11
Jul 2015
Mi Casa, Su Casa – Tapetes!
Mi Casa Su Casa

Oi Fufus!

Passou o trauma das cozinhas? Ainda tem muita coisa “pesada” pra falarmos das cozinhas. Mas hoje, vamos falar de um tópico mais leve, mais divertido, que ajuda o pessoal da Casa Alugada assim como uma decoração elegante pra quem já tá no imóvel próprio: TAPETE! Então pega o aspirador de pó, e #venkotio!

Tapetes e carpetes, como já falamos quando brevemente no tema de Pisos, não produzem calor. Então pare de dar a desculpa de que sua cidade é muito quente pra usar tapete. Ok? #agradecido !

Tapetes podem ser dos mais diversos materiais: algodão, lã, feltro, nylon, plástico, ráfias, fibras de côco, fibra de banana, peles… Basicamente qualquer coisa que possa ser estendida no chão pode virar um tapete.

Vou me ater aos mais comuns:

Tapete de Algodão

Estes tapetes, são bem naturais, tem uma manutenção chatinha – caso seja a versão “felpuda” principalmente, porque eles soltam fibras e aparecem aquelas bolas tipo filme de faroeste pela casa.

Os outros também criam esse efeito cinematográfico de falta de asseio, mas demora muito mais. HAHAHAHAHAHA Como diz um amigo meu: “A casa tá criando ursinhos!

Muitos produtos tem como matéria prima de base o algodão, que são fibras naturais (mas como são muito mais comuns que os outros, resolvi falar deles em específico) como tapetes de barbante, por exemplo, são de algodão e por mais que eles não dancem a valsa da rykeza, existem situações e peças bem desenhadas, que ficam lindas numa decoração mais rústica.

algodao felpudo

Algodao

Dependendo das dimensões é possível lavar em casa mesmo, na máquina de lavar, ou, quem pode, no chão da garagem com mangueira e escova/vassoura. Lembrando que o processo de tingimento desse tipo de tapete, pode manchar caso a gente limpe só-esse-pedaçin-onde-caiu-vinhozin. Então lavar fibras de algodão – especialmente as tingidas – sempre completamente.

Tem tapetes artesanais de malha, malha trançada, mas o cuidado com eles é basicamente o mesmo, então eu vou dar um fast-foward sobre esses tecidos e tudo mais que é baseado em algodão, e marchemos para o próximo.

Fibras naturais

Natural

Olha, quando eu era mais besta, ou menos maleável… na verdade eu era leigo, eu achava esses tapetes tenebrosos, horripilantes e nojentos. Mas todo pokemón evolui, e eu agora entendo que eles são muito elegantes – quando bem aplicados. Fibras naturais, são oriundas de animais ou plantas, fibras de animais por exemplo temos a lã que não é somente a mais cara, mas também mais resistente e durável é um bom investimento. Nessa família animalesca, também vem a seda, que é belíssima, mas não é tão resistente, devendo ser usada em locais com menor tráfego de pessoas ou até, eu sugiro, colocaras na parede, como arte.

Fibras de plantas, como o sisal, o bambu são belas opções para ambientes abertos para o exterior, lembrando que eles não se dão bem com umidade – muito menos devem ter contato com água – porque apodrece, mancha e vira uma desgraça.

Tapete de Nylon

nylon

Os tapetes de nylon são amplamente encontrados no mercado atualmente. Eu trabalho com uma marca que produz o tapete eXXXXclusivamente pro cliente, de maneira semi artesanal, e o resultado é maravilhoso. Mas tem muita marca, e muito produto bom disponível no mercado, em magazines como Tok Stok, Havan, Leroy Merlin, em cidades menores, às vezes até supermercados tem alguns disponíveis pra venda, em tamanho padrão como 150 x 200 e 200 x 250.

Acalme-se, já já eu explico as dicas tamanhos de tapete pra alcançar a elegância. E a aplicabilidade de cada altura de tapete.

Os tapetes de nylon são encontrados em diversas espessuras (que são na verdade a altura do corte do fio, ou do nó do fio) Basicamente, falamos de fio cortado em: 10, 14, 18, 21, 45, 70mm. E no fio bouclé ( ou loop, ou laço ) de 8mm.

Nessa hora você grita: “TIO! Não tô acompanhando.”

Ok, o blouclé, ou loop, ou laço, ou nó… é o ponto do tapete que é literalmente “tramado” na base. O fio sai da base e volta pra ela formando um lacinho mesmo. E o outro, que tem muito mais opções de altura, é o fio cortado vejam um desenho:

loop cut

Quando você manda fazer um tapete, pode escolher a mistura das doces, as alturas pode fazer literalmente qualquer formato, desenho ou recorte que quiser. Lembrando que tudo tem seu preço, né…

Alguns detalhes devem ser levados em conta quando vai se comprar um tapete muito grande. Eles são pesados. Uma peça de 300 x 250 com altura de 70mm – que seria super possível de se usar numa sala de TV, pesa fácil, mais de 40 kilos, se você mora no décimo andar e o tapete não entra no elevador… 10 andares de escada fazem 40 kilos parecerem 200kg.

