Comportamento
Chora Que Eu Te Escuto
16 maio 2018, 60 comentários

Chora Que Eu Te Escuto!

Quarta feira e tem Chora, a melhor terapia em grupo da internê!

Chora 01 – Elza

“Cony, depois de tanto tempo lendo os choras alheios e empurrando com a barriga o meu, decidi enviá-lo como um pedido de ajuda, porque realmente não sei o que fazer diante dessa situação na qual me encontro.

Namoro há quase 6 anos e desde o começo da relação temos esse problema, que foi crescendo conforme o tempo foi passando. Meu cunhado é mais novo que nós dois, namora uma menina há bastante tempo, cheguei na família e ela já estava lá.. e desde o dia que fui apresentada, sinto a inveja dela por mim. No começo ela me recebia sempre retraída, não falava direito, ficava me olhando. Depois percebi que passou a me imitar. Imitava o que eu falava, o que eu fazia. Sempre de olho em tudo. As coisas foram piorando. Eu tentava viver minha vida e ignorar o problema, mas não me sentia bem. Pra família ela é uma simpática, querida e eu acabo ficando quieta, no meu canto, com raiva de ver aquilo. Várias vezes tentei conversar com ela e meu cunhado (que me tratava bem, mas tentava defender a namorada), mas era impossível conversar com os dois, eles começavam a dar escândalo!

Eu tentava pensar que isso acontecia por imaturidade, por ela ter problemas na família dela.. só que isso foi causando problemas no meu namoro e eu já não suportava mais. Já tinha conversado com meus sogros também.. mas eles e meu namorado são do tipo que preferem evitar um confronto e fingir que estava tudo bem. Todo mundo tem defeito, o do meu namorado é esse.. ele é fraco. Não enfrenta os pais, o irmão, finge que não vê as coisas, finge que nada tá acontecendo.

Antes de mim, ela nunca teve uma relação legal com meu namorado, comparando o jeito que ela fala com os outros, ela quase não falava com ele.. Até que um dia, explodi e conversamos nós 6, nós 4 e meus sogros. Foi uma conversa boa, botei quase tudo pra fora.. não foi tudo, porque eu não queria pegar tão pesado, mas foi o suficiente pra conseguir viver e continuar namorando.

Eu e meu namorado fomos viajar pra fora do país, levamos uma lista de coisas que ela pediu. E além de ter pedido mais coisas lá, não recebemos um obrigada, não fomos bem recebidos na volta da viagem e voltou a ser uma merda. Me senti uma idiota. Sinto que depois da conversa, quem mais tentou ter uma relação boa, quem ficava puxando assunto, tentando entreter.. era eu! Me sinto cansada. Ela fica o tempo inteiro de cara amarrada pra nós dois e voltou a me imitar em tudo.

Sabe Cony, eu peço ajuda pras pessoas que já passaram por esse tipo de situação com cunhadas. Gosto de resolver as coisas e isso me faz mal.. me faz mal diariamente. Tanto pelo fato deu viver com isso dentro de mim, tanto pelo meu namoro. Cobro do meu namorado uma postura em relação a isso e quando ele tem, é reprimido pelos pais. Eles são uma família muito família. São juntos demais além da conta do que eu estava acostumada. Todos os finais de semana estão todos lá reunidos, ela está lá todo santo dia e isso tem me afastado do meu namorado..um cara que realmente amo. A minha vontade de socar a cara deles dois aumenta. Tenho medo de perder a cabeça.”

Você não está dando muita atenção pra ela não? Serei advogada do diabo ok? No início do texto você diz: “desde o dia que fui apresentada, sinto a inveja dela por mim” Logo de cara, ninguém sente inveja. No primeiro dia, ao ser apresentada, você tratou ela bem? Outra dúvida: como assim ela te imita? Nas roupas? No jeito? Para a família do seu namorado, ela é gente boa, e você sente raiva disso? Será que você não armou uma disputa com ela, inconscientemente? Você foi conversar com seu cunhado e com ela, e eles deram escândalo. Como assim? A troco de quê? Que desequilíbrio é esse? Você foi reclamar da sua concunhada para seus SOGROS, que gostam dela? Mais uma coisa, você diz que seu namorado é fraco, o que você quer dele? Que ele compre sua birra com a menina? Pensa comigo, você pôs todo mundo pra conversar sobre a “inveja” dessa menina, você disse que explodiu. Já parou para pensar na imagem que eles tem (ou fizeram) de você??? Cobrar postura do seu namorado não é adulto nem inteligente. A birra é entre vocês duas. Ela se dá bem com a família dele e ponto, isso pra ELES basta. Não se meta no relacionamento DELES com ela, não cobre atitude DELES para com ela, nem do seu namorado. Já percebeu que todo mundo está de boa, vivendo, convivendo e só você que está “rangendo os dentes”? Se você quiser falar com alguém, fale com ELA, diretamente, mas poupe os outros disso, pode queimar seu filme. Meu conselho? Faça a egípcia e curta seu bofe. O resto que se exploda. Não é da sua conta e nem vai mudar sua vida. Só se você permitir.

 

 

Chora 02 – Holly

“Oi, Cony! Já te acompanho há uns 5 ou 6 anos e adoro seu blog e seu jeito de ser. Por várias vezes pensei em enviar meu chora (diferentes situações), mas sempre tinha preguiça de relatar meus problemas. Mas não dessa vez! 

Minha história é a seguinte: namoro um cara há 3 anos e é uma relação estável, verdadeira, respeitosa e de bastante sintonia e honestidade. Éramos amigos já antes de começarmos a namorar e antes dele, estava num relacionamento de idas e vindas com um outro cara, que foi bem babaca comigo no fim da nossa relação. O que me fez pensar em mudar, iria aproveitar a vida e já não manter hábitos que não tinham mais significado pra mim.
 
Nessa, passei um ano novo com meu então amigo (atual namorado) e resolvi me entregar numa noite que rolou um super clima e deixei a pegação fluir, culminando na minha primeira vez! Sim, eu era virgem (tinha 20 anos). A ideia era aproveitar que finalmente tinha deixado acontecer e seguir curtindo, mas fui me apaixonando e acabamos namorando.
 
O problema chega agora. Nosso namoro caiu bastante na rotina. Muitas vezes não sinto desejo sexual por ele, apesar de amá-lo. E sempre penso que não quero passar toda a vida tendo experiência com um único cara. (sim, visualizo nossa relação à longo prazo). Daí que várias vezes já me peguei sentindo desejo por outros caras. Tenho muuuita vontade de transar com outras pessoas e consigo separar na minha cabeça o sentimento de tesão e o de amor. Já comentei com meu namorado sobre a possibilidade de mantermos um relacionamento aberto, pelo menos por um tempo, mas pra ele não rola. Não cogito traição pois de fato prezo muito pela honestidade que temos. Também já pensei em pedir um tempo pra ficar solteira e ver no que dá, mas sinto medo de perdê-lo.”

 

Sossega a periquita. Normal isso do namoro cair na rotina e não pense que vou te dar o aval da libertação sexual nem do relacionamento aberto. Pode ser que funcione para algumas pessoas mas eu não acredito que um namoro possa sobreviver a traições e sexo casual com terceiros. Ou termina, ou dá um jeito de apimentar a relação. Filminhos, lingerie, viagens românticas. Eu, do FUNDO DO CORAÇÃO, acho péssimo ter dado certo de cara com o primeiro cara que transou. Sério. É bom mas é ruim. Bom porque é difícil dar certo com alguém, ruim porque eu super acho que a gente tem que conhecer outras pessoas para ter o poder escolher e saber do que gosta e o que não gosta. Mas a vida é assim, cada escolha, uma renúncia. Se você o ama de verdade, peite sua escolha. Se a vontade de conhecer outros for maior e não conseguir parar de pensar nisso, termine, mas esteja ciente que seu bofe não ficará a vida toda te esperando.

