmo foram as atitudes da minha sogra: ela nunca nos convida pra nada, chegou o ponto de ser aniversário do filho dela cunhado inconveniente e ela nem nos chamar, passamos lá por outro motivo e descobrimos que ela iria cortar um bolo. Só um exemplo, mas ela dificilmente nos convida pra algo, sendo que sempre lembro deles.

Percebi que ela faz diferença entre os filhos, pois meu marido é bem sucedido na profissão dele e o irmão ficou estagnado, nunca gostou de estudar, teve filhos super novo e não desenvolveu na carreira. Penso que independente da situação financeira, todos gostam de ser lembrados. No meu casamento, meu sogros nem sequer deram um jogo de copos, já meus familiares sempre vem com um mimo.

Resumidamente, não estou acostumada com gente inconveniente e passei a dizer um não categórico aos “ autos convites “ do meu cunhado, mas me sinto bem constrangida, odeio me passar por chata ou mal educada, pois percebi que eles me olham feio. Há outra saída?

Também estou bem chateada com as atitudes dos meus sogros e perdi totalmente a vontade de convida-los pra minha casa. Sempre dava lembrancinhas em aniversários, natal, até dia das mães, agora também não sinto mais vontade. Acha que eles tem algo mal resolvido comigo? Não consigo fazer a egípcia quando algo me incomoda.

Uma coisa que tenho reparado nos Choras é que muitas mulheres são casadas, namoram, são noivas de caras bacanas mas tem encrenca com a família deles e transformam isso num problemão. Gente, foca no marido! Se tiver um bom relacionamento com a familia dele, ótimo, se não tiver, seja apenas política. Faça apenas o necessário, o de bom senso e boa educação e pronto. Não esperem nada em troca, caso contrário vão arrumar picuinha pro resto da vida. “Ah eu fiz um almoço e chamei todo mundo. A sogra fez um jantar e não me chamou”. Larga pra lá! Da próxima chama só sua família, alterna os convites mas não se martirizem por esse tipo de problema. Se ela trata um filho diferente do outro, problema deles… Seu marido reclama? O que importa é o casamento. Tá bom? Tá gostoso, tá rolando respeito, amor, carinho, cuidado, lealdade? Pronto! Ah não ser que esteja diretamente interferindo no seu relacionamento, apenas releve. Preze pela sua saúde mental. E SEMPRE, mas SEMPRE, coloquem limites, sem se preocupar em ser tachada de chata, metida ou sei lá o que. Na casa de vocês, mandam vocês! Se alguém estiver sendo inconveniente, já abra o jogo logo pra não virar algo maior. Não carregue um peso que não te pertence ou que é desnecessário. Não tente controlar ou mudar o que você não pode.

  • Chora ABERTÍSSIMOS, comecei a responder só 2 por semana porque estão acabando os casos. Então quem quiser participar, mande seu problema, relato, angústia, dúvida para constanza@futilish.com e no assunto coloque CHORA QUE EU TE ESCUTO!
Escreva seu Comentário

Quer que sua foto apareça nos comentários? Clique aqui
19 comentários em “Chora Que Eu Te Escuto!”
  1. Fernanda18/02/21 • 22h13

    Juliette, eu tenho duas amigas que tiveram problemas parecidos com seu qdo casaram e cada um resolveu de uma maneira. Uma colocou limite na família do marido e a outra prefere ser boazinha.
    O que percebi é que a primeira foi chamada de chata e metida, mas hj ninguém mete a besta com ela. E a segunda, não colocou limite e sofre até com inconveniência da família do esposo.
    Um detalhe importante: os maridos das duas irmãos. Então, miga, vai com sabedoria, mas não deixa a galera tomar conta da sua casa não.

  2. Jéssica18/02/21 • 22h18

    Geeente, adorei os nomes! hahahaha
    Chora 01 – Todas as razões que você de foram pra ter a resposta de que é pra largar de mão e seguir em frente na sua vida, com ele bem longe.. acho que no seu subconsciente você já sabe que é isso que tem que fazer e que é o que quer fazer, do contrário você teria também elencados as qualidades dele e os motivos pelo qual valeria a pena dar uma segunda chance, mas vc não fez! todo fim é um sofrimento, não tem jeito, mas você já sabe que fez a escolha certa e ficará bem! acredite!!!

