20
Jun 2018
Chora Que Eu Te Escuto!
Chora Que Eu Te Escuto

É quarta feiraaaaa, é quarta feiraaaaaa! Dia de choradeira!

Chora 01 – Tiradentes

Cony, eu nunca vi esse assunto aqui então resolvi falar pra ver a opinião das leitoras.

Estou querendo muito parar de tomar a pílula anticoncepcional por saúde mesmo (Uma conhecida do meu marido teve um AVC e tudo complicou pelo uso de anticoncepcional e agora ela está na cadeira de rodas e depende de alguém para tudo que for fazer, ela era uma pessoa muito ativa, corria 15km por dia! Veja a reportagem que está ajudando ela LINK.

O anticoncepcional faz mal em vários aspectos, inclusive na libido. Eu gosto muito do fato de tomar pílula contínua e não menstruar, mas estou seriamente pensando em parar e fazer tabelinha.

Não adianta falar que é pra usar camisinha porque já tentei e isso não funciona (Sou casada, já tentei fazer isso, já tentei por DIU, já tentei usar adesivo e vários outros métodos) tenho consciência de que é um risco que estou assumindo, já que a camisinha previne doenças, mas eu acho que a camisinha super corta o clima e além disso sou alérgica.

Então estou querendo fazer tabelinha, já estudei sobre e parece ser algo simples, e tem aplicativos para ajudar. Porééém e o medo de engravidar mesmo assim?
Tenho uma filha de 8 anos e ela nasceu com uma má formação, algo simples que não afetou o desenvolvimento dela, mas afeta o psicológico e não gostaria de ter outro filho com o mesmo problema (Não por não querer um filho como ela, porque ela é incrível, mas pelo sofrimento que ela já passou, passa e ainda vai passar). E pensando bem eu não quero mais ter filhos. Mas o médico me nega fazer a laqueadura e eu compreendo os motivos. Às vezes me arrependo de não ter tido um filho logo depois dela, para fazerem companhia um para o outro e porque é bom ter irmãos! Imagina, ela não vai ter sobrinhos. Mas há essa altura eu não tenho a menor condição financeira para ter outro filho. Sou católica e a igreja sempre prega freneticamente que a pílula é abortiva e quem toma pílula está com certeza abortando em algum mês de uso da cartela de pílula.

Já briguei com todos falando que não podemos pensar com a cabeça tão fechada assim, porque muitas mulheres precisam da pílula e não podemos superpopulacionar o mundo do jeito que está, o mundo está horrível! Não podemos colocar crianças no mundo pra sofrer. Há diversas situações, pais que não tem condições financeiras e por temor a Deus não se previnem e os filhos acabam passando dificuldades. E na boa, Deus não tá de olho nisso não. Mas o que quero dizer com essa parte da religião é que quando fui casar participei de um curso que ensinava diversos métodos contraceptivos naturais, a tabelinha, a temperatura, billings, dia standart… Queria saber se alguma leitora faz uso desses métodos e como têm sido. O que considero mais fácil é o da tabelinha. Mas preciso fazer de um jeito que eu não engravide de jeito nenhum, rs As explicações que eu vejo (Inclusive já falei com o médico ginecologista) são vagas. Obrigada Cony!!! Quando vc veio aqui, não pude ir, não consegui sair do trabalho, tive que fazer hora extra até no final de semana, meu coração ficou partido! Espero que volte logo!

Já falei sobre pílula aqui sim, inclusive que não tomo de jeito nenhum e parei justamente por achar um veneno a longo prazo. São inúmeros casos de trombose, AVC, tanta coisa que parei há anos. Eu acredito que é uma bomba relógio que faz muito mal ao corpo: eu era cheia de celulite, cheia de vasinho nas pernas, ZERO libido, muita dor de cabeça. Ok que a pele fica boa, mas acho que isso é muito pequeno se comparar com o mal que me fazia. Parei, optei pelo DIU de cobre (nem Mirena eu quis, digamos que zerei meu corpo de hormônios) mas também tirei o DIU porque meu fluxo era surreal de intenso e demorado. Enfim, tabelinha amiga. Aliás, você não deu certo com DIU de cobre? Uso um aplicativo e tá tudo certo até o momento. A gente aprende a entender nosso corpo e sentir o que está acontecendo. A vida sem anticoncepcional é OUTRA! Quando faço exames, os médicos sempre “elogiam” meus níveis de testosterona (para uma mulher, claro) e isso que não suplemento com nada. Eu apoio DEMAIS largar a pílula e usar outros métodos! Ah, eu uso o app P.C. o ícone dele é rosa com uma flor branca. Acho ótimo!

Chora 02 – Diamantina

Oi Cony, Sou mais uma fiél seguidora e ja tive um chora publicado tem alguns anos.  Desculpe a falta de acentos Eu moro em outro pais e namoro um rapaz desse pais. Estamos juntos tem 8 meses e recentemente ele me levou para conhecer a familia dele, foi tudo lindo, maravilhoso. Eu gosto muito dele, mas ele é uma pessoa muito difícil. Ele é muito caseiro, passamos o inverno dentro de casa, o que não acho ruim, pois o frio estava insuportàvel. Agora esta calor, eu quero sair e aproveitar, ja ele, nao quer fazer nada. Os programas que temos feito é supermercado, uma volta no shopping e às vezes uma caminhada no parque, mas ele não me impede de sair. Eu sempre estou saindo com meus amigos, me divertindo e às vezes ele vem junto. O problema é que sinto falta de parceria por parte dele, e ele é uma pessoa muito fechada, n fala dos sentimentos nunca e esse escudo também me atrapalha, pois n consigo me entregar 100% na relação. Eu como boa latina, adoro abraçar, andar de mãos dadas…Ele é bem na dele, mas volta e meia ele me da um abraço em publico, ou um beijinho. Ele so me diz que ta passando por uma fase dificil e que isso vai passar. Desconfio que ele esteja meio deprimido, mas ele n se abre por completo entao nao sei se é isso. Esse comportamento me tras muita insegurança. Parece que ele é um chato contando assim, mas ele sempe me faz rir, me conta piada, me elogia, me ajuda em tudo que preciso. E quando estamos so nos dois, ele é muito carinhoso e um fofo.  E o melhor de tudo, ele fala muitas linguas, inclusive português, e isso ajuda muito, pois ele não se sente deslocado quando esta com meus amigos brasileiros. Queria pedir dica das leitoras que namoram gringos e como quebrar a barreira cultural e parar de ficar insegura.

Eu como gringa que namoro um brasileiro HAHAHAH mentira, sou mais brasileira que muita gente. Desculpa mas não sei como te ajudar, deixo o espaço para leitoras que já namoraram gringos!

Não achei quote mas achei essa matéria e morri de rir! LINK

Chora 03 – Ouro Preto

Oi, Cony! Já te acompanho há uns 6 anos e amo o seu trabalho!! Obrigada por abrir esse espaço para as suas leitoras! Bom, conheci meu namorado no Happn. Apesar de ser mais novo do que eu (eu tenho 25 e ele 22), dei like e começamos a conversar. Tivemos muito papo! Ele é um cara muito doce, inteligente e engraçado.

Descobri no segundo encontro que ele era virgem, e acabei tirando a virgindade dele. Achei curioso ele ainda ser virgem com essa idade, mas ele disse que nunca rolou. Ele teve uma namorada antes de mim, com quem namorou 1 mês, e com quem posteriormente eu descobri que também foi a primeira pessoa com quem ele ficou. Já estávamos saindo há cerca de 1 mês quando ele propôs de dormirmos juntos um dia e eu topei. Vi ele mandando mensagem pra avisar a mãe, e Cony, só vi de relance a mãe dele surtando no WhatsApp. Peguei a seguinte frase “que menina é essa que vc mal conhece e já vai dormir com vc?” Não conversamos sobre isso no dia, e continuamos nos envolvendo cada vez mais. Dois meses depois nós começamos a namorar. Fui entendendo então algumas coisas. A família dele é extremamente católica e acredita que sexo é só depois do casamento, ele é filho único, eles são de uma zona rural aqui da minha cidade e tem uma mente bem fechada. O pai e mãe não dormem mais juntos há 7 anos mas não podem se separar devido a religião. Meu namorado era diferente disso tudo, mas eu confesso que fiquei com pé atrás pela família.

Enfim, conheci todo mundo, todos me trataram super bem, mas eu sabia que no backstage não era bem isso que rolava. Às vezes meu namorado vinha me ver meio cabisbaixo, dizendo não saber o motivo e eu ia cavucando aos pouquinhos e descobríamos (no plural, porque ele dizia não ter se dado conta) que a mãe ficou alfinetando ele o dia todo com relação a mim. Indiretamente eu já fui chamada de piranha, interesseira e preguiçosa. Detalhe: eu sou formada, já me sustento, e ganho bem na minha área!

Eu ignorava tudo isso e seguia na política de boa vizinhança. Meu namorado foi forçando algumas coisas ao longo do tempo, como poder vir dormir na minha casa às vezes e eu dormir na dele. Acontece que qualquer coisa que ele queria fazer comigo era uma batalha na casa dele. Além da questão religiosa, a mãe parece que coloca ele no lugar do marido. Tudo o que o pai não faz em casa ela pede pra ele fazer. Até aí ok.

Começo desse ano foi o estopim: fui a casa dele para irmos na casa dos tios para um almoço. O pai dele não me cumprimentava nunca, e eu procurava não forçar a barra. Dava sempre oi, bom dia e boa noite, acenava, mas não esperava aperto de mão/abraço/beijo no rosto e nem mesmo resposta. Nesse dia agi da mesma maneira de sempre, o cumprimentando de longe. Passou um tempinho e a mãe dele veio me puxar para um abraço de ano novo (pois não tínhamos nos visto antes), e eu retribui. Meu namorado me chamou e eu fui ajudá-lo. Voltei e os pais dele estavam de portas fechadas gritando em polonês (eles têm essa descendência).

Fui esperar meu namorado no carro querendo dar privacidade pra eles pois achei que era uma briga entre os dois (isso era muito comum!) e meu namorado chega falando que eles estavam discutindo por minha causa! Que a mãe achou que eu havia sido muito mal educada por ter felicitado apenas ela e não o pai. Aquilo tirou meu chão pq eu nunca seria mal educada intencionalmente, ainda mais sabendo o quanto eles não gostavam de mim. Foi um lapso, sabe? Nem tinha me tocado do fato de não termos nos visto depois do ano novo e nem me sentia a vontade para tentar forçar um abraço no pai dele que mal me olhava na cara. Me senti muito humilhada esse dia e fui embora. Fiquei mais brava ainda pois meu namorado nem estava junto na hora da situação, mas defendeu os pais.

Terminamos, e alguns dias depois eu fui atrás. Ele estava super frio, parecia outra pessoa, como se tivesse passado por uma lavagem cerebral. Chorei, implorei, expliquei o que tinha acontecido. Ele quis que eu falasse no viva voz pra mãe dele que tudo não tinha passado de um mal entendido e assim eu fiz. A mãe dele ouviu muda as minhas desculpas. Voltamos a namorar, só que desde essa situação em janeiro eu não quis mais frequentar a casa dele.

Aí chegamos ao principal: ele faz pilates duas vezes por semana com a mãe dele, ele tem uma empresa e ela trabalha junto com ele todos os dias, os dois almoçam juntos só eles todos os dias e tomam café da tarde juntos todos os dias. Agora que eu não frequento mais lá, chega final de semana e o que ele quer fazer? Ficar em casa com a mãe, fazer coisas com a mãe.

Eu não me acho alguém grudenta, pelo contrário, sou muito independente. Mas acho que uma coisa seria ele querer espaço pra sair com amigos, outra é ele querer passar mais tempo com alguém com quem ele já faz tudo! E outra, ele só pode vir me ver no meio da semana (mesmo estudando quase ao lado da minha casa), quando inventa desculpas para a mãe do tipo “tenho que comprar XX que fica na Rua da casa dela”. Me sinto um pouco no Ensino Médio, com alguém que não tem muita autonomia.

Começamos a brigar por isso pois eu estava sentindo que estava mendigando atenção. Faz uma semana que terminamos por telefone pq ele não quis me ver pessoalmente (pois sempre que brigamos e depois nos vemos, costumamos fazer as pazes! Ele diz que me vê e fica mais calmo, raciocina melhor). Falou que achava que iria se arrepender mas que talvez fosse melhor assim pois eu estava errada e o deixava preso ao ficar chateada quando ele deixava de passar um final de semana comigo para ficar com a mãe.

Gente, isso acabou comigo. Será que estou pedindo demais? Queria viver um relacionamento saudável e maduro e não acho essa relação que ele tem com os pais normal. Sinto que ele não tem autonomia pra nada e que a mãe o manipula para não ficarmos juntos.

Me deem uma luz meninas! Eu sou o tipo de pessoas que não hesita em pedir desculpas se estiver errada, mas infelizmente não sinto que é o caso. Porém, eu o amo muito, e tirando essa questão com a família, não brigávamos por nada! Nos damos muito bem em todos os aspectos!

