Lifestyle
Dicas de Viagem
07 dez 2015, 69 comentários

Meu Primeiro Cruzeiro – Royal Caribbean

Sabe quando a gente sai de férias da escola e na volta a professora pede para fazer uma redação contando como foi? Então, convido vocês a lerem a minha redação sobre o meu primeiro cruzeiro na Royal Caribbean! E outra, já aprendi que para fazer post sobre viagem, tem que ser logo em seguida, caso contrário acabo esquecendo dos detalhes…

Bom, tudo começou quando meu namorado me pediu para acompanhá-lo aos USA, Orlando especificamente, aproveitar a Black Friday in loco e eu que amo uma viagem, topei. Porém, eu não queria ficar todos os dias em Orlando. Nada contra a cidade, gosto muito de lá, mas como já morei na Flórida, perdi a conta de quantas vezes fui aos parques… queria algo diferente esta vez! Pensamos em ir para o norte do estado, para Destin, uma praia paradisíaca, mas estaria muito frio. Pensamos ir para New Orleans (morro de vontade!) mas era muito longe… Pensamos ir para NY, mas se uma viagem pros USA com o dólar alto do jeito que está é suicida, ir para NY é mais suicida ainda. O que fazer? Se ficássemos em Orlando iriámos gastar muito, afinal aqueles outlets são tentadores e ficando direto na cidade, seria inevitável ir várias vezes às compras. Daí pensamos e pensamos… porque não fazer um cruzeiro para as Bahamas? É barato, all inclusive, não teríamos lojas nos tentando a comprar e seria algo diferente! Pronto, fechamos o pacote com a Royal Caribbean.

Escolhemos um cruzeiro curto, de 4 noites, saindo de Port Canaveral, com paradas em Coco Cay (uma ilha particular da Royal Caribbean), Nassau nas Bahamas e um dia todo no mar.

Vou confessar uma coisa… fui preparada para o pior. Sim, o pior. Perguntei para algumas pessoas como era um cruzeiro e não tive boas resenhas. Mas eu e o Rafa combinamos de fazer o ¨nosso¨ cruzeiro, nos divertir e descansar, independente de como fosse.

Bom, chegamos em Porto Canaveral por volta de 13h e o cruzeiro sairia as 16h. O embarque é simples, tudo meio na base da confiança na hora de ¨despachar¨ as malas. Veio um senhorzinho, colocou um papel com o número da nossa cabine e pronto, não pesa nem nada. Tipo, as malas ficam no porto mesmo e você entra para a ¨imigração¨. Nas instruções do cruzeiro está avisado que não pode levar ferro de passar roupa, chapinha de cabelo, secador, para evitar incêndios mas ó… levei babyliss na mala e ninguém falou nada. Mas na volta, no desembarque, vi uma mesa cheia desses tipos de produtos para as pessoas pegarem de volta o que tinha sido confiscado, ou seja, não pode mesmo, o meu que passou sem querer.

Passamos pelo raio X, depois prenchemos uns papéis com informações pessoais e um cadastro do cartão de crédito para a emissão do Sea Pass. O Sea Pass é um cartão que todo passageiro recebe e tem que andar com ele o tempo todo. A cada embarque e desembarque, tem que mostrar o cartão. Tem seu nome, seu deck e seu número de identificação. Nesse Sea Pass eles cadastram o cartão de crédito que você vai usar durante a viagem. Opa, mas não é tudo incluído? Sim, fome e sede você não passa, mas bebida alcoolica tem que pagar a parte, se quiser refrigerante, sucos, chás e café o tempo todo você tem a opção de comprar uns pacotes que incluiu essas bebidas, tem o cassino, tem restaurantes exclusivos, lojas… Então, se for consumir algo que está fora do All Inclusive, é pelo Sea Pass que eles vão cobrar. Não rola dinheiro e cartões lá dentro, porém, no último dia, se você quiser pagar tudo o que consumiu em dinheiro, é só pagar antes de sair do navio e nada sera cobrado no seu cartão de crédito.

