05
Aug 2016
Fazendo Check In – Campos do Jordão
Editorial

Gente, temos novidade no Futilish! Já tem um tempinho que queria reativar os posts sobre viagens e indicações de hotéis por aqui mas a falta de tempo me fazia adiar isso… Tanto é que nem acabei de contar sobre minha viagem a Machu Picchu e nem fiz post sobre São Paulo para turistas famintos (só fui lá pra comer né rs).

Daí que conversando com uma amiga que é arquiteta, especialista em hotéis, perguntei se ela não toparia escrever para nós sobre lugares bacanas para ficar, afinal, uma das partes mais importantes de uma viagem é justamente a escolha de onde dormir! E ela topou! Hoje é a estreia dela aqui no blog e logo de cara com um lugar lindo e uma pousada ainda mais linda para ficar…

HOSPEDAGEM DE ESTILO NA SUÍÇA BRASILEIRA

Neste tempinho de inverno, ainda mais frio no alto da Serra da Mantiqueira, a 1.700 metros de altitude, Campos do Jordão é um daqueles destinos charmosos e atraentes para curtir o clima serrano. Com um visual lindo, a arquitetura do lugar completa a atmosfera que dá o título de “Suíça Brasileira” à cidade.

AA_FOTO1

Vista de Campos de Jordão

Com esta fama e glamour, a cidade paulista é um dos destinos mais procurados nesta época. Nos meses de Junho e Julho, na média de uma milhão de turistas aparecem por lá. A agitação está nos bares cobiçados e gente bonita espalhados pelas vilas da cidade.

Uma destas vilas é a Capivari. A famosíssima Baden Baden, que é um dos principais símbolos de Campos do Jordão, é também o bar mais famoso de Capivari. A cervejaria oferece visita guiada, onde o turista pode conhecer mais sobre os dez tipos de cervejas artesanais produzidos na cidade.

Mas são muitos outros os atrativos de turismo gastronômico, naturais e festivais culturais que a cidade oferece.

AA_FOTO2

Noite em Campos do Jordão

AA_FOTO3

Baden Baden cervejaria

AA_FOTO4

Vilas comerciais em Campos do Jordão

aa montagem

Chocolate quente Montanhês, imperdível!

Mas Campos de Jordão é um destino não só de luxo, mas principalmente, de muito estilo. Para desfrutar de um lugar com tanto estilo, há inúmeras opções de hotéis e pousadas charmosíssimos!!

Claro que este não é, definitivamente, um destino barato.

Para curtir experiências como essa, o melhor é apostar em custo-benefício. Ou seja, escolher uma hospedagem que valha a tarifa. Isso significa não pagar caro por um lugar “caidinho”. A coisa mais frustrante é chegar em um destino, esperando ter uma experiência incrível, e começar se frustrando já ali no check in do hotel. Mas isto também não quer dizer que a solução seja pagar por um luxo fora do orçamento.

Aí entra a história dos lugares e ambientes pensados (e cuidados!) para que as pessoas se sintam bem, tenham experiências que levarão consigo, a boa surpresa, o charme e tudo aquilo de bom que queremos sentir quando nos propomos a sair de casa.

Este inclusive, é o mote desta nossa coluna. Falar de lugares legais para ir, onde a arquitetura e o design são não só o diferencial, mas, principalmente, o agente convidativo. O ambiente, a atmosfera, a decoração – seja de uma hospedagem, bar, café, restaurante, loja, ou o que for – sempre tem impacto sobre nossa experiência.

E é sobre ter essa visão, fazer essas escolhas, que gostamos de observar, contar e dar dicas.

Em Campos do Jordão um destes lugares “achados” foi a Pousada Saha.

Primeiro, muito bem localizada. Suficientemente perto para se ir caminhando aos bares e restaurantes, mas também distante o bastante para garantir o silêncio e a tranquilidade nos quartos.