Miga corre. Some desse povo maluco. Parece coisa de novela. Acho essa relação familiar dele BEM estranha e se tem uma coisa que aprendi na minha vida é que família e criação são muito importantes no desenvolvimento da pessoa. Se não tem família equilibrada e tem relação esquisita com a mãe, a chance de ser TRETA é altíssima! Ainda mais quando tem comportamento esquisito com mãe, seja pra mais ou pra menos. Homens são MUITO influenciados por elas e se tem algum tipo de problema ou conduta diferente, pode saber que isso vai aparecer no seu relacionamento. Eu fugiria. Engoliria o amor e pularia fora o quanto antes.

Chora 04 – Congonhas

Oi Cony, acompanho seu trabalho a um bom tempo e cheguei em um momento que só vc pode me ajudar. Tenho um relacionamento há quase oito meses. Pra titulo de informação ele é meu chefe mas depois de muito relutar decidimos que era hora de apostar nesse relacionamento porque nos gostamos muito, antes só ficavamos. O problema começa aí. Ele já foi casado duas vezes e começamos a ficar um tempo depois dessa segunda separação. Ele tem uma filha de 11 anos, do primeiro casamento. Estamos juntos quase todos os dias, no trabalho todos já sabem, ele recentemente fez uma festa surpresa pra mim de aniversario e muitos dos convidados eram do ambiente de trabalho. Ele também já conhece meus pais, meus irmãos, inclusive já fizemos viagens juntos com a minha família. A questão é a trava dele com relação a família dele. Não conheço ninguém. Nem os amigos, nem a filha, nada. Nas minhas redes sociais tem fotos nossas mas nas dele, nada.

Hoje tivemos uma briga feia por eu ter colocado no facebook que estamos em um relacionamento sério sem ter perguntado a ele antes se poderia.

Ele diz que a filha dele não sabe ainda do relacionamento e que apesar dela não ter facebook alguém pode dizer a ela.

Mas antes, a desculpa era a ex, ele dizia que preferia poupa-la de sofrimento. Eles terminaram pq ele deixou de gostar dela. Isso 3 meses antes da gente começar algo. Agora, a desculpa é a filha. Ele ainda disse que não quer expor relação na rede social. Já com a ex, era todo dia uma foto e uma declaração.

Um tempo atrás sentei pra conversar com ele e pedi que abrisse um espaço na vida dele pra mim, me apresentasse aos pais, aos amigos, já que a filha ele preferia manter distante por um tempo, mas nada aconteceu Cony.

Estou a ponto de terminar, porque acredito que ele quer, por algum motivo, ou alguém, me esconder dos outros que não fazem parte do nosso circulo próximo, com o trabalho e segundo porque me sinto numa relação em que eu tenho que me submeter as necessidades dele quando as minhas ficam em segundo plano, afinal, ja conversei pedi e demonstrei minha insatisfação em ficar tão afastada dessa parte da vida dele. Não sei o que fazer.

 

Cilada detected. Obviamente tem alguma coisa aí. Se ele estivesse 100% livre, desimpedido, resolvido, não teria problema nenhum em você ser apresentada para a família dele ou mesmo conhecer a filha. Acho 8 meses um tempo considerável e relacionamento é reciprocidade, inclusive em assuntos familiares. Ele já foi apresentado para sua família, nada mais justo – AND NORMAL – que você também já conheça a família dele. Quanto a por relacionamento no Facebook, também acho bobagem, mas o que me chama a atenção é o fato dele querer ESCONDER isso. Uma coisa é dar piti por achar besta por status em rede social, OUTRA COISA BEM DIFERENTE, é dar piti para esconder de alguém. Sei não. Eu observaria mais, pesquisaria mais, iria mais fundo nessa historia de ex. Pode ser várias coisas: ou ainda tem algo com a ex, ou a família dele idolatra a ex e uma nova namorada seria uma afronta, ou tem mais de uma namorada ou sei lá. As vezes também nem é nada e é bobagem dele, medinho masculino de assumir algo, de qualquer maneira, EU ficaria de olhos bem abertos!

 

 

  • Choras ainda suspensos! Perceberam que dei uma acelerada? Tô postando de 4 em 4 hein. COMENTEM!!! Beijos.
97 Comentários
  1. #1
    Patrícia Tavares
    20.06.2018 - 14:35

    Cony,
    Eu conheço esse app, mas todos dizem que para a tabelinha dar certo, precisa que a menstruação aconteça sempre na mesma época do mês. E também já me disseram que às vezes se o humor muda, o ciclo tb muda, e logo o dia fértil tb muda.

  2. #2
    Lia
    20.06.2018 - 14:39

    Como uma pessoa que gosta de ficar em casa digo pra moça que namora o gringo aceitar essa vibe do cara ouu terminar. Questão cultural ou não é um traço da personalidade de pessoa e da mesma forma que pra você é chato não sair pra ele deve ser chato sair por obrigação.

    Quando um traço da personalidade da pessoa te incomoda ou você larga
    ou você aceita, tentar mudar o jeito de alguem nunca funciona.

    Congonhas: Certeza esse cara tem uma “oficial” p/ a familia e filha. Talvez a propria ex nem seja ex.

  3. #3
    Julianna
    20.06.2018 - 14:57

    Chora 03: Me lembrou Bates Motel. Corre, amiga! Já estive em um relacionamento parecido e você sempre será a vilã entre ele e a família! Corre para longe!!!

    Chora 04: Ou ele tem intenção de voltar com a esposa ou não tem posicionamento firme perante a filha e/ou família. Cabe a você decidir se merece esse pouco que ele está te dando. Eu, particularmente, sairia fora, pois essa postura já dá indícios de que, mesmo que ele assuma como você quer, vá ter problemas futuros em relação a esse comportamento dele em outras situações. Não gosto de homem que se esquiva ou de personalidade fraca. Mas isso sou EU, né…rs

  4. #4
    Tania
    20.06.2018 - 15:06

    A maioria dos médicos não falam que o uso da pilula traz muitos malefícios,como AVC, câncer etc…eu usei anticoncepcional por 20 anos,e nunca me advertiram sobre
    o uso continuo dela e hj com 38 tive um câncer de mama e ainda estou em tratamento..vou marcar minha cirurgia reparadora semana que vem e ainda tenho 5 anos pela frente…perguntei pra meu oncologista se o uso continuo de anticoncepcionais podia causar o câncer e ela falou que sim, juntamente com outros fatores externos…Na minha época não tinha tanta informação como tem hj…Então meninas aproveitem a força que a internet tem e se informem!!!Um gde abraço a todas!!!

  5. #5
    Ji
    20.06.2018 - 15:16

    1. Uso coito interrompido. (ps: nao existe NADA 100% q impeça a gravidez)
    2. Pare de buscar problema no relacionamento. Ele me parece ótimo. Resista á vontade de dominar o outro. Deixe ele ser do jeito dele.
    3. Sogra é bicho ruim. Eu já diria pra salvar esse menino dessa família dele. Fazia arranjar emprego longe da família, depois faria ele sair de casa. Te digo q é uma batalha. Mãe é bicho apegado.
    4. Casado duas vezes, não espere nada desse daí.

  6. #6
    Flor
    20.06.2018 - 15:24

    Minha resposta é para Chora 01 – Tiradentes e até mesmo p você Cony…hahaha
    Vou contar a minha experiencia, bom namoro tem 06 anos..comecei a tomar a pilula, porém tomei uns 3 meses só e depois fiquei só usando a tabelinha! Mas final do ano tive uma surpresa, GRAVIDISSIMA!!! Por tanto se não querem engravidar façam algo, menos esses “métodos” de tabelinha e afins!!! Pq até então eu achava super confiável, pensa 06 anos assim, demorou… mas engravidei! ahhh e fazia coito interrompido tb, nunca deixei fluir se é que vocês me entendem! Rs…

  7. #7
    Gabi
    20.06.2018 - 15:30

    Sou casada com americano e moro na Suíça e não estranharia se nossa amiga Diamantina estivesse de namorado suíço porque os caras são estranhos rs… Brincadeiras à parte (ou não), eu acho que tem coisa que é personalidade, e outras coisas que são questões culturais. Eu já tive alguns desentendimentos com marido por questões culturais mesmo, mas sempre foram pequenas coisas. No geral, a personalidade é o que conta, e tem que rolar compatibilidade. Essa coisa de um mais caseiro, outro mais rueiro haha.. poderia ser também com um brasileiro. Acho que vai de você avaliar o quanto essas coisas te incomodam. Outra.. quão longa pode ser essa fase? No fim, veja o que te faz feliz, o que você valoriza mais, e pondere. Porque além de tudo, uma das coisas que aprendi observando os suíços, por ex, é que são muito racionais. Se ta funcionando, ótimo, se não tá, saem fora. Bem rapidinho. E as vezes eu acho que tem uma lição pra gente aí hehe.

  8. #8
    Marina
    20.06.2018 - 15:33

    Para a leitora do chora 1 e demais leitoras do Fufu: será que não devemos insistir mais na camisinha ou procurar outra alternativa igualmente eficaz em casos de alergia ao latex? Falo isso pq a camisinha é o melhor método para previnir dst! Não abandonem por pedido de namorado/marido! Escutem a leitora que ganhou de presente herpes genital de um namorado mentiroso e hoje morre de vergonha de fazer sexo por estar contaminada!

  9. #9
    Shirley Santos
    20.06.2018 - 15:36

    Só vou comentar para OURO PRETO … FUJA SUA LOUCA.
    Veja bem o meu ponto de vista, eu sou mãe de filho único, ele tem 28 anos e, como conseguiu um ótimo emprego na Alemanha, casou-se antes de ir embora com a namorada, pois já moravam juntos.
    Ele foi morar sozinho, aos 25 anos, pois planejou isso para a própria vida. Eu e o pai dele fizemos o que ? Apoiamos, incentivamos, e até ajudamos financeiramente. Por que ? Porque queremos deixar um HOMEM ADULTO para mundo, queremos deixar um HOMEM ADULTO para se relacionar com outra pessoa. A mamãe e o papai não estarão aqui para sempre. E, desculpe, pilates, trabalho e almoço todos os dias ? Nem nos meus sonhos mais idílicos.
    O meu filho, fez a última viagem conosco, aos 18 anos, quando passou no vestibular. Depois disso, somente alguns feriados e/ou fim de semana, mas sempre levando a namorada.
    Eu SEMPRE quis que meu filho fosse LIVRE e INDEPENDENTE de todos os tipos de escravidão que possam existir : física, financeira, emocional e vícios lícitos e/ou ilícitos.
    Sai dessa enquanto há tempo.
    Você acha que se dá bem com ele.
    Mas é uma ilusão e, se você continuar nela, quando se der conta, poderá ter perdido muito tempo da sua vida por alguém que nem cresceu ainda.
    Pronto falei.
    Boa sorte querida.

  10. #10
    Monica
    20.06.2018 - 15:38

    Olá, Cony! Quase não comento, mas hoje achei importante falar sobre o CHORA 01 (anticoncepcionais). Minha irmã teve um AVC com 35 anos e a causa foi o anticoncepcional que ela tomava desde nova por conta da endometriose. Os dias que ela passou hospitalizada foram dias horríveis. Meu médico à época também me proibiu de tomar o anticoncepcional eu também tenho endometriose e as dores pioraram muito, mas hoje controlo a alimentação e quase não tenho mais dores. Nem eu e nem ela tomamos anticoncepcional e a vida mudou completamente. Pare urgente! Eu uso o aplicativo “meu calendário” ele informa certinho o período de ovulação e menstruação. Boa sorte!

  11. #11
    Rose Tabaldi
    20.06.2018 - 15:47

    Tiradentes: Já ouviu falar do método Billings? É um método de controle da ovulação pelo muco. É uma “tabelinha” mas vc aprende a fazer a leitura do teu corpo. A CENPLAFAM é uma entidade que tem em muitas cidades, lá tem pessoas preparadas que te ensinam sobre o método, te orientam e te acompanham, até você pegar bem o jeito. Eu fui em Curitiba e recomendo. Procure se tem CENPLAFAM na sua cidade. Com certeza vc ficará muito mais segura para aplicar.

  12. #12
    Gabriela
    20.06.2018 - 15:56

    Para o Chora 3 – Eu concordo com a opinião da Cony, acho que não vale a pena investir nesse relacionamento, pois acredito que te dará muita dor de cabeça e vai te fazer passar muita raiva. O rapaz já demonstrou ser muito apegado à mãe, isso não vai mudar. Imagina quando casarem? Já pensou ter que viver indo pra casa dela, ou ficar em casa sozinha enquanto ele fica lá, sendo que você nem mesmo gosta dela? Por experiência própria, problemas com as sogras só aumentam conforme a relação evolui e no seu caso, que namora um rapaz filho único com mãe doida, só imagino o tanto de coisas muito chatas que você precisaria aceitar e se submeter.
    Mais fácil achar outro namorado! Boa sorte!

