07
Feb 2018
Chora Que Eu Te Escuto!
Chora Que Eu Te Escuto

Choradeira Pré Carnaval? Temos sim!

Chora 01 – Olinda

Oi Cony, adoro seu blog, sempre estou conferindo os posts, mas hoje chegou meu dia de pedir ajuda.

Acho que esse assunto ainda não foi abordado diretamente, então vamos lá: namoro há quase 5 anos uma pessoa bacana, temos vários objetivos em comum, enfim, um namoro normal até que… até que há 1 ano mais ou menos ele foi diagnosticado com depressão e não tem vontade de fazer nada. Toma os remédios prescritos, mas não faz mais que isso. Ele já não quer mais viajar, sair pra jantar, encontrar família e amigos  etc. Às vezes eu faço esses programas sozinha, pois não quero deixar de viver por causa da doença de outra pessoa, porém, também não acho certo levar uma vida de solteira. Eu tento ajudar, mas não está dando certo. Fico me questionando se devo terminar ou não e, pior, e se eu terminar e ele fizer alguma besteira? Você/alguma leitora já passou por isso? Me ajudem por favor! Tô, muito confusa!

Imagino como você deve estar confusa, eu também estaria! A gente sabe que o “certo” seria ficar com a pessoa que amamos, cuidar, estar sempre ao lado, ajudar e tal, mas ao mesmo tempo é “injusto” abrir mão de uma vida onde não tem se tem problemas (de doença) para acompanhar alguém doente que não quer ser ajudado. São sentimentos encontrados, te entendo e não te julgo. Nunca passei por isso mas acho que também ficaria em dúvida do que fazer. Acredito que você já deve ter tentado de tudo… Será que não é o prazo dos remédios fazerem efeito??? Será que a medicação está adequada? Porque se ele está tratando a depressão, deveria ter uma melhora do quadro. Várias meninas já comentaram aqui no blog que tem essa doença e várias lidam “bem” com ela. Enfim, se alguém estiver passando por isso ou se ja passou por situação parecida, deixe seu comentário aqui pra Olinda!

Chora 02 – Salvador

Meu pai e minha mãe são separados a quase 8 anos. Nesses oito anos minha mãe já teve alguns namorados, um deles já morou com a gente por dois anos, acabou não dando certo, e eu disse que não aceitaria mais nenhum homem dentro de casa, enquanto a gente morar nessa casa, porque é uma casa muito pequena, sem muito conforto, temos dois quartos e mora eu minha mãe e irmã e cada um precisa de privacidade. Minha mãe é aposentada e no momento está sem trabalhar, então a renda dela diminuiu muito. O discurso dela é: eu mando aqui, eu sou maior de idade, pago minhas contas e não aceita nenhum conselho de ninguém, pra ela todo mundo está errado e só quer se meter na vida dela (minha mãe é formada, mas parece que não quer crescer na vida, se acomodou, principalmente depois da separação,. poderíamos estar muito melhor financeiramente se não fosse a separação). Até que a seis meses atrás, ela conheceu um homem, músico mas que está sem trabalhar regularmente, só vive de bicos, e ele tem problemas com a família dele por conta de herança da mãe e não tem casa própria (ele tem 50 anos e 3 filhos), então ele está esperando a divisão dos bens da mãe pra ficar com a casa. Por conta desses problemas, ele não quer mais ficar na casa da família e não sei se por convite da minha mãe ou ele que pediu, ele veio morar na nossa casa. A condição era: eu ficava no quarto que agora é da mãe, e eles iriam fechar uma parte da lavanderia pra fazer um quarto pra eles (a lavanderia é bem grande, antes era uma garagem). Só que você não tem noção o tanto de coisa que tinha nessa lavanderia, e está uma bagunça eu não sei onde iriam colocar todas essas coisas. Ontem cheguei em casa, vi essa bagunça e falei pros dois: Posso ser sincera? Mais uns seis meses vamos precisar procurar outro lugar, um lugar maior pra nós 4. Aqui é pequeno. Pronto, briga estava feita! Ele começou a arrumar as malas, e saiu de casa, dizendo que ele não tem dinheiro pra ajudar minha mãe, mas tem honra, porque ele não me fala nada porque está dentro da minha casa. Enfim, agora eu que fico de culpada e de ruim na história. Gostaria muito de saber o que falei de errado, em momento algum fui grossa, só nunca fui de conversar muito com ele, porque sabe a questão de quando o santo não bate? Foi assim desde o início, e você ir morar com um cara seis meses após conhecer e ele não trabalhar? isso pra mim é muita loucura, ainda mais quando se tem duas filhas em casa, eu tenho 21 anos (trabalho, faço faculdade, me viro) e minha irmã 12. Gostaria muito de morar sozinha, mas ainda não consigo me sustentar financeiramente. Eu penso que você deve estar com alguém que te impulsione a ser alguém melhor, te acrescente na vida, não alguém que te puxa pra baixo, não tem uma estabilidade, eles estão numa fase da vida que estabilidade, conforto é fundamental.
 