Mas a Saha me chamou a atenção por sua bela arquitetura, ao estilo provençal. Ao chegar tive a sensação de uma casa, tipo chalé, como se chegássemos na casa tradicional de uma família de amigos. Um jardim singelo, com lindas (e verdadeiras) lavandas.

AA_FOTO7

Pousada Saha Campos

Os serviços personalizados e diferenciados ajudaram a tornar a experiência bem gostosa. Coisas do tipo: piquenique no jardim, passeios de bicicleta pelas ruas de Campos e um concierge à disposição para indicar os melhores restaurantes e passeios na nossa Suíça Brasileira.

AA_FOTO8

Recepção e concierge da pousada, no estilo provençal

E claro, um café da manhã delicioso e muito bem colocado, com pães caseiros e bolos deliciosos, em uma sala ampla com pé direito duplo, bem iluminada ao lado de uma bay windon para o solário.

AA_FOTO9

Sala do Café o com solário

São 5 tipos de quartos: Suíte Saha, Chalé, Suíte, Apartamento Varanda, Apartamento Sacada.

AA_FOTO10

Suíte Saha

AA_FOTO11

Chalé

AA_FOTO12

Suíte Saha

AA_FOTO13

Apartamento Sacada

AA_FOTO14

Suíte Varanda

No quarto que fiquei havia uma varanda com um pequeno jardim, com um climinha bem gostoso para tomar um vinho no final da tarde, esperando o frio acabar de cair.

A pousada possui ainda uma sala de leitura no mezanino (enquanto se espera a sonequinha da tarde do marido) e uma sala de banho com SPA para entrar no clima da estadia.

AA_FOTO15

Sala de TV e jogos

AA_FOTO16

Sala íntima e leitura no mezanino

A pousada não é grande. Mas o bom gosto está em toda decoração e instalações novinhas. Falando de instalações, o maior diferencial para uma pousada deste porte está no sistema de aquecimento central que deixa o piso de granito do banheiro sempre aquecido, assim como o aquecimento dos toalheiros. Imagine aquele frio, com uma ducha maravilhosa, pisar em um chão beemmm quentinho e toalha também quente… dão um ânimo a mais para começar a curtir a noite gelada e muito charmosa de Campos do Jordão!

Pousadinha que vale à pena colocar na lista de opções e não deixar de curtir esse passeio!

Denise Aurora, arquiteta especialista em hotéis 

www.auroraarquitetura.com/arquiteturadehoteis

email@auroraarquitetura.com

  • Lugar delícia né gente??? Eu fui para Campos apenas uma vez e quero muito voltar!
  • E quem quiser, pode enviar sua dica de viagem como também dar dica de algum hotel bacana que tenha ficado mundo afora. O importante é ter fotos bacanas e informação suficiente sobre o lugar. Enviem para constanza@futilish.com e no assunto coloquem DICA DA LEITORA TRIP, pode ser um lugar, um hotel, uma pousada, ou tudo isso junto! 
28
Jul 2016
Fala Que Eu Te Escuto – Eurotrip da Mami!
Fala que eu te escuto!

Amo mails pedindo ajuda para as mamis! Acho que elas merecem toda a atenção e carinho DO MUNDO! Se eu pudesse, emperiquitava minha véia todos os dias, pena que moramos longe… Mas sempre que posso adoro maquiar e montar minha pequerrucha. Hoje o pedido de socorro é da Rebeca e diz assim:

¨Oi Conyyyy! 🙂

Desculpa a intimidade, te acompanho há anos mas esse é meu primeiro email pra você! Eu sei que você está cansada de ouvir elogios, mas preciso dizer que o seu blog é o ÚNICO que entro diariamente, e A-DO-RO. E olha que acompanho blogs de moda desde 2009~2010…

Imagino que você não tenha muito tempo para dedicar a cada email, então serei mais direta ao ponto: ano que vem, mais precisamente em Junho, farei uma viagem super especial com a minha mãe para a Europa! É a primeira vez dela no velho continente, e estamos super felizes e ansiosas! Já estive algumas vezes na Europa e queria ajudar minha velhinha nas escolhas das roupas e acessórios para levar. Você poderia me ajudar com algumas ideias sobre o que ela deve levar na mala para se sentir confortável, bonita e quentinha??

