24
Jan 2016
Mi casa, su casa – Chevron, listras, pois, pied, vitrais e xadrez.
Mi Casa Su Casa

Olá amigas Fufus!

A vida já está quase nos eixos. E eu já estou conseguindo organizar minha agenda pra cuidar bem de vocês.

Eu já declarei aqui, quando falamos de paredes, o meu desamor por paredes brancas. Hoje eu gostaria de mostrar opções, não necessariamente na parede, mas principalmente na parede, de enriquecer a decoração do seu ninho. Então destitua-se de preconceitos e desejos de brancura e #vemkotio !

E hoje eu vou sim, fazer aquela super ligação entre a muóda e a decoração.

Chevron!

Chevron, nada mais é que “espinha de peixe” en français mes amies. Ele aparece aqui por primeiro porque eu resolvi que ia fazer em ordem alfabética. E porque é um dos meus queridinhos. Tanto que eu tenho esse papel de parede no meu ateliê:

chevron atelie

Geralmente o, também conhecido como herringbone, é em duas cores, mas eu você e todos que andam por aqui e que se ligam no mundo fashion, sabemos que a Missoni AMA e glorificou de pé essa estampa com mistura de várias cores:

missoni-decor5

O fato é que esse padrão apareceu aqui em terras tupinikins faz pouco tempo, por volta de 2010, mas… Eu preciso dizer que já em 2008 eu li uma matéria de um blog americano pedindo para os decoradores de lá pararem de usar esse padrão.

A verdade é que na moda em 2003 nosso querido John Galliano – a vera verão versão importada – já arrasou as passarelas com essa estampa.

chevron

Então eu que gosto entendo que tem que ser bem dosado. Porque cautela e caldo de galinha demais também fazem mal. Mas vejam que o efeito eleva qualquer ambiente:

320451-320452-stripes-only-500x666

E se você tem medo de parede decorada, também vale investir em pecas com esse desenho.

chevron-1

Tapetes estampados trazem movimento e interesse aos cômodos.

6b772b8ffa5de7b4f975cb9da31e9847

Viu que um detalhe assim dá uma animada?

Vamos seguir para…

Listras!

Tão amadas por aqui, especialmente as navy são prediletas da Madamoiselle Fufu, vulgo: Cony.

A Dior arrasa em qualquer estampa, mas esse listrado é algo tão simples e tão excitante que não pudo deixá-lo fora:

style.com_-579x8701

As listras tem um efeito ótico. Tanto em peças de vestuário quanto em decoração. Se a altura do cômodo for pouca, podemos causar ilusão de amplitude usando listras na vertical (de pé, porque ngm é obrigado a saber e eu sempre me atrapalho) e quando o ambiente é pequeno, listras horizontais (deitadinhas) dão a impressão de que estamos em um lugar mais profundo e, consequentemente, maior.

Ambientes com listras são clássicos, e um bom pintor pode fazer por uma pequena diferença no valor da pintura lisa.

cool-bedroom-ideas-headboard-wall-decor--stripes6

Listras simétricas (com a mesma largura) criam uma atmosfera mais séria e tradicional, listras de diferentes espessuras são mais modernas e divertidas.

decorac3a7c3a3o-quarto-de-bebc3aa-listras Decorating-With-Stripes-Barcoding2

Não necessariamente pintora, papel de parede trazem listras pra decoração. Painéis e até mesmo a paginação do piso também criam desenhos na decoração.

stylish-and-cozy-wooden-bathroom-designs-2

Agora vejamos detalhes de decoração com listras:

stripe-rug  teal-stripes-interior

images (2)

Pois!

Pronuncia-se: [poás] e significa bolinha! Mas tio, porque não chama logo de bolinha? Que viadagem! Então, eu queria o Chevron primeiro. É a licença poética do autor. #mingula

defile-dior-homme-pois-automne-hiver-2014-2015_4688462

Bolinhas na coleção dos homens da Dior. Se eles podem, a sua casa também quer!

