10
Apr 2018
A Farsa no Instagram – Parte 2
Cotidiano, Shopping Time

Mas deu o que falar o primeiro post sobre A Farsa No Instagram hein? Tanto que apareceu assunto até para uma parte 2 e cá estou eu, novamente, mais armada de informação e MAIS REVOLTADA ainda com a cara de pau dos “influenciadores” que montam um perfil baseado na mentira.

Antes de mais nada, queria esclarecer uma coisa. Minha denúncia não é direcionada a ninguém especifico, não é recalque nem inveja, não preciso disso. Não mesmo… Minha denúncia tem a ver com um trabalho que eu faço (e que várias outras pessoas também fazem) HONESTAMENTE e levado MUITO a sério, mas que é desvirtuado e desvalorizado por gente de má índole que quer se dar bem em cima de um “jeitinho” para aparecer mais ou construir uma imagem forte que… não existe.

Deixa eu desenhar, vem comigo (adoro analogias rs):

Pensem em uma pessoa que acorda cedo, se arruma, vai trabalhar, chega no horário, faz seu trabalho direito, cumpre suas responsabilidades, responde seu “chefe”, faz suas tarefas da melhor maneira possível… Tenta conquistar seus clientes um a um, mostrando transparência e conquistando a confiança. Tudo isso com o intuito de garantir sua permanência no emprego, de conseguir quem sabe uma promoção, de ter seu salário conquistado para pagar suas contas e quem sabe comprar um carro, uma casa, sei lá além de obviamente entregar um produto/serviço de qualidade e que corresponderá ao que o cliente deseja, sem enganações.

Daí tem o colega de trabalho, mesmo cargo, mesma empresa, mesmo “chefe”. Ele chega atrasado mas pede para alguém “bater ponto” pra ele antes. Ou nem vai porque tá de ressaca mas diz que tá doente em casa. No trabalho, enrola, finge estar trabalhando, tem suas responsabilidades atrasadas. Mas de alguma maneira, ele forja para seu “chefe” um trabalho bem feito, só a parte de cima trabalhada, um relatório com a capa linda mas cheio de folhas em branco, mostra sua “competência” com um número grande de clientes que ele inventou (ou que enganou prometendo coisas que não consegue entregar) e o que acontece?? O chefe acha lindo, vai lá e promove a pessoa, aumenta o salário.

Injusto não?

Pois bem. As empresas/marcas são os “chefes” dessa turma de influenciadores. O relatório, é conteúdo que produzem. A competência, o retorno gerado. Os clientes, os seguidores, enganados ou conquistados. Simples assim.

Alguém está sendo enganado não é? Tanto as marcas que acreditam num trabalho que não existe, que apenas é “enfeitado”, como os seguidores, que foram forçados a acreditar que aquele serviço era bom.

Affff falei demais, mas foi só a introdução para a bomba que vou jogar agora. No último post, dei algumas dicas de como saber se a pessoa que você segue comprou seguidores ou não. Muita gente me disse que a Luisa Accorsi tinha feito um vídeo falando de um site que mostra exatamente isso: se o perfil é comprado ou não. Bom, na verdade, o tal site não vai te falar claramente, mas só de ler os dados a gente já saca na hora. O tal dedo duro dos fakes se chama Social Blade.

Ó, já aviso… Cuidado que ele vicia.

Pra começo de conversa, ele só funcionou pra mim no Chrome. A interface é bem fácil de trabalhar. Vamos lá, vem comigo desmascarar alguns fakes:

No Chrome, vá em www.socialblade.com

Escolha “investigar” Instagram

Me escolhi para mostrar pra vocês

Os printf são de janeiro, este post está esperando já tem um tempinho… Como podem ver, eu ganho e perco seguidores na mesma proporção. Em dois anos, cresci apenas 10 mil seguidores e tô investigando o motivo. Um dos motivos é provavelmente o uso de algumas # que foram proibidas pelo Instagram há um tempo e eu teria que tirá-las das minhas fotos, mas cadê coragem de checar minhas mais de 7000 fotos para procurar as tais #? Enfim, continuemos com o Social Blade.

No gráfico acima, vocês podem ver meu crescimento desde 2014. Uma curva continua em ascensão. Normal. Crescimento ORGÂNICO, zero compra de seguidores. Lá pra dezembro de 2014 uma queda de poucos seguidores, que foi aquela limpa que o Insta fez e que todo mundo perdeu alguns números. Quem tinha comprado, perdeu MUITOS, algumas contas mais de 50%, quem não tinha comprado, perdeu seguidores inativos e spammers. A revista Glamour fez uma matéria sobre a tal limpeza no Insta, segue o LINK para quem quiser ler. É bem legal.