 

 

Chora 03 – Moana

Oioi Cony, tudo bem? Primeiro queria chover no molhado e dizer que AMO o teu trabalho! Sou tua seguidora voraz ha anooooos e amo o jeito que tu passa o teu conteudo e a tua personalidade. Queria ser tua amiga hahahaha!

Então, vamos ao meu chora. Não vi ainda algo similar por aqui então acho pertinente e gostaria de saber a opinião:

Namoro há 2 anos um cara super bacana, recentemente resolvemos ir morar juntos e tem sido uma experiência pra um chora a parte hahaha. Mas enfim, sei que esse período inicial é complicado mesmo, nem é isso que quero falar. O que tá pegando é um assunto fora de casa: trabalho.

Eu sou uma mulher bem independente. Tenho minha própria empresa, trabalho demais e ganho bem mais que ele (detalhe: isso no salário mesmo, porque no fim ele tem algumas rendas diferentes com imóveis e tal que fazem a soma ser diferente). Amo meu trabalho, fico até tarde sempre e adoro o que eu faço! Sou super bem resolvida nesse ponto.

Já o meu namorado não é assim. A família dele tem uma empresa gigsntesca, uma das maiores indústrias do Brasil e ele trabalha lá. Ele voltou de São Paulo fazem uns 4 anos e começou a trabalhar nessa empresa em um setor que tem afinidade com a formação dele. Mas sabe quando a pessoa nunca tá “feliz”? Ele não vai pra frente no trabalho, não se dedica, vive reclamando. Como ele tem uma posição confortável – o pai dele é o presidente da empresa, ele acaba tendo umas atitudes bem estranhas e anti profissionais – já comentei com ele que demitiria ele se fosse meu funcionário haahaha. Porém sei que empresa familiar é complicado, mas pra mim ele não aproveita a oportunidade que tem.

Aí ele tem um sonho de escrever, mas também não se dedica tanto pra isso. No ano passado ele pediu demissão mas depois foi ficando, ficando. E tá lá até hoje. No início do ano ele pediu demissão de novo e o pai dele pediu pra ele ficar e ele segue lá, empurrando com a barriga. Agora essa semana ele disse pra mim que vai sair de lá. Mas a minha admiração por ele nesse aspecto tá indo pro ralo. Ele não tem resiliência, não sabe o que quer (ele tem 36 anos), não tem um plano. Só sabe reclamar. Não sei o que falar porque sou muito diferente dele nesse aspecto e sempre quando ele vai falar disso eu acabo dando razão pras outras pessoas e isso tem deixado nosso relacionamento bem conturbado. Fico me perguntando se quero viver com uma pessoa que não sabe muito bem o que quer fazer da vida e vai levando.

Ah, ele e o pai dele estão fazendo “terapia” toda semana pra tentar resolver a situação entre eles mas isso tá só piorando também.

Já disse pra ele sair, mas também fico me perguntando o que diabos ele vai fazer?? Ele tem muita grana guardada então poderia fazer qualquer coisa, mas não vejo ele tendo o perfil pra isso. Cada hora ele diz`uma coisa e isso tá me deixando LOUCAAAAAA!

Ele tem vocação pra ser playboy? Rico, quase 40ão, sem saber o que fazer… sei lá. Se não for um bon vivant, pode ser que ele esteja perdido mesmo e precise de uma terapia mais firme para descobrir o que quer. OU, fale para ele tirar um ano sabático! Um ano sem trabalhar, pensando, longe de tudo e de todos. Ele tem grana, pode fazer isso!

 

 

  • Choras abertos! Mande suas angústias, seu problema sem solução, seu desabafo para constanza@futilish.com e no assunto coloque CHORA QUE EU TE ESCUTO. Nós te escutamos!
Escreva seu Comentário

Quer que sua foto apareça nos comentários? Clique aqui
60 comentários em “Chora Que Eu Te Escuto!”
  1. Gabi Couto16/05/18 • 20h13

    Elza – não sei se perdi alguma parte da estória, mas essa confusão toda é porque a cunhada tem inveja de você e fica de cara feia? Entendi nada. Primeiro que esse negócio de ficar com inveja de você na primeira vez que te viu está parecendo demais, não? Por que será que você seria um objeto de tanta inveja? Desculpa, mas que preguiça disso, viu? “Ai, coitada de mim, todos me invejam e me imitam, estou sofrendo muito com isso”. Afff Nem sei que tanto reunião e briga foi essa que você arranjou com todo mundo pra conversar sobre isso. Queria que fizessem o que? Concordassem que você está sendo extremamente invejada e imitada? Ahhhh vá….
    Holly – na sua idade e com vontade de conhecer outros caras? Minha opinião sincera é: termine o namoro e vá desbravar o mundo! Você é nova! Não merece passar a vida toda nesse relacionamento sem pimenta. Não concordo com relacionamento aberto. Tem que pesar na balança o que vale mais a pena, mas eu acho que deveria terminar esse namoro e curtir a vida. Depois a vida trata de te encaminhar para outro cara no tempo certo. Ou até esse mesmo ai, se tiver que ser (apesar de eu achar bem difícil).
    Moana – te entendo, miga! Terminei um namoro exatamente por isso. Falta de admiração por um homem nessa idade ser tão perdido profissionalmente. Eu terminei, não aguentei, deixei de gostar, mas cada caso é um caso. Se conseguir dar um apoio para o moço até ele se encontrar, melhor!

  2. Camis16/05/18 • 20h52

    1. O q tem d errado em alguém te imitar? A pessoa querer ser como você é um elogio. Pensa nela como uma irmã mais nova.
    2. Nem vou comentar. Nem acredito q tu falou pro teu namorado q quer dormir com outras pessoas. Já imaginou como ele está se sentindo?
    3. Omg emprego dos sonhos herdeiro sofredor. E tu querendo q ele seja um reles mortal q pega na enxada. Amiga libera o bofe.

    • Constanza17/05/18 • 18h19

      MORTA com o conselho 3 HAHAHAHAHAA, vocês são as melhores kkkkkk

  3. Lore16/05/18 • 20h58

    Chora 1: passei exatamente pela mesma situação e só quem vive isso sabe como é realmente. A bendita falava mal de mim para os primos do meu namorado e para os amigos e se fazia de vítima para minha sogra dizendo que EU não gostava dela. Minha sogra sempre a defendia, inclusive em “tretas” que ela arrumava com outras pessoas. Cheguei ao ponto de dizer ao meu namorado que evitaria frequentar a casa dele aos fins de semana porque ela certamente estaria lá. E o que eu ouvi? Que eu era doida. Meu namorado só entendeu que eu não era a problemática quando a própria cunhada falou mal de mim pra ele (só pra ter uma ideia do nível que ela chegou). Nas palavras dela, eu me achava uma sabe tudo e me achava melhor que todo mundo. Detalhe, também tentava bancar a boazinha com ela e a ajudei diversas vezes a pedido dela.
    Recentemente descobri que logo que comecei a namorar, assim que chegava na casa dos pais do meu namorado, ela ficava emburrada e comentava com uma pessoa da família de quem ela era próxima que “aquela praga já chegou” (a praga, no caso, era eu).
    Fiz textao pra te dizer que isso acontece sim. E que a gente percebe mesmo. Mas olha , não vale a pena perder a cabeça. Normalmente esse tipo de gente não sabe lidar com a própria baixa estima e te culpa por isso, além de se fazer de vítima para os outros. Ou seja, vc será sempre a rainha má da história, porque vc não é a pobre coitada que puxa saco e é super gente boa com todo mundo o tempo todo.
    Sugiro que vc simplesmente ignore. Foi o que fiz! Não vale a pena gastar energia e comprometer seu namoro por conta disso.
    E por mais que vc se preocupe, não há nada que você possa fazer pra devolver a auto estima dessa moça e fazer ela desapegar de você.
    Por fim, seja educada e respeite sempre, mas não banque a boazinha pra agradar ninguém, porque no fim das contas, sempre prevalece o ditado “gente boa não vale nada na vida de quem não presta”.

