Moda
Tem Jeito?
29 mar 2019, 8 comentários

Tem Jeito? Ankle Boot Marrom!

Ressuscitando o Tem Jeito! Amo essa tag porque me desafia! Vamos a dúvida da Juliana?

“Oi, Cony! Já te acompanho à algum tempo e adoro seu blog. Gostaria muito que você me ajudasse nesse Tem jeito. Comprei essa bota e não consigo usar e compor com minha roupas. Sou muito do vestido e calça jeans. Me ajuda, please.  Será que tem jeito? Obrigada”

Ó, se me perguntar se acho essa bota BONIIIIIIITA, não acho não, mas é completamente usável. Olha só como tá fácil:

Antes de mais nada, pense sempre nela com calça skinny ou legging pois esse detalhe dela (tipo uma barra virada por cima da bota) pode poluir looks com calças mais largas. Jeans, camiseta e maxi cardigã ficam MARA com essa bota! Alias vou deixar meu jabá aqui dos melhores maxi cardigãs do mercado, os da Rice and Beans! Clica AQUI e já compra o seu! Tem preto, listrado e cinza mescla.

Com listras e casaco! Se for usar com uma calça de boca mais larga, não deixe ela “engolir” a bota tá? Dá uma viradinha na barra da calça até dar ficar aparecendo um dedo de perna.

Toda de preto. Sem erro. E chiiiiique!

Olha aí de novo com maxi cardigã! Lembre-se sempre: a terceira peça conserta qualquer look sem graça!

Agora vamos sair das calças e por as pernas de fora? Com um vestido preto básico, sua bota vai ficar linda. Olha o segundo look com lenço de oncinha (rica por favor)? Fica super estiloso!

O marrom é neutro, então ele combina tanto com preto quanto com branco e tons de bege. Acho elegantérrimo marrom e branco.

Com vestidos florais, numa pegada boho, fica SENSA! Como terceira peça pode ser uma jaqueta jeans, ou vestida mesmo ou amarrada na cintura. 

Com branco e verde militar. Lindo não é mesmo?

E claro, com o bom e velho shortinho jeans. Eu amo combinar short jeans com camisa branca e bota. Acho estiloso.

  • Menina e não é que no final até acabei gostando da sua bota? O que um Tem Jeito bem feito não faz hein? hahahaha. Se joga e depois conta se deu certo. Tem Jeito SIM!
Moda
Fala que eu te escuto!
28 mar 2019, 27 comentários

Fala Que Eu Te Escuto – Roupas Para Arquitetas!

Dúvida fashion de leitora! O que temos para hoje?

“Oi Cony, tudo bem? Eu sou a moça de um Chora de há alguns anos. Resolvi arriscar, saí para fazer estágio, e no final do ano passado me formei em Arquitetura e fui contratada pela empresa (Quase um sorria hein?) hahaha.

Enfim.. Agora, como sou funcionária, gostaria de me vestir um pouco melhor, pois vinha sempre de jeans e camiseta e não sei por onde começar. Tenho 1,70m, manequim 38/40 e costumo usar nada de salto, além de espadrille, pois temos muitas visitas em obra. O ambiente é bem informal, mas tenho contato com clientes. Me ajuda? haha Beijão

Arquitetura para mim é uma mistura de humanas com exatas, vocês são artistas mais matemáticos hahahaha. Quando a gente pensa em advogados, logo vem a cabeça a imagem de uma pessoa mais séria, toda de alfaiataria, camisa branca impecável, scarpin altíssimo, cabelo sem um fio fora do lugar. Quando penso em publicitários, penso em looks coloridos, criativos, confortáveis. Quando penso em Arquitetos, é quase que uma mistura dos dois! Ao mesmo tempo que vocês tem que passar uma imagem de segurança, de poder, de credibilidade, também tem que passar criatividade, personalidade. E ainda tem a questão da visita a obras então, tem que ter conforto também!

