14
Jun 2015
Mi Casa, Su Casa – Rodapés!
Mi Casa Su Casa

Olá FufúsFufús, não tem gênero né? Pode ser homem, mulher, cachorro, gato, poste, cadeira… Acho digno.

Eu estava pensativo nos últimos dias, não queria seguir muito tempo nas cortinas, pois as vezes tem gente que não tem interesse nesse ponto específico, mas em outros sim. Então depois retomamos a conversa sobre tecidos, acessórios, ferragens de cortinas…

Eu estava oscilando entre falar sobre paleta de cores, rodapé e vazio. (Não, você não leu errado. Quero MUITO falar sobre o vazio, e não tô falando de fome.) Foi então que uma leitora deixou um comentário sugerindo o tema de hoje, Roda pé ou rodapé-tudo-junto!

Garanto que ao ler isso seu olho fugiu dar uma espiada na parede mais próxima. (Se não, agora que eu escrevi isso você olhou pra ela).

Só quem já construiu ou reformou sabe de duas coisas:

1 = Existem zilhares de rodapés.

2 = Rodapé não é exatamente “barato”.

Eis que vocês me perguntam: “Mas tio, precisa MESMO de rodapé?”

sem rodape

O rodapé não é só uma questão estética, ele protege a parede das batidas do rodo/vassoura, do pano molhado, dos bons podRuto CIF/Veja/MR. Músculo… Então pega seu lustra móveis e #vemkotio !

Falando mais na questão estética, não é só de rodapé que vivem nossas alegrias de designers.

Temos: Rodapé, Roseta, Moldura de porta, Sócolo (ou sócalo, sóclo… muda regionalmente), requadro de parede, moldura, roda teto, requadro de teto, guarnição…

Encontrei essa imagem extremamente útil pra vocês não se enforcarem sem entender nada:

Tudas coisa

A menos que você esteja construindo um palácio barroco, ou uma salão de baile pra corte francesa, não vai usar tudo isso. No máááááximo cinco, e olha, vai ficar rebuscado. #PrincesaIsabelTeDedica

Existem diversos materiais que podem ser empregados pra rodapé: Madeira, MDF, PVC, Cerâmica, pedras como granito/mármore, alumínio, cordas… e no caso das molduras ainda existem as opções de gesso, poliestireno (vulgo isopor) e por aí vai… Graças a Deus temos inteligência que nos permite criar, recriar e avançar em tecnologia.

Agora, como diria Jack (o estripador) vamos por partes:

Rodapé:

Eu peço que deste você não fuja, pois como mostrei, a possibilidade da sua parede ficar feia/danificada quando não se tem rodapé, é alta. Existe como colocar ele embutido, sem ficar saliência na parede*. (Nós [classe sub-humana] vendedô de móvis agradecemos). Também existe a tal da “parede flutuante” onde eles deixam um risco mais profundo entre a parede e o piso, tipo cofrinho quando a gente usa calça de cintura baixa:

Parede Flutuante

Mas essa “parede flutuante” é tão incomum que a única imagem que eu encontrei dela era tão distante que vocês iriam tudo aproveitar uma promoção do “melhores destinos” pra vir pessoalmente me dar um tapa na cara.

Rodapé grande é tendência e indica fortuna sim, principalmente porque véi-na-boa, no preço que tá… Eu defendo a proporção com unhas e dentes. Porque eu acho LYMDO, Phyno e Ryko um rodapé de 20cm com um roda teto de 20 ( de preferencia iguais ) mas veja bem, eu mesmo tenho pé direito de 255cm… se eu subir 20 da chóm e descer 20 do teto, vai me sobrar uma paredinha-deprimida de 205cm. Vai parecer a casa dos 7 anões. O instalador vai querer me dar mais uma carreira de tijolo, pobre coitado de mim.

Então, vamos brecá e tentar maximizar a coisa pra fazer de conta que eu vivo num palacete. Colocamos um rodapé de 12 e um roda teto de 10, eu tenho uma parede quase-digna de 233cm! Bom mesmo, seria sobrar uns 250cm de parede, mas né, principalmente em apartamentos, dificilmente se consegue. Então vamos tentar equilibrar isso.

