17
Feb 2016
Nas Alturas – Machu Picchu Parte I
Dicas de Viagem

Vou começar dando a real: nunca na vida tive vontade de conhecer o Peru ou mesmo Machu Picchu. Achava legal aquelas ruínas, misteriosas e tal, mas vontade de ir mesmo, nunca tive. Daí que o meu namorado viu uma super promoção para lá e perguntou se eu não topava ir. Eu, que não recuso viagem, topei. Fomos.

Saímos de BH para SP e de SP para Lima. Em Lima fizemos a conexão para Cusco e lá é onde tudo começa, o ponto de partida para quem quer conhecer Machu Picchu. E é longe viu… De SP para Lima são cerca de 4 horas e meia e de Lima para Cusco mais uma hora. Fora o tempo das conexões, passamos quase um dia inteiro viajando.

Deixa contar como foi a distribuição dos dias: saímos sexta a tarde de BH, chegamos em Cusco sábado de manhã. Dormimos uma noite em Cusco, uma noite em Aguas Calientes (no pé de Machu Picchu) e depois mais duas noites em Cusco. Foi a conta do carnaval mesmo. Ah, e fomos com muito medo de ser uma furada pois nessa época chove MUITO, inclusive soubemos de casos de gente que ficou ilhada em Machu Picchu ou do aeroporto de Cusco ficar fechado por dias. Faz frio nesses meses, por incrível que pareça, a noite a temperatura era cerca de 8 graus e durante o dia chegava a 18. Tive que refazer minha mala as pressas um dia antes, pois so fui checar o clima em cima da hora. Ainda bem que deu tempo!

Nosso roteiro, para facilitar o entendimentos dos posts, ficou assim:

Dia 1

  • Check in no hotel Best Western de manhã
  • Compra do ticket de Machu Picchu
  • Troca de dólares
  • Compra do Boleto Turísitico e do pacote dos passeios com agência
  • City tour
  • Jantar no Chicha

Dia 2

  • Passeio para Valle Sagrado saindo de Cusco as 8 da manhã
  • Pegar o trem em Ollantaytambo para Águas Calientes (trem às 19h de Ollanta)
  • Passar a noite em Águas Calientes no Hotel Waman

Dia 3

  • Subir Machu Picchu as 5:30 da manhã
  • Pegar o trem de volta para Cusco às 16:22
  • Check In no hotel Quintas de San Blas

Dia 4

  • Passeio para Maras Moray
  • Passear em Cusco

Dia 5

  • Volta para o Brasil

Vamos para a chegada em Cusco: escolhemos o hotel Best Western pois tinha um preço ótimo e parecia bem localizado mas… a localização era mais que perfeita! Pertinho da Plaza de Armas (a praça principal de Cusco) e em frente está a agencia que vende os ingress para Machu Picchu e também várias agências de turismo que vendem os passeios mais tradicionais. Na rua muita gente oferece os passeios (Valle Sagrado, Maras Morais, Chinchinero) mas o bom mesmo é ir de agencia, mais seguro e mais garantido. Não recomendo comprar passeios na rua. E eles vão insistir hein!

resize_IMG_0166 resize_IMG_0167

Plaza de Armas, Cusco

Voltemos ao hotel novamente. Além da localização MARA, no hall do hotel tinha sempre uma garrafa de água quente e folhinhas de coca para os hóspedes. Cusco fica a cerca de 3400 metros de altitude e é comum o mal de altura, ou como eles chamam, o Soroche. Logo que fizemos o check in nos aconselharam a tomar um chazinho. Também aconselharam a não comer nada pesado no primeiro dia e pegar leve nas atividades.