É um desafio para mim, vou mentalizar uma amiga minha que é arquiteta e bem estilosinha! Pensei apenas em looks com calça e sapatos baixos, justamente por causa da bateção de perna do dia a dia e das visitas às obras. Além disso, foquei em looks com terceira peça, pois para uma visita de rua, pode tirar o casaco, e se tiver reunião, põe o casaco! Ah, e no caso de precisar de um salto, todos esses looks aceitam scarpin ok?

Vejamos:

Criatividade e personalidade no sapato vermelho! O look pode ser todo preto, todo cinza, jeans com camisa branca e vai ficar lindo! Pense sempre em um ponto do look com informação de moda. Seus clientes irão achar interessante e criativo e vai contar ponto pro seu trabalho!

Calça jeans continuará sendo sua grande companheira. Para deixar o look mais adulto, coloque um blazer. Pode ser por cima da camiseta de malha mesmo!

Casacos alongados e bolsas quadradas, a cara da arquitetura! E vai caber trena, caderninho, caneta, tudo.

No dia que não quiser pensar muito no look, vale usar um jeans e camisa branca. Para dar o toque moderno, use um lenço colorido amarrado na bolsa ou como cinto!

Sapatilhas estão esquecidas. Os sapatos baixos da vez são os masculinos como oxford, loafer, mocassim.

Outra combinação interessante: calça militar e blusa branca. E pode colocar ou cinto ou sapato de oncinha – rica, obviamente – que vai ficar lindo.

Tweed, tricô, alfaiataria e novamente, sapatos masculinos. 

Tênis também pode ir trabalhar com você! Quando opta por eles, prefira uma calca pantacourt de tecido plano para ficar mais “séria”. As calças clochard também podem ser suas amigas e companheiras das horas de trabalho, são confortáveis e muito estilosas!

  • Que tal??? Conforto aliado a estilo, tá fácil e lindo!
Comportamento
Chora Que Eu Te Escuto
27 mar 2019, 51 comentários

Chora Que Eu Te Escuto

Dia de Chora!