Agora vamos ver quem compra e quem não compra seguidores? Uma das maneiras mais rápidas e fáceis é comparar perfis. Lá no Social Blade mesmo você pode fazer isso.

Comparei 3 perfis que sei que não compram seguidores: a Lu Ferreira do Chata de Galocha, a Anita Bem Criada e eu, todas de BH porque gosto de valorizar minhas colegas que fazem um trabalho lindo. Claro, a Lu tem muito mais seguidores que a gente e fica lá em cima, mas reparem no formato do gráfico: os 3 perfis são curvas em suave ascensão. Praticamente uma linha crescente sem grandes eventos.

AGORA VEM O TERROR, OLHEM O GRAFICO DE QUEM COMPRA SEGUIDORES:

 

Conseguem ver a diferença no gráfico? Enquanto um crescimento orgânico é uma curva suave e crescente, a curva de quem compra seguidores é cheia de eventos, de picos e altos e baixos!!! Por que disso? Porque cada pico, é um dia de seguidores “comprados”. Um dia compra 2mil, outro 4mil, depois perde 1mil e por aí vai.

Mais uma comparação. POVO QUE COMPRA SEGUIDORES E SE AUTODENOMINA INFLUENCIADOR, CÊS NÃO TEM VERGONHA NA CARA NÃO? Enganam as marcas vendendo um alcance que não existe e enganam os seguidores fingindo credibilidade no que postam!

Aff

Continuemos:

Gente, é bom dar uma entendida nesses números, principalmente marcas ao pesquisar influenciadores para ações: não é normal ganhar 2 mil seguidores num dia, depois perder e perder, e depois ganhar 4 mil, 5 mil seguidores em um único dia. A não ser que o perfil seja SUPER CITADO por alguma mídia de peso (o que não é fácil/comum/recorrente), isso não é um crescimento verdadeiro, ok? É fake, BEM FAKE. 

Quer mais dicas para saber se o “influenciador” tem perfil com informações falsas? Fácil, o mesmo número de curtida em todas as fotos. Sim, porque pode comprar curtidas,  comentários e seguidores.

Gente, uma BOA foto de look dá boas curtidas, uma foto de uma flor, dá menos curtidas. Uma selfie bonita, dá boas curtidas, uma foto de um produto na bancada do banheiro dá menos curtidas. Fotos espontâneas, dão boas curtidas, fotos de PUBLI dão menos curtidas. É uma coisa óbvia! Então reparem: se um perfil tem 4.000 mil curtidas em todas as fotos, seja selfie, de paisagem, de um pedaço de pão, pode saber, são curtidas compradas. O engajamento REAL é variável e vai de acordo ao exibido no Instagram.

Mais dicas para saber se estão comprando curtidas? Clica pra ver quem está curtindo as fotos. Se for aqueles meninos de boné de aba reta, perfis de sacanagem ou esquisitos, de um público nada a ver,  pode saber que tem algo estranho. E percebi que esses perfis que curtem tem geralmente 7.500 seguidores. Perfis montados e fakes. Tipo assim:

É só dar uma olhada nas curtidas e se tiver uma série desses, bingo: compra curtidas também. Podemos chamar isso de engajamento? Esse público vai comprar algo? Acho que não hein… E todos esses prints acima foram de UMA FOTO de uma blogueira com mais de 6 mil curtidas na foto. Nem precisei procurar os fakes, era um atrás do outro mesmo.

Ah, comentários repetidos da mesma pessoa chamando insistentemente de : LINDA, MUSA, DEUSA, VOCÊ ARRASA, IDOLA também indicam que tem treta aí.

Ah, pára né?

Além dessa turminha que ama comprar tudo no Instagram e enche a boca pra falar que é influenciador profissional (sim, tem gente que se denomina assim. Profissional só se for em compra de fakes né?) existe também mais uma maneira de bombar o Instagram de falso engajamento: os grupos de whatsapp. Como assim? Existem grupos de WhatsApp, cheio de “influenciadoras” que combinam de curtir e comentar as fotos das migues para aumentar o engajamento. O convite para esses grupos é mais ou menos assim:

Meu estômago chega a embrulhar. E o de vocês?

Gente, essa farsa saiu até no New York Times! Mais direcionada aos fakes do Twitter, mas no fundo é a MESMA coisa. Quem quiser ler, segue o LINK.

“Todo mundo quer ser popular online. Alguns pagam por isso.” 

Ia citar também alguns casos que recebi sobre lojas/marcas que fecharam com influenciadoras e não tiveram retorno algum. Tipo, nem copo d’agua ganharam. Várias pessoas entraram em contato comigo para me contar casos mas… deixa pra lá né? O recado está dado: para as MARCAS prestarem atenção em quem estão investindo e para VOCÊS abrirem os olhos e saber quem estão seguindo.