Bolinhas chegaram recentemente ao Brazeeeeel e eu adoro! Mega jovens e divertidas trazem uma fantasia única para as paredes. Eu que nunca usei entorpecentes fico pirando e montando desenhos ao ligar os pontos.

Se você gosta das bolinhas mas não é essa pessoa super descolada, acredite, dê-se esse presente no seu home office, ou no closet. Não tem nenhum dos dois? Al-mo-fa-das!

decoracao-bolinhas-003 decoracao-bolinhas-riscas-preto-branco Decoração-Vintage-com-Estampas-de-Bolinhas-Poá-14

Incrível né? Um pouco vintage, mas super atual nas tendências. Vamos descer das paredes e ir pra decoração:

DECORACAO-FACA-VOCE-MESMA-CORTINA-QUARTO-INFANTIL-QUARTO-MENINA

Tá com um certo receio mas tá animada? DIY : Papel contact, tesoura e aquele cartão de crédito que já te levou à falência para esticar e evitar bolhas de ar.

moda_decoracao_adesivos_bolinha

tumblr_inline_ngs2xd17Ij1secpug

Tem uma versão ainda mais fácil, tinta de carimbo e uma batata.

download

Tá, serve pra várias formas, não só pras pois!

Pied!

Talvez a mais icônica das padronagens que estamos vendo aqui hoje o “Pied” significa “pegada” e existe duas versões famosas, a Pied-de-poule e a pied-de-coq. Agradeço aqui a Catherine pela imagem SUPER educativa:

pied-de-poule-coq

Sim! Pegada de galinha e pegada de galo. Já me vejo oferecendo no futuro pra alguém que eu seja obrigado a presentear um lençinho de pied-de-algum-deles, com um adorável cartão:

“Queriiiiiiiiiiiiiiiiiida/o, tão clássico, achei peculiar e escolhi pra você.”

Brincadeiras à parte eu não sei se eu tenho alguma fixação com o preto e branco, mas eu também me sinto atraído por esse padrão. E no design de interiores ele me transmite aconchego, riqueza e refinamento.

blog12 dcoracao.com_decoracao_2015_estampas13 lavabo-apartamento-Thoni-Litsz-01

Quem tem labirintite vai ter que usar viseira de cavalo pra andar pela sua casa, mas tem gente que merece.

Então se você é da raça fufu-menus-loucus, vejamos umas peças lindas com esse desenho:

pied-de-poule-03

Aí, vocês que estão me lendo ficam intrigados… será mesmo que esse biruta sabe dizer o que é moda? o que é bonito?

Pra vocês eu deixo uma imagem lacradora como resposta:

pied-de-poule-coco-chanel

Tá bom meu bem? Depois dessa eu vou pra próxima.

Vitrais!

Eu não sabia exatamente o nome deste desenho, e eu não concordo. MAS ninguém me nomeou o batizador de nome de estampas do mundo, então a gente aceita que dói menos. Pra mim são desenhos tradicionais de correntes. Na moda, a Celine usa muito, e um dos ícones deles são as bolsas que eu acho lindas.

bolsa

Eu aprendi na série “Jane by design” que uma bolsa deve indicar não quem você é, mas quem você será. Eu teria uma bolsa de camelô, porque se eu não acabar com esse meu vício pela Lush, eu vou entrar em falência pessoal.

Enfim, muito comum em papel de parede, pela dificuldade de se “pintar” uma trama tão complexa, também ganhou mercado têxtil e as tapeçarias.

Aesthetic-Home-Office-Traditional-design-ideas-for-Silver-And-Gold-Wallpaper-Decor-Ideas Contemporary-liing-room-wallpaper-decor-ideas decor-pattern-wallpaper

Eu sofro pra escolher entre esses viu. Gosto de todos e por mais complexos que eles parecam ser, eles permitem a exibição de quadros sobre eles, embelezam o mobiliário que o circundam… São coisas lindas de Deus!

