Comportamento
Cotidiano
15 fev 2019, 55 comentários

Para As Pessoas Que Não Sonham

Passei a seguir o Italo Marsili por indicação de vocês. SEMPRE alguém fala dele nos Choras ou então me manda direct no instagram falando: Cony, o Italo Marsili está falando exatamente o que você falou no Chora!

Fiquei curiosa e fui ver do que se tratava. O cara dá um choque de realidade em todo mundo, geral mesmo, não só em mulheres que estão a espera do príncipe encantado ou que ficam se vitimizando por tudo.

E como concordo com ele. As pessoas não estão preparadas para a vida real, para abrir os olhos e perceber o mundo que vivem. Vejo isso muito nos Choras. Muitas pedem conselhos mas se não ouvem o que querem ouvir, ficam chateadas e me chamam de grossa, de não ter empatia porque não estou no lugar da outra pessoa. Mas claro que não tô, não faço a mínima ideia quem sejam as pessoas que mandam os Choras e justamente por isso consigo dar minha opinião sendo 100% neutra. Respondo ao que me perguntam da forma mais crua que consigo, da forma que sua amiga não te aconselharia porque não quer te magoar. E se tem medo ou quer cafuné e confete, não mande Chora. Simples assim.

Mas enfim, voltando ao Italo Marsili (se quer afago no ego não siga ele! E nem a mim!) ontem ele postou uma frase que adorei. Segue:

E é exatamente como me sinto, como sou.

Eu não tenho sonhos. Sempre que alguém me pergunta qual o meu sonho, fico pensando pensando pensando sem saber o que responder. Sou uma pessoa tão prática que não miro onde não posso alcançar. Eu tenho planos, objetivos palpáveis que sei que são super possíveis de realizar a curto prazo.

Não almejo uma super cobertura no melhor prédio da cidade, o melhor carro, ter o closet cheio de grifes ou fazer inúmeras viagens e ficar nos melhores hotéis. PRA QUE pensar assim e aumentar enormemente a possibilidade de me frustrar??? Sou feliz com o que tenho e quando desejo melhorar algo, é sempre um ponto a mais, apenas. Um carro melhor que o meu, morar num apartamento melhor, viajar pelo menos uma vez por ano… Coisas que eu sei que dou conta de concretizar e fazem parte da minha realidade. O que não faz, eu simplesmente excluo da vida e nem gasto energia com isso.

“Ah Constanza, mas sonhos não são apenas de bens materiais, você pode sonhar em ser mãe, em ter um crescimento empresarial, em rodar o mundo…” Sim, posso ter esses sonhos mas eu SIMPLESMENTE NÃO TENHO. Sou muito esquisita por isso? E se por algum motivo eu não puder ser mãe? Não vou morrer por isso. E se minha empresa falir? Ok, acontece. E viajar o mundo inteiro? Aos poucos as coisas acontecem. Um país por vez. TUDO DEPENDE DO QUE ESTAMOS FAZENDO HOJE.

A vida é baseada no AGORA, NA REALIDADE ATUAL. Não adianta fazer masturbação mental com algo que não faz parte da sua vida! Não adianta querer ser alguém que não tem nada a ver com você. Não adianta desejar coisas que não cabem no seu orçamento! Não adianta querer ser uma empresária super bem sucedida se nem tem uma empresa ainda ou se não está se mexendo para isso. Não adianta querer o carro mais top se não tem dinheiro pra comprar e manter. Não adianta sonhar em casar e ter filhos se nem namorado tem ainda. Vá aos poucos! Caso contrário sua vida girará em torno de um sonho que pode ser que não se realize jamais! A vida é construção e toda construção é aos poucos e constante. E primeiro atinge um patamar, para depois seguir para o próximo.

Por isso faço sempre meu melhor HOJE. Me preocupo em estar com as contas pagas, com saldo positivo no banco, com o carro com a revisão em dia, com a geladeira com comida, ter plano de saúde bom, entregar um bom trabalho, ter outro projeto em mente, mas não para alcançar um sonho e sim para alcançar o próximo passo. Hoje tenho coisas que JAMAIS sonhei ter e nunca achei que teria. E tudo consequência do “agora” bem feito.

