30
Aug 2015
Mi Casa, Su Casa – Renovar ou Manter?
Mi Casa Su Casa

Oi Fufus!

É sexta DINOITCHE e eu tô aqui iniciando os trabalho de falar de algum tema de decoração de interiores pra vocês! Eu amo demais o que eu faço, mas gente, a vida tá em sexta marcha, eu não tô conseguindo acompanhar. Nos meus sonhos mais lindos eu mandava esse post pronto e lindo pra Srta. Cony-maravilha na quinta feira, pra ela ter tempo de se programar e colocar no ar no sábado como eu e ela tínhamos combinado. Mas eu PRO ME TO que eu vou melhorar! Aliás, muito obrigado pessoal que começou a seguir no SNAPCHAT (tiolelofoz) eu e a Cony (Futilish) sempre estamos por lá deixando alguma mensagem pra vocês.

Agora pega a caderneta e #vemkotio porque o assunto de hoje é super pedido: Como LHE DAR lidar com acabamentos existentes.

Não é um post sobre cores ou sobre texturas exatamente, mas ainda falaremos disso, é um ponto de partida muito comum na vida da gente (profissionais de decoração ou não) trata-se do seguinte: comprei (ou aluguei) meu imóvel (independente se comercial ou residencial) mas ele está pronto e tem coisas que eu quero mudar e outras que eu quero manter.

Acreditem, é muito comum! Iniciei essa coluna, com matérias super fofas: piso, parede e teto. Que como eu metaforizay formam a tríade da decoração um “fundo permanente” que são a base de um bom projeto de interiores. Se você vai construir, eXXXcelente! Vamos poder definir coisas lindas e sermos felizes para sempre. Agora, e quando a coisa já existe? Como encaixar aquele piso de madeira caríssimo, que não vamos arrancar nunca, no nosso gosto? E aquele banheiro com azulejo duvidoso? Ou até com a cor da parede do imóvel que você não quer ter que pintar duas vezes pra devolver igual?

Como diria Jack (o estripador): Vamos por partes baby!

resize_piso madeira

Bom, apesar desse tom de madeira ser super anos 80 (até escuto as pulseiras da Porcina olhando pra esse piso) ele não é um piso horrendo. Como a madeira confere um aconchego, caso você goste do tom, eu inclinaria o restante da decoração pra uns tons de bege claros, com um bela parede de efeito decorativo, com um papel de parede, com quem sabe um mosaico em 3D.

Se você não AMA o tom dessa madeira, mas também não odeia, um belo tapete poderia cobrir grande parte dele, deixando o ambiente mais leve.

Agora, se você comprou e quer suavizar o efeito, precisa lixar tudo, tratar com um produto que o deixe mais claro ou mais escuro, e então reaplicar um verniz protetor – de preferência fosco.

resize_piso ceramico

O piso cerâmico (ou até de porcelanato) quando é puxado, é puxado.

Se o imóvel não é seu, vale analisar pois, geralmente, reaplicar o rejunte dá uma cara novíssima pro ambiente. Vão te dizer que é facinho, que você mesmo pode fazer, e eu vou dizer por experiência própria: CORRA PARA AS MONTANHAS! Eu quase morri tentando e desisti. Não fiz três carreiras de rejunte. O resto eu pintei com epóxi #BEIGOZ #FIKDIK .

Se você comprou e não quer quebradeira mas também não quer o piso como está, vale aplicar piso sobre piso com a argamassa específica, ou até o laminado vinílico.

Se o imóvel não é seu, e o proprietário não aceitar que você fala a alteração, tapete vai ser uma das opções mais viáveis.

resize_banheiro

Olha, eu queria dizer que tem jeito de fazer esse banheiro ficar bom. Mas é só na marretada mesmo.

CASO o imóvel não seja seu, temos algumas opções:

  • Pintar tudo com tinta epóxi (não vai durar anos e anos, mas vai ficar mais agradável) lembrando que caso o azulejo tenha relevos eles vão aparecer mesmo pintados.
  • Só use o banheiro com vendas, pingue limão na retina antes de usar o banheiro ou fure seus olhos.
  • Não recebe visitas nunca, jamais, nem sua própria mãe. Aliás, nem a sogra!

