Lifestyle
Decoração, Mi Casa Su Casa
22 jul 2018, 44 comentários

Mi casa, su casa – Na Parede, Boiserie

Olá Fufulândia!

Semana passada eu estava deprimido com o 2º lugar da Copa, eu torci TANTO para a Croácia… Acabei não aparecendo aqui.

Aí, como vocês sabem, essa coluna reflete fatos acontecidos em minha vida no escritório. E essa semana iniciamos os trabalhos para uma casa em estilo Neo Clássico.

Eis que um item que nos remete ao estilo, são os detalhes na parede chamados Boiserie, pronuncia-se: /bóizerí/, e que algum abilolado brasileiro decidiu que seria traduzido como “apainelamento”

Vamos fazer uma vaquinha para tirar essa pessoa abençoada do fundo do posso, poço. Se não consegue pronunciar Boiserie amigo, chama de moldura. Afinal, nada mais é do que um ornamento na parede formado por umas moldurinhas.

Se você não gosta de história, pule até a próxima linha de asteriscos igual essa daqui debaixo:

************************************************************************************

Me considero uma  pessoa curiosa, e não tem nada que eu odeio mais do que informação errada. Esse desserviço a inteligência/cultura humana é algo que me enfurece. Logo, resolvi pesquisar um pouco sobre essa aplicação. Joguei no Google e procurei um link que eu confiasse para ler. Na Wikipedia em português, só tem essa triste e infundada notícia do “Apainelamento”. Segui com alguns blogs de revistas e de profissionais… Basicamente eram todos iguais:

“blá, blá, blá… técnica francesa do século XVIII…”

Só que, xizinho-vêzinho-pauzinho-pauzinho-pauzinho quer dizer século 18. Não obstante, titio aqui assistiu a série Versailles , que conta as treta todas do período de construção deste castelo (tem na Netflix), e lá aprendi que o Rei Louis XIV (o Rei  Sol) mudou a corte francesa de Paris para a aldeia Versalhes e isso aconteceu em mil-seiscentos-e-alguma-coisa…

Bora lá pra wikipedia de novo e descobri que toda a corte mudou-se para lá em 1682. Ou seja, se o castelo que é a “obra prima máxima do boiserie” tava inaugurado no século 17, por que é que essa técnica é do século 18?

Aí fiquei irado de vez e, já que o termo é em francês, tirei meu curso de francês da última gaveta do meu cérebro e fui para Wikipedia neste idioma e:

Nessa primeira frase o meu Français de 2001 enferrujado desde 2014 (quando passei uns dias na França) permite que eu entenda que:

A boiserie é um trabalho de …menuiserie… que recobre a parede interior de uma construção.

Tá, concluímos que chegamos na coisa certa, mas quado ela surgiu?

 

“A primeira boiserie foi encontrada provavelmente do Egito antigo, onde elas eram utilizados pelos faraós para decorar seus palácios. Ao se procurar em estábulos, capelas e de edifícios regionais a origem francesa é encontrada na capela do Châteu de Gaillon, (em uma etapa de construção datada) de 1513… Pelos castelos o uso se prolonga até a Renascença,  como é possível se ver no Castelo de Blois o gabinete da Rainha Marie de Médicis em 1520… A boiserie é amplamente utilizada para decorar os maiores palácios europeus, como Palácio de Versalhes  (França) Palácio Laeken ( Bélgica), Palácio de Buckingham ( Inglaterra), Palácio de Schönbrunn (Áustria) e o Ermitage (Rússia) .

Resumão tosco com tradução minha mesmo.

O importante é que, no século 18 a Boiserie já tinha pelo menos 3 séculos de idade, super juvenil. E eu fiz esse pequeno falatório de quase 500 palavras porque eu passei apenas seis horas lendo sobre isso, e sobre as construções de palácios, sobre os reis Luis XIII, XIV e XV… inclusive, o rei XIV teve 22 filhos! E quem assumiu quando ele morreu aos 76 anos foi o bisneto Luís XV, pois todos os filhos morreram na infância, menos o primogênito que até ficou adulto mas morreu anos antes do pai.

************************************************************************************

Então a boiserie tem fama francesa, mas é egípcia e não começou no século 18 coisíssima-nenhuma-da-silva-sauro.