Cuidado com o tamanho da sua ambição, ela pode te impedir de ter sucesso na vida. Sempre pense em pequenos passos e que estejam completamente dentro da sua realidade. Isso evita o fracasso, a decepção e a falta de controle na vida. E não confundam isso com mediocridade. Isso é ser realista, pé no chão e ser maduro. Mediocridade é se contentar com pouco e não é isso que queremos. Queremos o melhor e cada vez mais, só o caminho que tem que ser feito aos poucos e com paciência.

Não estou falando para não ter sonhos, tenham, mas sonhem coisas realizáveis e dentro da sua realidade!!! Da sua realidade HOJE, AGORA e que você será capaz de ir atrás, sem depender de ninguém.

E vale pra tudo. Sonhos materiais e não materiais também.

Escreva seu Comentário

Quer que sua foto apareça nos comentários? Clique aqui
55 comentários em “Para As Pessoas Que Não Sonham”
  1. Thais15/02/19 • 16h44

    Cony, amei! Não conhecia o Ítalo tb. Tudo o que vc escreveu descreve exatamente o que penso, mas não conseguiria traduzir assim como vc fez. Já o meu marido é o oposto, vive sonhando altíssimo e me “xinga” pq não sou assim. Pra ele, eu estou “pensando pequeno” ou duvidando que a gente “pode ter mais”.
    Eu não duvido, eu acho que podemos, mas também não fico pensando “ahh o dia que eu tiver uma ilha particular e um jatinho…” pq é totalmente fora da minha realidade e eu não preciso disso pra ser feliz.
    Prefiro ir conquistando aos poucos e isso já me deixa satisfeita.

  2. Jucilene Bonelli15/02/19 • 17h36

    Cony, eu o sigo e faço o programa dele, o Guerrilha Way. Sério, o cara é fantástico. Realmente é do tipo “te trago prá realidade com três tapas na cara” kkkk. Acompanho ele tem 2 meses e já sinto uma melhora incrível na minha pessoa… rss. Beijos.

  3. Michelle Martins15/02/19 • 18h32

    Ah Conita, eu ja te amava um tanto, agora amo um tanto e meio. Desde que comecei a seguir o Italo (e pq nao assinar o Guerrilha Way) mudo A CADA DIA. Eu ja era um pouco pratica pra algumas coisas, depois dele entao, sinto e minha vida mais palpavel REAL! AMEI o post. Beijos,

  4. Adriana Masson15/02/19 • 18h34

    Que linda reflexão…maturidade é isso. Obrigada por mais esse momento de crescimento!!!

  5. Suzana15/02/19 • 19h14

    Hoje eu tive que comentar… que post maravilhoso! É exatamente a forma como eu penso e conduzo a minha vida. Por isso, não tenho medo de dizer que sim, eu sou feliz!!
    O segredo da minha felicidade? Eu sonho sonhos possíveis, dando sempre um passo de cada vez.
    Agradecendo e curtindo cada momento da vida. E para as coisas que a gente simplesmente não tem controle, deixo a vida seguir seu rumo. Cony, muito obrigada pelo post de hoje!

  6. Pri15/02/19 • 20h01

    Muito interessante esse assunto: otimo para ser discutido numa mesa de bar tomando uma cervejinha. Sou mais ou menos igual a voce mas tenho um sonho que e’ o de me aposentar o mais cedo possivel (ja mencionei isso no post sobre minimalismo). Entao para que este sonho se realize, preciso de acao ou, como voce descreve, planos. Nao compro mais nada de decoracao para casa, junto o maximo de $ que posso e ponho em diferentes contas de investimento, nao gasto muito com roupas, alugo quarto em casa como Airbnb, etc. Adoro restaurantes e viagens entao tento balancear minhas despesas de acordo com minhas priopridades. Aproveito bem minha vida, o dia-a-dia, o presente, mas sempre pensando que, daqui uns 10 anos, nao quero mais trabalhar. Acho que na vida e’ tudo questao de balancear: balancear os sonhos, as expectativas, as despesas. E que sejamos felizes hoje e sempre!