  • O que vai acontecer? Vão parar de comprar? Não… não vão. O Instagram vai fazer uma nova limpa e acabar de vez com essa prática? Duvido… A única coisa que eu realmente quero e me importo é com o mercado. Só quero que as marcas valorizem quem faz um trabalho limpo, de verdade e honesto. Que entendam de uma vez por todas que número de seguidores NÃO é garantia de retorno ou indica engajamento. Olhem com calma, analisem, pensem em nichos, em público de verdade e conteúdo. O resto, que continue fake, mas que não queime o trabalho de quem faz bem feito. E se fizer drama, ainda vai ter a parte 3.
58 Comentários
  1. #1
    Denise
    10.04.2018 - 16:29

    Nossa, achei que eu estava ficando é doida.
    Tava surgindo umas pessoas no insta, com conteúdos e coisas super nada a ver… e com um MOOONTE de like. Achei que eu tava ficando é velha por não “conectar” com a moçada de hoje. Percebi que isso é fake… menos mal!

  2. #2
    Pri
    10.04.2018 - 16:55

    Cony,
    Realmente tem de ser bem “cara de pau” para enganar tantas pessoas como alguns “influenciadores” fazem. Mas acredite: quem já está neste mundo virtual há mais tempo não se deixa enganar. Você tem LEITORAS, isso mesmo! E como boas leitoras que somos, gostamos de qualidade, o que tem de sobra no seu blog. Modéstia à parte, sou professora de Português e, obviamente, como sou leitora voraz de outras coisas, não é qualquer blog que “me pega”. O seu blog é ótimo, seu Instagram também e você é melhor ainda. Continue com esse trabalho honesto e continuará com leitoras/seguidoras de verdade! Beijo grande no seu coração!

  3. #3
    Gabi
    10.04.2018 - 17:16

    É bem verdade tudo isso mesmo. Outra forma de analisar, é a discrepância entre seguidores e likes. Eu conheço uma ucraniana de quando morei fora, e hoje ela é “digital influencer na Ucrania”. Tem 50 mil seguidores. Aí as fotos dela no geral tem 90, 100 likes, e as mais curtidas tem 150, 200 likes… Só que eu, que sou ninguém na fila do pão, tenho 700 seguidores, tenho isso aí também… foto de flor, como você disse haha.. tem 70, 80 likes, e foto bonitona, de viagem, de casal, e tal, tem 130, 140. Agora me diz, como que eu e a mana de 50 mil seguidores temos o mesmo tanto de like?! HAhaha.. ta faltando a Cony ucraniana dar um chega pra lá nela hahaha!! E vejam bem, tem picareta no mundo inteiro.

  4. #4
    Dede
    10.04.2018 - 17:32

    Hoje li uma reflexão (mais sociológica rs) sobre identidade e redes sociais, onde é citado que uma grande tendência está nos micro-influenciadores, que exploram nichos de maneira real e orgânica.

    Pra quem quiser ler e pensar sobre, eis o link:
    http://pontoeletronico.me/2018/micro-influenciadores/

    Obrigada Constanza por esse espaço que nos proporciona tantas trocas! (leitora fiel desde 2010)

  5. #5
    10.04.2018 - 17:57

    Oi Cony, tudo bem?
    Tem uma coisa que tem que ser levada em consideração nisso tudo. Eu tenho um perfil de Instagram com mais de 50k, porem tenho pouco engajamento.
    Comprei seguidores? Não, tive meu perfil indicado e seguido pelo perfil oficial do Instagram 2 vezes.
    Acho que eles não fazem mais isso, mas antigamente eles seguiam perfis que consideravam “exemplos” para a site. Isso fazia as pessoas ganharem muitos seguidores. E nem todos curtem as fotos. Porque? Geralmente são perfis fantasmas, que só fizeram uma conta, seguiram que o Instagram indicou e isso, nunca mais usaram.
    Isso fazia todo mundo ganhar muito seguidor, tipo 2k 3k por dia. Depois disso só cai meu número de seguidores, pois não ganho tantos a ponto de suprir os que saem (geralmente perfis nunca usados, ou pouco usado).
    Só pra todo mundo não achar que um perfil que tem muitos seguidores e poucas curtidas são TODOS fakes 🙂
    beijos!

    • #6
      Constanza
      10.04.2018 - 18:15

      Eu já apareci VARIAS vezes na indicado do insta na época que ele fazia isso. Mas eh o q falei no post: o engajamento das fotos depende mt do q esta sendo compartilhado. Se for foto ruim ou desinteressante, ngm curte mesmo.