Tem uma sala de pé direito duplo? 50cm de rodapé vai fazer a amiga invejosa fazer bung jump das tamancas de inveja. E como essa não é uma energia boa, #BoraColocarUnsBejetoVermeioPelaCasaParaQuebráMauOlhado.

Então assim, não acha que rodapé vai fazer diferença, coloca um simples, 10cm lisinho e pronto.

Tá no fim da obra, o dinheiro fugiu do controle no meio do caminho e não vai poder comprar o rodapé dos seus sonhos… compre depois. Não vai ser 6 meses numa casa sem rodapé que vai te matar, nem destruir as paredes.

Locais que já começaram a construir em gesso acartonado tem paredes bem retinhas, e é fácil fazer instalação destes itens. Obras mais antigas, ou aquelas que a gente chama o pedreiro amigo da secretária, vizinho do zelador, o conhecido da paróquia ou o irmão da igreja… nem sempre tem um acabamento perfeito. Mas é a vida, precisamos confiar que vai dar certo antes de ver o resultado. Então às vezes não temos um resultado “ai-meu-Deus-eu-vou-levar-essa-parede-pro-túmulo”.

Se o rodapé vai ser liso, com friso, com bolinha, com looooz, é gosto do freguês, mas vamos ver alguns ambientes com diversos rodapés e se inspirar. Eu não sei a medida exata, mas deve ser em sequência, algo como 12 ou 15 cm, depois 20 ou 25cm, então 30cm e por fim, de 50cm:

rodape 12 15

rodape 20 25

Rodape 30

rodape 50

Agora tem um tema que ninguém presta atenção e, não sei se já falei disso aqui mas, numa obra quando surge uma dúvida o mestre de obra, incrivelmente, decide fazer do jeito que é mais fácil. Não sei o que acontece sabe, mas eles nunca fazem do jeito mais bonito, ou mais comum, nem o mais rápido – veja bem – é SEMPRE do jeito mais fácil.

Então quando eles-tem-que-fazer-um-rodapé-de-escada, nunca fica assim:

rodape escada

Rodape escada 2

Então, se sua obra tem um profissional ou não, caça no google a imagem do que você quer e “derruba” na mão do mestre de obras – ou pede pro profissional deixar bem claro- e ilustrado- o que você escolheu. Façamos uso do:“ Macaco vê, macaco imita.” Humanos somos assim #ctrl+C ctrl+V.

Agora se quando você era criança, bateu muito com o dedinho no canto da parede, olha esse rodapé pequeno que eu achei:

Rodape pequeno

Particularmente eu não gosto desse rodapé pequeno. Mas eu também gosto de coca cola misturada com leite, então eu não sou parâmetro pra algumas coisas.

Agora se você está reformando e esqueceu de colocar um ponto de TV, ou de Telefone… existem rodapés que passam fios de uma maneira bem legal e sem quebra-quebra:

rodape passa fio

E tem o rodapé Iluminado que pra mim é tipo penteadeira de… acompanhante de executivos.

rodape iluminado

Ok agora, a questão é: Até onde vamos gastar com isso. Depende do grau de transtorno com decoração você foi contaminado. Eu, como disse anteriormente, gosto de rodapé e roda teto. Em alguns casos, como um quarto de bebê, ou um ambiente comercial que vai ter aquele ar mais romântico, ou estilo provençal combinam com lambri ou roda meio.

Lambri, é muito comum em quarto de bebê:

SONY DSC

É elegante, é ryco, afinal é pra receber o milagre da vida (que chega com cara de joelho) é livre-de-erro-na-decoração-do-quarto-do-pimpolho. Tá mas eu já cansei. Se é seu sonho ter um quarto assim o lambri de verdade verdadeira é um painel de madeira pintado colocado a 1 metro de altura em toda a volta do quarto. Claro que atualmente, podemos usar painel de MDF, réguas de PVC, e eu já fiz uma versão econômica usando forro de PVC. ( R$ 9,90 o m2 =D )

Se você – assim como eu – acha que gastar MUITO num quarto que durará no máximo 5 anos, não é prioridade, eu indico a versão inteligente do quarto de bebê: coloca só uma moldura de Isopô e pinta a parte debaixo com tinta (super lavável) e coloca um papel de parede (bem fofo) em cima.