  7. Sabrina Magalhães Reis15/02/19 • 20h33

    Cony, texto genuinamente real! Viver o agora é o que importa! O passado está morto e o futuro também, afinal não sabemos nem o que será do nosso próximo segundo… (As últimas tragédias evidenciam nossa incapacidade de manipular o futuro, ou seja, ele não existe) Viver no agora é o melhor caminho para a felicidade e iluminação. Fazendo o seu melhor hoje e sendo grata com aquilo que tem, todo Universo conspirará para que você galgue seus objetivos e receba coisas que nem você mesmo idealizou! Do que vale grandes sonhos se você não sabe agradecer o que tem? Do que vale grandes sonhos se você não age em busca de resultados no hoje? Do que vale grandes sonhos se é pequeno demais pra aceitar e amar sua realidade?… Gratidão por esse banho de verdade!❤️

    • Tati de Porto Alegre15/02/19 • 23h20

      “Do que vale grandes sonhos se você não sabe agradecer o que tem?” ADOREI! Botou numa frase como eu me sinto em relação a ambição excessiva!
      E ambiciosas somos nós, “sonhadoras apenas do degrau seguinte”, que nos propomos a nos permitir a felicidade com o que está ao nosso alcance sem perder o desejo de um tantinho mais.
      Cony, parabéns. Parabéns porque tu traduz na palavra escrita um carinho gigante por tuas leitoras e parabéns por saber dividir as “receitas” do que te faz bem na vida. Mando tanto carinho de volta quanto o que tem no blog, torcendo pros teus sonhos sejam sempre mais planos e aventuras que desejos inatingíveis 😉

  8. Herica15/02/19 • 20h36

    Sim. Um passo de cada vez. Sonhos realizáveis. Adorei o post.

  9. Ali15/02/19 • 21h18

    Concordo muito! Sonhar em excesso nos tira a visão do quanto já temos e aproveitá-las.

  10. Silvia15/02/19 • 21h23

    Concordo!!! 🙂

  11. Fernanda15/02/19 • 22h15

    Ufa, que alivio! Pensei que fosse obrigada a ter grandes sonhos… mas não sou obrigada a nada, nunca. Cony, adoro te seguir. Me identifico muito!

  12. Fernanda costa15/02/19 • 22h57

    Vc realmente è iluminada, realista, positiva e o mais importante, MADURA… não è fútil como tantas outras que temos por aí… vc è você e ponto!!!!! DIVA!!!!

