ComportamentoRapidinhas
Cotidiano
28 maio 2018, 22 comentários

Traz Um Vinho Pra Mim???

Ahhhh como eu escuto esse pedido… Aliás, todo mundo que vai pro Chile né? Quando a gente viaja para lugares que tem bons vinhos, uma boa parte dos dólares fica com as bebidas. É impressionante como lá fora eles são beeeem mais baratos. Tem um vinho chileno que amo, o Marques de Casa y Concha, que no Chile custa uns 60 reais e aqui mais de 100 reais! E por aí vai… então na volta, a mala vem cheia de vinhos pra gente e um ou outro pra algum amigo.

Mas deixa contar uma coisa: eu ODEIO trazer vinhos. Seja pra mim, seja pros outros. É chato, pesa, tem que ter cuidado. Geralmente trago uns 3 no máximo e na mala de mão. Enrolo uma roupa e rezo pra não quebrar mas tenho amigos que LOTAM as malas grandes, as que despacham mesmo, de vinhos. Eu não ficaria tranquila mas muita gente se arrisca e até dá certo.

DAÊ que hoje, conferindo meus emails, vi esse release da Bagaggio:

“O vinho é uma das bebidas favoritas dos brasileiros. Viagens às vinícolas nacionais e no exterior crescem, impulsionadas por quem deseja apreciar rótulos, ampliar a cultura enófila, bem como, trazer bons vinhos para degustar ou presentear. Neste momento, surge a dúvida, como transportar as garrafas sem se preocupar? Para atender esse público, a Bagaggio está lançando uma mala para vinhos que pode acondicionar até oito garrafas.

Feita em policarbonato, a mala possui abertura central e cadeado TSA. Além de alça dupla para equilibrar o peso e rodinha com giro 360º. A parte interna foi produzida com espuma especial para o transporte de vinhos, além de cintas transversais para ajuste e segurança. A mala tem o valor de R$ 799,90 e está disponível na cor preta. Pode ser comprada no e-commerce da marca ou em uma das 140 lojas físicas espalhadas pelo Brasil.

Informações técnicas:

Altura – 48cm
Largura – 35cm
Profundidade – 22
Peso – 3.770kg”

Vamos por partes:

É uma mala de mão ou de despachar? De mão (ou de bordo) já que as medidas oficiais para passar naquele maldito gabarito das cias aéreas (quem não fica tenso hein? rs) são as seguintes:

 

Cabe 8 garrafas. Mas daí esquece levar qualquer outra coisa na mala de mão né. E detalhe, quantas garrafas pode trazer? 

Por exemplo, na Latam: “As bebidas alcoólicas podem ser transportadas como (bagagem de mão quando permitido pelas Autoridades locais ou despachadas) não excedendo 70% de álcool por garrafa e que não ultrapasse 5 litros por pessoa.” Considerando que uma garrafa de vinho tem 750 ml, 5 litros corresponde a 6 garrafas e meias. Vish… Não adianta encher a mala :-(. Nas outras linhas aéreas é bom dar uma pesquisada.

  • Confesso que fiquei feliz e fiquei triste com essa mala de vinhos. Achei fofa, num primeiro instante achei que era uma mala grande, dessas de despachar e que tinha mais uma “corrida” de garrafas abaixo dessas (nem sei se tem limite de garrafas despachadas) mas mesmo quando percebi que era mala pequena fiquei tentada… sério, acabariam os problemas para trazer vinho. Mas daí… só pode trazer 6 garrafas e como viajo mais de Latam, não daria. E se a Bagaggio me permite a intromissão, que tal lançar UM COMPARTIMENTO DE MALA, para proteger vinhos??? Aí sim hein!! Faz a mala grande, a de despachar mesmo, e vende a parte um protetor de vinhos tipo esse da mala pequena, só que grande para encaixar e usar quando bem entender. Aí sim, achei top. Se fizer, a ideia foi minha e tenho testemunhas hahaha.

 

LifestylePublieditorial
Mi Casa Su Casa
27 maio 2018, 12 comentários

Mi casa, su casa – Um ano no ninho.

Olá Fufús! Tudo bem por aí?

Nesse post eu quero muito agradecer, desde o convite da Cony, minha patroa maravilhosa, e o carinho e apoio de todo mundo que acompanha essas aventuras por aqui.

Já faz três anos que estamos juntos e, olhando para trás, eu jamais imaginaria onde eu me encontro hoje. Esta semana tivemos o prazer de comemorar um ano do escritório de Design de Interiores que vocês viram nascer aqui: http://www.futilish.com/2017/06/mi-casa-su-casa-casako-meuzamo-lelo-news/ 

Então, com a permissão de vocês, eu gostaria de jogar um pouco de confete no meu filhote, e contar novidade para vocês.

Nesta última quinta feira, minhas sócias lindas e eu…

Recebemos alguns dos nossos clientes para uma comemoração, e eu gostaria de estender para tantas e tantos Fufus que acreditaram no nosso trabalho e nos convidaram para aprimorar ou transformar seus lares e empresas. Então pega uma quatro taças, e #vemkotio aproveitar:

Procuramos um tema que fosse recorrente nos pedidos de projeto, e facilmente identificamos que a maioria dos brasileiros e brasileiras hoje em dia apreciam um vinho.

