Comportamento
Chora Que Eu Te Escuto
16 maio 2018, 60 comentários

Chora Que Eu Te Escuto!

Quarta feira e tem Chora, a melhor terapia em grupo da internê!

Chora 01 – Elza

“Cony, depois de tanto tempo lendo os choras alheios e empurrando com a barriga o meu, decidi enviá-lo como um pedido de ajuda, porque realmente não sei o que fazer diante dessa situação na qual me encontro.

Namoro há quase 6 anos e desde o começo da relação temos esse problema, que foi crescendo conforme o tempo foi passando. Meu cunhado é mais novo que nós dois, namora uma menina há bastante tempo, cheguei na família e ela já estava lá.. e desde o dia que fui apresentada, sinto a inveja dela por mim. No começo ela me recebia sempre retraída, não falava direito, ficava me olhando. Depois percebi que passou a me imitar. Imitava o que eu falava, o que eu fazia. Sempre de olho em tudo. As coisas foram piorando. Eu tentava viver minha vida e ignorar o problema, mas não me sentia bem. Pra família ela é uma simpática, querida e eu acabo ficando quieta, no meu canto, com raiva de ver aquilo. Várias vezes tentei conversar com ela e meu cunhado (que me tratava bem, mas tentava defender a namorada), mas era impossível conversar com os dois, eles começavam a dar escândalo!

Eu tentava pensar que isso acontecia por imaturidade, por ela ter problemas na família dela.. só que isso foi causando problemas no meu namoro e eu já não suportava mais. Já tinha conversado com meus sogros também.. mas eles e meu namorado são do tipo que preferem evitar um confronto e fingir que estava tudo bem. Todo mundo tem defeito, o do meu namorado é esse.. ele é fraco. Não enfrenta os pais, o irmão, finge que não vê as coisas, finge que nada tá acontecendo.

Antes de mim, ela nunca teve uma relação legal com meu namorado, comparando o jeito que ela fala com os outros, ela quase não falava com ele.. Até que um dia, explodi e conversamos nós 6, nós 4 e meus sogros. Foi uma conversa boa, botei quase tudo pra fora.. não foi tudo, porque eu não queria pegar tão pesado, mas foi o suficiente pra conseguir viver e continuar namorando.

Eu e meu namorado fomos viajar pra fora do país, levamos uma lista de coisas que ela pediu. E além de ter pedido mais coisas lá, não recebemos um obrigada, não fomos bem recebidos na volta da viagem e voltou a ser uma merda. Me senti uma idiota. Sinto que depois da conversa, quem mais tentou ter uma relação boa, quem ficava puxando assunto, tentando entreter.. era eu! Me sinto cansada. Ela fica o tempo inteiro de cara amarrada pra nós dois e voltou a me imitar em tudo.

Sabe Cony, eu peço ajuda pras pessoas que já passaram por esse tipo de situação com cunhadas. Gosto de resolver as coisas e isso me faz mal.. me faz mal diariamente. Tanto pelo fato deu viver com isso dentro de mim, tanto pelo meu namoro. Cobro do meu namorado uma postura em relação a isso e quando ele tem, é reprimido pelos pais. Eles são uma família muito família. São juntos demais além da conta do que eu estava acostumada. Todos os finais de semana estão todos lá reunidos, ela está lá todo santo dia e isso tem me afastado do meu namorado..um cara que realmente amo. A minha vontade de socar a cara deles dois aumenta. Tenho medo de perder a cabeça.”