Muitas empresas não fazem entregas acima do terceiro andar, e também não assumem responsabilidade por içamento de mercadorias.

Tapetes de pele

Pele

Estes são altamente decorativos, e vão do rústico ao contemporâneo. Eu acho atual, já especifiquei em alguns projetos, mas com um adendo: não precisa ser pele natural. Eu não sou ativista, não tenho problema se um cliente quiser usar um produto de couro natural, entendo o valor agregado, a durabilidade e a diferença de toque que existe entre o sintético e o natural.

Eu só acho que justamente por ser algo no qual você vai ficar sapateando, arrastando móveis e etc… é desnecessauro colocar os resíduos do bichinho pra esse fim. Bora comprar um belo casaco de couro, que aí sim faz diferença.

Tapete Shaggy

SHAGGY

Nos últimos anos houve uma invasão do tapete Shaggy no Brasil. A maioria deles vem da Ásia e o custo benefício são bons. Você já deve ter visto o ele parece ser formado por centenas de milhares de fios de linha de costura. E costumam ter um brilho meio duvidoso, mas que é possível ficar rico quando bem combinado. Ele também tem diferentes alturas, inclusive, alguns esculpidos, que realmente são atrativos.

SHAGGY ESCULPIDO

Agora vamos falar sobre ambientar o tapete, porque não adianta partir pra compra sem saber o tamanho do tapete.

Tapete grande demais significa que você jogou dinheiro fora, porque ele é cobrado por metro quadrado. E tapete pequeno demais é muito deselegante. Assim, é um crime contra o bom gosto, tipo calça fusô com salto.

Mas vamos por partes. Porque cada cômodo tem uma forma de aplicar o tapete.

No HALL o tapete existe com uma função nada nobre = limpar os sapatos dos visitantes porquinhos que não tiram o sapato pra entrar na casa dos outros. Então por mais decorativo que ele seja, por mais WOW! Que você pretende que ele tenha, lembre-se de que: Ele deve ser fácil de limpar, e de preferência numa dimensão que essa limpeza possa acontecer em casa.

HALL 01 HALL 02 HALL 03

Salas de estar: na sala de estar eu acho que o tapete não precisa ser muito peludão, gosto de usar até uns 21mm. A sala é um lugar onde a decoração geralmente é caprichada, então vale investir num item com desenho, sejam grafismos ou algum padrão de desenho (flores são muito comuns).

sob o móvel

Sabe aquela famosa “sala pra dois ambientes” de antigamente, que evoluiu para o “lay-out integrado” ? Quando o tapete é usado pra subdividir dois espaços ele deve englobar tudo que pertence ao espaço em questão. Ou seja se é uma sala de estar e eantar e você quer delimitar a sala, o tapete tem que abraçar toda a sala, sofá, mesinha, luminária, poltrona, vaso-di-frô.

LIVING CERTO

Viu como dá sensação de riqueza, de amplitude e de organização? Claro que, caso o sofá esteja encostado na parede, você pode usar um tapete “beijando o móvel” Palavras de Brunette Fraccarolli. Mas isso vale pra estofado com o pé baixinho. A ordem é que quando o pé é alto, a gente entre com o tapete uns 20cm abaixo dele, pra não enxergar o piso. Veja:

LIVING CERTO 02

Agora vamos pro errado: nada de usar aqueeeele tapete 50 centímetros maior que a mesa de centro. Isso não é um tapete, é um capacho anabolizado. Sério gente, não coloque nada, mas não faça essa de tacar um paninho no chão, meio sem cabimento:

LIVING ERRADO

Tipo, esse tapete serve pra quê? Ele tá ligando o que com quem? Tá protegendo o pé de quem? #desnecessauro!

Modern living room with two leather sofas

100-NHORRRRRR dái-me estômago!

Deixa eu seguir.

Tapetes pra sala, acabam tendo dimensões grandes, e quem mora de aluguel, por exemplo, pode usar como recurso pra “esconder” um piso que não agrada. Mas caso você não queira gastar muito os tapetes para o ambiente de jantar costumam ser menores.

