25
Jul 2015
Mi Casa, Su Casa – Reserva Técnica?
Mi Casa Su Casa

Olá Fufus!

Eu sei que eu prometi terminar a discussão sobre os eletrodomésticos, torneiras, triturador e cuba essa semana. Mas além de eu ter tido alguns contratempos, eu subestimei o tempo em umas atividades e acabei sem tempo hábil de fazer uma boa matéria pra vocês. Por isso, eu preferi mudar o tópico da semana.

CAsa CAiu

Vou falar (mal) de “Reserva Técnica”. MAS deixem-me esclarecer que existe uma Responsabilidade Técnica (RRT) – essa denominação é um termo de responsabilidade que arquitetos e engenheiros assinam quando uma obra será construída e precisa ser aprovada na prefeitura, lá fica registrado o número do CAU ou CREA destes profissionais. Esse registro de projeto junto à prefeitura custa dinheirinhos e lá fica registrado que, o profissional X é responsável pela obra Y.

Se essa obra cair, se poluir um rio, se estiver fora de qualquer norma de segurança ou norma construtiva da cidade, quem será julgado, punido e terá de arcar com as responsabilidades, é este profissional, afinal ele estudou e se registrou para isso. É uma licença, assim como médicos, advogados e outros tantos profissionais também têm.

Então agora vou jogar a paçoca no ventilador e falar pra vocês da prática da OUTRA “Reserva técnica” vulgarmente conhecida como “RT”.

Todos sabem que o brasileiro A-DO-RA ganhar vantagens e tirar vantagem de tudo. Não seria na prestação de serviços que seria diferente.

Então, dentro da minha cabecinha eu criei um conto de fadas que explica, pra mim mesmo, como a RT nasceu – e não foi da cegonha:

Eu imagino que em um tempo distante, muitas décadas atrás, algum lojista – vamos fazer de conta que foi um dono de uma nova loja de materiais de construção – queria ter mais clientes. Todos querem, não é? Sociedade capitalista.

Então ele chamou alguns profissionais da área, arquitetos, engenheiros, decoradores, designers e fez uma proposta: “Vocês me trazem clientes e eu pagarei para vocês um valor X percentual sobre o que ele comprar.¨

Pára tudo, fiquei nervoso, drink de hoje, água com açúcar.

agua com acucar

E com certeza, muitos dos profissionais, lá nos primórdios, aceitaram. E assim todos seguiram trabalhando e indicando e ganhando dinheiro e fazendo casas lindas.

Acontece que com o passar dos anos esse “mimo” que um lojista filho de uma ronca-e-fuça ofereceu, virou praticamente uma lei. Lamentavelmente 99,98% dos profissionais não somente aceita a RT como exige. O valor varia de lugar mas, ela está geralmente entre 5 e 10%. Aí você me pergunta:

Qual o problema tio? Deixa essa miséria pra lá.

O problema é mais profundo Fufu. Um fato muito bem colocado numa matéria:

“Reserva técnica é uma magnífica expressão de um marqueteiro que pegou propina, jabá ou gorjeta e deu o nome de reserva técnica”, afirmou o conselheiro federal por SP, Renato Nunes. “Vamos batalhar pra transformar isso em uma espécie de crime. Sou contratado pelo cliente por ser capaz de resolver seu problema de construção. Se recebo 10% da loja, deixo de ser fiscal do cliente e passo a ser vendedor. Estou traindo não só a confiança do contratante mas a minha responsabilidade sobre o trabalho que tenho que fazer”. (Leia na íntegra AQUI)

Mais causos da vida: Lá no meu terceiro período de estudos na faculdade de Arquitetura e Urbanismo, em 2007, eu aprendi que devido a nossa legislação brasileira, essa prática de RT é crime porque se enquadrar em “Cobrança indevida” visto que você, cliente, pagou pelo projeto e o profissional está recebendo novamente pelo mesmo projeto. Feio né? Pois o mesmo professor que me ensinou isso, veio aqui na loja onde eu trabalho EXIGIR a RT dele.

dinheiro voando

E porque isso é tão horroroso? Porque é o cliente que paga. Vamos fazer uma conta rápida:

Numa venda de 395 mil se eu ofereço para o arquiteto 7% de RT, ele leva R$ 27.750,00 que eu poderia ter dado de desconto para o cliente final. Provavelmente esse valor daria pra fazer 2 ambientes inteiros, ou pagar por praticamente todos os eletrodomésticos da casa.

E na prática o que acontece? A loja que pagar mais comissão é a mais indicada e não a que tem a melhor solução pro cliente, não a mais confiável, não a mais correta. É pura e simplesmente o lojista que pagou mais.

Aqui na loja uma arquiteta teve a cara de pau de dizer que cobrou pouco no projeto porque ia ganhar reserva técnica. Coléga para que tá feio, e não dá pra te defender.

Eu sou sincero com o cliente, até porque o que eu cobro pelos meus projetos não é a opção mais barata no mercado que eu atuo. Tem opções mais abaixo. E cada um economiza onde preferir.