421988_161_z

hotel-best-western-los-andes-de-am-a-rica-lobby-casona-colonial-4.jpg.950x537_default

(Foto: Reprodução. Esqueci de tirar foto do hotel. Os quartos são grandes e o chuveiro ótimooo!)

resize_IMG_0247

Chá de coca

Para ir para Machu Picchu já tinhamos comprado a passagem de trem para Aguas Calientes pela internet (falarei sobre isso mais pra frente) e bookado uma noite de hotel lá, mas ainda não tinhamos o ticket. Pelo site oficial dá para ver quantos tickets tem disponível, já que eles liberam 2500 visitantes por dia. Como estava ok, deixamos para comprar lá em Cusco mesmo e foi bem simples e rápido. O valor é de 128 soles (uns 40 dólares) e você tem que informar o dia exato que vai. Nesse momento você escolhe se vai apenas para Machu Picchu ou se também vai enfrentar Wayna Picchu, uma montanha que fica em frente a Machu mas que só sobem 400 pessoas por dia e em dois grupos de 200, com horário agendado. A subida é super íngreme, coisa de 90 graus, muitos degraus e muito fôlego. Como exigia um pouco de experiência e soube que tem muitos acidentes (não tem muita segurança e os degraus, de cerca de 8 centímetros, forçam a descida de ladinho), preferimos comprar só Machu Picchu mesmo.

Bom, comprado o ticket da nossa atração especial, passamos em uma agência em frente ao hotel, a Amadeus para saber dos valores dos passeios. Tínhamos interesse no City Tour, Valle Sagrado, Maras Moray e Chichinero. Comprando todos esses tinha um desconto bacana e optamos ir em grupo que é mais econômico porque né, isso de fazer as coisas em dólar não tá fácil não.

Os passeios ficaram por 120 soles (todos eles) e o preço das outras agências estava bem parecido. Optamos pela Amadeus pois o atendimento foi bom e numa parada do Valle Sagrado, o almoco estava incluído num restaurant que, pelas fotos, parecia bem bom. Tambem falarei sobre isso mais adiante.

Bom, momento de trocar dim dim. Existem varias casas de câmbio por la, mas fomos numa que parecia melhorzinha, na Av. Del Sol, uma das principais de Cusco. O valor de 1 dólar estava 3,48 soles. Sim, o sol peruano vale mais que o Real. Aconselho a trocar os dolares em Cusco pois nas cidades ao redor e quanto mais perto de Machu Picchu, menos eles pagam.

Na mesma Avenida, na Municipalidad de Cusco (Prefeitura) compramos o Boleto Turístico. Não é barato (custa 130 soles) mas com ele você pode entrar em várias atrações e sítios arqueológico, inclusive algumas que o City Tour inclui. Achei bom comprar esse boleto pois você não precisa ficar comprando os ingressos separados em cada canto que for, com ele dá pra fazer muita coisa. Esse boleto dura por 10 dias.

btci

Boleto Turístico. Guarde com carinho, você vai precisar dele várias vezes durante a viagem.

Na hora do almoco fomos tomar uma sopinha, bem leve, já que estavamos sentindo um pouco de falta de ar rsrs. Sim, o ar lá é pesado, tem que puxar muito pra entrar oxigênio. Vendem uns comprimidinhos que se chamam Sorojchi Pills. Custam cerca de 20 dólares mas achei desnecessário comprar já que é um analgésico comum e a fórmula contém cafeína, ácido acetilsalicílico e salófeno. Achamos que o chá de coca deu bem conta do recado. Você pode mascar a folha também ou chupar balinha de coca, mas esta última acho que é mais psicológico do que faz efeito de verdade.

resize_IMG_0278

Almoço super leve no primeiro dia! Sopinha de frango 🙂

Logo depois do almoço, encontramos o grupo do City Tour na Catedral da Plaza de Armas e ficamos a tarde toda passeando nos lugares turisticos de Cusco. O city tour durou cerca de 4 horas, começou na CatedralQorikancha (o Templo do Sol), Sacsayhuaman (ou como eles chamam, brincando claro, Sexy Woman), Q’enqo, Tambomachay e Pukapukara.

resize_IMG_0286

Catedral de Cusco

resize_IMG_0292 resize_IMG_0297

resize_IMG_0296

Templo do Sol (Qorikancha) e onde ouvimos falar pela primeira vez na Pacha Mama, que é a deidade MÁXIMA dos Andes peruano. Eles veneravam a mãe terra e assim a chamavam!