Quem manda no tapete da sala de jantar é o tampo da mesa. Exatamente isso que você leu. O tapete tem que ser entre 70 e 100 centímetros maior que o tampo, pra “abrigar” as cadeiras durante o uso. Outro detalhe é evitar os tapetes com ponto bouclé/loop por motivos de: é ruim de limpar em caso de cair comida. Eu particularmente indico o uso de tapetes com pelo baixo pro jantar, em torno de 10 ou 14mm de altura. Imagina um troço peludão lá e o bebê da tua prima tacando arroz vai nascer arroz na tua sala vc vai ter que usar aquele chapeuzinho de chinês e resolver a colheita. Veja dois BELOS ambientes com tapete no jantar:

DINNING CERTO DINNING CERTO 02

Percebam que, principalmente da segunda foto, quem manda é a mesa, não importa se sobra menos piso de um lado do que de outro. O ponto de equilíbrio é = Luminária + mesa + tapete .

Agora me digam se não é depressivo :

DINNING ERRADO

Sério, não tá faltando algo? Essa cadeira suicida, caindo do tapete. Tenho vontade de alimentar o tapete pra ver se ele cresce, ou de abrir guardanapos e estender em volta pra completar o requadro da coisa.

Tapete no corredor… pra quê? Olha, se não for pra esconder o piso feio, o alçapão do bunker, só pode ser pra você chutar/tropeçar nas pontas. Também me ocorreu que pode ser pra chegar bebum em casa e não acordar a família… então tá valendo!

Mas EU não gastaria o SEU dinheiro nisso, ainda assim, em corredores eu defendo o uso de linhas para dar uma ilusão de amplitude, e aqui, geralmente já estamos saindo da área social da casa e indo pra ala íntima, então vamos fazer algo mais fofinho.

CORREDOR

No quarto o tapete tem uma função, proteger seus pezinhos de tocar no piso gelado. A largura dele deve ser de uns 60 centímetros, pra estacionar as chinelas, eu como bom transtornado faço eles alinhados com a largura do “criado-mudo”.

Para isso, ele deve chegar – pelo menos – até a metade do comprimento da cama. Mas RYKO mesmo é o tapete que chega até a mesa de cabeceira. Tirem suas conclusões:

cama metade ATE CABECEIRA

MAS, convenhamos 70% do seu tapete vai virar cama pros duendes que habitam debaixo da sua cama. E quando precisar lavar, precisa de 2 ou 3 pessoas pra retirar o corpo o tapete do local. Assim sendo, eu não tenho problema nenhum em dizer pra você usar 2 tapetes de mais ou menos 60c120 centímetros ao lado da cama. Esteticamente fica mais simples, mas não fica feio. Acompanha:

cama dois tapetes

Agora, se você, assim como eu, dorme avulso numa cama pra mais de um, façamos uso da quebra de regra, porque isso é bom demais, e desloquemos o amigo felpudo pra um dos lados:

CAMA DESALINHADO

E uma situação que eu acho muito agradável principalmente em quartos com cama de solteiro, é o uso do tapete redondo :

CAma redondo

Agora, a Fufu phyna, que almeja um closet, deve usar um tapete pra poder se divertir provando roupas descalça mesmo. Super a favor, super necessário, super concordo. Mas tanto no quarto quanto no closet eu vejo vocês tirando brincos, tarraxas fugitivas caindo, e aparecendo CRAVADAS no seu calcanhar. Não amiga, não exagere na altura do tapete. Até porque ele pode atrapalhar o funcionamento das portas, tanto de correr quanto as batentes. E eu estenderia o tapete ao máximo possível, cobrindo todo o piso. Como a gente costuma usar cores neutras nos armários de quarto, um tapete trabalhado traz personalidade, e é muito mais barato trocar um tapete que móvel né?

CLOSET

Quando falamos de Home Theater eu já visualizo pessoas jogadas no chão com almofadas, aquela tarde preguiçosa com seu bem, então vamos usar algo com toque muito muito gostoso, um tapetão com 70mm de altura, em toooooooodo espaço entre a TV ( ou projetor) e o sofá. Daí é só correr pro abraço!

HOME HOME 02

Pá!

Cansei vocês? Espero que não!

Como eu disse no post anterior, eu estava viajando, mas vou responder todo mundo que precisa de ajuda nos comentários. Aproveita e diz aí o que você gostaria de saber, que a gente atende.

#bença!

assilelo

04
Jul 2015
Mi Casa, Su Casa – Cozinhas!
Mi Casa Su Casa

Sábado é dia de quê??? De Tio Lelo e sua simpática forma de nos ensinar a ¨arrumar¨ a casa!

Olá Fufús!

Semana que vem eu estarei indisponível para escrever abiloladamente coisas para vocês. Eu vou fazer um treinamento sobre produtos arquitetônicos multi-MILHOnários, e cortinas riquinhas. Esse curso vai durar a semana toda, então ficaria complicado e eu decidi mandar logo dois posts pra patroa poderosa que está modelando em Milão.