Eu levo os meus clientes nas lojas e pergunto na frente deles se a loja paga RT, quando eles dizem que sim, eu peço pra que o valor seja revertido em desconto. Quando o lojista diz que não pode reverter em desconto eu aceito, e subtraio do valor do projeto. Então você pergunta se eu já recebi RT, já recebi sim. Mas eu descontei no valor do projeto.

Agora a classe está em guerra porque existem os que não recebem e os que acham que “faz parte do interesse do comerciante”. Mas o fato é que o interesse do comerciante está lesando diretamente o consumidor final.

Esse post é meio que um desabafo. É uma raiva que eu precisava eXXXternalizar. Meu sonho é colocar isso em outdoors pelo mundo, alertando a todos os nomes de quem faz isso. Houve um caso que a arquiteta queria 25% de RT ou então ela não mandaria o email com a planta pra desenvolvermos o mobiliário. Contamos pro cliente, ele achou que era mentira e comprou em outro local. Mas eu, ahhhh eu deitei minha cabeça no travesseiro e dormi em paz!

Eu não acho que a criminalização vai eliminar a prática. A comunicação vai, então por favor, me ajudem a contar pro mundo, que a sua casa poderia ficar até 10% mais barata, ou 10% mais bonita! Vamos deixar essa galera usar um pijaminha lindo, longe da casa da gente.

presidiario

A melhor # que eu posso inserir hoje é #prontofalei.

É uma denúncia sim! Muitos profissionais me odeiam e me odiarão por isso. Mas está na hora de separar o trigo do joio e fazer com que se cobre e se pague o correto pelos desenvolvimentos de projeto. Vamos parar de dar voltas e vender um projeto pela metade do preço pra ganhar de outra maneira.

Obrigado pelo carinho, pelos comentários e desculpe por furar a matéria prevista para essa semana.

Deixem seus comentários, sugestões, dúvidas e perguntas.

Bença!

Obs: Eu ia falar pouco, deu 1119 palavras!

assilelo

19
Jul 2015
Mi Casa, Su Casa – Eletros!
Mi Casa Su Casa

Olá Fufus!

Uma das minhas aflições enquanto viajei, foi não poder responder vocês rapidamente. Mas eu voltei de viagem e respondi as dúvidas todas. Se você deixou alguma perguntinha e não chegou notificação no teu email, corre lá!

Então voltamos agora para a cozinha, mas vai rolar um suco verde porque o inverno tá sendo cruel e a minha dieta foi por água abaixo, (ou seria pelo doce de leite adentro?) sim colegas a coisa tá roliça por aqui.

Suco verde

Como eu já citei, eu trabalho com mobiliário e um dos que tem os espectros mais amplos é a cozinha, porque cada pessoa tem sua particularidade de hábitos, manias e desejos. Então imagine que pra uma família a cozinha precisa agradar mais que uma pessoa e se adequar a mais de um. Aquela história de que a cozinha a mulher define e o home-theater é definição do marido já não é uma máxima. Cozinha é uma tarefa que para uns é obrigação, outros prazer e muitos é castigo.

Mas assim, apesar da gente ter no primeiro capítulo ter aprendido sobre o “formato” que a cozinha terá isso fica condicionado ao seu espaço físico. E o próximo quesito que influi diretamente e muito é a lista de eletros e cuba.

Quando chega um humano (ou um par de humanos, ou um coletivo de humanos) numa loja para iniciar os processos de projeto de uma cozinha a gente precisa saber quais os eletro domésticos serão usados. Não precisa ser já a marca e modelo definidos mas, precisamos de uma prévia então, coloca uma luz na cara e #venkotio pro interrogatório:

Interrogatorio

Vai ser cooktop ou fogão convencional? Quantos queimadores? Tem desde individual até 6 então percebam o quanto isso varia o tamanho de um projeto. Se for cooktop, qual será a opção de forno? Elétrico ou a gás? Embutido ou de bancada? Coifa, depurador ou coifa na função depurador? (Calma, mais a frente eu explico) Microondas, quantos litros? De embutir ou de bancada? Vai ter filtro ou bebedouro? Máquina lava louças? Quantos serviços? Vai ser de embutir ou de pé? Vai ter ar condicionado na cozinha? Televisão? Quantas polegadass será a televisão? A cuba será simples, dupla ou tripla? Vai usar triturador de alimentos?

E o mais algoz de todos os aparelhos de uma cozinha: o refrigerador. Esse indivíduo que pode ter desde 58 cm de largura até 170. Pode ter desde 145cm de altura até 198. Ele é tipo aquele primo distante, que você convida pra uma festa num parque de diversões e ele atrapalha todos os brinquedos, porque se não é grande demais, é pequeno demais. Quando você acha que não pode existir nada pior porque a pessoa quer uma geladeira monstra com três portas, ela fala que vai querer ter um freezer. E não há problema nenhum em querer ter um freezer. O problema é que freezer é sempre uma coisa pikininha e achatada, tipo uma cria de Olivia Palito com o Mickey Mouse e do lado da geladeira Hulk …a informação visual é bizarra.