O navio que fomos foi o Enchantment of The Seas e é bem antigo. Todo encarpetado e com uma decoração meio duvidosa, bem gringa, bem estilo dos filmes do Chevy Chase, mas que depois a gente acaba acostumando. Todos os dias tem programas diferentes, para todos os gostos e idades. Tem show de jazz, orquestra, shows de humor, palestras, danceteria, jogos, filmes, poolparty… Tem cassino, academia, piscina (que no caso do Enchantment é bem pequena), SPA, salão de beleza, lojinha (nada de interessante), cafeteria, bares e restaurantes. Sempre, em qualquer horário, tem algo para fazer!

cruzeiro18 cruzeiro19

A maioria dos passageiros era de velhinhos gringos. Muitos americanos no navio, algumas famílias com crianças, alguns jovens, alguns latinos e poucos brasileiros. Os velhinhos são um show a parte! Participam de tudo, mesmo os mais capenguinhas de cadeira de rodas, de muletas, andador… dançam, vão aos shows, uma fofura sem fim!

cruzeiro26 cruzeiro22 cruzeiro28

cruzeiro16

Brincadeiras que acontecem durante o dia! Nessa da foto, as duplas tinham que decorar um bolo!

E o povo ama comer viu… como é all inclusive, parece que eles querem quantidade no prato mesmo rsrs. Tinha uns que eu ficava chocada com o quanto comiam! Tem o restaurante comum, tipo um self service, onde tem café da manhã, almoço e jantar e a comida é junkie food mesmo. Pizzas, hamburguer, hot dog, comida mexicada, massas, mas também tem frutas e saladas.

cruzeiro8 cruzeiro9 cruzeiro10

cruzeiro11

Tem o restaurant mais fino, com horário e mesa marcados. Na primeira noite me assustei quando vi que dividiríamos a mesa com mais 8 pessoas! Achei que seria uma mesa só nossa mas não, elas são compartilhadas. O garçom se apresenta e será ele que te atenderá todas as noites. Tem a assistente do garçom também, que toda noite está lá. A gente acaba se apegando a eles… como eles esperam uma boa gorjeta no final do cruzeiro (você tem a opção de pagar antes, quando contrata o cruzeiro) o atendimento é muito bom. O nosso garçom era o Francisco e a Almae, uns fofos! Ah, nesse jantar tem menu e a comida é mais chique mas acho que não dei sorte em minhas escolhas, só gostei dos pratos do último dia.

cruzeiro23 cruzeiro25

Francisco da India e Almae das Filipinas!

Ah, no primeiro dia do cruzeiro eu mal conseguia andar! Fiquei muito, mas MUITO tonta! E olha que sou fortinha pra essas coisas hein, mas parecia que meu corpo queria ficar reto e tudo dentro de mim balançava rs. Meu cérebro parecia solto dentro da cabeça! Tomei remédio pra enjoo, mas não surtiu muito efeito. O primeiro dia foi tenso e estava louca para pisar terra firme. Mas isso foi só no primeiro dia, depois acostumei. O engraçado foi ao deixar o navio no final do cruzeiro. Tanto eu quanto o Rafa ficamos tontos por uns 2 dias. O chão parecia duro hahaha. Incrível como o balanço do mar afeta nosso equilíbrio!

Bom, deixa eu tentar resumir como foram os dias:

No primeiro dia fomos conhecer o navio, jantar e dormir.

cruzeiro15 cruzeiro17

No segundo dia, paramos em Coco Cay, praia bem bonita, ficamos algumas horas por lá e voltamos pro navio. Jantamos, fomos pra balada mas tava vazia, ficamos rodando pelos eventos do dia e dormir de novo.