  13. Fer16/02/19 • 02h17

    Realmente Cony!
    Eu tenho alguns desejos maiores,
    mas que não são realmente sonhos! São plenamente alcançáveis com algum planejamento e dedicação, mas que eu tenho consciência de que hoje eu quero, mas na hora de realiza-los talvez não necessariamente sejam minhas escolhas, por N motivos.
    Ex.: acho minicooper lindo, quero um dia ter. mas por saber que não é um carro que em sua categoria tem o melhor custo-benefício, talvez quando tiver dinheiro pra comprar, opte por outro. mesma coisa uma chanel, pode ser que na hora que tiver o dinheiro pra ela, escolha outra, por vários motivos.
    Mas não tenho uma data específica pra isso. E isso não me frustra. E também se não os tiver, continuarei sendo muito feliz (por exemplo, saber que meu ultimo carro tinha um valor e uma facilidade de revenda bons, me fazia muito realizada/feliz pela escolha!), porque são coisas que desejo, mas não vivo para essas coisas. Então, se der, tudo bem! Se não der, tudo bem também!! E também tenho noção de que não estou imprimindo o devido esforço pra isso(por exemplo, já gastei em viagens o que daria de comprar uma chanel. mas na escala de prioridades, a viagem vinha antes da Chanel).
    Outra coisa, é entender o que vc entende como “mínimo” pra sua felicidade atual. Pra que não vejamos a realidade dos outros de uma forma que nos frustre.
    Eu amo ficar em casa, ficar de pijama, andar de calcinha pela casa enquanto me visto. Então uma das minhas prioridades é o conforto de casa e não compartilha-la com outras pessoas que não meu marido. E não cogito dividir banheiro quando viajo. E isso por si só tem um custo. Pagar aluguel e luz integrais, louças boas, roupa de cama com mais fios, nos custam um valor que poderia estar sendo gasto em bolsas, carros, viagens e etc.
    Tenho amigos que dividem casa, que não se preocupam com louças e etc, que se hospedam em lugares de banheiro e quarto compartilhado. E viajam bem mais do que eu.
    Eles não estão errados em nenhum ponto, assim como eu também não. Cada um apenas definiu o seu threshold de uma forma e lida com as consequências disso.
    O problema é quando definimos o nosso threshold e não sabemos lidar com as consequências disso, ficando de certa forma “insatisteitos” por não conseguirmos levar a mesma vida que o outro leva
    (sendo que o outro tem um threshold e prioridades diferentes dos seus).
    E até na questão do “ele ganha melhor”, ou “a família tem dinheiro”, existe um esforço e dedicação do outro, que talvez a gente (ou nossos pais) não esteja (estivessem) disposto(s) a fazer. Como trabalhar muito mais, abrir mão de horas de lazer e com a família, abrir mão de viajar para investir o dinheiro e etc.
    Claro que to falando em termos gerais. Entendo que as oportunidades não são iguais para todos. Seria até alienado falar isso.
    Mas meu foco é na questão de olharmos o do outro, as vezes sem vontade de fazer o que o outro faz pra isso.
    Vamos supor: a menina que ganha $1800 por mês, mas acorda as 5 da manha pra ir pra academia, chega em casa as 21hrs e faz suas marmitas. E tem a bunda dura e o abdomem trincado. Enquanto as vezes a gente assiste netflix até as 23, acorda as 7 e sai pro trabalho, ganha mais do que ela, e não tem o abdômen trincado. Se acordássemos as 5 pra malhar e tivéssemos a mesma dedicação com alimentação que ela tem, poderíamos chegar mais perto do abdômen que ela tem. A questão é que as vezes “sonhamos”
    com o abdomem, mas não queremos acordar as 5 e cozinhar nossa marmita.

    Então, além de ser mais maduro escolher algo mais alcançável, como sua meta/sonho, é também maduro entender que para chegar lá, cada um trilha um caminho e, perceber se vc está mesmo disposto a percorrer esse caminho. Muita gente ”quer”, mas não está.

    • Renata Castro18/02/19 • 10h08

      Adorei quando você disse: “é também maduro entender que para chegar lá, cada um trilha um caminho e, perceber se vc está mesmo disposto a percorrer esse caminho. Muita gente ”quer”, mas não está.”

      Em sua grande maioria, as pessoas sonham, mas não estão dispostas a lutar, a percorrer o caminho. Aí, quando alguém corre atrás e consegue o que elas queriam, se vitimizam e, muitas vezes, diminuem a conquista do outro achando que foi sorte. Acho o cúmulo da falta de consciência e maturidade.

  14. Adilza Roncetti16/02/19 • 08h27

    Penso exatamente como você! Que texto maravilhoso, com conteúdo, bem escrito e sensato! É um prazer ler um texto assim em meio a tantas coisas vazias que são postadas nas redes sociais no mundo de hoje! Parabéns! Continue asssim, a nos inspirar! Sou sua fã, seguidora e admiradora!

  15. Aline Oliveira16/02/19 • 10h01

    Inspurador. A mais pura verdade. Os sonhos são nossas engrenagens, mas é preciso sonhar sonhos tangíveis. Amei o post

  16. Ana paula16/02/19 • 11h23

    Todo grande realização começa pequena.

