31
Dec 2016
Resoluções de Findiano!!!
Cotidiano

Todo ano, a mesma coisa, todo ano precisando emagrecer mais, trabalhar mais, por os sonhos para rodar, conhecer algum lugar novo…

2016 para muita gente não foi um ano bom. Se olharmos por outra ótica talvez até tenha sido, mas foi um ano doído. De muito aprendizado, de fichas caindo, de realidades sendo nuas e cruas, de desilusão, de gente indo embora… E crescer, se transformar, aceitar o que não estava nos planos ou fora de nosso controle, dói. E dói na alma, dói nos passos, dói nas decisões, dói nas incertezas que aparecem com os novos rumos, dói no caminhar no desconhecido.

Somos guerreiros e sempre vamos pensar que era pra ser assim. Que NADA, NADA MESMO acontece por acaso. Hoje a gente pode até não entender, mas depois, tudo fará sentido. Falo muito em estratégias suicidas… quando você não tem mais pra onde correr e se joga do penhasco porque é a única alternativa. Ou você se joga e alguém te socorre lá na frente, ou você mesmo consegue se salvar abrindo suas asas e descobrindo que sabe voar. Nesses casos, a alternativa ¨morte¨ não existe. Nada que a gente decide, nenhum caminho que optamos, vai nos levar a ¨morte¨. Todos nos levam a vida, uma vida diferente talvez, uma vida melhor, uma vida nova.

Hoje o post é para todas as pessoas que se jogaram do penhasco em 2016 e ainda estão caindo, ou acham que estão. Saibam que vocês tem asas, é só fazer um pouco de força para elas se abrirem e conseguir respirar. Do alto tudo é tão mais belo, a paz é tão grande, a liberdade é compensadora.

Se você correu e se jogou é porque não tinha outra alternativa e teve coragem o suficiente para SE escolher. Uma coisa que sempre falo aqui no blog é a importância do amor próprio. Quando tudo estiver ruindo, se ame acima de tudo. É isso que nos dá clareza e sensatez para seguir adiante.

MAS CHEGA DE BLA BLA BLA, o que temos para 2017???

  • Mulherada, mais amor próprio, por favor. A gente atrai o que trasmite então vamos transmitir coisas lindas e positivas?
  • Coragem para mudar o que não está bom. Como falei no último chora, melhor um sofrimentão que sofrimentinhos eternos que não permitem a felicidade plena.
  • Ame quem tem ama, cuide quem tem cuida.
  • Cuide da sua família. Abrace e ame seus pais e irmãos todos os dias, estando longe ou estando perto. Eles sempre serão os únicos que sempre estarão por e pra você em todos os momentos. Mesmo quando você estiver errado.
  • Cerque-se de pessoas boas e que querem seu bem. Identifique seus amigos de alma e agradeça a Deus por ter esses anjos em sua vida.
  • Acredite em você. Se você não acreditar, quem vai?
  • Sim, coloque seus sonhos em prática! Não espere as condições ideais, pois elas podem demorar demais ou nunca acontecer.
  • Não dependa de NINGUÉM além de você mesma. Não culpe os outros pelos seus fracassos e nem vanglorie ninguém pelas suas vitórias.
  • Se valorize. Saiba que você é preciosa e merece o melhor do mundo.
  • Se errou, peça desculpas. Não dói e alivia a alma.
  • Saiba reconhecer seus erros e tentar novos caminhos para não repetí-los.
  • Tenha empatia pelas pessoas. Sempre, sempre, se coloque no lugar do outro antes de fazer ou falar algo.
  • Faça o bem, sem saber a quem. Nas coisas pequenas do dia a dia principalmente: dar bom dia, boa tarde, boa noite para as pessoas que encontrar no caminho, dar passagem para aquele carro desesperado no trânsito, ceder o lugar para os mais velhos ou menos favorecidos e ter paciencia com eles, jogar o lixo no lixo, facilitar a vida dos outros sempre que possível.
  • Se estiver amando, faça-o 100%, se entregue, se declare todos os dias. Não é chatice, mas a vida é tão curta que não cabe lugar a dúvidas quando o assunto é amor. Seja claro, transparente e verdadeiro. Se não for pra ser totalmente puro e entregue, melhor ficar sozinho e não brincar com os sentimentos alheios.
  • Tenha paciência que as coisas se ajeitam, sempre, sempre. O tempo sempre dá um jeito em TUDO. Respire fundo, aguarde e confie.