Tradicionalmente feita em painéis inteiros de madeira esculpida, eles tinham além de função estética, as propriedades de ajudar no isolamento térmico. Atualmente criamos desenhos e detalhes que podem ser feitos em madeira, gesso, molduras de pvc e até em poliestireno (isopor). Hoje em dia até usam o termo “falsa boiserie” porque já não é um painel inteiro, só o detalhe adicionado a parede.

Esse tipo de aplicação é uma das formas mais baratas de se decorar uma parede com bom gosto e sem ocupar espaço. Ainda que sua essência seja clássica, ela é facilmente aplicada em outros estilos, que é o que eu gostaria de mostrar aqui.

Em sua forma mais clássica, as paredes recebiam uma cor e depois os detalhes eram realçados com outro tom, especialmente o dourado, para que a opulência da coisa chegasse ao ápice:

Versões mais suaves eram vistas em apartamentos da corte também:

Hoje em dia, a não ser que você more em um lindo apartamento em Paris, a forma mais usual de utilizarmos esse detalhe decorativo é mesclá-lo com itens mais simples, como um mobiliário de linhas mais contemporâneas:

Perceberam que todas as fotos aqui em cima tem a mesma cor de parede e relevo? Ainda que neutras elas criam uma sensação de nobreza aos ambientes. Todos os desenhos acima também exibem um desenho alto na parte superior, e um bem menor na parte inferior. Para mim essa é a expressão mais tradicional da técnica. Quanto as larguras, elas variam muito, é preciso estudar a proporção do ambiente antes de criar o desenho final. Lembre sempre que para dar a impressão de alongar um cômodo precisamos de linhas horizontais, e para deixá-lo mais amplo, é necessário linhas verticais. Se estiver querendo de aventurar, vale a pena comprar uma fita crepe e estudar o desenho no local, colando o formato na parede e observando de vários pontos diferentes.

Para um visual mais moderno e ousado, cores marcantes são a aposta certa.

O grande motivo desse post, foi que essa semana eu estava com a pá virada e não queria fazer “mais uma boiserie” com a mesma cara, aí fui pesquisar modelos/desenhos diferentes:

Esse efeito pode ser utilizado também para emoldurar outros materiais, como espelhos, papéis de parede, para dar ênfase em quadros…

Tem uma imagem que eu adoro. Na minha pesquisa sobre esse tema ela surgiu inúmeras vezes em blogs descrita como “boiserie Moderna com detalhe no teto”:

Tudo mentira de novo. Na verdade eu já conhecia esse projeto, que eu acho muito bonito aliás. E a inspiração para ele realmente são as boiseries, porém não é uma moldura na parede. É o fio da luminária, que para não ter que mudar ponto elétrico eles resolveram puxar lá de cima mesmo. Incrível, né?

Algo perfeito para quem gosta do efeito mas, por exemplo, vive de aluguel e não pode fazer grandes intervenções no imóvel, é muito lindo usar esses detalhes no mobiliário:

E o local onde eu mais adoro colocar essa decoração é…

Nos corredores! Afinal, ocupa quase nada de espaço. Neste da foto acima também são armários.

Para acabar, antes que a patroa divina me dê as contas por excesso de imagens e de texto, eu quero que vocês não confundam a técnica em questão com rodameio ou lambril.

O lambril – muito comum em quartos de bebê – divide a parede, e geralmente é feito um revestimento em ripas, painéis, ou molduras na porção inferior:

Eu não posso perder a chance de postar um banheiro roxo:

O Rodameio, é uma moldurinha que divide as paredes em duas porções também, mas só isso, não precisa necessariamente ter adição de nenhum outro material:

Muitas vezes nem precisa ser um novo material, apenas uma outra cor:

Chega né!

Mandem suas perguntas para mim nos comentários que eu respondo! Nem ando demorando tanto.

Super beijo,

#Bença!

Escreva seu Comentário

Quer que sua foto apareça nos comentários? Clique aqui
44 comentários em “Mi casa, su casa – Na Parede, Boiserie”
  1. Jessica22/07/18 • 19h48

    Riqueza instantânea, e Acredito que nem seja um acabamento tão caro.