Vocês sabiam que em média eu levo três dias pra escrever um post? É uma função deliciosa, mas delicada, tipo pudim sabe, e eu não quero desenformar um mingau pra quem me lê. #Venkotio que a dieta já falhou mesmo.

E já que estamos falando de comida, um post bastante solicitado é o de cozinhas. E esse é um tópico tão complexo que daria toda uma coleção da Barsa.Barsa

Primeiro de tudo, o que você precisa pra resolver todos os detalhes de uma cozinha é: ter um ambiente que será uma cozinha. RÁ! #SérgioMalandro curtiu isso.

Depois de você ter um ambiente onde precisamos nos atentar para o lay-out, que é a distribuição dos aparelhos no espaço. Mas vamos entender o que torna ela funcional?

Não é marca,

Não é preço,

Não é tamanho,

Não é o tipo de acabamento.

É o formato em que distribuímos as áreas de trabalho. Sim, cozinha é área de trabalho.

Queremos que o seu trabalho flua naturalmente, a não ser que você seja triatleta, precisamos ter: refrigerador, pia e fogão numa distância máxima de três passos. Não, não importa o resto. É mais uma turma da Luluzinha que precisamos manter próximas. E para isso, basicamente, existem seis formatos de cozinha considerados funcionais.

Seis Cozinhas

Agradecendo imensamente ao Google Imagens AND ao Arquidicas que tinha muitas das imagens altamente expositivas que eu usei ilustrar meu post!

Cozinha Linear

Modelo cozinha Linear

Essa cozinha é bem comum em apartamentos, pois ela exibe as três melhores amigas lado a lado. Eu não quero falar – ainda – sobre tamanhos, mas eu PRECISO informar que entre fogão é pia, o ideal é ter um espaço de bancada de 60 centímetros, mas o mínimo mesmo é de 45 pra um apoio de panela/corte etc.

Neste formato de lay-out ( ou leiaute, que foi normatizado )Tá todo mundo aí, literalmente na sua frente. Vejamos algumas cozinhas lineares:

Cozinha Linear

Cozinha Linear 02

Gostaria de apontar dois detalhes nessa segunda cozinha, o fogão está lá na esquerda, coladinho na parede. Pra mim, ok eu sou destro. Mas para uma pessoa que trabalha com a mão esquerda seria extra-desconfortável ficar ali ralando os cotovelos pra fazer uma panqueca. E eu digo extra, porque é muito ruim você ficar colado numa parede, tipo criança de castigo. Eu indicaria a pessoa usar um cooktop de 4 bocas, ou mudar uma parte daquelas gavetinhas lá praquele canto, comprometeria a estética, mas seria funcional.

Cozinha corredor

Modelo cozinha Corredor

Vai ter amor aqui nesse modelo, pois é o tipo que eu tenho em casa, HAHAHAHAHA

Essa também “acontece” muito nos apartamentos, que é o meu caso. Esse modelo permite criar um triângulo, que é considerado pelos ergonomistas a mais confortável das disposições. E eu concordo muito. Também acho que visualmente o efeito é agradável. E você pode treinar os pivôs das muódelas.

Pivot

Agora vamos atentar-nos que, pra abrir uma porta de geladeira, precisamos de espaço. O ideal é que entre os móveis, tenhamos 120 centímetros MAS, em épocas de empreendimentos diminutos, abrindo a porta da geladeira com uma folga de 20 centímetros, tá valendo! Eu gosto desse formato, pois de um lado agrupamos tudo que é alto, geladeira, torre de fornos, armário de mantimentos, e do outro fazemos uma bancada espaçosa, e se a janela e a coifa permitirem, ainda dá de colocar móvel superior.

Vejamos exemplos:

Cozinha Corredor 01

Essa cozinha acima tem coisas que eu amo, como a cuba em porcelana – que só encontrei pra comprar fora do Brasil – E coisas que eu não gosto, como as panelinhas tudo enforcadas em praça pública. Mas é muito bonita.

cozinha corredor 02

Essa eu escolhi propositalmente. Vocês notaram que tem uma bancada lá no fundo? Eu sei que é prático, e sei também que pelas duas geladeiras e pelo acabamento do móvel que é um provável espaço pra empregada. Por favor Fufú, não faz isso. Comer olhando pra parede, é castigo, sério. Não maltratem empregadas, elas fazem sua comida, cuidam das suas coisas, muitas vezes até passam mais tempo com seus filhos mais do que dos delas. Não é legal nem espiritualmente-evolutivo por as pessoas comer de castigo com a fuça apertada. Põe ela pra comer depois se for o caso. Tá? S2 pra vocês. Se você tiver uma dessas bancadinhas para esporadicamente fazer um lanche, ótimo. Mas todo dia não vale.