  13. #13
    Aline
    20.06.2018 - 15:57

    Tiradentes, eu tb já tenho uma filha e tenho verdadeiro pavor de engravidar e por isso não arrisco a tabelinha… seu marido não toparia fazer vasectomia? O procedimento é bem mais simples do que a laqueadura.
    Por aqui como meu marido ainda não topou essa ideia, eu continuo no AC de progesterona pura, que é menos pior, mas ainda com certos efeitos indesejáveis como a falta de libido…

  14. #14
    Jane
    20.06.2018 - 16:20

    Chora 3: Miga, coooorrreeee…. acho ele imaturo e muito dependente da mãe (talvez seja pela idade). Duvido muito que ele consiga amadurecer logo. Ele é muito novo. Pense se você realmente quer construir uma relação com uma pessoa imatura como ele. Sinceramente, eu acho que não vale a pena. A não ser que você queira pagar o preço por isso. Pagar o preço é se conformar, se anular, ser menos feliz só para agradar o outro ou para fazer com ele não te deixe. Avalie se você realmente o ama.
    Faça um exercício simples: imagine como seria a sua vida com ele daqui a 02 anos, daqui a 5 anos, daqui a 10 anos. Ele seria o homem que você quer para ser pai dos seus filhos? Visualize como seria a vida de vocês, com a familia e todo o resto. Já fiz isso em dois momentos na minha vida e foi muito esclarecedor para mim. Foi onde eu realmente vi e decidi que não queria. Eu vi que apesar de os dois serem homens bons e interessantes, eles não tinham as qualidades que eu queria em um parceiro. Dói abri mão? dói! Bate carência e solidão? sim. Mas foi a melhor decisão da minha vida. Eu não teria sido feliz com nenhum deles.

    Chora 4: migaaaaaaa coooorrreeeee também!!! Eu acho que ele tem outra. Ou talvez não esteja separado! Eu acho muito estranho quando alguém quer esconder o parceiro da família e amigos. Não tem razão de ser, uma vez que a pessoa é livre e desimpedida. Ou será que ele tem vergonha de você? Pense!! Analise as “atitudes” dele, e não o que ele “diz”. Homem demonstra o caráter pelas atitudes e não pelas palavras!

  15. #15
    Alessandra
    20.06.2018 - 16:23

    Chora 1: O único método 100% seguro é não transar kkkk
    Eu parei com a pílula há 1 ano e meio e uso tabelinha. Com o tempo vc aprende a conhecer o seu corpo, mas o medinho de engravidar permanece ali kkkk

    Chora 3: Miga, vazaaaaaa!!! MUITO ESTRANHO esse relacionamento com a mãe…e falo mais, tenho lido tantos casos de incesto ultimamente que não me supreenderia uma coisa dessas aí nessa história…mas tirando essa bizarrice, sai fora desse namoro! Nunca vai ter paz!

    Chora 4: Ele tá de esquema errado…pode ter certeza…pode procurar que acha algo…homem é muito previsível

  16. #16
    Suyan
    20.06.2018 - 16:37

    TIRADENTES: eu uso o mesmo app que a Cony, já fazem 6 meses e está tudo certo..as datas dele batem certinho com minhas datas de menstruação e ovulação.

    CONGONHAS: eu tive um relacionamento exatamente igual ao seu!! ele dizia que não queria que a ex sofresse, por isso não podia colocar nada no facebook, e assim foram por 3 anos..até ele me trocar por outra e encher de fotos e declarações p ela..sem nem pensar se ia me magoar ou não. Então te digo, não aceite!! algo tem.

  17. #17
    Diamantina
    20.06.2018 - 16:45

    Infelizmente meu gringo terminou comigo. Eu me abri com ele falando que tinha coisas no jeito dele que me incomodavam. Ele andava super mal humorado e nem sexo estava rolando. Dai falei isso pra ele, ficamos juntos mais uma semana e ele terminou comigo na semana seguinte (pasmem, por mensagem) falando que ele não sabia o que tinha de errado com ele e que ele gostava muito de mim, que ele sabia que o humor dele e a forma fria dele também me afetava. E que ele se sentia muito pressionado em tentar descobrir o que tinha de errado com ele, para me agradar e ele não conseguia viver assim. Pois ele tinha que fingir para não me magoar. Ele finalmente se abriu, ele esta se tratando agora e eu acredito que talvez tenhamos volta, mas por enquanto estamos sem nos falar, tem uma semana. Ou também se nao tiver, vida pra frente. O coração ficou partido e estou bem tristinha, mas sei que vai passar. Quem sabe um dia tudo se ajeita, a palavra é otimismo.

  18. #18
    Maira
    20.06.2018 - 16:56

    Tiradentes…pelo o que eu entendi e não sei se é uma decisão do casal, já que você falou que não quer ter filhos, porque seu marido não faz vasectomia? Já parou pra pensar nessa opção?

    Ouro Preto…menina, que família estranha essa do seu namorado…jesus amado…sai fora fia, cara com 22 anos mas com atitude de 15, isso é problema na certa.

    Congonhas…fia, sai fora, pelo seu relato, parece mais que você é a segunda opção, ou sabe lá qual é a posição que você ocupa…aconteceu praticamente a mesma coisa com uma amiga, a diferença é que ele não tinha facebook, ela ficou com o pé atrás e quando menos esperava descobriu que ele era casado…então, vaza…tem treta na certa.

  19. #19
    Natalia
    20.06.2018 - 17:03

    Para a moça do anticoncepcional. Se você não quer mais ter filhos e se for uma vontade do seu esposo também pq vcs não conversam sobre ele fazer vasectomia? Já que vc já procurou sobre laqueadura seria algo aceitável pra ele também.

  20. #20
    Leticia
    20.06.2018 - 17:16

    Caso 1 – porq não tentam a vasectomia nele? Um colega de trabalho acabou de fazer pelo convênio. Ele tem 35 anos e apenas 1 filhas. O processo é um pouco longo, mas deu tudo certo. Tem q ter laudo do psicólogo, mas se vcs têm certeza dessa decisão, tenho certeza q serão autorizados. O q acha?

  21. #21
    Vivian Melo
    20.06.2018 - 17:29

    Chora 1: eu tb engravidei fazendo tabelinha e coito interrompido no período fértil!! rs
    e meu ciclo era super regular…enfim, não confie…fiquei um ano sem pílula acreditando que daria sempre super certo, e ao final desse período, veio a surpresa: gravidíssima!

  22. #22
    Priscila
    20.06.2018 - 17:29

    Tiradentes, por experiência próxima (rsrs) não confio em tabelinha. Minha irmã sempre teve menstruação super regulada, mas a enxaqueca a impedia de usar qualquer hormônio. Ela fez tabela por 11 anos e hoje o nome da tabela é Júlia (kkk). Ela engravidou aos 40, quando o outro filho dela já estava com 11 anos. Não sei, mas não confio.

  23. #23
    Vivi
    20.06.2018 - 17:39

    Ah se minha menstruação fosse regulada alguma vez na vida para usar tabelinha??? Sem chance. Camisinha. Único jeito.

  24. #24
    Maira Moreira
    20.06.2018 - 17:47

    Chora 1: Fiz tabelinha (com ajuda de app) e coito interrompido por mais de 3 anos e sempre funcionou super bem. Como a Cony disse, depois de um tempo vc passa a entender seu corpo…
    Porém, num dia que eu furei os métodos, engravidei!

  25. #25
    Leticia
    20.06.2018 - 19:03

    Caso 01 – Já vi vários casos de pessoas q conseguiram evitar gravidez utilizando o método sintotermal, no qual vc observa a temperatura corporal, muco/corrimento vaginal, colo do útero, podendo ser levado em conta as datas da menstruação. Existe tbm exames de farmácia q indicam qndo a mulher está ovulando (https://www.google.com/amp/s/www.tuasaude.com/teste-de-ovulacao/amp/), vc pode utilizar combinado com a tabelinha para ter ctz de não está no seu período fértil.

    Caso 2 – Pode ser q esse comportamento do seu namorado seja resultado da cultura do país dele, existem mtos países em q as pessoas são mais fechadas e não demonstram mto bem seus sentimentos e emoções, é algo cultural, diferentemente de nós brasileiros q somos mais calorosos… Acredito q se for esse o caso será mto difícil mudar esse comportamento dele, vc tem três alternativas:
    1) pode tentar conversar com ele e dizer o qnto sente falta de demonstrações de afeto e q vc gostaria q ele se abrisse mais com vc;
    2) aceitar que esse é o jeito dele e tentar se adaptar (até pq é dificílimo mudar alguém, a pessoa só muda qndo a vontade de mudar parte dela), mts vez as pessoas demonstram carinho em pequenos gestos, tipo lavar a louça, pq sabe q vc detesta e essas coisas;
    3) se vc já tentou de tudo, já conversou, tentou ignorar/aceitar, mas msm assim é algo q te incomoda mto e te faz sofrer, é melhor partir pra outra…

    Caso 3) corre q é Cilada Bino!!!! Kkk, ao q tudo indica eles tem uma relação de dependência mto grande, esses pais e especialmente a mãe tem um poder mto grande sobre esse rapaz e ao q tudo indica não há sinais de mudança, família é algo q pesa mto e essa situação pode se agravar mto a longo prazo, principalmente se vcs assumirem um compromisso mais sério no futuro, como casamento. Pense bem, as vezes o melhor é desapegar…

    Caso 4 – Corre q é cilada Bino 2!!! Quem não deve, não teme! Oito meses já é um tempo relativamente considerável de relacionamento, seria compreensível ele querer preservar a filha se vcs tivessem pouco tempo de relacionamento, o q não é o caso, eu ficaria com um pouco de pé atrás… mas, como a Cony disse, pode ser só medo bobo de homem…

    Espero ter ajudado 🙂

  26. #26
    Jéssica Diane
    20.06.2018 - 19:20

    Ai gente, parem com essa história que camisinha é isso, é aquilo, corta clima… Não corta nada! Usem camisinha pelo amor de deeeeeeeus

    bjs

  27. #27
    Claudia
    20.06.2018 - 19:30

    Chora 1: Parei de tomar pílulas pois minha tia teve um AVC aos 33 anos e tudo indicou q a pílula tenha sido um dos motivos do ocorrido. Estava há 4 anos usando camisinha e tabelinha pelo aplicativo. Pois bem, dezembro do ano passado, faltando apenas 4 dias para minha menstruação descer, não tínhamos camisinha e “liberei geral”, afinal ia logo menstruar, o aplicativo estava ali pra confirmar q não estava no período fértil. E eu?? 38 anos!! Não estou no algo da minha fertilidade correto?? Não! Giovanna a caminho! Estou grávida de 7 meses!!!

  28. #28
    Bgpoa
    20.06.2018 - 19:35

    Nao tenho lido muito os choras, fico procurando um sorria e nisso achei o link das gafes e abri, chorei de rir no ônibus, ta todo mundo me olhando kkkkkk
    Obrigada por este link

  29. #29
    Tiradentes
    20.06.2018 - 20:03

    Meninas, obrigada pelos comentários!!!
    Sobre a vasectomia: Os médicos que meu marido foi, nenhum quis fazer alegando que ele tem apenas 1 filho e ele pode se arrepender.
    GENTE!!! Antes da Cony publicar esse meu chora, descobri um nódulo no seio! A primeira coisa que lembrei foi do que disse no Chora.
    Fiz os exames e provavelmente é um fibroadenoma benigno, mas ainda vou consultar o mastologista.
    A médica disse que o estrogênio da pílula contribui para o aparecimento desses nódulos, trocou por uma pílula que tem apenas desogestrel, chamada Pérola.
    Eu pensei em parar de tomar, mas o medo de engravidar é tão grande que se eu parasse de tomar, não iria mais transar.
    Ela disse que essa pílula Pérola faz menos mal.

  30. #30
    Sophia
    20.06.2018 - 20:04

    Gente, minha mãe era a rainha da tabelinha e eu apareci de surpresa.. Diz ela que chorou na calçada quando abriu o exame desesperada, mas eu virei uma boa filha! Costumo dizer pras minhas amigas que tabelinha é um bom investimento… Hahaha! Boa sorte!

    Qnt a brigar com família e namorado, vai ser sua eterna dor de cabeça.. Acho que rola também um orgulho de não querer sair da situação como a vilã quando você sabe que o problema está lá, né?! Mas melhor ser feliz que ter razão..

    E a última, é meio suspeito mesmo.. Pelo menos os casos que eu conheço todos tinham rabo preso ou apenas não eram apaixonados a ponto de querer criar confusão com a ex e deixar tudo como estava (as vezes tem pensão, filhos e aí eles preferem não dar “motivos” pra briga), mas quando o cara ta a fim de assumir, ele assume.

  31. #31
    Leandra
    20.06.2018 - 21:10

    Chora 1: e a vasectomia no maridão? Em um casal, a responsabilidade é dos dois e pelo que vi, só vc tá correndo atrás pra resolver á questão de contracepção…..
    E o único método 100% eficaz é a abstinência, mas esse eu não recomendo….

  32. #32
    Ana
    20.06.2018 - 21:13

    Congonhas ….
    Isso é ciladaaaa!!!! foge BINO! se o cara quer te esconder da vida dele…é pq tem!!!

