24
Aug 2009
Falando em festas…
Cotidiano

Gentem, momento baphon…

De uns tempos pra cá fiquei chata e metida rsrsrs, e reparo muito no comportamento dos outros em jantares, festas e afins. Mas tenho visto umas coisas em festas sem noção. Inclusive, coisas que eu fiz. Eu assumo. Mas tudo tem jeito nessa vida…

O que não fazer em festas:

01 – Ok, você chegou na festa, deslumbrante, mas faminta e morrendo de sede. Não comeu nada o dia inteiro pra entrar no vestido né? Aí de cara tem aquele buffet magnífico, cheio de coisinhas coloridas e apetitosas. Hummm, champagne, delíciaaaaaaa. Stop baby. Pra não pagar king kong (é um mico mais elevado) e comer como desesperada e cair bêbada após a primeira taça, faça um lanchinho leve em casa antes de sair, leve um halls na bolsa, um chocolatinho se a fome apertar muito. Mas evite sair de estômago vazio, que além de tudo, causa mau hálito.

02 – Sabe aquelas fitinhas de pendurar o vestido de festa no cabide? Corte-as. Ou prenda-as MUITO bem no sutiã. Acho feio, na verdade, acho mais é engraçado, ver a mulherada dançando YMCA e as fitinhas aparecendo felizes e saltitantes fora do vestido. Eu corto tooooooooooodas, de todos os vestido, blusas, tudo!

03 – A festa tá bombante, a música tá demais, uma alegria contagiante se não fosse pelo sapato que está literalmente assassinando seu pé. Amiga, pufavô, sei que tá doendo, que você tá sofrendo, mas NÃO tire o sapato. Isso é muito feio, ficar dançando descalça e ainda tirando foto do pé pelado. No no no. Doa o que doer, não faça isso. Amacie o sapato em casa, treine bem ele antes de sair, mas em hipótese alguma fique descalça.

04 – Ficar grudada no namorado/marido. Gente, festa é pra circular, pra conversar com todo mundo. Acho uó aquele casal que fica juntinho, de mãozinha dada a festa toda. Phyno é chegar na festa e cada um pra um lado cumprimentando as pessoas. Já repararam nos filmes gringos? O casal sempre chega junto, mas na festa se separa. Encontros esporádicos e circulando de novo. A não ser que você não conheça ninguém mais que seu par. Mas mesmo assim, numa rodinha de conversa, seja bem educada, gentil e converse com todos, nada de ficar se escondendo atrás do namorado. Se possível, fiquem em posições opostas.

05 – Você foi circular e tropeçou no tapete e pumba! Caiu sentada no chão. Nada de xingamentos, maldizendo o tapete. Ria da situação, mas não gargalhando estridentemente, levante phynamente, como se fosse a coisa mais normal do mundo. Faça uma piadinha fina (achei esse tapete tão lindo que queria ver a marca dele…) e saia de cabeça erguida.

06 – Deu sono, a festa tá chata. Não boceje na cara do anfitrião tá? Nem na frente da pessoa com quem você está conversando. Arrume suas coisinhas e, caminha!

07 – Ressaltando o ponto um, não beba demais. O olho cai, a make também, a gente fala alto, perde a postura. Eu que o diga.

08 – Brigar com o namorado/marido também é king kong. Deixem pra resolver as coisas em casa. Fica feio pro casal e chato pra quem está perto do casal. Eu já vi cada barraco de namorada ciumenta que fiquei com vergonha alheia. Desnecessário.

09 – Informe-se de onde será a festa pra pensar qual sapato usar. Se for no campo, nada de salto agulha. Pergunte sem medo pro anfitrião, algumas festas são em lugares com piso péssimo. Eu tive uma amiga que se casou em Ouro Preto e informou phynamente a todas suas convidadas que o piso exigia um calçado que desse mais seguranca ao andar. Ah, e se você não sabe andar de salto alto, amiga, tente outra opção. Nada mais feio do que uma mulher tentando se equilibrar no salto, e andando como pinguim. Não se exija demais tá?

nooo

Já passou por um king kong?? Presenciou algum?? Conte aqui pra gente rir um pouco e começar a semana com bom humor! Não precisa ficar tímida!

12
Aug 2009
Divas da Moda
Cotidiano, Fashion News

Ah!! Acharam que eu iria falar de Gisele, Kate, Naomi e cia ne?

Nananinanão!!!

Costanza e Anna

Fotos: reprodução

Costanza Pascolato (titia!!) e Anna Wintour

As mais phynas do mundico fashion na minha opinião! A Costanza, no Brasil e a Anna, no mundo!

Um pouquinho da história de cada uma delas:

Costanza, nascida na Itália, chegou ao Brasil com sua família fugindo da Segunda Guerra Mundial. Aqui, seus pais montaram uma fábrica de tecidos, a Santa Constância e ela acabou virando símbolo de elegância do Brasil. Acabou de lançar o livro Confidencial. Preciso consumir djá!!

Já a Anna Wintour, diretora da Vogue gringa, não tem muito boa fama não, tanto é que o personagem Miranda Priestly vivida por Meryl Streep no filme MOR O Diabo Veste Prada (sei até as falas, huahauhaua) é inspirado nela. Ela consegue levar um estilista ao topo como também consegue derrubar qualquer um.

Detalhe curioso das duas: vivem impecáveis atrás de seus enormes óculos escuros.

Chico-03

E Chico era fashion e a gente nem sabia né?

04
Aug 2009
Depotando
Cotidiano, Maquiagem

Quando comecei minha coleção de sombras MAC nunca achei que fosse chegar tão longe… Tenho várias e todas estavam guardadinhas em suas devidas embalagens.

O problema aparecia na hora de usar, ficar pegando uma a uma, abrindo, vendo a cor, procurando nomes… Ou pra viajar então… aquele monte de potinhos ocupando espaço na necessaire. Mas achava elas tão bonitinhas nas suas casinhas rsrsrs…

Até que um dia cansei e pedi pra uma amiga me ensinar a Arte da Depotagem!!! (Ave Sãozinha!)

Vamos lá, materiais necessários:

  1. Uma paleta para por as sombras depotadas (na MAC a de 4 sombras custa R$ 17 e a de 15 sombras R$ 59 – a conferir, mas é por aí mesmo)
  2. Uma faca ou espátula de manicure
  3. Uma pinça
  4. Vela (e algo para acender a vela)
  5. Folha imantada adesivada
  6. Tesoura
  7. Paciência

Depotando

Continue lendo

Página 62 de 63« Primeira5960616263