Comportamento
Chora Que Eu Te Escuto
14 ago 2019, 53 comentários

Chora Que Eu Te Escuto

É quarta feiraaaa, dia de choradeiraaaa!

Chora 01 – Borboleta

“Olá Cony, meu nome é Borboleta, tenho 33 anos, sou realizada profissionalmente mas, como sempre tem o mas.. não consigo me realizar sentimentalmente.
Tive dois namoros e em ambos fui trocada por outra pessoa.
Tento me relacionar c outros homens, mas nenhum deles se interessam de verdade por mim e acabamos não passando do primeiro encontro.
Meus amigos ja levantaram varias teorias, a mais forte e que os homens se assustam com mulheres bem sucedidas e que ganham mais que eles.
Tenho muito amigos o que me faz acreditar que sou uma pessoa legal.
Mas de verdade Cony, não sei o que fazer. Preciso dos seus conselhos e das leitoras.”

Quem tem medo de mulher bem sucedida e independente nem homem é, é moleque. E você não quer um moleque né? E enquanto focar nisso, nada vai acontecer e se acontecer será treta na certa. Deixa o mundo fluir, o universo trabalhar, cuide da sua energia, preocupe-se em vibrar bem para atrair pessoas na mesma vibração que você. Desespero, busca incansável e insistente, vai te fazer se apegar no primeiro que aparecer e tenha certeza, se relacionar por carência é a maior burrada que uma mulher pode fazer. Não faça nada, não procure, não insista. Deixe acontecer.

Chora 02 – Joaninha

“Boa tarde! Bom, adoro o seu blog e sigo há anos. Antes mesma da famosa bota da Cuca e a explosão do Comprei no Ebay…

Então, minha situação é a seguinte, tenho 39 anos, sem filhos,  solteira, vida financeira estabilizada e sem relacionamento sério no momento. Há alguns meses venho pensando em congelar óvulos pra ganhar mais tempo pra pensar no assunto. Sempre fui super saudável, meu histórico familiar é bom (minhas avós tiveram filhos bem depois dos 40, minha mãe teve 5 gestações, a última com 41 anos, minhas 3 irmãs mais velhas engravidaram super fácil). Aí, fui fazer os exames e o antimulleriano, que avalia a reserva ovariana, deu super baixo (0,07, o ideal seria mais que 1,00). O médico, que até então estava bem confiante, foi bem evasivo, só me disse que a reserva é “muito baixa” e mesmo fazendo FIV a resposta seria “menos favorável”. Fui procurar a respeito na internet, e os relatos de mulheres em situação parecida com a minha, é de que ou não conseguiram engravidar (mesmo com FIV) ou só conseguiram com óvulos doados. Fiquei tão tão frustada com isso… E é tão ruim, porque não quero ficar conversando com as pessoas (mesmo as mais próximas) a respeito, porque o “olhar de pena” me mata. Não sei se desisto da ideia, se arrisco a fazer o procedimento de captação de óvulos mesmo sabendo que as chances são muito muito pequenas.. Porque é um procedimento complexo, mexe com os hormônios, há toda uma expectativa envolvida…”

 

Se é seu sonho ser mãe, não desista! Vá congelar óvulos JÁ! Quanto mais velha mais difícil. E não existe chance pequena. Existe chance. Se for 1%, ainda existe. Então não se apegue a isso e faça sua parte enquanto puder. Boa sorte!

 

 

Chora 03 – Vagalume

“Oi Cony, sou leitora dinossaura e teu blog já me ajudou em tannnnntas coisas que nem sei dizer!

Tenho 29 anos, recém (coisa de um mês) terminei um namoro de 3 anos. Foi meu primeiro namoro, terminei pq o amor acabou, acho que ele parou de me amar e eu fui percebendo e perdendo o encanto também… Tava tudo bem, triste pq acabou aquele relacionamento legal mas vida que segue né. Até que ele apareceu todo feliz namorando nas redes sociais. Não acompanho ele, mas as notícias chegam né… Aí meu mundo caiu. Eu desejo tudo de bom pra ele, mas fiquei arrasada de estar na bad e ele felizão, até me questionei se meu amor realmente acabou ou se tô sofrendo por ter sido “trocada”, se de repente ele não tava me traindo, pra já estar firme e forte com tão pouco tempo. Como faz? É normal, vai passar? Eu nunca tive um término, não tenho padrão pra saber o que vem agora…”

 

Ego ferido gata, apenas isso. Você não o ama, mas só tá ferida porque a vida dele seguiu e a sua TAMBÉM, mas de maneiras diferentes. Vai passar e não procure saber o que ele está fazendo.

 

 

Chora 04 – Abelha

 

“Meu marido confessou que me traiu e a mulher esta grávida. Não temos certeza se é dele, mas trabalhando com a hipótese de que é dele eu me separei e vim pra casa dos meus pais, estou sofrendo como jamais imaginei que poderia, não como a dois dias, não desce nem água.

Estou no chão, morta, dilacerada, por que alem da dor da traição, da humilhação eu gosto dele.
O pior de tudo e que estavamos planejando ter o nosso bebê, eu estou me preparando desde o início do ano, emagrecendo e acompanhando.
Já aconcelhei tantas amigas mas agora que eu estou sentindo nada carne estou vendo como e difícil, como dói, sinto falta dele, sinto falta até das coisas que eu não gosto início. Temos 13 anos de relacionamento e entre namoro, noivado e casamento. Me ajuda pelo amor de Deus! Estou surtada, não sei o que fazer, até em me matar eu já pensei. Pensei em perdoar, porem eu sei que não vou aguentar conviver com um filho fora do casamento. Estou desesperada!”

Gata, o problema é o filho ou a traição??? Eu acho que é a traição hein! Independente de ter acontecido a gravidez, isso é consequência do ato falho dele! E que se matar o que!! Sua vida vale isso? Tanta coisa maravilhosa que pode e vai acontecer na sua vida, tanta gente que te ama, que se preocupa por você e você vai querer dar esse desgosto pros seus pais e amigos??? Você vai sofrer, vai chorar MUITO, vai se desesperar mas deixa eu te contar uma coisa boa, VAI PASSAR! Acredite!! E olha só, perdoar traição é super complicado, porque ou você perdoa pra valer ou sua vida vai virar um inferno. E mais, ele te deixou no chão, morta, dilacerada, HUMILHADA como você mesmo diz e ressalta que gosta dele? E de você, você não gosta não??? Aí fica dificil né, se você não se valorizar, quem é que vai??? Pense em você com carinho e vê se ele te merece depois disso tudo, principalmente de ter atropelado um sonho seu. 