No final todos querem um resultado harmônico, com som de harpas e cheiro de comida da mamãe. Queremos olhar e ver algo organizado e convidativo como aqui:

Eletros Combinados

Mas na hora de tirar o escorpião do bolso e trocar aquela geladeira que já tá béééééérge de tão antiga, a pessoa não quer. Então é o seguinte fia, não adianta roupa nova com sapato velho-detonado, ok?

Mas, agora vamos falar de cada um dos eletros:

Cooktop

Do inglês, “cozinha em cima” é uma “chapa” com os queimadores que pode ser instalada em móveis, granitos e etc. Pode ser desde um queimador único, até cinco bocas.

Podem ser de diversos funcionamentos, então começaremos pelo a gás, que tem modelos atrativos (eu comprei o meu recentemente, optei por um Franke de 4 queimadores a gás):

Franke 4 bocas

Justificativa: Pouco espaço e pouco dinheiro? #quemnunca ? Existem mais baratos sim, mas eu queria um mínimo de dignidade e eu sei que esta marca é um produto que vai me durar pelo menos uns 5 anos e eu sou canceriano me apego aos BEGETO e não quero me desfazer (pura mentira, jogo tudo fora, substituo tudo, adoro uma novidade, mas estou trabalhando mentalmente pra evoluir isso e criar uma poupança).

Nos meus sonhos MAIS lindos, eu comprava um Lofra de 5 bocas, com um queimador tripla chama, tampo em vidro e grade em ferro fundido preto:

lofra 5

Mas não deu né, a classe média tem que aprender as dicas pro feijão render mais e pro cooktop sair mais barato também.

No modelo a gás, também teremos que optar pela “mesa“ em vidro ou inox. Tem gente que odeia o vidro porque é ruim de limpar, tem gente que odeia o inox porque risca, então, cabe a você definir se te incomoda mais um cooktop ensebado ou riscado #prontofalei.

Vale dizer que nós na América Latina somos muito acostumados a cozinhar com gás, mas que quando a gente sobe pro lado de cima da linha do Equador essa opção é pouco comum.

Cooktop Elétrico

Este modelo é alimentado por eletricidade e também está disponível desde o queimador único até o de cinco bocas. Basicamente ele é um vidro, com uma resistência embaixo (que fica vermelhinho) e aquece rapidamente a comida e tal.

ELETRICO

Particularidades: As panelas tem que ter fundo reto (nada daquela relíquia da vovó que já parece uma saladeira de tão amassada) e ele demora para esfriar… ou seja, é perigozinho, mas pra gente que usa gás, dá na mesma.

Cooktop por Indução

Esse é o primo mais novo e ryhco do elétrico. Ele aquece de forma magnética, apesar da alimentação dele ser elétrica também. A vantagem é que ele praticamente não aquece o vidro, então como não aquece, ele não fica vermelhinho.

INDUCAO

Então queimar-se não é fácil, apesar de que se você estiver com suas belas bijoux e resolver se jogar pelo cooktop ligado você pode sim se queimar. As particularidades dele são: não funciona em panelas que não sejam ferro ou aço inox. Ou seja, nada de panela de vidro, de barro, ou de algo que não seja magnético…

Fogão

Esse moço cada vez mais vai sendo expulso da cozinha. Mas em ambientes pequenos, onde não vai rolar aquela torre de fornos eu acho muito mais elegante ter logo um fogão do que um forno de embutir embaixo de um cooktop. Eu tinha um que tinha os queimadores a gás e o forno elétrico, muito prático. Preciso dizer que tem a partir de quatro bocas? Olha que fofura:

retro 4 bocas

Outra coisa que me encanta, os fogões com forno duplo, pra fazer logo almoço com sobremesa:

fogao forno duplo

E por enquanto eu já vi uso residencial de fogões de até oito bocas… viking né meu bem, pelo preço de aproximadamente 4 carros populares – porque o carro popular hoje tá quase 50 milz. #calcule!

viking 8 bocas

Então, adequemos seus queimadores ao seu espaço e seus hábitos.

#partiuforno!

Forno

Forno também tem alguns opcionais, como gás e elétrico, embutir ou de bancada… mas o que é importante saber aqui é que a torre de fornos mais usual, é a do forno de 60cm de largura, mas pra isso, ela terá na verdade quase 69cm, pois o forno precisa de um respiro lateral (e traseiro também) e existem maiores, como de 90cm de largura.

Forno embutir

Parabéns para o projetista – novamente – que criou uma fábrica de vinagre fazendo essa colmeia INSOLENTE de vinhos abaixo do forno.

Se ele for a gás ou elétrico também vai da preferência. EU me adaptei ao elétrico pela praticidade e pela confiança que eu sinto no formato de funcionamento dele.

Coifa

Esse nome me soa muito esquisito, parece sei lá – uma tossida. Mas né, um mal necessário, ou um bem necessário. Muita gente vive entre tapas e beijos com esse acessório e o que eu mais escuto é “Paguei uma fortuna nessa coifa e ela não presta, até minha décima terceira geração fica cheirando fritura quando eu faço algo.