Cony, ou leitoras, alguém já passou por isso? O que preciso fazer/falar? Vocês concordam que uma casa com 5 cômodos é pequena pra 4 pessoas morarem? Estou com muitas dúvidas
Desde já obrigada!

Sua mãe está sendo uma bela de uma irresponsável! Como assim põe homem dentro de casa, homem que mal conhece, e com duas filhas, sendo uma de 12 anos apenas??? Ela tá é muito errada, esses caras podem fazer qualquer coisa com você e sua irmã!!! Nossa, tô revoltada. Ela tá é precisando de uma conversar muito séria, puxão de orelha mesmo, ela não mora sozinha e enquanto tiver as filhas dentro de casa tem que zelar por vocês. Sei lá, acho que em último caso seria bom você e sua irmã saírem de casa… Não tem como ir morar com seu pai? Uma avó? Algo assim??? O problema não é nem o tamanho da casa, mas sim o tanto que ela está expondo vocês a homens que ela mal conhece. Vejo que você virou mãe da sua mãe… tenta mais uma conversa com ela, de boa, tranquila, e mostra pra ela que ela pode ter os namorados que quiser, mas não levar pra dentro de casa (morar) principalmente por causa da sua irmã de 12 anos.

 

Caso 03 – Rio

Boa tarde, me perdoe os erros de português e/ou pontuação mas estou escrevendo pelo celular.
Não podia deixar de escrever sobre como o blog me ajudou e tem me ajudado principalmente nesse ano que acabou.
Para chegar a 2017 preciso antes contar um pouco da minha história. Tenho 32 anos, solteira, sem filhos, ótimo emprego, ótimo salário. Para muitos uma vida perfeita!! Aos 22 anos tive meu primeiro relacionamento serio! E eu me anulei por ele. Os primeiros dois anos foram ótimos, depois nos separados mas eu nunca aceitei. O procurava, fazia barracos, queria ele de volta. Aceitava as migalhas que ele me oferecia e isso durou 9 anos. Eu não aceitava o fim. E não aceitava me envolver com outra pessoa. Nesses 9 anos ele se envolveu c outras pessoas e eu continuei esperando ele voltar. Até que um dia eu conheci o blog. Comecei a segui-lo pelo Comprei no ebay, e comprei muitas coisas! Rs. Mas um dia li: Conversinhas sobre o fim. E foi libertador. Tudo que estava escrito ali era exatamente o que sentia. Doeu muito, mas me libertei. Comecei um novo relacionamento em 2016 queria dizer para vocês que estamos juntos até hoje. Que sou muito feliz mas novamente não deu certo. E ai a Cony posta: Resoluções para o findiano. Meu Deus era para mim que ela estava escrevendo. Não vou dizer que não sofri, sofri, chorei, quis morrer, todas aquelas fases de quando um relacionamento termina. Mas abri minhas asas e voei. Fiz as viagens mais loucas da minha vida, conquistei lindas e verdadeiras amizades, fui morar sozinha, mudei de cidade, me reinventei. Mas não vou mentir e dizer que estou a pessoa mais feliz do mundo, sinto falta de um relacionamento, sinto falta de um amor. Tenho medo do tempo que está passando. O 2 ex quis voltar, mas quando contei que conheci outras pessoas e me envolvi ele não aceitou. Me senti a pessoa mas suja do mundo pela maneira como ele tratou tudo isso, ( até exames ele pediu) mas acabou optando por voltar c a menina que tinha conhecido no período que ficamos separados, porque segundo ele, ela é mais do nível dele)na verdade ele não aceita muita coisa, principalmente o fato que eu ganhava mais que ele. Esse fato de ganhar bem e ser independente tem sido um problema na minha vida, pois ele e mais uns dois que conheci depois dele, não seguiram um relacionamento comigo com a mesma desculpa:  Que sou muito para eles.( Isso pq eles não tem ideia de quanto eu ganho e dos bens que tenho. O ex mesmo acha que ganha 1/3 do que realmente ganho) Mas sigo, acredito ainda que algo bom vai acontecer na minha vida e o amor vai chegar. Não tenho direito de reclamar da vida. Me espelho em você Cony na sua força e na leveza que leva a vida. Que venha 2018.

