Comportamento
Chora Que Eu Te Escuto
16 maio 2019, 99 comentários

Chora Que Eu Te Escuto

Hoje estou tão revoltada com um caso que até fiz live dele no Instagram para desabafar.

Começarei por ele:

Chora 01 – Kelly

“Oii Cony!! Antes de mais nada, parabéns pelo seu trabalho,  você é a única blogueira que eu acompanho regularmente, e ja lá vão muitos anos ! O meu chora é sobre relacionamento.

Namoro a 9 anos com um rapaz, eu tenho 31 anos e ele 32! Vivemos juntos a quase 3 anis! O problema é que ele nunca trabalhou, nesse tempo que namoramos, nunca vi um esforço da parte dele em mudar essa situação, resultado quem banca a casa sou eu. No início, era para eu morar sozinha, mas ele foi ficando, e ficou de vez! Eu não me importava de assumir as contas de casa, porque era tudo novo, mas agora me incomoda!! Ele não sai para procurar emprego, ele não tem aquela ambição em trabalhar por conta própria, passa o dia vendo seriados e jogando video game!! Eu sei que arranjar emprego tá difícil, mas se ninguem te emprega, pelo menos tentar fazer algo para reverter a situação!

Para mim é frustrante, ter que colocar a comida na mesa, pagar as contas, enquanto ele fica esticado sem fazer nenhum!!  Mesmo quando ele tem uma graninha, ele não consegue (ou não quer) tirar para me ajudar!! A falta de ambição dele preocupa-me!

Desde o início do namoro, quando a gente sai, eu é que tenho que pagar a conta, o pior é que quase sempre saimos com um amigo dele, e ele olha pra mim dizendo para eu pagar a conta de nós três.

Se ele organizasse a casa, enquanto eu trabalho, se calhar eu n haveria de me chatear tanto, mas tive que contratar uma diarista para me ajudar, porque dificilmente ele faz algo (lava a loiça mas isso foi depois de muita luta).

Assunto casamento e filhos nem se fala! 9 anos de namoro e nem uma aliança de noivado a vista! Sinto que estou a perder o meu tempo, que infelizmente não vai voltar.”

Minha linda, não quero ser rude ou muito dura com você, mas por favor, SAIA DESSE RELACIONAMENTO ASSIM QUE PUDER. Não é assim, não tá certo, ele é um vagabundo, está te fazendo de trouxa até pros amigos dele! FIA, ONDE JÁ SE VIU MACHO PEDIR PRA PAGAR A CONTA DELE E DO AMIGO DELE??? NÃAAAAAAAAAAAAAAAO! NÃO ACEITE ISSO! Você merece alguém que te valorize, que te apoie, que seja seu parceiro, seu companheiro, alguém que tenha objetivos de vida com você, não um sanguessuga que vive as suas costas no bem bom! Tá errado! TÁ MUITO ERRADO! Isso não é relacionamento, isso não é amor, ele é um APROVEITADOR e você não está enxergando. Você pegou um homem para criar, está sendo mãe dele e acho que nem isso, nem mãe se trata assim. GRAÇAS A DEUS QUE ELE NÃO FALA EM CASAMENTO! FOGE DESSA CILADA. Mas ó, vou te pedir uma coisa… Saia dessa relação aos poucos, sei lá, o fato dele te fazer pagar a conta dos amigos me soa como alguém desequilibrado ou sem o mínimo carinho e amor por você. Tenho medo dele te agredir ou sei lá o que. Vai aos poucos, se posicione lentamente, coloque regras, A CASA É SUA E É VOCE QUE MANDA AÍ, e procura a ajuda de uma terapia para conseguir sair dessa da maneira mais sábia, tranquila e segura que conseguir. Mas não admita mais as folgas dele. Por favor, se valorize.

Chora 02 – Brenda

“Dessa vez é problema com minha irmã. Na verdade nossa criação foi feita por dois loucos, meu pai que não bate muito bem e minha mãe que por ser completamente submissa, enlouqueceu junto. Eu sou a mais velha e desde muito cedo foi colocada muita responsabilidade em mim, eu precisava ter comportamento de adulto, precisava ser responsável pela minha irmã, precisava ajudar em casa e tudo mais.

Sempre fui bocuda e não aceitava injustiça, por isso apanhei e muito, dos dois, de deixar marcas físicas e emocionais. De ser ameaçada caso contasse aos professores ou qualquer pessoa.

