Beleza
Novidades de Beleza
20 jun 2013, 109 comentários

Aparelho Ortodôntico, De Novo??

Deixa eu contar meu drama… Quando eu tinha uns 14 anos de idade meus dentes eram horríveis. O termo certo é dizer que tinha “apinhamento”, ou seja, os dentes encavalados, uma beleza. Fui num ortodontista da “moda” na época (onde todo mundo do meu colégio ia) porque o diferencial era que ele só colocava aparelho móvel e não extraía dentes. Eu achei o máximo afinal não ficaria “Tiririca” e poderia tirar o aparelho quando quisesse, mas foi o maior erro da minha vida. A técnica dele era abrir a arcada para dar espaço para os dentes que estavam apinhados se ajeitarem. Ok, eles tomaram rumo, mas fiquei absurdamente dentuça.

Depois de alguns anos, percebendo novo apinhamento e ainda por cima, dentuça, voltei a usar aparelho só que dessa vez fixo e extraí dois dentes. Como sou vaidosa desde que nasci, pedi aquele aparelho com “bráquetes” (é assim que chama né?) transparentes. Foi bom, mas como era novidade na época, alguns soltavam com facilidade. Usei por quase três anos e não finalizei o tratamento porque já estava cansada de usar aparelho e pedi pro ortodontista ¨arrancar¨ tudo. Só que um dente (um dos incisivos centrais) ficou meio tortinho e ainda estava um poquiiiinho dentuça, mas nada que me incomodasse muito. Fiquei feliz e tranquila até… o ano passado! Percebi que um dente inferior estava entortando e era devido a um siso que eu teimei em não tirar mas não teve muito jeito, tive que extrair. Pronto, agora já não tinha mais nada que pudesse atrapalhar e me animei a procurar um tratamento que alinhasse meus dentes de uma vez por toda.

Só que tem um detalhe super importante, sou terrivelmente vaidosa. Não estava afim de usar aparelho normal de novo e ficar com a boca cheia de metal até que fui apresentada ao Invisalign.

A proposta dele é bem interessante e tão, mas tão boa, que cheguei a desconfiar um pouco da sua eficácia. Trata-se de um aparelho ortodôntico completamente transparente e em forma de plaquinha (que eles chamam de alinhadores). Sabe aquelas placas para fazer clareamento em casa? Então, daquele jeito. O material é um plástico especial, bem firme.

Fui na Clínica do Dr. Julio Brant aqui em BH (eles tem um credenciamento especial para os profissionais capacitados a trabalhar com o Invisalign e o Dr. Julio é o único Platinum de MG, o mais top de todos) e fiquei FASCINADA com o aparelho.

Ele é completamente móvel. Então se você tiver uma festa, um evento, pode tirar. Não aparece NADAAAA! A Gisele Bundchen, Justin Bieber e várias pessoas que trabalham com a imagem usam e nem dá pra ver! A minha vaidade agradeceu um monte e eu respirei aliviada.

O preço desse tratamento é de acordo com os benefícios que ele proporciona, vale cada centavo investido. E claro, o preço também vai depender do grau de dificuldade do tratamento.

Essa é a simulação do meu tratamento! Achei o máximo que dá para ver como os dentes se movimentarão e como será o resultado final.

Eu achei que era uma plaquinha só (de cima e de baixo) mas não! São vários alinhadores fabricados nos Estados Unidos, mais precisamente na Califórnia. Demora um pouco para iniciar o tratamento; do tempo que moldei até receber a caixa com os aparelhos, foram uns dois meses. A caixa com todos os alinhadores fica na clínica e recebi um par de alinhadores para usar por uns 15 dias, depois vai trocando e cada placa faz os dentes movimentarem de acordo com a necessidade e finalidade desejada.

59ecd56ecd5011e29d8022000a1fa9ec_7

Vem esse monte de pacotinhos e em cada um tem uma dupla de alinhadores. A caixa vermelha guarda o aparelho velho, e a azul, o aparelho que está em uso!

Eu logo perguntei pro Dr. Júlio: Ah mas eu vou viajar e ficar um mês fora, não vou poder vir pegar o aparelho da vez! Como vou fazer? Fácil. Ele passou os alinhadores que serão necessários durante o tempo de ausência então não fiquei amarrada! Poderei levar o tratamento na viagem, mas atenção: tem que ter disciplina e usar direitinho viu? Só retirar para comer.

Bom, quando meu aparelho chegou fui lá no ortodontista receber as indicações de uso. É bem simples: só colocar e encaixar as placas e quando for comer, retirar. Ele me avisou que o único incomodo seria que poderia estragar minhas unhas, mas ó, nem estragou heim. Fiquei com medo de atrapalhar a fala, mas encaixa tão certinho (a maneira que as placas são feitas é super moderna, tudo robotizado, sem erro, não fica sobrando, não dá folga e nem pega na gengiva!) que só tive um pouco de desconforto ao falar nas primeiras horas, depois tudo ficou normal. Ah, salivei um pouco mais do que o normal também, mas depois passa.

Saí de lá já usando o Invisalign e maravilhada que não dava pra ver de jeito nenhum! Quando parava no sinal de trânsito ficava olhando no espelho, cantei para ver se estava tudo ok, coloquei e tirei algumas vezes e tudo lá, firme (bem firme) e forte. Algumas horas depois, senti uma coisa que me fez lembrar o tempo que eu usava aparelho fixo: sabe aquela dorzinha quando a gente “aperta” o aparelho? Pois é. Senti e fiquei aliviada, sinal que o material tem força suficiente para alinhar os dentes. A dor continuou por alguns dias, mas nada que me incomodasse muito, e como de costume, passou.

invisalign cony

As duas fotos de cima são os alinhadores. Tão vendo como parecem plaquinhas de clareamento? E na foto de baixo, eu e minha amiga, onde dá para ver meu dente tortinho (ele puxa o lábio, viram?) e já usando o aparelho. Cadê???? Não aparece!

Acredito que esse tratamento ortodôntico é perfeito para adultos que já passaram por todos os perrengues de usar aparelho e que ainda tem algum tipo de queixa com o alinhamento. É discreto, fácil de usar, pode tirar quando quiser e o melhor, simplesmente não dá para ver que está usando o Invisalign.

Tô adorando e prometo voltar para contar da evolução viu? Meu tratamento durará cerca de 8 meses, obviamente se eu for uma boa menina e usar o aparelho direitinho 😉