    Tiradentes, nao sei se conhece, a Shantal (insta @shantal) ficou gravida usando tabelinha… Ela nao queria engravidar ja, pois teve um aborto recente e com o aborto tirou uma trompa!!!
    Sem uma trompa, ela teve uma ovulação tardia e engravidou!!!
    Então toma cuidado ja que engravidar nao seria uma opção …

  33. #33
    Io
    20.06.2018 - 22:12

    OURO PRETO

    Já estive na sua pele. E pior, ele queria ficar comigo, brigava com a mãe, fugia escondido pra me ver e não deu certo. É cansativo depois de um tempo, sem falar nas milhões de vezes que nos sentimos humilhadas pela situação. Não é culpa sua, nem dele, nem dela. Ela já tem na cabeça qual o perfil da nora que ela quer, uma que não atrapalhe a vida dela e do filho juntos, claro. Você é melhor que isso e não peça desculpas. Vai doer, mas ele precisa crescer e viver sem a mãe e isso vai demorar muitos anos pra ele aprender ainda. Curta a vida!!! Eu falei por anos que só namoraria com caras com mães já falecidas, kkkkkkkk, mas agora tenho uma sogra normal, ainda bem!!!

  34. #34
    Isa
    20.06.2018 - 22:21

    Chora 1: Tabelinha NÃO FUNCIONA. Sério. Se você não quer engravidar de jeito nenhum, NÃO PARE DE TOMAR ANTICONCEPCIONAL. Fui nessa onda de parar de tomar em razão dos malefícios dos hormônios e me lasquei.

  35. #35
    Natasha
    20.06.2018 - 23:11

    Tiradentes, as únicas formas seguras de não engravidar são os métodos hormonais, DIU e os definitivos. Tb acho que teu esposo poderia considerar a vasectomia…

    Eu uso um aplicativo bem legal chamado Natural Cycles, que é pago. Eles mandam um termômetro e a gente vai inserindo a temperatura diariamente, e eles calculam tua ovulação com mais precisão. Acho mais confiável que só a tabelinha, mesmo assim só uso porque se eu engravidar não é o fim do mundo.

    Alguns índices de falha de alguns dos métodos, pra vcs terem uma ideia:
    Coito interrompido: cerca de 22% das mulheres engravidam, em geral (se usar muito perfeitamente, ainda assim 4% engravidam)
    Tabelinha: no geral, 25% das mulheres engravidam (se usar perfeitamente, sem nenhuma falha, em torno de 5% engravidam)
    Camisinha: no geral, 14% engravidam (se usar perfeitamente, 3% engravidam)
    Implante hormonal: 0,05% podem engravidar
    Injetável trimestral: 0,3% podem engravidar
    Anticoncepcional oral combinado (os mais comuns): 0,1% se usar perfeitamente. Se tiver falhas, até 5% podem engravidar.

    Então, gente, recomendo que conversem direitinho com as ginecos de vcs sobre as opções mais adequadas, porque o risco de engravidar é, sim, bem mais alto com outros tipos de métodos…
    E sempre lembrem que camisinha é a única forma de previnir doenças!

  36. #36
    Rosana Souza
    21.06.2018 - 03:14

    01) Tiradentes > Converse com seu marido e definam juntos um método contraceptivo que seja adequado à dinâmica do casal. Estando em um relacionamento já consolidado, acredito que exista espaço para tal assunto até porque o fato é de interesse de ambos, logo, a responsabilidade também. Busque junto dele alternativas menos agressivas, sendo que, em virtude das outras tantas tentativas, imagino que as opções mais práticas sejam a vasectomia ou o uso de preservativo em material anti-alérgico (existe, inclusive, em materiais alternativos ao latex).

    03) Ouro Preto > Amiga, ao ler seu relato percebi que vc já sabe a resposta. Acredito que esteja lhe faltando coragem para colocar um fim nesta situação, entretanto, vale se perguntar se vc quer ou não continuar sendo tratada desta forma! Sei que o afastamento dói e que “estando de fora” não temos a real dimensão do que vc sente ou sofre, mas a médio e longo prazo, o que imagino seja seu ideal de relacionamento bem sucedido, tal situação se imporá inúmeras vezes e certamente lhe trará problemas de toda ordem, logo, só existe uma maneira de permanecer junto dele sem que o “vínculo familiar” interfira: Se imponha! Coloque limites claros, totalmente visíveis delimitando sua relação com ele (amorosa) e a relação dele com os pais (familiar), de tal forma que existam momentos separados e até combinados para que ele se dedique a uma e a outra, sem prejuízo de nenhuma das partes. Vale ressaltar que à medida que ele adquirir idade e segurança, tal dependência da família e principalmente da mãe, deverá diminuir ou até mesmo passar, pois, caso contrário a relação entre eles além de estranha será também anormal e aí, realmente o melhor é seguir em frente. Poupe-se de sofrimentos e decepções. Busque saber AGORA o que ele realmente sente por vc e o quanto esta disposto a investir nesta relação, pois, de nada adianta só vc se sacrificar e se virar ao avesso para agradar a todos em prejuízo das suas vontades, afinal a idéia é que esta relação seja prazeirosa e harmônica para vc e não fonte de pressão e sofrimento. É importante se questionar acerca do quanto ele quer estar com vc, de como ele entende que os pais estão sendo precipitados e até injustos a seu respeito, pois, neste caso não existe meio termo, ou ele concorda com as afirmações da mãe acerca do seu comportamento, caráter e postura ou ele discorda totalmente. Do contrário, em um futuro próximo vc ouvirá tais barbaridades do seu namorado e não da mãe, afinal, a criação dele foi pautada nos ensinamentos desta mãe, assim, ou ele discorda de suas convicções e não se impõe de forma mais firme por respeito e até insegurança ou, lá no fundo, concorda com ela, mesmo que apenas em parte e neste caso, DISCORDA de vc. Priorize a sua felicidade. Se escolha!

    04) Congonhas > Nós mulheres temos um dom, um sentido especial todo voltado à percepção de armações masculinas, ou seja, internamente sabemos quando alguém apronta com a gente, porém, em função de insistir em determinada história, simplesmente optamos por fechar os olhos, nos enganar e forçar a acreditar que não, que estamos exagerando, entendendo errado, enxergando coisa onde nada existe. NÃO! Acredite, estamos certas. Se vc percebeu que ele se esquiva, que evita assumir qualquer compromisso que o envolva de forma mais pessoal (família e amigos), provavelmente percebeu também que alguns lugares são evitados e que determinados horários ou dias da semana não são destinados ao namoro de vocês.
    LEITURA: Sim, ele esconde alguma coisa! Sim, ele não tem certeza acerca da posição que vc ocupa na vida dele e provavelmente, existe uma terceira pessoa, uma esposa ou ex com quem ainda pode reatar ou mesmo uma segunda namorada que deve estar passando pelo mesmo que vc. Contudo, o que realmente me chama a atenção é a falta de preocupação dele em expor VOCÊ, afinal, ele não te permitiu interagir com a família, filha e amigos dele, mas não vislumbrou nenhum problema em se envolver com a sua família, seus colegas de trabalho e demais pessoas do seu ambiente profissional, logo, caso nossas suspeitas estejam corretas, além da dor de ser enganada, vc terá que lidar também com o julgamento das pessoas, visto que, estas não foram previamente informadas de que vc não tinha conhecimento da real situação dele.

    Concordo com a fala de todas as meninas que já comentaram anteriormente, mas faço um a parte aqui: Se estivermos certas, vc sofrerá pela traição dele e será horrível, entretanto, acredito que se desta dor vc não puder se livrar, das demais ainda existe tempo para se proteger. Procure descobrir mais a respeito da vida de seu namorado, mas, paralelamente, busque limitar o acesso dele a sua. Retribua a ele com o mesmo tratamento, ou seja, evite sair com ele junto de seus amigos e parentes e limite o acesso de seus colegas de trabalho, superiores e clientes a este relacionamento, ao menos até que vc saiba de fato se ele esconde algo ou não. Não é porque uma das áreas de nossa vida esta confusa que precisamos levar tal confusão para as demais, logo, procure proteger sua família e sua carreira, pois, em virtude da aproximação dele, caso algo ruim seja descoberto, infelizmente o efeito negativo se estenderá aos seus, dificultando sua recuperação, afinal, além de lidar com a sua dor, terá que arcar também com o peso dos julgamentos e cobranças. Torço sinceramente para estarmos todas enganadas. Cuide-se e se as coisas não acontecerem como vc gostaria, lembre que não é culpa sua, que não fez nada de errado, simplesmente acreditou, confiou! Não se deixe abater pela maldade dos outros. Boa sorte!

    Abs Cony,
    Rosana.

  37. #37
    Raquel
    21.06.2018 - 03:59

    Chora 1: Como médica te digo CUIDADO! Tabelinha não é nada confiável!
    Chora 2: ninguém muda ninguém. É o jeito dele. Ou aceita ou vai viver assim infeliz com o jeito dele.
    Chora 3: CORRA!!!

  38. #38
    Andrea
    21.06.2018 - 05:14

    Chora 02 – Vc descreveu a minha experiência com todos os pontos e virgulas! Por acaso seu namorado é espanhol? Pq o meu era e infelizmente eu não aguentei tanta frieza! Até esse estado deprimido que vc relatou do seu companheiro ele tinha. Os europeus, e falando eapecificamente dos espanhóis, que é onde moro atualmente, são extremamente frios. Até para beijar é complicado, eles não sabem! E isso para nós latinas… imagina! O meu conselho baseada na minha experiência é: analise o grau de comprometimento dele na relação: ele pensa na relação no futuro junto com vc, casar, ter filhos, conhecer sua família, etc? Esse foi o ponto que me fez tomar a decisão de sair fora do meu relacionamento. Se vc percebe no seu companheiro que ele deseja algo mais sólido, vale a reflexão positiva! O que vai sustentar essa relação será o desejo dele de lutar por vcs. Pois posso estar enganada, mas homem europeu, principalmente o espanhol, só muda de endereço. Frieza total. Só para complementar, uma amiga que tb era casada há 10 anos com um espanhol acabou de se separar pq não aguentou tanta frieza do marido dela. Te desejo sorte!!
    E se quiser trocar experiência- andrea.dmt10@gmail.com

  39. #39
    Luana
    21.06.2018 - 07:19

    Para o Chora 1: olha, se vc realmente não tem nenhuma intenção de engravidar acho que está no caminho bem errado! Tenho amigas que fazem métodos sintotermais muito avançados e engravidaram mesmo assim. Enfim, não seria possível encontrar outro método pra pra aumentar a segurança?

  40. #40
    Lucimari
    21.06.2018 - 09:15

    Ouro Preto
    Eu tenho família polonesa e são muito difíceis, pessoal mais antigo se recusa a viver no mundo moderno he he. É uma cultura muito forte, (claro que não é regra, mas quero dizer que conheço algumas “espécies” dessa que vc fala he he).
    Só pra vc ter uma base, minha mãe e algumas tias cortaram relações com um irmão delas pq ele casou com uma mulher que já tinha um filho e o restante da família não aprovava ela também, por simplesmente não aprovar, nunca mais se visitaram.
    Então, o que te digo começa pela questão da forma do conhecimento de vc e seu namorado, via aplicativo… isso pode te levar para pessoas não compatíveis, sem afinidades reais, muitas vezes é a ilusão ou apenas o “objetivo” cumprido de estar em companhia, que pode ser boa, mas sem afinidades… falo isso pq tive um relacionamento com alguém que conheci via aplicativo e quanto desgaste: família, propósito, tudo diferente e estávamos lá, um fazendo companhia ao outro apenas (muitas pessoas tiveram experiências muito boas claro, minha história não é regra), então quando terminei foi um alívio.. estatisticamente esses aplicativos de relacionamento são mais de “curtição”.
    Nesse caso, é bom também ouvir com boa vontade a opinião de amigos próximos, ás vezes eles estão nos dando toda a percepção de fora que recusamos a enxergar sobre o relacionamento, sobre ser uma furada ou não.
    Em resumo, pra mim, a família do ex ser muito diferente de toda a minha estrutura fez muita diferença (no caso a família dele era muito bagunçada), pq tinha a ver com valores, com modo de vida, com perspectiva futura como disse outra colega. Eu tinha plena clareza disso mas estava presa pela “companhia”, então quando terminei foi um alívio tremendo! Não tínhamos nada a ver, foram 3 anos de vida perdido, mas de qualquer maneira, fica o aprendizado!
    O que vc precisa se perguntar é o que essa pessoa está trazendo de bom para sua vida, vc está melhor com ela? Vc está melhorando sua vida pessoal, sua auto-estima, ela te incentiva no trabalho, te incentiva a fazer uma academia, vcs fazem planos juntos?
    Minha cara, ao que parece vcs estão apenas pela companhia!
    Talvez ele esteja precisando de vc para soltar essas amarras, e será aos poucos e não será definitivo, existem questões culturais e de criação muito fortes, os pais dele não vão mudar, no máximo vão te aceitar melhor, mas quanto mais longe vc ficar, melhor.
    Então me parece que vcs não tem propósitos em comum.. essa relação está pesada e te consumindo.
    Vc é nova! Tenha a certeza que achará um parceiro mais compatível contigo se essa for sua opção.. coloque na balança tudo! No meu ponto de vista essa relação está consumindo sua saúde mental. Eu sairia educadamente dela! Boa sorte

  41. #41
    lucimari
    21.06.2018 - 09:25

    Realmente, a colega Tiradentes deve conversar muito com um médico ginecologista, ou vários para tomar uma decisão melhor. Me parece que tabelinha não é a melhor alternativa para quem realmente não quer se arriscar de engravidar mesmo.
    Falo como leiga, no caso dela é tentar outros métodos ou associação desses para efetivar essa segurança.
    Tabelinha acho que é aquela coisa: não quero engravidar, mas se acontecer não será o fim do mundo e dará pra conciliar as coisas (minha mera opinião pessoal como leiga).
    Então menina, discuta melhor isso com os médicos.. eles têm perfis muitos diferentes
    Lembro em uma situação que fui numa ginecologista e saí de lá com a receita de um floral… no outro dia fui em outra ginecologista e saí dessa com 9 folhinhas, 5 de receituários e 4 de exames! Isso para a mesma situação!
    Então são perfis de atuação diferenciados, procure ouvir mais que um profissional, não se trata de um ser bom ou outro ruim, se trata de ser o mais adequado ou que vc se sinta mais confiança em executar.