    Hoje, felizmente, meu cunhado não está mais com a bendita. E ela só perdeu a fama de boazinha depois de aprontar muito e falar poucas e boas por aí. E só agora ficou claro que eu não sou uma “praga” kkkkkk…

  4. Val16/05/18 • 21h39

    Ola!
    Para ELZA: sei bem o que é ter problema com concunhada. Pelo o que entendi, quando você fala que seu namorado é fraco, você quer dizer que ele não “luta” por você, não faz o que você acha que é certo. Também sei o que é isso. Primeira coisa: se ponha no lugar de cada uma dessas pessoas (seu namorado e sogros). Existem poucas pessoas no mundo ué compram as brigas das outras. A maioria da pessoas preferem fingir que um problema não existe. E você deveria fazer o mesmo. Não adianta tentar forçar amizade com sua concunhada. Sabe aquela cena de Mean Girls que a Gretchen fica tentando agradar a Regina George e a Regina só da patada e trata ela mal? É isso! Ignora ela! Fica na sua! Ela imita o que você fala? Da um sorriso amarelo! Finge tá falando no celular com uma amiga e ri bastante. Se mostre uma pessoa feliz, animada e que s julgamentos e ações dessa pessoa não te incomodam. Por que é assim que tem ser! Espero que tenha ajudado! Bjs

  5. Val16/05/18 • 21h48

    Para MOANA: tem muita gente que ainda não se descobriu com 30, 40 e 50 anos. Não é fácil achar o que gosta. Ainda mais quando se é meio imposto, como no caso do seu namorado. Ele sempre deve ter se sentido obrigado a trabalhar na empresa da família, de repente nunca teve a liberdade para sonhar. Mostra para ele um TED Talk da Terri Trespicio (Stop Searching for Your Passion) e da Emilie Wapnick (why some of us don’t have one true calling). Assiste com ele Também. Talvez ele se identifique. E outra coisa: para muita gente o trabalho não é tudo na vida. E tá tudo bem! Ele tem que achar os interesses dele. Existe uma super pressão para as pessoas amarem seus trabalhos e. Em sempre é assim. Bom, espero que ajude! Bjs

  6. Luiza16/05/18 • 22h02

    Cony, sendo Cony maravilhosaaaaa nesse Chora 1!!!
    Amiga, leia a situação de outro ponto de vista, leia sobre feminismo, emponderamento, leia e aprenda sobre não competir com outra mulher.
    Pq com o seu relato, parece q o jogo é ao contrário e a inveja ta partindo de vc… repense.

  7. Re16/05/18 • 22h55

    Para a Holly: vivi algo muito semelhante. Já havia namorado antes mas ainda era virgem. Meu atual namorado já era meu amigo desde então e quando terminei ficamos e minha primeira vez foi com ele. Demorou para ficar sério porque estávamos na faculdade, mas em determinado momento percebemos que era amor e começamos a namorar. Com uns 2 anos e meio de namoro comecei a pensar da mesma forma que você. Queria ter outras experiências, conhecer outras pessoas, principal porque eu ainda era muito nova e tinha tido só um homem na vida. Gostava muito da companhia dele, mas não conseguia sossegar, então resolvi terminar. Mas acabei mantendo contato com ele, conversávamos com frequência mesmo “terminados” e não cheguei a ficar com ninguém (sinceramente talvez por falta de oportunidade, por ter pouco saído nesse período ou procurado conhecer alguém). Enquanto isso mantive o contato com o ex e voltamos a sair, como ficantes mesmo, sem reassumir compromisso. Com o tempo fui me apaixonando de novo e parecia um novo relacionamento, muito diferente do marasmo que eu sentia antes. Desde então já foram 5 anos e estamos juntos. Desculpa pelo textão, mas sei o que é e como incomoda sentir isso. Ao mesmo tempo gostar da pessoa, mas querer viver outras experiências. Tente fazer programas diferentes, sair para lugares que vcs não costumam frequentar, isso ajuda a sair da mesmice de um relacionamento longo.

  8. Tia16/05/18 • 23h31

    Chora 1- Assino em baixo tudo que foi falado, mulher para de ser chata!
    Chora 2- Se o sexo tá monotono, manda ele fazer direito (temos que ser mais exigentes) e não ache que vai encontrar muito parceiro sexual bom não, o risco é ter muita experiencia ruim, entra em qualquer grupo de mulher para vc ver.
    Chora 3- Seu namorado nasceu e cresceu rico, ele pode se dar o direito de fazer ou não o que quiser, deixa o cara ser encostado, eu faria o mesmo 😉

  9. Aline17/05/18 • 01h44

    Holly, não quero parecer (ou talvez ser) grossa. Porém, a vida é feita de escolhas e não é possível ter somente o lado bom/ fácil de todas as opções.
    Primeiro, acho normal que, mesmo num cenário em que tudo são flores, com o tempo, o sexo esfrie um pouco. Essa diminuição da paixão é até mesmo uma questão química/biológica.
    Além disso, relacionamentos sólidos envolvem crises complicadas. E momentos que não são exatamente de crise, mas são delicados -todos nós individualmente passamos por épocas em que não estamos muito legal e isso obviamente se reflete na relação. E tudo isso influencia a vida sexual do casal.
    Vc precisa ponderar e escolher se deseja ou não estar num relacionamento.
    Uma relação aberta pode ser uma opção para alguns casais. Agora concordo com a Constanza que, se há um pacto de monogamia, ele deve ser respeitado.
    E cuidado porque geralmente quem quer tudo e/ou idealiza demais a realidade acaba sem nada.

  10. Patty17/05/18 • 08h04

    Chora 01: Sinceramente não entendi o seu “problema”. Ok, ela te imita, não faz questão de ser simpática e é mal agradecida, mas não entendi o que de tão sério aconteceu pra rolar até conversa com os seus sogros.
    As vezes até parece que você é que tem inveja dela, porque ela chegou primeiro na família e seus sogros gostam dela. Deixa eu te falar uma coisa: você pode não gostar dela, mas isso não significa que seu namorado e principalmente seus sogros também precisem não gostar dela. Se ela se dá bem com todos, pode ser que o problema seja você. Eu não tenho filhos, mas se tivesse uma nora que nem você ia achar a menina bem chatinha e infantil. Pelo que você contou, nada de muito sério aconteceu, então é desnecessário envolver seus sogros nessa picuinha de vocês. Se resolve com a menina e pronto. Concordo com a Cony, você diz que quer viver em paz, se dar bem com as pessoas mas parece que já tá todo mundo nessa vibe, menos você. E outra, você não precisa tentar ter uma boa relação, entreter ou querer ser melhor amiga da sua concunhada. Seja simpática, cordial, trate a menina bem e pronto! Pelo seu chora parece que você quer agradar a família toda a todo custo e fica meio decepcionada porque a menina não está nem aí pra você. E pra piorar a família toda gosta dela, o que pra você parece ser inadmissível. Vai viver a sua vida com o seu namorado e esquece isso, antes que você passe a ser a namorada chata. Agindo assim é só isso que você vai conseguir, que ela seja cada vez mais querida e você a mala da história.