Chora 01 – Madri

“Boa tarde Cony. Em casa te acompanhamos desde do comecinho e adoramos vc, sua luz e imensa e brilha cada dia mas, torcemos muito por vc.
Bom vc já me conhece e se quiser divulgar quem sou não há problema minha família sabe minha história e minhas amigas também que estão super me mando força p mim voltar a ser eu. Disculpa o tamanho é enorme e também meus erros de português que são bastante. Faz tempo que pensei em te escrever e aqui estou.
Em 2009 eu vim a Madrid na primeira comunhão do meu afilhado, conheci meu ex marido e moramos juntos até maio de 2016, foi uma vida normal apesar de algumas paranóias minhas mas tudo legal, o amor acabou e eu decidi me separar. Tive uma vida tranquila e feliz dentro do que cabe. Conheci outro moço e tudo mudou de perna pro ar, julho de 2016 resolvemos tomar o 1 chop, eu já estava decidida que até o final do ano voltaria definitivo ao Brasil, então comecei uma história com ele assim aproveita de mim até dezembro. Mas aí saímos muitos e comecei a me apaixonar e então decidi passar o natal em SP e só depois decidir se voltava definitivamente ou não, ele foi passar o ano novo no Brasil e eu decidi voltar e começar esse novo amor. Voltei do Brasil final de janeiro, arrasada, porque eu tinha uma fonte de dinheiro importante aí e trazia dinheiro p Europa e gastaba aqui, eu tinha loja e fechei porque depois de tantos anos fora fui deixando em mãos de terceiros e fui falindo, sempre gastei muito mas do que ganhei, vim do Brasil dura e com dívida é muito desanimada, p quem acababa de começar um relacionamento novo eu tava bastante caída, ele foi a primera vez ao Brasil e  amou, voltou feliz da vida e eu super baixo astral e começou tudo a virar de ponta cabeça na minha vida. Comecei a me sentir inferior a ele, ele tinha casa, empresa, dois carros, motos e eu nadaaaaaaa, sem trabalho e sem um duro no bolso. Ele queria começar a construir um futuro falando de planejar em casar, morar no Brasil e ser feliz, eu comecei a pensar que precisa respirar acabava de sair de uma relação não tive tempo p ficar sozinha e encima todas as paranóias de que fazer? Não tinha vontade de nada, os amigos dele me olhavam mal tipo a culpada da separação dele, meus amigos eu comecei a evitar porque conta da minha relação anterior, não queria sair com eles, nem fazer nada, cada dia mas fechada, não fiz ele participar da minha vida e nem me vi nesses planos de futuro, tudo que eu queria era desaparecer da face da terra. O tempo foi passando e eu empurrando com a barriga, comecei a ocultar coisas da minha vida e mentir em outras, minha relação com meu pai sempre foi de guerra e ódio, assim que eu não queria contar muito e só piorei. E comecei a ver tudo negativo, me fechei, não tava bem e não sabia como mudar e nem o que fazer, e ao mesmo tempo me assustava tudo pq o Jaime era maravilhoso, eu amo como ele se veste, como ele fala, como ele atua, como ele dorme rs… em fim eu estava paralisada como podia ser tão perfeito nunca imaginei algo assim, eu gastava muito e já não tinha dinheiro e não sabia como falar p ele, ele continuava achando que eu tinha dinheiro no Brasil e que trazia, meus cartões começaram a explodi e eu não sabia como contar a verdade, comecei a pensar que se ele soubesse não ia me querer mas nada, aí me enrolei cada vez mas, até que tudo foi piorando e as mentiras crescendo, por exemplo ele me perguntou se alguma vez foi infiel ao meu ex marido em duas ocasiões diferentes e eu disse que não, até que um dia ele descobriu que era mentira, e pro meu azar ele conhecia o fulano, cidade pequena, ele estudou com a mulher dele e ficou muito bravo comigo, perdeu a confiança logo qdo eu mas precisava, tentei explicar que ninguém podia saber pq tínhamos amigos em comum mas era tarde, até porque não era uma traição de uma noite foi de um ano, sim durou um ano até que eu precisei acabar pq estava ficando louca, aí resolvi tentar com meu marido na época um ano mas, mas não resolveu o amor por ele tinha acabado e eu não me sentia orgulhosa, acabei com meu futuro nessa época e não é coisa de querer contar a ninguém e menos a uma pessoa que acabava de começar. Bom voltamos ao assunto, ele começou a ver meus zapzap por desconfiar de mim e tudo virou uma merda até discutimos uma vez porque ele não gostou de uma conversa com minha mãe, já tava super difícil e ficou pior, qto mas o tempo passava mas eu estaba apaixonada e com medo porque minhas mentiras cresciam eu tava louca por esse homem, tinha medo de encarar e também de fugir. Bom passou 2017 voando e eu tentando arrumar e cagava cada vez mas, não fazia ele