ModaCompras
Fashion Emergency, Shopping Time
17 jul 2016, 66 comentários

Desejo – Piercing de Argola Milionária

Já tem um bom tempo que cismei com um acessório que não acho em lugar NENHUM! Trata-se de uma argola com umas três corridas de pedrinhas (que podem ser zircônias ou diamantes rs) para por no meio da orelha. Não é bem um piercing, eu diria que é mais tipo uma abraçadeira de orelha rs.

Cismei porque vi umas meninas usando e fiquei maravilhada com o efeito lindo que dá na orelha mas NUNCA, NUNCA achei para vender até o dia que passei em frente a Vivara (semana passada) e vi uma foto gigantesca da Gisele Bundchen usando uma.

Pensei: é agora que mato essa vontade! Não deve ser tão caro assim!

Entrei e pedi o brinco da Gisele. A moça disse ¨Ah, o piercing? Você deu sorte, só tem mais um, quando chega, acaba na hora!¨. Já estava mentalmente cantando a musiquinha da vitória quando ela trouxe o brinco assim na mão mesmo, o que reforçou minha teoria que seria uma peça não tão cara. Se fosse jóia jóia, viria em bandejinha né?

Vi que era de pressão, coloquei facilmente na orelha mas apertou TANTO que deu dor de cabeça imediatamente. Falei com a vendedora que estava doendo e ela me disse que não teria problemas, já que a Vivara tem um ourives de plantão que deixaria na pressão exata para mim. Perguntei o material: ouro branco com diamantes. Aí meu sensor de coisas caras apitou… Perguntei o valor e quase caí pra trás:

vivara

R$ 2.190. Sim, dois mil reais. 

Brinquei com ela… Moça, não vou pagar dois mil num negócio que dói e dá dor de cabeça né? E ela, ah mas a gente divide de até 10 vezes.

Nem assim amiga, deixa eu sair com o rabinho entre as pernas e rezar para achar um inspired por aí!

Querem ver como fica??? Assim ó:

piercing2

Olha o da Gisele… eu quero para colocar mais embaixo, no meio meio e abraçando a orelha, como nas outras fotos.

piercing1

Repeti uma foto porque até foto do bichinho é difícil de achar.

  • Acho lindo, maravilhoso, chiquérrimo e descolado, mas R$ 2 mil num negócio que dói e que se diminuir a pressão pode cair em qualquer lugar, não obrigada. Ainda não cheguei nesse nível de loucura. Agora a pergunta do milhão, alguém já viu algo parecido por aí?
Moda
Como Usar, Fashion Emergency
13 maio 2016, 42 comentários

Fala Que Eu Te Escuto – Tá Frio, Mas Nem Tanto

Continuando com a Semana da Leitora, hoje temos uma dúvida da Ka e espero a ajuda de vocês nos comentários hein!

¨Oi, Cony. Estou com sérias dificuldades pra me vestir nesse “inverno” carioca. Nunca faz frio de verdade, mas faz um frio leve (que é bastante pra gente). Aí acho que o povo exagera: gola alta, bota, meia, tudo ao mesmo tempo. Too much! E eu fico na maior dúvida. Principalmente nos dias de chuva, que eu quero ter o pé cobertinho… Outro problema é que meu quadril é maior do que gostaria. Uso calça e parece que chama mais atenção. Como resolver? Como trabalhar ou bater perna nesses dias de chove/não chove, faz frio, mas nem tanto? Tenho fé que você vai trazer uma luz pra essa carioca. Beijos, Ka¨

Boa pergunta Ka, porque aqui em BH também tá um friozinho não friozinho. Por mais que eu faça a dança do inverno todos os dias, o frio frio mesmo ainda não chegou (vem logo, seu lindo!). Vou TENTAR te ajudar porque o Rio pra mim é sempre quente hahahaha. Então posso dar umas viajadas nas minhas dicas, por isso pedi ajuda às leitoras 😉

Vamos considerar um tempo fresquinho???

