21
Mar 2018
Chora Que Eu Te Escuto!
Chora Que Eu Te Escuto

Tô bolando um projeto com o Chora que vocês vão amar!!!! Tô ansiosa! Vamos com os casos de hoje:

Chora 01 – Ibirapuera

Cony, primeiramente quero dizer como todas que amo o blog, porém eu não tenho tempo pra quase nda e o seu blog está na pequena lista dos que leio sempre, porque sempre dou um jeito de ler.

Faz tempo que quero escrever esse chora. Sou mãe, esposa, dona de casa, trabalho na Administração de um órgão de economia mista muito conhecido e ainda sempre me cuido, sou vaidosa e nunca saio sem maquiagem e perfume. Além disso, sou religiosa e gosto muito de reservar um tempo para minhas orações e idas à missa. Me considero uma pessoa inteligente e a maioria das pessoas à minha volta também.

Acontece que estou no mesmo cargo há dez anos e nunca consegui passar na prova dos cargos acima. Tenho nível superior e estou em um cargo de nível fundamental. Apesar disso, faço o serviço de funcionários de nível superior até melhor que eles. Meu chefe gosta muito do meu trabalho e por isso me dá trabalhos mais sérios e difíceis, me dá privilégios (Que acabam causando ciúmes das outras pessoas do meu cargo) e sou uma das pessoas de confiança dele. Acontece que esse chefe não é para sempre. Quando vier outro no lugar dele, vai olhar para o meu cargo e me colocar para o atendimento, não vai olhar para as minhas capacidades. E eu entendo perfeitamente, afinal algumas coisas que eu faço nem posso assinar pois pode ser considerado desvio de função. MORRO de medo de ir para o atendimento, já fiquei lá anos atrás e fiquei doente. Mas Cony, por mais que eu tente, eu não consigo passar na prova. Esses processos seletivos acontecem poucas vezes e eu não passo. Eu estudo, fico até tarde estudando, pago cursinho, me esforço apesar do cansaço e nada. Tomo anti depressivos há anos, mas isso nunca me atrapalhou. Sofro de enxaqueca crônica faz tempo, mas ainda assim não me deixo paralisar. Já tentei todo tipo de tratamento e não resolveu, mas não desisto. Então não posso usar isso como desculpa. Na minha empresa existem muitos cargos que simplesmente “aparecem” por indicação do diretor regional. Só que eu sou uma das pessoas que entrou fazendo prova e não por favor de ninguém, então não tenho costas largas apesar de muita gente achar que eu tenho. Eu ganho mal e para fazer minhas coisas conto com a ajuda do meu pai (Só que rola brigas às vezes) e nunca deixo de ajudar nas contas em casa.  Não sei mais o que fazer!

Bem vinda ao mundo real baby. O que tem de gente injustiçada por aí… Em partes me vejo um pouco na sua historia, que é quando falo das influenciadoras que compram seguidores e muitas vezes são mais reconhecidas ou ganham mais de quem faz um trabalho de verdade e mostra serviço. Mas o mundo é assim, acontece com você, comigo, com a leitora que está nos lendo agora, com a vizinha, com XinXaiLe lá na China. O que a gente tem que fazer é justamente o que você já está fazendo: não desistir e tentar se superar sempre. Acredito que uma hora a recompensa virá, prefiro pensar assim do que remoer esse sentimento de “injustiça”. Continue fazendo o que você faz de melhor e da melhor forma, continue mostrando seu trabalho bem feito, mas não faça isso esperando que alguém venha e te reposicione no trabalho. Faça por você, faça por ser o seu melhor. Continue estudando e não desista. Olhe sempre pra frente, jamais para trás nem para os lados.