Porque Lambri é legal? Porque os mini-humanos precisam de apoio quando estão aprendendo a se levantar e caminhar. E eles brincam de homem aranha com o que quer que esteja na mãozinha: Danoninho, macarrão, bolachinha, feijão amassadinho, brócolis ( mãe, compra brócolis?) E mais adiante eles vão aprender a desenhar e escrever… preferencialmente na parede. E o lambri quando removido, leva essa sujeirada toda.

Eu também acho que essa coisa pode ser modernizada, (e dane-se a limpeza) vamos mover essa moldura pro segundo andar:

moldura parede

Viu que o efeito é bonito? Mas analisem também que tem mais de 250cm de parede aí, heheheheheh também funciona pra quartos aonde iniciamos a fabricação bebês:

moldura alta

Tá, o quarto é bééééééérge, mas é elegante. Coloca o filtro de cores mental e transforma num quarto magnífico e exclusivo.

Quanto o roda teto, ou o requadro de teto… eu acho bonito, mas também acho dispensável. É tipo aquela segunda pulseira que deixa o look espetacular mas, que se não estivesse ali, continuaria lindo. Vejamos alguns exemplos:

roda teto

roda teto 2

roda teto 3

roda teto 4

Agora, uma aplicação que eu já vi assim, ao vivo, e vomitei arco íris, foi essa combinação de rodateto + moldura:

roda teto moldura

Os detalhes de Socalo, fazem a transição do rodapé para a moldura, quando são diferentes, ou rebuscados, por exemplo, ter um rodapé de 10 cm e subir a moldura da porta (e das janelas) com 10cm tudo bem. Agora tenta com 15, ou 25… 50cm! Vai ficar ó: Uma bosta!

Então se optar por um rodapé de alta renda, coloca um socalo nas portas pra usar a moldura de 7 ou 10cm.

socalo

A tal da roseta… é pra quem já não tem uma boa bolsa/sapato pra comprar. Vai gastar dinheiro com isso fia, sério?

Roseta

#desnecessauro (Desnecessauro = desnecessário desde antes da extinção dos dinossauros )

O requadro de teto é irmã-xipófaga (vulgo gêmea siamesa) da roseta. Apesar de que num ambiente bem tradicional ele enriquece. Achei muito explicativa essa imagem com o requadro em ruóóóócho, que encontrei no google. Tenho pena que que habita esse lugar. Espero do fundo do coração que seja a foto de um quarto de motel dos anos 90.

Requadro de teto

Bom gentes! Acho que expliquei de uma forma geral o porquê de se investir umas rúpias no nosso amigo rodapé. Mas, sinteticamente, o rodapé protege parede e dá um ar de ambiente bem acabado. É como a ampolinha de silicone que finaliza a escova. Se não coloca, não parece profissa.

Adorando a interação com vocês, #mimperdoem se eu demoro às vezes pra responder, mas eu faço o possível.

E vocês acham que eu esqueci do goró da semana? Jamais… mas como tá chovendo, friozinho, vamos biritar algo mais forte. Cheers!

Royal Salut

#bença e até a próxima!

Tivemos até nota de rodapé (trocadilho #rulez) essa semana:

*Quando se trabalha com mobiliário planejado, seja ele modulado, sob medida, ou desidratado (brinks!) , temos diversos contratempos com rodapés. Tem que decidir se tira o rodapé ou se recorta o móvel. Então, se ele for embutido, acabou o problema. Mas uma dica pra quem está construindo, é colocar o rodapé depois dos móveis maiores, como armários de quarto, estantes, cozinhas, pois podem deixar sem =D .

assilelo

06
Jun 2015
Mi Casa, Su Casa – Cortinas!
Mi Casa Su Casa

Chegou o momento mais esperado do sábado, o post do Lelo! Agora sobre CORTINAS!