    • Tio Lelo25/07/18 • 15h31

      Exatamente!
      Essa riqueza na parede é equivalente a um bom corretivo nas olheiras, barato e efetivo!
      Beijão Jessica =*

  2. Letícia22/07/18 • 21h51

    Lelo,muitos parabéns e obrigada por esse post, tão informativo. Eu sempre sonho em fazer isso no meu apartamento, mas tenho até dificuldade em explicar. Salvei aqui nas minhas referências. Bjs!

    • Tio Lelo25/07/18 • 15h33

      Eike delícia Lê!
      Se precisar de uma mão, me manda email.

      =*

  3. Anne23/07/18 • 04h10

    Lelo! Sou a leitora mais fantasma que existe. Até que um dia criei coragem. Meu sonho/projeto para a próxima casa!!! Sempre ficava em dúvida até do nome, muito bem explicado.
    Quem, na obra, é o responsável por esses detalhes? Pintor? Ps: sou mais uma que adora esse blog por inteiro!

    • Tio Lelo25/07/18 • 15h38

      Oi Anne!
      A Boiserie pode ser instalada pelo pessoal da marcenaria, ou talvez pelo gesseiro, depende de qual o material você escolher para utilizar, invariavelmente o pintor vai precisar fazer um arremate.

      Beijo grande, obrigado pelo carinho e por ler o Futilish.

  4. Regina Giovanini23/07/18 • 07h13

    Um ambiente mais lindo que o outro!

    • Tio Lelo25/07/18 • 15h38

      Obrigado Regina,

      Bêxo!

  5. Laura23/07/18 • 08h27

    Adoroooo! Acho lindo!!! Rycoh!
    Minha grande dúvida é, como acrescentar quadros ou outras Decoracoes na parede depois? Limita um pouco, não? por exemplo: a moldura do quadro tem que ter o mesmo acabamento da moldura da boiserie?

    • Tio Lelo25/07/18 • 15h43

      Oi Laura,
      A moldura do quadro não precisa ser a mesma não. Eu gosto de dispor quadros de maneiras despojadas então não sigo necessariamente o desenho da boiserie, eu coloco eles por cima das molduras descentralizados… https://www.pinterest.co.uk/pin/259379259772250685/ mas isso é para um visual contemporâneo. Se sua preferência é pelo clássico, aí é mais interessante colocar tudo centralizado dos espaços formados na parede.
      Beijão!

  6. Caroline23/07/18 • 08h50

    Uau! Arrasou neste post! Aprendi muito!
    É impressionante como a internet é bem falha nos quesitos de história da arquitetura e design

    • Tio Lelo25/07/18 • 15h47

      Hey Carol,
      É revoltante né? Revistas, sites renomados… Se a pessoa quer expor dados, vamos pesquisar mais, não é?
      Obrigado pelo carinho, beijo!

  7. Jana23/07/18 • 09h01

    Esse corredor com boserie ficou lindo demais!
    E acompanho a série Versailles por sua causa, a 2ª temporada está na netflix e é incrível!

    • Tio Lelo25/07/18 • 15h49

      Hey Jana! A série é incrível mesmo. Eu estou assistindo a segunda também… a terceira já está rolando acho que está no episódio 6 ou 7…
      Mas eu só saberia disso se eu baixasse via torrent e isso é ilegal…
      Beijo enorme para você!

  8. Ana Luiza23/07/18 • 10h05

    Oi Lelo, sugiro que vc diminua as fotos do post (em tamanho e em quantidade) ou faça montagens (assim como a Cony faz de looks, uma fotinho menor ao lado da outra, só pegando o detalhe), pois desta forma o post fica muito grande e ruim de acompanhar (meu monitor é de 15″ e ainda assim algumas fotos ficam mais compridas que a barra de rolagem…).
    Bjs!

    • Tio Lelo26/07/18 • 15h22

      Oi Ana,
      Obrigado pelo toque. Eu escrevo os posts em monitor de 23″ e não tinha prestado atenção nisso.
      Beijo grande!

  9. Cristiane23/07/18 • 10h19

    Esse acabamento, um profissional tem que fazer ou existem lojas que vendem as molduras prontas pra aplicar?