  • Hoje tivemos 4 Choras porque eram mais curtinhos! Os Choras estão abertos, pode enviar seu problema, sua angústia, seu desabafo para constanza@futilish.com e no assunto coloque CHORA QUE EU TE ESCUTO! Mas ó, manda logo, semana que vem vou encerrar o recebimento de Choras de novo e por tempo indeterminado ok?
Escreva seu Comentário

Quer que sua foto apareça nos comentários? Clique aqui
53 comentários em “Chora Que Eu Te Escuto”
  1. Amanda14/08/19 • 15h22

    Caso 2: Caso não dê certo tem outras opções, você pode adotar ou fazer FIV com um óvulo doado. Pode não ser exatamente da forma como você gostaria, mas se o seu sonho é ser mãe vá em frente.

    Caso 4: Eu matava ele.

  2. Carla14/08/19 • 15h40

    Abelha, você precisa de um tempo pra respirar, pensar com calma e decidir o que vc quer para a sua vida. Entenda que o ser humano é falho, as pessoas erram e nos decepcionam assim como nós também somo decepcionantes. Se você ama o seu marido e ele te ama (sim ele errou, mas pode estar arrependido), se você achar que vale a pena recomeçar, tenham uma boa conversa, perdoe e nunca mais toque neste assunto. Se você acha que não consegue passar por cima do erro dele, perdoe (por você) e vai viver sua vida sozinha da melhor maneira. Infelizmente, mesmo com tantos conselhos, só você pode decidir. E não leve tanto em consideração o que as pessoas dizem, só você sabe o que sente, só você sabe o que tem a perder.

    • Izabel14/08/19 • 16h20

      É uma situação absurdamente dolorosa. O fato de ter uma possível criança no meio complica tudo d+, fere muito.
      Achei seu conselho sensato, AGORA não é hora para nada, nem mesmo de pensar se vai perdoar. É hora de ela se recolher, sofrer, olhar para dentro de si, se permitir esse tempo, e só depois, beeem depois pensar se vai perdoar ou não.

    • ana14/08/19 • 19h18

      Caso 3: Tbm seria um ótimo momento pra fazer terapia, falar muito sobre o assunto com um especialista em escuta, e não com quem vai emitir opinião baseado em emoções afloradas. Você se fortaleceria, se conheceria e tomaria uma decisão embasada numa análise mais profunda. Além disso, esses sintomas depressivos que está sentindo (perda de sono, apetite, pensamento suicida…) poderiam ser aliviados e acompanhados de perto por um profissional.

    • DANUSA15/08/19 • 03h30

      GEEENTE, como que faz pra “nunca mais tocar nesse assunto” com uma outra pessoa cobrando pensão (sim, vai ter que cobrar, porque um homem desse não vai dar pensão espontaneamente), com uma criança cheia de demandas financeiras e emocionais no meio disso tudo?

      • Carla15/08/19 • 12h21

        Danusa, quando eu disse “nunca mais tocar nesse assunto”, quis dizer não jogar na cara, não trazer à tona a cada discussão do casal. Por isso é tão difícil perdoar. Caso a paternidade dele seja confirmada e ela optar por continuar, vão ter que conversar e estabelecer limites, regras, enfim…

      • Olívia15/08/19 • 14h50

        Só se for no mundo de faz de contas né rs?! O comentário da moça foi lindo, mas na prática a coisa não é assim não.

        • Carla16/08/19 • 12h31

          Na prática de quem? rs Conheço um casal que passou por isso e hoje estão muito bem, a criança acabou sendo uma bênção na vida deles. Imagino que seja muito difícil, mas somente quem passa por isso pode julgar.

  3. Olívia14/08/19 • 15h40

    Caso 3: Concordo com o que a Cony disse, se é teu sonho vá atrás!

    Chora 4: Menina, parece que está faltando amor próprio em vc! vc até cogita perdoar uma traição, mas não consegue lidar com a ideia de ter um filho fora do casamento. Sério, ele acabou com teu sonho, não dê outra chance, SE AME!!!

  4. Carla14/08/19 • 15h49

    Joaninha, sabe o que eu percebo? Posso estar errada mas os homens não tem mais interesse em relacionamento sério. Eles podem ter filho até com 100 anos, então eles não se preocupam, vão vivendo, pegando td mundo, e quando sentem vontade de casar, querem menininhas de 20! Acho que ainda tem cara legal e diferente disso por aí, mas são minoria, infelizmente. Se você tem um sonho de ser mãe, não espere aparecer um homem na sua vida, faça FIV e seja feliz com seu bebê!

    • Rita14/08/19 • 17h26

      Sim, mas é porque os homens acham que se tiverem um relacionamento, eles vao perder a liberdade, ou tem medo de ficar vulneravel pois ja foi magoado no passado. Hoje temos a tecnologia a nosso (des) favor, onde você pode arrumar uma pessoa em questão de horas. E os relacionamentos se tornam superficiais e passageiros. Num mundo onde a tecnologia devia nos conectar, estamos cada vez mais solitarios e individualistas!

  5. Nay14/08/19 • 16h06

    Caso 4.

    Quando o assunto é traição, eu sempre acho que se deve analisar o todo pra decidir se vale a pena terminar ou não. Mas, analisando esse caso em especial, eu acredito que voce nao deve voltar com ele de jeito nenhum. Por dois motivos:
    1. Alem dele te trair, ele te traiu sem camisinha. Voces estavam tendo engravidar, entao, mantendo relação tb sem camisinha. Isso significa que ele nao teve a consideração ou preocupação com voce de pegar uma DST de sei la quem. Isso ja mostra muita coisa. Eu iria ao medico urgente saber se tá tudo Ok comigo e nem em sonho pensaria em voltar pra ele.