Desejo a todas um 2017 leve, cheio de realizações, pleno e que a felicidade seja uma constante em nossas vidas. No final tudo dá certo, e se ainda não deu certo, é porque não chegou no final!!!!

03
Nov 2016
O Que Aconteceu Nesse SPFW?
Constanza, Cotidiano, FHIts

Foi diferente. Foi uma semana de moda estranha. Quem estava acostumado com o burburinho montado por Paulo Borges há mais de 20 anos, sentiu-se um pouco perdido nesta edição do SPFW. Até o nome teve uma pequena alteração, foi SPFW TRANS 42. 42 por ser a quadragésima segunda edição e o trans por se tratar de uma edição de transformação, de transição, de transgressão. Não teve aquele glamour de sempre, aquela grandiosidade, não teve lounge de revistas, não teve monte de desfiles por dia, não existiram locações gigantescas. Tudo foi com muita cautela, algo de desconfiança e muita representatividade. Pode ser a crise, pode ser o momento de transformação do mundo da moda, os desfiles viraram presentation, as datas serão outras (a próxima edição começará logo após o término da fashion week de Paris) o see now buy now imperando e sendo o SPFW a primeira semana de moda do MUNDO a adotar integralmente esse sistema… (falarei sobre isso em outro momento) enfim… foi diferente.

Enquanto o Ibirapuera estava um pouco vazio e a moda espalhada em vários pontos de SP, o QG Fhits PEGOU FOGO.

Também tivemos mudanças. Desta vez o QG não foi no Unique mas sim na loja da Artefacto da Av. Brasil. Bobagem chamar aquilo de loja. É praticamente um shopping de decoração! Ficamos no segundo andar, com direito a casa de vidro e tudo mais. Só pra gente. Nunca vi um QG tão movimentado. Se no Ibira estava vazio, no QG estava muito cheio. Revistas, estilistas, marcas, pessoas da moda, tudo lá. E eu, claro hehehehe.

Vem que vou te mostrar um pouco do que foi esse SPFW Trans no QG Fhits.

dsc_1947

A cada edição, uma cor é escolhida para a decoração. Desta vez, fomos de azul niágara. Um azul chique, mais frio, mais sério e MUITO elegante.

dsc_1907 dsc_2124

O decor ficou por conta de Chris Ayrosa, decoradora dos tops e famosos. Ela que fez o casamento de Athina Onassis, só para terem uma idéia da elegância do trabalho da pessoa. 

dsc_4986 2642459dc94ecd6e8190db663c1dda5f

De comidinhas, tivemos o tradicional Buffet Charlô (que inclusive também fez o casamento da Lalá Noleto e estava IMPECÁVEL). O Buffet Charlô é apenas um dos mais sofisticados do Brasil, mas não se deixem enganar pela tradição. Tudo é muito moderno e sempre reinventado. A apresentação é linda, daquelas que dá até dó de comer. 

dsc_2915 7e5da5a3a860bfcef780707cf7769f1f

Para nos maquiar, novamente tivemos a equipe da Natura no QG. Toda hora eu passava por lá para retocar duas coisas: o pó (tirar o brilho é bom né? Ainda mais com o calor que estava fazendo em SP!) e o lápis marrom no olho que ESTOU VICIADA. Durante a SPFW abusei do kajal marrom da Natura Aquarela. Macio de tudo.

