02
Nov 2014
Dica da Leitora Trip!!!
Dica da Leitora Trip

Pensei em colocar ao lado do título o lugar em questão mas daí quem não tivesse interesse em ir pra tal canto, nem acessaria… Como a vida começa beeeem além do nosso quintal, quero que todo mundo veja e se interesse pelos mais diferentes lugares do mundo. Hoje podemos não pensar em ir, mas amanhã, não se sabe…

Essa DDL Trip é para me desafiar. Todo mundo sabe do meu amor pela Irlanda e a Mel me disse que mostraria que a Escócia é muito mais legal que minha Irlandinha querida. Duvido, mas darei a chance de tentar me convencer.

Com vocês, Mel e a Escócia.

¨Escrever sobre a Escócia é como escrever sobre um amor à distância, daqueles que você vive intensamente, volta pra casa, mas quer sempre voltar para os braços dele. Conyta ama a Irlanda, estive lá e na Irlanda do Norte também, mas minha paixão é a Escócia!

Estive na Escócia duas vezes, na primeira conheci as Highlands e Edinburgh; na segunda, quase todo o Reino Unido, alugamos um carro em Bristol e fomos subindo até chegar a Glasgow (dirigir na mão da rainha é estranho demais, mas eu adorei).

Mas, por que diabos conhecer a Escócia?

Poderia passar o dia enumerando motivos, mas as imagens podem falar por mim. Além disso, eu adoro história, gosto de saber onde estou pisando e o que já aconteceu com aquele povo, naquela terra. Tenho fascínio por povos antigos e símbolos sagrados da Escócia, inclusive tenho um tatuado. Os escoceses são conhecidos pela bravura e as lutas por independência do passado e pela alegria e simpatia no presente, são bem diferente dos ingleses, eles sorriem mais, eles te cumprimentam na rua. Ouvi um escocês se gabando “nós somos os brasileiros da Europa”.

No meu primeiro roteiro o interesse era conhecer a região das Highlands e Edinburgh, outra hora falo da outra viagem.

Como chegar? Fácil: O aeroporto de Heathrow tem voos diretos pra Inverness (é o nome da capital das Highlands) voo bem curtinho, não lembro, mas é perto e barato. O nome “Inverness” significa algo como “foz do Rio Ness” (tem o rio e tem o lago). A cidade é linda, cheia de pubs incríveis e com um comércio bem simpático (aliás, nessas cidades menores a TOPSHOP é cheia de promoções). No centro da cidade tem um escritório de informações turísticas, de lá eles apontam onde você pega um ônibus para conhecer a paisagem mais linda que já vi na vida: Urquhart castle. É a ruína de um castelo medieval às margens do LAGO Ness, sim, aquele da Nessie (não, não vi Nessie). O que vocês podem ver na foto é que a grama é verde e coberta por flores brancas. Em Inverness fiquei em um hotel antigo (winston guest house), bom e barato, de frente para a vista mais bonita de Inverness.

Uma parte das Highlands que eu perdi, mas uma amiga descreveu com perfeição: “Seguindo a rota de montanhas, lagos e cascatas pelas Highlands, nos deparamos à beira da estrada com uma minúscula ilha, banhada pelo lago Duich. Nesta ilha, encontra-se o castelo que seja talvez o mais conhecido e fotografado da Escócia: Eilean Donan. Construído no século XIII o castelo serviu de cenário para o filme “Highlander” e também sai em algumas cenas do “Braveheart” entre outros. Depois de um agradável passeio e muitas, muitas, muitas fotos, seguimos para um dos lugares mais bucólicos que estive na minha vida, a Ilha de Skye.

De Inverness fomos para Edinburgh, também de ônibus, não lembro ao certo a distância, mas foi uma viagem ótima, não muito longa e bem confortável.

Edinburgh é a capital da Escócia, apesar de Glasgow ser a maior cidade e se achar por conta disso “Edimburgo é a Capital, mas somos nós os que temos o Capital!”. A cidade parece um conto de fadas! Ficamos no IBIS centro, IBIS sempre é uma boa opção. A maior atração é o imponente castelo de Edinburgh, visto de toda a cidade.

Achei muito legal pegar um ônibus qualquer na cidade e ir parar na beira do mar do norte. Pense no frioooooo, em pleno verão (repeti o casacão muitos dias).

O comércio é bacana, cheio das lojas legais de Londres, tem Debenhams, Harvey Nichols, TOPSHOP e muitas outras. O cashmere escocês é bem famoso, vale a pena pra quem curte.

A night ferve, tá? Cheio de pubs com bandinhas tocando, o lance mesmo é cair num deles e provar as melhores cervejas do mundo, sim, porque em matéria de cerveja, eles tem de tudo. Pra quem gosta, os bares especializados oferecem uma carta absurda de rótulos de whisky. Aviso às moças solteiras: Os escoceses são lindos! Eu viajei casada, mas não cega. E kilt, ahhhhhh, vocês vão voltar achando kilt algo másculo and sexy.

Rango: Eu viveria de shortbreads (um biscoito maravilhoso), fish and chips e cerveja tipo Ale pra sempre. Mas também tem Haggis (hehehe, recomendem pras inimigas, joguem no google pra saber o que é).

Nunca assistiu Highlander? Nunca ouviu falar em William Wallace? Coração Valente? Conhecer a Escócia é se apaixonar e querer voltar sempre. Garanto!

bjks, Mel¨

unnamed5 unnamed4 unnamed3 unnamed2 unnamed1 unnamed

  • Melzinha, meus olhos se encheram de alegria, curiosidade e ansiedade! Naquela minha viagem pra Europa senti muito não ter ido pra Escócia, e ao ler o seu relato, meu arrependimento ficou maior ainda! Ainda quero voltar (e voltarei, escreva isso) para aqueles cantos, aproveitar mais da Irlanda e sim, conhecer a Escócia. Acredito e confio em cada palavra sua, mas quero viver na pele para poder falar qual é minha preferida kkkk. Muito obrigada pela linda dica!