    2. Amiga, se vc decidir voltar, vc vai conviver com o fruto de uma traição PELO RESTO DE SUA VIDA. Vai conviver com a amante pelo RESTO DA SUA VIDA. Vai ter que se limitar – financeiramente, psicologicamente, emocionalmente – pelo RESTO DA SUA VIDA, pq ele vai ter outra responsabilidade agora – o filho fruto de uma traição.
    Olha, eu namoro um cara que tem filho de outro relacionamento e digo, NAO RECOMENDO NUNCA. É muita limitação. Eu abro mao dos meus sonhos por causa disso. Agora, imagina vc, abrir mao de seus sonhos e suas coisas por conta do fruto de uma traição.

    Vai doer, mas vc vai superar. Agora, nao volta pra ele nao. Nunca! Vc vai conviver com essa dor pelo resto da vida.

    • Karine14/08/19 • 17h52

      Nay falou tuuuuuudo!!!
      Traição, sem camisinha, filho fruto de traição, conviver com amante…. Afffff
      Sai fora que é fria…

    • Ana Banana15/08/19 • 08h58

      Trair sem camisinha é imperdoável mesmo… o filho, no caso, foi omenos pior, imagina pegar uma doença que não tem cura??

    • Olívia15/08/19 • 14h54

      Perfeita nas palavras!!!!

    • Ta18/08/19 • 02h34

      Nay,eu ia comentar exatamente sobre as DSTs que ele poderia(pode)ter passado pra ela.
      Linda,só você pode tomar essa decisão, mas saiba que um cara que transou com uma mulher sem camisinha, pode ter feito isso com várias, te expondo a inúmeros riscos. Isso é mais que traição, é falta de cuidado e lealdade.
      Te desejo paz de espírito e sabedoria pra seguir em frente.

    • Dani14/08/19 • 17h39

      Concordo plenamente com você!
      E se ele abandonar esse filho, mostra que é mais desprezível ainda

  6. Juliana14/08/19 • 16h25

    Chora 04: vc não sabe se vai aguentar conviver com um filho fora do casamento porque a criança (que não tem culpa de nada) vai sempre te fazer lembrar da traição do seu marido. E vc ainda vai ser obrigada a lidar com a ex-amante, pq quando tem filho não tem jeito… se relacionar de alguma forma com a ex é inevitável, ainda mais quando o filho é pequeno. Concordo com a Cony, perdoar traição é complicado. Tem que conseguir levar a vida numa boa, sem ficar se perguntando a cada minuto se o seu marido tá te traindo de novo ou não.
    Eu no seu lugar mandava ele pastar. Primeiro pela traição em si. Segundo pq vcs estavam planejando engravidar. Eu não tenho filhos e ainda não planejo engravidar, mas imagino que quando um casal planeja ter um filho é pq, teoricamente, o relacionamento está numa fase boa, né? Acho que ninguém planeja dar um passo tão importante e eterno se o relacionamento está uma bosta. E aí vc tava lá se preparando pra engravidar, formar uma família com ele, e ele tá saracoteando por aí? Não dá.
    Você vai sofrer, vai comer o pão que o diabo amassou, vai sofrer ainda mais se o filho for mesmo dele, vendo ele realizar o sonho de vcs com outra, mas uma hora passa.

  7. Mel14/08/19 • 16h27

    Caso 1- aproveite o tempo solteira pra olhar pra você, pro que te faz feliz, pro que você precisa melhorar no seu relacionamento consigo mesma, vá atrás de se realizar (no sentido de realizar tudo que desejaria realizar se estivesse com alguem, tipo: quero um boy pra viajar: vá viajar sozinha; quero um boy pra ver filme juntinho: vá ver sozinha). Enfim, ter alguém pode ser maravilhoso, mas viver refem de ter alguém pra sentir que a vida é maravilhosa, é tirar da sua mão o controle sobre sua vida!

    Caso 2- varios estudos comprovam que o anti mulleriano não é um bom exame para, sozinho, dizer se sua reserva ovariana é boa ou não! E ainda que não seja boa, se houver reserva, você tem chance! Procure um bom médico que esclareça os próximos passos!

    Caso 3- normal se sentir mal nessa situação, que ego não fica ferido? Mas oh, vou te falar, esse negócio de emendar um namoro em outro não é saudável não viu! Vá paquerar, conhecer varios gatinhos, ir pra balada, festar, fazer amizades!!! Deixa ele em casa vendo filme com a nova namorada hahahaa boring… logo logo, quem vai querer estar no seu lugar, é ele! Pago pra ver!

    Caso 4- gata, traições acontecem, todos erram, mas há erros e erros, traições e traições! Pro cara te trair a ponto de engravidar outra mulher, é pra ser alguém muito sacana né? Claro, ele pode ter aprendido com o erro, pode estar de fato arrependido, pode ser muita coisa! Só você sabe, e sente! Não se imponha nada, se quiser, converse com ele desarmada, se sentir que deve perdoar, que ele merece seu perdão e vai fazer por merecer depois que você perdoar (tem isso também hein), você pode dar uma chance, mas sabendo que não será fácil e que haverá esforço de ambos os lados! Se separar também não é fácil, mas por outro lado, depende só de você!!! A dica é: não leve nada pro lado pessoal, O que ele fez não tem a ver com você, e sim com ele, e é problema dele!!! Não seu!!! Talvez tenha sido um livramento antes que vc engravidasse!! Saia da posição de vítima, levanta a cabeça e vaiiiii!

  8. Bruna14/08/19 • 17h21

    Chora 02
    Querida, concordo com a Cony. Você tem que tentar!
    Faça sim e boa sorte.
    E, sinceramente, se as pessoas vierem a falar de filhos com você, fala que vc não quer ter. Assim, ninguém enche o saco e faz cara de pena.
    Se um dia aparecer com um filho, só falar: oh! Mudei de ideia haha
    Esqueça os outros e não divida essas coisas.

    E se não der certo os óvulos, você pode adotar.
    Temos um histórico de adoção na minha família
    Os primos que sou mais próxima são os adotados. É família do mesmo jeito e o amor é igual.
    Tem algumas dificuldades? Tem.
    Mas com amor e carinho tudo se resolve.