¨Hey fufulétes, e os leitores HOMI também =D

Tivemos até comentário de um leitor no post passado, deixando seu apreço pelo Futilish, e confirmando que nem só meninas são leitores assíduos. As perguntas pipocaram e eu fiz o possível pra responder sem boicotar essa segunda parte onde falaremos de Cortcheeeenas!

Se você estava fora da órbita terrestre e não viu o post do Mi casa, Su casaPersianas, clica aí pra entender as preliminares 😉

Estive em São Paulo no final de semana e um dos prazeres de estar na civilização é tomar doses cavalares de poluição café, mas não qualquer café, é um específico, o café com doce de leite do Starbucks. Então agora vamos aproveitar esse friozinho pra compartilhar um bom porre dele:

Starbucks

Vou continuar com umas versões modernéticas e elas podem ser confeccionadas em diversos tecidos como as telas solares que permitem certa visibilidade, conforme seus diferentes fatores de aberturas. É tipo uma peneira, que podem ser mais ou menos abertas e “filtram” a passagem de luz. Atentem-se pois quanto mais escura a cor da tela, mais confortável é a visão no lado de lá, ela age como se fosse um óculos de sol, e você economiza no botox não franze a testa pra olhar a paisagem, fica super agradável.

MAS, também tem um detalhe: quando empregamos uma tela solar a regra é a seguinte: O lado escuro enxerga o claro. Ou seja, durante o dia, é mais escuro dentro do imóvel, pois o sol tá lá sambando no coro da sociedade. Mas a noite, quando você acender sua luz (de LED, temos que falar disso) todo mundo que estiver lá fora vai ver dentro de casa.

Continuo utilizando a Hunter Douglas  como exemplos e referências por motivos de afinidade, confiança AND facilidade também. Todos os modelos que falarei daqui em diante (até chegar em cortinas de tecido) podem tanto nesses tecidos solares, quanto os decorativos…. estes “decorativos” parecem um tecido mesmo, só que engomadinho. Sobre os modelos… haverá os que eu gosto menos ou mais… Agora a questão já não é mais de qualidade como a persiana suicida vertical, que tem um problema de estabilidade e longevidade, é questão de não bater o santo mesmo. E como eu acordei ácido, vamos falar da Cortina Painel:

Luxaflex

Essa cortina corre lateralmente num trilho, que pode ser de 2, 3, 4 ou 5 guias, depende da largura do vão pra cobrir, e vai se sobrepondo com um painel de tecido atrás do outro, em diversas configurações. É como uma porta de correr mesmo, e o que eu não gosto nela é que você pagou caro no seu vidro e uma parte dele sempre estará coberto por um painel ou, você vai perder um pedaço de parede (e pagar mais caro na cortina) pra poder ter seu vidro todo liberado. Ergonomicamente, tecnologicamente, ela é um produto ótimo. Mas eu tenho birrinha.

Cortina Skyline:

Skyline

Essa é nova, foi lançada mais recentemente e é vizinha magra da Painel. Ela tem mais orçamento e conseguiu um personal melhor então ela ficou BEM-MAIS esguia. E foi assim, malhando que ela passou a ter tiras mais estreitas de tecido e “come” menos vidro – ou menos parede. Mas continua “amontoando” no canto. O que é uma birra minha, mas que é uma birra besta, porque a de tecido também fica com uma baiana do carnaval carioca no canto.

Cortinas Romana

Roamana

Eu acho a Romana linda! E muita gente também. Existe uma explicação pra isso: o movimento de piscar, faz com que nosso cébru reconheça e se agrade mais de linhas horizontais, do que das verticais (será por isso a gente gosta de dormir?) Enfim, é tudo culpa do zóios e da nossa massa encefálica. A Romana é um produto super estável, requintado e mesmo quando usado com tecidos mais simples ele tem esse ar de que foi um tratamento ryko. A romana é OZADA e existe em opção para teto também. Fica bem lindo, como diz uma cliente minha. Agora, cá entre nós, ninguém fala isso pra vocês na hora de vender – a não ser eu e meus pupilos aqui na loja – o avesso dela é um circo. Tem varetas e tem cordinhas e tem acabamentos plásticos… então, caso você esteja escolhendo uma cortina pra uma casa, algo que vai ficar na fachada, opte por cores claras, pra não parecer que você amarrou um tecido no pelourinho e tá dando chibatadas nele. Veja:

Romana Avesso

Se for um apartamento, aproveite que ninguém vai perceber! (Existe uma cortina da Hunter Douglas chamada Vignette, que tem a mesma informação visual da Romana, com o avesso liso, porém, ela vive num patamar bem mais RYKO, acima da Duette… e se for assim, melhor investir na Duettcheeeee. Por isso nem #simplegay em convocá-la para minha personal seleção de modelos de window treatment procêis.