Minha mãezinha tem 66 anos, 1,65m de altura e pesa aproximadamente 72kg (um cadinho acima do peso). A questão do conforto é muito importante pois ela tem problemas nos pés e não pode usar saltos muito altos nem sapatos muito baixinhos, precisa mesmo ser tênis, anabelas mais baixas ou sapatos do estilo “comfort” ou “usaflex”, sabe como é? Além disso, sei que em Junho as temperaturas estão mais agradáveis, mas ela é bastante friorenta….

Toda e qualquer ideia que você puder dar será muito bem vinda. Não temos muita folga financeira então precisamos começar a comprar o que for necessário desde agora…

Desde já, muito obrigada por sua ajuda!!! Muito obrigada pelo seu trabalho! Beijos!¨

Menina, você está falando em manter sua mãe quentinha e que ela é friorenta mas acho que em Junho na Europa tá é bem quente viu? Bom, não sei para que país vocês vão, mas eu morri de calor no verão da Itália!  De qualquer maneira, vou considerar a sua informação de temperatura mais agradável então ok?

Dei uma pesquisa e vi alguns looks bem bacanas para deixar sua mami chic e confortável:

looksmami1

Camisão branco e jeans é um must em qualquer idade!!! Pode ser com jeans de modelagem reta ou jeans boyfriend para não apertar nada… Apenas tenha o cuidado de dar aquela viradinha na barra da calça para deixar o look mais moderninho. Nos pés, use o sapato que ela achar confortável desde que seja em tons neutros e de preferência com o solado da mesma cor do sapato. Falo isso porque visualmente é melhor e combina mais fácil. Não vamos ousar muito, afinal teremos um álbum de fotos lindo para recordar!

looksmami3

Olha como fica chic! E leve lenços para ela poder repetir o look e dar uma mudada apenas com um lenço ou cinto diferente. 

looksmami2

Branco e nude fica a coisa mais linda do mundo, já falei isso por aqui esses dias! Ela pode levar uma calça cigarrete branca (Zara tem, Renner também) e um tricô cor caramelo para por por cima da camisa branca ou de uma camiseta. Quer glamourizar? Lenços!

looksmami4

Um vestido soltinho é necessário, desses de malha mesmo e você vai achar na Forever 21 ou na Riachuelo. Vi vários nessas lojas! Bem confortável e se ela sentir frio pode por uma jaqueta jeans ou uma jaqueta cargo. Leva a sua e empresta pra ela!

looksmami5

Tênis minha amiga! Taca-lhe tênis na mami!!!! Pede para ela já ir amaciando ele aqui para não sofrer na viagem. Pode ser um desses da moda (titia Costanza Pascolato vive usando o Stan Smith dela!) que pode ser com uma uma palmilha com saltinho para resolver o problema de dor nos pés.

looksmami6

Look monocromático com manga 3/4 alonga um MONTE! E olha como fica chique!!! Calças de linho com blusas soltas e coloridas também fazem sucesso.

looksmami7

O exemplo da elegância na terceira idade. Anota: calça cigarrete de alfaiataria preta, moletom com pouco detalhes, casacos minimalistas e a ousadia pode ficar com uma jaqueta moderna!

looksmami8

 

  • Para os acessórios pense em óculos grande (repare nos usados nas fotos, principalmente nos de Costanza), bolsa grande e confortável, tipo shopping bag, lenços para mudar a cara dos looks e um brinco clássico. Os sapatos, como falei acima, pode ser os que são os mais confortáveis para ela mas cuide que sejam de cores neutras e sem detalhes! Ela vai ficar linda tenho certeza, quero ver fotos!!! Beijos pra você, pra mami, aproveitem MUITO essa viagem (esses momentos de mãe e filha são inesquecíveis) e espero que tenha gostado das dicas!
21
Oct 2015
Vem Pra BH!
Dicas de Viagem