Cozinha em L

MODELO COZINHA L

A cozinha em L é geralmente, feita em um local mais estreito, mas com uma boa profundidade. Eu não me lembro de ter feito muitas cozinhas em L nestes sete anos de trabalho com mobiliário, mas ela é muito eficiente. Eu acho que a gente – espécime-humano que ganha comissão – acaba transformando todas as cozinhas que seriam L em cozinha em U- HAHAHAH – #massari

Vejamos:

Cozinha L01

GENTEEEEEEEEE!!! Alguém me explica aquele forno lagartixa colado lá no teto? Quem vai usar? Jogador de vôley? Palmas para o projetista de 2 metros de altura. Vou deixar outros detalhes bizarros no fim do post.

Promob Lite Favorita

Foi muito difícil encontrar imagens de cozinha L, a maioria é um L de mentira, porque quando você fixa bem, falta alguma coisa: geralmente a geladeira. Acabou que cozinha em L com tudo que uma cozinha precisa só tinha essa abençoada com essa cortina feita com retalhos do uniforme da guarda do vaticano.

Cozinha em U

Modelo Cozinha U

Essa cozinha é muuuuuuito legal, ela fica super bem setorizada, sobra bancada pra fazer aquela massa da mama, fritar o pastel e colocar o escorredor de louças. Tudo junto e exibido ao mesmo tempo! Praticamente uma procissão de desordeiros transformando seu lar em um circo, te juro, vira uma bagunça deliciosa.

Nesse formato também é legal selecionarmos em qual das paredes vamos deixar tudo que é alto: refrigerador, despenseiro, torre de fornos… e no outro lado o fogão e a coifa e onde esconderemos a pia.

Vejamos modelos:

Cozinha U 01

Cozinha U 02

Olha essa segunda cozinha com a cuba de porcelana de novo. Acho que eu estou desejoso de uma dessas. E as faquinhas no imã? Já me sinto atirador de facas. #DexterMorgan curtiu isso.

Agora, deixe me aproveitar o gancho pra expor uma grande indignação minha: A pia na janela.

Ninguém sequer pensa antes de responder, nenhum arquiteto/engenheiro tenta mudar isso. Os brasileiros simplesmente assumiram que a posição correta e obrigatória da pia é sob a janela.

Eu já ouvi explicações ridículas, tipo: a pia fica na janela pra umidade sair. Queridinha, se não tiver circulação de ar a umidade não sairá nem que a pia fique no meio do quintal. Eu sinto nisso um dogma de nossa colonização e do período de escravidão sabe, porque eu não vejo uma explicação lógica pra você lavar louça admirando a paisagem se não for pra se imaginar correndo pelo jardim e ser feliz bem longe da esponjinha.

NA JANELA

O fato é que, você poderia posicionar aquela bancadinha de frente pra janela e ver os passarinhos cantoralando. Poderia colocar a mesa ali e tomar um café da manhã com seu amô num domingo preguiçoso olhando a chuva cair nas flores… Poderia numa manhã fria preparar o nescau do seu filhote vendo os raios de sol invernis timidamente aquecerem as bochechas do pimpolho… Tô poético né?

NÃÃÃÃOOOOO… você prefere ficar de pé, com a mão ensaboada, esfregando uma panela que você está mentalmente amaldiçoando com os olhos abaixados pra bancada sem nem se dar conta de que do outro lado do vidro a humanidade tenta prosperar e ser feliz. Me diz a verdade, quenhé que é, que lava louça sem olhar pra louça? Se fizer, vai ficar mal lavado.

Cozinha em G

Modelo Cozinha G

Essa cozinha em formato de G é campeã em ambientes integrados. Ela pode ser aplicada em cômodos menores que os de ilha, então são extremamente frequentes. Além de comportar mais espaço de armários. Viram que a indicação é sempre de um espaço de 120 centímetros? Isso permite que você esteja no fogão e sua-metade-da-laranja lave a louça ao mesmo tempo, porque é bem isso que acontece todo dia né? HAHAHAHA

Também conhecemos esse formato como cozinha com “península” que eu acho que é uma maneira da gente frustrar menos quem sonhava com uma cozinha com ilha. Esse modelo de cozinha quase que por decreto de lei tem uma bancada de refeições, que pode ser alta (110cm), média (93cm) ou baixa (74cm). Dependendo do que está na frente dela eu acho mais indicado uma ou outra.