Vemkákotio, que eu preciso te contar uma coisa: você tá usando errado. É igual dinheiro baby, se não usar direito já era. O segredo desse produto está na hora de ligar.

Todo mundo prepara os bons filé de peixe, passa no ovo, passa na farinha de trigo, passa no ovo de novo, passa na farinha de rosca, prepara todos os filezinhos assim, DAE liga o óleo, espera ele ficar na temperatura ideal, então joga a peixarada na panela e:

fumaca

Se identificou, né? Quando sobe aquele cogumelo de fumaça radiotiva cheirando peixaria, dedinho na coifa/depurador. Não adianta nada. Se for fazer assim, economiza a energia e nem liga o aparelho. Abanar a panela dá o mesmo efeito.

A coifa precisa ser ligada, antes de se sujar na farinha – ou melhor – uns 15 minutos antes de iniciar a fritura. Pra quê? Você me pergunta e eu explico:

Neste período – além da barulheira te atormentar e você empanar as comidas mais rápido – a coifa vai criar um ciclo de ar que vai, efetivamente, fazer com que o fedozão de comida entre nos filtros. De preferência, feche portas e janelas, para que o ciclo de ar se forme e não se perda caso venha uma rajada de vento. Viu que é simples! Manual do usuário é vida! É riqueza! É chique! E nesse caso é cheiroso também.

As coifas existem em duas opções básicas: Parede e Ilha

A de parede costuma ser mais barata, por dois motivos: elas não tem acabamento atrás e porque a vazão delas pode ser um pouco menor. As de ilha precisam ter mais força, pra puxar o fôlego da fumaça que pode se dispersar para qualquer lado. Existe até uma que fica embutida no gesso – super forte.

A coifa – em função coifa – obrigatoriamente joga o perfume das gordices pra fora de casa através de um tubo flexível de alumínio. Detalhe técnico: esse tubo não pode fazer mais do que duas curvas. Teve um ASNO que fez uma instalação na casa de uma cliente – que não comprou a cozinha comigo, senão ela saberia dos detalhes – mas o caso é que o filho de uma ronca-e-fuça deixou a coifa jogando o bafo dentro do gesso. Um ano depois o gesso da mulher estava em 50 tons de cinza e 70 tons de amarelo, por causa da fumaça e gordura que ficaram presos entre o forro e a laje.

A coifa em função depurador filtra o ar igualzinho o antigo “Suggar” (que é marca e não produto) e joga de volta dentro da sua cozinha. Atualmente os filtros são de carvão ativado, duram mais ou menos 6 meses e são bastante eficientes. Achei uma imagem explicativa bem legal. Porque usar uma coifa na função depurador? Pela estética. Ela tem essa função para os ambientes onde não é possível fazer a saída externa de bafo. Custa mais caro que o depurador, mas é mais lindo, tipo calcinha de algodão e calcinha de renda. Faz a mesma coisa, mas provoca outra coisa HAHAHAHA

funcoes

Agora vamos ver um exemplo de coifa de ilha:

coifa ilha

Essa é ideal para aquelas cozinhas integradas… agora vejamos o de parede:

coifa parede

E o bom e velho depurador hoje também se desenvolveu, e ficou Slim… inclusive a Fischer tem um baratinho que pode ser embutido no móvel:

depurador

Depurador é somente aquele produto que filtra o cheiro e devolve pro ambiente. Se você não quer gastar muito, é a melhor opção.

Existem depuradores lindíssimos pra ilha, como o Elica #TodasAma super maravilindos pra um espaço gourmet, onde nada vai ser frito pra não ensebar os cristais todos. E você também não vai admirar muito porque custa uma córnea.

Elica

Microondas

O microondas também varia bastante em capacidades, e mais ainda em uso. Eu uso bastante, eu faço arroz, faço pudim, sagu, até pinhão. Mas tem gente que só usa pra esquentar água e leite, então mais uma vez – isso vai ser um mantra nos posts sobre cozinhas, então vão se acostumando. A ordem é fazer a cozinha adequada pra você.

Microondas

Algumas marcas não diferem os produtos de embutir e de bancada, apenas vendem um acessório chamado “máscara” pra ele ser embutido.

E agora pra você que como eu, não tem NEM espaço pra uma Iogurteira TopTherm eu vou te falar de coisa boa:

Forno elétrico e microondas Combinado

Essa invenção angelical – que só achei da Brastemp Gourmand até agora – economiza um espaço maravilhoso na cozinha. É um produto dois em um que custa a mesma coisa que os dois produtos separados, então vamos todos dar as mãos e fazer ciranda em volta da Brastemp agradecendo SSacoisaLinda:

bissexual

O único porém é que só está disponível no formato bancada, não podemos embutir.