Cortina Rolô

Rolo

Sabe o scarpin preto de couro? É isso mesmo. Tudo que você precisa pra resolver qualquer look de cortina da sua vida. A bichinha é um cavalinho de batalha: vai na cozinha ou no banheiro com tela solar, vai pra sala com tecido decorativo, corre pro quarto e pro home com tecido blackout, não tem lugar onde você não seria feliz com uma Rolô. Talvez tenha: na sauna, mas dae me poupe né, que ela ia mofar por abuso de umidade.

Ela é simples, rápida e rasteira. Adoro as composições dela com xales de tecido. O nome já denuncia seu formato, é um rolinho onde o tecido sobe e libera a passagem/visibilidade. Cobre grandes dimensões e na Hunter Douglas tem um leque gigantesco de opções de tecido. Eu gosto dela pois ela é uma coadjuvante, ela faz toda a diferença no ambiente, mas ela não precise necessariamente estar toda emperequetada.

Cortina Twin

Luxaflex

A Twin é uma Rolô que tem uma Birkin, ou uma Silhouette que teve falência pessoal. É como se fosse uma rolô com dois tecidos e estes tem um formato listrado horizontal e assim a gente controla a abertura ou fechamento dessas listras sobrepondo-as ou não. O efeito é muito bonito, e além de mais intere$$ante, ela também é muito mais fácil de limpar. Lembrando que as perguntas: “Quanto custa?”, “Onde compra?” e “Como limpa?” são indicadores de #pobreza. Eu trocaria o “Onde compra?” por: “Dá pra parcelar?” mas não fui eu que defini isso.

Vráááááá! Cansaram?

Tenho boas e más notícias: A boa é que só falta falar das cortinas de tecido. A ruim é que esse é um tema SUPER extenso. Pausa pro xixi. E nada de levar o tablet-de-maçã pro banheiro, é perigoso.

Vamos ver agora, queremos uma cortina linda. Temos uma boa costureira? Ou uma loja que confeccione e entregue lindamente instalada? Ótimo! Agora vamos partir pro bê-a-bá:

As cortinas de tecido sempre serão itens que “vestem” a casa e trazem aconchego. Lá pela década de 90 usávamos um blackout, um voil (não é vual, vuau, vuá, vuár, ninguém vai voar aqui, no máximo brincar vamos de tarzã #kemnunca?) e mais um tecido decorativo AND… um bandô… #pânico

Bando

Então precisamos ter em mente que a cortina é um item decorativo sim mas que ela sempre tem uma função embutida nisso. Seja escurecer, dar privacidade ou proteger o interior do ambiente dos raios de sol, sempre queremos que ela faça algo.

A princípio, tecidos finos devem ter proporção de 3×1 pra ficarem rycos. Mas, se você usar uma proporção dessas para um tecido blackout, vai ficar pesado, tanto visual quanto fisicamente. Eu gosto de usar 2,2 ou 2,5 pra um quando uso um tecido encorpadão.

¨Péra tio! Não entendi essa coisa da proporção.¨

É o seguinte: se a sua janela/abertura tem 2 metros de largura, você vai multiplicar essa largura pela proporção que desejar. No caso da proporção 3×1 vai usar 6 metros de tecido pra fazer a cortina. Essa quantia faz você ter pregas bonitas.

Agora vamos falar das pregas (ui!). Tem muitas pregas por aí (hahaha) e todos queremos ter pregas invejáveis (tá ficando cada vez mais complicado) Mas, vejamos: aquela tradicional, é a Prega Americana, já as mais na moda no momento, são a Prega Macho e Prega Fêmea.