Chora 02 – Jardins

Oi Cony! Tudo bem?! Vou te mandar um chora sobre um assunto que não lembro de ter lido algo parecido por aqui já. Me chamo Jardins, tenho 27 anos e tenho dois irmãos gêmeos (M. e P.), com 22 anos hoje. Então, ano passado tive certeza de que o M. é gay. Só que não foi numa conversa aberta com M. Ele nunca chegou para me contar pessoalmente. Foram por algumas atitudes dele desde pequeno, conversas que ouvi meio por cima entre os dois que eu comecei a desconfiar. Até que um dia resolvi ter a certeza e perguntei para o P. pois os dois são muito mais apegados, parceiros e se contam tudo. Foi aí que P. me confirmou que M. era gay. Então perguntei se o resto da família já sabia, o porque nunca tinham falado pra mim. P. me disse que meus pais já sabiam há alguns meses e não sabia me dizer o porquê M. nunca tinha me contado. Não fiquei chocada com a notícia, pois como disse já imaginava. Mas realmente fiquei um pouco chateada por nunca terem se aberto comigo. Mas o maior problema é que não sei como lidar com isso. Não por mim, mas pelo M. Eu sou uma pessoa bem fechada, dificilmente me abro com as pessoas e também acho difícil tocar num assunto como esse lá em casa. Mesmo que apenas com o M. Nós nunca conversamos sobre isso. Mesmo não conversando, milhões de coisas passam pela minha cabeça. Quando M. era menor, passou por alguns momentos difíceis, quase entrou em depressão. Precisou de terapia. E imagino como tenha sido difícil para ele se aceitar quando descobriu ser homossexual. Hoje sei que ele se aceita como ele é. Eu tento me colocar no lugar dele, e imagino como deve ser difícil lidar com isso. Já ouvi amigos da família fazendo piadinhas sobre gay na frente de M. Já ouvi prima minha dizendo para a minha mãe que nunca aceitaria um filho gay. E essas coisas que me incomodam. Como lidar com pessoas inconvenientes assim? Eu já namorei, apresentei meu ex para a família toda. P. começou a namorar recentemente e já apresentou a namorada para a família. M. também já namorou, mas as poucas pessoas que conheceram o namorado, conheceram-no como “amigo”. Me pergunto se ele não sente falta de abrir o relacionamento para todos, assim como eu e P. Os únicos que sabem são meus pais, eu e P, além de alguns amigos mais próximos. Ai sempre em alguma janta de família vem algum parente fazer aquela perguntinha escrota para M. “e ai, como vão as namoradinhas?” e eu só penso no que meu irmão deve sentir ao ouvir isso. Gostaria da opinião de vocês, se tem algo que eu possa fazer para ajuda-lo; se devo esperar ele procurar ajuda; e principalmente como lidar com essas situações desagradáveis do dia a dia. Pois sei que vai muito além das poucas que já vivenciei junto com ele. Sei que ele se aceita do jeito que é. Mas eu fico mal por ele vivenciando situações como essas e queria saber de uma forma para amenizar a dor que ele deve sentir.

Acho que você não deveria se preocupar tanto com o “externo”. Vamos por partes: ele já se aceitou, o que é maravilhoso. Pior seria se ele travasse uma luta interna por não estar dentro dos “padrões da sociedade”. Segundo: a família toda sabe e tá tudo certo. Se seus pais fossem contra, seria ouuuutra historia. Acho que você não deve se preocupar em como agir, apenas faça tudo como sempre, normalmente!! Não tem que mudar o tratamento, ou tocar no assunto na sua casa, ou ainda chamar ele pra conversar. Mostre, com atitudes, que você está com ele pro que der e vier, que o apoia e que nada mudou e nem mudará. Quando ele se sentir a vontade, falará sobre o assunto com você! Não force nada mas também não se feche muito, para poder dar abertura a ele caso ele sinta vontade de te contar algo. E sempre aparecerão situações chatas, mas isso está fora do seu controle então o que você pode fazer quando isso ocorrer, talvez seja mudar de assunto, desviar a atenção. No mais, curta MUITO seu irmão, eu iria adorar ter um irmão gay, os gays são os melhores amigos!!!!