resize_IMG_0298 resize_IMG_0304

Templo do Sol

resize_IMG_0312

resize_IMG_0306

Templo do Sol

resize_IMG_0323

Tambomachay, a 3800 metros de altitude! O ônibus deixa a gente num ponto e temos que subir mais um pouco a pé. Quase MORRI rs. Esse templo era dedicado às águas e dizem que beber água desse templo dá juventude e fertilidade. Antes o povo ficava doido bebendo água, daí cercaram o local. Agora só pode olhar rs.

resize_IMG_0342

Sacsayhuaman, MEGA interessante e misterioso! Foi o maior templo Inca de Cusco e também capital do Império. Os muros foram feitos de pedras ENORMES, perfeitamente ENCAIXADAS uma nas outras. Aham, apenas encaixadas, não usavam nada para ¨colar¨ as pedras! E o encaixe é perfeito. Chega a ser assustador e incompreensível entender como conseguiram carregar pedras tão enormes e fazer esses muros apenas no encaixe delas. 

resize_IMG_0326

resize_IMG_0330

Cusco vista do alto. Mais alto ainda rs. Ah, o guia foi em espanhol mas demos sorte que ele falava devagar e dava para entender bem. Ou seja, eu entendia bem porque sei espanhol né mas o meu namorado entendeu bem também.

À noite, fomos jantar no restaurante mais indicado da cidade, o Chicha, do famoso chef peruano Gaston Acurio. Fizemos a reserva antes de partir pro City Tour e quando chegamos estava tudo ok. Acho bom reservar pois o restaurant LOTA. A comida é realmente muito boa. Pedimos um ceviche de entrada (pedimos com pouca pimenta mas parece que o pouca pimenta deles é a muita pimenta nossa rs), o Rafa pediu um cordeiro e eu um prato típico peruano e que me apaixonei, lomo saltado.

resize_IMG_0724 resize_IMG_0721 resize_IMG_0725 resize_IMG_0729

O lomo saltado é um picadinho de carne de boi, com cebola roxa, pimentão, batatas, arroz e ovo frito. DELÍCIA! O jantar não ficou muito caro, coisa de 200 soles (uns 24o reais) sendo uma entrada, dois pratos principais e dois pisco sour.

Tomamos uns pisco sour e voltamos pro hotel. Para ser o primeiro dia a 3400 metros de altitude, tinhamos exagerado.

Ah, para os passeios em geral, aconselho levar na bolsa gel higienizador de mãos, papel higiênico, bateria extra pro celular, balas (ou folhas) de coca, capa de chuva, barrinha de cereal ou alguma fruta no caso de sentir fome, água e blusa de frio. Troque dinheiro assim que chegar em Cusco e evite tentar trocar no caminho ou comprar em dólares já que a cotação fica bem desfavorável!

resize_IMG_0253

Menininha na porta da catedral fazendo graça com uma lhama bebê. A cada foto, uma ¨propinita¨. Ai de você se não der gorjeta ou se der pouco… elas reclamam muito rs. Com dois soles por foto elas ficam tranquilas, então tenha sempre troco!

  • Assim foi nosso primeiro dia. No segundo dia fizemos Valle Sagrado e pegamos o trem para Águas Calientes. Assunto para o próximo post!
18
Aug 2014
Essenciais de Viagem
Cotidiano, Dicas de Viagem

Toda, mas TODA vez que vou viajar faço uma lista com as coisas que não posso esquecer. Quase sempre a lista é a mesma, porém sempre me esqueço de algo. Deixo tudo salvo no celular e esses dias, organizando minhas notes, resolvi dar uma olhada em todas e fazer uma só, definitiva, para ser sempre consultada antes de arrumar a mala e rumar para longe.