Você não está dando muita atenção pra ela não? Serei advogada do diabo ok? No início do texto você diz: “desde o dia que fui apresentada, sinto a inveja dela por mim” Logo de cara, ninguém sente inveja. No primeiro dia, ao ser apresentada, você tratou ela bem? Outra dúvida: como assim ela te imita? Nas roupas? No jeito? Para a família do seu namorado, ela é gente boa, e você sente raiva disso? Será que você não armou uma disputa com ela, inconscientemente? Você foi conversar com seu cunhado e com ela, e eles deram escândalo. Como assim? A troco de quê? Que desequilíbrio é esse? Você foi reclamar da sua concunhada para seus SOGROS, que gostam dela? Mais uma coisa, você diz que seu namorado é fraco, o que você quer dele? Que ele compre sua birra com a menina? Pensa comigo, você pôs todo mundo pra conversar sobre a “inveja” dessa menina, você disse que explodiu. Já parou para pensar na imagem que eles tem (ou fizeram) de você??? Cobrar postura do seu namorado não é adulto nem inteligente. A birra é entre vocês duas. Ela se dá bem com a família dele e ponto, isso pra ELES basta. Não se meta no relacionamento DELES com ela, não cobre atitude DELES para com ela, nem do seu namorado. Já percebeu que todo mundo está de boa, vivendo, convivendo e só você que está “rangendo os dentes”? Se você quiser falar com alguém, fale com ELA, diretamente, mas poupe os outros disso, pode queimar seu filme. Meu conselho? Faça a egípcia e curta seu bofe. O resto que se exploda. Não é da sua conta e nem vai mudar sua vida. Só se você permitir.

 

 

Chora 02 – Holly

“Oi, Cony! Já te acompanho há uns 5 ou 6 anos e adoro seu blog e seu jeito de ser. Por várias vezes pensei em enviar meu chora (diferentes situações), mas sempre tinha preguiça de relatar meus problemas. Mas não dessa vez! 

Minha história é a seguinte: namoro um cara há 3 anos e é uma relação estável, verdadeira, respeitosa e de bastante sintonia e honestidade. Éramos amigos já antes de começarmos a namorar e antes dele, estava num relacionamento de idas e vindas com um outro cara, que foi bem babaca comigo no fim da nossa relação. O que me fez pensar em mudar, iria aproveitar a vida e já não manter hábitos que não tinham mais significado pra mim.
 
Nessa, passei um ano novo com meu então amigo (atual namorado) e resolvi me entregar numa noite que rolou um super clima e deixei a pegação fluir, culminando na minha primeira vez! Sim, eu era virgem (tinha 20 anos). A ideia era aproveitar que finalmente tinha deixado acontecer e seguir curtindo, mas fui me apaixonando e acabamos namorando.
 
O problema chega agora. Nosso namoro caiu bastante na rotina. Muitas vezes não sinto desejo sexual por ele, apesar de amá-lo. E sempre penso que não quero passar toda a vida tendo experiência com um único cara. (sim, visualizo nossa relação à longo prazo). Daí que várias vezes já me peguei sentindo desejo por outros caras. Tenho muuuita vontade de transar com outras pessoas e consigo separar na minha cabeça o sentimento de tesão e o de amor. Já comentei com meu namorado sobre a possibilidade de mantermos um relacionamento aberto, pelo menos por um tempo, mas pra ele não rola. Não cogito traição pois de fato prezo muito pela honestidade que temos. Também já pensei em pedir um tempo pra ficar solteira e ver no que dá, mas sinto medo de perdê-lo.”

 

Sossega a periquita. Normal isso do namoro cair na rotina e não pense que vou te dar o aval da libertação sexual nem do relacionamento aberto. Pode ser que funcione para algumas pessoas mas eu não acredito que um namoro possa sobreviver a traições e sexo casual com terceiros. Ou termina, ou dá um jeito de apimentar a relação. Filminhos, lingerie, viagens românticas. Eu, do FUNDO DO CORAÇÃO, acho péssimo ter dado certo de cara com o primeiro cara que transou. Sério. É bom mas é ruim. Bom porque é difícil dar certo com alguém, ruim porque eu super acho que a gente tem que conhecer outras pessoas para ter o poder escolher e saber do que gosta e o que não gosta. Mas a vida é assim, cada escolha, uma renúncia. Se você o ama de verdade, peite sua escolha. Se a vontade de conhecer outros for maior e não conseguir parar de pensar nisso, termine, mas esteja ciente que seu bofe não ficará a vida toda te esperando.