 

Delightful-Bedroom-Transitional-design-ideas-for-Silver-Foil-Wallpaper-Image-Gallery Fair-Bathroom-Midcentury-design-ideas-for-Silver-Foil-Wallpaper-Image-Gallery Glitter-Wallpaper-Plaid-Flocking-Non-woven-Modern-Chinese-Style-Designer-Wall-Paper-for-Bedroom-Home-Decor

Pra decorar com esses motivos lindos, muitas almofadas, cobre leito, e tapetes. Além das louças que também começaram a se atrever nas estampas.

il_fullxfull.259307985 il_fullxfull.665276177_ra08

living-room-3 Living-Room-Rugs-Modern-Contemporary-Design-Ideas

Rá! Será que alguém sobreviveu até aqui? Então vamos falar do…

Xadrez!

Tradicionalíssima, se reinventando a cada coleção e sempre belíssima. Eu não tenho como discordar.

tartan24

Existe um submundo do xadrez, e eu não to falando dos campeonatos de jogo de tabuleiro.

c3

Na Escócia antiga, cada família tinha seu próprio desenho de tartâ e eles sabiam quão rico o outro era só dando uma espiada no saiote kilt alheio. É tipo a gente quando tá de jeans da Hering e vê uma etiqueta da Diesel.

image

O xadrez é mais complexo de se usar numa parede, mas não é impossível, quando falei dos quartos de mini humanos eu até exemplifiquei com um quartinho que tinha ele na parede.

10m-Roll-font-b-Wallpaper-b-font-British-Style-font-b-Wallpaper-b-font-font-b 5069ed9bfb04d60a6100088a._w.1500_s.fit_ dec-hode-tartan1-435 estilos-de-decoracao-xadrez6

Na decoração, toalhas, almofadas, jogos americanos são ótimos itens para inserir o xadrez com parcimônia em casa.

Aqui no Brasil associamos o xadrez as festas de são João, entretanto, vamos exibir até mesmo isso que é parte da nossa cultura tão rica e bonita.

Cansaram?

Eu vou ficando por aqui, e como vocês sabem estou sempre no Snapchap e no instagram reclamando de alguma coisa. A patroa também está sempre lá arrasando na beleza e nas dicas. Segue a gente: Futilish e Tiolelofoz são nossos usuário em ambas as redes.

assilelo

 

As fotos utilizadas nos posts são coletadas na internet, e só apareceram aqui porque eu gostei, então, parabéns pra você que fez. Respeito muito seu trabalho e os créditos são seus. Se te incomodar a divulgação aqui, mande um email e eu substituo. BêXos.

17
Jan 2016
Mi casa, Su casa – E fez-se a luz… Não, foi o LED!
Mi Casa Su Casa

Oi Fufu!

Não jogue essa sandália Jimmy Choo nimim!

rolo

Eu sumi, eu sei. Larga esse pau de macarrão mulher, tô aqui.

Apesar de eu trabalhar em criação, sou uma pessoa que precisa de rotina. Meus 11 alarmes diários não me deixam mentir. (Sim, eu tenho alarme para muitas coisas, e para me manter no compasso das coisas.) Então quando eu saí de férias, eu mergulhei numa vibe de:

Snapchat (cheio de reclamações)

Séries (cheias de construções)

e orgias (gastronômicas)

Então eu até tentei escrever, mas ficou ruim e chato. Acho que o tico e o teco estavam offline.

Mas o importante é que a vida é linda e vamos continuar saltitando por ela com muita alegria.

Então vamos aproveitar pra aprender mais nesse janeiro de terra puniniquins, verãozão e tudo mais.

A dica é: Pega um guarda sol bem baitola e #vemkotio!

guarda sol

Esta semana eu estava fazendo a especificação de luminárias e modelos de lâmpadas para uma maravilhosa-residência. E conforme a muóda, o momento econômico e os desejos dos proprietários tudo será LED.