Sua gata maravilhoooooooosaaaaa! Como tá 2018??? Olha só, a palavra é LEVEZA! Quer um amor? Calma que ele virá… no momento que você estiver mais plena, mais tranquila, mais 100% você, ele vai aparecer. Sempre acontece quando a gente menos espera, tenha certeza disso! E sabe porque é quando a gente menos espera? Porque é nesse momento que estamos focadas apenas em nós, na nossa felicidade, no nosso bem estar. Lembre-se SEMPRE dessa regra: primeiro aprender a ser feliz sozinha, depois ser feliz a dois, porque se tudo der errado, você se basta e nada te abalará. E pra ter um amor quando a gente aprende a feliz sozinha, tem que ser de um cara MUITO FODA pra entrar na nossa vida e te transbordar. Completar não, porque completas já somos e temos que assimilar e entender isso. Nunca aceite ninguém que tire sua paz, que te diminua ou que te faça duvidar de você mesma. E outra coisa, homem fraco não serve pra mulher forte e esse último embuste (te pedir exames?? você que tinha que ter pedido pra ele!) só mostrou que realmente você não está no nível dele, está MUITO acima. Seja leve, foque em você que quando menos esperar, seu amor aparecerá. Rimou.

 

Sorria LINDO agora da Linda, vou chamar de LINDA!

Oi Cony, sua linda! Desejo tudo de bom para  você e para o seu blog! Que seu 2018 seja infinitamente melhor que o ano que se passou! <3

Esse chora é uma reflexão para a mulherada!

Aos 18 me casei com o meu primeiro namorado, casei virgem e feliz! Ele foi basicamente meu primeiro em tudo, e apesar das imaturidades a gente ia levando. Quando namorávamos eu já percebia algumas atitudes violentas nele, inclusive coisas que a família dele me contava. Ele era ex usuário de drogas, então existiam vários problemas aí.

Se passaram 4 anos de um casamento infernal. Cheio de agressão física e verbal.

Chegou um momento que eu realmente pensei que mulher apanhar do marido era normal…E que eu realmente era uma vagabunda, feia, gorda e burra. Minha auto estima chegou em um nível baixo demais e eu não fazia nada da minha vida, além de trabalhar e ser dona de casa (para receber reclamações ainda)Tentei conversar com a mãe dele, dizendo para conversar com ele, e a resposta que tive foi “ele sempre foi assim”…tentei levar o casamento sozinha e aí que foi meu maior erro.Se tivesse falado com a minha família antes, meus pais, minha irmã…com certeza teria sofrido menos.

Um dia eu ouvi da boca dele que precisava fechar os olhos para gozar enquanto transávamos….E aquilo foi o fim pra mim! Passei umas duas semanas chorando sem parar, e ainda de combo tivemos uma briga em que ele jogou meu celular na minha cara com toda força.

Peguei minhas coisas e saí de casa, pensando que ficaria sozinha. Engano meu! Minha família me recebeu de braços abertos e me surpreendo até hoje com meus pais. Os anos que se passaram foram difíceis, mas era libertador! Um relacionamento abusivo é extremamente complicado de sair, e mesmo saindo as consequências ainda ficam ali. Demorei muito tempo para voltar a me arrumar, para sair, e etc…Afinal, eu era uma DIVORCIADA COM 22 ANOS.

~segue o baile que vai melhorar~

Tive uma ajuda IMENSA da minha família, da igreja(sou evangélica) e de um amigo.

