02
Sep 2013
Espironoblabla
Novidades de Beleza

Quem me acompanha por aqui sabe do meu perrengue com a acne da mulher adulta. Sou dessas que nunca tive espinhas quando adolescente, mas depois de velha, não é que apareceram espinhas? Ok, até aí o papo antigo. Usei várias coisas por minha conta até tomar a sábia decisão de seguir as ordens de uma dermatologista.

Cheguei lá e mostrei o estado da situação: SETE espinhas no queixo e a carinha de pena dela me deixou abalada. É, realmente a coisa não estava muito boa. Ficou claro que se tratava de acne de origem hormonal (quando as espinhas se concentram na parte inferior do rosto, pode saber, é culpa dos hormônios) e logo ela disse: vou te passar Roacutan. E eu me neguei. Ela, deu outra opção, voltar a tomar anticoncepcional. E eu me neguei de novo. Caramba, que mulher chata! ela deve ter pensando. Mas tenho lá minhas restriçoes com Roacutan e a pílula me deixa inchada. Depois que parei de tomar emagreci muito mais rápido e me sinto mais leve, disposta, sei lá.

Bom, daí ela me contou que tinha um remédio, um diurético, que estava sendo usado bastante para o tratamento da acne da mulher adulta: a espironolactona. Para essa função, ele age como antiandrógeno, baixando a testosterona do organismo, diminuindo a oleosidade da pele e assim melhorando a acne. Muita gente também toma para queda de cabelo.

Confesso que fiquei bem assustada, afinal era um remédio com uma finalidade nada a ver com o que eu queria, mas confiei na dermato e comprei a espironolactona de 50 mg. Tomo há umas 3 semanas e realmente a pele fica bem seca. Ela me disse que primeiro iríamos tratar as inflamações e depois as manchas. Fato é que não tenho mais nenhum espinha inflamada. Como é um diurético, tem que beber bastante água para não prejudicar os rins. Além disso, quem estiver pensando em engravidar é melhor não tomar esse remédio pois ele pode feminilizar o feto masculino. Li também de gente que teve alteração no ciclo menstrual e parei de ler sobre a espironolactona. Se a gente ler a bula dos remédios, não toma nada não é mesmo?

Achei importante contar para vocês sobre essa alternativa para quem sofre de acne adulta e assim como eu tem o pé atrás com o Roacutan e não quer viver escrava de anticoncepcionais. Além desse remédio, tomo antibiótico e ácidos todos os dias. Ah, dei um diminuída na lactose também, já que ela aumenta a secreção de insulina, aumentando processos inflamatórios cutâneos. Não senti maiores desconfortos, na verdade, tô normal. Nenhum efeito colateral até o momento. Agora estou louca para começar a tratar as manchas que ficaram das minhas lindas 7 espinhas no queixo. E para quem tem a pele manchada e quer disfarçar, indico de olhos fechados a base Dermablend da Vichy, essa cobre TUDO!

Aqui tem um texto bem bacana que explica um pouco mais do uso da espironolactona para tratamento da acne da mulher adulta. No Facebook (já curtiu a página do Fufu?) muitas meninas comentaram que estão tomando e amando e isso dá um ânimo danado.

É só para vocês ficarem sabendo de mais uma alternativa para o tratamento da acne heim? Pelamor, pesquisem bem e conversem com a dermato de vocês, lembrem-se que cada caso é um caso, mas quando ouvirem falar da espiroblabla, já sabem do que se trata 😉

E só para mostrar o monte de gente que sofre com isso, espia

megan-fox_Fotor_Collage

  • Todo mundo tem seus defeitinhos, por isso nem morro muito com as minhas manchas. Antes eu ficava louca, queria a perfeição, até enfiar na minha cabeça que tem muita maquiagem e photoshop por aí. O negócio e não deixar desandar e manter sob controle. 
  • E a pergunta do milhão, quem aí toma espironolactona e o que acha??
22
Jul 2013
Pózim Contra Espinhas
Novidades de Beleza

Recebi este release da Bare Minerals e achei bem interessante para que sofre com acne.

A marca lançou um produto que trata e previne o surgimento de espinhas e inflamações da pele além de cobrir e dar uma escondidinha nas maleditas! Eu que tive um surto espinhento durante a viagem adorei a informação e estou tentada a provar…

Chama-se Blemish Therapy Tratamento Cosmético Antiacne e na fórmula tem enxofre natural (que seca as espinhas), algas e aloe vera para não deixar a pele ressecada pela ação do enxofre. Além desses ativos, o produtinho da Bare Minerals tem um tal de ActiveSoil Complex que é uma combinação de minerais puros que ajuda na renovação celular e diminui o tamanho dos poros. E tem mais, além disso, o pózim vem com um pincel antibactericida (fiquei curiosa com isso, será que mesmo depois de sujinho ele continua protegendo a pele contra bactérias??)!

bareminerals

 

Vou copiar o como usar do produto tá?

– Indicado para uso apenas a região da acne/inflamação;

– GIRE, DOSE E APLIQUE no local da acne;

– Para área com maiores concentrações de acne, aplique uma fina camada do produto, evitando a região dos olhos;

– A aplicação diária de uma fina camada nas áreas afetadas ajuda a prevenir o surgimento de novas inflamações;

– Use durante a noite como um tratamento localizado ou durante o dia embaixo da bareMinerals Base Mineral FPS 15.