Agora sério: qualquer pessoa com um mínimo de atividade cognitiva vai aceitar que o inquilino melhore esse tipo de ambiente. Os donos de imóveis sabem que atualizar um banheiro tornará o imóvel dele mais valorizado até pra um aluguel. Agora prepare-se para a facada, dificilmente uma reforma de banheiro padrão (1,20 x 2,40) custa menos de R$ 4.500,00

Não, não é barato reformar, os novos programas de financiamento brasileiros só aceitam imóveis “virgens” e talvez você queira perguntar: mas porque então comprar um imóvel antigo?

Antigamente as coisas eram feitas para durar. Os espaços, ainda que compartimentados, eram maiores, mais confortáveis.

A cozinha gourmet integrada com jantar e estar de hoje, provavelmente é do tamanho da cozinha – apenas – de antigamente. Paredes eram de verdade (e não de gesso acartonado) te permitem conforto térmico, acústico e toda aquela privacidade de não ouvir os vizinhos praticando… esportes.

resize_grades

Imóveis têm alma! Seus cantos nos lembram de coisas vividas há tempos, quem sabe você ganhou (ou herdou) um imóvel de um ente querido, e não, não é errado renová-lo. Esse imóvel com certeza terá uma infinidade de alegrias pra você, novo dono, e ele só será seu quando você se dedicar a ele, fazê-lo ser extensão de seus estilo, desejos e energias.

Semana que vem estou pensando em mostrar pra você como formular um ambiente em harmonia de cores, o que vocês acham?

O friozinho voltou (ontem eu dormi de conchinha, mas hoje não tem) então bora tomar um chá!

resize_chazin

Bença!

assilelo

22
Aug 2015
Mi Casa, Su Casa – Luxo e Alto Padrão
Mi Casa Su Casa

Hey Fufu!

Eu quero falar hoje sobre uma coisa que eu demorei a… deglutir. Eu quero falar sobre luxo, alto padrão e o que pode ser luxuoso sem precisar ser caro. Tenho um problema com isso. E eu quero a sua ajuda, então me diga: O que você entende como luxo?

Eu vou te mostrar o que o Google Images entende como luxo:
resize_joia

E obviamente…

resize_marca-de-luxo

Aqui na nossa terra bonita por natureza, temos impressão que o alto padrão e o luxo são a mesma coisa. E na faculdade de arquitetura tentaram fazer descer goela abaixo que não. E no curso de Design reafirmaram que não, mas foi só a vida mesmo, essa carrasca abusada, que me fez levar uns tapas na fuça e enxergar a realidade.

Então eu quero compartilhar com vocês o luxo de se viver. Novamente, para o Google Images, quando perguntando sobre luxury home eu vi:

resize_frances

Não Google… o tio não consegue conviver com todo esse frufru de gesso. Me veja uma dose de lujo Joaquin Torres:

resize_luxo moderno

Ahhhh bom, agora sim. O español Joaquin Torres em seu Studio A-Cero, é um dos meus favoritos. E vocês vão achar tudo muito igual, muito frio, muito liso, muito vazio e muito chato. Eu concordo tá? Uma das maiores dificuldades que existe é manter-se fiel a sua estética e não se tornar repetitivo.

Seguindo, pra gente não fugir demais ao tema, você pode morar lindamente num apartamento de 50m2 (que é a metragem mais comum desses imóveis populares “pré-aprovados” pelo projeto de financiamento Minha Casa Minha Vida) e ter um imóvel de alto padrão.

O que manda no tal do imóvel de alto padrão, é o tipo de acabamento empregado. O papel de parede de 3000 reais o rolo. Aquele piso aquecido, a cozinha magnífica com geladeira de 20 mil… sabe, eu atendo com certa frequência sim um público com um budget mais alto do que a maioria da população. Mas eu também atendo o humano “classe média” e eu acredito que essa cultura de apartamentos de alto padrão com uma suíte e beliche pras crianças – porque pra caber os filhos só empilhando, é um falso luxo.

Certa vez eu li uma entrevista numa revista e as celebridades tinham que responder: “O que é luxo pra você?” A maioria disse TEMPO.

Eu já acho que não adianta ter tempo e não ter conforto. E o conforto não é necessariamente caro. Existem pequenos luxos no “morar bem” e é nessa viagem que eu quero que vocês embarquem comigo. Então pega a prancheta pra ideias e #vemkotio!