 

 

Chora 03 – Moana

Oioi Cony, tudo bem? Primeiro queria chover no molhado e dizer que AMO o teu trabalho! Sou tua seguidora voraz ha anooooos e amo o jeito que tu passa o teu conteudo e a tua personalidade. Queria ser tua amiga hahahaha!

Então, vamos ao meu chora. Não vi ainda algo similar por aqui então acho pertinente e gostaria de saber a opinião:

Namoro há 2 anos um cara super bacana, recentemente resolvemos ir morar juntos e tem sido uma experiência pra um chora a parte hahaha. Mas enfim, sei que esse período inicial é complicado mesmo, nem é isso que quero falar. O que tá pegando é um assunto fora de casa: trabalho.

Eu sou uma mulher bem independente. Tenho minha própria empresa, trabalho demais e ganho bem mais que ele (detalhe: isso no salário mesmo, porque no fim ele tem algumas rendas diferentes com imóveis e tal que fazem a soma ser diferente). Amo meu trabalho, fico até tarde sempre e adoro o que eu faço! Sou super bem resolvida nesse ponto.

Já o meu namorado não é assim. A família dele tem uma empresa gigsntesca, uma das maiores indústrias do Brasil e ele trabalha lá. Ele voltou de São Paulo fazem uns 4 anos e começou a trabalhar nessa empresa em um setor que tem afinidade com a formação dele. Mas sabe quando a pessoa nunca tá “feliz”? Ele não vai pra frente no trabalho, não se dedica, vive reclamando. Como ele tem uma posição confortável – o pai dele é o presidente da empresa, ele acaba tendo umas atitudes bem estranhas e anti profissionais – já comentei com ele que demitiria ele se fosse meu funcionário haahaha. Porém sei que empresa familiar é complicado, mas pra mim ele não aproveita a oportunidade que tem.

Aí ele tem um sonho de escrever, mas também não se dedica tanto pra isso. No ano passado ele pediu demissão mas depois foi ficando, ficando. E tá lá até hoje. No início do ano ele pediu demissão de novo e o pai dele pediu pra ele ficar e ele segue lá, empurrando com a barriga. Agora essa semana ele disse pra mim que vai sair de lá. Mas a minha admiração por ele nesse aspecto tá indo pro ralo. Ele não tem resiliência, não sabe o que quer (ele tem 36 anos), não tem um plano. Só sabe reclamar. Não sei o que falar porque sou muito diferente dele nesse aspecto e sempre quando ele vai falar disso eu acabo dando razão pras outras pessoas e isso tem deixado nosso relacionamento bem conturbado. Fico me perguntando se quero viver com uma pessoa que não sabe muito bem o que quer fazer da vida e vai levando.

Ah, ele e o pai dele estão fazendo “terapia” toda semana pra tentar resolver a situação entre eles mas isso tá só piorando também.

Já disse pra ele sair, mas também fico me perguntando o que diabos ele vai fazer?? Ele tem muita grana guardada então poderia fazer qualquer coisa, mas não vejo ele tendo o perfil pra isso. Cada hora ele diz`uma coisa e isso tá me deixando LOUCAAAAAA!

Ele tem vocação pra ser playboy? Rico, quase 40ão, sem saber o que fazer… sei lá. Se não for um bon vivant, pode ser que ele esteja perdido mesmo e precise de uma terapia mais firme para descobrir o que quer. OU, fale para ele tirar um ano sabático! Um ano sem trabalhar, pensando, longe de tudo e de todos. Ele tem grana, pode fazer isso!

 

 

  • Choras abertos! Mande suas angústias, seu problema sem solução, seu desabafo para constanza@futilish.com e no assunto coloque CHORA QUE EU TE ESCUTO. Nós te escutamos!