Valor sugerido é de R$ 92, meio salgado já que na gringa custa US$ 18 afff. Vai depender do grau de desespero da pessoa rsrsrs.

  • E aí? Vamos ou não vamos?? Alguém já testou??
19
Apr 2013
As Espinhas e Eu
Novidades de Beleza

Ontem postei um texto bem interessante do blog da Alessandra Faria que falava sobre a acne da mulher adulta e vi que muitas pessoas passam por isso e tentam combater as malditas espinhas de qualquer jeito.

A gente não tem mais idade pra espinhas e esse tipo de cuidado. Rugas até que vai, mas daí você passa a ter ruguinhas AND acne depois dos 30? É pra morrer né?

2313485-6193-rec

Bom, eu já passei por essa situação duas vezes: na primeira apenas troquei a pílula anticoncepcional e a pele ficou boa. Cheia de marcas, pois eu sou daquelas que tenta espremer (NÃO FAÇAM ISSO, ficam marcas horríveis, a espinha inflama muito, dói, demora melhorar. Sejam fortes e não fiquem mexendo nas nojentas), mas boa no geral. Já na segunda vez (ano passado) foi mais complicado… Eu resolvi para de tomar pílula (tomava Yaz) pois foram anos e anos de anticoncepcional ininterrupto, queria dar uma “desintoxicada” e além de tudo eu queria emagrecer bem, e querendo ou não eu sentia que a pílula me deixava inchada, com celulite e muitos vasinhos nas pernas. Bom, parei de tomar o Yaz e veio a bomba: uma acne terrível! Todas as espinhas se localizavam na parte inferior do rosto (queixo, parte baixa da bochecha) e eu já sabia que quando a acne atingia esses locais, era de origem hormonal. E fazia sentido pela minha decisão de não tomar mais pílula.

Corri na dermato para ver o que poderia ser feito e logo a opção do Roacutan apareceu. Mas pela segunda vez, eu neguei (na minha primeira crise também não quis tomar). Acontece que eu não estava mais tomando anticoncepcional, poderia engravidar a qualquer momento e o uso do Roacutan é proibidíssimo para mulheres grávidas. Além do mais, não achava meu caso assim tãaaaaaaaaao grave para fazer uso de um remédio desses. Sei lá, eu sou meio contra. Bom… comecei a usar ácidos manipulados (que também são proibidos na gravidez, mas dá para parar a tempo sem perigo para o baby), um creme anti inflamatório, e fiz uns 5 peelings combinados. O peeling combinado era um mecânico (de diamante, aquele que passa uma maquininha lixando a pele) e um químico (uma máscara de ácido retinóico que você tem que ficar umas 6 horas com ela no rosto). Esses peelings também clareiam a pele. Além desses procedimentos e ácidos, fiz uso (e ainda faço) de sabonetes líquidos (já que em barra podem criar bactérias) específicos para pele com acne (adooooro o Normaderm da Vichy) e mantenho a pele limpa com loções mais fortes (tipo a Loção Beatriz da Dermatus) quando a pele está mais oleosa. Ah, também gosto de secar o rosto com lencinhos da Mary Kay, já que a toalha é outro ninho de bactérias.

Ó, o fato de parar com o anticoncepcional deixou minha pele uma caca. É muito fácil quando se tem espinhas encher o corpo de hormônio e ficar com pele e cabelo bom. Mas eu fico revoltada sabia? Poxa, ao natural tem que ter um jeito da pele ficar boa também! Não quero ser escrava de hormônios para sempre. Quem tem síndrome do ovário policístico sabe disso melhor do que ninguém já que ele é um dos grandes causadores da acne da mulher adulta. Ah e outra, além dos hormônios loucos, quando ficamos mais velhas temos mais preocupações, mais stress e este também é outro grande causador das espinhas em adultos.

Demorou, tive que ter persistência, muuuita paciência e seguir o tratamento com os ácidos à risca e já tem um bom tempo que não tenho mais espinhas! Bom, não daquelas monstras que inflamavam, doíam e me deixavam deprimida. De vez em quando aparece uma, mas aí aplico o ácido mais forte e deixo a bandida morrer. E nem encosto nela, isso é muito importante para não ficar cheia de marcas depois.

Hoje em dia minha rotina com a pele é bem simples e rápida: de manhã lavo com sabonete líquido para peles oleosas e com tendência a acne (Effaclar da La Roche Posay mas prefiro o Normaderm da Vichy), aplico um creme clareador (no momento uso o Blancy. Achei muito parecido com o Klassis), passo protetor solar (o japinha da Bioré) e depois a maquiagem. À noite tiro o make com lencinhos demaquilantes da Neutrogena (ou MAC se for muita maquiagem), depois demaquilante bifásico para limpar beeeem (tô usando o da L’Oreal Limpeza Express), lavo com o mesmo sabonete líquido que uso de manhã e aplico um gel manipulado que contém hidroquinona, ácido lático e glicólico. É… não é tão simples assim rsrs. E ainda tem o creminho na região dos olhos antes de dormir (Revaleskin Eye). Mulher sofre viu?

  • Alguém aí já sofreu com a acne da mulher adulta??