Banho de banheira é gostoso? É. Mas aí você me diz: “Não cabe uma banheira na minha casa tio.” Benhê, põe de pé!

resize_HIDRO VERT

Tudo bem que a gente não vai ficar lá mergulhado esperando cozinhar tipo um ovo pochê, mas existem várias opções no mercado desse “mimo” que massageia pontos específicos do corpo e ajudam a relaxar. E consomem menos que os 300 litros de água que em média enchem uma banheira, porque a gente cansa de ficar de pé, HAHAHA existem opções com banco também. Este tipo de produto pode ser instalado facilmente, peça ajuda para o vendedô da loja pois eles variam bastante na forma de alimentação que a água precisa chegar, então ele visita sua casa/obra e já mostra as opções viáveis.

Agora que a gente tomou um banho delicioso, precisamos seguir a linha do eu me amo, tirar o bicho da seda do bolso e adquirir um belo jogo de toalhas (e lençóis também).

resize_toalha

Uma boa toalha te faz aquele carinho assim que você sai do banho e não precisa penhorar o anel de noivado pra ter toalhas. Você sabe como se classificam os tolhas? Por peso! Peso relacionado ao metro quadrado. Então procure uma intermediária, geralmente elas variam entre 300 e 800 gramas por M2 e uma toalha de uns 500 já vai te fazer sentir-se em um hotel de luxo.

Eu sempre relaciono tomar banho com dormir, porque meus hábitos são de tomar banho para dormir e para acordar. Como ninguém relaxa indo para o trabalho já emendei o assunto com o dormir:

resize_cama

Eu sou BEM pão duro sabe e, por anos eu achei desperdício investir dinheiros em lençol. Porque né, é um pano gente! Mas é nesse pano que você recarrega as energias, pensa na vida, pratica aquele esporte que cria novos humanos (hihihi).

Aí um dia eu saí de casa sem o tio Patinhas que habita meu ser e comprei um jogo de cama de algodão 200 fios, que nem é tão caro assim, foi mais ou menos 250 dinheirinhos brasileiros. Cinza clarinho, altamente combinante com meu humilde dormitório (que é uma composição de bronze, azul denin e grafite) cheguei a mi casa, estiquei o bicho na cama (sem lavar, porque cria anticorpos) e dormi uma das melhores noites da minha vida. Talvez seja psicológico, totalmente placebo, mas eu “sabia” que aquilo não era percal.

A gente (eu) consome esses lençóis que esfoliam a gente (R$39,90), toalhas de banho anoréxicas (R$ 12,90) que fazem a gente secar “de verdade” ao vento… então eu me convenci de que eu finalmente tinha me dado algo bom. Imagine como deve ser 400? 600 fios? Deve ser incrível. Aqui na fronteira eu vi 1500 e 2000 fios de algodão egípcio disponível num shopping… parecia manteiga Fufu! Eu alisei aquela maravilha, olhei a etiqueta de U$ 470,00… Mas não tem jeito, não tenho renda – ainda – pra esse mimo.

Se você tem essa relação de desejo de casa bem decorada, em breve teremos novidades tá! Quem viver verá.

Que mais que pode te dar um prazer luxuoso sem custar uma parte da buxada da gente?

Uma bela mesa. Agora eu tô falando de esmero meu bem, esmero.

resize_Mesa

Antes de tudo eu vou deixar uma coisa bem clara: eu tenho aversão ao “item X de visita”. Sabe aquele jogo de louça que só usa pra visita? Ou o jogo de copos de visita (extensível para toalhas, faqueiros e tudo mais)? Me diga: Pra quê? Se você não vai usar, tira uma foto e guarda no email. Doa pra paróquia ou pra um grego quebrar no casamento.

resize_grego

Agora os adendos: se você tem um item tipo “relíquia”, destes tesouros de família, eu entendo a carga emocional e acho válido eles habitarem uma cristaleira lindíssima. MAS, se você trabalhou e comprou algo que te faz sentir melhor, pra que guardar pra usar com gente de fora? Quem suou o corpinho? Não sejamos egoístas conosco mesmos. Vamos nos permitir!

Eu indico pra vocês que tem pouco espaço (como eu) a escolher dois jogos que sejam combináveis, pra poder atender tanto a família na função diária, quanto o número de convidados que geralmente recebe. Tô falando de um mix como por exemplo, um aparelho listrado e um florido:

resize_listra flor

Mas daí talvez você seja um FUFU menino, ou simplesmente não goste de flor, então que tal misturar um grafismo com um modelo com borda? Veja:

resize_geometrico borda

O único cuidado que eu digo pra vocês terem, é fazer um rodízio de tempo em tempo, pra uma louça não ficar mais “usada” que a outra e elas se fundirem bem sempre.