    Chora 02: Cony sempre sábia..sossega a periquita. E vou te falar uma coisa, vc é mt jovem ainda, pode ser que daqui uns anos vocês nem estejam mais juntos e você releia esse chora e não veja o menor sentido em tudo o que você escreveu. Vamos aos fatos: ele foi o 1º cara com quem você transou, vocês estão juntos há 3 anos, se dão bem e tem planos de continuarem juntos. Aproveita o namoro, sem pensar em como seria transar com outros caras. Fantasia todo mundo tem, mas não deixe isso virar um martírio no seu namoro. Pode ser que no futuro seu namoro termine por algum motivo e aí você vai poder transar com quiser. Se vocês continuarem juntos forever and ever, ai você vai ter que tomar uma decisão: ficar com ele ou terminar tudo pra poder sair dando por aí. Porque ele já deixou claro que não quer abrir a relação. Só pensa bem… sexo pode ser ótimo, mas pensa se vale a pena trocar uma relação legal só porque você não quer transar com um cara só.

  11. Hileana17/05/18 • 08h36

    Acordei pragmática, então bora:
    1 – Deixa sua concunhada em paz. Acho que você que está pegando no pé da menina.
    2 – Pela minhas contas você tem 23/24 anos? Certo. Você é muito nova pra ter medo de novas experiências e “perder” alguém legal. Existem mtas pessoas/pênis legais por aí!
    3 – As pessoas são diferentes, mas se você não aceita isso e acha “broxante” pessoas sem rumo, sem atitude (falo isso pq tb acho!) eu acho que você devia deixar isso claríssimo pra ele e se ele quiser agarrar a vida pelas mãos e de quebra ganhar sua admiração, ótimo! Senão… paciência e bola pra frente.

    • Constanza17/05/18 • 18h13

      AHAHAHAHAAHAHAHAHA amei muitas “pessoas/pênis” rsrsrs

  12. Soraia17/05/18 • 08h45

    Para o caso 3
    Eu sei o que é não gostar do que se faz, estar 100% INSATISFEITA profissionalmente, mas ao mesmo tempo não ter a mínima ideia do que fazer, não julgue muito seu namorado, pois creia, é angustiante, sobretudo convivendo com alguém como você, tão bem resolvida e amando o que faz, dá uma sensação de fracasso imenso, pense nisso.
    A única diferença entre mim e seu namorado é que sou pobre kk, e portanto preciso do trabalho que tenho e tenho zero grana para simplesmente parar e pensar no que fazer, mas muuuito que entendo ele. Não sei como aconselhar vc, porque por seu lado também é difícil, muito difícil e assustador pensar em viver a vida toda com alguém que não sabe o que quer, mas também está infeliz com o que tem.
    No fim, é aquela pergunta, você o ama mesmo?

  13. Geovana17/05/18 • 09h19

    Chora 1 – vi bastante imaturidade da sua parte. Voce se preocupa porque sua cunhada ta te IMITANDO? Ah, por favor, que besteira menina! O que os outros fazem, dizem, pensam sobre você é problema deles! Se mostre superior! E envolver toda familia, fazer reunião com todos só pra dizer o quanto você tem ranço da menina? Me parece que você gostaria de ter a atenção que ela tem. Tudo isso tá muito errado, parece coisa de pré-adolescente. É muita preocupação por bobagem. Cuida da sua vida, quando voce parar de dar atenção pra tanta besteira com certeza as coisas vão melhorar!

    Chora 2 – invista tudo o que você acha que deve investir na relação. Depois disso, se você acha que não vai dar certo, que vc quer viver outras experiencias, termine! As vezes tem períodos que dá fogo no rabo mesmo, mas nessas horas a gente tem que pensar com a cabeça, até porque fogo no rabo passa, mas encontrar uma relação legal não é tão fácil assim! hahaha

    Chora 3 – ahhhh mulher, é dificil ter homem folgado mesmo! Converse com ele e seja MUITOOOO DIRETA! Eu sou daquelas pessoas que monta uma tese de mestrado na cabeça e que atinge todos os pontos fracos do boy quando ele ta precisando acordar pra vida! Com homem a gente tem que ser bem direta, e não adianta ser muito boazinha na hora de falar! Seja firme, mostre o que voce quer e que voce não admite que essa situação continue dessa maneira!

  14. Ana17/05/18 • 09h53

    Chora 01: parece mais mimimi da Elsa mesmo do que da cunhada. Como assim chamar a família inteira para “discutir” a inveja da cunhada??? Se ela é invejosa, problema dela. Ponto.

    Chora 02: Concordo com a Cony, também acho péssimo ter dado certo de cara com o primeiro cara, maaas… Se o ama, tente com ele suas vontades. Ou termine.

    Chora 03: Também faço coro de que ele precisa de uma terapia para saber o que quer. Mas a Moana não deve esperar dele um comportamento profissional igual ao dela… Cada um com seu cada um hahaha

  15. Pri Lima17/05/18 • 09h56

    Pro chora 1: Será que não é tu que tem inveja da menina?! Digo isso pq associamos inveja a ter, Roupas, carro, Casa, Viagem, Cabelo, enfim.. Mas acho que o pega mesmo na vida é tua vibe, teu jeito de ser.. se todo mundo gosta da menina, as vezes, vc pensa que por vc ser “alguém com mais coisas” eles deveriam gostar de vc.

    Quando a gnt acha que alguém tem inveja, ficamos pensando que tudo que a pessoa faz é pra nos afetar, mas no fim, nos é que nos importamos tanto com ela a ponto de nos preocupar com o que ela faz e associamos aos nossos atos.

    Concordo com a cony, a sensação é que ta todo mundo lá de boas.. e vc querendo causar na família.

  16. Marina Fagundes17/05/18 • 11h47

    Chora 2 – Holly.

    Quando li a sua história parasse que estava lendo a minha. Já vivi uma situação muito parecida e vou te falar o que aconteceu comigo : a vontade de ficar com outras pessoas so aumentou. Eu consigo imaginar um pouco do que você está passando , porque encontrar um cara legal e que você ame (como você falou) é difícil. Mas acho que você é MUITO NOVA para viver um relacionamento sem tesão , você está na melhor fase da sua VIDA mulher! Eu particularmente acho sexo muito importante , e vamos combinar que você se relacionar com uma pessoa que você sente um tesão e uma tração é muito gostoso ne? Eu entendo que você possa estra com medo de se arrepender , mas se permita conhecer outras coisas e ter novas experiências. Você só tem 23 anos … quem me dera eu ter essa idade!

    obs: Quase nunca comento aqui , mas me identifiquei muito com o caso da Holly!

    Beijos!

  17. Camila17/05/18 • 12h02

    Essa do chora 1 tá se achando a última bolacha do pacote né?
    Como assim a cunhada copia ela em tudo? Por que ela é tão invejada assim?
    E repito o que a Cony disse, por que não se resolve com ela? Ficar envolvendo o namorado que é irmão dela e os sogros que gostam dela, é louca? Acha que o mundo gira ao redor do umbigo dela?