E as pessoas acham que iluminação é algo fácil, e acabam simplificando e errando em um dos pontos que mais contribuem para o conforto e a beleza da decoração.

Eu não vou falar de distribuição de pontos nesse post, e eu sei que vocês querem muito esses temas de lumínica, mas calma lá que eu vou falar disso também… só não vai ser hoje.

Quando a gente (eu e você também) eramos crianças o mais comum era utilizar as lâmpadas incandescentes… que pra uma compreendimento simplificado é basicamente uma luz que provinha de um filamento pegando fogo:

incandescente

Essa luz já foi (em 2012) parcialmente proibida de ser comercializada no Brazeeeel, porque de seu consumo 5% virava luz e os outros 95% virava calor. Ou seja, um grande disperdício. A previsão é de que até o final de 2016 não se possa mais comercializar nenhuma lâmpada deste tipo.

Mas ela também tinha suas vantagens. o IRC ( índice de reprodução de cores ) é considerado de 100% neste modelo. Então as coisas se pareciam muito com o que elas realmente são sob a luz do sol.

A temperatura de cor ( medida em Kelvins ) varia entre 2700k e 3000k que é aquela luz amarelada como a chama de uma vela… Tô falando javanês?

Vamos aproveitar pra falar da temperatura de cor:

Esse tiozinho curioso, o Kelvin, resolveu estudar as luzes, e criou uma escala que vai do âmbar (laranja) até o super branco-azulado.

escala kelvin

Para consumidores humanos, ou seja, pra casas e comércios de pequeno e médio porte, encontramos “facilmente” as lâmpadas entre 2700k e 6500k.

Agora vamos falar da sensação.

sensacao

Sensação…. que estas luzes proprocionam!

Quando a luz é mais amarela, popularmente conhecida como luz “quente” ela traz uma áura mais aconchegante e até as pessoas ficam mais coradas e bonitas. Ficam especialmente boas em áreas sociais e de descanso.

Quando ela é mais azulada, comercialmente chamada de luz “fria” ela deixa os ambientes mais severos e as pessoas mais apagadinhas. Muito eficiente para ambientes de serviços e estudos.

Qual é melhor tio?

A morna, claro! haahhaha A morna é a luz próxima a 3500k e 4000K também batizada como “neutra”. É bem igual aquela tia que não entra nas brigas da familia e não pede dinheiro emprestado, mas também não empresta dinheiro pra ninguém.

Eu costumo fazer toda a base da iluminação em 4000K e em algum pontos, como abajoures, lustres e pendentes usar 2700k e em lavanderias, escritórios, e bibliotecas/salas de estudos, usar 6000k ou 6500k.

Achei uma foto que salvou essa explicação:

ambiente iluminado

Vejam como 6500k 4000K e 2700k fazem toda a diferença!

Na primeira, luz mais fria 6500k , já dá vontade de pegar uma seringa e começar a dar vacida no quadro, na mesinha, nas flores… é muito hospitalar!

A última, 2700k já é mais elegante, porém, dá uma carinha de antigo, mas as cores do quadro, vejam quanta definição! Porém, tem gente que acha que essa cor deixa as coisas meio depressivas, mórbidas e… sei lá. Eu não consigo defender essa teoria porque eu gosto muito da 2700k. Recentemente um cliente VETOU luz amarela em um projeto. Como eu sempre disse: Quem vai morar lá é você, os seus desejos é que tem que ser atendidos. Se não é técnico, se não vai matar nem é perigoso pra ninguém, eu faço ( e quem quer que seja que você contratou deveria fazer) do jeito que você sonhou.

Agora analisem, a imagem do meio, com a luz neutra, já é suficiente para ler um livro, mas também é aconchegante, literalmente: o melhor de dois mundos.

Estas informações estão todas contidas nos rótulos.