Agora um causo:

Estava eu lindamente atendendo um senhor, árabe daqueles que são mega religiosos a ponto da esposa usar lenço pra cobrir o cabelo, por aqui é muito comum. Eis que chegamos no quarto das filhas do casal… Como é que eu vou falar pra colocar uma prega macho no quarto das meninas!? Não sei de onde veio, mas na hora de falar saiu muito espontaneamente: Vamos fazer com prega quadrada. PÁ! Resolvido né? Assim papai não se ofende. Depois as meninas que cresçam e se resolvam com os machos.

É haram minha gente, eu vou grelhar no porcelanato do inferno. #jámeconformei

Voltando às pregas, achei na net esse croqui que mostra as principais:

Pregas

A partir disso podemos fazer variações alucinógenas quase sem limites, como colocar cristais, bordas, fitas, botões, zíper, o que sua imaginação mandar. Dá pra fazer até oferenda pra Iemanjá e pregar um barquinho.

Quando você tem a sanca e o trilho vai ficar lá no fundo, eu indico o uso de trilho com rodízios em nylon, como o Trilho Europeu (ou trilho suísso [não fui eu que registrei o nome assim com SS, não me julguem]) Eles correm de maneira mais leve, e com prega “quadrada”o efeito é esse:

macho na sanca

Muito usual hoje, é o uso de varão (em diversas cores e formatos) com argolas. Fica moderno com um “quê” romântico e eu sou muito a favor desse efeito dela com prega americana:

americana varao c argolas

Quando você for usar blackout, que invariavelmente é um tecido pesado, eu sugiro que use um belo blackout com uma trama de tecido mesmo (e não aquele antiguinho meio plástico) sozinho. Ele funciona muito bem no ilhós, por ser um formato que é mais resistente, veja o efeito ilhós:

ilhos

Agora, antes de abreviar esse post, eu vou deixar um apelo pra vocês, pessoas de bom gosto: nunca.na.sua.vida.tenha.uma.cortina.funkeira.

Mesmo que você seja funkeira, vem cá, segura na minha mão e promete pro tio que você não terá uma cortina curta (imagens chocantes, me perdoem) :

CURTA curta 2

Claro que, se for um escritório, e a cortina vir do teto até a mesa, ok… se a cortina estiver embutidinha dentro no vão da janela, ok. Mas se ela tá solta na parede e não tem um móvel fixo embaixo, não vai ser 80 cm de tecido que vai fazer você passar fome. Pelo amor de Nossa Senhora da Barra Longa, não faça isso com sua casa.

E falando em barra longa, a barra da cortina hoje é o maxi colar de ontem!

Vejam:

barra 5 barra 4 barra 3 barra 2 barra 1

Gente, esse post já tá quase parecendo a enciclopédia da Barsa. Quase 2 mil palavras e eu não quero que vocês enjoem de mim. Então, vamos dar uma pausa aqui, e num outro momento voltamos pra falar de tecidos. Pode ser?

Agora pega o cobertô e #vemkotio curtir o fds tranquilin

assilelo

  • GENTE! Que post mais MARAVILHENTO foi este??? Lelinho do céu, você está se superando a cada semana!!! Sucesso demais, mega informativo e uma de lí cia de ler! Obrigada!
30
May 2015
Mi Casa, Su Casa – Persianas!
Mi Casa Su Casa

Sábado é dia de deixar a casa linda e dar boar risadas com os posts do Lelo! Vamos com o tio aprender um pouquinho sobre persianas?

¨Hey Fufulétes!!!

Que delícia vocês sugerindo tópicos! Não parem, please =D Os dois mais pedidos foram: Como combinar madeiras e outros acabamentos, e cortinas e persianas.

Para a combinação de materiais eu preciso me preparar melhor, fazer uma pesquisa mais elaborada pra não fazer um post blé, vocês não merecem coisas feitas das coxas.  Não que este seja feito de forma precoce , mas para mim ele é mais natural de se explicar. Já tenho os detalhes técnicos na cuca.

Cortinas e persianas é um tópico eterno e vou esquartejá-los, dividir em duas partes, começando hoje com: Persianas. Agora pega um suco refrescante e #vemkotio .