Claro que alguns itens não precisam ir sempre, tudo vai depender do tempo e do tipo da viagem, mas aí é só ignorar o que não se aplica. Pra ficar ainda melhor pra mim, pensei em montar este post para eu não esquecer de nada e de quebra poder ajudar mais gente que passa pelo mesmo perrengue toda vez que vai viajar. Obviamente me aproveito da situação para ficar de olho nos comentários e ver o que mais pode ser sugerido ou então substituído. Afinal, todos temos nossos…

post essenciais viagem

 

Para ficar limpinha e cheirosa:

  • Perfume – Geralmente levo um frasco e um daqueles tubinhos na bolsa. Se a viagem for curta, só um tubinho com meu perfume preferido
  • Creme hidratante para o corpo – Para viagem curta, levo meu creme preferido em um potinho (desses que vendem em farmácias). Nunca confio em usar o do hotel, sou chata pra isso. Se a viagem for longa, ou levo o meu em tamanho normal mesmo ou compro no destino.
  • Desodorante – Sempre o meu em tamanho normal
  • Escova de dente e pasta de dente – Sei que parece óbvio mas é a coisa que mais esqueço de levar! Pasta de dente então… cansei de filar a das amigas ou então ter que sair às pressas procurando para comprar. A gente sempre deixa a escova por último pois vai usar antes de sair e tal e acaba esquecendo… Acho válido deixar uma necessaire sempre pronta com esses itens.
  • Creme ou máscara hidratante para cabelo – Como não confio em shampoo do hotel, levo minha máscara para finalizar. Viagem longa, compro shampoo fora.
  • Silicone ou reparador de ponta para os cabelos.
  • Shampoo a seco – Um pequeno, mas esse levo mais quando a viagem é curta, vou de cabelo recém escovado e quero aproveitar a juba organizada por mais tempo.
  • Pente e escova. Escova não uso muito, mas o meu pente de madeira tem que ir sempre comigo. Listei a escova, pois se vou ficar muito tempo fora, às vezes ela faz falta para dar uma modelada nas pontas…
  • Elástico, grampos e prendedor de cabelo.
  • Secador / Chapinha / Modelador de cabelos – poucas vezes levo secador, pra falar a verdade não me lembro quando foi a última vez. Se não for ficar em hotel, aí levo. Caso contrário, confio que o do hotel vai me satisfazer apesar de quase sempre ter algum probleminha (muito fraco, ou não esquenta, ou dá mau contato…) Chapinha, já levei muito, tenho uma mini para ajeitar a franja que é maravilhosa mas ultimamente tô viciada no Miracurl mesmo…
  • Protetor solar facial. E se for pra praia, compro o de corpo por lá.
  • Iluminador pro corpo, se for viagem de férias e de verão.
  • Cremes pro rosto, os de uso diários mesmo.

 

Maquiagem

Vão me achar louca mas considerem que sempre vou em eventos e nem sempre tem maquiador disponível. Daí levo tudo para me garantir. Vocês podem ficar com o que tem costume mesmo. Na ordem:

  • Primer rosto e olhos
  • Base (uma super power ultra cobertura e uma leve que pode ser um BB Cream)
  • Sombras (monto uma paleta básica de 4 cores, incluindo uma clara, 2 marrons e uma preta. Sempre que levo colorida não uso)
  • Delineador
  • Corretivo
  • Produto pra preencher a sobrancelha
  • Curvex (e no meu caso a colher)
  • Cola de cílios postiços e um par de cílios
  • Máscara de cílios
  • Iluminador
  • Blush
  • Blush de contorno ou bronzer
  • Lápis de olho
  • Batom (um nude, um rosa ou cor de boca e um vermelho)
  • Pó para finalizar

Acho que não esqueci de nada…

Lingerie

Ninguém esquece de calcinha e sutiã, mas vai além disso…

  • Calcinhas – Confortáveis, uma que não marque e uma maiorzinha se você for pega naqueles dias. E uma bem bonitinha, vai que… (se for viagem romântica, capriche nos conjuntinhos lindos)
  • Sutiã  – Os do dia a dia, um bonitinho (pra fazer par com a calcinha), um tomara que caia e se for o caso, adesivo pro peitchos para usar com blusinhas que não dá pra usar sutiã.
  • Meias – Eu pelo menos, sempre esqueço. Não vale se não estiver levando botas ou tênis.
  • Modelador, se for usar uma roupa justa.

