Moda
Como Usar
24 jun 2019, 0 comentários

Casaco Camel!

Essa foi mais uma das dúvidas que apareceu nas perguntas dos Stories no Instagram… como usar um CASACO CAMEL?

As inspirações fizeram tanto sucesso que resolvi fazer um post mostrando como é chique e elegante um casaco dessa cor.

Quando a gente pensa em roupa de inverno, logo pensa em preto não é? Ou preto, ou cinza, ou marrom, e de vez em quando arrisca uma outra cor. Eu acho camel (ou caramelo) super versátil, além de ser uma cor que remete a elegância e requinte.

Olha só como fica bonito e como é fácil de usar:

Pensei nos modelos mais alongados, mas um blazer nesse tom também faz lindo. Com tênis branco, confortável e estiloso. 

Com jeans, não tem erro.

Camel com camel, camel com preto.

AMO camel com jeans!

Com uma camiseta branca básica.

De todos os looks, esses dois são meus preferidos. Obviamente, a blusa listrada deu um charme a mais.

  • Quando falei sobre essa cor de casaco no Instagram, fiquei desejando um e… continuo querendo! Vou dar uma olhadinha na Zara que já entrou em liquidação. Chique não é?
Moda
Como Usar, Fashion Emergency
17 jun 2019, 76 comentários

Substituindo a Sapatilha

Fiz um vídeo no IGTV esses dias sobre os 5 Sapatos Tem Que Ter e deu uma polemicazinha porque não coloquei uma sapatilha entre os escolhidos. Bom, se não coloquei, é porque eu não acho a sapatilha um sapato necessário. Tanto que não tenho mais nenhuma já há alguns anos!

Daí muita gente falou: ah mas não largo minha sapatilha por nada, preciso usar salto baixo!

Sim, não é nada contra os saltos baixos mas acontece que antigamente, tipo uns 5 anos atrás, a única opção que tínhamos e que aceitávamos para sapatos baixos era a sapatilha. Foi quando começaram a aparecer outros tipos de sapatos mas a gente ainda não era acostumada. Foi um processo até aceitar os loafers, os oxfords, os slip on, a volta do tênis para uso diário… Só para ter certeza do que eu estava afirmando, fiz um exercício: fui ao shopping e comecei a reparar nas mulheres que estavam de salto baixo, pouquíssimas usavam sapatilhas, mas poucas MESMO, a maioria deu uma modernizada nos pés e eu SUPER apoio isso.

Eu substituí a sapatilha com gosto, frente a esse monte de outras opções acho que ela ficou antiquada além de achatar e encurtar muito a silhueta. Se for pra ser sapatilha, que seja de bico mais fino e com algum diferencial. Aquela sapatilha que tínhamos de todas as cores, com bico redondo e o lacinho, já era.

Agora vejamos as outras opções de salto baixo mais atuais e estilosas?

Minha primeira opção para a substituição da sapatilha: o LOAFER! Acho chiquérrimo e por mim teria um de cada cor! Tenho 3 pretos e um de onça.

Mule! Eu ainda tenho certa resistência, confesso que quando quero um sapato baixo vou direto no loafer mas a mule ganhou MUITO as ruas. Vejo muito gente usando e acho lindo lindo! Para mim o problema é sentir o pé meio solto, mas para quem não tem esse problema, é uma ótima saída.

Oxford! Foi o primeiro sapato baixo que apareceu para nos desencarnar da sapatilha. Acho mega estiloso!

O slip on é uma mistura de loafer com tênis, um tênis que não é tênis mas tem o conforto de um. Acho MARAVILHOSO para quem vive de sapatilha e quer conforto e estilo!

Claro, não poderia faltar ele, o tênis! Para mim, a volta mais triunfal do mundo da moda. Vivo de tênis, dá para usar no dia a dia, para trabalhar, para sair para tudo! Aqui no blog tem vários posts falando sobre isso.

Agora se você é da turma que quer sapatilha de qualquer jeito, tente as pointed flats, as sapatilhas pontudinhas. Essas pelo menos não achatam tanto e são bem mais elegantes!

  • Farei novo vídeo com os 5 sapatos tem que ter versão salto baixo, acho que na verdade no meu primeiro video teriam que ser 6 sapatos (incluindo um loafer!). E aí? Dá para tentar outros tipos de salto baixo ou ainda fica na sapatilha?
Moda
Fashion News
11 jun 2019, 29 comentários

Tendência Sim Ou Não? Tie-Dye!

Vamos a um Momento Futilish de Cultura?

“O tie-dye (que em ingles significa amarrar e tingir) surgiu a muuuuuitos e muitos anos atrás e era muito comum na Ásia e África. Lá pelos anos 70, essa técnica de tingimento teve seu auge juntamente com o movimento hippie, quando tudo era colorido e artesanal.”

Eu mesma já tingi várias camisetas quando adolescente. Pegava uma t-shirt branca, amarrava com elástico de dinheiro, e passava corante de cores diferentes em cada “gomo” da amarração. E ficava bonito viu? Mas obviamente, quando eu era adolescente.

Bom, eu acho bonito, gosto das cores, mas sinceramente, não acho chique ou elegante. Acredito que a peça tem que ser MUITO linda para eu gostar e olha só… de tudo que pesquisei e salvei, não curti nenhuma.

Mas isso sou eu, quero saber de vocês!  Vejamos algumas fotos?

O Tie-Dye na passarela dos desfiles de SS 2019.

O Tie-Dye nas ruas. Assim, com jeans e bastante cor, até que eu gosto! Já que é pra ser tie-dye, que seja beeeeem coloridão.

Giovanna Battaglia e Anna Wintour, as donas das modas do mundo todo, já fizeram suas aparições usando tie-dye. Na Wintour achei até ok, mas amar amar, não amei não.

Com certeza essa camisa foi uma das it peças dessa trend. Não sei de quem é não. E também não gostei.

Tiedayzinho mais de boa, do mesmo tom. 

Achei engraçado que as duas escolheram usar suas blusas de tie-dye (olha a camisa aí de novo!) com saias plissadas e botas. E o mesmo óculos. 

E agora um tiedyezão todo espalhado! Também não curto.

  • E aí? Que tal essa tendência? Sim ou não?