    Que Deus te ilumine!

  9. Rita14/08/19 • 17h21

    Chora 1 – Querida, estive na mesma situação, so que os meus duravam 3 encontros e não ia pra frente. Todo mundo vivia me enchendo o saco, falando que se eu continuasse procurando, não ia achar e mais um monte de clichê que todo mundo adora falar, mas se você não se expõe fica dificil encontrar alguém. Enfim, estou com 34 anos e simplesmente desisti, saio com uns garotos de 20 e poucos qdo quero transar, mas procuro preencher minha vida com outras atividades e acabei me conformando que talvez nem todo mundo encontre o grande amor ou que talvez eu ja tenha vivido o meu grande amor, talvez eu seja exigente demais. Essa coisa de bem sucedida e etc, acho que é mais um clichê que as pessoas falam. Temos que aceitar que a vida é assim, nem sempre podemos ter controle sobre o que queremos, pois não depende da gente. Busque apenas ser feliz, com ou sem alguém. Um beijo!
    Chora 2 – Concordo com a Cony, se você quer ser mãe mesmo, tente, pelo menos não restara duvidas. Eu estou cogitando a adoção, também gostaria de ser mãe, mas eu nao quero fazer inseminação com um esperma de um doador e nem passar por uma gravidez sozinha. Enfim, eu ja estou me preparando pra ser mãe solo de uma criança um pouco maior. Aqui onde eu moro, temos a oportunidade de fazer o foster care. Que é acolher crianças em situação dificil e quem sabe uma dessas crianças estejam aptas para adoção, você pode acabar adotando. No fim o que quero deixar de mensagem é que, sempre tem um jeito quando as coisas não saem como planejado!
    Chora 3 – completamente normal, vai passar! Você n gosta dele, acredite. Meu primeiro namorado (que tb virou marido) foi exatamente assim. So te digo que esses relacionamentos rebound não duram!
    Chora 4 – Meu segundo namorado, engravidou uma moça antes de me conhecer, logo no começo do namoro, a moca apareceu gravida e tudo mais, ele nunca me traiu (pelo menos eu acredito) mas o fato de ter mais uma criança (ele ja tinha um filho) matou um pouco nosso relacionamento, ainda mais que ele no fim, nem reconheceu a paternidade (a mae desistiu e ele não fez questão). E além da criança, seu marido te traiu! Como você conviveria com isso? Olha, eu acredito que o universo pode te trazer coisas melhores, pense nisso! Mas se vc conseguir conviver com a criança e a traição, siga em frente e seja feliz. As vezes os caminhos tortos nos levam para o destino certo né! Um abraço

  10. Lala14/08/19 • 17h33

    Caso 01: Com tanto homem bosta por aí, pra quê sofrer pq não tem um na sua vida? Pense que você não tem aporrinhação, foque nas viagens, nos amigos, no trabalho, nos hobbies que você pode se dedicar!

    Caso 02: Amore, e adoção? Meu marido já tem um filho de 15 anos que mora com a gente. Eu nunca tive vontade de ter filhos, mas decidimos que se a vontade bater, vamos adotar. Depois dos 35 anos, a qualidade dos nossos óculos cai muito, mas se for um sonho pra você, tenta armazenar esses óvulos sim, mas pensa num plano B também pra administrar a ansiedade.

    Caso 03: Proíba as pessoas de darem notícias dele para você. Proíba mesmo, tampe os ouvidos, se precisar ser grossa, seja. Preserve a sua saúde mental. Ninguém é tão iluminado quanto pensa. Se você está sofrendo pelo ego ferido, permita-se o tempo para se recompor e ter notícia de ex é o fim da picada né

    Caso 04: Amiga, ele não merece você de jeito nenhum. Não acredite em nada do que ele fala.

  11. bruna14/08/19 • 17h41

    Parabéns pelo espaço Cony, que agrega tão positivamente na vida de tantas mulheres.

    Força mulheres, e vamos com fé superar todos estes problemas! Não há problema sem solução, pra quem tem Deus no coração.

  12. Carmem Zayas14/08/19 • 18h34

    Chora 03 – Vagalume
    Achei o conselho das pessoas um tanto vago nesse sentido…
    “Se é teu sonho, corre atrás!”. Creio que esta máxima é um tanto romantizada. O assunto deve ser muito bem ponderado, sim!
    Por conta da endometriose, passei por 3 FIV’s. O estresse é físico (por conta da indução dos hormônios), financeiro (puxa, não preciso nem comentar essa parte!!), mas principalmente emocional. Os sentimentos são aflorados e a carga é TREMENDAMENTE intensa.
    Pondere sim. Se você está na dúvida se quer ou não ter filhos (ainda mais em uma produção independente, que vamos ser sinceras, é sim muito mais complicado!), pense bastante a respeito.
    Passar por uma FIV é uma experiência intensa, mas é apenas a ponta do iceberg. Uma vez dando certo, criar e educar um filho para a vida é que será o seu desafio mais árduo.

  13. Viviane Bonifácio14/08/19 • 19h17

    Caso 4- Eu passei pela mesma situação, eu era noiva estava em um relacionamento de 13 anos, tinha passado a pouco tempo por uma cirurgia no útero e o médico tinha me dado o prazo de 2 anos para engravidar, estava planejando ter um filho, enfim descobri que o meu noivo me traiu e engravidou a mulher com quem tinha um caso, sofri, chorei muito, não comia, não dormia, mas superei, aos poucos voltei a sair, me divertir, tive uns rolos, 1 ano depois conheci meu namorido estamos juntos a 3 anos e sou muito mais feliz, dói mas passa, força e se valorize.

  14. Josi14/08/19 • 19h56

    Joaninha – amiga, se o teu sonho é ser mãe corre atrás, se sua reserva ovariana está baixa, faça a FIV com óvulo de uma doadora. O amor de uma mãe pelo bebe que ela vai gestar é surreal. Minha cunhada estava na mesma situação que você, aos 39 anos, fez 4 FIV, engravidou somente na 4 com óvulo de uma doadora. Ela teve um casal de gêmeos, hoje estão com 2 aninhos, são lindos, saudáveis, a alegria da família e os companheirinhos dela. Ser mãe é uma dádiva, se este é o seu sonho corra atrás, não desista na primeira dificuldade, mas se isso te colocou alguma dúvida, se isso te fez pensar em desistir, talvez vc não esteja tão convicta quanto à maternidade. Sorte pra vc!