participar da minha vida. Bom …. chegou carnaval de 2018 fomos ao Brasil e ele foi com a ideia de ver como era tudo pq ele tava decidido que moraríamos aí, voltou totalmente desanimado, pq a realidade de SP era absurda, tudo caro e eu fui a culpada de todo ese tempo iludir ele de que sim podíamos morar aí,  até que em abril  ele mudou de moto e entrou em um grupo de Harley, começou a sair muito, e eu notei que ele tava muito diferente, até que chegou 12/06 dia dos namorado no Brasil e íamos jantar e ele cancelou 1 hora antes dizendo que tinha uma janta p falar de negócios e como faziam uns meses que ele tinha perdido um contrato importante é deixou de ganhar uma quantidade grande eu pensei não tem problema depois jantamos, mas era mentira ele chegou em casa de madrugada eu vi o celular de trabalho e ele mesmo tinha mandando mensagem p ele no celular pessoal marcando esse jantar p me justificar. Comecei a fazer as malas nessa mesma madrugada a louca, doida e nervosa, porque ele me contou que tinha ido conhecer uma moça que tava chateando a um tempo por um app de amizade, o que uma pessoa que tem um relacionamento sério faz em uma app dessa? Oi!  Vim p madrid p casa de uma amiga e mandei ele p merda, voltamos, brigamos, acabamos e o mês de agosto ele passou praticamente sozinho curtindo a vida de solteiro eu chorando na casa da amiga. Setembro voltamos mas eu não estava decidida a perdoar e resolvi alugar um apartamento em madrid e nos morávamos em A Coruña, bom aluguei e como eu estava ocupada com a loja que fazia pouco tempo se estaba funcionando voltei o namoro mas eu estava decidida que as coisas tinham que ser como eu queria ele tinha que me demostrar que não era um infiel, que errou mas que eu ia poder confiar nele, e com loja online eu decidir ir a China fazer compra, isso era mediados de outubro já, acabei desistindo um dia antes a viagem por brigas e mentiras e pensei só volto p casa ou seja p Coruña qdo eu começar a ganhar meu próprio dinheiro e ter minha estabilidade outra vez, em qto isso vou ficando aqui em madrid, daqui não saio e ninguém me tira, ele fez de tudo p mim voltar me mostrou que podia confiar nele, mas eu sempre tive paranóias maior que eu, e no dia 17/11 ele me pediu em casamento e eu me assustei, não sabia o que fazer, mas uma vez fui cobarde e briguei com ele dizendo que não era o momento certo. Lá atrás qdo eu digo que foi casada na verdade no papel não foi, eu cancelei o casamento 15 dias antes por medo em 2014, sempre tive problemas com fazer planos, casar e ter Filhos.
Bom o tempo passou e o fim de semana do dia 20/01/2019 minha vida ia mudar pq eu decidi que tinha que fazer alguma coisa por mim, por ele e por esse amor tão grande que tínhamos um pelo outro, entre erros de não ter assumido o Jaime de verdade, entre as mentiras que foi crescendo e eu precisava tomar uma decisão então fui lá p dizer p ele que sim aceitava e que sim eu queria fazer terapia p concertar todas as minhas paranóias desde dos 18 desde do meu 1 amor foi assim, disse não a três homens que amei e já tenho 38 anos e isso precisava mudar. E então apartir desse final de semana minha vida virou uma merda eu não me reconheço não sei quem sou e como vou sair dessa. No sábado 19/01 saímos p jantar e eu queria voltar p casa p pegar o anel e dizer p ele colocar no meu dedo que eu queria muito ser a senhora Regueira, mas paramos em um bar e ele começou a conversar com gente que eu não sabia quem era aí ele me começou a contar que era com essas pessoas que ele saiu o mês de agosto e veio tudo na minha cabeça todas essa mulheres que ele saiu todos os stories que o amigo dele pública a diário e eu explodi no dia errado a na hora errada esqueci o que eu tinha ido fazer lá e começamos a discutir e ele esculpiu na minha cara aí Cony, voltei p casa deixei ele dormindo e bloquei ele uns 8 dias, ele queria me matar, se desesperou realmente qdo viu que fui embora e claro sem poder falar comigo ele começou a ficar com ódio de mim, desde junho nessa situação já estamos quase a final de janeiro e eu ainda volto p cá sem falar nada, o único que eu pensava era que ele tinha nojo de mim e acabou o respeito e só consegui pensar acabou de vez tem que acabar, uma vez mas minha raiva falava mas alto que meu amor.  