21
Nov 2013
10 Coisas Que Odeio em: BALADAS!
Constanza, Cotidiano

Pois é… essa vida de solteira me deixou livre, leve e solta para curtir várias coisas que tinha deixado para trás. Uma delas é frequentar a night, coisa que raramente fazia antigamente. Eu gosto de uma baguncinha, serei sincera. Percebi que ainda dava conta do recado ao me ver chegando em casa já de dia e na pilha rs. Tudo bem que fico zumbi durante uma semana, mas me divirto.

shine-night-club

E nessas idas pra balada comecei a reparar que também tinha coisas que odiava, só pra variar. Saraiva vai pra buátchy e odeia o seguinte:

1 – As filas. Começando pelo começo, como detesto chegar no lugar e ter aquela fila enorme para entrar. Da próxima vou dar carteirada de Blogueira da Gloss kkkkk (tô brincaaaaaaaando heim, pelamor kkkk). Já teve vez de chegar tipo meia noite no lugar e só conseguir entrar lá pelas 2. Mas tem a parte boa (Saraiva tá bonzinho), fico ouvindo o papo alheio e morrendo de rir. Uma vez tinha um grupo de rapazes falando da calça de oncinha de uma moça, que mulher que usa essa estampa é perigosa kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Gente, como ri esse dia.

2 – Que  mexam no meu cabelo. A pior “cantada” que existe é o cara que pega no cabelo, ODEIO ODEIO ODEIO ODEIO. Vontade de dar um chute nas partes baixas da criatura. Nem Adam Levine tem o meu perdão. Ok, Adam pode.

3 – A mulherada folgada. Tudo bem que ultimamente balada é quase campo de guerra e tem mulher que faz tudo para ser notada, mas um pouco de educação, pedir licença ou por favor não faz mal pra ninguém. Tô falando daquelas que se acham a mais top de todas só porque estão quase peladas, com o piercing no umbigo brilhando e a progressiva em dia e passam pela gente empurrando e abrindo espaço para dançarem como se fossem a dona do espaço. Detesto.

4 – Que derrubem bebida em mim. Cansei de chegar em casa com banho de cerveja, champa ou caipi. Sei que é inevitável e muitas vezes é culpa das mocinhas do ponto 3, mas odeio. Fazer o quê.

5 – Os folgados. O carinha te encara. Você encara de volta. Ele volta a olhar e sorri. Você cutuca as amigas e mostra. Daí a namorada dele volta do banheiro. Morram.

6 – Quando toca a música preferida e você não consegue se mexer porque o lugar está muito cheio e é praticamente uma tortura tentar qualquer passinho.

7 – Banheiro com as bebuns. Em partes é até engraçado, fico com dó mas acho graça (me julguem) daquelas meninas que beberam TODAS e vão pro toilette passar as mágoas. Rímel já tá na bochecha, sentam no chão, a amiga segurando o cabelo pra outra vomitar… deprimente. Eu só quero um espaço limpo para fazer xixi e às vezes nem dá.

8 – O preço das coisas. Tudo bem que é balada, mas precisa triplicar o preço das bebidas???

9 – Sabe as moças do ponto 3? E quando resolvem fazer o joguinho do cabelo e ele vai todo na sua cara? kkkkkkkk Aqui faço um mea culpa, pois acredito que já fiz isso com os outros também.

10 – Podem me chamar de velha, mas sabe aquela luz branca que pisca loucamente? Peço pra MORRÊ quando tem essa porcaria. Não enxergo nada, ninguém, e depois acho que fiquei cega. O tal do gelo seco também me irrita.

11 – Fotógrafos de balada. Ok, podem tirar foto, MAS ENQUANTO EU ESTIVER SÓBRIA e me mostrem antes para aprovação kkkk Ninguém merece ver sua foto no site de baladas da cidade ou no da casa com aquela cara de bêbada, maquiagem fora do lugar ou olho fechando de sono. Pior com o carinha que você está ficando e nem sabe direito quem é.

12 – O lugar tá tão cheio, mas tão cheio que você tem que passar se esfregando no povo, fazendo contorcionismo pros peitos não encostarem em ninguém mas sempre tem o engraçadinho que faz uma piada.

Falei 12 mas acho que conseguiria continuar enumerando coisas que odeio em baladas. Aliás, acho que sou mais de barzinho ou restaurante #coisasdaidade

  • Agora é com vocês, o que mais detestam na night?