Primeiro temos que entender que o “W” dos Watts, são indicadores de consumo de energia. E como aprendemos lá no começo uma incandescente só transformava 5% do consumo em iluminação.

Enfim! Seguimos…

Uns 15 anos atrás, surgiu a “lâmpada econômica”… Que na verdade tem outro nome. Ela é uma lâmpada fluorescente compacta.

economica

Elas custam mais caro que as incandescentes, pois para funcionarem elas têm ali na bundinha (ui!) um reator.

Elas são muito mais eficientes. Por exemplo uma lâmpada Incandescente de 60W (gasta 60W mas produz 3W de luz) pode ser substituída por uma dessas de apenas 15W de consumo, e vai iluminar os mesmos 3W… ou seja, uma BAITA economia. Logo que essas pragas apareceram, só existiam em 6500K que, aprendemos logo acima, é a cor fria. Por isso que o povo (e a póva) brasileiro chamam a Fluorescente Compacta de Lâmpada Fria e associaram a luz-branca-depressiva Elsa-fugitiva com economia de dinheiro.

Elsa-Frozen

Aí, os comerciantes/fabricantes/marketeiros tiveram uma idéia ninja! Vamos colocar a equivalência de Incandescente para a Econômica na caixinha.

Tenho CER-TE-ZA que você já comprou uma dessas e pra isso olhou na caixa essa equivalência. Guarde essa informção no sutiã – pode ser no seu, no da esposa ou no da mãe – que eu já continuo nesse gancho.

Aí agora, nos nossos tempos modernos – qua ainda não se parecem em nada com os Jetson´s – chegou o LED.

led

Esse carinha, que a gente mal conhece, mas já considera pacas, QUASE não desperdiça energia. Uma lâmpada de 7W ilumina os mesmos 3W que ilumina a de 60W incandescente, ou a de 15W da fluorescente compacta.

E assim como da vez anterior, quando evoluímos do pokemon incandescente para a poke-bola-fluorescente-compacta, os fabricantes informam no rótulo a equivalência de Incandescentes em Watts para LED em Watts.

O que ninguém conta pra vocês, meros consumidores, é que o cálculo de iluminação não tem relação com os VáTIS, e sim com a luminância. Isso varia conforme o seu grau de bebedeira, assim como as tonalidas de piso, parede e teto.

Mas de um modo geral, a já idosa NBR-5413/92 diz que:

Isso quer dizer que para quantificar as luzes de cada ambiente, é necessário que se conheça o uso de cada um e que se pesquise – novamente no rótulo – não os WATTS, mas os LUX.

Essa tabela de luminância é por metro quadrado, tá? Ninguém é obrigado a saber tudo de todos os assuntos, então vamos fazer uma simulação:

Digamos que a sua sala de estar tem 4,30 x 4,40… multiplicamos um pelo outro e descobrimos a metragem quadrada: É 18,92m2. que vezes 100 vai dar = 1892 LUX

Pra iluminar decentemente essa área, será necessário 60W de LED, que podem ser distribuídos entre a luz plena, no teto, abajoures e etc… caso só queira ou só tenha um ponto no teto, o legal seria colocar um plafon com 4 lâmpadas de 15W.

Por utilizar a lâmpada “dentro” de uma luminária/lustre e etc, sempre calculamos um pouquinho a mais de luz… e porque com o tempo (e o pó) a lâmpada nem sempre vai estar em todo seu esplendor e exuberância. Essa é só a Globeleza (original) que pode.

valeria

Não vou por peitinho e popozão coberto de glitter aqui não. Por mais bonito que seja, uma mulher dessa não precisa.

Mas voltando pra luz, uns 25% a mais do que o cálculo, é o suficiente pra manter a iluminação eficiente.