 

invernorio2

Carioca é mais estampado né? Mas vamos tentar deixar as frô em casa e dar preferência para grafismos! Olha os looks que bacanas para ir trabalhar. E nesse frio não frio é bom pensar em um casaco fácil de tirar, para quando sentir calor!

rioinverno1

Blazer é ÓTIMO para trabalhar, para o tempo fresquinho e para quem tem quadril largo sabia? Deixe ele um pouco abaixo do quadril (como a foto do meio) para dar uma bela disfarçada.

invernorio5

Looks com calça preta também ajudar a disfarçar o quadril. Pensem em ankle boots (da merca cor da calça), um tênis street ou mocassim.

invernorio3

Camisa jeans é item obrigatório num guarda roupa. Tão versátil… E no frio não frio, ela fica ótima e cumpre super bem o papel. Se acha que vai sentir frio só com a camisa, use um suéter por cima e deixe a gola aberta. Chique e estiloso. 

Também é o momento de aproveitar as mantelas, falei delas neste post! Ideal para essas temperaturas e super tendência para este inverno.

invernorio4

Ao final do post farei uma lista com as peças necessárias para fazer bonito nesses dias ok?

invernorio6

Se o frio permitir, abuse de vestidinhos com bota e jaqueta! Também mude um look simples com um lenço bacana 🙂

Agora anotem a listinha dos itens necessários para looks em clima fresquinho:

  • Jaqueta jeans
  • Blazer (preto, branco, estampado, colorido… qualquer um)
  • Legging preta (se puder, uma imitando couro também)
  • Botinha (biker, como a do post de ontem) ou com salto 
  • Camisa jeans (para usar no lugar de uma jaqueta ou como camisa mesmo)
  • Camisetas de malha de cores básicas (manga longa também)
  • Casaquinhos tipo Chanel
  • Tricôs leves
  • Tênis
  • Lenços
  • Calça jeans

Com essa turma, você montará look LINDOS e super funcionais.

  • Alguém quer complementar com dicas para a Ka?
Moda
Fashion Emergency
19 abr 2016, 79 comentários

É Falsa ou Não?

Recebi um release que achei BEM interessante de divulgar para vocês!

Seguinte, ontem mesmo estava conversando com uma amiga e ela me contava que tinha visto uma bolsa grifada num brechó, se não me engano era uma Chanel, e ela estava tentada a comprar. Acontece que tinha medo da bolsa ser falsa, pois apesar de ser de brechó, era uma Chanel e bem cara. Imagina desembolsar uma graninha por uma bolsa fake? Não né? Daí falei que eu não compraria, só se conhecesse a pessoa que estava desapegando da bolsa, etc e tal e inclusive comentamos o quanto existe de bolsa falsa por aí. Não estou falando das Luís Vitão ou das Guchi do camelô, mas aquelas réplicas AAA que MUITAS socialites compram no mercado negro e que, como são ricas, ninguém fala que são bolsas falsas. Mas sim, são falsificadas e é super comum. Sei de cada história… mas enfim, o que queria contar é sobre esse mail que recebi contando do serviço do site Etiqueta Única (brechó de luxo online), formado pela ex diretora da Chanel do Brasil e a atual diretora da Dior no Brasil. Elas montaram um Guia de Autenticidade de produtos de luxo e se você, tal como essa minha amiga, tem medo de comprar uma bolsa grifada de segunda mão ou sem ser na loja oficial e medo de levar algo falso, fique atenta nessas dicas.

LOUIS VUITTON

d89ebfb397be6559998b14097d6625e8

Materiais e estampas

  • Couro legítimo – O couro utilizado para fabricação das bolsas Louis Vuitton são de excelente qualidade, apresentando um envelhecimento bem específico com o uso; ele escurece com o tempo!
  • Canvas – Muitas bolsas da Louis Vuitton são fabricadas com um tecido produzido a partir do algodão. O canvas (lona em inglês) passa por diversos processos de tratamento para fortalecer a durabilidade e garantir a impermeabilidade;
  • Mesmo nas peças produzidas com o canvas, alças e acabamentos são apresentados em couro legítimo;
  • Cada peça tem o monograma formando uma estampa, que sempre está alinhada e simétrica. Verifique o encontro das estampas nas costuras e aplicação de bolsos.