Outros itens fáceis de adquirir e manter que transformam as mesas: vasos, jogo americano, toalhas, sousplat (aquele pratão que a gente quer usar pra colocar nossa comida preferida #gordinhobehavior) e… chegamos numa polêmica: guardanapos de tecido.

resize_guardanapo

Não amigz, não é viadagem extrema, estamos falando de bem viver e por melhor que seja seu guardanapo de papel, ele nunca terá o glamour dos de tecido. É igual o sutiã de renda X o de algodão. #NotGlamorousAtAll

Daí em diante é uma sequencia de coisinhas que a vida vai te fazendo desejar, anéis de guardanapo, castiçais, toalhas diferenciadas, no quesito decorativo mesmo, como as truteiras e boleiras, pense sempre em diferentes alturas na composição da mesa… e destes detalhes de mesa um dos primeiros objetos que você vai precisar é: um belo jogo de taças.

resize_tacas

E aí eu te digo, vai ter quantos? Eu apostaria em um jogo sem muita firula, pra não ser marcante demais e todo mundo ficar te zoando: “Vamos lá na casa da fulaninha, que vai servir a gente com aqueles copos roxos com desenho de dragão alaranjado.” Não pessoa, não. Vai de básico se não puder ter cinco jogos diferentes. Dê preferência um produto que tenha opção de reposição unitária (que é difícil de achar) porque taça + bons drink = quebradeira.

Numa pesquisa rápida achei jogos de 30 taças a partir de R$ 399,90 o que eu acho bem digno. Dae pra você que se espantou, trinta taças são 6 de cada uma das mais comuns. Se estivéssemos no Brazeeeeel colônia, seria muito mais. Caso você realmente seja alguém que AMA receber (é um ato de amor e de paciência) veja quantas variações é possível “acumular”:

resize_tipos de taca

Eu fiz este post empolgado com os acontecimentos dessa semana, a feira Têxtil que eu visitei em São Paulo, um blog de enxoval que eu acompanho e tudo mais. Espero que tenha deixado vocês com vontade de brincar de casinha =D

São luxos pessoais, que segundo os conhecedores e profissionais não são alto padrão. Talvez pra você que está lendo, seja uma bela adega, ou uma TV maravilhosa, comenta aí, o que te faz feliz?

Alguma sugestão pra semana que vem? Me digam!

Ah, também estou em processo de me acostumar a usar mais o Snapchat, pois eu adoro os da patroa (o usuário é Futilish), e quero ser uma pessoa mais sociável assim como ela. Então, me adicionem se quiserem saber das minha maluquices e de projetos nos quais eu ando trabalhando. Tem de tudo um pouco, tá? Café, reclamações do frio e tudo e tal.

resize_Snap

Bença!

assilelo

15
Aug 2015
Mi Casa, Su Casa – MDF!
Mi Casa Su Casa

(Nota da Blogueira: Gente, com a viagem de volta acabei me enrolando e não consegui postar esta matéria MARA do Lelo que deveria ter sido publicada sábado passado. Já estou colocando a casa em ordem e continuamos com nossa programação normal!)

Oi Fufus!

Parece que a semana foi curtinha né? Mas foi o post de sábado que atrasou, e hoje já tem mais um. Tá em dúvida na segunda parte dos posts de eletrões, corre lá ver e se tiver dúvidas, deixa comentário.

Eu sei que vocês estão ficando com soninho já do assunto da cozinha, então hoje eu resolvi falar de matéria prima e acabamentos (mais comuns) que se utiliza em mobiliário atualmente. Então, pega tua serra tico-tico e #vemkotio !

Eu tenho certeza que você já ouviu alguém falar, ou já viu uma propaganda MA RA VI LHO SA exaltando um 100% MDF! Com letras grandes, grossas AND chamativas, como que ele fosse a melhor das melhores coisas que acontecer na sua vida. Mas a verdade é que essa chapa não é a cura do câncer e, ter um móvel de MDF ou MDP pode não fazer diferença nenhuma na sua vida.