cruzeiro1

No terceiro dia paramos em Nassau e lá fomos para uma praia que se chama Cabbage Beach. Não quisemos ficar em Atlantis (um hotel que todo mundo vai passar o dia), preferimos ver a praia e rodar um pouco pela cidade. Algumas pessoas tinham me falado que era feia, mas nem achei! Curti o lugar, achei diferente, paramos no porto para comer e tomar uns drinks. Tem varios tours saindo do porto, então Atlantis não é a única opção. É a mais óbvia e certeira, mas depende do que se quer conhecer né?

cruzeiro7 cruzeiro4 cruzeiro6

Atlantis, entramos para conhecer!

cruzeiro5

No quarto dia não teve nenhuma parada, então ficamos na piscina, assistimos filme no telão e de noite fomos pra balada, que agora sim estava cheia. Ah, às vezes também íamos para o casino ver os velhinhos torrar seus dólares hahaha.

cruzeiro20 cruzeiro21 cruzeiro14

Sobre os pacotes de bebidas, acho dispensável e vou contar o porquê. Antes de mais nada, deixa falar dos valores deles e o que inclui: o Royal Replenish inclui refrigerante, sucos, água com e sem gás, drinks sem álcool, café e chás por 22 dólares a diária (eles te dão um copo que você pode encher quantas vezes quiser nas máquinas espalhadas pelo navio), tem o pacote Select por 42 dólares que inclui cerveja, taças de vinho, refrigerante e cocktail sem álcool, tem também o Premium que inclui cocktail com álcool, cerveja, vinhos premiam, refrigerante e água por 57 dólares a diária e por último o Ultimate, que por 67 dólares por dia você pode beber tudo! Por que acredito que não vale a pena??? A não ser que você seja amante de refrigerante e precise passar o dia inteiro bebendo Coca Cola, ou então se quiser beber MUITA cerveja e vinho, chapar mesmo, não compensa comprar esses pacotes para todos os dias. Primeiro que tem sucos, chás e cafés nos restaurantes e é liberado. Água tem nos bebedores pelo navio. Uma cerveja custa uns 7 dólares então para o pacote valer a pena, você deve beber no MÍNIMO umas 6 por dia. Eu não peguei pacote e não senti falta. Um dia no jantar compramos uma garrafa de vinho e foi o suficiente. Ah, no Último dia o Rafa pegou o pacote da cerveja e só!

Sobre internet no navio… tem e é cara. Custa 20 dólares a diária para um dispositivo e tem um pacote com desconto para o segundo dispositivo. Como eu precisava postar e ver meus emails, comprei do segundo dia pra frente mas… internet muito fraquinha. Custava carregar os sites e demorava MUITO para postar. Então se não for seu trabalho, também não vale a pena gastar esses dólares com algo que não funciona rápido.

Se quiser arrumar o cabelo (coisa que eu acho que não vão fazer… apesar de ter levado meu babyliss nem usei ele. Ah, e tem secador de cabelo na cabine mas não tem ferro de passar roupa) ou fazer uma massagem no SPA, prepare o bolso. Uma drenagem custa 130 dólares. Na promoção.

Outra dica: na mala de mão, leve uma muda de roupa e roupa de piscina (biquíni, saída de praia, chinelo) pois a bagagem pode demorar para chegar no quarto, então enquanto não chega, você pode ir pra psicina ou ficar rodando no navio com roupa mais confortável.

Os dias passaram super rápidos no cruzeiro. Deu para descansar muito, para rir bastante, se contagiar com a animação das pessoas e se apegar aos funcionários do navio. Além do Francisco e da Almae, também tinhamos o Simplicio como nosso camareiro, sempre muito bem humorado e prestativo. Eles trabalham DEMAIS, emendam um cruzeiro no outro, sem day off e por temporadas que duram 7 meses! E sempre sorrindo, gentis e muito educados. Dou valor.

cruzeiro24

Conclusão do meu primeiro cruzeiro: superou as expectativas e quero fazer mais! Agora já sei como funciona, o que pode, o que não pode, o que vale a pena e o que não vale a pena.

Até me arrisquei a fazer um videozinho!

Ah e que roupas levar? Assunto para o próximo post!

cruzeiro3 cruzeiro2