Sim eu sou uma brachilena. Ou melhor uma chineirena, mistura de chilena com mineira. Mas a mistura é quase que desproporcional, já que tenho pão de queijo como uma das minhas comidas preferidas e amo sentar num boteco na cidade do “já que não tem mar, vamos pro bar“. Belo Horizonte é bom demais, sem querer parecer clichê mas já sendo. Imagina uma cidade com ares de interior, mas graaaaande. Uma cidade que tem as montanhas mais lindas, uma história rica e que fica pertinho de importantes pontos turísticos da história nacional, como Ouro Preto, por exemplo? O pessoal do Expedia.com.br me perguntou o que tem de bom por estes lados e com muito prazer vou falar da cidade que escolhi para morar.

O ar de Belo Horizonte, o clima agradável, as praças verdes e a culinária deliciosa… Ah, como não amar BH? Como não se emocionar com um Mineirão lotado num clássico entre Cruzeiro e Atlético? Como passar desapercebido na principal avenida da cidade, a Av. Afonso Pena, num domingo pela manhã? Ou como explicar tantas e tantas alternativas para jantar, tomar uma cerveja e jogar conversa fora por horas? BH é isso, uma cidade gostosa e que envolve a gente.

Mas vamos por partes. Quer vir pra BH e quer conhecer lugares legais? Vou dar 5 dicas TOP para vocês!

1 – Mercado Central: Lugar TEM QUE IR. É pitoresco, interessante, tem de TUDO e é super característico! Fica no centro de BH, cerca de 400 lojas e mais de 80 anos. Lá você vai encontrar artesanato, temperos, muita comida típica (alguns bares e restaurantes são bem famosos como por exemplo o restaurante Casa Cheia que realmente está sempre cheio e com fila na porta!) e até lojas de produtos religiosos. É um passeio completo e um belo resumo da cultura mineira.

Mercado Central de Belo Horizonte. Crédito: Renato Cobucci/Imprensa MG Data: 31-07-2012

resize_29b5341b4efa30e805cfe98932fa6b44 resize_3cbc93b2c657308e531d4048649ee43d

2 – Os botecos e restaurantes mineiros. Belo Horizonte é uma das capitais brasileiras que mais tem bares e restaurantes. Dizem que é pela falta de praia, então o mineiro vai para o bar tomar uma cerveja e conversar por horas a fio. Aliás, mineiro gosta de uma boa conversa viu! Os bairros que mais concentram os bares, botecos e restaurantes são a Savassi (um bairro comercial) e o Lourdes (um bairro de alto padrão). Tem de tudo, bar com mesa na rua onde a paquera rola solta com muita gente bonita (Tizé por exemplo e tudo o que está ao seu redor) como também restaurantes requintados e com excelente reputação (Taste Vin, Vecchio Sogno, Trindade e Alma Chef são apenas alguns exemplos). Mas se estiver procurando algo mais alternativo, o Edifício Maleta, um dos mais histórico da cidade, abriga ótimos bares e restaurantes, como por exemplo a disputada Cantina do Lucas. Recomendo!

resize_93afec4d5449cfea5ba3bdb9c3f89cb7 resize_130501_bbq-drinks.jpg.1000x390_q65_box-0,81,1050,491_crop_detail resize_2ff2ba0051687eef5ca0459cf942940c_XL

3 – Feira Hippie: aqui a mulherada fica louca. Esta feira, carinhosamente apelidada de Feira Hippie, é uma das maiores feiras de artesanato a céu aberto do Brasil. Tudo começou em 1969, quando um grupo de artesãos se reunia para vender seus produtos na Praça da Liberdade (aliás, essa praça também é visita obrigatória! Ela foi feita para abrigar o Palácio do Governo e um tempo depois recebeu obras arquitetonicas de Niemeyer, o edifício com seu nome e a Biblioteca Pública) mas a feira cresceu TANTO que em 91 passou a acontecer todo domingo na Av. Afonso Pena. É bom ir cedo pois compradores de vários lugares do Brasil vem aproveitar os preços e comprar muito calçado, cintos, roupas, brinquedos, bijouteria e ainda tem uma área destinada a alimentação. É um passeio completo e muito interessante. São mais de 2300 expositores! Sim, isso mesmo, 2.300 barraquinhas com o melhor do artesanato mineiro.