  6. #7
    Kris Gama
    10.04.2018 - 18:23

    Hahahaha tem um senhor que sempre comenta a mesma frase em todas as fotos que posto,juro que não comprei ,mas acho que é fake e não sei de onde surgiu!
    E vejo também casos que a pessoa tem 9 mil seguidores e Mais de 6 mil curtidas em uma doto

  7. #8
    Silvia
    10.04.2018 - 18:27

    Oi, não sei se você me entendeu, mas ok.
    Não é no explorar, era indicação direta para quem tava fazendo o cadastro. As pessoas seguiam sem pensar. O perfil era seguido pelo perfil oficial por 2 semanas, ganhando assim muito seguidor. Eu não acho que tenho fotos ruins, inclusive já vendi algumas para fora, o que queria te contar era que se o perfil tem muito seguirdor e pouca curtida, não necessariamente ele comprou seguidores. Já perfis com curtidas fora de comum eu também desconfio.
    Beijo.

  8. #9
    10.04.2018 - 19:06

    Oi Cony! Está de parabéns pelo artigo!
    Só para complementar, “para melhorar a experiência do usuário na ferramenta, o Instagram impôs um limite máximo de pessoas que cada conta pode seguir, limite esse que é de 7.500 usuários.”

    Essa é a causa porque a maioria dos usuários FAKES geralmente seguem 7400-7500 pessoas.

    • #10
      Constanza
      10.04.2018 - 20:18

      Obrigada por explicar!

  9. #11
    10.04.2018 - 19:29

    Tenho uma loja online e quando comecei nesse “mundo” me surpreendi com a quantidade de meninas com milhares de seguidores pedindo parcerias. Com uma olhada rápida no perfil eu já via que eram seguidores fakes. Ex: 200 comentários de meninas parecidas com ela, dizendo apenas “linda” e etc, sem se importar nem com o que a pessoa postou na legenda da foto… Infelizmente muuuuitas marcas não tem esse filtro, muita gente relativamente nova no Instagram fez lojinhas e se ferrou muito com isso. Já as grandes marcas, não tem desculpa!!! TEM que ter o mínimo de inteligência pra saber o que é um bom engajamento. Torcendo pra esse post bombar muito!

  10. #12
    Flavia
    10.04.2018 - 19:31

    Puxa, te seguia no Instagram e fui bloqueada pensei que havia sido vc mesmo sem nenhum motivo mas agora entendi o Instagram que retirou ne?
    Por isso continuo seguindo vc apenas pelo blog mesmo, e fique tranquila pois vc influência simmmm pois conheci a Amaro vendo seu site e agora não paro mais de comprar. Compro tanto que ganhei até código da vendedora pra não pagar mais frete Confie no seu trabalho e nas suas leitoras.

    • #13
      Constanza
      10.04.2018 - 20:16

      Sim, muita gente foi “retirada” do meu insta! Até amigas próximas sumiram.

  11. #14
    Raissa
    10.04.2018 - 19:41

    Ai, eu sou muito boba pra perceber essas coisas de fake, MORTA de curiosidade para saber sobre essa blogueira fake que serviu como exemplo kkkkkk Acredito que não acompanho nenhum fake, até pq esse pessoal nunca agrega, sigo as blogueira raiz que passam confiança e seriedade no que fazem ❤

    • #15
      Constanza
      10.04.2018 - 20:16

      São varias! Peguei umas 3 pra exemplificar

  12. #16
    Marilena
    10.04.2018 - 20:17

    Se há toda essa revolta por seguidores falsos, por que as próprias pessoas que se incomodam com isso continuam dando atenção aos perfis com seguidores fakes e comentando “linda” e outras coisas?

    Um dos perfis mais fakes do Instagram é o da Boca Rosa, varios comentários de fakes, inclusive feitos por ela mesmo. Ainda assim, há blogueiras que comentam nas fotos dela, talvez esperando que por ela ter 6MM de seguidores, ao comentar ganhem alguns seguidores também.

    Já diminuiu, até pelas polêmicas grotescas que ela inventa, mas não é legal blogueiras sérias associarem a imagem a pessoas assim.

  13. #17
    Juliana
    10.04.2018 - 20:52

    Adorei o post! Super informativo, atual, inteligente e verdadeiro! Assim como seu trabalho! Parabéns! Te sigo a muito tempo e gosto muito de sua conversa mais adulta e madura. Mas tenho uma confissão a fazer: quaaaase parei de te seguir na época em que estava solteira e só postava coisas relacionada à idéia de: sou muito maravilhosa para alguém me acompanhar! Desculpe a honestidade! Mas eu fui insistente e valeu a pena, pq voltou à Cony bacana de sempre! Desejo muuuito sucesso! Bios!