  42. #42
    lucimari
    21.06.2018 - 09:30

    não aparece minhas mensagens como em “aprovação”.. será que está indo? preferia que aparecesse he eh

  43. #43
    Érika
    21.06.2018 - 10:03

    Pelo que estão falando aqui, daqui a pouco a Cony aparece grávida, rs…

  44. #44
    Dani
    21.06.2018 - 11:00

    Pessoal sou médica ginecologista e tabelinha é um clássico método indicado para AJUDAR quem QUER engravidar.
    Mesmo nos casos de uso ideal – ou seja, sem errinho algum – a eficácia é baixíssima, a chance de engravidar é muito alta.
    Gosto muito deste gráfico do NY Times que mostra a eficácia de cada método contraceptivo, considerando o uso ideal (tomar pílula todos os dias no mesmo horário, usar camisinha desde o início de todas as relações, etc, ou seja, para quem segue certinho a recomendação de cada método) e também o uso típico (ou seja, como as pessoas de forma geral usam cada método). Vejam que em alguns deles a diferença de eficácia é brutal.
    Mostro sempre para as minhas pacientes para auxiliar na escolha do melhor método para cada uma. Vejam que a tabelinha (Fertility awareness-based1) tem 94% de chance de falha no uso típico depois de dez anos. Não é um risco que eu gostaria de correr
    https://www.nytimes.com/interactive/2014/09/14/sunday-review/unplanned-pregnancies.html

    • #45
      Constanza
      21.06.2018 - 12:06

      Me ajuda a escrever um post sobre isso???

  45. #46
    Claudia Rosa
    21.06.2018 - 11:09

    Bom pra começar parem de reclamar da camisinha, tem que usar. Eu desenvolvi alergia a camisinha conversei com minha medica e fui em busca de alternativas achei …desde de entao sempre ando com as minha camisinhas na bolsa…Tambem parei de usar o anticoncepcional, o boy pede para eu voltar mas digo um NAO nem sonoro..nao quer usar camisinha nao tem brincadeira..simples assim…Acho que nossa cultura deveria incentivar os homens a fazerem vasectomia, e é bem mais simples o procedimento com eles e o SUS paga. Beijo

  46. #47
    Soraia
    21.06.2018 - 11:18

    Não tomo AC e meu marido suuuuuper apoia, ele também é contra. Acha que faz muito mal a saúde.
    Vida sem AC é ooooutra coisa.
    Primeira coisa, aprenda a entender seu corpo, veja cada sinal, leva uns 3 mêses para tudo voltar a ser como deve ser e você começar a notar tooodos os sinais.
    O método Billings e o sintotermal são mais seguros que a tabelinha viu? Estou estudando muito sobre ambos, pois pretendo aderir.
    É possível sim parar o AC e aderir a outros métodos. Infelizmente em nossa cultura empurram muito o AC para tudo e todas.
    E ahh eu tenho muita tendência a acne, e estou controlando de outras formas. Estou tomando capsulas de prímula e linhaça.

    Chora 03, corre para as colinas amiga, mas corre rápido. A relação deste rapaz é muuuito doentia com a mãe, ok que a culpa é mais dela, e ele terá que ser forte e buscar resolver, mas eu não desejaria para uma amiga ficar no meio disto. É sério, corre.

    Eu quero mandar meu chorraaa

  47. #48
    Bia
    21.06.2018 - 11:26

    Tiradentes, também tenho alergia às camisinhas normais, aí comecei a usar a Skyn. O material dela é diferente e não causa desconforto 🙂 quanto ao corta-clima, só deixar por perto! Vale a tentativa.

    Ouro Preto e Congonhas: corra que a cilada é certa!!!!

  48. #49
    Mari
    21.06.2018 - 11:32

    Apenas um detalhe: que católicos são esses sitados no caso 1 e 3? Jesus!Sou católica desde que nasci e não vi esses dois tipos de comportamentos na minha igreja, ok que sou de cidade grande, mas fiquei abismada que tem “pessoas” pregando isso e não é a igreja viu?! Pq até o Papa já falou para usarem camisinhas, já que vão transar mesmo, não tem como proibir né?! kkkk
    Mas vamos lá…
    Caso 1, eu pediria para meu marido fazer vasectomia ou uso da camisinha, colocaria DIU de cobre, pois não confio na tabelinha por motivos de: estou grávida de 3 meses e minha amiga de 5 meses, nós duas estávamos confiante na tabelinha and coito interrompido, e veja só!rs
    Caso 3 cai fora, segue sua vida! Esse rapaz dá muito liberdade pra mãe, acho difícil vc consegui cortar esse nó entre eles.
    Caso 4 cai fora tbm, acho que tem acho estranho, muito estranho nisso.

  49. #50
    Juliana
    21.06.2018 - 11:41

    Chora 03: aproveita que ele terminou com você e desencana desse filhinho da mamãe. É furada. Esse aí não cortou o cordão umbilical e pelo jeito não vai fazer isso nunca. Nessas situações, quando a mãe é possessiva, o cara tem que se impor e colocar limites na mãe dele. Se o seu ex faz tudo com a mãe e no final de semana, quando poderia estar com você, quer ficar com a mãe, ele não vai impor limites pra mãe nunca! Parte pra outra e foge dessa gente maluca. E se ele vier te procurar diz que você quer um homem de verdade, e não um garotinho que não sai da barra da saia da mamãe.

    Chora 04: Acho que você pode tentar uma última conversa antes de fugir. Concordo com a Cony, aí tem. Com 8 meses de relacionamento já dá pra apresentar pras pessoas. Eu até entendo que tenha gente que não gosta de sair apresentando pra família, que gosta de esperar o relacionamento ficar mais sério pra fazer isso, e no caso dele ele tem um filha e tal… mas não apresentar pros amigos dele é muito esquisito. Já vi gente que demora a apresentar a namorada pra família, mas pros amigos, nunca. Se depois dessa conversa nada mudar, fuja!

  50. #51
    Ju
    21.06.2018 - 12:08

    Ouro Preto, já namorei um cara assim, super gente boa e inteligente, mas a mãe tb dominava e ainda por cima passava mal qdo ele contrariava ela! Kkkk custei terminar depois de 5 anos, pq eu não tinha problema com ele e agora a pouco tempo, 10 anos depois eu vi que ele acabou de se separar da esposa aparentemente pelos mesmos motivos. Ou seja, essas histórias de família dificilmente mudam e essas mães ainda impedem o filho de crescer e virar homem. Hoje meu ex tem 38 anos mas ainda depende dos pais (não no sentido financeiro). Eu sairia fora enquanto é tempo!

    E pra moça que namora gringo, ja namorei por 2 anos, a diferença cultural pesa em alguns momentos, mas pelo q vc disse acho q seu problema não é esse, e sim diferença de personalidade mesmo.

  51. #52
    Taynara
    21.06.2018 - 12:12

    Chora 1: Tem um grupo no fb sobre métodos contraceptivos não hormonais onde você encontra muita informação (Adeus hormônios: contracepção não-hormonal).
    Eu particularmente optei pela camisinha, não me incomoda, não corta o meu clima com meu parceiro e acho o método menos invasivo possível, além de ser legal ter responsabilidade compartilhada.
    Contudo, entendo quem não gosta como você.
    Na minha humilde opinião, acho que vale uma conversa com o marido sobre a vasectomia. é um procedimento mtooo pouco invasivo, bastante seguro (nenhum é 100%, mas tabelinha é o mais arriscado ne) e ainda tem a possibilidade de fertilização in vitro caso um dia queiram filhos.

  52. #53
    JB
    21.06.2018 - 12:29

    Nunca comentei mas como esse cantinho me ajudou e ajuda muito, vamos lá… <3

    CASO 1: Não tomo pílula faz 5 anos, uso camisinha apenas! Me sentia inchada e apareceram muitas celulites, sempre tive um fluxo intenso e muita cólica, a pílula não ajudava em nada… depois que parei fui descobrindo os malefícios da pílula, que são inúmeros somados a baixa de testosterona! Então, se você quer mudar mude sim mas eu não confiaria só na tabelinha. Eu li um texto recentemente que me fez pensar como até nisso a gente vê o machismo, falava mais ou menos assim: Se você pedisse para seu marido tomar um medicamento, regularmente todos os dias, para vocês transarem sem engravidar e dar o máximo prazer para você e esse medicamento causasse inúmeros efeitos, como dor de cabeça, baixa da libido, aumento de peso, etc, ele aceitaria? Muito difícil né? Mas é o que acontece com nós mulheres 🙁

    CASO 3: Eu terminei faz duas semanas meu relacionamento de 5 anos (entre idas e vindas), pois não via atitude do meu ex… percebi, ao longo do tempo, que ele se influenciava muito pela mãe e ela por ser muito ignorante (ignorante no sentido de não ter visão de futuro, se contenta com muito pouco) não o estimulava a ter sua própria vida e dinheiro, ele com 30 anos ainda pede grana pra mãe, vê se pode? Ele desistiu de um concurso público que já tinha sido aprovado, pois a mãe disse que ele não precisava disso, eu surtei! Moramos na mesma cidade, longe dos pais, e até hoje ele não tomou atitude para morarmos juntos, enquanto eu me banco sozinha, aluguel, carro, etc… olha estou sofrendo, mas pensando nessa lado foi a melhor coisa que fiz. Fico lendo "A conversinha sobre o fim" da Cony que me ajuda muito!!!

    CASO 4: Olha, COM CERTEZA ele tem um motivo e ruim… "namorei" alguns meses com um homem que tinha uma filha de três anos, havia sido traído pela ex mulher algumas vezes e eu acabado de sair de um relacionamento e de uma depressão fui deixando ele se aproximar, ele era um príncipe, alguns anos mais velho que eu (eu tenho 25), se aproximou da minha família, me apresentou para família dele e para filha, mas no facebook nada postado… ele não queria. E todas as vezes que levávamos a filha dele embora para a casa da ex-mulher eu tinha que esperar no shopping enquanto ele deixava lá, estranhava muito, reclamei e bati o pé… depois de um tempo ele sumiu e batata: voltou com a ex!!!! Então amiga, pense nisso!

  53. #54
    Bela
    21.06.2018 - 13:10

    Caso 1: Gente, sério que até hoje o povo ainda acredita que tabelinha dá certo? Miga, se vc não pretende engravidar corra da tabelinha. Ela é gravidez na certa, mais dia, menos dia!!!

  54. #55
    manu
    21.06.2018 - 13:23

    Tiradentes,

    Parei de usar tem uns 3 anos por ter decidido parar de me drogar (sim, é uma droga). Marido usa preservativo e uso um aplicativo muito bom chamado Flo. É um app de tabelinha (+ inteligência).

    No lugar do preservativo não sei o que você usaria, pra mim esse é o mais fácil.

  55. #56
    Thais
    21.06.2018 - 13:40

    1- Tiradentes: o único método confiável é não ter relação sexual… Se vc realmente não quer engravidar, não te aconselho a tabelinha. Peça pro seu marido fazer vasectomia, use camisinha, sei lá.
    3- Ouro Preto, no meio do relato já estava gritando mentalmente “CORREEEEEE”. Sério, não vale a pena.
    4- Congonhas: isso aí tá muito estranho. Ou ele quer voltar com a ex ou tem outra, ou quer passar por solteiro por aí. De qualquer forma, nenhuma das opções é boa pra vc…

  56. #57
    Rebel
    21.06.2018 - 13:46

    Caso 3, Ouro Preto: já me mantive num longo relacionamento por acreditar que o importante era gostar do meu namorado e não da mãe dele. No meu caso, meu ex era filho único de mãe solteira. Ela me tratava mal, não me cumprimentava e fez inúmeras chantagens emocionais quando resolvemos morar juntos. Atualmente estou casada e amo meus sogros de paixão!!! Não adianta: a gente casa com a família do nosso marido também! Você é nova, caia fora enquanto há tempo! Existem outros rapazes ótimos com famílias muito legais por aí!