Mas com ela a coisa era diferente, ela sempre foi mais “esperta”, malandrona,  falava e fazia o que eles queriam ver e ouvir. Por isso nunca apanhou do meu pai, que era pior, e se apanhou da minha mãe, honestamente não me lembro. Ela mesma já admitiu que percebeu a diferença e disse que aprendeu fazer isso para não passar pelo mesmo que eu.

Além dessa diferenciação, eles estimularam rivalidade com coisas bobas, por ex, ela comia o chocolate dela primeiro e falava que queria mais, minha mãe explicava que tinha acabado e ela falava que eu ainda estava com o meu. Óbvio que minha mãe fazia eu dividir, pq eu estava errada em não comer rápido e ela não podia passar vontade, porque poderia morrer(literalmente) de vontade, é sério, era a explicação.

Maaaas, sempre fui muito esforçada, nadando contra a maré, comecei trabalhar cedo,  sai de casa cedo tb em um casamento de merda, estudei, tive uma filha, estudei mais, me separei, casei de novo, vivo feliz em um apê que compramos juntos, lutamos juntos e me considero super esforçada, aquela que arregaça as mangas, mata um leão por dia e ainda divide as contas. Tudo o que tenho e que fiz, foi com meu suor tb. Nunca ganhei nada de ninguém, nem de marido.

E minha irmã é a famosa exploradora de homens. Casou com um cara que ela achou que daria uma vida confortável e assim que ele começou ficar mal de dinheiro,  pulou fora. Já teve uns 4 namoros “super sérios”, depois dessa separação, expondo meu sobrinho a todos eles. Inclusive sendo “namorada” de cara casado que bancava ela e o apartamento em que vivia com meu sobrinho.

Hoje ela está com um cara que ninguém sabe direito o que faz da vida, porque ele não gosta de se “expor”. Já reformou o apartamento dele pelos gostos dela, já pagou diversas cirurgias plásticas pra deixá- lá como ele gosta, ela não trabalha (óbvio), na maioria do tempo nem ele, não precisa cozinhar pq almoçam e jantam fora todos os dias, viajam pra caramba, curtem a vida a doidado. Ela explora meu ex cunhado que é um banana e ainda paga até o convênio dela e sustenta meu sobrinho.

Bom, já perdoei meus pais, já entendi que aqui se faz, aqui se paga…
Mas não suporto ouvir falar dela!
Quero mudar isso, até mesmo pq estou tentando melhorar, fazer reforma íntima e tudo mais, mas não a suporto.
Nem nos falamos mais, pq eu disse que não concordava com exploração do ex dela.

Só sinto isso quando minha mãe comenta dela, em todo o resto do tempo, mal me lembro da existência.

O que fazer para conseguir seguir adiante? Para parar de sentir raiva por tudo ser tão suado pra mim e ela só na vida boa sem esforço. Espero pelos conselhos das leitoras tb.”

Você está se contradizendo… disse que mal lembra da existência dela mas quer parar de sentir raiva por ela conseguir tudo de uma maneira mais “fácil”. Essa disputa e essa comparação que seus pais permitiram na sua infância/adolescencia tá aí até hoje e acho que só muita terapia para desvincular da vida da sua irmã. A vida dela é DELA, se ela consegue as coisas de um jeito que você não faria, isso é problema DELA. Se a vida vai dar volta e vai fazer ela pagar, não se sabe, pode ser que nada aconteça e isso NÃO PODE te atingir! Foca na SUA vida, na sua família, no seu trabalho e esquece de verdade o restante. Terapia já.

Chora 03 – Donna

“Cony seu blog é o meu preferido eveer. Até já escrevi um chora, sou a Gin e recebi uma enxurrada de críticas hahaha Mas não ligo, precisava mesmo daqueles puxões de orelha. Agora passado 1 ano e meio da separação, apartamento novo, reorganizei minha vida com a minha pequena é lógico.