  14. #18
    Camila Arcanjo
    10.04.2018 - 21:05

    Aí o que a pessoa aqui fez? Passou o dia inteiro checando todos os perfis que segue pra garantir que não ta sendo enganada… hahaha

    O mais engraçado / ironico é que todos os que eu imaginava que iria encontrar algo estranho, realmente aconteceu… teve um perfil que eu seguia que simplesmente ganhou 35 mil followers em um unico dia…. achei estranho… como vc mesmo disse, a gente vicia nessa ferramenta.

    Mas a diferença mesmo Cony… quando precisamos buscar uma informaçao sobre produto / serviço / marca, sempre vamos ter aquelas pessoas que realmente nos influenciam… é o seu caso, das meninas do Coisas de Diva, ou seja, voces sempre vao crescer de maneira consistente pq passam credibilidade para nós.

    Excelente post… por mais transparencia nesse mundo!!!

  15. #19
    Liza
    10.04.2018 - 22:18

    Cony… Tem umas fotos q vejo com um monte de comentário besta, tipo, princesa, linda, maravilhosa, rainha, deusa e ficava pensando se os seguidores nao tem capacidade de formular uma frase… Aí agora ví nessa ferramenta q em uma determinada semana foram 1.3mihoes de seguidores e entendi um pouco a piada.

  16. #20
    Linete Bino
    10.04.2018 - 22:20

    Já chega de tanta mentira e falsidade. “Blogueiras” sem blog, “influenciadores” que surgem do nada e só porque tem meia dúzia de gente seguindo já faz post ganhando horrores, sem nem ao menos ter propriedade pra isso. Enquanto, pessoas sérias e competentes são deixadas de lado em nome de “Ks” “Mis” de seguidores que nem existem ou estão ali só para ganhar uns trocados indianos (quem sabe … Rsss). Parabéns, Cony!

  17. #21
    10.04.2018 - 22:27

    Cony também tenho blog e notei que de um pouco mais de um ano pra cá minha conta do Instagram estagnou. Vi toda essa coisa das hashtags e como tenho em torno de 600 fotos resolvi fazer a limpa. Apaguei TODAS as hashtags de TODAS as fotos, na primeira publicação que fiz depois disso senti uma melhora nas curtidas, mas depois ficou tudo igual. Tenho 4,500 seguidores, e meu alcance fica em torno de 600, 700.. sendo que quando tinha 2000 seguidores o alcance dava quase o dobro. Hoje é muito difícil uma foto chegar a 100 curtidas. E nunca comprei seguidor, like, fiz parte de grupo… nada! Já vi algumas pessoas reclamando desse bloqueio que aconteceu com algumas contas, mas ngm conseguiu nenhuma explicação. Muita gente deletou a conta e criou uma nova e diz que adiantou, mas tenho apego a toda a história que já construí ali.

  18. #22
    10.04.2018 - 23:04

    Amei, amei, amei!!! Aplausos!Excelente post! Faz a parte 3 mesmo!!!
    Gostei de você ter mostrado a ferramenta Social Blade e as matérias, tudo bem informativo. Sobre o shadow ban (o problema com as hashtags banidas), muita gente sofreu com isso. Eu demorei a perceber. Daí editei umas 500 fotos com meus looks (com #boho e #lookbook) e alguns posts de livros (com #books). Hoje não uso mais, mas a qualquer monento pode surgir uma nova na black list. Difícil.
    Beijos.

  19. #23
    Jessica
    11.04.2018 - 06:15

    Cony, já anúncio de venda de perfil do Instagram:
    “ Vendo perfil com 150k seguidores, interessados falar in box” kkkkkkk

  20. #24
    Ju
    11.04.2018 - 08:15

    To passada com a quantidade que faz stories indignadíssima com compra de seguidores e compra também!

  21. #25
    Cibele Porto
    11.04.2018 - 08:48

    Pode pôr o emoji batendo palmas aqui???
    Orgulho de vc, Cony!

    P.s.: quero muito a parte 3. ahahah

  22. #26
    Carine Kayser
    11.04.2018 - 09:29

    No ultimo post comentei de uma que chegou aos 6 milhões, sem conteúdo nenhum de qualidade, cheia de polemicas e as várias desculpas pra não postar conteúdo! Logo fui verificar e to mais chocada ainda pq é nítido que não tem compra de seguidores, gente como alguém chega nesse patamar sem conteúdo? Tô bem chocada mesmo!

  23. #27
    Bruna
    11.04.2018 - 09:32

    Mas tem vários perfis que fala que é privado e a busca não acontece, mas o perfil não é privado.