  57. #58
    Giovana
    21.06.2018 - 13:47

    Caso 01: TABELINHA NÃO É MÉTODO contraceptivo!!! A tabelinha nada mais é do que um controle para saber as datas da possível mentruação, imagina se vc faz uma tabela com ciclo de 28 dias (ou 30 ou 35 que seja) mas sua ovulação atrasar? Vc correu risco nos dias férteis e certamente vai engravidar. As coisas que funcionam é percepção de fertilidade, como o método billings, tem um blog que chama o lado oculto da Lua que fala sobre esses métodos e dão muitas dicas, tem um grupo no Facebook que chama ”contracepção não hormonal” que também é bom. Se vc quiser correr o risco ok, mas saiba que tabela nunca foi método contraceptivo. Eu tbm acho que deveria dar mais chance para a camisinha, se vc é alérgica existem várias marcas excelentes no mercado sem latex, a Skyn da blowtex,e a preserv são exemplos de marcas excelentes e zero de latex, e essa coisa de cortar o clima pelo amor né? Um minuto para colocar a camisinha não é nada perto de tudo que ela oferece, fora o fato de que mesmo casada pode acontecer alguma coisa e você contrair alguma doença, não quero dizer nada do marido de ninguém, mas os indices de HIV por exemplo são altíssimos em mulheres casadas (a ginecologista sincera fala sobre isso), sou da opinião que proteção nunca é demais. Meu conselho é vc tentar usar camisinha, tentar o DIU, tentar os métodos de percepção de fertilidade até se encontrar, parar o AC é ótimo e faz um bem danado, mas não vale a pena se expor a riscos como uma gravidez indesejada ou uma DST.

  58. #59
    Giovana
    21.06.2018 - 14:00

    Chora 02: Meu namorado tbm é descendente de Polones, a família tbm tem uma ligação muito forte com o meio rural e a cração dele é totalmente diferente da minha. No começo ele tbm dava muita satisfação para a mãe, nunca queria sair e era super bizarro. O resutado é que eu coloquei ele na parede e aos poucos ele foi ganhando autonomia, hj nossa relação é muito melhor. Não dormimos juntos em casa pois nem a mãe dele permite e nem a minha, mas isso eu acho compreensível, afinal ninguém é obrigado a aceitar nada em casa né, se quisermos mais autonomia o correto é sair de casa e ser independente. A diferença aqui é que meu namorado quis mudar de situação e jamais deixou de estar ao meu lado, coisa que seu ex não fez, ele parece ser super mimado, tem uma mãe super protetora e está nesse mundo de coisas de igreja. Sinceramente eu não vejo sokução pra isso, afinal ele já demostrou que não vai contra a mãe, que não quer ter autonomia, já te humilhou te fazendo explicar coisas pra mãe dele (?), e sendo sincera, como vc vai se relacionar com uma pessoa cuja família te odeia? Eu acho que não vale apena e não é saudável pra ti. Melhor se afastar dele, curar suas mágoas e investir em relações que realmente valem a pena, pq esse combo ai tem tudo pra virar um relacionamento abusivo. Boa sorte.

  59. #60
    Caroline Andreis de Oliveira
    21.06.2018 - 14:41

    Chora 1: nao sou ginecologista, mas já tinha ouvido falar na baixa eficácia do método tabelinha. Eu tomo pílula somente de progesterona, que seria menos pior, mas sim, também tem efeitos negativos. O ideal seria não usar, mas ai seria necessário usar SEMPRE camisinha (o que 99% das pessoas que namoram/são casadas não fazem). Eu não confio na tabelinha, e pelos dados que a leitora gineco disse, eu estou certa. Não sei como te aconselhar, mas ou vc realmente adere à camisinha, ou vc reza pra não engravidar se quiser mesmo a tabelinha.

    Chora 4: não fique com quem não te assume. Ponto. Sem exceção. Sem ahhh mas (…). Você merece mais e só terá mais caso imponha isso. Termine caso ele não aceite assumir para a família e nas redes sociais. Na única ocasião em que passei por algo similar, a desculpa era o término recente de um casamento, que seria ruim para a ex (só aí já é ridículo, pois em tese a preocupação deveria ser com a atual e não com a ex, né?), posteriormente mimimi de não gostar de exposição, mas durou pouco porque eu procurei e achei o óbvio, mulherengo, tinha outras mulheres com quem ele ficava. Fuja e FUJA JÁ. Nesse papo aí não caio nunca mais. Hoje em dia namoro um cara muito legal, o amor da minha vida, com quem pretendo futuramente me casar, que nunca cogitou me esconder, pelo contrário, tem orgulho de estar comigo.

  60. #61
    Giovana Virginio
    21.06.2018 - 14:44

    Chora 03: Meu namorado tbm é descendente de Polones, a família tbm tem uma ligação muito forte com o meio rural e a cração dele é totalmente diferente da minha. No começo ele tbm dava muita satisfação para a mãe, nunca queria sair e era super bizarro. O resutado é que eu coloquei ele na parede e aos poucos ele foi ganhando autonomia, hj nossa relação é muito melhor. Não dormimos juntos em casa pois nem a mãe dele permite e nem a minha, mas isso eu acho compreensível, afinal ninguém é obrigado a aceitar nada em casa né, se quisermos mais autonomia o correto é sair de casa e ser independente. A diferença aqui é que meu namorado quis mudar de situação e jamais deixou de estar ao meu lado, coisa que seu ex não fez, ele parece ser super mimado, tem uma mãe super protetora e está nesse mundo de coisas de igreja. Sinceramente eu não vejo sokução pra isso, afinal ele já demostrou que não vai contra a mãe, que não quer ter autonomia, já te humilhou te fazendo explicar coisas pra mãe dele (?), e sendo sincera, como vc vai se relacionar com uma pessoa cuja família te odeia? Eu acho que não vale apena e não é saudável pra ti. Melhor se afastar dele, curar suas mágoas e investir em relações que realmente valem a pena, pq esse combo ai tem tudo pra virar um relacionamento abusivo. Boa sorte.

  61. #62
    Psicóloga de boteco
    21.06.2018 - 15:03

    Chora 1: parei com anticoncepcional há 2 anos e me sinto muito bem com relação a varizes, vasinhos, dor de cabeça, ciclo menstrual etc., PORÉM meu marido amado fez vasectomia. Também, 3 filhos né (o terceiro escapou no período da amamentação do segundo). Tomei o anti por 20 anos e decidimos juntos que seria a vez dele dar um jeito na fertilidade. Então eu se fosse você pararia, mas não confiaria em tabelinha não. Meu marido levou muito tempo para decidir-se pela vasectomia, eu quase fui lá e fiz a laqueadura, eu já tinha 40 anos e 3 filhos… mesmo assim meu ginecologista quis conversar com meu marido e demonstrar que a vasectomia é infinitamente mais simples que uma laqueadura, por isso é melhor que os homens façam.
    Chora 2: acho que só quem passa por isso tem algum conselho válido pra você… eu sempre fugi de homem que não sai de casa.
    Chora 3: CREDOOOOO, tive um namoro assim com descendente de poloneses. Você por acaso mora em Curitiba? Vai ver, seu namorado é algum sobrinho do meu ex kkkkk Que horror, tudo igual!!!! Menina, foge desse homem enquanto é tempo. O meu ex teve que se mudar para a Espanha para conseguir viver um pouco, pois as velhas não davam sossego pra ele. Não só se mudou, como nunca mais deu as caras no Brasil. Lá eu sei que ele casou com uma asiática, para o horror das tias, vós e irmãs. Era a mesma história: eu não podia frequentar a casa, a tia dele virou a cara porque ele arranjou namorada, a vó não sei o que lá… Eu namorei bastante tempo porque a mãe dele era boazinha, o pai dele não era polonês, mas o resto da família atormentava muito a gente.
    Chora 4: gata, tem treta aí. Coisa ridícula, vcs já estão juntos há meses! Sinceramente, pula fora. O mercado tá difícil, mas ficar aguentando meio-namoro é dose. É menos do que você quer, merece e precisa, então pode dar um tchau bem grande pra esse moço.

  62. #63
    Dani (comentário #44)
    21.06.2018 - 15:24

    não está funcionando quando clico em “responder” ao seu comentário, mas sim estou a disposição para ajudar, só me mandar um email, beijos!

  63. #64
    Suellen
    21.06.2018 - 15:58

    Chora 2: Ja namorei um gringo que nao saia de casa por nada. Era raro ele querer sair. Acordamos de que todas as quintas eu sairia com minhas amigas e que ao menos uma vez por mês sairíamos juntos. Ele ao fazia questão de sair com os amigos e quando o fazia, me levava junto. Namoramos 4 anos e meio. Conversando e aceitando a personalidade do outro tudo funciona
    Chora 3: Esse mesmo gringo era um grude com a mãe manipuladora e grudenta. Terminamos por causa dela depois de inúmeras brigas e tréguas entre nós duas.
    Chora 4: Corra enquanto há tempo. Esse cara tem outra, ou ainda esta com a ex… muito suspeito isso hein

  64. #65
    Cristina
    21.06.2018 - 16:23

    Chora 1- vou contar meu caso. Estava louca para parar com o anticoncepcional há tempos devido a tds os malefícios. Pois bem, parei em abril. Fiquei grávida em maio. Antes mesmo de conseguir começar a fazer a tabelinha. Não quero apavorar ninguém, mas sempre achei que nunca aconteceria comigo. Nunca. Tomei remédio por mais de 10anos. Sou casada e tenho 31 anos, mas não isso não estava nos meus planos para este ano. Mas,ok! Passado o susto vai ficar tudo bem!! Bjos

  65. #66
    Georgia
    21.06.2018 - 16:34

    TIRADENTES

    Nem li os outros ainda e vim correndo comentar, se você é da Igreja, corre se informar se na sua eles tem apoio para o Método Billings. Geralmente ele é associado com o sintotermal (ou o sintotermal é bilings + tirar a temperatura). Tem app que auxilia. Minha amiga que é bem católica e segue certinho diz que o método inclui quando está no período infértil, é dia sim e dia não. (existem outras coisas no sexo além de meter #falei) E quando menstruada ou período fértil, nem pensar. (Ou pense com carinho na camisinha.. eu resolvi parar a pílula pelos mesmos motivos, principalmente líbido e o boy entendeu e usamos camisinha tranquilamente.. sei que vc disse que já tentei e nem pensar, mas, quem sabe uma nova chance com outros olhos heheehhe)

    beijos!

  66. #67
    Georgia
    21.06.2018 - 16:46

    TIRADENTES:

    Ah, acho que você teve um primeiro contato, mas vá mais a fundo e ver como se sente com o método billings, que é uma tabelinha mais segura. Eu uso o app Ovuview e minha amiga faz acompanhamento pela cenplafam, procura na sua cidade!

    OURO PRETO:
    Pode parecer que o problema é a mãe dele/família, mas se isso é problema, então o problema é com ele. Sai dessa que vai ser melhor.

    CONGONHAS:
    Se não é a ex, são várias outras, com certeza. É muita cilada, não invente mais desculpas para ele. Você merece mais e melhor <3

  67. #68
    Marianna
    21.06.2018 - 16:52

    Miga do chora 3 (Ouro Preto): fuja para as montanhas!
    Homem com relação esquisita com a mãe é treta na certa!

  68. #69
    Georgia
    21.06.2018 - 16:58

    skyn e preserv são marcas ótimas meninas.

  69. #70
    Tiradentes
    21.06.2018 - 17:01

    Enviei esse comentário ontem pelo meu celular, mas acho que não foi.
    Eu disse que os médicos não autorizam meu marido a fazer a vasectomia, porque só temos 1 filha. Eles costumam autorizar depois do 2º filho.
    Alguém conhece um médico em Brasília que faça?
    Contei tb que antes da Cony postar meu chora, eu encontrei um nódulo no peito, fiz os exames e aparentemente é um fibroadenoma benigno, mas tenho que consultar o mastologista. E a primeira coisa que a gineco fez foi trocar a pílula, trocou por uma que tem apenas desogestrel, eu usava uma que era combinada e tinha estrogênio. Ela disse que o estrogênio faz muito mais mal.

    Para a católica: Eu fiz o curso obrigatório de noivos antes de me casar, e eles recebem ordens do vaticano de ensinar os casais a usarem métodos NATURAIS para contracepção. Tem até pastorais para isso, vão na casa dos casais para ensinar como fazerem os métodos.
    Eles dizem que a pílula é abortiva, camisinha, diu, laqueadura então, jamais.
    Na entrevista antes de casar vc faz um juramento de nunca abortar. O papa autorizou o uso da camisinha na época que o vírus da zica estava atacando muito.
    Mas eu acredito que isso é uma visão da igreja e não de Deus.
    As pessoas são livres para planejarem filhos.
    Infelizmente eu não encontro nenhum método mais seguro que a pílula. Já coloquei diu tb, mas ele se “mexe” sem que a gente veja, tem que ficar fazendo ecografia para acompanhar e se engravidar com o diu as coisas ficam bem feias.
    Além disso o meu diu expulsou 3x.
    Camisinha mesmo antialérgica me dá alergia, infelizmente. E ainda assim, não vamos ser hipócritas. Mesmo quem não tem alergia, qdo é casado, quase ninguém usa.
    Minha esperança é encontrar um médico que faça a vasectomia no meu marido.
    Já me disseram pra fazer laqueadura numa clínica clandestina no Goiás, rsrsrsrs. Mas eu não tenho coragem.
    E realmente atrapalha a libido.