 

Eletrônicos

Esses são adaptáveis ao tipo de viagem.

  • Celular com bateria cheia e seu carregador
  • Bateria extra carregada (e seu cabo)
  • Câmera fotográfica carregada (e seu cabo. Checar se o cartão de memória está nela)
  • Fone de ouvido
  • Laptop e seu carregador. Aqui você pode incluir seus acessórios necessários, no meu caso é um HD Externo e um adaptador de cartão de memória.

 

Outros

Outros necessários e sem categoria definida

  • Ferro de passar roupa – Principalmente se a viagem for longa e o destino não for um hotel. E outra, nem todos os hotéis fornecem ferro para passar e cobram uma fortuna para fazer o serviço. Eu tenho um de viagem que é maravilhoso, mas pesa um pouco e confesso que nem sempre levo.
  • Adaptador de tomadas – Depois de muito sofrer com as tomadas diferentes mundo afora e celular sem bateria, comprei um adaptador super power que serve até pra tomada na lua!
  • Cadeado e chave extra – Além do que levo na mala, previamente checado e em bom estado, levo um a mais caso volte com um volume extra ou tenha que despachar algo de última hora que não estava nos planos.
  • Uma sacolona ou bolsa que não ocupe espaço no compartimento exterior da mala. Também pensando em pesos, excessos e bagagens que não fecham na hora de voltar.
  • Tesourinha – Para cortar etiquetas, cílios, fiapos, o que for. Já estraguei muita roupa puxando a etiqueta.
  • Band Aid ou Micropore
  • Pinça
  • Alfinetes – Daqueles minúsculos, no caso de um botão arrebentar, fazer uma barra falsa, coisas assim.
  • Óculos de sol – Geralmente levo dois, um na mala de mão e um na bolsa.
  • Bijoux (ou jóias), sempre levo na mala de mão. Pode incluir o relógio, caso use.
  • Cintos – Sempre esqueço da existência deles.
  • Remédios ou seus suplementos do dia a dia – Geralmente quando a gente viaja esquece de usar isso tudo né? Eu comprei uma caixinha daquelas que separa as doses diárias, é muito boa. Se falta espaço, preencho outra caixa.

 

Na mala de mão e na bolsa…

Mais coisinhas, algumas já citei acima mas já que estamos organizando tudo, não custa arrumar de uma vez:

  • Fones de ouvido (bolsa)
  • Celular e carregador (bolsa)
  • Bateria extra do celular (mala de mão)
  • Laptop e seus acessórios (mala de mão)
  • Uma meia quentinha (mala de mão, no caso de viagem de avião de longa distância)
  • Chiclete, Halls e barrinha de cereal (bolsa)
  • Óculos (bolsa)
  • Água termal, colírio, descongestionante nasal (bolsa, e se você usar né?)
  • Creme de mão (bolsa)
  • Lencinho de papel (bolsa)
  • Uma calcinha (mala de mão, sempre é bom prevenir)
  • Caneta (bolsa)
  • Bloquinho de anotações (bolsa. Sou a moda antiga, ainda gosto de anotar em papel)
  • Necessaire com make básica (corretivo, pó, blush, batom, lápis de olho. Dependendo do tamanho da sua necessaire, vai na bolsa ou na mala de mão)
  • E claro, documentos (RG, CNH, Passaporte, cód localizador ou passagem impressa, cartões etc)!

 

Muita coisa né? E ainda tem as roupas e sapatos… Não é nada nada fácil….

  • Me conta! Esqueci de algo? Tem alguma sugestão boa que deveríamos levar em todas as viagens???
18
Feb 2014
Londres, Dia 2
Dicas de Viagem, FHIts

Segundo dia de Semana de Moda Londrina! Estava frio mas não tá taaaaanto assim.  Gente, como é difícil sair das cores escuras e neutras no inverno viu? Eu sempre falo que é para usar uma cor e tal, mas na hora de comprar um casaco de inverno TODO MUNDO vai no preto. Acho que se a gente tivesse mais inverno nas nossas vidas, teríamos mais incentivo para comprar casaco verde, azul, vermelho, laranja ou sabe-se lá que cor, mas sempre pensamos que o preto será muito mais útil. E é mesmo… Que coisa!