  18. Eliane17/05/18 • 12h13

    Só li verdades. Arrasou nos conselhos!!

  19. Alice17/05/18 • 12h14

    Chora 1: Só consigo pensar numa coisa: você está tão aborrecida assim, fez até uma reunião de família, só porque a sua cunhada te imita?? Sério? Me desculpe a sinceridade, mas quantos anos você tem? 15?

  20. Raquel B.17/05/18 • 13h36

    Chora 1: passo por uma situação bem parecida. Acho tosco mas não ligo. Se a pessoa me inveja, copia o que faço, vejo como uma forma de admiração e ignoro. É estranho, é desconfortável, mas não é algo que suuuper me afeta. Acho que deveria fazer o mesmo. Ah, e trazer coisa em viagem eu nunca faço. Viajo todo ano pro exterior e trago só uma lembrancinha pros mais próximos e olha lá. Trazer lista de coisas? Nunca, não viajo pra isso! Ninguém valoriza mesmo e você só perde tempo da sua viagem fazendo papel de trouxa.

  21. Vívian17/05/18 • 15h32

    A Elza tá precisando esquecer um pouco a vida dos sogros e dos cunhados e viver o namoro. Ela nem casada é e já tá fazendo essas exigências todas na família? Gente, os sogros sempre vão preferir uma nora ou genro, isso é normal. O que não é normal é se parar a vida para pensar tanto nisso.
    Um conselho, vá a casa dos seus sogros uma vez no mês no máximo. Curta o fim de semana na sua casa com seu boy, ou saiam, viajem… Se você se incomoda tanto no mínimo tá passando muito tempo por lá.
    Indo pouco você sempre será aguardada, as pessoas sentirão saudades e eles poderão ter carinho por ti.
    Desse jeito vc se queima mais!
    Bjs

  22. Juliana17/05/18 • 15h38

    Para o chora 3, Moana…

    Será que é só esse o motivo da sua perda de admiração? Não consigo entender, ele pode não amar o que faz e não ter nenhum plano mirabolante…mas ele segue trabalhando e ainda sem precisar!

    Acho que no meu ponto de vista ele é uma pessoa admirável!! E os outros alicerces do relacionamento ?? Essa também é uma questão tão pessoal, porque te incomoda tanto o lado profissional dele ?

    O duro seria se ele não quisesse fazer nada e nem tivesse dinheiro…acho que na posição dele, ele pode ser dar ao luxo de ter dúvidas e de ainda estar buscando a sua realização!!

  23. Lucia Cunha17/05/18 • 17h23

    Nunca comentei, mas no primeiro Chora, lembro das minhas inúmeras sessões de terapia até que descobri que o espelho nos incomoda, ela não deu detalhes do que consiste a inveja da cunhada, mas não será ela a ter inveja? sem isso chegar ao consciente? assim como na terapia, uma suposição para pensar em casa, nada de pingue pongue, devolver sem pensar não vale.

  24. Raissa17/05/18 • 18h46

    Chora 1: também não me dou bem com a minha concunhada! No meu caso, eu entrei na família antes dela, e acredito que só não temos afinidade mesmo, nos respeitamos, conversamos quando necessário e até vamos no aniversário uma da outra, afinal, é evento de família. Te digo uma coisa: não vá tanto na casa dos seus sogros. Simples. Se afaste da família e quando for, seja madura e mais uma coisa, família do boy não é sua família, nem sempre vão te entender e mais ainda, vão te julgar, você foi imatura em expor essa situação pra eles, nadavê!
    Chora 2: tenho 24 anos e perdi minha virgindade com meu marido, ele foi meu primeiro homem e sinceramente? Nunca senti vontade de outros caras, apesar de ter consciência de que ele foi meu primeiro e único, isso não me afetou em nada. Quem faz sua relação é você, tente apimentar o sexo, faça brincadeiras e peça pra ele te surpreender também. Só depois de tentar melhorar é que desistimos.
    Chora 3: tem gente que não se encontra nunca na vida… como você se sentiria se fosse o contrário? Se fosse você a estar perdida e sem rumo? Vendo essa tal cobrança hipocrita de sociedade de que devemos estar bem sucedidos e felizes aos 30? Se sentia “um bosta” né? A diferença é que para os reles mortais não existe a hipótese de darmos uma pausa na vida pra vermos qual rumo tomar, tenha empatia pelo cara que você chama de namorado e seja o alicerce que ele precisa nessa fase. Curta e vida com ele, façam viagens,tenham novas experiências, aproveite que ele pode te proporcionar isso e seja felizzzz!

  25. Liza17/05/18 • 19h06

    Sabe o meme da Nazaré com os símbolos matemáticos? Era eu lendo o caso 1…
    Cony arrazou… Sem nada a complementar pq nao entendi o problema rs.

  26. Jessica17/05/18 • 20h24

    Elza: você está fazendo EXATAMENTE o que sua cunhada está plantando! Ela está plantando a discórdia entre vc e seu namorado, fazendo vc se queimar com a família! Deixe essa história de lado e invente desculpas e compromissos para ficar com seu namorado longe dela! Quer saber mais, peça desculpas a ela na frente dos seus sogros, tudo teatro, e finja que não está mais nem aí! Ela vai pirar! Mude o jogo a seu favor menina!

    Holly: quem não sonhou estar com o homem dos seus sonhos logo de primeira? Você não estaria se autoboicotando? Sexo só é bom se tem amor! Ademais esses homens são preguiçosos mesmo, bote pressão nele! Pode ter certeza que ele olha outras mulheres com desejo e ok, passa, e é natural! Vc vai rodar rodar e talvez se arrependa! Pense o que vale a pena para vc, e se vc não está se deixando influenciar outra situação!?

    Moana, deixe seu boy tirar o ano sabático e mande o salário dele pra minha conta! Kkkkkk
    Vocês já pensaram em ter filhos? As vezes os bofes precisam ter essa responsabilidade para tomar rumo na vida!

  27. Letícia17/05/18 • 21h08

    Caso 1= Não interessa se ela te inveja. Se ela te odeia. Se ela te ama. Ou se é vc que projeta tudo isso. A solução será a mesma: Bom dia, boa tarde e boa noite. Por favor, muito obrigada e com licença.

    Cabou. Vc não precisa ser amiga dela (e nem da sogra aliás).
    Afinidade é uma coisa que surge naturalmente não se força a barra. Se não rolou entre vcs, sem problemas. Segue o baile. Põe na suca cabeça que ela não precisa ser sua amiga e nem gostar de vc. Basta um tratamento educado e cordial.

  28. Danielle Freitas17/05/18 • 21h24

    Caso 2, jura que vc fez uma reunião pra dizer que a cunhada te imita?
    Amiga para de ver Malhação e pega seu boy e vai ao cinema, ao motel, ao teatro, vai cuidar da vida de vocês. Ela nem é sua parente, é cunhada do seu namorado. A vida está ótima vai curtir.

  29. Marissa18/05/18 • 00h51

    Cony sensata como sempre! Adoooro!

  30. Priscila18/05/18 • 06h48

    Chora 1: não sei se faltou algum ponto da história, mas não consegui enxergar o real motivo da briga. Em todo caso, você não é obrigada a gostar dela (ser educada e tratar bem não é se prontificar a trazer lista enorme de produtos do exterior. Isso é ser gentil e com as regras de peso das bagagens, as pessoas não são tão gentis). Trate-a com educação e o restante é problema dela.