  70. #71
    Mary
    21.06.2018 - 19:33

    Moça do caso 1 – vc é corajosa demais se aderir mesmo só à tabelinha. Na sua situação eu não teria coragem. Já que vc não é adepta da camisinha, já pesquisou sobre diafragma? É uma espécie de barreia feita de um silicone durinho mas maleável (tipo o material dos coletores menstruais) que vc coloca até 18 horas ou no máximo 15 minutos antes da relação e tira 8 horas depois. Não é 100% eficaz, mas pode ser que aliado a tabelinha traga um pouco mais de eficácia. Se tiver interesse, tem vídeos sobre ele no YouTube bem explicadinhos por medicos.

    De qualquer forma, eu aconselharia demais que vc levasse todas as suas dúvidas sobre eficácia e tudo mais a um ginecologista. Nem que seja de um postinho, se vc não tiver plano. Não faz essa roleta russa com sua vida não!
    Boa sorte!

  71. #72
    Vanessa
    21.06.2018 - 21:56

    Sobre a questão da vasectomia, o problema é o marido da leitora só ter 1 filho. Existe lei regulamentando essa questão, e a pessoa que quer fazer o procedimento de esterilização tem de ter pelo menos 2 filhos:

    Lei 9263/96

    Art. 10. Somente é permitida a esterilização voluntária nas seguintes situações: (Artigo vetado e mantido pelo Congresso Nacional – Mensagem nº 928, de 19.8.1997)

    I – em homens e mulheres com capacidade civil plena e maiores de vinte e cinco anos de idade ou, pelo menos, com dois filhos vivos, desde que observado o prazo mínimo de sessenta dias entre a manifestação da vontade e o ato cirúrgico, período no qual será propiciado à pessoa interessada acesso a serviço de regulação da fecundidade, incluindo aconselhamento por equipe multidisciplinar, visando desencorajar a esterilização precoce;

    II – risco à vida ou à saúde da mulher ou do futuro concepto, testemunhado em relatório escrito e assinado por dois médicos.

    § 1º É condição para que se realize a esterilização o registro de expressa manifestação da vontade em documento escrito e firmado, após a informação a respeito dos riscos da cirurgia, possíveis efeitos colaterais, dificuldades de sua reversão e opções de contracepção reversíveis existentes.

    § 2º É vedada a esterilização cirúrgica em mulher durante os períodos de parto ou aborto, exceto nos casos de comprovada necessidade, por cesarianas sucessivas anteriores.

    § 3º Não será considerada a manifestação de vontade, na forma do § 1º, expressa durante ocorrência de alterações na capacidade de discernimento por influência de álcool, drogas, estados emocionais alterados ou incapacidade mental temporária ou permanente.

    § 4º A esterilização cirúrgica como método contraceptivo somente será executada através da laqueadura tubária, vasectomia ou de outro método cientificamente aceito, sendo vedada através da histerectomia e ooforectomia.

    § 5º Na vigência de sociedade conjugal, a esterilização depende do consentimento expresso de ambos os cônjuges.

    § 6º A esterilização cirúrgica em pessoas absolutamente incapazes somente poderá ocorrer mediante autorização judicial, regulamentada na forma da Lei.

  72. #73
    Regiane mello
    22.06.2018 - 00:27

    Oi Tiradentes! moro em Catalão e até próximo de BSB,aqui os médicos fazem vasectomia com apenas um filho,o namorado da minha irmã fez no ano passado, e segundo minha irmã foi tranquilo e n e clandestino;)

  73. #74
    Ana Ramos
    22.06.2018 - 01:01

    Pra menina do caso # 1: eu tenho panico de engravidar e nunca confiatia na tabelinha, então no meu caso, mesmo concordando q anticoncepcional a longo prazo faz um pouco mal, não tenho como fugir dos hormônios! Coloquei mirena há 4 meses e estou amando…principalmente a parte da menstruação zero e de menos crises de TPM! 🙂

    Pra menina do caso #2: tenho algumas experiências com gringos e inclusive uma bem recente. Até achei que vc tava descrevendo o “meu gringo” várias vezes pq ele tb mora em uma cidade mto fria nos US, tb fala português (ja morou no Brasil por 3 anos e foi noivo de uma brasileira) e ele tb, como americano típico, tb tem esse lado frio, de não demonstrar mto carinho em público e tal, apesar de ser um cara fofo e atencioso quando estávamos sozinhos. Ah, ele tb ñ sabe mto expressar seus sentimentos é isso me dá mtaaa agonia, mesmo sendo somente amiga dele hj. Ou seja moça, aparentemente seu boy é um americano típico (apesar de não saber da onde ele é). Porém, pode ser q ele esteja passando sim por um momento meio deprê , então tente observar mais as atitudes e a rotina dele! De resto, gringos são assim mesmo! Mas ainda sim prefiro mtooo mais gringos q brasileiros! 😉

  74. #75
    Ana Cláudia Caetano Ramos
    22.06.2018 - 01:15

    CASO 1: Eu tenho pânico de engravidar e por isso nunca conseguiria confiar na tabelinha…além de tb não curtir camisinha pelos mesmos motivos q vc. Portanto, mesmo achando q pílula a longo prazo faz mal, eu não tenho como fugir dos hormônios e há uns 4 meses coloquei o Mirena. Estou amando e só ouvi coisas boas sobre ele. A melhor parte é não menstruar mais e ter bem menos TPM.

    CASO 2: Menina do céu, quase achei q o seu boy era o “meu gringo”, com quem tive um rolo recente e hj somos amigos. Isso pq o “meu gringo” tb mora numa cidade bem fria dos US, tb fala português (ja morou 3 anos no Brasil e era noivo de uma brasileira) e tb tem mtaaa dificuldade em expressar seus sentimentos…quase nunca fala disso! Ou seja, seu gringo é típico (pelo menos comparado a um americano). Porém, a falta de vontade dele de sair é meio preocupante, então fique mais atenta à rotina e comportamentos dele pra ver se não é um caso de depressão mesmo ou se ele não tem um outro problema sério. Gringos são diferentes sim, mas ja tive algumas experiências com gringos de uns 5 paises diferentes e posso dizer q gosto mto mais de gringo do de brasileiro… e acho q é recíproco tb pq eu atraio mto gringo! haha

  75. #76
    Meliss
    22.06.2018 - 13:37

    CHORA 3 – OURO PRETO – Menina, eu nem terminei de ler os comentários e vim aqui te responder. Eu acho que essa questão de dependência emocional é muito séria, e muitas vezes a gente vai deixando de lado, esperando que melhore… As amarras mentais são muito fortes, não são coisas que vão passar, ou ir amenizando com o tempo, fazem parte da construção da personalidade da pessoa, desde que ela é criança, então imagina a dificuldade de romper um padrão que dura já 20, 25 anos?! É possível mudar isso sim, mas com muito esforço interno, terapia, etc.

    Eu acho que o caso do seu ex, essa dependência dele da mãe é um caso de amarra mental mesmo, sabe? Eu tenho 25 anos, sou próxima da minha família, mas NÃO COGITO passar o dia do lado deles, ainda ir no pilates e almocar e lanchar junto todo santo dia. É muita proximidade, principalmente quando já se mora junto. É bom ter um espacinho.

    Nesse caso dele, acho que é um co-dependência, dele com relação a mãe e da mãe com relação a ele. Seria incrível pra ele se desprender disso tudo, seguir em frente, mas acho que não é seu papel fazer esse esforço todo pra vida dele mudar. Se eu puder te dar um conselho de alguém que já tentou MUITO resolvar a vida do outro, aí vai: sai fora o quanto antes. As pessoas não mudam a não ser que elas mesmas queiram. Tem que ser um impulso interno. Não duvido que ele goste demais de você, que vcs se deem muito bem juntos, etc, mas será que vale o esforço?

    Você é uma mulher adulta, independente, inteligente… Tem tanta gente no mundo! Pra que ficar sofrendo por uma pessoa que provavelmente nem entende o que tem de errado na relação com a mãe?

    Uma coisa que já comentaram aqui em outros choras e que eu tento sempre fazer é imaginar a minha vida do lado da pessoa no futuro. Pensa aí, na casa de vocês. Sua sogra vai frequentar? Muito ou pouco? Ele vai visitar a mãe? Com que frequencia? Você vai junto? Se não for, vai ficar sozinha em casa? Se nos fins de semana – o único tempo que vocês tem juntos – ele já opta por ficar com a mãe, imagina se vocês morarem juntos? Aí é que ele vai querer visitar a mãe sempre!

    Espero não ter sido muito dura com você, mas por experiência própria, vai embora o quanto antes. Quando passa a gente vê que foi perda de tempo..!
    Beijos!

  76. #77
    Melissa
    22.06.2018 - 13:45

    Cony, não precisa aceitar, mas acho que os comentários estão dando erro… Quando a gente envia, não aparece que ele deverá aguardar a aprovação, como aparecia antes e não tá dando pra clicar no “Responder” pra responder direto os comentários das outras meninas..! Beijos!

    • #78
      Constanza
      22.06.2018 - 14:26

      Obrigada por avisar! Vou mandar pra programadora. Bjs

  77. #79
    Ilka
    22.06.2018 - 14:33

    Notem o OU, “pelo menos 25 anos de idade ou 2 filhos”, logo, quando o médico se recusa a realizar a vasectomia em um homem com mais de 25 anos de idade ele está fazendo isso por opção, e não por questões legais.

    Art. 10. Somente é permitida a esterilização voluntária nas seguintes situações: (Artigo vetado e mantido pelo Congresso Nacional – Mensagem nº 928, de 19.8.1997)

    I – em homens e mulheres com capacidade civil plena e maiores de vinte e cinco anos de idade ou, pelo menos, com dois filhos vivos, desde que observado o prazo mínimo de sessenta dias entre a manifestação da vontade e o ato cirúrgico, período no qual será propiciado à pessoa interessada acesso a serviço de regulação da fecundidade, incluindo aconselhamento por equipe multidisciplinar, visando desencorajar a esterilização precoce;

  78. #80
    Lia
    22.06.2018 - 14:50

    P/ Vanessa: A pessoa tem que ter mais de 25 anos OU pelo menos dois filhos vivos. A obrigatoriedade da existência de filhos não é óbice legal p/ os maiores de 25 anos.

  79. #81
    Moc
    22.06.2018 - 14:53

    Gente
    Nós, os colonos descendentes dos polonoses temos uma família dificílima he he
    Tem as coisas boas da cultura, mas é um tradicionalismo excessivo em alguns comportamentos he eh embora claro, não seja um problema exclusivo dela, essa proteção exacerbada das sogras só dá problemas…

  80. #82
    Giovana
    22.06.2018 - 15:23

    Gente a lei diz que pode fazer vasectomia ou laqueadura desde que a pessoa tenha MAIS DE 25 ANOS OU DOIS FILHOS, então esse papo dos médicos de ”não faço pq vc não tem doiis filhos” é totalmente errado e contra a legislação, os requisitos não são cumulativos. Se a pessoa cumpre um dos requisitos é dever do médico fazer, inclusive existem pessoas que entram na justiça pra isso, pq os profissionais são desinformados e colocam suas opiniões pessoais em primeiro lugar, e com isso não fazem procedimentos que é direito da pessoa.