_z8a0846

Como contei, o QG Fhits estava MUITO movimentado. Uma das pessoas que passou por lá foi a querida Juliana Jabour, mineira super talentosa que não desfilou neste SPFW (senti falta… sempre gosto de ver os acessórios que ela usa nos desfiles) mas foi mostrar pra gente a sua nova coleção de óculos em parceria com a Lema 21. Ela é colecionadora assumida de óculos contou que tem mais de 150 pares e que vive fuçando em brechós, lojinhas da gringa e até eBay! É das nossas gente! E como gosta das coisas meio vintage e com uma pegada bem cool e urbana, desenhou esses óculos BAPHO que estarão a venda a partir de dezembro na EOtica. O preço será amigo, podem confiar.

089c9d28d0b5d78735d2b093a65a722e

Quero o pretinho…

_z8a0393

Nós com ela. Uma fofa! Mineira né gente… rsrsrs

_z8a4221

Também teve bons drinks! Tivemos uma conversa super descontraída com Marco Fantinel, dono da famosa vinícola italiana Fantinel que esteve junto com o pessoal da Wine no QG para divulgar seu mais novo lançamento: o Fantinel The Independent Rose Brut 2014 e o Fantinel Prosecco The Independent Brut 2014.

As garrafas são super fashion e ganharam em seus rótulos estampa de jecas, pied de poule e chevron, em parceria sabe com quem? Italia Independent! Aquela marca de óculos que conheci em Milão! Mundinho pequeno hein? 

dsc_5973

A gente nem fica feliz com essa degustação né? Olha os sorrisos rsrs

dsc_5928

E claro, um belo brinde!

O post tá ficando grande e tenho TANTA coisa para mostrar ainda… vou terminar por aqui, depois volto contanto mais.

E só para finalizar, a mesa redonda mais top dos últimos tempos.

Com ela, a musa mor da TV brasileira…

bbec883a72eb4f3d4a9b6c549910e470

Glorinha Pires!

Gente, eu fui a primeira a fazer uma pergunta e não consegui me segurar… falei logo do ocorrido no Oscar! Assiste gente e não me julguem rs.

  • Lindo QG Fhits e movimentado né? Mas calma que tem mais!

unnamed

30
Aug 2016
Como Você Se Cuida???
Constanza, Cotidiano

Hoje acordei pensativa e resolvi colocar no papel meus pensamentos… ops, no computador rs.

Seguinte… já tem um tempo que sinto muitas dores nas costas. Primeiro começou no joelho, como vocês sabem, tenho condromalácia meio avançada e é bem chato porque não consigo fazer exercícios com impacto (minha cartilagem está desgastada). Ou seja, nada de correr, pular, esportes onde tenha que ¨freiar¨ bruscamente. Sinto dores muito fortes nos joelhos e dependendo, mal consigo caminhar. ¨Ah mas não tem tratamento?¨ Tem sim, tomar colágeno tipo II, fazer aplicações de ácido hialurônico e fortalecer os músculos das pernas, ou seja, fazer musculação. ¨Ah que ótimo Constanza, então você já está bem né?¨. Não. Porque não faço nada disso. Comprei o colágeno mas esqueço de tomar, a aplicação de ácido hialuronico é bem cara (uns R$ 1500 por joelho, 2 vezes por ano) mas pra comprar roupa o dinheiro não falta, e musculação… não gosto e não tenho tempo.

As minhas desculpas eternas. Sim, estou fazendo um ¨mea culpa¨.

Daí que parei de malhar já tem alguns meses pois como minha rotina é bem maluca, não tenho freqüência para ir à academia e não gosto de malhar sozinha. Além de precisar de um acompanhamento profissional (o joelho estragado pede exercícios específicos) eu simplesmente perdi a vontade de treinar devido a tantas limitações e vou praticamente arrastada. Tem que ter alguém me esperando e obrigando a malhar. Saudades do tempo que fazia muay thai e depois corria pra aula de spinning e depois ainda puxava ferro. Não mais…