Estou bem feliz psicológicamente falando, financeiramente não tá lá aquelas coisas mas dou um jeito sempre. Nunca faltou nem faltará nada pra minha filha nem pra mim. Trabalho pra caramba, sou esteticista e micropigmentadora, minha profissão tem seus picos, mas sou forte.
Saio aproveito a vida de solteira, até uns meses atrás tava tudo okay.
Mas conheci um carinha, o oposto do meu ex: querido, carinhoso, romântico, amoroso. Estamos ficando, ele mora a 30 km daqui, nos vemos mais fins de semana. Maas, o problema é sempre o MAS kkk. Ele mora com a avó, porque perdeu a mãe quando tinha ainda 3 meses e tals, uma história bem triste. Mas precisa morar com a avó ainda? Caraamba ele não dorme na minha casa porque a avó não gosta. E fico putassa com isso. Acho que ele já está passado da idade de morar sozinho ou ao menos se mandar.
Ele já falou em namoro algumas vezes, conversamos todos os dias no WhatsApp já que ele não mora aqui,
Ele me cobra conhecer a minha filha (nunca deixei ele vir aqui ela estando em casa), ficou chateado comigo porque não convidei pro meu aniversário, mas a vó não deixa ele dormir comigo (Oi?). Como é que vou ter segurança de assumir um namoro com um cara mandado pela avó?
SOCORRO”

Tá procurando sarna pra se coçar né fia? Se morar com os pais depois de uma certa idade já é fator agravante pra escolha do boy (eu acho, eu faço a cruz pra homem que mora com mãe/pai) morar com a avó então… e ainda não poder dormir fora porque ela não deixa? Ahhhhh, pára né? Não perguntei a idade dele, mas se tiver mais de 18 anos, é bom abrir o olho. E outra coisa, PRA QUE alimentar uma relação que tem situações que tem deixam “putassa”? Pra que isso? Pra que conviver com algo que não te agrada? Cês tão querendo é sofrer mesmo…

  • Choras ABERTOS! Podem mandar seus desabafos, suas dúvidas, suas angústias para constanza@futilish.com e no assunto colocar CHORA QUE EU TE ESCUTO. O conselho aqui é direto e reto ok? Quer carinho, cafuné, colinho, vai conversar com sua mami.
Moda
Como Usar, Fashion Emergency
15 maio 2019, 54 comentários

A Classificação Socioeconômica do Cinto!

AÊEEEEEEE, foi tanto que vocês pediram que cá estou eu montando este post para ensinar a escolher um cinto bonito e RYCOH! Lembrando sempre que a “riqueza” não tem nada a ver com preço, valor, marca, etc, mas sim com boa qualidade e bom gosto.  É uma forma que encontrei para desenvolver o bom gosto de vocês. E tem dado certo, minhas dinos (dinossauras, leitoras que me seguem há muitos anos) são muito elegantes e estilosas.

Vamos lá, como identificar um cinto rico de um pobre? O que tem que ser analisado?

A FIVELA.

Obviamente que o corpo inteiro do cinto muito interessa, bem como acabamento e tal, mas a fivela é que vai mandar na riqueza do cinto. Se o cinto for todo lindo mas a fivela feinha, já era.

Eu particularmente, acho muito mais lindo uma fivela forrada no mesmo material do cinto, muito mais elegante! E se for de metal, gosto de metal pesado, com corpo e dou preferencia para as diferentes. Fujam de fivelas “frágeis”, fininhas, dessas comuns. Também não gosto muito daquelas tachinhas que arrematam e seguram a fivela, prefiro bem mais quando essa voltinha é costurada e colada, mas nem sempre acharemos um cinto tão perfeito. O que não dá para errar MESMO é na escolha da fivela.

Vamos exemplificar:

 

Vamos começar pelo exemplo básico do cinto preto. Olha a diferença de um e outro! O primeiro é rycoh e o segundo pobrinho. O primeiro não tem costuras, o corte dele é perfeito e não tem a tal tachinha segurando a fivela. Acho mais clean, mais chique. Outra coisa, olha como a fivela forrada fica mais linda. Mais um detalhe que não sei como explicar: reparem como o primeiro cinto e firme e o segundo parece mais mole, como o primeiro é reto e o segundo meio torno. Tudo bem que o material é diferente, por isso indico couro de verdade. O sintético quebra e esfarela então é bom investir num cinto de qualidade.

De novo atenção para a fivela. Olha a primeira que maravilhosa, grossa, pesada, com presença, parece coisa boa, diferente. A segunda já é bebem comum, fosquinha, mas parece fosca de velha, e até achei a cara dela triste. 

Nem toda fivela forrada é rica, tem que prestar atenção às costuras, ao formato. A primeira fivela azul (ou roxa) tá linda. O posposto exatamente da cor do material do cinto, quase nem aparece. Além disso, essa fivela tem um voluminho o que impõe mais. A outra, a rosê, é forrada mas parece papelão forrado. Entendem essa diferença? E além disso, olha lá duas tachinhas segurando a fivela. Como falei, é bem mais difícil achar cintos com essa parte colada e costurada ou invés de usar a tachinha, mas é um detalhe que pode passar caso o restante todo do cinto estiver ok, ainda mais porque na hora de vestir, o cinto cobrirá essa ferragem.