Refrigerador

Olha, eu nem sei por onde começar. Basicamente, eu acho que as pessoas andam exagerando no tamanho das geladeiras. Sério, assim de coração, uma família (que está cada dia menor) precisa mesmo de mais de 600 litros de armazenagem? Não tem mercado na sua cidade? Porque se tem, não precisa guardar tanta coisa. Mas ok, outro tema é a geladeira side-by-side, aquele ornitorrinco lutador de sumo.

side by side

A capacidade interna daquilo é sofrida e tirando a estética eu não vejo nenhuma vantagem nessa coisa. Então serei um tio bonzinho e fornecerei (porque eu não dou nada HAHAHAHA) minha opinião: uma duplex de uns 500 litros terá armazenagem de freezer e geladeira pra uma família de quatro pessoas. Sabe porque eu tenho certeza disso? Porque a que eu escolhi pra mim é de 423 litros, tem 120 litros de freezer e 303 de refrigerador. Ficou imaginando qual é? Eu te mostro:

PAnasonic 423

Porque eu escolhi essa? Primeiro porque ela é 33% mais econômica que as comparáveis, segundo porque ela tem o freezer embaixo (o que é ergonomicamente melhor pra usar), terceiro porque ela é preta e linda, e quarto porque o preço é justo, pouco mais de 3 mil Dilminhas… e o quinto motivo, que me fez descobrir todos os outros…

Fernanda Lima

Fernanda Lima é minha paixão! #MeJulguem Mas ainda não comprei, então Panasonic, aceito doação, peça meu endereço e CPF por email que eu mando.

Se seu imóvel for amplo e você precisar de bastante armazenagem, é muito mais eficiente ter um casalzinho (freezer e geladeira que se encaixam lado a lado) do que uma duplex e um freezer Olivia-Mouse. Na minha opinião se tiver umas 3 ou 4 crianças na casa, duas duplas são muito mais aproveitadas do que os aparelhos separados. Enfim, minha opinião, e assim como pra comprar cadeira tem que sentar nela, pra comprar refrigerador tem que “ver com mão”. Abrir fechar, abrir as gavetas de frutas, fuçar nas forminhas de gelo… ter certeza que tudo te agrada.

Os refrigeradores elegantes servem água, gelo em cubos e gelo picado na porta. Para isso eles precisam de um ponto de água para alimentar ele por trás, e eu sugiro a colocação de um filtro nesta entrada, para prolongar a vida do seu escravo de neve. A Eletrolux especifica isso no manual, aquele folheto que a gente tira da caixa e coloca numa gaveta sem fim e nunca lê – a não ser eu e meu amigo Foca que me ensinou a ler tudo. Sabia que 30% das funções de um aparelho as pessoas não usam por não ler o manual?

Seguimos para…

Lava louças!

Eu já tive muito, mas MUITO preconceito com essa caixa mágica. Mas é porque os modelos antigos precisavam que a gente praticamente lavasse a louça pra depois colocar nela pra lavar… E ao visitar um amigo numa cidade distante eu tive a oportunidade de ver uma uma lava louças de verdade verdadeira. Então eu a abri (curioso que sou) e a primeira coisa que eu enxerguei foi uma louça limpinha, brilhante… e lá no fundo, na lateral direita, um cestinho, tipo uma xícara de expresso, cheia de resto de comida… arroz, feijão e vagem! Eu ainda vejo claramente aquele sepulcro de comida “em processo de decomposição” desde a noite anterior junto com a louça que eu ia usar pra servir a comida do almoço. Eu não me considero um cara fresco, mas gente… eu fiquei com nojo.

Ao relatar isso para minha gerente, arquiteta, ela me tirou da beira da pia: ela me explicou que graças a nosso Senhor, com a evolução dos pokemons, dos anos já existe uma função de “pré-lavagem” que tira o grosso da sujeira, então você pausa a lavagem, pega esse cestinho e joga estes detritos maiores fora, então segue com a lavagem. UFA!

Agora adivinha o que eu vou falar? SIIIM que a lava louça tem que se adequar ao seu comportamento e a sua família! HAHAHAH Gosto que vocês são inteligentes.

As escravas da louça têm tinham tamanhos que comumente eram: 8, 10, 12 serviços – o que quer dizer q cabem essa quantia de pratos, copos, talheres ao mesmo tempo…

Porém esse último semestre os índios brasileiros fizeram uma revolução e temos a recém chegada Eletrolux de 6 serviços (que é do tamanho de um micro-ondas grande) e pode ser colocada em um nicho ou usada lindamente sobre a bancada mesmo.

ll 6 serv

Só que eu não sei porque, mas tá super difícil achar modelos de 8, 10 e 12 serviços. Ainda encontramos alguns de 10, e depois… só 14 ! Quem tem 14 humanos dentro de casa com frequência gente? Porque tipo… a lava louças deve ser pensada para o uso diário, não pros dias de festa. Ela é econômica sim, desde que seja utilizada próxima ou totalmente cheia. Não dá pra ter um aparelho pra 14 serviços e lavar louça de apenas 3.