  24. #28
    11.04.2018 - 09:36

    Menina, na minha aula de ontem do mestrado falamos sobre a relação do eu com as mídias e como as pessoas constroem uma nova imagem de si, e esse post casa direitinho com a discussão. Ao meu ver, algumas marcas só se interessam pelo número de seguidos e esquecem que tem analisar o blogueiro/influenciador como um todo (engajamentos reais, alcance, relação com o público e como que é a presença na internet dessa pessoa). E as pessoas que trabalham com mídias sociais, seja páginas de blogueiros ou de empresas, que utilizam essa ferramenta para ter mais seguidores, têm que ser MUITO cara de pau. Mas enfim, cabe ao público saber diferenciar quem realiza essa prática.

  25. #29
    Adriana
    11.04.2018 - 09:53

    Pq o instagram baniu hashtags? Tô entendendo nada

  26. #30
    Gabi
    11.04.2018 - 10:24

    Já tinha adorado a parte 1 e adorei essa também. Tenho uma lojinja infantil virtual a 3 anos e cada seguidor ganho é uma conquista. Mas é muito difícil antes de entender melhor “essa compra” de seguidores ficava chateada de não conseguir ganhar tantos seguidores e potenciais clientes como via muitas lojas ganhando e depois de estudar mais e me informar vi que era ilusão. O importante é isso mesmo continuar fazendo um trabalho honesto e passando confiança.

  27. #31
    Catharine
    11.04.2018 - 10:37

    Tem um episódio de Black Mirror (série do Netflix) que bem retrata esse tipo de coisa. Estamos vivenciando um futuro q não está longe de nós; já é nosso presente.

  28. #32
    Thais
    11.04.2018 - 10:49

    Tem vários perfis que eu procurei e não achei no site. Aparece como conta privada (e não é) ou que não existe. Será que tem que ter um número mínimo de seguidores?

  29. #33
    Erica Marques
    11.04.2018 - 11:45

    Conyta, não conhecia esse site.. peguei uns para investigar e fala que o perfil não foi encontrado, sendo que o user esta correto e o perfil não é privado… pois bem, mandei para o suporte deles averiguaremm pq to me corroendo de curiosidade.. hahaha

    Só me explica uma coisinha sobre a tal das “hashtags” proibidas, como sabes sobre isso? Como fazemos para saber quais foram proibidas? Pq uso muito nas minhas e é bem difícil aparecer seguidor novo as usando normalmente é o povo que é amigo e amigo.

  30. #34
    Ana
    11.04.2018 - 12:09

    Lembro de ter lido ou visto uma entrevista de uma antiga atriz da globo, e ela estava reclamando de não conseguir outro papel em novelas porque não tinha muitos seguidores nas redes sociais.

  31. #35
    Claudia
    11.04.2018 - 12:19

    Fiquei feliz de ver que as poucas que sigo tem números consistentes ☺️

    Não tenho sequer idéia de quem são as farsantes

  32. #36
    Camila
    11.04.2018 - 12:47

    Gente!!!! Tõ de cara!
    Até imaginava que isso existia mesmo, mas nunca quis acreditar. Agora vou ficar de olho bem aberto!

    Tenho um perfil profissional que criei a pouco tempo, ingressei nesta área da maquiagem agora, e não tenho nem 100 seguidores rsrsrsrs para mim não é vergonhoso falar isso, sei que estou no caminho certo, e é com bastante suor que conseguimos as coisas.
    Mas estava pensando esses dias, não quero conquistar meu público todo pelo instagram não, quero ter uma relação direta com ele, de proximidade, e não uma coisa fútil, quero que as pessoas reconheçam meu trabalho por que ele realmente é bom e não por ter um perfil bombado.

    Engraçado que conheço uma pessoa que começou um perfil na mesma época que eu e tem váaaaaaaarios seguidores, váaaaaaaarias curtidas, fiquei tipo “AN?, OI?”.

    Conheci seu blog hoje Constanza, e já salvei como favoritos!
    Obrigada pelos esclarecimentos a respeito do assunto. Sensacional!!

  33. #37
    Tata
    11.04.2018 - 13:53

    É normal ganhar +22,053 seguidores em uma segunda-feira qualquer?
    Tem uma influenciadora de BH que ganhou isso.
    É uma dúvida real, não estou querendo desmerecer.

    • #38
      Constanza
      11.04.2018 - 16:34

      Nao é normal nao. Nem thássia que é thassia ganha isso por dia.

  34. #39
    11.04.2018 - 14:02

    Cony, nem precisa autorizar meu comentário para não polemizar e nem te prejudicar, mas preciso desabafar.
    Eu já tinha ficado chocada com o primeiro post e hoje resolvi pesquisar mais algumas pessoas, inclusive aquelas que pareciam livres de qualquer suspeita.
    E, Jesus!!! A minha indignação é principalmente em relação a boa parte das meninas do FHits (daí porque falei que você não precisava aprovar meu comment). Algumas eu já desconfiava porque nunca tinha ouvido falar na criatura e de repente ela estava aparecendo em tudo que era coisa, com status de “top blogger”, mas outras…que coisa podre! Como eles aceitam ter em seu cast essas pessoas???

