03
Jul 2015
O Tal do Copinho
Beleza, Eu Testei!

Vocês sabem que abordo os mais diferentes tipos de assuntos por aqui mas esse em particular me deixou um pouco receosa.

Explico.

Eu, Constanza, ignorava completamente a existência deles. Quando soube, achei estranho, não entendia direito como funcionavam e qual a vantagem de usar um. Sabem do quês estou falando? Dos agora famosos coletores menstruais, ou os copinhos.

Eu vi o boom no Facebook, muitas mulheres comentando que usavam e parei para pesquisar com mais cautela antes de sair julgando. Trata-se de um copinho mesmo, feito 100% de silicone medicinal que substitui absorventes. É reutilizável, e pode durar ANOS! Pensando no lado ambiental da coisa, é fantástico certo? Bom, como virei meio natureba e abandonei a pílula, quis testar o tal do coletor.

coletor-menstrual-saude-mulher

Comprei pela internet mesmo, já que não vende em farmácias (absurdo, não entendo o motivo). São várias marcas, mas escolhi a que tinha o site mais bonitinho e parecia ser a preferida da mulherada (no caso, a InCiclo). Custou cerca de 80 reais e existem ACESSÓRIOS para o copinho: necessaire, saquinho, toalhinha, panelinha para higienizar o coletor… Como eu nem sabia como usar, comprei só o copinho mesmo. Mentira, comprei uma mini necessaire porque achei bonitinha também. O coletor dessa marca tem dois tamanhos, sendo diferenciado por idade ou para mulheres que já foram mães.

COLETOR-1-PNG

Quando o meu chegou, achei ele ok. molinho e tal. Um copinho de silicone mesmo com um cabinho. Mas como que usa isso? Ah a internet… o negócio tem toda uma técnica. Tudo bem que vem um manual de instruções mas nada como a experiência real de mulheres que usam. EXISTEM DOBRADURAS e COM NOMES para poder inserir o coletor com mais conforto no canal vaginal e deixar ele no lugar certo.

Posso confessar uma coisa? Já usei em dois ciclos e ainda não me acertei. O meu vaza, acabo tendo que usar absorvente do mesmo jeito e outra, incomoda um pouco. Cortei o cabinho e dá semi desespero na hora de tirar.

Mas vamos com calma… Primeiro você insere o tal do copo na ppk, com a dobradura escolhida (pode ser em C, em diamante, do avesso, li que tem gente que até põe aberto, como, eu não sei) e ele se abre lá dentro. Toda a menstruação (deveria) fica retida nesse copinho. Ele pode ficar lá até 12 horas, depois você puxa (pelo cabinho ou se tiver cortado ele como eu fiz, tira pela base mesmo), esvazia (sem nojinho hein), dá uma lavadinha e põe de novo. Dizem que independe da quantidade do fluxo mesntrual, mas não sei não. Se bem que nunca vi o copo cheio de tudo e olha que estou usando DIU. Muita gente se preocupa com o cheiro, mas saibam que não tem cheiro nenhum, pois o sangue menstrual não entra em contato com o ar, que é o que provoca cheiro. Ainda por cima, tem essa vantagem. E dá para dormir com ele.

Como contei, até o momento não valeu a pena pra mim, pois além de vazar, incomoda. O fato de ter cortado o cabinho dificulta a retirada dele, o que provoca momentos de tensão. Eu sei que o coletor não vai sumir lá dentro, mas só de saber que existe algo que tem que ser retirado e que não quer sair, assusta. Li por aí que tem que formar um vácuo, mas sinceramente, nem sei qual a sensação ou como que se faz isso.

Pensei em testar outros modelos (já tentei todas as dobraduras e continua vazando. Ah, o tamanho está certo) e tem um que me pareceu bem interessante, ao invés de cabinho, tem uma bolinha (Meluna), o que não deve incomodar muito certo?

No Facebook existe um grupo super ativo (e apaixonado) pelos coletores menstruais. As meninas falam maravilhas deles e fico chateada que eu ainda não me adaptei. Eu achei a idéia boa, desde que a pessoa consiga usar certinho. Imagina, ficar livre de absorvente, poder fazer tudo, sem incômodos e ainda por cima economizar um bom dinheiro? Legal né, só tem que funcionar rs.

  • Alguém usa? Se adaptou bem???