Como eu disse, a Eletrolux de 6 serviços pode ficar aqui, sobre a bancada, ou num nicho, e esse é o formato mais comum que encontramos este produto no Brasil, pra colocar dentro de um nicho. Suivez-moi:

ll 10 serv

A Brastemp tem ótimas opções, e além dos modelos de nicho, a tendência mundial é usar modelos que ficam no chão, o que os tornam mais estreitos, e mais estáveis, eu não sei se você acompanhou o processo de lavagem, mas é um fuzuê de coisa girando e jorrando água e acho legal esses modelos que não tremilicam móveis. #vendedôdemóvis um detalhe que não me agrada é a interrupção do sócalo (ou sóclo dependendo da região) que é aquele granito que protege os móveis da cozinha da umidade.

Então, quando é uma lavadora de chão, eu prefiro que ela fique em um dos cantos – caso seja possível né, as vezes o ponto de água já está pré-definido:

ll 12 serv chao

Falando em pontos, cada máquina tem suas particularidades de alimentação, altura de saída de esgoto, altura de alimentação da água e um monte de detalhes assim. É bom pedir pro vendedor de eletros conferir ANTES de fechar o negócio.

Agora falta…

Cuba, torneiras e triturador, mas eu eXXXtrapolei no falatório (vou ser demitido 3222 palavras) e vou falar disso semana que vem, pode ser?

#bença fufus, deixem sua opiniões, suas vontades, uma contribuição em dinheiro ou uma receita light!

assilelo

11
Jul 2015
Mi Casa, Su Casa – Tapetes!
Mi Casa Su Casa

Oi Fufus!

Passou o trauma das cozinhas? Ainda tem muita coisa “pesada” pra falarmos das cozinhas. Mas hoje, vamos falar de um tópico mais leve, mais divertido, que ajuda o pessoal da Casa Alugada assim como uma decoração elegante pra quem já tá no imóvel próprio: TAPETE! Então pega o aspirador de pó, e #venkotio!

Tapetes e carpetes, como já falamos quando brevemente no tema de Pisos, não produzem calor. Então pare de dar a desculpa de que sua cidade é muito quente pra usar tapete. Ok? #agradecido !

Tapetes podem ser dos mais diversos materiais: algodão, lã, feltro, nylon, plástico, ráfias, fibras de côco, fibra de banana, peles… Basicamente qualquer coisa que possa ser estendida no chão pode virar um tapete.

Vou me ater aos mais comuns:

Tapete de Algodão

Estes tapetes, são bem naturais, tem uma manutenção chatinha – caso seja a versão “felpuda” principalmente, porque eles soltam fibras e aparecem aquelas bolas tipo filme de faroeste pela casa.

Os outros também criam esse efeito cinematográfico de falta de asseio, mas demora muito mais. HAHAHAHAHAHA Como diz um amigo meu: “A casa tá criando ursinhos!

Muitos produtos tem como matéria prima de base o algodão, que são fibras naturais (mas como são muito mais comuns que os outros, resolvi falar deles em específico) como tapetes de barbante, por exemplo, são de algodão e por mais que eles não dancem a valsa da rykeza, existem situações e peças bem desenhadas, que ficam lindas numa decoração mais rústica.

algodao felpudo

Algodao

Dependendo das dimensões é possível lavar em casa mesmo, na máquina de lavar, ou, quem pode, no chão da garagem com mangueira e escova/vassoura. Lembrando que o processo de tingimento desse tipo de tapete, pode manchar caso a gente limpe só-esse-pedaçin-onde-caiu-vinhozin. Então lavar fibras de algodão – especialmente as tingidas – sempre completamente.

Tem tapetes artesanais de malha, malha trançada, mas o cuidado com eles é basicamente o mesmo, então eu vou dar um fast-foward sobre esses tecidos e tudo mais que é baseado em algodão, e marchemos para o próximo.

Fibras naturais

Natural

Olha, quando eu era mais besta, ou menos maleável… na verdade eu era leigo, eu achava esses tapetes tenebrosos, horripilantes e nojentos. Mas todo pokemón evolui, e eu agora entendo que eles são muito elegantes – quando bem aplicados. Fibras naturais, são oriundas de animais ou plantas, fibras de animais por exemplo temos a lã que não é somente a mais cara, mas também mais resistente e durável é um bom investimento. Nessa família animalesca, também vem a seda, que é belíssima, mas não é tão resistente, devendo ser usada em locais com menor tráfego de pessoas ou até, eu sugiro, colocaras na parede, como arte.

Fibras de plantas, como o sisal, o bambu são belas opções para ambientes abertos para o exterior, lembrando que eles não se dão bem com umidade – muito menos devem ter contato com água – porque apodrece, mancha e vira uma desgraça.

Tapete de Nylon

nylon

Os tapetes de nylon são amplamente encontrados no mercado atualmente. Eu trabalho com uma marca que produz o tapete eXXXXclusivamente pro cliente, de maneira semi artesanal, e o resultado é maravilhoso. Mas tem muita marca, e muito produto bom disponível no mercado, em magazines como Tok Stok, Havan, Leroy Merlin, em cidades menores, às vezes até supermercados tem alguns disponíveis pra venda, em tamanho padrão como 150 x 200 e 200 x 250.