    Abelha – que difícil hein amiga! Mas a dor passa, eu enfrentei uma situação parecida com um namorado de anos. Chorei 30 dias, não tinha vontade de nada, todos os dias reunia minhas únicas forças para ir trabalhar e não queria mais nada. Sobrevivi, vive o meu luto e depois fui a luta. O amor próprio e a minha dignidade prevaleceram. É muito difícil aceitar uma traição, ainda mais quando envolve um filho fora da relação. Ao perdoar você vai se anular e vai ter que conviver com as mais variadas situações que envolvem os cuidados da criança, seja um médico, uma febre a noite, visitas, despesas extras, escola, plano de saúde e talvez até uma guarda compartilhada….você não escapa de conviver com isso, mas se está disposta a se doar por amor, ótimo! Mas se vc tem amor próprio cultive-o, a dor vai passar e tenha certeza você vai superar, no início eu diria que vc vai sobreviver, mas depois, com o tempo, vai viver plenamente, pois a fila anda. Boa sorte!!!

  15. Victor14/08/19 • 21h03

    Amei seu artigo, estou acompanhando seu blog há alguns dias e posso dizer é estou adorando. Sempre tem conteúdo de qualidade com bastante dicas e informações interessantes!

    Parabéns!

  16. Amora14/08/19 • 23h13

    Caso 1 : Eu te entendo perfeitamente. Tb estou entrando nos 30 e não consigo achar um companheiro. Todas as amigas já casaram tem seus filhos e a gente não sai dessa fase. Até para sair fica complicado pois não sobram mais amigas nessas horas. Não que o casamento seja uma tábua de salvação igual a maioria das pessoas acham que nós pensamos ser, mas as vezes faz falta uma cia para namorar, fazer planos, constituir uma família e só quem passa por isso sabe o quanto é triste. Mas tudo na hora de Deus, vou torcer por vc daqui. Fique bem

  17. Luiza14/08/19 • 23h35

    Chora 4: Moça, pelo amor de Deus! Vá urgentemente ao médico fazer os exames de DST’s. Se vcs estavam planejando ter um bebê, estavam tendo relações sem camisinha, certo? E esse cara teve a falta de respeito em transar com outra sem camisinha (pq né, teve um filho… ) e correu vários riscos de te passar doenças sexualmente transmissíveis. Fiquei realmente preocupada nesse ponto. Se cuida e seja feliz, longe desse embuste.

  18. Cinthya15/08/19 • 04h53

    Caso 2: Vc já fez USG com contagem de folículos??
    Mesmo se seus resultados nao forem bons, se for seu sonho e vc tiver dinheiro sobrando, tente!
    Medicina nao é ciência exata! Se vc quer mesmo, tente sim. E a hora é agora!
    boa sorte!

  19. Vanessa15/08/19 • 09h42

    Nem terminei de ler o post, mas já vim aqui comentar pro Chora 2 – Joaninha.
    Eu acho que vc poderia ter ido atrás desses exames mais cedo, sim, mas também não sei qual sua condição no passado e também não cabe a mim julgar. Na verdade eu vim aqui te dizer pra assistir os vídeos contando sobra a história de infertilidade da Dani Chevalier (tem no youtube) e do marido dela e, quem sabe, até procurar o médico dela.
    Boa sorte!! Estou torcendo por vc!!
    Beijos

  20. Vanessa15/08/19 • 09h47

    Pro Chora 3 – Vagalume eu só digo que concordo com a Cony, vc só está com o ego ferido. Agora ficar pensando SE ele estava te traindo, SE outra coisa vai te consumir! Tenta abstrair, pensar em outras coisas (eu sei que é difícil, mas uma hora, de tanto a gente tentar, dá certo!).
    Já pensou se ele só tá com outra pessoa pq bateu a bad do término nele, ele ficou carente e se arrumou com a primeira que apareceu por desespero? Então…

  21. Patricia Gomes15/08/19 • 10h55

    Chora 1: Borboleta… até agora não apareceu o homem que vai voar com vc. Não duvide que vc é legal e uma mulher maravilhosa! Como diz a Cony: joga p universo. Curte sua vida que daqui a pouco aparece alguém legal! Não sofre com isso não! Só vai gerar ansiedade e tristeza. A vida é mais que isso!

    Chora 2: Joaninha… Tenho experiência nesse mundo de fertilidade. Passei por 2 FIV e 3 Transferências embionárias e agora estou grávida. O meu caso é infertilidade masculina mas vencemos após 5 anos de luta! Meu marido praticamente não tinha espermatozóides viáveis.
    Apesar do seu histórico familiar eu acredito que a nossa geração está sofrendo com as mudanças de hábitos e isso influencia diretamente na nossa capacidade reprodutiva (vale tanto para homens quanto mulheres). Durante esses anos eu já li de tudo e acho que vc tem chances. Pode ser uma pequena chance mas ela existe! Vc só vai saber se vai dá certo se tentar!
    Não sei se vc já ouviu falar na estratégia DUOSTIM. Eu vi o Dr. Rodrigo Rosa (São Paulo) citando esta estratégia para mulheres com baixa reserva ovariana. Consiste em fazer duas estimulações ovarianas seguidas para obter a maior quantidade de óvulos. Ele faz essa estratégia com casais para gerar uma maior quantidade de embriões. Procure saber se vale para congelamento de óvulos. O instagram dele é @dr.rodrigorosa. Se vc quiser conversar me escreva: patygferreira@yahoo.com.br

    Chora 3: Oi Vagalume… passei por isso no primeiro namoro! Passou! Acredite… passa! Ninguem gosta de ser trocado ou rejeitado… faz parte! Procure não saber nada da vida dele.