Chora 03 – Itaim

Olá Cony, engraçado que já te escrevi um chora e não enviei… Na hora que terminei de escrever eu pensei o seguinte : “ se eu sei tudo o que está acontecendo , se eu acabei de detalhar tudo pelo que estou passando e eu mesma não tomo uma atitude, quem poderá me defender?! A única pessoa que pode mudar essa situação sou EU”

Nessa época eu passa por um relacionamento abusivo e estava casada (fui casada por quase 8 anos) . Super infeliz, me sentindo feia, mal amada, pegando as características terríveis do ex e não sentia que havia saída . Sempre fui alegre, expansiva , sorridente , com pais incríveis que sempre fizeram tudo por mim. Não sei se isso é normal, mas as vezes parece que por sermos pessoas tão boas de coração atraímos esses homens (graças a Deus foi só ele). Ele era mais velho do que eu 10 anos. Cheio de machismo, não gostava dos meus amigos, da minha família ,eu me sentia pisando em ovos e tendo que toda hora balancear situações , ele enchia o saco do modo que eu me vestia e era simpática . Engraçado que no começo eu achava que tudo aquilo era proteção , e por morar longe dos meus pais na época deixei ele dominar muito a minha vida . Eu sempre trabalhei e comprei minhas coisas e mesmo assim ele reclamava… Me xingou varias vezes, não me elogiava, nem me beijava na boca direito … era uma MERDA. Depois nós mudamos e ele saiu do emprego. Fomos morar na cidade dos meus pais e por não alugar nada de início na cidade, moramos com eles … a coisa foi de uma tal forma que eu quase não falava mais com meus pais dentro da minha própria casa por causa do embuste. Um horror… hoje eu penso em tudo isso e sinto vergonha.

Ele trabalhava na empresa deles assim como eu e mal os cumprimentava …

Tudo estava ruim, nada prestava e só ele era o bonzão.

Ele só trabalhava de manhã e passava a tarde toda jogando videogame. Um homem de 40 anos. Eu tinha 30 na época, isso foi em 2016. Cony, aquilo foi me deixando desesperada . Eu não sabia como terminar e mandar ele de volta para a cidade em que morávamos (já que ele era de lá ). Comecei aos poucos trabalhar isso na minha cabeça. A olhar ao meu redor, a ver o sofrimento dos meus pais, a analisar em como não estava sendo uma boa filha, em como tudo o que eles me ensinaram estava sendo jogado no lixo… e a pensar: “você não é assim, mude isso agora…” mas minha relação com meus pais estava tão abalada que até pedir ajuda me envergonhava .. Eu estava já ficando com coração acelerado sabe? So de pensar em tudo! Um belo dia resolvi aos poucos ir mudando isso. Eu li muitos e muitos “choras “do blog, suas palavras , batia print das mensagem com foto que você coloca, sabe ? Olhava aquilo sempre, as palavras de incentivos , as mensagens, e aquilo juntos com outras mensagens de auto ajuda de instas foram de verdade sendo a minha terapia. De verdade queria te agradecer! Você sem saber me ajudou muito! Lia seus conselhos para as outras meninas e varios e varios serviram para mim. Quantas e quantas vezes eu pegava meu celular à noite e só ficava vendo os prints que batia do blog. Aí olhava pro lado e via o ex lá. E pensava: vou dar um jeito nisso. Ia para frente do espelho e dizia “ se enxerga, olha para você ! Bonita, bem nascida, com condição financeira . Quem é ele pra fazer isso com você , se enxerga! Tenha amor próprio e mude sua vida !” E graças a Deus Cony, consegui sair do relacionamento abusivo. Pedi o divórcio e bolei um plano com meus pais para despachar de mala e cuia o embuste . (Meus pais foram e sempre serão os anjos da minha vida) impressionante que mesmo quando a gente machuca e decepciona eles, no momento em que precisamos,eles estão ali, do nosso lado.