Então que começamos a procurar gente que pudesse nos ajudar com o tema. Como algumas de vocês sabem eu escrevo pra outros sites e em um deles eu tenho uma colega (agora amiga) especialista em vinhos. E ao perguntar se ela faria algo especial para gente ela topou no mesmo instante. Keli Bergamo, you´re just to good to be true!

A consultoria dela foi impecável. A partir do menu, que discutimos juntos, ela partiu resolver com a Vinoteca Oda e fizeram uma seleção de 4 vinhos, 02 brancos e 02 tintos para que tivéssemos a oportunidade de entender sobre as harmonizações e todos os nuances dessa bebida consagrada.

Não posso deixar de agradecer o carinho que recebemos da Vinoteca Oda que nos proveu os vinhos e material de apoio com instruções de como analisar vinhos.

Vou ser sincero, como sou um velho medicado e muito esporadicamente me libero para consumir bebidas alcoólicas, não poderia estar mais feliz por me permitir essa experiência.

Sob o direcionamento da especialista em vinhos, entendemos sobre os detalhes de produção do vinho, como analisar e realmente apreciar os sabores.

Sério, ela parecia uma bruxa falando: ” _ agora voltem pro vinho 01 e provem com a comidinha tal…  vocês perceberão notas de maracujá.”

E Fufu, ela nem tava comendo (pobre alma presa ao microfone) e ela sabia exatamente o gosto que seria pronunciado ao juntar o bacalhau com o vinho branco, ou o risoto vegetariano com tinto. Fiquei impressionado. Realmente se é do seu interesse o tema, vale a pena contratar alguém para te esclarecer os caminhos. A Keli mesmo é instrutora de vinhos e trabalha com a criação de confrarias, menus, adegas, curso para sommeliers e muito mais.

Claro que o gordinho vai compartilhar com vocês imagens fortíssimas:

Também aprendi duas coisas interessantíssimas! Agora existem espumantes ICE… pra gente preguiçosa assim como eu, é o seguinte: Você abre a garrafa, taca o gelo dentro da taça e serve!

Detalhe: Esse espumante é servido na taça do vinho branco, gordinha, não na flüte (compridinha tradicional de champagnhe) tá? O que oferecemos de welcome drink, foi a JP CHENET. Recomendo amplamente viu. E como historicamente, sempre temos um drink do dia:

 

Agora, antes de eu partir, vou deixar o link para a matéria inteira com muito mais fotos e uma novidade incrível, válida para todo o paraná: https://www.100fronteiras.com/nest-design-de-interiores/ 

Um recadinho também, para todos e todas Fufús da região, ou que estejam pensando em vir para cá. A Vinoteca Oda promove uma feira de vinhos, dias 30,31 de agosto e 01 de setembro. Dá tempo de se programar:

Do fundo do coração, muito obrigado para Cony, que me permite ter esse espaço, e a paciência e carinho de vocês. Eu sei que as vezes eu desapareço… mas eu volto sempre.

#Bença!

Lifestyle
Dicas de Viagem
28 dez 2016, 16 comentários

Dica da Viagem – Viña Undurraga no Chile!

Ontem foi meu último dia em Santiago (fui apenas passar o Natal com meus pais) e queria fazer um passeio diferente com os veinhos. Pensei e pensei e dei uma pesquisada quando vi uma vinícola super bem avaliada no Tripadvisor e que eu nunca tinha ido: a Undurraga!

Verifiquei os horários e dias que ela abre e estava tudo certo.

A Viña Undurraga abre de segunda a segunda, sendo os tours de segunda a sexta nos seguintes horários: 10:15, 12:00, 14:00 e 15:30. Aos sábados, domingos e feriados, os tours acontecem às 10:15, 12:00 e 15:30. Fica localizada em Talagante, uma cidade bem perto de Santiago. Fomos de carro, eu mesma dirigindo guiada pelo Waze, e demoramos uns 50 minutos saindo de Providência. No site diz que também pode ir de ônibus, pegando o metro da linha 1 (a vermelha) até a Estación Central, ir até o Terminal San Borja e de lá pegar um ônibus com destino a Talagante. É só pedir pro motorista parar na Viña Undurraga e pronto!

Quanto custa? $10.000 por pessoa (cerca de R$ 50), sendo a duração do tour básico de cerca de 1:30h com direito a degustação de 4 tipos de vinhos e visita ao museu mapuche (os índios chilenos)! Ah, a taça é de presente. Existe também a opção de fazer um picnic lá, os jardins são LINDOS! No pacote do picnic romântico (é para duas pessoas) está incluída uma garrafa de espumante e uma tábua de queijos. Fino hein?

Como contei, a beleza natural de lá impressiona. Os jardins são maravilhoso e muito bem cuidados.

A Viña Undurraga foi fundada em 1885 por Francisco Undurraga e é uma das mais antigas do Chile!

Amei essa foto!

Esse vinho é MARAVILHOSO! De todos os que provamos, foi meu preferido. E sabe quando custa? $ 3500! Cerca de R$ 18!!! É ou não para comprar um carregamento?

E dentro da vinícola, tem um museu do índio chileno, o Mapuche!

  • Já conheci várias vinícolas no Chile (Concha y Toro, Indómita, Santa Rita, Errazuriz, e achei a Undurraga a mais linda de todas! É bem mais inimista e menos comercial que as outras! Vale a pena anotar esse passeio para quando estiver no Chile hein!