Primeiro um recado pra você que vai construir, e já decidiu que quer uma parede de vidro imensa… Me responda, a vista do seu terreno é comparável a uma dessas?

Vista 1 Vista 2 Vista 3

Se não tem essa visão minha filha, esquece essa parada porque você não tem motivo, razão NEM circunstância pra viver do poliedro de vidro da titia Diane Von Furstemberg:

HOUSE DVF

Agora, pode ser pior: o arquiteto/engenheiro/construtora que você contratou projetou uma casa cheeeeeeeeeeeia de vidro e alegou que você vai economizar HORRORES, em energia elétrica, pois não vai precisar ligar looooooooooz tipo nunca e é tão maravilhosamente econômico que vai ser possível ir pra Disney com os dinheirinhos que sua família não gastará com a energia elétrica.

Pausa.para.não.digitar.palavras.de.baixo.calão.

Vou te contar uma coisa: vivemos num país tropical – abençoado por Deus e bonito por natureza – e o verão é quente, mas é muito quente… quente pra caramba.

Agora uma historinha legal: o sol emite ondas de luz e calor curtas, tipo os cachos definidos e invejáveis de Taís Araújo:

Tais Araujo

Mas quando essa onda esquenta o teu vidro a temperaturas desumanas e por fim o calor atravessa o vidro, ela se transforma em ondas longas como os cachos soltos e maravilhosos do picumã de Gisele Bündchen:

Gisele Bundchen

E aí as ondas longas de calor não são mais capazes de sair de dentro da sua casa, e o que elas fazem? Pedem licença e abrem a porta pra se retirar? NÃO! Elas ficam chicoteando seu corpo pra você se sentir aquele franguinho grelhado da sua dieta.

DAE se realmente não liga sua luz de LED ultra moderna que economiza energia, você liga a angelical invenção chamada AR CONDICIONADO, que gasta tubos de dinheiro, e sua economia foi pro brejo.

DAE no inverno você pensa: ! Mas então no inverno aquele solzinho simpático e sorridente do mundo dos telettubies vai deixar minha casa quentinha… Sim, só que somente durante o dia, porque a noite o calor vai se dissipar rapidinho com a fina espessura do vidro que vai gelar rapidinho.

E tem outros pontos a serem levados em consideração:

  • Vidro é mais caro que tijolo.
  • Ar condicionado gasta mais que lâmpada
  • Cortina é caro pra K C T .

 

Eu não estou dizendo que não é pra fazer janelas e anular o ar condicionado, eu estou falando que vidro aquece mais do que tijolo. E sim, existem vidros especiais, duplos, triplos, que tem propriedades acústicas e térmicas, existem vidros que vibram com o calor do sol e “se limpam sozinhos” mas, eu tô falando aqui do que é mais comum e, meu bem, se você tem dinheiro pra um vidro duplo, com tratamento de caviar beluga da Bélgica, você também tá pouco se lixando pra conta de luz (e se tiver esse budget ilimitado meu email tá no fim do post pra você me contratar #meencoxarykeza)
OKEY! Acho que vocês entenderam que eu sou a favor de janelas sim, porém, dentro da moral e dos bons costumes dos limites de se ter conforto sem gastar uma fortuna tanto gerando aberturas quanto cobrindo elas depois com cortinas e persianas. Se possível, coloque fechamento opaco (vulgo veneziana) nas janelas e/ou portas dos dormitórios. No RS amado isso já é lei #pontoprosgauchos !

(Percebam que eu nem falei da falta de privacidade que muito vidro irá resultar. Nada daquela corridinha do quarto até a cozinha com os peitos livres pra tomar um copo d’água depois de um XaXo gostoso.)

FECHAMENTO OPACO
Agora voltaremos com a programação normal.

Foi-se o tempo que persiana era aquela coisa de metal que amassava tudo e fazia um barulho que enlouquecia a gente. Hoje ela às vezes nem é de alumínio. Temos versões também de madeira, PVC e tecido. Sim, tem uma “persiana” de tecido.