Tudo desculpa…

Só que as coisas pioraram. Como deixei os exercícios de lado, meus músculos enfraqueceram ainda mais e se o joelho já não se sustentava direito, agora a coluna que pede socorro. Sinto dores o dia inteiro nas costas, de tanto digitar, de tanto mexer no celular (já perceberam a posição que a gente fica? Tensiona o pescoço e trava os braços), de tanto andar na correria e não relaxar um segundo, e de não cuidar da postura diariamente. Sabe aquela que deita toda torta na cama, põe o lap top no colo e vai trabalhar? Sou eu. Teve um dia que fui ao shopping (pra ir ao shopping tem tempo né?) e quando fui descer as escadas, travei. Sério, fiquei igual velha me segurando no corrimão para descer os degraus. Quase chorei e pensei que não poderia estar assim na minha idade, meus pais tem mais mobilidade do que eu! Comecei a me preocupar seriamente, imaginei doença degenerativa, um monte de coisas mas… ficou na mesma, nada mudou, não fiz nada para isso.

Até que fui num médico no Chile (que curou o joelho da minha mãe) pra ver se ele achava o motivo das minhas dores. Obviamente me arrumei bonitinha para ir na consulta, expliquei com o que trabalhava e minhas dores. Ele me avaliou e soltou a bomba: você se preocupou em ser bonita mas não cuidou do seu corpo.

PÁH na minha cara.

A partir desse dia comecei a pensar ainda mais. Realmente eu me deixei de lado. Me alimento de qualquer jeito, como qualquer coisa na rua, a hora que dá, quando dá. Ando de salto mesmo com o pé doendo. Continuo mexendo no celular mesmo com as costas gritando. Durmo pouco mesmo sabendo que o próximo dia será cheio e precisarei de energia. Não me exercito porque tudo dói e a pior desculpa de todas… porque não tenho tempo.

E esse médico ainda me disse: o exercício é o melhor analgésico.

Fiquei muito triste comigo mesma e ainda estou. Do que adianta cuidar da aparência externa se a interna está pedindo socorro? O dia tem 24 horas, será que 1 hora por dia para cuidar de mim fará falta? Essa hora que a gente perde olhando Facebook, Instagram, stalkeando, será que não poderia ser gasta com a nossa saúde? Quanto dias já passei sem beber água, ou porque estou viajando, ou porque, de novo, não tive tempo… Gente, água! Todo lugar tem água!

E o que a gente come? (Agora vou dar uma generalizada, porque não quero levar a culpa sozinha rs) Paramos para pensar o que está entrando no corpo? E eu amo comer. Sinto um prazer inenarrável ao satisfazer meu paladar mas preciso ser menos permissiva… E como isso é difícil…

Daí que a pessoa não emagrece, fica flácida, cheia de celulite, o cabelo caindo, dores por tudo o que é lado, não consegue se concentrar, esquece as coisas e NÃO FAZ NADA PARA REVERTER ESSE QUADRO e ainda se pergunta porque está assim.

Essa mania de consertar as coisas quando já estão estragadas não vale para nada no mundo: não vale para bens materiais, não vale para relacionamentos, não vale para o trabalho, porque deveríamos considerar isso para NOSSO CORPO?

Pois é, acordei com vontade de puxar a minha própria orelha e se não colocasse isso público, talvez ficaria só pra mim mesmo. Mas fica o alerta e o exemplo do que não fazer: não se deixar pra depois. Não se acomodar e sempre fazer a manutenção do corpo, em todos os sentidos. Quantas mulheres deixam de se cuidar depois começam a namorar, depois de casar, de ter filhos… Sei que a vida é puxada, cada uma tem sua desculpa, mas nada mais certo do que ¨nosso corpo é nosso templo¨. Que seja lindo por fora e funcione perfeitamente por dentro. Tempo pra isso a gente tem sim, e se não tem, a gente cria.

mudanc3a7a

  • Agora vou correr e me esconder debaixo da cama. Depois volto pra ler os comentários me xingando rsrsrs.
Página 1 de 6012345Última »