Acalme-se, já já eu explico as dicas tamanhos de tapete pra alcançar a elegância. E a aplicabilidade de cada altura de tapete.

Os tapetes de nylon são encontrados em diversas espessuras (que são na verdade a altura do corte do fio, ou do nó do fio) Basicamente, falamos de fio cortado em: 10, 14, 18, 21, 45, 70mm. E no fio bouclé ( ou loop, ou laço ) de 8mm.

Nessa hora você grita: “TIO! Não tô acompanhando.”

Ok, o blouclé, ou loop, ou laço, ou nó… é o ponto do tapete que é literalmente “tramado” na base. O fio sai da base e volta pra ela formando um lacinho mesmo. E o outro, que tem muito mais opções de altura, é o fio cortado vejam um desenho:

loop cut

Quando você manda fazer um tapete, pode escolher a mistura das doces, as alturas pode fazer literalmente qualquer formato, desenho ou recorte que quiser. Lembrando que tudo tem seu preço, né…

Alguns detalhes devem ser levados em conta quando vai se comprar um tapete muito grande. Eles são pesados. Uma peça de 300 x 250 com altura de 70mm – que seria super possível de se usar numa sala de TV, pesa fácil, mais de 40 kilos, se você mora no décimo andar e o tapete não entra no elevador… 10 andares de escada fazem 40 kilos parecerem 200kg.

Muitas empresas não fazem entregas acima do terceiro andar, e também não assumem responsabilidade por içamento de mercadorias.

Tapetes de pele

Pele

Estes são altamente decorativos, e vão do rústico ao contemporâneo. Eu acho atual, já especifiquei em alguns projetos, mas com um adendo: não precisa ser pele natural. Eu não sou ativista, não tenho problema se um cliente quiser usar um produto de couro natural, entendo o valor agregado, a durabilidade e a diferença de toque que existe entre o sintético e o natural.

Eu só acho que justamente por ser algo no qual você vai ficar sapateando, arrastando móveis e etc… é desnecessauro colocar os resíduos do bichinho pra esse fim. Bora comprar um belo casaco de couro, que aí sim faz diferença.

Tapete Shaggy

SHAGGY

Nos últimos anos houve uma invasão do tapete Shaggy no Brasil. A maioria deles vem da Ásia e o custo benefício são bons. Você já deve ter visto o ele parece ser formado por centenas de milhares de fios de linha de costura. E costumam ter um brilho meio duvidoso, mas que é possível ficar rico quando bem combinado. Ele também tem diferentes alturas, inclusive, alguns esculpidos, que realmente são atrativos.

SHAGGY ESCULPIDO

Agora vamos falar sobre ambientar o tapete, porque não adianta partir pra compra sem saber o tamanho do tapete.

Tapete grande demais significa que você jogou dinheiro fora, porque ele é cobrado por metro quadrado. E tapete pequeno demais é muito deselegante. Assim, é um crime contra o bom gosto, tipo calça fusô com salto.

Mas vamos por partes. Porque cada cômodo tem uma forma de aplicar o tapete.

No HALL o tapete existe com uma função nada nobre = limpar os sapatos dos visitantes porquinhos que não tiram o sapato pra entrar na casa dos outros. Então por mais decorativo que ele seja, por mais WOW! Que você pretende que ele tenha, lembre-se de que: Ele deve ser fácil de limpar, e de preferência numa dimensão que essa limpeza possa acontecer em casa.

HALL 01 HALL 02 HALL 03

Salas de estar: na sala de estar eu acho que o tapete não precisa ser muito peludão, gosto de usar até uns 21mm. A sala é um lugar onde a decoração geralmente é caprichada, então vale investir num item com desenho, sejam grafismos ou algum padrão de desenho (flores são muito comuns).

sob o móvel

Sabe aquela famosa “sala pra dois ambientes” de antigamente, que evoluiu para o “lay-out integrado” ? Quando o tapete é usado pra subdividir dois espaços ele deve englobar tudo que pertence ao espaço em questão. Ou seja se é uma sala de estar e eantar e você quer delimitar a sala, o tapete tem que abraçar toda a sala, sofá, mesinha, luminária, poltrona, vaso-di-frô.

LIVING CERTO

Viu como dá sensação de riqueza, de amplitude e de organização? Claro que, caso o sofá esteja encostado na parede, você pode usar um tapete “beijando o móvel” Palavras de Brunette Fraccarolli. Mas isso vale pra estofado com o pé baixinho. A ordem é que quando o pé é alto, a gente entre com o tapete uns 20cm abaixo dele, pra não enxergar o piso. Veja:

LIVING CERTO 02

Agora vamos pro errado: nada de usar aqueeeele tapete 50 centímetros maior que a mesa de centro. Isso não é um tapete, é um capacho anabolizado. Sério gente, não coloque nada, mas não faça essa de tacar um paninho no chão, meio sem cabimento:

LIVING ERRADO

Tipo, esse tapete serve pra quê? Ele tá ligando o que com quem? Tá protegendo o pé de quem? #desnecessauro!