    Cony, mantenha a resistência sempre! Admiro demais o seu trabalho e principalmente a sua verdade. Cada um dos seguidores que você tem, conquistados honestamente, valem milhões de vezes mais que qualquer picaretagem das influencers.

    Um beijão e desculpe o desabafo!

  35. #40
    Ju
    11.04.2018 - 14:27

    Cony, adorei o post!!!! Já entrei no site e olhei os perfis que sigo…. fiquei feliz!! Só 2 eu percebi que tem sacanagem!!! Mto bom saber disso, a gnt conhece quem é de verdade e quem é de mentira! Apesar que já dava pra perceber!!!
    Continue com seu trabalho honesto e sempre tão correta e verdadeira que vc vai ganhar muito mais com isso! Além da consciência tranquila, quem é honesto ganha muito mais na vida, em TODOS os sentidos!!! Tenho certeza disso!!!!!
    Pra vc ver como vc é diferente… olha quanta gnt acessa e comenta no seu blog!!! Como vc mesma diz, quem hj em dia tem blog né?
    E sem comentários, mas seu blog é o melhor de SEMPREEEE!!!
    Um beijo e muuuuuuuuuito sucesso pra vc!!!!!!!!!

  36. #41
    Ana Luísa
    11.04.2018 - 14:39

    Arrazô, mulher!
    Desde o primeiro post quando você citou no stories esse social blade, a máscara caiu pra umas que eu já desconfiava… pra mim a pior de todas foi uma que há uns dois anos tinha um Instagram bem pobrinho, e o blog era daqueles bem mal diagramados (parecendo o meu, hehehehehe). De repente deu um upgrade na fia, as fotos do insta são incansáveis selfies (cara, perfil só de selfie me dá uma preguiça…), com aqueles filtros muito alegóricos da gringa, e as famosas hashtags de follow to follow, follow me, e por aí vai, um carnaval de apelação. Ela também é uma das que comenta em tudo quanto é insta de influencers poderosos, tipo o Whindersson, sempre com a mesma coisa (copy+paste). Lá no social blade ela ganha uma média de 4000 seguidores por dia e já passou de 1M!!! Vai, malandra!
    Mas o que me deixa mais assustada é que nenhuma delas se importa com a mensagem que está passando pra muitas seguidoras reais, muitas são adolescentes e super sugestionáveis, muitas que sonham em ter aquele guarda roupa dos sonhos que a tal divulga mas acabam se endividando. Uma divulga receita de sopa emagrecedora pra perder 5 quilos em uma semana (morta!) e não pensa na contribuição para a anorexia e bulimia… enfim, o mastiga e cospe da hoje superstar musa fitness foi só o começo pra essa galera abrir o olho.
    Tenho pena de gente que precisa disso pra viver, mesmo.

  37. #42
    Fernanda Amarante
    11.04.2018 - 16:57

    Cony maravilhosa! Que textos magníficos e necessários! Agora quero testar o social blade com os foodies!! Os meninos de boné ninguém merece, hein?
    Obrigada, querida!!

  38. #43
    Karla
    11.04.2018 - 18:03

    Logo que a Luisa Accorsi postou sobre essa ferramenta, eu fui logo de curiosa pesquisar sobre os fakes da vida.
    Engraçado que a gente sempre tem um pé atrás com determinadas pessoas. Eu tinha com uma blogueirinha de Nova Lima forçaaaaada toda vida, metida a fitness, que quando coloquei no social blade, era só compra de seguidor. Da uma decepção tão grande que parei de segui-la.
    Hoje, abri de novo o socialblade, abri meu insta e coloquei a última pessoa que tinha postado foto. Coincidentemente, blogueira fitness de BH pras bandas do Vila da Serra e com números estranhos. Ahhhh.. o perfil dessas pessoas é muito fácil de se identificar.
    Cony, que essas pessoas não sigam de exemplo pra ninguém. Parabéns pelo seu trabalho !

  39. #44
    Sophia
    11.04.2018 - 20:17

    Ia falar exatamente isso do FHits! Como que um grupo de influenciadoras, teoricamente selecionadas, tem meninas que compram seguidores, likes, etc?! Ninguém vê isso nao?! Você mesma nao pode denunciar?

  40. #45
    12.04.2018 - 14:55

    Nossa Cony, amei as dicas de como “desmascarar” certos influencers.
    E entendo perfeitamente o sentimento funcionário exemplar/funcionário mentiroso.
    Consigo meus seguidores um a um, com muito esforço e dedicação, é um trabalho árdua, mas pelo menos tenho consciência limpa.
    Beijo!