Nesse domingo 20/01 eu tive febre de madrugada e tive todos os dias até na sexta, os médicos começaram a pedir muitos exames porque não sabia o que eu tinha, e me deu baixa médica uma semana eu estava com vitamina D, ferro e 4 coisas mas, estaba realmente sem defensa nenhuma, depois mas 5 dias de baixa médica e fazendo exame p saber seu eu tinha alguma coisa mas, emagreci e nesse tempo sem poder sair de casa pq não podia nem sonhar em pegar gripe estaba muito frio e meia população com gripe, e a pior tragedia que podia acontecer minha madrinha faleceu e o médico não me autorizou viajar, aí que eu fiquei ruim mesmo, chorava o dia todo não comia de 56 kls, cheguei a 49, sozinha sem ele e sem minhas amigas porque não contei p minguem por um bom tempo. Aí eu comecei a ver a vida diferente, eu tive uma conversa com minha madrinha um dia antes quase 3 horas por videoconferência meu mundo tava sem chão e o amor da minha vida lá longe e eu comecei a pensar em recuperar de verdade esse homem porque eu realmente amo com loucura e só fiz merda durante 20 anos da minha vida, os traumas de família, de casar, de ter filhos só foram crescendo dentro de mim, e eu precisa pedir perdão a ele e precisa contar toda a verdade é o porque de tudo. Até que com as vitaminas comecei a ter forças e comecei a pensar em fazer uma sorpresa p ele comprei um anel e fiz reserva em um restaurante agora no dia 14/02 que era nosso dia da namorados aqui, mas deu tudo errado, liguei p ele e conversamos como amigos e ele me disse que tinha passado o fim de semana com uma amiga da faculdade e eu uma vez mas desisti e odiei ele porque essa moça sempre foi um fantasma na vida dele, saíram algumas vezes na faculdade ele casou teve dois filhos, ela sempre teve aí, todos os anos ele vai nessa cidade com os amigos, eles fazem final de semana lá p conversar colocar as notícias em dias e toda vez que ia durante todos esses anos depois da faculdade ele via essa mulher e comigo ele foi 4 vezes e no verão que tudo começou a dar errado eu li mensagem dele com um amigo que dizia que ele ia ver essa mulher, era  como se eles ficassem juntos nunca gostei dessa mulher e as veces penso que ele sempre foi infiel com a ex mulher dele e comigo. Enfim fiquei com ódio e não fui e meu maior erro, porque o final de semana depois do dia 14 ele foi p la e eu perdi a oportunidade de ver ele é evitar outro fim de semana, eles começaram a sair de verdade. Na semana agora antes do carnaval que era justo qdo ele voltava desse segundo fim de semana junto eu decidi que iria mesmo assim porque eu sou a que tinha que pedir perdão e recuperar o homem que eu amo, mas não deu certo, cheguei lá na segunda ficamos  junto toda a semana, nos amamos muito todos os dias, discutimos, choramos muito, até que ele me disse que essa mulher ia chegar no sábado e ia ficar até o próximo domingo porque ela tava de férias ela ia p conhecer a cidade dele, os amigos, os pais etc….. P mim foi o pior pesadelo, eu pedi p ele cancelar essa viagem p ele me perdoar p ele me escutar, ele chorou dizendo que não queria ela fosse mas, mas não podia me perdoar porque ele tava com muito ódio de mim, como eu pude fazer ele sofrer tantos meses, ele me pediu p mim voltar p casa mil vezes, e eu não voltei. Passei o pior carnaval da minha vida 8 dias sem dormir, sem comer, sem saber o que fazer, mas ainda assim pensei qdo acabar ele vai me dizer que não é ela que ele ama e vai me perdoar, e eu vou voltar p casa. Mas não foi assim, ele viu meus stories que eu inventei que estaba la me divertindo mas na verdade eu estaba morrendo por dentro e ele ficou mas bravo ainda comigo, ele me mandou mensagem dizendo que estaba sofrendo que teve diarreia varios días seguidos…. en fim eu só piorei tentando mostrar p ele que estaba feliz sem ele, qta mentira. E na quarta feira passada eu fui lá jantar com ele e uma vez mas pedi que me perdoasse, vi ele todos os dias de quarta a domingo, mas não consegui nada, ele tem raiva de mim e não me perdoa por tudo que eu fiz e principalmente porque demorei tanto p dizer p ele que sou louca por ele e que agora eu queria casar. Faz dois dias que voltei e não sei o que fazer, como sair dessa, e as veces nem sei quem sou. Estou fazendo terapia faz 3 semanas e ainda tenho muito que me perdoar, me disculpar comigo mesma, e não sei de onde vou tirar forças. Só sei que essa mulher vai acabar ir morando com ele e eu vou ficar na memória mas triste em ambas vidas, a pessoa que eu mas amei na vida foi a que eu mas falhei, como namorada, amiga e mulher. Que ironia da vida eu ter demorado tanto p tomar coragem de lutar por esse amor e mesmo ter tentando explicar p ele todo esse caos da minha cabeça e as mentiras continuo me sentindo frustada e sei que essa lição eu ou levar a vida inteira e só peço a Deus que me dê sabedoria p mim me perdoar e voltar a dormir tranquila um dia. O tempo não passa eu não sei o que fazer e nem sei como currar tudo isso aqui dentro”