Os dois de baixo são dois cintos mais finos com fivelas douradas mas separados pelo bom gosto. No primeiro, o preto, a fivela é chique, dourado bonito, o palitinho (sei lá como chama isso) tá reto, firme. Não tem as tachinhas segurando a fivela, o cinto não tem pesponto (prefiro), o material parece bom (parece couro de verdade mas se não for, tá muito bom). Já o segundo tá bem humildezinho, o básico do básico, parece que feito com os materiais mais baratos sabe? É aí que temos que treinar o olho. Pode ser feito com materiais mais simples sim, mas acabamento e modelagem é essencial! 

Olha que gritante a diferença de uma fivela rica com uma pobre. To morrendo de amores por esse cinto preto, achei a coisa mais chique do MUNDO! Ele é todo perfeito! As beiradas dele nem são retas, são curvas o que deixa ele mais rico ainda. A fivela enorme, dourada, mas numa chiqueza só! Olha o acabamento perfeito, nem uma linha torta ou fora do lugar! Já o segundo chega a doer os olhos. E o pior, eu já tive algo assim. Mas ainda bem que aprimoramos o gosto né?

Então eis os pontos de atenção:

  • fivela, sempre analisar em primeiro lugar
  • tachinhas segurando a fivela, melhor não ter, mas se tiver, o restante do cinto tem que ser nota mil
  • forro interno BEM colado. Forro descolando ou enrugando é horrível!
  • acabamento das costuras, tem que ser delicado, bem feito.
  • pespontos discretos (a não ser que seja um detalhe do cinto)
  • beiradas bem cortadas
  • prefiro de couro couro, porque os sintéticos “quebram” e fica horrível. Descascou ou quebrou, já joga fora e compra outro.

 

Enfim, acho que é isso. Vou até dar uma olhada nos meus cintos e ver se tá tudo ok por lá hahahaha. E vamos treinando o olho! 

Compras
Shopping Time
13 maio 2019, 36 comentários

Onde Comprar – Legging Preta!

Até eu estava esperando esta seleção hahahaha. Tem coisas lindas, preços para todos os bolsos e uma que é minha paixão. Na verdade duas, vou mostrar pra vocês.

01 – Da C&A por R$ 99! Tem um recorte na lateral! LINK

02 – Zara, com elástico na cintura. Essa é bem grossinha! Amo as leggings da Zara, só tenham cuidado com as de suede pois soltam muita tinta. R$ 149 LINK

03 – Mais uma da Zara, com efeito encerado (acho estiloso e moderno) por R$ 149 LINK

04 – Zara, legging com efeito de veludo, R$ 129 LINK

05 – Le Lis Blanc, de cintura alta e zíper no tornozelo, por R$ 540 LINK

06 – Alcaçuz, também R$ 540, cintura média. LINK

07 – Da Forlegs, por R$ 220. De cirré, cintura alta, achei bem linda! Acho que vou comprar hahahaha LINK

08 – Mais uma da Forlegs (amei essa marca, não conhecia, tem várias leggings!), por R$ 220, também de cintura alta. Achei ótima pra viajar! LINK

09 – Da Animale, recortada e com mix de materiais, por R$ 598 LINK

10 – Essa é da John John, com efeito resinado por R$ 198! LINK

11 – As leggings da Live são ótimas! Essa é de tecido com efeito couro, linda linda! Por R$ 369,90 LINK

12 – Essa eu tenho e AMO! Ela que me acompanhou durante toda a viagem do Deserto do Atacama, Bolivia e Peru! A malha é ótima, cintura alta, modela super bem o corpo e não marca nada. Eu queria uma de cada cor, mas parece que só tem preta. Vale cada centavo. R$ 169,90 LINK

13 – Comprei essa esses dias e já usei um bocado! Amei! Da Zara, efeito couro, por R$ 149. Fica LINDAAAAA! A minha é a G, uso jeans 40/42. LINK

14 – E para terminar, uma da Renner, tecido grossinho e com detalhe no bolso, por R$ 139. LINK

  • E eu acabei comprando a de cirré hahahahaha. Eu sempre me auto influencio kkkkk. Amo legging preta, e vocês?