  17. Simone16/02/19 • 12h31

    Você como sempre arrasa em todas suas postagens. Me identifico em tudo que você falou. Por isso te admiro cada dia mais.

  18. Clauda16/02/19 • 13h04

    Bom diaaaaaa! Me senti representada em suas palavras. Porque as pessoas escolhem sofrer ao invés de desfrutar daquilo que tem? Será mesmo que se “matar” por algo muitas vezes inatingível vai te trazer felicidade? Pelo que vemos das vidas alheias não né? Quantas pessoas adiam sua “felicidade ” para quando tiver um apartamento melhor,carro melhor…O nosso melhor é o agora,desfrutemos do dia de hoje,com planos sim,com sonhos sim,mas com os pés plantados no chão. Cheiro grande para você.

  19. Anna16/02/19 • 13h11

    Excelente texto, Cony! Até uso a palavra sonho para definir minha vontade de ocupar um cargo público, mas a verdade é que encaro como um objetivo, me esforço todos os dias para atingi-lo. O que mais conheço é gente que sonha em ser juiz/promotor, mas não pega num livro há anos. Falar é muito fácil, mas pagar o preço efetivamente, pouca gente paga. As condições perfeitas para começar a trabalhar no seu objetivo nunca existirão, é no hoje, quando estiver chovendo, calor, triste ou feliz é que você tem que fazer. Todos nós somos capazes, mas temos que “pensar pequeno” no início sim. É no primeiro passo que começamos uma longa caminhada. Beijos em vc, Cony e em todas as leitoras

  20. Xica16/02/19 • 14h11

    Que post show! Eu sigo o Ítalo a mais ou menos uns 2 meses e me tornei bem mais prática depois disso. Ele é realmento do tipo “trago verdades”, sem hipocrisia ou criando mundo cor de rosa. Já fui mto de ter sonhos enooormes, mas totalmente fora da minha realidade de agora. Vivia criando expectativas em cima das pessoas, e estou em meio a um processo de autoconhecimento desde o anos passado e trocando esses unicórnios por coisas mais palpáveis, não romantizando tudo. Não é sobre ser grossa ou pessimista não, é apenas sobre focar a energia em coisas que sei q podem se tornar realidade! Mto mais motivador 🙂

  21. Maria Celia16/02/19 • 14h21

    Sou como você ( sou de capricórnio) e nunca sonhei com nada, fui fazendo à medida que as idéias ou oportunidades apareceram( talvez porque no meu tempo nem internet existia), o curso superior numa área que conheci e com a qual me identifiquei bem pouco tempo depois de saber que ele existia, fui fazer pós- graduação fora do pais sem nunca ter ouvido falar antes, me casei depois de 10 anos de vida em comum pq meu marido( estrangeiro) precisava disto…viajo pelo menos uma vez por ano sem ficar fazendo muitos planos antes…enfim vou vivendo o melhor possível dentro da minha realidade.

  22. Magali16/02/19 • 15h49

    Numa época em que tantos pregam que temos que ter uma vida épica, extraordinária, causando grande angústia e frustração, ler esse texto acalenta o coração. Be simple!

  23. Helena16/02/19 • 16h51

    Simples assim…viver o agora, querendo o melhor para o futuro mas com os pés na realidade. Texto maravilhoso.

  24. Laiz16/02/19 • 17h39

    Cony, me identifico tanto com você! Já mandei meu Chora aqui e você foi incrível. Sigo você há anos. Fiz minha lua de mel pq minha blogueira favorita é de lá! Hahahahhaha! Tbm sou canceriana, casei (você só não formalizou, né?), mas nunca sonhei com casamento, e decidimos não ter filho (se no meio do caminho isso mudar, decidimos adotar), e desde que comecei a yoga ano passado, passei a rever inúmeras crenças limitantes que eu tinha! Estou seguindo uma alimentação ayurveda, parei de comer carne vermelha, tô fazendo uma alimentação plant-based e meditando toda manhã… Tá tanta coisa mudando aqui dentro, sabe? E o meu único foco é o hoje! Viver melhor o hoje! Chega de planos difíceis que só nos frustram! Li hoje uma frase e caiu como uma luva pra mim: ALL YOU NEED IS LESS!