  81. #83
    Cíntia Fidélis
    22.06.2018 - 15:27

    CHORA 1 – Eu usava anticoncepcional, troquei pelo DIU de cobre, fiquei 3 anos com ele e só tirei porque em determinado momento ele ficou pegando na musculatura e eu sentia fortes cólicas. Hoje estou sem método contraceptivo, mas pretendo engravidar em breve.
    CHORA 4- Eu sei bem como é esse problema. Vivi isso por 4 anos.
    Meu marido era ‘só’ 33 anos mais velho que eu, e ja havia sido casado. Eu nova,com 22 anos, nos conhecemos e quem se interessou foi ele. No início era uma maravilha, e mesmo sem ele conhecer a minha família ainda, me levou para conhecer a família dele (pais, irmãos, sobrinhos…)
    Quando tudo ficou sério, eu também queria colocar status no facebook, e ele não aceitou, disse que não era necessário, só que o medo era dos filhos dele ver e criarem problema (isso porque os filhos tinham na época 24 e 34 anos). Nós viajávamos juntos, fazíamos tudo juntos, só que não podíamos aparecer em fotos, e olha que a família dele que me conhecia super apoiava nosso relacionamento, até os pais dele que eram mais velhos não viram nossa diferença de idade ser um problema.
    A ex mulher também era muito presente (apesar dela morar em outro estado), mas tudo era ele quem resolvia pra ela, pagava as contas (ela nunca trabalhou na vida e recebia pensão dele), resolvia problemas da casa e etc. Ela ligava sempre à noite, nos finais de semana, só para atrapalhar, e ela sabia que eu morria de raiva, pois eu ficava xingando quando ele atendia. Isso porque eles estavam separados a mais de 10 ANOSSSS. Só que sempre foi ele quem cuidou de tudo, tudo mesmo em casa.
    Eu passei a ser muito ciumenta, desconfiava de tudo e de todos, controlava os horários dele, e nessa ele me jogou pra escanteio. Sofri, fui lá no chão, entrei em depressão, fui ao fundo do poço.
    Só que eu precisei ser forte. Nessa época eu trabalhava, morava sozinha, me sustentava e não precisava dele pra nada. Busquei uma psicóloga e comecei a fazer terapia. Larguei tudo e resolvi voltar para a minha cidade. Depois de 1 ano conheci uma pessoa e começamos a sair, ficamos juntos uns 10 meses (ele era muito galinha e ja estávamos caminhando para o fim do relacionamento), e foi aí que o meu ex descobriu pelo facebook que eu estava com alguém e foi atrás de mim. Nessa época ele morava no Rio e eu no interior de Minas.
    Disse que estava arrependido, que queria voltar, que me amava… eu não voltei, apesar de tudo eu estava feliz ali, com a minha vida. Terminei meu relacionamento e o ex começou a me visitar todo fim de semana. Ele saía do Rio na sexta à tarde, pegava avião, e rodava 3 horas de ônibus até a minha cidade. No fim das contas voltamos, mas coloquei as minhas condições, pois eu não voltaria para um relacionamento que ao invés de ser a 2, era a 5 (eu, ele, 2 filhos e ex mulher, afff). Ele concordou que não dava pra ser assim, e muitas coisas mudaram.
    Depois de 2 anos separados, eu voltei a morar em BH. Atendi a algumas ligações da ex dele e a coloquei no lugar dela. Falei que se os filhos dele não me aceitavam que tudo bem,mas teriam que me respeitar. No casamento da sobrinha dele, ela veio me abraçar chorando e me agradecendo por ter transformado a vida do tio dela. Os pais dele me adoram, e depois de 11 anos, nos casamos em abril desse ano, e a nossa vida hoje é maravilhosa.
    Os filhos dele não me incomodam mais (inclusive, a filha veio ao nosso casamento) e nem a ex.
    Eu sei que não é fácil, mas precisa somente de amor para lutar pelo que se quer. Hoje eu vejo que a melhor decisão foi realmente eu ter me mudado de cidade, pra me desligar totalmente dele e ver se realmente valeria à pena. Analisar tudo à distância nos dá uma outra visão do problema. Hoje confio totalmente nele e e estamos planejando nosso bebê.
    Ahhh, e hoje no Facebook temos o status de casados!!
    Então às vezes, pode ser só um medo besta mesmo, homens precisam de uma chacoalhada às vezes. Se tiver amor, o tempo se encarrega de colocar tudinho seu devido lugar. Ufaaaa, quase um chora, kkkk

  82. #84
    Rafaela
    22.06.2018 - 16:22

    Olá Cony.. Vc citou que não está usando nenhum tipo de hormônio, mas lembro que uma época vc comentou que fazia reposição de testosterona em dose bem baixinha e que isso ajudava muito sua libido… vc usou só por um tempo para regularizar?

    • #85
      Constanza
      22.06.2018 - 17:01

      Nossa isso tem MUITOOOO tempo e nem usei mais, foi pouquíssimo tempo. Acho q não ajudou em nada, ela voltou ao normal sozinha, depois q parei de tomar pílula.

  83. #86
    Tia
    22.06.2018 - 20:44

    1- Não tem como seu marido fazer a vasectomia?Precisamos jogar a responsabilidade nas costas deles tb.
    2-Melhor um namorado fechado do que um que te faz de psicologa, o que mais vejo é mulher que mesmo em começo de relacionamento se sente responsavel pelo companheiro e acredite o contrário quase nunca existe.
    3-CORRE!!!!!!!!!!
    4-Corre….

  84. #87
    Bruna
    22.06.2018 - 20:54

    Sobre o chora 4: não acho q ele tenha outra pessoa, mas pode ser q ele não veja futuro nessa relação ou acredita q alguém próximo e importante pra ele não vá aprovar o relacionamento com vc… Já vivi situações parecidas, em uma delas o namorado da época não mudava o status do Facebook, ele sabia q eu queria q ele mudasse mas, me disse q era besteira e não insisti pois queria q fosse algo natural e não forçado, passados uns meses no auge da nossa paixão ele de livre e espontânea vontade mudou… e o namoro q estava ótimo virou um inferno e terminamos! Moral da história: quem foge de por coisas nas redes sociais agora sou eu, acho q atrai inveja pro relacionamento, fiquei traumatizada, tb pode ser esse o motivo.

  85. #88
    Regiane
    23.06.2018 - 08:04

    Chora 1: hoje a minha “tabelinha” tem 2 meses de idade e se chama Daniel. 🙂

  86. #89
    Paula
    23.06.2018 - 13:36

    Tabelinha não é método preventivo, muito arriscado!
    Sou totalmente a favor de ficar livre de pílulas (óbvio que para quem pode,
    pois ela é um remédio, tem casos que é ainda é a melhor solução)
    Eu tomei por muitos anos, até que lendo os relatos da Constanza e de varias leitoras, me identifiquei
    com varios sintomas negativos e a contra gosto da minha médica… parei.
    Melhor coisa que fiz na vida, eu realmente não sabia que tudo que estava ruim podia melhorar tanto.
    A enchaqueca foi a coisa que mais me animou, melhorou muito. Libido também (eu já achava que eu tinha algum problema psicológico ou que não amava mais meu namorado, pra não sentir vontade nenhuma), testosterona minha voltou ao normal, celulite melhorou também.
    Óbvio que outras pioram, pele deu uma bagaçada (mas uma dermato ajuda muito a resolver), comodidade de saber quando vai menstruar.
    Mas com certeza quando coloco na balança nem consigo pensar em outro coisa, prefiro muito continuar sem, ter esse bem estar.
    A camisinha com o tempo acostuma, tranquilo ( não sei quanto a alergia né)
    E conversar com o parceiro, colocar tudo que te aflinge e preocupa aí chegar em alguma solução boa para vocês. No começo meu namorado achou absurdo eu parar a pílula, mas quando eu parei e começou a aparecer os resultados ele viu o quanto eu fiquei bem e virou o primeiro a levantar a bandeira de nunca mais usar hehe

    Que pena não deixarem vocês fazerem a cirurgia, de mais uma pesquisada, deve ter algum que faça

    • #90
      Constanza
      23.06.2018 - 19:00

      Vida sem pílula é maravilhosaaaaa

  87. #91
    Bianca
    24.06.2018 - 15:53

    Pra menina que namora com um gringo:
    eu não namoro com um gringo, mas sou casada com um cara que, no começo do namoro, foi uma coisa bem louca e ele era bem difícil, caladão e não nos entendíamos muito! e também era maravilhoso, sempre falou o quanto eu sou linda, gostosa, blá blá blá, mas também sempre calado e não se abria com os sentimentos dele. Minha dica é: ouça ele, mesmo que vc não concorde com o que ele está dizendo agora, ás vezes, em algum momento aquilo fará sentido pra vc (claro que ele não é o fodão e sabe de tudo), mas por todos sermos diferentes dos outros, é sempre um aprendizado qualquer coisa que qualquer pessoa acha, fala ou pensa. Clichê, mas mesmo que seja pra vc nunca ser a pessoa que pensa/fala isso.
    E a mais importante de todas: SE CONHEÇA! SEJA FELIZ COM VC! SEJA SUA MELHOR AMIGA, APRENDA A APROVEITAR SUA COMPANHIA SOZINHA.
    Eu andei lendo muito, mindset, fiz umas sessões de thetahealing, fui a reuniões de mulheres, etc e me conheci muito! Acredito que também, talvez, o choque de vc estar em outro país “por conta” de um namoro possa estar pesando em vc e talvez vc tenha ou esteja perdendo sua identidade, por isso que é sempre bom a gente estar em constante aprendizado e conhecendo nós mesmas!
    Desculpa se falei algo que vc não gostou, tenho fama de ser grossa, mas juro que falo com o coração cheio de amor e empatia pq me conhecer me fez muito bem!
    🙂

  88. #92
    Tatiana
    24.06.2018 - 17:30

    Chora 1 – Minha situação era parecida com a sua: filho grande, querendo parar com os remédios… solução: marido fez vasectomia. Já conversaram? Não é uma opção?

  89. #93
    Nina
    25.06.2018 - 12:08

    Meninas dos chora 3 e 4, sei q vou ser mais uma a comentar a msm coisa, mas diante de tamanha DOIDEIRA eu PRECISO comentar tb:

    CORRAM! FUJAM! SUMAM! HAHAHA PELAMOREDEUS.

    Eles não são os últimos homens da terra, tá ‘cheidi’ homem aí na praça. Ainda mais a menina do chora três, com um bebê de 22 anos q faz oq a mãe manda e vc aí com 25, maravilhosa e independente. Pqp…sai fora! Toma coragem e mete o pé.

  90. #94
    Camila
    25.06.2018 - 13:34

    Chora 3: concordo com a Cony, por experiência própria, te digo: se a família é louca, o boy também é, não se engane.

  91. #95
    Maria
    25.06.2018 - 17:55

    Meninas com dúvidas sobre contracepção… Penso que quem não quer engravidar DE JEITO NENHUM, infelizmente, precisa se render à camisinha ou ao DIU. Eu mesma tive uma gravidez de coito interrompido e sou fruto da tabelinha que minha mãe fazia. Enfim, mas para quem NÃO QUER ENGRAVIDAR, porém SE ACONTECER NÃO SERÁ O FIM DO MUNDO, tenho uma sugestão. Na verdade eu aprendi a conhecer meu corpo na situação inversa: querendo engravidar. Foi aí que comecei a perceber nitidamente o muco clara de ovo que sai no início do meu período fértil (o que tem a ver com o método Billings). Comprei testes de ovulação da Clearblue e aí não tinha erro: quando saía o muco, 2 dias depois o teste de ovulação positivava indicando que eu iria ovular. Acho que conjugando um aplicativo de tabelinha COM O MUCO e COM O TESTE DE OVULAÇÃO fica bastante seguro evitar o período fértil (obviamente você não vai fazer xixi nos palitos o mês inteiro, depois que já estiver dominando bem a coisa, só vai usar para confirmar o que o aplicativo e o muco já te indicaram). Meu objetivo era o oposto, mas penso em futuramente usar isso às avessas (porque depois deste filho fecharei a fábrica) e também não quero nunca mais hormônios no meu corpo.

  92. #96
    Laura
    25.06.2018 - 22:07

    USEM CAMISINHA!!! Meu namorado era acima de qualquer suspeita e me traiu, peguei HPV. Não achem que o namorado é intocável e que ele nunca faria isso… infelizmente basta uma vez pra dar problema. Meninas, se cuidem!

  93. #97
    Dayenne
    29.06.2018 - 13:08

    OURO PRETO

    Enquanto lia seu relato fui capaz de sentir sua angústia…e sei bem porque já passei por isso. Sou psicóloga, também faço análise à três anos e meio e comecei porque estava numa situação “semelhante” à sua.

    Parece uma relação de dependência, mas vai além disso, é um COMPLEXO DE ÉDIPO totalmente mal resolvido, aliado à uma síndrome de Jocasta. Esses termos são da psicanálise e falam do amor inconsciente entre mães e filhos. Mas não amor pelo laço familiar, mas o amor erótico mesmo, e por ser algo tão proibido fica recalcado, não é percebido por quem está dentro da situação. O marido da sua sogra pelo que você conta é um cara totalmente secundário. Seu namorado ou ex nem percebe que tem essa relação doentia, pode ter ctz, e sua sogra vai fazer de tudo pra infernizar vocês, ela deve sentir um ciúme doentio, vai querer dominar cada vez mais a situação.

    A questão é que é muito difícil de resolver essa ligação problemática entre eles…Os dois precisariam fazer terapia, e isso você não pode obrigar. Falar sobre diretamente também não faria o menor sentido. Então meu conselho é que você se liberte e saia desse namoro de uma vez por todas, ou vai passar muito tempo sofrendo até chegar no seu limite.

    Até ele ser virgem está ligado ao édipo (muitos justificam com religião, mas NÃO É pela religião em 90% das vezes). O cara tem dificuldade para transar com qualquer pessoa pela qual ele tenha sentimentos porque no inconsciente ele está TRAINDO a mãe. Outra coisa que acontece bastante na vida sexual de quem namora pessoas assim é a ejaculação precoce, que se torna uma tentativa de acabar com o sexo, para eliminar a culpa de estar traindo a mãe.

    Não me surpreende em nada se sua sogra já não tiver mais nada com o marido, afinal hoje quem faz o papel de marido é seu namorado. SAIA fora urgente dessa…

    Eu fiquei 2 anos presa num cara de quase quarenta anos que morava com a mãe e as irmãs e tinha um édipo intenso com todas elas. Ele nunca conseguiu nem ter relação sexual comigo e mesmo começando a fazer terapia sofre horrores e não se liberta, pois é um processo muito lento.

    Espero que recomece e boa sorte!

Comente