Modern living room with two leather sofas

100-NHORRRRRR dái-me estômago!

Deixa eu seguir.

Tapetes pra sala, acabam tendo dimensões grandes, e quem mora de aluguel, por exemplo, pode usar como recurso pra “esconder” um piso que não agrada. Mas caso você não queira gastar muito os tapetes para o ambiente de jantar costumam ser menores.

Quem manda no tapete da sala de jantar é o tampo da mesa. Exatamente isso que você leu. O tapete tem que ser entre 70 e 100 centímetros maior que o tampo, pra “abrigar” as cadeiras durante o uso. Outro detalhe é evitar os tapetes com ponto bouclé/loop por motivos de: é ruim de limpar em caso de cair comida. Eu particularmente indico o uso de tapetes com pelo baixo pro jantar, em torno de 10 ou 14mm de altura. Imagina um troço peludão lá e o bebê da tua prima tacando arroz vai nascer arroz na tua sala vc vai ter que usar aquele chapeuzinho de chinês e resolver a colheita. Veja dois BELOS ambientes com tapete no jantar:

DINNING CERTO DINNING CERTO 02

Percebam que, principalmente da segunda foto, quem manda é a mesa, não importa se sobra menos piso de um lado do que de outro. O ponto de equilíbrio é = Luminária + mesa + tapete .

Agora me digam se não é depressivo :

DINNING ERRADO

Sério, não tá faltando algo? Essa cadeira suicida, caindo do tapete. Tenho vontade de alimentar o tapete pra ver se ele cresce, ou de abrir guardanapos e estender em volta pra completar o requadro da coisa.

Tapete no corredor… pra quê? Olha, se não for pra esconder o piso feio, o alçapão do bunker, só pode ser pra você chutar/tropeçar nas pontas. Também me ocorreu que pode ser pra chegar bebum em casa e não acordar a família… então tá valendo!

Mas EU não gastaria o SEU dinheiro nisso, ainda assim, em corredores eu defendo o uso de linhas para dar uma ilusão de amplitude, e aqui, geralmente já estamos saindo da área social da casa e indo pra ala íntima, então vamos fazer algo mais fofinho.

CORREDOR

No quarto o tapete tem uma função, proteger seus pezinhos de tocar no piso gelado. A largura dele deve ser de uns 60 centímetros, pra estacionar as chinelas, eu como bom transtornado faço eles alinhados com a largura do “criado-mudo”.

Para isso, ele deve chegar – pelo menos – até a metade do comprimento da cama. Mas RYKO mesmo é o tapete que chega até a mesa de cabeceira. Tirem suas conclusões:

cama metade ATE CABECEIRA

MAS, convenhamos 70% do seu tapete vai virar cama pros duendes que habitam debaixo da sua cama. E quando precisar lavar, precisa de 2 ou 3 pessoas pra retirar o corpo o tapete do local. Assim sendo, eu não tenho problema nenhum em dizer pra você usar 2 tapetes de mais ou menos 60c120 centímetros ao lado da cama. Esteticamente fica mais simples, mas não fica feio. Acompanha:

cama dois tapetes

Agora, se você, assim como eu, dorme avulso numa cama pra mais de um, façamos uso da quebra de regra, porque isso é bom demais, e desloquemos o amigo felpudo pra um dos lados:

CAMA DESALINHADO

E uma situação que eu acho muito agradável principalmente em quartos com cama de solteiro, é o uso do tapete redondo :

CAma redondo

Agora, a Fufu phyna, que almeja um closet, deve usar um tapete pra poder se divertir provando roupas descalça mesmo. Super a favor, super necessário, super concordo. Mas tanto no quarto quanto no closet eu vejo vocês tirando brincos, tarraxas fugitivas caindo, e aparecendo CRAVADAS no seu calcanhar. Não amiga, não exagere na altura do tapete. Até porque ele pode atrapalhar o funcionamento das portas, tanto de correr quanto as batentes. E eu estenderia o tapete ao máximo possível, cobrindo todo o piso. Como a gente costuma usar cores neutras nos armários de quarto, um tapete trabalhado traz personalidade, e é muito mais barato trocar um tapete que móvel né?

CLOSET

Quando falamos de Home Theater eu já visualizo pessoas jogadas no chão com almofadas, aquela tarde preguiçosa com seu bem, então vamos usar algo com toque muito muito gostoso, um tapetão com 70mm de altura, em toooooooodo espaço entre a TV ( ou projetor) e o sofá. Daí é só correr pro abraço!

HOME HOME 02

Pá!

Cansei vocês? Espero que não!

Como eu disse no post anterior, eu estava viajando, mas vou responder todo mundo que precisa de ajuda nos comentários. Aproveita e diz aí o que você gostaria de saber, que a gente atende.

#bença!

assilelo

Página 27 de 31« Primeira2526272829Última »