POST LFW 2014 1st day (26 sur 278)

A maioria dos meus casacos de invernos foram comprados no Chile e nem me lembro em qual loja consumi esse. A calça é Zara, blusa térmica e boné Uniqlo e bota Miezko!

POST LFW 2014 1st day (33 sur 278)

A bolsa é Coach, aquela que comprei em Aruba. É muito amor e companheira demais…

POST LFW 2014 1st day (36 sur 278)

Os acessórios são da Um Meia Dois, sempre né? Adoro as coisas da Carol.

POST LFW 2014 1st day (38 sur 278)

Detalhe da bota da Miezko! Lembram que eu estava doida atrás de uma, com o cano viradinho e cobrindo parte do salto? Olha que linda e diferente essa, tenho certeza que vou usar muito no inverno! (Fotos Stephon Joseph / Garmendia Press)

 Ah, algumas pessoas me perguntaram onde estou hospedada aqui em Londres e chegou o momento de mostrar a casinha da vez!

A Essence London que está com a gente nesta viagem organizando tudo, nos indicou o The Apartments by The Sloane Club . São apartamentos muito bacanas localizados numa linda rua no Chelsea! Tem TUDO perto, um metrô aqui do lado (do lado mesmo, a estação Sloane Square da linha verde), em 10 minutos a pé você chega na Harrods, tem Zara do outro lado, aliás duas, a loja conceito e uma normal, vários cafés, restaurantes, lojas…

Os apartamentos são mega bem equipados. O nosso (estou dividindo com a Lala e a Helena) tem dois quartos, dois banheiros, uma sala enorme e uma cozinha muuuuuito boa e bem equipada. Dá para morar aqui sem problema nenhum kkkk. Para casais ou famílias que vem passar as férias em Londres, é uma excelente alternativa. Bem melhor que pagar hotel, porém com os serviços de um e se sentido em casa! Tem concierge 24 horas e serviço de quarto todos os dias, menos aos finais de semana. Nosso aparamento acomoda 4 pessoas, mas tem opções para 2 e até 5 pessoas. São vários prédios super londrinos (amo chegar em ¨casa¨ e me achar morando no Chelsea rs) na rua mais linda ever. Querem ver como é? Se preparem que é tão lindo que fiz um MONTE de fotos!

foto 1

Olha nossa rua gente! É a coisa MAIS LINDA do mundo! É o que a gente pensa de Londres sabe? Não é como aqueles lugares sem características locais, aqui você sente e vive  Londres MESMO!

foto 3

Vem comigo conhecer nosso apartamento!

apto

São prédios de 3 andares com elevador, mas entre os andares tem essas salinhas tão lindas que dá vontade de subir pela escada mesmo rs.

foto 5

Estamos chegando… é o apto 98!

foto 3-2

Welcome! A decoração é LINDA! Tô mega empolgada, mas é que é muito bacana mesmo. Ah, tem internet free viu?

foto 1-2

Subindo para a cozinha.

foto 2-3foto 3-3

A cozinha é bem grande, tanto que não coube tudo numa foto. Mega iluminada e bem completa. Tem talheres, louça, frigobar, fogão, máquina de lavar pratos e até lavadora e secadora de roupas! Tudo dentro desses armários aí.

foto 4-2

Um dos quartos, MARAVILHOOOOOSO!

foto 1-3

Muito amor por essa penteadeira

foto 2-2

e o banheiro! Esse é o grande, o outro é lavabo.

foto 4-3

A rua e os prédios lindos. Deu vontade né? Eu queria morar aqui 

  • Então quando vier a Londres e quiser um lugar charmoso e aconchegante para ficar, além de muito bem localizado, dê uma pesquisada pelos The Apartments! Ou ainda procurar os serviços da Essence London que fará tudo para você, logo mais vou contar sobre o que se trata 😉

banner_essencelondon_01

Página 1 de 1512345Última »