26
Mar 2018
Produtos Que Acabam – Base Lock It Kat Von D
Beleza, Eu Testei!

Vamos falar mais sobre produtos que acabam? Esse é meu parâmetro para saber se realmente gostei de algo! Se acabou, no meio de tanta coisa que tenho, pode saber que foi porque gostei muito.

Da última vez falei sobre a base da Dior, a Airflash (LINK), que amo amo amo, já usei umas 3 e parei de comprar para dar chances às outras que tenho e claro, pelo preço, já que não é a das mais baratas.

Hoje, falarei de outra base de alta cobertura, afinal tenho melasma e o item de maquiagem que mais uso são bases que prometem cobrir tudo: a Lock It Foundation da Kat Von D.

Conheci essa base depois de ter ficado maravilhada com o delineador da marca, que é meu preferido de LONGE (esse AQUI). Pensei: se o delineador é bom desse jeito, as outras coisas também devem. E logo apostei na base.

Primeiro comprei a cor 52, ficou um pouco clara, e em seguida, comprei a 54 Medium, que serviu perfeitamente! Tão perfeitamente que acabou super rápido (de tanto eu usar viu?) e já comprei mais uma.

É essa aqui:

Coisas boas: ela realmente cobre bem, são várias tonalidades (então com certeza terá o tom exato de sua pele), é sequinha, transfere médio. TODAS as bases de alta cobertura transferem muito, por isso sempre aconselham usar pó fixador. Achei que a Lock It transferem menos que as outras. A embalagem é diferente. Tem um pump que vai subindo e “espremendo” o produto até que ele acabe. No caso da minha, tentei abrir para tirar o restinho e não consegui. Talvez isso seja um ponto negativo pois não dá para saber se usou a base até a úuuuuuultima gota.

Minha cor certeira é a Medium 54!

Achei swatches bem interessantes caso alguém queira ver mais cores:

Olha como cobre bem!!!

Ah e a embalagem mudou, agora está assim:

Onde vende? Na Sephora (LINK). Quem tiver uma loja perto pode ir e experimentar todas as cores. Quem não tem, pode se basear pelo meu tom!

  • Boa viu, como tudo o que tenho provado da Kat Von D. Quero testar o primer também!!!! 
  • Tem alguma base de alta cobertura que você ame? Conta aqui pra gente!
25
Mar 2018
Mi casa, su casa – Do you know Wabi Sabi?
Decoração, Mi Casa Su Casa

Olá Fufu! Tá todo mundo bão?

Hoje eu tava aqui, bem pensando em escrever para vocês sobre cozinhar com fogão de indução. Essa maravilha ainda pouco conhecida em Terra Brasillis.

MAS, eu ainda não me considero um expert, porque faz pouquíssimo tempo que adquiri o meu. Então vou fazer mais experiências antes de contar tudo pra Fufulândia.

Então eu saí lendo os blogs que eu mais gosto e pesquisando tendências e coisas assim. Foi quando me deparei com um termo que eu li uns dois ou três anos atrás: Wabi Sabi.

Eu ainda acho que mesmo com a globalização, com a velocidade das informações e o advento da internet a “fatia” que diz respeito a decoração chega no Brasil de caravela.

Voltemos ao tema. Wabi Sabi é uma estética tradicional japonesa que tem como premissa de que há beleza no imperfeito, no mutável e incompleto. Essa concepção é baseada no Budismo.

Eu não sei se é um estilo de vida, de decoração, se é uma tendência da vida moderna ou se é uma moda. O que importa é que é algo muito atual e que me fez refletir um pouco.

As características desta vertente incluem: Assimetria, rusticidade, simplicidade, economia, austeridade, modéstia, intimidade e apreciação do itens naturais.

Essa vertente tem a ver com uma forma mais simples de se viver, minimalista, em sintonia com a natureza e com aceitação do envelhecimento.

Inicialmente a primeira pergunta é: como “desentulhar” a casa e ter poucas coisas, ainda assim tendo todas as coisas necessárias e as coisas que tem valor sentimental, que vamos acumulando ao longo da vida?

O fato é que o Wabi Sabi é muito mais algo sentimental do que cheio de regras.

Se você gosta por exemplo, de ter livros, ou quadros, ou de guardar um jeans antigo para usar em casa no inverno, tá tudo tranquilo. Entretanto tem que existir um limite racional, não são 10 calças jeans que já não servem mais que você guardará.