    Uma dica de conteúdo: falar mais sobre sua experiência como empresária! Comecei um e-commerce também e adoraria trocar experiências! Fica bem, flor!

  25. Juliana16/02/19 • 18h06

    Que texto garota! Eu tenho 30 anos , com 3 filhos, concluindo a segunda graduação, com um supermercado e casada, vc pensa que eu sonhei com alguma dessas coisas? Jamaisss, mas como vc falou, dando um passo de cada vez, mas sempre em movimento, me dedicando ao máximo, estou aqui, estou feliz! O que será do futuro, ñ sei, vivo o hoje e planejo um curto prazo pq tenho filhos que dependem de mim, mas não me tira o sono. Muito obg !

  26. Rogéria C Martins16/02/19 • 18h12

    Uau!!! Tão parecido com o que acho!!!
    Parabéns!!!
    Gosto da sua autenticidade!!! Bj

  27. Maria Clara16/02/19 • 22h39

    Super me identifiquei quando vc falou que se preocupa em pagar as contas, ficar no positivo no banco e deixar a geladeira com comida. Exatamente o que eu penso e sou. É um passo de cada vez. Arrasou no texto. Chique de realidades beijooos

  28. Iolanda16/02/19 • 23h00

    Que bom ler isso, tirou um peso enorme das minhas costas … todos estranham é um por um tempo eu tentei ter esses sonhos e foi a pior coisa pq não estava me respeitando. Muito bom saber que existem outras que pensam como eu. Gratidão

  29. Ana Carolina17/02/19 • 11h50

    esse cara fez o COF, Curso de Filosofia do Olavo de Carvalho… Obrigada pela dica, mas passo.

    • Constanza17/02/19 • 23h22

      O q isso quer dizer?

      • Érika18/02/19 • 09h10

        Quer dizer que ela é uma petista!

        • Constanza18/02/19 • 14h11

          hahahahaha sério isso??? mas o q tem a ver? fiquei curiosa rsrrs

          • carolina19/02/19 • 15h43

            É que o Olavo de Carvalho é o “guru” da direita e quem é de esquerda odeia qualquer coisa que ele fala. A lógica é: não importa o que fala e sim quem fala. E se esse rapaz que você indicou, que parece ser ótimo, tem alguma ligação com o Olavo de Carvalho, já é suficiente para ser alvo de ódio. Não perca seu tempo tentando entender. Aliás, gostaria de te parabenizar porque você mantém seu blog isento de qualquer opinião política, diferente de muitas blogueiras de moda que andam querendo afirmar posicionamento político, a meu ver, no canal errado.

          • Constanza19/02/19 • 17h50

            ❤️❤️❤️

        • Gláucia19/02/19 • 09h00

          KKkkkkkk a pessoa não quer pensar fora da caixinha

          • Carolina20/02/19 • 08h23

            Nossa quanta ignorância, Carolina!
            Desde quando não importa o que fala, mas quem fala? Quem disse isso? Ela pode simplesmente não gostar do que o Olavo de Carvalho (e btw, o Ítalo) fala(m), já pensou nessa possibilidade? Eu hein! Mania de querer invalidar as opiniões dos outros aferindo coisas nada a ver. Preguiça dessa esquizofrenia de “ai, ela é petista!”

        • Milena Ribeiro19/02/19 • 23h31

          Érika, Você a está julgando sem nem ao menos saber qual a posição política dela. De repente ela nem tem posição política. As pessoas hoje estão muito extremistas e limitadas. Se não gosta de A é pq só gosta de B, se não gosta de preto é pq só gosta de branco e por aí vai. Não pense de maneira limitada, moça.
          O que seria do scarpin se não houvesse o peep toe, ou espadrille…Oxford, ankle boots?
          Menos maniqueísmo, por favor!!!