PraÁa da LIberdade. Local: Belo Horizonte Data: 09-03-05 Foto: L˙cia Sebe/Imprensa MG

resize_feira-hippie

4 – Inhotim: não está em BH, mas está bem perto, a uns 40 km numa cidade chamada Brumadinho, e se transformou no orgulho dos mineiros. Trata-se de um dos museus abertos mais lindos do mundo e com reconhecimento internacional! A exposição de arte contemporânea ao ar livre, em meio a um paisagismo perfeito e galerias que abrigam obras dos mais renomados artistas brasileiros se fundem em 145 hectares de um verde impecável e jardins que parecem estar em um pedaço do paraíso. São mais de 5 mil espécies delicadamente conservadas e cuidadas diariamente. As exposições são alternadas periodicamente, então sempre será uma novidade visitar Inhotim. Além do paisagismo e da arte, o Museu também conta com deliciosos restaurantes, eu gosto muito do Oiticica! Na volta de Inhotim para Belo Horizonte, dê uma paradinha no restaurante Topo do Mundo, admire as montanhas de Minas Gerais e o por do sol maravilhoso. Anotem essa dica hein!

resize_60b6a59d372d877991c2f3b5c4a7decd resize_a424b6a2d599a6fd0c74b727642ece44 resize_4e11993e88d76c503833b0d16b12cc25

5 – Mirante do Mangabeiras: Outro lugar que todo turista tem que ir para conhecer BH do alto. É o melhor ponto para um vista panorâmica da cidade, da Serra do Curral e também admirar um belo por do sol! Leve casaco, pois geralmente venta bastante e faz até um friozinho. Fica no alto da Av. Afonso Pena (sim, aquela que falei acima onde acontece a Feira Hippie) e você pode dar uma paradinha na Praça do Papa para uma foto e seguir para o Mirante, que fica aberto diariamente de 10h as 22h. Lindas fotos garantidas!

resize_af42c8128cb6d7d004be76be4c7fbb1a

6 – Pampulha: o bairro foi apadrinhado por Juscelino Kubitschek e ganhou o toque de mestre de Oscar Niemeyer na década de 40, quando foi idealizado para ser um dos bairros mais belos do Brasil. Não deixe de visitar as obras do mais famoso arquiteto brasileiro: a Igreja de São Francisco de Assis, a Casa do Baile e o Museu de Arte da Pampulha! A Pampulha também é famosa pela sua lagoa artificial, construída em 1940, e na sua orla podemos encontrar além das obras de Niemeyer, o mais importante estádio do estado, o Mineirão e o ginásio poliesportivo, o Mineirinho. Tá sentindo falta de comida e bares? Imagina, a orla é recheada deles! Inclusive um dos restaurantes de comida mineira mais procurado e aclamado pelos turistas, encontra-se na Pampulha, o Xapuri.

resize_11ef17cb7fdeb0cac4848b8a4e6c9d77 resize_3fb16522df4ae3e6aa50e8f9125af52f

Fotos: Reprodução

Disse que daria 5 dicas de BH, mas como sempre me excedi e acabei falando de 6, com micro dicas entre elas rsrs. Poderia citar muitos lugares mais, mas com esse roteiro você estará muito bem servido de Beagá! Explore essas regiões, carregue a câmera fotográfica, os pés para caminhar muito pela cidade desbravando cada esquina e claro, prepare o paladar para uma das melhores culinárias do mundo!

  • Está pensando em ficar mais que 3 dias em BH? Confira as dicas de roteiro do Expedia.com.br
Página 1 de 1412345Última »