Persianas Horizontais

PERSIANO HORIZONTAL
As de alumínio tem diferentes espessuras, como 16mm, 25mm, 35mm, 50 ou 70mm. Estas são as medidas mais padrão, pode ser que alguma marca tenha alguma diferencinha. As de 35mm da marca Hunter Douglas por exemplo, podem criar desenhos.

PERSIANA METAL

As de madeira seguem essas diretrizes de 35mm, 50mm e 63mm. Estas eu gosto do aconchego que trazem, porém elas podem entortar se forem expostas a muito calor… por isso gosto de trabalhar com peças não muito largas. As de PVC também ficam boas, e além de brancas alguns fabricantes tem algumas que imitam madeira.

PERSIANA MADEIRA

Notaram que na imagem da persiana de madeira foi usada uma fita decorativa? Fica super elegante, e também pode ser usada nas de metal.

Agora, sejamos francos, é um martírio limpar essas lâminas uma por uma. Tem uma “ferramenta” de limpeza que eu vi em alguns mercados, mas não testei pra ver se realmente faz “A” diferença.

LIMPA PERSIANA

Eu tenho comigo a eterna sensação de que persiana é um produto para ambiente comercial. Então eu até consigo conviver com ela em um escritório em casa, uma lavanderia, quiçá uma cozinha (lembra que é ruim de limpar?).

Nenhuma delas, por mais que o fabricante deseje e que o vendedor prometa, presta como blackout tá. Se te disserem isso pode gritar TRUCO! É uma cilada Bino.

Escurece um cadinho, mas não vai te garantir um sono de Duquesa de Cambridge.

Persianas Verticais

PERSIANA VERTICAL

Me recuso a falar de persiana vertical por motivos de: É UMA BOSTA! Cái, quebra, desencaixa, bate nas crianças, despenca no cachorro, maltrata o gato. Se é pra usar persiana vertical, prefiro colar papel alumínio no vidro.

Varanda coberta com papel alumínio

Daqui por diante, a coisa já meio que deixa de ser persiana e meio que começa a ser cortina, a prima geek, da cortina de tecido falando de uma forma mais informal.
A Silhouette da Hunter Douglas por exemplo, (ela tem outros nomes conforme fabricante) tem o formato de lâminas de tecido entre dois tecidos, permite controle de luz e de privacidade. Tem várias espessuras também, e apesar de ser um pouco chatinha pra limpar, o efeito da desgraçada é incrível:

Silhouette Detalhe

Silhouette

DAE temos varias primas mais RYKAS (multimilionárias pra falar a verdade), como a Pirouette , que faz uma volta tipo uma pirueta e também tem essa cara de riqueza.

PIROUETTE

Tem a Luminette, que é a versão dicumprido, verticalizada da Silhouette.

LUMINETTE

Já a Duette eu preciso explicar melhor… Lembrando que eu estou usando os produtos da Hunter Douglas por familiaridade, alguns estão disponíveis com outros fabricantes, com nomes diferentes, outros são exclusividades, mas é o material que eu represento e que eu tenho acesso. PLIM PLIM!

Então a Duette tem esse formato de “casinha de abelha” e se você já construiu ou comprou um imóvel com móóóóóinto vidro, ela tem algumas coleções de tecido que diminuem o calor em mais de 60% e o barulho em mais de 40%! Essa donzela não é exatamente barata, mas também não está nas nuvens. Por seu formato de casulo, ela também tem um blackout poderoso:

DUETTE DETALHE

E o efeito da bonita, é lindo:

DUETTE
Então pessoas, eu vou parar por aqui na metade das persianas metidas a besta e semana que vem – caso a CasaCor SP que eu visitarei dia 31/05 não renda uma postagem maravilhenta – continuamos com as Romanas, Rolô, Painel e os tecidos, pode ser?

Muito bem, já sabem, se vocês precisarem de algum serviço tipo combinar lençol com colcha, derrubar uma parede (no auto cad), uma receita de pão de batata doce, uma dica de viagem, pode falar comigo! Só não pede dinheiro que não tô conseguindo resolver essa ainda.

#bença!

assilelo

 

Página 27 de 29« Primeira2526272829