Corre ver uns exemplos:

Cozinha g Baixa

Agora é mais fácil de visualizar as alturas. Viu como a bancada nesse caso, fica abaixo do balcão? Essa altura, que fica entre 72 e 74cm do chão é a altura normal de uma mesa. Se você não vai investir numa sala de jantar completa ou uma mesa de refeições, eu sugiro usar a bancada nessa altura por questões de conforto. Mesmo que seja pouco utilizado, que não costume receber visitas… Se acidentalmente acontecer de rolar um encontrinho, nesta altura as pessoas vão se sentir bem pra um papo mais longo . Atente-se para caso estiver cogitando usar aí na frente a pia ou o fogão. Pode respingar água, ou comida em quem estiver sentado ali enquanto você faz o seu show. Uma vantagem é poder usar cadeiras de verdade-verdadeira, nas trilhares de opções para decorar o espaço.

Cozinha G Media

Essa opção não difere as alturas das bancadas de trabalho e do espaço para refeições, que variam entre 93 e 96cm. Eu acho o resultado estético elegantérrimo – porque coisas escalonadas não costumam me agradar – mas, em Terra Brasilis quase não há banqueta pra essa altura. Você estará fadada a cortar as perninhas de uma alta, ou então usar aquelas com pistão de regulagem.

Cozinha G Alta

Essa é muito legal, principalmente em áreas de lazer, espaço gourmet ou churrasqueiras. Como a parte onde os convidados sentam é mais alto, entre 108 e 110cm, o local parece sempre organizadinho, minha restrição é com pessoas de mais idade por exemplo, que terão dificuldade de subir e descer. Também gosto que essa barreira impede inundações caso a pia esteja ali na frente, assim como o leite derramando e escorrendo pelo mundo todo.

Cozinha com Ilha

Essa adorada cozinha com ilha é desejo de 17 a cada 3 brasileiros. Sério, todo mundo quer uma cozinha com ilha. Então vou já limando o sonho de uma galera: se não for integrada com a sala, a dimensão mínima pra cozinha com ilha é 390 x 400. Caso ela seja integrada, 330 x 400.

Mas tio, dá pra fazer menor? Dá! Mas vai ficar parecendo a casa da Barbie, e eu não tô falando de cor-de-rosa, feminino, fofinho. Estou falando de diminuto, beirando a comédia.

Na década de 80 pelo menos, aprendemos – erroneamente – na escola que ilha é um pedaço de terra circulado por água em todos os lados. Mas não tem água nem em cima, tem embaixo. Então sua professora mentiu pra você também.

Uma cozinha com ilha quer dizer que você tem uma bancada solta das paredes, pra você poder correr em volta fazendo a dança da chuva, por exemplo. E para o seu filho correr de você tentando não tomar remédio.

Essa ilha pode ter uma pia, ou um fogão, pode ter os dois, pode não ter nenhum, pode ter uma das três opções de bancada em algum lugar… a imaginação e o bolso são o limite de cada um.

EU, particularmente, gosto de fogão e pia na ilha, assim você passa quase que o tempo todo de gente pra quem estiver te acompanhando. E na parede do fundo, fechamos geral com modulação alta, torre de fornos, geladeira, e armário de louças e mantimentos. #BemLindo Mira que rico:

Cozinha Ilha 01

Nesse exemplo, a bancada sái em L e toda a parte de armazenagem fica ao fundo, e sim eu escolhi essa cozinha por dois motivos, um é por causa do roxo =D

As vezes, estamos amarrados ao ponto de gás, ou ponto de esgoto e não é possível fazer ambos espaços (molhado e cocção) na Ilha, por isso eu digo que temos que aproveitar e projetar a cozinha o quanto antes numa obra, seja reforma ou construção, quanto mais cedo melhor.

Cozinha Ilha 02

Agora, nessa segunda cozinha, eu quero falar sobre o que vai acima da ilha, porque a gente sempre quer fazer uma firula, colocar um pendente, e tal, mas lembre-se sobre o fogão vai a coifa (que é aquele aparelho que joga o cheiro da fritura pra fora, pra quem não conhece o termo) , então não pode entulhar de coisa pra não ficar uma favela flutuante sobre a ilha. Só a coifa já tá bom. Um ponto a se analisar também, é que coifa de Ilha é con-si-de-ra-vel-men-te mais cara que a de parede.

E sabe o que fica lindo? Churrasqueira com ilha:

Churrasqueira com Ilha

Com a onda de otimização dos espaços, a churrasqueira e a cozinha estão “se fundindo” numa coisa só. Geralmente uma bela porta divide esse novo cômodo do jardim. Eu acho super válido, pois assim você pode investir em melhor qualidade do que ficar construindo duas coisas praticamente iguais. E comprando 2 refrigeradores, 2 microondas, 2 forno, 2 cooktop, 2 coifa… Vejam um espaço assim:

Cozinha e Churrasqueira

Ficou uma gracinha né? #HebeCamargo curtiu isso.