  30. Amanda17/02/19 • 12h09

    Uma vez li uma frase muito interessante: “O contentamento transforma ricos em pobres e pobres em ricos.” Temos que ser gratas pelo que já temos e não nos comparar com a grama do vizinho. Amei o texto.

  31. Kelly Zerbinate17/02/19 • 15h53

    Me identifiquei totalmente com seu texto.

  32. MichelleZ17/02/19 • 16h20

    Plaft, Plaft! Tapa na cara. Obrigada.

  33. Thays17/02/19 • 22h55

    Isso mesmo, mtooo bom!!

  34. carolina18/02/19 • 06h36

    Nossa Cony, vc, o Chora e as suas leitoras são show, mas esse cara é um babaca, péssimo. Pronto, falei

    • Constanza18/02/19 • 08h36

      Acho ele super sensato.

      • Marisa18/02/19 • 18h28

        Também não gosto dele. Nadinha. Acho péssimo!

    • Maíra19/02/19 • 17h00

      Ufa! achei que estava sozinha.

  35. Érika18/02/19 • 09h15

    Eu adoro o Ítalo, apesar de não concordar com tudo que ele diz. Faz parte, não é? Tenho um defeito e sei que é feio, é horrível e sempre quando tenho esse sentimento, me corrijo e tento afastá-lo. É uma invejinha (eu sei, é horrível). Sabe quando você vê aquela pessoa inteligente e bem sucedida, com família, pai e mãe que deram toda uma estrutura para a pessoa se tornar o que ela é hoje, confesso que sempre acho que essa pessoa é privilegiada, que não precisou se esforçar nem fazer nada para estar onde está. Sei que as vezes é assim mesmo, mas sei que as vezes também não é. Talvez por ter tido uma infância difícil, sem pai, passando dificuldades financeiras, morando na casa dos outros, eu tenha esse sentimento. Mas estou sempre vigiando! Sempre vigiando!

  36. Parma18/02/19 • 09h20

    Pela primeira vez ao longo dos meus 35 anos encontrei alguém que pensa como eu, ao ler seu relato me senti incluída na sociedade novamente! amo vc conita!

  37. Julie18/02/19 • 10h06

    Italo Marsili <3 o cara que quebrou a internet em 2018! Terapia de guerrilha! AMO!

  38. juliana Afonso18/02/19 • 12h47

    Concordo com tudo.. inclusive adoro o Italo, justamente pelo choque do obvio, não tao obvio que ele trás.

  39. MARCELA TAVARES18/02/19 • 15h31

    Perfeito Cony, concordo 100% !

  40. Joseane23/02/19 • 14h26

    Também adoro o Dr Italo!
    E finalmente encontrei uma pessoa que também não tem sonhos. Achei que fosse a única pessoa a não saber responder quando me perguntam: qual seu maior sonho? Não estou só 😀

  41. Pam24/02/19 • 16h56

    Não conheço o rapaz, mas vou me limitar a falar sobre a IDEIA que vc publicou aqui (vamos falar de ideias, meninas, e não de pessoas).
    No meio corporativo, sempre nos perguntam “qual seu grande sonho?” ou “onde você se vê em 10 anos?” e eu sempre me senti MUITO frustrada, justamente por isso: não ter um sonho enorme e virtualmente inalcançável. Com o tempo fui percebendo exatamente isso que estamos falando aqui: sonhar com o próximo passo. E isso dá um ânimo incrível, pois a partir do momento que você sonha com o próximo passo, começa a realiza-lo (qual seria a desculpa?).

    Ainda nesse assunto, gostaria de recomendar muito a leitura de um (outro) blog que eu (também) amo: https://medium.com/startup-da-real/o-que-significa-estar-acima-da-m%C3%A9dia-ab019177aee4

    É muito sobre querer menos confete e viver mais a vida real. Recomendo.

  42. Pam24/02/19 • 16h57

    *na verdade, a leitura que eu gostaria de recomendar era essa: https://medium.com/startup-da-real/como-n%C3%A3o-planejar-uma-vida-de-sucesso-3dc8433162be