Mulher do céu. PARAAAAA DE IR ATRÁS DESSE HOMEM! E se eu entendi seu portunhol, esse cara cuspiu na sua cara!!!?? É ISSO MESMO? Nem precisava escrever textão, essa atitude dele por si só já diz TUDO. NÃO VALE A PENA, e você, por favor, pare de se humilhar, de se achar a errada, de pedir perdão. Você está fazendo um papelão!!!! CHEGA! Continue na sua terapia, foque em reestruturar sua vida financeira, pare de mentir para as pessoas, de fingir ser outra pessoa, de fingir estar bem. Seja realista com você, sofra, chore, mas faça isso sozinha e com dignidade! FODA-SE se ele vai morar com outra, tomara que vá mesmo e que você consiga resetar sua vida toda e começar de novo mas fazendo escolhas mais concretas e certeiras! Você está confusa, está doída, está machucada e nesse turbilhão todo não vai conseguir melhorar se continuar insistindo em algo que já está tão bichado. Dá um reset em TUDO, põe a cabeça no lugar e bola pra frente. PRA FRENTE! E sozinha por um bom tempo, até conseguir discernir quem você é, o que você quer e o que você MERECE.

Chora 02 – Barcelona

“Olá, Cony! Meu chora hoje é o seguinte: Sou casada, eu e meu marido somos companheiros, parceiros e nos amamos.
Hoje em dia temos uma vida confortável, ele é empresário e está fazendo a empresa crescer bastante. Ele é muito batalhador, começou como técnico e foi subindo de cargo na empresa até se tornar sócio e proprietário. Eu sempre o ajudei e apoiei nas conquistas, nas viagens por conta do trabalho, no networking que ele tinha de fazer, até mesmo nos problemas da empresa dele, sempre conversamos muito e ele se abre muito comigo.
Já eu, sou funcionária pública, tenho um bom salário e estabilidade, e graças a uma nova administração, acredito que tenho conseguido desenvolver um bom trabalho na minha área e, como consequência, têm aparecido algumas oportunidades pra eu também crescer.
Nisso, me candidatei a uma vaga para ocupar um cargo de confiança em outro estado. Conversei com meu marido antes de mandar meu currículo e de início ele me apoiou. Mas depois de uns dias, ele disse que temia pelo nosso relacionamento.
Depois de umas duas semanas, recebi a resposta de que não fui para frente no processo seletivo e mandei pra ele. Diante disso, ele falou mais abertamente sobre a preocupação que ele estava caso eu fosse aprovada e tivesse de me mudar, ainda que a distância não fosse tão grande assim e que nos programássemos para nos vermos aos fins de semana e tal, ele achava que nosso relacionamento não sobreviveria.
Isso foi um balde de água fria pra mim. Agora estou bem decepcionada e dividida, porque sempre o apoiei em tudo, e numa oportunidade que ele teria de fazer o mesmo, já não receberia a recíproca. Tudo bem que são situações um pouco diferentes, já que ele não se mudaria de estado por conta da empresa, ele apenas viaja, fica alguns dias fora e volta. Eu até entendo o lado dele.
Mas, ainda assim, achei a atitude dele um pouco machista. Ele até chegou a falar algumas vezes em eu largar meu emprego de funcionária pública – algo que eu dificilmente faria.
E os meus objetivos e vontades? E se aparecerem outras oportunidades (o que não é difícil de acontecer)?
Sempre foi meu objetivo “ser alguém na vida”, alguém que faça diferença, sempre quis ter aquela satisfação e reconhecimento profissional.
Por muito tempo isso ficou adormecido em mim e deixei isso de lado por ‘n’ motivos, mas de uns dois anos pra cá a vontade de crescer profissionalmente tem voltado com força, até voltei a estudar recentemente e sempre falo com ele sobre o assunto.
E aí, o que fazer? Espero aparecer algo de concreto pra aí sim tomar uma atitude? Tenho uma conversa franca com meu marido?
Como você me aconselharia a lidar com essa situação?”