Éramos amigos há tempos e quando me separei, vieram MUITOS homens que eram amigos do meu ex marido, puxando conversa comigo, e isso me incomodava DEMAIS. Por isso esse amigo que chamarei de LOGAN (kk) era o único em que eu confiava. Ele só comentava sobre a minha separação quando eu falava primeiro e NUNCA deu em cima de mim. Era um verdadeiro amigo.

Fomos amigos por 5 anos até eu começar a gostar dele no segundo ano em que estava separada, até por que eu já o amava como pessoa. Para resumir, nós dois estávamos apaixonados mas tínhamos medo de namorar e perdermos nossa amizade. Até que um dia eu EUZINHA, falei para ele que gostava dele…e DESCOBRI QUE O BONITO ERA MALUCO POR MIM, haha Estamos juntos há um tempo já, e sinto que ele é aquilo que eu sempre procurei em alguém. Não quero que ele me faça feliz porque eu já estou feliz há muito tempo. Me sinto realizada, tirei minha carteira (carro e moto), estou fazendo faculdade…Vocês percebem a diferença?

A situação é bem simples meninas, principalmente vocês que namoram/moram junto…

NUNCA ACEITE UM RELACIONAMENTO ABUSIVO ME ENTENDERAM??

Vocês merecem muito mais, qualquer pessoa merece a liberdade de amar e ser amado COM RESPEITO. Toda a minha história teria sido diferente se eu tivesse terminado com ele, LÁ NO NAMORO quando descobri que ele já havia agredido a mãe e uma tia. Por favor meninas, percebo que a maioria dos chora’s aqui são sobre machos. Existem tantas coisas que podem ser evitadas viu? Não queiram mudar um macho, não queiram passar por toda uma situação para então PERCEBER que esse relacionamento não era para você. Se preservem meninas, preservem seus corações, não se deixem desgastar com esse tipo de relacionamento. Espero que todas vocês possam SE AMAR, fazer planos, viajar, pintar o cabelo de roxo, E SEGUIR A VIDA do jeito que vocês quiserem. Por que uma decepção amorosa não é o fim do mundo, é só um recomeço!

obs: meu namorado/amigo é 4 anos mais novo que eu kkk <3 (MAIS UMA DICA AQUI: NÃO DESCARTEM UMA PESSOA SÓ POR PADRÕES QUE A SOCIEDADE IMPÕE para um relacionamento ok?)

  • Me emocionei com o relato da Linda… e é verdade que a maioria dos casos que recebo aqui são de mulheres com a auto estima tão baixa que permite que os homens façam qualquer coisa com elas. Muitas estão CLARAMENTE em relacionamentos abusivos e não percebem isso! É muito triste ver que isso é muito mais normal do que se imagina. Quantas de nós temos aquela amiga que é traída pelo marido e sabe mas não separa, aquela que arruma milhões de desculpas para os abusos do namorado, aquela que aparece com um roxo no corpo e diz que “esbarrou na porta”, aquela que não pode usar uma determinada roupa porque o namorado não deixa, ou que não pode sair com as amigas por causa do ciúme do marido. Isso NÃO É NORMAL! Apanhar não é normal, ser traída não é normal, ser diminuída não é normal, ser manipulada não é normal! Se cuidem, leiam seus próprios textos antes de mandar pro Chora, vejam os absurdos que estão vivendo e achando que é “normal”. Não é. Normal é ser feliz, é ser amada, ser apoiada, ser querida, ser cuidada, ser tratada como rainha. E sim, ISSO EXISTE!
  • Ah, Choras abertos. Podem mandar mais. 
04
Feb 2018
Mi tienda, su tienda – Lelo Design
Decoração, Mi Casa Su Casa

Olá Fufulândia, turupom?

Esse final de semana eu tive uma viagem meio desprogramada e como fiquei sem tempo para me dedicar às pesquisas que esta coluna necessitam, resolvi linkar com um alguns emails que foram corriqueiros nos últimos dias.

Quando lancei a loja online, eu usa uma plataforma que além de cara, não era lá muito eficiente. Eu acabava resolvendo tudo por email. então essa semana duas pessoas me perguntaram sobre os produtos que eu desenho e o fato é que eu ainda tenho a loja online, mas eu não me dediquei a divulgar.

Atualmente eu vendo bem aqui na região, mas sempre ao vivo mesmo. Meus bebês estão disponíveis na loja Trama Ateliê na R. Bartolomeu de Gusmão, 920 WhatsApp: +55 45 991418262.