    • Tio Lelo25/07/18 • 15h56

      Hello Cristiane! Existem molduras prontas em PVC, que são encontradas em lojas que vendem pisos, também podem ser feitas por empresas de gesso ou marceneiros BEM BEM BEM artísticos. As opções de isopor tem em lojas de material de construções. Tem alguns vídeos no youtube que ensinam a colocar as de pvc, isopor e de madeira. Só a de gesso que eu acho que precisa ter mais “carinho” na hora de colocar, mas se a pessoa tiver costume de fazer trabalhos artesanais não é impossível.
      De qualquer forma, quem vende a moldura costuma fazer a instalação ou indicar alguém que faça.

      Beijo!

  10. Alice23/07/18 • 10h58

    Lelo, acho lindo esse tipo de acabamento, mas sempre vejo em ambientes amplos! Fica bom em um corredor estreito ou num quarto não tão grande? Bjo

    • Tio Lelo25/07/18 • 15h59

      Fica bom sim Alice.
      Recentemente colocamos em uma suíte bem concisa e ficou muito refinado. o projeto está disponível no portfólio da Nest: https://www.houzz.com/projects/3724438/ciudad-del-este-18007
      Como eu disse, a boiserie não ocupa muito espaço então é ótimo para corredores estreitos, beijão.

      =*

  11. Fernanda23/07/18 • 11h13

    Olá! Sou louca para fazer no meu apartamento! Alguém tem um profissional de confiança para me indicar em SP que execute???

    obrigada!

    • Tio Lelo25/07/18 • 16h11

      Olá Fernanda,
      As lojas que fornecem esse tipo de material pronto costumam ter os instaladores (próprios ou indicações).
      Os de PVC, isopor é possível adquirir em lojas de pisos e de materiais de construção. E os de gesso, diretamente em empresas que fazem colocação de tetos de gesso por exemplo.
      Obrigado por ler a gente, beijón!

  12. Dani R.23/07/18 • 11h17

    Quanta inspiração maravilhosaaa! Acabei de salvar várias imagens no Pinterest para uma futura casa ryca! hahaha! Adorei!

    • Tio Lelo25/07/18 • 16h12

      Isso aí Dani!
      É ótimo quando você já tem referência do que quer.

      Beijo!

  13. Patricia23/07/18 • 11h58

    Onde encontrar em Foz algum profissional que faça esse serviço?? Quero fazer no meu quarto só da metade pra baixo, igual na foto em cima do banheiro roxo, com papel de parede na parte superior da parede.

    • Tio Lelo25/07/18 • 16h14

      Oi Patrícia,
      Aqui em Foz você encontrará o material na Panorama, na São Luiz Pisos, na Bigolin (PVC, Isopor)
      As de gesso, eu gosto muito da Montreal, o sr. Naclésio é ótimo.
      As lojas que comercializam sempre tem contato de quem instala.
      Beijo da fronteira =)

  14. Maria Celia23/07/18 • 13h06

    Parabéns pela aula….não sei se pelo fato de ter morado na França em um apart com tudo isto e mais gesso no teto, por mais moderno que seja a utilização deste recurso decorativo eu sempre acho que fica muito “clássico”….mesmo em Petrópolis.

    • Tio Lelo25/07/18 • 16h20

      Oi Maria,
      Isso é muito comum. A gente associa e não tem jeito. Assim como eu tenho um impressão ruim de parede branca, você tbm não vai conseguir perder essa percepção da boiserie.
      C´est la vie!
      merci, =*

  15. Marcia23/07/18 • 14h02

    Como é feito o cálculo para distribuição das boisseries nas paredes? Como sei qual tamanho e espaços devem ter!

    • Tio Lelo25/07/18 • 18h19

      Oie!
      Márcia para calcular os tamanhos a gente precisa fazer uma relação com o tamanho da parede e o que vai estar relacionado com ela, por exemplo, em um quarto podemos centralizar a cama e fazer o meio nesta largura, e as laterais com o que sobrar. se for um sofá, podemos relacionar com a quantia de lugares, se for um corredor onde não tem móvel nenhum, apenas dividir o espaço dele. A dica é: quanto mais magrinho menos detalhes no desenho que você aplicar.
      Beijo, obrigado por participar.