    Chora 4: Abelha! Enfrentar essa traição e esse filho com outra mulher não será fácil! Vc está preparada? Preparada para engravidar e gerar um filho com esse turbilhão na sua cabeça? Acho que não!
    Enfrenta isso… não importa o tempo mas vai passar. Se for necessário procure ajuda de um profissional com terapia. A vida é linda! Deus está te dando uma chance de ser feliz! Cuide de vc! Beijo

    • Nicole18/08/19 • 10h43

      Quanto carinho e empatia nesse coment! Concordo com tudo! A maior lição da vida é que tudo passa. Tanto as coisas boas, como as ruins. Nos momentos difíceis se apegar a isso pode ajudar muito!

  22. Natalia15/08/19 • 11h43

    *Caso Abelha*
    A primeira coisa que precisamos pensar é, se você pensou em tirar sua vida, é porque está em sofrimento e precisa de ajuda. Desabafe com alguém do CVV ligando no 188 (https://www.cvv.org.br/), eles são super acolhedores e compreensivos. Procure também terapia para conversar sobre o que está passando e tentar organizar sua mente para entender de verdade o que sente, o que quer e o que pode ser. Só você conhece sua dor, seus limites, o amor que sente e sua história.

    Para Cony e outras leitoras, sofrimento intenso é coisa muito séria. Frases como “sua vida não vale isso”, “vai fazer a família sofrer” etc. só aumenta o sentimento de culpa e tristeza. Pessoas em sofrimento profundo estão em condições tão complicadas que mal consegue seguir em frente no básico, então NUNCA pressionar com mundo externo ou ridicularizando a dor é uma solução. Tomem cuidado.

  23. Paula15/08/19 • 11h52

    Gente, pro chora 2, vivi a mesma coisa: tentando engravidar, na época com 35 anos, fiz o exame antimuelleriano e deu reserva ovariana baixa. O médico, nada profissional, falou: “nossa, que banho de água fria este resultado”. Fui em outro médico que me disse que esse resultado não significava nada. Um pouco depois fiz uma fertilização in vitro, produzi 9 óvulos e engravidei na primeira tentativa. Meu filho tem 4 anos!!! Então, não se impressione, mas não perca tempo. Sou de Curitiba, caso queira indicação do médico.

  24. Eva Aparecida15/08/19 • 12h12

    Bom dia!
    Para o chora 2 ( joaninha)
    Olha joaninha, não sou médica, minha formação é no campo educacional, e as experiências tem respaldo nas observações. Todavia, em se tratando de seres humanos,( muito embora o conhecimento do médico lhe protege do senso comum), não é fator determinante, tenho sabido de muitos diagnósticos médicos, que foram revertidos. O corpo humano é inteligente, sabendo como e quando deve agir, é voluntarioso, surpreendendo os mais capazes. Há muitos casos dados como insolúveis em que o corpo se voltou para a luz. Não se abata, respeite a medicina, mas não a aceite como verdade absoluta, nenhum diagnóstico que lhe pareça determinante, pode se tornar eterno, se você procurar outros caminhos. A vida é envolta por surpresas, e a nossa mente, nos ajuda a reverter muitos pareceres pré estabelecidos, cuja verdade sempre se eleva quando surgem os fenômenos inexplicáveis.

  25. Cris15/08/19 • 13h23

    Chora 4: teve traição (que não deve ter sido uma noite só), a possível gravidez, ele não ter tido consideração alguma com o seu sonho, o casamento, a sua saúde… é um combo pesado demais pra lidar. E quem faz isso uma vez, faz duas, três. Eu jamais voltaria a dormir tranquila ao lado dessa pessoa. Miga, há muita gente melhor pra gostar neste mundo, relacionamento é pra trazer paz. Em um relacionamento assim, eu não conseguiria perdoar e pensaria todos os dias como a minha vida poderia ser diferente e feliz com outra pessoa (ou mesmo sozinha).

  26. Fabi15/08/19 • 14h26

    Gente, como a cony é sensata!! To bege!!!

    Nem preciso completar nada, ela ja disse tudo
    Carência é uma cilada GIGANTE

    Bjs da Fabii

  27. Angélica15/08/19 • 17h53

    Caso 1:

    Lindonas, seguinte: eu mesma já fui aconselhada aqui pois estava encalhada rs.
    Hoje estou vivendo um relacionamento maravilhoso e vou contar como funcionou para mim.

    Primeiro eu fiz uma lista com o que eu queria do cara e de um relacionamento, escrevi um monte de coisas no bloco de notas do celular. Desde “quero um cara que seja um ótimo filho e amável com a família”, “que goste de praticar esportes”, “que seu sonho seja construir uma família e que lute por isso”, “que tenha uma carreira estável e que goste do que faz”… enfim, a lista tinha uns 20 itens… A partir daí eu comecei a sempre pensar nessa lista antes de dormir, eu me via em um relacionamento, eu conseguia “sentir” o sentimento que eu gostaria de estar sentindo, sabe? Eu colocava muito amor nisso, eu “sentia” realmente com o coração…
    Um outro fator é que eu definitivamente parei de me relacionar com quem não fazia parte da lista, eu fiquei muito tempo sozinha e sem beijar na boca e para mim foi tudo bem, na verdade foi ótimo, fiquei sozinha, guardei uma boa grana inclusive, me cuidei para caramba, e fui fazendo isso que a Cony falou, fui cuidando de mim, da minha energia e vibrando para o universo toda a noite o que eu queria.
    Eu encontrei meu namorado no Happn, o que eu fiz foi o seguinte: eu tinha um jeito de selecionar os caras lá, o que eu dava “like” tinha sempre o mesmo perfil, e um dia eu percebi que na verdade não era o perfil que eu estava procurando rs aí dei like em um carinha que meses atrás não daria e bingo, a conversa fluiu, os sentimentos bateram, e tudo foi fluindo muito naturalmente.
    Assim que entramos no relacionamento, prometi que seria 100% sincera com meus sentimentos, e isso tem sido muito bom, faz dar certo, sabe, não tem nada escondido, é tudo mto transparente, sem medo. E outra coisa, eu cuido e zelo mto esse relacionamento, pois eu sei o qto é difícil encontrar alguém legal, então eu dou mto carinho, sou muito prestativa, eu li 5 linguagens do amor rs, eu faço mta coisa por ele por puro prazer e tudo, exatamente tudo vem em dobro S2
    Bom, espero que meu relato ajudem você, ou as outras meninas que estão na mesma. Não desistam, viver um relacionamento em paz é maravilhoso! bjbjbjbj