Conversa franca JÁ! Eu hein, que coisa mais esquisita ele falar que o relacionamento de vocês estaria em perigo caso você conseguisse o emprego em outra cidade. MUITO SUSPEITO isso. Cara, não é namoro, é CASAMENTO! Tem disso não! Achei brochante essa atitude dele e muito me incomoda. Super entendo sua decepção, acho que isso tem que ser conversado para esclarecer bem o que ele quis dizer.

Chora 03 – Malaga

“Oi Cony! Resolvi enviar esse Chora sobre um problema de saúde que descobri. É algo que, infelizmente, é meio tabu e ninguém fala sobre – mas pode ser muito comum. Por isso pensei que além de me ajudar, pode ajudar trazer a discussão e conscientizar as suas leitoras para que isso não aconteça com elas. Obrigada!

Sempre tive uma vida bastante corrida e atarefada, intercalando momentos de alimentação saudável com junk food total. Tem dias que esquecia totalmente de beber água e por aí vai. Pois bem, assim se desenvolveu um problema de saúde que jamais imaginei que existia. Bom, tudo começou quando tive problemas na hora de ir no banheiro – sim, de fazer o número 2! Tive uma constipação e na hora H machucou, sentia muita dor, que foi se transformando em coisa séria, sangrava (não preciso dar muitos detalhes, mas era simplesmente horrível). Essas coisas são um tabu, então ir no médico era a última coisa que queria. Cheguei a cogitar o mais fácil, que estava com hemorroidas. Mas não era.

Lá pro segundo ou terceiro dia estava insuportável e eu fui a um proctologista. Pois bem, descobri o problema: eu estava com uma “fissura anal”.
Fissura anal? Nunca tinha ouvido falar na minha vida, e ninguém sai falando que tem isso por aí. Depois de ir a alguns médicos, muitas pesquisas e estudos, vi que é um problema cujos tratamentos ainda são recentes. Basicamente, é um corte no ânus causado do “trauma” do número 2, que é até comum, especialmente se temos intestino preso. A fissura pode ser “aguda”, um corte que cicatriza rapidinho, ou “crônica”, que não cicatriza dentro de alguns meses e pode precisar de cirurgia. Só que essa cirurgia possui diversos riscos envolvidos e esse é meu medo, o que me impediu de tomar essa decisão até hoje.

Meu caso é crônico, a fissura não cicatrizou há muitos meses e apesar de não doer quase nada, ainda gera algum incômodo, em especial se eu descuido da dieta. Eu já fiz todos os exames possíveis, faço suplementação de fibras todos os dias, bebo muita água, usei todas as pomadas para tratamento e até laxantes, mas não consegui melhorar 100% – a médica diz que melhorou 80%, mas que agora esgotaram as opções não cirúrgicas.

Estudei tudo e mais um pouco sobre o tema, e vejo que é um problema pouco difundido ainda. Queria saber se alguma leitora já passou por isso e pode me ajudar, pois eu tenho muito receio de fazer a tal cirurgia e tenho esperanças que outros tratamentos (até alternativos) sejam eficazes.
No mais, quero conscientizar as leituras para algo que eu jamais imaginei que pudesse acontecer. Bebam água!! E se alimentem bem!! “

 

Menina pode não ser um assunto muito comentado mesmo, mas eu conheço algumas pessoas que já fizeram essa cirurgia e parece ser bem simples! Se o caso é cirúrgico, conforme disse seu medico, tem que fazer cirurgia SIM! Não fica adiando muito, até onde sei é internação rápida e a recuperação é tranquila. Não sei muito mais mas não é um bicho de 7 cabeças não. Se tiver alguém que ja fez, deixe seu comentário aqui!

 

  • Choras fechados! Quando abrir aviso aqui ok?