Mas, finalizando a cozinha com ilha, não importa qual dos formatos você terá ao redor dela, se vai ser L, U, Corredor ou Linear. O fato é que na cozinha com ilha você corre livre em volta do móvel.

E como disse que ia falar de coisas estranhas em cozinhas, alguns fatos se superam:

  • Já vi cozinhas serem montadas e tanto a cliente quanto a arquiteta esquecerem do microondas.
  • Além do microondas muito alto, gaveta ou portas que não abre porque batem em algo que tá do lado ou na frente.
  • Cliente querendo colocar forno embaixo da pia… Esgoto pra quê, né?
  • Geladeira dentro de despenseiro – tipo as de embutir de filmes – só que usando uma geladeira comum dentro de um armário.
  • Geladeira na frente da janela.
  • Fogão debaixo da janela! Imagina o vento apagando o fogo ou levando o cheiro da comida pela casa inteira.
  • Cozinha com uma única tomada – dae você faz revezamento entre geladeira, fogão, microondas.
  • Geladeira na ilha… mas de novo, não a especial, que pode ser embutida embaixo, uma normal.
  • Projeto sem gaveteiro…
  • Torre de fornos sem ventilação – esses detalhes de eletros vai ser um post muuuuuito legal!

 

UFA! 2400 palavras. Cansei vocês? MIM desculpem. Já tá acabando.

Sim eu estou testando vocês e só a Fernanda, essa querida, deu falta da birita semana passada. Então hoje um brinde a você menina! Com uma das minhas preferidas:

VEUVE

Na próxima semana falaremos mais de coisinhas de casa, muito obrigado pelos comentários, eu faço o possível pra ler e responder todos. Sigam deixando suas ideias que vamos tentar expor tudo que vocês quiserem aqui.

#Bença!

assilelo

27
Jun 2015
Mi Casa, Su Casa – Espelhos!
Mi Casa Su Casa

Vem Lelinho, vem fazer a gente sorrir (principalmente eu que estou no meio de um inferno astral DAQUELES!)

¨Olá Fufus!

Finalmente o tão pedido tema do espelho chegou! Eu quis ser mais culto, e ir pesquisar a história do espelho e descobri um blá-blá-blá técnico-científico que sinceramente, é desnecessauro*.

ancient mirror

Mas vamos semear por aqui o que é interessante: os primeiros “espelhos” eram feitos em metais, especialmente o cobre, 500 anos antes de Cristo, e depois a prata, que também era polida com moagem de pedra grossa, pedra fina, areia, argila e depois água. Pra se fazer um espelho de mão com moagem de Obesidiana, por exemplo, demorava 8 horas. Mas a prata, esse metal birrento, escurecia e tinha que passar por manutenção frequente pra continuar refletindo as belezas dos humanos. No Egito eram feitos em Bronze e cobre, na Grécia tinham os cabos e o verso rycamente decorados, e a primeira citação de espelhos na literatura está na Bíblia, em Êxodo 38.8. Viu que um tikin de vaidade não é pecado?

Mas quando falamos de espelhos em decoração, sempre vem aquela máxima que algum entendido de decór, provavelmente protegido atrás de um óculos com armação de acetato preto em estilo retrô disse:

oculos retro

Então, vamos ser francos, o que aumenta o ambiente é quebrar a parede e juntar dois cômodos. É fazer um puxadinho, é criar novos limites mais pra fora. O espelho poderá dar uma impressão de que o cômodo é maior.

Mas pra isso, prestemos atenção: ele tem que refletir algo contínuo, organizado. Se você tiver uma estante longa e na parede lateral você colocar um espelho- DO LADO DELA, ele vai refletir essa peça bonita e realmente duplicar a longitude do móvel.

Aqui, eu tenho uma imagem que mostra um espelho na lateral de um quarto (que deu certo):

Espelho lateral

Agora meu-amô, se ela estiver de frente pra uma bagunça, tipo quarto de adolescente, sua casa vai virar uma bagunça geral ou um micro-circo.

E antes que venham o povo “xaato” me diga:

Enxergar duas pias cheias de louça pra lavar dá muito mais desespero do que uma só, não concorda? #agradecido.

Agora vamos para uns detalhes, que são legais, como usar uma faixa de espelho lááááááá em cima da estante. Esse efeito prolonga o teto, e aumenta a profundidade.

espelho estante

Quando usado num hall de entrada, tanto de casa quanto de prédios, ele é um poderoso elemento decorativo, até porque, não tem muita coisa num Hall, então esse fica todo faceiro e dá aquela “sensação de amplitude”

hall entrada

Uma das maneiras que mais usamos no Brasil, é espelhos na sala de jantar. Eu gosto, porque é um local que – geralmente – fica organizado.