Pode (e deve) guardar o primeiro sapatinho do seu bebê. Na realidade tudo que não causa caos ou stress na sua vida é perfeitamente aceito nessa forma de viver.

A verdade é que o que para o ocidente é inovador, para os japoneses não é novidade nenhuma, já que eles praticam isso há eras. Linhas retas, formas orgânicas e coisas “jogadas despretensiosamente” são os pontos chave.

Quero falar de alguns destes detalhes, e aí cada um aceita e adota o que achar que convém. Eu já faço algumas coisas mesmo antes de conhecer. Acredito que você vai se relacionar com algo também.

Assuma o tempo.

Não é obrigatório ter tudo impecavelmente novo. Deixe as coisas que você gosta exibirem as marcas do tempo. Deixe que pareça surrado e antigo. Não estou falando de comprar algo que parece velho. Deixe as coisas terem histórias próprias.

Materiais Naturais

Interagir e viver com materiais mais rústicos e orgânicos. Menos plástico e mais algodão, madeira, cerâmica, concreto, pedras…

Cores da Natureza.

Beges, cinzas, verdes e azuis. Sim, todas as cores podem ser encontradas na exuberância da natureza, especialmente pra nós em um país tropical. O que o Wabi Sabi quer é que você tenha uma base neutra para sua moradia.

Sem pressão.

Os lençóis não precisam estar impecavelmente passados, nem a toalha da mesa. Tudo bem de a almofada estiver um pouco puída. Contanto que a casa esteja limpa, relaxe e não se cobre tanto por que o sofá está bagunçado.

Natureza

Não precisa viver na selva. Um vasinho com galhos secos. Umas folhas displicentes dentro de um copo mesa, ou até algumas ervas na janela da cozinha. Vale até pinhas secas numa tigela. Mais uma vez, relaxe.

Luz

Natural! Muita luz, o máximo de luz que você puder trazer pra dentro de casa. Blackout só nos quartos, pro restante da casa, tecidos esvoaçantes e translúcidos. Acostume a fazer suas tarefas perto das janelas, apreciando a luz e a vista lá de fora. Janelas abertas e essa integração visual com o exterior ajuda até em casos de depressão, pois faz com que as pessoas se sintam menos isoladas.

Aromas

Use velas, aromatizadores, perfumes, chás, óleos essenciais. Abra a janela, renove o ar. Acenda um incenso. Faça tudo isso, ou escolha apenas um que te agrade. Permita-se ter um cheiro próprio no seu canto. Sem ideias? Ferve uma chaleira com algum chá/erva: anis, canela, louro, hortelã… a casa inteira agradece.

Equilibre: Funcional e bonito

Tenha itens que você aprecie, não apenas pelo uso. Compre a escova de dentes da sua cor favorita, ou uma inusitada.

Compre um dispenser/saboneteira lindo. Escolha coisas que te deixam feliz de olhar. Que agraciam seus olhos e que fazem você se sentir especial. Toalhas felpudas e potes de cozinha cheios de estilo.

Basicamente acredito que seja essa a essência do que os japoneses vivenciam. Já tinha ouvido falar disso? Conta pra mim nos comentários.

Ah, adorando que chegaram uns Tem Jeito Decor quentíssimos. Estou preparando para vocês.

Não esquece de seguir a minha patroa maravilhuda no Instagram @futilish e o titio aqui no Instagram e no Snapchat @Tiolelofoz em ambos.

#Bença!

23
Mar 2018
Me Deixa Brilhar!
Como Usar

Que eu sou uma amante dos brilhos todo mundo sabe né? Só que agora, o paetê está vindo mais furioso, em peças grandes, bem statement, e para ser usado inclusive durante o dia! São saias longas, casacos, calças, e ó, com brilho total, nada fosco, mas bem brilhante MESMO! Vem ver os looks que separei:

Saias midi e lápis. Chiquérrimas, com sandálias tem que ter nude e blusas clássicas. Na montagem acima, com camisa e com pólo!

OLHA ISSOOOOO, que maravilhosidade de calça! Achei tão rycah!

Blusões soltos e com calça jeans. Tenho coragem!

Saias longas. Sou FASCINADA com o segundo look!! Acho tudo lindo!

As saias de paetê podem ser usadas com salto ou tênis mesmo.

E nem se apeguem ao paetêzinho, o pequeno, pode ser o grandão também!

  • Acho lindo e super estiloso!!! 
Página 6 de 1,162« Primeira45678Última »