E para as Fufus que perguntaram, a loja nova é no Enjoei, um site muito fofuxo que já teve a brilhante participação da nossa dyva Cony.

Já que eu resolvi contar pra vocês aqui, eu fiz um mimo =D baixei o preço de todas as capas de almofada entre 8 e 15%.

Espero que gostem e que me encham de ideias aqui nos comentários para incrementar a Lelo Design.

E por hoje é só little people!

Desculpe a pressa, mas fui ver vovó, e acabei demorando mais do que o esperado.

E amanhã é niver do mozão, então vamos emanar boas energias pra todos que nasceram em 05/02 ?

Agora corre lá seguir a patroa mais maravilhosa que temos no instagram @futilish.

Beijo!

 

03
Feb 2018
Baile da Vogue 2018 – O Que Teve?
Fashion Emergency, Gossipadas

Teve delay meu na postagem, só pra variar. Mas cá estou eu, com UM monte de looks para vocês analisarem, avaliarem, se inspirarem e fofocarem com as migues. Teve uns 3 que eu AMEI e no final do post falarei quais foram!

Vem ver o que teve no Baile da Vogue 2018 que este ano teve como tema “Divino Maravilhoso“, homenageando as diferentes culturas do Brasil.

Caroline Ribeiro, Ô MULHER CHIQUE. Adoro ela e amei o figurino, by Morena Rosa, inspirado na flora brasileira.

Carol Trentini, de Le Lis Blanc, não sei se gostei. Achei a cabeça meio medieval e o vestido meio fada… aliás não captei a brasilidade nesse caso. Também não vi conexão com o tema no look de Celina Locks. Achei o look Fórum lindo, mas nada a ver com o baile… Ou tô doida?

Danielle Pontes, a pelada chique (mais tarde vocês entenderão). Vi uma onça e uma arara. Ok, Brasil. Ana Hickmann de borboleta by Leticia Manzan, linda… mas “apenas” uma borboleta…

Caroline Bittencourt por Martha Medeiros, não achei a info da inspiração da roupa dela, mas passou no teste. Achei bonita e posso pensar em flora… Já Fernanda Motta usou um clássico Dolce & Gabbana que de longe dá pra adivinhar a grife. Achei mais espanhola que brasileira…

AMAY Gianne Albertoni! Essa sim foi fundo na brasilidade e senti que realmente se importou com o tema do baile! Um vestido TODO de fitinhas do Nosso Senhor do Bonfim que retrata maravilhosamente uma forte parte da cultura brasileira.. A Trinitá ARRASOU na elaboração da roupa. Acho que já temos meu preferido hein…

Olha minha musa eterna Isabella Fiorentino tambem de Dolce & Gabbana. Só porque amo muito ela e vi umas onças no vestido, achei temática. Isabeli Fontana, como pode ser tão linda né? De Morena Rosa, com um vestido inspirado nos vasos Marajoara. Tive que googlar para saber que vaso é… desculpem minha ignorância. Pra quem não sabe, é um artesanato típico do norte do Brasil, feito pelos índios da Ilha de Marajó. Fufu TAMBÉM é cultura! Olha o vaso AQUI. Forçando um tiquinho, parece o vestido da Isabeli sim.

Renata Kuerten foi de metalizado by Mob. Divina, maravilhosa, MAS, cadê cultura brazuca aí? Alguém sabe me dizer? Já Vivi Orth, de Vitor Zerbinato, também não explicou muito seu look não. E eu apenas não gostei de nada. 

Ah, se alguém reparou, eu falei primeiro das modelos. Agora vamos para as Misses!

Minha migue AND Fhits girl, Raissa Santana. Deusa master do universo amarelo, ela foi de Apartamento 03 e acredito que ela foi de sol. Não explicou a inspiração, mas eu explico: um SOL porque essa mulher ilumina tudo onde passa. Outra miss, Natalia Guimaraes, de Patricia Nascimento, duas mineiras no Baile da Vogue hein! Mas também não achei explicação pra roupa dela. Tem gente que vai de baile de carnaval mesmo e ignora o tema. 

Tipo Luiza Brunet e Vera Fischer. Um longo, uma cabeça e só.