    • Li16/08/19 • 11h30

      Angélica, seu comentário parece escrito por mim, de tão parecidas as nossas histórias! Eu também estava super na bad por estar solteira, e fiz tudo o que você fez, a lista tudo igual (até As Cinco Linguagens do Amor)!!! Entrei numa fase intensa de cuidados comigo, fiz terapia, academia, viajei, cuidei da minha família, comecei o doutorado, entrei realmente na minha melhor fase! Aí apareceu um moço, que eu nunca daria bola, porque era oito anos mais novo do que eu… Começamos a sair na amizade, foi ficando divertido, nos apaixonamos <3 Agora estou casada, e ano que vem queremos ter um bebê!! Se alguém me dissesse há cinco anos que hoje eu estaria aqui, eu ia rir da cara da pessoa falando que era impossível!! Pois bem, é possível!! Somos felizes, nos amamos, mas principalmente: eu me amo, me cuido. Isso é tão importante que ele sempre fala o quanto a vida dele mudou comigo, que eu o ajudo a ser melhor!

    • Fabiana16/08/19 • 11h58

      Gostei das dicas da Angélica, já tinha ouvido a maioria, mas não apliquei. Hoje mesmo vou fazer a lista, e focar nisso aí. Tenho deixado espaço para caras que fogem completamente do que quero pra minha vida, e daí que estou dando espaço para as frustrações… Obg, Angélica. Tb já li as 5 linguagens, é um ótimo livro.

    • Viviane17/08/19 • 18h47

      Amei!! Vou colocar em prática! Cansada de envolver c alguem nada a ver comigo só para não ficar sozinha.

  28. Roberta15/08/19 • 18h51

    Abelha, no começo parece que a gente vai morrer mesmo e todo esse desespero é confundido com amor pelo outro, mas isso passa, tudo passa! Se dê o tempo necessário para passar por essa dor e depois vá cuidar da sua vida, nada está perdido, você pode encontrar uma pessoa que seja realmente boa para você, formar família, ter filhos. Infelizmente o seu marido não respeitou os 13 anos que vocês estão juntos e tampouco se preocupou com a sua saúde, é praticamente impossível esquecer tudo isso que ele te fez, ainda mais se realmente o filho for dele! Entenda que você não tem culpa pelas atitudes dele e em breve poderá ser muito feliz se agora se permitir sofrer, viver o luto. Perdoar ele pode parecer mais fácil agora, mas a longo prazo pode destruir sua auto estima, seus sentimentos mais nobres e até mesmo sua felicidade! Força menina! Bjos

  29. Crika15/08/19 • 19h24

    Abelha (chora 4 – traiçao)

    Lendo seu pedido de socorro eu nao consegui deixar de vir aqui, pela primeira vez trazer meu “comentario”. O que vou te falar nao é nenhum conselho, e tbm nao quero te influenciar, so quero te dizer que passei a mesma situaçao, com a diferença que so fui descobrir a traiçao quando eu ja tinha meu filho com 1 ano e 4 meses (meu marido me traiu quando estavamos no processo de FIV, apos 10 anos de casamento)… a mulher com quem ele me traiu era casada e disse que engravidou dele no primeiro encontro que eles tiveram, e antes de eu saber tudo ela chegou a se aproximar de mim, querendo fazer amizade, porque ela nao fazia o exame de DNA, sempre enrolava mas garantia que a filha era do meu marido, e por isso pedia dinheiro, fazia chantagem, muitas coisas…bom
    Eu nao moro no Brasil desde que me casei (16 anos, morando na Europa) e nesse periodo que descobri a traiçao estavavamos em outro país (na America do Norte, por causa do trabalho do meu marido) e eu nao tinha o passaporte brasileiro pra entrar com meu filho, so o outro europeu, e entao eu me vi sozinha, em outro continente, que nao era nem o Brasil (onde estava minha familia que tanto me ama) nem onde eu tinha minha casa e amigos (Europa), e eu sei o que é olhar da janela de um apartamento lindo e luxuoso e ter uma vontade imensa de pular e nunca mais sentir nada… a dor te deixa cega, burra, louca, as vezes volta a lucidez e entao vem tantas questoes, tantas lembranças, no meu caso meu marido nao queria de forma alguma o divorcio, e ele me deu senhas, me deu o celular, mas eu precisava “atuar” como a esposa do executivo num evento em homenagem ao marido exemplar… So Deus sabe como eu fui, pq tinha muita coisa em jogo, enfim passei 2 semanas sofrendo, sem dormir, sem comer, sem condiçoes de cuidar do meu bebe…assim que cheguei na Europa consegui fazer com que essa mulher levasse a criança na clinica para o exame de DNA (a mulher nao sabia que eu sabia, ela so foi pq pensou que meu marido iria se separar de mim, afinal usando o celular do meu marido, me passei por ele, e consegui marcar horario pra ela fazer o exame, e no final, apos a coleta de material genetico, eu estava esperando por ela no estacionamento, e eu nao fiz nenhum escandalo, mas disse com muita firmeza que estava torcendo pra aquela criança ser do meu marido, porque eu tenho a cidadania (ela estava ilegal) eu iria requerer a guarda para o meu marido e ela teria que voltar para o Brasil, ja que ter filho aqui nao garante nada, nem pra criança e quem cuidaria da criança seria EU (claro que era mentira, mas ai ela ficou com medo)… eu confesso que orei muito, pedi muito pra Deus me dar sabedoria, e no final essa menina nao era filha do meu marido, mas sim do marido da mulher que nao soube de nada porque eu nao quis confusao (ele era de outro pais, viciado em drogas etc).
    Nos dois fomos fazer terapia, fomos cuidar da gente, fomos ver o que queriamos e decidimos continuar juntos e estamos muito bem, graças a Deus, mas é dolorido, é uma ferida que cicatriza mas deixa marcas, e somos nos quem decidimos se vamos usar essa marca pro bem ou pro mal… como disse outra leitora, espere, respire, nao faça nada, e voce nem sabe se o filho realmente é dele… se la na frente voces resolverem ficar juntos, fiquem e reconstruam juntos, se nao, se reconstrua, porque toda dor realmente passa, o duro é estancar o sangue que escorre na hora que a faca nos corta ate a alma! Vou orar por vc, e se quiser me escrever, por favor, fique a vontade, meu e-mail é cteubi2@yahoo.com.br.
    Se cuide bem, com amor, porque voce merece ser sua melhor amiga nesse momento. Peça pra Deus todo conforto e sabedoria que somente Ele pode te dar. um abraço cheio de carinho Cris

    • Izabel Soraia16/08/19 • 13h15

      Que comentário cheio de amor e empatia.