    Chora 02 – As vezes lidar com nossa própria família ja pode ser complicado (vide vários choras que ja vimos por aqui).. imagina com a família de outra pessoa, ainda que essa outra pessoa seja nosso marido, namorado, etc… concordo com a Cony.. tente ter uma convivência respeitosa e “diplomática”… mesmo tendo uma ótima relação com meus sogros e cunhas, eu sei que existem características neles que eu não gosto/concordo.. mas tudo bem.. da mesma forma que nós não escolhemos como vai ser a família de quem escolhemos dividir a vida.. a família também não nos escolhe, né?? Siga bem no seu relacionamento e tente não se sentir afetada pelo que provavelmente não tem nada a ver com você, mas com problemas que já e existiam antes de você “entrar” na família…

    • Constanza19/02/21 • 14h33

      Isso, era diplomatica o que eu queria falar e não politica hahahahahahahahha

  3. Ariane18/02/21 • 23h21

    2 – Larga mão de sogros e cunhados, os meus eu queria bem longe. Outra coisa, vc gosta de receber em casa, eu já detesto, nem amiga nem minha família vem aqui, não faço nada na minha casa, tem gente q não gosta mesmo e tá tudo bem. E se não tiver tudo bem não posso fazer nada.

    • Raquel B23/02/21 • 01h58

      Meu caso: odeio receber gente, acho muita encheção. E também não gosto de ir a casa dos outros.

  4. Renata Santos18/02/21 • 23h54

    Nesse segundo caso entendo perfeitamente. Tem gente que não entendo uma gentileza que logo abusa. Mas penso o quanto nos machucamos para agradar sei lá quem e nossa fantasia em “parecer” mal educada e tal. Haja gentilmente nos convites indesejados colocando um compromisso, lamente-se, mas deixa claro que da próxima vez vcs irão convidá-los. Seja sua prioridade e do seu marido.

  5. Lana19/02/21 • 00h36

    Chora 1: corre que é cilada!

    Chora 2: tenho nem o que acrescentar, a Cony já disse tudo.

  6. Theresa19/02/21 • 01h01

    1- Sarah, esse não é o último boy do mundo. Segue tua vida, porque esse relacionamento não tem futuro. BLOQUEIA DE TUDO para não ter recaída.

    2- Juliette, super te entendo. Sei q as pessoas podem fazer o q quiser, mas é horrível, você chegar num lugar e perceber q as pessoas falam mal de você, é uma coisa q não desejo a ninguém. A família do meu marido é horrível comigo e quem puxava a corrente de ódio contra mim era minha sogra, q faleceu esse fds.
    Aí durante a exéquias, o padre solicitou qualidades dela, e de repente todo mundo me olhou esperando q eu falasse: “boa sogra”, virei para o namorado da minha cunhada, fiquei esperando ele mentir porque eu não ia mentir para um padre. O coitado falou “religiosa”.
    Minha dica é fique o mais longe deles possível, sempre inventa uma desculpa para faltar nas reuniões deles. E quando for, passa pouco tempo.

    • Sandra22/02/21 • 18h38

      Amiga o causo é de velório mas eu ri
      Hahahahaha

  7. Paula19/02/21 • 01h11

    Cony, o seu conselho do chora 02 é para imprimir e deixar na porta da geladeira…rs. Palavras de ouro!! E vale para todos os relacionamentos pessoais da vida: família, amizades e trabalho.

  8. Darília19/02/21 • 09h52

    Verdade no q vc disse Cony, no chora Juliette. É uma necessidade que as pessoas tem q o outro goste de vc, que te mime, que a sogra, a cunhada chame, ame e blá bla bla. Educação, respeito é conveniente; faça sua parte; não force a barra e não arrume problemas fora do seu relacionamento. O relacionamento ta bom; pronto!!
    Não precisamos de aceitação! É clichê: mas nem Jesus agradou a todos, quem somos nós para querer o contrário.
    Gaste o seu tempo melhorando a si própria, invista no seu casamento, nos seus filhos, na sua profissão.
    Vamos ser mais leves e deixar picuinhas para lá e além disso pra quem é dono do problema.