Vamos falar de blogueiras? Camila Coutinho, adoro, mas não curti muito o look. Ela explicou como miscigenação cultural, diversidade religiosa, sagrado and profano para a roupa feita pela Bô.Bô. Se for olhar pela inspiração, tá bonito, mas ainda assim não me convenceu tanto como o look de Thassia Naves que a gente nem precisa pensar muito para ver uma cangaceira aí. QUE TIRO FOI ESSE MIGUE? Maria Bonita LINDA! Look perfeito da Le Lis Blanc por Helo Rocha. Arraso total, brasilidade TOTAL. Eis meu segundo look preferido!

Como a Alice fica bem de violeta hein? O cabelo pretinho (ai que saudade do meu) super contrasta com essa cor que adoro, num vestido de seda de Iorane, mais uma marca mineira presente no Baile! Já Sophia Alckmin, em uma versão doce de Carmen Miranda by Fatima Scofield. MAIS MINAS GERAIS NA VOGUE. Toma mundo.

Mariah de índia, by Ton Age me deixou um pouco de dúvidas… Só não tive dúvidas para o look MARAVILHOSO da Nicole Pinheiro! MULHER QUE LINDA VOCÊ DE BEIJA FLOR! Amei muito, eis meu terceiro look preferido, também Iorane.

(Nossa falta gente demais, deixa eu agilizar isso aqui)

Lu Tranchesi, LINDA de Jaci, deusa Lua com um tule todo bordado imitando uma pintura Tupi! ARRASOU! Eis meu look preferido numero 4! Ah sim, é de Sandro Barros. Já Marcela Tranchesi, também de Sandro Barros, usando um vestido que faz menção a Panapanã, revoada de borboletas… Nem sei bem que parte da cultura brasileira é isso, se alguém puder me adiantar já ajuda muito.

Helena Bordon, de arara azul, bem linda e mais uma de Le Lis Blanc. Pensei em escolher como o 5º look preferido mas desisti. Tá bonito, mas não amei. Carol Celico de D&G. Hum, cadê tema?

Lele Saddi, de Sandro Barros, não teve uma explicação para o look (tô olhando o insta de todas) mas achei bem brasileirinho o arranjo na cabeça, mesmo sendo lírios e que ela mesmo falou que não são daqui. O colorido tá bacana. E Leticia Bronstein se jogou no tema usando a camisa amarela da seleção brasileira de futebol!! Tem algo mais brasileiro que isso? Achei incrível AND ousada a ideia! Tá de parabéns.

Cris Tamer (amo de paixão) foi de Miss Brasil 2000, numa alusão a musica de Rita Lee. Até peruca ruiva teve! Mas… senti calor só de olhar e achei tudo um pouco confuso… Lala Rudge, de Rosa Chá, não quis saber de tema e foi coberta de cristais Swarovski. Ela explicou no Insta que o baile tem dois temas: black tie ou brasilidade e ela optou pelo primeiro. AH BOM EU NÃO SABIA DISSO. Desculpas a quem eu não consegui decifrar o tema. É black tie que chama né?

As moças da Vogue! Daniela Falcão, também toda no shine de Iorane e Donata Meirelles de Oxum por Le Lis Blanc! Curti a Oxum sabia?

Saí das modelos, das blogueiras, agora vamos para influenciadoras, apresentadoras e atrizes.

Paola Antonini, toda dourada de Hingrid Sathler e Julia Faria de… TIMBALADA! Quando vi a roupa dela, pensei: Mas cadê a brasilidad…. OPA OLHA A TIMBALADA AÍ GENTE! Claro! Tá na cara! Look by Patricia Bonaldi.

AI GZUIS ACABA POST!

Agora, Fabi Justus de Trinitá, remetendo aos trabalhos manuais e rústicos da cultura brasileira. A madrasta, Ana Paula Siebert, toda trabalhada no tropicalismo by Samuel Cirnasck. Gostei. Na verdade gostei mais do make que da roupa.

Rafa Brites de cangaceira. Opa já vimos isso por aqui e a Thassinha é imbatível. Agora me explica a Tici Pinheiro? Ela foi de cupcake? Depois de ir fuçar no Instagram dela, descobri que é um brigadeiro. Ok, realmente, agora vejo um brigadeiro. Mas não gostei MESMO! Tirasse essa saia dourada… sei lá!