    Chora 3: você gosta dele ou da condição social que ele tem? Vcs moram juntos e existem problemas na convivência que merece um chora a parte. Na empresa do próprio pai ele teve atitudes antiprofissionais que se você em sua empresa, você o demitiria. Você tem um tremendo espírito empreendedor e está com uma pessoa que não se interessa por nada que tem ou faz.

  31. Érika18/05/18 • 10h00

    Poxa Cony, o caso 1 nem merecia estar aqui hein…Acho que a menina deve ter 16 anos.
    Caso 2, sossega a periquita, é difícil achar alguém legal pra compartilhar a vida, sério mesmo.
    Caso 3, queria esse “problema” pra mim, kkkkkk. Deixa o cara poxa, não tá na sua aba, não gasta o seu dinheiro. Essas dúvidas é só pra QUEM PODE e não pra quem quer.

  32. Patty18/05/18 • 10h28

    Hahahahahahaha

    Para de ver malhação é ótimo!

  33. Marina18/05/18 • 11h06

    Chora 1:
    Elza, quantos anos você tem? Seu relato soou muito infantil, vc falou, falou e me desculpe, mas só conseguiu passar que vc é quem é recalcada. Para de preocupar tanto com ela, seus sogros, seu cunhado, etc. Como vc disse, ela chegou antes na família, então eles já têm afinidade com ela a mais tempo.
    E mais uma coisa, nada a ver envolver seus sogros nisso. Mais uma vez, quantos anos vc tem? Aprenda a resolver seus problemas sozinha (principalmente os que estão somente na sua cabeça)… eles não têm nada a ver com isso. E sobre a família ser tão próxima: afaste-se um pouco… vá fazer suas coisas, com seus amigos/família… convida seu namorado para fazer coisas diferentes… na minha opinião essa proximidade excessiva não é saudável.

  34. Jéssica Diane18/05/18 • 13h55

    Miga do caso 1: você JURAAA que fez reunião de família pra falar que a sua cocunhada foca te IMITANDO???? SÉRIO MESMO???? Ai que vergonha alheia.

  35. Soraia18/05/18 • 14h42

    Para Juliana, não consegui responder direto.

    Caso 3

    Exato. O cara pelo que ela falou tem grana, mas segue trabalhando, talvez por uma questão de lealdade a família, ou mais, porque não se sente bem em ser “playboy”.
    Aceitou fazer terapia com o pai, o que para mim é prova de que é alguém muito maduro e esforçado.
    Sei que existem sim motivos sólidos para um relacionamento terminar, e falta de admiração é uma delas, mas sabe, o amor no meu ponto de vista precisa ser mais sólido, me perdoem mas hoje em dia parece que as relações não aguentam quase que nenhum tranco.
    Porque te afeta taaanto isso? Reflita. Você tem vergonha dele no seu circulo social? Tipo, você tão bem resolvida e de sucesso com um cara que parece “fraco” e sem visão, é isso?
    Mas você e ele juntos, só vocês, funciona? Vocês gostam da companhia um do outro?
    Faça um exercício de empatia e se veja no lugar dele. Se meu noivo quisesse me deixar porque eu tenho problema com minha carreira, eu iria ficar destruída, mas pensaria, se eu não valho tanto a ponto de a pessoa desejar ficar do meu lado com essa situação então não é o que eu pensava ser.

  36. LU18/05/18 • 15h58

    Elza, escrevi um relato gigante sobre o que passo e ja passei e apaguei. Vai por mim, acredito que nao seja sua culpa… Mas n podemos entrar na pilha da pessoa. Sei que te incomoda a atitude do seu namorado, ja passei por isso ate a cunhada(concunhada como vc) mostrar que nao estava ali p brincar e todos terem que tomar um partido na situação. Irmão se afastaram e hoje meu cunhado é proibido de me falar oi, familia(Pai e Mae deles) tem que conviver com a situação porem ao menos n sou eu a louca.
    Ja morri de sofrer por achar q EU estava afastando a familia, ate a terapia fui com isso. Porem a culpa nao é minha, nao pegue p vc uma culpa q n é sua. Vai vivendo, é serio.
    N é facil mas uma hora as coisas se resolvem sem vc perceber. P mim se resolveram, hj passamos ate natal juntas porem cada uma num canto da mesa/sala. Vc vai passar muita faiva,assim como sei que a minha concunhada passou(deve passar ainda hj) mas vc passa a ignorar a existencia!

  37. Ce18/05/18 • 20h54

    Holly, precisei comentar, pq tbm me identifiquei muito! Tenho 22 anos agora. Comecei a namorar com 17, foram dois anos e meio. Meu primeiro namoro e sexo tbm. E era um namoro super bacana, tínhamos muito em comum e planos, na medida do possível das nossas idades.
    Mas eu pensava muito sobre isso. Queria muito mantê-lo em minha vida, mas precisava de novas experiências.
    Não conseguia largar, então fui ficando mto insatisfeito, fiz inconscientemente “um inferno” e ele largou, apesar de que ter estar

  38. Ce18/05/18 • 20h56

    *querer estar sozinha, sofri mto.
    Entretanto aproveito muito minha solteirice tbm. Conheci caras incríveis, experiências sexuais incríveis e me conheci mto tbm sozinha. Saio com amigas.
    Sinceramente? Quando o primeiro pensamento se instala, não tem mto como lutar contra.
    Se sentir bem, você é bastante jovem, vá viver!

  39. Raquel19/05/18 • 00h16

    C1:Tenho uma concunhada assim e sabe o que eu faço?Deixo se queimar mais sozinha. A minha vantagem é que ela já era queimada na família, é uma pessoa indiscutivelmente insuportável.Tento ser o mais maravilhosa possível com todos, e vê-la espumando de raiva enquanto a família me paparica é delicioso kkkkkkk
    Acho que te falta autocrítica também, nunca acho que alguém me inveja, com tanto referencial bom por aí,tal como Gisele Bündchen diva-rica-espiritualizada achar que alguém te inveja é até bem arrogante da sua parte.

    C2: A dúvida já é um ótimo indicativo do que fazer. Pare de se limitar achando que ele é o homem da sua vida. Isso é história da Disney. Vc tem capacidade de ser plenamente feliz com outra pessoa, há bilhões de pessoas/possibilidades que podem te proporcionar isso. Não seja acomodada. No futuro, vc vai se arrepender é de não tê-lo largado antes. (Experiência própria!)

    C3: Não julgo seu boy. Infelizmente nem todo mundo já nasce com um sonho de ser médico, advogado, empresário e realiza se tornando alguém feliz profissionalmente. Eu mesma gostaria de ter nascido assim. Ano sabático acho uma ótima dica, já fiz e recomendo.

  40. Luciane19/05/18 • 03h01

    Elza,

    Pelo seu relato parece que vc tem inveja da sua cunhada e não ela de você. Pare de olhar e se preocupar com ela, vc acha que ela te copia (e às vezes só tem hábitos e escolhas parecidas por questão de moda) e ela não está nem aí para você e você marcando reunião de família? Desnecessário e ficou feio. Ignore a moça, ela é parente distante, não precisa ser amiga nem nada e me desculpe, mas vc deu razões para seus sogros convencerem seu namorado (e até ele mesmo) de que você não tem equilíbrio emocional. Faça uma terapia, vai te ajudar a enxergar quem causa problemas.

  41. Mari19/05/18 • 09h29

    Fazer reunião com os sogros pra discutir inveja da concunhada? Sério, colega?

    Dica pra vida: se vc não se sente bem em um lugar ou na presença de determinadas pessoas, não vá ou vá muito pouco. Invente desculpas e frequente menos a casa da família do seu namorado e pronto.