 

Metais e fechos

  • Verifique se os fechos e puxadores dos zíperes possuem inscrição com a logomarca;
  • Atente-se ao funcionamento dos zíperes presentes na bolsa. A marca realiza teste com maquinários que abrem e fecham os zíperes cinco mil vezes para garantir o padrão de qualidade do material; (Sei não hein? Comprei uma LV pra dar de presente pra minha mãe, comprada na loja do Cidade Jardim e o fecho era uóoooooo! Eles mesmo mandaram passar vela…)

 

Costura

  • Os pespontos nos produtos da marca são impecáveis e possuem o mesmo número de costuras dos dois lados das alças;

 

Código de autenticidade e etiquetas

  • Os códigos de autenticidade das bolsas Louis Vuitton, presentes no interior dos produtos, possuem letras e números. Podem ser apresentado de diferentes formas: em uma etiqueta interna ou gravado diretamente no forro, seja ele de couro ou outro material;
  • Atualmente, produtos Louis Vuitton são fabricados na França, Estados Unidos, Itália, Espanha e Alemanha. Atente-se à inscrição do local de fabricação e certifique se apresenta um desses países.

 

CHANEL

double-chanel

Materiais

  • As bolsas da Chanel são produzidas com couro de carneiro ou couro caviar;
  • Se encontrar resíduos de cola no couro da bolsa, atenção! As réplicas são coladas, enquanto as originais são todas costuradas;

 

Metais e fechos

  • Modelo 2.55: o fecho é retangular (sem o logotipo da marca) e a alça é uma corrente composta por três elos metálicos entrelaçados;
  • Modelo Flap clássico: possui fecho com a logomarca – dois C’s sobrepostos, e alça de corrente com couro entrelaçado;
  • Logotipo: observe a sobreposição dos C’s no fecho da bolsa. As originais apresentam o C da direita sobre o C da esquerda na parte superior e, na parte inferior, o C da esquerda sobre o C da direita;
  • Na parte de trás do fecho, no interior da bolsa, encontram-se duas palavras: Chanel (à esquerda) e Paris (à direita);

 

Relevos

  • Relevo matelassê: nota-se o encaixe perfeito dos padrões em todos os ângulos – no encontro da aba da bolsa com o corpo, nas laterais e na aplicação de bolsos;

 

Etiqueta Interna

  • Na parte interna da bolsa, a  logomarca da Chanel encontra-se centralizada e gravada em folha de alumínio da cor dos metais;

 

Holograma

  • A etiqueta, o adesivo e o design do holograma variam de acordo com a data de fabricação.As produções mais recentes, a partir do ano 2000, contam com adesivo revestindo a etiqueta. Esse adesivo possui um leve brilho (como purpurina), corte nas transversais e o número de série, que varia entre sete e oito dígitos. Esse número é exatamente o mesmo do cartão de autenticidade que vem acompanhando a bolsa.

 

GUCCI

c724e43e98bfda9cf1e660a30c590fb8

Materiais

  • Couro: todos os produtos da Gucci são fabricados com tiras de couro legítimo;
  • Costuras: os pespontos devem estar alinhados e perfeitos;
  • Ícones impressos no material: os G’s que formam o padrão das peças da Gucci devem estar visíveis e padronizados, e não borrados ou cortados. As bolsas em couro possuem o GG marcado no couro, formando uma estampa, nunca impressos em cima da superfície do produto.

 

Etiquetas e número de autenticidade

  • O número de cada peça da Gucci está na parte de trás da etiqueta interna, o número superior indica o código do modelo da bolsa. Para os modelos atuais, esse número possui 6 dígitos. A logo da Gucci deve ser limpa e precisa, e possuir o inscrito “Made in Italy” embaixo.

 

Metais e fechos

  • Os metais e fechos dos produtos da Gucci devem ser pesados e muito bem feitos, e normalmente possuem a logo da marca inscrita. Os zíperes podem ser feitos tanto em metal quanto em plástico. Se for de metal, eles devem ter o nome da Gucci gravado.

 

Acessórios

  • As embalagens antigas eram pretas e pratas, depois foram trocadas para cor de mel e, agora, as mais recentes possuem tom de marrom escuro.

 

Que tal? Um bom guia para saber diferenciar uma bolsa falsa de uma verdadeira né? A gente nunca sabe quando vai precisar dessas informações…