Luciana Gimenez! Doida de tudo, adooooro! E amei a roupa dela! Tucano minha gente. Tucano RYCOH, mais uma pelada chique na festa! Calma que já explico. Ela se amou tanto que postou duas vezes a mesma foto no Instagram rs. Eis meu quinto look preferido (estamos no quinto mesmo?) Pessoas, e Paty Poeta? Como mudou, como tá linda! E esse corpo dourado? Vestido todo TRABALHADO NA BRASILIDADE SIM, por Leticia Bronstein. Vejo fauna e flora. E uma saboneteira que pelamor, onde compra? Ah, o cabelo também. Enfim. Tá linda!

As globais. Preguiça eterna dessa dupla, mas o povo ama né? Fazer o quê. Bruna Marquezine com o popozão de fora, também de Le Lis by Helo Rocha. Tu trabalhou nesse baile hein Helo? E Marina Ruy Barbosa, linda maravilhosa, de verdade, by Colcci. Amei o look dela, impecável essa bicha, do início ao fim. Vejo Brasil demais aí.

Dois looks que não gostei: Fiorella Mattheis de Rosa Chá… tem algo de Brasil achei pobrinho pro baile sabe? Faltou glamour. E Sophia Abrahao, com araras no blazer e uma melancia na mão. Tem brasilidade aí? Tem. Gostei? Não.

Mariana Goldfarb, de Lino Villaventura. Gostei, achei interessante, trocaria o cinto. Thaila Ayala, deixa eu ver o que ela escreveu no insta dela sobre essa roupa que eu não entendi nada. Peraí…

Achei, diz assim: MUTANTES. Ok, mais uma Rita Lee. Essa, de John John e mais moderninha.

Flavia Alessandra, brilhosa. Sem info. Giovana Antonelli, Le Lis Blanc. Mais uma. Só isso.

Preta Gil, Le Lis Blanc. Eta Helo Rocha!!! Gostei viu! E Elba Ramalho, nem precisava de look temático. Ela própria já é a brasilidade toda!

Paula Fernandes… Momentos de tensão… PASSOU! Ela foi bem bonita! UFA! Mas sabe o que descobri? Que a Chris Francini fez o styling dela. AH TAH. Entendi agora. E Luiza Possi, de Fabiana Milazzo toda farinha. Deve ser flora né?

Agora o bicho vai pegar. Sabrina Sato e Pabllo Vittar. Sabe que eu esperava mais de Sabrina? Tava linda de Miss Amazonas, mas ela poderia lacrar mais, como de costume. E Vittar, que justificou sua roupa como o fogo das fogueiras das festas juninas do Maranhão. Ah bom, é verdade. Podia ter uma cabeça de fogo também. Tô falando sério, faltou “coisa” para cima.

Jojo Todynho, que usou dois looks e eu amei o segundo mas não achei foto dele inteiro! Esse primeiro vestido foi inspirado no barroco brasileiro por Leticia Manzan. O segundo era um macacão TODO bordado do Amir Slama. Já Valesca Popozuda… de onça. Aliás, vocês já ouviram falar sobre a onça rica e a onça pobre? Pois é, entendedores entenderão.

Mirella Santos, com um vestido de Elisa Lima. Não entendi muito a inspiração (ou já estou vesga de tanto look), mas curti a beleza – cabelo e make dela. Viviane Araujo já tem cara de escola de samba né? Impossível olhar pra ela e não ouvir uma bateria acompanhando. Mais brasileiro que isso? Não existe. 

Agora a pelada que não é chique e de longe O PIOR look do baile. Que que isso miga? Pelada assim? Eva? Sério isso? Nada a ver com nada. Ah, é a Jessica Rodrigues, a mulher do Latino. E Ludmilla, numa overdose de texturas e materiais que não ficou nada legal. Gosto muito dela, mas essa roupa não rolou não.

  • AÊEEEEEE ACABOU!!! Ufa, mas também né, pra quê que fui escolher tanto look assim!!! E por que eu não fui? Com medo de aparecer no Futilish e ser julgada hahahaha. Mentira, não fui convidada, não fui atrás disso (na verdade nunca me lembro) e me recuso a tentar “invitation”. Um dia vou… mas aí vocês vão ter que me dar muito apoio moral com o look hein rsrsrs.
Página 3 de 1,15012345Última »