Quando eu falei das coisas que aprendi em 2015, falei do cliente que queria tudo com rosca… as LED de “Bulbo” que é a lâmpada com o vidrinho redondinho em volta – normalmente são com o encaixe comum aqui em Terras tupinikins.

led bulbo

Agora quero falar desse “ferro” que tem entre a rosca e o vidro. Perceberam? Ele é um dissipador de calor. Porque a luz do LED não esquenta. Aquela coisa que a gente vivia com a dicróica, que você parava embaixo de uma lâmpada e virada um frango de padaria não acontece com o LED. Quem tem loja e já teve uma vitrine, sabe como as antigas queimavam e desbotavam tudo que era exposto. O LED não emite calor no “facho” de luz. Mas a bundinha dele esquenta. E quando a lâmpada não tem esse dissipador a vida útil de 50 mil horas de um LED – que é o que torna o LED mais barato que todas as outras, cái por terra. Então, na hora de comprar, foca no dissipador. Isso eu aprendi lá em Brasília, com o pessoal da loja de materiais de construção.

Aí você, me diz: Tio, mas eu acho as lâmpadas antigas TÃO mais lindas. Poisé Fufu, eu também. Mas algumas fábricas já perceberam essa demanda, e já começou a surgir “LED de filamento”

led filamento

Pelo que eu vi, não vai ser uma luz super possante, mas apenas de efeito, tanto que elas não tem dissipador. É mais pra fazer uma viadagem mesmo. Tentando ( não exatamente conseguindo ) ser assim:

luci incandescenza

Bueno!

Acho que hoje teve muita coisa, então, resumão:

1- Incandescente virou Fluorescente compacta

2- Fluorescente compacta tá virando LED

3- A cor da luz não influencia no consumo.

4- Os Watts não são a forma correta de escolher a lâmpada.

5- Eu voltay!

E como vocês estão? Conta pra mim aí nos comentários, não me abandonem.

Depois do final do ano, vamos começar os posts com um chá de hibiscos!

cha-de-hibisco2

Não esqueçam de procurar eu e patroa diva no Instagram e no Snap: Futilish e Tiolelofoz.

assilelo

As fotos utilizadas nos posts são coletadas na internet, e só apareceram aqui porque eu gostei, então, parabéns pra você que fez. Respeito muito seu trabalho e os créditos são seus. Se te incomodar a divulgação aqui, mande um email e eu substituo. BêXos.

27
Dec 2015
Mi casa, su casa – 3 coisas que aprendi em 2015
Mi Casa Su Casa

Oi Fufus!

Eu estava “struggling” (sofrendo?) com um tema pra hoje. Queria fazer um vídeo, a patroa até elogiou a ideia, mas a minha câmera perdeu-se no limbo da minha vida e eu não consegui resgatá-la do passado, ou seja: não sei onde ela está.

estudar

Era pra ser um papo descontraído, e falar de coisas que ao longo do ano foram acontecendo, usando perguntas que vocês deixaram nos comentários como pauta e assim por diante. Então vou fazer o possível para não parecer prolixo no texto, e falar de coisas que aprendi trabalhando este ano.

Acredito que não exista um profissional que não precise estudar mais sobre o assunto ao qual se dedica. Se alguém disser isso, levante da mesa e vá embora. Essa pessoa não vive a realidade humana. Ninguém sabe tudo, mesmo que seja um PhD um assunto – e esse provavelmente será o primeiro a dizer que ainda tem muito que aprender.

Então eu tenho muito orgulho em dizer que a minha profissão foi um grande presente do céu, porque pra mim é um prazer imenso poder ganhar dinheiro fazendo algo que me proporciona prazer e realização pessoal.

Este ano teve projeto em SP Capital, em Brasília, em Criciúma, em Floripa, em Belo Horizonte, teve no Goiás e em Foz obviamente, mas teve também em Joinville, no interior de São Paulo, no Paraguay e no Chile. Será que ano que vem consigo algo na Argentina? Eike sem fronteiras!