Resumindo a ópera: me separei! Em menos de 1 mês estava com minha certidão de divórcio averbada ! E foi a melhor decisão da minha vida . Nunca fui tão feliz depois que voltei a viver, a sorrir sem medo, a usar minhas roupas, a ter amigos, a ter meus pais sempre perto, a ser eu mesma novamente! Liberdade não tem preço, um coração leve e feliz é a melhor coisa da vida. Para quem leu meu depoimento eu tenho uma coisa a dizer : Faça o que tiver de fazer pela sua felicidade ! Seja egoista, pense primeiro em você e faça o que for necessário . Só se vive uma vez e a vida é muito curta para estarmos ao lado de quem não nos ama e não nos coloca para cima e cresce junto conosco. Depois que reconquistei meu amor próprio, minha vida e minha felicidade, conheci meu namorado atual e digo uma coisa: melhor coisa da vida é amar e ser amada . Ele me respeita, me ama do jeito que eu sou, tem uma família linda, excelente filho, profissional e ser humano. Estamos com planos de casar, ter filhos e já começamos a preparação . Eu achei que homens assim não existiam mais, mas depois que aprendi o meu valor, encontrei exatamente um amor do mesmo nível que o meu. E coloquei isso na minha meta de vida : nunca mais ficar ao lado de quem não me amasse como eu mereço. Uma dica meninas : se sua mãe não gostar do namorado (a) caia fora. Intuição de uma mãe nunca falha. A da minha então , senhor hahahahaha… Ah se eu tivesse escutado ela… Sim, ela ama o meu namorado e diz que com ele sim, ela quer me ver casada novamente .(detalhe: ela nunca falou isso do outro).

Cony, obrigada por tudo! Você tem muito nisso tudo! Parabéns pelo blog, por tudo. Você é sensacional e nem imagina como me ajudou. Voltei aqui como queria voltar : com um depoimento para você, te contar como consegui ser uma vencedora e sair de um relacionamento abusivo! E para as meninas, que assim que nem eu, precisam de palavras para seguir em frente. Eu só posso dizer uma coisa:Enfrente! Você é a única responsável pela sua felicidade! Só se vive uma vez! Esqueça o que passou, suas culpas e o que deveria ter feito. Coloque todas as suas energias em buscar se reencontrar e no seu amor próprio. Você quando for livre novamente, vai saber a sensação! Não vou te contar, tome a atitude e saia disso mulher! Você consegue , eu consegui! Cony, mais uma vez, OBRIGADA!

CHOREI LITROOOOOOOOOS! Ah mulher, que alegria, QUE ALEGRIA!!!!! Nossasenhora, é com esses relatos que sinto que minha missão na terra é ajudar a mulherada a se amar mais e se livrar dos embustes hahahaha. Fico tao, mas tao feliz que não sei nem expressar! E você falou uma coisa muito certa: a gente acha que não existe homem bom no mundo, mas quando a gente passa a se dar valor e saber o que quer pra vida e como MERECE ser amada, a gente não aceita mais qualquer coisa e consegue desviar do caminho os caras babacas. A gente atrai a energia que emite, e quando se esta feliz, leve, de bem consigo mesma, atraímos o amor que merecemos!! A mais pura verdade!!! Parabéns pela coragem, pela atitude e por entender o que sempre me questiono quando leio alguns choras: as mulheres conseguem por no papel tudo o que estao passando, descrevem todo o sofrimento, e ainda assim perguntam o que fazer. PALMAS PARA VOCÊ, que nem precisou enviar o Chora e sacou pelas próprias palavras o que tinha que fazer. EXEMPLO VIU??? Seja muito feliz, como merece e que nada, NUNCA MAIS, apague sua luz 🙂

  • Como podem perceber, estou em SP rsrsrs. Ah, e Choras suspensos… vocês encheram a caixa de mails de novo kkkk, ô mulherada boa pra chorar hein!! Mas Dica da Leitora, Comprei na China, Alternativa Fashion, tá tudo aberto, podem mandar mails para essas tags!