  16. Mari23/07/18 • 14h58

    Oieee
    Acho tão linnndo!
    Lelo, me ajuda. Quero fazer uma rouparia no corredor, entre duas paredes, mas tem só 38 cm de profundidade (fora, é claro, e espaço de circulação). A altura é de 2,70 por 1,96 de largura. Não vai ficar pouco profundo? Vale a pena fazer?
    Bjoosss

    • Tio Lelo26/07/18 • 13h08

      Mariiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiisa!
      hehehehe Temos colinha do email de vocês aqui.
      Eu sou a favor no máximo de armários possível. em 38 de profundidade você terá de espaço livre interno uns 34 cm eu acho super válido.
      Mas é só prateleiras, não faça gavetas nem cabideiros porque não vai ficar bom. Esses armários podem acomodar, todo seu enxoval de cama, mesa e banho, e até itens de menor uso, como taças, travessas… Eu faria 1 vão de 120cm de largura e outro de 60. já faça um tamponamento de 3cm de cada lado e aquelas famosas vistas de acabamento que garantem que tudo vai ficar perfeitinho, e ainda cria aquela “bolsa de ar” que evita que a umidade das paredes danifiquem os móveis e seus itens guardados. Fuja da tentação de fazer o móvel atochado 😀
      Fica até um detalhe recuado bonito, como nessa cozinha: http://www.jacquemond-cozinha.com/wp-content/uploads/2017/05/cozinhas-ika.jpg
      Ahhhh! Super pode fazer uma porta com boiserie tbm 😉

      Beijão !

  17. Marcela Dohara23/07/18 • 17h02

    Só você, Lelo, pra me fazer olhar com outros olhos pra essas “moldurinha”!
    Achei INCRÍVEIS as mais diferentonas!

    • Tio Lelo26/07/18 • 13h14

      Hey Xará, eu sempre simpatizei com as molduras, mas confesso que o que me motivou a escrever o post foi por sempre eles serem feitos da maneira mais simples possível. aí me animei a procurar os diferentões.

      Mega Beijo!
      (tá quente aí? Me adota!)

  18. Rosemary23/07/18 • 20h15

    Lelo seus posts são bem sugestivos e ótimas dicas. Mas como nós aplicamos em casa, pergunto, encomendamos no gersseiro é? Quem procuramos pra fazer esse trabalho?

    • Tio Lelo26/07/18 • 15h09

      Ola Rosemary,
      Gesso é um dos materiais que você pode utilizar para fazer as boiseries, mas também existem opções de pvc, madeira e até de isopor.
      A de gesso pode ser pedida para o gesseiro, e as outras encontradas em lojas de materiais de construção ou pisos.

      Obrigado por ler o Futilish! Super beijo.

  19. Denise D.23/07/18 • 22h44

    Tô pasma ! Quando vejo esta técnica nos programas de tv, eu odeio profundamente. Mas, você pegou exemplos tão lindos, que virei fã.
    Só acho que o boiserie se destaca em ambientes mais amplos.
    E, também torci muito pra Croácia.
    Bjs

    • Tio Lelo26/07/18 • 15h17

      Hey Denise, torceu para Croácia já é minha amiga!
      Eu acho que principalmente fora do país o uso dessa técnica fica um pouco over…
      Mas bem dosados, são um recurso brilhante.
      Beijo!

  20. Suca24/07/18 • 22h54

    Eu passei a gostar dos modelos no momento que vc disse ter decido pesquisar modelos diferentes. Uma delicia esse post. Amei, um cheiro!

    • Tio Lelo26/07/18 • 15h21

      Obrigado pelo cheiro Suca! Gosto tanto de cheiro =)
      Incrível como “transforma” algo previsível em algo interessante simplesmente mudar o desenho da moldura, né?
      Obrigado por participar, beijão!

  21. KAMILA28/07/18 • 10h29

    Estou fazendo no estilo DIY mesmo uma cabeceira, achava que estava arrasando com cabeceira em boiserie, mas descobri agora que lambri e boiserie não são a mesma coisa!!!rsrs bjus

    • Tio Lelo05/08/18 • 15h03

      Hey Kamila, o bom é que continua sendo chique.
      Beijão!

  22. Olivia Spina29/07/18 • 16h41

    Que post delicioso….. lindo demais!
    Que apuro estético vc tem moço!
    Ganhei o domingo ao ler esse post! Conheço alguns palácios e não sabia que se chamava assim esse recurso decorativo.Estou encantada de verdade! Obrigada!Grande Beijo.

    • Tio Lelo05/08/18 • 15h04

      Olá Olivia,

      Obrigado pelo carinho e por ler o Futilish!

      Beijão.