    A família eu meu namorado é super complicada e eu não gosto muito deles (com exceção da minha sogra). Resultado? Sempre que tem um social eu falo que não posso ir e ok. Ninguém questiona e meu namorado entende e respeita.

    Quando meu namorado não está muito afim de ir nos churrascos da minha família, eu tbm tento compreender e assim vamos vivendo 🙂

  42. Fran19/05/18 • 12h34

    Caso 1: Eu tb não me dou tão bem com minha concunhada, são 15 anos dessa relação nem lá nem cá. Já teve muitas DR’s também, porque minha sogra não se conforma. Não acho que ela tenha inveja de mim ou eu dela, é falta de afinidade mesmo e excesso de convivência, porque meu marido e meu cunhado são bem unidos. Mas existem outras nuances que só agora eu consigo perceber. Uma coisa é certa: não tem um lado certo, outro errado, eu já fui imatura, ela também, já fiz picuinha, ela também, já fiz fofoca, ela também. E a gente continua tendo que conviver uma com a outra… Vocês não se gostam, isso não tem jeito, mas apesar de você, seu cunhado não vai terminar com ela, seus sogros não vão parar de falar com ela, então pare de pensar nela e siga seu relacionamento. Sem se achar melhor que ela, ou diferente, ou o que for… Seja mais leve…

  43. Lica19/05/18 • 15h09

    Moana,
    O cara paga metade das contas? Então pronto. A vida é dele.
    Se a falta de amor ao trabalho dele não atrapalha a rotina de vcs, o problema é dele.
    Aproveite a sua sorte de ter amor ao que faz e fim.
    Vai ser feliz!
    Beijos

  44. Daiane19/05/18 • 20h10

    Caso 1- ninguém é obrigado a gostar de ninguém e isso é ok. Não envolva terceiros em suas brigas, ainda mais quando se trata de uma família unida, eles sempre irão se proteger, isso só te queima. Seja educada com a menina e pronto. Educação independe de afinidade.
    Caso 2- será que vale a pena perder um relacionamento de companheirismo e respeito por aventuras? Vc é nova, mas sexo não é tudo na vida. Porém se essa ideia é tão fixa e significa muito pra vc, termina como boy e se joga na vida.
    Caso 3- ninguém é obrigado a ser apaixonada pelo trabalho. Ele tem uma vida boa, trabalha e te ajuda. E se esse for o único motivo de vc não admira-lo, releve. Ninguém é perfeito.

  45. Juliana20/05/18 • 10h45

    Elza – namoro há 11 anos e não convivo com a minha cunhada por simplesmente não suportá-la. Tínhamos uma relação amistosa no início do meu namoro e depois tivemos uma briga feia e eu nunca mais convivi com ela. Não frequento a casa do meu namorado, não vou a festas que eu sei que ela vai e vice-versa, nós nos respeitamos quanto a isso. Se tem uma festa de família eu entendo que a prioridade é dela e eu não vou. Meu namorado nunca tomou lado e nem partido o que me incomodou por alguns anos mas hoje em dia eu nem ligo! Seja feliz e esqueça ela …

  46. Daniela Viggiano20/05/18 • 12h44

    Nossa, como me identifiquei com a história dessa primeira moça!Tbm passo por algo parecido, mas a situação piorou de uns tempos para cá.Meu esposo é filho caçula e o irmão mais velho dele agora está casado com uma megera!A mulher é a manga chupando o cão!Sempre fui na minha, converso muito pouco e a outra lá é espalhafatosa, do tipo que quando chega num ambiente quer as atenções para si.Eu até gostava dela no começo até ela começar a dar palpites em tudo até na minha alimentação e no jeito como trato minhas filhas.Eu demoro a pegar ranço de alguém mas depois que ele se instala, acabou!Hj não consigo mesmo conviver com ela e se puder evito os locais em que vejo que vamos nos encontrar.Meu esposo tbm não consegue mais lidar mas tolera em consideração ao meu cunhado, vira e mexe ele e a cobriane batem boca porque ela SEMPRE tem opinião formada sobre tudo e acha que a verdade dela é real e absoluta.

  47. Taiza21/05/18 • 10h17

    Elza, algumas pessoas não irão gostar ou se aproximar da gente, não importa o que a gente faça. Vocês foram muito bestas de ter trazido listas de coisas pra ela, na próxima vê se aprende e traz um imã de geladeira. Não adianta mulher, nada do que vocÊ fizer fará ela gostar de você. Eu acho que você precisa de terapia, numa boa, sabe? Está dando muita importância pra ela, essa rivalidade entre cunhadas é muito comum, infelizmente algumas mulhers não conseguem sair desta competição, e este me parece o caso da sua cunhada.
    Por isso mesmo, repense e descubra se o que te incomoda é o fato de ela não gostar de você, te imitar e ter inveja, ou se o que realmente te incomoda é a posição do seu namorado nessa estória toda, que não toma partido e não enfrenta ninguém.
    Mas antes de tudo, olhe de fora e veja que vocês dois se são felizes poderiam estar vivendo a vida de vocês, quiçá, mais reservados, e deixando essa chata pra lá. Um dia, a máscara cai, nada ficará encoberto sem que seja revelado.

  48. Taiza21/05/18 • 10h24

    Quando me peguei lendo o chora 3, pensei exatamente no playboy haha! Tão, mas tão comum esse comportamento de menino rico, bem nascido, que nunca viu uma dificuldade e por isso pode escolher tudo e ainda consegue ser infeliz no trabalho. Bom pra ele, por agora, mas ele devia estar se preparando pra dar um rumo pra vida, já que pais não são eternos, infelizmente. Como a gente gostaria que fossem!
    Conheco uns que brigam dia e noite com o papai, odeiam o papai, não querem trabalhar com ele nas empresas da família, mas no fim é o pai que dá o super cheque. Socorro.
    Boa sorte, Moana.

  49. Taiza21/05/18 • 10h32

    Eu queria ser uma herdeira também, gente. Me deixa haha. Tirar ano sabático, que sonho. Se puder, vá junto com ele.

  50. Taiza21/05/18 • 10h38

    Jessica amei esse conselho haha! Ela vai ficar louca.

    E no dia em que a Elsa parar de trazer compra do exterior pra ela na mala – amiga, espero que na época ainda eram duas malas de 32 kg por pessoa, porque se já era uma de 23 kg e você reservou espaço pra essa anta, eu nem sei o que dizer.
    Tudo na desculpinha, sabe? Ah,não encontrei. Ai, deixei pra comprar no aeroporto, mas não deu tempo. Se quiser deixar ela mais louca ainda, dá os presentes pra sogra hahahahaha! Filha de Deus, você está praticamente suplicando pra que ela te perceba, essa de fazer reunião familiar achei uó. Na vida adulta, isso de colocar em pratos limpos dá sono até em novela, quando começam aqueles diálogos horríveis e intermináveis que a gente quer já passar pra outro canal. Pense para os envolvidos o saco que foi. Não faça mais isso, pls. Chame seu namorado pra fazer coisas vocês dois, deixa a cunhada pra lá. Uma terapia iria sim te ajudar.

  51. Michele21/05/18 • 14h50

    Caso 3 = white people problems

  52. carolina21/05/18 • 14h54

    me identifiquei com um choro desses aí…rsrsr, prefiro não dizer qual kkk…os comentários estão bom demais também, estou anotando todos os bons conselhos!