Jantar 01 Jantar 02 Jantar 03

A forma LEGAL de usar um espelho, seria numa parede “ao fundo” da sua vida. Como aqui:

Espelho duplica espelho duplica 2

 

Notaram que desta forma você verá um ambiente beeeem maior?Você terá duas áreas de jantar, duas salas, dois tudo, inclusive duas sogras. Nem tudo é perfeito.

Quem tem uma parede forrada de espelhos, é a Narcisa Tamborim-naum-sei-o-nome-todo-degy. EIKE LOUCURA! Porque eu sou desses que assiste Mulheres Ricas, e eu AMO Lydia Sayeg podem me julgar. Agora vejam o apto conciso de Narcisa:

NArcisa 01 NArcisa 02

Agora, descolando da parede, esses espelhos podem ser integrados aos móveis, como em cozinhas ou quartos:

Espelho quarto 01 Espelho Closet

Temos também, não comum, mas também não estranhamente, a opção de usar espelhos nas portas de móvel de cozinha superiores, ou despenseiros:

Espelho Cozinha 01 Espelho cozinha 02

Notaram que o espelho dessa segunda cozinha é na cor Bronze? Então, além do Espelho “normal” do Bronze, também existe o espelho fumê, que eu acho super moderno, elegante e atual.

Espelho Fume

Estes dois interferem diretamente na imagem humana, então não servem pra um espelho aonde você vai se maquiar ou testar o look total, porque o Bronze te deixa com um bronzeado a lá Valentino, e o fumê te deixa Mortícia Adams.

Mas sejamos práticos, como um MAXI espelho não é um item barato e também temos que pensar nos humanos que vivem de aluguel. Então um jeito muito inteligente de se trabalhar é usar composições de espelhos, ou aplica-lo através de uma bela peça decorativa.

Composicao 01 decorativo 01

Obviamente, um local onde sempre queremos um bom espelho, é no banheiro. Mas temos que lembrar de que banheiro não é lugar de armazenar maquiagem, pelo menos não se ele for pequeno e a umidade ficar muito presente nele.

banheiro 02

Apesar de eu ter usado como exemplo lá em cima, eu não sou muito fã de espelho refletindo a cama. Eu acho que fica meio motélico. Também gostaria de atentar que certa vez fizemos um armário assim pra uma menininha de 4 anos, e ela se assustava ao acordar e ver o próprio reflexo. Mas algo que eu gosto, é de espelhos nas laterais da cama, assim:

Espelho ao Lado da Cama

O que fazer entre os espelhos? Papel de parede, né!?

Agora um apelo: não coloquem espelhos em estantes onde tem televisão. Não existe nada mais enlouquecedor na vida do que assistir você assistindo tevê. Isso serve também pra acabamentos como Laca (principalmente as escuras). Pensa que se você estiver lá, abraçadinha com teu bem e ele mexer o pé você vai ver esse movimento ao lado da tela. E cada coçadinha, espreguiçada, espiada no celular, vai tirar sua atenção da programação.

Agora, uma forma de acrescentar esse lindo, é mobiliário revestido em espelhos. E existem opções pra praticamente todos os estilos de móvel assim.

sofa mesa cabeceira buffet

MEsa jantar mesa centro

Agora, além de não ser a coisa mais fácil de limpar, e de ter que cuidar por exemplo, com o rodo e a vassoura batendo nos cantos, eu PRE CI SO alertar vocês sobre um detalhe imporante, tão importante que eu fui tirar uma foto minha mesmo pra ilustrar:

coxinha grossa

Se eu fosse menina-moça-mulé, do fato ter kikita, seria extremamente desconfortável sentar de frente pra um espelho. Então pensemos muito bem antes de adquirir uma mesa de centro, ou um móvel pra TV com frente em espelho ou acabamento de alto brilho, pra não constranger as amiCas. Pra esses posicionamentos, eu prefiro usar por exemplo, apenas o tampo superior em espelho:

tampo espelho 2 tampo espelho 1

Ok, quando a pessoa estiver chegando, ainda de pé vai ter um reflexo coisa-e-tal, mas se a sua amiga anda tipo um lutador de sumô, arqueada e com as pernas abertas, tá na hora de rever seu círculo de amizades, você pode criar um ambiente mais agradável, mas também não precisa banir as superfícies refletentes por falta de senso alheio.

Bom gente, eu acho que eu “englobei” bastante coisa sobre os espelhos.

Agradeço imensamente a participação de vocês, o espaço que a Cony me disponibiliza e sigam mandando sugestões dicas e a opinião sobre os textos. Quero fazer o possível pra que nossa obra vá até o fim sem trocar de profissional de interiores. HAHAHAHAAH

#bença!

*Desnecessauro = Desnecessário desde antes da extinção dos dinossauros.

assilelo

Página 27 de 30« Primeira2526272829Última »