  9. Ca19/02/21 • 10h05

    Cony sempre com ótimos conselhos! curti mais uma vez. 🙂

  10. Iza19/02/21 • 11h57

    Sarah, não tem nem dúvida CORRE QUE É CILADA! Pelo amor de deus, não tem nem como defender esse cara aí não. Você merece MUITOOOOOO MAIS ainda mais depois de tudo que passou.

    Julieete, Sobre o segundo tema, concordo com a Cony… teve uns exemplos de gente que era parente infernal que interferia no relacionamento, mas a maioria é uma necessidade extrema de ser bem quista e aceita pela família do cônjuge. Gente, desapega. Esse núcleo ficou para trás, foquem no novo núcleo de vocês e bola para frente.
    “não gosto do que eles fazem mas tenho medo de parecer chata” Se valoriza minha filha. Colocar seu bem estar na frente não é ser chata não, é se cuidar!

  11. Joana Claudia Carvalho Teixeira19/02/21 • 12h23

    A Cony falou tudo nos dois choras meninas. Subscrevo!
    Força e estabeleçam limites.

  12. Vanessa19/02/21 • 12h57

    Sarah parece que está procurando outro relacionamento abusivo…. Terapia ajuda mudar o padrão. Se investigue. Bjos

  13. angelica19/02/21 • 13h12

    meus deosss
    mas tá difícil ficar do lado de vcs, migas! vou dar meu pitaco sem pegar leve, vcs são mulheres adultas e 100% responsáveis por tudo o q te cerca!

    chora 1: vc tá carente, o cara já deu na cara q não vc ñ é prioridade e vc fala ‘meu coração fala dá mais uma chance’
    isso, dá mais uma chance, casa com ele, e mete 3 filhos kkk
    Sério? Pensa bem, leia seu relato, q tipo de relacionamento é esse?
    Agora de verdade, silencia, fica introspectiva e reflete um pouco sobre vc. Sobre suas misérias, sobre seus defeitos e o tanto q vc precisa melhorar. Fique sozinha, para de ficar vendo famosinho no ig, procure ser uma pessoa melhor, cuide bem da sua casa e da sua filha, fique mais bonita, se cuidando, malhando, fique mais inteligente, leia mais, faça um curso, assista lives q agregam auto-conhecimento.
    Serião! Seja vc a pessoa q vc quer encontrar! Melhore vc, aí vc vai atrair um cara legal. Dobre seu joelho e peça para Deus um companheiro, mas amiga, se vc tiver assim vc não vai segurar. Estude sobre as virtudes, e desenvolva isso em vc!

    Chora 2: que chatisse, concordo com a Cony, foca em vc e no seu marido.
    Parece que falta louça para lavar!
    De novo, fica introspectiva e reflete um pouco sobre você. Sobre suas misérias, sobre seus defeitos e o tanto q vc precisa melhorar.
    E aí, foca em vc ser uma pessoa melhor, uma pessoa q reclama menos, que serve mais sem esperar nada em troca, uma esposa melhor, uma nora melhor, se afaste, não precisa ter reunião com família o tempo todo, busque programas vc e seu marido, viagem, façam passeios, cozinhem em casa só para vcs!

  14. Bru19/02/21 • 16h27

    Chora 1 – o que mais ele precisa fazer para vc ver que ele não te valoriza?

  15. Sam23/02/21 • 20h54

    Moça do chora 01: fiquei triste por você pois fica claro que esse cara não te ama, apenas está com você por conveniência… não se iluda mais com ele para não perder ainda mais tempo na vida…

    Moça do chora 02: nossa, q certeira a Cony neste conselho, achei irretocável. Ah, mais uma coisa: minha casa é mais bagunçada e não tem um lugar confortavel para sentar

    • Sam23/02/21 • 20h58

      Chora dois(continuando): então, como não tenho locais confortáveis para ficar batendo papo, não gosto de chamar as pessoas para irem lá em casa, então até não acho que seja desculpa de seus cunhados… mas ok, quando quero chamar alguém para jantar eu convido para irmos a algum restaurante…