  53. Thayna21/05/18 • 23h56

    Os primeiros casos nem vou opinar que a opinião da Cony foi certeira! Nada a acrescentar.

    Enquanto ao ultimo boy eu preciso discordar da Cony, não acho que ele precisa de ano sabático não (pelo visto ele ja teve 36 anos sabáticos né gente), tá precisando é tomar vergonha na cara e arrumar um lavado de roupa!
    Porque é problema no boy não é “não saber o que quer”, isso é até normal, o problema é que o boy nem se coça pra descobrir né? tem todos os meios pra isso e fica aí coçando o saco e reclamando, mas não se mexe pra mudar a situação.
    Não é só questão de “ai ele tem x anos e não é super bem sucedido”, é questão da pessoa não correr atrás do quer, nem tentar descobrir o que quer ou se aventurar. As pessoas precisam ter tesão na vida gente, até com um hobby que seja.
    Eu não saberia viver com uma pessoa que tem como unica vocação gastar o dinheiro dos pais

  54. Jéssica22/05/18 • 02h26

    Chora 2:
    Olha miga, to com o mesmo cara a 12 anos e ele foi o 2º com quem transei (e o 1º nem conta muito pq eramos muito novos e o sexo péssimo).

    Tem épocas que dá uma queda no tesão? Dá. Daí a gente tenta se reencontrar, namorar de outras formas, vai pro motel, cria um clima… A gente se ama demais e fazemos de tudo pra dar certo.

    Às vezes penso que eu queria ter mais experiências sexuais, fazer sexo casual, ser livre… mas ter alguém pra compartilhar a vida faz tudo isso parecer muito pequeno. Outra coisa é que tenho só 30 anos (isso, começamos a namorar quando eu tinha 18), pretendo viver muito e o amanhã só a Deus pertence.
    Imagina se acontece algo e a gente se separa? Lógico que não é isso que quero, mas se acontece, taí minha liberdade de volta, e ainda tive ótimos anos com um cara maravilhoso.

    Se o problema é só falta de fogo, é fácil resolver. Mas você tem que estar apaixonada e envolvida, realmente querendo fazer dar certo o relacionamento.
    Não é legal estar com o cara pensando em outros e até sugerindo um relacionamento aberto… imagina se fosse o contrário, você ia gostar?

  55. Moana22/05/18 • 16h14

    Pessoal, obrigada pra todo mundo que deu conselhos e sugestões no meu caso.

    Só um update: ele não é estilo playboy, inclusive é beeeeeeeeem mão de vaca. Sempre dividimos TUDOOOOO e muitas vezes até pago mais que ele as coisas. E os pais nunca deram grana assim fácil não, pelo menos que eu saiba, ele tem o salário dele e é aí que ele tira o sustento. Pelo histórico de vida dele ele sempre trabalhou e sempre se “sustentou”. Temos uma vida hiper mega classe média. Eu sei que ele tem muito dinheiro guardado tipo MUITOOOOOOO mesmo porque um dia ele me disse. Mas ele não é esbanjador e nem é estilo playboy. Só pra atualizar mesmo.

    E sobre o ano sabático eu não teria como acompanhar ele em uma jornada de auto descobrimento. Então caso ele quisesse sair por aí sem lenço e sem documento ele teria que ir sozinho mesmo hahahaha. Mas não é do perfil dele. Ele é muito mais pé no chão.

    O que me incomoda mesmo é o fato de ele reclamar de barriga cheia. Achar que tem a vida difícil quando não tem. Ou não ir atrás do que realmente quer (porque não sabe o que quer mesmo).

  56. Shakti29/05/18 • 23h27

    Gente, já diz o velho ditado… Se cunhada fosse algo bom, não começava com cu… Desculpem, mas não resisti!
    Tbm saem faíscas por aqui entre minha cunhada e eu, e até me identifiquei com algumas partes do chora 1, pois a família é exatamente igual, não se posiciona, fingem não ver as coisas, e isso é extremamente irritante, principalmente pelo meu perfil de jamais empurrar sujeira para debaixo do tapete. Pelo relato da Elsa tbm não consegui enxergar onde está o problema tão grave a ponto de reunir todos para discutir, mas tbm não acho que seja algo que dê para simplesmente ignorar, pq incomoda sim! Talvez tenha faltado maturidade dela para lidar com a situação, mas dizer que é só ignorar não acho que seja assim tão fácil.
    Vou dar um conselho que eu tenho feito e acho que, para mim, está dando certo: eu tento saber o mínimo possível sobre ela. Nem no Facebook eu faço questão de ver a cara da pessoa, quando surge uma foto dela eu passo direto. Consigo fazer isso pq moramos longe e não temos convívio constante, só umas 2 vezes por ano (o que já é suficiente para eu querer passar o resto do ano sem ver a cara da pessoa), então é fácil esquecer que ela existe. Mas realmente é muito ruim. A impressão que tenho é que só eu tenho coragem de enxergar quem ela realmente é, os outros da família fingem que não veem pq é mais conveniente, pq não querem aborrecer meu cunhado, pq são pessoas completamente passivas. E isso é frustrante principalmente pq ela muitas vezes trata mal até meus sogros, até no meu marido já peguei ela dando fora e todos fingem não entender. Sei que fazem isso pelo meu cunhado, e tento relevar, mas tem horas que o sangue sobe mesmo. Não acho que adiante vc tentar fazê-los enxergar isso, pq se o problema é só entre vcs duas, vc acha que alguém vai comprar sua briga? Vc só vai se frustrar cada vez mais com todos e pode acabar com seu relacionamento. No meu caso, que a cu se acha o centro do universo e sai dando patada em todo mundo, o povo ainda fecha os olhos em nome da paz na família, imagina no seu caso, em que ela se dá bem com a família toda e o problema é só com vc! Complicado hein… Vou te dizer o que eu faço: tento esquecer que ela existe, e quando não tem jeito pq estamos juntos, eu fico esperta e respondo às provocações dela, assim não me sinto tão mal e não fico esperando ninguém me defender. Mas confesso que demorei um pouco a aprender, no início ficava muito mal, com raiva de mim por não responder e com raiva do meu marido por fingir que não via e não me defender, e com raiva dos meus sogros por serem tão apáticos e deixarem que ela os tratassem mal e ainda a bajularem para agradar ao filho que mora longe. Mas é a vida… Parente não se escolhe! Kkkkm

  57. Marcella01/06/18 • 22h28

    Elza, qtos anos você tem? 12? Gente, q menina infantil e chata. Esse blablabla de inveja, pelo amor de Deus!! Fico imaginando os comentários da família do seu namorado depois dessa reunião. Cresce, mulher!!

  58. Mila22/06/18 • 15h56

    Só estou conseguindo comentar esse mês, hoje dei uma atualizada na leitura do blog rsrs;
    Para o chora 2 – Amiga eu comecei a namorar com 14 anos, e hoje aos 24 estou casada com o mesmo cara, meu primeiro namorado.
    Ele foi o primeiro e único que já tive, e nunca passou pela minha cabeça a vontade de ter tido outras experiências, ou ter relações com outros homens para descobrir o que gosto (oi?)
    Normal o relacionamento cair na rotina, mas cabe ao casal tirá-lo, quando acontece, procuramos fazer de outra forma, outros jeitos, outro lugar e assim vamos indo, e sabe, somos muito felizes e conversamos abertamente sobre isso, tanto que qdo estou muito desanimada ele me cobra rsrsrs.
    Ficar desejando uma outra realidade diferente da sua, só vai fazer você ver seu relacionamento ruim mesmo.