Primeiro, vamos entender esse nomes: Medium Density Particleboard e Medium Density Fiberboard . Elas estão lá dentro do seu móvel, e a verdade é que tem fornecedores que te prometem uma, entregam a outra e você jamais saberá, porque ela tá recoberta com uma lâmina de acabamento. No final das contas tudo isso é conversa pra pica-pau dormir se a gente não ver-cos-zóios a coisa que eu estou descrevendo, não teremos como entender:

resize_MDF-MDP.jpg

Quando eu comecei a trabalhar com mobiliário, eu precisava aprender a diferença desses dois negócios. E eu precisava com força, porque muitos clientes entram e perguntam. Então lá na loja temos uns quadradinhos das duas chapas pra mostrar e explicar… mas eu sempre me embananava todo olhando até que eu fiz uma simples associação:

MDP = Pedaços

MDF = Fiapo

E eu decorei isso, porque a gente pega esses pedacinhos das amostras e ferve eles (do verbo jogar na panela com água e levar ao fogo alto) já-já, eu explico por quê disso.

Eu achei uma foto muito legal neste site, que fala das vantagens e desvantagens de cada um:

resize_vantagens desvantagens

Então, como eu sempre explico pros clientes que eu atendo, não existe melhor ou melhor entre eles. Existe sim, aplicações adequadas para cada um.

Eu sei que num inverno do final da década de 80 a sua casa tinha um móvel que esfarelava. Se você for de uma safra de depois de 1990 pergunte pra sua mãe. E é por culpa desse móvel que hoje as pessoas têm pré-conceito contra o indefeso MDP.

Mas a culpa é do aglomerado. O MDP até ontem coitado, era uma arvorezinha feliz, balançando as folhinhas numa floresta de manejo controlado/reflorestamento. Dae vem um homi lumbersexual com seu machado, derruba, torra, tritura, cola de volta e faz painel pra sua TV.

resize_lumber

WOOOWWWW (nota da blogueira parte 2 rs)

O Aglomerado é um produto que tem partículas aleatórias de madeira, de baixo custo, que não pode receber parafusos, tem que ser montado com cola, cavilhas (tipo um prego de madeira que encaixa uma chapa na outra) mas, o que acabou com a fama desse coitado, é que lá pelos anos 80 ele era feito com material plástico no meio, e acabava esfarelando e se decompondo… era mais ou menos como um castelo de areia, a coisa se desmontava na tua frente.

O MDP aplicado atualmente tem uma camada menos densa ao centro então ele se torna “parafusável” e quando se usa ferragens muódernas ele pode ser montado e desmontado infinitas vezes.

Tava com preguiça e não leu a fotinho lá em cima, não tem problema, vou repetir uns detalhes: MDF serve pra peças que tem detalhes esculpidos, tipo esse pé de mesa e as portas com listras.

resize_pé da mesa

Mas é só isso que existe pra fabricar móveis? Claro que não. Mas esses dois são tipo, 90% do mercado, vamos falar rapidamente de alguns outros:

OSB, esse é um painel que eu vejo muito em decoração em sites estrangeiros, ele é BEM barato, mas tem média resistência. Muita gente gosta dele ter essa carinha de madeira bagunçada:

resize_osb

Compensado, esse nome também é conhecido dos brasileiros. É uma chapa formada de lâmidas de madeira sobrepostas em sentidos alternados, colada… essa chapa é muito resistente, mas também é cara e difícil de produzir. Em espessuras menores, essa chapa também conhecida como multilaminado, ela permite fabricação de alguns itens arredondados.

resize_compensado

Madeira Maciça – desde que seja uma madeira de lei, que tenha sido bem preparada e que vc não tenha cupins de estimação, será um móvel eterno…

Existem outros materiais sintéticos, a base de plástico e tals, mas esses vão ficar pra depois.

A maioria destes produtos são a matéria prima e precisam de uma “capa” pra ficarem bonitos e resistentes, são os acabamentos que podem ser laminados, melaminas, pinturas, fórmicas e as famosas “lacas”. Mas isso é outro assunto já!

Mas eu prometi lá em cima explicar porquê fazemos ensopado com as amostrinhas. Em cerca de 30 minutos de fervura, podemos ver que ambos MDP e MDF reagem a umidade, e que ambos precisam do mesmo cuidado na hora da manutenção!

Viu que eu tô aprendendo a escrever menos? E o drink do dia dos pais vai ser… Cerveja porque é bem coisa de pai =D

E vai ser a Leffe Radieuse, porque… porque ela é roxa e foi a única que eu tomei na vida.

resize_LEFFE.jpg

Deixem suas dúvidas e sugestões! Bença!

assilelo

Página 27 de 32« Primeira2526272829Última »