Mas vamos falar dos detalhes que vamos aprendendo com os desejos de cada um, mas que se tornaram recorrentes… então podemos dizer que é uma vertente?

cortina voando

Cortinas que voam.

É incrível como todo mundo quer – eu inclusive – ver a cortina esvoaçante. Acho que todas as pessoas que eu atendi na vida perguntam se a cortina “voa”. Acho que está ligado com a sensação de frescor e de liberdade. Já falamos de cortinas, mas aproveitando a deixa, além do voil mega sintético, algumas tramas como linho, crepe e sedas também dão esse efeito. Uma nova forma de usar a cortina é empregar um blackout que também seja decorativo, e o tecido leve atrás. Isso “barateia” a cortina e tbm deixa mais leve por ter menos “pano” amontoado na parede. Chega de cortina que parece uma vendedora de acarajé. That´s so 90´s.

soleira

Soleira x linha do piso.

Eu defendo que existe karma mas também existe uma herança de coisas que nos traumatizaram na primeira infância. Porque a linha do rejunte é um caso sério pra muita gente. Tenho um cliente que vai ter pesadelos se olhar pra essas soleiras e a linha do piso que não se encontra. O uso de soleiras facilita o tempo de instalação, diminui o número de recortes das peças e facilita o andamento da obra, pois podem se iniciar vários ambientes simultaneamente e a soleira faz o acabamento. Mas olhando pra essa foto eu entendo e apoio a decisão do casal de retirar o piso e recomeçar a instalação. Isso é algo que uma visita não vai perceber. Mas que o morador vai. Num outro caso, o cliente queria-porque-queria que o rejunte da parede e do piso coincidissem… Aí entra a treta do fabricante: revestimento de parede e de piso quase nunca tem a mesma medida. Por favor fábricas, facilitem! Então a nova dica de paginação de piso é: Soleira apenas quando muda de produto. #valeudotô

bases

Problema com a rosca ( UI! )

A princípio eu achei a fixação com a rosca do cliente meio estranha. Mas depois eu compreendi. A casa foi construída em duas fases, então já sabemos “o que não funciona”. Atualmente usamos muitos pontos de luz pra distribuir a luminosidade de um jeito acolhedor, elegante e moderno. Mas elas queimam. E não dá pra pagar uma visita de eletricista cada vez que queima uma lâmpada. a partir de então, tenho tomado esse cuidado, de manda junto com a especificação dos pontos, o tipo de rosca, permitindo que o próprio cliente possa trepá e se acabar na rosca  fazer a substituição da luz. Se você estiver comprando iluminação, foca na rosca!

foca

E eu não vou deixar o ano acabar, sem agradecer a todo mundo que lê. Que compartilha, que comenta… São emails, Snapchats, Instagram… são pequenas doses de carinho que fazem a gente sentir que está valendo a pena. Muito obrigado por me acolherem, e para Cony, é impossível agradecer o suficiente pelo convite. Mas mais que o convite, eu agradeço pelo carinho, pelos gestos tão carinhosos, pelo apoio e pelas mensagens que tantas vezes confortam a gente.

Que em 2016 a gente siga aprendendo e ensinado o tempo todo, todos com muita saúde e paz.

E goró da semana só pode ser um:

philipponnat

Meu Snapchat já deu uma reagida e eu já reclamei de um monte de coisas por lá. A patroa tá arrasando no Chile, e mostrando coisas que jamais saberíamos sem o conhecimento de um legítimo. Então, segue a gente: @futilish e @tiolelofoz estes mesmos usuários também servem pro Instagram =D

Beijo enorme pra todos que me acompanham.

assilelo

 

As fotos utilizadas nos posts são coletadas na internet, e só apareceram aqui porque eu gostei, então, parabéns pra você que fez. Respeito muito seu trabalho e os créditos são seus. Se te incomodar a divulgação aqui, mande um email e eu substituo. BêXos.

Página 27 de 38« Primeira2526272829Última »