  41. #46
    Paolla Porto
    12.04.2018 - 16:58

    Miga, me paga um troquinho que eu limpo as # todas para vc. kkkkkkkkkkkkk

  42. #47
    Regina Giovanini
    13.04.2018 - 07:34

    Eu tento te seguir no IG há mais de 1 ano e não consigo!

    • #48
      Constanza
      16.04.2018 - 11:50

      Gzuis! tem super treta no meu insta! me boicotaram pq coloquei a boca no trombone rs

  43. #49
    13.04.2018 - 08:42

    Bom vamos lá .. acho que sou um dos poucos homens que vem comentar aqui né ?! ( Kkkk ) primeiramente gostei da parte 1 e essa parte 2 que fala sobre os fake dos Instagram .

    Quero confessar que já comprei seguidores e participava de grupos de WhatsApp ( aliás ainda participo ) porém de uma mês pra cá comecei a refletir sobre isso e parei .. sai de 36 grupos de likes e comentários pra 4 grupos ( depois de termina aqui irei excluir) .. conheci esse mundo atravéz da https://www.instagram.com/carolservulo/
    Vou colocar o link pra polemizar mesmo.. kkkk ela saiu de 20mil seguidores e hj tem mais de 100mil em messes.. bom do grupo dela, conheci outros e mais outros.. eu irei fazer uma limpa do meu Instagram, que hj tem 36 mil seguidores e acredito que apenas umas 20mil realmente são seguidores reais.. outra dica legal pra descobrir se o perfil e fake e você pedindo print dos stories o número se for fake vai ser pequeno .. desculpa os erros de portuga aí tá beijos e sucesso no blogue

  44. #50
    Vivi
    13.04.2018 - 12:17

    Mas eu achei que tinha sido bloqueada no insta, então fui retirada?
    Gostava de tudo que via por lá, aqui no blog passo uma vez por mês dar uma atualizada…
    Tenho um ig só de foto de paisagem/viagem, vou te add nesse então kkk

  45. #51
    Juliana
    13.04.2018 - 14:00

    Adorei!! Viciada no Social Blade já!! Que farsa… o pior que estão tentando burlar até mesmo o gráfico desse sistema. Comparando seguidores de forma linear, tipo 1mil por dia. Muito triste.
    Por terem dinheiro, compram seguidores e ganham ainda mais dinheiro. Lógica de investimento sujo e antiético.

  46. #52
    Juliana
    13.04.2018 - 14:56

    Ser fitness em Nova Lima te faz ganhar 18 mil seguidores no domingo e 22 mil na segunda.
    Vou largar meu emprego e só vou “malhar” agora. Descobri meu nicho!!
    Foi um post vocacional 😉

  47. #53
    Daniela Abreu
    16.04.2018 - 16:06

    Tem uma blogueira que sigo e consultando o site, percebi que ela deu umas compradas, mas ela é esperta, nos stories faz desapegos surpresas, e participa do sorteio que comenta na ultima foto dela. Cada foto tem muitas curtidas e um monte de comentários. Isso que é engajamento.

  48. #54
    Fernanda
    18.04.2018 - 16:40

    Tem várias blogueiras conhecidas que sabia que tinha alguma coisa errada como a forçada fitness de Nova Lima, uma ex fhits pros lados do Nordeste e por aí vai!!! Preguiça total!!!

  49. #55
    Kathia
    19.04.2018 - 18:04

    Fora que tem blogueira com 1,6m de seguidores e poucas curtidas. Ou praticamente nenhum comentário. Isso é estranho ou algo da minha cabeça?

  50. #56
    Mariana
    21.04.2018 - 22:36

    Tem gente que pesquisamos só pra ter certeza que compram, pq já desconfiamos, ne.
    Mas tem umas que surpreendem negativamente também. Fiquei decepcionada em ver que uma blogueira mineira que eu admirava pela história de superação após um acidente compra seguidores.
    Uma dúvida sincera: isso não deveria fazer parte da política do fhits? Óbvio que vc não é a dona, mas, sendo uma empresa séria, deveriam zelar por isso junto aos clientes…

  51. #57
    Katherine
    12.05.2018 - 12:39

    Qdo sairá a lista de suas coleguinhas? Na parte 3? Eu não entrei! Mas pelo amor! Não vão me dizer que Thassia, Coelho, Rudge e Coutinho compram?!

  52. #58
    Cintia
    02.06.2018 - 09:48

    Conheço gente que se acha muito influente no mundo da moda que tem 60.000 seguidores e que quando pública uma foto nao tem nem 200 likes! Ahhh fala sério será que acha que engana? E o pior é que muita gente desavisada patrocina achando que vai ter retorno. Mas sempre será medíocre porque empresas sérias não caem nessa!

Comente