  30. Aline15/08/19 • 23h37

    aso 4: vc contou que Vcs estavam planejando engravidar, minha dúvida é: Ele se cuidava? Exigia isso de vc? Ele queria ter filhos? Pq aparentemente com a outra não teve essa preocupação pra chegar a uma possivel gravidez. Pense nisso, veja se com vc ele tava mesmo querendo, ou te deixando pra depois, isso se vc perdoar. Sinceramente não acredito que vc consiga perdoar pq chegou ao ponto de sair de casa. Acho que vc está passando por uma fase sem rumo, ainda gostando dele, mas imensamente magoada. Pense bem se vale conviver com tudo isso, e se não tem NENHUMA possibilidade ele fazer de novo. Boa sorte.

  31. Erika16/08/19 • 10h51

    Para o Chora 2: procure a acupuntura. Não sei de qual estado vc é, mas em Bsb tem a Erika Nery. Ela está ministrando vários cursos pelo Brasil. Siga o insta dela: @espacoerikanery. Entre em contato que ela pode te dar o caminho. Ela é excelente. Tem váááááários casos de sucesso. Não se desespere.

  32. Lorena16/08/19 • 11h11

    Chora 4: o me deixa mais puta com esses #@!% são que eles traem e sequer se preocupam em usar preservativo.
    Abelha do chora 4: ele não apenas te traiu, ele te expôs, te fez correr risco, fez sexo com outra pessoa sem proteção.
    Antes que venham com ” tenha mais empatia, são 13 anos de relação ou algo do tipo”. Traição é uma escolha! Obvio que todo mundo é falho e passível de erro, mas toda traição precisa ser muito bem pensada se vale ou não a pena ser “perdoada”. Na hora de trair ele não pensou na relação dele ou na mulher dele. Precisamos parar de passar pano pra homem que trai, faz merda, deixa a mulher nesse estado emocional e 15 dias depois tá tudo bem. Parem de fazer isso com as suas amigas, irmãs e vocês mesmas. Quer perdoar, ok?! A vida é sua, mas se fizer isso não é apenas o ato da traição, vai ter uma criança que você vai lidar e que não tem culpa da sacanagem alheia. Uma criança que se vocês voltarem e tiverem filhos, vai ser irmão do seu filho (se for filho dele). Então no meio de tanta suposição se coloque em primeiro lugar e pense no que vale a pena para você, a sua saúde e estrutura emocional.

  33. Priscila16/08/19 • 21h52

    Chora 2
    Há três meses, eu congelei os meus óvulos (estou com 36 anos). Li muito, muito sobre o assunto e, de tudo, pensei o seguinte: além das nossas precauções, é necessário uma espécie de conspiração do universo, energia, Deus, resumindo, tem algo além dos nossos desejos apenas. Como meu médico disse: para dar certo a fertilização, tem de ter pelo menos UM óvulo saudável. Se você tem condições de tentar, eu tentaria sim. O processo de hormônios é complicado sim, mas é muito rápido (12 dias). Em um mês, já estava me sentindo do mesmo jeito de como eu era antes. Após os 35, cada mês é determinante para nós, então acho que não deveria pensar muito e seguir seu coração. Caso não dê certo, você pode começar a pensar sobre um óvulo doado. Aí tudo vai depender da sua concepção de maternidade, claro! Mas acho que vale a pena refletir sobre isso! Espero que dê tudo certo pra você… pra gente! Um super beijo!

  34. Iáskara20/08/19 • 11h17

    Caso 2: Joaninha:
    Sou embriologista, então aqui vai me conselho como profissional e mulher: não acho que valha a pena congelar óvulos com a tua idade e reserva ovariana. Faça a FIV com sêmen de doador e congele embriões. Se teu sonho é ser mãe ou ficar gravida, vá em frente. Caso não de certo com teus próprios óvulos, considere a ovodoação, é um gesto LINDO. Com a ovodoação vc fica gravida, nutre, emana energia e amor para o bebe, unica diferença é que ele não terá a mesma genética que vc, mas quem irá gestar e dar a luz a será vc! Mas please, não demore muito a tomar essa decisão, infelizmente o tempo é cruel no quesito reprodutivo do ser humano.
    Qualquer dúvida estou aqui. bjos

  35. Nina20/08/19 • 15h39

    Caso da Abelha: Gostaria de te dizer que passei por algo semelhante recentemente. Tinha um relacionamento de quase dez anos e ele me traiu e a menina engravidou. Resumindo, ele ainda queria ficar comigo. Porém optei por terminar o relacionamento, como você disse não poderia suportar a ideia de um filho ou filha com outra. Posso te dizer que o processo de perdoar e não guardar mágoa e ressentimento no coração é difícil, mas a cada dia trabalho os meus pensamentos e leio muito sobre auto estima para que eu vá caminhando e seguindo com minha vida bem. Hoje estou bem e tive provas que eu seguir minha intuição foi o melhor: descobri por acaso que a filha dele com a outra nasceu, e pasme as duas ainda estavam no hospital e ele já estava combinando de se encontrar com outra pessoa e disse que iria só esperar as duas deixarem o hospital para dizer a moça que não queria mais nada com ela. Os dois nesse meio tempo estavam morando juntos, e ele ia se separar pois pretende continuar a vida dele solteiro e na farra com outras mulheres…. moral da história sensibilidade zero e consciência zero . Consideração por alguém também não existe. E não me arrependi um segundo por optar por mim e a minha felicidade.